The Blood of Olympus

Ambulatórios Veterinários

Página 1 de 3 1, 2, 3  Seguinte

Ir em baixo

Ambulatórios Veterinários Empty Ambulatórios Veterinários

Mensagem por Juno em Qui Ago 23, 2018 9:06 pm


Ambulatórios


Onde a maioria dos atendimentos e tratamentos têm início, os ambulatórios são amplos e equipados de forma completa para os veterinários atuarem. Filhotes e criaturas pequenas são atendidas no Ambulatório A. Criaturas de porte médio, no Ambulatório B e as criaturas de porte grande, no C, que é ainda mais amplo e mais alto, com acesso pelo exterior do prédio. Há ainda ambulatórios específicos para animais de montaria, organizado em baias, e criaturas que não têm bom relacionamento com outras espécies, como predadores selvagens e dragões.

Aqui seu mascote receberá tratamentos básicos e essenciais, como cura para ferimentos, clínica geral e traumatologia veterinária.



Juno Moneta
"Você deve forjar seu próprio caminho para que ele signifique qualquer coisa"
Juno
Juno
Deuses Olimpianos

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ambulatórios Veterinários Empty Re: Ambulatórios Veterinários

Mensagem por Romeo Bernocchi em Sab Set 01, 2018 6:44 pm

ambulatório
Depois do encontro massante que Bolt, Otto e eu tivemos com um mundaréu de zumbis, as condições dos mascotes não eram as melhores. O que mais evidenciava isso eram seus comportamentos: o cão infernal, geralmente hiperativo e irritante, agora estava zen e antissocial, ao passo em que o thunderbird, fresco e classudo, apresentava picos de carência e extrema simpatia.

A nova construção da cidade, dedicada aos cuidados dos mascotes dos semideuses, era incrível. Não hesitei, portanto, em levar a dupla até lá para voltarem aos seus exóticos e incômodos - mas amáveis - jeitos de ser. O bloco C, destinado às criaturas maiores, era nosso foco. Ainda que Bolt e Otto não fossem grandes como um dragão, eu duvidava que seus metros de altura fossem comportados nos corredores comuns do hospital.

E aí, Elena! — falei à rainha das amazonas assim que a vi. Meus dedos indicador e médio da mão direita foram erguidos no típico sinal de paz: V. — Você pode nos ajudar? — eu duvidava que ela não tivesse visto os dois, mas mesmo assim abri os braços nas diagonais inferiores para apresentá-los. — Esses são Otto e Bolt.

mascotes:
Otto - cão infernal:
HP: 190/190
MP: 165/190

Bolt - Thunderbird
HP: 180/180
MP: 150/180

Romeo Bernocchi
Romeo Bernocchi
V Coorte
Idade : 22
Localização : Acampamento Júpiter

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ambulatórios Veterinários Empty Re: Ambulatórios Veterinários

Mensagem por Bree Weckzourt em Ter Set 04, 2018 7:01 pm

Ida ao Veterinário
— Alguém, por favor! — gritei assim que Valefar e eu entramos no ambulatório do Hospital de Fauno. Por sorte, ao atravessarmos o portal atrás da biblioteca, um grupo de estudantes estava próximo e ele nos ajudou a encontrar nosso destino com facilidade.

Minhas mãos estavam no pescoço do leão que caminhava arfante e com lentidão. Uma dupla de rapazes se aproximou às pressas, analisando a precariedade do curativo que improvisei no flanco direito do animal. Eles me olharam rapidamente e se dividiram: um se afastou para buscar uma espécie de maca/carrinho para transportar Valefar enquanto o outro, com as mãos nos meus ombros, disse que agora ele está em boas mãos, não se preocupe.

Respirei fundo mas me contive. Cruzei os braços em frente ao meu peito em um abraço vazio. Ainda que Valefar estivesse em crescimento - e portanto nosso tempo juntos não era grande -, eu sentia algo forte por ele e me entristecia seu estado por ter sido a causadora dele.

Meus passos frouxos me levaram até onde o caminho era permitido. Desabituada e consequentemente desgostosa com as lágrimas que se formaram em meus olhos, os cocei com as costas da mão e permaneci apoiada em uma parede enquanto aguardava, o rosto voltado para o chão a fim de escondê-lo.

— Com licença... — me direcionei a recepcionista do ambulatório categorizado como C após quase uma hora passada. — Você pode me dizer se o Valefar está bem? Ele é um leão branco com algumas manchas vermelhas e estava ferido no tronco. — gesticulei ao redor do meu corpo como se ajudasse a mulher a reconhecer meu mascote.

— Só um instante, querida. — ela respondeu, virando-se para atravessar uma porta na parte de trás do balcão. Poucos minutos se passaram até que ela retornou, sorrindo satisfatoriamente. — Ele já está em recuperação. Um dos veterinários está vindo falar com você.

Assenti, absurdamente aliviada e agradecida com a informação, então voltei a ficar plantada na frente da imensa porta dupla que limitava a passagem aos pacientes. A placa com os dizeres "área de cirurgia" jazia acima de mim.

— O leão albino é seu, né? — o moço perguntou ao dar de cara comigo. Agitei a cabeça em concordância, ansiosa para saber como ele estava. — Ele está bem. Tivemos de fazer uma cirurgia, porque a mordida que ele levou foi perigosa. Por acaso vocês enfrentaram o Leão de Neméia?

— Exato.

— Eu bem que imaginei... — ele comentou, pondo as mãos nos bolsos do jaleco. — O que importa é que ele está bem agora, mas você precisa deixá-lo descansar o máximo possível pelos próximos dias, ok? E sugiro não colocá-lo contra um monstro como o Leão de Neméia porque é muito arriscado.  —

— Com certeza não. — repliquei, certa de que o fato não se repetiria. — Posso vê-lo, por favor?

O veterinário sorriu e disse que sim. Não tive como não sorrir também, percorrendo os corredores do hospital com os dentes à mostra. Ao entrar em um cômodo branco, encontrei Valefar cochilando sobre algumas almofadas. O curativo consideravelmente grande em seu tronco era incomparável ao meu. Ele estava bem. E permaneceria assim se dependesse de mim.

missão fixa:
• Ida ao Veterinário
Todo o bom dono de pets sabe o quanto é importante manter as visitas ao veterinário em dia e as vacinas também. Você decidiu levar seu mascote ao veterinário, talvez porque tenha percebido que ele não parece muito bem ou porque foi incentivado pelo evento a conferir se está tudo bem com a saúde dele. O importante é demonstrar o cuidado que tem com ele e fazê-lo conhecer os profissionais que amam os animais tanto quanto você. Pode ser que ele não goste muito da ideia, mas vai ser muito importante para o seu bem estar depois. Conte como foi levá-lo ao veterinário e acompanhe de perto todos os exames e aplicações de vacinas que esse médico vai fazer.

Recompensas: 250 XP + 2.500 dracmas + 80 xp e 1 nível de lealdade para o mascote + Restauração da barra de HP/MP caso esteja incompleta + 1 ponto

Bree Weckzourt
Bree Weckzourt
Feiticeiras de Circe
Idade : 17

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ambulatórios Veterinários Empty Re: Ambulatórios Veterinários

Mensagem por Elena C. García em Ter Set 04, 2018 7:19 pm





Kim Mi Cha



Método de avaliação:
Realidade de postagem + Ações realizadas – 50%
Escrita: Gramática, erros, pontuação, coerência, concordância, etc – 20%
Criatividade/Estratégia em combate + inteligência – 30%

Avaliação obtida:
Realidade de postagem + Ações realizadas – 49%
Escrita: Gramática, erros, pontuação, coerência, concordância, etc – 20%
Criatividade/Estratégia em combate + inteligência – 30%

Recompensas de Kim: 248 XP + 2.480 dracmas + 1 ponto
Recompensas de Valefar: 80 XP + 1 nível de lealdade + HP/MP restaurado



Aguardando atualização





Elena Castillo García

Filha de Afrodite ⋆ Legado de Marte ⋆ Rainha das Amazonas
Elena C. García
Elena C. García
Rainha das Amazonas
Idade : 19

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ambulatórios Veterinários Empty Re: Ambulatórios Veterinários

Mensagem por Daron A. Herzl em Ter Set 04, 2018 10:15 pm


Ida ao Veterinário


• Ida ao Veterinário
Todo o bom dono de pets sabe o quanto é importante manter as visitas ao veterinário em dia e as vacinas também. Você decidiu levar seu mascote ao veterinário, talvez porque tenha percebido que ele não parece muito bem ou porque foi incentivado pelo evento a conferir se está tudo bem com a saúde dele. O importante é demonstrar o cuidado que tem com ele e fazê-lo conhecer os profissionais que amam os animais tanto quanto você. Pode ser que ele não goste muito da ideia, mas vai ser muito importante para o seu bem estar depois. Conte como foi levá-lo ao veterinário e acompanhe de perto todos os exames e aplicações de vacinas que esse médico vai fazer.
Recompensas: 250 XP + 2.500 dracmas + 80 xp e 1 nível de lealdade para o mascote + Restauração da barra de HP/MP caso esteja incompleta + 1 ponto
Local de postagem: Ambulatório do Hospital de Fauno


▬ Pode soltar, Daron, a veterinária instruiu, percebendo a insegurança do legionário.

Em suas mãos, havia uma bolinha preta e dourada que cabia perfeitamente na palma de sua mão. Ali dentro, Thuella repousava magicamente em uma espécie de dimensão paralela, onde ela podia aproveitar grandes e espaçosos campos e florestas e não precisava ficar confinada nos alojamentos para animais do Acampamento Júpiter. Ao menos era o que Rebecka La’Fontaine havia garantido a Daron quando ele esteve em sua loja. O senador, então, pressionou o botão daquele objeto e a águia gigante surgiu à sua frente, próximo da veterinária do Hospital de Fauno que faria a consulta.

Ao ver a antiga amiga, Nigel ficou agitado dentro da gaiola e começou a piar para chamar a atenção de Thuella, como se tivessem muito assunto para colocar em dia agora que haviam se visto. ▬ Shh, já solto você, Daron disse ao Bleu tentando acalmá-lo.

Ele estava no Hospital de Fauno para conferir se estava tudo bem com seus dois mascotes e colocar em dia a caderneta de vacinação de ambos. Eles não iam gostar de ser alfinetados por uma agulha e ter um líquido injetado nas veias, o filho de Marte também não gostaria, mas futuramente agradeceriam ao senador pelo cuidado com ambos. “Vai saber o que esses monstros podem passar para seus bichinhos durante as batalhas”, uma filha de Vênus que trabalhava no hospital havia dito e não deixava de ser verdade.

Thuella costumava ser arisca com as pessoas que não conhecia, tendo sido um desafio fazê-la se acostumar com o legionário. Mas, próximo da veterinária, ela não demonstrou dificuldades para se relacionar ou deixar que tocassem nela. A garota acariciou a cabeça da águia, que abaixou-se para se deixar tocar, e a partir de então iniciou os exames - conferindo o aspecto das penas, a saúde das asas e examinando dentro do bico.

▬ Tudo está bem com ela. Só vou aplicar a primeira dose da vacina para ela ficar imune a doenças transmissíveis por outros animais mitológicos, disse a médica.

A jovem pegou, então, a pavorosa agulha com a qual aplicaria o composto imunológico na ave. Com perspicácia, a veterinária manteve-se fora do campo de visão de Thuella enquanto a águia comia um petisco que havia recebido da moça. A sutileza foi invejável, pois a águia nem desconfiou que havia sido perfurada com uma agulha e sido vacinada, apenas continuou comendo.

Então era a vez de Nigel conhecer a veterinária. Ela pediu que eu apoiasse a gaiola da arara mágica sobre a mesa do consultório e deixasse-o sair. Nigel ficou um pouco mais inseguro e desconfiado, então Daron precisou incentivá-lo para que pudesse confiar na jovem garota que queria examiná-lo.

▬ Venha, Nigel, eu estou com você, Herzl disse incentivando o pássaro a sair da gaiola. Achava muito agressivo simplesmente colocar a mão lá dentro e agarrar o pássaro para fora, e a semideusa à sua frente provavelmente concordava.

O legionário não lembrava de um detalhe interessante: a veterinária que estava atendendo suas aves era filha de Febo. Então, a fim de fazer a arara simpatizar com ela, a moça começou a assobiar um ritmo tranquilo e muito agradável de se ouvir. Daron não sabia exatamente o que aquela canção significava, mas foi o suficiente para Nigel se acalmar e deixar a gaiola.

A veterinária pediu para que Daron segurasse a ave e mantivesse-a tranquila enquanto ela o examinava. A moça repetiu o procedimento que havia executado anteriormente com Thuella: observou olhos e ouvidos, a situação das asas, das penas e conferiu o interior do bico da arara.

▬ Ele é muito bonito, nunca tinha visto uma arara como ele, ela disse, e Nigel pareceu compreender que era um elogio pra ele. O pássaro se empertigou e balançou as penas em resposta. ▬ Ele só precisa comer mais frutas e ingerir vitamina C, ela orientou, e Daron não fazia ideia de como ela tinha chegado àquela conclusão, considerando que ela havia conferido cada pequena parte do corpinho da arara.

Então era a hora de aplicar a vacina e o senador já ficou angustiado pelo seu amigo. Thuella tinha proporções muito maiores para não se importar com uma agulha, mas Nigel era tão pequeno e delicado que uma pequena agulha parecia uma grande ameaça. Mas, para sua tranquilidade, a vacina que a sua arara ia ingerir era em forma de gotas. Com delicadeza e movimentos precisos, a veterinária fez o Bleu abrir o bico e ingerir três gotinhas da dose.

▬ Traga-o daqui a um mês para a segunda dose, orientou, para então liberar o trio da consulta.

Nigel não voltou para a gaiola, afinal, havia se comportado tão bem na consulta que não merecia ficar enjaulado outra vez, ainda que fosse só para o transporte. Thuella acompanhou os dois amigos caminhando, arrastando as asas contra o solo em um claro sinal de quem desejava exercitá-las. Foi quando Daron teve uma ideia meio idiota, mas que os seus companheiros iam gostar.

▬ Está com você, ele disse encostando em Thuella e saiu correndo.

Ao ativar a sua tatuagem, as asas saíram de suas costas e ele levantou vôo, acompanhado por Nigel. A arara ainda não tinha força suficiente nas asas, mas já conhecia os ares pelos passeios com o seu dono. E, naquela brincadeira, os três encerraram a manhã antes de continuarem as atividades previstas para aquele dia.

Itens:

• Pokemonster [Uma bolinha baseada no designer da famosa Pokebola, do anime, Pokemon. É preta e dourada, se expande nas mãos do portador e cria um portal seguro, que transporta a criatura para seu interior, e levando para uma dimensão parare-la. Possui um botão retrátil, ao apertar, libera a criatura novamente de seu mundinho particular.| Efeito 1: Ao pressionar o botão pela primeira vez, quando a Pokemonster está vazia, essa criara uma espécie de portal em frente a criatura. Um circulo luminoso repleto de escritos em grego ou latim, que se misturam a runas, criando um portal que suga a criatura para o interior da Pokemonster, o levando para uma dimensão paralela. Efeito 2: O interior é semelhante a um bosque, idêntico ao da maleta fantástica, que deixa a criatura livre para brincar, se divertir e melhor, manter-se segura enquanto seu dono está lutando do lado de fora. Efeito 3: Transforma-se em um chaveiro com o mesmo designer, que pode ser facilmente carregado por aí.| Desconhecido | Sem espaço para Gemas | Beta | Status: 100% Sem danos | Mágico | Comprado no Fantastic Beasts]








Daron A. Herzl
רעם על ירושלים
Daron A. Herzl
Daron A. Herzl
Senadores
Idade : 21
Localização : Nova Roma

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ambulatórios Veterinários Empty Re: Ambulatórios Veterinários

Mensagem por Pomona Bennett em Qua Set 05, 2018 10:01 am



Consultas de rotina, toda criança precisa de acompanhamento médico para conferir seu desenvolvimento, e com mascotes aquilo não era nem um pouco diferente. – Se você se comportar, vai ganhar um tratamento especial, e eu te garanto que vou ficar até com inveja. – Dou uma risada baixa enquanto acolhia o urso coruja em meus braços, definitivamente Fofinha estava nervosa com a situação, mas o que iríamos fazer era basicamente pesá-la, conferir seu crescimento e receber instruções de alimentação e cuidados especiais.

Me aproximo da recepção do hospital e então falo com simpatia, mas recebendo bicadas em minha orelha enquanto falava, Fofinha era bastante impaciente e quando estava nervosa fazia coisas do tipo, como me bicar, apertas as garras de urso em meu ombro e usar meu cabelo de esconderijo. – Boa tarde, vim para consulta de rotina. Adquiri um Urso Coruja recentemente, é uma espécie única e para mim é importante acompanhar seu crescimento. – Tento me livrar do cabelo que cobria o corpo já maior e pesado da mascote, ela havia crescido consideravelmente desde que colocou meu quarto de ponta cabeça, e eu não sabia se aquilo era normal ou não.

– É só aguardar na recepção que o médico irá chamá-la. Qual o seu nome, querida? – A recepcionista diz apressada antes de eu me afastar para escolher uma cadeira livre. – Violet Evergarden. – Falo somente uma parte do nome, a mais fácil de ser pronunciada e escrita, afinal, para que complicar se eu poderia facilitar o trabalho da moça? Assim que ela termina, volto a andar pelas criaturas espalhadas pela sala de recepção e ocupo uma das cadeiras vazias, Fofinha piava em meu ouvido e aquilo estava me dando um pouco de dor de cabeça.

– Fique calma e venha para o meu colo, ele só vai te examinar, não vai te machucar. – Poucos minutos após eu me sentar, ouço o meu nome ser chamado, e enfim, acompanho o médico para a sala de atendimento, inicialmente explico toda a origem da criatura, que inquieta tentava entrar por baixo da minha blusa para fugir do médico, e quando ele se aproximava soltava sons de alerta, como se não quisesse ser tocada por ninguém. – Fofinha, lembra do que eu disse? Sem se comportar, não ganha surpresa. – Reforço a recompensa final, e como eu sabia que a curiosidade iria matar a birra, a chantagem logo tem efeito, finalmente o urso-coruja deixou o médico tocá-la.

– Fique tranquila, não vou te machucar. – O veterinário explica com voz suave, ele tinha uma certa facilidade em lidar com mascotes, não era a toa que escolhera tal profissão. Acompanho Fofinha em cada etapa do processo, a segurando sobre um aparelho para pets pequenos e filhotes que fazia todo o processo de medição em centímetros, até mesmo o tamanho do bico, asas e das patinhas eram medidos. O veterinário se baseava na contagem dos animais separados, talvez fosse a mesma situação, mas as chances de ela ser uma coruja gigante eram enormes considerando o crescimento acelerado, e o fato de ela ser meio-urso.

– Está tudo normal? – Pergunto ansiosa pelo resultado, espiava vez ou outra as anotações do médico no computador, tudo era bastante tecnológico naquele consultório e os resultados eram imediatos. – Wow, aquele aparelho também pediu o peso? – Pergunto surpresa ao encontrar estampado na tela do computador a medida de 15kg, como eu não sentia tanto esse peso? Pelo simples fato de eu ser mais forte do que o comum, afinal, era ainda, filha do Deus dos Mares. – Aparentemente ela poderá chegar a pesar quase 200kg, ou até mesmo mais dependendo da alimentação. – Não consigo não me surpreender e demonstrar o sentimento pela expressão chocada com a boca aberta e olhos esbugalhados.

– Pelo jeito temos pouco tempo dormindo juntas, Fofinha, em breve você terá que ficar com os outros animais da Ilha... – Suspiro me sentindo talvez, um pouquinho triste, confesso que fiquei feliz em saber que ela iria passar a ser menos dependente e que talvez com o seu tamanho não fosse mais possível sequer passar pela porta do meu quarto, a impedindo de bagunçá-lo a hora que quisesse, mas também significava que mudanças deveriam ser feitas, eu deveria prestar maior atenção na alimentação dela, passaria a oferecer mais peixes e menos carne vermelha, mas será que eu não me sentiria mal por oferecer um ser que poderia me ajudar? Por Circe, eu estava confusa!

– Aqui está, o resumo de como o seu mascote está e opções de alimentação não somente carnívora, mas também herbívora. Quero que marque retorno para daqui um mês, tenho certeza que ela estará o dobro do que está agora, e quem sabe, o triplo. – Pego o papel e me levanto da cadeira, carregando em meu braço, a criatura aparentemente pesada, estendo a mão livre na direção do médico e o agradeço pelo chek-up, saindo do consultório um pouco chateada.

Fofinha iria crescer tão rápido.



Missão feita:
• Ida ao Veterinário Todo o bom dono de pets sabe o quanto é importante manter as visitas ao veterinário em dia e as vacinas também. Você decidiu levar seu mascote ao veterinário, talvez porque tenha percebido que ele não parece muito bem ou porque foi incentivado pelo evento a conferir se está tudo bem com a saúde dele. O importante é demonstrar o cuidado que tem com ele e fazê-lo conhecer os profissionais que amam os animais tanto quanto você. Pode ser que ele não goste muito da ideia, mas vai ser muito importante para o seu bem estar depois. Conte como foi levá-lo ao veterinário e acompanhe de perto todos os exames e aplicações de vacinas que esse médico vai fazer.

Recompensas: 250 XP + 2.500 dracmas + 80 xp e 1 nível de lealdade para o mascote + Restauração da barra de HP/MP caso esteja incompleta + 1 ponto

CONTAGEM DE PONTOS JÁ ADQUIRIDOS:
03 pontos (+2?).

Poderes Passivos:
Filha de Poseidon:
Nome do poder: Força I
Descrição: Como demonstrado por Percy na série e é de conhecimento geral que Poseidon é mais forte que a maioria dos deuses por ser um dos três grandes, seus filhos possuem uma força superior à comum dos semideuses.
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: +15% de força

Legado de Aurora:
Nome do poder: Pontualidade I
Descrição: Eos/Aurora é sempre pontual com o amanhecer e por isso, seus filhos possuem uma perfeita noção de tempo. Em um estágio primário de seu dom, você é capaz de manter-se atento aos prazos que lhe são estipulados.
Gasto de Mp: Nenhum.
Gasto de Hp: Nenhum.
Bônus: Nenhum.
Dano:Nenhum.

Feiticeira de Circe:
Nome do poder: Persuasão
Descrição: Circe é uma Deusa bastante persuasiva e manipuladora, suas palavras soam como veludo e são capazes de enevoar os sentidos até mesmo da mais inteligente das criaturas. E, como seguidoras de tal Deusa, as feiticeiras são dotadas de palavras persuasivas, no entanto não no mesmo nível que Circe. Conseguindo, por exemplo, que peguem um copo d'água ou, em meio a uma batalha, seus aliados sejam mais estimulados a lutar.
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: Nenhum.
Dano: Nenhum.

Nome do poder: Língua Animal
Descrição: Sendo feiticeiras, as semideusas filiadas a tal grupo, passam a entender o que aves pensam ou falam, entretanto não será possível controla-los. Possuindo, também, uma proximidade maior com falcões.
Gasto de Mp: Nenhum.
Gasto de Hp: Nenhum.
Bônus: Nenhum.
Dano: Nenhum.

Poderes Fofinha - Urso Coruja:
Nível 1
Nome da habilidade: Aura da Inteligência
Descrição: Típico dos animais símbolos de Athena, com o urso-coruja não poderia ser diferente, sua inteligência é bastante alta desde filhote e seus planos e estratégias são muito bem pensados e montados, causando temor em quem quer que esteja atacando o mascote.
Tipo: Passivo
Dano: Nenhum
Bônus: +60% de inteligência.
Extra: Aumenta as chances de os planos darem certo de primeira.


i'm so sick of liying
Pomona Bennett
Pomona Bennett
V Coorte

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ambulatórios Veterinários Empty Re: Ambulatórios Veterinários

Mensagem por Becka Klasfox La'Fontaine em Qua Set 05, 2018 1:16 pm





Daron A. Herzl



Método de avaliação:
Realidade de postagem + Ações realizadas – 50%
Escrita: Gramática, erros, pontuação, coerência, concordância, etc – 20%
Criatividade/Estratégia em combate + inteligência – 30%

Avaliação obtida:
Realidade de postagem + Ações realizadas – 50%
Escrita: Gramática, erros, pontuação, coerência, concordância, etc – 20%
Criatividade/Estratégia em combate + inteligência – 30%

Recompensas de Daron: 250 XP + 2.500 dracmas + 1 ponto
Recompensas de Nigel: 80 XP + 1 nível de lealdade + HP/MP restaurado
Recompensas de Thuella: 80 XP + 1 nível de lealdade + HP/MP restaurado

Dica: Atente-se as palavras repetidas.

Aguardando atualização




Becka Klasfox La'Fontaine
Quer ser feliz? Seja louco, sorria sempre mesmo sem motivo..
Becka Klasfox La'Fontaine
Becka Klasfox La'Fontaine
Pretora
Idade : 25
Localização : Camp Jupiter

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ambulatórios Veterinários Empty Re: Ambulatórios Veterinários

Mensagem por Becka Klasfox La'Fontaine em Qua Set 05, 2018 1:27 pm





Violet E. Schroëder



Método de avaliação:
Realidade de postagem + Ações realizadas – 50%
Escrita: Gramática, erros, pontuação, coerência, concordância, etc – 20%
Criatividade/Estratégia em combate + inteligência – 30%

Avaliação obtida:
Realidade de postagem + Ações realizadas – 50%
Escrita: Gramática, erros, pontuação, coerência, concordância, etc – 18%
Criatividade/Estratégia em combate + inteligência – 29%

Recompensas de Violet: 242 XP + 2.425 dracmas + 1 ponto
Recompensas de Fofinha: 80 XP + 1 nível de lealdade + HP/MP restaurado

Dica: Algumas poucas ações ficaram confusas, sem muito sentido, demorei a compreende-las mas acho que você pode melhorar.

Aguardando atualização




Becka Klasfox La'Fontaine
Quer ser feliz? Seja louco, sorria sempre mesmo sem motivo..
Becka Klasfox La'Fontaine
Becka Klasfox La'Fontaine
Pretora
Idade : 25
Localização : Camp Jupiter

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ambulatórios Veterinários Empty Re: Ambulatórios Veterinários

Mensagem por Aislynn Prescott em Qui Set 06, 2018 10:15 am


Aislynn acompanhava a barriga do animal que estava deitado na maca subir e descer. Os olhos estavam fechados indicando que se encontrava em um sono profundo. As patinhas encolhidas de forma que ficasse confortável para ele agradava aos olhos. Ele merecia um bom descanso após ajudá-la a sair do aprisionamento. Ambos ficaram dentro de um espelho, presos por um duplo, depois de uma luta quase impossível de ser vencida, conseguiram a liberdade. A filha do Sol deitou os braços na maca, próximo ao animal, buscando não realizar movimentos bruscos. Apoiou o queixo e observou-o mais de perto. Felizmente ele estava bem, precisou receber soro para recuperar a força perdida que foi sugada anteriormente, agora só restava esperar.  

— Para onde vão mandá-lo? — Aislynn perguntou para a veterinária querendo saber se ele seria bem tratado, se receberia os cuidados necessários, porém, a resposta a pegou desprevenida. — Mandá-lo? Ele é responsabilidade sua. Com quem mais ele ficaria se não com a menina que o resgatou? — Olhou para a garota de pele negra, de longos cabelos cacheados e com altura suficiente para dar duas da semideusa, ela estava séria demonstrando que não brincou com as palavras. Esta ideia deixou os seus pensamentos a mil, jamais cogitou a possibilidade de um dia ter um mascote. Acreditava não possuir maturidade suficiente para isso, era uma vida em jogo e não sabia se conseguiria dar conta da demanda.  

— Se não quiser, colocaremos para a adoção e torcemos para que ele encontre alguém. — A filha de Vênus encarou Aislynn, seus olhos cor de jabuticaba esperavam por uma resposta. Desviando do olhar na tentativa de diminuir a pressão, a filha do Sol voltou a olhar para o tatu. Neste momento ele começou a se mover, bocejou e piscou algumas vezes antes de olhar ao redor. Encolheu-se ainda mais, o medo era nítido em seus olhos diante de um lugar desconhecido. Porém, assim que se deparou com uma face conhecida, correu até Aislynn percorrendo o resto da cama que faltava para se encontrarem, encostou o rosto no peito da semideusa e ali permaneceu. Sem reação, ela apreciou o ato sentindo-se comovida. Não relutante, respondeu com determinação. — Cuidarei dele.  

A filha da deusa do amor não respondeu, apenas deixou um sorriso de canto transparecer ao observar a cena antes de deixá-los a sós, feliz por ela ter tomado a decisão correta. Quando a viu adentrar no ambiente com o filhote em mãos, já tinha as suas suspeitas de que chegaram de algum tipo de missão. O animal tinha perdido muita força, se ela não tivesse corrido para cá ele teria ido a óbito. Limitou-se saber apenas o necessário para trata-lo, mas ficou impressionada como a semideusa ficou todo o tempo ao lado do animal, indo comer algo apenas quando era mandada por algum dos estagiários visto que não queriam problemas a mais com alguém desnutrido. Com toda a sua experiência adquirida desde quando começou a seguir este ramo, ela podia dizer que estavam conectados de alguma forma.  

• Ida ao Veterinário
Todo o bom dono de pets sabe o quanto é importante manter as visitas ao veterinário em dia e as vacinas também. Você decidiu levar seu mascote ao veterinário, talvez porque tenha percebido que ele não parece muito bem ou porque foi incentivado pelo evento a conferir se está tudo bem com a saúde dele. O importante é demonstrar o cuidado que tem com ele e fazê-lo conhecer os profissionais que amam os animais tanto quanto você. Pode ser que ele não goste muito da ideia, mas vai ser muito importante para o seu bem estar depois. Conte como foi levá-lo ao veterinário e acompanhe de perto todos os exames e aplicações de vacinas que esse médico vai fazer.
Recompensas: 250 XP + 2.500 dracmas + 80 xp e 1 nível de lealdade para o mascote + Restauração da barra de HP/MP caso esteja incompleta + 1 ponto
Local de postagem: Ambulatório do Hospital de Fauno


The A³B Squad
Aislynn Prescott
Aislynn Prescott
Filhos de Apolo
Idade : 14
Localização : Tomando um Sol por ai

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ambulatórios Veterinários Empty Re: Ambulatórios Veterinários

Mensagem por Elena C. García em Qui Set 06, 2018 8:28 pm



Otto & Bolt


Àquela altura do curso de Medicina Veterinária, eu já estava apta a estagiar no Hospital de Fauno como forma de adquirir as horas-aulas necessárias para cumprir aquele semestre. É claro que, em troca, estaria sendo sempre avaliada em minhas atividades médicas ali, sempre prestando contas ao professores plantonista daquele dia. Mesmo com essa grande responsabilidade colocada em minhas mãos, eu estava empolgadíssima por estar ali já atuando na área de formação.

Meus fios castanhos estavam rigorosamente presos em um rabo-de-cavalo e, sobre a roupa, usava um jaleco branco bordadao com meu nome. Estava ali desde o começo da manhã aguardando pelo primeiro chamado que recebesse em bsuca de auxílio. Mas, enquanto esse momento não chegava, estava próxima à entrada do Ambulatório C com um livro em mãos estudando para a próxima aula.

— E aí, Elena! - ouvi uma voz familiar chamar, e logo ergui o olhar em busca do meu interlocutor. Tratava-se de Romeo Bernocchi, provavelmente o pretor mais bem proporcionado e divertido que já havia existido no Acampamento Júpiter. — Você pode nos ajudar? - perguntou, para em seguida apresentar seus dois companheiros: Otto e Bolt.

O primeiro já era meu conhecido de algumas aulas de perícia com mascotes das quais ele tinha participado. Tratava-se de um cão com pelagem negra, tão escura quanto a noite, e agora já era um animal adulto e quase tão grande quanto um veículo bélico. — Como você cresceu, Otto! - disse a ele, levantando a mão para o cão e deixando-o cheirá-la para me reconhecer.

Em resposta, ele latiu e balançou o rabinho - o que poderia nocautear quem passasse distraído atrás dele. — O senhorito pode me acompanhar por aqui, por favor - chamei-o. Seria mais prudente atender Otto primeiro, por já me conhecer, e dessa forma, ele ajudaria a passar confiança para Bolt quando chegasse a sua vez de ser atendido.

O cão infernal parou sobre a plataforma de metal. Toda a estrutura do hospital era altamente tecnológica, mas uma tecnologia de origem mágica que nos era bastante segura. Então, com a nossa aproximação, a plataforma agiu sozinha, acendendo a luz sobre nós e aproximou a bancada de utensílios para o atendimento. Com eles, pude cumprir a rotina médica de conferir os batimentos cardíacos, pressão e até a taxa de glicose, tudo enquanto conversava com o cão. Eu me sentia o Dr. Dolittle naquele momento.

Pelo relato de Otto, ele havia lutado muito bravamente contra zumbis enquanto estavam trabalhando para reconstruir Nova Roma. — E algum zumbi mordeu você? - perguntei em tom preocupado, mas da mesma forma que se conversa com uma criança que conta uma história com empolgação. "Não, eles viraram pó. Eu espirrei", ele contou.

Ao que tudo indicava, tudo estava em perfeita ordem com o cão infernal, ele só havia ficado cansado após toda aquela aventura. Aproximei-me do animal e toquei ambas as mãos em sua cabeça, fazendo uma carícia, mas também transferindo uma parcela de energia para fazê-lo se sentir revigorado para as próximas façanhas. E, como recompensa por tão bom comportamento em sua primeira visita ao veterinário, dei-lhe um petisco após a consula.

— Bolt? - chamei-o para ocupar o lugar onde o cão infernal estava até então. Romeo o incentivou, apesar da inicial relutância que a ave apresentou, mas o bom exemplo de Otto o ajudou a tomar a decisão final e aproximar-se da plataforma. Afinal, se Otto havia ganhado um petisco, ele certamente queria um também.

Respeitei o tempo do animal para se sentir confiante e se aproximar de mim, deixando-o cheirar minha mão antes de se permitir uma carícia. — É a primeira vez que vejo um pet como você. Você é muito bonito - elogiei, pois já havia aprendido que a bajulação era uma das melhores formas de fazer o animal de afeiçoar mais rapidamente a nós. E não havia dito nenhuma mentira ou exagero, ele era uma criatura linda! Ele lembrava muito um hipogrifo, mas ele tinha três pares de asas e olhos incrivelmente azuis.

Com Bolt sobre a plataforma, iniciei um check up dele, começando pelas asas e patas - pois elas são as primeiras coisas a revelar se há algo errado na saúde de um animal como ele. A seguir, chequei seus batimentos e sua pressão. Com a ajuda da tecnologia elevada dos equipamentos do hospital, todo aquele procedimento era rápido e indolor.

E, assim como Otto, o thunderbird havia apenas se cansado após a batalha contra os zumbis. Aproximei ambas as mãos em uma carícia, para também transferir uma parcela de energia através do toque para que o animal mitológico sentisse suas energias restauradas e estivesse pronto para a próxima aventura. E, claro, não esqueci do merecido petisco após a consulta.

— Você está fazendo um ótimo trabalho com eles. A saúde deles está perfeita - disse a Romeo, elogiando-o pelo bom cuidado e adestramento que estava tendo com ambos os seus mascotes. E, dessa forma, o pretor pôde levá-los para a casa com as energias renovadas e ficar despreocupado quanto ao bem-estar deles.


Habilidades usadas:

1º Semestre
Nome do poder: Conhecimento Animal
Descrição: O semideus conhece a fisiologia e anatomia dos animais comuns, sabendo classificá-los e sobre as particularidades de cada família de espécies. Com isso, conhece o comportamento das espécies, os riscos que podem oferecer e características para domesticação ou neutralização.
Gasto de Mp: Nenhum
Bônus: Nenhum

2º Semestre
Nome do poder: Mãos Cirúrgicas & Cura Animal I
Descrição: O semideus teve o conhecimento aprimorado sobre anatomia animal e operações veterinárias, podendo realizar operações cirúrgicas, tratar doenças, ferimentos e curar animais.
Gasto de Mp: 40MP por cura
Bônus: Recupera 20% do HP e MP de um animal ferido.

4º Semestre
Nome do poder: Comunicação Animal I
Descrição: O médico veterinário é capaz de concentrar sua energia para se comunicar com os animais comuns, podendo compreender o que querem dizer e ser entendido por eles. Não exerce nenhum tipo de controle ou influência em suas ações, apenas pode se comunicar com eles.
Gasto de Mp: 20 MP
Bônus: Nenhum

5º Semestre
Nome do poder: Conhecimento Aplicado ao Bestiário
Descrição: As universidades comuns ensinam os alunos sobre os animais naturais, mas a Universidade de Nova Roma também ensina sobre as criaturas mitológicas que os médicos veterinários semidivinos podem vir a encontrar. Além de conhecer os animais comuns, existentes no mundo mortal, o veterinário também conhece a fisiologia e anatomia dos animais mitológicos existentes, sabendo sobre seu comportamento, características, possibilidades de adestramento, tratamento de doenças e ferimentos.
Gasto de Mp: Nenhum
Bônus: Válido para o Bestiário do BO.





Avaliada por Vênus
Como não temos uma base avaliativa para esse tipo de postagens, estou considerando algo semelhante aos curandeiros, por isso sua recompensa será: 2.200 Xp e Dracmas




Elena Castillo García

Filha de Afrodite ⋆ Legado de Marte ⋆ Rainha das Amazonas
Elena C. García
Elena C. García
Rainha das Amazonas
Idade : 19

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ambulatórios Veterinários Empty Re: Ambulatórios Veterinários

Mensagem por Conteúdo patrocinado

Conteúdo patrocinado

Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 1 de 3 1, 2, 3  Seguinte

Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum