The Blood of Olympus
Para visualizar o forum é necessário estar cadastrado, por favor registre-se no rpg ou entre em sua conta. É necessário estar cadastrado para ver as informações contidas no forum. Lembre-se de usar nome e sobrenome, não se cadastrar usando nomes geralmente utilizados por Hacker. Exemplo: "Barum" "Hakye" e por ai vai. Bem vindos.

Mar de Monstros

Ir em baixo

Mar de Monstros

Mensagem por Athena em Ter Mar 04, 2014 7:01 pm


Mar de Monstros

O mar de monstros na mitologia é na verdade o local mais temido pelos mortais, lugar no qual estranhos desaparecimentos acontecem, onde tentam achar explicações para o que acontece. Mas eles nunca saberão da verdade.
No mundo real esse local é chamado de o Triângulo das Bermudas (também conhecido como Triângulo do Diabo) a região notabilizou-se como palco de diversos desaparecimentos de aviões, barcos de passeio e navios, para os quais se popularizaram explicações extrafísicas e/ou sobrenaturais.
A verdade é que esse é o local mais temido pelos meio sangues, Poseidon não tem domínio sobre essas águas, e é onde se localizam os piores monstros marinhos existentes, onde está a ilha de Circe e de Calipso, a ilha do pior ciclope de todos também. Polifemo.





Palas Athena...
Sometimes the power must bow to wisdom. You can be strong, may have power, but if you are wise, you are all well. And more than that, yes you can defeat them. Once warned that to save the world destruiri you-your friends, maybe I was wrong.
avatar
Athena
Deuses Olimpianos
Deuses Olimpianos

Mensagens : 10807
Idade : 23
Localização : Por ai

http://www.bloodolympus.org

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Mar de Monstros

Mensagem por Lise Kröss Holstein em Seg Fev 08, 2016 2:30 pm


Caçada..

O dia terminou normal para semideuseus normais. É até estranho afirmar isso devido às circunstâncias em que as crias dos deuses vivem. Encontrava-me mais uma vez enfiada na floresta e deitada sobre uma das diversas árvores, burlando o toque de recolher do acampamento.Minha respiração foi diminuindo gradativamente, as pupilas fecharam-se e me entreguei aos braços de Hipnos, sob a iluminação da majestosa lua.

Tive alguns sonhos estranhos e despertei, por volta das 5 da manhã. O frio estava tomando conta do acampamento, de cima daquela árvore não dava para ver absolutamente nada, só neblina e umas sombras como a da casa grande, e de alguns dos chalés. Desci dos galhos e segui caminhando por entre a floresta até chegar ao centro do acampamento onde vi um alvoroço. Vários semideuses conversavam e outros apenas calados olhando a espécie de um manual, me aproximei de um deles e peguei um dos panfletos que estavam sobre um dos bancos e várias instruções sobre os anjinhos desaparecidos, como encontra-los e a recompensa que ganhariamos. Abri um pequeno sorriso e olhei ao redor, varios semideuses já correndo contra o tempo para localiza-los. Olhei todas as instruções e me identifiquei mais com um dos querubins, não só por sua informação, mas também pelo lugar onde eu achava que ele deveria estar.

Minha jornada para encontrar Galadriel estava apenas começando, sai em passos firmes da casa grande e segui novamente para o chalé de Phobos. E precisava tomar um banho e pegar minhas coisas. O local estava silencioso àquela manhã, o chalé era bem grande, e por possuir vários campistas era até bem organizado. Segui até o banheiro, tomei um banho rápido e troquei de roupa, vestindo uma calça jeans, uma camisa regata e um par de tênis surrados. Sai novamente do chalé e segui para a entrada do acampamento.

Caminhei por alguns minutos até avistar a floresta. Passei novamente pelos campos de morangos, pelos estábulos, avistei vários semideuses, bebendo, conversando, treinando e até mesmo namorando. Continuei andando por uns minutos até que enfim eu alcancei a colina. Olhei para trás e vi o arco na entrada do acampamento, as palavras que antes estavam em grego agora apareciam em uma língua que eu conseguia identificar "Acampamento Meio Sangue". Como eu iria chegar ao Mar de Monstros?  

Decidi que para começar a viagem,iria pegar uma “carona” até perto do mar. Andei até a estrada. Desabotoei a blusa, joguei os cabelos para frente, os balançando e bagunçando um pouco. O dia começava a clarear. Não demorou muito para que um caminhão estacionasse à beira da calçada. Caminhei até o automóvel, o motorista era homem, tinha pouco mais de quarenta anos, fedia a cigarro e comida industrializada.  

– Entre, moça bonita. – Disse estendendo sua mão para que eu conseguisse subir.  

Adentrei o caminhão. Repousei minha mochila no chão e me acomodei no banco. Com uma das mãos sobre minha cintura caso precisasse retirar a adaga para me defender ou apenas cortar a cara de um tarado.  

– Pra onde vai? – Questionou o motorista.

– Pra onde você vai? – Indaguei a ele.

– Hm, São Francisco. – Respondeu ele.

– E lá tem mar?  – Perguntei, desviando o olhar.

- Tem sim!

- Então é para lá que eu vou. - Repliquei.  

O motorista parecia não desviar o olhar dos meus peitos, segui todo o caminho calada e fingindo que não estava vendo aquilo. Perguntava-me como ele conseguiam correr tanto daquele jeito. Naquele momento eu senti como se não tivesse mais corpo e tudo que eu tinha comido aquela manhã revirava em meu estomago. Eu já estava ficando branca, amarela, verde, o  homem parou bruscamente o caminhão. Fui arremessada contra o vidro. Sangue escorria de minha cabeça. Peguei a mochila e desci ainda um pouco tonta do caminhão e segui em passos lentos até o cais. Agora como seguiria? Era a pergunta que martelava em minha mente.

Fiz a única coisa que podia naquele momento, fechei meus olhos e orei para que meu pai pudesse me ajudar. Ouvi um sussurro na minha cabeça, como se a ajuda chegasse a qualquer momento. Sentei no porto e fiquei esperando, minutos depois, um helicóptero escrito "Phobos" em sua lataria, apareceu. Meu pai tem até um helicóptero, pensei e sorri. Subi as escadas que tinham sido jogadas para mim e logo ele decolou, eu já estava me acostumando com a vista incrível que tínhamos quando estamos voando. Só que voar em uma ave de metal e em um cavalo alado era totalmente diferente. Me lembrava da sensação que senti quando voei em um pegasus na última missão e era diferente, o pegasus voava muito mais rápido e me sentia mais próxima das nuvens, agora no helicóptero se tinha mais segurança.

Voamos por algumas horas até sobrevoarmos o mar de monstros e nós aproximarmos de uma ilha com a espécie de um parque antigo e brinquedos quebrados. O rapaz que guiava o helicóptero disse que eu me preparasse para pular, pois ele não pousar. Ele se aproximou o máximo que pode da praia e com a ave de metal um pouco baixa, pulei dentro da água, nadando rapidamente para a margem.Caminhei pela margem da ilha até perto do pier, quando avistei quem estava procurando, sentada em uma das pedras, a querubim.Ela parecia estar curtindo a paisagem ou até mesmo seus últimos momentos de descanso.

A Galadriel, era realmente lindinha, mas pelo que tinha lido dela era a mais perigosa. Precisava dar um jeito de imobiliza-la antes que ela me visse.Olhei os itens que tinha trago comigo e bolei um plano.Peguei meus dardos negros e me aproximei da anjinha, me escondendo atrás de uma das pedras, até que ela me avistou e tentou lançar algumas flechas em mim, tentando se defender.Pulei para trás de algumas pedras tentando me esconder e lancei uma quantidade especifica de dardos, não consegui acertar nenhum na anjinha, ela era realmente esperta.

Retirei umas das espadas do suporte e chamei a atenção do querubim para mim. Já que eu não poderia mata-la, iria cansa-la. Comecei a correr entre as pedras da praia, correndo em direção ao antigo parque, passei na frente de várias tendas, brinquedos, e outras barracas caidas. Viramos uma esquina e a querubim parecia ter ficado encantada com uns laços coloridos na barraca do beijo. Tive que parar e voltar correndo para tentar chamar sua atenção e tentar cansa-la.

Fiz uma investida com a espada tentando acertar as pernas da anjinha. A espada, novamente, passou raspando seus cabelos, conseguindo até retirar alguns, mas não fez nenhum arranhão. Mas consegui o que queria chamar a atenção dela novamente. Ás vezes era preciso que eu parasse e tentasse chamar sua atenção, já que ela se interessava fácil por coisas que encontrava no meio do caminho. Corri por vários minutos até chegar a entrada da casa dos espelhos e entrei dentro dela correndo por entre os espelhos e chutando os mesmos para a porta. O cupido entrou voando, passando por todos os obstáculos que eu tinha montado. Lançando novamente outras flechas em mim, uma passou de raspão e quase acertou minha perna esquerda.

Ela se aproximou de mim e eu vi que estava encurralada, dei um pulo rápido para a minha direita tentando desviar dos novos ataques da querubim. Estava armada com minhas espadas, excelente presente de meu pai. Levantei-me rapidamente e tentei correr, mas novamente ela vinha em minha direção. Abaixei-me muito rapidamente, com um joelho apoiado no chão e a outra perna flexionada e, movimentei minha espada que estava na mão esquerda com ira e velocidade, tentando fazer um corte que atingisse o braço com o arco, mas acabei acertando uma de suas asas e eu indo ao chão.

Levantei-me com um pouco de dificuldade, meu corpo todo doía e a anjinha não estava muito melhor que eu. Olhei para ela e vi que ela também estava caída. A criatura tentava voar, mas estava com uma das asas ferida.Mas, ainda sim ela poderia usar de suas artimanhas contra mim, voltei a correr saindo da casa de espelhos.Olhei ao redor tentando ter alguma ideia do que fazer para captura-la. Foi que avistei pedaços de madeira provavelmente de caixas quebradas. Tive uma ideia que poderia dar certo.

O anjo ainda estava cambaleando, parecia que ainda sentia dores em sua asa. Eu teria poucos minutos, então precisaria agir rapidamente. Corri até onde as madeiras estavam e peguei algumas, enfiei várias destas madeiras em um pedaço de madeira plana formando uma grade com estacas. Agora eu só precisaria chamar atenção dela para a armadilha. Aproximei-me dele e apontando a espada eu disse: - Ei coisinha linda, mostre-me do que é capaz.

Galadriel apesar do seu ferimento veio atrás de mim e não consegui me esquivar a tempo e levei uma cabeçada no canto esquerdo da barriga, rasgando a pele,pela força do encontrão.Uma torrente de sangue saia da ferida, o que me deixou um pouco fraca. Eu estava ferida, cansada e suja de sangue, porém ela não era nem um pouco piedosa, rumou em minha direção apontando seu arco para mim, só que dessa vez fui com mais cuidado, mas não com menos fúria, minha presa estava ferida mas ainda assim poderia representar perigo.

Estava de pé, ainda conseguia me manter em pé, apesar de ficar cada vez mais pálida, mantive os olhos fixos, concentrando-me sem piscar, havia bastante suor em minha testa, uma mão estava tentando estancar a ferida e a outra estava com punho cerrado no cabo da espada. O anjo pareceu não se intimidar, na verdade isso o fez enfurecer-se e atacar lançando ainda mais flechas em mim. Eu tinha encontrado o momento perfeito e corri para a armadilha, me esquivando de mais algumas flechas, dei um salto e consegui pular as estacas, mas Driel não teve a mesma sorte e foi espetada por uma delas. – Eu sinto muito minha amiguinha. – Disse, passando as mãos pelos seus cabelos loiros e tomando seu arco e flecha,  a amarrei com minha correntes, agora precisava entrega-la para Eros e mais uma vez naquele diz coloquei-me a orar para tal Deus, para que me levasse de volta ao acampamento e pegasse sua anjinha.


Armas:
*Espadas Espartanas: espadas de bronze banhadas no sangue de Phobos. A aura emitida pelas duas espadas é capaz de fazer os inimigos de quem as empunha relembrar seus mais intensos e obscuros medos. Pode ser unida, formando apenas uma arma.

*Armadura de Sangue: uma armadura vermelha banhada no sangue de espartanos. Faz com que todos ao redor do usuário relembrem de seus medos e se mantenham afastados se possível. Quando utilizada amplia a força física e a velocidade em 10 vezes.

O Colar da Herança => Dois colares, um pra cada gêmeo, cada um é uma metade do yin-yang japonês. Quando um dos irmãos está em perigo ou com medo de algo, o colar brilha numa luz vermelha. Além disso, qualquer um que usar o colar e não for filho de Phobos sentirá um medo imenso de qualquer coisa por perto.(presente de Phobos)

Nightmare flower: Um florete que possui um gume bastante afiado, sua ponta pode perfurar armaduras facilmente, o mesmo pode absorver o medo e o pavor dos inimigos de seu portador e assim se tornar mais forte e resistente.(presente de Raphael)

Necklace Family: um colar com corrente feita de ouro e pingente em forma de coração também feito de outro, o pingente pode ser aberto e nele contem de um lado a foto de Raphael e Elise como bebês do lado oposto se encontram três iniciais sendo elas R A E e logo abaixo esta gravado \\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\"Para que nunca se esqueça de sua família\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\"(presente do Raphael)

Espada de Dois Gumes: Uma espada de dois fios feita de bronze e aço os fios da lamina são tao afiadas que são capazes de cortar um fio de cabelo como se não fosse nada,  o mesmo possui um jade no centro de sua empunhadura.  

Magnus -> Clava dupla. Se prende ao punho do dono. Toda feita em bronze celestial, com detalhes em diamantes e rubis. Transforma-se em um bracelete, no qual está gravado seu nome. Ao atingir o inimigo com essa arma, ele ficará atordoado por algum tempo, não conseguindo prestar muita atenção na luta. [Sempre volta para o dono].  

Dardos Negros [ Consiste em dardos de coloração esverdeada. Quando não esta em uso transforma-se em uma pulseira que possui como pingente uma pequena faca. Porém quando atinge o oponente, o dardo torna-se uma faca de arremesso, e espalha uma pequena quantidade de veneno paralisante. {Usado apenas 2 vezes por missão} ]

Sais Subterrânea (O portador terá o poder de banir uma alma ao mundo inferior, só pode banir a alma 1 vez a cada 2 missões) = 300 Dracmas ( Feita de Prata Celestial).

Essência de Afrodite : Um pequeno frasco que pode ser usado como pingente, contém apenas 5 ml , mas como foi feito pela própria Afrodite, tal perfume quando lançado em batalha, aumenta a defesa do portador em 700 e a defesa em 400 a cada dois turnos.

☬ Tônico de Wolfsbane: Uma poção que, se usada corretamente, irá durar pela vida inteira. Se tomada depois de voltar para a forma humana, o Lycan irá recuperar 40 de HP e MP. Caso contrário, a poção não tem efeito nenhum. Uma gota após a transformação é o suficiente.

☬ Perdição Lunar: Uma adaga de ferro estígio, que é normal durante o dia. Durante a noite, no entanto, o corte dessa adaga causa uma hemorragia extremamente forte. Caso a pessoa ferida sobreviva ao combate, ela será amaldiçoada com \\\"Medo Penetrante\\\" (caso não seja um Lycan).
~> Obs.: Medo Penetrante - Toda vez que esse semideus estiver frente a frente com um Lycan, ele sentirá um medo profundo, que o deixará extremamente mais lento e mais fraco. A maldição é removida caso tome o Tônico de Wolfsbane.

Gasipler: Mistura de adaga com soco inglês, com uma lâmina de base mais larga, fácil de manusear e esconder. É usada enganchando-se nos dedos, fechando as mãos como um punho, o que dificulta o desarme da mesma.

Escudo Celestial: É um escudo espelhado feito de gelo que pode servir para refletir a luz e cegar os inimigos por um tempo, também é muito leve para ser usado em batalhas rápidas, mas extremamente resistente.

Mini-lobos de bronze: Se sua cunhada é uma lycan que acabou de ter filhos, nada melhor que um lobo de presente, certo? No caso, os lobos são em número de dois e cabem na palma da mão. Um deles possui uma coloração mais cinzenta; o outro é ligeiramente mais avermelhado. São brinquedos, não podem machucar ninguém.

8- Pressa: Uma vez em batalha quando portando o colar com um pequeno pingente de olho, o semideus consegue se mover 20% mais rápido podendo se livrar de ataques de pessoas no mesmo

Solaris - Uma corrente com um gancho em forma de foice na ponta capaz de prender um oponente e se puxada quando presa a alguma coisa o portador vai em direção ao objeto preso, se a foice da corrente se prender ao chão e for puxada ela cria um espaço onde todos que estão atrás são jogados para frente.

Leques - Um par de leques laminados bem leves e fáceis de manusear dando capacidades para cortes e também de jogá-lo no ar. Ele volta para vocês mesmo que mirado ao inimigo também ativando a capacidade boomerang. Contra a luz reluz o nome Lis em prata.

* Uma espada personalizada com o cabo sendo de um couro branco com alguns detalhes azulados, tendo 10 centímetros. Já a parte de lâmina é de um prata polido e reluzente, com 65 centímetros. No cabo há um pingente feito de esmeralda em formato de um floco de neve, e com esse pingente, a espada poderá se transformar em uma aliança com a frase " Always and Forever " entalhada.

Love’s Shield - é um escudo de forma circular com um adorno dum coração avermelhado no centro do equipamento. É feito de ferro e tem forte defesa a ataque próximos (curta distância).

Nightblade - Um arco negro e grande comparado aos outros arcos normais. O fio que enlaça a ponta do arco e vai até a outra ponta é feito de seda celestial muito resistente banhada em seiva de citronela que só é encontrada nos bosques escuros. De fácil manuseio o arco é perfeito para qualquer tipo de pessoa, com defeito ou não nas mãos.

- Um urso panda gigante de pelúcia, um objeto perfeito para se acomodar e também enfeitar o quarto. Possui uma bandana de pano vermelho junto do urso onde está escrito "Merry Christmas, Lis".

Lança de prata: Uma lança feita completamente de prata lunar, que na luz da lua se torna mais brilhante, mas isso não e nada de mais e so o reflexo da luz. A arma em seu tamanho total possui dois metros e dez, não parece ser muito para essa arma, a mesma e leve para seu portador poder manuseá-la da forma que quiser.

Shield : Um escudo de bronze que cobre todo o corpo do portador, no centro do mesmo se encontra o símbolo dos Lycans, o mesmo e leve o suficiente para ser carregado ou lançado em seu adversário, também muito resistente garantindo uma boa proteção ao portador.

Enlace: Um kit de sete facas, contem uma quantidade de veneno em suas laminas, se pegar em algum ponto vital de um monstro pode mata-lo, mas isso depende da decisão do narrador. As facas podem ser usadas para arremesso ou em combate corpo a corpo. No punho de cada uma delas esta entalhado o símbolo dos lycans e so podem ser usadas por Elise.

The Destructor - Uma espada de aproximadamente 60 centímetros de comprimento, está é toda torneada em alguns detalhes em vermelho que passam a impressão de ter chamas envolta de sua lâmina enquanto este a manuseia, ainda sim tornando uma espada ótima e de fácil manuseio. Em seu punhal existe um botão que ao clicar no mesmo faz com que ela se torne um bracelete.

The Helmslett - Quando este está desativado, não passa de um anel com alguns detalhes em caveira. Ou até mesmo em formato de coração - depende de qual a pessoa quiser - e quando utilizado, este anel cria um holograma perfeito da pessoa mais querida para ela, além de se transformar em um escudo possuindo oito módulos de altura e sete módulos de comprimento.

Lança de prata: Uma lança feita completamente de prata lunar, que na luz da lua se torna mais brilhante, mas isso nao e nada de mais e so o reflexo da luz. A arma em seu tamanho total possui dois metros e dez, não parece ser muito para essa arma, a mesma e leve para seu portador poder manuseá-la da forma que quizer.

- Um urso panda gigante de pelúcia, um objeto perfeito para se acomodar e também enfeitar o quarto. Possui uma bandana de pano vermelho junto do urso onde está escito "Merry Christmas, Lis".

Um escudo de bronze que cobre todo o corpo do portador, no centro do mesmo se encontra o símbolo dos Lycans, o mesmo e leve o suficiente para ser carregado ou lançado em seu adversário, também muito resistente garantindo uma boa proteção ao portador.

The Destructor - Uma espada de aproximadamente 60 centímetros de comprimento, está é toda torneada em alguns detalhes em vermelho que passam a impressão de ter chamas envolta de sua lâmina enquanto este a manuseia, ainda sim tornando uma espada ótima e de fácil manuseio. Em seu punhal existe um botão que ao clicar no mesmo faz com que ela se torne um bracelete.

Presente: The Helmslett - Quando este está desativado, não passa de um anel com alguns detalhes em caveira. Ou até mesmo em formato de coração - depende de qual a pessoa quiser - e quando utilizado, este anel cria um holograma perfeito da pessoa mais querida para ela, além de se transformar em um escudo possuindo oito módulos de altura e sete módulos de comprimento

3-Um óculos que permite ver no escuro, ou em até 3 km de distancia.

Carimbo: Com tinta vermelha como sangue permite aquele que carimbar a arma dar a ela uma propriedade de luz magica, não queima nem machuca o usuário, mas se usado de maneira correta pode fazer o inimigo ficar cego pelo brilho da arma por uma rodada.
this code was designed by Doll for TPO


Lis Holstein
Son of Phobos-- Sexy and Cute -- Daughter of Fear -- Lycans
avatar
Lise Kröss Holstein
Lycans
Lycans

Mensagens : 285
Idade : 20

Voltar ao Topo Ir em baixo

Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum