The Blood of Olympus
Para visualizar o forum é necessário estar cadastrado, por favor registre-se no rpg ou entre em sua conta. É necessário estar cadastrado para ver as informações contidas no forum. Lembre-se de usar nome e sobrenome, não se cadastrar usando nomes geralmente utilizados por Hacker. Exemplo: "Barum" "Hakye" e por ai vai. Bem vindos.

Laboratório da Lori

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Laboratório da Lori

Mensagem por Lori T. Köller em Ter Fev 17, 2015 7:36 pm


Laboratório da Lori

Uma pitada de magia para as vidas sem graça..
Este é o local destinado a todos os preparos de poções por Lori T. Köller, aos visitantes curiosos o cumprimento da jovem feiticeira, se você for um ET retire-se por favor, sua presença reprime os pensamentos de Lori e a assusta.


A queen of sun (...)


“I admit that I ain't no angel, I admit that I ain't no saint -- I'm selfish and I'm cruel and I'm blind. If I exorcise my devils, well, my angels may leave too. When they leave they're so hard to find...”
avatar
Lori T. Köller
Feiticeiras de Circe
Feiticeiras de Circe

Mensagens : 97

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Laboratório da Lori

Mensagem por Lori T. Köller em Dom Jan 29, 2017 11:00 pm


Nostalgia

O dedilhar do fim
O tecido suave tocava minha face como em uma caricia suave, o toque de um pai amoroso pronto a despertar sua criança. A saudade excessiva costumava trazer a tona aquele tipo de ilusão fantástica, uma ilusão em formato de sonho, até que o duro despertar nos levava a cruel realidade. Uma imitação de sorriso se prostrou em meus lábios por cerca de dez segundos, uma reação comum a um bebê que se lembrava de seus leves sonhos sem cor. Espreguicei-me e encarei o ambiente a minha volta. Não havia nada demais por ali, apenas alguns instrumentos utilizados no preparo de poções, coisa que eu não fazia a algum tempo.

Escondido bem ao canto de minha prateleira de materiais estava meu violão, um presente de papai, sua musica havia sido seu escape, o que praticamente havia se tornado algo comum a mim. Caminhei em direção ao violão, passando os dedos por suas cordas em um leve dedilhar. A melodia era simplória, uma premissa do que um iniciante poderia fazer diante de seu instrumento novo em folha. O cantarolar se uniu a melodia, como os movimentos de uma dança em dupla se complementam entre si. As lembranças pareciam correr por minha mente, uma leve nostalgia do passado que á muito havia sido finalizado.

-Esse turu, turu, turu aqui dentro- o ressonar de minha voz, parecia preencher todo o meu laboratório. A canção antiga, em um idioma estranho ao meu, uma letra ensinada pela jovem babá estrangeira que assumira o trabalho por pouco mais de seis meses. Uma lembrança que a garotinha em mim ainda não havia se livrado e que a mulher em mim parecia se apropriar cada vez mais. –Que faz turu, turu quando você passa- frase a frase, até que a ultima delas finalizava a canção e a nostalgia, aquele era o fim. O violão foi colocado em seu cantinho esquecido, e minhas mãos passaram a movimentar um pano molhado. Era hora de retirar a poeira de meu primeiro lar.


A queen of sun (...)


“I admit that I ain't no angel, I admit that I ain't no saint -- I'm selfish and I'm cruel and I'm blind. If I exorcise my devils, well, my angels may leave too. When they leave they're so hard to find...”
avatar
Lori T. Köller
Feiticeiras de Circe
Feiticeiras de Circe

Mensagens : 97

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Laboratório da Lori

Mensagem por Lori T. Köller em Seg Maio 29, 2017 9:11 am


Hora do chá

Pesquisando..
Haviam coisas que nos faziam sentir falta de nós mesmos. Eu sentia falta de algo que não era bem estranho a mim. O silêncio do meu laboratório era uma das coisas que eu mais sentira falta durante a época em que passava na ilha de Circe. Obviamente eu amava aquele local, toda a seriedade se esvaia em um encontro destinado as feiticeiras. Era doce, brilhante, satisfatório. Mas havia aqueles momentos em que uma boa xícara de chá era tudo o que eu precisava.  Adentrei o laboratório, liguei meu pequeno fogão portátil e coloquei o canecão com água para esquentar. Puxei meu grimório da mochila e o abri, me jogando no pequeno sofá.

Eu precisava preparar uma das poções indicadas por minha líder, entretanto eu não fazia ideia de como me viraria em meio a tantas coisas. Seriamente eu me via em uma pequena enrascada. Ao ouvir as borbulhas deixei meu grimório e segui em direção ao fogão. Despejei a água na xícara e depois coloquei as ervas. O cheiro era delicioso e o sabor incrível após algumas poucas gotas de mel adicionadas á mistura. Saboreei o chá até a última gota, antes de me ver novamente colada ao grimório. Bem antes de ser quem eu pensava ser, eu era uma estudiosa pouco dedicada. As coisas mudavam de uma maneira impressionante, o tempo o dono de todos os males.


A queen of sun (...)


“I admit that I ain't no angel, I admit that I ain't no saint -- I'm selfish and I'm cruel and I'm blind. If I exorcise my devils, well, my angels may leave too. When they leave they're so hard to find...”
avatar
Lori T. Köller
Feiticeiras de Circe
Feiticeiras de Circe

Mensagens : 97

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Laboratório da Lori

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum