The Blood of Olympus
Para visualizar o forum é necessário estar cadastrado, por favor registre-se no rpg ou entre em sua conta. É necessário estar cadastrado para ver as informações contidas no forum. Lembre-se de usar nome e sobrenome, não se cadastrar usando nomes geralmente utilizados por Hacker. Exemplo: "Barum" "Hakye" e por ai vai. Bem vindos.

Aula de Arquearia

Página 1 de 2 1, 2  Seguinte

Ir em baixo

Aula de Arquearia

Mensagem por Emmanuelle S. Henz em Seg Fev 13, 2017 8:14 pm


Aula de Arquearia.


Introdução: Arquearia consiste basicamente em qualquer tipo de movimento com o arco, seja curvar, dar forma, manejo dentre outros. Como introdução para as aulas de arquearia não temos muito a fazer, basta saberem que coloquei abaixo algumas dicas de como manusear o arco, para melhor desenvolvimento da aula, de forma que, os campistas podem estar aprimorando seu conhecimento, se alguns já não o tinham, e adquirindo novas tendência. O arqueiro perfeito não é aquele que tem pericia ou facilidade com a arma, mas que aquele que treina com ela continuamente, e se aprimora em usa-la.

Personagem: Emmanuelle para muitos pode aparentar ser um tanto arrogante, não da brechas para conversar que não tenham a ver com instruções de batalha e manuseio de armas. Não se dá bem aparentemente com o sexo masculino, algo comum sendo ela caçadora de Artemis, muito seria e concentrada a garota detesta que a toquem, ou que tentem qualquer tipo de contato físico, caso queira tentar a sorte não se surpreenda se sair sem um braço, perna ou outra parte do corpo.

Dicas de Astucia para aula: O arco é uma arma de longa distancia, portando é normal que muitos se sintam intimidados por não saberem bem como comporta-la. Até porque um arqueiro precisa de certa habilidade, treino, postura dentre outras coisas que podem auxilia-lo para um melhor disparo. Muitos não fazem, ou não treinam arquearia por não saberem o que descrever sobre tal armamento, e convenhamos que dizer, miro, atiro, acerto o alvo se torna algo chato e monômio. Portando, preparei algumas dicas que podem ajuda-lo a descrever sua arma, postura, e deixar a aula minimamente mais interessante.
Manual aqui, ou dicas:

 Descrever altura da arma, peso, a forma com que ela se equilibra em sua mão, arcos tendem a ser diferentes entre si, algumas cortas são mais pesadas e mais rijas, outras mais soltas e maleáveis, depende muito do material com que é fabricada. Descreva a madeira, se ela pesa em suas mãos ou se é de fácil manuseio, algumas fazem aquela curva graciosa, e tem detalhes que as diferem dos demais.

 As flechas e a aljava, um conjunto completo para um arqueiro perfeito, geralmente a aljava do arco é feita de couro, um material resistente o suficiente com uma tira para circular e prender no ombro, tronco ou corpo, algo que permite rápido movimento do arqueiro em campo de batalha. Alguns tem peso mediano, outros são tão leves que quase se tornam imperceptíveis, descreve-los ajuda o narrador a entender a forma com que você se porta diante da batalha.

 Flechas, tipos e tamanhos, existem flechas comuns, especiais, moderadas, moldadas, com veneno, sem veneno, que podem pegar fogo em meio ao ar, incendiar as penas da calda. Cada flecha foi criada com uma percepção diferente, apesar de parecerem semelhantes para muitos, elas não são, tem detalhes que as diferem, como a ponta, que pode ser mais fina, mais rija, mais detalhada. Ou o final dela, que dependendo da forma pode torna-la mais rápida, mais lenta ou mais pesada. Para treinamentos usamos flechas comuns, geralmente de peso médio, por que assim os semideuses podem se acostumar a um peso mediano, e não estranhar quando são tão mais leves ou tão mais pesadas.

 Postura, pernas separadas, geralmente uma um paço em frente a outra, o primeiro joelho dobra o segundo nem tanto. O arqueiro não deve levantar tanto o ombro, e sim mantê-lo em uma posição considerada confortável. O cotovelo deve estar em altura media, e usar o queixo para apoiar o arco pode ser uma ótima saída para sempre acertar o alvo. Mire com apenas um olho, respire fundo e solte, é questão de técnica. Lembre-se de sempre manter a postura firme, o que lhe permite melhor acerto de alvos.

 O alvo, a maioria dos alvos tanto de treino quanto fora tem tendência a ser móvel, isso porque o inimigo não fica parado esperando que você o acerte, na vida real não é assim que funciona. Contabilizar e calcular o tempo da flecha antes de acerta-lo pode ser uma saída de mestre. Tente mentalizar a forma com que ele se move, calculando o tempo que a flecha leva para acertar seu alvo, e só então atire.

 Dica de astucia. O Arco é uma arma de longa distancia, mas nem sempre teremos essa ao nosso favor, por isso, use tudo que estiver ao alcance para vencer uma batalha. Não pode atirar as flechas? Crave-as em seu inimigo, isso mesmo, a use de faca, use as mãos e finque em pontos que alcançar. Não pode usar o arco para atirar? Use ele de porrete, acerte o rosto, tronco, pernas, ele pode ser usado de outras maneiras também. Ser criativo pode ser a diferença entre vida e morte.

Missão: Todos os campistas encontram-se dispostos no anfiteatro (que se assemelha ao coliseu em Roma, no caso de campistas romanos podem usar este no lugar). Isso porque nessa aula em especifica usaremos a distancia ao nosso favor. Devem-se posicionar-se no andar mais baixo, de frente para a arena de espetáculos antigos. Usando o muro para se proteger, o arqueiro devera tentar acertar os alvos moveis que se encontram abaixo, lembrando que os arqueiros dessa aula servirão como equipe de apoio. Cada arqueiro recebera uma dupla (Npc escolhido por ele) que estará em frente ao campo lutando com o exercício inimigo (Zumbis convocados por duas filhas de Hades a pedido da instrutora, ambas são caçadoras de Lady Artemis). O objetivo, do arqueiro, será criar o selo, basta retirar um filete de sangue do dedo polegar e passar na ponta da flecha enquanto profere a palavra de invocação a deusa Quione, algo que serve como oferenda, as linhas percorrem a flecha, é assim que saberá que sua oferenda foi aceita. Feito isso, o campista deve mirar, no Zumbi que estiver atacando seu parceiro, e tentar acerta-lo, interceptando seus movimentos e dando chance ao seu colega de derrotar o mesmo (A flecha de selo gelado deve impedir os movimentos da criatura por um período curto de tempo, o congelando de dentro pra fora). Aqueles que conseguirem ajudar o colega a derrotar o Zumbi, estarão liberados da aula.

Habilidade: Nome do poder: Selo de Gelo
Descrição: Retirando um filete de sangue do polegar o semideus poderá criar um selo ao passa-lo na frente da flecha (como oferenda ou sacrifício, especificamente a deusa Quione). Selando a flecha dessa forma será capaz de “invocar” criar uma flecha gelada, a aparência será de uma flecha comum, porém ao atingir seu alvo o gelo se espalha na corrente sanguínea, deixando o alvo atingido rijo, duro, ou parado por um turno. Tal habilidade só poderá ser invocada uma única vez por missão, evento ou treino.
Gasto de Mp: 20 MP
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: Nenhum
Dano: 25 HP
Extra: Aquele que for acertado pela flecha de gelo, fica paralisado (congelado), durante um turno, geralmente, no turno em que foi atingido pela flecha.

Instruções e Regras:

-Mínimo de 15 linhas e sabemos que são capazes de fazer bem mais que isso
-Aula aberta por um mês inteiro
-Duvidas devem ser enviadas por meio de Mp
-Boa aula a todos.
.



Emmanuelle Sophie Henz
I'M A QUEEN OF DARKNESS!!!
avatar
Emmanuelle S. Henz
Filhos de Poseidon
Filhos de Poseidon

Mensagens : 929
Idade : 22
Localização : Seguindo em frente..

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Aula de Arquearia

Mensagem por Louise S. Mitchell em Seg Fev 20, 2017 12:31 am

Anfiteatro, Acampamento Meio Sangue

Novamente eu estava disposta a dar uma chance para o acampamento me mostrar que poderia ser mais do que apenas um bando de jovens idiotas empunhando espadas. Aquela aula que assistiria, ou melhor, participaria, era diferente das demais, afinal é bem sabido no acampamento que nós filhos de Afrodite não somos tão eficazes com arcos, na verdade com armas alguma, mas tentávamos nos superar. O burburinho corria solto no chalé dos filhos da pomba, afinal era um treino com uma instrutora caçadora e todos sabiam da fama frígida e lésbica que elas pensavam em relação aos homens. Existiam algumas filhas de Afrodite abnegando o seu lado do amor e luxúria e se juntando a elas, mas não seria o meu caso. Imortalidade é uma recompensa barata quando se podem conseguir inúmeros prazeres nas camas dos amantes. Então confesso que estava indo mais aquele treino por curiosidade do que por interesse na arte da arquearia.

Deixei o chalé de Afrodite e me juntei aos demais campistas posicionados no anfiteatro. Era a primeira que pisava naquele lugar, então havia certa novidade em tudo. A instrutora que até então me apresentaram como Emmanuelle já se encontrava presente, seguida de alguns campistas. Os rapazes se mantinham distante, talvez por medo de ser atacado ou com medo de não conseguir conter seus instintos primitivos, afinal a instrutora era bonita. O que me confundia ainda mais, pois abrir mão de determinadas coisas para seguir uma deusa e prometer castidade eterna não deveria ser fácil.

Deixei-me esperar por vários minutos até que a aula se iniciou. Havia arcos de vários tamanhos, flechas e equipamentos usados nesse esporte, hobby esse que poderia ser incrivelmente mortal. A tarefa não era simples, mas motivou, afinal há dias pensava em como ser útil sem precisar entrar diretamente na linha de batalha. Haveria alvos e deveríamos servir de apoio para um campista que faria dupla conosco. O campista estaria em batalha direta e logo nós, os apoios deveriam acertar os alvos usando uma nova habilidade com arco. Havia dois enormes problemas enfrentados por mim – lutar utilizando um arco e usar uma habilidade diferente sendo que, não consegui nem utilizar os dons herdados através do meu sangue divino. – Vamos lá. – Sussurrei para me encorajar. – Seja o que Zeus quiser! – Prendi o cabelo em um coque simples e mal feito. Eu estava usando habitualmente o uniforme do acampamento, o que me dava bastante liberdade de movimento. Fui até a sessão dos arcos e peguei o primeiro que vi. Era médio e muito mais pesado do que imaginei que fosse, capturei também sete flechas com pontas simples e uma aljava que coloquei nas costas. Sentia-me uma caçadora pronta para abater sua vítima. Aquilo poderia ser divertido.

Encaminhei-me para a parte de baixa do anfiteatro e me posicionei atrás de um muro. O campista que faria par comigo era uma filho de Íris, a deusa do arco-íris. Não perguntei o seu nome, afinal o babaca a me ver ficou tentando dizer algo, mas os olhos não saiam da altura dos meus seios. – Então seremos uma dupla. Mate seja o que for que aparecer lá e em troca te darei cobertura. – Voltava a caminhar a passos largos para a mureta quando resolvi dizer mais algumas palavras. – Mas, não confie em mim. É minha primeira aula e pode ser que no final você tenha que ser o apoio e o atacante ao mesmo tempo. – Findei a frase com um sorriso angelical e proposital e me dirigi para a minha posição. Para ativar a habilidade era preciso tirar um filete de sangue e por sobre a ponta da flecha e então oferecê-la como sacrifício para Quione. Ao sinal da caçadora a aula se iniciou. O arco estava mal posicionado nas minhas mãos, afinal era pesado para o meu pulso gentil e delicado. A falta de jeito me permitiu perder o que estava acontecendo inicialmente na batalha e quando voltei os meus olhos para o lugar, deixei soltar um grito e o arco caiu, bem em cima do meu pé. – Ai... ai. – Resmunguei. – Arco idiota. – Abaixei-me e peguei o arco novamente. Reparei que o meu arco não era completamente curvado, o metal que era feito, fora desenhado para mãos simples, não tinha tanta dificuldade no seu formato, apenas o peso.  Segurei a primeira flecha e posicionei no aro do arco. A flecha era metálica e bem elaborada, observei um detalhe entalhado de uma mulher e a ponta tão final que poderia parecer uma agulha.

- Postura errada. – Ouviu uma voz atrás de mim, o que me pregou um susto e novamente quase deixei o arco escapulir. Emmanuelle estava bem ao meu lado e embora fosse uma garota que não se satisfazia com rapazes, tinha um sorriso gentil. – A sua postura está completamente errada semideusa. – Posicionando as mãos sobre as minhas costas ela enrijeceu a minha coluna e gentilmente com a ajuda do seu pé afastou minhas pernas na posição certa. – Deixe te mostra a forma correta de segurar o arco. – Ela pegou o arco de minha mão e segurou-o completamente diferente do que eu estava fazendo. Aproximou o arco do rosto, tocando os punhos na parte inferior do rosto. Observei atentamente, absorvendo cada movimento e técnica. – Pronto, agora é a sua vez. – Terminou ela.

Em posse do arco, fiz exatamente como instruída. Os zumbis, sim me esqueci de dizer que essas criaturas surgindo foi o motivo por ter quase esmagado o meu pé. Essas coisas estranhas estavam todas rodeando o rapaz de Íris. Ele parecia se sair bem, na verdade manuseava a espada de forma exuberante. Posicionei a flecha apoiando no queixo, um joelho arqueado e as pernas distantes, um pé na frente. Lancei a flecha e nem ao menos havia feito o ritual ou mirado no alvo. A flecha passou por alguns milímetros perto da perna do filho semideus e parou batendo no chão e fincando. Fiquei estupefata com o quanto de pressão havia sido posto e a capacidade da flecha fincar no solo do teatro. – Eeita Giovana! – Exclamei. Estava disposta a fazer correto da próxima vez. Retirei a segunda flecha da Aljava e com a ponta furei o meu dedo bem de leve, torcia para que aquilo estivesse esterilizado. – Deusa Quíone, aceite essa flecha como símbolo do meu sacrifício. Congele o meu inimigo e mostre o poder de suas geadas. – Após oferecer a flecha, apontei para o primeiro zumbi e respirando pausadamente, lancei-a sobre o ar. A criatura estava tão extensa que consegui acertá-lo no meio da barriga, o que pra mim era sinal de prodígio. Mirar em um alvo específico era para os fortes, eu estava satisfeita em apenas ter acertado. – CONSEGUI. – Gritei assustando uma campista quase do meu lado e recebendo um olhar de ameaça, talvez o alvo dela pudesse ser eu.

O filho de íris parecia exausto e ouviu a minha exclamação e sorriu fazendo um gesto com o dedo polegar de aprovação. O zumbi acertado estava imobilizado, parecia que flecha havia explodido dentro dele liberando um gelo que o congelava. Eu estava contentíssima até ver o perigo seguinte surgir. Um segundo Zumbi que eu não havia visto surgiu atrás do semideus do arco-íris. – ATRAS DE VOCÊ! – Gritei. O campista esquivou-se para o lado, mas não com o tempo suficiente para escapar do ataque. A espada do semideus voou alguns metros e com a mão nua ele o enfrentava. – Ele precisa de ajuda! – Retirei a terceira flecha da aljava e pulei a mureta. Não sabia o que fazia, seguia meu próprio extinto. Enquanto corria em direção ao semideus, toquei a ponta da flecha na ponta do meu dedo ainda cortado. – Abençoe essa flecha Quione, que ela possa congelar o inimigo. Receba o alvo como prova da minha coragem. – Gritava enquanto corria para o alvo. Eu não havia usado aquela arma antes, logo posicionar a flecha no arco enquanto corria me parecia super complicado. Eu estava a poucos metros de distancia. O semideus caído no chão, o Zumbi próximo do grand finale. Não conseguiria mirar e nem havia tempo para parar. Deixei o arco largando-o no chão e somente com flecha avancei para cima do monstro. Acertando um chute mal calculado, mas ainda assim em cheio, fiz o zumbi retroceder e segurando a flecha firme, finquei em sua perna. O resultado fora o mesmo do anterior. A flecha se tornou gelo e logo o zumbi imobilizado foi congelado. – Tudo bem com você? – Perguntei estendendo a mão para o rapaz. Ele balançou a cabeça que sim e o ajudei a levantar.

- Vamos sair logo daqui. – Convidei-o. A aula havia sido finalizada e com êxito ou não eu havia aprendido duas coisas – Arco e flecha também pode ser uma arma eficaz e Quione é uma deusa que não deve aborrecer. Deixei o anfiteatro analisando a ponta do meu dedo. O corte não havia sido fundo, mas agora que a aventura havia passado, começa a sentir um dor fraca, mas ainda sim chata.        
       

 


Considerações:

◆ Não citei o tempo e nem horário porque achei que poderia entrar em controvérsia como alguma aula posterior de algum campista, então resolvi não por essa parte.   



Arsenal:

◆ Nenhum


Habilidades:

Passivas:

◆ Nenhuma
Ativas:

◆ Nenhuma




avatar
Louise S. Mitchell
Feiticeiras de Circe
Feiticeiras de Circe

Mensagens : 192

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Aula de Arquearia

Mensagem por Elena C. García em Qui Fev 23, 2017 4:47 pm

Aula de Arquearia


- - - - Enchanted arrow



Com delicadeza, retirei o colar pendurado em meu pescoço. Após afastá-lo de mim, ele tomou a forma de um arco elegante, cuja madeira era leve o suficiente para ser agradável segurá-lo e com a espessura de uma caneta de quadro. Sua corda também era delicada, da mesma espessura da corda metálica de um violão e parecia ser tão resistente quanto aço. Testei a corda puxando-a tanto quanto possível. Ela resistiu com firmeza ao primeiro puxão, necessitando de um pouco mais de força para se estender ao máximo. Bem, acho que eu preciso usar mais esta arma...

Após testar o arco e o quão confortável ele era em minha mão, testaria ali uma flecha. Como o arco era comprido, com cerca de 110 centímetros, e sua curvatura era sutil, eu sabia que era uma arma que podia disparar mais longe que as demais. Para isso, precisava de uma flecha leve e equilibrada o suficiente para não ser atraída rápido demais pela gravidade ou fazer-me acertar longe de onde havia mirado. Minha aljava era encantada, permitindo que eu sempre tenha flechas disponíveis, mas nunca havia pensado em "invocar" um determinado tipo de flechas para certa ocasião. Pensei em uma flecha longa o suficiente para a extensão do arco e relativamente leve, com a ponta e a outra extremidade dando-lhe um perfeito equilíbrio, para não pender muito para uma extremidade ou para a outra.

▬ Elena? Vai demorar muito? - perguntou Evelyn¹, a conselheira do meu chalé, impacientemente. Ela seria a minha dupla naquela aula. Eu estava sendo um pouco metódica demais na tentativa de conhecer bem minhas armas e aplicar tudo o que a tenente das caçadoras de Ártemis havia instruído no começo da aula. É que conhecer minhas armas de uma forma mais analítica era algo que nunca havia me ocorrido fazer. ▬ Desculpe, estou um pouco nervosa - confessei sem jeito, pois era a primeira aula de arquearia da qual eu participava, e não me achava tão capaz de atirar enquanto minha irmã lutava com algum monstro no centro do anfiteatro. Mesmo assim, Evelyn insistiu para que trabalhássemos desta forma na aula.

Ao sinal da instrutora, Evelyn desembainhou sua espada e deslocou-se até o centro do anfiteatro para que se iniciasse a parte prática da aula. Duas filhas de Hades e caçadoras de Ártemis estavam colocadas em cada lado do Anfiteatro e invocaram zumbis, que no princípio estavam apáticos aos semideuses à sua volta, mas assim que um filho de Ares partiu para o ataque, eles revidaram.

"Certo, Elena, vamos lá...", disse para mim mesma. Antes de tentar criar o selo para minha flecha, pretendia tentar acertar o zumbi com uma seta comum. Olhei para um filho de Apolo próximo de mim e tentei imitar o que ele fazia. Primeiro, segurei meu arco com o braço esquerdo esticado à frente e, com três dedos da mão direita, segurei a ponta da minha flecha puxando a corda. A ponta dançou um pouco, mas consegui sustentá-la no indicador esquerdo. Apoiei a mão direita contra o canto do lábio para estabilizar a seta e posicionei-me com a perna esquerda à frente. Tensionei a corda ao máximo e fechei o olho direito, tentando prever onde o zumbi estaria quando a flecha se aproximasse. Sem muita demora, disparei.

Felizmente, a flecha não caiu no chão após percorrer um metro, e alcançou o centro do anfiteatro, mas muito longe de onde Evelyn enfrentava o morto-vivo. Fiz uma cara de desgosto e retirei da aljava outra flecha semelhante à primeira. ▬ Repita os movimentos - disse a instrutora ao meu lado, surpreendendo-me. Concordei e repeti todos os movimentos que fizera antes. Com a corda tensionada e o arco apontado, ela fez suas observações para ajudar a corrigir qualquer falha. ▬ Corrija a sua postura, mas sem enrijecer as costas e os ombros - ela orientou e tentei obedecer. ▬ Certo, agora mire - ela disse, após corrigir a forma como eu segurava o arco, para conseguir apoiar a ponta da flecha sem que ela titubeasse.

Novamente, fechei o olho direito e, conforme ela instruiu, usei o indicador esquerdo apontado à frente para me ajudar a mirar. O zumbi não se movia com agilidade, então supus que, nos três segundos que a flecha levaria para percorrer aquela distância, ele não se afastaria muito da sua posição atual. ▬ Inspire - disse a caçadora. ▬ E quando soltar o ar, dispare.

Puxei o ar e a corda simultaneamente, usei o indicador da mão esquerda para me ajudar a mirar em meu alvo, conforme as instruções que recebi, e quando achei que estava pronta, liberei o ar dos meus pulmões junto com a flecha em minha mão direita. A seta zuniu percorrendo a distância da arquibancada até o centro do Anfiteatro, onde estava minha irmã, e cravou-se no ombro do zumbi. Arregalei os olhos com surpresa e alegria em ter acertado meu alvo, mas ainda não havia cumprido o objetivo da aula.

Fiz a unha do meu polegar direito cresceu afiada e, com a ponta, rasguei sutilmente a pele do indicador esquerdo. Deixei que algumas gotas de sangue caíssem sobre a ponta da minha terceira flecha e fechei os olhos. ▬ Soberana Quione, deusa da neve, receba minha oferenda e, por favor, abençoe esta flecha - disse, fazendo uma prece à deusa. Quando abri os olhos novamente e olhei para a flecha, o filete de sangue pareceu tomar vida própria, e percorreu a flecha circulando-a e formando linhas pela haste.

Evelyn estava se saindo bem, mas devido à minha demora, era uma das últimas a estar ali ainda batalhando contra o zumbi. Respirei fundo posicionando-me como fizera da última vez², com o pé esquerdo à frente e o direito como apoio. Segurei o arco diante do meu corpo com o braço esquerdo esticado e posicionei a flecha. Antes de esticar a corda, usei meu polegar esquerdo para posicionar a flecha corretamente junto ao arco. Segurando a outra extremidade da seta com o polegar e com o nó do indicador direito, estiquei a corda. Respirei fundo outra vez, fechando um dos olhos e esticando o indicador esquerdo para mirar. Minha irmã havia se distanciado do zumbi, e agora ele caminhava em direção a ela. Movi o arco alguns centímetros para a direita para atingi-lo enquanto se deslocava e inspirei. Ao soltar o ar, também soltei a flecha fazendo-a cruzar o ar e ir de encontro ao monstro. A seta atingiu a lateral do morto-vivo, provocando nele um congelamento de dentro para fora até parar de se mover por completo. Evelyn não perdeu a oportunidade e avançou com sua espada para decepá-lo. Ao atingi-lo, o zumbi partiu-se em inúmeros cristais de gelo.

▬ Uhuuul! - comemorei satisfeita por conseguir disparar a flecha corretamente e por termos matado juntas o zumbi, finalizando a aula. Quando olhei novamente para o centro do Anfiteatro, outro zumbi estava quase chegando até minha irmã, que estava ainda se recompondo e retomando o ar após aquela aula. O monstro estava a um segundo de conseguir feri-la, mas antes que eu pudesse gritar “Cuidado!” uma flecha voou em direção ao zumbi e ele desmanchou-se em pó. Olhei para o lado, de onde veio a flecha, e Emmanuelle estava com o arco empunhado em direção ao morto-vivo que quase atacou minha irmã. ▬ Jamais abaixe a guarda ou dê a luta como vencida, filha de Afrodite - ela me disse duramente, e eu não tinha nada a responder, afinal, se fosse um caso real, eu poderia ter sido responsável pela morte de um aliado. Assenti com a cabeça, aceitando sua repreensão a contragosto e compreendendo que eu deveria levar aquilo por toda a vida semideusa.

Evelyn saiu do centro do Anfiteatro e voltou ao meu encontro, pulando a baixa mureta da arquibancada que nos dividia. Apesar do susto com o segundo zumbi, ela estava grata por termos terminado a parte prática da aula e feliz por termos conseguido cumprir a tarefa. A tenente das caçadoras de Ártemis nos dispensou da aula, e voltamos animadas para nosso chalé. ▬ Acho que merecemos um dia de spa depois dessa aula - disse saindo do local e inspirando o ar da rua, enquanto desamarrava meu cabelo e agitava-o livremente.

- - - - - - - -

Considerações:

¹ Evelyn Staudt, NPC, filha de Afrodite. Como o chalé 10 não tem conselheira, narro dizendo que ela é a líder do chalé.

² Como Elena se posicionou para disparar: clique aqui

Armas:

♥ Arco Cupido: Arco com uma Aljava de flechas infinitas que nunca erram o alvo, se transforma em um Diadema ou um Colar.
Obs.: Para as finalidades da aula, ignorei o fato de as flechas da aljava não erram o alvo.

Poderes utilizados:

Nome do poder: Metamorfo I
Descrição: O filho de Afrodite/Vênus consegue modificar pequenas partes do corpo, da forma que bem entender ou se sentir mais atraído. Nesse nível, só é capaz de mudar a cor dos olhos, dos cabelos, também podendo modificar o cumprimento desses último, e das unhas.
Gasto de Mp: 10 MP
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: Nenhum
Dano: Nenhum
Extra: Nenhum

Vestindo
Thanks, Dricca - Terra de Ninguém





Elena Castillo García

Filha de Afrodite ⋆ Legado de Marte ⋆ Rainha das Amazonas

Minha FPA encontra-se aqui ~
avatar
Elena C. García
rainha das amazonas
rainha das amazonas

Mensagens : 526
Idade : 23

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Aula de Arquearia

Mensagem por Lilith Eltz Chermont em Qua Mar 22, 2017 5:46 am




the queen of skies,
not everything is as you want it to be, sometimes when it gets tricky.

As aulas das quais havia participado sempre me ensinavam alguma coisa bacana para o combate, mas nenhuma delas me dava tanta ansiedade como as aulas de arco e flecha. Sempre havia sido fascinada por arqueiras e ainda antes de saber que era semideusa, meu sonho era fazer aulas de arco e flecha e me tornar um dia uma competidora. Sonho esse que nunca havia cumprido. Já estava arrumada com roupas relativamente confortáveis para a aula quando segui meu caminho para o anfiteatro. Ao chegar lá, confesso ter ficado embasbacada com o local, que lembrava muito o coliseu. A arena tinha o chão de terra enquanto era rodeada por arquibancadas. –Oi Lilith, não esperava te ver por aqui. – Ouvi a voz de Ted. Confesso que eu não deveria ter ficado surpresa ao vê-lo por ali. O garoto era filho de Apolo e por isso, devia ter várias habilidades naturais relacionadas ao arco e flecha. –Oi Ted, eu meio que quis tentar aprender. – Abri um sorriso meio sem graça e o acompanhei para o meio da multidão de alunos. Ao que ele me explicava, Emmanuelle era uma caçadora de Ártemis, mas não apenas uma caçadora qualquer, ela era a líder das outras. Não se sabiam quantos anos ela estava na caçada, mas haviam vários boatos de que ela era bem velha. Decidi por não perguntar mais nada sobre ela ao ouvir cochichos informando que a caçadora era meio brava.

Permaneci em silêncio por um tempo até que ela começasse a nos explicar como seria a aula do dia. Como aquela não era a primeira aula oferecida por ela, a disciplina estava um pouco avançada comparado ao que eu sabia sobre arcos, que era basicamente, nada. Mesmo assim achei melhor arriscar, afinal, o que de tão ruim poderia acontecer? Sua explicação era simples, basicamente deveríamos ficar no andar mais baixo, nos protegendo atrás de um muro. Os que ficassem com o arco deveriam acertar alvos móveis que estariam lutando contra a outra pessoa da dupla. Os alvos móveis seriam zumbis, então era realmente importante que eu me esforçasse para ajudar o quanto antes o campista que fosse comigo, mas também deveria tomar cuidado para não acertar de forma acidental a pessoa errada. Além disso tudo, criaríamos um selo para invocar Quione e assim obter ajuda da deusa com flechas “especiais” que paralisaria o alvo por um tempo. Assim que fossemos capazes de executar isso com maestria, estariam dispensados. –Ãn... Ted, será que não podemos fazer juntos ou algo parecido? – Me sentia um pouco sem graça. –É que eu só conheço você. – Continuei meu pedido a fim de tentar comovê-lo. –Por mim tudo bem, mas é você que vai atirar. – Vi seu sorriso e acabei sorrindo de volta. Apesar da situação e do nervosismo, concordei. Como eu não possuía nenhum arco, precisei pegar um dos que eram oferecidos para que fizéssemos a aula. O arco era de madeira e parecia um pouco pesado para minhas mãos desacostumadas. Possuía uma curva diferente que me fazia lembrar um pouco de uma quina de uma moldura. Ele não era muito grande, talvez para compensar seu peso e era esquisito segura-lo. A aljava de flechas era simples, não possuía nada de especial.

Enquanto esperava minha vez de tentar, comecei a praticar a posição correta para segurar o arco. Era difícil fazer tudo ao mesmo tempo. Distanciar muito as pernas parecia deixar minha estrutura torta e não tão firme, mas deixa-las pouco abertas, me dava a sensação de que algo não estava certo. O pior de tudo era a forma que tentava segurar o arco, completamente desengonçada. Mordi o lábio inferior tentando me concentrar na forma correta de me posicionar. Segui até mesmo conselho de usar o queixo para mirar melhor, mas por algum motivo, eu havia acabado batendo a corda no meu nariz enquanto treinava puxar a corda e soltar. Emmanuelle parecia estar ocupada ensinando outros semideuses a como posicionarem-se com o arco e por sorte não havia visto minha estupidez. Esperei que ela estivesse menos ocupada e fui pedir ajuda. –Emmanuelle, poderia me ajudar por favor? Eu não estou conseguindo fazer aquela posição. – Expliquei meio sem graça. A tenente das caçadoras me avaliou por alguns segundos, talvez me achando muito nova para o arco e flecha ou talvez muito descoordenada. –Com o tempo se pega a prática. Me mostre como está fazendo. – Ela ficou de frente para mim observando o jeito que eu segurava o arco. –Abra um pouco mais as pernas, desse jeito. – Pude ver sua demonstração mais do que perfeita de como se segurava o arco. –Isso, agora melhore sua postura e não erga tanto seus ombros. – Tentei fazer tudo que ela falava. –Deixe o arco nessa posição. – A deixei mexer em minhas mãos como se fosse uma boneca de cera até que por fim tive sua aprovação.

Quando finalmente chegou minha vez de praticar, vi Ted lá embaixo, acenando e sorrindo de forma confiante para mim. –Eu não ficaria tão confiante se ele soubesse que eu sou uma palerma no arco e flecha. – Murmurei enquanto tentava manter a calma. Me posicionei no local certo e esperei que os zumbis surgissem. Eu podia ver Ted os enfrentando enquanto ganhava tempo para que eu o ajudasse. –Calma Lilith, não adianta ficar nervosa. – Falei baixinho. Tentei me posicionar da melhor forma que me lembrava, tentando ao máximo não parecer retardada, mas eu podia sentir que isso estava acontecendo. Peguei a flecha e a “encaixei” no arco, mas ao puxar um pouco a corda, acabei perdendo o controle e a deixando escapar. A flecha não tinha recebido muita tensão, então basicamente, ela apenas despencou até o chão. Recebi um olhar reprovativo de Emmanuelle que foi o suficiente para gelar meu sangue. Ted continuava ganhando tempo para mim, mas começava a parecer um pouco cansado. –Tá, eu preciso fazer isso direito. – Murmurei enquanto posicionava meus pés levemente abertos, flexionando um pouco o joelho. Tentei não levantar tanto o ombro, para não perder o equilíbrio e nem ter dores nas costas depois. Fiz o melhor possível para copiar a posição que Emmanuelle fazia ao segurar seu arco. Quando achei que já estava bom o suficiente, peguei a flecha, que possuía uma ponta fina e bem afiada e cortei meu dedo passando um filete de sangue nela a encaixando no arco e preparando para fazer minha prece. –Oh deusa Quione, rainha da neve e das regiões frias, aceite meu sangue como sacrifício. Por favor, abençoe essa flecha com a sua geada. – Fiz a prece de forma meio desengonçada por não ter planejado nada antes. As linhas percorreram a flecha no momento seguinte, mostrando que a deusa estaria comigo naquele momento.

Respirei fundo repetidas vezes e mirei o melhor que pude em direção ao alvo que circulava. Tentei ver como ele se movia e também foquei em observar os movimentos de meu parceiro, para não correr o risco de feri-lo de forma acidental. Tencionei a flecha o máximo possível e assim que me senti segura o suficiente, lancei a flecha. Quis fechar os olhos no mesmo instante, mas me obriguei a ver o que aconteceria. Por sorte, o zumbi havia sido atingido, e Ted se encontrava livre. Aliviada, agradeci a professora e me despedi dela, indo até o filho de Apolo. –Eu fiquei com tanto medo de fazer besteira! – Engoli a vontade de chorar de nervoso. –Tinha certeza que daria certo, confio em você. – Ted abriu um sorriso. Juntos saímos do anfiteatro.







Lilith 'Eltz' Chermont
Rainhas más são as princesas que nunca foram salvas.



.soph.

avatar
Lilith Eltz Chermont
Sem grupo
Sem grupo

Mensagens : 124
Idade : 14
Localização : Acampamento meio sangue

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Aula de Arquearia

Mensagem por Emmanuelle S. Henz em Sab Mar 25, 2017 1:04 pm

Aula fechada



Emmanuelle Sophie Henz
I'M A QUEEN OF DARKNESS!!!
avatar
Emmanuelle S. Henz
Filhos de Poseidon
Filhos de Poseidon

Mensagens : 929
Idade : 22
Localização : Seguindo em frente..

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Aula de Arquearia

Mensagem por Emmanuelle S. Henz em Sab Mar 25, 2017 2:46 pm

Modelo de Avaliação
Criatividade: 40
Ortografia: 40
Coerência: 30
Ações Realizadas: 20
Aparência: 20
Total: 150 exp
Bônus: + 50

Sarah Lich. Collins
Criatividade: 30
Ortografia: 35
Coerência: 26
Ações Realizadas: 17
Aparência: 20
Total: 128exp
Bônus: Inexistente

Elena C. García
Criatividade: 35
Ortografia: 35
Coerência: 30
Ações Realizadas: 20
Aparência: 15
Total: 135 exp
Bônus: +50 = 185 Destaque

Lilith Eltz Chermont
Criatividade: 35
Ortografia: 35
Coerência: 30
Ações Realizadas: 16
Aparência: 20
Total: 136 exp
Bônus: Inexistente



Emmanuelle Sophie Henz
I'M A QUEEN OF DARKNESS!!!
avatar
Emmanuelle S. Henz
Filhos de Poseidon
Filhos de Poseidon

Mensagens : 929
Idade : 22
Localização : Seguindo em frente..

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Aula de Arquearia

Mensagem por Quione em Sab Mar 25, 2017 4:50 pm

Modo de avaliação:
Introdução: 420 XP
Informação: 420 XP
Personagem: 420 XP
Missão: 420 XP
Habilidade: 420 XP
Total: 2100 XP ( +30 por aluno) + 500 dracmas (+50 de dracmas por aluno).

Emmanuelle S. Henz 
Introdução: 420 XP
Informação: 410 XP
Personagem: 400 XP
Missão: 410 XP
Habilidade: 410 XP
Alunos: 3×30: 90 - 3×50: 150
Total: 2140 XP + 650 Dracmas.

Atualizado por Psique.


xιόνη
winter
is coming
avatar
Quione
Deuses Menores
Deuses Menores

Mensagens : 518

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Aula de Arquearia

Mensagem por Emmanuelle S. Henz em Sex Mar 02, 2018 10:49 am


Aula aberta até 02/04/2018 a Meia Noite (horário de Brasília).





Emmanuelle Sophie Henz
I'M A QUEEN OF DARKNESS!!!
avatar
Emmanuelle S. Henz
Filhos de Poseidon
Filhos de Poseidon

Mensagens : 929
Idade : 22
Localização : Seguindo em frente..

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Aula de Arquearia

Mensagem por Luna Minn em Seg Mar 12, 2018 8:55 am

arquearia
BE BETTER THAN BEFORE


As crianças corriam de um lado ao outro em uma brincadeira de pega-pega na cozinha enquanto eu tomava meu café da manhã reforçado, para mais um dia pesado de curas e treinos, minha refeição mudava de acordo com a tarefa que eu deveria fazer no dia. Isaac ainda estava apagado em nosso quarto, ele havia chego bem tarde na última noite, segundo o que eu consegui entender antes de voltar a dormir, algo aconteceu com o chalé de Morfeu, parece que os filhos de Hipnos pregaram uma peça em seus sobrinhos, alguma coisa assim.

- Seren, Haul, vamos! Hoje vai ser um dia de folga para o papai, certo? - Eu não me referia ao acampamento, mas sim às crianças, deixei combinado com a Sayuki que ela ficaria com os pequenos, afinal, ser madrinha não era simplesmente um honorífico, muito pelo contrário. - Mamã, pode levá a epadona? - Haul me perguntava de forma energética e apressada, com o sorriso estampado no rosto pela felicidade em estar indo para o acampamento. Ele, assim como a Seren era extremamente observador, porém, a garotinha era mais preguiçosa do que ele. Agora me pedindo colo, a seguro em meus braços e espero por Haul.

- Mamã vai tabalia hoje? - Ela pergunta com a voz mais fofa e irresistível do mundo, me fazendo sorrir e deixar um beijo carinhoso em sua bochecha. - Sim, mas antes preciso ir à uma aula, e estamos atrasados já! - Suspiro sem pensar, dirigindo o olhar para a sala, de onde Haul sumira segundos atrás, e como se ele sentisse que eu estava chamando-o, a criança volta a surgir com dois sabres de luz que eles costumavam chamar de espada, como sempre, ele estava cuidado da irmã. - Vamos? - O coral de vozes animadas ecoava pela cozinha respondendo positivamente à minha pergunta, me fazendo rir e então, para apressar as coisas, pego Haul também no colo, fazendo por fim, o nosso caminho até o Acampamento Meio-sangue.

(...)

Após deixar Haul e Seren com a minha irmã no chalé de Perséfone, me apresso em passar no arsenal para pegar os costumeiros arco, aljava e flechas. Eu não tinha tempo para escolher hoje, portanto pego apenas o arco que eu sabia que eu gostava, uma aljava qualquer, que ao colocar no ombro noto o quanto esta era pesada, e algumas flechas as quais não me atentei ao peso ou tamanho, somente correndo para onde aquela aula estava sendo realizada. Eu estava atrasada e definitivamente precisava arrumar um arco para mim mesma.

Diferente das demais aulas, aquela estava sendo lecionada no anfiteatro, dizem que o coliseu era muito parecido com aquela estrutura montada no acampamento, sendo este base para ela. Quando corri para me juntar aos demais participantes da aula, noto que estavam em duplas enquanto Emmanuelle explicava a intenção da aula. Basicamente deveríamos ficar como suportes para aqueles que estivessem lutando com um exército de zumbis que perdi a explicação como foi que chegaram até ali, ela explica como o selo deveria ser feito, como ele funcionaria, caso Quione aceitasse a oferenda.

Começo a recuperar o fôlego, quando a instrutora indicou uma pessoa para ser minha dupla, ela um filho de Apolo, que no caso não estaria em seu papel “típico” dos filhos deste, de arqueiro. Dou apenas um breve sorriso como cumprimento e digo meu nome baixo, afinal, eu não queria atrapalhar a aula, assim como seus irmãos, aquele que se chamava Marion, era um garoto bonito com cabelos dourados, olhos mel e pele bronzeada.

- Arqueiros deverão ficar atrás do muro como proteção pessoal. Respectivas duplas, por favor se dirijam para a arena. - E com isso nos posicionamos corretamente, cada qual em seu canto, a caçadora de Ártemis não chegava nem a olhar para a população masculina da aula, o que chegava a ser engraçado e ao mesmo tempo interessante. Alongo o pescoço, ombros e braços para poder relaxar o suficiente para começar a atacar. O exército de zumbis não demora muito para aparecer pela porteira de madeira, procurando através do cheiro os semideuses vivos. Vários já encurralavam as duplas, que até o momento estavam se dando bem ao se defender das criaturas, mas em breve com o cansaço começariam a falhar.

Começo então a preparar a minha flecha, cortando com a ponta da mesma o dedo polegar sentindo uma breve ardência e o sangue começa a fluir automaticamente, e por fim, passo o dedo pela extensão da flecha levíssima que eu havia escolhido. Enquanto eu fazia o processo, começo a proferir em uma espécie de reza as palavras de oferenda à deusa da neve. - Lady Quione, aceite meu sangue como oferenda, abençoe esta flecha com seus poderes congelados, fazendo os corpos mortos sentirem seu incrível poder de neve. - Meus olhos fechados durante a reza, me concentrando no feitio por segundos, se abrem e encontram na flecha, uma estranha movimentação do sangue passado, fazendo com que um sorriso ilumine o meu rosto ao notar que o pedido e a oferente haviam sido aprovados pela Deusa.

Pela primeira vez em um ou dois minutos, observo a situação na arena, eu ouvia os gritos de frustração e as vezes de dor por mordidas ou apertões. Procuro com os olhos pelo filho de Apolo, e o encontro no canto extremo da arena, apesar de esta ser circular, ele era o que mais se encontrava distante do exército de zumbis. Já me posiciono com a flecha, me mantendo agachada no chão, arrumo minha postura da maneira aprendida anteriormente durante as aulas, puxo a flecha com a ajuda do arco, com apenas um olho e mão apoiada no queixo, miro no zumbi que estava indo em direção á minha dupla por trás.

Respiro fundo e solto a flecha, que voa na direção do zumbi, claro ele se movia mas não era nada super difícil e rápido, cortando o ar com um assovio alto, e por fim, acertando o zumbi por pouco em sua perna em decomposição. Mordo os lábios evitando comemorar antes da hora, assim como alguns colegas haviam feito, noto por fim, o corpo do zumbi congelar, Marion havia acabado de fazer um dos zumbis que ele acreditava ser o último, sumir em poeira dourada, me fazendo chamá-lo, assim ele poderia me olhar e dar de cara com o zumbi quase tocando seu braço.

- MARION! -
Grito com a maior vontade que eu conseguia, assim, o jovem rapaz se vira para me olhar e assusta com a zumbi congelado à sua frente, atacando-o como instinto semideus, fazendo-o sumir assim como o outro, em uma explosão dourada. Nós conseguimos! Noto que em pouco tempo, o exército de zumbi tinha sido derrotado, a instrutora parecia satisfeita com o nosso desempenho, e dava um breve sorriso com o sucesso do nosso time. As duplas já retornavam para o local inicial e em pouco tempo, somos liberados da aula, com direito à alguns elogios modestos da caçadora. Agora que a aula tinha sido encerrada, era hora de devolver as coisas para o arsenal e voltar para a enfermaria, pegar firme com o trabalho de curas e nos intervalos checar como as crianças estavam.


Habilidades Adquiridas:
Nome do poder: Pericia com Arcos I
Descrição: Você aprendeu e se desenvolveu com o seu treinamento, e agora já consegue acertar as flechas em alvos com mais precisão, mas tende a ter dificuldades se esses se moverem muito depressa. É recomendado realizar um pouco mais de treinamento. Contudo, seu manejo com arco é muito melhor do que aqueles que nem mesmo treinaram.
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: +20% de assertividade no manuseio de arcos.
Dano: +10% de dano se a arma do semideus atingir o alvo.

Nome do poder: Pericia com Arcos II
Descrição: O seu manejo com o arco melhorou, e agora acertar alvos parados já não é mais um problema, além disso você desenvolveu certa habilidade em atirar contra inimigos em movimento, ou objetos que se encontram da mesma maneira. Mais um pouco de treino e seu personagem se tonara um ótimo arqueiro.
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: +40% de assertividade no manuseio de arcos.
Dano: +20% de dano se a arma do semideus atingir o alvo.

Nome do poder: Pericia com Arcos III
Descrição: Inimigos em movimento? Isso não é um problema, você consegue acertar pontos estratégicos, imobilizar membros e causar um dano ainda maior. Seus movimentos com o arco melhoraram, se aprimoraram, e sua habilidade se tornou quase perfeita. O seu treinamento certamente lhe trouxe um ótimo resultado.
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: +60% de assertividade no manuseio de arcos.
Dano: +25% de dano se a arma do semideus atingir o alvo.

Nome do poder: Pericia em Mira de Arcos I
Descrição: Aprender a atirar com o arco as vezes não é suficiente, o semideus também precisa da mira para aprimorar essa habilidade, assim sendo, ao treinar com esse tipo de arma, automaticamente acaba aprimorando sua mira. Agora acertar alvos em movimentos a longa distância ficou muito mais fácil, além de aprimorar sua técnica com arcos, também consegue atingir pontos mais precisos com essa arma.
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: +30% de mira com arcos, tendo facilidade em atirar em alvos em movimento.
Dano: +10% de dano se o inimigo for atingido pelo arco do semideus.
Extra: Nenhum

Nome do poder: Pericia em Mira de Arcos II
Descrição: O semideus ao executar certo treinamento, acabou aprimorando sua mira, de forma que, atirar em alvos com um arco se tornou muito mais fácil. O tempo com essa arma é um inimigo, mas agora que possui o conhecimento adequado, a vantagem está a seu favor e sua mira, está muito melhor.
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: +40% de mira com arcos, tendo facilidade em atirar em alvos em movimento.
Dano: +25% de dano se o inimigo for atingido pelo arco do semideus.
Extra: Nenhum

Nome da Habilidade: Pericia em Movimentos com Arco I
Descrição: Habilidade que permite ao arqueiro utilizar o armamento quando em movimento dentro de uma batalha. O arqueiro ao portar um arco será capaz de atirar enquanto corre, pula e rola durante a batalha sem se machucar. Seus movimentos se tornam elaborados, seus saltos ficam mais precisos e ao cair no chão dificilmente se machucam. Esse aprimoramento de técnica torna o arqueiro mais ofensivo, reduzindo as chances de erro ao atirar enquanto se movimenta e aumentando as chances do arqueiro de acertar seu alvo.
Gasto de MP: Nenhum
Gasto de HP: Nenhum
Bônus: +20% de agilidade, flexibilidade e precisão ao lutar com arcos.
Dano: +5% de dano se a arma do semideus (arco e flecha) atingir o inimigo.
Extra: Nenhum.

Nome do poder: Pericia com Arcos IV
Descrição: O seu manejo se tornou perfeito, os treinamentos realizados por você lhe trouxeram o resultado esperado. Você se tornou um arqueiro, consegue se mover depressa, atirar, e até mesmo usar o arco para se defender, acertando alvos moveis e não moveis, além de conseguir atirar até duas flechas por vez.
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: +70% de assertividade no manuseio de arcos.
Dano: +35% de dano se a arma do semideus atingir o alvo.


life has made me
TOUGHER & STRONGER
avatar
Luna Minn
Imortais
Imortais

Mensagens : 946
Idade : 21
Localização : Camp Half Blood

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Aula de Arquearia

Mensagem por Emmanuelle S. Henz em Sex Abr 06, 2018 11:58 am

Modelo de Avaliação
Criatividade: 40
Ortografia: 40
Coerência: 30
Ações Realizadas: 20
Aparência: 20
Total: 150 exp
Bônus de aula: + 50

Luna Minn 
Criatividade: 38
Ortografia: 40
Coerência: 30
Ações Realizadas: 20
Aparência: 20
Bônus de aula: + 50
Total: 198

Ps: Eu não fiz comentários individuais de cada aula por falta de tempo, raramente faço esses comentários também. Contudo dou liberdade para qualquer um dos presentes me procurar via MP caso deseje essa avaliação detalhada.



Emmanuelle Sophie Henz
I'M A QUEEN OF DARKNESS!!!
avatar
Emmanuelle S. Henz
Filhos de Poseidon
Filhos de Poseidon

Mensagens : 929
Idade : 22
Localização : Seguindo em frente..

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Aula de Arquearia

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 1 de 2 1, 2  Seguinte

Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum