The Blood of Olympus

[Labirinto de Dédalo] Ania, Brian e Sung

Página 2 de 2 Anterior  1, 2

Ir em baixo

[Labirinto de Dédalo] Ania, Brian e Sung - Página 2 Empty Re: [Labirinto de Dédalo] Ania, Brian e Sung

Mensagem por Brian F. Grodick em Sex Nov 01, 2019 11:54 pm



  The Maze



O filho de Apolo começava a se cansar das lutas e curas que efetuara, todavia, decidiu ignorar o cansaço e seguir viagem. Acenou para Frieryat, agora melhor, e seguiu sua jornada, usando as habilidades de sonar para evitar se perder naquele local monstruoso. O labirinto era vivo, mesmo com sua boa percepção e seus poderes, era muito fácil acabar na China virando uma encruza.

Após algumas idas e vindas, o menino encontrou duas presenças de calor, aparentemente humanas, deixou que seu arco, que guardava no bolso em forma de harpa, se transformasse em arma novamente, empunhando –o com a mão direita levada à corda e a esquerda na base do arco. Caminhou vagarosamente, tentando minimizar o som. Se fossem monstros, ele estaria preparado para atirar quantas flechas fossem necessárias.

Suspirou, levemente aliviado.

À sua frente dois semideuses — um menino asiático que portava uma lança e uma garota de cabelos castanhos, que portava um arco semelhante ao do semideus. Já havia a visto antes, ela costumava frequentar o chalé de Apolo, quando não estava no chalé de Hades, ou na casa de seus pais. Era uma legado. Os dois nunca haviam trocado muitas palavras, exceto por oi, bom dia e boa tarde.  

— Ania! - falou, chamando a atenção dos outros dois para si - E você...? - acenou para o outro menino, cumprimentando os dois rapidamente – Posso me juntar a vocês?  

Ania e o menino, que se apresentara como Sun-Jin-Woo, filho de Baco, fizeram que sim com a cabeça e Brian seguiu o caminho ao lado deles. Não demorou até que encontrassem o primeiro monstro, bom, neste caso, monstros.  Brie não sabia mais o que esperar do local, por dentro, a vontade de rir era grande, mas se conteve, sabendo que não era prudente perder tempo com piadas em meio a uma luta.

A cena parecia ter saído de uma das noites de Halloween de um parque de diversões, a sua frente, uma múmia e um Zumbi. Embora lentos, tinham sangue pelo corpo e portavam uma arma cada um, indicando que haviam matado alguém recentemente e roubando-lhe o armamento. Um acesso de adrenalina e desgosto tomou conta do filho de Apolo, vingaria seus companheiros.    

Tudo aconteceu muito rápido quando as criaturas chegaram. Os três tentaram se unir, ficando próximos. Ania e Brian um pouco atrás com os arcos e Sun a frente. O Zumbi, num movimento completamente inesperado, jogou sua faca com toda força por cima do ombro do filho Baco, intencionalmente, a fim de acertar os arqueiros e impedi-los de atacar.

Brian viu a faca indo em direção à costela de Ania, que tentou escapar, mas não teve sucesso. O filho de Apolo ouviu um grito, porém, embora quisesse parar para ajudá-la, a múmia já avançava na direção dos dois.  

Centenas de escaravelhos a acompanhavam, Brian respirou fundo, puxando a corda do arco até o nariz e atirando três vezes, sem tempo de focar no disparo. Os tiros, desconexos, acertaram a regiam do tronco do monstro, em diferentes partes. Brian precisava focar, mas tudo que conseguia pensar era em sua companheira de luta caída ao chão e os escaravelhos indo até ela.  

O semideus decidiu manter-se perto de Ania, a fim de que os monstros tivessem que passar por ele para poder atingi-lo. Atirou mais uma flecha, com o monstro quase em cima dele, acertando seu pescoço e fazendo-o cambalear. Devido sua preocupação com a semideusa, perdeu a concentração nos arredores, deixando que dezenas de escaravelhos subissem sobre ele.

Instintivamente, ele agachou, levando as mãos ao local. Aqueceu a palma e elevou sua temperatura corporal, fazendo os animais saírem.  Uma série de má sucessões começou, com o tempo que gastou com os escaravelhos, a múmia havia se recobrado e já estava lhe deferindo um ataque, teve de bloquear a espada da mesma com o corpo de seu arco, empurrando-se para trás para se afastar um pouco

Não conseguiria lutar daquela distancia, ele precisava de espaço para sobressair-se. Num movimento rápido, o monstro tentou mais uma vez atingi-lo. Brian tentou bloquear com seu arco, mas a múmia foi rápida e logo alterou a rota da espada, que o atingiu na altura da cintura. Ele esquivou-se levemente para o lado, porém não conseguiu evitar que o instrumento deixasse um corte médio em sua pele. O sangue pingou no chão.

Levou a mão rapidamente até o ferimento e soltou um grito, não de dor, mas de raiva. A onda explodiu em direção ao monstro, que foi afastado e caiu no chão com toda a força.  Brian agachou, apoiando o arco no joelho, respirou, ouvindo o pulsar de seu coração, então soltou uma sequência de sete flechas, que atingiram a múmia enquanto tentava levantar.    

Brian tentava ignorar o corte, que apesar de não tão profundo incomodava na hora de atirar. A múmia se reerguera com uma agilidade que o semideus jamais esperaria, lançando escaravelhos e correndo em sua direção. Brie tentou atirar, mas a nuvem de insetos logos cobriu seus olhos, os tiros às cegas não acertaram lugar nenhum.  

Numa tentativa desesperada, ele utilizou a cúpula solar tanto para afastar a nuvem de animais, quanto para impedir a múmia de se aproximar. Ela, que neste meio tempo já estava cara-a-cara com o semideus, estava prestes a cravar-lhe a espada no ombro, entretanto, com a cúpula ativa, a lâmina fizera apenas um leve corte, antes de começar a derreter, fazendo o monstro soltá-la.

Brian o empurrou com a base do arco e correu de costas, esquivando-se e desativando a cúpula. O dano no ombro era um corte simples, porém o líquido vermelho logo se espalhou pelo braço do semideus e o cheiro de ferro se fez presente no ar. Percebendo que a cúpula havia sido desfeita, a múmia invocou rapidamente milhares de insetos de uma vez so, de modo que Brie teve de recuar para mais perto de Ania.  

Os insetos eram tantos, que Brie precisou de um segundo para processar e reativar a cúpula de luz Solar, mesmo assim demorou um pouco para que os animais fossem todos queimados, tempo suficiente para o monstro trocar de alvo. Visto que não teria muita chance numa luta contra o arco do filho de Apolo, caminhou até a prole de Baco.  

Todavia, a luta não estava tão próxima do fim,  Ania brigava com o Zumbi que rumara até ela depois do ataque falho a Sung-Jin-Woo e não parecia conseguir contornar muito bem a situação, devido a seu ferimento. O zumbi já estava quase em cima dela. Brian aproveitou que a mumia havia trocado de alvo para ajudá-la. Lançou uma onda sonora no morto-vivo, fazendo o afastar-se e cambalear, depois, confiando na menina, voltou sua atenção a múmia.  

Seus dois companheiros estavam ocupando os monstros, o que deu tempo dele mirar precisamente, a fim de auxiliar o garoto. Gastou dois segundos posicionando o arco, agachou, fechou um dos olhos, para focar melhor no ponto e puxou a corda repetidas vezes. Quatro flechas foram lançadas na cintura e 5 mais a cima, na altura do ombro. Brian, para não atingir o descendente de baco, mirou na lateral do monstro, onde conseguia ver melhor. Fez o cambalear.

Nesse momento, Sung aproveitou para voltar para perto dos outros dois e Brian pode dar o ataque final na múmia, enquanto ela ainda se reerguia dos ataques, Brie mirou em seu rosto, com um sorriso de satisfação. O arco já estava firme o suficiente para que ele não pudesse errar. Quatro flechas seguidas acertaram a região entre o nariz e a boca da múmia, transformando-a em pó.  

Por fim, voltou-se ao Zumbi, que Ania já havia quase aniquilado e atirou, concentrando-se o suficiente para apenas não errar o alvo. Uma sequência de sete flechas em questão de poucos segundos fez com que seu corpo virasse pó.

Ele caiu, cansado — Para mim chega, Labirinto não mais —riu com os companheiros.



Poderes e Arma:
Poderes Passivos de Apolo:


Nível 9

Nome do poder: Poeta

Descrição: Criação de rimas, poesias, livros ou qualquer coisa nunca foi um problema, seu personagem sempre bom em cria-las do nada, mesmo que tenha tido dificuldade um dia. O poder de poeta ajuda na criação de profecias, pois as torna mais nítidas, além disso, suas maldições serão mais precisas, mais bem-feitas.

Gasto de Mp: Nenhum

Gasto de Hp: Nenhum

Bônus: Nenhum

Dano: +15% de dano em maldições lançadas pelo semideus

 

Nível 15

Nome do poder: Músico II

Descrição: Com esse poder o semideus será capaz de aprender a tocar qualquer instrumento, e usar a voz como uma aliada. Sua habilidade aumentou ainda mais, e seu chame como musico é quase perfeito, com isso, a potência de sua voz, e a habilidade com os instrumentos se aprimoraram, o que lhe torna ainda mais imbatível.

Gasto de Mp: Nenhum

Gasto de Hp: Nenhum

Bônus: Nenhum

Dano: +15% de dano em poderes ativos que usem a voz, ou armamentos - instrumentos de encanto - manejados pelo semideus.

 

Nível 16

Nome do poder: Ecolocalização

Descrição: Filhos de Apolo/Febo possuem a audição naturalmente mais apurada do que os outros semideuses. Capacitando-os de detectar a disposição dos corpos em um ambiente através de ondas ultrassônicas emitidas por eles, eles analisam as reflexões destas e com isso adquirem consciência da posição e distância dos ''obstáculos'' no arredor. Isso também faz com que possam interagir e alterar a rota de outros animais que se utilizam desta habilidade, como morcegos e golfinhos.

Gasto de Mp: Nenhum

Gasto de Hp: Nenhum

Bônus: Nenhum

Dano: Nenhum

 

Nível 25

Nome do poder: Imitação Sonora III

Descrição: O semideus poderá usar da própria voz para provocar imitações com extrema facilidade. Agora ele já possui total domínio sobre a imitação de todos os tipos de sons, podendo até mesmo dar uma noção ilusória de distância, intensidade e volume. Poderá imitar qualquer som que já tenha escutado.

Gasto de Mp:: Nenhum

Gasto de Hp: Nenhum

Bônus: Nenhum

Dano: Nenhum

 

Nível 26

Nome do poder: Arqueiro IV

Descrição: Você aprendeu que um arco pode ser uma arma perfeita para seu personagem, além de aprender a atirar mais de quatro flechas ao mesmo tempo, agora também consegue atingir o alvo com mais facilidade, sua precisão com essa arma cresceu num nível em que a margem de acerto é maior do que a de erro. Além disso, agora consegue utilizar flechas com veneno, ou elementos mágicos, mas para isso, precisa tê-las em seu arsenal, ou combina-las com um poder ativo que possua,

Gasto de Mp:: Nenhum

Gasto de Hp: Nenhum

Bônus:  +55% de assertividade no manuseio do arco.

Dano: + 30% de dano ao ser acertado pela arma do semideus.

 

Nível 28

Nome do poder: Corpo Atlético III

Descrição: Apolo sempre foi descrito como um Deus jovem e no auge do seu vigor físico. Filhos de Apolo herdaram essa característica de seu pai, sempre são vistos praticando esportes e atividades físicas para se manterem atléticos.

Gasto de Mp:: Nenhum

Gasto de Hp: Nenhum

Bônus:+40% de agilidade e esquiva

Dano: Nenhum

 

Nível 29

Nome do poder: Visão Aguçada III

Descrição: Um bom arqueiro precisa de uma visão perfeito, e os filhos de Apolo/Febo herdam de seu pai olhos perfeitos, melhores que os dos mortais comuns. Seus olhos são tão perfeitos como do melhor predador existente.

Gasto de Mp:: Nenhum

Gasto de Hp: Nenhum

Bônus: 50% de assertividade com qualquer habilidade de lançamento, disparo ou afins.

Dano: + 40 de dano ao lançar algo em algum inimigo e o acerte em cheio não valendo para golpes que peguem de raspão.

 

Nível 30

Nome do poder: Concentração de Arqueiro III

Descrição: Arqueiros precisam se concentrar para acertarem o alvo, pois qualquer distração, podem fazer seu tiro certeiro sair pela culatra. Os filhos de Apolo têm a benção de seu pai, que faz com que eles sejam mais calmos e objetivos quando precisam realizar uma tarefa que exija concentração. Ao estarem usando o arco/bestas, essa concentração torna-se natural, fazendo do filho de Apolo/Febo um prodígio.

Gasto de Mp:: Nenhum

Gasto de Hp: Nenhum

Bônus:+ 50% de vantagem ao realizarem uma tarefa que exija concentração. +75% de facilidade em concentrar-se ao estar usando o arco/bestas.

Dano: Nenhum



Poderes Ativos:


Nível 15
Nome do poder: Cúpula Solar
Descrição: O filho de Apolo/Febo cria uma cúpula de energia ao redor de seu corpo para se proteger de ataques físicos, o campo irradia um brilho amarelo dourado, e o envolve completamente. Durante um turno, o que entrar em contanto com o a cúpula sofrera queimaduras de primeiro grau, mas o filho de Apolo/Febo não será capaz de controlar o que ele quer que queime. Além disso, a cúpula não se expande, portanto é preciso que o adversário toque nela para ser queimado. E como observação final, apenas a parte do corpo do oponente que tocar a cúpula será queimada, as demais permanecem intactas, pois como dito, a cúpula não se expande.  Poderes de fogo não funcionam contra a cúpula, e armamentos sólidos batem contra ela e caem, não a penetram. (É possível ativar a cúpula mais de uma vez, porém o gasto da cúpula é por turno ativo).
Gasto de Mp: 40 MP
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: Nenhum
Dano: Nenhum



Nível 35
Nome do poder: Onda Sonora III
Descrição: O semideus irá produzir uma onda sonora, seja através da voz ou de um instrumento. Essa onda irá empurrar os inimigos como uma onda de energia feita de som, atacando também o sistema auditivo de quem for atingido. Nesse nível, a onda tem apenas o alcance de 10m de distância, atingindo até 5 inimigos, o impulso seguirá para todos os lados do semideus. O filho de Apolo/Febo também terá controle sobre o tamanho da onda e direção que ela irá tomar.
Gasto de Mp: 40 MP
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: +60% de chance de provocar atordoamento.
Dano: 60 + 20 atributo manipulação = 80 15% musico II + 10% benção =100
Extra: Apenas inimigos de nível inferior serão empurrados ou irão cair, inimigos de mesmo nível sentiram uma perca do equilíbrio e inimigos 5 níveis superiores apenas sentirão uma dor de ouvido suportável, mas incomoda




Benção:


Nome da benção: Golden Voice

Descrição: Após mostrar-se digno de uma das mais belas vozes no mundo. O semideus possui a benção de Apolo, poderes relacionados a voz, ao canto e música ficam mais fortes.

Gasto de MP: Nenhum

Gasto de HP: Nenhum

Bônus: Poderes relacionados a voz ou sonoros ficam 40% mais efetivos, ampliando também a chance de funcionarem em 30%.

Dano: + 10% de dano se o ataque do semideus atingir.

Extra: Nenhum  

 

Armas:


• Faca de Bronze Celestial [ Uma faca de lâmina curta - cerca de 10 cm - com cabo em madeira envolvido em couro para tornar o manuseio melhor. | Não produz feridas em mortais. | Bronze celestial, madeira e couro. | Sem espaço para gemas. | Alfa. | Status 100%, sem danos. | Comum. | Nível 1. | Item inicial. ]

 

+ Camiseta laranja do Acampamento Meio-Sangue/Camiseta roxa do Acampamento Júpiter.

 

+ Colar de contas do Acampamento.

 

• Iryak [ Arco élfico com cerca de 1 metro e 50 com runas entalhadas por toda a sua espessura, a corda é feita de um material transparente e de resistência alta, encantada para conjurar flechas incorpóreas e infinitas. |Efeito 1: O arco possui personalidade própria, cria uma ligação com a mente de seu portador (semideus) e poderá se comunicar mentalmente com ele. | Efeito 2: As flechas desse arco são incorpóreas, para materializa-las basta puxar a corda e elas magicamente aparecem no arco, além disso, são infinitas e caso a arma seja derrubada, ela se regenerará em até um turno (runa sowelo). | Efeito 3: O metal utilizado para fabricar o arco, também possui 25% de resistência a magia, portando, magias lançadas contra o semideus que estiver na posse desse arco, terão um efeito reduzido na mesma porcentagem. | Efeito de transformação: Este também tem o poder de se transformar em uma harpa pequena, mediante desejo do semideus. Essa pode naturalmente caber em qualquer bolso, se adaptando ao local em que é inserida. | Arandur | Sem espaço para gemas | Beta | Status: 100% sem danos | Mágico | Arsenal do acampamento | Modificado por Cooper]



Dano MP e HP:
 

dano:


Dano por flecha = 143

Múmia=1853 (13 flechas)
Zumbi 700 (7 flecha – 30%)


Hp e MP:


HP 470-35% =305/470

MP 235-120= 115/470
desculpa pelo texto kkkkk:

É real gente, eu sei que meu texto tá ruim, não consegui escrever bem e é isso.  




Brian F. Grodick
Brian F. Grodick
Eruditos de Prometheus

Voltar ao Topo Ir em baixo

[Labirinto de Dédalo] Ania, Brian e Sung - Página 2 Empty Re: [Labirinto de Dédalo] Ania, Brian e Sung

Mensagem por Vincent V. Valentine em Sab Nov 02, 2019 3:12 pm

Gritos ecoaram pelas paredes do labirinto alcançando-me de imediato, chamando a minha atenção e me fazendo seguir em sua direção. O tom de desespero, agonia e raiva se misturaram através dos corredores, me conduzindo até o ambiente onde encontrei três pessoas. Parei repentinamente, mantendo uma certa distância enquanto observava o que estava ocorrendo. Pude notar uma jovem caída no chão, um outro garoto no mesmo estado e um terceiro membro ainda de pé, aparentemente sem ferimentos. — Mas que merda em! — O lugar estava repleto de sangue, e boa parte saída dos próprios semideuses feridos a minha frente.

Sem conseguir me manter parado apenas olhando, fui logo me aproximando da garota que estava mais próxima de mim. Suspirei preocupado, ao ver o estado em que ela se encontrava. Havia um corte profundo em seu flanco, que seguia até parte de seu tórax e que sangrava bastante, além de um outro corte em seu ombro. Olhei para ela, pressionando o ferimento com ambas as mãos enquanto deixava algumas palavras escaparem. — Sei que não me conhece, mas peço que confie em mim, irei te ajudar.  — Meus olhos se voltaram para o outro jovem caído, pedindo ao que ainda estava de pé para trazê-lo próximo de mim.  — Ei garoto, traga seu amigo até a mim, rápido. —

Não houve demora ao executar o que eu tinha pedido, e logo ambos os feridos estavam diante de mim. Tirei a mão esquerda do ferimento da garota, sem deixar de pressionar seu ferimento, para que pudesse constatar o estado do jovem. Seu rosto me era familiar, já que o mesmo dormia no mesmo chalé que eu. Apesar de ser meu irmão, não sabia seu nome. ”O que pensam que estão fazendo?! Sentia uma certa irritação, não com eles, mas sim com a situação. Constatei que meu irmão também tinha os mesmos ferimentos da garota, mas eram mais superficiais o que me deixou um pouco menos preocupado.

Meus olhos se fecharam de imediato, e logo iniciei meu serviço, antes que tudo piorasse. Minhas mãos se encheram de mana, ativando uma habilidade que eu possuía. A energia alaranjada repousou sobre o corpo de ambos os feridos, cada um sendo tocado por uma de minhas mãos, para que o tratamento fosse eficaz. A mana alaranjada encobriu os corpos por completo, entrando em atividade rapidamente.

Olhei para os dois, e vi o sangramento reduzir bastante, diminuindo o risco de morte no qual ambos corriam. Minha voz então ecoou pelo lugar, mantendo um tom imponente e bem alto, dada a gravidade da situação.

— I've been so many places in my life and time
I've sung a lot of songs
I've made some bad rhymes
I've acted out my life in stages
With ten thousand people watching
But we're alone now
And I'm singing this song to you
I know your image of me is what I hoped to be
I treated you unkindly
But darling can't you see
There's no one more important to me
Baby can't you see through me?
'Cause we're alone now and I'm singing this song to you
You taught me precious secrets
Of a true love
You wanted nothing
You came out in front
When I was hiding
But now I'm so much better
And if my words don't come together
Listen to the melody
'Cause my love is in there hiding
I love you in a place
Where there's no space or time
I love you for my life
You're a friend of mine
And when my life is over
Remember when we were together
We were alone
And I was singing this song to you
I love you in a place
Where there's no space or time
I love you for my life
You're a friend of mine
And when my life is over
Remember when we were together
We were alone and I was singing this song to you
We were alone
And I was singing this song to you
We were alone and I was singing this song
Singing this song to you —


Ao final do cântico meus olhos se abriram, notando a melhora no semblante de ambos os campistas e a regeneração parcial de seus ferimentos, que já estavam quase curados. Observando aquilo voltei a fechar meus olhos, voltando a cantar de forma mais serena, deixando uma melodia harmoniosa desprender-se dos meus lábios.

— Oh, oh, oh
Oh, oh, oh
Oh, oh, oh
Oh, oh
We couldn't turn around
'Til we were upside down
I'll be the bad guy now
But no, I ain't too proud
I couldn't be there
Even when I try
You don't believe it
We do this every time
Seasons change and our love went cold
Feed the flame 'cause we can't let go
Run away, but we're running in circles
Run away, run away
I dare you to do something
I'm waiting on you again
So I don't take the blame
Run away, but we're running in circles
Run away, run away, run away
Let go
I got a feeling that it's time to let go
I say so
I knew that this was doomed from the get-go
You thought that it was special, special
But it was just the sex though, the sex though
And I still hear the echoes (the echoes)
I got a feeling that it's time to let it go
Let it go
Seasons change and our love went cold
Feed the flame 'cause we can't let go
Run away, but we're running in circles
Run away, run away
I dare you to do something
I'm waiting on you again
So I don't take the blame
Run away, but we're running in circles
Run away, run away, run away
Maybe you don't understand what I'm going through
It's only me, what you got to lose?
Make up your mind, tell me, what are you gonna do?
It's only me, let it go
Seasons change and our love went cold
Feed the flame 'cause we can't let go
Run away, but we're running in circles
Run away, run away
I dare you to do something
I'm waiting on you again
So I don't take the blame
Run away, but we're running in circles
Run away, run away, run away —


Ao final da cantoria, embora um tanto demorada, meus olhos se abriram aliviados com o que via em seguida, percebendo que meu trabalho tinha sido bastante efetivo ao meu ver. Uma gota de suor escorreu pelo meu rosto, simbolizando o esforço que tive para curá-los de suas feridas. — Pronto! — Murmurei, levantando-me do chão e limpando minha vestimenta enquanto observava as proles divinas.

Agora, sem riscos, apresentei-me para todos, oficializando assim nosso encontro. — Agora que estão todos bem, posso me apresentar. Sou Vincent, filho de Apolo, neto de Eros e mentalista de Psiquê. — Talvez não fosse necessário dizer tudo, mas a vontade foi maior.

A primeira a se apresentar foi a garota, que em poucas palavras se mostrou ser minha sobrinha, além de ter parentesco com Hades também. Aquelas informação me deixou alegre, e ao mesmo tempo preocupado. Tinha saldado alguém da minha família, mas sabia também que ela ainda corria risco por estar ali dentro.

Logo depois veio o garoto, que outrora estava ferido. O mesmo se denominava Brian, assim como eu filho de Apolo. Descobrir que tinha salvado duas pessoas da minha família, o que não era pouca, de fato me recompensava bastante.

Por último veio o garoto que não estava ferido, dizendo ser filho de Baco. O fato dele não ter nenhum machucado me deixou desconfiado, porém sem provas nada podia fazer. O cumprimentei, e depois me afastei um pouco para tê-los por completo em minha visão. — Bem, não sei se voltarão para o castelo ou se continuarão por aqui. Mas fiquem sabendo, estou dentro do labirinto, então irei encontrá-los sempre que precisarem. — Um sorriso simpático se formou em meus lábios, até minha partida.


Músicas:
1° Música Cantada: Canção da cura III



2° Música Cantada: Canção da cura II

Considerações:
Cura de Ania:

Cura I: 10%
Canção da cura II: 20%
Canção da cura III: 30%

Total: 60% = 270 HP e MP Deixando-a Full em ambos os status.

Cura do Brian:

Cura I: 10%
Canção da cura II: 20%
Canção da cura III: 30%

Total: 60% = 282 HP e MP / HP full e MP em 397

Magias Usadas:
Passivas:

Habilidades:

Apolo:

Nível 33
Nome do poder: Audição Aguçada II
Descrição: Músicos não possuem só uma capacidade técnica apurada, eles também têm um ouvido muito sensível e com os filhos de Apolo isso não seria diferente. O Semideus neste nível consegue distinguir os sons a sua volta. E com bastante concentração, poderá distinguir sons até de outra quadra. Essa concentração é tamanha que ele não poderá estar movimentando-se bruscamente – como em uma batalha ou correndo – para poder captar os estímulos sonoros tão distantes.
Gasto de Mp:: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus:+ 60% de vantagem em escutar ao seu redor, diminuindo a chance de ataques surpresas contra ele.
Dano: Nenhum

Eros:

Psiquê:
Ativas:

Apolo:

Nível 3
Nome do poder: Cura I
Descrição: Como seu pai Apolo/Febo, o semideus consegue conjurar uma aura alaranjada fina ao redor da pessoa que precise de seus cuidados. Esta aura possui propriedades curativas além de conseguir diminuir as dores (sejam elas de ferimentos externos ou internos).  Durante o seu uso, plantas ao seu redor serão revitalizadas também.
Gasto de Mp: 10 de MP
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: + 10% de HP e MP total, além de analgesia, dores na região curada não irão atrapalhar.
Dano: Nenhum
Extra: Os poderes ativos relacionados a cura só podem ser efetuados em terceiros.

Nível 29
Nome do poder: Canção da cura II
Descrição: Com sua voz encantadora e seus dotes de curandeiro, os filhos de Apolo/Febo podem cantar uma canção que cura todos ao seu redor, exceto a si, numa área de 10 metros.
Gasto de Mp: 50 de MP
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: +20% de HP e MP para todos os aliados ao redor do usuário.
Dano: Nenhum

Nível 39
Nome do poder: Canção da cura III
Descrição: Com sua voz encantadora e seus dotes de curandeiro, os filhos de Apolo/Febo podem cantar uma canção que cura todos ao seu redor, exceto a si, numa área de 15 metros.
Gasto de Mp: 70 de MP
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: +30% de HP e MP para todos os aliados ao redor do usuário.
Dano: Nenhum

Eros:

Psiquê:
Itens Levados:
• Faca de Bronze Celestial [ Uma faca de lâmina curta - cerca de 10 cm - com cabo em madeira envolvido em couro para tornar o manuseio melhor. | Não produz feridas em mortais. | Bronze celestial, madeira e couro. | Sem espaço para gemas. | Alfa. | Status 100%, sem danos. | Comum. | Nível 1. | Item inicial. ]

+ Camiseta laranja do Acampamento Meio-Sangue/Camiseta roxa do Acampamento Júpiter.

+ Colar de contas do Acampamento.

• Iryak [ Arco élfico com cerca de 1 metro e 50 com runas entalhadas por toda a sua espessura, a corda é feita de um material transparente e de resistência alta, encantada para conjurar flechas incorpóreas e infinitas. |Efeito 1: O arco possui personalidade própria, cria uma ligação com a mente de seu portador (semideus) e poderá se comunicar mentalmente com ele. | Efeito 2: As flechas desse arco são incorpóreas, para materializa-las basta puxar a corda e elas magicamente aparecem no arco, além disso, são infinitas. |  Efeito 3: O metal utilizado para fabricar o arco, também possui 25% de resistência a magia, portando, magias lançadas contra o semideus que estiver na posse desse arco, terão um efeito reduzido na mesma porcentagem. | Arandur | Sem espaço para gemas | Beta | Status: 100% sem danos | Mágico | Arsenal do acampamento]
Vincent V. Valentine
Vincent V. Valentine
Mentalistas de Psique
Idade : 25

Voltar ao Topo Ir em baixo

[Labirinto de Dédalo] Ania, Brian e Sung - Página 2 Empty Re: [Labirinto de Dédalo] Ania, Brian e Sung

Mensagem por Hades em Sab Nov 02, 2019 7:39 pm


Avaliação


Valores máximos que podem ser obtidos


Máximo de recompensa a ser obtida:  4.300 XP – 4.300 Dracmas – 3 ossos.
Realidade de postagem + Ações realizadas – 50%
Escrita: Gramática, erros, pontuação, coerência, concordância, etc – 20%
Coerência: criatividade/Estratégia em combate + inteligência – 30%

Sung
Realidade de postagem + Ações realizadas – 30%
Escrita: Gramática, erros, pontuação, coerência, concordância, etc – 16%
Coerência: criatividade/Estratégia em combate + inteligência – 25%

Recompensa obtida: 3.053 XP – 3.053 Dracmas – 2 ossos.

Ania
Realidade de postagem + Ações realizadas – 30%
Escrita: Gramática, erros, pontuação, coerência, concordância, etc – 20%
Coerência: criatividade/Estratégia em combate + inteligência – 20%

Recompensa obtida: 3.010 XP – 3.010 Dracmas – 2 ossos.

Brian
Realidade de postagem + Ações realizadas – 40%
Escrita: Gramática, erros, pontuação, coerência, concordância, etc – 15%
Coerência: criatividade/Estratégia em combate + inteligência – 30%

Recompensa obtida: 3.655 XP – 3.655 Dracmas – 3 ossos.

Comentário:
Há um problema recorrente em todas as narrativas que é o excesso de resumos e falta de narração de partes cruciais, como o que o colega está fazendo ou como o personagem foi parar ali. Brian foi o que mais se preocupou em fornecer um mapa da batalha e o que estava ocorrendo. É necessário que das próximas vezes vocês se preocupem em tornar entendível ao narrador o que está acontecendo e não resumam as batalhas, elas são o foco principal. Os demais descontos foram referentes a problemas de ortografia, exceto pela Ania.




Avaliação


Valores máximos que podem ser obtidos


Máximo de recompensa a ser obtida:  4.000 XP – 4.000 Dracmas – 1 osso.
Realidade de postagem + Ações realizadas – 50%
Escrita: Gramática, erros, pontuação, coerência, concordância, etc – 20%
Coerência: criatividade/Estratégia em combate + inteligência – 30%

Vincent
Realidade de postagem + Ações realizadas – 50%
Escrita: Gramática, erros, pontuação, coerência, concordância, etc – 20%
Coerência: criatividade/Estratégia em combate + inteligência – 30%

Recompensa obtida: 4.000 XP – 4.000 Dracmas – 1 osso.

Comentário:
Gostaria apenas de deixar uma dica. Das próximas vezes é possível colocar o link da canção e apenas narrar que cantou ao invés de quotar a música inteira, isso torna a leitura do narrador mais contínua.

Hades
Hades
Deuses Olimpianos
Localização : Importa? A morte ainda será capaz de te achar.

Voltar ao Topo Ir em baixo

[Labirinto de Dédalo] Ania, Brian e Sung - Página 2 Empty Re: [Labirinto de Dédalo] Ania, Brian e Sung

Mensagem por Conteúdo patrocinado

Conteúdo patrocinado

Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 2 de 2 Anterior  1, 2

Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum