The Blood of Olympus

[Labirinto de Dédalo] Sung Jin-Woo and Ania Fahim Saad

Ir em baixo

[Labirinto de Dédalo]  Sung Jin-Woo and Ania Fahim Saad Empty [Labirinto de Dédalo] Sung Jin-Woo and Ania Fahim Saad

Mensagem por Sung Jin-Woo em Ter Out 29, 2019 7:26 am





● ● ● ● Labirinto


Área destinada as postagens no labirinto de Dédalo de Sung Jin-Woo, prole de Baco e legionário da I Coorte e Ania Fahim Saad, legado de Hades e Apolo.



@fallenangel made this code for wild graphics


Última edição por Sung Jin-Woo em Ter Out 29, 2019 8:27 pm, editado 1 vez(es)
Sung Jin-Woo
Sung Jin-Woo
I Coorte

Voltar ao Topo Ir em baixo

[Labirinto de Dédalo]  Sung Jin-Woo and Ania Fahim Saad Empty Re: [Labirinto de Dédalo] Sung Jin-Woo and Ania Fahim Saad

Mensagem por Sung Jin-Woo em Ter Out 29, 2019 7:35 am





● ● ● ● dados



Imagem Representativa

Cabeça de Abóbora

Descrição: Um espantalho com cabeça de abóbora e mãos de galhos secos. Seus corpos de palha e camisas xadrez com calças cáqui são muito mais sinistros do que a maioria de vocês poderia esperar. Nunca subestimem criaturas como estas, pois podem acabar sendo gravemente feridos se não tomarem cuidado.

Poderes Passivos

Imunidade mental: Estes espantalhos não possuem cérebro, portanto, nenhum poder de controle mental funciona com eles.

Imunidade emocional: Eles também não possuem sentimentos, logo, nenhum poder que provoque medo, desejo ou pena funcionam com essas criaturas.

Imunidade à dor: Eles não possuem sistema nervoso e, por isso, não sentem dor, sendo completamente imunes a isto.

Poderes Ativos

Vômito viscoso: Estes espantalhos possuem a capacidade de vomitar sementes de abóbora extremamente escorregadias. Esteja atento para não cair no chão.

Status: 1.500 HP e MP
Nível Mínimo para um semideus enfrentar: 5
Recompensa máxima a ser obtida: 1.000 XP e dracmas + 1 osso


Dados de Dano dos Peões (Labirinto de Dédalo):
1. - 30% de HP.
2. - 20% de HP.
3. - 10% de HP.
4. Nenhum dano sofrido.
5. - 05% de HP.
6. - 15% de HP.
7. - 25% de HP.
8. - 45% de HP.



@fallenangel made this code for wild graphics
Sung Jin-Woo
Sung Jin-Woo
I Coorte

Voltar ao Topo Ir em baixo

[Labirinto de Dédalo]  Sung Jin-Woo and Ania Fahim Saad Empty Re: [Labirinto de Dédalo] Sung Jin-Woo and Ania Fahim Saad

Mensagem por Narrador Principal em Ter Out 29, 2019 7:35 am

O membro 'Sung Jin-Woo' realizou a seguinte ação: Lançar dados


'Labirinto de Dédalo' : 2
Narrador Principal
Narrador Principal
Deuses Olimpianos
Idade : 25
Localização : Por ai
http://www.bloodolympus.org

Voltar ao Topo Ir em baixo

[Labirinto de Dédalo]  Sung Jin-Woo and Ania Fahim Saad Empty Re: [Labirinto de Dédalo] Sung Jin-Woo and Ania Fahim Saad

Mensagem por Ania Fahim Saad em Ter Out 29, 2019 8:30 pm

Rolagem de dado para Cabeça de Abóbora
Ania Fahim Saad
Ania Fahim Saad
Legados

Voltar ao Topo Ir em baixo

[Labirinto de Dédalo]  Sung Jin-Woo and Ania Fahim Saad Empty Re: [Labirinto de Dédalo] Sung Jin-Woo and Ania Fahim Saad

Mensagem por Narrador Principal em Ter Out 29, 2019 8:30 pm

O membro 'Ania Fahim Saad' realizou a seguinte ação: Lançar dados


'Labirinto de Dédalo' : 5
Narrador Principal
Narrador Principal
Deuses Olimpianos
Idade : 25
Localização : Por ai
http://www.bloodolympus.org

Voltar ao Topo Ir em baixo

[Labirinto de Dédalo]  Sung Jin-Woo and Ania Fahim Saad Empty Re: [Labirinto de Dédalo] Sung Jin-Woo and Ania Fahim Saad

Mensagem por Ania Fahim Saad em Qua Out 30, 2019 12:22 am


هالوين
O primeiro desafio.


Fazia pouco tempo que havia voltado a viver como uma semideusa, por anos enganou a si mesma levando uma vida mundana, fazendo faculdade, saindo quase todas as noites como se realmente fosse iguais aos seus colegas. Fingir nunca foi o seu forte, porém depois de alguns meses contanto a mesma mentira, você acaba acreditando que ela é uma verdade. Porém esse período de ilusão passou, e lá estava ela de novo entre os seus.

O retorno veio em bom momento, um período de festa. Era Halloween e, como já era esperado, os deuses humildes que só eles resolveram que seria uma boa ideia fazer uma festa, porém não uma comum, claro que não. A cerimônia estava sendo realizada nada mais nada menos do que em um castelo na Escócia.  O grande problema nisso tudo estava justamente no público que ali se encontrava. Semideuses são curiosos, e a curiosidade nesses casos pode ser fatal.

(O labirinto que o diga!)

Em toda a extensão territorial o labirinto era de longe o local com os maiores segredos, mistérios e, obviamente, perigos daquele lugar. E era para lá ela estava indo e a única certeza do que lhe aguardava era o incerto.

Sua arma estava em mãos, preparada para qualquer imprevisto, afinal ali dentro o perigo poderia vir de qualquer lugar. Logo nos primeiros metros do labirinto, encontrou com um jovem semideus, cujos traços indicavam descendência oriental. Ambos estavam sozinhos e, após uma breve conversa, resolveram que seria sim uma boa ideia seguir caminho juntos. Não demorou muito até que percebessem que haviam feito a escolha certa.

Virando à esquerda em uma encruzilhada, sentiu o chão escorregar e seus pés se desequilibraram, resultando na queda da semideusa sobre o seu braço esquerdo. – Ahhh!!! – A dor oriundo do tombo nem era tão grande, porém o cair de mal jeito piorava um pouco a dor, mas nada que não pudesse ser facilmente ignorado.

Há poucos metros afrente, uma criatura que parecia um espantalho cuspia no chão e, no momento em que Ania quebrou o silêncio que tomava conta daquele local, ela lhe encarou com um sorriso um tanto que assustador.   – Droga! – O espantalho com cabeça de abóbora avançou em sua direção. Não sabia que ele havia percebido que a semideusa não estava sozinha, porém se continuasse focando-se nela, aquela poderia ser uma grande oportunidade para que o seu companheiro atacasse. Pensando nisso, lançou um olhar que indicava movimentação, porém como não saberia se ele iria captar o recado, moveu discretamente os lábios, de modo a formar a palavra “vai” .

A criatura se aproximava e Ania preparava seu arco para o uso. Não poderia perder tempo, se não algo nada agradável poderia acontecer. Atirou três flechas em sequência, a primeira acabou passando próxima à cabeça da criatura, porém não chegou a lhe atingir, nem mesmo de raspão. Os dois outros foram mais precisos, um acertando o ombro direito e o outro o olho localizado no mesmo lado.  Todavia, não os golpes não pareciam surtir muito efeito, o máximo que aconteceu foi retardar um pouco seus passos.

O cabeça de abóbora ia continuar avançando se não fossem as ações do outro semideus, que atingiu o alvo de forma mais direta e brutal. Porém tudo indicava que aquele ser era imune a qualquer tipo de dor, porque mesmo com as flechas cravadas em seu corpo e os danos recebidos da lança de Sung, era como se nada lhe tivesse atingido.

A neta de Apolo aproveitou a distração que o ataque de Sung havia causado para se ajoelhar e novamente mirar no seu alvo. Mais cinco flechas foram disparadas, duas delas acertaram de raspão o braço e o tronco do monstro, enquanto as outras três atingiram o local mirado, sendo esse a região que imitava uma garganta. Sua ideia era enfraquecer tal membro de modo que resultasse na criatura literalmente perdendo a cabeça. Porém não foi isso que aconteceu.

As flechas feriam o corpo do espantalho, porém não era como se surtisse muito efeito, não um tão grande quanto a lança de seu companheiro, que mesmo sendo acabado sofrendo com as respostas da criatura aos seus golpes mais diretos, foi o grande responsável por aquela vitória. Afinal, foi o seu movimento preciso que rasgou a criatura ao meio.

Estado escreveu:
HP: 171/180 (Dano de 05%)
MP: 180/180
Situação: Saldável.


Dano escreveu:
Dano base FPA = 30
Dano material da arma = 25
%Dano(habilidades) = +10%

Dano final = 61

Foram acertados 5 golpes acertados e 2 de raspão, então: 366

Passivos de Apolo:
Nome do poder: Corpo Atlético I
Descrição: Apolo sempre foi descrito como um Deus jovem e no auge do seu vigor físico. Filhos de Apolo herdaram essa característica de seu pai, sempre são vistos praticando esportes e atividades físicas para se manterem atléticos.
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: +20% de agilidade e esquiva
Dano: Nenhum
Nome do poder: Concentração de Arqueiro I
Descrição: Arqueiros precisam se concentrar para acertarem o alvo, pois qualquer distração, podem fazer seu tiro certeiro sair pela culatra. Os filhos de Apolo têm a benção de seu pai, que faz com que eles sejam mais calmos e objetivos quando precisam realizar uma tarefa que exija concentração.
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: + 15% de vantagem ao realizarem uma tarefa que exija concentração.
Dano: Nenhum
Nome do poder: Arqueiro II
Descrição: Sua perícia está crescendo, a sua habilidade com o arco se desenvolveu com precisão, e agora, além de conseguir atingir o alvo com uma flecha, também aprendera a manusear duas, e a usar o arco como porrete.
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: +20% de assertividade no manuseio do arco.
Dano: + 10% de dano ao ser acertado pela arma do semideus.
Passivos de Hades:
Nome do poder: Visão Noturna
Descrição: Os filhos de Hades/Plutão enxergam tão bem no escuro, quanto no claro. A escuridão por magia ainda é capaz de afetar eles, mas a escuridão natural, como apagar a luz, ou entrar em uma caverna sem qualquer claridade não irá afetar o filho do deus dos mortos
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: Desde que não seja escuridão magica que impeça a visão, não serão afetados.
Dano: Nenhum
Itens Levados:
• Iryak [ Arco élfico com cerca de 1 metro e 50 com runas entalhadas por toda a sua espessura, a corda é feita de um material transparente e de resistência alta, encantada para conjurar flechas incorpóreas e infinitas. |Efeito 1: O arco possui personalidade própria, cria uma ligação com a mente de seu portador (semideus) e poderá se comunicar mentalmente com ele. | Efeito 2: As flechas desse arco são incorpóreas, para materializa-las basta puxar a corda e elas magicamente aparecem no arco, além disso, são infinitas. | Efeito 3: O metal utilizado para fabricar o arco, também possui 25% de resistência a magia, portando, magias lançadas contra o semideus que estiver na posse desse arco, terão um efeito reduzido na mesma porcentagem. | Arandur | Sem espaço para gemas | Beta | Status: 100% sem danos | Mágico | Arsenal do acampamento]
Observação:
Há um erro no meu perfil, lá o nível está certo porém o HP e a MP não são os correspondentes ao nível da conta, eles não foram atualizados.
Ania Fahim Saad
Ania Fahim Saad
Legados

Voltar ao Topo Ir em baixo

[Labirinto de Dédalo]  Sung Jin-Woo and Ania Fahim Saad Empty Re: [Labirinto de Dédalo] Sung Jin-Woo and Ania Fahim Saad

Mensagem por Sung Jin-Woo em Qua Out 30, 2019 9:19 pm

Travessuras ou Travessuras?
Aviso: O conteúdo a seguir possui cenas inadequadas para menores de 18 anos. Leia por sua conta em risco.

Depois de ter me divertido muito em alguns eventos e brincadeiras do evento de Halloween, eu havia decidido sair e explorar o castelo um pouco mais, talvez encontrar algum outro doce mágico ou surpresa agradável,  afinal…. Era dia das bruxas, um dia em que tudo que era estranho e misterioso poderia acontecer e que as surpresas nunca terminam.

O resultado?  Eu realmente encontrei algo.

No momento em que abri uma das portas que havia encontrado nos corredores do castelo, o que eu vi não foi um quarto medieval ou uma sala repleta de armas como eu havia encontrado da última vez, mas sim um longo corredor com paredes repletas de pinturas representando deuses e monstros.

Depois de hesitar por um momento,   decidi seguir o corredor e ver onde ele daria, afinal de contas, nessas datas especiais onde tudo podia acontecer, não seria lamentável não dar  uma olhada e descobrir os mistérios de um corredor estranho e sinistro?

—  Uau… Lugar bacana. — Observando o local em que havia parado e lembrando do corredor que havia atravessado para chegar ali, não pude deixar de me lembrar do famoso labirinto de Dédalo. Mas assim que esse pensamento surgiu em minha mente, não pude deixar de franzir a sobrancelhas em dúvida, afinal por tudo que sabia, aquele labirinto havia sido destruído anos atrás por um semideus chamado Percy ou algo do tipo.

Enquanto pensava se aquele era o mesmo labirinto das lendas que de alguma forma havia voltado a vida, continuava girando o anel vermelho que sempre carregava no dedo do meio e andava sem pressa pelo local, observando tudo ao meu redor.

Logo encontrei outra semideusa, uma morena que havia se apresentado como Ania e acabamos decidindo ir juntos pesquisar o labirinto e descobrir exatamente o que estava acontecendo naquele castelo  e por que o aparentemente labirinto de Dédalo havia voltado a ativa.

Depois que andamos por alguns metros sem encontrar nada muito chocante, por algum motivo a garota que andava ao meu lado caiu, soltando um grito de surpresa e dor que aparentemente chamou a atenção de um dos monstros do labirinto.

Com um corpo formato de galhos e usando uma camisa xadrez, o monstro que havia aparecido em nosso caminho era um enorme espantalho com cabeça de abóbora que parecia estar cuspindo algo no chão enquanto andava, criando algo como um campo minado ao seu redor que tornava a ação de se aproximar dele algo ainda mais complicado.

Percebendo que o espantalho focava somente na morena ao meu lado e vendo ela me incentivando a atacar enquanto ela distraía o monstro, não pude deixar de dar um sorriso malicioso antes de girar o anel em meu dedo do meio. Logo o anel vermelho se transformava em uma lança que eu havia adquirido há algum tempo atrás depois que a anterior havia quebrado.


— Doces ou travessuras? — Sentindo o peso familiar da arma em minha mão, não hesitei em provocar o monstro antes de chutar o chão com uma das pernas, impulsionando meu corpo para frente ao mesmo tempo em que tomava cuidado com onde pisava. Fosse o que fosse as sementes que o monstro havia cuspido, sabia que não era coisa boa.

Assim que cheguei diante o monstro, segurei firmemente o cabo da lança com uma mão e apunhalei para frente com toda a força, deixando o cabo deslizar lentamente por minha mão, “aumentando” o alcance da lança e permitido que o impulso do movimento forçasse o espantalho para trás, o afastando da arqueira e dando um espaço para que eu pudesse respirar.

Assim que o monstro estava prestes a se mover em minha direção novamente, ouvi o som do vento sendo cortado atrás de mim e logo percebi que a morena havia atacado o monstro com suas flechas, acertando o ombro e o olho do espantalho, o que realmente devia ter causado algum dano, mas o monstro sequer parecia se importar.

— Ótimo, um imune a dor. — Sorrindo vendo que o espantalho novamente se preparando para atacar, avancei em direção ao monstro no mesmo tempo em que, talvez por pura coincidência, ele cuspia uma semente bem onde meu pé estava prestes a pisar.

Continuando a funcionar perfeitamente, a primeira Lei de Newton que diz que um objeto em movimento continua em movimento, me deixou incapaz de impedir meu pé de pisar naquela semente, me fazendo escorregar como um palhaço no chão, rolando até parar sobre os pés (Ou devia dizer varetas?) do espantalho.

— Olá, vem sempre aqui? — Sorrindo para o monstro vendo ele me atacar com sua mão feita de galhos extremamente afiados, começava a rolar no chão, tentando evitar que ele atingisse meu rosto, olhos ou órgãos importantes com aqueles galhos que pareciam ser tão afiados como uma adaga.

Infelizmente, mesmo que rolar no chão impedisse que eu fosse atingido em lugares realmente (REALMENTE) importantes, as garras do espantalho ainda deixaram vários cortes rasos por todo o meu corpo, me fazendo gemer de dor e um toque de prazer enquanto continuava a rolar (Sadomasoquismo, suas vantagens e desvantagens).

— Urgh, você realmente não sabe como tratar alguém… Brincadeiras de cortes só no terceiro encontro! — Continuava fazendo piada com o monstro que provavelmente nem se importava até conseguir uma abertura, usando a lança que em nenhum momento havia deixado de segurar firmemente em suas mãos para atacar os gravetos que o espantalho tinha como pernas, deslizando a lança sobre o chão liso do labirinto e dando uma rasteira no monstro o derrubando no chão.

Aproveitando a oportunidade, me levantava com um salto, sentindo os cortes sobre meu corpo arder e doer e não pude deixar de abrir os lábios para gemer baixo, em uma mistura de dor e prazer antes de sorrir para o boneco que tentava se levantar do chão.

— Hora de parar com as travessuras — Rindo, colocava a mão esquerda próxima a lâmina da lança e segurava a parte inferior do cabo da lança com a mão direita, usando a mão direita para empurrar e puxar a lança rapidamente para frente e para trás enquanto a mão esquerda servia como um “estabilizador” mantendo a lança firme enquanto golpeava o monstro 18 vezes seguida na cabeça, explodindo-a momentos depois.

Depois de terminar o monstro, suspirei olhando para a abóbora esmagada diante meus olhos e apontei um dedo para a mesma, logo uma enorme videira de quatro metros com várias uvas apareciam a minha frente, me fazendo sorrir de forma depreciativa enquanto recolhia quatro uvas e pensava mais sobre minha situação. Enquanto sentia minha pele formigar e meu corpo se curar lentamente enquanto consumia as uvas, me perguntava por que exatamente Baco ainda não havia me reclamado, mesmo que eu fosse claramente seu filho e até mesmo conseguisse utilizar habilidades que gritavam minha herança divina.


— Quer continuar? — Depois de me recuperar, olhei para a semideusa ao meu lado que havia me dado apoio durante o combate e sorri para a mesma, esperando a resposta dela antes de continuar minha aventura por aquele labirinto cheio de perigos.

FPA — Fantasia
Informações:
Item:

Blood Lust [Uma lança negra de dois metros de comprimento e gume duplo feita de ferro estígio. A lança possui linhas finas e vermelhas que cobrem completamente a extensão da lança até sua lâmina. Ao atacar o oponente, essa arma, o semideus consegue absorver a energia e a vitalidade de seus inimigos e converter em energia e vitalidade para si mesmo. | Efeito de transformação: Fora de combate, se transforma em um anel vermelho| Efeito 1: A cada 3 turnos, absorve 10 de HP e 10 de MP dos inimigos atingidos, transferindo-a para seu portador| Ferro Estígio | Beta| Status: 100% Sem danos | Comum | Item Inicial]

Poderes:

Passivos:

Nível 1
Nome do poder: Perícia com Tirsos e Lanças I
Descrição: A prole do deus dos vinhos possui, naturalmente, uma habilidade com Tirsos e Lanças, entretanto - mesmo que sejam destaques natos, nesse nível, sua habilidade ainda é muito crua.
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: +10% de assertividade no manuseio de Tirsos e Lanças.
Dano: +5% de dano, caso acerte o golpe.

Nível 2
Nome do poder: Empatia natural
Descrição: Assim como o seu pai, o filho de Dionísio/Baco é capaz de sentir a natureza ao seu redor e entender os seus sinais, sabendo assim quando algo está errado ou quando algum perigo se aproxima.
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: São naturalmente perceptivos e conseguem entender pelos sinais da natureza (floresta ou animais), quando algo está prestes a acontecer, sua empatia lhes permite planejar ataques mais facilmente, pois acabam esperando por um ataque sempre que este está prestes a acontecer.
Dano: Nenhum

Nível 5
Nome do poder: Videiras
Descrição: Pode controlar as videiras quase que de acordo com sua vontade. As trepadeiras geradas por você podem produzir um cacho de uva e chegar a sete metros de comprimento. Além disso quando passar próximo a plantação de uvas essas ficarão mais vivas.
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: As plantas perto de você crescem mais rapidamente, as frutas amadurecem, e as flores se abrem, isso ainda permite que você ganhe +5% de força em seus poderes ativos relacionados a natureza e o controle da mesma.
Dano: Nenhum


Ativos:

Cálculo de Dado:

Dado base FPA - 30
Dano material da arma - 40 (5x em monstros do submundo)
%Dano(habilidades) = 5%

Dano final: 63 por ataque

Foram realizados 18 ataques com a lança, logo: 1.134.


Dano recebido:*

2. 20% de HP. (20% de 140 =28)

Status finais:

HP: 140/140 (Recuperação Comendo 4 uvas (+5HP por uva)
MP: 140/140

Observação:  Comecei a escrever a luta quando tinha nível 5 e antes de ser atualizado, então para manter a coerência, estarei mantendo os poderes e status de um nível 5,

Observação:  Caso não tenha entendido o último movimento, favor assistir esse vídeo: https://www.youtube.com/watch?v=AOfPszbxsfQ


(C) Ross
Sung Jin-Woo
Sung Jin-Woo
I Coorte

Voltar ao Topo Ir em baixo

[Labirinto de Dédalo]  Sung Jin-Woo and Ania Fahim Saad Empty Re: [Labirinto de Dédalo] Sung Jin-Woo and Ania Fahim Saad

Mensagem por Hades em Sex Nov 01, 2019 10:49 am


Avaliação


Valores máximos que podem ser obtidos


Máximo de recompensa a ser obtida: 1.000 xp e dracmas + 1 osso
Realidade de postagem + Ações realizadas – 50%
Escrita: Gramática, erros, pontuação, coerência, concordância, etc – 20%
Criatividade/Estratégia em combate + inteligência – 30%

Ania Fahim Saad

Realidade de postagem + Ações realizadas – 45%
Escrita: Gramática, erros, pontuação, coerência, concordância, etc – 20%
Criatividade/Estratégia em combate + inteligência – 10%

Recompensa obtida: 750 xp e dracmas + 1 osso

Sung Jin-Woo

Realidade de postagem + Ações realizadas – 40%
Escrita: Gramática, erros, pontuação, coerência, concordância, etc – 10%
Criatividade/Estratégia em combate + inteligência – 30%

Recompensa obtida: 800 xp e dracmas + 1 osso

Spoiler:
Ao longo da narrativa de ambos encontrei alguns problemas referentes a MvP. Ania resumiu a batalha demais, de modo que parecia quase fácil lidar com o monstro, mesmo que o nível dele não seja alto. Já Jin-Woo o maior problema foi a ortografia, como períodos longos e problemas com vírgulas.

Hades
Hades
Deuses Olimpianos
Localização : Importa? A morte ainda será capaz de te achar.

Voltar ao Topo Ir em baixo

[Labirinto de Dédalo]  Sung Jin-Woo and Ania Fahim Saad Empty Re: [Labirinto de Dédalo] Sung Jin-Woo and Ania Fahim Saad

Mensagem por Conteúdo patrocinado

Conteúdo patrocinado

Voltar ao Topo Ir em baixo

Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum