The Blood of Olympus
Para visualizar o forum é necessário estar cadastrado, por favor registre-se no rpg ou entre em sua conta. É necessário estar cadastrado para ver as informações contidas no forum. Lembre-se de usar nome e sobrenome, não se cadastrar usando nomes geralmente utilizados por Hacker. Exemplo: "Barum" "Hakye" e por ai vai. Bem vindos.

Cidade em Ruinas - CCFY

Ir em baixo

Cidade em Ruinas - CCFY  Empty Cidade em Ruinas - CCFY

Mensagem por Becka Klasfox La'Fontaine em Seg Out 28, 2019 7:35 pm



Investigação


Sit si dis delatum vagos milites de anima.

A lei de Roma poderia parecer cruel diante daqueles que não as entendia, mas era estritamente necessário diante da apatia que se apresentava no ambiente. Horror, medo e crueldade pareciam ter impregnado naquele ambiente. Sangue manchava as paredes do corredor da mansão festiva, agora abandonada depois do último incidente. Semideuses eram supersticiosos e um assassinato tendia a trazer uma tremenda má sorte para locais como aquele, Becka entendia bem isso.

Seus dedos roçaram sobre a mancha seca sobre a parede envelhecida, correram pelas bordas, fazendo a pretora estremecer de raiva e tristeza.

— Dizem que ela lhe perfurou os dois olhos... — Um dos guardas pronunciou as costas da loira, que tencionou os músculos antes de se virar em direção a ele.

— Quantas testemunhas? — Perguntou, mesmo tendo lido o relatório da morte diversas vezes, queria investigar e ver por si mesma antes de fazer a convocação.

— Pelo menos cinco, as jovens estão passando por perícia e serão levadas a tribunal para ajudar na investigação em breve...

— Não — Becka cortou rapidamente. — Traga duas delas aqui, certifique-se de que viram mesmo a cena — Ela precisava ter certeza disso, pois já tinha bolado toda uma estratégia que lhe permitiria alcançar ótimos resultados. — A peruca e os materiais do alojamento da traidora também, vamos precisar de tudo — Ordenou baixo, fazendo dois dos soldados se retirarem do recinto antes de se virar para o terceiro. Ela deixaria apenas dois deles consigo, sem se importar se precisava ou não de proteção.

— Convoque Kyra Ferreli para uma missão, e seja rápido, não temos tempo a perder com isso.




Becka Klasfox La'Fontaine
Quer ser feliz? Seja louco, sorria sempre mesmo sem motivo..
Becka Klasfox La'Fontaine
Becka Klasfox La'Fontaine
Pretores
Pretores

Idade : 24
Localização : Camp Jupiter

Voltar ao Topo Ir em baixo

Cidade em Ruinas - CCFY  Empty Re: Cidade em Ruinas - CCFY

Mensagem por Kyra C. Ferreli em Seg Out 28, 2019 8:13 pm




Assassinato
Volta teu rosto sempre na direção do sol, e então, as sombras ficarão para trás.

Estava por toda parte. Tinha se espalhado rápido entre os dois acampamentos e impregnara de um jeito que nem mesmo o fofocalizando fora capaz de se conter. O jornal estava repleto da ladainha sobre o assassinato e a jovem misteriosa que traíra o acampamento antes de fugir, matando um dos antigos legionários enforcados com uma peruca.

Ninguém conhecia seus motivos, tão pouco entendiam sua história ou motivação, até onde sabíamos ela não tinha qualquer parentesco ou vínculo para cometer vingança e a vítima fora escolhida de forma aleatória. Podia ter sido qualquer um naquela festa, mas o azar e o destino tinham colocado justamente aquele homem em seu caminho.

Era tão imprudente, que não parecia ser real...

Três batidas na porta interromperam meus pensamentos, me fazendo largar a revista sobre a mesa de centro antes de me levantar. Eu não estava esperando visitas, então sabia quem quer que estivesse do outro lado não tinha sido convidado. Minha desconfiança, no entanto, não foi aflorada. Os soldados sobre a porta gritavam em pensamento para mim, me deixando ver vislumbres do que tinham presenciado minutos antes de sua partida.

Escancarei a porta, interrompendo o soldado com a mão erguida e arqueando a sobrancelha antes de pronunciar em tom baixo. — Vou com vocês, sei que ela está me aguardando — Becka tinha me convocado e por saber do que se tratava apenas apressei o passo e guiei os soldados para fora de casa, deixando-me ser guiada até o local do fatídico incidente.

Eu deveria parecer estranha aos olhos deles, e sabia que tinha surpreendido ao não permitir que falassem, entretanto, dado a situação em que nos encontrávamos sabia que não tinha tempo a perder com ladainhas. — Eu leio seus pensamentos — Expliquei ao homem ao meu lado, o fazendo soltar um “ah” baixinho que me arrancou uma risada contida.

— Bem, isso explica muita coisa — Assenti, sabendo que ele se referia ao motivo de Becka ter me convocado. Desconfiava do que ela queria e sabia que se estivesse certa precisaria de ajuda. Para minha sorte, eu sabia exatamente quem chamar caso as coisas se complicassem.

Foram longos minutos de travessia até o local do crime. Passamos juntos pelos portões de ferro e não demoramos a chegar até a pretora, que analisava as paredes com interesse contido e a testa franzida. Seus pensamentos pipocavam em desconfiança em minha direção, os relógios zuniam sobre a mente mirabolante, me deixando perceber que ela tinha criado toda uma estratégia para a situação e que caçaria a traidora ela mesma se pudesse. Pensamento curioso se tratando de alguém tão peculiar quanto Rebecka.

— Foram rápidos.

— Não era o que queria? — Perguntei divertida antes de me aproximar para analisar o sangue nas paredes.

Eu tinha ouvido que o homem tinha sido perfurado nos olhos. O sangue devia ter espirrado sobre a parede devido a isso, afinal sua morte fora causada por enforcamento e aquele tipo de respingo só poderia ter vindo de algo maus sutil ou bruto.

— Já sabe por que está aqui — Becka afirmou, me fazendo assentir rapidamente.

— Quer usar minhas habilidades com os objetos para reconstruir a cena, estou certa? — A pretora assentiu, me fazendo suspirar baixo. — Vou precisar daquela peruca...

Não precisei pedir duas vezes, os soldados tinham sido instruídos muito bem e bastou que eu pronunciasse tal frase para que um deles se colocasse a frente e me estendesse a prova do crime bem conservada em um plástico qualquer.

Hesitei por um momento, sabendo que o que veria não seria agradável. Então fechei os dedos sobre o objeto e puxei os fios artificiais ali de dentro, deixando que minha mão fosse envolvida pela textura ensebada e gosmenta. Fechei os olhos e respirei fundo, conectando minha mente a lembrança preservada dentro do objeto e me deixei ser transportada para aquela fatídica noite a fim de descobrir o que aconteceu.

O borrão se transformou na imagem de uma bela jovem, que tremeluziu antes de adentrar o casarão de festa e abordar o homem. Ela tinha sido direta e rápida. Totalmente cruel. O homem se abaixou diante de seu corpo, a peruca foi removida de seus cabelos e agulhas surgiram perfurando-lhe os olhos. O homem recuou pasmo e cuspiu algo em direção a ela. Eu não conseguia ouvir as palavras, mas pelo mover de lábios tive certeza de que tinha sido um palavrão.

Ele não reagiu. A dor devia ter inibido parte dos seus sentidos e a velhice o impedira de usar a destreza para se livrar da situação, mesmo que os anos de treinamento tivessem lhe dado certas habilidades. A jovem foi rápida, enrolou a peruca sobre seu pescoço e não teve dó ao apertar com força, enforcando o senhor até que a morte lhe beijasse. Seus olhos se apagaram, girando nas órbitas e ficando brancos, então a jovem sumiu, deixando apenas um cadáver para trás.


Arfei.

A peruca escorreu por entre meus dedos e meu coração disparou no peito diante da cena de horror que acabara de presenciar. A morte podia ser parte da vida de um semideus, podíamos estar sujeitos a ela mais do que qualquer humano ou ser vivo na terra. Mas isso não queria dizer que deveríamos nos acostumar.

— O que viu? — Ouvi Becka perguntar com cautela, e incapaz de responder naquele momento apenas enviei a imagem do que tinha assistido para sua mente, a deixando ver a crueldade da garota que fugira do acampamento.
Becka rosnou e fechou os olhos, vi o exato momento que suas mãos formaram punhos ao lado do corpo, os nós dos dedos ficando brancos diante da fúria mal contida.

— Precisamos encontrá-la — A pretora sussurrou.

— Eu acho que sei como fazer isso. — Proferi no mesmo tom.

— Então coloque em prática Ferreli, pois é Nova Roma e essa é a minha casa.

“E eu não vou deixar ninguém mexer com ela”.

A ouvi completar mentalmente. Um pensamento simples, mas que me incentivou a continuar.

— Vamos atrás da Hela.


Poderes usados:

Nível 69
Nome do Poder: Extrair lembranças II
Descrição: Agora o poder foi aprimorado e o mentalista consegue extrair lembranças de plantas, arvores e até mesmo pedras. Se está em busca de pistas consegue vagar por imagens das lembranças da natureza e extrair para si informações valiosas. As arvores, plantas e pedras que nutrem um grande conhecimento, uma grande pista ou uma informação valiosa tendem a atrair o mentalista de Psique.
Gasto de HP: Nenhum
Gasto de MP: 70 por turno ativo.
Bônus: Pode solicitar ao narrador que indique pistas ou lembranças por meio da natureza.
Dano: Nenhum
Extra: As pistas contidas na natureza só duram 30 dias, depois se apagam completamente. Ou seja, o mentalista só consegue ver imagens posteriores a um mês.


Nível 20
Nome do poder: Telepatia III
Descrição: O mentalista está se tornando um mestre telepata. Agora, ele consegue ler até cinco mentes diferentes e comunicar-se entre elas de maneira clara e sucinta. Nesse nível, a comunicação pode dar-se até mesmo com imagens, não reproduzindo apenas a voz do telepata na mente dos outros.
Gasto de MP: 5 por turno ativo.
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: Nenhum
Dano: Nenhum
Extra: A telepatia é uma habilidade que permite apenas a leitura e comunicação mental, não há nenhum controle ou influência mental.
 
Kyra


DO YOU EVER WONDER IF THE STARS SHINE OUT FOR YOU?
Kyra C. Ferreli
Kyra C. Ferreli
Mentalistas de Psique
Mentalistas de Psique

Idade : 21

Voltar ao Topo Ir em baixo

Cidade em Ruinas - CCFY  Empty Re: Cidade em Ruinas - CCFY

Mensagem por Hela A. Deverich em Seg Out 28, 2019 8:32 pm

It's like feel no fear when you're standing in the face of danger
Hela estava olhando para Agatha nos braços de Hades enquanto servia a comida para ambos. Ele sempre tinha a expressão encantada enquanto mantinha a menina tão pequena em seu colo. — Não vai babar nela, ehn? — murmurou com algum divertimento, vendo o deus olhá-la de soslaio. Apenas comeu, sem muita pressa enquanto o imortal fazia o mesmo. A bebê era tão pequena. Hela sentia-se feliz de estar ali, mesmo que não convivesse com o restante do Acampamento romano e acabasse, muitas vezes,  fugindo de figuras conhecidas.

Evie mesmo tinha conhecido a afilhada naquele dia. Depois de comerem, Hades despediu-se com carinho da semideusa e Hela manteve a pequena criança em seus braços enquanto estava na varanda dos fundos. Brontë estava a seus pés, deitado pacificamente e Keera se mantinha empoleirado no guarda corpo da varanda. — Ela está dormindo? — perguntou o réptil ancião. — Sim. Como um anjo. — sussurrou a filha de Hécate em resposta.

Amava-a. Ainda que houvesse o receio de ser uma mãe ruim. Deuses sabiam como ela sentia-se grata por ter ao menos a companhia da pequena criança naquele momento.

As batidas soaram quase apressadas demais na porta. Hela pegou a faca de caça sobre o móvel da sala, mas percebeu ser desnecessária quando sentiu a aura familiar de Kyra. Jogou a faca em um canto e ajeitou a filha em apenas um dos braços, abrindo a porta.

A ruiva pareceu curiosa sobre o pequeno ser rosado em seus braços. — É. É minha. Boa noite. Não. Não é da Pipper. É de Hades. Como posso ajudá-la? — podia sentir as emoções conflitantes da semideusa ruiva. Mas Kyra não falou.

Naquela noite, a mentalista mostrou para Hela tudo que tinha acontecido. O chamado de Becka, imagens de um assassinato e uma garota muito bonita completando tudo. A assassina.

Agatha resmungou no colo da mãe, sentindo sua agitação. — Desculpe, filha. — murmurou com suavidade, em coreano. — Kyra, eu posso te ajudar. Mas preciso que você me dê a pe-

Eficiente como sempre. — disse à filha de Vênus e lhe estendeu a bebê. — Pode segurar ela pra mim? — e então, trocaram. Agatha estava no colo de Kyra, enquanto Hela carregava a peruca e sinalizava com a cabeça para que a mentalista lhe seguisse até o porão, onde se encontrava o laboratório.

Hela pegou um dos grandes rolos com o mapa mundi e acendeu uma vela com seu isqueiro. O mantinha sempre por perto e podia sentir o olhar de Kyra sobre si. — Eu não fumo mais. Nem bebo. Por causa dela. Mas ter o isqueiro por perto me conforta. — disse em tom baixo, colocando tudo sobre o balcão.

Era um ritual, feitiço, simples. Ela já havia feito aquilo anteriormente com Emmanuelle. Com Pipper. E todas as vezes haviam sido um sucesso. Não demandava muito dela e havia a facilidade da prática.

Por fim, pegou o punhal e cortou a própria mão, passando seu sangue na peruca que foi colocada no canto esquerdo do mapa. Aproximou a vela do mapa, seus lábios entoando com todo o poder que possuía a frase do pequeno ritual. — "Amisso iam facere quod perierat." — ela viu o mapa arder em chamas enquanto cada palavra deslizava como uma serpente por seus lábios. Levou um tempo até que tudo fosse consumido e apenas a peruca restasse.

Na tela onde os fios de cabelo sintético prendiam-se, Hela viu o nome do local onde a assassina estava escrito com cinzas. — Vai querer ajuda, Kyra?

Itens levado:

• Arsenal [Anel brilhante com uma pedra preciosa, esbranquiçada e minúscula em seu centro | Aço | . Possui o efeito de alterar uma arma, mudando assim sua forma, detalhes, e qualquer outra coisa que o portador desejar, desde que as alterações sejam apenas físicas. Ou seja, utilizando o efeito do anel, é possível transformar uma lança em uma espada ou faca, ou qualquer outro item de ataque. Um escudo circular pode ser transformado em um broquel, ou um escudo de corpo. Os materiais dos itens podem ser alterados, mas seus efeitos sempre serão os mesmos (exemplo: uma espada elétrica ainda causaria dano por eletricidade se transformada em uma lança) | Não possui espaços para gemas | Comum | Resistência: Sigma | Status: 100%, sem danos | Comum | Comprado na loja ].

• Blood 꽃 [Espada longa, com cerca de 120cm ao todo, sendo um metro de lâmina com dois fios de corte, pequenos desenhos de flores de vinha virgem podem ser vistos na lâmina a depender da iluminação e em seu cabo há entalhes de flores de camélia. | Efeito de ligação: a espada retorna ao dono em forma de acessório, depois de perdida ou roubada; Efeito de transformação: vira um bracelete | Efeito 1: Graças ao encantamento com o signo da luz, a espada é capaz de conduzir o elemento. Graças a isso, também provoca 50% de dano a mais em criaturas ligada ao elemento sombras/trevas | Bônus de forja, de FPA e lendário aplicados no dano base | Bônus lendário (Elemento): Ganha propriedade de conduzir o raio e o fogo, qualquer poder de raio ou fogo lançados contra ela poderá ser rebatido e lançado novamente para o lançador. Tal dano ainda poderá ser neutralizado pela arma. | Ouro Imperial | Alfa | Gema Atração: É uma gema com magia ilusória, mas que não funciona ou tem efeitos para seu portador, mas sim seus oponentes. Ao ser combinada com uma lâmina (lanças, espadas e adagas) encherão essa com uma propriedade única de beleza, deixando a lâmina diferente, mais bonita, mais elegante. A magia e o poder presente nessa farão com que todos aqueles que se virem como oponentes do semideus que portar essa lamina (com a gema embutida) se sintam atraídos por ela, ou seja, ficam apaixonados, é um efeito de vicio, eles sentirão uma vontade estranha de serem cortados por ela, é algo – literalmente – sádico. Um amor unilateral por uma arma, cuja a essência é atrair inimigos para a morte. O efeito é cortado no momento em que o inimigo desviar o olhar da espada, contudo, ainda é um vício, ele se sente tentado a olhar para ela, e é difícil resistir, mas não impossível. Se o portador da arma for derrotado, o efeito é quebrado totalmente.| Rubi imperial: +40 de dano | Tanzanita real: 15% de roubo de vida. (Todo dano causado volta para a vida do usuário. Caso o golpe com a arma causa 100 de dano, 15 viram HP para o semideus atacante.) | Dano em semideuses: 139 (-10% HP e MP por golpe); em monstros: 150 (x5 monstro aéreo) | Lendário | Forjado por Nikolaev]
Habilidades Aprendidas:

Nome do poder: Corpo Intuitivo I
Descrição: Após um árduo treinamento no qual o semideus pôs o corpo a prova, estressando-o até o limite, o semideus ganhou a capacidade de se adaptar a qualquer situação adversa. A habilidade lhe confere a capacidade de manter suas bonificações de agilidade e velocidade mesmo que sua movimentação esteja limitada por outros fatores que não sejam ferimentos e magias.
Gasto de MP: Nenhum
Gasto de HP: Nenhum
Bônus: +30% de Velocidade e +30% Agilidade, também não perderá bonificações destes atributos quando estiver com movimentação limitada por algo que não seja lesão, congelamento ou magia.

Nome: Krav Maga - Defesa Pessoal
Descrição: O krav maga é um sistema de combate corpo-a-corpo desenvolvido em Israel que se baseia em uma abordagem que não necessita de equipamentos ou armas. Graças ao comparecimento na aula e o árduo treinamento, este personagem consegue usar de técnicas para defender-se e escapar de situações complicadas, tais como enforcamentos, agarrões, socos diretos, abordagens com facas e armas de fogo como pistola e revolveres.
Gasto de MP: Nenhum
Gasto de HP: Nenhum
Bônus: Maiores chances de escapar de situações em que se possa aplicar a defesa pessoal; +30% de esquiva, equilíbrio e agilidade.
Extra: Nenhum

Nome: Taekwondo I
Descrição: O taekwondo é uma arte marcial milenar da Coreia. Em coreano a palavra taekwondo possui o seguinte significado: caminho dos pés e das mãos através da mente. Após assistir a aula de combate, o aluno agora possui noções básicas e sabe melhor do que ninguém aplicar chutes referentes ao taekwondo. Ainda sabe apenas o básico do taekwondo, mas logo estará preparado para os golpes mais complexos que esta modalidade permite aprender.
Gasto de MP: Nenhum
Gasto de HP: Nenhum
Bônus: +25 de dano em chutes; +30% equilíbrio, agilidade e flexibilidade.
Extra: Nenhum

Nome da habilidade: Jianshu (Arte da Espada)
Descrição: Consiste em movimentos ofensivos e defensivos. Esta técnica trabalha suavidade, velocidade, giros, equilíbrios com os movimentos contínuos do corpo. Com isso, poderá usar tanto de movimentos corporais quanto ataques poderosos com a espada.
Gasto de HP: Nenhum
Gasto de MP: Nenhum
Bônus: +20% de velocidade e equilíbrio.
Dano: +20% de dano físico.
Extra: Habilidade deve ser contada apenas quando em combate utilizando uma espada, sendo assim válido golpes com o corpo e com a arma.

Nome da Habilidade: Perícia com Espadas III
Descrição: Espadas são uma das principais armas de um semideus, especialmente se ele gosta do calor do combate. Alguns possuem uma perícia inata, mas outros precisam de alguma prática para melhorar e evoluir. Tendo participado dessa aula, o indivíduo foi capaz de aprimorar os conhecimentos já adquiridos.
Gasto de HP: Nenhum.
Gasto de MP: Nenhum.
Extra: +55% de habilidade com a espada.
Dano: +30% de dano.

Nome da habilidade: Perícia em lâminas III
Descrição: Uma habilidade primordial para se entender bem como usar armas dotadas de lâminas, melhorando uma habilidade nata ou dando uma habilidade por prática para quem não tem intimidade com tais.
Gasto de HP: Nenhum.
Gasto de MP: Nenhum.
Bônus: +75% de assertividade ao usar qualquer uma das armas citadas nesta habilidade.
Dano: +55% de dano ao realizar golpes com fazendo uso de uma das armas.
Poderes e Habilidades (Éris):

Passivo:
Nível 1
Nome do poder:  Apreciadores da Discórdia
Descrição: Os filhos de Éris/Discórdia são parcialmente conhecidos por serem bastante impiedosos, do tipo que gostam de ver “o circo pegar fogo”, ainda mais se forem eles mesmo que causaram o “incêndio”. (Isso depende muito da pessoa, alguns de seus filhos podem ter não herdado sua maldade.)
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: Nenhum
Dano: Nenhum

Nível 2
Nome do poder: Cura do Pomo I
Descrição: Inicialmente comer uma maçã - um dos símbolos de sua mãe - poderá lhe dar um pouco mais de energia e fazer você se sentir revigorado, mas nesse nível não é nada muito elaborado.
Gasto de Mp: Nenhum.
Gasto de Hp: Nenhum.
Bônus: + 10 HP e + 10 de MP
Dano: Nenhum

Nível 3
Nome do poder: Energia
Descrição: Caso haja um clima de discórdia, vingança ou ira no campo de batalha, você irá se sentir mais forte e revigorado.
Gasto de Mp: Nenhum.
Gasto de Hp: Nenhum.
Bônus: + 5 de HP e + 5 de MP.
Dano: Nenhum

Nível 4
Nome do poder: Perícia com facas e lanças I
Descrição: Os filhos de Éris/Discórdia possuem habilidade tanto com armas que conferem certa distância quanto com armas de curto alcance. Nesse nível ainda é algo muito simples e sua habilidade se destaca, mas está longa da perfeição.
Gasto de Mp: Nenhum.
Gasto de Hp: Nenhum.
Bônus: +20% de assertividade no uso de uma dessas armas.
Dano: +5% de dano.

Nível 5
Nome do poder: Ambidestria
Descrição: Éris/Discórida era braço direito de Ares, por isso - ao menos com armas - seus filhos são ambidestros. Tendo habilidade de manuseio com ambas as mãos.
Gasto de Mp: Nenhum.
Gasto de Hp: Nenhum.
Bônus: Mesmo estando com uma arma na mão dominante, conseguira usar outra na mão oposta sem qualquer problema.
Dano: Nenhum
Ativos:
Nenhum.
Poderes e Habilidades (Hécate):
Passivos:
Nível 1
Nome do poder: Detector de Magia
Descrição: Filhos de Hécate/Trivia sentem quando se aproximam de uma natureza mágica - seja outro filho de Hécate/Trivia, um feiticeiro, item mágico ou criatura que esteja sob o efeito de algum encantamento.
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: Sempre sabem quando estão na presença de outra pessoa com magia, item, ou monstro.
Dano: Nenhum

Nível 5
Nome do poder: Língua de Cobra
Descrição: O semideus possui certa afinidade com cobras, e eles o respeitam. Ele consegue se comunicar e entender o que as serpentes falam, mas não podem dar ordens, apenas conseguir informações.
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: Podem extrair conhecimento ou informações ao falar com esses animais.
Dano: Nenhum

Nível 6
Nome do poder: Amante da Lua
Descrição: Durante a noite, o filho de Hécate/Trivia tem seus poderes mágicos aumentados de acordo com a luz da lua, ou seja, quando mais intensa ela for sobre o semideus, mais poderosos seus feitiços serão.
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: +20% de força em seus feitiços.
Dano: +10% de dano se o feitiço acertar o oponente.

Nível 7
Nome do poder: Comunicação Lupina
Descrição: Tendo como progenitora divina Hécate/Trivia, que tem certo controle sobre os lobos, os filhos desta deusa adquirem o mesmo dom da mãe. Podem comunicar-se mentalmente com eles e até pedirem certos favores. Os animais não lhe obedecem, mas escutam você e podem até ajuda-lo de alguma maneira, pois, lhe respeitam.
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: Podem lhe dar informações ou realizar pequenos favores se forem convencidos.
Dano: Nenhum

Nível 8
Nome do poder: Sensitivo
Descrição: Os filhos de Hécate/Trivia são bastante sensitivos e possuem a capacidade de ler auras e emoções, estas se manifestam através de seus olhos que mudam de cor de acordo com quem se está lendo.
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: Nenhum
Dano: Nenhum

Nível 9
Nome do poder: Olhos Noturnos
Descrição: Os filhos de Hécate/Trivia enxergam tão bem no escuro quanto de dia, a noite não incomoda sua visão de fato, portanto, desde que a escuridão ao redor não seja algo magico, ou com efeito de cegueira e etc, o filho da deusa da magia irá continuar vendo normalmente.
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: A escuridão normal não afeta a visão da prole da magia.
Dano: Nenhum

Nível 15
Nome do poder: Descendente da Magia III
Descrição: Você andou praticando? O resultado do seu esforço e do seu treinamento lhe fizeram um feiticeiro experiente, e agora sua magia além de ter ficado mais forte, lhe tornou um bruxo experiente.
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: Ganha 20% de força em seus feitiços (em poderes ativos).
Dano: +15% de dano se os feitiços acertarem.

Nível 18
Nome do poder: Resistência a Magia
Descrição: O semideus possui uma resistência a magias de nível igual, ou até dois níveis acima do seu. Ex: Se o filho de Hécate/Trivia estiver no nível 10, níveis abaixo o afetarão menos, ou equivalentes, e pessoas até dois níveis acima dele, no caso nível 12, também terão um efeito menor. Acima disso, o filho de Hécate/Trivia ainda recebera todo o dano.
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: Qualquer magia ou feitiço lançado contra o filho de Hécate/Trivia, possui um efeito de 50% menor do que em outros semideuses.
Dano: Nenhum

Nível 19
Nome do poder: Cura Noturna III
Descrição: Bastam os raios da lua ou as sombras para que seus ferimentos comecem a se fechar e criarem uma casca preta, como de uma ferida, feitas de pura energia negra, você aprendeu a lidar com elas, e agora as feridas mais fundas se fecham mais rapidamente, e as mais leves se curam por completo. Uma grande parte de sua energia também será restaurada.
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: Recupera +40 HP e +40 MP
Dano: Nenhum

Nível 25
Nome do poder: Olhos multicoloridos.
Descrição: A prole de Hécate/Trivia possui a habilidade natural de modificar a coloração dos olhos de acordo com as emoções sentidas no momento, no entanto, é impossível controlar a coloração por mais que as emoções do semideus estejam controladas naquele momento. Sendo que a coloração base dos olhos de tais semideuses não modificam, no entanto há um brilho correspondente da cor dos olhos da prole.
Azul: Tranquilidade, serenidade e/ou harmonia.
Verde: Esperança, liberdade e/ou saúde.
Amarelo: Luz, calor, inveja e/ou otimismo.
Roxo: Espiritualidade, magia e/ou mistério.
Rosa: Romantismo, ternura e/ou ingenuidade.
Vermelho: Paixão, energia, ódio e/ou excitação.
Laranja: Alegria, vitalidade, prosperidade e/ou sucesso.
Marrom: Seriedade e/ou integridade.
Cinza: Neutralidade e/ou estabilidade.
Branco: Paz e/ou pureza.
Preto: Morte, medo, solidão e/ou isolamento.
Gasto de Mp: Nenhum.
Gasto de Hp: Nenhum.
Bônus: As proles de Hécate/Trivia conhecem o significado, logo apenas outro semideus filho de tal prole poderá identificar seus significados. +5% de dano ao executar feitiços com a coloração roxa nos olhos.
Dano: Nenhum.

Nome do poder: Criadora de Poções I
Descrição: O semideus aprende a criar e desenvolver poções próprias, estudando com afinco e aprendendo a divisão de ingredientes, suas propriedades e magnitudes, podendo criar coisas mais fortes, únicas e realmente poderosas.
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: Poções feitas por filhos de Hécate/Trívia são 20% mais potentes.
Dano: Em caso de venenos, ou poções que causam dano, as poções realizadas por filhos de Hécate/Trívia ganham um bônus de +15% de dano.

Nível 30
Nome do poder: Clarevidência III
Descrição: O dom chegou ao seu ápice. Você apenas se sente cansado - desde que o use com moderação - e pode ver de forma mais definida o futuro além de poder voltar para qualquer momento do passado, além de agora exigir apenas plena concentração.
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: Nenhum
Dano: Nenhum

Nível 33
Nome do poder: Pericia com Punhais III
Descrição: Você se tornou um mestre no manejo de punhais, essa arma em suas mãos, não é apenas mortal, mas também perfeita. Você consegue usa-la para diminuir seu gasto de energia, e acertar pontos críticos com ela.
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: +100% de assertividade no manuseio de punhais. Consegue diminuir o gasto de MP desde que use o punhal para realizar os rituais de sangue. A MP então será reduzida pela metade, sendo que, se o gasto era de 20, gastara apenas 10.
Dano: +20% de dano se o inimigo for acertado pela arma do semideus.

Nível 50
Nome do poder: Progresso em rituais
Descrição: Magia é poder, e quando envolve rituais de usuários e varinhas, isso fica ainda mais forte. O filho de Hecate/Trivia, trabalha para desenvolver sua magia e fica mais forte, potencializando seus atributos e indo muito além do esperado. Ao desenvolver o progresso de rituais, também consegue realiza-los fora do tempo, isso permite ao semideus conseguir realizar qualquer ritual independente da lua no céu, porém, seus rituais terão uma força diminuída em 50% se forem realizados fora do período equivalente.
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: Pode realizar rituais fora do período da lua exigido, porém a força do poder é reduzida em 50%.
Dano: Nenhum

Nível 60
Nome do poder: Pericia com Varinhas IV
Descrição: Você se tornou um bruxo poderoso, um feiticeiro impressionante. A varinha sempre foi a arma perfeita para o seu personagem, e agora que sabe disso, pode usa-la com uma precisão impressionante, usando em batalha para atacar e se defender, e ainda lançando feitiços para todos os lados, poupando assim uma grande parte de sua energia.
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: +100% de assertividade ao lutar com essa arma. O semideus que usar a varinha para executar o feitiço, reduzindo o gasto de MP pela metade, assim sendo, um feitiço que gasta 10 MP para ser realizado, na posse de uma varinha só gastaria 5 MP. (O semideus deverá lançar o feitiço pela varinha, ou o gasto ainda será o mesmo).
Dano: +20% de dano se for acertado pela magia executada pela arma do semideus.
Ativos:

Nível 35
Ritual: Rastreamento.
Descrição: Esse ritual serve para localizar pessoas desaparecidas. Precisará de um objeto pessoal do desaparecido, seu próprio sangue, um mapa e fogo.
Passe seu sangue no objeto e o coloque sobre o mapa, em qualquer lugar. Em seguida, coloque fogo no mapa enquanto diz a frase:

"Amisso iam facere quod perierat."

Ao final do ritual a cidade onde a pessoa se encontra estará gravada no objeto.
Gasto de Mp: - 50 de MP.
Gasto de Hp: - 30 de HP.
Bônus: Caso seja realizado durante a lua nova, há uma chance de +30% de que ele funcione corretamente.
Dano: Nenhum.
Extra: Apenas verbal. Itens podem ser conseguidos em missão.



Power is a dangerous game
Hela A. Deverich
Hela A. Deverich
Imortais
Imortais

Idade : 21
Localização : xxx

Voltar ao Topo Ir em baixo

Cidade em Ruinas - CCFY  Empty Re: Cidade em Ruinas - CCFY

Mensagem por Letus em Ter Out 29, 2019 9:10 pm


Avaliação


Método de Avaliação:

Valores máximos que podem ser obtidos

Máximo de recompensa a ser obtida: 20.000 xp

Realidade de postagem + Ações realizadas – 50%
Escrita: Gramática, erros, pontuação, coerência, concordância, etc – 20%
Criatividade/Estratégia em combate + inteligência – 30%

Realidade de postagem + Ações realizadas: 45%
Escrita: Gramática, erros, pontuação, coerência, concordância, etc: 20%
Criatividade/Estratégia em combate + inteligência: 20%

RECOMPENSAS: 17.000 de Xp e Cidade de Layla Cooper revelada

Comentários:
Eu li e reli os 3 posts, antes de fazer a avaliação final. No fim das contas lhe considero uma das melhores escritoras desse RPG e por isso, senti bastante ao fazer essas reduções. O que acontece é que, em meu ver, uma CCFY deve conter e trazer dificuldades ao personagem, até porquê ela é uma missão, mesmo que seja criada por você. Não é necessário um combate, mesmo uma tarefa de rastreio — Como foi o caso — é o suficiente. Porém senti tudo correr muito rápido e sem dificuldades para Hela, sendo assim, não posso lhe conceder nota máxima, visto que não houve um ápice de dificuldade para isto.

OBS - Como foi pedido apenas a avaliação de uma, estou fazendo apenas isto.
Aguardando atualização
Letus
Letus
Deuses Estagiários
Deuses Estagiários


Voltar ao Topo Ir em baixo

Cidade em Ruinas - CCFY  Empty Re: Cidade em Ruinas - CCFY

Mensagem por Hades em Sex Nov 01, 2019 8:05 pm


Permissão de Avanço

De acordo com o sistema de assassinatos que existe no RPG, todos os três pré-requisitos foram atendidos. Logo as personagens envolvidas (com exceção a Layla, que em game on ainda não sabe de nada) tem permissão para criarem um tópico de invasão a ILHA DE CIRCE, onde a semideusa está localizada de acordo com seu último post em game on. A partir do momento em que o tópico for aberto, nenhuma das quatro envolvidas deverá postar em outro lugar. Sendo necessária a postagem no tópico aberto, nem que seja uma tentativa de fuga. Lembrando que vocês mesmas deverão criar o tópico.

Intervenções são possíveis, desde que respeitem o sistema de mortes/assassinato/interferências. Tratando-se da Ilha de Circe outras feiticeiras que estiverem comprovadamente no local podem intervir sem precisar passar pelo sistema. Clique para ler sistema.

A avaliação de Letus foi desconsiderada. Em on é considerado que a personagem Hela sabe exatamente a localização exata de Layla.

Requisitos Necessários:
1. O personagem já deve apresentar um comportamento tendencioso para esse tipo de ato, não importando que seja um traço oculto de personalidade, em alguns posts esse lado deve ser explorado.
2. Deve existir algum motivo valido para cometer um ato contra determinado indivíduo. Sendo que, a menos que seu personagem tenha algum desvio de conduta que o faça cometer atos como assassinato a qualquer indivíduo sem motivos (e, nesses casos, serão necessários, antes do ato, posts elaborados, explorando a psicopatia/loucura etc), sem tais motivos o assassinato é completamente invalidado.
3. Deverá enviar os links de tais posts, incluindo posts onde há motivos para querer matar outro personagem, interação etc. Para um membro da Staff, para que a tentativa de assassinado possa prosseguir.

• Como forma de proteção é impossível que jogadores com nível igual ou menor do que QUINZE (15) sejam afetados por qualquer tentativa de assassinato por parte de players de lvl igual, menor ou maior. Sendo que estes (lvl menor ou igual a 15) também não poderão fazer tentativas de assassinato). - Todos os personagens envolvidos possuem lvl maior do que o minimo (15).
Hades
Hades
Deuses Olimpianos
Deuses Olimpianos

Localização : Importa? A morte ainda será capaz de te achar.

Voltar ao Topo Ir em baixo

Cidade em Ruinas - CCFY  Empty Re: Cidade em Ruinas - CCFY

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum