The Blood of Olympus

[LABIRINTO DE DÉDALO] ☠ August Damon Wolfstorm e Sasha Pearcy ♆

Página 2 de 3 Anterior  1, 2, 3  Seguinte

Ir em baixo

[LABIRINTO DE DÉDALO] ☠ August Damon Wolfstorm e Sasha Pearcy ♆ - Página 2 Empty Re: [LABIRINTO DE DÉDALO] ☠ August Damon Wolfstorm e Sasha Pearcy ♆

Mensagem por Narrador Principal em Sab Out 19, 2019 4:37 pm

O membro 'August Damon Wolfstorm' realizou a seguinte ação: Lançar dados


'Labirinto de Dédalo' : 7, 2
Narrador Principal
Narrador Principal
Deuses Olimpianos
Idade : 25
Localização : Por ai
http://www.bloodolympus.org

Voltar ao Topo Ir em baixo

[LABIRINTO DE DÉDALO] ☠ August Damon Wolfstorm e Sasha Pearcy ♆ - Página 2 Empty Re: [LABIRINTO DE DÉDALO] ☠ August Damon Wolfstorm e Sasha Pearcy ♆

Mensagem por Visenya Vaftrudener em Dom Out 20, 2019 12:51 am



Entre tantas coisas que já haviam dado erradas naquela noite, ao menos uma havia dado muito certo. Olhei para o moreno ao meu lado e sorri com a displicência de uma criança, eu podia sentir todo o meu corpo mais leve e meu coração votar a bater normalmente.  Se você me perguntasse há algum tempo atrás se eu acreditava em amor à primeira vista, provavelmente eu riria na sua cara e diria que não passava de historinhas para crianças. Mas hoje, como eu poderia explicar o que eu sentia por Damon? O filho de Ares havia arrebatado meu coração totalmente, como eu poderia explicar isso? Eu teria que engolir mais essa e ficar bem quietinha. O que importava era que as coisas de alguma forma estavam voltando para o lugar.

E tudo teria permanecido na mais perfeita paz, eu curtindo os beijos do filho de Ares, uma bebida de leve, dançar um pouco, mas a noite precisava fechar com chave de ouro. Não é verdade? Damon estava segurando a minha cintura bem firme, estávamos escorados em algum canto observando as proles divinas dando vazão a todo hormônio que estava contido. Era claro que uma hora ou outra, acabamos deixando escapar nossas opiniões sobre o lugar, mas nada que fosse totalmente fora do normal. Mas foi quando no meio da multidão eu reconheci a figura esguia e misteriosa no meio da festa: — Que merda. — Me soltei dos braços de Damon. Ele me virou em sua direção, seu olhar era curioso no mínimo: — Qual o problema, blondie? — Ele perguntou tentando ver o que eu estava vendo. Era claro que ele não veria.

Olhei rapidamente por cima do ombro e ele ainda estava lá, encarando a nós dois com um sorriso sarcástico. Puxei o filho de Ares pelo rosto e dei um leve beijo: — Já volto, love. Prometo não demorar. — Eu estava mentindo. Tudo que envolvia aquele cara significava que eu ia demorar. Eu percebi que nada daquilo que eu havia dito para Damon era suficiente, mas teria de bastar naquele primeiro momento.  Ainda com um pouco de pesar me afastei, me enfiando no meio da multidão. Dando um empurrão aqui ou ali, atravessei o salão com dificuldade. Só os Deuses sabem como eu tive vontade de jogar umas duas filhas de Afrodite no chão, as belas estavam atrapalhando a passagem. Porém, não era uma boa hora para me indispor com a Deusa.

Aquele jogo de perseguição novamente, eu não concebia como ele podia se mover tão rápido e de repente desapareceu na escuridão. Novamente a frustração me fez trincar os dentes e cerrar os punhos com força. Havia deixado Damon sozinho para que? Para nada? Meneei a cabeça e girei o corpo, pronta para voltar. Dei alguns passos quando alguém abruptamente segurou meu braço e me puxou com força: — Você já foi mais insistente, Pearcy? É o namorado que anda te deixando assim... Relaxada. Nem a cabana você conseguiu encontrar. — Disse ele com escárnio. Eu notei que ele não estava feliz em me ver com Damon. Puxei meu braço na tentativa de solta-lo, mas o estranho segurou com mais força e ele era bem forte para um cara qualquer: — Vou te dar um incentivo. Ou você começa a descobrir a verdade sobre si mesma, ou não vai viver o suficiente para viver esse romance. — Eu podia quase tocar o prazer que ele sentia com aquelas palavras.

Enfiei a mão esquerda entre nós e o empurrei, soltando o meu braço: — Você é um louco! Você... — Ele se aproximou e não deixou que eu continuasse: — Sou alguém que conhece você melhor que você mesma. Melhor que Richard, melhor que seu próprio pai. Eu sei o que seu futuro lhe reserva. — Ele fez uma pausa e se afastou: — Deveria olhar que horas são no seu relógio. Deve estar na hora de ir para casa. — Ele riu com a última frase. Apenas por curiosidade peguei o item no meu bolso e conferi o que ele disse. A hora estava completamente errada e os ponteiros parados. Mas eu tinha certeza que ele estava funcionando. Ele caminhou e parou a o meu lado, dando um beijo em meus cabelos: — Os ponteiros Sasha. Os ponteiros. — Ele então continuou a caminhar. Quando eu me virei ele já havia desaparecido na escuridão.

Eu poderia fazer a escolha obvia, que seria entrar e ficar com Damon, mas eu não seguia o obvio. Olhei na direção do salão e pensei em voz alta: — Já volto, Gus. — Eu sabia que ele não escutaria, mas eu fiz assim mesmo. Caminhei na direção do que seria uma floresta e como era de se esperar, não levei cinco minutos para me perder. Aquele lugar era mais assustador do que o castelo. Encontrei uma passagem e o meu relógio indicava que eu deveria seguir na mesma direção, mas assim que pisei no lugar senti um incomodo no pulso direito. Não dei atenção para aquilo, com certeza haviam mais coisas para eu me preocupar naquele momento. Continuei e encontrei algo que parecia uma escada? Dava para eu descer, então já servia para alguma coisa. O lugar tinha iluminação fantasmagórica e à medida que eu adentrava mais eu me perdia.

Depois de alguns minutos de caminhada eu me dei conta do que estava acontecendo: — Que merda! Outro labirinto! — Revirei meus olhos me vendo cada vez mais perdida. Mas a atmosfera que pairava sobre esse lugar era diferente. Era densa e pesada, eu podia sentir muito sofrimento naquele lugar. Meu pulso doía cada vez mais e quando finalmente puxei a manga da casaca e da camisa vi aquelas manchas do meu braço maiores e quase negras: — Que diabos! —  Eu realmente precisava descobrir o que estava acontecendo comigo. Mas eu agora eu só tinha uma única opção que era encontrar a saída.

Depois de dobrar um número infindável de esquinas e passar por inúmeros corredores, eu cheguei um lugar que parecia um salão amplo. Mas assim que coloquei meu pé no local aquela dor incomoda se tornou ainda pior. Uma sensação estranha me tomou, algo estava me perseguindo, algo estava me caçando. Como eu sabia disso? Foda-se a lógica! Eu não sei explicar, mas aquele arrepio por toda a minha coluna não era vão. Segui adentrando pelo amplo átrio até que uma nova presença me chamou a atenção por completo. Ele não precisou se aproximar para que eu notasse os ferimentos em sua perna. Aquilo eram cortes? Eu caminhei afoita e preocupada em sua direção, sem conseguir raciocinar muito bem.

— Damon! O que você está fazendo aqui? O que são esses ferimentos?  — Perguntei apreensiva e com nítida preocupação em minhas palavras. Como eu já sabia, ele simplesmente devolveu a pergunta: — Essa é uma história muito longa para eu te contar agora. — Notei os olhos dele se direcionando ao pulso que eu segurava: — Se machucou? — Ele perguntou com gentileza. Eu pensei uns instantes antes de falar algo, até que levantei a manga do casaco: — Não sei por qual razão, mas desde que entrei aqui, essas manchas se tornaram muito escuras e estão ardendo como se tivesse enfiado meu braço em chamas. Ainda não sei por qual razão. Mas isso não é importante. Você sim parece machucado. — A sensação incomoda aumentava a cada segundo: — Tem algo muito errado aqui. Estou sentindo isso desde que coloquei meus pés aqui dentro! — Desabafei um tanto ansiosa.

O filho de Ares deu alguns passos à frente, seus olhos mudaram de cor totalmente tomando a cor do sangue e eu notei que a preocupação tomou seu semblante: — Temos problemas. — Ele se virou para mim me puxando para mais perto: — Me diga que você trouxe uma arma Sasha. — Eu fiz que sim com a cabeça e percebi que ele estava mais aliviado. Era claro que eu ia trazer a minha faca e a minha espada: — Temos mais ou menos uns cinco minutos. Não vai dar tempo de sair daqui. Há duas quimeras vindo em nossa direção. E são uns bichos bem estranhos. — Eu balancei a cabeça um pouco incrédula. Quimeras apareciam nos meus sonhos constantemente, desde que era criança. Uma dor aguda atingiu meu pulso me fazendo trincar os dentes, mas misteriosamente como ela surgiu, ela também desapareceu.

Não tínhamos muito tempo e ele era o filho do deus da guerra, então não questionei ele começar a dar as ordens. Poderia ser uma leve sensação, mas eu notava que ele parecia um pouco receoso quanto as minhas capacidades. O simples anel logo se tornou uma espada na minha mão e ambiente mais escuro deixava ela com um aspecto ainda pior: — A situação é a seguinte. Vamos lutar um perto do outro, assim podemos proteger os flancos e impedir ataques pelas costas. — Ele explicou. Eu entendia o que ele queria dizer: — Assim também protegemos os pontos cegos um do outro. — Ele deu um sorriso sarcástico, viu que eu queria mostrar que sabia lutar em uma situação como aquela. Não era totalmente mentira, mas também não era totalmente uma verdade. De toda forma estava pronta.

Aquele som estranho invadiu toda a câmara, meu coração acelerou. Nós nos olhamos e naquele momento o fundamental era confiar um no outro. Os passos vinham rápidos em nossa direção e eu senti um pouco receosa. Damon por sua vez já esperando pelo ataque bradou algo que eu entendi como "Levantem e lutem" e sugiram quatro esqueletos bem ao nosso lado:  — Uma pena que esse local não tem uma fonte de água. Ou seja, não há muito que eu possa fazer com os dons do meu pai. — Comentei segurando a espada em minha mão com mais firmeza e mantendo meu olhar sempre firme na direção que nossos atacantes vinham. Me aproximei o suficiente do semideus para cobrir seus pontos fracos e cego, sem dar brecha para um ataque em um lugar desfavorável. Eu nunca havia visto ele lutar, mas eu sabia que uma arma grande sempre era mais lenta.

Os trotes rápidos denunciavam que as criaturas estavam avidas por nos atacar e os monstros surgiram na nossa frente já partindo para nos ferir. O primeiro monstro bem que tentou pular em cima de nós dois, mas a alabarda de Damon o acerto o jogando para trás alguns metros. Uma dupla de esqueletos já partiu na direção dela. A segunda quimera veio para cima de mim com sua bocarra, mas a empunhadura da minha espada encontrou com força sua mandíbula, fazendo com que ela cambaleasse também. A última dupla de esqueletos já pulou em suas costas do monstro fazendo ela pular pelo salão tentando joga-los para trás. Realmente era impressionante ver um filho de Ares lutar, mas o mais impressionante era a sinergia entre nós dois, já que nunca havíamos treinado juntos sequer.

Ele mostrava toda sua virilidade e força, acertando o monstro em lugares que a criatura era vulnerável. Aquilo era uma quimera de toda forma, sua pele era resistente e não era atingida por lâminas. De fato, era um ponto a se atentar, mas a habilidade dele com a arma era realmente incrível. Gus girou a arma na mão e deu um pequeno passo para a direita, tendo assim um ângulo perfeito para acertar entre a pata e o tronco do bicho. Ele podia ter a pele resistente, mas com aquela força, não sei se ossos dela iam tão bem a àquela altura. Com velocidade ele puxou a arma que parecia ter encaixado em alguma junta da coisa e o puxou com força o derrubando, enquanto isso os esqueletos atacavam com suas lâminas e lanças, ferindo consecutivamente e de maneira tão contundente que os ferimentos eram inevitáveis. Eles podiam ser resistentes, mas eram tantos ataques tanto de Damon quanto dos esqueletos que aquilo começava a minar a resistência da criatura.  

Achou que eu estava só assistindo né? Claro que não! O passo que o filho de Ares deu para o lado foi como uma luva para mim, já que ajustei minha posição para atacar. Girei a espada na mão e minha lâmina veio de cima para baixo acertando seu rosto do lado esquerdo. Eu sabia que a pele não seria ferida, mas eu tinha um plano. Ou pelo pensava que tinha. Eu estava longe de ser a criatura mais fraca do acampamento. Lembrei de cada lição que havia aprendido com Richard e agora colocaria elas em prática. Dei mais um passo para a esquerda, mas sem deixar meu parceiro descoberto. A pata veio em minha direção e meu corpo se curvou o suficiente para que eu me esquivasse, na volta minha mão esquerda se estendeu levemente e as bolhas de água foram na direção do monstro. Como estávamos muito perto ele não teve nenhuma chance de esquiva: — Damon! — Eu chamei por ele e ele entendeu o que eu queria perfeitamente.

A alabarda atingiu a pata dianteira em cheio jogando a quimera que lutava comigo no chão, enquanto isso eu girei pelas costas dele e já acertei um forte chute na parte inferior da mandíbula do animal que ele estava atacando outrora. Um dos esqueletos investiu com o escudo tirando totalmente o ponto de apoio e o outro tentou perfurar sua boca com a lança. A quimera girou e tentou nos acertar com a cauda gingante e eu tive o tempo apenas de pular para que ela não me atingisse nas pernas. Olhei para Damon e ele lutava como se toda a raiva do mundo pesasse em suas costas naquele momento. Ele estava esmagando os ossos daquilo? Parecia que sim, desferia os golpes com tamanha força que qualquer outra criatura teria se partido no meio. Quando retomei meu foco, tive tempo de colocar a espada na minha frente, evitando uma patada certeira que rasgaria meu peito. Travei meus braços e meus pés no chão, meu corpo tencionou e senti apertar tantos os dentes que aquilo fez minha cabeça doer: — Bicho maldito! — Levantei meu joelho com violência acertando a pata do monstro que recuou alguns passos para trás
.
Os esqueletos atacavam por ambas as laterais, mas eu vi que algo estava prestes a dar muito errado: — Damon cuidado! — Eu gritei quando aquele bicho abriu sua bocarra pronto para cuspir fogo. Eu nem pensei, simplesmente joguei meu namorado para o lado impedindo que fosse atingindo pela chama. Por pouco eu não saí ilesa, mas meu braço acabou sendo queimado, fazendo uma ferida feia. Os esqueletos que estavam comigo simplesmente foram pulverizados! Não soltei a espada, mas dei uma olhada e aquilo poderia ficar uma cicatriz feia no meu braço: — Inferno! — Gritei sentindo uma grande raiva por ter sido atingida.  A prole da Guerra me olhou com preocupação, já que agora estávamos distantes e os dois monstros entre nós. Por um minuto eu pensei que eles me atacariam, já que eu estava caída no chão e ferida. Damon pensou o mesmo e mandou que seus esqueletos me protegessem. Seu burro! Eu só tomei uma queimadura.

Os monstros até deram alguns passos na minha direção, mas quando perceberam a guarda aberta de August, atacaram ele ao mesmo tempo: — Damon! — Eu vociferei de onde estava. Ele havia sido atingido e meu corpo estremeceu, não de medo ou outra coisa. Mas de raiva! Raiva de Damon por se expor daquela forma para me proteger e mais raiva ainda daquelas coisas por terem acertado o meu namorado! Eu me ergui com os olhos tomados pela ira, meu corpo era como um oceano revolto em noite de tempestade. Eu era Filha de Poseidon, um dos Três Grandes. Eu arrancaria agua das profundezas daquele lugar se fosse preciso, mas eu sairia com o couro daqueles bichos nas minhas mãos.



Arsenal:
• Sabre [Uma espada onde a destreza é mais influente que a força, podendo infligir grandes danos, feita com ferro estígio na lâmina e com o cabo revestido por um tipo de couro resistente e que se encaixa perfeitamente na mão daquele que a porta. | Efeito 1: A arma possui a característica incomum de ganhar um aspecto assustador quando está em um ambiente escuro, intimidando inimigos de menor nível, porém tal intimidação não é muito efetiva ao verem quem porta tal arma (rs). | Efeito 2: O sabre pode se tornar um anel liso e feito de ferro estígio. | Ferro estígio e couro. | Sem espaço para gemas | Beta | Status: 100% sem danos | Mágico | Arsenal do acampamento]

• Faca de Bronze Celestial [ Uma faca de lâmina curta - cerca de 10 cm - com cabo em madeira envolvido em couro para tornar o manuseio melhor. | Não produz feridas em mortais. | Bronze celestial, madeira e couro. | Sem espaço para gemas. | Alfa. | Status 100%, sem danos. | Comum. | Nível 1. | Item inicial. ]
Poderes:

Passivo:

Nível 4
Nome do poder: Pericia com Espadas I
Descrição: O filho de Poseidon/Netuno tem facilidade com o manuseio de espadas, em suas mãos, laminas como essas se tornam mais leves, e eles aprendem com uma facilidade impressionante. Nesse nível ainda comentem erros grandes, pois estão se desenvolvendo.

Nível 12
Nome do poder: Força I
Descrição: Como demonstrado por Percy na série e é de conhecimento geral que Poseidon é mais forte que a maioria dos deuses por ser um dos três grandes, seus filhos possuem uma força superior à comum dos semideuses.
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: +15% de força
Dano: +10% de Dano se o ataque do semideus atingir.
Ativo:

Nível 5
Nome do poder: Bolhas de Água
Descrição: O semideus consegue lançar com a palma das mãos até cinco bolhas de água contra seus inimigos. Apesar de serem bolhas, eslas são bem mais rápidas que o normal. Além dos danos, elas deixam as partes atingidas molhadas e escorregadias, podendo atrapalhar o inimigo dependendo de onde acertarem.
Gasto de Mp: 5 MP por bolha
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: Nenhum
Dano: 7 HP por esfera que atingir o corpo, totalizando 35 HP
Extra: Nenhum

Nível 15
Nome do poder: Terreno molhado
Descrição: A prole filha do rei dos mares conseguirá deixar o terreno ao redor molhado, o tornando escorregadio. Limite de área equivalente a 7m².
Gasto de Mp: 60 MP
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: Nenhum
Dano: Nenhum
Extra: Não afeta pessoas que possuem +70% de equilíbrio corporal.

Sasha Pearcy
(C) Ross
Visenya Vaftrudener
Visenya Vaftrudener
Amazonas
Idade : 20
Localização : Na cama do August

Voltar ao Topo Ir em baixo

[LABIRINTO DE DÉDALO] ☠ August Damon Wolfstorm e Sasha Pearcy ♆ - Página 2 Empty Re: [LABIRINTO DE DÉDALO] ☠ August Damon Wolfstorm e Sasha Pearcy ♆

Mensagem por August Damon Wolfstorm em Dom Out 20, 2019 7:11 pm

Demons or Angels

THOSE GREEN EYES turned EVERYTHING in GREY
O grito de dor escapou do meu pulmão. Cambaleei para frente com as garras da Quimera rasgando minha pele: Cinco cortes que vinham minhas costas até a altura do cóccix. Dei dois passos para frente com o impacto da porrada e uma labareda de fogo atingiu meu abdómen. Me fazendo morder os lábios com força para não ceder, não deixaria que Sasha lutasse sozinha pelas nossas vidas. - Damon! - Ela exclamou furiosa.

Conseguiu não soltar minha alabarda e olhei para a Quimera. Tentei com todas as forças ignorar a dor, mas aquela era uma tarefa complicada, sentia o cheiro da carne queimada e os pensamentos anuviados pela sensação morna que o sangue causava. Em uns dois metros de distância Sasha enfrentava sua própria briga, tentando sem sucesso uma aproximação comigo. Existia fogo em seus olhos. A imagem dela me deu forças, eu não podia cair ali, naquela luta, caso contrário não poderia protegê-la.

A minha monstruosidade atacou, tentando abocanhar meu braço, mesmo com aquela situação crítica estava concentrado para me manter vivo. Saltei para trás e acertei com toda força que eu tinha a cabeça do monstro, que procurava qualquer pedaço meu pelo caminho. O ataque vertical com as duas mãos fez o inimigo recuar um pouco, com um pequeno corte na mandíbula. A visão de sangue me alimentou por dentro, fazendo com que minha força interior despertasse.

Aproveitando a brecha apoiei Alabarda no chão e puxei do chão um machado de arremesso. Se não tinha vitalidade, usaria todos os poderes capazes de me salvar daquela situação. Recuei com dois saltos para trás, arfando com a dor. Assim que lancei a arma em direção ao monstro percebi pelo canto do olho aquilo que estava acontecendo com Sasha e os esqueletos.

A garota tinha aproveitado o ataque direto que foi direcionado a mim para talhar o olho da criatura. Fazendo uma pequena torrente de sangue sair da sua orbe esquerda. Assim que a Quimera da loira se virou para ela, buscando mordê-la, ela acertou com força outro golpe no focinho de leão. O ataque não fez nada contra o couro fortalecido do monstro, mas ainda assim foi uma distração boa o suficiente para os dois esqueletos. Ambos enfiaram suas espadas na barriga e na costela do monstro, fazendo profundos cortes.

Tive que captar tudo em poucos segundos, pois assim que voltei minha atenção para a minha Quimera vi que minha situação iria ser bem mais complicada que a da Sasha. Apesar de ter acertado com êxito o corpo do monstro, ainda estava longe de derrotá-lo. Duas balançadas do corpo do monstro e a minha machadinha voou para longe, abrindo um corte um pouco profundo no pescoço dele. Por sorte as duas Quimeras tinham tido uma boa luta antes de chegar naquele ponto. Alguns ossos quebrados, danos internos e agora, alguns cortes nas duas.

A fera lançou uma torrente de chamas na minha direção e eu me joguei para longe. Saindo do alcance do fogo do monstro.  A semideusa e as caveiras lutavam com uma criatura enfurecida, agora cega de um olho e bastante ferida. Me levantei, obrigando minha mente a se recompor tanto quanto era possível para meu corpo. Se eu pudesse chegar mais perto das caveiras, nós quatro seríamos capazes de derrubar aquela Quimera. Contudo para fazer isso eu precisava sobreviver.

Meu monstro saltou em minha direção como um gato, eu precisava me esquivar com o máximo de velocidade possível. Pela primeira vez naquele subterrâneo eu pude ver a necessidade de alçar voo, mas não o fiz. Saltei com toda minha força para frente, fazendo uma rondada com bastante elasticidade, senti o sangue que saia das minhas costas voando um pouco. O meu peso e o da arma me fizeram bambear, por fim eu completei o movimento, se não tivesse tão ferido teria executado-o com perfeição, mas o momento de ginasta foi suficiente para me fazer desviar.

Estava pronto para me virar e lutar com a Quimera, quando escutei o outro monstro rugindo de dor, seus dois olhos sangravam e pelo que tinha visto pelo canto do olho uma das caveiras foi jogada longe enquanto a outra tinha desaparecido. Sasha havia cegado a criatura e agora usava todos os seus instintos para desviar, saltando, esquivando e rolando. A última caveira se recuperou e acertou a lança no monstro, mas não pude ver mais que isso. O rugido de raiva do meu monstro me chamou a atenção. Saltei para a esquerda, com tempo suficiente para desviar do lança-chamas que tentava me acertar, o calor fazia meu rosto suar.

Agora entre eu e Sasha estava o meu inimigo, mostrando os dentes e babando saliva ácida, a cauda que parecida com a de um dragão e a juba negra como a noite. Cerrei os dentes, eu precisava terminar aquela batalha de uma vez por todas. Segurei firme minha arma, estava ferido mas precisava fazer alguma coisa contra a criatura na minha frente, meus olhos ganharam uma tonalidade vermelha e eu encarei diretamente o monstro, sugando suas forças. O alvo balançou a cabeça e pareceu fraquejar, mas mesmo assim começou a correr na minha direção e eu fiz o mesmo, sabia que tinha a vantagem por alguns segundos, aquela era hora para finalizar o monstro. Coloquei a arma sobre ombro esperando o momento correto para atacar.

No último segundo o leão flexionou as pernas e saltou, eu sabia que aquele movimento estava pra acontecer. Com minha alabarda em posição de ataque vertical eu deslizei de joelhos, passando por debaixo do monstro, a coisa toda aconteceu em poucos segundos, mas enquanto os meus joelhos esquentavam contra o chão eu foquei o ponto exato onde já havia acertado anteriormente: A parte interna da perna traseira. No momento exato usei meu machado para decepar o membro dele, me manchando de sangue.

Me levantei pronto para matar a criatura, com um pouco do vigor recuperado, mas vi algo que desceu um véu de raiva nos meus olhos. Cerca de cinco metros na minha frente a Quimera cega tinha uma das patas no peito da Sasha, enquanto jogava uma labareda de fogo em direção da última caveira. A loira tentava alcançar a espada caída fora do seu alcance e seu rosto mostrava que ela não conseguia respirar. Uma fúria interior queimou com tanta força que não consegui sequer formar uma palavra. - AAHHHHH - Gritei algo que parecia com um rosnado, em plenos pulmões enquanto corria em direção da minha amada.

A Quimera tinha acabado de se virar para Sasha quando eu segurei Alabarda com ambas as mãos e trombei no monstro. Minha fúria era tanta que eu não agia com racionalidade. A besta caiu para o lado com um estrondo e deslizou dois ou três metros. Nem sequer olhei para a filha de Poseidon, eu estava fora de mim, completamente cego de raiva. O episódio anterior presenciado por Sasha não foi absolutamente nada se comparado com aquilo, mas meus ouvidos perceberam como ela estava ofegante. Andei até o monstro e desci o machado, abrindo suas estranhas, depois acertei as patas e o pescoço do inimigo, decepando todos os três membros.

Continuei mutilando o monstro até que ele virasse pó e continuei batendo na poeira até que nada mais restasse ali, nem um rastro dele no ar, levantei minha arma pronto para bater no chão vazio, tamanha era minha insanidade, quando a voz de Sasha retomou minha racionalidade. - Damon. - Escute bem baixo, me impedindo de atacar o vazio. Então dessa vez com mais força e imponência. - AUGUST! - Gritou Sasha, eu me virei para ela. Blondie estava me chamando com plenos pulmões fazia tempo.

Quando olhei para Sasha ela tinha uma aura vermelha em volta do corpo, os músculos do braço tinham mais força que o comum e suas veias estavam saltadas como se ela tivesse segurando bastante peso e de fato estava. Na ponta de sua espada estava o monstro restante, seu céu da boca estava completamente atravessado pela arma da loira e ela segurava o monstro que se movia, mas não muito.

Sasha tinha feito um plano inteligente, utilizando seus poderes aquáticos para impedir que a criatura conseguisse ficar de pé. Toda vez que ele se movimentava tentando ficar em três patas o chão abraçava seu corpo. Se ele fizesse qualquer movimento incorreto iria acabar abrindo mais o céu da boca. Sua perna decepada soltava sangue, mas não era isso que me chamou atenção, seus olhos continham completo pavor, como se o instinto animal tivesse tomado seu corpo com um aviso de morte. Ele tentou soltar uma labareda de fogo, mas Sasha se desviou sem problemas.

“E-eu quem estou causando isso?”, pensei, meu próprio corpo agora mantinha um brilho vermelho que ainda afetava os dois na minha frente. Aparentemente durante meu acesso de fúria a Quimera tinha cambeleado até minhas costas e tentando me atacar, mas Sasha se intrometeu e tinha me protegido, atravessando com as duas mãos a espada na boca da criatura. Impedindo tanto que ela fechasse a mandíbula quanto saísse dali. Finalmente reparei na queimadura no braço da filha de Poseidon e voltei a olhar para o monstro com raiva. Quando nossos olhos se encontraram o monstro amedrontado começou a se debater por completo, mesmo que estivesse se machucando.

- Acaba logo com isso, porra Damon. - Xingou com irritação, ela estava fazendo todo o esforço do mundo para manter o monstro ali, mas finalmente levantei meu machado e decepei sua cabeça, observando seu corpo morto se debatendo no chão com sinapses enviadas do cérebro. Segurei os braços da minha namorada e puxei a sua espada para fora da cabeça do monstro. - Ei idiota! Nunca mais me salve sem minha permissão. - Grunhiu ela com ódio, por conta da minha aura, eu esperava.

Obriguei mentalmente que minha aura se encerrasse e me certifiquei que a loira voltaria ao normal. Sasha piscou algumas vezes, como se tivesse saído de um pequeno transe e me olhou com certa irritação. - Como você está? - Ela falou, seu tom ainda era rude. Minhas costas tinham parado de sangrar e começando a cicatrizar, mas minhas feridas ainda doíam bastante, além disso eu já sentia a fraqueza me tomando, apesar dos meus poderes terem sido um primeiro socorro, eu precisaria me recuperar logo. O problema principal era o sangue que eu já tinha perdido.

Não consegui evitar uma arfada dolorida e olhei para ela, com um sorriso sarcástico. - Eu to bem Sasha. Novo em folho. - Respondi para ela e rolei os olhos, aquela era uma grande mentira e ela podia ver. - Mas se você quiser ajudar, pode pegar minha mochila. - Pedi, mas ainda irônico, aquele tom era inevitável para mim. Ela bufou de raiva parecendo que ia me bater, mas não o fez. Um minuto depois ela voltou com minha mochila, se recusando a entrega-la para mim e colocando-a nas costas.

- E agora? Como você pegou isso e o que tem aqui dentro? - Ela exigiu sem rodeios.

- Agora nós seguimos a entrada por onde o monstros vieram, eu acho. - Respondi para Sasha, a loira ponderou e assentiu pois fazia sentido.

- E a mochila? - Questionou novamente.

- Meu pai me entregou quando eu entrei no labirinto. Eu vim por outra entrada, uma diferente da sua. - Expliquei de forma simples, deixando a arma apoiada no ombro. - A mochila tem itens curativos. -Finalizei, tentando dar um beijo suave em seus lábios, mas fui impedido.

- O que é? Eu vou entregar um agora para você! - Exclamou a filha de Poseidon com vida. Eu impedi que ela tirasse minhas mochilas do ombro e fiz que não com a cabeça, seu rosto ganhou um tom de fúria. - August Damon Wolfstorm, você vai se curar agora ou eu vou deixar você aqui sozinho! - Manipulou ela e eu rolei os olhos com sarcasmo.

- Não, você não faria isso comigo. - Brinquei, com um sorriso brotando em minhas expressões. - Eu estou um pouco melhor  Sasha, não estou sangrando e nem vou morrer. Ainda. - Falei e nesse momento ela se soltou de mim e da minha mão. Eu segurei ela com força e mesmo estando mais fraco podia fazer isso. - Relaxa, blondie. Essa cura é potente e deve ser usada na hora certa, nós ainda estamos longe do coração do labirinto. - Expliquei para ela e sua feição suavizou um pouco com entendimento.

- Então me conte o que é isso. Eu me lembro dessa mochila da nossa viagem e para tirar algo daqui é preciso saber o que tem aqui dentro. - Exigiu a mulher e eu revelei, combinamos que só em caso de extrema necessidade usaríamos os bombons de Afrodite. Ela parecia curiosa sobre a origem dos doces, mas eu não disse mais nada.

- Talvez a gente encontre mais ajuda na próxima sala. - Falei para ela com mais esperança que certeza. Seguimos pelo labirinto em busca do seu fim.

HP E MP DAMON:
HP INICIAL: 240\320
DANO 1: -30% = 72 de Dano.
HP DEPOIS DO DANO: 168/320
DANO 2: -25% = 42 de Dano
HP DEPOIS DO DANO: 126/320
CURA 1: Sanguinário +10HP
CURA 2: Regeneração I x2 +60HP
HP FINAL: 196/320
SITUAÇÃO: Cortes na perna cicatrizaram, mas as novas feridas são uma queimadura na perna e as garras na costa. As feridas pararam de sangrar e estão levemente cicatrizadas, mas ainda estão bem doloridas e o sangue perdido deixou o semideus neste estado de vitalidade.
PS: Na minha ficha o HP e MP estão incorretos, se Puderem atualizar em conjunto com MVP eu ficaria agradecido, se não tudo bem.


MP INICIAL: 320/320
Poder 1: Guerreiros Derrotados x4 = -100MP
Poder 2: Invocação de Armas II x1 = -25MP
Poder 3: Olhos da Morte x1 = -30MP
Poder 4: Fúria Coletiva x1 = -15MP
CURA 1: Sanguinário +10MP
CURA 2: Regeneração I x2 +60MP
MP FINAL: 220/320
PS: N/A.

PODERES UTILIZADOS:

ATIVOS:

Nível 3
Nome do poder: Fúria Coletiva
Descrição: Ao estar enfurecido, o filho de Ares/Marte possui a capacidade de exalar a mesma em todos que estiverem em um raio de trinta metros de si, fazendo com que fiquem mais agressivos, não conseguindo elaborar estratégias, pensar em fugir ou elaborar combos combinados a ataques de outros seres. Essa habilidade também influencia aliados, tendo que ser utilizada com sabedoria.
Gasto de Mp: 15 MP por aliado que for atingido pelo poder
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: Todos os aliados em um raio de 10 metros poderão ser atingidos pela onda de fúria do semideus, ganhando um bônus de força de +10%.
Dano: Nenhum

Nível 15
Nome do poder: Guerreiros Derrotados
Descrição:  Assim como mostrado na série, os filhos de Ares/Marte ao erguerem uma de suas armas em direção ao alto, conseguem - com um grito em grego/latim cujo significado seja "Levantem e lutem" - invocar da terra cinco guerreiros esqueletos, que estarão equipados com uma lança, uma espada e um escudo, todos feitos de bronze celestial. Cada guerreiro possuirá 100 HP, e obedecerão apenas aos comandos proclamados pela prole do deus da guerra.
Gasto de Mp: 25 MP por guerreiro invocado.
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: Nenhum
Dano: Conseguem tirar até 5 HP por golpe que acertarem com suas armas.

Nível 17
Nome do poder: Olhos da Morte
Descrição: Este é uns dos mais poderosos golpes dos filhos de Ares/Marte. Quando estiverem em batalha, seja com qualquer tipo de oponente, os olhos do semideus irão adquirir uma tonalidade avermelhada, e ao entrar em contato visual com seu oponente, começará a sugar a MP e HP do oponente. A energia sugada não irá para o filho do deus da guerra, porém deixará seu inimigo um tanto quanto mais fraco. A habilidade perde efeito após o contato visual ser interrompido.
Gasto de Mp: 30 MP
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: Nenhum
Dano: 10 MP e 10 HP por rodada ativa.´
Extra: Pode ser utilizado apenas dois turnos por missão/evento.

Nível 20
Nome do poder: Atração II
Descrição: O semideus aprendeu que seu corpo e sua mente são ligados a armamentos antigos, e agora consegue reverter esse poder – gerando um imã de atração diferente – que permite ao semideus atrair a própria arma até ele. Ou seja, caso o semideus seja desarmado, ou perca sua arma em um combate, ainda será capaz de atraia-la para si, basta mover de leve as mãos, ou imaginar a arma vindo até ele. Ela vira.
Gasto de Mp: 20 HP
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: Pode atrair a própria arma de novo para as mãos.
Dano: Nenhum

PASSIVOS:

Nível 1
Nome do poder:  Espírito de Guerra
Descrição: Ares/Marte é o deus da guerra, profundo amante de combates e um dos principais deuses amantes da morte. Seus filhos possuem um espírito parecido com o do deus, de modo que todos os conhecimentos referentes a guerra (como sinais de comunicação, técnicas de sobrevivência básica, manuseio de armas e tudo mais o que tiver ligação direta com guerra), surgem naturalmente na mente do semideus, mesmo que ele jamais tenha passado por alguma situação de dificuldade.
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: Conseguem elaborar planos, ler mapas e criar estrategias com mais facilidade.
Dano: Nenhum

Nível 2
Nome do poder: Pericia com Machados I
Descrição: Filhos de Ares/Marte têm certa facilidade em trabalhar com armas violentas e o machado sempre foi visto como algo macabro. Sua força sempre foi superior, portanto, nas mãos desses semideuses essa arma se torna ainda mais letal. Mesmo sem nunca ter empunhado um machado, sentirá certa facilidade em manejá-lo, mesmo que ainda cometa alguns erros.
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: +10% de chance de acerto no manuseio de machados.
Dano: + 5% de dano ao ser acertado pela arma do semideus.

Nível 3
Nome do poder: Força I
Descrição: A força é, sem dúvida alguma, a principal arma de um guerreiro, que o faz vencer seus inimigos mesmo que precise utilizar apenas seus punhos. Independente do porte físico do filho de Ares/Marte ou de sua idade, o semideus terá a força de um atleta de MMA profissional, sendo capaz de suportar mais peso que os demais campistas, bem como causar danos maiores em seus golpes.
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: +10% de força
Dano: +5% de dano se o ataque do semideus atingir o adversário.

Nível 4
Nome do poder: Combate não Armado
Descrição: Nos combates de uma guerra, muitas vezes o combatente acaba sendo desarmado, acabando sua munição ou perdendo sua arma, obrigando-o a utilizar apenas seus punhos para sobreviver. Sendo peritos em combates desarmados, os filhos de Ares/Marte sabem técnicas marciais de todas as artes marciais existentes, mesmo que nunca tenha feito uma aula sequer. As técnicas podem ser utilizadas para a elaboração de movimentos complexos, como mortais, piruetas, ataques acrobáticos e golpes que requeiram uma grande elasticidade.
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: Nenhum
Dano: Nenhum
Extra: Seus golpes desarmados dão 20 de dano base.

Nível 5
Nome do poder: Mãos trocadas
Descrição: Graças à natural facilidade no manuseio de armas, as proles do deus da guerra conseguem manusear com extrema perícia duas armas ao mesmo tempo, sendo ambidestros por natureza. Seus golpes são potentes independente de com qual mão esteja segurando a arma, além de conseguir utilizar armamentos pesados de duas mãos utilizando apenas uma, como espadas montantes, machados de guerra, lanças e etc.
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: Conseguirá manusear duas armas com naturalidade, desde que essas não precisem das duas mãos para ser empunhadas (ex: podem usar uma espada curta em cada mão, dois machados mais leves, duas adagas), lutando com a mesma destreza que lutaria apenas com uma arma.
Dano: Nenhum.

Nível 6
Nome do poder: Sexto Sentido
Descrição: Em meio a um campo de batalha, descansar não é opção e os filhos de Ares/Marte sempre estão atentos. Além de conseguirem notar com mais precisão e facilidade sinais de aproximação (como sons) esses semideuses possuem uma espécie de sexto sentido, de modo que ao serem alvo de um ataque direta ou indiretamente, pressentirão o perigo, podendo se prepararem melhor para o combate e evitarem serem emboscados.
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: Poderão, durante um único turno, pressentir o inimigo se aproximando, podendo saber de onde o ataque virá, e se preparar para ele.
Dano: Nenhum

Nível 7
Nome do poder: Pericia com lâminas I
Descrição: O semideus filho de Ares/Marte tem certa facilidade em lidar com laminas, por hora, apenas aquelas de curto alcance, facas, espadas curtas, ou adagas, em suas mãos essas armas parecem se encaixar perfeitamente.
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: +10% de chance de acerto no manuseio de lâminas.
Dano: +5% de dano se o adversário for atingido pelo semideus.

Nível 8
Nome do poder: Velocidade Atlética
Descrição: Um bom combatente sempre está preparado fisicamente para os futuros combates, sendo que as proles do deus da guerra levam a sério seus treinamentos rígidos, buscando sempre serem melhores. Devido a condição física e biológica natural do semideus, e de seu empenho nos treinamentos, são quase tão rápidos e ágeis quanto filhos de Hermes, conseguindo correr longas metragens sem se cansarem. Movimentos de finta, esquiva e outros que requeiram velocidade/agilidade, sempre possuem mais chances de funcionar contra inimigos mais lentos, além de perderem em uma corrida apenas para seres tão velozes quanto filhos do deus mensageiro.
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: 15% de chance de conseguir se esquivar, pular, e saltar em uma luta com inimigos mais fracos, ou mais lentos.
Dano: Nenhum

Nível 9
Nome do poder: Ignorando a dor I
Descrição: A dor é um estado psicológico e biológico, tida como uma auto defesa do corpo humano. Contudo, os filhos de Ares/Marte possuem a capacidade de ignorarem a dor de ferimentos, podendo lutar normalmente mesmo se estiverem coma luxação ou um dedo quebrado. Nesse nível apenas é possível ignorar a dor de golpes que não causem ferimentos profundos, ou que incapacite um membro do semideus. (cortes leves, e feridas pequenas)
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: Continuará lutando normalmente desde que os ferimentos sejam de grau baixo, como cortes superficiais, queimaduras de grau baixo ou hematomas.
Dano: Nenhum

Nível 10
Nome do poder: Sanguinário
Descrição: Ares/Marte ama ver o sangue de seus inimigos jorrando de seus corpos, sendo esse um inevitável atrativo das guerras. Ao ser tocado pelo sangue de um inimigo, ou por algum fluído vital que se assemelhe ao sangue (Ents - seiva, deuses - icor e etc), o filho de Ares/Marte recupera parte de sua energia e força, ficando com ainda com mais vontade de ferir inimigos.
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: Recupera +10 HP e +10 HP
Dano: Nenhum
Extra: Pode ser utilizado uma vez a cada 3 turnos.

Nível 11
Nome do poder: Arma em Punho
Descrição: As proles de Ares/Marte aprendem desde cedo a importância de suas armas, não as deixando ou arriscando perde-las, não importa o que aconteça. Dificilmente vão poder tirar uma arma das mãos de um filho de Ares/Marte durante o combate, estes vão segurar suas armas com força e elas apenas irão poder serem removidas caso o semideus não esteja as segurando, ou caso morra.
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: O semideus que tiver um nível inferior ou igual ao do filho de Ares/Marte não poderá desarmá-lo.
Dano: Nenhum

Nível 12
Nome do poder: Regeneração I
Descrição: Os filhos de Ares/Marte ao estarem em combate podem recuperar parte de seu HP e MP, mas para isso precisam matar seus inimigos. Isso funciona da seguinte maneira, para cada soldado, monstro, semideus ou inimigo derrubado em batalha pelo semideus (derrotado, não precisa estar morto) parte do HP e MP são restaurados e transferidos, ou seja, o HP e MP do inimigo vem para você. Ele perde, mas você ganha não somente a batalha, como também mais poder mais energia, ficando mais forte.
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: A cada inimigo derrotado em batalha +30 HP e 30 MP são restaurados em sua barra de status.
Dano: Nenhum

Nível 13
Nome do poder: Percepção estratégica
Descrição: Para vencer um combate, não é preciso apenas possuir a maior força, os melhores golpes e as principais vantagens, também é necessário saber utilizar as desvantagens e fraquezas dos adversários, fazendo com que eles percam para si mesmo. Ao olharem atentamente para o corpo de um oponente, os olhos do filho de Ares/Marte conseguem notar quais são as principais fraquezas do sujeito, quais os melhores pontos a se golpear e o que pode fazer para vencê-lo. As informações são dadas pelo narrador, cabendo á prole do deus da guerra as utilizarem da melhor forma possível. (só pode ser usado por uma vez em cada batalha)
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: Pode pedir ao narrador que aponte dois pontos fracos no corpo do inimigo, mas cabe a você conseguir acertá-los.
Dano: Nenhum

Nível 14
Nome do poder: Ataque Surpresa
Descrição:  Em meio ao filme da serie Percy Jackson, foi mostrado em um evento de caça a bandeira que os filhos de Ares/Marte gostam de surpreender seus adversários, utilizando lugares altos para os emboscarem. Após um ganho tão grande de experiência, os filhos do deus da guerra conseguem se camuflar com perfeição, utilizando a natureza ao seu favor. Ao estarem escondidos com o objetivo de emboscar um inimigo, esses semideuses se tornam praticamente invisíveis em meio ao ambiente, podendo ser detectados apenas caso o adversário possua algum sexto sentido, tenha um olfato sobrenaturalmente apurado ou seja capaz de detectar presenças através de auras.
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: Desde que o inimigo não tenha faro apurado, ou consiga detectar aura (rastrear de alguma maneira), não será identificado.
Dano: Nenhum

Nível 15
Nome do poder: Pericia com Machados II
Descrição: Você andou treinando, e desenvolveu sua habilidade com machados ainda mais, agora seus movimentos se tornaram bastante impressionantes, e você descobriu que o machado além de ser uma lâmina para corte de curto alcance, também pode ser lançado.
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: +35% de chance de acerto no manuseio de machados.
Dano: +20% de dano ao ser acertado pela arma do semideus.

Nível 16
Nome do poder: Força II
Descrição: Os filhos de Ares/Marte ficam ainda mais fortes conforme desenvolvem seu treinamento, sua força sempre foi superior aos demais campistas, mas isso se torna um destaque muito vantajoso conforme ele se desenvolve, cresce e treina.
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: +20% de força
Dano: +10% de Dano se o ataque do semideus atingir.

Nível 17
Nome do poder: Pericia com lâminas II
Descrição:  O semideus está aprendendo a lidar com outras armas, e agora já consegue lidar com espadas mais longas, lanças e atirar as facas com mais precisão, está se tornando um ótimo combatente.  
Gasto de Mp:  Nenhum
Gasto de Hp:  Nenhum
Bônus:  +35% de chance de acerto no manuseio de lâminas.
Dano: +15% de dano se o adversário for atingido pelo semideus.

Nível 18
Nome do poder: Imunidade Claustrofóbica
Descrição: Ares/Marte ficou treze meses trancado em urna de bronze pelos gigantes Oto e Efialtes, de modo que apenas conseguia uivando e gritando. Pelo tempo que Ares/Marte conseguiu sobreviver em um lugar tão pequeno e apertado, seus filhos herdaram uma habilidade natural de seu pai; a de conseguir sobreviver em lugares fechados e pequenos, de modo que se sintam desconfortáveis em ambientes fechados mas não sofrem possíveis efeitos negativos referente a escuridão, assim como não possuem dificuldade para lutar em lugares com pouco espaço.
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: Ainda conseguirão se manter vivos.
Dano: Nenhum

Nível 19
Nome do poder: Preparo Físico
Descrição: Cultivadores de seus corpos e exímios treinadores, os filhos do deus da guerra, sempre buscam ultrapassar seus limites, trabalhando arduamente para isso. Sempre serão os últimos a cansar em batalha, de modo que em caso da MP do semideus ser gasta a ponto de chegar a zero, ele não irá desmaiar e poderá continuar lutando, desde que não gaste mais energia em poderes ativos. (Será impedido de usar poderes ativos, mas poderá continuar lutando, diferente de outros campistas que se chegarem a 0 de MP desmaiam e são incapazes de continuar em campo).
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: Nenhum
Dano: Nenhum

PODERES DE LEGADO:
Nível 2
Nome do poder: Ouro Imperial
Descrição: O ouro imperial é o material perfeito para Zeus/Júpiter, o olimpo é feito de ouro, suas armas são feitas de ouro, e se duvidarmos, Zeus/Júpiter reluz em ouro. Com isso, os filhos de Zeus/Júpiter ganham um bônus de batalha ao lutarem com armas feitas de ouro imperial, pois tem facilidade em lidar com elas.
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: Quando o semideus lutar com armas feitas de ouro imperial ganha +10% de força
Dano: 5% de dano a mais se o adversário for acertado pela arma do semideus.

Nível 3
Nome do poder: Seguido
Descrição: Naturalmente a prole de Zeus/Júpiter possui uma aura de líder que faz com que os campistas e demais semideuses aliados os sigam naturalmente, esperando ordens e afins. No entanto, vale ressaltar que, dificilmente campistas de nível superior ou com grande força mental sejam afetados.
Gasto de Mp: Nenhum.
Gasto de Hp: Nenhum.
Bônus: Nenhum.
Dano: Nenhum.

ITENS:

• Alabarda [É como uma lança-machado. A lâmina na ponta é muito boa para impactos, e o outro lado bom para parar investidas. A haste é feita de um tipo de madeira resistente e encantado para tal, e a lâmina e pontas são feitas de ouro imperial. Exige força e treinamento para ser utilizada com maestria. | Efeito 1: Tal arma pode passar a ter o peso nulo, durante dois turnos, caso seja utilizada em batalha, porém pode durar mais tempo caso seja usada fora de batalha. | Efeito 2: A alabarda é capaz de encolher, ficando do tamanho de um pequeno pingente, ainda conservando a sua forma, mas apenas diminuída. | Ouro Imperial e Madeira. | Sem espaço para gemas | Beta | Status: 100% sem danos | Mágico | Arsenal do acampamento]

• Pulseira de perícia Avançada [Pulseira de couro que se ajusta perfeitamente ao pulso do usuário, possui amarras de cordinhas na parte de baixo, então é fácil de equipar-se com ele, se for cortado, ou destruído, perde totalmente o efeito, ou seja, é preciso estar em uso, no pulso, para que o efeito continue a ser efetivo para o semideus, do contrário, ele perde o bônus da perícia completamente, só funciona através da pulseira | Aumenta a perícia de uma arma de sua escolha em +50%, provocando um dano de +30% (Machados) | Couro | Sem espaço para gemas| Sigma | Status: 100% sem danos | Mágico | Loja especial do dia dos namorados]

• Mochila sem fundo [Mochila de prata com material simples, sem bolsos laterais, com um único zíper, uma única entrada e uma única saída.| A mochila não possui fundo, foi encantada para caber inúmeros objetos, ou seja, seu espaço é infinito, tudo que você colocar dentro dela permanece ali, desde que passe pela parte de cima, ou seja, você precisa conseguir colocar o item pelo buraco, que é largo o suficiente para passar até uma panela de pressão. Para pegar o item de volta basta colocar a mão dentro da mochila e pensar nele, e ele retorna para suas mãos.| Indefinido | Sem espaço para gemas | Alfa | Status: 100% sem danos |Lendário e mágico | Loja especial do dia dos namorados]

Trufa do Amor (x7) – Tem formado de coração e licor de morango como recheio, ao consumir a trufa o semideus pode recuperar até 100 HP. (Ao consumir, some do perfil)


I'm not the good guy
August Damon Wolfstorm
August Damon Wolfstorm
Filhos de Ares
Idade : 25
Localização : Pergunta pra loira.

Voltar ao Topo Ir em baixo

[LABIRINTO DE DÉDALO] ☠ August Damon Wolfstorm e Sasha Pearcy ♆ - Página 2 Empty Re: [LABIRINTO DE DÉDALO] ☠ August Damon Wolfstorm e Sasha Pearcy ♆

Mensagem por Hefesto em Qui Out 24, 2019 10:48 pm

Sasha

Valores máximos que podem ser obtidos
Máximo de recompensa a ser obtida: 2.500 xp e 2.500 dracmas + 2 ossos
Realidade de postagem + Ações realizadas – 50%
Escrita: Gramática, erros, pontuação, coerência, concordância, etc – 20%
Criatividade/Estratégia em combate + inteligência – 30%

Realidade de postagem + Ações realizadas – 50%
Escrita: Gramática, erros, pontuação, coerência, concordância, etc – 20%
Criatividade/Estratégia em combate + inteligência – 30%
Recompensa obtida: 2.500 XP e Dracmas + 2 ossos. (x2)

Status final:
216/240 HP
160/240 MP


August

Valores máximos que podem ser obtidos
Máximo de recompensa a ser obtida: 2.500 xp e 2.500 dracmas + 2 ossos
Realidade de postagem + Ações realizadas – 50%
Escrita: Gramática, erros, pontuação, coerência, concordância, etc – 20%
Criatividade/Estratégia em combate + inteligência – 30%

Realidade de postagem + Ações realizadas – 50%
Escrita: Gramática, erros, pontuação, coerência, concordância, etc – 20%
Criatividade/Estratégia em combate + inteligência – 30%
Recompensa obtida: 2.500 XP e Dracmas + 2 ossos. (x2)

Status final:
196/320 HP
220/320 MP
Hefesto
Hefesto
Deuses Olimpianos

Voltar ao Topo Ir em baixo

[LABIRINTO DE DÉDALO] ☠ August Damon Wolfstorm e Sasha Pearcy ♆ - Página 2 Empty Re: [LABIRINTO DE DÉDALO] ☠ August Damon Wolfstorm e Sasha Pearcy ♆

Mensagem por Daron A. Herzl em Ter Out 29, 2019 9:38 pm


Medicina em ação


Cura:

Curandeiros, filhos de Apolo e estudantes/graduados de medicina poderão estar circulando pelo labirinto apenas para efetuar curas daqueles que estão lutando. Curar outros semideuses rende até 4.000 XP e dracmas + 1 osso. (+Bônus da UNR)


Há alguns minutos o labirinto estava estranhamente silencioso e pacífico. Herzl não sabia o que poderia ser pior: se encontraria um monstro tão ou mais perigoso que os anteriores ou se chegaria a algum semideus gravemente ferido. Curiosamente, passou por uma ante-sala onde o chão estava úmido e escorregadio, porém não havia qualquer fonte de água pelo local ou algum meio natural para o líquido surgir no solo.

O romano seguiu seu caminho pelo corredor estreito e úmido, até chegar a uma nova sala um pouco mais ampla. Logo que colocou os pés no local, assustou dois jovens que seguiram por ali antes dele chegar. Um primeiro momento de espanto era natural, tendo em vista que o labirinto era repleto de monstros que poderiam ser capazes de adquirir a aparência de um jovem semideus e ludibriar alguém. Mas, tendo sido o último a surgir, o senador ergueu ambas as mãos par tranquilizar o casal e provar que não demonstrava riscos.

▬ Está tudo bem. Sou do Acampamento Júpiter, ele falou, considerando que ambos deveriam ser gregos, já que nunca os viu. ▬ E sou médico, posso cuidar dessa ferida aí, falou dirigindo-se ao rapaz mais velho.

Em sua mochila, o legionário tinha o necessário para o tratamento adequado daquele ferimento. Pelo que o outro semideus explicou, havia sido atacado por uma quimera, que proporcionou aquele machucado em suas costas e uma queimadura na perna. Felizmente, coisas simples a resolver.

Iniciando pelo arranhão em suas costas, o médico usou álcool isopropílico para limpar a ferida e deixá-la livre de qualquer impureza que prejudicasse a cicatrização. Com a região limpa, era capaz de analisar melhor o ferimento e chegar a uma conclusão pouco agradável: alguns pontos seriam necessários para fechar o corte e unir a pele. Após avisar o grego sobre aquilo, o senador buscou entre suas coisas por agulha e linha cirúrgicas, sem demorar a iniciar o breve procedimento.

Com certa agilidade, o médico moveu a agulha pela carne do semideus, percorrendo os ferimentos com a linha para fechar os cortes causados pelas dolorosas garras da quimera. Tal como aquela dupla, Herzl também sabia como aquela criatura podia ser impiedosa até o momento de ser tranformada em pó dourado. Em poucos minutos, havia concluído os pontos sobre as feridas. A linha cirúrgica utilizada pelo romano era absorvível, então seria dissolvida com o tempo e não teria necessidade de retirar os pontos.

Após isso, o legionário cobriu o ferimento com gaze e esparadrapos a fim de preservar o ferimento e melhorar a cicatrização da região, algo que poderia ocorrer em pouco tempo se seu metabolismo colaborasse. As recomendações médicas tradicionais incluiriam manter o local seco e coberto pelo curativo por dois dias, não submergir o local, aplicação regular de uma pomada antibiótica e evitar atividades físicas por pelo menos uma semana. Mas aquela não era uma situação nada tradicional e os corredores do labirinto não tornariam a trajetória nada fácil. Atenuar o ferimento e possibilitar sua proteção já eram um excelente começo.

▬ Beba um pouco, Daron falou dando uma garrafa de néctar ao rapaz.

Enquanto isso, analisava o ferimento causado na perna do semideus. A queimadura era um pouco mais fácil de tratar, pois não era grave ao ponto de precisar de maiores intervenções. Foi necessário apenas remover o tecido superficial de sua epiderme na região atingida, fazendo o desbribamento de bolhas criadas entre sua pele e um tecido mais profundo. A seguir, bastou aplicar uma pomada própria para aquele ferimento e cobri-lo com gaze.

▬ E você? Sente-se bem?, o médico perguntou à jovem que estava junto ao grego.

Até o momento, ela acompanhava os procedimentos apenas como espectadora e garantia que não seriam atacados enquanto o semideus era atendido. Mas, com um movimento de seu braço, Daron pôde enxergar que a garota também havia sido vitimada pelas chamas da quimera, embora com gravidade menor. Então, aproveitando que ainda tinha os itens necessários à mão, pediu licença para se aproximar da jovem e tratar a queimadura em seu braço.

Para tratar o ferimento no braço da semideusa, a aplicação de uma pomada própria para queimaduras, rica em dexpantenol, a vitamina B5. O produto também iria reidratar a região de sua pele, atenuando os efeitos incômodos daquele machucado. E, tal como ao outro semideus, ofereceu-lhe um pouco de néctar para acelerar sua recuperação e ajudá-la a recuperar suas energias.

▬ A propósito, me chamo Daron, falou estendendo a mão em um cumprimento ao grego.

Após isso, estavam prontos para seguir a perigosa jornada naquele labirinto.


Habilidades Médicas:

1º Semestre
Nome do poder: Anatomia Humana e Semidivina
Descrição: Ao iniciar os estudos em Medicina, o estudante de Nova Roma aprende sobre a anatomia (humana e semidivina), passa a compreender os sistemas do corpo humano, como funcionam, o que pode impedir seu bom funcionamento e quais são as alternativas para tratá-los. No caso dos semideuses, aprendem como o DNA divino interfere na constituição do ser humano, doenças e enfermidades que são comuns aos semideuses e como tratá-los.
Gasto de Mp: Nenhum
Bônus: Nenhum

2º Semestre
Nome do poder: Medicação Divina
Descrição: Agora que conhece os mistérios da anatomia humana e semidivina, o futuro médico precisa saber com mais aprofundamento sobre as alternativas de tratamento e medicação. Com isso, aprende não apenas a diagnosticar e medicar diversos tipos de doenças e enfermidades, mas sabe como buscar na natureza as alternativas para a cura. Sejam ervas, chás medicinais, terapias, remédios sintetizados - o que for, o estudante já aprendeu a identificar e produzir.
Gasto de Mp: 30 MP por medicamento produzido
Bônus: O semideus pode criar medicamentos no laboratório da Faculdade

4º Semestre
Nome do poder: Ortopedia e traumatologia
Descrição: Devido à intensidade da atividade semideusa, ossos e músculos podem ser os primeiros a protestar e sofrer alguma lesão, de modo que os médicos em formação pela Universidade de Nova Roma já sabem de antemão como tratá-los. O futuro médico conhece com profundidade o aparelho musculoesquelético de seres humanos e semidivinos, sabendo identificar o que está errado e as alternativas de tratamento para lesões, doenças e enfermidades que seus pacientes possam sofrer nos músculos ou ossos.
Gasto de Mp: 40 MP por cura em ossos ou músculos
Bônus: Recupera a fratura ou lesão ou acelera o tempo de cura;
Extra: Com o gasto de 80 MP, o futuro médico pode ativar a Visão de Raio-X para acelerar o diagnóstico da fratura ou lesão.

6º Semestre
Nome do poder: Da pediatria à geriatria
Descrição: O médico formado em Nova Roma é hábil para lidar com as diferentes faixas etárias e gêneros dos pacientes e tratá-los corretamente, com as particularidades que cada fase da vida impõe à saúde. Dessa forma, o médico também é um bom pediatra, ginecologista, obstetra, geriatra, cativando seus pacientes através de seu carisma e conquistando sua confiança graças ao seu profissionalismo.
Gasto de Mp: Nenhum
Bônus: 50% carisma e confiança dos pacientes; O médico pode atuar em qualquer uma das áreas citadas;

8º Semestre
Nome do poder: Tratamento Médico II
Descrição: Agora formado, o médico utiliza os conhecimentos adquiridos em sala de aula para realizar tratamentos e curas bem sucedidas, com mais eficácia e maior porcentagem de cura para seu paciente.
Gasto de Mp: 120 MP
Bônus: Recupera 90% do HP/MP do paciente.

Bônus da UNR:

► Missões nas quais os alunos/graduados atuem na área de seu curso dão o bônus de +30% de XP e duplicam os dracmas. Não basta utilizar os poderes aprendidos no curso em quaisquer narrativas, é necessário atuar de modo mais intrínseco à sua área de formação.

Itens:

• Garrafa (2 litros) de Néctar dos deuses – Se ingerido pelos semideuses pode curar pequenas feridas, mas também mata-los, em grandes quantidades é mais maléfico que benéfico. Uma pequena xicara de néctar é suficiente para ajudar na recuperação, sendo que uma xícara (meio litro) dessa pode restaurar até 30 MP e HP de uma vez só, mais que isso pode trazer consequências negativas. Para poções tem propriedades curativas, de regeneração rápida e purificação. (link da compra)

• Ambrosia – Também chamado de Manjar dos deuses, é um doce com sabor divino que tem poderes curativos. Se um mortal comum ingerir tal fruto, é morte instantânea, para semideuses, se consumido na quantidade certa, pode ajudar a curar feridas mais rapidamente, sendo inclusive um modo para tratamento muito utilizado na enfermaria dos semideuses. São vendidos em cubo, sendo que cada cubo pode restaurar até 10 MP ou HP. Não é recomendável consumir mais de 3 cubinhos, os efeitos podem ser contrários, ou ruins, causando mais mal do que bem. (link da compra)

• Espada do Carrasco [Forjada por acidente a espada possui uma aparência bastante incomum: sua lâmina possui um segmento principal como os das outras espadas, porém na sua lateral a lâmina se divide em outras pequenas lâminas que são capazes de provocar ainda mais dano contra seus inimigos. | Efeito 1: A lâmina é capaz de suportar as mais elevadas temperaturas sem modificar a sua forma, apenas ficando incandescente. | Efeito 2: A espada possui uma espécie de consciência mágica e se afeiçoa ao seu primeiro portador e, dificilmente, irá deixar ser portada por outro semideus. | Ferro estígio. | Sem espaço para gemas | Beta | Status: 100% sem danos | Mágico | Arsenal do acampamento]

• Arsenal [Anel brilhante com uma pedra preciosa, esbranquiçada e minúscula em seu centro | Aço | . Possui o efeito de alterar uma arma, mudando assim sua forma, detalhes, e qualquer outra coisa que o portador desejar, desde que as alterações sejam apenas físicas. Ou seja, utilizando o efeito do anel, é possível transformar uma lança em uma espada ou faca, ou qualquer outro item de ataque. Um escudo circular pode ser transformado em um broquel, ou um escudo de corpo. Os materiais dos itens podem ser alterados, mas seus efeitos sempre serão os mesmos (exemplo: uma espada elétrica ainda causaria dano por eletricidade se transformada em uma lança) | Não possui espaços para gemas | Comum | Resistência: Sigma | Status: 100%, sem danos | Comum | Comprado na loja ].

Relicário [ Um colar com um pequeno pendente circular de ouro. O pingente abre-se ao meio, revelando espaço para duas pequenas fotografias serem guardadas. | Efeito 1: Aumenta em 20% o dano físico causado pelo portador do objeto. | Efeito 2: Auxílio na cura. Quando somada às habilidades naturais de cura do seu portador, o relicário acrescenta +20% de restauração em seu HP/MP. | Ouro Imperial | Beta | Sem espaço para gemas | Status: 100%, sem danos | Um Reino de Contos de Fadas ]

• Poção revitalizadora [Uma poção da cor de ferro derretido - um laranja metálico e um tanto incandescente - que está abrigada dentro de um pequeno frasco de vidro. | A poção recupera até 60% do HP e MP total de quem a ingerir, sendo que apenas uma utilização por batalha, mvp, pvp, missão e evento é permitido. | Poção e vidro. | Mágico. | Usos: 0/1 | Fabricado por Hela.] (x3)

• Pokemonster [Uma bolinha baseada no designer da famosa Pokebola, do anime, Pokemon. É preta e dourada, se expande nas mãos do portador e cria um portal seguro, que transporta a criatura para seu interior, e levando para uma dimensão parare-la. Possui um botão retrátil, ao apertar, libera a criatura novamente de seu mundinho particular.| Efeito 1: Ao pressionar o botão pela primeira vez, quando a Pokemonster está vazia, essa criara uma espécie de portal em frente a criatura. Um circulo luminoso repleto de escritos em grego ou latim, que se misturam a runas, criando um portal que suga a criatura para o interior da Pokemonster, o levando para uma dimensão paralela. Efeito 2: O interior é semelhante a um bosque, idêntico ao da maleta fantástica, que deixa a criatura livre para brincar, se divertir e melhor, manter-se segura enquanto seu dono está lutando do lado de fora. Efeito 3: Transforma-se em um chaveiro com o mesmo designer, que pode ser facilmente carregado por aí.| Desconhecido | Sem espaço para Gemas | Beta | Status: 100% Sem danos | Mágico | Comprado no Fantastic Beasts]

• Cristal de teletransporte [ Cristal de Topázio Azul em seu formato original, é desregular e nada polido, porém tem um tamanho pequeno e é fácil de carregar no bolso. | Efeito: Permite que a pessoa consiga viajar de uma cidade à outra. Funciona apenas fora dos domínios dos deuses, não comprometendo a segurança dos mesmos. | Gasto de MP: 20 MP por teletransporte. | Uso disponível somente uma vez por evento, missão ou CCFY. | Mágico | Comprado no Tea Drop ]

Nemeia’s Protection [ Casaco produzido a partir de partículas da pele de um leão da Nemeia, adquirindo a cor que o cliente preferir na compra e adaptando-se ao seu tamanho. | Efeito 1: Devido ao produto original, o casaco protege o tronco e braços do semideus perfeitamente, neutralizando 70% dos ataques físicos dirigidos à parte superior do corpo. | Efeito 2: Mantém o corpo do semideus aquecido mesmo quando estiver condicionado a baixíssimas temperaturas. | Pele de Leão da Nemeia | Sem espaço para gemas | Alfa | 100%, sem danos | Mágico | Comprado na loja “Ferreli & García - Mode et Style ].

• Mochila sem fundo [Mochila de prata com material simples, sem bolsos laterais, com um único zíper, uma única entrada e uma única saída.| Efeito 1: A mochila não possui fundo, foi encantada para caber inúmeros objetos, ou seja, seu espaço é infinito, tudo que você colocar dentro dela permanece ali, desde que passe pela parte de cima, ou seja, você precisa conseguir colocar o item pelo buraco, que é largo o suficiente para passar até uma panela de pressão. Para pegar o item de volta basta colocar a mão dentro da mochila e pensar nele, e ele retorna para suas mãos.| Efeito 2: A mochila permite ao semideus levar 3 itens a mais em missões e eventos, como uma forma de burlar as regras. Por exemplo, se o narrador estipulou apenas 1 item para a missão, o meio-sangue poderá levar essa mochila e com ela liberar mais 2 itens (pois ela conta como 1, gastando um dos 3 extras) | Indefinido | Sem espaço para gemas | Alfa | Status: 100% sem danos |Lendário e mágico | Comprado na Loja Especial do BO]







Daron A. Herzl
רעם על ירושלים
Daron A. Herzl
Daron A. Herzl
Senadores
Idade : 21
Localização : Nova Roma

Voltar ao Topo Ir em baixo

[LABIRINTO DE DÉDALO] ☠ August Damon Wolfstorm e Sasha Pearcy ♆ - Página 2 Empty Re: [LABIRINTO DE DÉDALO] ☠ August Damon Wolfstorm e Sasha Pearcy ♆

Mensagem por Hades em Qua Out 30, 2019 2:31 am

Avaliação

Valores máximos que podem ser obtidos
Máximo de recompensa a ser obtida: 2.500 xp e 2.500 dracmas + 2 ossos
Realidade de postagem + Ações realizadas – 50%
Escrita: Gramática, erros, pontuação, coerência, concordância, etc – 20%
Criatividade/Estratégia em combate + inteligência – 30%

Realidade de postagem + Ações realizadas – 50%
Escrita: Gramática, erros, pontuação, coerência, concordância, etc – 20%
Criatividade/Estratégia em combate + inteligência – 30%
Recompensa obtida: 4.000 XP e Dracmas + 1 osso. (+30%)



Hades
Hades
Deuses Olimpianos
Localização : Importa? A morte ainda será capaz de te achar.

Voltar ao Topo Ir em baixo

[LABIRINTO DE DÉDALO] ☠ August Damon Wolfstorm e Sasha Pearcy ♆ - Página 2 Empty Re: [LABIRINTO DE DÉDALO] ☠ August Damon Wolfstorm e Sasha Pearcy ♆

Mensagem por August Damon Wolfstorm em Qui Out 31, 2019 7:12 pm


Labyrinth of fear
Conquer your fears, Spartan!


Vampira:


Descrição: É uma mulher na casa dos 20 anos, com cabelos ruivos, lábios avermelhados e olhos de um azul intenso, vivo e único. Ela é linda, foi feita para encantar e enganar, portanto, tudo nela é feito para atrair, desde as curvas perfeitas aos seios fartos e os traços jovens, bonitos e sedutores. Sua voz é como o canto de uma sereia, é impossível ouvi-la sem sentir-se hipnotizado ou atraído. Sua peculiaridade é o vampirismo elementar, ela suga poderes relacionados aos elementos (ar, terra, água, trevas, raio... ) e depois que os consegue, pode conduzi-los como bem entender, portanto, é altamente perigosa. Todos os dons que já sugou fazem parte dela, assim sendo, consegue controlar quase todos os elementos. Seu pior poder é o beijo da morte, um simples beijo dessa mulher, pode sugar a energia vital de alguém.

Poderes Passivos:


Imunidade elemental: É imune a poderes que utilizem elementos, como água, terra, ar, raio, fogo, ou qualquer coisa semelhante.

Velocidade: É mais veloz do que muitos dos seres da sua espécie. +50% de velocidade.

Imunidade completa: É completamente imune a poderes de medo, charme, ilusão ou qualquer coisa relacionada a mente nesse mesmo sentido, esse ser não pode ser enganado.

Poderes Ativos:


Intangibilidade: É a capacidade que permite a ela passar através de qualquer superfície sólida, atravessar paredes e armas sem ser atingida, as coisas simplesmente passam através dela quando essa habilidade está em uso.

Sugadora: Consegue através de um simples toque, sugar poderes relacionados a elementos, basta abrir a palma e os elementos são convertidos em poder para ela, a deixam mais forte.

Beijo da morte: Um simples beijo dessa criatura, pode sugar 100% da energia vital de alguém, ao ser pego por suas garras, ela sugará sua energia através dos lábios, e em menos de 5 minutos, qualquer ser pego por ela pode ser morto, se não conseguir se livrar de suas garras.

Condutora: Consegue manipular qualquer elemento que tenha sugado anteriormente, seu status atual são dos cinco mais básicos (Terra, ar, água, fogo e trevas), sendo que qualquer personagem que a enfrente com um elemento diferente, como o raio, poderá acabar sendo vítima das habilidades dessa criatura.

Canto de Sereia: Sua voz é como o canto de uma sereia, é atrativa, suave, foi feita para encantar e hipnotizar, é difícil se desviar dela quando esta fala, ou canta.

Status: 25.000 HP e MP
Nível Mínimo para um semideus enfrentar: 100
Recompensa máxima a ser obtida: 15.000 xp e dracmas + 15 ossos


Dados de Dano dos Guardiões(Labirinto de Dédalo):


1. - 25% de HP.
2. - 60% de HP.
3. - 10% de HP.
4. - 35% de HP.
5. - 55% de HP.
6. - 45% de HP.
7. - 20% de HP.
8. Nenhum dano sofrido.

made by weird from lotus graphics


I'm not the good guy
August Damon Wolfstorm
August Damon Wolfstorm
Filhos de Ares
Idade : 25
Localização : Pergunta pra loira.

Voltar ao Topo Ir em baixo

[LABIRINTO DE DÉDALO] ☠ August Damon Wolfstorm e Sasha Pearcy ♆ - Página 2 Empty Re: [LABIRINTO DE DÉDALO] ☠ August Damon Wolfstorm e Sasha Pearcy ♆

Mensagem por August Damon Wolfstorm em Qui Out 31, 2019 7:15 pm

Rolando dado para enfrentar Vampira!

"Para lutas em dupla/grupo contra um monstro, deve-se rolar apenas um dado para cada membro da equipe. Caso aumente para dois monstros, deverão rolar 2 dados e, assim, sucessivamente."


I'm not the good guy
August Damon Wolfstorm
August Damon Wolfstorm
Filhos de Ares
Idade : 25
Localização : Pergunta pra loira.

Voltar ao Topo Ir em baixo

[LABIRINTO DE DÉDALO] ☠ August Damon Wolfstorm e Sasha Pearcy ♆ - Página 2 Empty Re: [LABIRINTO DE DÉDALO] ☠ August Damon Wolfstorm e Sasha Pearcy ♆

Mensagem por Narrador Principal em Qui Out 31, 2019 7:15 pm

O membro 'August Damon Wolfstorm' realizou a seguinte ação: Lançar dados


'Labirinto de Dédalo' : 6
Narrador Principal
Narrador Principal
Deuses Olimpianos
Idade : 25
Localização : Por ai
http://www.bloodolympus.org

Voltar ao Topo Ir em baixo

[LABIRINTO DE DÉDALO] ☠ August Damon Wolfstorm e Sasha Pearcy ♆ - Página 2 Empty Re: [LABIRINTO DE DÉDALO] ☠ August Damon Wolfstorm e Sasha Pearcy ♆

Mensagem por Daron A. Herzl em Qui Out 31, 2019 7:46 pm

Dado para Vampira


Daron A. Herzl
רעם על ירושלים
Daron A. Herzl
Daron A. Herzl
Senadores
Idade : 21
Localização : Nova Roma

Voltar ao Topo Ir em baixo

[LABIRINTO DE DÉDALO] ☠ August Damon Wolfstorm e Sasha Pearcy ♆ - Página 2 Empty Re: [LABIRINTO DE DÉDALO] ☠ August Damon Wolfstorm e Sasha Pearcy ♆

Mensagem por Conteúdo patrocinado

Conteúdo patrocinado

Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 2 de 3 Anterior  1, 2, 3  Seguinte

Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum