The Blood of Olympus
Para visualizar o forum é necessário estar cadastrado, por favor registre-se no rpg ou entre em sua conta. É necessário estar cadastrado para ver as informações contidas no forum. Lembre-se de usar nome e sobrenome, não se cadastrar usando nomes geralmente utilizados por Hacker. Exemplo: "Barum" "Hakye" e por ai vai. Bem vindos.

[LABIRINTO DE DÉDALO] ☠ August Damon Wolfstorm e Sasha Pearcy ♆

Página 1 de 3 1, 2, 3  Seguinte

Ir em baixo

[LABIRINTO DE DÉDALO] ☠ August Damon Wolfstorm e Sasha Pearcy ♆ Empty [LABIRINTO DE DÉDALO] ☠ August Damon Wolfstorm e Sasha Pearcy ♆

Mensagem por August Damon Wolfstorm em Qua Out 16, 2019 10:36 am


Labyrinth of fear
Conquer your fears, Spartan!


Tópico de postagem para o evento Labirinto do Medo, atrelado ao Halloween de 2019. Apenas pessoas autorizadas e avaliadores tem permissão para postar aqui. Leitores são bem vindos se quiserem me ver tomando porrada na cara e chute na bunda! Se divirta!

As postagens serão realizadas por Sasha Pearcy e August Damon Wolfstorm, podendo ser postagem solo e conjunta.


made by weird from lotus graphics


Última edição por August Damon Wolfstorm em Sab Out 19, 2019 3:10 pm, editado 1 vez(es)


I'm not the good guy
August Damon Wolfstorm
August Damon Wolfstorm
Filhos de Ares
Filhos de Ares

Idade : 25
Localização : Pergunta pra loira.

Voltar ao Topo Ir em baixo

[LABIRINTO DE DÉDALO] ☠ August Damon Wolfstorm e Sasha Pearcy ♆ Empty Re: [LABIRINTO DE DÉDALO] ☠ August Damon Wolfstorm e Sasha Pearcy ♆

Mensagem por August Damon Wolfstorm em Qua Out 16, 2019 11:08 am


Labyrinth of fear
Conquer your fears, Spartan!


Múmia Amaldiçoada:


Descrição: Basicamente uma pessoa que foi amaldiçoada… pobre coitado. Em alguns casos eles estão enrolados em bandagens e em outros não há a presença delas, afinal isso varia muito de acordo como o morto foi sepultado, não é mesmo? São lentos e geralmente não são exatamente inteligentes, seguindo apenas ordens daquele que o trouxe de volta.

Poderes Passivos:


Imunidade mágica: São criaturas completamente imunes à magia, de modo que nenhum feitiço ou encantamento surte efeito em tais seres.

Imunidade ao charme: Poderes relacionados ao charme e sedução também têm seus efeitos anulados.

Poderes Ativos:


Invocador de escaravelhos: Tais criaturas conseguem invocar em torno de cinquenta escaravelhos que começam a caminhar cegamente em direção ao alvo da múmia.

Status: 3.000 HP e MP
Nível Mínimo para um semideus enfrentar: 10
Recompensa máxima a ser obtida: 2.500 xp e dracmas + 1 osso



Dados de Dano dos Peões (Labirinto de Dédalo):


1. - 50% de HP.
2. - 25% de HP.
3. - 10% de HP.
4. Nenhum dano sofrido.
5. - 05% de HP.
6. - 15% de HP.
7. - 30% de HP.
8. - 45% de HP.

made by weird from lotus graphics


I'm not the good guy
August Damon Wolfstorm
August Damon Wolfstorm
Filhos de Ares
Filhos de Ares

Idade : 25
Localização : Pergunta pra loira.

Voltar ao Topo Ir em baixo

[LABIRINTO DE DÉDALO] ☠ August Damon Wolfstorm e Sasha Pearcy ♆ Empty Re: [LABIRINTO DE DÉDALO] ☠ August Damon Wolfstorm e Sasha Pearcy ♆

Mensagem por August Damon Wolfstorm em Qua Out 16, 2019 11:14 am

Rolando dados para Múmia Amaldiçoada!


I'm not the good guy
August Damon Wolfstorm
August Damon Wolfstorm
Filhos de Ares
Filhos de Ares

Idade : 25
Localização : Pergunta pra loira.

Voltar ao Topo Ir em baixo

[LABIRINTO DE DÉDALO] ☠ August Damon Wolfstorm e Sasha Pearcy ♆ Empty Re: [LABIRINTO DE DÉDALO] ☠ August Damon Wolfstorm e Sasha Pearcy ♆

Mensagem por Narrador Principal em Qua Out 16, 2019 11:14 am

O membro 'August Damon Wolfstorm' realizou a seguinte ação: Lançar dados


'Labirinto do Medo' : 5, 7
Narrador Principal
Narrador Principal
Deuses Olimpianos
Deuses Olimpianos

Idade : 24
Localização : Por ai

http://www.bloodolympus.org

Voltar ao Topo Ir em baixo

[LABIRINTO DE DÉDALO] ☠ August Damon Wolfstorm e Sasha Pearcy ♆ Empty Re: [LABIRINTO DE DÉDALO] ☠ August Damon Wolfstorm e Sasha Pearcy ♆

Mensagem por August Damon Wolfstorm em Qua Out 16, 2019 11:39 am

Demons or Angels

THOSE GREEN EYES turned EVERYTHING in GREY
- Você quer respostas garoto? - Perguntou uma voz nas minhas costas, fazendo com que um completo choque percorresse meu corpo. Ares. O deus estava usando uma jaqueta de couro negro e camiseta vermelha, os cabelos negros bem aparados em um corte militar, algumas cicatrizes no rosto e os olhos completamente vazios, com chamas percorrendo os globos oculares. Se não fosse pelas orbes qualquer um diria que éramos bem parecidos.

Cerrei os dentes encarando o deus. - Pai. - Respondi com um tom bastante sarcástico, arrancando igualmente um sorriso maldoso do deus. - Veio finalmente me contar que porra você fez com ela? - Perguntei, mostrando um sorriso amarelo. Tentando com todas minhas forças não sair na porrada com meu progenitor. A floresta estava quieta e bastante tranquila até a divindade aparecer. Eu precisava de uma pausa, um descanso, mas aquilo estava definitivamente fora dos planos das parcas.

- Quem sabe, garoto. - Ele respondeu, dando uma ênfase na forma que me chamou, o deus melhor que ninguém sabia como despertar minha fúria, falando comigo se eu fosse uma criança que ainda precisava aprender a andar. - Mas nada não existe almoço grátis, você melhor que ninguém sabe. - Falou, usando o mesmo tom que eu adorava empregar nas palavras.

- Sabia que precisava de alguma coisa, perdeu seus culhões e precisa que eu encontre para você. - Afirmei com bastante ironia. O deus rangeu os dentes e me puxou pelo braço, dei um empurrão em seu membro antes que ele pudesse me puxar para perto, encerrando o contato.

- Cuidado com as palavras, August. Sei que falhei como pai, mas não vou tolerar desrespeito da minha própria prole. - Respondeu ele com um rosnado. Rolei os olhos na presença do deus. A verdade é que eu meio que gostaria que ele me explodisse em milhões de pedaços. - Goste ou não você saiu destes culhões, garoto. - Completou ele com um sorriso genuíno. - Bem, voltando aos negócios. Se você seguir quinze minutos andando para sua direita vai encontrar uma das portas para o Labirinto de Dédalo. - Explanou Ares e eu franzi o cenho em surpresa.

- O Labirinto de Dédalo? Ele não foi destruído junto com aquele construtor? - Questionei em completa ignorância e o deus começou a rir. - Qual a graça, porra? Você não consegue trocar a maçaneta da porta? - Perguntei e o deus tentou manter a expressão mais séria.

- Nada, não é nada. Mas sim e não. O labirinto como conhecemos foi destruído, contudo se tornou alguma outra que não consigo desvendar. - Falou ele e eu fiz uma cara de “jura?”, deixando um sorriso amarelo escapar por entre os lábios dele. - Eu preciso que você faça isso para mim. Entre no labirinto e descubra que diabos está acontecendo lá. Se fizer isso e sair com vida, estarei esperando do lado de fora para trocarmos informações. - Ele anunciou por fim. - Contudo se tiver se cagando e não puder fazer isso por mim… Eu vou entender. - Finalizou com escárnio e desapareceu em um brilho de luz, deixando o cheiro de sangue no ar.

- SEU MALDITO! - Berrei com raiva uma vez que a divindade não estava mais ali, com fúria preenchendo as entranhas e os olhos cegos de raiva eu me dirigi até a árvore mais próxima e comecei a soca-la. Uma porrada atrás da outra, cinco, dez, trinta. Até sentir o estresse passando, a voz dela passando em minha mente “Damon, se acalme, você precisa direcionar sua raiva e usar toda sua força”, puxei a frase de uma memória muito antiga, de quando tinha cinco ou seis anos de idade.

Minha mãe tentando me ajudar a controlar os acessos de fúria. Ela sempre foi tão linda. Durante todos estes anos eu sempre consegui ser alguém calmo e controlado, mas agora Ares tinha informações sobre o desaparecimento da minha progenitora e queria favores para compartilhar, a mulher que ele disse amar. - Deuses são patéticos. - Disse em tom de voz baixo, me recompondo. - Eu não vou fazer isso por você, seu velho de merda. - Continuei mais para mim mesmo que para outra pessoa.

Segui as instruções do deus da guerra até chegar na tal porta, parecia uma entrada pequena para uma caverna ou um búnquer, construída com tijolos e um grande portal metálico em frente, se curvando para baixo, para o subterrâneo. Infelizmente o destino veio a ser uma ironia, o portal não tinha mesmo uma maçaneta, era só uma chapa de metal gigante com um símbolo de delta no meio. - Abra. - Eu falei esperando que o comando de voz fosse suficiente, então rolei os olhos para minha própria burrice. - Ánoigma - Disse, dessa vez em grego.O símbolo de delta brilhou com intensidade, cegando meus olhos por um instante.

Quando a luz se extinguiu a porta se abaixou sendo engolida pela terra, revelando uma escadaria. Desci no subterrâneo pelo que pareceu minutos, quando finalmente cheguei no final tudo que eu conseguia ver eram chamas de tochas na parede e um corredor consideravelmente maior que à escada, talvez cinco ou seis pessoas pudessem andar lado a lado ali, continuei seguindo por alguns minutos. Naquela altura já tinha deixado meu machado preparado, Alabarda especificamente pronta para qualquer surpresa.

Cheguei no final do corredor e encontrei outro símbolo de delta, desta vez à porta estava entreaberta como se tivesse sido usada. Segui com atenção e encontrei um salão com três caminhos para se seguir, cada corredor com uma aparência diferente. Um parecia feito de metal, outro completamente de pedra e o terceiro parecia ser feito de madeira. Ao completo acaso segui pelo caminho de madeira. Eu não tinha menor chance de saber qual deles era o melhor, mas quando cheguei em outra  sala comecei a me perguntar se aquela era a escolha certa.

As paredes eram feitas de pedra rústica, muito antiga. A sala tinha o tamanho de um quarto bem grande, espaçoso para lutar e ao mesmo tempo arejado. Uma corrente de ar parecia cortar o ambiente, mesmo assim as tochas se mantinham firmes como fogo grego. Respirei fundo e dei mais alguns passos em direção a saída, atrás de um sarcófago estava um outro portal, este feito de ouro maciço pelo que eu podia dizer.

Antes que eu pudesse alcançar a metade do salão alguma coisa se moveu dentro do caixão. Então derrubou a tampa e saiu de dentro. Perdi o ar por um instante, completamente alheio ao que estava acontecendo ao meu redor. Uma mulher putrificada, enrolada em panos da altura do pescoço para baixo estava começando a se mover. Ossos estralando e alguns pedaços de carne caindo. o pior de tudo era o cabelo, completamente apodrecido pelo tempo.

Tentei não me importar com aquilo, mas o olhar da criatura dava um jeito de me deixar incomodado. Seus olhos estavam completamente vivos e saudáveis. “Os olhos são o espelho da alma”, pensei. Significava que ela estava viva então? Ela claramente era uma morta viva, mas talvez não só seu corpo estivesse vivo daquela forma bizarra. Talvez a alma dela também tivesse presa ao corpo, mas como aquilo podia ser possível? Uma maldição, aquela múmia estava amaldiçoada, só podia ser essa a explicação.

- Não se preocupe, querido. Eu vou garantir que o mesmo aconteça com você. Ficaremos nesse salão para toda eternidade. - Disse a mulher, sua voz parecia com faca raspando metal, sua sugestão me deu arrepios e eu apertei com mais força o punho da arma. Não iria esperar sua movimentação, corri até ela e desferi o primeiro golpe, um ataque com a minha lâmina na horizontal. Estava mirando na cabeça, mas ela colocou os dois braços na frente, usando o próprio corpo para se defender. Não tinha se desviado, não tinha velocidade para isso, mas conseguiu aparar o golpe pagando com sangue.

Me manchei com sangue preto assim que puxei a alabarda, chutando o estômago da múmia, fazendo ela retroceder. A criatura sorriu e eu senti uma fisgada na pele, uma pequena dor na região do pescoço começando a me afetar. Sem que eu tivesse percebido alguns escaravelhos subiram na minha fantasia e chegaram ao meu pescoço. “Mas da onde eles vieram? O sorriso!”, pensei. Era por isso que ela estava feliz, de fato queria que eu me aproximasse. Antes de me livrar dos pequenos insetos empurrei o monstro para trás com o cabo da arma e me afastei.

A múmia começou a rir, tentando se levantar. Com fúria comecei a me debater, me livrando de todos os escaravelhos. Por sorte aquilo não tinha deixado tantas marcas, mas eu estava bem dolorido e com alguns cortes. Com inteligência comecei a bolar um plano e antes que eu pudesse tomar uma decisão ela se recuperou, estava a uns quinze metros de distância com um sorriso psicótico no rosto. - Vadia. - Falei com irritação. Me aproximei novamente, dessa vez com calma. Ela podia invocar escaravelhos e eu precisava me ater a isso.

Ataquei verticalmente na altura da barriga, como esperado ela usou os braços para aparar o ataque, eu comecei a escutar um chiado agudo. Girei minha arma pelo próprio corpo e ataquei o pescoço pelo outro lado, dessa vez ela só teve tempo de usar um dos braços, que naquela altura terminou decepado. Instintivamente saltei para trás, com tempo o suficiente para me esquivar. Uma pequena horda de insetos investiu no lugar aonde eu estava, se acumulando um por cima do outro.

Como uma pequena nuvem consciente eles atacaram, lentamente a monstruosidade também se aproximava. Rolei para esquerda me desviando dos escaravelhos que não paravam por nada. Tinha alguns segundos de abertura. Corri até a múmia e atingi seu corpo com a parte de lança da minha arma. Antes que eu pudesse acertar o corpo corretamente ela colocou sua mão esquerda, a única restante,  para se defender. Por fim acabou desviando o golpe que mirava o coração para o ombro. O impacto a derrubou, ela tentou me acertar uma rasteira quando caiu no chão, mas seu corpo respondia de maneira bem previsível.

Desviei facilmente e puxei minha arma para o corpo, fazendo sangue jorrar da mão e do ombro da criatura. Estava pronto para desferir outro golpe quando escutei o chiado se aproximando e soube que tinha duas opções: Atacar e ser ferido, ou tentar esquivar. Me virei em direção ao chiado ao mesmo tempo que a mulher começou a rir. - Você não tem para onde correr. Se quiser me matar vai ter que correr riscos - Disse o monstro começando a se levantar.

Ignorei completamente sua voz e saltei para trás, depois de novo, desviando de duas investidas, ataquei com Alabarda utilizando a arma como se fosse uma raquete, dispersando o enxame com a parte achatada do armamento. Antes que eu tivesse tempo de comemorar o grupo de insetos se juntou. Saltei novamente para esquerda e eles passaram rápido, muito perto dessa vez. Uma vez que não teria tempo suficiente só para saltar ou rolar, precisei de um movimento mais elaborado. Quando os escaravelhos investiram novamente contra mim eu simplesmente saltei para frente e fiz uma rondada, um movimento da ginastica flexível e eficiente.

Comecei a correr assim que toquei o chão com a planta dos pés. Senti a adrenalina percorrendo meu corpo. Com velocidade ativei o poder do meu machado e atingi o verdadeiro inimigo. A vantagem de ter uma arma sem peso é ganhar mais velocidade, ataquei primeiro a perna direita dela, em seguida decepei até altura do ombro seu braço esquerdo. A múmia estava rindo com afinco, enquanto eu cortava sua perna direita no chão. - Qual a graça? - Perguntei, não escutava nenhum chiado desde que tinha alcançado e atacado a criatura.

- Você vai ver. - Ela prometeu, rindo com uma maldade que me deixou furioso. Parei na sua frente e levantei meu armamento. Neste instante ela abriu a boca de uma forma anormal e cuspiu vários escaravelhos. Eu estava muito perto, não tinha como desviar, cerca de vinte ou trinta deles subiram nas minhas pernas e começaram a devorar minha pele. Soltei um grito de dor e se pudesse tinha certeza que ela continuaria rindo.

“O sangue, preciso do sangue dela”, pensei e terminei o movimento enquanto podia. Assim que decepei sua cabeça os insetos pararam de morder. O estrago já estava feito, eles estavam quase atingindo minha cintura quando eu matei a criatura. O mais rápido que podia puxei o corpo do monstro e espalhei seu sangue negro por meu corpo, sabendo que não resolveria por completo, mas amenizaria os ferimentos.

Depois de alguns segundos o corpo do monstro desapareceu, ativando outro poder passivo do meu pai. A queda de mais um inimigo em campo de batalha significava recuperação para meu corpo. Não estava tão bem quanto eu esperava, mas conseguia ficar de pé. Um médico poderia vir a calhar, mas qual a probabilidade de encontrar algo assim ali? Segui para o fim do salão, passando pelo portal que aquela múmia guardava e segui o corredor.

HP E MP:
HP INICIAL: 300\300
DANO 1: -5% = 15 de Dano.
HP DEPOIS DO DANO: 285/300
DANO 2: -30% = 85,5
HP DEPOIS DO DANO: 200/300
CURA 1: Sanguinário +10HP
CURA 2: Regeneração I +30HP
HP FINAL: 240/300
SITUAÇÃO: Cortes na perna que não estão sangrando, devido a recuperação de HP, mas precisa de tratamento para não infecionar.
PS: Eu não sabia se dano tinha casa decimal, então arredondei para 85, se não for o caso o valor final seria 239,5/300


MP INICIAL: 300/300
MP FINAL: 300/300
PS: Poderes ativos não foram utilizados.

PODERES UTILIZADOS:

ATIVOS:

PASSIVOS:

Nível 1
Nome do poder: Espírito de Guerra
Descrição: Ares/Marte é o deus da guerra, profundo amante de combates e um dos principais deuses amantes da morte. Seus filhos possuem um espírito parecido com o do deus, de modo que todos os conhecimentos referentes a guerra (como sinais de comunicação, técnicas de sobrevivência básica, manuseio de armas e tudo mais o que tiver ligação direta com guerra), surgem naturalmente na mente do semideus, mesmo que ele jamais tenha passado por alguma situação de dificuldade.
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: Conseguem elaborar planos, ler mapas e criar estrategias com mais facilidade.
Dano: Nenhum

Nível 2
Nome do poder: Pericia com Machados I
Descrição: Filhos de Ares/Marte têm certa facilidade em trabalhar com armas violentas e o machado sempre foi visto como algo macabro. Sua força sempre foi superior, portanto, nas mãos desses semideuses essa arma se torna ainda mais letal. Mesmo sem nunca ter empunhado um machado, sentirá certa facilidade em manejá-lo, mesmo que ainda cometa alguns erros.
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: +10% de chance de acerto no manuseio de machados.
Dano: + 5% de dano ao ser acertado pela arma do semideus.

Nível 3
Nome do poder: Força I
Descrição: A força é, sem dúvida alguma, a principal arma de um guerreiro, que o faz vencer seus inimigos mesmo que precise utilizar apenas seus punhos. Independente do porte físico do filho de Ares/Marte ou de sua idade, o semideus terá a força de um atleta de MMA profissional, sendo capaz de suportar mais peso que os demais campistas, bem como causar danos maiores em seus golpes.
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: +10% de força
Dano: +5% de dano se o ataque do semideus atingir o adversário.

Nível 4
Nome do poder: Combate não Armado
Descrição: Nos combates de uma guerra, muitas vezes o combatente acaba sendo desarmado, acabando sua munição ou perdendo sua arma, obrigando-o a utilizar apenas seus punhos para sobreviver. Sendo peritos em combates desarmados, os filhos de Ares/Marte sabem técnicas marciais de todas as artes marciais existentes, mesmo que nunca tenha feito uma aula sequer. As técnicas podem ser utilizadas para a elaboração de movimentos complexos, como mortais, piruetas, ataques acrobáticos e golpes que requeiram uma grande elasticidade.
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: Nenhum
Dano: Nenhum
Extra: Seus golpes desarmados dão 20 de dano base.

Nível 5
Nome do poder: Mãos trocadas
Descrição: Graças à natural facilidade no manuseio de armas, as proles do deus da guerra conseguem manusear com extrema perícia duas armas ao mesmo tempo, sendo ambidestros por natureza. Seus golpes são potentes independente de com qual mão esteja segurando a arma, além de conseguir utilizar armamentos pesados de duas mãos utilizando apenas uma, como espadas montantes, machados de guerra, lanças e etc.
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: Conseguirá manusear duas armas com naturalidade, desde que essas não precisem das duas mãos para ser empunhadas (ex: podem usar uma espada curta em cada mão, dois machados mais leves, duas adagas), lutando com a mesma destreza que lutaria apenas com uma arma.
Dano: Nenhum.

Nível 6
Nome do poder: Sexto Sentido
Descrição: Em meio a um campo de batalha, descansar não é opção e os filhos de Ares/Marte sempre estão atentos. Além de conseguirem notar com mais precisão e facilidade sinais de aproximação (como sons) esses semideuses possuem uma espécie de sexto sentido, de modo que ao serem alvo de um ataque direta ou indiretamente, pressentirão o perigo, podendo se prepararem melhor para o combate e evitarem serem emboscados.
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: Poderão, durante um único turno, pressentir o inimigo se aproximando, podendo saber de onde o ataque virá, e se preparar para ele.
Dano: Nenhum

Nível 7
Nome do poder: Pericia com lâminas I
Descrição: O semideus filho de Ares/Marte tem certa facilidade em lidar com laminas, por hora, apenas aquelas de curto alcance, facas, espadas curtas, ou adagas, em suas mãos essas armas parecem se encaixar perfeitamente.
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: +10% de chance de acerto no manuseio de lâminas.
Dano: +5% de dano se o adversário for atingido pelo semideus.

Nível 8
Nome do poder: Velocidade Atlética
Descrição: Um bom combatente sempre está preparado fisicamente para os futuros combates, sendo que as proles do deus da guerra levam a sério seus treinamentos rígidos, buscando sempre serem melhores. Devido a condição física e biológica natural do semideus, e de seu empenho nos treinamentos, são quase tão rápidos e ágeis quanto filhos de Hermes, conseguindo correr longas metragens sem se cansarem. Movimentos de finta, esquiva e outros que requeiram velocidade/agilidade, sempre possuem mais chances de funcionar contra inimigos mais lentos, além de perderem em uma corrida apenas para seres tão velozes quanto filhos do deus mensageiro.
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: 15% de chance de conseguir se esquivar, pular, e saltar em uma luta com inimigos mais fracos, ou mais lentos.
Dano: Nenhum

Nível 9
Nome do poder: Ignorando a dor I
Descrição: A dor é um estado psicológico e biológico, tida como uma auto defesa do corpo humano. Contudo, os filhos de Ares/Marte possuem a capacidade de ignorarem a dor de ferimentos, podendo lutar normalmente mesmo se estiverem coma luxação ou um dedo quebrado. Nesse nível apenas é possível ignorar a dor de golpes que não causem ferimentos profundos, ou que incapacite um membro do semideus. (cortes leves, e feridas pequenas)
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: Continuará lutando normalmente desde que os ferimentos sejam de grau baixo, como cortes superficiais, queimaduras de grau baixo ou hematomas.
Dano: Nenhum

Nível 10
Nome do poder: Sanguinário
Descrição: Ares/Marte ama ver o sangue de seus inimigos jorrando de seus corpos, sendo esse um inevitável atrativo das guerras. Ao ser tocado pelo sangue de um inimigo, ou por algum fluído vital que se assemelhe ao sangue (Ents - seiva, deuses - icor e etc), o filho de Ares/Marte recupera parte de sua energia e força, ficando com ainda com mais vontade de ferir inimigos.
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: Recupera +10 HP e +10 HP
Dano: Nenhum
Extra: Pode ser utilizado uma vez a cada 3 turnos.

Nível 11
Nome do poder: Arma em Punho
Descrição: As proles de Ares/Marte aprendem desde cedo a importância de suas armas, não as deixando ou arriscando perde-las, não importa o que aconteça. Dificilmente vão poder tirar uma arma das mãos de um filho de Ares/Marte durante o combate, estes vão segurar suas armas com força e elas apenas irão poder serem removidas caso o semideus não esteja as segurando, ou caso morra.
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: O semideus que tiver um nível inferior ou igual ao do filho de Ares/Marte não poderá desarmá-lo.
Dano: Nenhum

Nível 12
Nome do poder: Regeneração I
Descrição: Os filhos de Ares/Marte ao estarem em combate podem recuperar parte de seu HP e MP, mas para isso precisam matar seus inimigos. Isso funciona da seguinte maneira, para cada soldado, monstro, semideus ou inimigo derrubado em batalha pelo semideus (derrotado, não precisa estar morto) parte do HP e MP são restaurados e transferidos, ou seja, o HP e MP do inimigo vem para você. Ele perde, mas você ganha não somente a batalha, como também mais poder mais energia, ficando mais forte.
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: A cada inimigo derrotado em batalha +30 HP e 30 MP são restaurados em sua barra de status.
Dano: Nenhum

Nível 13
Nome do poder: Percepção estratégica
Descrição: Para vencer um combate, não é preciso apenas possuir a maior força, os melhores golpes e as principais vantagens, também é necessário saber utilizar as desvantagens e fraquezas dos adversários, fazendo com que eles percam para si mesmo. Ao olharem atentamente para o corpo de um oponente, os olhos do filho de Ares/Marte conseguem notar quais são as principais fraquezas do sujeito, quais os melhores pontos a se golpear e o que pode fazer para vencê-lo. As informações são dadas pelo narrador, cabendo á prole do deus da guerra as utilizarem da melhor forma possível. (só pode ser usado por uma vez em cada batalha)
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: Pode pedir ao narrador que aponte dois pontos fracos no corpo do inimigo, mas cabe a você conseguir acertá-los.
Dano: Nenhum

Nível 14
Nome do poder: Ataque Surpresa
Descrição: Em meio ao filme da serie Percy Jackson, foi mostrado em um evento de caça a bandeira que os filhos de Ares/Marte gostam de surpreender seus adversários, utilizando lugares altos para os emboscarem. Após um ganho tão grande de experiência, os filhos do deus da guerra conseguem se camuflar com perfeição, utilizando a natureza ao seu favor. Ao estarem escondidos com o objetivo de emboscar um inimigo, esses semideuses se tornam praticamente invisíveis em meio ao ambiente, podendo ser detectados apenas caso o adversário possua algum sexto sentido, tenha um olfato sobrenaturalmente apurado ou seja capaz de detectar presenças através de auras.
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: Desde que o inimigo não tenha faro apurado, ou consiga detectar aura (rastrear de alguma maneira), não será identificado.
Dano: Nenhum

Nível 15
Nome do poder: Pericia com Machados II
Descrição: Você andou treinando, e desenvolveu sua habilidade com machados ainda mais, agora seus movimentos se tornaram bastante impressionantes, e você descobriu que o machado além de ser uma lâmina para corte de curto alcance, também pode ser lançado.
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: +35% de chance de acerto no manuseio de machados.
Dano: +20% de dano ao ser acertado pela arma do semideus.

Nível 16
Nome do poder: Força II
Descrição: Os filhos de Ares/Marte ficam ainda mais fortes conforme desenvolvem seu treinamento, sua força sempre foi superior aos demais campistas, mas isso se torna um destaque muito vantajoso conforme ele se desenvolve, cresce e treina.
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: +20% de força
Dano: +10% de Dano se o ataque do semideus atingir.

Nível 17
Nome do poder: Pericia com lâminas II
Descrição: O semideus está aprendendo a lidar com outras armas, e agora já consegue lidar com espadas mais longas, lanças e atirar as facas com mais precisão, está se tornando um ótimo combatente.
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: +35% de chance de acerto no manuseio de lâminas.
Dano: +15% de dano se o adversário for atingido pelo semideus.

Nível 18
Nome do poder: Imunidade Claustrofóbica
Descrição: Ares/Marte ficou treze meses trancado em urna de bronze pelos gigantes Oto e Efialtes, de modo que apenas conseguia uivando e gritando. Pelo tempo que Ares/Marte conseguiu sobreviver em um lugar tão pequeno e apertado, seus filhos herdaram uma habilidade natural de seu pai; a de conseguir sobreviver em lugares fechados e pequenos, de modo que se sintam desconfortáveis em ambientes fechados mas não sofrem possíveis efeitos negativos referente a escuridão, assim como não possuem dificuldade para lutar em lugares com pouco espaço.
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: Ainda conseguirão se manter vivos.
Dano: Nenhum

Nível 19
Nome do poder: Preparo Físico
Descrição: Cultivadores de seus corpos e exímios treinadores, os filhos do deus da guerra, sempre buscam ultrapassar seus limites, trabalhando arduamente para isso. Sempre serão os últimos a cansar em batalha, de modo que em caso da MP do semideus ser gasta a ponto de chegar a zero, ele não irá desmaiar e poderá continuar lutando, desde que não gaste mais energia em poderes ativos. (Será impedido de usar poderes ativos, mas poderá continuar lutando, diferente de outros campistas que se chegarem a 0 de MP desmaiam e são incapazes de continuar em campo).
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: Nenhum
Dano: Nenhum

ITENS:

• Alabarda [É como uma lança-machado. A lâmina na ponta é muito boa para impactos, e o outro lado bom para parar investidas. A haste é feita de um tipo de madeira resistente e encantado para tal, e a lâmina e pontas são feitas de ouro imperial. Exige força e treinamento para ser utilizada com maestria. | Efeito 1: Tal arma pode passar a ter o peso nulo, durante dois turnos, caso seja utilizada em batalha, porém pode durar mais tempo caso seja usada fora de batalha. | Efeito 2: A alabarda é capaz de encolher, ficando do tamanho de um pequeno pingente, ainda conservando a sua forma, mas apenas diminuída. | Ouro Imperial e Madeira. | Sem espaço para gemas | Beta | Status: 100% sem danos | Mágico | Arsenal do acampamento]

• Pulseira de perícia Avançada [Pulseira de couro que se ajusta perfeitamente ao pulso do usuário, possui amarras de cordinhas na parte de baixo, então é fácil de equipar-se com ele, se for cortado, ou destruído, perde totalmente o efeito, ou seja, é preciso estar em uso, no pulso, para que o efeito continue a ser efetivo para o semideus, do contrário, ele perde o bônus da perícia completamente, só funciona através da pulseira | Aumenta a perícia de uma arma de sua escolha em +50%, provocando um dano de +30% (Machados) | Couro | Sem espaço para gemas| Sigma | Status: 100% sem danos | Mágico | Loja especial do dia dos namorados]

• Mochila sem fundo [Mochila de prata com material simples, sem bolsos laterais, com um único zíper, uma única entrada e uma única saída.| A mochila não possui fundo, foi encantada para caber inúmeros objetos, ou seja, seu espaço é infinito, tudo que você colocar dentro dela permanece ali, desde que passe pela parte de cima, ou seja, você precisa conseguir colocar o item pelo buraco, que é largo o suficiente para passar até uma panela de pressão. Para pegar o item de volta basta colocar a mão dentro da mochila e pensar nele, e ele retorna para suas mãos.| Indefinido | Sem espaço para gemas | Alfa | Status: 100% sem danos |Lendário e mágico | Loja especial do dia dos namorados]

Trufa do Amor (x7) – Tem formado de coração e licor de morango como recheio, ao consumir a trufa o semideus pode recuperar até 100 HP. (Ao consumir, some do perfil)


I'm not the good guy
August Damon Wolfstorm
August Damon Wolfstorm
Filhos de Ares
Filhos de Ares

Idade : 25
Localização : Pergunta pra loira.

Voltar ao Topo Ir em baixo

[LABIRINTO DE DÉDALO] ☠ August Damon Wolfstorm e Sasha Pearcy ♆ Empty Re: [LABIRINTO DE DÉDALO] ☠ August Damon Wolfstorm e Sasha Pearcy ♆

Mensagem por Macária em Sex Out 18, 2019 3:33 pm


August


Valores máximos que podem ser obtidos


Máximo de recompensa a ser obtida: 2.500 xp e dracmas + 2 ossos

Realidade de postagem + Ações realizadas – 50%
Escrita: Gramática, erros, pontuação, coerência, concordância, etc – 20%
Criatividade/Estratégia em combate + inteligência – 30%

Realidade de postagem + Ações realizadas – 50%
Escrita: Gramática, erros, pontuação, coerência, concordância, etc – 20%
Criatividade/Estratégia em combate + inteligência – 30%

Recompensa obtida: 2.500 xp e dracmas + 2 ossos

HP: 240/300
MP: 300/300

Comentários:
Eu gostei do texto e não tenho nenhum ponto negativo à pontuar.



this a good death
money and diamonds can't save your soul

Macária
Macária
Deuses Menores
Deuses Menores

Localização : Em qualquer lugar

Voltar ao Topo Ir em baixo

[LABIRINTO DE DÉDALO] ☠ August Damon Wolfstorm e Sasha Pearcy ♆ Empty Re: [LABIRINTO DE DÉDALO] ☠ August Damon Wolfstorm e Sasha Pearcy ♆

Mensagem por August Damon Wolfstorm em Sab Out 19, 2019 4:21 pm


Labyrinth of fear
Conquer your fears, Spartan!


Quimera:



Descrição: Diferente das criaturas da mitologia as quimeras que circulam pelo labirinto apenas têm em comum o fato de que são formadas a partir de outros monstros e… talvez até de humanos e semideuses. Geralmente são raivosos e não tem tempo para conversas.

Poderes Passivos:


Couraça: Todo o corpo desta criatura é bem resistente porque ela foi mergulhada em alguma substância desconhecida que fortificou sua pele.

Venenoso: Por algum motivo, as mordidas de tal criatura inoculam um veneno corrosivo. Ainda não se sabe a causa, mas pode ser letal.

Poderes Ativos:


Cuspidor de fogo: A criatura é capaz de criar colunas de fogo de até 2m e comprimento e 30cm de diâmetro.


Status:  3.200 HP e MP
Nível Mínimo para um semideus enfrentar: 10
Recompensa máxima a ser obtida: 2.500 xp e dracmas + 2 ossos



Dados de Dano dos Peões (Labirinto de Dédalo):


1. - 50% de HP.
2. - 25% de HP.
3. - 10% de HP.
4. Nenhum dano sofrido.
5. - 05% de HP.
6. - 15% de HP.
7. - 30% de HP.
8. - 45% de HP.

made by weird from lotus graphics


I'm not the good guy
August Damon Wolfstorm
August Damon Wolfstorm
Filhos de Ares
Filhos de Ares

Idade : 25
Localização : Pergunta pra loira.

Voltar ao Topo Ir em baixo

[LABIRINTO DE DÉDALO] ☠ August Damon Wolfstorm e Sasha Pearcy ♆ Empty Re: [LABIRINTO DE DÉDALO] ☠ August Damon Wolfstorm e Sasha Pearcy ♆

Mensagem por Sasha Pearcy em Sab Out 19, 2019 4:32 pm

Rolando dados para Quimera 1 - Atacante de Sasha Pearcy.


Sasha
Sasha Pearcy
Sasha Pearcy
Filhos de Poseidon
Filhos de Poseidon

Idade : 19
Localização : Na cama do August

Voltar ao Topo Ir em baixo

[LABIRINTO DE DÉDALO] ☠ August Damon Wolfstorm e Sasha Pearcy ♆ Empty Re: [LABIRINTO DE DÉDALO] ☠ August Damon Wolfstorm e Sasha Pearcy ♆

Mensagem por Narrador Principal em Sab Out 19, 2019 4:32 pm

O membro 'Sasha Pearcy' realizou a seguinte ação: Lançar dados


#1 'Labirinto de Dédalo' : 4

--------------------------------

#2 'Labirinto de Dédalo' : 3
Narrador Principal
Narrador Principal
Deuses Olimpianos
Deuses Olimpianos

Idade : 24
Localização : Por ai

http://www.bloodolympus.org

Voltar ao Topo Ir em baixo

[LABIRINTO DE DÉDALO] ☠ August Damon Wolfstorm e Sasha Pearcy ♆ Empty Re: [LABIRINTO DE DÉDALO] ☠ August Damon Wolfstorm e Sasha Pearcy ♆

Mensagem por August Damon Wolfstorm em Sab Out 19, 2019 4:37 pm

Rolando dados para enfrentar Quimera 2 - Atacante de Damon Wolfstorm

"Para lutas em dupla/grupo contra um monstro, deve-se rolar apenas um dado para cada membro da equipe. Caso aumente para dois monstros, deverão rolar 2 dados e, assim, sucessivamente."


I'm not the good guy
August Damon Wolfstorm
August Damon Wolfstorm
Filhos de Ares
Filhos de Ares

Idade : 25
Localização : Pergunta pra loira.

Voltar ao Topo Ir em baixo

[LABIRINTO DE DÉDALO] ☠ August Damon Wolfstorm e Sasha Pearcy ♆ Empty Re: [LABIRINTO DE DÉDALO] ☠ August Damon Wolfstorm e Sasha Pearcy ♆

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 1 de 3 1, 2, 3  Seguinte

Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum