The Blood of Olympus

[MF] Andromeda Chiamaka

Página 2 de 2 Anterior  1, 2

Ir em baixo

[MF] Andromeda Chiamaka - Página 2 Empty Re: [MF] Andromeda Chiamaka

Mensagem por Tessa S. Henz em Ter Nov 05, 2019 10:46 am


Andromeda

Valores máximos que podem ser obtidos

Máximo de recompensa a ser obtida: 4.000 XP – 4.000 dracmas – 8 ossos
Realidade de postagem + Ações realizadas – 50%
Escrita: Gramática, erros, pontuação, coerência, concordância, etc – 20%
Criatividade/Estratégia em combate + inteligência – 30%

Realidade de postagem + Ações realizadas – 50%
Escrita: Gramática, erros, pontuação, coerência, concordância, etc – 20%
Criatividade/Estratégia em combate + inteligência – 30%

Recompensa obtida: 4.000 XP –  4.000 dracmas – 8 ossos
Comentários:
Muito bem desenvolvida, adorei a forma com que você controlou os fantasmas.
Atualizado por Hades, Tessa recebe as recompensas de 200 de xp + 2 ossos.


The Beauty and the beast
Tessa S. Henz
Tessa S. Henz
Líder de Poseidon

Voltar ao Topo Ir em baixo

[MF] Andromeda Chiamaka - Página 2 Empty Re: [MF] Andromeda Chiamaka

Mensagem por Andromeda Chiamaka em Qua Nov 06, 2019 3:02 pm

i walked with you once upon a dream
that look in your eyes is so familiar, a gleam

O labirinto
Você achou que era sim seguro entrar no labirinto, mesmo contra tudo que Quíron e o senhor D. disseram, acontece que você acabou pisando em uma parte oca e a terra cedeu, te jogando diretamente para sabe lá deuses onde. Como se tudo isso não fosse ruim o suficiente, há uma enorme cobra ao dormindo ao seu redor e ela tem filhotes que estão acordados e muitíssimo afim de te usar como refeição. Ops.
Requisito – Mínimo nível 10.
Recompensas até: 5.000 XP – 5.000 Dracmas – 5 ossos

Havia um labirinto no exterior do castelo. Era enorme, grande o suficiente para que fosse impossível não vê-lo. Enquanto passeava pelos corredores, ouviu os rumores e sussurros dos outros semideuses, contando sobre as coisas que encontraram e os desafios que superaram.

Embora as palavras de aviso de Quíron e do Sr. D. sobre como os campistas deveriam evitar a área ainda estivessem frescas em sua memória, Andy se via cada vez mais tentada a deixar a relativa segurança da construção para aventurar-se no labirinto.

Cedeu à sua curiosidade mais rápido do que imaginou.

A filha de Melinoe esgueirou-se do castelo à noite. Afinal, crescera no Submundo, sob a proteção de sua progenitora. A escuridão não a assustava, muito pelo contrário; a noite a fortificava.

Silenciosamente, deixou a estrutura e caminhou em direção à entrada do labirinto. Não sabia ao certo o que faria naquele lugar. Seguiria até encontrar o centro e, depois, daria meia volta? Ou simplesmente vagaria a esmo até entediar-se, para então retornar pelo mesmo caminho que trilhara? Não sabia bem o que a motivara a entrar naquele lugar, porém sentia-se animada, excitada até.

Se havia uma coisa que abominava era o tédio.

Pelos primeiros metros, Andy não encontrou tantos problemas. Pelo menos nenhum perigoso o bastante para espantar uma semideusa — especialmente uma criada no Mundo Inferior. Foi pendurada pelo tornozelo, fugiu de mortos-vivos, escapou de um corredor que se fechava e salvou-se de uma poça de areia movediça. Não encontrou muito desafio em passar por esses obstáculos, mas apreciava a quebra da monotonia e o inesperado.

E, então, enquanto andava por um corredor aparentemente seguro, entendeu a razão por trás dos alertas dos diretores do acampamento. Deu um passo a frente, um tanto distraída, e no segundo seguinte estava caindo.

A queda foi longa, mas a descendente de Afrodite pousou duramente no solo abaixo. Estava em algum tipo de caverna, porém a ausência de quaisquer fontes de luz não a incomodou: via tudo com perfeição. Por isso, não demorou a perceber que caíra numa toca de uma enorme serpente.

Prendendo a respiração, Andy observou a criatura. Ela mal se movia, o que indicava que a sua chegada abrupta não a havia despertado. Um som sibilante, no entanto, demonstrava que aquele não era o único ser vivo do local.

Viu os movimentos por sua visão periférica e, antes que os filhotes pudessem se aproximar, estava no ar, levitando a um metro do chão e subindo. Mas a aproximação deles não foi retardada. Continuavam determinados a alcançá-la e eram grandes o bastante para causar um bom estrago.

Por natureza, a semideusa era calma e racional. Mesmo em situações extremas, tinha um controle invejável de suas emoções. Naquele instante, pois à prova sua reação em situações emergenciais.

Puxou a adaga da bainha em sua cintura e, ativando o efeito do anel Arsenal, viu a arma alongar-se e tornar-se mais pesada até que tinha uma lança em mãos. Com agilidade, golpeou a cabeça da cobra mais próxima antes que fosse uma real ameaça.

Dessa forma, continuou subindo, forçando seus poderes a conduzi-la em segurança através do buraco que servira como entrada até o covil. Acertou outras duas serpentes no processo, fazendo uma careta ao ver que os filhotes estavam cada vez mais agitados e fazendo barulho. Quando estava prestes a deixar aquela toca, viu a serpente maior mexer-se, despertando.

“Oh, shit.” Exclamou, desfazendo a lança para que voltasse a empunhar uma adaga e redobrando suas energias na levitação.

A criatura ergueu sua cabeça e virou-se na direção da semideusa, mostrando suas presas assustadoras em fúria. No segundo em que ultrapassou a linha do buraco, a enorme boca da criatura agarrou o ar abaixo da superfície, onde suas pernas estavam.

Sem cerimônias, Andy atirou-se no chão e, de maneira um tanto desesperada, rastejou para longe da abertura, sem desviar os olhos do local.

Esperou por um tempo, embora não soubesse pelo o quê. Uma parte de si esperava que algumas daquelas serpentes sairia do covil para persegui-la.

Quando nada veio, foi quase anticlimático. Com um franzir de testa, a filha de Melinoe se levantou, batendo a poeira de suas roupas. Esperou mais um pouco, só para garantir que não teria mais nenhuma surpresa, antes de decidir seguir em frente.

Havia sobrevivido àquele desafio. Torcia para que saísse inteira dos outros.


Equipamento:
Adaga Envenenada [Uma adaga de aparência comum, feita de um metal, exceto pelo veneno que há em sua lâmina | Efeito 1: Ao cortar a pele de semideuses e/ou monstros o veneno entra com contato com a corrente sanguínea, espelhando o veneno que irá durar três turnos, retirando 5 de HP a cada turno. | Metal comum | Sem espaço para gemas | Sigma | Status: 100% sem danos | Comum | Desconhecido]

• Arsenal [Anel brilhante com uma pedra preciosa, esbranquiçada e minúscula em seu centro | Aço | . Possui o efeito de alterar uma arma, mudando assim sua forma, detalhes, e qualquer outra coisa que o portador desejar, desde que as alterações sejam apenas físicas. Ou seja, utilizando o efeito do anel, é possível transformar uma lança em uma espada ou faca, ou qualquer outro item de ataque. Um escudo circular pode ser transformado em um broquel, ou um escudo de corpo. Os materiais dos itens podem ser alterados, mas seus efeitos sempre serão os mesmos (exemplo: uma espada elétrica ainda causaria dano por eletricidade se transformada em uma lança) | Não possui espaços para gemas | Comum | Resistência: Sigma | Status: 100%, sem danos | Comum | Comprado na loja]
Poderes:
Melinoe:
Nível 6
Nome do poder: Agilidade I
Descrição: São naturalmente mais ágeis do que boa parte dos campistas, e sua flexibilidade é impressionante, o que permite que eles consigam se esquivar mais facilmente, passar por buracos de um jeito que outros não conseguem, se soltar de cordas, e escapar de armadilhas com mais facilidade. Também permite que sejam esquivos, e em batalha, mais rápidos que outros campistas.
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: +10% de velocidade, agilidade, e flexibilidade.
Dano: Nenhum

Nível 9
Nome do poder: Visão Noturna
Descrição: Os filhos de Melinoe não tem problema quando se trata da escuridão, e sua visão fica ainda mais apurada durante a noite. Não serão afetados pela escuridão e enxergarão perfeitamente bem.
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: Poderão enxergar normalmente no escuro, tão bem quanto no claro. Contudo, escuridão magica ainda poderá afeta-lo.
Dano: Nenhum

Nível 13
Nome do poder: Aura Fantasma I
Descrição: Com o cair da noite, o filho de Melinoe consegue estabelecer uma espécie de ligação entre seu corpo e o mundo inferior. Isso faz com que se sinta mais forte, mais rápido, fazendo com que sua capacidade de luta em campo, se amplifique.
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: +10% de força e velocidade durante a noite.
Dano: +5% de dano em golpes e poderes ativos.

Nível 17
Nome do poder: Pavor
Descrição: O semideus tem uma aura natural, e fantasmagórica ao redor do seu corpo, que causa calafrios e medo em seus oponentes. Por onde passa tende a instigar o medo, o cheiro da morte, sua presença por si só, já faz com que seus inimigos hesitem.
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: Causa confusão e medo em seu oponente, fazendo com que hesitem durante o primeiro turno, lhe dando a chance para atacar com mais voracidade.
Dano: Nenhum

Nível 23
Nome do poder: Inteligência
Descrição: Os filhos de Melinoe são mais inteligentes que a maioria dos campistas, perceptivos, e que aprendem muito rápido. Não é nada comparado a um filho de Athena, mas chega perto. Isso permite que identifiquem coisas mais facilmente, resolvam mais mistérios e descubram problemas que os outros não conseguem.
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: +20% de percepção em batalha, sendo capaz de descobrir pontos críticos. +25% de chance de suas estratégias funcionarem conforme o esperado.
Dano: Nenhum

Nível 22
Nome do poder: Levitação II
Descrição: Agora ao levitar, já consegue se mover com facilidade, mas ainda é lento estando concentrado nesse poder, o que torna para ti, algo desvantajoso. Sua altitude também melhorou, assim como sua concentração, contudo, é um poder ainda difícil de manter ativo.
Gasto de Mp: 15 MP (por turno ativo).
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: Nenhum
Dano: Nenhum
Extra: Consegue levitar até no máximo, 5 metros do chão.
Afrodite:




Andromeda Cath Chiamaka
YOU KNOW THAT I'D JUST DIE TO MAKE YOU PROUD
Andromeda Chiamaka
Andromeda Chiamaka
Filhos de Melinoe
Idade : 20
Localização : Underworld

Voltar ao Topo Ir em baixo

[MF] Andromeda Chiamaka - Página 2 Empty Re: [MF] Andromeda Chiamaka

Mensagem por Elena C. García em Qua Nov 06, 2019 4:12 pm


Andromeda


Valores máximos que podem ser obtidos


Máximo de recompensa a ser obtida:  5.000 XP – 5.000 Dracmas – 5 ossos
Realidade de postagem + Ações realizadas – 50%
Escrita: Gramática, erros, pontuação, coerência, concordância, etc – 20%
Criatividade/Estratégia em combate + inteligência – 30%

Realidade de postagem + Ações realizadas – 50%
Escrita: Gramática, erros, pontuação, coerência, concordância, etc – 17%
Criatividade/Estratégia em combate + inteligência – 30%
Recompensa obtida:  5.000 XP – 5.000 Dracmas – 5 ossos

Atualizado por Hades;
Elena recebe 200 de xp/dracmas + 2 ossos.





Elena Castillo García

Filha de Afrodite ⋆ Legado de Marte ⋆ Rainha das Amazonas
Elena C. García
Elena C. García
Rainha das Amazonas
Idade : 19

Voltar ao Topo Ir em baixo

[MF] Andromeda Chiamaka - Página 2 Empty Re: [MF] Andromeda Chiamaka

Mensagem por Andromeda Chiamaka em Dom Nov 17, 2019 9:48 pm

i walked with you once upon a dream
that look in your eyes is so familiar, a gleam

O monstro do lago
Você estava passeando pela borda do lago quando percebeu um pequeno barco flutuando por ali, intrigado, notou que havia itens, mas não pessoas e decidiu que precisava de ajuda para saber o que estava acontecendo. Acontece que ao longe, pôde perceber que alguém parecia se debater e pedir por ajuda. Agora você tinha duas opções: ir para dentro e chamar por reforço ou tentar resolver sozinho e arriscar-se a virar alimento para a criatura misteriosa junto do semideus clamando por ajuda.
Requisito – Mínimo nível 20.
Recompensa até: 5.000 XP – 3.000 dracmas – 4 ossos

O sol se punha no horizonte quando a filha de Melinoe decidiu caminhar na área externa do castelo. Pela primeira vez desde que chegaram naquele local, sentia-se sufocada. Estar cercada por pessoas estava especialmente difícil. Sentia demais, percebia coisas demais, estava sobrecarregada emocionalmente. Supôs que não custaria buscar na escuridão da noite e no ar fresco um pouco de sossego para sua alma inquieta.

Caminhou por alguns minutos até chegar ao lago e, depois disso, iniciou uma lenta trilha por seu entorno. Respirava fundo, deixando que os aromas do lugar preenchesse suas narinas. Acalmou-se, sentindo a brisa apaziguar suas preocupações. Começou a perder a noção do tempo, observando com fascinação as estrelas acima — não se cansava de vê-las depois de viver mais de uma década no Submundo, privada desta paisagem — e, quando deu por si, havia se aproximado ainda mais da borda do lago.

E, a poucos metros dali, viu um pequeno barco flutuando a esmo. Por alguns segundos, não pensou nada sobre aquilo, simplesmente continuando a andar. Graças a sua visão perfeita, no entanto, notou detalhes que podiam passar despercebidos por outros. Pertences pessoais ainda estavam em seu interior. Viu dois livros, uma cesta que parecia ter comida dentro e sapatos masculinos. Mas não havia ninguém no barco nem nas proximidades.

Estreitando os olhos, Andy interrompeu suas passadas e, instintivamente, aproximou-se da água. Alguma coisa estava errada. Agora que olhara para o lago, não conseguiu dispersar uma sensação estranha de gelar seu peito. Então, mais distante do barco e, consequentemente, da margem, viu movimento na água. Soube em suas entranhas que havia uma pessoa ali. Essa pessoa estava prestes a morrer.

Em segundos, removeu seus sapatos e casaco, os jogando descuidadamente no chão. Sem parar para refletir nas consequências de suas ações, avançou para a água. Andou até seus pés não tocarem o chão e então, inspirando profundamente, mergulhou para nadar na direção do afogamento.

A água estava gelada, muito gelada, mas a escuridão do mundo submerso não a atrapalhou sua visão turva pelo líquido doce. Sentia o frio penetrar seu corpo, porém a adrenalina e o impulso heróico a mantiveram na ativa. Buscou ar por duas vezes até se aproximar da vítima e, no instante identificou o que estava acontecendo, amaldiçoou seu descontrole e falta de planejamento.

O rapaz não havia caído no lago por si só. Havia uma lula de aproximadamente 3m o agarrando e o sacudindo de um lado para o outro pela perna.

Andy se orgulhava de ser sensata e de ser capaz de se manter calma em todas as situações. Dessa vez, entrou em pânico. Sentiu seus membros fraquejarem, sua coragem desaparecer. Tentou nadar para longe, para cima — pois o ar subitamente deixara seus pulmões —, e acabou se debatendo muito para conseguir isso. Só teve tempo de colocar a cabeça para fora e puxar desesperadas lufadas de ar, antes de sentir um tentáculo se enrolar em suas pernas e trazê-la à força para baixo d’água novamente.

Seus pulmões gritavam, sua mente trabalhava compulsivamente. Metade surtando certa de que não sobreviveria; a outra parte tentando racionalizar uma saída para aquela situação. O rapaz ainda estava submerso, preso a um dos tentáculos, com os movimentos quase inexistentes. A morte dele estava cada vez mais próxima.

Seus poderes funcionaram sem que quisesse, materializando filetes de energia ao seu redor e os lançando aleatoriamente. Tentou controlar o lançamento deles, porém era como se suas habilidades estivessem fora de seu controle. Três das dez agulhas atingiram a lula, que emitiu um guincho de dor. Uma delas acertaram o semideus quase inconsciente.

Tentou deixar seus membros inferiores intangíveis, para que pudesse se libertar do aperto e nadar para cima. Conseguia sentir os efeitos da falta de ar, sabia que não duraria por mais tempo. A lula agora estava mais próxima da superfície e, tortuosamente, sentia a ponta de seus dedos escaparem da água ao se debater. Para sua imensa tristeza e preocupação, errou por completo seu objetivo. Ao invés de deixar as pernas intocáveis, fez isso com os braços. Percebeu ao tentar socar o tentáculo e ver suas mãos passarem através de seu membro gelatinoso.

Achou seriamente que aquele seria seu fim. Mas aí, a criatura soltou um berro ainda mais alto de dor. Algo mais forte que seus filetes haviam atingido a lula. O monstro se debateu de um lado para o outro, soltando outros sons de dor. A filha de Afrodite já havia engolido água, e começava a perder consciência quando se viu livre. Por puro instinto de sobrevivência, emergiu, tossindo e arfando pesadamente, tentando normalizar sua respiração e consciência.
Uma figura alada disparava flechas no céu, atacando a lula, salvando-os. Em seu estado de confusão, não soube identificar quem era.

De repente, se lembrou do rapaz. Torcendo para que seu salvador continuasse a distrair a criatura, Andy mergulhou. Não demorou para encontrar o rapaz, sentindo uma pontada em seu peito por quão perto da morte ele estava. Agarrou-o, envolvendo um braço por baixo de suas axilas e nadou para a superfície outra vez, levando-o consigo.

Com surpresa, notou que havia um bote feito do que parecia ser pura luz à sua espera. Não se demorou em jogar o rapaz para dentro dele, subindo com dificuldade em seguida. Antes que pudesse fazer qualquer outra coisa, o bote iniciou o trajeto para a margem.

Focou suas atenções no rapaz. Ele não respirava. De imediato, iniciou a massagem cardíaca, forçando seus próprios membros letárgicos a realizarem a ação contínua com força e vigor. Estava longe de bem, muito pelo contrário, sentia-se exausta, dolorida e extremamente furiosa consigo mesmo por não ter conseguido usar seus poderes.

Era estranho, porém a presença daquela desconhecida pessoa a acalmara. Sentia-se, novamente, em controle de si. E, mesmo que continuasse muito cansada, o conhecimento de que controlava seu corpo e poderes outra vez a deu energia.

Quando chegou na margem, interrompeu a massagem cardíaca tempo o bastante para removê-lo do bote e deitá-lo na borda do lago.

Quando percebeu que a massagem não estava fazendo efeito, mudou de táticas. Inclinou-se para colocar seus lábios sobre os dele, com o objetivo de realizar respiração boca a boca. Estava completamente concentrada em salvá-lo. Não deixaria que ele morresse por sua estupidez. E, de alguma forma, sentiu uma parte de sua energia ser drenada. Não se assustou. Pelo contrário, ampliou essa sensação.

Afastou-se quando sentiu ele se movimentar embaixo de si, a tempo de virá-lo de lado quando ele começou a tossir e vomitar água. Suspirou aliviada e, enquanto segurava o corpo do semideuses ressuscitado, se apoiava nele para permanecer de pé.

Soltou outro suspiro ao ouvir uma voz feminina perguntar se estavam bem. Em seu cansaço, nem mesmo olhou para cima. Deixou seu corpo tombar para trás, mantendo-se levemente erguida pelos cotovelos e fechou os olhos.

“Graças a você, estamos vivos. Isso deve ser o suficiente por enquanto. Obrigada”, havia algo de familiar na voz daquela garota, porém seus ouvidos ainda zumbiam e estavam um pouco moucos pela água que os encheram. Nem mesmo sua visão estava muito confiável, depois de passar tanto tempo com os olhos abertos no lago.

Quando sua salvadora voltou a falar, dizendo que precisavam ver um curandeiro e trocar de roupas, Andy subitamente percebeu o frio que sentia. Sua boca tremia levemente, assim como seus membros. Duvidava que aguentaria uma longa caminhada. Ainda assim, assentiu para a outra.

Acenou em confirmação e se ergueu, com dificuldade, para segui-los. Sabia que seria educado se oferecer para ajudá-la a carregar o rapaz, porém não confiava em si mesma nem para andar sozinha. Concentrou-se em seus próprios passos e em sua respiração, tentando não cair ou desmaiar pelo meio do caminho. Carregar dois semideuses inconscientes era uma tarefa muito difícil para se exigir de uma pessoa só.

Quando encontraram um curandeiro, a filha de Afrodite não lutou contra seus cuidados, pelo contrário. Relaxou e esperou que as habilidades deles a fizessem se sentir melhor. Estava quase cochilando, o cansaço finalmente a alcançando, quando ouviu a voz da semideusa que a resgatara se despedir. Estava prestes a simplesmente murmurar mais um agradecimento quando ouviu seu nome.

Abriu os olhos a tempo de vê-la se afastar. Sua visão estava muito melhor agora, depois das curas e, pela primeira vez, realmente focou em sua salvadora. Reconheceu aquele rosto de dois lugares diferentes. Era Magnólia. E, inacreditavelmente, era…

“Maisie?” Sussurrou, em choque, assistindo-a partir.

Observações:
Perturbação emocional: Durante 10 postagens em game on (com mais de 15 linhas) a personagem poderá sofrer pertubações emocionais que podem interferir diretamente no uso de seus poderes. (0/10)

Contabilizar essa postagem no contador da condição de personagem em minha ficha.
[spoiler=Poderes]
Passivos:
Nome do poder: Informação
Descrição: A morte é uma passagem obrigatória para tornar-se um fantasma, de maneira que, a prole de Melinoe consegue identificar quando um indivíduo está perto da morte, assim como se um fantasma faleceu recentemente.
Gasto de Mp: Nenhum.
Gasto de Hp: Nenhum.
Bônus: Nenhum.
Dano: Nenhum.

Nome do poder: Pavor
Descrição: O semideus tem uma aura natural, e fantasmagórica ao redor do seu corpo, que causa calafrios e medo em seus oponentes. Por onde passa tende a instigar o medo, o cheiro da morte, sua presença por si só, já faz com que seus inimigos hesitem.
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: Causa confusão e medo em seu oponente, fazendo com que hesitem durante o primeiro turno, lhe dando a chance para atacar com mais voracidade.
Dano: Nenhum

Nome do poder: Aura Fantasma I
Descrição: Com o cair da noite, o filho de Melinoe consegue estabelecer uma espécie de ligação entre seu corpo e o mundo inferior. Isso faz com que se sinta mais forte, mais rápido, fazendo com que sua capacidade de luta em campo, se amplifique.
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: +10% de força e velocidade durante a noite.
Dano: +5% de dano em golpes e poderes ativos.

Nome do poder: Inteligência
Descrição: Os filhos de Melinoe são mais inteligentes que a maioria dos campistas, perceptivos, e que aprendem muito rápido. Não é nada comparado a um filho de Athena, mas chega perto. Isso permite que identifiquem coisas mais facilmente, resolvam mais mistérios e descubram problemas que os outros não conseguem.
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: +20% de percepção em batalha, sendo capaz de descobrir pontos críticos. +25% de chance de suas estratégias funcionarem conforme o esperado.
Dano: Nenhum

Nome do poder: Agilidade II
Descrição: Com certo treinamento, as habilidades e atributos do semideus melhoraram, e fugir de armadilhas, tornar-se mais esquivo, foi uma consequência muito bem vinda, você está se tornando um ótimo herói em combate.
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: +20% de velocidade, agilidade, e flexibilidade.
Dano: Nenhum

Nome do poder: Eterna Boa Forma
Descrição: A boa forma que você possui não confere apenas belas curvas, no caso das meninas, ou músculos definidos, no caso dos meninos, mas também confere certa agilidade e destreza para se esquivar de alguns ataques. Isso permite que você ganhe certa facilidade em se esquivar, ou defender em ataques diretos.
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: +20% de defesa, esquiva e agilidade.
Dano: Nenhum

Nome do poder: Elasticidade Natural II
Descrição: Em tal nível a elasticidade e esquiva das proles de Vênus/Afrodite são maiores, semelhantes à de uma bailarina profissional, com músculos firmes e uma boa movimentação durante a batalha. Tais semideuses esquivam como se estivessem dançando.
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: + 35% em esquiva e flexibilidade
Dano: Nenhum
Ativos:
Nome do poder: Intangibilidade II
Descrição: O semideus tem a natureza semelhante a um fantasma, e sendo filho da rainha deles, poderá conseguir deixar partes do corpo invisível, assim como os fantasmas, fazendo objetos, armas, e até qualquer outra coisa, passar através dele. Contudo, estando intangível, se torna incapaz de atacar, ou pegar coisas, pois, ele não é palpável. Agora já consegue deixar metade do corpo intangível.
Gasto de Mp: 15 MP (por turno ativo)
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: Nenhum
Dano: Nenhum
Extra: Nenhum

Nome do poder: Energia Fantasmagórica
Descrição: Você consegue concentrar parte de energia espiritual sobre a ponta dos dedos, e formar filetes afiados dessa energia, semelhante a pequenas agulhas, e dispara-las em direção ao inimigo, causando um dano considerável. (Máximo de 10 filetes)
Gasto de Mp: 3 MP por filete criado.
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: Nenhum
Dano: 5 HP por filete que atingir o oponente.
Extra: Nenhum

Nome do poder: Beijo Doador de Energia
Descrição: Dominado o beijo que suga a energia alheia, o semideus agora consegue doar a própria energia para salvar a pessoa que recebe o seu beijo. Ele passa a própria energia através do contato com dos lábios, fazendo com que essa energia passada seja transformada em pontos de vida para a pessoa.
Gasto de MP: O quanto quiser doar, sendo o máximo de 50 por turno.
Gasto de HP: 15HP
Bônus: Os pontos doados de energia são transformados em pontos de vida para a pessoa.
Dano: nenhum.
Extra: Caso passe mais de 50% de sua energia através dessa habilidade, poderá acabar inconsciente./spoiler]



Andromeda Cath Chiamaka
YOU KNOW THAT I'D JUST DIE TO MAKE YOU PROUD
Andromeda Chiamaka
Andromeda Chiamaka
Filhos de Melinoe
Idade : 20
Localização : Underworld

Voltar ao Topo Ir em baixo

[MF] Andromeda Chiamaka - Página 2 Empty Re: [MF] Andromeda Chiamaka

Mensagem por Maisie De Noir em Dom Nov 17, 2019 9:51 pm

Halloween
"você simplesmente pode ficar parado ai vendo as coisas acontecerem ou pode tomar coragem e fazer com que aconteçam do seu jeito."
Comer tantos doces talvez não tivesse sido a melhor ideia. Após tantas guloseimas e efeitos colaterais, tudo o que Magnólia queria era um pouco de ar fresco para acalmar seu estômago. Encontrar uma sacada não foi tão difícil quanto imaginou, mas assim que o fez, pôde aproveitar o ar fresco e a visão do sol poente. Logo a noite cairia completamente e com ela seus poderes enfraqueceriam. Era uma realidade já conhecida pela semideusa.

Seu tempo de descanso não durou muito. Magnólia conseguiu ver — de sua posição elevada — uma movimentação estranha vinda do lago. A semideusa recordava-se dele e também de Frieryat comentando algo sobre haver uma criatura nele. Não esperando pelo pior acontecer, a celestial abriu suas asas e se lançou no céu na direção da água.

Quanto se aproximou o suficiente, pôde perceber duas pessoas sendo atacadas por um polvo gigante. Magnólia reagiu rápido. Em segundos, seu arco estava em suas mãos e uma flecha já apontada para a criatura marinha. Abusando do tamanho do seu oponente, a arqueira não precisou de muito para acertá-lo. A jovem disparou mais algumas vezes, até te certeza que a criatura focaria nela.

Assim que os tentáculos se ergueram para fora d’água tentando alcança-la no ar, Magnólia concentrou sua energia para criar um bote de luz para as duas pessoas pudessem fugir enquanto ela fazia manobras perigosas para fugir dos ataques do octopus. Batendo suas asas com mais afinco, a semideusa ganhou altitude e se livrou dos tentáculos tendo mais liberdade para atirar novas flechas contra o inimigo.

Pela visão periférica, a celestial via o barco se afastar para a margem, exatamente como ela queria. Magnólia precisava ganhar só mais um pouco de tempo e poderia deixar aquela criatura para trás, afinal como era um monstro marinho, em terra firme estaria segura, assim como as outras duas pessoas. Tendo isso em mente, a celestial continuou atirando em uma sequência precisa, até a própria criatura desistisse de lutar e desaparecesse nas águas escuras do lago.        

Finalmente longe do perigo, Magnólia bateu suas asas até pousar perto das pessoas que havia salvado. A garota que logo reconheceu como Andy estava fazendo uma massagem cardíaca e não parecia muito efetiva. A celestial se preocupou, mas então a semideusa selou seus lábios com o do rapaz e isso pareceu o suficiente para trazê-lo de volta à vida.

— Vocês estão bem? — perguntou estupidamente ao se aproximar mais e amparar o homem que colocava todo a água que engoliu para fora. — Está machucada? — questionou especificamente para a filha de Melinoe visto que parecia fraca.  

Magnólia então sorriu ao saber que estavam todos bem. O rapaz parecia ainda muito desorientado para fazer qualquer coisa, então a ruiva apenas o manteve parado para que não piorasse. Erguendo os olhos para a negra, a celestial se preocupou um pouco mais. Ela definitivamente não parecia bem.

— Vamos voltar para o castelo, sim? Vocês precisam de um curandeiro e roupas novas!

Com a confirmação da negra, a celestial a ajudou a se levantar e guiou o rapaz semidesperto para dentro do castelo. Foi uma caminhada silenciosa e difícil para os dois que pularam no lago. Magnólia sentiasse apenas cansada do uso dos poderes, mas logo se recuperaria. Ou assim esperava.

Já dentro do castelo não demoraram para encontrar um curandeiro que assim que viu o estado em que estavam correu para ajudá-los. Magnólia se afastou apenas o suficiente para dar espaço para o semideus trabalhar enquanto mantinha-se perto para caso precisasse de ajuda, o que se mostrou desnecessário.

— Eu preciso ir. — Avisou quando tanto o desconhecido quanto a filha de Melinoe estavam bem após o atendimento. — Até mais, Andy. Espero te encontrar novamente.

Com um aceno, a celestial deixou os dois para trás e se misturou ao mar de semideuses fantasiados na festa.

O monstro do lago
Você estava passeando pela borda do lago quando percebeu um pequeno barco flutuando por ali, intrigado, notou que havia itens, mas não pessoas e decidiu que precisava de ajuda para saber o que estava acontecendo. Acontece que ao longe, pôde perceber que alguém parecia se debater e pedir por ajuda. Agora você tinha duas opções: ir para dentro e chamar por reforço ou tentar resolver sozinho e arriscar-se a virar alimento para a criatura misteriosa junto do semideus clamando por ajuda.
Requisito – Mínimo nível 20.
Recompensa até: 5.000 XP – 3.000 dracmas – 4 ossos
☀:
FPA:
Passivos:

Eos

Nome do poder: Amanhecer Acolhedor
Descrição: A presença do filho de Eos/Aurora é capaz de trazer uma sensação de conforto e calma para seus aliados graças a aura que os cerca.
Gasto de Mp: Nenhum.
Gasto de Hp: Nenhum.
Bônus: Pode dar aos aliados num raio de 20 metros um novo ânimo para lutar.
Dano: Nenhum.

Nome do poder: Bênção Lunar
Descrição: Mesmo durante a noite o corpo da prole de Eos/Aurora continua a emitir um leve brilho - como a luz da lua -  isso se deve ao fato de que Selene/Luna é irmã da deusa do amanhecer.
Gasto de Mp: Nenhum.
Gasto de Hp: Nenhum.
Bônus: Essa aura luminosa permite que mesmo durante a noite a cria de Eos/Aurora tenha uma boa visão.
Dano: Nenhum.

Nome do poder: Pontualidade III
Descrição: Ataques que lhe exijam sincronia definitivamente não são um problema, pois agora você é mais “pontual” do que nunca.
Gasto de Mp: Nenhum.
Gasto de Hp: Nenhum.
Bônus: Nenhum.
Dano: Nenhum.

Nome do poder: Emoções Intensas
Descrição: Eos/Aurora se envolveu com Ares/Marte e foi punida por Afrodite/Vênus, que a manteve apaixonada para sempre. Por esse motivo, seus filhos possuem emoções muito intensas e que podem lhe servir de combustível em uma batalha. Sendo a raiva ou o instinto de proteção um combustível para que ele se mantenha na luta.
Gasto de Mp: Nenhum.
Gasto de Hp: Nenhum.
Bônus: Quando movidos por tais emoções os golpes se tornam mais precisos, assim como a defesa. +30% de ataque e defesa.
Dano: Nenhum.

Nome do poder: Perícia com Arcos III
Descrição: O manuseio de arco tem se tornado ainda mais natural e obviamente isso é decorrente de sua constante prática.
Gasto de Mp: Nenhum.
Gasto de Hp: Nenhum.
Bônus: +40% de assertividade.
Dano: +15% de dano da arma.

Nome do poder: Mira Divina
Descrição: Ao nascer e ao pôr do sol, os filhos de Eos/Aurora possuem uma mira quase infalível, pois é nesses horários que sua mãe passa pelo céus abrindo caminho para seu irmão.
Gasto de Mp: Nenhum.
Gasto de Hp: Nenhum.
Bônus: +70% de assertividade.
Dano: +35% de dano.

Éter

Nome do poder: Olhos celestiais
Descrição: Sempre ao usarem os poderes, os olhos dos celestiais ganham uma tonalidade mais celeste e brilhante. Poderes de luz os olhos ficam dourados; poderes ligados as estrelas e ao ar ficam azulados ou esverdeados; poderes ligados as bênçãos os olhos ficam vermelhos. Ao usar os demais poderes, as íris ficam em tonalidade prateada.
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: Nenhum
Dano: Nenhum

Nome do poder: Asas
Descrição: Os celestiais são reconhecidos principalmente pelas suas asas. Majestosas e belas, as asas são geralmente brancas em sua totalidade, mas ainda há alguns seguidores de Éter que possuem detalhes nas extremidades de suas penas. São como asas de anjos, nunca assumindo a tonalidade negra. Cada celestial pode descrever suas asas, porém uma vez feito não poderá muda-lo. As asas crescem a partir dos ossos das costas, por isso, muito cuidado com as camisas, elas consequentemente ganham dois rasgos nas costas sempre que permitem o alongamento das asas.
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: Nenhum
Dano: Nenhum

Nome do poder: Precisão
Descrição: É a capacidade que permite ao semideus ter grande foco e atenção aos detalhes, de forma que sempre que realize uma mesma tarefa mais de uma vez o faça com perfeição. Eles aprendem com muita facilidade, e isso permite que dominem armas, resolvem enigmas e descubram alguma coisa de maneira mais rápida e precisa.
Gasto de Mp:  Nenhum
Gasto de Hp:  Nenhum
Bônus: +30% de percepção e inteligência. +20% de descobrir algo. Pode pedir ao narrador uma única pista ao resolver um enigma ou uma charada.
Dano: Nenhum

Nome do poder: Paraquedas
Descrição: O celestial ao cair, graças a sua relação com o céu e o ar, não irá se ferir ou machucar. Mesmo se a queda for de uma grande altura, antes de colidir com o chão o semideus será protegido pelo ar que amortecerá o impacto.
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: Nenhum
Dano: Nenhum

Nome do poder: Sentidos Aguçados
Descrição: Os sentidos dos celestiais ao chegarem nesse nível se tornam mais aguçados e apurados.
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: +25% de melhoria nos cinco sentidos.
Dano: Nenhum

Nome do poder: Mobilidade aérea
Descrição: Ao se tornar mais experiente, o celestial passou a dominar ainda mais a sua mobilidade no ar. Sabe reconhecer as correntes de ar e como mover o corpo para ter mais vantagem durante o voo, ou até mesmo uma queda.
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: +30% nos atributos que auxílio o voo, como agilidade, esquiva, velocidade e equilíbrio.
Dano: Nenhum

Nome do poder: Cura em altitude V
Descrição: Ao estar a pelo menos 5m de distância do chão, o céu e o ar começa a favorecer a saúde do celestial. As feridas começam a se fechar e o corpo a recuperar-se dos danos recebidos.
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: +100 de HP e MP.
Dano: Nenhum
Extra: Só pode ser usado novamente depois de 3 rodadas.
Ativos:

Éter

Nome do poder: Construto de Luz III
Descrição: Os construtos são perfeitos e ainda mais poderosos. Agora o semideus consegue criar coisas complexas como automóveis medianos (carros e motos por exemplo). É o ápice da habilidade e parece que o único limite que o celestial irá encontrar é o limite de sua própria criatividade. Os construtos ganham resistência alfa e duram 3 turnos.
Gasto de MP: 60 por construto criado
Gasto de HP: Nenhum
Bônus: 35% de dano a mais em criaturas das trevas/submundo.
Dano base: 45
Extra: A gama de criação é bastante ampla, podendo variar desde coisas simples até mecanismos mais complexos feitos de luz. Porém, criações exageradas não serão permitidas (como uma enorme pista de corrida).

Nome do poder: Voo IV
Descrição: O seguidor do deus primordial tornou-se o mestre dos voos. É capaz de realizar acrobacias complicadas e manter a sua velocidade alta ao mesmo tempo. Porém, cuidado, voar ainda obedece algumas leis da física! O semideus consegue atingir a velocidade máxima de 110km/h durante o seu voo.
Gasto de MP: 50
Gasto de HP: Nenhum
Bônus: Nenhum
Dano: Nenhum
Extra: Ao carregar alguma pessoa, sua velocidade e mobilidade cai pela metade (caso seja alguém dotado com passivas de força essa observação se torna nula).
Habilidades Adquiridas:
Nome: A Arqueira
Descrição: Magnólia provou-se corajosa ao permanecer no campo de batalha e lutar com seus aliados mesmo com sua pouca experiência. Demonstrou que sua habilidade com o arco era mais do que suficiente para sobreviver e ajudar aqueles que estavam consigo; deste modo também desenvolveu mais de sua perícia.
Gasto de MP: Nenhum
Gasto de HP: Nenhum
Bônus: +40% de perícia com arco.
Dano: +15% de dano.

Nome do poder: Tiro Instintivo
Descrição: O semideus desenvolveu uma nova técnica de disparo com o arco: o tiro instintivo, que consiste em disparos muito mais velozes, pois o semideus agora consegue avaliar mais facilmente todos os fatores que contribuem para ele obter um bom disparo, sua técnica com arco se tornou mais orgânica e natural.
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: +20% de destreza ao usar arco.
Dano: +10% de dano com arco.
Extra: Obtêm a vantagem de ataque no disparo contra o oponente, pois tem uma velocidade de movimento superior.

Nome do poder: Pericia com Arcos IV
Descrição: O seu manejo se tornou perfeito, os treinamentos realizados por você lhe trouxeram o resultado esperado. Você se tornou um arqueiro, consegue se mover depressa, atirar, e até mesmo usar o arco para se defender, acertando alvos moveis e não moveis, além de conseguir atirar até duas flechas por vez.
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: +70% de assertividade no manuseio de arcos.
Dano: +35% de dano se a arma do semideus atingir o alvo.
Armas:
• Darkon [Um anel simples que possuí uma estranha cor que se assemelha ao cobre. | Efeito 1: Aumenta a resistência a ataques de trevas e sombras em 20%. | Efeito 2: Efeito 2: Diminui 20% do gasto de MP de poderes relacionados à luz. | Bronze Celestial | Sem espaço para gemas | Beta | Status: 100% sem danos | Mágico | Fim de semana: Sexta feira 13]

• Dusk [Um arco no estilo recurvo, de aspecto simples, mas com ricos detalhes em tons dourados nas suas pontas. O encaixe para a mão é confortável, permitindo uma pegada firme e que raramente vai escapar da mão da arqueira. | Efeito de ligação: Retorna para a dona depois de perdido ou roubado; Efeito de transformação: Pode virar uma pulseira dourada em forma de flecha | Efeito 1: xxx; Efeito 3: xxx | Bônus de forja: +15% de dano; bônus de FPA e lendário: +60 de dano | Efeito lendário: + 30% de dano crítico. | Vibranium | Super Alfa | Espaço para 3 gemas | Status 100%, sem danos | Lendário| Forjado por Nikolaev]

• Dawn [Uma aljava feito com material especial, por ser bastante resistente, o que torna difícil o dano. Internamente há imas que atraem as flechas, as mantendo no interior da aljava. Porém, esses imãs não possuem força de atração suficiente para provocar problemas para a arqueira selecionar as suas flechas. | Efeito de ligação: Aparece junto com o arco Dusk; | Efeito 2: Graças a um encantamento de renovação, as flechas começam a renovarem no interior da aljava sempre quando alcança a quantidade restante de 10 flechas, surgindo mais 10 a cada turno; | Bônus de forja: +15% de dano; bônus de FPA e lendário: +60 de dano | Efeito lendário: + 30% de dano crítico. | Vibranium (flechas) e Material reforçado (aljava) | Super Alfa | Espaço para 3 gemas | Status 130%, sem danos | Lendário | Forjado por Nikolaev]

• Trevo [ Um pingente pequeno de cristal com um trevo de quatro folhas no meio. | Efeito: Este pingente aumenta o dano de ataques físicos e com armas em 35%, além de aumentar a probabilidade de este acertar o oponente em 30%. | Cristal e Trevo. | Resistência Sigma | Mágico | Comprado no Tea Drop ]


LOVE
Maisie De Noir
Maisie De Noir
Líder dos Celestiais
Idade : 21
Localização : Palácio Celestial

Voltar ao Topo Ir em baixo

[MF] Andromeda Chiamaka - Página 2 Empty Re: [MF] Andromeda Chiamaka

Mensagem por Melinoe em Seg Nov 18, 2019 11:15 am


Avaliação

Valores máximos que podem ser obtidos


Máximo de recompensa a ser obtida: 5.000 XP – 3.000 dracmas – 4 ossos
Realidade de postagem + Ações realizadas – 50%
Escrita: Gramática, erros, pontuação, coerência, concordância, etc – 20%
Criatividade/Estratégia em combate + inteligência – 30%

Andromeda
Realidade de postagem + Ações realizadas – 50%
Escrita: Gramática, erros, pontuação, coerência, concordância, etc – 20%
Criatividade/Estratégia em combate + inteligência – 30%

Recompensa obtida: 5.000 XP – 3.000 Dracmas – 4 ossos

Spoiler:
Gostei do modo como foi evidente em sua narrativa a consequência de seu legado completo recém adquirido. A forma como narrou sua dificuldade foi verdadeira para com a personalidade da personagem. Muito bem!

Maisie
Realidade de postagem + Ações realizadas – 50%
Escrita: Gramática, erros, pontuação, coerência, concordância, etc – 20%
Criatividade/Estratégia em combate + inteligência – 30%

Recompensa obtida: 5.000 XP – 3.000 Dracmas – 4 ossos

Spoiler:
Uma narrativa descomplicada e fluída, muito prazerosa de ler. A ajuda de Maisie foi primordial. Parabéns!

Atualizado por Hefesto
Melinoe
Melinoe
Deuses Menores

Voltar ao Topo Ir em baixo

[MF] Andromeda Chiamaka - Página 2 Empty Re: [MF] Andromeda Chiamaka

Mensagem por Conteúdo patrocinado

Conteúdo patrocinado

Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 2 de 2 Anterior  1, 2

Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum