The Blood of Olympus
Para visualizar o forum é necessário estar cadastrado, por favor registre-se no rpg ou entre em sua conta. É necessário estar cadastrado para ver as informações contidas no forum. Lembre-se de usar nome e sobrenome, não se cadastrar usando nomes geralmente utilizados por Hacker. Exemplo: "Barum" "Hakye" e por ai vai. Bem vindos.

[MF] Vincent V. Valentine

Página 1 de 2 1, 2  Seguinte

Ir em baixo

[MF] Vincent V. Valentine Empty [MF] Vincent V. Valentine

Mensagem por Vincent V. Valentine em Qua Out 02, 2019 3:06 pm

Tópico destinado as missões relacionadas ao evento de Holloween, feitas pelo próprio Vincent.

Vincent V. Valentine
Vincent V. Valentine
mentalistas de psique
mentalistas de psique

Idade : 25

Voltar ao Topo Ir em baixo

[MF] Vincent V. Valentine Empty Re: [MF] Vincent V. Valentine

Mensagem por Vincent V. Valentine em Qua Out 02, 2019 5:55 pm

Não podia negar, minha curiosidade estava aflorada. Tinha acabado de chegar ao castelo e já me encantado com sua estrutura. Sempre gostei das construções medievais e de várias histórias que se passaram na época antepassada, mas nunca tive a oportunidade de estar tão perto do passado quanto agora. Por mais que a magia e a tecnologia se misturassem ao ambiente, o antigo ainda se destacava diante do lugar, e isso me cativou.

Como todo bom curioso comecei a vasculhar o lugar, vendo diversos semideuses conversando e brincando, sorridentes e até mesmo bêbados. Mas já? Sim, alguns deles não eram muito adeptos ao álcool, e fraquejavam já nos primeiros goles em uma bebida assim. Mas enfim, ainda era um bom lugar para se estar.

A imensidão daquele castelo me surpreendia de tal forma, que certamente me perderia de forma fácil por ali, se não fosse um tanto quanto simples retornar ao ponto em que estava anteriormente. As escadas de pedra bruta levavam-me ao andar superior, mostrando um vasto corredor imponente e bem estruturado, com diversas portas por sua extensão. Algumas já não se encontravam mais de pé, outras estavam em pedaços e praticamente desmanchando, mostrando a antiguidade do ambiente.

Ainda sim não parei, continuei a caminhar com calma, mantendo meu arco em minhas costas, enquanto apenas observava cada quarto pelo qual passava. Todos eram bem amplos, dignos de algum nobre que tenha morado por ali, ou até mesmo nobres se fosse parar para analisar as diversas guerras que foram travadas por território.

Continuei, observando mais um lance de escadas ao final do corredor, percebendo que ainda tinha como subir mais. ”Interessante.” De fato, aquele ambiente clássico e histórico me chamou a atenção, e não sairia dali sem saciar minha curiosidade. Com isso caminhei, subindo os degraus rochosos até alcançar a parte mais acima de onde me encontrava.

Dessa vez, sobre o andar superior, pude notar uma área mais devastada, com diversas paredes tombadas, teto despedaçado em umidade acima do normal, além de alguns pequenos roedores andando de um lado para o outro. Não me assustei, sabia que era algo esperado. Logo ao fundo notei uma porta, a única naquele ponto do andar, que chamou bastante minha atenção justamente por isso.

Andei de forma cautelosa, me importando com minha segurança devido ao estado de conservação daquele andar, passando pelas pedras caídas ao chão com certa facilidade. Não demorei a chegar no tal cômodo, percebendo o quanto era amplo. Em seu interior havia uma cama, já em decomposição, mas ainda ali presente. Adentrei no local, observando tudo ao meu redor, vendo alguns quadros bastante antigos e já bem puídos graças a umidade. Eram fotos, de alguém que um dia foi o dono de tudo aquilo, e parte de seus familiares, mostrando um pouco mais da história de seu morador.

Uma voz ecoou pelo local, soando como um aviso para sair dali. — Acho melhor sair daqui garoto, está invadindo meu quarto. Aceitei esta festa em minha morada, mas não aceito que intrusos invadam meu quarto. Espero que não volte, ou terá consequências. — Aquela voz fantasmagórica arrepiou-me, me deixando um pouco assustado. Virei-me na direção daquelas palavras, vendo o mesmo homem do quadro na parede parado, bem na entrada da porta. Sua expressão era demasiadamente séria, mostrando que não estava para brincadeiras. Anui, aceitando seu aviso e partindo de imediato, percebendo que não podia ser muito curioso ali dentro.

Missão:
Explorando o castelo
Você é bem curioso e decidiu que queria saber mais sobre o lugar que estava e, por isso, decidiu dar uma voltinha por aí. Tome cuidado com o que vai encontrar porque, se eu fosse você, estaria de olhos bem abertos.
Requisito – Mínimo nível 1.
Recompensa até: 950 XP – 1.500 dracmas – 1 osso
Considerações:
Fantasia
Magias Usadas:
Passivas:
Ativas:
Itens Levados:
• Faca de Bronze Celestial [ Uma faca de lâmina curta - cerca de 10 cm - com cabo em madeira envolvido em couro para tornar o manuseio melhor. | Não produz feridas em mortais. | Bronze celestial, madeira e couro. | Sem espaço para gemas. | Alfa. | Status 100%, sem danos. | Comum. | Nível 1. | Item inicial. ]

+ Camiseta laranja do Acampamento Meio-Sangue/Camiseta roxa do Acampamento Júpiter.

+ Colar de contas do Acampamento.

• Iryak [ Arco élfico com cerca de 1 metro e 50 com runas entalhadas por toda a sua espessura, a corda é feita de um material transparente e de resistência alta, encantada para conjurar flechas incorpóreas e infinitas. |Efeito 1: O arco possui personalidade própria, cria uma ligação com a mente de seu portador (semideus) e poderá se comunicar mentalmente com ele. | Efeito 2: As flechas desse arco são incorpóreas, para materializa-las basta puxar a corda e elas magicamente aparecem no arco, além disso, são infinitas. |  Efeito 3: O metal utilizado para fabricar o arco, também possui 25% de resistência a magia, portando, magias lançadas contra o semideus que estiver na posse desse arco, terão um efeito reduzido na mesma porcentagem. | Arandur | Sem espaço para gemas | Beta | Status: 100% sem danos | Mágico | Arsenal do acampamento]
Vincent V. Valentine
Vincent V. Valentine
mentalistas de psique
mentalistas de psique

Idade : 25

Voltar ao Topo Ir em baixo

[MF] Vincent V. Valentine Empty Re: [MF] Vincent V. Valentine

Mensagem por Vincent V. Valentine em Qui Out 03, 2019 1:50 pm

A noite era uma criança. Muitos dos semideuses festejavam e sorriam alegremente, dançando ao som de diversas músicas animadas colocadas pelo DJ. Encontrava-me sentado, próximo a parede na lateral de pista de dança. Descansava ainda só, após ter me encontrado com o dono do castelo em meio ao seu quarto, o que me deixou um pouco tenso apesar de não ter ficado com medo.

Perdido em meus pensamentos escutei uma voz vinda do balcão do bar a alguns metros de mim. ”O que está acontecendo?” Desconhecia o que estava ocorrendo, porém pude ouvir um dos campistas reclamar do roubo de sua bebida. ”Quem roubaria uma bebida?” Questionava-me sobre isso, tentando analisar a situação.

Logo uma segunda voz ecoou pelo salão, dizendo a mesma coisa que o rapaz anterior. Alguém tinha roubado sua bebida. Comecei a perceber que algo estava errado, e assim observar os passos de todos ao meu redor, procurando por alguém que tivesse fazendo isso. Antes de chegar ao responsável uma terceira voz entoou pelo local, desta feminina. A moça reclamava de ter sido assediada. Não por uma das proles dos deuses, mas sim por um sátiro folgado.

Comecei a observar seus passos, saltitando de um lado para o outro balançando seu bastão, como se nada nem ninguém pudesse pará-lo. Apenas analisei seus movimentos, percebendo em seguida mais um roubo de bebida. ”Então é você né seu abusado?!” Minha feição era séria, olhando atentamente para a criatura enquanto ela continuava sua baderna em meio ao salão.

Permaneci quieto, por ora, apenas olhando para ele. Sentia-me um pouco incomodado com sua bagunça, mas até então relevei, pensando se tratar de apenas brincadeiras de mal gosto que não fazia mal a ninguém. Apenas quando um outra voz feminina ecoou, gritando devido ao assédio do sátiro, decidi tomar uma decisão.

Bufei, cansado de vê-lo achar que nada aconteceria. Aproximei-me dele, chamando-o de longe e mandando parar com aquela bagunça. O arco já saía das costas, puxada pelas mãos e posicionadas a frente do corpo, mantendo-se diagonalmente e direcionada contra ele. —Já chega de brincar. Pare, ou levará um tiro aqui e agora. — Minha expressão séria transmitia tamanha insatisfação com tais atos, mas não foram capazes de intimidá-lo.

Ele olhou para mim, com um sorriso debochado na face, dispersando suas palavras ao vento. — Sabe que não está permitido a atirar por aqui garoto, não me faça rir. Acha mesmo que cairei nessa? — De certa forma ele estava certo, não podia disparar dentro da festa, e isso me fez guardar a arma de volta em minhas costas.

Bufei, vendo a criatura sorrir mais uma vez, debochando de mim. Eu no entanto sorri, olhando em diretamente em seus olhos com minhas irís azuladas. Tinha algo em mente, e se não fosse por meio de uma conversa, um tanto hostil por assim dizer, seria por meio de força mental.

Suspirei, aproximando-me um pouco mais enquanto minha colocava minhas mãos no interior dos bolsos e começava a falar. — Você tem razão, não posso atacá-lo aqui dentro, porém tenho algo ainda mais efetivo para usar. Bem, digamos que a sua vontade, na verdade, seja apenas se divertir. Você está fazendo isso de forma errada, lá fora há algo ainda mais interessante a se fazer, e você está aqui perdendo tempo com essas pessoas. Posso dizer com toda a certeza, que se for procurar lá fora irá encontrar algo melhor. Mas não pare de procurar tão facilmente, você precisa ser resiliente e procurar mesmo tendo dificuldade em procurar. — Minhas palavras, como um bom mentalista, se tornaram influentes, e agora chamavam a atenção da criatura, que com um olhar curioso partiu para o exterior da festa, deixando a todos mais aliviados. Suspirei, voltando a me sentar, sentindo a paz reinar novamente em meio ao local.

Missão:
Um sátiro/fauno engraçadinho
Um sátiro/fauno resolveu que seria uma boa ideia causar tumulto na festa, por isso, começou a roubar bebidas enquanto seus donos estavam distraídos, dar em cima das semideusas e ficar balançando seu bastão no ar enquanto esbravejava. Você, cansado daquela situação toda, resolveu ir falar com o sátiro em uma tentativa de acalmar os ânimos antes que as coisas tomassem um rumo mais agressivo.
Requisito – Mínimo nível 1.
Recompensa até: 2.500XP – 3.000 dracmas – 3 Ossos
Considerações:
Fantasia
Magias Usadas:
Passivas:
Apolo:

Psiquê:

Nível 16
Nome do poder: Hipnose II
Descrição: A habilidade de hipnotizar do mentalista avançou um pouco. Com mais experiência na arte da sugestão, o mentalista agora possui uma oratória quase perfeita para induzir alguém a obedecer seus comandos. A introdução passa a ser menos necessária, levando menos tempo para que a vítima seja hipnotizada.
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: 50% de chances de hipnotizar no primeiro turno.
Dano: Nenhum
Extra: A vítima permanece hipnotizada apenas por três turnos. A hipnose pode ser quebrada caso um estímulo externo interfira.
Ativas:
Apolo:

Psiquê:

Itens Levados:
• Faca de Bronze Celestial [ Uma faca de lâmina curta - cerca de 10 cm - com cabo em madeira envolvido em couro para tornar o manuseio melhor. | Não produz feridas em mortais. | Bronze celestial, madeira e couro. | Sem espaço para gemas. | Alfa. | Status 100%, sem danos. | Comum. | Nível 1. | Item inicial. ]

+ Camiseta laranja do Acampamento Meio-Sangue/Camiseta roxa do Acampamento Júpiter.

+ Colar de contas do Acampamento.

• Iryak [ Arco élfico com cerca de 1 metro e 50 com runas entalhadas por toda a sua espessura, a corda é feita de um material transparente e de resistência alta, encantada para conjurar flechas incorpóreas e infinitas. |Efeito 1: O arco possui personalidade própria, cria uma ligação com a mente de seu portador (semideus) e poderá se comunicar mentalmente com ele. | Efeito 2: As flechas desse arco são incorpóreas, para materializa-las basta puxar a corda e elas magicamente aparecem no arco, além disso, são infinitas. |  Efeito 3: O metal utilizado para fabricar o arco, também possui 25% de resistência a magia, portando, magias lançadas contra o semideus que estiver na posse desse arco, terão um efeito reduzido na mesma porcentagem. | Arandur | Sem espaço para gemas | Beta | Status: 100% sem danos | Mágico | Arsenal do acampamento]
Vincent V. Valentine
Vincent V. Valentine
mentalistas de psique
mentalistas de psique

Idade : 25

Voltar ao Topo Ir em baixo

[MF] Vincent V. Valentine Empty Re: [MF] Vincent V. Valentine

Mensagem por Minerva em Sex Out 04, 2019 8:20 pm


Vincent

Valores máximos que podem ser obtidos

Missão Fixa - Explorando o Castelo

Máximo de recompensa a ser obtida: 950 XP – 1.500 dracmas – 1 osso
Realidade de postagem + Ações realizadas – 50%
Escrita: Gramática, erros, pontuação, coerência, concordância, etc – 20%
Criatividade/Estratégia em combate + inteligência – 30%

Realidade de postagem + Ações realizadas – 50%
Escrita: Gramática, erros, pontuação, coerência, concordância, etc – 20%
Criatividade/Estratégia em combate + inteligência – 30%

Recompensa obtida: 950 XP – 1.500 dracmas – 1 osso

Valores máximos que podem ser obtidos

Missão Fixa - Um sátiro/fauno egraçadinho

Máximo de recompensa a ser obtida: 2.500XP – 3.000 dracmas – 3 Ossos
Realidade de postagem + Ações realizadas – 50%
Escrita: Gramática, erros, pontuação, coerência, concordância, etc – 20%
Criatividade/Estratégia em combate + inteligência – 30%

Realidade de postagem + Ações realizadas – 50%
Escrita: Gramática, erros, pontuação, coerência, concordância, etc – 20%
Criatividade/Estratégia em combate + inteligência – 30%

Recompensa obtida: 2.500XP – 3.000 dracmas – 3 Ossos

Comentários:
Vincent,
Você desenvolveu as missões conforme o esperado e não percebi erros notáveis. Meus parabéns.
Minerva
Minerva
Deuses Olimpianos
Deuses Olimpianos


Voltar ao Topo Ir em baixo

[MF] Vincent V. Valentine Empty Re: [MF] Vincent V. Valentine

Mensagem por Vincent V. Valentine em Qua Out 09, 2019 10:28 am

Um som apavorado ecoou em meio a festa, pedindo ajuda para todos os semideuses presentes. Sem entender o que estava acontecendo, fui até a dona da voz feminina, encontrando-na junto a um rapaz ferido. Não fazia ideia do que tinha acontecido, mas como um filho de Apolo, tinha como ajudá-lo. Então me aproximei, deitando o rapaz no chão enquanto tentava acalmar a menina, que ainda estava em choque. — Acalme-se, ele vai ficar bem, não é nada grave. Agora me diga, o que aconteceu. — A garota suspirou, procurando se acalmar ao ver que seu companheiro não corria risco de vida, e que tinha alguém ali para ajudar.

Ela então começou a falar, procurando explicar o que tinha acontecido com ambos. — Por curiosidade fomos vasculhar o labirinto que se encontra abaixo do castelo. Nos perdemos, e em meio a ele fomos atacados por uma Dracaenae. Conseguimos matá-la, mas meu amigo acabou machucando a perna e machucado a costela no combate. Ele não está respirando direito, por isso achei que fosse algo grave. — Uma lágrima escorreu pelos olhos da moça, tentando conter-se diante de mim.

Suspirei, curioso com o tal labirinto, porém deixando isso de lado um pouco para focar no tratamento do semideus ali caído. Analisei as partes citadas por ela, cuja disse que tinham sido feridas, constatando que ele tinha fraturado sua perna e luxado uma de suas costelas. A instabilidade em sua respiração era devido as fortes dores, e não devido à algum ferimento interno, em seu pulmão.

Senti-me aliviado em saber aquilo, e logo pus-me a curá-lo o mais rápido possível. Comecei com a costela, a que gerava a maior parte das dores sentidas pelo campista. ”Vamos lá, acho que isso aqui vai ser o bastante.” Imbuí mana em meus punhos, levando-os de encontro ao local machucado, depositando tal energia ali e iniciando a cura. Pouco a pouco a respiração do jovem foi voltando a sua normalidade, sua feição demonstrava que a dor estava diminuindo, tornando sua expressão mais relaxada.

Ainda faltava a perna, cuja era um pouco mais simples, e menos grave com relação a saúde do garoto, podendo ser deixada em segundo plano. Olhei à minha volta, vendo as cadeiras que encontravam-se por ali, indo de encontro a mais próxima e quebrando parte de seu pé, voltando até onde estava o semideus ferido. — Aqui está, irei fazer uma tala improvisada para ele, vai precisar ficar com ele até acordar. Me dê um pedaço de sua roupa, preciso amarrar essa madeira na perna dele. — A jovem, sem pensar duas vezes, rasgou parte de seu vestido, entregando-me em seguida.

A madeira era colocada junto a perna do menino, e amarrada com o pedaço de pano dado por sua amiga, imobilizando o membro ferido para auxiliar no tratamento. Levei mais uma vez minha mão até seu ferimento, ainda com a energia alaranjada canalizada nelas, infundindo-a na perna ferida, deixando ela passar para o machucado.

Aos poucos o ferimento era regenerado, graças ao poder curativo herdado de seu pai, que era especialista nessa área. A garota por sua vez, apenas sorriu, apertando minha mão em forma de agradecimento. Eu, ainda, estava curioso para saber sobre o tal labirinto dito pela jovem, sem saber do que ele se tratava direito.

Missão:
Curando
Com tantas pessoas aparecendo feridas os estudantes de medicina, filhos de Apolo e curandeiros passaram a trabalhar para melhorar as feridas de seus colegas e amigos.
Requisito – Ser filho de Apolo, curandeiro de Asclépio ou estudante/graduado de medicina.
Recompensa até: 4.000 XP – 5.000 dracmas – 4 osso
Considerações:
Fantasia
Magias Usadas:
Passivas:
Ativas:
Apolo:

Nível 3
Nome do poder: Cura I
Descrição: Como seu pai Apolo/Febo, o semideus consegue conjurar uma aura alaranjada fina ao redor da pessoa que precise de seus cuidados. Esta aura possui propriedades curativas além de conseguir diminuir as dores (sejam elas de ferimentos externos ou internos). Durante o seu uso, plantas ao seu redor serão revitalizadas também.
Gasto de Mp: 10 de MP
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: + 10% de HP e MP total, além de analgesia, dores na região curada não irão atrapalhar.
Dano: Nenhum
Extra: Os poderes ativos relacionados a cura só podem ser efetuados em terceiros.
Itens Levados:
• Faca de Bronze Celestial [ Uma faca de lâmina curta - cerca de 10 cm - com cabo em madeira envolvido em couro para tornar o manuseio melhor. | Não produz feridas em mortais. | Bronze celestial, madeira e couro. | Sem espaço para gemas. | Alfa. | Status 100%, sem danos. | Comum. | Nível 1. | Item inicial. ]

+ Camiseta laranja do Acampamento Meio-Sangue/Camiseta roxa do Acampamento Júpiter.

+ Colar de contas do Acampamento.

• Iryak [ Arco élfico com cerca de 1 metro e 50 com runas entalhadas por toda a sua espessura, a corda é feita de um material transparente e de resistência alta, encantada para conjurar flechas incorpóreas e infinitas. |Efeito 1: O arco possui personalidade própria, cria uma ligação com a mente de seu portador (semideus) e poderá se comunicar mentalmente com ele. | Efeito 2: As flechas desse arco são incorpóreas, para materializa-las basta puxar a corda e elas magicamente aparecem no arco, além disso, são infinitas. |  Efeito 3: O metal utilizado para fabricar o arco, também possui 25% de resistência a magia, portando, magias lançadas contra o semideus que estiver na posse desse arco, terão um efeito reduzido na mesma porcentagem. | Arandur | Sem espaço para gemas | Beta | Status: 100% sem danos | Mágico | Arsenal do acampamento]
Vincent V. Valentine
Vincent V. Valentine
mentalistas de psique
mentalistas de psique

Idade : 25

Voltar ao Topo Ir em baixo

[MF] Vincent V. Valentine Empty Re: [MF] Vincent V. Valentine

Mensagem por Minerva em Qui Out 10, 2019 6:13 pm


Vincent

Valores máximos que podem ser obtidos


Máximo de recompensa a ser obtida: 4.000 XP – 5.000 dracmas – 4 osso
Realidade de postagem + Ações realizadas – 50%
Escrita: Gramática, erros, pontuação, coerência, concordância, etc – 20%
Criatividade/Estratégia em combate + inteligência – 30%

Realidade de postagem + Ações realizadas – 50%
Escrita: Gramática, erros, pontuação, coerência, concordância, etc – 20%
Criatividade/Estratégia em combate + inteligência – 30%

Recompensa obtida: 4.000 XP – 5.000 dracmas – 4 osso

Comentário:
Vincent,
Missão concluída com sucesso.
Minerva
Minerva
Deuses Olimpianos
Deuses Olimpianos


Voltar ao Topo Ir em baixo

[MF] Vincent V. Valentine Empty Re: [MF] Vincent V. Valentine

Mensagem por Vincent V. Valentine em Dom Out 13, 2019 11:55 am

Uma segunda voz ecoou pelo salão, me chamando a atenção rapidamente em sua direção. Tive tempo de ver um jovem caindo no chão, enquanto o sangue escorria pelo seu corpo. Não entendia o que tinha acontecido, mas fui até ele de forma rápida. O mesmo se encontrava de bruços, caído sobre o próprio sangue, que lambuzava o chão. O virei depressa, procurando lhe tratar antes que mais sangue escorresse.

Analisei seu ferimento, vendo um corte mediano feito transversalmente em seu peito. Não tinha perdido muito sangue, por sua sorte, e comigo ali não morreria. Suspirei, rasgando o resto de sua blusa, no intuito de deixar seu peito exposto para tratá-lo facilmente. Parte de sua vestimenta foi colocada sobre o ferimento, pressionando-o por alguns instantes até que o sangue parasse de escorrer pelo corpo, evitando sua perda.

Outras pessoas se aproximavam, estavam perplexos com aquela cena, e curiosos. Procurei afastá-los, dando a possibilidade do ferido respirar. — Se afastem, ele precisa respirar. — O círculo feitos pelos semideuses curiosos se abriu após meu pedido, ajudando bastante durante o tratamento.

Com o sangramento estancado, permiti que minha mana fosse conduzida até minhas palmas, no intuito de curar o corte. Minhas mãos se encheram de energia alaranjada, provinda do meu patrono, sendo apoiada sobre a abertura no peito do garoto. Pressionei mais uma vez o local, enquanto canalizava a mana sobre o ferimento, sentindo-o se fechar aos poucos.

Por se tratar de um corte mediano, precisei aguardar por alguns minutos na mesma posição, vendo a expressão de dor na face do garoto, findar. Suspirei aliviado, ao ver que meu tratamento estava dando certo. Mais alguns minutos depois o campista acordou, abrindo um pequeno sorriso de satisfação em meu rosto. — Que bom que acordou, sou Vincent, fui eu que te curei. — Antes de qualquer questionamento o cumprimentei, o vendo se sentar vagarosamente, enquanto apertava minha mão. — Obrigado pela ajuda, sou Karl. — O garoto parecia bem melhor, seu rosto estava mais corado e já não sangrava mais.

Ele apoiou a mão em sua cabeça, enquanto eu voltei a falar, questionando-o sobre o que tinha acontecido. — Como se feriu? — Ele olhou para mim, mantendo um olhar um tanto confuso, enquanto começava a falar. — Fui dar uma olhada no labirinto abaixo do castelo, me perdi e fui atacado por vários esqueletos ao mesmo tempo. — Mais uma vez o labirinto, parecia que muitos estavam dispostos a se aventurar em algo perigoso. Aquilo me mostrou que certamente mais pessoas feridas apareceriam, e que minha noite seria trabalhosa.

Missão:
Curando
Com tantas pessoas aparecendo feridas os estudantes de medicina, filhos de Apolo e curandeiros passaram a trabalhar para melhorar as feridas de seus colegas e amigos.
Requisito – Ser filho de Apolo, curandeiro de Asclépio ou estudante/graduado de medicina.
Recompensa até: 4.000 XP – 5.000 dracmas – 4 osso
Considerações:
Fantasia
Magias Usadas:
Passivas:
Ativas:

Apolo:

Nível 3
Nome do poder: Cura I
Descrição: Como seu pai Apolo/Febo, o semideus consegue conjurar uma aura alaranjada fina ao redor da pessoa que precise de seus cuidados. Esta aura possui propriedades curativas além de conseguir diminuir as dores (sejam elas de ferimentos externos ou internos).  Durante o seu uso, plantas ao seu redor serão revitalizadas também.
Gasto de Mp: 10 de MP
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: + 10% de HP e MP total, além de analgesia, dores na região curada não irão atrapalhar.
Dano: Nenhum
Extra: Os poderes ativos relacionados a cura só podem ser efetuados em terceiros.
Itens Levados:
• Faca de Bronze Celestial [ Uma faca de lâmina curta - cerca de 10 cm - com cabo em madeira envolvido em couro para tornar o manuseio melhor. | Não produz feridas em mortais. | Bronze celestial, madeira e couro. | Sem espaço para gemas. | Alfa. | Status 100%, sem danos. | Comum. | Nível 1. | Item inicial. ]

+ Camiseta laranja do Acampamento Meio-Sangue/Camiseta roxa do Acampamento Júpiter.

+ Colar de contas do Acampamento.

• Iryak [ Arco élfico com cerca de 1 metro e 50 com runas entalhadas por toda a sua espessura, a corda é feita de um material transparente e de resistência alta, encantada para conjurar flechas incorpóreas e infinitas. |Efeito 1: O arco possui personalidade própria, cria uma ligação com a mente de seu portador (semideus) e poderá se comunicar mentalmente com ele. | Efeito 2: As flechas desse arco são incorpóreas, para materializa-las basta puxar a corda e elas magicamente aparecem no arco, além disso, são infinitas. |  Efeito 3: O metal utilizado para fabricar o arco, também possui 25% de resistência a magia, portando, magias lançadas contra o semideus que estiver na posse desse arco, terão um efeito reduzido na mesma porcentagem. | Arandur | Sem espaço para gemas | Beta | Status: 100% sem danos | Mágico | Arsenal do acampamento]
Vincent V. Valentine
Vincent V. Valentine
mentalistas de psique
mentalistas de psique

Idade : 25

Voltar ao Topo Ir em baixo

[MF] Vincent V. Valentine Empty Re: [MF] Vincent V. Valentine

Mensagem por Magnólia D'if em Dom Out 13, 2019 4:12 pm


Vincent

Valores máximos que podem ser obtidos


Máximo de recompensa a ser obtida: 4.000 XP – 5.000 dracmas – 4 osso
Realidade de postagem + Ações realizadas – 50%
Escrita: Gramática, erros, pontuação, coerência, concordância, etc – 20%
Criatividade/Estratégia em combate + inteligência – 30%

Realidade de postagem + Ações realizadas – 50%
Escrita: Gramática, erros, pontuação, coerência, concordância, etc – 20%
Criatividade/Estratégia em combate + inteligência – 30%

Recompensa obtida: 4.000 XP – 5.000 dracmas – 4 osso

Atualizado.
Magnólia recebe 200 xp + 200 dracmas + 2 ossos pela avaliação



Magnólia D'if
Magnólia D'if
Líder dos Celestiais
Líder dos Celestiais

Idade : 20
Localização : Palácio Celestial

Voltar ao Topo Ir em baixo

[MF] Vincent V. Valentine Empty Re: [MF] Vincent V. Valentine

Mensagem por Vincent V. Valentine em Seg Out 14, 2019 11:04 am

A situação ficava cada vez mais tensa, conforme os semideuses feridos apareciam. Todos tinham algo em comum. Tinham se ferido dentro do labirinto. Não tinha noção do que se passava em seu interior, e sentia certa curiosidade, porém precisava fazer algo além de ficar ali naquela festa, sabendo que mais companheiros necessitavam de ajuda.

Levantei-me, decidido a adentrar naquele recinto, porém fui impedido antes de seguir em frente, por uma garota que andava com certa dificuldade, apoiada em seu cajado de madeira. Avancei rapidamente, a segurando delicadamente e a levando até uma das cadeiras. Eu não a perguntava sobre o que havia ocorrido, já fazia ideia de onde ela vinha. Limitei-me a averiguar sua ferida, concluindo que era algo não tão profundo, mas que sem um tratamento correto poderia vir a infeccionar.

Puxei a faca presa em minha cintura, rasgando parte de sua calça, que atrapalhava minha visão sobre a ferida. O sangue escorria por sua pele, embora fosse em pouca quantidade. O pano que tinha rasgado foi enrolado um pouco acima da coxa, prendendo sua circulação e findando a hemorragia. Suspirei, vendo uma leve careta de dor, enquanto começava a canalizar minha energia em minhas mãos.

Os demais participantes daquela festa apenas observavam de longe, questionando-se sobre o que tinha ocorrido, diferente de mim que já fazia ideia. Não era importante agora, pois precisava mesmo era tratar a jovem. Sorri para ela, demonstrando que tudo ficaria bem. Minhas mãos tocaram sua ferida, anestesiando sua dor e aos poucos fechando o corte.

O tratamento durou alguns minutos, finalizando após ver que nenhuma gota de sangue escorria mais, depois de retirado o pano de sua calça. Senti-me aliviado, e a moça agradecida, me dando um pequeno abraço, dizendo um breve obrigado. Não perguntei sobre nada, apenas anui minha cabeça e me levantei, aguardando um pouco mais para ver se outra pessoa aparecia para ser tratada.

Missão:
Curando
Com tantas pessoas aparecendo feridas os estudantes de medicina, filhos de Apolo e curandeiros passaram a trabalhar para melhorar as feridas de seus colegas e amigos.
Requisito – Ser filho de Apolo, curandeiro de Asclépio ou estudante/graduado de medicina.
Recompensa até: 4.000 XP – 5.000 dracmas – 4 osso
Considerações:
Fantasia
Magias Usadas:
Passivas:
Ativas:

Apolo:

Nível 3
Nome do poder: Cura I
Descrição: Como seu pai Apolo/Febo, o semideus consegue conjurar uma aura alaranjada fina ao redor da pessoa que precise de seus cuidados. Esta aura possui propriedades curativas além de conseguir diminuir as dores (sejam elas de ferimentos externos ou internos).  Durante o seu uso, plantas ao seu redor serão revitalizadas também.
Gasto de Mp: 10 de MP
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: + 10% de HP e MP total, além de analgesia, dores na região curada não irão atrapalhar.
Dano: Nenhum
Extra: Os poderes ativos relacionados a cura só podem ser efetuados em terceiros.
Itens Levados:
• Faca de Bronze Celestial [ Uma faca de lâmina curta - cerca de 10 cm - com cabo em madeira envolvido em couro para tornar o manuseio melhor. | Não produz feridas em mortais. | Bronze celestial, madeira e couro. | Sem espaço para gemas. | Alfa. | Status 100%, sem danos. | Comum. | Nível 1. | Item inicial. ]

+ Camiseta laranja do Acampamento Meio-Sangue/Camiseta roxa do Acampamento Júpiter.

+ Colar de contas do Acampamento.

• Iryak [ Arco élfico com cerca de 1 metro e 50 com runas entalhadas por toda a sua espessura, a corda é feita de um material transparente e de resistência alta, encantada para conjurar flechas incorpóreas e infinitas. |Efeito 1: O arco possui personalidade própria, cria uma ligação com a mente de seu portador (semideus) e poderá se comunicar mentalmente com ele. | Efeito 2: As flechas desse arco são incorpóreas, para materializa-las basta puxar a corda e elas magicamente aparecem no arco, além disso, são infinitas. |  Efeito 3: O metal utilizado para fabricar o arco, também possui 25% de resistência a magia, portando, magias lançadas contra o semideus que estiver na posse desse arco, terão um efeito reduzido na mesma porcentagem. | Arandur | Sem espaço para gemas | Beta | Status: 100% sem danos | Mágico | Arsenal do acampamento]
Vincent V. Valentine
Vincent V. Valentine
mentalistas de psique
mentalistas de psique

Idade : 25

Voltar ao Topo Ir em baixo

[MF] Vincent V. Valentine Empty Re: [MF] Vincent V. Valentine

Mensagem por Magnólia D'if em Seg Out 14, 2019 6:40 pm


Vincent

Valores máximos que podem ser obtidos


Máximo de recompensa a ser obtida: 4.000 XP – 5.000 dracmas – 4 osso
Realidade de postagem + Ações realizadas – 50%
Escrita: Gramática, erros, pontuação, coerência, concordância, etc – 20%
Criatividade/Estratégia em combate + inteligência – 30%

Realidade de postagem + Ações realizadas – 40%
Escrita: Gramática, erros, pontuação, coerência, concordância, etc – 13%
Criatividade/Estratégia em combate + inteligência – 25%

Recompensa obtida: 3.120 XP – 3.900 dracmas – 3 osso

Comentário:
Você usou a vírgula de forma errada muitas vezes no inicio do texto, o que ficou parecendo que ele travava conforme ia sendo lido. Além disso, há algumas incoerências na sua narração onde você diz que a menina está com hemorragia, porém sangrando pouco e ainda que o torniquete foi o suficiente para parar a hemorragia. O primeiro de tudo é preciso deitar a pessoa que fica muito fraca e não a por sentada. Bem, resumindo houve várias falhas no texto que poderiam ser facilmente evitadas com uma busca rápida do tratamento. Descontei também pelas suas missões estarem se repetindo muito em relação ao conteúdo. É algo fácil, mas tente inovar um pouco.

Atualizado por Hefesto
Magnólia recebe 200XP e Dracmas + 2 ossos




Magnólia D'if
Magnólia D'if
Líder dos Celestiais
Líder dos Celestiais

Idade : 20
Localização : Palácio Celestial

Voltar ao Topo Ir em baixo

[MF] Vincent V. Valentine Empty Re: [MF] Vincent V. Valentine

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 1 de 2 1, 2  Seguinte

Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum