The Blood of Olympus
Para visualizar o forum é necessário estar cadastrado, por favor registre-se no rpg ou entre em sua conta. É necessário estar cadastrado para ver as informações contidas no forum. Lembre-se de usar nome e sobrenome, não se cadastrar usando nomes geralmente utilizados por Hacker. Exemplo: "Barum" "Hakye" e por ai vai. Bem vindos.

Nova York

Página 3 de 3 Anterior  1, 2, 3

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Re: Nova York

Mensagem por Arya Doprav em Qui Set 15, 2016 4:04 pm



Strange Day
- Você calou esse lamuriante. – Pronunciou a outra, sem de imediato responder à pergunta da morena. Parecia mais focada no que acabara de presenciar. – Também é uma semideusa. – Arya deslizou as pupilas pela silhueta a sua frente, estava nitidamente fraca, provavelmente machucada. A confirmação das suspeitas viera quando a voz do espírito ecoou, passando a receber a atenção da jovem filha do Mar. O corpo saíra da posição de ataque, mas não de alerta. Doprav não hesitaria em liquidar qualquer um daqueles que estavam ao seu redor, principalmente porque aquele fantasma lhe intrigava, não deveria estar ali. Porém, Thanatos não havia lhe mandado buscar aquele espírito, talvez fosse melhor se contentar com as doze almas que acabara de ceifar, ao menos por hora.
- Sou... Yulia... – O esforço para falar foi nítido e o suficiente para derrubar a garota de cabelos platinados. A ceifadora ponderou se deveria ou não se envolver naquilo.
- Você sabe que pode ajudá-la. – Falou o fantasma, quase que como um pedido.
- Não sou designada para salvar vidas. Apenas para retirá-las. – Afirmou a morena, indiferente.
- Ela pode lhe ser útil. – Insistiu.
- Qualquer pessoa pode me ser útil. Depende da situação. – Rebateu a ceifadora, observando o corpo cuja respiração se tornava rarefeita. – Tu poderias ser mais persuasivo, já que estás há tanto tempo neste mundo. – Provocou a filha de Poseidon.
- Foi atacada por um Escorpião Vermelho do Submundo, na lateral da barriga. – O espírito parecia não desistir. – Você irá salvá-la. Assim como um dia alguém lhe salvou, ceifadora.
- Salvar não é a palavra que eu usaria. – Respondeu antes de acocar-se próximo ao corpo imóvel. O lobo rosnou, aproximando-se. Encarou-o com os olhos enegrecidos, gerando duas bolas brancas e atirando contra o animal, não lhe causariam mal algum, apenas o faria dormir. Retornou a atenção para Yulia, dando de ombros, não tinha nada a perder fazendo aquilo e como já havia acabado o serviço, resolvera ajudar.
Segurou a bainha da camiseta dela, arrastando-a poucos centímetros, apenas o suficiente para expor o ferimento. O sangue coagulado misturado com impurezas deixava o ferimento pior do que realmente era. Acima da cabeça da morena começaram a surgir alguns litros de água. Arya movimentou parte dela, fazendo uma limpeza no local machucado. Observou novamente a lesão, era funda e provavelmente havia envolvido veneno.
Uma fina camada de água esverdeada envolveu as mãos da prole do Mar. Logo as palmas pressionavam o abdome de Yulia, aquilo geraria desconforto na garota, porém ajudaria bastante a curá-la. Do solo brotaram dois tipos de ervas, uma mais clara e outra mais escura. Doprav arrancou três folhas da mais escura e colocou sobre o ferimento, imediatamente elas grudaram na pele pálida. Esperaria a outra abri os olhos para então falar:
- Tu vais mastigar essas duas. – Entregaria as folhas mais claras. – Elas retirarão o resto das toxinas. E vais beber desta água. – Um grande copo feito de sombras estaria cheio de água para Yulia ingerir.  

code designed by doll from the pretty odd


Arya Doprav
Poseidon's daughter -x- Thanato's reaper
avatar
Arya Doprav
Sem grupo
Sem grupo

Mensagens : 369
Data de inscrição : 11/06/2014
Idade : 19
Localização : Atrás da sua alma.

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Nova York

Mensagem por Yulia Yermakova em Qui Set 15, 2016 5:51 pm


The Graveyard

We are the voices inside your head... believe what you see
A
branda respiração de Yulia fazia algumas poucas folhas secas se mexerem no solo úmido por baixo das copas frondosas das árvores. Aos poucos ela abriu os olhos e se encontrava na mesma posição de quando caíra, mas o seu abdome já não doía mais, então, com um pouco de força que não possuía, se virou de barriga para cima, observando as falhas no teto natural, por onde o sol penetrava.

- Tu vais mastigar essas duas. – Os olhos verdes da filha de Melinoe perscrutaram os azuis da garota que lhe entregava as ervas estranhas. – Elas retirarão o resto das toxinas. E vais beber desta água.

Com a mão trêmula, Yulia pegou o copo negro que antes era segurado pela pálida ceifadora e a sua textura era estranha, mas não desconfortável. Após analisar um pouco reparou que era feito de um material inconsistente, mas que, naquele momento estava sendo moldado para ficar daquela forma.

Com dificuldade, se apoiou nos cotovelos e se sentou, sentindo a cabeça rodar de leve. Buscou as folhas e as levou à boca, prendendo-as entre os dentes. Ela sabia que não oferecia risco algum àquela garota, tampouco ela tinha um motivo para ceifar-lhe a vida com uma tramoia daquelas. Só podia estar ali para ajudar.

- Obrigada. – Com um pouco de tremedeira, trouxe o copo aos lábios e bebericou sem pressa. – Yulia Yermakova. – Tratou de terminar o conteúdo do copo e, quando o fez, ele se desfez como fumaça. – Sou filha de Melinoe e você, é filha de quem?

“Ela é ceifadora de Tânatos.”

A semideusa franziu o cenho com aquela informação. Fazia sentido ela ter conseguido calar o lamuriante e, no processo, ter assustado todas as formas de vida ao redor. Yulia umedeceu os lábios ressecados de desidratação e puxou o ar para falar.

- Por que... me salvou? – Ela, então, lançou um último olhar para o espírito que a acompanhava. – Pelo jeito, estou em débito com você.

Ela ainda tinha muitas perguntas a fazer sobre Tânatos, o submundo, as muitas camadas espirituais e os cantos imundos que as almas corrompidas se escondiam, mas deixaria aquilo pera outra hora. Sabia que em todo o canto da terra alguém morria e precisava ser ceifado, mas não custaria tentar.

- Podemos conversar em algum outro lugar?




I CAN FEEL THEM ALL
Whispering in my ears

avatar
Yulia Yermakova
Filhos de Melinoe
Filhos de Melinoe

Mensagens : 34
Data de inscrição : 13/05/2016
Idade : 18
Localização : Costa Norte de Long Island, Montauk - nº 3,141

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Nova York

Mensagem por Arya Doprav em Qui Set 15, 2016 7:02 pm



Strange Day
A ceifadora ficou analisando as expressões e ações da outra. Ainda estava nitidamente fraca, porém com mais energia, pelo menos o suficiente para conseguir erguer o corpo. Yulia agradeceu e ao falar seu sobrenome despertou o breve interesse de Arya. Tudo indicava que a jovem também era russa, talvez ela também fosse... Não, Doprav deteve os pensamentos. Teria lembrado daquelas feições, muito peculiar para ser esquecida.
Enquanto a outra falava, Arya se lembrava de sua terra natal, não que ela tivesse algum tipo de afeto radical pelo país, apenas passara por muitas situações que transformaram sua essência e seu modo de agir. Resumindo: produziram aquilo que conhecemos como Arya Doprav. Mesmo absorta em seu próprio consciente, a prole de Poseidon escutava tudo que a garota de cabelos platinados falava, ouvia o espírito e buscava por alguma movimentação estranha no cemitério. A mente de uma assassina nunca trabalha sem uma análise geral.
- Sou filha de Poseidon. – Respondeu, retornando seu foco principal para Yermakova. – Como o nazista aí disse, trabalho com Thanatos. – Falou de forma indiferente, ajustando novamente a foice na diagonal das costas. Puxou um casaco de couro negro da mochila e jogou por cima para esconder a arma. – Não estou cobrando nada pela ajuda. Nem precisa lembrar-se dela. – Falou, erguendo o corpo.  A filha de Melinoe já parecia apta para se virar sozinha, aliás, agora Arya entendia o porquê daquele espírito acompanhando Yulia.
Doprav se preparava para partir, pois já tinha feito mais do que sua obrigação, quando a voz da garota tornou a ecoar. – Podemos conversar em algum outro lugar? – A sobrancelha da morena fora arqueada e uma faísca de surpresa lhe atingiu. E se aquilo fosse uma armadilha? Ela sendo uma russa... Talvez uma nova linhagem de assassinos. Provavelmente não era nada disso, mas Arya exagerava na precaução. Mas a garota estava fraca demais para tentar algo. Doprav suspirou, precisava saber qual o interesse da outra.
- Okay. Tu desejas ir pra onde? – Indagou, curiosa.  

code designed by doll from the pretty odd


Arya Doprav
Poseidon's daughter -x- Thanato's reaper
avatar
Arya Doprav
Sem grupo
Sem grupo

Mensagens : 369
Data de inscrição : 11/06/2014
Idade : 19
Localização : Atrás da sua alma.

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Nova York

Mensagem por Yulia Yermakova em Sab Set 17, 2016 6:02 pm


The Graveyard

We are the voices inside your head... believe what you see
A
quilo que se passava na cabeça da filha de Melinoe podia não ser bem interpretado por qualquer pessoa, mas no fundo de seu âmago a semideusa sabia que tinha algum sentido. Por ser uma filha da Rainha dos Funerais, Yulia tinha afinidade com aquela área do viver e poderia se dar muito bem.

- Aqui... – A semideusa pálida se levantou e bateu com as mãos nas ancas, se livrando da sujeira do solo, e, antes de sair dali, notou Siff e foi até ela, se acocando ao seu lado para descobrir se ainda respirava. – O que fez com ela?

Ao saber que a criatura mitológica ficaria bem, ela se levantou e deixou Siff ao relento, caminhando de forma lenta pela relva selvagem até entrar na propriedade do cemitério, sentindo as gramíneas curtas se dobrarem sobre o seu peso.

A caminhada não durou 10 minutos, até que chegaram em um mausoléu de uma rica família da região, com um sinuoso “R” entalhado na porta de bronze. O espírito se curvou sobre os ombros de Yulia e sussurrou algo em seu ouvido, mas a semideusa pareceu não se importar, segurando o fino cadeado com os dedos compridos e finos.

- Eu sei, eu me lembro da combinação. – Comentou e, após girar todos os quatro círculos faceados por 10 números, ele se abriu e, com um pouco de esforço, Yulia empurrou a pesada porta.

Ambas as semideusas entraram ali e a semideusa de cabelos prateados manteve a porta encostada. Ali dentro, podiam ver uma pilha de papelões que Yermakova vinha usando de catre deste sua saída do acampamento. Um túmulo de cada lado do pequeno aposento e, entre estes dois sarcófagos, que chegavam à altura de suas cinturas, uma estátua de um anjo da morte. Um ceifador. Tânatos.

- Acho que todas as escolhas que fiz até hoje me levaram a isso. – Divagou a garota, sem desviar os olhos da escuridão que o capuz da estátua emanava. – Eu quero ser uma ceifadora, assim como você.




I CAN FEEL THEM ALL
Whispering in my ears

avatar
Yulia Yermakova
Filhos de Melinoe
Filhos de Melinoe

Mensagens : 34
Data de inscrição : 13/05/2016
Idade : 18
Localização : Costa Norte de Long Island, Montauk - nº 3,141

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Nova York

Mensagem por Arya Doprav em Qui Set 22, 2016 4:08 pm



Strange Day
Doprav seguiu sem resistência a outra, os olhos com um tom a mais de curiosidade divagavam pela paisagem ao redor. A mente estava absorta em não formular hipóteses, o mais sensato era aguardar que chegassem aonde a prole de Melinoe desejava. Provavelmente isso explicaria muita coisa. A brisa serpenteava pelo corpo de Arya e aquela claridade apenas realçava sua palidez, destacando duas enormes írises azuladas. As quais fitaram o mausoléu que agora jazia a sua frente. Observou a outra destravar a entrada e empurrar com certa dificuldade a porta. A prole de Poseidon seguiu Yermakova. Suas pupilas passearam cautelosas pelo local abafado, era nítido que aquele passara a ser o "lar" da garota de cabelos platinados. As palavras de Yulia ecoaram pelo local, produzindo um som diferente. A ceifadora mantinha-se inerte, focando a estátua de Thanatos.    
- Eu não esperava por isso. - Afirmou, quebrando o silêncio que se instalara minutos atrás. Optar pela vida de ceifador não é uma escolha simples, afinal você está lidando com vidas. É um mergulho sem volta na escuridão. - Tem certeza? - Indagou, pousando o olhar sobre ela. - Você retirará vidas. - Explicou. - Depois que for ordenado, você não poderá mudar. - A garota retirou a foice da diagonal das costas, pousando-a sobre as duas mãos. Seus olhos percorreram meticulosamente do cabo a ponta da lâmina. - Isso exige frieza e bastante treinamento. Por isso somos tão poucos. A maioria dos semideuses se deixa levar pelas emoções. Nós, ceifadores, devemos dosá-las ao máximo.  

code designed by doll from the pretty odd


Arya Doprav
Poseidon's daughter -x- Thanato's reaper
avatar
Arya Doprav
Sem grupo
Sem grupo

Mensagens : 369
Data de inscrição : 11/06/2014
Idade : 19
Localização : Atrás da sua alma.

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Nova York

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 3 de 3 Anterior  1, 2, 3

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum