The Blood of Olympus
Para visualizar o forum é necessário estar cadastrado, por favor registre-se no rpg ou entre em sua conta. É necessário estar cadastrado para ver as informações contidas no forum. Lembre-se de usar nome e sobrenome, não se cadastrar usando nomes geralmente utilizados por Hacker. Exemplo: "Barum" "Hakye" e por ai vai. Bem vindos.

Festa de Halloween

Página 7 de 16 Anterior  1 ... 6, 7, 8 ... 11 ... 16  Seguinte

Ir em baixo

Festa de Halloween - Página 7 Empty Re: Festa de Halloween

Mensagem por Enzo A. E. Hawley em Qua Out 09, 2019 8:10 pm

Amélia
Festa de Halloween
Como aprontar com sua - quase - só quase mesmo viu gente? Namorada..

Vestindo isso

Um sorriso malicioso estampava meus lábios, porque naquele dia eu tinha decidido aprontar! E minha fantasia deixava isso estampado para ela. Maisie tinha me informado que a irmã partira para a festa na Escócia fazia pouco tempo e eu como a boa moça que era iria atrás da garota que tanto gostava.

Portais do mundo todo tinham sido abertos para deuses e semideuses em uma festividade única, que prometia muita diversão. Que convenhamos, eu merecia depois de tudo que tinha passado nos últimos meses.  Esquecer tudo aquilo seria bom e focar no que tinha em mente era melhor ainda, quase um desafio para o lado mais provocativo de mim.

Eu tinha optado por uma fantasia de policial, curta e ousada o suficiente para chamar atenção. O quepe em minha cabeça deixava meus cabelos curtos ainda mais bagunçados, um chame adicional para a noite que prometia muitas surpresas.

Atravessei sozinha para o grande salão de baile, sem me preocupar com o que ou quem encontraria e ali me misturei com o público, dançando de maneira divertida enquanto a buscava com o olhar. Mas não a encontrei e em vez disso acabei resvalando em uma garota desconhecida, derrubando a coitada no chão e de quebra lhe fazendo perder a bebida.

— Foi sem querer eu juro! — Respondi de pronto antes de estender as mãos em direção a ela para lhe ajudar a levantar. — Me desculpe, estava distraída procurando uma pessoa e acabei não vendo você — Confessei risonha, sem um pingo de vergonha no olhar. — Espera! Eu te conheço — Estreitei os olhos para enxergar melhor a desconhecida, percebendo por que ela me parecia tão familiar. Afinal a menina a minha frente tinha o mesmo brilho celestial que eu, o que denunciava que....

— Você é seguidora de Éter — Constatei sorrindo.



Enzo Amelia Earhart Hawley
Enzo A. E. Hawley
Enzo A. E. Hawley
Celestiais de Èter
Celestiais de Èter


Voltar ao Topo Ir em baixo

Festa de Halloween - Página 7 Empty Re: Festa de Halloween

Mensagem por Sasha Pearcy em Qua Out 09, 2019 8:57 pm

Sasha Pearcy
Filha de Poseidon. Amazona de Belerofonte
O garoto era bonitinho e eu não podia negar isso. Ele tinha olhos interessantes e uma carinha que deveria arrancar suspiros da maioria das garotas. Se é que elas tinham tempo para isso, já que todo mundo parecia treinar e estudar o tempo todo. Nunca fui do tipo de reparar em garotos e talvez essa seja a razão de ser uma completa ignóbil quando um se aproxima de mim. Parte da culpa disso era de Richard que estava se divertindo horrores com uma semideusa que eu nunca tinha visto antes. Parabéns Richard! Meus olhos deslizaram bem rapidamente pelo salão apenas para ver aquela cena que para mim, era no mínimo estranha e tinha que dar alguma atenção para o garoto que estava ao meu lado. Então deixei que meus profundos olhos esmeraldinos encarassem os dele e aguardei suas respostas.

Juro que no primeiro instante que ouvi a resposta dele mordisquei meu lábio para não soltar algum comentário inapropriado. Eu tinha um humor peculiar e isso as vezes irritava as pessoas. Não estava querendo irritar meu possível primeiro amigo.  Virei-me um pouco mais na direção do moreno e dei levemente de ombros: — Me perdoe, vossa majestade. Não estou acostumada com essas pompas da corte. — Dei uma piscadinha para ele. Eu tinha certeza que estava fazendo quase tudo errado, mas não era o tipo que se esforçava para ser querida. Porém, eu estava saindo bem melhor do que eu mesma havia imaginado. Pensei que não conseguiria ter cinco minutos de diálogo e olha lá! Eu estava sendo receptiva e tentando realmente conhecer o garoto. Quase senti uma ponta de orgulho de mim mesma naquele instante.

Notei que meu copo havia secado e se eu pretendia continuar aquela conversa, sabia que precisava de mais algumas doses. Bati a mão esquerda no balcão suavemente e depois deixei a taça vazia ali mesmo. Levantei o indicador fazendo o sinal de mais um e logo o cara entendeu o que eu queria. O nome do rapaz, era Arthur, talvez esse fosse o motivo de uma fantasia tão pomposa. Eu logo pensei em Guinevere, Lancelot, Merlin e Morgana e todas aquelas coisas sobre Camelot. Eu já havia visto algum filme sobre isso ou lido algum livro, não me lembro: — Justo. — Disse erguendo a taça que havia acabado de chegar nas minhas mãos: — Uma fantasia de rei, para alguém que tem nome de rei. — Comentei enquanto levava a taça aos lábios. Meu palato notou o sabor um pouco mais seco e o gosto um pouco mais forte do Gin. Olhei para o garçom e ele deu um sorrisinho sarcástico. Filho da mãe! Eu estava longe de ser a melhor com bebidas alcoólicas.

A pergunta que Arthur havia me feito era um pouco mais difícil de responder do que eu gostaria, algo pessoal, que mexia com o meu orgulho. Mas não ia deixar isso transparecer e tinha feito um pacto comigo mesma de tentar, pelo menos, ser um pouco mais gente boa, como Richard dizia:  — É! Sou uma das novatas. Ainda estou me acostumando com essa coisa de monstros tentando me matar, Deuses, lutar e poderes. Meio DC isso não acha? Acho que por isso acabei escolhendo essa fantasia. Mas penso que escolhi a heroína errada. — Brinquei com a minha resposta. Não queria fazer daquilo um momento tenso ou algo do tipo. Eu estava ali para ficar de boa, então era isso que eu ia fazer. Conversar com o Arthur, beber, talvez dançar e tentar não me matar no resto da noite. Algo que eu já havia quase conseguido algumas vezes.

Por ironia do destino ou não, no momento em que ele me questionou sobre meu progenitor divino, uma das minhas irmãs passou na minha frente e não pude evitar de olha-la. Mesmo em momento como aquele, ela parecia tão... Imponente. Não sei se é bem essa a palavra, mas Tessa era assim, Manu também e eu destoando totalmente delas. Fitei os olhos do semideus e tomei uma generosa golada da minha bebida, colocando um sorrisinho de canto: — Poseidon. Meu pai é Poseidon. Acho que eu deveria ter vindo de Ariel, mas fiquei com muita preguiça de pintar meu cabelo de vermelho. — Dei de ombros e bebi mais um pouco: — Espero que não me olhe como se eu fosse uma alienígena como alguns fazem. — Fui direta ao ponto, não precisava ficar buscando palavrinhas bonitinhas para fazer entender que aquilo me incomodava o suficiente  para não querer mais falar no assunto: — E você? Quem é seu pai ou mãe no Olimpo? — Dei uma piscadinha e mordi a pontinha dos meus lábios como quando fazia algo travesso e ri ao me dar conta do que havia dito: — Nossa! Parece aqueles tetes de internet. Quem é seu pai ou mãe divino? — Se ele já sabia quem era meu pai, justo que eu também conhecesse um pouco mais sobre ele.




Observações:
Vestindo:
Fantasia

Arsenal:
• Faca de Bronze Celestial [ Uma faca de lâmina curta - cerca de 10 cm - com cabo em madeira envolvido em couro para tornar o manuseio melhor. | Não produz feridas em mortais. | Bronze celestial, madeira e couro. | Sem espaço para gemas. | Alfa. | Status 100%, sem danos. | Comum. | Nível 1. | Item inicial. ]

• Sabre [Uma espada onde a destreza é mais influente que a força, podendo infligir grandes danos, feita com ferro estígio na lâmina e com o cabo revestido por um tipo de couro resistente e que se encaixa perfeitamente na mão daquele que a porta. | Efeito 1: A arma possui a característica incomum de ganhar um aspecto assustador quando está em um ambiente escuro, intimidando inimigos de menor nível, porém tal intimidação não é muito efetiva ao verem quem porta tal arma (rs). | Efeito 2: O sabre pode se tornar um anel liso e feito de ferro estígio. | Ferro estígio e couro. | Sem espaço para gemas | Beta | Status: 100% sem danos | Mágico | Arsenal do acampamento]


Sasha
Sasha Pearcy
Sasha Pearcy
Filhos de Poseidon
Filhos de Poseidon

Idade : 19
Localização : Oceano

Voltar ao Topo Ir em baixo

Festa de Halloween - Página 7 Empty Re: Festa de Halloween

Mensagem por Arthur Galloway em Qua Out 09, 2019 10:23 pm

Off with your head

t's close to midnight and something evil's lurking in the dark.

O rapaz era um bom observador. Podia notar as nuances se sobressaindo no rosto feminino, na medida em que Sasha sofria discretas alterações nas linhas faciais. Ela ria como uma das ardilosas filhas de Ares e se portava como uma das de Apolo, tão bonita e destacada em seus modos. Mas, como uma das de Morfeu, tinha seus mistérios. Ele poderia lhe personificar em vários deuses, e por alguns minutos fez um jogo mental consigo mesmo. Quem será? — Seria estranho dizer que eu, como rei, estou menos acostumado ainda? — Salientou, sorvendo um gole generoso de sua bebida. Arthur era galante e sabia muito bem aproveitar-se disso em algumas ocasiões. Foi por isso que conseguiu segurar a mão de uma das bartenders em sua movimentação para a direita, e inclinando-se para ela, lhe pediu um uísque duplo com um pouco de água de coco.

Ganhando um sorriso e o movimento positivo de cabeça, ele trouxe sua atenção para sua acompanhante, despojado, com um sorriso cortês. — Você vai começar a se acostumar logo, não que isso facilite alguma coisa. Mas sabe? Dá pra fazer muita coisa bacana com…. Quase tudo. — Deu de ombros, completamente desinteressado pelo parêntese aberto. Não tinha se aproximado para falar sobre os deuses ou afazeres semidivinos. Estava ali para esquecer aquilo tudo. — DC ou Marvel eu não sei, mas você está gostosa, então presumo que a escolha pode ter sido boa. — Virou um pouco o rosto, arqueando rapidamente a sobrancelha esquerda num gesto para lhe clarear as ideias. O uísque chegou bem a tempo, e qual não foi a sua surpresa em receber um guardanapo com uma anotação. Guardou para ler mais tarde.

Muitas outras garotas bonitas perambulavam a festa, e por meros segundos - os mesmos usados por Sasha em suas distrações superficiais para o meio do diálogo - Arthur os aproveitava para fitar os demais fantasiados. Cleópatra, Marilyn Monroe, Cindy, Hermione, mal podia contar tantas beldades. No entanto, até aquele instante, nenhuma lhe chamava tanto a atenção quanto a agora definida como filha de Poseidon. — E quem diabos te olharia como um alienígena? Só sendo um para isso. — Bebeu um gole do destilado, não expressando caretas ou transparecendo nenhum exagero por conta de sua forte quantidade de alcoól inserida em suas porcentagens. Já era acostumado. — Segundo os testes que fiz no facebook, sou filho de Apolo, mas a realidade difere um pouco disso. Deméter. — Virou o uísque, sentindo a garganta queimar e os olhos arderem, nada comparado com o prazer trazido com aquilo.

Para a mesma moça, que o encarava, ele pediu outra rodada. — Sejamos francos, Sasha, não estou aqui para falarmos de deuses ou monstros e não gosto de rodeios. Você parece ser uma garota interessante pelo simples fato de não ser tão irritante quanto as outras. Quer me contar um pouco sobre o que gosta de fazer ou estaria sendo muito invasivo? — Sentando num dos bancos do bar, ele virou o corpo em sua direção, olhando-a com certo interesse, ao mesmo tempo que poderia ser facilmente distraído. Não era o tipo de cara que insistia em casos de soberba ou descontrole psicológico. Prezava pela própria saúde mental e odiava perder tempo. No menor sinal de que ela não estivesse disposta a mantê-lo no assunto, acharia outra diversão.


fantasia



Here’s your judgement. Here’s reckoning. Write your story down into history, pride and country. You could have everything, so bring home theglory alive
Arthur Galloway
Arthur Galloway
Filhos de Demeter
Filhos de Demeter


Voltar ao Topo Ir em baixo

Festa de Halloween - Página 7 Empty Re: Festa de Halloween

Mensagem por Cecília Ní Chonaill em Qua Out 09, 2019 10:50 pm

Cecília Ní Chonaill
Samahain - Noite- Evento - Alone
Cecília para diante da porta de entrada do salão de festas e pensou... “— Que diabos eu vim fazer nessa festa? Sozinha. Sem amigos... Parabéns Ní Chonaill! Perdeu uma ótima oportunidade de ficar em casa. —” Dizia mentalmente a si mesma enquanto deslizava os dedos pelos suspensórios negros que havia arrumado para colocar com a “fantasia” que havia escolhido para a noite. Não havia dado nem um passo a dentro e já sentia suas bochechas ruborizadas e suas mãos frias como cubos de gelo. Estar no meio de pessoas era sempre assim... Angustiante e ainda torcer para que nenhum olhar fosse em sua direção. Pelo Glória de Seu Pai! Como era estranho estar no meio de outras pessoas! O calor das forjas era bem melhor do que qualquer outro lugar no mundo. A semideusa respirou fundo e passou o indicador pela testa, sentindo alguns fios fora do lugar. Não havia um caminho de volta naquele momento.

Começou a caminhar com passos tímidos na direção do centro da festa, havia uma névoa sutil que se espalhava pelo salão dando um ar mais assustador ainda. Quando era criança tinha medo de fantasmas, principalmente quando sua seanmháthair* contava histórias sobre Samahain e os espíritos que perambulavam pela noite escura. Um arrepio percorreu a coluna da prole de Hefesto que sacudiu a cabeça espantando aqueles pensamentos. Não que um lugar cheio de semideuses fosse um lugar seguro, mas queria tentar relaxar um pouco ao menos. Os últimos tempos estavam sendo devastadores para ela, principalmente pelas cobranças que fazia a si mesma. Não era nenhuma campista veterana, mas estava longe, bem longe de ser uma novata. Estava mais isolada que seus próprios irmãos e irmãs e nos últimos dias, a saudade de casa lhe tornou apática novamente. Queria sentir o cheiro de terra molhada depois de uma chuva de primavera em Salém.

O som era legal, apesar de não ter nenhum talento para dançar, sabia que provavelmente ficaria bem longe da assustadora pista de dança. Algo dentro si dizia que sua melhor companhia para a noite seria o tédio. A curiosidade de ver como a festa seria já havia passado e agora ela estava lá com uma tremenda cara de paisagem.  Pelo menos tinha cerveja e com alguma sorte seria forte e escura. Olhou um pouco desconfiada para os rostos que ali estavam e fez a constatação mais constrangedora. Até o momento, era a única prole do Deus das Forjas ali. “— Até meu pai ficaria pasmo se me visse aqui.—”  O pensamento foi inevitável. As pálpebras se abriram e fechara rapidamente enquanto ela refletia sobre a situação constrangedora que havia arrumando para si mesma.

Finalmente havia chegado até o bar, o lugar ficava em um ponto mais escuro da festa e a ruiva considerou isso um verdadeiro alívio.  Haviam alguns semideuses conversando e bebendo por ali, mas nada que fosse de fato incomoda-la.  Se aproximou do balcão e apoiou ambas as mãos na superfície de madeira maciça, sentido as linhas e curvas da peça. A maldita mania de observar cada detalhe de tudo! A semideusa nem notou quando a garçonete se aproximou e teve que pigarrear para chamar sua atenção: — Uma cerveja. A mais forte que tiver, por favor. — Pediu sem fazer cerimônia alguma. Era claro que a mulher a olhou dos pés à cabeça e foi o suficiente para fazer Ceci sentir-se uma estranha. E talvez ela tivesse razão. Respirou fundo e relaxou os ombros. Depois que a sua cerveja chegasse, decidiria o que finalmente fazer para passar o tempo.

Observações:
Gaélico Irlandes :
seanmháthair - Vovó

Arsenal:
* Phyruk :Espada média, com punho decorado feito de ouro, lâmina de titânio e bronze sagrado de início ondulado pode ficar incandescente sem que o material se danifique. Ao comando se torna um isqueiro prateado com labaredas estampadas
*Canivete Mágico: Um canivete que tem três opções: uma faca, uma chave de fenda ou um alicate. No canivete há um botão que quando pressionado pode transformar cada opção em uma arma de verdade ou até mesmo fazer a arma voltar a ser um canivete: a faca em um machado de madeira e metal de trinta centímetros com uma lâmina bem afiada, a chave de fenda em um taco de metal de um metro e o alicate em um tesourão de vinte centímetros feito de cobre.
@mm
Cecília Ní Chonaill
Cecília Ní Chonaill
Filhos de Hefesto
Filhos de Hefesto

Idade : 18

Voltar ao Topo Ir em baixo

Festa de Halloween - Página 7 Empty Re: Festa de Halloween

Mensagem por Magnólia D'if em Qua Out 09, 2019 11:09 pm

Halloween
"você simplesmente pode ficar parado ai vendo as coisas acontecerem ou pode tomar coragem e fazer com que aconteçam do seu jeito."
Magnólia olhava para o meio irmão quando alguém esbarrou em seu corpo, a fazendo perder o equilíbrio e cair desajeitada no chão sobre as próprias asas, fazendo com que seu rosto se transformasse em uma careta. A careta se tornou um bico ao perceber que seu copo estava estilhaçado mais à frente.      

— Tudo bem! Eu 'tô bem — assegurou para a pessoa que lhe estendia a mão enquanto se desculpava.

Ao ser içada, a celestial arrumou rapidamente a sua fantasia que havia saído um pouco do lugar antes de encarar a desastrada que a havia derrubado. A ruiva não conseguiu conter o caminho que seus olhos trilharam ao avaliar a semideusa a sua frente vestida com uma roupa tão colada às suas curvas que fazia mais do que apenas mostra-las. Porém o que deixou a semideusa de fato boquiaberta não foi seu porte físico. As orbes de um tom tão claro a hipnotizaram de tal forma que nem mesmo ela compreendia.

— Co-conhece? — gaguejou sentindo as bochechas ruborizarem quando desviou o olhar, envergonhada pelo o que tinha acabado de fazer. A constatação da outra, entretanto, a fez voltar a olha-la com um amplo sorriso nos lábios. — Sim, eu sou! Como sabe?


Fantasia



Magnólia D'if
Magnólia D'if
Líder dos Celestiais
Líder dos Celestiais

Idade : 20
Localização : Palácio Celestial

Voltar ao Topo Ir em baixo

Festa de Halloween - Página 7 Empty Re: Festa de Halloween

Mensagem por Cassandra Goldsmith em Qua Out 09, 2019 11:47 pm

+18:


like a shooting star, a supernova
Sentia um frio agradável na barriga só de estar ali com ele, aproveitando aquele momento maravilhoso a sós. Apesar de estar ligeiramente tremula pela ansiedade, tentava manter-me o mais "firme" possível enquanto o masturbava. Não aceitaria nada para aquela noite, para nenhum de nós dois, que fosse inferior a inesquecível e isso incluía todo o prazer que eu pudesse dar ao meu amado. Fosse com a mão, com a boca ou com outras partes do corpo, conforme me sentisse mais confiante em usa-lo. Suas mãos em minha bunda lançaram choques elétricos por todo meu corpo e alguma coisa parecia gritar em minha cabeça que não era só as mãos dele por baixo da saia que queríamos. A voz estava certa. Na verdade, acho que ela era incapaz de expressar o quanto desejávamos aquilo. Em algum momento entre a masturbação e eu ir parar na cama, havia removido o short que colocara por baixo e o mesmo estava jogado no chão.

Então ele me parou e levou até a cama, me deixando sentada e proferindo palavras que aqueceram mais ainda meu corpo. Aquela seria a minha noite, dizia ele. Sentia o sangue nas bochechas e as mãos trêmulas seguraram por alguns instantes os lençóis da cama. Não posso negar que havia me preparado para aquela noite, se é que me entendem. Havia cuidado para estar perfeitamente depilada, com minhas melhores peças de baixo e coisas assim, porque quando o momento chegasse queria estar perfeita para aquele que iria me deflorar. Tremendo um pouco, puxei minha saia um pouco mais para cima de modo que as coxas e calcinha ficassem totalmente visíveis. Com os olhos fixos no mar azul que eram as iris de Vincent, toquei a calcinha vermelha e comecei a tira-la. Uma permissão silenciosa para que continuasse, uma promessa que mesmo que estivesse ansiosa demais para manter as mãos firmes seguiria em frente.

Se você mudar de ideia... — Não terminei a fala, apenas lutava para tentar tirar as botas sem precisar usar as mãos para isso. De todo modo, agora acariciava os ombros dele enquanto deslizava as mãos por seu peitoral para remover a aljava e jaqueta. Queria ver sua pele, sentir o calor irradiando dela, e quando o rapaz viesse a consumar nosso amor, queria sentir sua pele contra a minha.

Adendos:
Fantasia
Armas Levadas:
• Sabre [Uma espada onde a destreza é mais influente que a força, podendo infligir grandes danos, feita com ferro estígio na lâmina e com o cabo revestido por um tipo de couro resistente e que se encaixa perfeitamente na mão daquele que a porta. | Efeito 1: A arma possui a característica incomum de ganhar um aspecto assustador quando está em um ambiente escuro, intimidando inimigos de menor nível, porém tal intimidação não é muito efetiva ao verem quem porta tal arma (rs). | Efeito 2: O sabre pode se tornar um anel liso e feito de ferro estígio. | Ferro estígio e couro. | Sem espaço para gemas | Beta | Status: 100% sem danos | Mágico | Arsenal do acampamento]
Passivos - Afrodite:
Nome do poder: Beleza Natural
Descrição: Os filhos da deusa do amor são campistas naturalmente bonitos e charmosos. A beleza supera a de qualquer outro semideus no acampamento, sendo algo beirando ao sobrenatural. É simplesmente indescritível. Isso faz com que inimigos e aliados acabem se distraindo por sua beleza perturbadora, ou encantados pela mesma.
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: Pode deixar o inimigo atordoado durante o primeiro turno, evitando atacar logo de cara, ou se atacar (poderes que exijam miras, ou armas com a mesma característica), irão errar o alvo. Não acertarão o filho de Afrodite/Vênus, pois, de primeira, o inimigo não saberá porque não nutre o desejo de ataca-lo.
Dano: Nenhum

Nome do poder: Resistência
Descrição: O filho de Afrodite/Vênus, é um sedutor nato, que conhece a magia por trás do charme, e da sedução. Isso faz com que se tornem invulneráveis a poderes envolvendo a beleza do oponente e magias com amor, essas não atingem o seu personagem.
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: Poderes relacionados a enganação do coração, charme, sedução e beleza não surtem efeito na prole da deusa do amor.
Dano: Nenhum
Passivos - Nyx:
Nenhum utilizado
∆ LYL - FG


Abraçar a vida
é aceitar a morte.

Templates

Cassandra Goldsmith
Cassandra Goldsmith
mentalistas de psique
mentalistas de psique


Voltar ao Topo Ir em baixo

Festa de Halloween - Página 7 Empty Re: Festa de Halloween

Mensagem por Irina Volkova em Qui Out 10, 2019 11:20 am

Estávamos os dois animados com encontrar alguém que gostasse de jogos e entendesse do assunto, o que podia ser algo bem raro quando se era constantemente perseguido por monstros só por tocar em um eletrônico. Ouvi ele falando sobre o rpg que jogava e, em seguida, não pude deixar de notar a atenção que dava ao meu corpo. Era difícil não reconhecer uma ação que tantas pessoas já haviam feito incontáveis vezes na minha vida, mas ainda possuía educação - ou seria apenas estar de bom humor? - suficiente para não fazer comentários a respeito. As palavras seguintes dele me fizeram dar uma risadinha, antes de me controlar para não deixa-lo ainda mais sem jeito... Porém não poderia conter um pequeno comentário.

Vamos, tenho certeza que está se perguntando como fico sem ela. Não quer mesmo saber? — O tom de brincadeira era evidente em minha voz e tomei um pouco do meu refrigerante. A pergunta seguinte dele fez com que desse um sorriso largo. — Ainda estou aprendendo a forjar, mas acho bem divertido, sabe?! É ótimo!

Adendos:
Fantasia

Itens levados:
• Alabarda [É como uma lança-machado. A lâmina na ponta é muito boa para impactos, e o outro lado bom para parar investidas. A haste é feita de um tipo de madeira resistente e encantado para tal, e a lâmina e pontas são feitas de ouro imperial. Exige força e treinamento para ser utilizada com maestria. | Efeito 1: Tal arma pode passar a ter o peso nulo, durante dois turnos, caso seja utilizada em batalha, porém pode durar mais tempo caso seja usada fora de batalha. | Efeito 2: A alabarda é capaz de encolher, ficando do tamanho de um pequeno pingente, ainda conservando a sua forma, mas apenas diminuída. | Ouro Imperial e Madeira. | Sem espaço para gemas | Beta | Status: 100% sem danos | Mágico | Arsenal do acampamento]

Conhecimento é poder.


Irina Volkova
Irina Volkova
V Coorte
V Coorte


Voltar ao Topo Ir em baixo

Festa de Halloween - Página 7 Empty Re: Festa de Halloween

Mensagem por Enzo A. E. Hawley em Qui Out 10, 2019 6:36 pm

Amélia
Festa de Halloween
Como aprontar com sua - quase - só quase mesmo viu gente? Namorada..

Vestindo isso

Ela teve a ousadia de corar, fazendo meu coração aquiescer de alegria e se acalmar por perceber que a garota a minha frente não estava machucada. Mas que de quebra, me fez querer aprontar com ela também. Sua pergunta encabulada e o sorriso fizeram aquela pulguinha danada me cutucar, atiçando-me a ponto de me deixar inquieta antes de lhe responder.

— Sou uma perseguidora — Expliquei rapidamente, completando em seguida. — Tenho um fetiche natural por celestiais mulheres, por isso nenhuma está viva, persegui, amei e matei todas para que ninguém mais conseguisse ficar com elas — Dei de ombros, como se não tivesse acabado de falar algo completamente absurdo enquanto segurava a risada, embora por fora minha expressão demonstrasse divertimento e até mesmo um pouco de seriedade.

Contudo, isso não durou muito. Eu não queria espantar a ruiva e acabei rindo ao perceber que ela tinha – possivelmente – levado minha brincadeira a sério. — Estou apenas zoando você — Confessei a façanha, sabendo que ela seria cutucada pela mentira como todo celestial, tínhamos um dom natural para farejar esse tipo de coisa.

— Eu sou como você, só estive fora por alguns meses resolvendo problemas, por isso não fomos apresentadas — Estendi a mão rapidamente. — Sou... — Franzi a testa, pela primeira vez buscando uma maneira adequada de me apresentar sem ter que revelar toda minha história trágica de mudança. — Bem, nesse momento eu sou Amélia.




Enzo Amelia Earhart Hawley
Enzo A. E. Hawley
Enzo A. E. Hawley
Celestiais de Èter
Celestiais de Èter


Voltar ao Topo Ir em baixo

Festa de Halloween - Página 7 Empty Re: Festa de Halloween

Mensagem por Vincent V. Valentine em Qui Out 10, 2019 7:07 pm

+18:
Meus olhos observavam os movimentos vagarosos da jovem, enquanto sorria maliciosamente aguardando seu fim. Tudo o que eu queria naquele momento era tê-la em meus braços, tomá-la para mim e torná-la minha. Queria sentir o mais profundo do seu ser, transformá-la de vez em uma mulher completa. Atentei-me as suas mãos, as vendo descer sua calcinha vermelha, sentindo seu ar provocativo. Suspirei, sentindo meu corpo ainda mais quente que antes, tentando me conter no intuito de não avançar contra a moça diante de mim.

Suas botas eram uma outra parte que a mesma retirava, despindo-se pouco a pouco do que viesse a nos incomodar. Mais uma vez permiti-me sorrir, aguardando seu pequeno streper particular, me controlando o máximo que podia. Seu tom de voz me deu um pequeno arrepio, sentindo que ela gostaria de continuar o que havia começado. Permaneci em silêncio, levando minhas mãos até suas coxas macias, mostrando que não estava arrependido do que tinha feito.

Senti seu toque em meus braços, aproximando-me um pouco mais de seu corpo enquanto ela começava a retirar minhas vestes. Iniciou com minhas armas, seguindo até o ziper da minha jaqueta, a retirando logo em seguida. Minha destra subiu através de sua perna, percorrendo sua pele até alcançar seu abdômen. A conduzia até a cama, empurrando-a lentamente a inclinando um pouco. Meus lábios foram de encontro ao interior de sua coxa, dando uma pequena mordiscada querendo provocá-la. Sorria enquanto fazia isso, mas naquele momento parei por ali, apreciando sua pele cálida e macia, com meus lábios.

Considerações:
Fantasia
Magias Usadas:
Passivas:

Apolo:

Nível 3
Nome do poder: Beleza Divina
Descrição: Filhos de Apolo/Febo são naturalmente belos podendo inclusive deixar os oponentes confusos e atordoado com sua beleza, os reflexos do adversário ficam mais lentos por alguns poucos segundos dando chance ao filho de Apolo/Febo de atacar. Serve apenas como distração, e semideuses imunes a charme, ou beleza, não serão afetados por esse poder.
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: O adversário pode hesitar por quase 20 segundos, e te dar chance de atacar.
Dano: Nenhum

Nome do poder: Corpo Atlético II
Descrição: Apolo sempre foi descrito como um Deus jovem e no auge do seu vigor físico. Filhos de Apolo herdaram essa característica de seu pai, sempre são vistos praticando esportes e atividades físicas para se manterem atléticos.
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: +30% de agilidade e esquiva
Dano: Nenhum

Psiquê:

Nível 1
Nome do poder: Capacidade cerebral aumentada
Descrição:  Ao se tornar um Mentalista, o semideus potencializa a capacidade cerebral. Suas sinapses são mais eficientes e sistema nervoso funciona melhor do que qualquer outro semideus ou ser vivo. Isso permite que o Mentalista use de sua mente como sua principal arma, sem enlouquecer ou sofrer danos cerebrais durante o uso das habilidades.
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: Nenhum
Dano: Nenhum

Nível 2
Nome do poder: Memória Fotográfica
Descrição: Os mentalistas possuem uma memória perfeita. Ao se depararem com um estímulo, ele irá lembrar futuramente, mesmo depois de um longo tempo. A memória aqui não se prende apenas ao visual, envolve também os outros sentidos do corpo. Senso assim, poderá lembrar de um som, de um cheiro, de um gosto em específico.
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: Nenhum
Dano: Nenhum

Nível 9
Nome do poder:  Leitura empática
Descrição: a empatia é a capacidade de sentir e/ou perceber o que os outros estão sentindo no momento. Nesse nível, os mentalistas conseguem interpretar as emoções dos outros seres vivos.
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: Nenhum
Dano: Nenhum

Ativas:
Itens Levados:
• Faca de Bronze Celestial [ Uma faca de lâmina curta - cerca de 10 cm - com cabo em madeira envolvido em couro para tornar o manuseio melhor. | Não produz feridas em mortais. | Bronze celestial, madeira e couro. | Sem espaço para gemas. | Alfa. | Status 100%, sem danos. | Comum. | Nível 1. | Item inicial. ]

• Iryak [ Arco élfico com cerca de 1 metro e 50 com runas entalhadas por toda a sua espessura, a corda é feita de um material transparente e de resistência alta, encantada para conjurar flechas incorpóreas e infinitas. |Efeito 1: O arco possui personalidade própria, cria uma ligação com a mente de seu portador (semideus) e poderá se comunicar mentalmente com ele. | Efeito 2: As flechas desse arco são incorpóreas, para materializa-las basta puxar a corda e elas magicamente aparecem no arco, além disso, são infinitas. |  Efeito 3: O metal utilizado para fabricar o arco, também possui 25% de resistência a magia, portando, magias lançadas contra o semideus que estiver na posse desse arco, terão um efeito reduzido na mesma porcentagem. | Arandur | Sem espaço para gemas | Beta | Status: 100% sem danos | Mágico | Arsenal do acampamento]

• Doceneta | É um tipo de caneta feita de plástico com um líquido colorido dentro. Seus sabores variam de chocolate, baunilha para frutas diversas de acordo com os gostos e peculiaridades de cada semideus. |Efeito 1: Recupera 100% do HP e do MP do semideus. | Uso único, some ao ser usada | Fim de semana: Sexta feira 13]
Vincent V. Valentine
Vincent V. Valentine
mentalistas de psique
mentalistas de psique

Idade : 25

Voltar ao Topo Ir em baixo

Festa de Halloween - Página 7 Empty Re: Festa de Halloween

Mensagem por Maisie K. Blackwood em Qui Out 10, 2019 8:01 pm

Chain reaction, it's so electric
Daddy's Lil Monster


Fantasia

Com o cabelo separado em duas porções, estava terminando o penteado que fazia parte da minha caracterização. Eu havia usado spray capilar rosa e azul nas pontas dos cabelos, resultando em marias-chiquinhas nada tradicionais. A maquiagem em meu rosto parecia forte e desastrosa, em tons de vermelho e azul espalhados sem uniformidade, mas identificava facilmente a personagem da minha fantasia. E assim, com braceletes, gargantilha, all stars, meias-arrastão, shorts e uma camiseta com os dizeres "Daddy's Lil Monster", minha caracterização como Arlequina para a festa de Halloween estava completa.

– Como estou, Capitu? - perguntei à coruja assim que tirei os olhos do espelho e dei meia-volta. Eu com certeza estava bem diferente do visual que costumava ter no dia a dia, e essa era a intenção para a festa de Halloween.

– Assustadora... - respondeu a coruja, com os olhos praticamente arregalados quando viu o resultado final de toda a minha produção.

– Esse é o plano - falei, para então pegar minhas coisas e me preparar para sair.

A pulseira-portal fez a magia de me transportar da minha casa em São Francisco, direto para o local da festa de semideuses que acontecia na Escócia. Meus olhos levaram poucos segundos para se acostumar com a falta de iluminação no ambiente, criada de maneira a combinar com o cenário luxuoso e também misterioso do local.

Com o taco de baseball "Good Night" apoiado sobre os ombros e mascando chiclete, circulei pelo ambiente a fim de tentar encontrar algum conhecido pela pista de dança ou nos grupos de conversas. Com a fraca iluminação e as fantasias, aquilo ficava um pouco difícil.

– Pode me alcançar um copo? - pedi ao rapaz mais próximo da mesa de comes e bebes, a fim de escolher alguma bebida por ali.

Make a wish change to reality


Maisie Blackwood
intelligence is the only way we have to master our instincts.
Maisie K. Blackwood
Maisie K. Blackwood
Centuriã III coorte
Centuriã III coorte


Voltar ao Topo Ir em baixo

Festa de Halloween - Página 7 Empty Re: Festa de Halloween

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 7 de 16 Anterior  1 ... 6, 7, 8 ... 11 ... 16  Seguinte

Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum