The Blood of Olympus
Para visualizar o forum é necessário estar cadastrado, por favor registre-se no rpg ou entre em sua conta. É necessário estar cadastrado para ver as informações contidas no forum. Lembre-se de usar nome e sobrenome, não se cadastrar usando nomes geralmente utilizados por Hacker. Exemplo: "Barum" "Hakye" e por ai vai. Bem vindos.

O barqueiro te espera • Trama Pessoal

Ir em baixo

O barqueiro te espera • Trama Pessoal Empty O barqueiro te espera • Trama Pessoal

Mensagem por Osten B. Griffin em Ter Ago 13, 2019 10:04 am



A encomenda
Local: Nova Iorque
Horário: irrelevante.
Clima: Irrelevante
Obs: A pedido de thanatos

Eu odiava dormir, pois sempre que isso acontecia alguém entrava na minha lista de morte e nesta noite não foi diferente. Assim que me entreguei ao irmão gêmeo de meu senhor, pude ouvir o badalar de um relógio antigo na torre de uma igreja velha. Não me pergunte onde estava, pois não havia placas que identificasse, mas depois de piscar várias vezes, consegui identificar uma única pessoa, ou melhor, um único ser. — Senhor? - Chamei a entidade quase fantasmagórica, dona de uma beleza estonteante. — O que devo a honra?

Thanatos voltou seus olhos em minha direção e, em frente a porta da igreja rústica, coçou a barbicha presa ao queixo. Os olhos quase sem emoção encaravam os meus quando um breve sorriso ganhou forma em seu rosto. — Está me evitando? - Perguntou.

— Não, senhor. - Exprimi. — Eu realmente não sinto sono.

— Osten, eu te conheço melhor do que ninguém. - Falou o deus. — Não minta!

Baixei o rosto e não falei mais nada, era muito mais seguro que eu me mantivesse calado.

— Enfim, eu preciso que você equilibre o mundo mortal mais uma vez. - Explicou Thanatos ao moldar uma pequena nuvem onde surgiu uma figura desconhecida por mim. — Chegou a hora dele e você precisa ceifar sua alma, ou o mundo que você vive entrará em desequilíbrio.

— Desequilíbrio? - Indaguei.

— Sim, desequilíbrio. - Orientou. — Esse homem agiu contra o Olimpo na guerra contra Nyx e agora chegou a hora de pagar, igual a deusa da noite. - Nyx, mãe de Thanatos, havia colocado o mundo de pernas para o ar, mas o tendéu criado por ela fora cessado e tudo voltara ao lugar graças aos semideuses, Hades e Hécate.

Traguei uma dose cavalar de ar para dentro dos pulmões e depois expulsei-a para fora. — Ele está com os dias contados. - Comentei e dei alguns passos na direção da igreja. — Ele encontrará Caronte em breve. - O sorriso que se formou em mim era em total respeito para com a morte, até porque ela estava bem diante dos meus olhos. Me curvei a ela e, assim que levantei, tudo dissipou como se fosse fumaça.

A última coisa que eu consegui enxergar foi a postura séria do deus coçando sua barba rala, como se estivesse decidindo quem mais entraria para a sua lista funesta. Mas o que mais me causou arrepios foi quando Thanatos informou o nome do futuro defunto.

Vince Le Fay!

minhas falas | meus pensamentos | outras falas
Bora beber?




• SON OF ZEUS •
• REAPER LEADER •
• DISTURBED •
Osten B. Griffin
Osten B. Griffin
Líder dos Ceifadores
Líder dos Ceifadores


Voltar ao Topo Ir em baixo

O barqueiro te espera • Trama Pessoal Empty Re: O barqueiro te espera • Trama Pessoal

Mensagem por Vince Le Fay em Ter Ago 13, 2019 11:13 am

Reticências
O que realmente importa é a felicidade


Do you hear me, I'm talking to you
Across the water across the deep blue ocean
Under the open sky oh, my, baby, I'm trying

A voz de Vince ecoava e alcançava um número maior de pessoas com a ajuda do microfone. Seus dedos deslizavam pelas cordas finas do violão, enquanto seus olhos fechavam e a boca se abria com a letra da música soando de forma graciosa. Tal mãe, tal filho. Seus pensamentos viajavam pelo mundo, assim como ele fizera antes de estar ali.

O barzinho estava lotado e o filho de Apolo era a atração da noite, ou melhor, das noites. Os olhos amendoados e o sorriso forçado não deixavam que ninguém percebesse o que ele estava passando. A música que ele cantava, de certa forma, contava a sua história no amor, mas com muita diferença, pois Fred nunca mais aparecera depois do encontro na França.

Boy I hear you in my dreams
I feel you whisper across the sea
I keep you with me in my heart
You make it easier when life gets hard

O loiro adorava àquela música, principalmente porque acreditava que algum dia o homem que ele amava estaria ali para ouvi-lo e depois eles seriam felizes. Entretanto, Vince não imaginava que o homem desejado por ele já não era mais o mesmo, principalmente depois de ambos terem tido uma pequena discussão no último encontro.

Le Fay estava doente de amor e como diz a música, "a dor do amor é com outro amor que a gente cura", ele foi tentar se curar, mas sempre acabava pior do que antes. Por isso ele estava ali.  Arranjou um emprego no bar, se mudou para Nova Iorque e morava num pequeno apartamento alugado há vinte minutos de onde cantava.

Lucky I'm in love with my best friend
Lucky to have been where I have been
Lucky to be coming home again
Ooh

A sorte nunca andou ao seu lado, mas ele estava disposto em mudar, mas um simples pesadelo com Fred fez com que isso tudo mudasse. No sonho, o filho de Eros e o de Apolo estava numa casa e tudo foi para os ares antes dele conseguir dizer que o amava. O sonho não se repetiu, por isso que a cria do Sol não investigou.

Agora você deve entender porque ele cantava Lucky quase chorando. Ele temia que nunca mais pudesse ver seu ex namorado.




Item:
• Armlock [Aparentemente, um braço comum. Alternativo, se for considerar a quantidade excessiva de tatuagens ali inclusas. Uma das provas do provérbio "um lobo em pele de cordeiro". Já que, por debaixo de toda aquela camada humanoide, um dos maiores projetos mecanizados estava em seu pleno funcionamento. É um braço robótico, encantado para parecer naturalmente o membro superior de Vince. | Efeito 1: Transformação. Criado para tal, apesar de conter um dos mais puros metais em sua composição, imita perfeitamente a forma humana, a partir de sua epiderme, incluindo a pele, pêlos e as tatuagens que o usuário possui. | Efeito 2: Como recurso adicional, dois ossos a mais foram incluídos no projeto, imitando garras, retráteis, projetadas ou não conforme vontade e necessidade do usuário.| Bônus de forja: +15% de dano | Bônus épico: + 15 de dano ao usar qualquer habilidade elemental | Adamantino, engrenagens| Super Alfa | Rubi Imperial: +40 de dano; espaço para 1 gema | Status 100%, sem danos | Épica | Forjada por Nikolaev]



▬▬▬ Vince Le Fay
TOUT CE QUE VOUS FAITES, UN JOUR VOUS REVIENT
Vince Le Fay
Vince Le Fay
Mortos
Mortos

Idade : 22
Localização : Unknow

Voltar ao Topo Ir em baixo

O barqueiro te espera • Trama Pessoal Empty Re: O barqueiro te espera • Trama Pessoal

Mensagem por Osten B. Griffin em Ter Ago 13, 2019 3:59 pm



1ª noite
Local: Nova Iorque
Horário: irrelevante.
Clima: Irrelevante
Obs: A pedido de thanatos

Foram longas horas as que eu levei para identificar onde é que o tal Vince estava. Precisei reviver várias vezes a memória do sonho onde Thanatos mostrava quem era o futuro defunto que eu teria que assassinar e numa delas eu acabei por enxergar o nome do bar em uma placa luminosa sobre a cabeça do loiro. Com algumas mentirinhas, consegui a ajuda de um filho de Hefesto e este mesmo rapaz descobriu que o local ficava próximo ao centro de Nova Iorque.

Conseguir uma condução até a cidade não foi difícil, ainda mais quando estamos em um acampamento que distribui morangos por todo o país. Contudo, minha carona foi com o motorista da van escolar do acampamento, um homem esquisito com múltiplos olhos, o famoso Argos. O motorista era do tipo de pessoa que não conversava, o que foi uma maravilha, porque eu odiava manter um diálogo, mas lembro dele ter pedido para que eu tomasse cuidado na cidade antes de nos despedirmos.

Já na cidade desejada, meu primeiro objetivo foi encontrar o rapaz que eu precisaria ceifar a alma. Aferi a hora no relógio de pulso que carreguei comigo e, assim que o bar onde Vince trabalhava abriu, me coloquei para dentro.

A voz dele era espetacular, mas me mantive sentado o tempo todo enquanto observava o cantor e seu violão dando um show e fazendo o bar inteiro aplaudir.

— Vocês querem que eu cante alguma música? - Ele perguntou a público e eu rapidamente ergui a mão com um sorriso estampado no rosto. — Bad Things. - Falei e dei uma piscadela em sua direção.

A voz dele era sexy quando ele queria e eu confesso que naquela música eu contive duas ereções, principalmente quando ele me encarava e cantava "I wanna do bad things with you".

Bebi algumas cervejas e, antes que o loiro encerrasse sua apresentação, paguei pelo que havia consumido e desapareci em meio a escuridão daquela noite calma. Subi alguns lances de uma escada de emergência de um prédio próximo ao  bar e rapidamente estava no telhado do mesmo.

Le Fay demorou uns trinta minutos para sair pela porta, mas assim que vi seu topete dourado, me atentei em seus passos. Ele caminhou algumas quadras e eu segui pelo telhado dos prédios, precisando utilizar da gravidade terrestre para que não caísse, mas por fim cheguei ao local onde ele residia.

O prédio era bastante pichado, mas era o tipo de lugar onde eu adoraria me enfiar para dentro. Fiquei do lado de fora até que o homenzarrão ligasse a luz e fosse para seu banho.

Ao invés de agir por impulso, tirei aquela noite para observá-lo e tinha certeza que não me arrependeria, pois não jogaria minha oportunidade no lixo

minhas falas | meus pensamentos | outras falas
Bora beber?




• SON OF ZEUS •
• REAPER LEADER •
• DISTURBED •
Osten B. Griffin
Osten B. Griffin
Líder dos Ceifadores
Líder dos Ceifadores


Voltar ao Topo Ir em baixo

O barqueiro te espera • Trama Pessoal Empty Re: O barqueiro te espera • Trama Pessoal

Mensagem por Vince Le Fay em Ter Ago 13, 2019 5:42 pm

Reticências
O que realmente importa é a felicidade


Naquela noite o filho de Apolo chegara atrasado ao trabalho e isso lhe custara alguns descontos de salário, mas a julgar pela grande merda que estava sua vida, vinte dólares a menos não fariam diferença. Pelo menos era o que ele imaginava.

Como sempre, Vince havia colocado uma roupa confortável e bastante moderna, deixando- com ar mais sofisticado. Colocou até um chapéu sobre os cabelos, assim eles não precisavam sofrer tanto com produtos químicos e o maldito secador. Um belo colar adornava seu pescoço enquanto anéis lhe enfeitavam os dedos. Vince estava um verdadeiro gato.

Cantarolou feito um passarinho. As pessoas presentes ali pareciam gostar, mas o que mais lhe chamou atenção foi quando perguntou ao público o que eles gostariam de ouvir. — Vocês querem que eu cante alguma música? - Antes que o falatório começasse, um rapaz moreno com lindos olhos e com múltiplas tatuagens pelo corpo, ergueu sua destra e sorriu. — Bad Things.

No primeiro momento o cantou acreditou que o dia que ele mais esperava chegara, quando Fred voltaria e eles seriam felizes. Entretanto, a garrafa de cerveja sobre a mesa lhe tirou os pensamentos bons que havia construído em segundos. Fred não gostava de cerveja, ele com certeza pediria algum destilado para aquele momento.

— Bad Things! - Informou o loiro ao retribuir o sorriso e a leve piscada que o rapaz havia lhe apresentado.

When you came in the air went out
And every shadow filled up with the doubt
I don't know who you think you are
But before the night is through
I wanna do bad things with you

I'm the kind to sit up in his room
Heart sick an' eyes filled up with blue
I don't know what you've done to me
But I know this much is true
I wanna do bad things with you

Vince nunca havia cantado aquela música diante de tantas pessoas, mas conhecia a letra perfeitamente. Enquanto cantarolava, fazia algumas caretas dignas de um filme pornográfico e, até mesmo, ousou dar uma mordidinha no lábio. Ele não estava percebendo, mas todas as vezes que o refrão acontecia, seus olhos apontavam numa mesma direção, fazendo aquele belo homem de sorriso cativante ser o alvo.

Uma pausa foi iniciada e Le Fay aproveitou para beber algo no bar. Quando voltou, o rapaz bonitão que havia solicitado a música já não ocupava mais a mesa dezenove, então ele cantou mais algumas músicas e sua jornada de trabalho havia acabado e ele deveria voltar para casa.

Enfrentar as ruelas da cidade durante a madrugada não era nada fácil, principalmente quando os sujeitos mal-encarados ficavam nas esquinas. Porém, Vince havia convivido com criaturas muito mais horrendas no palácio de Nyx, o que tornavam aqueles quarteirões desiluminados uma escolinha infantil.

Por fim chegou em sua morada, um apartamento velho com tudo o que precisava para sobreviver. Era um apartamento simples, mas me proporcionava o conforto tão esperado depois de uma noite tumultuada.

O loiro abriu a janela e deixou que a lua banhasse seu corpo quase nu. Vince retirou a prótese que estava acoplada ao ombro e colocou sobre o criado mudo ao lado da cama. Depois ele apenas adormeceu, tendo sua melhor noite depois de muito tempo.

Item:
• Armlock [Aparentemente, um braço comum. Alternativo, se for considerar a quantidade excessiva de tatuagens ali inclusas. Uma das provas do provérbio "um lobo em pele de cordeiro". Já que, por debaixo de toda aquela camada humanoide, um dos maiores projetos mecanizados estava em seu pleno funcionamento. É um braço robótico, encantado para parecer naturalmente o membro superior de Vince. | Efeito 1: Transformação. Criado para tal, apesar de conter um dos mais puros metais em sua composição, imita perfeitamente a forma humana, a partir de sua epiderme, incluindo a pele, pêlos e as tatuagens que o usuário possui. | Efeito 2: Como recurso adicional, dois ossos a mais foram incluídos no projeto, imitando garras, retráteis, projetadas ou não conforme vontade e necessidade do usuário.| Bônus de forja: +15% de dano | Bônus épico: + 15 de dano ao usar qualquer habilidade elemental | Adamantino, engrenagens| Super Alfa | Rubi Imperial: +40 de dano; espaço para 1 gema | Status 100%, sem danos | Épica | Forjada por Nikolaev]



▬▬▬ Vince Le Fay
TOUT CE QUE VOUS FAITES, UN JOUR VOUS REVIENT
Vince Le Fay
Vince Le Fay
Mortos
Mortos

Idade : 22
Localização : Unknow

Voltar ao Topo Ir em baixo

O barqueiro te espera • Trama Pessoal Empty Re: O barqueiro te espera • Trama Pessoal

Mensagem por Osten B. Griffin em Sab Ago 17, 2019 2:53 pm



2ª noite
Local: Nova Iorque
Horário: irrelevante.
Clima: Irrelevante
Obs: A pedido de thanatos

Na segunda noite as coisas ficaram um pouco mais interessante. Cheguei no bar e me deparei com o belo homem loiro de olhos intensos encima do palco. Por sorte consegui uma mesa mais próxima de onde o cantor ficava, então logo me acomodei à cadeira e pedi uma cerveja. O garçom trouxe quando Vince iniciava a segunda música, uma obra do Jason Mars.

A música me fez viajar mentalmente, mas as palmas da plateia me fizeram voltar para o recinto. Goleei da bebida gelada rapidamente, pedindo outra em seguida. Entretanto, junto com o a cerveja, pedi para que o melhor coquetel da casa fosse servido ao cantor e junto dele um bilhete com a frase "Bad Things".

O garçom esperou que o rapaz bonitão terminasse a música que cantava para entregar meu pedido. Cochichou algo no ouvido do músico e os olhos do mesmo pairaram sobre mim que fiz um gesto de brinde com minha long neck. Le Fay abriu um sorriso e brindou no ar junto comigo. Goleou da bebida doce e iniciou a música desejada por um de seus ouvintes, o mais bonito eu diria.

Com base no velho ditado "a noite é uma criança" eu a usaria para brincar. Levantei da cadeira e fui na direção do banheiro, minha bexiga dava indícios que a bebida de cevada era quase um remédio diurético. Enquanto aproveitava aquele momento que somente eu poderia me proporcionar, ouvi um par de batidas vindas da porta do banheiro. Sem me preocupar com o que poderia ser, abri e os olhos do semideus foi a única coisa que pude ver.

Com um movimento preciso, ele me empurrou de volta à cabine e pôs uma mão em minha nuca e outra em minha cintura, levando meu corpo ao encontro do dele. Nos beijamos, eu confesso, mas não passou disso. Beijos quentes que fizeram meu sangue ferver e eu podia sentir que o dele também estava bastante quente, principalmente nos membros inferiores.

— Aqui não rola! - Empurrei ele contra a parede e saí pela porta ajeitando meu pênis na calça, tentando não deixar tão marcado no Jeans.

Meu plano estava correndo muito bem, mas só me dei conta disso depois que recebi um bilhete do garçom. Dei um sorriso ao terminar de ler, Vince me convidava para sair dali juntos.

"Me espera até o final,
prometo que não vai se arrepender."

Você já ouviu a história da viúva negra ou do louva-deus fêmea? Um resumo, elas sempre matam o macho depois do coito e algo me levava a crer que algo assim aconteceria.

Olhei para o loiro e fiz que sim com a cabeça. Ele apenas voltou a cantar com um sorriso mais intenso.

•••

Não bebi mais que cinco long neck e Vince já estava liberado de seu emprego. Ele arrumou seu violão dentro de uma mala especial para o item e caminhou em minha direção. — Vamos? - Seus olhos estavam cravados nos meus, mas eu podia sentir que sua mente estava em outro lugar.

A noite estava bonita e ensopada de estrelas, estas que acompanharam a nossa caminhada até o apartamento do músico. Conversamos sobre a vida, uma que era totalmente diferente da que eu realmente vivia. Menti que era do Arizona e que estava ali em busca de diversão, mas que só ficaria mais esta noite na cidade. O rapaz não pareceu se importar com isso e me levou para sua morada.

Chegamos ao mesmo prédio da noite passada, mas desta vez eu entrei junto dele, como um verdadeiro convidado. O apartamento era de um solteiro desorganizado. — Desculpe pela bagunça, eu não sabia que receberia alguém essa noite. - Explicou-se o homenzarrão ao pegar algumas roupas do sofá e colocá-las num cesto perto do banheiro.

Assim que entrei meus olhos detectaram cinco peças  no apartamento: Cozinha, sala, quarto, banheiro e área de serviço. Não vou entrar em tantos detalhes, mas foram umas duas horas de sexo antes que o rapaz caísse no sono.

Levantei da cama e fui até a sala. Observei mais atentamente o local e percebi que só havia uma janela ali, mas estava bem fechada. Fui até a área de serviço, local onde havia uma janela aberta. Movi os vidros algumas vezes, abrindo e fechando, tendo certeza que poderia escapar por ali depois de fazer minha tarefa. Deixei o vidro aberto e voltei para a cozinha, mas antes que pudesse investigar, ouvi o ranger da cama. Caminhei até a geladeira e peguei uma jarra de água. Ouvi os passos do rapaz pela casa e consegui fingir que só levantara para beber água.

Bem, eu não consegui completar a tarefa, então voltei para a cama e fiz sexo novamente, mas dessa vez eu também apaguei por algumas horas depois do ato.

minhas falas | meus pensamentos | outras falas
Bora beber?




• SON OF ZEUS •
• REAPER LEADER •
• DISTURBED •
Osten B. Griffin
Osten B. Griffin
Líder dos Ceifadores
Líder dos Ceifadores


Voltar ao Topo Ir em baixo

O barqueiro te espera • Trama Pessoal Empty Re: O barqueiro te espera • Trama Pessoal

Mensagem por Vince Le Fay em Seg Ago 19, 2019 10:18 am

Reticências
O que realmente importa é a felicidade


Os olhos do filho de Apolo percorreram o bar inteiro em busca de alguém, mas só encontrou quando resolveu olhar para a mesa mais próxima do palco. O tatuado de cabelos revirados estava bem próximo do palco, sozinho e com uma garrafa de cerveja sobre a mesa. Vince não soube disfarçar o sorriso quando viu as íris cor de mel de Osten lhe encarando.

Vince sempre iniciava o show com alguma música do Jason Mars, um músico que admirava. Ele ficava feliz em cantar obras daquele homem, pois as cansões sempre contavam algo de sua vida. De repente, quando terminou com a música, um dos garçons entregou-lhe um guardanapo de papel com um frase bastante interessante: "Bad Things"

Depois da noite passada, Vince colocaria sempre àquela música no seu show, mesmo que não houvesse alguém que lhe causasse aquele sentimento de fazer coisas erradas. Para chamar mais a atenção do loiro, o seguir da morte ainda brindou com a bebida que degustava e Le Fay fez o mesmo com o coquetel que recebeu.

Depois de algumas músicas, Vince percebeu que Griffin havia saído da mesa e rumado ao banheiro, então deu uma breve pausa ao show e foi atrás dele. Entrou no banheiro e deu dois pares de batidas à porta da cabine e logo a mesma revelou a presença do belo moreno. Antes que pudesse perguntar algo, o filho de Apolo rendeu o tatuado e colocou contra a parede, segurando sua nuca e sua cintura, e o beijou, ato que Osten revidou da mesma forma, com beijos.

— Aqui não rola! - A repreensão do filho de Zeus serviu mais para atiçar o desejo do músico, por isso que ele não precisou escrever um bilhete para o mesmo assim que voltaram para o salão.

Osten havia concordado, pelo menos era o que seu aceno pareceu informar.

vince cumpriu seu horário de trabalho e depois ambos saíram juntos, indo na direção de seu apartamento. Logo que chegaram, o loiro percebeu que havia esquecido de organizar sua casa. Respirou fundo e entrou, colocando-se para dentro antes do novo amigo. — Desculpe pela bagunça, eu não sabia que receberia alguém essa noite. - Tentou se explicar, mas Osten pouco se importou por ele pegar algumas roupas e levar para o cesto da roupas sujas.

A noite não acabou em pizza, mas sim em sexo. Muito sexo. Entretanto, Vince apagou e sonhou com Fred e podia jurar que estava sentindo o cheiro dele e ouvindo sua voz pedindo para que fugisse. Entretanto, o herói não confiava mais nas suas visões, desde que elas não avisavam mais sobre seus perigos.

Vince acordou e notou que o tatuado não estava mais na cama. Levantou com calma e, de pés descalços, caminhou pela casa, buscando encontrar a o rapaz. Assim que chegou na cozinha, deu de cara com o belo homem nu sendo iluminado pela luz da geladeira.

— Me deu sede... - Explicou Osten antes de dar o último gole na bebida.

Voltaram para a cama e, depois de transar novamente, adormeceram.

Item:
• Armlock [Aparentemente, um braço comum. Alternativo, se for considerar a quantidade excessiva de tatuagens ali inclusas. Uma das provas do provérbio "um lobo em pele de cordeiro". Já que, por debaixo de toda aquela camada humanoide, um dos maiores projetos mecanizados estava em seu pleno funcionamento. É um braço robótico, encantado para parecer naturalmente o membro superior de Vince. | Efeito 1: Transformação. Criado para tal, apesar de conter um dos mais puros metais em sua composição, imita perfeitamente a forma humana, a partir de sua epiderme, incluindo a pele, pêlos e as tatuagens que o usuário possui. | Efeito 2: Como recurso adicional, dois ossos a mais foram incluídos no projeto, imitando garras, retráteis, projetadas ou não conforme vontade e necessidade do usuário.| Bônus de forja: +15% de dano | Bônus épico: + 15 de dano ao usar qualquer habilidade elemental | Adamantino, engrenagens| Super Alfa | Rubi Imperial: +40 de dano; espaço para 1 gema | Status 100%, sem danos | Épica | Forjada por Nikolaev]



▬▬▬ Vince Le Fay
TOUT CE QUE VOUS FAITES, UN JOUR VOUS REVIENT
Vince Le Fay
Vince Le Fay
Mortos
Mortos

Idade : 22
Localização : Unknow

Voltar ao Topo Ir em baixo

O barqueiro te espera • Trama Pessoal Empty Re: O barqueiro te espera • Trama Pessoal

Mensagem por Osten B. Griffin em Seg Ago 19, 2019 10:25 am



Last Night
Local: Nova Iorque
Horário: irrelevante.
Clima: Irrelevante
Obs: A pedido de thanatos

O pouco tempo que dormi foi necessário para que eu sonhasse com o senhor da morte novamente, mas dessa vez ele parecia estar mais perplexo que antes. Agora ele usava seu manto negro ao redor do corpo e escondia a sua forma humana. — Eu mando matar e você entende transar. Foque na sua missão, Osten! - Era uma voz fria e um pouco assustadora, mesmo para mim que estava acostumado.

— Desculpe, senhor, eu farei isso o mais rápido possível, mas no mundo humano eu corro risco de ir preso se eu assassinar com alguma testemunha. -Tentei explicar, mas a divindade não se importou. — Faça logo! - Foi sua última frase e, da mesma forma que surgiu, desapareceu em uma nuvem acinzentada.

Acordei suando ao lado do loiro que ainda estava apagado. A lua ainda estava quase dando espaço ao sol quando coloquei minha roupa e saí do apartamento pela porta, deixando um pequeno bilhete ao semideus.

"Foi uma ótima noite, mas precisei sair cedo.
Até breve, bonitão!"


•••

Meu dia foi dentro de uma pequena pensão, esta onde estudei tudo o que eu precisaria fazer. Lembrei dos cômodos presentes no apartamento e como aproveitaria a geografia do lugar. Peguei todas as lâmpadas do quarto e treinei como quebrar a lâmpada sem estragar as molas que faziam ela se encandecer com a eletricidade.

A primeira tentativa foi falha, pois apliquei força demais na redoma. A segunda eu diminuí a força, mas também quebrei o vidro e a molinha que acendia. A terceira deu certo, mas precisei usar o cabo de uma faca para conseguir quebrar o vidro sem destruir o objeto.

Coloquei a lâmpada quebrada no lugar e acendi a luz, esta que encandeceu e iluminou, parcialmente, o cômodo. Desliguei o interruptor assim que certeza que poderia dar certo o meu plano.

O resto do dia eu passei como um vegetal encima da cama, apenas aguardando que o tempo passasse para que eu completasse a tarefa de Thanatos.

Quando a noite chegou, paguei pelo tempo que fiquei na pensão e saí dela usando uma roupa completamente preta. Cheguei próximo do apartamento de Vince e coloquei uma touca da mesma cor da roupa e luvas que impediam que minhas digitais ganhassem formas dentro da morada do semideus.

Controlei os ventos para que me deixassem na escada de emergência que ficava na janela da área de serviço, a mesma que eu deixara aberta na noite anterior. Entrei no apartamento com cuidado, observando tudo ao meu redor, principalmente se havia algum vestígio de vida, mas Vince estava em seu trabalho naquele momento.

Caminhei pelo lugar e fechei todas as janelas, impedindo que nada saísse dali. Fui até o quarto e quebrei a lâmpada com cuidado, deixando a parte interna intacta, assim como fizera na pensão. Entrei no banheiro e fiz o mesmo. Na sala não foi diferente, quebrei a redoma de vidro e deixei o restânte do objeto inteiro. Em menos de trinta minutos a casa estava pronta, com todas as lâmpadas quebradas. Testei uma de cada vez, liguei e desliguei o interruptor de cada peça, aferindo que a energia percorresse o objeto quebrado e a resposta que tive foi a que eu esperava.

Todas janelas estavam fechas, exceto a da área de serviço, pois eu a usaria para sair do apartamento. Abri as portas de todos os cômodos e desliguei todas as luzes, evitando que meu plano não desse certo. Deu uma última olhada no lugar e abri todas as bocas do fogão.

Fiquei alguns segundos para sentir o cheiro do gás inflamável e ele logo "apareceu". Aferi uma última vez o apartamento e escapuli pela janela, fechando-a assim que estava do lado de fora.

Agora era só esperar que o músico se explodisse.

minhas falas | meus pensamentos | outras falas
Bora beber?




• SON OF ZEUS •
• REAPER LEADER •
• DISTURBED •
Osten B. Griffin
Osten B. Griffin
Líder dos Ceifadores
Líder dos Ceifadores


Voltar ao Topo Ir em baixo

O barqueiro te espera • Trama Pessoal Empty Re: O barqueiro te espera • Trama Pessoal

Mensagem por Vince Le Fay em Seg Ago 19, 2019 2:53 pm

Reticências
O que realmente importa é a felicidade


O filho de Apolo teve uma noite difícil e isso iniciou com seu segundo atraso na mesma semana. Mais descontos no fim do mês não era o que ele precisava, principalmente depois de ter comprado o violão mais bonito da loja de instrumentos musicais. Ouviu algumas reclamações do dono do bar e depois iniciou sua apresentação.

O movimento estava fraco naquela noite, mas mesmo assim ele cantarolou como um passarinho. No enanto, em meio de uma cansão, uma das cordas do violão novo arrebentou e nesse momento Vince percebeu que não era o melhor dia da sua vida. O resto da noite ele cantou à capela.

Com o expediente encerrado, o cantor divagou pelas ruelas frias de Nova Iorque. Nem deu bola para dois homens mau-encarados que estavam na esquina e seguiu seu trajeto até o apartamento que morava.

Estava desiludido. Nem mesmo a noite que tivera fora suficiente para que a tristeza impregnada em seu peito dissipasse. Estava depressivo e, naquela mesma noite, pediu à lua que levasse um recado a seu pai: — Eu não aguento mais... - Disse quase chorando.

Calado, entrou no prédio e dirigiu-se até a porta do apartamento que alugava. Abriu a mesma e, assim que entrou, identificou o cheiro esquisito no ar, notando que alguma coisa errada estava acontecendo. — Era só o que me faltava, deixei o gás ligado... - Disse ao caminha na do interruptor da sala.

O singelo pedido não atingiu ao deus Apolo, mas sim o deus da morte e o discípulo dela estava ali, de olhos cravados em Vince.

Assim que o semideus acendeu a luz, uma faísca brilhou no lugar da lâmpada e a explosão foi mais rápido do que os pensamentos do herói. O botijão da cozinha explodiu e o impacto fez com que a vítima fosse jogada para longe, batendo as costas e a cabeça na parede. Cacos de lajota, vidro e, até mesmo, de madeira voaram para todos os lados e, consequentemente, atingiram o corpo do loiro.

Senão fosse pela resistência que o corpo de Le Fay possuía contra fogo e calor, ele teria sido destruído com aquele fogaréu em grande escala se se instalara no apartamento. Tentou se curar, de fato, mas estava tendo problemas para respirar, pois uma pequena estava estava presa em seu corpo e era fundo o suficiente para ter atingido seu pulmão esquerdo.

Tossiu algumas vezes e, mesmo se arrastando, Vince caminhou até a janela da sala. Não havia mais vidros, muito menos cortinas, já que estas jaziam chamuscadas. O herói tentou tragar oxigênio para dentro de seu corpo, mas estava sentindo que não conseguiria sair daquela situação. Com os olhos fixados na luz da lua, só lembrou te pedir para que a mesma levasse outra mensagem, mas desta vez ao seu amado.

— Fred, eu te amo!

Sua última frase escapuliu e algo lhe atingiu no peito, o fazendo cair para trás com o impacto. Ele não conseguiu gritar, mas agora a dor não era apenas mental ou sentimental, era física. Todavia, ele não sentiu tanta dor, pois apagou segundo após a lâmina atingir parte de seu coração. Morreu antes de conseguir ouvir o som das sirenes.

Item:
• Armlock [Aparentemente, um braço comum. Alternativo, se for considerar a quantidade excessiva de tatuagens ali inclusas. Uma das provas do provérbio "um lobo em pele de cordeiro". Já que, por debaixo de toda aquela camada humanoide, um dos maiores projetos mecanizados estava em seu pleno funcionamento. É um braço robótico, encantado para parecer naturalmente o membro superior de Vince. | Efeito 1: Transformação. Criado para tal, apesar de conter um dos mais puros metais em sua composição, imita perfeitamente a forma humana, a partir de sua epiderme, incluindo a pele, pêlos e as tatuagens que o usuário possui. | Efeito 2: Como recurso adicional, dois ossos a mais foram incluídos no projeto, imitando garras, retráteis, projetadas ou não conforme vontade e necessidade do usuário.| Bônus de forja: +15% de dano | Bônus épico: + 15 de dano ao usar qualquer habilidade elemental | Adamantino, engrenagens| Super Alfa | Rubi Imperial: +40 de dano; espaço para 1 gema | Status 100%, sem danos | Épica | Forjada por Nikolaev]
Passivos:
Nível 35
Nome do poder: Resistência IV
Descrição: Sua resistência ao fogo é gigante, nesse nível temperaturas mais elevadas - como um incêndio de escala grande - não afetara seu personagem, apesar de ainda poder queima-lo, porém, as chances de permanecer vivo também aumentaram significativamente.
Gasto de Mp:: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: + 60% de chance ao fogo/calor.
Dano: Nenhum



▬▬▬ Vince Le Fay
TOUT CE QUE VOUS FAITES, UN JOUR VOUS REVIENT
Vince Le Fay
Vince Le Fay
Mortos
Mortos

Idade : 22
Localização : Unknow

Voltar ao Topo Ir em baixo

O barqueiro te espera • Trama Pessoal Empty Re: O barqueiro te espera • Trama Pessoal

Mensagem por Osten B. Griffin em Seg Ago 19, 2019 3:11 pm



Last Night
Local: Nova Iorque
Horário: irrelevante.
Clima: Irrelevante
Obs: A pedido de thanatos

A cena catastrófica se instalou no lugar e eu fiquei feliz por ter ficado para assistir. Vince chegou do trabalho e, como eu imaginei, acendeu a luz da sala. Através da janela, consegui vê-lo fazer tudo o que causou a explosão. Uma singela faísca surgiu na lâmpada quebrada, mas graças ao gás inflamável presente em todo o ambiente, essa faísca se tornou uma chama que logo em seguida viajou por todo o apartamento, até chegar no botijão.

Senão fosse pela estrutura tão bem feita do prédio, ele teria sido destruído. Era chamas para todos os lados e meus olhos estava atentos a cada movimento da casa. Pude enxergar o corpo caído da vítima, mas alguma coisa não estava saído conforme o planejado. A alma não estava saindo do corpo do loiro e algo impossível rondava meus pensamentos. Era humanamente impossível que aquele homem tivesse sobrevivido.

De repente, Le Fay levantou com calma e com o corpo completamente machucado. Alguns vidros estava presos na pele, assim como um lasca de madeira presa à sua perna.

Mesmo com dificuldades, o semideus caminhou até a janela, esta que servia para que eu pudesse enxergá-lo. Ele estava precisando de ar, era possível identificar isso. Entretanto, algo estava prejudicando seus pulmões, pois ele tentava tragar ar, mas nada adiantava.

Eu não entendia como ele conseguira sobreviver àquilo, mas eu precisava agir rápido antes que a polícia e os bombeiros chegassem. Girei o a mão duas vezes e uma foice se fez presente no lugar do bracelete que estava no pulso.

Mesmo de longe, pude ouvir a voz do garoto muito fraca. Sua frase não me tocou em meu coração, muito pelo contrário, eu apenas sorri como um louco.

— Fred, eu te amo...


— Que o senhor Hades receba sua alma! - Falei com frieza.

Rapidamente girei a foice e a lancei na direção do homenzarrão cujas roupas estavam completamente destruídas pelo fogo. A lâmina rodopiou algumas vezes e atingiu meu alvo no fim do percurso. Meus ouvidos captavam as sirenes quando a foice voltou para minha mão. O peito de Vince estava com um buraco bem no centro, mas a vida lhe fora ceifada.

Esperei ali até que a alma se desprendesse do corpo, só assim eu desapareci. Usei os ventos para voar de prédio em prédio na noite escura da grande maçã.

Itens usados no decorrer da trama:
• Pulseira de perícia avançada [Pulseira de platina que se ajusta perfeitamente ao pulso do usuário, então é fácil de equipar-se com ela, se for danificada, ou destruída, perde totalmente o efeito, ou seja, é preciso estar em uso, no pulso, para que o efeito continue a ser efetivo para o semideus, do contrário, ele perde o bônus da perícia completamente. Só funciona através da pulseira | Aumenta a perícia com Foices em +50%, provocando um dano de +30% | Platina| Sem espaço para gemas | Beta | Status: 100% sem danos | Mágico | Comprado na Loja Especial do BO]

• Julgadora [Uma bonita e grandiosa foice toda feita de material negro enquanto sua lâmina, prateada, dizem ser feita de adamantino. É uma arma pesada nas mãos de qualquer outro semideus que ouse empunhar a arma mas tende a se tornar leve nas mãos dos ceifadores afinal, a foice sempre foi uma das marcas registradas de seu mestre. | Efeitos mecânicos: Se torna um bracelete quando não está sendo utilizada. Para ativar a arma, gire o pulso duas vezes em sentido horário para que o cabo comece a se desprender de seu pulso e cresça até se tornar a arma que é. | Cortes realizados por esta arma recuperam o HP de seu portador em 10% do dano causado.| Resistência Beta | Espaço para uma gema | Status: 100%, sem danos | Nível 3. | Lendária |Presente de reclamação dos Ceifadores de Thânatos]
Passivos usados no decorrer da trama:
CEIFADORES
Nível 1
Nome do poder: Perícia com Foices I
Descrição: Sendo a foice o instrumento característico da morte, os seguidores desta possuem maior facilidade a aptidão no manuseio da arma em questão. O objeto em suas mãos é manobrado de maneira mais fácil e precisa, tanto ofensiva quanto defensivamente.
Gasto de Mp: Nenhum.
Gasto de Hp: Nenhum.
Bônus: 15% de assertividade no uso da foice.
Dano: +10% de dano ao ser acertado pela foice de um ceifador.

Nome do poder: Aparência da Morte
Descrição: O seguidor da morte tende a ter a pele muito clara, semelhante a um corpo gelado, além disso sua pele é extremamente fria, exatamente como a de um morto.
Gasto de Mp: Nenhum.
Gasto de Hp: Nenhum.
Bônus: Nenhum.
Dano: Nenhum.

Nome do poder: Visão Noturna I
Descrição: Acostumados com a escuridão, os ceifadores possuem facilidade em enxergar em meio a esta. Entretanto, nesse nível, sua visão alcança até 20 metros à sua frente.
Gasto de Mp: Nenhum.
Gasto de Hp: Nenhum.
Bônus: Nenhum.
Dano: Nenhum.

Nível 2
Nome do poder: Silenciosos
Descrição: Assim como a morte nem sempre anuncia sua chegada, os membros desse grupo secundário podem escolher abafar seus sons. Podendo assim passarem despercebidos, ou então não denunciar sua aproximação.
Gasto de Mp: Nenhum.
Gasto de Hp: Nenhum.
Bônus: +20% de furtividade. +80% de chance de passar despercebido ou executar um ataque surpresa.
Dano: Nenhum.

Nível 3
Nome do poder: Memória Eidética I
Descrição: Assim como a morte possui uma memória perfeita para se lembrar de todos que passaram por suas mãos, seus ceifadores passam a ter a capacidade de lembrar de quase tudo. Isso lhe dá uma maior capacidade de investigação e perseguição, por se lembrar das informações de seus alvos e afins.
Gasto de Mp: Nenhum.
Gasto de Hp: Nenhum.
Bônus: Nenhum.
Dano: Nenhum.

Nível 5
Nome do poder: Besta Noturna I
Descrição: Basta a noite chegar para que os seguidores de Thanatos/Leto tenham seus sentidos mais aguçados. Afinal, a morte, apesar de não ter hora para chegar, é mais comumente associada à noite, o que explica também sua afinidade com o escuro e as sombras.
Gasto de Mp: Nenhum.
Gasto de Hp: Nenhum.
Bônus: 10% em todos os cinco sentidos durante a noite.
Dano: Nenhum.

Nome do poder: Beleza Estonteante
Descrição: Os seguidores da morte possuem uma beleza diferente da comum. Não apelam para a vulgaridade ou atração sexual, são belos de maneira angelical e quase divina. Dessa forma, conseguem distrair outras pessoas apenas por estarem em algum lugar, servindo de distração ou apenas para ajudar em algo.
Gasto de Mp: Nenhum.
Gasto de Hp: Nenhum.
Bônus: Nenhum.
Dano: Nenhum.

Nível 7
Nome do poder: Visualizar Fantasmas
Descrição: Ceifadores de Thanatos/Leto conseguem visualizar almas penadas que vagam pelo mundo dos vivos, sendo capazes de se comunicarem com elas. Eles são capazes também de entender o que sentem, podendo ajudá-las a seguirem seu caminho e partirem desta para uma melhor (ou média... ou pior, sabe-se lá o que ela aprontou em vida)
Gasto de Mp: Nenhum.
Gasto de Hp: Nenhum.
Bônus: Nenhum.
Dano: Nenhum.

Nível 9
Nome do poder: Atributos do Ceifador I
Descrição: Os ceifadores são conhecidos por sua incrível agilidade e esquiva. Nesse nível inicial, o seguidor da morte pode mover o corpo um pouco melhor do que um humano comum, assim como tem um bom tempo de reação a ataques..
Gasto de Mp: Nenhum.
Gasto de Hp: Nenhum.
Bônus: +10% de agilidade e esquiva.
Dano: Nenhum.
Ativos usados no decorrer da trama:
ZEUS
Nível 5
Nome do poder: Voo II
Descrição: O semideus aprendeu a controlar a gravidade ao redor do corpo, e ao compreender o que o mantem preso na superfície, também é capaz de solta-la e molda-la da maneira que quiser. Agora já consegue ficar mais tempo, voar mais rapidamente e se erguer em altitudes mais elevadas. Podendo permanecer por mais tempo no céu. Seu controle também melhorou.
Gasto de Mp: 10 MP por turno ativo
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: Nenhum
Dano: Nenhum
Extra: Já pode se erguer até 2 metros do chão.

CEIFADOR
Nível 2
Nome do poder: Arremesso de Foice
Descrição: Uma habilidade especial que permite ao ceifador lançar sua foice, que irá girar e atingir seu alvo, retornando para sua mão ao fim do movimento.
Gasto de Mp: 5 de MP.
Gasto de Hp: Nenhum.
Bônus: Nenhum.
Dano: 10 além do dano da arma.
Extra: Nenhum.


minhas falas | meus pensamentos | outras falas
Bora beber?




• SON OF ZEUS •
• REAPER LEADER •
• DISTURBED •
Osten B. Griffin
Osten B. Griffin
Líder dos Ceifadores
Líder dos Ceifadores


Voltar ao Topo Ir em baixo

O barqueiro te espera • Trama Pessoal Empty Re: O barqueiro te espera • Trama Pessoal

Mensagem por Hefesto em Ter Ago 20, 2019 10:47 pm


Correção




Atualizado por Hefesto. Por falta de repasse de informação, essa sequência de postagens foi avaliada como uma CCFY. Porém, de acordo com os players que a postaram, ela foi um assassinato. Sendo assim Vince Le Fay está, de agora em diante, morto e Osten recebe metade dos níveis de Vince
Hefesto
Hefesto
Deuses Olimpianos
Deuses Olimpianos


Voltar ao Topo Ir em baixo

O barqueiro te espera • Trama Pessoal Empty Re: O barqueiro te espera • Trama Pessoal

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum