The Blood of Olympus
Para visualizar o forum é necessário estar cadastrado, por favor registre-se no rpg ou entre em sua conta. É necessário estar cadastrado para ver as informações contidas no forum. Lembre-se de usar nome e sobrenome, não se cadastrar usando nomes geralmente utilizados por Hacker. Exemplo: "Barum" "Hakye" e por ai vai. Bem vindos.

O fim do Império - Evento de Trama (A Seita)

Página 2 de 10 Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8, 9, 10  Seguinte

Ir em baixo

O fim do Império - Evento de Trama (A Seita) - Página 2 Empty Re: O fim do Império - Evento de Trama (A Seita)

Mensagem por Sofya I. Petrovna em Qua Jul 03, 2019 11:53 pm

Oh! Fuck.
WELCOME!!!
Até então não havia notado a presença de mais uma pessoa próximo ao Pinheiro, mas quando de fato virei minha atenção total para aquele momento, pude ver que um homem estava parado de braços cruzados e nos encarando com um olhar indecifrável. Estava nos analisando e o fez mais ainda quando a última pessoa se juntou ao pequeno grupo. Éramos uma chacota com toda a certeza e isso se fazia visível só pela expressão de incredulidade que surgiu no rosto do homem, que pouco mais tarde se apresentou como Ackerman. E não o julgava por isso, realmente era bastante icônico ter uma caçadora ao lado de quatro homens que eram tão diferentes um do outro. Aquilo seria engraçado ou trágico, mas torcia intimamente que a primeira opção fosse a válida.  

Por longos minutos ouvimos as breves explicações que ele nos passava, nada era de fato proveitoso ou digno de ter uma total atenção e já havia escutado tudo isso quando espionei Quíron e Koda, mas ainda assim deixei que minha concentração não se dissipasse, pois futuramente aquelas informações poderiam servir de alguma coisa ou ao menos eu achava que sim. E conforme ia chegando ao fim do que deveríamos saber, atravessamos um portal, ação essa que já me deixava acostumada pelas sensações estranhas que causava ao corpo e tudo isso por ter atravessado tantos desde a última vez que estive em missão. Só que algo mais estranho que isso acontecia, o ar estava ficando diferente, mais denso e não conseguia descrever exatamente o porquê, porém, não fui a única a notar que algo estava realmente ficando estranho e tudo isso porque não fomos teletransportados para o local dito no início, mas para um outro totalmente diferente.  

"Alguma coisa está muito errada, Soff. Melhor ficar preparada."


Quis rir da frase que chegava até a minha mente, mas me contive. O filho de Athena estava tão atento quanto eu, e aquela ligação telepática seria de um uso muito útil. Respirei fundo e concordei discretamente com o mesmo, deixando meus olhos percorrerem toda aquela rua extensa e com pouca movimentação. - Fique atento a qualquer coisa estranha que possa acontecer. Eu não consigo confiar no que esse homem está falando. - Pensei e direcionei esses pensamentos para Koda e mesmo que fosse apenas cisma minha com o sexo oposto, uma coceirinha atrás da orelha me dizia que precisava ficar esperta.  

Vislumbrei diante de mim a montanha que não estava muito longe de nós, a distância era só mais um portal e estava ansiosa para chegar rápido ao destino final da viagem, porque ali saberíamos realmente o que estava acontecendo. E ao fundo, ouvia as conversas dos rapazes que estavam juntos nessa missão, era algo como alguma batalha ou coisa do tipo e realmente não estava afim de prestar atenção ou tentar uma participação para me enturmar, apenas desejava que terminasse logo com aquilo tudo para voltar ao acampamento.  

Passamos novamente por mais um portal, mas dessa vez um por um. Seria a quarta a fazer a travessia, deixando o nosso guia por último. E o que nos esperava a frente não me agradou nenhum um pouco. O rapaz simpático foi o primeiro a atravessar, seguido pelo loiro e pelo homem mais velho e quando chegou a minha vez não imaginei que estava caindo direto em uma emboscada. O campo magnético que envolvia o portal não deixou com que meus sentidos achassem algo de errado, me deixando completamente desarmada. Assim que atravessei, dei de cara com homens altos, fortemente armados, com trajes iguais e todos estavam muitos sérios. Um deles apontava uma arma na minha cara, enquanto outro aguardava ao lado e quando me viu, pegou todas as coisas que estavam comigo, inclusive meu arco de caça.  

Se pudesse transmitir o que estava sentindo àquela altura, meus olhos com certeza fariam isso. A raiva tomou conta do meu corpo, deixando-o completamente quente, ao mesmo tempo em que o homem que havia pego minhas coisas, me segurou com força e colocou meus braços para trás, segurando-os com firmeza. Não podia fazer nada, nem mesmo tentar escapar. Eram muitos guardas e a arma apontada em minha cabeça dizia que se tentasse qualquer gracinha morreria ali mesmo. Estávamos perdidos. E o último a ser capturado era a última esperança para conseguir avisar quem estivesse no acampamento e torcia para que o mesmo tivesse feito isso antes de atravessar o portal. Por fim, Ackerman sorria triunfante como se tivesse vencido uma batalha e talvez de fato aquela ele realmente tinha ganho, mas não a guerra. Mesmo que isso fosse clichê para caralho.  

Fomos arrastados para a entrada do túnel, que ficava bem abaixo da grande montanha. Em todos os lugares havia guardas e mesmo que a iluminação fosse fraca, era possível ver o grande armamento que possuíam. Deixei que meus olhos se atentassem em qualquer coisa que poderia servir para uma possível fuga, mas nada de diferente existia ali, a não ser grades na parte baixa das paredes de pedra. Com toda a certeza seriam dutos de ar e mesmo que não levasse para saída, levaria para outras salas e se realmente levava como eu estava pensando, seria um ganho e tanto.  

Adentramos o elevador que obviamente bloqueava qualquer tipo de poder ativo que tivéssemos. Descemos vários andares e eu não poderia descrever quantos, mas demorou longos minutos e se não fosse filha de Éolo, estaria incomodada com o ar rarefeito que circundava o lugar. Fomos jogados para dentro de celas que só continha uma cama, travesseiro e sua porta de vidro que não tinha fechadura, mas era trancada por um dispositivo que ficava ao lado de fora.  

Não estava nada contente com aquela situação, me sentia culpada por ter ido e não avisado ninguém, sabia que estava tendo o que pediu, afinal, deveria ao menos ter pedido permissão antes de se meter em algo que sequer tinha sido convidada. A raiva crescia dentro de mim, mas precisava dar lugar a razão e calmaria, mesmo que a situação não fosse nada favorável a nenhum de nós. Meu coração palpitava com rapidez e podia jurar que a qualquer momento saltaria por entre meus lábios. Respirei fundo, fechei os olhos por instantes e ao abrir, analisei através da porta o que tinha do lado de fora. Olhei para as câmeras, eram as de 360º, possivelmente para capturar imagens de toda a sala e mentalmente comecei a contar quanto tempo demoravam para dar a volta completa. - Koda, você ainda consegue me escutar? - Projetei mais uma vez meus pensamentos para o rapaz, enquanto mantinha minha expressão neutra.  


FPA:

Poderes Passivos:

Legado de Íris:

Nome do poder: Mensagens Telepáticas II
Descrição: Os semideuses que possuírem essa habilidade poderão se comunicar com outros seres que possuam inteligência telepática, mesmo que esse esteja distante, desde que um vínculo telepático já tenha sido estabelecido previamente entre eles.
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: Consegue criar vínculos telepáticos permanentes com outros telepatas.
Dano: Nenhum
Caçadoras de Ártemis:

Nome do poder: Sentidos Aguçados
Descrição: Os sentidos são essenciais em uma caçada, de maneira que, tais semideuses, ao juntarem-se a Ártemis, desenvolvem os sentidos, passando a enxergar, ouvir, sentir etc. muito bem, seja durante o dia ou durante a noite.
Gasto de Mp: Nenhum.
Gasto de Hp: Nenhum.
Bônus: +15% em todos os sentidos.
Dano: Nenhum.

Nome do poder: Frieza em Batalha
Descrição: Ao entrarem em batalha, as caçadoras adquirem uma espécie de foco e de frieza. Podendo lutar até ser a última a tombar no campo de guerra sem se abalar por possíveis mortes de companheiras e aliados. No entanto, isso não significa que, após a batalha, a caçadora não seja atingida pela dor da perda de companheiros.
Gasto de Mp: Nenhum.
Gasto de Hp: Nenhum.
Bônus: Nenhum.
Dano: Nenhum.

Itens:
• Arco e Flechas Lunares [Feitas de prata lunar, durante a noite o arco parece emitir uma luz semelhante à da lua, assim como suas flechas. | O arco e as flechas – que são infinitas, se enchendo na aljava sempre que estão perto de acabarem – são invisíveis e intangíveis, até que a semideusa estenda o braço no ar, sendo possível toca-lo e o tornando completamente visível. | Prata Lunar. | Não possui espaço para gemas. | O arco e as a flechas são indestrutíveis, entretanto caso a caçadora deixe a caçada ou quebre seus votos os mesmos irão se quebrar, em caso de morte o arco e a flechas não irão mais funcionar. | 100%, sem danos. | Nível 3. | Lendária. | Presente de Reclamação do grupo Caçadoras de Ártemis.]
TEMPLATE BY EU MESMA SOFYS !!!


Tenente {Sofya} Petrovna
You can get addicted to a certain kind of sadness. Like resignation to the end, always the end. So when we found that we could not make sense. Well, you said that we would still be friends. But I'll admit that I was glad that it was over.
Sofya I. Petrovna
Sofya I. Petrovna
lider das caçadoras
lider das caçadoras

Idade : 19
Localização : O que disse, machista?

Voltar ao Topo Ir em baixo

O fim do Império - Evento de Trama (A Seita) - Página 2 Empty Re: O fim do Império - Evento de Trama (A Seita)

Mensagem por Koda Smith em Qui Jul 04, 2019 7:35 pm



É uma cilada, Bino

Se eu tivesse prestado mais atenção em meus instintos, talvez tivesse salvado todos a tempo.

As coisas pareciam normais, conforme fomos nos conhecendo e Jason foi explicando mais sobre a missão. Ao fim da explicação, não hesitamos em passar pelo portal criado pelo semideus. Mas foi a partir disso que as coisas começaram a ficar estranhas.

No momento em que Jason disse que não havíamos ido para a Inglaterra, algo em mim começou a sinalizar problemas. De acordo com Prowler, que havia puxado conversa comigo, estávamos no Colorado. Sorri para ele, mostrando que havia escutado a curiosidade, mas minha mente já havia começado a trabalhar.

Cheyenne Mountain era uma espécie de base militar, encravada em uma montanha. Se estávamos tão perto desse lugar, as coisas poderiam ficar difíceis se mais mortais se intrometessem. Ainda mais mortais armados até os dentes. Meus olhos encontraram os de Sofya, e a conexão mental foi fácil.

Alguma coisa está muito errada, Soff. — Enviei a mensagem telepática para a Caçadora, assim evitando que outros ouvissem minhas preocupações. — Melhor ficar preparada. — A resposta de Sofya me fez ficar um pouco mais calmo, afinal não estava ficando neurótico sozinho.

Acompanhamos Jason até um ponto mais afastado e então ele começou a abrir os portais. Talvez por medo de ninguém saber para onde fomos, ou então por medo de morrer, mas fechei meus olhos e me concentrei em minha coruja de estimação, Yoshi. Depois de alguns segundos, ouvi ao longe seu pio característico. Como se tivesse sido ensaiado, Romeo havia passado mal, desviando a atenção de todos para ele. Então, me virei para a coruja, com um senso de urgência.

Transmita a seguinte mensagem a Quíron: Não fomos para a Inglaterra. Estamos no Colorado. Cheyenne Mountain. Se nenhum de nós te contatar em vinte e quatro horas, mande ajuda. — Com sorte, Yoshi conseguiria transmitir a mensagem para o centauro utilizando minha própria voz.

Sofya havia atravessado, e só restava Jason e eu. Esperei pacientemente o semideus recuperar as energias e, logo que ele abriu o portal, passei por ele, esperando encontrar meu grupo. De fato, os encontrei. Mas não em condições boas.

Soldados estavam guardando os semideuses, apontando armas para eles. Imediatamente tentei ativar meu teleporte em direção à Sofya, mas apenas um fiapo de luz azul foi emitido de meu corpo. Meus poderes haviam parado de funcionar. Instintivamente ativei meu escudo, pronto para entrar em batalha, quando ouvi o som de armas sendo engatilhadas por todo o galpão. Era uma batalha perdida, então desativei meu escudo e ergui os braços, em sinal de rendição.

Alguns homens vieram até mim e me revistaram, retirando todo o equipamento que carregava. Então um deles encostou um taser em mim e eu apaguei. Após algum tempo, acordei em uma espécie de cela. As coisas foram se encaixando. Havíamos caído em uma armadilha, uma das mais simples, idiotas e efetivas da história. Parte de mim queria simplesmente sentar e chorar, porém havia outra parte que precisava trabalhar. E eu sabia muito bem o que fazer.

Senti que minha adaga havia voltado até mim, devido ao vínculo mágico que tínhamos, então rapidamente a escondi na bainha que ficava em minhas costas. Após isso, sentei de frente para a porta da cela, em posição de lótus, encostando meus punhos um no outro, e comecei a meditar. Minha mente começaria a procurar formas de subjugar o máximo de guardas possíveis, enquanto meu corpo ia reunindo forças. Minha alma esperava que Yoshi tivesse conseguido entregar a mensagem, e que alguém viesse nos buscar.

Fpa:

Poderes Passivos (Athena):
Nível 5
Nome do poder: Inteligência
Descrição: Um filho de Athena é naturalmente inteligente, por sua mãe ser a deusa da sabedoria, o semideus aprende as coisas mais rápido, o que também permite que ele note coisas que outras pessoas não percebem. O semideus de Athena sempre procura uma saída lógica, consegue bolar um plano e encontrar pontos chaves, pois tudo aquilo que não consegue entender lhe deixa frustrado. Ele sempre buscará respostas.
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: +5% das estrategias darem certo. (Aumenta em +5% a cada 5 níveis que o semideus adquirir).
Dano: Nenhum.

Nível 12
Nome do poder: Comunicação Animal
Descrição: O campista pode se comunicar com corujas e com qualquer outro animal noturno.
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: Nenhum
Dano: Nenhum

Nível 17
Nome do poder: Memorização
Descrição: A mente do semideus é capaz de arquivar informações com mais facilidade, lembrando-se de caminhos percorridos, dados sobre coisas que já viu ou conheceu. A boa memória do semideus o faz capaz de lembrar informações importantes sobre o cenário ou sobre inimigos que já enfrentou.
Gasto de MP: Nenhum
Gasto de HP: Nenhum
Bônus: +10% de inteligência e +30% de capacidade memorial
Dano: Nenhum
Extra: Caso o semideus já tenha enfrentado determinado inimigo ou passado por alguma situação, se lembrará de detalhes que o ajudem a superar o problema.

Nível 26
Nome do poder: Foco
Descrição: Com uma das mentes mais apuradas, é difícil distrair um filho de Athena quando este está dedicado a suas ações.
Gasto de MP: Nenhum
Gasto de HP: Nenhum
Bônus: 40% de foco em combate ou atividades.
Dano: Nenhum.

Nível 31
Nome do poder: Racionalidade
Descrição: Apesar de não serem frios e calculistas, filhos de Athena/Minerva possuem como uma de suas principais características a suas capacidades cognitivas apuradas. Graças a isso, eles conseguem ser mais racionais e até mesmo camuflar algumas emoções sentidas. Conseguem captar facilmente traços ou dicas que os ajudem pensar logicamente perante uma situação.
Gasto de MP: Nenhum
Gasto de HP: Nenhum
Bônus: Nenhum.
Dano: Nenhum.

Nível 46
Nome: Aprendizado apurado IV
Descrição: A inteligência de um filho de Athena é um dos pontos mais fortes do semideus, quando bem desenvolvida e estimulada. Ao estudar algo, o filho da deusa da guerra estratégica ganha mais domínio sobre o assunto do que qualquer outro semideus.
Gasto de MP: Nenhum
Gasto de HP: Nenhum
Bônus: +20% de bônus em habilidades aprendidas.
Dano:  +20% de dano em habilidades aprendidas.
Extra: Necessário colocar essa habilidade em destaque, para que narrador esteja ciente do aumento no bônus e dano.

Poderes Ativos (Athena):
Nível 23
Nome do poder: Mensageiro da Deusa
Descrição: Podem enviar uma mensagem de voz por uma coruja, que invocam com um pensamento. A coruja voará até o destinatário e ela ao invés de piar, repetirá com voz do emissor o que ele disse.
Gasto de Mp: 50 MP por invocar a coruja
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: Nenhum
Dano: Nenhum
Extra: Nenhum

Poderes Passivos (Psiquê):
Nível 1
Nome do poder: Capacidade cerebral aumentada
Descrição:  Ao se tornar um Mentalista, o semideus potencializa a capacidade cerebral. Suas sinapses são mais eficientes e sistema nervoso funciona melhor do que qualquer outro semideus ou ser vivo. Isso permite que o Mentalista use de sua mente como sua principal arma, sem enlouquecer ou sofrer danos cerebrais durante o uso das habilidades.
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: Nenhum
Dano: Nenhum

Nível 2
Nome do poder: Memória Fotográfica
Descrição: Os mentalistas possuem uma memória perfeita. Ao se depararem com um estímulo, ele irá lembrar futuramente, mesmo depois de um longo tempo. A memória aqui não se prende apenas ao visual, envolve também os outros sentidos do corpo. Senso assim, poderá lembrar de um som, de um cheiro, de um gosto em específico.
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: Nenhum
Dano: Nenhum

Nível 10
Nome do poder:  Blindagem Psíquica
Descrição: A mente dos seguidores de Psiquê é sua principal benção. Assim, eles se tornam imunes contra poderes mentais que visam ler, alterar ou subjugar a sua mente ou danificar o cérebro. Apenas seres com 10 níveis a mais de diferença conseguem provocar efeitos em um mentalista.
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de HP: nenhum
Bônus: 90% de defesa contra poderes mentais de todos os tipos.
Dano: Nenhum

Nível 30
Nome do poder:  Meditação II
Descrição: A habilidade de meditação ficou ainda melhor, o mentalista consegue equilibrar tanto alma, corpo e natureza dentro de si.
Gasto de Mp: nenhum
Gasto de HP: nenhum
Bônus: +30% em força, agilidade e velocidade.
Dano: Nenhum
Extra: Obrigatoriamente é necessário sacrificar um tempo para meditar e esse tempo é equivalente a quantidade de tempo que a meditação foi realizada. Ou seja, ao meditar por 1 turno, o poder da meditação irá durar os 2 turnos seguintes. Ao meditar 2 turnos, o poder reunido irá durar 4 turnos... E assim por diante.

Poderes Ativos (Psiquê):
Nível 20
Nome do poder: Telepatia III
Descrição: O mentalista está se tornando um mestre telepata. Agora, ele consegue ler até cinco mentes diferentes e comunicar-se entre elas de maneira clara e sucinta. Nesse nível, a comunicação pode dar-se até mesmo com imagens, não reproduzindo apenas a voz do telepata na mente dos outros.
Gasto de MP: 5 por turno ativo.
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: Nenhum
Dano: Nenhum
Extra: A telepatia é uma habilidade que permite apenas a leitura e comunicação mental, não há nenhum controle ou influência mental.

Equipamento:
• Tatuagem Azul [Uma pequena tatuagem azulada, com o desenho de preferência do mentalista, que pode deixar a pele do semideus, se transformando em uma espada de acordo com o desejo do seu portador. | O efeito da espada, quando ativado, faz com que o mentalista seja capaz de se comunicar mentalmente com qualquer forma de vida animal, podendo o controlar por até dois turnos. Sendo que animais de porte pequeno, como insetos, podem ser controlados em quantidade, ao contrário de animais grandes como coelhos, veados etc. Tal poder só poderá ser utilizado até duas vezes por missão, evento, pvp etc. | Ouro Imperial. | Não possui espaço para gemas. | Resistência beta. | 100%, sem danos. | Nível 3. | Lendária. | Presente de Reclamação do grupo Mentalistas de Psiquê.]

• Escudo Guardião [Um escudo circular, diferente dos escudos a moda grega, que fica retraído em uma manopla, sendo ativado a um comando mental do usuário, se expandindo e ativando, para a proteção do usuário. Grande o suficiente para proteger metade do corpo do usuário. | Efeito de transformação: Sua forma original é uma manopla que cobre todo o antebraço, mas apenas uma parte da mão. Com o desejo do usuário, ele se expande formando o escudo. | Efeito 1: Quando ativado no momento certo, segundos antes de receber um ataque proveniente de energias (raios, trevas, elementos, etc.) O escudo pode refletir o ataque; Efeito 2: Quando utilizado ofensivamente, o Escudo tem 60% de chances de provocar atordoamento com o impacto, deixando-o mais lento e confuso (Custo de 20MP por impacto).| Bônus de forja, bônus de dano épico e FPA aplicados no dano base | Bônus épico: + 20% de dano crítico. | Vibranium | Espaço para 2 gema | Super Alfa | Dano base: 109 | Épico | Status 100%, sem danos | Forjado por Nikolaev]

Leviathan [Machado com 73cm de comprimento, possuindo uma face laminada extremamente afiada. Seu corpo é feito de madeira reforçado, o metal presente no item possui runas que confere ao machado a propriedade de magicamente perigoso. | Efeito 1: Ao jogar o machado, o usuário poderá comandar que ele volte para a sua mão. Só possui efeito em uma distância de até 50m, mais do que isso o retorno irá falhar.; Efeito 2: Encantado com o elemento gelo, o machado irá produzir uma rajada congelante que provocará lentidão nos movimentos. A depender da proximidade, poderá retirar -25HP e congelar um membro do corpo. Só pode ser usado 1 vez a cada três turnos. | Ferro Estige | Beta | Espaço para 1 gema | Status: 100%, sem danos | Mágico | Comprado no Pandevie Magie]

• Adaga de Bronze Celestial [Com o cabo de madeira e lâmina de bronze celestial, a adaga tem fio em ambos os lados, com cerca de vinte centímetros de comprimento. | Efeito 1: a arma é revestida por uma fina corrente de ar, tão fina que acaba permitindo um corte mais afiado, provocando 20% a mais de dano e dobra as chances de causar danos a materiais de resistência superior | Efeito 2: Ligação com o dono: a arma sempre irá retornar para o dono, aparecendo ao seu lado | Bronze Celestial e Madeira | Suporte para uma gema simples | Beta | Status: 100%, sem danos | Épica | Mini-Evento: o passado se torna o presente]    


Koda Smith
Koda Smith
mentalistas de psique
mentalistas de psique

Idade : 22
Localização : Mais perdido que filho de Olimpiano no Dia dos Pais

Voltar ao Topo Ir em baixo

O fim do Império - Evento de Trama (A Seita) - Página 2 Empty Re: O fim do Império - Evento de Trama (A Seita)

Mensagem por Narrador em Sab Jul 06, 2019 3:17 pm


O fim do Império
Se dúvidas de mim não me conhece, se confias em mim me desconhece.

Hans ainda processava o que tinha acontecido. Sua mente estava uma bela confusão de corpos e presenças devido a quantidade de pessoas que tinha detectado ao longo do caminho pelos corredores e elevadores do subterrâneo. Mais de 100 humanos e pelo menos 50 presenças mais hostis tinham sido contabilizadas por ele... sem contar é claro, naquilo que ele não tinha conseguido analisar. Perceber isso tinha lhe deixado tenso e levemente apavorado na cela, algo que os espectadores que o assistiam pareciam aproveitar muito bem. Perceber esses sentimentos transpassando as expressões de Hans fez com que ele fosse o escolhido pelos torturadores para ser levado, assim, algumas horas depois de ter sido preso a sua cela ele foi liberado e arrastado para outro lugar.

DESAFIOS

• Hans, você foi levado da sua sala para uma das muitas áreas de tortura. O soldado que te arrastou parece extremamente ameaçador, mas na verdade é um dos poucos aliados ali dentro. Ao chegar na sala você irá descobrir que ele não é uma ameaça e que as câmeras da sala de tortura estão temporariamente desligadas. Você terá chance de entrevistas seu torturador (aliado) e conseguir com eles mais informações da base. Me envie um questionário com as perguntas que deseja que eu responda como narrador por MP, enviarei as respostas novamente e você devera colocá-las em seu post junto as suas reações ao descobrir tudo. Além disso, ao fim da postagem você realmente deve descobrir uma maneira de ser afetado pelo aliado, pois precisam encenar a tortura e você precisa voltar para a cela com ferimentos convincentes.

Sofya percebeu que sua ligação tinha sido rompida no minuto que pisou na cela e tentou enviar uma mensagem a Koda. O que quer que estivesse bloqueando seus poderes também tinha quebrado aquela ligação, mas ela ainda tinha aquela pequena esperança de ter descoberto algo sobre os dutos de ar. A garota tinha sido retirada da cela minutos depois de ter sido colocada nela e pode assistir de perto a situação de seus colegas de missão. Todos os quatro permaneciam ali dentro e ela como a única garota do grupo tinha sido arrastada para outro lugar.

A presença de semideusas mulheres era rara naquele compartimento, então Sofya era considerada uma preciosidade para os cientistas. Por conta disso foi levada para algum lugar dez andares acima dos garotos e arrastada por corredores com salas de laboratório. Ela pode vislumbrar uma geladeira, incubadoras diversas e uma sala fechada com dizeres “Entrada especial” antes de ser atirada em uma espécie de sala de coleta. Ali prenderam a garota em uma cadeira e deixaram que os cientistas começassem a trabalhar.

DESAFIO

• Sofya, você foi presa em uma sala de laboratório de coleta. Os cientistas farão coleta de sangue, saliva, raio x e tudo que puderem tirar de você. É como se você estivesse passando por uma serie de exames médicos e como caçadora é claro que você não aceitaria isso. Narre como foi passar pela fase de coleta e como você tentou resistir. Não vão deixar de tirar o que precisam de você e vão usar tudo que possuírem para isso (como uma tortura).

Prowler e Romeo foram retirados da sala em conjunto. O primeiro tinha conseguido a informação sobre a sala de armas e agora que conhecia sua existência também buscava novas informações que pudessem lhe levar até ela. Romeo por sua vez tinha conseguido analisar os soldados e percebera que eles não andavam armados com itens para matar e sim para conter os semideuses, o que por si só já dava uma pequena vantagem a eles.

Os dois garotos tinham sido arrastados pelo mesmo corredor, mas foram jogados em salas diferentes. O tratamento para ambos foi idêntico. Atirados em cadeiras os garotos tiveram algo aplicado em sua pele através de uma agulha intravenosa presa a uma injeção. O líquido viscoso era azul e não tinha cheiro, mas em contato com a pele causava uma sensação estranha de dormência que entorpecia os sentidos. O que quer que fosse aquilo, não os tinha deixado nada bem.

Prowler piscou algumas vezes de maneira tonta. Aquilo não era veneno, ele teria reconhecido se fosse e provavelmente não teria sofrido com seu efeito, como agora acontecia. A sala toda parecia girar e assim que foi erguido e atirado em uma nova sala a sensação pareceu triplicar para entorpecer ainda mais seus sentidos.

— Lute ou morra — O soldado as suas costas informaram antes de atirar uma faca em direção a ele e fechar a porta, desaparecendo daquela sala. Do outro lado uma nova porta se abriu e por ela passou uma criatura felina. Tinha pelo menos dois metros de altura e era uma mistura de homem com leão. Ele estava armado, furioso e pronto para atacar. Prowler lutaria?

Na sala ao lado Romeo começava a sentir os efeitos da droga injetada em seu sangue. O garoto tentava resistir a ela e estava raivoso, mas foi contido por três soldados que o arrastaram e o jogaram em uma sala muito parecida com de Prowler. Deram a ele um tipo de machadinha e fecharam a porta atrás de si, deixando-o sozinho ali dentro. — Mostre-nos do que é capaz — O autofalante ressonou na pequena sala, o fazendo fechar a expressão ainda mais enfurecido. A sua frente uma segunda porta se abriu e o garoto furioso agarrou a arma pronto para atacar quem quer que estivesse do outro lado e foi assim que viu a criatura. O humanoide era uma mistura de homem com águia, parecia arredio, perigoso e encarava Romeo de maneira faminta.

DESAFIO
• As salas em que vocês foram colocados é um tipo de cela especial blindada para conter uma explosão nuclear. Suas portas só podem ser abertas pelo lado de fora e aparentemente não existe outra saída de não aquela pela qual vocês entraram (no caso de Prowler são duas, a que ele entrou e a que o monstro entrou).
• O desafio de vocês é tentar derrotar o monstro a sua frente. Cada um de vocês tem direito a duas ações por postagem contra os monstros, mas não digam como a criatura o atacou, narrarei isso na próxima postagem quando direi se sua ação deu ou não certo. As ações podem ser de defesa ou ataque.
• Nessa sala seus poderes voltaram a funcionar temporariamente (ATIVOS LIBERADOS).

Koda foi o último a ser arrastado de sua cela. Muito tempo tinha se passado desde que os outros tinham sido levados, restando ao garoto permanecer ali sozinho e preso aos próprios pensamentos. Sua adaga tinha retornado e ele conseguira escondê-la de maneira furtiva antes dos soldados retornarem para arrastá-lo para fora.

Guiado pelos corredores ele subiu alguns andares para cima da prisão e foi atirado em uma espécie de sala fechada com um vidro. Foi assim que percebeu o que estava do outro lado e o que viu o deixou em desespero, afinal se não fizesse algo e rápido, alguém morreria e bem na sua frente.

DESAFIO
• Seu desafio é um pouco mais complexo do que o da maioria e por isso tudo que você está vendo será enviado por MP. Suas ações podem matar ou salvar alguém, boa sorte com isso.
• Você não tem permissão de compartilhar as informações que lhe serão enviadas e se eu perceber na postagem de outros que elas vazaram de alguma maneira, seu personagem será morto pelos guardas que te vigiam.

REGRAS:

• Mínimo de 20 linhas por postagem.

• Prazo: 11/07/2019 a meia noite.

• Poderes e habilidades utilizados em Spoiler (para quem pode usar).

• Koda, para melhor aproveitamento da missão peço que não compartilhe os dados recebidos com seus colegas.

• Dúvidas MP ou Discord, boa sorte.


Narrador
Realizando sonhos e contando historias

Narrador
Narrador
Narrador
Narrador


Voltar ao Topo Ir em baixo

O fim do Império - Evento de Trama (A Seita) - Página 2 Empty Re: O fim do Império - Evento de Trama (A Seita)

Mensagem por Sofya I. Petrovna em Sab Jul 06, 2019 9:59 pm

Oh! Fuck.
WELCOME!!!
Não sabia do que a cela era feita e não tinha a menor vontade de saber, mas seja do que fosse o material, ela conseguia bloquear todas as tentativas de manter uma conexão mental com o filho de Athena e isso não me agradava nenhum pouco, não tinha mais com quem contar a não ser comigo mesma e minha própria sanidade, que já não era muita. Suspirei pausadamente e fechei os olhos mais uma vez, organizar os pensamentos ajudaria a não surtar e xingar todos que transitavam pelo lugar e além do mais, estava completamente curiosa com o que havia visto na parte de cima. Se houvesse a mínima chance de sair, mesmo que por poucos minutos, exploraria o máximo que conseguisse. A Seita escondia bem mais do que a vã consciência de alguém conseguia entender e mesmo que custasse minha própria vida, iria descobrir o quê.  — Que saco. - Sussurrei para mim mesma, mas meus devaneios não duraram por muito tempo. Um murmurinho atrás de mim chamou atenção, pessoas com roupas de cientistas andavam para lá e para cá, se misturando em meio a tantos guardas. Eles pareciam estar com pressa e cochichavam algo entre si e mesmo que me esforçasse o máximo para entender ou captar alguma frase, era praticamente impossível ali dentro.  

Uma mulher que aparentava estar na altura de seus trinta e seis anos e que sustentava um olhar superior a todos os outros, apontou em minha direção e a única coisa que pude entender em todos aqueles minutos que estava ali dentro me apavorou. Os meus olhos arregalaram a cada palavra que consegui ler de seus lábios. “Eu preciso daquela ali”. Meu corpo parou exatamente onde estava, as minhas mãos se fecharam em punhos e dessa vez senti meu coração parar por um milésimo de segundo. Eu estava ferrada.

O mesmo guarda que havia me jogado na cela, me pegou com força pelo braço esquerdo e puxou para fora, arrastando para onde estava as escadas. Virei meu rosto e encarei um por um os outros que ainda estavam presos, deixando por último Koda, ao qual parecia não entender o que estava acontecendo. Engoli a seco, sentindo um murro na ponta do meu estômago, como se a vida estivesse me dizendo que dali eu já não veria mais ninguém. Entreabri os lábios para dizer algo antes de sumir da vista dos rapazes que haviam ido comigo. — Me salva. - Àquela altura já não continha as lágrimas que caiam em minhas bochechas e paravam na minha boca, me mostrando que talvez nada mais poderia ser feito.

Arrastada escada acima, não tinha razão que pudesse ter lugar naquela situação. Completamente tomada pelo desespero e medo que invadiam meu corpo e transpassavam como espada de ponta afiada, me debati nos braços daquele homem que me apertava cada vez que eu tentava escapar e mesmo que estivesse sendo em vão, não pararia de me debater. Dos meus lábios deixava gritos de socorro romper corredor a fora e ali descobri que não era uma decisão correta a ter tomado. O homem parou de andar e me jogou contra a parede, colocando seus braços nas laterais do meu corpo e me prensando contra o concreto frio, enquanto sussurrava com uma voz e um sotaque nojento.  

— Eu só não acabo com você aqui mesmo porque precisam dessa delicinha lá dentro. - Ele apontava em direção a uma das várias portas que possuía uma placa de metal escrita “Entrada especial”. - Mas quando não quiserem, me aguarde. - E a última coisa que vi na minha frente foi seu punho fechado vindo diretamente em meu rosto, a partir dali tudo se tornou escuridão e vazio. Me encontrava em uma espécie de corredor escuro, algo que não tinha fim e não era iluminado, ao fundo ouvia a voz de mamãe gritando para ter cuidado. Girei meu corpo no próprio eixo e olhei para trás, procurando-a e constatando que ela não estava lá. Corri o mais rápido que podia e quanto mais corria, mais lento meus pés ficavam. Estava sonhando.  

Uma dor dilacerante invadiu todo o meu ser, meus pés e mãos se tencionaram e minha cabeça doía tanto que mal podia ouvir meus próprios pensamentos. Abri os olhos, a visão turva me deixou ver que estava amarrada a uma cadeira de tortura, a minha volta pessoas mexiam em tubos e aparelhos de pesquisa química. A sala oval era branca e continha várias macas, além de um aparelho de choque que deduzi que haviam usado em mim instantes antes. Eu estava sendo usada como rato de laboratório. — Mas que merda é essa? ME TIREM DAQUI!!!! - Eu gritei o mais alto que podia, enquanto tentava tirar os meus braços que estavam presos. Mas ninguém me dava ouvidos ou pareciam notar minha presença, apenas continuavam a fazer o seu trabalho normalmente.  

Alguns minutos mais tarde um dos guardas me tirou as amarras que prendiam meus pulsos e pernas, levantou e me arrastou para um cômodo que até então eu não havia notado. Era na verdade uma redoma de vidro que continha um chuveiro, ele entrou comigo e segurou meus braços para trás e a mulher que havia visto anteriormente se aproximou de mim, me olhou nos olhos e sem pudor algum começou a me despir. Tirou as calças que eu usava, seguido da blusa de frio e a regata que estava por baixo. Mais uma vez arregalei meus olhos e olhei em volta, constatando que a maioria dos cientistas que estavam naquele ambiente eram homens. — Não, por favor. Não. - Implorei, como quem implora por sua própria vida. E não era isso que estava fazendo no fim?  

A cientista tirou por fim as minhas roupas intimas e com um aceno de cabeça mandou o homem sair, em seguida a mesma também saiu. Fecharam a porta da redoma e apertaram um mecanismo que estava ao lado, o que fez liberar um jato de água fria em cima de mim. Coloquei as mãos em frente ao rosto e abaixei, encolhendo completamente meu corpo para que não pudessem ver nada. Ali mesmo eu chorei o quanto podia, chorei por fragilidade, chorei por ser fraca, chorei porque lá no fundo eu também sentia como todos os outros.  

Não sei quanto tempo senti a água gélida correr por meu corpo, meus músculos doíam e todo o resto do meu corpo também. Olhei para os meus braços e vi marcas de picadas de agulha por toda sua extensão, as veias saltadas mostravam que tinham tirado meu sangue no tempo em que estava desmaiada. E sequer deduzia o que mais estava por vir. Então fui tirada daquela redoma e posta novamente na cadeira. Tremia dos pés à cabeça, meus dentes trincavam para segurar o frio que sentia e sem conseguir me mexer, ainda tentava esconder o meu corpo dos olhares dos homens que se faziam presente. Fechando meus punhos e juntando o restante de força que ainda me sobrava, pensei em algo ou qualquer coisa que poderia ser feita, porquê sabia que poder algum seria o suficiente ali dentro, mas no fim só me restava gritar, implorar e me debater.  

As vezes a mulher mandava o guarda me conter e isso era feito da forma mais bruta possível. Ora recebia socos no estômago, ora chutes nas pernas, mas tudo isso era feito enquanto os demais tiravam mais sangue de mim e quando decidiram que estava na hora de coletar a saliva, uma ideia passou por minha mente e por mais que pudesse sofrer as consequências, iria machucar alguém tanto quanto estava sendo machucada.  

Ao ver um homem de estatura baixa e totalmente calvo se aproximar com uma espátula, o encarei com todo o ódio que estava sentindo e quando o vi próximo demais, lhe dei uma cabeçada com força. Ri alto quando ele cambaleou e percebeu que seu nariz estava sangrando, mas minha alegria não durou muito. Segundos depois um outro soco atingiu meu rosto e eu desmaiei, o escuro meu abraçou outra vez e pelo menos ali eu estava segura.  

FPA:

Poderes Passivos:

Éolo:

Nome do poder: Bipolaridade
Descrição: Os filhos de Éolo assim como o vento são imprevisíveis, podendo demonstrar várias personalidades ao longo do dia sem muito problema. Por conta disso é natural que quando muito emotivos (com raiva ou apaixonados por exemplo) comecem a flutuar sem perceber.  
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: Nenhum
Dano: Nenhum.

Itens:
• Arco e Flechas Lunares [Feitas de prata lunar, durante a noite o arco parece emitir uma luz semelhante à da lua, assim como suas flechas. | O arco e as flechas – que são infinitas, se enchendo na aljava sempre que estão perto de acabarem – são invisíveis e intangíveis, até que a semideusa estenda o braço no ar, sendo possível toca-lo e o tornando completamente visível. | Prata Lunar. | Não possui espaço para gemas. | O arco e as a flechas são indestrutíveis, entretanto caso a caçadora deixe a caçada ou quebre seus votos os mesmos irão se quebrar, em caso de morte o arco e a flechas não irão mais funcionar. | 100%, sem danos. | Nível 3. | Lendária. | Presente de Reclamação do grupo Caçadoras de Ártemis.]
TEMPLATE BY EU MESMA SOFYS !!!


Tenente {Sofya} Petrovna
You can get addicted to a certain kind of sadness. Like resignation to the end, always the end. So when we found that we could not make sense. Well, you said that we would still be friends. But I'll admit that I was glad that it was over.
Sofya I. Petrovna
Sofya I. Petrovna
lider das caçadoras
lider das caçadoras

Idade : 19
Localização : O que disse, machista?

Voltar ao Topo Ir em baixo

O fim do Império - Evento de Trama (A Seita) - Página 2 Empty Re: O fim do Império - Evento de Trama (A Seita)

Mensagem por Koda Smith em Seg Jul 08, 2019 7:38 pm



Draw My Life

Graças a meditação, consegui manter minha mente calma e pensativa. Se não fosse por isso, provavelmente estaria me jogando na parede, tentando de alguma forma escapar daquela prisão. Porém não podia me desesperar. Por fim, antes que eu pudesse pensar em qualquer plano para fugir e salvar meus colegas, dois brutamontes vieram até minha cela, me seguraram pelos braços e me arrastaram pelo complexo.

Enquanto andava, tentei memorizar o caminho que estava fazendo, procurando principalmente por qualquer coisa que pudesse me ajudar a hackear o complexo. Ou pelo menos desligar os inibidores. Porém, mesmo que eu encontrasse qualquer coisa, não teria chance de sair correndo sem ser morto pelos guardas, que estavam fortemente armados.

Depois de alguns segundos, finalmente chegamos ao meu destino. Uma cela, parecida com a primeira em que me prenderam. Com uma porta de vidro que provavelmente era aberta por algum mecanismo, eles me jogaram lá dentro e, antes que eu sequer pudesse esboçar alguma reação, dois rifles M16 estavam apontados em minha direção.

— Nem pense nisso, seu merda. — Um dos brutamontes, que mal conseguia abrir a boca de tão torta que era, me ameaçou. — Você vai ficar aqui, assistindo o show. Se ficar enjoado do entretenimento, pode desenhar — E saíram rindo, me deixando sozinho.

De fato, havia uma espécie de tela mágica jogada em algum canto da cela. Fui até o brinquedo porém, quando ia desenhar alguma coisa, ouvi barulhos vindo do exterior da cela. Duas pessoas foram jogadas lá dentro, com armas nas mãos. Prowler e Romeo. Os dois pegaram as armas e, em uma reviravolta que eu não esperava, começaram a se atacar.

— Parem! Vocês são colegas de missão! PAREM! — Minha voz saia de forma rasgada de minha garganta, porém a urgência era ainda maior. Não sabia o que havia acontecido com Sofya e Hans, mas precisava fazer alguma coisa para impedir aquela matança. Gritei e esmurrei o vidro, mas eles não me escutavam. Por fim, havia apenas uma coisa que poderia fazer.

Havia alguma coisa errada com as auras dos dois, como se tivessem sido drogados ou algo do tipo, não estando em juízo perfeito. Mas talvez eles tivessem com juízo suficiente para brincar de Imagem e Ação.

Peguei a tela mágica e comecei a desenhar duas pessoas. Uma delas estava envolto em algo que seria um manto roxo e a outra estava envolta em folhas e frutas. Empreguei todo o meu conhecimento aprendido nas aulas de Belas Artes, na Universidade Nova Roma. Quando terminei meu desenho, não deixei os rostos reconhecíveis, mas coloquei o máximo de características possíveis dos dois. Contudo, no momento em que levei a tela ao vidro, para que ambos pudessem ver minha arte finalizada, a tela havia se apagado. Meu primeiro impulso havia sido de atirar o objeto na parede, porém algo me fez parar.

Os desenhos que estavam na tela agora habitavam as paredes da minha cela, de forma muito maior e mais vistosa. Se Prowler e Romeo ainda mantivessem um pouco de sua sanidade, poderiam ver meus desenhos e identificar que não estavam lutando contra o inimigo, e sim contra as únicas pessoas, naquele momento, em que podiam confiar.

Fpa:

Poderes Passivos (Athena):
Nível 3
Nome do poder: Dicção
Descrição: O campista tem uma ótima dicção, podendo assim convencer monstros e pessoas sobre algo que ele queira.
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: +10% em poderes ativos que envolvam persuasão com palavras, ou na mente.
Dano: +5% no poder ativo, se funcionar.

Nível 5
Nome do poder: Inteligência
Descrição: Um filho de Athena é naturalmente inteligente, por sua mãe ser a deusa da sabedoria, o semideus aprende as coisas mais rápido, o que também permite que ele note coisas que outras pessoas não percebem. O semideus de Athena sempre procura uma saída lógica, consegue bolar um plano e encontrar pontos chaves, pois tudo aquilo que não consegue entender lhe deixa frustrado. Ele sempre buscará respostas.
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: +5% das estrategias darem certo. (Aumenta em +5% a cada 5 níveis que o semideus adquirir).
Dano: Nenhum.

Nível 17
Nome do poder: Memorização
Descrição: A mente do semideus é capaz de arquivar informações com mais facilidade, lembrando-se de caminhos percorridos, dados sobre coisas que já viu ou conheceu. A boa memória do semideus o faz capaz de lembrar informações importantes sobre o cenário ou sobre inimigos que já enfrentou.
Gasto de MP: Nenhum
Gasto de HP: Nenhum
Bônus: +10% de inteligência e +30% de capacidade memorial
Dano: Nenhum
Extra: Caso o semideus já tenha enfrentado determinado inimigo ou passado por alguma situação, se lembrará de detalhes que o ajudem a superar o problema.

Nível 26
Nome do poder: Foco
Descrição: Com uma das mentes mais apuradas, é difícil distrair um filho de Athena quando este está dedicado a suas ações.
Gasto de MP: Nenhum
Gasto de HP: Nenhum
Bônus: 40% de foco em combate ou atividades.
Dano: Nenhum.

Nível 31
Nome do poder: Racionalidade
Descrição: Apesar de não serem frios e calculistas, filhos de Athena/Minerva possuem como uma de suas principais características a suas capacidades cognitivas apuradas. Graças a isso, eles conseguem ser mais racionais e até mesmo camuflar algumas emoções sentidas. Conseguem captar facilmente traços ou dicas que os ajudem pensar logicamente perante uma situação.
Gasto de MP: Nenhum
Gasto de HP: Nenhum
Bônus: Nenhum.
Dano: Nenhum.

Nível 33
Nome do poder: Campo de visão
Descrição: Tão ligados a coruja, símbolo de Athena/Minerva, os filhos da deusa desenvolvem a capacidade de enxergar o campo ao seu redor como uma coruja que pode virar seu pescoço a quase 360º graus.
Gasto de MP: Nenhum
Gasto de HP: Nenhum
Bônus: +50% de chances de perceber um ataque surpresa.
Dano: Nenhum.

Nível 34
Nome: Aprendizado apurado III
Descrição: A inteligência de um filho de Athena é um dos pontos mais fortes do semideus, quando bem desenvolvida e estimulada. Ao estudar algo, o filho da deusa da guerra estratégica ganha mais domínio sobre o assunto do que qualquer outro semideus.
Gasto de MP: Nenhum
Gasto de HP: Nenhum
Bônus: +15% de bônus em habilidades aprendidas.
Dano:  +15% de dano em habilidades aprendidas.
Extra: Necessário colocar essa habilidade em destaque, para que narrador esteja ciente do aumento no bônus e dano.

Nível 38
Nome do poder: Instinto heroico
Descrição: Athena/Minerva foi uma deusa que auxiliou vários heróis durante a antiguidade. Seu papel foi tão fundamental em diversos mitos que é proferido até os dias atuais. Ser filho dessa deusa deu a capacidade de você conquistar mais facilmente aliados, convencendo pessoas com índole neutro-bom a juntar a sua causa.
Gasto de MP: Nenhum
Gasto de HP: Nenhum
Bônus: +60% de convencer alguém a ser um aliado.
Dano: Nenhum.

Nível 46
Nome: Aprendizado apurado IV
Descrição: A inteligência de um filho de Athena é um dos pontos mais fortes do semideus, quando bem desenvolvida e estimulada. Ao estudar algo, o filho da deusa da guerra estratégica ganha mais domínio sobre o assunto do que qualquer outro semideus.
Gasto de MP: Nenhum
Gasto de HP: Nenhum
Bônus: +20% de bônus em habilidades aprendidas.
Dano:  +20% de dano em habilidades aprendidas.
Extra: Necessário colocar essa habilidade em destaque, para que narrador esteja ciente do aumento no bônus e dano.

Poderes Passivos (Psiquê):
Nível 1
Nome do poder: Capacidade cerebral aumentada
Descrição:  Ao se tornar um Mentalista, o semideus potencializa a capacidade cerebral. Suas sinapses são mais eficientes e sistema nervoso funciona melhor do que qualquer outro semideus ou ser vivo. Isso permite que o Mentalista use de sua mente como sua principal arma, sem enlouquecer ou sofrer danos cerebrais durante o uso das habilidades.
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: Nenhum
Dano: Nenhum

Nível 2
Nome do poder: Memória Fotográfica
Descrição: Os mentalistas possuem uma memória perfeita. Ao se depararem com um estímulo, ele irá lembrar futuramente, mesmo depois de um longo tempo. A memória aqui não se prende apenas ao visual, envolve também os outros sentidos do corpo. Senso assim, poderá lembrar de um som, de um cheiro, de um gosto em específico.
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: Nenhum
Dano: Nenhum

Nível 5
Nome do poder: Inteligência Múltipla – Lógica.
Descrição: O cérebro possui múltiplas inteligências que os seres humanos desenvolvem com treinos ou a desenvolvem naturalmente. O mentalista agora possui a inteligência lógica apurada, tendo o seu “Centro de Broca” mais ativo no momento. Essa é a inteligência empregada para resolver problemas lógicos e matemáticos. É a capacidade para utilizar o raciocínio dedutivo e de calcular corretamente. É a inteligência que costumam ter os cientistas, matemáticos, engenheiros e aqueles que utilizam cálculos e deduções (trabalham com conceitos abstratos, elaboram experimentos).
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: Suas estratégias ganham mais credibilidade; +20% de assertividade em arremesso de itens, graças aos cálculos realizados
Dano: Nenhum

Nível 9
Nome do poder:  Leitura empática
Descrição: a empatia é a capacidade de sentir e/ou perceber o que os outros estão sentindo no momento. Nesse nível, os mentalistas conseguem interpretar as emoções dos outros seres vivos.
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: Nenhum
Dano: Nenhum

Nível 10
Nome do poder:  Blindagem Psíquica
Descrição: A mente dos seguidores de Psiquê é sua principal benção. Assim, eles se tornam imunes contra poderes mentais que visam ler, alterar ou subjugar a sua mente ou danificar o cérebro. Apenas seres com 10 níveis a mais de diferença conseguem provocar efeitos em um mentalista.
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de HP: nenhum
Bônus: 90% de defesa contra poderes mentais de todos os tipos.
Dano: Nenhum

Nível 15
Nome do poder: Inteligência Múltipla – Espacial
Descrição: O cérebro possui múltiplas inteligências que os seres humanos desenvolvem com treinos ou a desenvolvem naturalmente. O mentalista agora possui a inteligência espacial apurada, tendo o hemisfério direito mais ativo no momento. É a habilidade para pensar em três dimensões. Uma capacidade que nos possibilita perceber imagens externas, internas, transformá-las ou modificá-las e produzir ou decodificar informações gráficas. Pilotos, escultores, pintores, marinheiros e arquitetos são exemplos claros. Pessoas que gostam de elaborar mapas, quadros, desenhos, esquemas, plantas de casas.
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de HP: nenhum
Bônus: Ganha uma visão espacial, podendo ter noções de tamanho, profundidade e densidade de prédios e ambientes urbanos. Sabe ler qualquer tipo de mapa.
Dano: Nenhum

Nível 20
Nome do poder:  Tecnopatia
Descrição: A capacidade apurada de compreender os sistemas tecnológicos, assim como manipulá-los. Essa habilidade é diretamente ligada ao poder ativo chamado transdução.
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: 80% de conseguir hackear algum sistema.
Dano: Nenhum

Nível 23
Nome do poder:: Auras
Descrição: Os seguidores de Psiquê possuem a capacidade de ver a aura dos seres vivos. São como uma luz translucida que envolve tudo o que é vivo. Dizem que é a habilidade de ver a cor da alma. Cada mentalista tem uma interpretação diferente para as cores das auras, não havendo assim um padrão de cores.
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: Nenhum
Dano: Nenhum

Nível 40
Nome do Poder: Alma protegida
Descrição: Psique é a deusa das almas, logo, seus mentalistas tem a alma protegida e qualquer tipo de poder de invasão, possessão ou coisas que possam prejudica-los de alguma maneira.
Gasto de MP: Nenhum
Gasto HP: Nenhum
Bônus: A alma do mentalista é 100% protegida, imune a qualquer tipo de possessão que possa corrompe-lo.
Dano: Nenhum
Extra: Nenhum

Nível 43
Nome do poder: Corpo equilibrado III
Descrição: O mentalista acabou de tornar-se um mestre do equilíbrio. Ninguém conseguirá equilibrar-se como esse semideus, assim como manter as coisas equilibradas em seu corpo. Agora ele consegue andar naturalmente por superfícies escorregadias, íngremes e nos espaços mais inusitados.
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: +100% de equilíbrio
Dano: Nenhum

Habilidades da UNR:
2º Semestre
Nome do poder: Visão Espacial
Descrição: A noção de espaço é fundamental para as artes, seja para ter noção de como mover-se em um palco ou para calcular espaços em um desenho. Nesse semestre, os estudos serão focados para o desenvolvimento da visão espacial do estudante, tornando cada vez mais natural a sua percepção de espaço e tamanhos.
Gasto de Mp: Nenhum
Bônus: Melhora na visão espacial, sabendo lidar melhor com o cenário ao seu redor.

4º Semestre
Nome do poder: Especialização em Artes Visuais
Descrição: Esse semestre o estudante irá desenvolver a sensibilidade e a criatividade. Terá o conhecimento de várias linguagens visuais, técnicas e materiais para expressar as suas ideias. Pode mexer com desenho, pintura, escultura, gravura ou arte digital.
Gasto de Mp: Nenhum
Bônus: Ganha a habilidade de desenhar, esculpir e principalmente a de usar tecnologia sem ser rastreado por monstros, por toda a desenvoltura em técnicas digitais que envolve a criação de arte.

Equipamento:
• Tatuagem Azul [Uma pequena tatuagem azulada, com o desenho de preferência do mentalista, que pode deixar a pele do semideus, se transformando em uma espada de acordo com o desejo do seu portador. | O efeito da espada, quando ativado, faz com que o mentalista seja capaz de se comunicar mentalmente com qualquer forma de vida animal, podendo o controlar por até dois turnos. Sendo que animais de porte pequeno, como insetos, podem ser controlados em quantidade, ao contrário de animais grandes como coelhos, veados etc. Tal poder só poderá ser utilizado até duas vezes por missão, evento, pvp etc. | Ouro Imperial. | Não possui espaço para gemas. | Resistência beta. | 100%, sem danos. | Nível 3. | Lendária. | Presente de Reclamação do grupo Mentalistas de Psiquê.]

• Escudo Guardião [Um escudo circular, diferente dos escudos a moda grega, que fica retraído em uma manopla, sendo ativado a um comando mental do usuário, se expandindo e ativando, para a proteção do usuário. Grande o suficiente para proteger metade do corpo do usuário. | Efeito de transformação: Sua forma original é uma manopla que cobre todo o antebraço, mas apenas uma parte da mão. Com o desejo do usuário, ele se expande formando o escudo. | Efeito 1: Quando ativado no momento certo, segundos antes de receber um ataque proveniente de energias (raios, trevas, elementos, etc.) O escudo pode refletir o ataque; Efeito 2: Quando utilizado ofensivamente, o Escudo tem 60% de chances de provocar atordoamento com o impacto, deixando-o mais lento e confuso (Custo de 20MP por impacto).| Bônus de forja, bônus de dano épico e FPA aplicados no dano base | Bônus épico: + 20% de dano crítico. | Vibranium | Espaço para 2 gema | Super Alfa | Dano base: 109 | Épico | Status 100%, sem danos | Forjado por Nikolaev] (Em posse da Seita)

Leviathan [Machado com 73cm de comprimento, possuindo uma face laminada extremamente afiada. Seu corpo é feito de madeira reforçado, o metal presente no item possui runas que confere ao machado a propriedade de magicamente perigoso. | Efeito 1: Ao jogar o machado, o usuário poderá comandar que ele volte para a sua mão. Só possui efeito em uma distância de até 50m, mais do que isso o retorno irá falhar.; Efeito 2: Encantado com o elemento gelo, o machado irá produzir uma rajada congelante que provocará lentidão nos movimentos. A depender da proximidade, poderá retirar -25HP e congelar um membro do corpo. Só pode ser usado 1 vez a cada três turnos. | Ferro Estige | Beta | Espaço para 1 gema | Status: 100%, sem danos | Mágico | Comprado no Pandevie Magie] (Em posse da Seita)

• Adaga de Bronze Celestial [Com o cabo de madeira e lâmina de bronze celestial, a adaga tem fio em ambos os lados, com cerca de vinte centímetros de comprimento. | Efeito 1: a arma é revestida por uma fina corrente de ar, tão fina que acaba permitindo um corte mais afiado, provocando 20% a mais de dano e dobra as chances de causar danos a materiais de resistência superior | Efeito 2: Ligação com o dono: a arma sempre irá retornar para o dono, aparecendo ao seu lado | Bronze Celestial e Madeira | Suporte para uma gema simples | Beta | Status: 100%, sem danos | Épica | Mini-Evento: o passado se torna o presente]    


Koda Smith
Koda Smith
mentalistas de psique
mentalistas de psique

Idade : 22
Localização : Mais perdido que filho de Olimpiano no Dia dos Pais

Voltar ao Topo Ir em baixo

O fim do Império - Evento de Trama (A Seita) - Página 2 Empty Re: O fim do Império - Evento de Trama (A Seita)

Mensagem por Prowler em Seg Jul 08, 2019 10:35 pm


THE HUNTING STICK
the guardians will help the demigods
Era uma situação nova para ele, um tanto quanto confusa para falar a verdade. Nunca em sua vida o semideus passou por algo semelhante. Como legionário ou guardião, o filho da agricultura jamais havia sido preso, sequestrado ou traído. Tudo aquilo, lhe atormentava a cabeça, de modo que não sabia bem o que fazer. Prowler havia treinado exaustivamente para defender, para se tornar um vigia incansável, destemido e até ali, jamais havia falho nesta missão. Entretanto, dado o momento, não havia nenhum plano de defesa, nenhuma contingência a ser tomada, o único objetivo no caso seria sobreviver, e diga-se de passagem, não seria nada fácil naquele lugar.

A noção de tempo se passou, ao momento que o romano agonizava em silêncio, dentro de sua cela, sem imaginar o que estava por vir. Não dava para saber o que aconteceria a partir dali e muito menos quais eram as intenções daquele grupo para os semideuses. Horas passadas, um a um, os guerreiros divinos foram retirados de suas celas, sem bem ver para onde cada um deles iriam. Em verdade, eles próprios não pareciam ter a noção de onde cada um estava. Chegado a vez do líder Hespéride, Prowler percebeu que seu katar havia retornado ao bolso, em forma de dracma, o que talvez pudesse passar desapercebido pelos guardas. Em sua mente, o jovem teve o pensamento de atacar os carcerários ali e tentar fugir ou salvar seus companheiros, mas era bem provável que falhasse nesta missão, pior ainda, vidas poderiam ser tiradas sem necessidade. Prowler estava em fúria, desolado, agoniado, mas ainda assim não era um assassino e estava bem longe disto.

Em passos largos, sendo arrastado pelos braços e em silêncio, o jovem chegou até uma sala, onde os guardas o levaram minuciosamente. Pondo-o em uma cadeira, os homens injetaram nele um liquido azul viscoso, que não parecia ser nenhum tipo de veneno. A substância pareceu entorpecer os sentidos do guardião, fazendo sua visão ficar turva por um instante, dando-lhe a impressão que a sala estava a girar. Sem esperar que ele se recuperasse, os servos da Seita o jogaram-no em uma nova sala com violência, fazendo-no ficar ainda mais zonzo.

Uma faca fora jogada em sua direção e os dizeres dos homens eram claros — Mate ou morra. — Algo estaria a acontecer, de maneira que o loiro apenas pegou a arma e tentou erguer-se com dificuldades. Com os soldados já fora da sala, uma nova porta se abriu, demonstrando um provável inimigo. Tinha pelo menos dois metros de altura e era uma mistura de homem com leão. Ele estava armado, e sua feição era de fúria, de modo que parecia estar pronto para atacar.

"Um teste ou apenas querem que sejamos a diversão deles?" indagou mentalmente o jovem, apoiando o corpo sobre os joelhos, enquanto seus sentidos vagarosamente voltavam. Um fato que Prowler conseguia perceber era que seus poderes haviam voltado, ainda que não entendesse como ou porquê. Mas o guardião ainda era crente a seus costumes e sua metodologia, ele não atacaria uma criatura sem ter certeza que ela lhe causaria perigo. Mais do que isso, ele não se permitiria ser um brinquedo na mãos daqueles homens. Mas era claro que também não ficaria esperando ser atacado sem qualquer ação para precaver isto.

Do corpo do romano, diversos esporos começavam a ser exalados, de forma que em um ambiente fechado, com pouca ou nenhuma ventilação, permaneceriam no ar perto de Prowler sem se movimentarem muito. Tais micro-organismos eram inofensivos em termo de dano, mas qualquer criatura que os inalasse, mesmo que apenas em uma única respiração, teriam seus músculos totalmente paralisados, assim como suas falas e mesmo os poderes divinos, se fosse o caso. Sendo assim, o hespéride tratou de erguer uma barreira mágica de um metro de comprimento, cobrindo apenas a si mesmo e onde poderia estar seguro. Embora não fosse seu escudo mais forte, todos os esporos ao redor do guardião eram uma defesa a mais para aquela situação. Se a besta tentasse uma ofensiva aproximando-se, poderia inalar um dos organismos tóxicos de Prowler e ficaria paralisado instantaneamente. Porém se fosse o caso de atacar de longe ou conseguir passar pela fumaça de esporos, a cúpula hespéride ainda poderia proteger o guardião.

O que aconteceria naquele momento era uma incógnita, mas o jovem estava ciente de que se fosse o caso, teria de atacar com tudo para sobreviver.

Ações:

- Liberar esporos no ambiente.
- Erguer barreira mágica

* Ler observações, por favor


Poderes:
Passivos:
Mestres dos escudos/barreiras II
Descrição: Os guardiões, treinados para defender os jardins, tem melhor sinergia com magias que envolvem escudos/barreiras. Escudos/barreiras mágicos criados por eles são mais resistentes e duradouros.
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: +30% resistência aos escudos/barreiras mágicos criados pelo semideus.
Dano: Nenhum
Extra: A duração dos escudos/barreiras mágicos é aumentada em 2 turnos - ainda sendo necessário pagar a mana dos turnos extras.
Bençãos e Habilidades:
-
Ativos:
Esporos III
Descrição: Efeito paralisante. Ao ser inalado estes esporos interferem no comando voluntário do corpo, sendo assim aquele que é intoxicado com este tipo de esporo não consegue se mover, falar ou executar uma habilidade ativa, entretanto ainda pode ouvir e ver o que acontece ao seu redor, muitas vezes gera sentimento de impotência e frustração.   O ataque de esporos não pode ser (naturalmente) direcionado com precisão, sendo assim ele fica a mercê das condições do ambiente podendo afetar inimigos ou até mesmo aliados.
Gasto de MP: 40
Gasto de HP: Nenhum
Bônus: Aquele afetado pela habilidade fica impossibilitado de se mover ou falar por três turnos inteiros.
Dano: Nenhum
Extra: Nenhum

Barreira mágica I
Descrição: Sendo a proteção uma das funções dos guardiões, eles são capazes de criarem barreiras feitas puramente de magia. A barreira criada com essa habilidade cobre uma área de até 10 metros ao redor do guardião e é estática, não podendo ser movida depois de criada. Atacar de dentro da barreira acarreta na destruição dela, sendo necessário pensar bem se for utilizar a habilidade em uma batalha.
Gasto de Mp: 25
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: Nenhum
Dano: Nenhum
Extra: A resistência da barreira é contada como HP. Cada escudo mágico possui 200 de HP. Somente uma barreira pode estar ativa por vez e ela dura 3 turnos.

Observações:
- FPA
- O Katar está no bolso em forma de dracma, penso que se o personagem não for revistado novamente, isso deve passar desapercebido.
- Com a passiva, o HP da barreira é de 260
- Tanto a barreira quanto os esporos são praticamente invisíveis a olhos nus.
- Essa é a situação que imagino que ficou. Imagem.

Itens:
Burgeon • [Um Katar composto por um bracelete negro e uma adaga dourada. A lâmina pode se esconder dentro do bracelete ou reaparecer quando o usuário faz um movimento específico. O bracelete possui um design atual e pode facilmente passar despercebido em meio a sociedade, como se fosse um acessório de moda. Efeito 1: Resistência a magia de ilusão, qualquer poder de ilusão, medo ou charme lançado contra o portador dessa arma, terá o efeito reduzido em 50%. Efeito 2: Sempre retorna ao bolso do dono na forma de um dracma com desenhos especiais que lhe trazem lembranças únicas para o seu personagem. O desenho sempre muda, nunca é o mesmo. (Não é possível acrescentar outros efeitos a essa arma). | Bronze Celestial | Espaço para 2 gemas | Alfa | Status: 100% Sem danos | Necessário nível 10 para domínio completo da arma | [Épica | Evento Cidade dos Monstros]

Velociraptor Linha Prime [ Tênis esportivo feito para promover conforto, estimular a movimentação e ajudar o semideus em batalha ou treino. Não têm um estilo específico, já que muda de acordo com as vontades e preferências do dono | Efeito 1: O calçado muda de acordo com o dono e suas preferências, o tênis será alterado magicamente para o modelo que mais o agrada. Efeito 2: Promove +30% de velocidade ao portador. | Tecido mágico resistente e outros | Sem espaço para gemas | Beta | Status: 100% sem danos | Mágico | Comprado na Ferreli & García - Mode et style]




PROWLER • SON OF CERES
Prowler
Prowler
Lider dos Guardiões
Lider dos Guardiões

Idade : 19
Localização : Jardim das Hespérides

Voltar ao Topo Ir em baixo

O fim do Império - Evento de Trama (A Seita) - Página 2 Empty Re: O fim do Império - Evento de Trama (A Seita)

Mensagem por Romeo Bernocchi em Qua Jul 10, 2019 11:04 pm

o fim do império
Eu não sei quanto tempo passou até que outros guardas voltassem para me tirar da maldita cela. Infelizmente, eu não tinha conseguido bolar nenhum plano para escapar deles, principalmente porque não se tratava só de mim, e não só os quatro semideuses que chegaram ali comigo. Algo me dizia que, na verdade, vários de nós já tinham sido capturados.  

— Vai com calma, cara! Eu ainda consigo andar! — falei, mas inutilmente, porque não recebi educação alguma por parte dos inimigos. Fui arrastado até outra cela - mas que não parecia como a anterior -, e foi aí que vi Prowler. Sua situação era a mesma que a minha e, portanto, ambos estávamos desconcertados o bastante para fazer alguma coisa.

A nova sala possuía uma cadeira, na qual fui atirado e atado com estranha facilidade. Em um determinado momento eu decidi cooperar e não mais relutar, porque sabia que isso traria consequências piores para mim. Mais uma vez, me parecia burrice dar a louca sem ter noção alguma de localização e, outch! Uma picada em meu braço destro me fez olhá-lo com curiosidade, afastando qualquer outro pensamento.

Eu não sentia dor alguma, mas o líquido azul que entrava na minha corrente sanguínea não parecia nada bom. Ainda mais vindo daquela gente. Restava saber como, mas foi diferente...

Não senti nada à princípio, exceto um surto de raiva que me fez ser cativado por outros três guardas e, assim, arrastado para outra sala. Nela, porém, as coisas mudaram um pouco, e a dormência em meu corpo veio acompanhada pelo enfraquecimento dos meus sentidos.

Ajoelhei-me, tentando, de alguma forma, entender o que estava acontecendo. Só encontrei a machadinha quando me virei, porque até minha percepção parecia afetada. Para combater esse mal, busquei ativar o primeiro plexo, de modo a pelo menos recuperar parte dos meus sentidos.

Com ou sem sucesso, eu me levantaria para, como de costume, analisar o cenário. A presença de uma segunda figura me fizera saltar para trás, assustado, e logo estreitar os olhos para entendê-la. Becka ensina, havia muito tempo, a identificar o ponto fraco de um inimigo ao observá-lo, e era isso que eu tentava fazer.

Ligando os poucos pontos que existiam ali, estava claro que eu teria de lutar. Ou, do contrário, eu me daria muito mal.

Ação 1: ativar o plexo 1;

Ação 2: utilizar a habilidade passiva Identificação de Ponto Chave para encontrar o ponto fraco do inimigo.

FPA:

itens mencionados:
• Ira [A lâmina de ferro estígio desta espada bastarda de gume duplo possui cerca de 10cm de largura e 1,1m de comprimento, possibilitando o manejo tanto com uma quanto com duas mãos. O guarda-mão é composto pelo mesmo material e sua extensão - outros 10cm - é totalmente revestida por couro, contribuindo para o conforto do usuário. | Efeito 1: A arma se alimenta do HP de quem atinge e armazena sua essência, passando-a para o seu portador por dois turnos, ou seja, durante este período 50% do HP das vítimas atingidas por essa arma será transferido para o dono dela. Caso ele precise, o HP furtado lhe curará. | Efeito 2: Retorna para o proprietário após 2 turnos ou 5 minutos em on. | Ferro estígio e couro | Espaço para duas gemas | Alfa | Status: 100%, sem danos | Mágica | A Mente Liberta (evento)]

• Égide [Fora de uso, a armadura repousa na forma de uma camiseta regata preta e lisa. Quando ativado o mecanismo de transformação, a camiseta se expande e reveste todo o corpo do usuário com uma camada rígida e grafite de adamantino, em uma completa armadura de encaixe perfeito. As regiões das articulações apresentam uma proteção ligeiramente inferior, de modo a não inibir a movimentação mas sim facilitá-la. | Efeito 1: Reduz 50% de danos físicos recebidos. | Efeito 2: Amplia a agilidade do portador em 40%. | Efeito 3: O mecanismo de transformação é ativado quando o dono desfere um soco no próprio peito. | Adamantino. |  Gema refletora: Tem o formato perfeito de uma turmalina em tons de azul brilhante, muito clara. Quando encaixada a uma armadura, aumenta a resistência dessa em +10% além de refletir ataques. A armadura combinada a essa gema ganhara um espelho invisível, que quando ativo reflete dois ataques relacionados a poderes ativos ou magias lançadas contra seu portador. O efeito dura apenas dois turnos, e precisa de outros três turnos para que seja ativo novamente. | Gema de Resistência: Tem o formato e a cor de uma pedra âmbar, mas é mais resistente. Ao ser combinada a armadura torna o usuário 30% mais resistente a ataques de poderes relacionados à magia. Reduzindo ataques lançados contra o personagem na mesma porcentagem, fazendo com que o dano também seja menor no momento do impacto. O efeito só funciona enquanto o semideus estiver vestindo a armadura em questão. | Alfa | Status: 100% sem danos | Épico | Evento de ano novo]

habilidades passivas:

Belona

Nível 1
Nome do poder: A arte da guerra
Descrição:  Filhos da deusa da fúria da guerra, esses semideuses possuem um conhecimento apurado em estratégias básicas e de sobrevivência. É similar a um instinto, uma intuição, uma sequência de pensamentos que permitiam ao romano a analisar o combate como se fosse uma arte. Graças a isso, raramente entra em estado de desespero quando situações de risco surgem.
Gasto de Mp:  Nenhum
Gasto de Hp:  Nenhum
Bônus:  Conseguem elaborar planos e estratégias, assim como não são abalados com a eminência de um combate ou situações de perigo.
Dano: Nenhum

Nível 7
Nome do poder: Telumkinesis
Descrição: É a habilidade de manipular o armamento. Como filhos da deusa da guerra, a prole de Belona tem a capacidade de reconhecer facilmente qualquer armamento, mesmo que antes não tivesse estudado ou visto a arma/equipamento antes. Essa é uma habilidade estritamente ligada a dois outros poderes passivos.
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: reconhecer qualquer arma que ver pela frente, sabendo os pontos fortes e fracos no uso bélico. Porém, não confere perícia automática, como ocorre com espadas e lanças.
Dano: Nenhum

Nível 20
Nome do poder: Corpo Guerreiro II
Descrição: Seu corpo desenvolveu-se e tornou-se ainda mais pronto para a batalhas de longa duração. O metabolismo evoluiu e a fisiologia do semideus filho de Belona foi potencializada. A resistência corporal tornou-se melhor ainda, assim como a imunologia.
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: +30% em resistência corporal, +40% de imunidade a infecções, venenos e doenças corriqueiras como viroses.

Nível 60
Nome do poder: Ângulo de Batalha
Descrição: Quando em combate, o filho de Belona consegue ter percepção do ambiente em um ângulo de 180 graus. Assim, aumenta a esquiva e reduz as chances de ser pego de surpresa.
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: +50% de chance de esquiva em um ataque surpresa.
Dano: Nenhum


Vulcano

Nível 3
Nome do poder: Tecnopatia
Descrição: É a capacidade de se comunicar e entender qualquer tipo de mecanismo, ou seja, filhos de Hefesto/Vulcano, podem se comunicar e entender as maquinas.
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: Nenhum
Dano: Nenhum

Nível 4
Nome do poder: Pensamentos Velozes
Descrição: Os filhos de Hefesto/Vulcano possuem uma capacidade de analisarem rapidamente a situação em que se encontram e criarem uma estratégia param se safarem dela.
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: Ganham um turno para conseguirem agilizar mecanismos e armadilhas, e assim, criarem algo para ganhar vantagem perante a batalha.
Dano: Nenhum

habilidades aprendidas:
Atleta olímpico
Descrição: O triatlo é um esporte olímpico de origem grega que compreende natação, ciclismo e corrida. O atleta desta competição precisa exercitar suas habilidades motoras para um bom desempenho nestes esportes, que exigem resistência física, velocidade e controle do corpo. Portanto, após experienciar o triatlo, o semideus terá desenvolvido sua condição física tal como um atleta deste esporte.
Gasto de MP: Nenhum
Gasto de HP: Nenhum
Bônus: +20% de resistência física, velocidade e controle corporal
Dano: Nenhum

Controle melhorado
Descrição: É a habilidade que permite ao semideus ter certo controle sobre si mesmo. Isso faz com que ele seja capaz de diminuir as batidas de seu coração, respirar de uma maneira mais calma e não demonstrar tanto medo quanto deveria. Esse controle faz com que as reações naturais que temos quando estamos nervosos, ou com medo – seja transpirar mais aumentando os odores do corpo, fazer suas batidas ficarem mais rápidas, a voz tremula e a respiração rápida – sejam controladas com um pouco de calma, o tornando mais firme em relação a si mesma. Esse tipo de reação faz com que monstros identifiquem semideuses com mais facilidade, e ter controle sobre elas também o torna um ágil gatuno na hora de escapar, atacar ou pegar seus inimigos de surpresa.
Gasto de MP: Nenhum
Gasto de HP: Nenhum
Bônus: +60% de controle sobre reações desencadeadas por nervosismo ou medo. O semideus também se torna mais silencioso, seus passos ficam mais controlados o que o impede de ser detectado diretamente por inimigos sem audição aguçada.
Dano: Nenhum
Extra: Os bônus e o controle dados por essa habilidade não garantem imunidade contra poderes desencadeados por fatores externos (como criação de medo e descontrole, e até mesmo a audição aguçada). O personagem ainda pode ser encontrado por outras maneiras ou ter descontrole do corpo por ativas relacionadas a habilidades de outros personagens.

Identificação de ponto chave
Descrição: Também conhecida como habilidade que permite ao campista identificar o ponto fraco de outro individuo, ser ou criatura, ficando mais forte nos monstros. É como um radar, ou um guia que age como intuição sobre o semideus que possui essa habilidade, dessa forma sempre que estiver em batalha saberá exatamente onde e como acertar a criatura para derrota-la com mais facilidade.
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum.
Bônus: Pode solicitar ao narrador que indique o ponto fraco do monstro com que está lutando, de forma que, pode atingi-lo e derrota-lo com uma facilidade maior, pois, sabe sobre.
Dano: Nenhum.

Introdução ao Wushu
Descrição: O semideus que possui essa habilidade iniciou o caminho das artes marciais chinesas, o Wushu. Também conhecido como Kung Fu, esse é um estilo de luta com várias ramificações e escolas. Ao participar da aula inicial, o semideus agora possui uma base sobre esse tipo de combate, adquirindo mais força, condicionamento físico e postura para aprender as próximas aulas específicas.
Gasto de MP: Nenhum
Gasto de HP: Nenhum
Bônus: +30% de força, +40% de resistência física
Extra: Há uma melhora na postura corporal do aluno, tornando difícil derrubá-lo com golpes diretos quando em postura de combate.
Extra1: livro Truques não Revelados aplicado.

Magnificência Semidivina
Descrição: Após um longo dia de treinamento, no qual as capacidades físicas do semideus foram postas à prova, o resultado apareceu. Assim sendo, o aprimoramento de seus atributos corporais - força, constituição, destreza, controle corporal e velocidade - agora é evidente.
Gasto de MP: Nenhum.
Gasto de HP: Nenhum.
Bônus: +20% nos atributos corporais.
Dano: Nenhum.
Extra: livro Truques não Revelados aplicado.

Muay Thai
Descrição: O Muay Thai é uma arte marcial de origem Tailandesa conhecida como Thai Boxe ou Boxe Tailandês e revela um método de combate corpo a corpo (full contact) muito agressivo. É conhecido mundialmente como “a arte das oito armas”, pois caracteriza-se pelo uso combinado da técnica e da força dos membros do corpo humano, nomeadamente: os dois punhos; os dois cotovelos; as duas canelas das pernas e os dois joelhos. O semideus que participou dessa aula tem conhecimento sobre o muay thai, podendo usar de suas técnicas para golpear o seu adversário, principalmente ao usar os cotovelos e os joelhos para atingir o inimigo.
Gasto de MP: Nenhum
Gasto de HP: Nenhum
Bônus: +25 de dano ao usar cotovelos e joelhos no golpe; +40% força, agilidade e flexibilidade.
Extra: Livro Truques não Revelados aplicado.

Perícia Corporal I
Descrição: Treinar o corpo e a mente para tornar-se um melhor guerreiro é quase que uma obrigação de cada meio-sangue, caso ele deseje sobreviver nesse mundo louco. Assim sendo, depois de uma aula de perícias, o corpo do semideus foi condicionado e treinado para melhorar a agilidade, a esquiva e o reflexo.
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: +30% em agilidade, esquiva e reflexo.
Dano: Nenhum

Plexo Nadís I
Descrição: Os cinco sentidos são ampliados (visão, audição, olfato, tato e paladar) – Isso permite que até o que está invisível fiquei visível para o semideus. Uma visão especial é ativada, o que deixa seus olhos num tom de dourado brilhante (feito ouro ou raio) soltando faíscas, ao ativar essa visão o que é invisível fica visível, pois passa a ver pelas correntes de vida de um ser humano, criatura ou monstro, nada é invisível para esse olhar. Todos os outros sentidos são ampliados em 80%, todos os barulhos ficam audíveis, o cheiro mais nítido, o tato fica mais ampliado e o paladar lhe permite sentir o gosto até do que não tem gosto. (Uma aura dourada fica ao redor do semideus quando esse poder está ativo, uma espécie de brilho nítido ao redor do corpo todo).
Gasto de MP: 30 MP
Gasto de HP: +10 HP
Bônus: +80% nos cinco sentidos do corpo.
Extra: Após abrir o primeiro abre espaço para abertura dos outros 3.

Vigor Egrégio
Descrição: Após árduos treinos onde seu condicionamento físico foi elevado e testado além do limite, o semideus passou a desenvolver uma resistência mais notável. Golpes desarmados mal o afetam e condicionamentos ruins são suavizados. Dores simples são facilmente ignoradas por ele também.
Gasto de MP: Nenhum.
Gasto de HP: Nenhum.
Bônus: 15% no atributo constituição.
Dano: Nenhum.
Extra: Nenhum.

habilidades da unr:
1º Semestre
Desenvolvimento Motor
Descrição: Aprender sobre o desenvolvimento do corpo e seus movimentos é crucial para um estudante de educação física. Agora saberá os limites e possibilidades, além de ganhar uma noção maior sobre si próprio.
Gasto de Mp: Nenhum
Bônus: +30% coordenação motora

5º Semestre
Metodologia do Atletismo
Descrição: O atletismo foi basicamente um dos primeiros esportes oficiais treinados pelo homem. Envolve atividades como corridas, arremessos e saltos. Nesse semestre o estudante aprenderá tudo que envolve o atletismo, desde a parte teórica à prática.
Gasto de Mp: Nenhum
Bônus: +20% de velocidade e resistência física, +30% de mira, além de conseguir saltar um metro a mais do que pessoas comuns, tendo muita facilidade em manter o equilíbrio após realizar um salto.

7º Semestre
Nome do poder: Ginástica Artística e Dança
Descrição: Os movimentos corporais da ginástica e da dança são belos, mas precisos e cheios de técnica. Neste semestre, o estudante descobrirá a técnica por trás dos belos e movimentos, praticando e estudando a teoria.
Gasto de Mp: Nenhum
Bônus: +30% de agilidade e flexibilidade.

tatuagem mencionada:
IPeper | Percepção | De traço fino, o simples olho conta somente com uma pupila enegrecida e centralizada. | Aumenta a percepção do semideus em +30%, aumentando as chances de descobrir algo ou alguma coisa, além de reduzir as chances de ser enganado por meio de palavras, rastros e pistas forjadas, entre outras coisas. Além disso, ele fica mais habilidoso quando está procurando por algo ou alguma coisa, e as chances de encontrar rastros, pistas ou coisas deixadas, também se torna maior.| Parte interna do calcanhar direito. | Marca pequena. | Permanente.]
Romeo Bernocchi
Romeo Bernocchi
Pretores
Pretores

Idade : 22
Localização : Acampamento Júpiter

Voltar ao Topo Ir em baixo

O fim do Império - Evento de Trama (A Seita) - Página 2 Empty Re: O fim do Império - Evento de Trama (A Seita)

Mensagem por Hans Nikolai Kültzer em Qui Jul 11, 2019 7:02 pm


 O fim do Império Cheyenne Mountain, Colorado
Enquanto eu era levado para minha cela comecei a ter a dimensão do problema no qual nós tínhamos nos enfiado. Lógico que os cinco não poderiam ter previsto tal traição aos moldes que aconteceu, ou poderíamos? Não cabia a mim precipitar qualquer ideia de falha daquele grupo, pois achava que todos que se propuseram em estar ali estavam tão surpresos quanto a mim. Não cabia ali qualquer juízo de valor.

Durante a ida me preocupei com aquilo que eu poderia fazer como um filho de Apolo: ouvir. E foi assim que tive a noção da situação que tínhamos, através da movimentação dos corpos daquele espaço, distingui uma tropa de pelo menos cento e cinquenta seres, pelo menos cinquenta delas não eram humanas, já que seus passos imprimiam no chão uma vibração diferente causada por seu peso. Aquilo me alarmou e eu infelizmente deixei isso transparecer na minha fisionomia.

Os guardas precisavam de um elo fraco e naquele momento eu estava suscetível a cumprir esse papel, eu estava tenso, andava de um lado para o outro na cela, tentando buscar alguma solução, mas parecia impossível. Depois de um tempo vieram me  buscar, me puxando pelo braço, rapidamente me algemaram e fui arrastado para um outro ambiente, durante o caminho ouvia ameaças vindas do soldado que me conduzia de forma pouco agradável e eu me mantive calado, nada do que eu falasse me ajudaria. Paramos em frente a uma porta e fui jogado lá, enquanto estava no chão ouvi o barulho da chave, estava trancado junto do meu torturador. Ele me colocou de pé, eu pude perceber que seu jeito ameaçador havia mudado assim que ele tinha nos trancado lá, sua respiração parecia mais imediatista e nervosa. Ele principiou a sua fala:

Não temos muito tempo, estou aqui para ajudar você. Temos que ser rápidos, as câmeras foram desligadas.

Eu não deixei de demonstrar desconfiança daquela súbita mudança de comportamento:

O que está acontecendo, como assim você quer me ajudar?

Eu não concordo com o que estão fazendo com vocês, essa série de torturas, experimentos, não quero mais participar disso. Preciso ajudar vocês.

Eu vou lhe perguntar de novo e dessa vez o mais sincero possível. — Eu era filho do deus da verdade e só assim eu poderia saber se podia confiar naquele soldado. — Você está do nosso lado?

Sim, estou ao lado de vocês.

Eu sentia que ele dizia a verdade e que não estava tentando me enganar. Agora eu só podia confiar nos meus instintos, eu precisa descobrir o máximo de informações daquele lugar e de quem estávamos enfrentando.

Qual o arsenal dos guardas?

Armas de choque, facas, granadas e armas de fogo em geral.

Quais são as fraquezas da base? existe uma rota de fuga além da entrada principal?

A base foi construída para ser perfeita, não existem fraquezas em sua estrutura. Não existe outra saída, só a que usaram para entrar.

Aquela resposta havia me deixado preocupado, sair seria uma tarefa quase que impossível, ainda mais com o contingente de pessoas ali.

Quantos guardas estão onde foram levados nosso armamento?

Uma média de vinte e alguns soldados especiais.

Que tipo de criaturas além dos guardas existem aqui, eu senti a presença de não-humanos?

Humanos modificados com DNA de monstros, bebês criados em laboratório com DNA de semideus, monstros capturados.

A Seita era uma organização asquerosa, não pude negar que aquele guarda estava consternado com as atividades que esses seres humanos horríveis conduziam, tentei trazer minha mente de volta para aquela conversa.

Existem outros prisioneiros além de nós cinco?

Ele deixou seu rosto transparecer tristeza diante da minha pergunta.

Sim, mas a maioria está quase morta.

Eu tinha que descobrir uma forma de nos ajudar a sabotar aquele local, mas deveria ser de dentro pra fora, já que estávamos numa fortaleza de rocha.

Existe alguma forma de acessar o sistema de monitoramento sem ser no console central?

A base é repleta de tecnologia, um bom hacker pode acessar por painéis diversos. 

Então existe uma forma de desligar o inibidor de poderes através de um hackeamento?

Sim.

Aquilo era bom, eu só precisava garantir que um dos outros semideuses soubesse daquilo. Eu tinha feito uma nota mental e repetido para mim mesmo aquelas informações para compartilha-las assim que fosse necessária, então eu precisa pedir um último favor.

Sei que está se arriscando demais em nos ajudar, mas preciso pedir um último favor, tente fazer com que eu possa ouvir a voz do comandante de vocês aqui, é um último pedido, isso pode salvar nossas vidas.

Vou tentar, mas não garanto nada.— Ele agora parecia preocupado, mas não precipitou em falar. — Sei que é difícil, mas precisamos convencê-los que você passou por uma tortura.

Eu imaginava que aquilo poderia acontecer e não tive receio em respondê-lo:

Faça o que precisa ser feito.

• ☼ • ☼ • ☼ • ☼ •

Depois de algum tempo dentro daquela câmara de tortura, eu estava sendo arrastado de volta para minha cela, meu rosto estava ensanguentado, um grande corte havia surgido em cima da minha sobrancelha, meus lábios estavam inchados e sangravam, eu podia sentir cada ponto do meu corpo que doía, os hematomas iam aos poucos surgindo pela minha pele branca, que rapidamente ficavam marcadas pelas marcas dos socos e pontapés que recebi voluntariamente. Assim que fui jogado dentro da minha cela, permaneci em silêncio, sem demonstrar qualquer emoção diante da dor que sentia, só conseguia pensar na forma que conseguiria sair daquele lugar e salvar meus companheiros.

Importante:

Itens Utilizados:

Solarium [Armadura de bronze celestial composta de quatro partes: colete, espaldar apenas do lado esquerdo, braceletes e grevas. Todas as partes da armadura têm entalhes de raios solares, já no colete, existe um sol entalhado bem no centro. No bracelete do braço direito, está adaptada uma dedeira para facilitar o uso do arco e flecha. | Efeito 1: Reduz em 40% todos os golpes físicos lançados contra o portador. Efeito 2: Reduz 20% de golpes mágicos lançados contra o portador. Efeito 3: Transformar-se em uma camiseta básica preta, para uso diário. (Não é possível colocar mais efeitos nessa armadura) | Bronze Celestial | Espaço para uma gema | Alfa | Status 100% sem danos | Épico | Evento cidade dos monstros]
Tatuagens:


  • IPeper | Percepção | Cruz simples | Aumenta a percepção do semideus em +30%, aumentando as chances de descobrir algo ou alguma coisa, além de reduzir as chances de ser enganado por meio de palavras, rastros e pistas forjadas, entre outras coisas. Além disso, ele fica mais habilidoso quando está procurando por algo ou alguma coisa, e as chances de encontrar rastros, pistas ou coisas deixadas, também se torna maior.| Dedo anelar direito | marca pequena | Permanente.

Poderes utilizados:

Habilidades Passivas:

Nome do poder: Verdades Ocultas II
Descrição: O seu personagem aprendeu a identificar as mentiras no ato, e consegue saber quando alguém está falando a verdade, ou tentando engana-lo, nesse nível poderes de charme e ilusão tem um efeito menor sobre seu personagem, apesar de atingi-lo, não terão o efeito total, que teriam com personagens sem qualquer tipo de imunidade ao poder.
Gasto de Mp:: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: +20% de proteção ao ser iludido, enganado, ou cair em ilusões referentes a mente. (Pode tentar escapar, mas não consegue, porém, o efeito do poder será menor no semideus de Apolo/Febo).
Dano: Nenhum

MONTY


Hans Nikolai Kültzer
Hans Nikolai Kültzer
Lider de Apolo
Lider de Apolo

Idade : 19

Voltar ao Topo Ir em baixo

O fim do Império - Evento de Trama (A Seita) - Página 2 Empty Re: O fim do Império - Evento de Trama (A Seita)

Mensagem por Narrador em Sab Jul 13, 2019 2:50 pm


O fim do Império
Se dúvidas de mim não me conhece, se confias em mim me desconhece.

Koda, Prowler e Romeo

Aquele lugar mexia com a mente e a sanidade de qualquer um. Koda estava preso a uma sala onde tudo parecia um grande vazio, assim não era capaz de perceber que estava sob efeito de um gás incolor e sem cheiro, que estava modificando as imagens que via a sua frente. O garoto estava nitidamente vendo seus colegas de equipe batalhando entre si. De um lado Prowler e do outro Romeo, quando na verdade ambos enfrentavam perigos mortais do outro lado do vidro em salas separadas por uma fina parede. Koda tentava enviar sinais a eles para ajudar a identicar que estavam atacando um ao outro, quando na verdade estava apenas atrapalhando aquela batalha e os impedindo se seguir em frente.

Um grande erro que ele nem sabia que poderia cometer.

Do lado esquerdo Prowler e o leão se encaravam de maneira curiosa. O primeiro pronto para se defender de qualquer ataque, o segundo furioso por ter sido ameaçado daquela maneira. O humanoide modificado não era apenas uma criatura, mas também um elemental com manipulação de fogo, assim sendo ao ver tantos espinhos cercando o garoto não perdeu tempo em atacar. Cinco bolas de fogo surgiram ao redor de seu corpo e o felino de patas afiadas a atirou em direção ao filho de Demeter, queimando parte de seus espinhos antes de se atirar em sua direção. A criatura, no entanto, não contava com o efeito da barreira ou dos espinhos restantes, assim sendo quando entrou em contato com a primeira foi arremessado para trás e parte dos espinhos foram absorvidos, o fazendo cair deitado e tremendo no chão, incapaz de se mover.

Nesse momento a figura de Koda – a capa do Pretor – tomou conta da sala, deixando o garoto confuso sobre atacar ou não aquela criatura.

Prowler – Não encontrei o ponto que diz que seus espinhos são invisíveis, então não considerei que sejam, mas considerei a barreira. A criatura aos seus pés não pode se mover por um turno conforme a descrição do poder.

HP do monstro: 1.000

Do lado direito, Romeo também estava com uma dificuldade semelhante. O garoto tinha um tipo de humanoide águia a sua frente e não reagira bem a essa informação, mas o contrário de Prowler não erguera uma grande barreira para se defender. Ele estava em busca de um ponto fraco e o encontrou bem no coração de seu inimigo desprotegido, contudo, não teve tempo de fazer mais nada, pois no segundo seguinte foi arremessado por uma corrente de ar contra a parede esquerda e teve seu corpo prensado por algo muito mais pesado. A criatura era rápida e não demorou a lhe atingir, suas garras se cravaram no pescoço de Romeo e afundaram de leve em sua carne. Erguido e prensado contra a parede o garoto estava sendo gratuitamente asfixiado e como se isso não bastasse para lhe deixar em uma situação confusa e assustadora, algo mais aconteceu. Bem a frente dele um desenho surgiu, frutas e flores coloridas que envolviam uma pessoa e o faziam associar essa pessoa a Prowler, o garoto que tinha sido arrastado com ele até ali era o mesmo que lhe atacava?

Romeo: Você descobriu o ponto fraco do seu inimigo, contudo não fez nada para se proteger dele então está sendo atacado gratuitamente.

HP do monstro: 1000


Sofya

Passar por uma tortura física parecia muito mais fácil do que a realidade verdadeiramente o era. Vai ver foi por isso que Sofya desmaiada acabou sonhando e armando toda uma situação que não existia. Ela era preciosa, realmente preciosa e não podia ser ferida por um soldado qualquer. A garota tinha passado por uma série de exames enquanto esteve desmaiada, assim quando acordou intacta e descansada em uma cama de hospital se sentiu tremendamente confusa. Seu corpo parecia bem, ela não tinha feridas pelo corpo, mas a mente estava confusa com tudo aquilo que tinha passado.

Não tinha sido real?

Ela não tinha sido espancada?

A expressão de confusão tomou conta de seu rosto e nesse momento a porta se abriu, revelando três mulheres de jaleco com sorrisos largos no rosto.

— Que bom que acordou, querida! — A primeira a se aproximar da cama tocou a testa dela para garantir que a jovem não estivesse com febre. — Como se sente? Achamos que dormiria a tarde toda!

Sofya não entendia o que estava acontecendo e nem sabia se queria entender, aquelas senhoras estavam lhe tratando bem, estranhamente bem.

— Espero que esteja descansada, você tem uma serie de exames para terminar antes que esteja pronta para operação.

— E que operação, uma honra como está não é garantida a qualquer um de vocês não é mesmo? — Uma outra senhora completou e as duas sorriram para ela, fazendo Sofya se sentir enjoada.

Ela era especial?

— Ela não está entendendo — A terceira observou. — Ninguém contou a ela que assim que tudo estiver pronta seus óvulos serão usados e ela se tornara mãe? — A garota perguntou confusa, e Sofya enfim entendeu o que aconteceria.

Ela não era um alvo de um experimento qualquer, ela era um alvo de procriação.

Objetivo: Você tem total liberdade para reagir a essa informação conforme sua criatividade, desde que se lembre que para toda reação sua uma nova consequência será gerada.


HANS

Uma hora inteira se passou sem que qualquer outra atividade fosse enviada ao garoto, que teve tempo para descansar e se recuperar antes de ser convocado mais uma vez. O soldado que lhe revelara coisas da seita fora o mesmo que retornou para lhe buscar com uma péssima notícia.

— Meus superiores decidiram que você não tem serventia, vou te levar para a sala de coleta e depois para a de execução — E aquele seria um fim digno se comparado aos outros.

Hans de maneira confusa foi guiado por inúmeros corredores até o laboratório, onde fizeram a coleta dos embriões que precisavam para Sofya antes de o levarem para um lugar ainda pior. Em silencio o soldado o guiou para os fundos de uma sala e deveria realizar a execução do garoto, mas deu algo muito melhor a ele, uma chance de se salvar.

— Não temos muito tempo, tire a roupa rápido — O soldado instruiu antes de sair para o lado de fora e arrastar um outro soldado para frente.

— O que está fazendo? Que diabos está acontecendo aqui — O aliado não deu chance do humano responder, atirou em sua cabeça e jogou o corpo dele sobre o saco onde o corpo de Hans deveria estar. — As roupas dele são suas, você tem uma chance de substituir esse cara e vir comigo salvar seus amigos, ou vai acabar morrendo com eles — Alertou o soldado antes de completar. — Mas se quiser fazer isso, teremos que dar um jeito no seu cabelo.

Objetivo: Te dei uma escolha, se unir como infiltrado do seu aliado para salvar os outros ou, bem, acabar como eles em algum lugar. Você decide Hans, vai confiar?


REGRAS:

• Mínimo de 20 linhas por postagem.

• Prazo: 17/07/2019 a meia noite.

• Poderes e habilidades utilizados em Spoiler (para quem pode usar).

• Os status de cada personagem serão atualizados no fim de cada situação.

• Dúvidas MP ou Discord, boa sorte.


Narrador
Realizando sonhos e contando historias

Narrador
Narrador
Narrador
Narrador


Voltar ao Topo Ir em baixo

O fim do Império - Evento de Trama (A Seita) - Página 2 Empty Re: O fim do Império - Evento de Trama (A Seita)

Mensagem por Prowler em Ter Jul 16, 2019 4:59 pm


THE HUNTING STICK
the guardians will help the demigods
A besta leonina rugiu, antes de partir contra Prowler em total ferocidade. Sem reação, o guardião apenas permitiu que ela tombasse ante a barreira, suspirando os esporos ao redor e caindo paralisada. O filho da agricultura ofegou levemente, vendo a cena do oponente ao chão, tremendo-se e tentando movimentar-se. Nesse instante, um desenho mágico surgiu à parede. Um homem trajado com a capa de um pretor aparecia, como se uma mensagem fosse dada ao legionário. "Romeo?" questionou-se mentalmente o romano, imaginando o que aquela imagem estaria a dizer.

— Não estou aqui para lhe fazer mal. Nos puseram para sermos a diversão deles, por favor me escute. — pediu o garoto, esperando que fosse quem fosse, pudesse entender aquela mensagem. — Eu irei te salvar.

Sem muito delongar-se, Prowler não esperou a reação da besta. Pegando a faca que haviam lhe dado, bateu com o cabo da mesma no queixo do inimigo, esperando que ele desmaiá-se. Com os conhecimentos precisos sobre pontos críticos e considerando que o monstro possuía uma forma humanoide, ainda que hibrida, o guardião realmente esperava que ele ficasse inconsciente, ou no mínimo atordoado o suficiente para não prosseguir a luta. Ainda havia de se comentar que com o leonino paralisado, as chances da ideia darem certa pareciam ser maiores. O guardião não poderia esperar a boa vontade do monstro em não lutar e tentou tratar de finalizar aquela disputa, da maneira que mais lhe convinha e sem utilizar de qualquer golpe fatal.

A prole de agricultura não iria lutar sem um motivo, ainda mais quando o caído ali poderia ser ninguém menos que o pretor do Acampamento Júpiter. Sem saber se poderia dar certo ou não, o jovem, ainda com atenção ao inimigo, tentou analisar a sala onde ele estava, esperando descobrir alguma abertura, algo que o pudesse retirar dali, aproveitando que ainda estava com seus poderes. Prowler não sabia se suas habilidades estavam funcionando dado à sala ou ao soro que haviam injetado nele, de toda maneira ele tinha ciência que era provável que elas acabassem logo. Sendo assim, ele tinha de achar um ponto fraco para tentar escapar. No teto, dutos de ar puderam ser vistos e dali, o romano teve uma ideia.

Transformando-se em uma águia, o líder Hespéride alçou voo até as saídas de ar, tentou retirar a tampa com as garras e enfiar-se ali dentro, voltando novamente a ser humano no interior dos dutos. Se aquela tentativa desse certo, o jovem tentaria percorrer o caminho o mais rápido possível, seguindo caminhos aleatórios e caindo na quinta saída que encontrasse. Não se sabia o destino do rapaz, mas era perceptível que ele não ficaria parado esperando ele.

Ações:

- Tentar nocautear o leonino, usando a habilidade de Pontos Críticos
- Usar metamorfismo completo para voar
- Retirar a tampa do duto e sair por dentro dele.

* Ler observações, por favor


Poderes:
Passivos:
-
Bençãos e Habilidades:
Pontos Críticos
Descrição: Ao participar da aula de combate corporal, o semideus aprendeu quais pontos do corpo humano provocam mais danos. Estes locais são chamados de diversas formas, como pontos críticos, pontos de pressão ou pontos de impacto. Ao aplicar um golpe nas áreas como: traqueia, queixo, têmpora, testículos, costela flutuante, diafragma, lateral do nariz, clavícula, parte interna da coxa e a parte interna da junta do cotovelo; o semideus poderá aumentar as chances de crítico e seu dano.
Gasto de MP: Nenhum
Gasto de HP: Nenhum
Bônus: +30% de acertar os pontos mencionados acima, graças ao treinamento; +40% de dano somados ao dano crítico.
Extra: Funciona principalmente em formas humanoides.

Oponente
Descrição: Ao lutar com uma espécie completamente diferente do que é comum encontrar, o semideus consegue identificar os padrões de movimentação do monstro com mais facilidade, o raciocínio lógico dele tornou-se um pouco mais rápido e prático.
Gasto de HP: Nenhum.
Gasto de MP: Nenhum.
Bônus: 20% de raciocínio e estratégia ao lutar com monstros.
Extra: Funciona apenas com espécies que não estão na sessão de bestiário na biblioteca sagrada.
Ativos:
Metamorfismo completo
Descrição: As ninfas Hespérides dominam os poderes do metamorfismo, abençoando então os guardiões com a mesma habilidade. Nesse nível, esses semideuses são capazes de fazerem seus corpos tomarem a forma completa de um animal, desde que não esteja extinto e possa viver no ambiente em que estiver.
Gasto de Mp: 50 + 20 todo turno ativo
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: Nenhum
Dano: Nenhum
Extra: A transformação dura 3 turnos

Observações:
- FPA
- Como dito no post da Sofya, o lugar está repleto de dutos de ar e considerando que estejam perto do teto, as tampas dele costumam serem móveis e leves, para facilitar em momentos de manutenção.
- Eu não sei até onde movimento pode contar uma ação, mas imagino que as ações estejam coniventes com o número permitido das mesmas.

Itens:
Burgeon • [Um Katar composto por um bracelete negro e uma adaga dourada. A lâmina pode se esconder dentro do bracelete ou reaparecer quando o usuário faz um movimento específico. O bracelete possui um design atual e pode facilmente passar despercebido em meio a sociedade, como se fosse um acessório de moda. Efeito 1: Resistência a magia de ilusão, qualquer poder de ilusão, medo ou charme lançado contra o portador dessa arma, terá o efeito reduzido em 50%. Efeito 2: Sempre retorna ao bolso do dono na forma de um dracma com desenhos especiais que lhe trazem lembranças únicas para o seu personagem. O desenho sempre muda, nunca é o mesmo. (Não é possível acrescentar outros efeitos a essa arma). | Bronze Celestial | Espaço para 2 gemas | Alfa | Status: 100% Sem danos | Necessário nível 10 para domínio completo da arma | [Épica | Evento Cidade dos Monstros]

Velociraptor Linha Prime [ Tênis esportivo feito para promover conforto, estimular a movimentação e ajudar o semideus em batalha ou treino. Não têm um estilo específico, já que muda de acordo com as vontades e preferências do dono | Efeito 1: O calçado muda de acordo com o dono e suas preferências, o tênis será alterado magicamente para o modelo que mais o agrada. Efeito 2: Promove +30% de velocidade ao portador. | Tecido mágico resistente e outros | Sem espaço para gemas | Beta | Status: 100% sem danos | Mágico | Comprado na Ferreli & García - Mode et style]




PROWLER • SON OF CERES
Prowler
Prowler
Lider dos Guardiões
Lider dos Guardiões

Idade : 19
Localização : Jardim das Hespérides

Voltar ao Topo Ir em baixo

O fim do Império - Evento de Trama (A Seita) - Página 2 Empty Re: O fim do Império - Evento de Trama (A Seita)

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 2 de 10 Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8, 9, 10  Seguinte

Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum