The Blood of Olympus
Para visualizar o forum é necessário estar cadastrado, por favor registre-se no rpg ou entre em sua conta. É necessário estar cadastrado para ver as informações contidas no forum. Lembre-se de usar nome e sobrenome, não se cadastrar usando nomes geralmente utilizados por Hacker. Exemplo: "Barum" "Hakye" e por ai vai. Bem vindos.

[Missão Narrada para Eren Leonhardt] - Um ser mitológico ou um ser flouclorico?

Ir em baixo

[Missão Narrada para Eren Leonhardt] - Um ser mitológico ou um ser flouclorico? Empty [Missão Narrada para Eren Leonhardt] - Um ser mitológico ou um ser flouclorico?

Mensagem por Plutão em Sab Jun 08, 2019 4:45 pm


Um ser mitológico ou um ser flouclorico?


O flouclore brasileiro é bastante conhecido em diversas parte do mundo e a história mais famosa dela é do Saci Pererê um menino negro de uma perna só que adora uma travessura, porém, além dele existe também a história da Caipora uma índia que tem a pele escura, ágil e nu ao qual protege as matas e a floresta.

Lupa havia monitorado a Floresta Amazônica faz um mês e que agora atividades estranham mais fortes do que um monstro pequeno e pelo que parece poderia ser apenas um animal, porém, para ter certeza que não seria algo maior a loba manda Eren um semideus filho de Netuno para investigar o local e ver que atividades eram aquelas.

A missão do rapaz era simples, verificar local e voltar ao acampamento o quanto antes, porém, a loba não sabia o que ele iria encontrar e sendo assim o mesmo deveria levar suas armas e se proteger de qualquer investida contra ele.

Objetivos e Informações:
-Bem vindo a sua missão, eu espero que goste dela.
-Prazo de 5 dias para postar, porém, caso precise de mais só me avisar.
-No máximo 10 linhas por post, porém, eu sei que é capaz de mais.
-Bem por enquanto sua missão é me dizer como recebeu essa missão e quais foram as suas reações em relação ao o que foi pedido.
-Depois me diga como foi para a Floresta Amazônica e pare por ai que logo continuarei sua missão.
-Premiação final: Uma arma de escolha e descrição do semideus.
-Poderes, armas, itens e mascotes em Spoiler caso vá levar algum.
-Dúvidas MP, Discord ou Chat.
-No mais tenha uma boa sorte!

Plutão
Plutão
Deuses Olimpianos
Deuses Olimpianos


Voltar ao Topo Ir em baixo

[Missão Narrada para Eren Leonhardt] - Um ser mitológico ou um ser flouclorico? Empty Re: [Missão Narrada para Eren Leonhardt] - Um ser mitológico ou um ser flouclorico?

Mensagem por Eren Leonhardt em Dom Jun 09, 2019 8:13 am

This is how you tell a story
Welcome to the jungle

 
A primeira missão é sempre lembrada como um momento especial na vida de um semideus. Comigo não é muito diferente, consigo me lembrar de cada detalhe como se tivesse acabado de acontecer. Eu sempre fui o tipo de criança empolgada pra ver o mundo, como ele era e que tipo de pessoas viviam nele. Essa curiosidade sempre me seguiu, independente da passagem do tempo. Bom, de toda forma, vamos aos fatos. Aquele foi o que parecia ser só mais um dia de treinamento.
 
Eu não era um total fracasso na luta corpo a corpo, eu tinha uma força bruta muito grande, mas era só. Eu não conseguia lutar com ninguém que sabia o mínimo de combate corpo a corpo. Foi por essa razão que eu me encontrei no chão pela terceira ou quarta vez naquele dia.         Minha instrutora era uma veterana do exército com seus 25 anos. Tinha cabelos loiros e olhos frios como o gelo. Ela era bem baixa, com 1,53 e mesmo assim me arrebentava toda vez que nos “enfrentávamos”.
 
Não, Eren, você tá colocando muita força e pouca velocidade. Faça novamente. — Suspirei, me levantando do chão. Aquela era a única habilidade que eu tinha, a única coisa da qual eu não abria mão. Eu sempre me levantava depois de cair.
 
É um pouco difícil memorizar o movimento se você vai me romper na porrada com ele. — Disse, já levemente irritado pelo método de treino de Sophia. Ela era uma garota muito gentil fora do tatame, mas dentro dele era basicamente um monstro. Lutava Muay-Thai, jiu-jitsu brasileiro, capoeira, kravmaga, taekwondo, kung-fu e outros. Ela não estava me ensinando UMA arte marcial, estava ensinando várias ao mesmo tempo.
 
Ela colocou a mão na nuca, se espreguiçando e olhando o nada com a cara de quem se perguntava o que fazer ou como prosseguir. Sempre ficava assim antes de realmente conseguir me ensinar algo. Quando abriu a boca para falar, entretanto, a porta da sala de treinamento se abriu.
 
Um dos garotos que reconheci como pertencente à terceira coorte se aproximou. Ele tinha os cabelos bagunçados e encaracolados, pele escura e olhos cor de âmbar. Ele parecia estar muito empolgado por algum motivo.
 
— Eren, estão te chamando. — Arqueei a sobrancelha, olhando para Sophie. Teria feito algo de errado? Ela deu de ombros.
 
O que aconteceu?
 
— É no Senado. Lupa chamou especificamente por você, é para uma missão fora do acampamento.
 
Hoje eu sou “metido” a aventureiro, mas todo vício começa em algum lugar de algum jeito, e o meu começou naquele segundo. Meu coração bateu mais rápido e meu rosto se iluminou enquanto um sorriso maior que minha cara preencheu meu rosto. Muitos ficavam preocupados com a chance de morrer, outros receosos pela quantidade de luta que teriam pelo caminho, já eu só podia pensar em viajar e conhecer o mundo.
 
C-Certo! — Olhei para a Sophie, que já dava um meio sorriso no rosto — Eu...
 
Pode ir. — Ela riu baixinho enquanto eu saia em disparada em direção ao Senado.
 
Eu corri pela cidade sem me importar muito com olhares ou... bem, o resto. Eu só queria chegar lá o mais rápido possível. Avistei o Senado de Nova Roma e bem aos pés da escadaria estava ela. Já viu ou ouviu sobre Lupa? Uns dizem que é um animal feroz e intimidante, outros que é gentil, mas rígida, outros que ela é frívola e indiferente. Ao longo dos anos desenvolvi minha própria teoria, depois de conviver com ela por algum tempo e tudo o mais.
 
É bem simples; Ela só dá aos semideuses o tipo de treinamento e personalidade que eles PRECISAM ter. Eu era um garoto agitado, empolgado, inconsequente e idiota, então o único comportamento que ela podia ter comigo era...
 
Você demorou. — A loba foi bem ríspida, me encarando com quase um rosnado. Ela era grande e majestosa, com um pelo vermelho escarlate e olhos prateados. Seu tom de voz quase me fez gelar, e certamente me fez maneirar um pouco na minha personalidade explosiva. — É Eren Leonhardt, presumo?
 
Assenti, em parte porque estava empolgado demais pra falar, em parte porque estava intimidado demais pra falar. Ela deu um passo para frente, me cheirando. Depois deu o olhar mais fundo que já recebi na minha vida, um olhar de quem já tinha visto todo o tipo de pessoa e de quem me julgaria a partir de todas elas.
 
Vai ter que servir. — Ela disse, por fim, sentando-se — Eu tenho uma missão pra você, Leonhardt. Pelo que eu sei você nunca saiu de Nova Roma, não é? — assenti — E nunca enfrentou monstros.
 
Na verdade eu lutei contra o Leão de Nemeia uma vez. Ele quebrou umas seis costelas e minha perna, mas eu venci.
 
Um feito considerável. Então talvez esteja preparado para assumir a missão de agora. Você deve ir até a floresta amazônica, na América do Sul. — Arregalei os olhos, surpreso com a informação — Eu não sei dizer direito o que há lá, mas eu sei que há alguma coisa, uma criatura ou monstro, talvez um deus, eu simplesmente não sei. Preciso de alguém que vá, investigue e, se necessário, resolva o problema. Acha que está pronto pra isso?
 
Claro! — Ela me deu um olhar frio. — Digo…Sim, senhora. — e fiz uma leve reverência a ela, que revirou os olhos. Fiquei na frente dela por alguns segundos, esperando mais alguma informação.
 
E? O que está esperando, filho de Netuno? Vá! — ela rosnou e eu, afobado como era, comecei a andar o mais rápido possível rumo a lugar algum. Primeiro de tudo eu precisava de uma arma, uma espada qualquer do arsenal certamente resolveria meu caso.
 
Dei uma passada por lá e peguei uma espada bastarda de bronze celestial que estava juntando poeira em um canto. No meu pulso esquerdo estava um relógio que se transformava em uma armadura completa, o que era incrivelmente útil em momentos de batalha. Dado o primeiro passo o segundo foi um pouco mais complicado de se resolver. Como eu iria até a floresta amazônica?
 
Tentei pensar em algumas saídas pra isso, mas não consegui pensar em nenhuma por algum tempo. Foi só quando eu decidi passar perto do mar que me ocorreu que um navio ou embarcação qualquer seria a forma mais segura de transporte, afinal eu sou um filho de Netuno, e o mar era quase meu habitat natural. Fui até a praia, onde poderia encontrar qualquer embarcação.


Equipamento:
Espada qualquer - Uma espada de bronze celestial qualquer do arsenal que eu peguei por não ter nenhum item ofensivo em minha ficha.

 • Queridinha de Apolo [Um relógio de aparência completamente comum e que funciona de acordo com o horário do local onde o semideus se encontra, se ajustando ao fuso dos locais (não funciona no mundo inferior ou tártaro), porém ao ser ativado o mesmo se expande e se transforma em uma armadura completa que se ajusta ao corpo do semideus em questão. | Efeito 1: Tal armadura, caso utilizada em batalhas onde tenha sol (naturalmente precisando ser durante o dia ou na influência de algum poder que faça o dia ser instalado) irá emitir um brilho que pode deixar seus inimigos com dificuldades para enxergar, mas óculos escuros podem ser bastante efetivos contra tal brilho. | Efeito 2: A mesma se transforma em um relógio funcional. | Bronze Celestial. |Sem espaço para gemas | Beta | Status: 100% sem danos | Mágico | Arsenal do acampamento]


Eren Leonhardt
Eren Leonhardt
I Coorte
I Coorte

Idade : 20

Voltar ao Topo Ir em baixo

[Missão Narrada para Eren Leonhardt] - Um ser mitológico ou um ser flouclorico? Empty Re: [Missão Narrada para Eren Leonhardt] - Um ser mitológico ou um ser flouclorico?

Mensagem por Plutão em Dom Jun 09, 2019 4:12 pm


Um ser mitológico ou um ser flouclorico?


O semideus filho de Netuno era esperto e sendo assim que se aproximou da praia viu um barco de pescadores se aproximando com cuidado, dentro dele haviam apenas um homem velho e um garoto de dez anos ajudando o mesmo com um rede cheia de peixes em quanto os dois procuraram reabastecer seu pequeno barco de pesca com água já que os deles haviam acabado a três dias.

— Ei garoto! - O homem mais velho e já rouco gritava por Eren em quanto se aproximava da praia. — Você tem água? Por favor estamos a três dias sem beber nada e precisamos nos hidratar. - Aquele pescador descia do barco rapidamente assim que se aproximava de Eren se ajoelhando ao seus pés.

Aquilo poderia ser a sorte do destino ou uma incrível coincidência? Eren poderia estar se pergunto se aquele homem era mesmo de confiança ou algum tipo de armadilha, porém, o pescador era a única maneira que o garoto tinha de ir para a Floresta Amazônica. Será que ele poderia confiar no mesmo?

NPC's:

Pescador
[Missão Narrada para Eren Leonhardt] - Um ser mitológico ou um ser flouclorico? PABLO-PICASSO-THE-OLD-FISHERMAN

Neto do Pescador
[Missão Narrada para Eren Leonhardt] - Um ser mitológico ou um ser flouclorico? 892b2516b9ae7e817b03a0e22e149b10
Objetivos e Informações:
-Prazo de 5 dias para postar, porém, caso precise de mais só me avisar.
-No máximo 10 linhas por post, porém, eu sei que é capaz de mais.
-Por sorte do destino ou uma coincidência um pescador sem água atracou na praia pedindo ajuda. Sua decisão é de ajudá-lo ou pode também se questionar como um barco chegou ali tão de pressa. Narre o que sentiu e qual foi a sua decisão e parece assim que ajudar o homem que vou continuar a partir daí. O pescador é um homem de bem que não saiba disso, pode narra-lo a vontade e se quiser o filho do homem também.
-Premiação final: Uma arma de escolha e descrição do semideus.
-Poderes, armas, itens e mascotes em Spoiler caso vá levar algum.
-Dúvidas MP, Discord ou Chat.
-No mais tenha uma boa sorte!

Plutão
Plutão
Deuses Olimpianos
Deuses Olimpianos


Voltar ao Topo Ir em baixo

[Missão Narrada para Eren Leonhardt] - Um ser mitológico ou um ser flouclorico? Empty Re: [Missão Narrada para Eren Leonhardt] - Um ser mitológico ou um ser flouclorico?

Mensagem por Eren Leonhardt em Qua Jun 12, 2019 4:19 pm

This is how you tell a story
Welcome to the jungle


As coisas já pareciam estar indo muito bem pra mim. Avistei um barco na praia, o que por si só era uma vantagem muito grande. O único problema é que estava tripulado. Não que aquilo fosse ser tão problemático assim , mas de toda forma... O velho, assim que me viu se aproximou, o que já me deixou com a guarda levantada. Você aprende a ficar esperto quando alguma coisa vem muito rápido na sua direção.

— Ei garoto! — ele tinha a voz rouca, seria aquilo a velhice? Dei três passos para trás, conservando alguma distância dele e considerei minhas opções. Deveria haver uma barreira mágica no acampamento, o que significava que um mortal comum seria incapaz de entrar ali. Tentei buscar na minha mente histórias sobre pescadores, mas nada me veio.— Você tem água? Por favor estamos a três dias sem beber nada e precisamos nos hidratar.

Se fosse hoje eu teria respondido que não é problema meu e ficado bem mais desconfiado deles... mas como eu, um jovem explorador e aventureiro que nunca tinha saído do acampamento diria uma atrocidade dessas. Eu estava desconfiado dele, é claro, e do filho também,  mas ainda assim eu não podia simplesmente deixar o velho morrer, ou ao menos eu pensava que não podia. Eu fiquei algum tempo pensando sob o olhar atento do homem e respirei fundo.

O Sr. Já está em terra firme, estamos no continente. Se seguir naquela direção eventualmente encontrará um rio. — Sugeri, ainda levemente desconfiado mas bem inclinado à ajuda-lo. Parecia ser uma pequena família de pescadores ou algo ainda mais simples, o que aos poucos me fez relaxar um pouco. — Se quiserem posso guia-los até um rio aqui perto.

Era sinceramente o melhor que eu podia fazer, afinal de contas não podia leva-los até o acampamento, disso eu tinha ciência.

Equipamento:
Espada qualquer - Uma espada de bronze celestial qualquer do arsenal que eu peguei por não ter nenhum item ofensivo em minha ficha.

• Queridinha de Apolo [Um relógio de aparência completamente comum e que funciona de acordo com o horário do local onde o semideus se encontra, se ajustando ao fuso dos locais (não funciona no mundo inferior ou tártaro), porém ao ser ativado o mesmo se expande e se transforma em uma armadura completa que se ajusta ao corpo do semideus em questão. | Efeito 1: Tal armadura, caso utilizada em batalhas onde tenha sol (naturalmente precisando ser durante o dia ou na influência de algum poder que faça o dia ser instalado) irá emitir um brilho que pode deixar seus inimigos com dificuldades para enxergar, mas óculos escuros podem ser bastante efetivos contra tal brilho. | Efeito 2: A mesma se transforma em um relógio funcional. | Bronze Celestial. |Sem espaço para gemas | Beta | Status: 100% sem danos | Mágico | Arsenal do acampamento]
Eren Leonhardt
Eren Leonhardt
I Coorte
I Coorte

Idade : 20

Voltar ao Topo Ir em baixo

[Missão Narrada para Eren Leonhardt] - Um ser mitológico ou um ser flouclorico? Empty Re: [Missão Narrada para Eren Leonhardt] - Um ser mitológico ou um ser flouclorico?

Mensagem por Plutão em Ter Jun 18, 2019 3:17 pm


Um ser mitológico ou um ser flouclorico?


O velho logo abre um sorriso ao semideus e em seguida chama seu nato que logo amava o barco em uma pedra bem forte logo se aproximando do avô. — Obrigado garoto, eu sou Thomas e esse é meu neto Jeremiah! - O velho dizia com uma voz fraca em quanto o garoto observava o semideus um pouco tímido e com medo.

— Desculpe meu neto ele está com medo, já que encontramos um outro garoto que havia nos pedido ajuda para atravessar o mar e ir para a Amazônia no Brasil, porém, ele havia nos enganos e quanto atracamos ele roubou nossa água! - Dizia o velho tentando ser corajoso em quanto esperava o garoto levar os dois até o rio.

Outros semideus? Lupa não havia dito nada sobre ter enviado outro semideus para o local das atividade. Será que o outro semideus é um rebelde ou ele também foi convocado por Lupa sem o consentimento de Eren?

NPC's:

Pescador
[Missão Narrada para Eren Leonhardt] - Um ser mitológico ou um ser flouclorico? PABLO-PICASSO-THE-OLD-FISHERMAN

Neto do Pescador
[Missão Narrada para Eren Leonhardt] - Um ser mitológico ou um ser flouclorico? 892b2516b9ae7e817b03a0e22e149b10
Objetivos e Informações:
-Prazo de 5 dias para postar, porém, caso precise de mais só me avisar.
-No máximo 10 linhas por post, porém, eu sei que é capaz de mais.
-O velho havia lhe contado que outro jovem pediu "carona" até a floresta Amazônica e que o mesmo era o causador da falta de água no barco. Narre seus sentimentos e o seu pensamento sobre esse fato e leve o homem até o rio para que ele possa beber água depois disso pode narrar como decidiu questionar o homem se poderia te levar até a Floresta Amazônica e a reação do pescador. Depois que entrar no barco diga como foi a viagem até a Floresta Amazônica e assim que pisar os pés na floresta pare por ai que eu vou continuar.
-Premiação final: Uma arma de escolha e descrição do semideus.
-Poderes, armas, itens e mascotes em Spoiler caso vá levar algum.
-Dúvidas MP, Discord ou Chat.
-No mais tenha uma boa sorte!

Plutão
Plutão
Deuses Olimpianos
Deuses Olimpianos


Voltar ao Topo Ir em baixo

[Missão Narrada para Eren Leonhardt] - Um ser mitológico ou um ser flouclorico? Empty Re: [Missão Narrada para Eren Leonhardt] - Um ser mitológico ou um ser flouclorico?

Mensagem por Eren Leonhardt em Qui Jun 20, 2019 8:56 pm

This is how you tell a story
Welcome to the jungle


Prazer, me chamo Eren. — Cumprimentei-os ao ouvir seus nomes, já levando-os até o rio que ficava bem próximo. Eles eram semideuses? Monstros? Ouvi sua história e arqueei a sobrancelha com o comentário de que outro semideus havia ido até o Brasil. Teria ele ido pelo mesmo pedido de Lupa? Não, ela provavelmente teria me dado a informação caso julgasse ser relevante.

Não demorou muito até chegarmos no rio, e logo eles enchiam mais uma vez seus suprimentos de água. Ajudei-os a encher os baldes, e enquanto enchíamos eu conversava.

Eu também estou indo até o Brasil, preciso de uma forma de ir até lá. — O velho me olhou torto. Tinha sido enganado uma vez, provavelmente estava com medo de ser enganado duas, e mesmo sendo inexperiente eu soube que teria que negociar

Você foi bastante gentil, jovem, mas entenda, eu já fiz essa viagem uma vez, é uma viagem longa e perigosa, e eu fui enganado no final dela. O que me garante que eu não serei enganado novamente?

Eu venho de uma família rica, muito rica, basicamente a aristocracia de Nova Roma, e mesmo nessa idade eu sabia. Tirei um punhado de dracmas do bolso, vendo os olhos do homem praticamente brilharem. Eu sabia que dinheiro abria o caminho pra maioria das coisas, é sempre assim.

Duzentas dracmas pra ir, duzentas pra voltar. Um total de quatrocentas dracmas de ouro. — Tirei um dracma do bolso e brinquei com ele entre os dedos, sob  o olhar do homem. Dei um suspiro ao notar que ele ainda estava desconfiado — Pagamento adiantado. Pago a primeira metade agora e a segunda quando me trouxer de volta.

Isso se eu saísse vivo de lá, é claro, mas deixei esse pormenor à parte. Ele coçou o queixo, tentando parecer que estava considerando a ideia, mas a resposta era óbvia.

Certo então, mas o pagamento é agora.  — Assenti, pegando duzentas moedas e passando-as para a mão dele, com um suspiro. O velho sorriu. Ele, no fundo, era uma boa pessoa, mas precisava alimentar o neto. O entreguei as dracmas e voltamos até seu barco, prontos para começar a viagem.

Agora, eu sou um filho de Netuno, e a primeira experiência de um filho de Netuno no mar é como a primeira vez ao andar. Sabemos que nosso pai está nos observando e sorrindo, simplesmente sabemos. Também nos sentimos energéticos e inexplicavelmente animados, foi assim minha jornada, sem maiores desafios. Netuno parecia estar me auxiliando no caminho até o Brasil, como todo bom pai faria. Eu nunca o conheci, mas sabia que ele devia estar ali, embaixo de todo aquele azul, em algum lugar.

Após alguns dias finalmente chegamos no que parecia ser a costa do Brasil.

Equipamento:
Espada qualquer - Uma espada de bronze celestial qualquer do arsenal que eu peguei por não ter nenhum item ofensivo em minha ficha.

• Queridinha de Apolo [Um relógio de aparência completamente comum e que funciona de acordo com o horário do local onde o semideus se encontra, se ajustando ao fuso dos locais (não funciona no mundo inferior ou tártaro), porém ao ser ativado o mesmo se expande e se transforma em uma armadura completa que se ajusta ao corpo do semideus em questão. | Efeito 1: Tal armadura, caso utilizada em batalhas onde tenha sol (naturalmente precisando ser durante o dia ou na influência de algum poder que faça o dia ser instalado) irá emitir um brilho que pode deixar seus inimigos com dificuldades para enxergar, mas óculos escuros podem ser bastante efetivos contra tal brilho. | Efeito 2: A mesma se transforma em um relógio funcional. | Bronze Celestial. |Sem espaço para gemas | Beta | Status: 100% sem danos | Mágico | Arsenal do acampamento]
Eren Leonhardt
Eren Leonhardt
I Coorte
I Coorte

Idade : 20

Voltar ao Topo Ir em baixo

[Missão Narrada para Eren Leonhardt] - Um ser mitológico ou um ser flouclorico? Empty Re: [Missão Narrada para Eren Leonhardt] - Um ser mitológico ou um ser flouclorico?

Mensagem por Plutão em Dom Jun 30, 2019 12:58 pm


Um ser mitológico ou um ser flouclorico?


Assim que o mesmo viu a costa do Brasil o velho atracou o seu pequeno barco e assim que Eren desceu o homem foi se afastando da costa desaparecendo depois de alguns metros, porém, o semideus conseguiu sentir que algo estava errado na floresta e sendo assim o mesmo decidiu adentrar ainda mais o local.

Quando ele se aproximou do Pau-Brasil um vulto passou correndo em sua frente e logo em seguida o atacou até que ele logo se afasta do mesmo. — Que susto Eren está querendo me matar do coração? - Era uma voz feminina e parecia que ela o conhecia até que o mesmo olhou mais atentamente e viu Sophia a filha de Ares.

— Vai me dizer que veio com aquele velhote do barco também? - Ela dizia em quanto ajudava o semideus a se levantar em quanto ela dava de ombros sem querer ouvir a história. — Bem, tanto faz agora que está aqui pode me ajudar, eu vi um minotauro passeando pela floresta e parece que ele é que está causando todo esse furdúncio. - A filha de Ares dizia assim que ela pedia para que ele a seguisse.

Objetivos e Informações:
-Prazo de 5 dias para postar, porém, caso precise de mais só me avisar.
-No máximo 5 linhas por post, porém, eu sei que é capaz de mais.
-Para a sua surpresa era uma garota, mais especificamente uma filha de Ares, bem a sua narração aqui será meramente interpretativa, diga o que sentiu ao saber que na verdade o jovem era uma menina. Depois pode questiona-la sobre o que ela sabe do minotauro em quanto caminham em direção ao monstros e logo em seguida pare de narrar quando encontrar o mesmo. Pode narrar a filha de Ares a vontade.
-Premiação final: Uma arma de escolha e descrição do semideus.
-Poderes, armas, itens e mascotes em Spoiler caso vá levar algum.
-Dúvidas MP, Discord ou Chat.
-Desculpe a demora de postar em sua missão tava meia ocupada off.

Plutão
Plutão
Deuses Olimpianos
Deuses Olimpianos


Voltar ao Topo Ir em baixo

[Missão Narrada para Eren Leonhardt] - Um ser mitológico ou um ser flouclorico? Empty Re: [Missão Narrada para Eren Leonhardt] - Um ser mitológico ou um ser flouclorico?

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum