The Blood of Olympus
Para visualizar o forum é necessário estar cadastrado, por favor registre-se no rpg ou entre em sua conta. É necessário estar cadastrado para ver as informações contidas no forum. Lembre-se de usar nome e sobrenome, não se cadastrar usando nomes geralmente utilizados por Hacker. Exemplo: "Barum" "Hakye" e por ai vai. Bem vindos.

[RPs] Alexandra Nikolaev

Ir em baixo

[RPs] Alexandra Nikolaev Empty [RPs] Alexandra Nikolaev

Mensagem por Alexandra Nikolaev em Qui Jun 06, 2019 12:36 am

evento
Fallen Again

MF:
Missão fixa inicial: Para adentrar no evento de contos de fada é necessário fazer a missão fixa acima, sendo encontrado pelo coelho e guiado por ele até uma toca que o guiara para o mundo mágico. Você deve explicar como foi atraído pela criatura e o que te fez seguir ela, a missão termina com seu personagem caindo em um buraco que parece não ter fim, mas que num piscar de olhos também desaparece, te deixando em uma floresta estranha, onde alguém grita: Bem vindo a floresta encantada.

Recompensas: 500 XP e 500 Dracmas + 1 Fragmento.

— Alexandra Nikolaev, sequestro ainda é crime!

Mordisquei o lábio inferior, mas isso não impediu que o som risonho escapasse de minha garganta. Camila, a humana que tinha aceitado a loucura de me namorar, estava impaciente e levemente irritada. Se bem que a última característica parecia ser uma parte inerente de sua personalidade. Um charme quando não era você a pessoa que seria alvo de seus ácidos comentários.

Um pedaço de tecido macio cobria os olhos amendoados da humana, impedindo que ela visse o caminho pelo qual eu a guiava. Estávamos completando um mês de namoro oficial naquele dia e, devido a isso, eu queria comemorar o fato de termos sobrevivido os primeiros dias de compromisso. Tinha aparecido logo cedo na casa dela, montando um farto café da manhã para a morena. Ao acordá-la com vários beijos e mimos, evitei apanhar por tê-la despertado nas primeiras horas do dia. Mas logo que Camila terminou sua higiene matinal, eu a tinha surpreendido ao tampar seus olhos com o tecido com uma habilidade digna de uma semideusa.

— Mas a verdadeira surpresa depende de alguns atos pecaminosos e que não poderiam ser exibidos em público. — Gracejei ao pé do ouvido dela, a guiando pela casa de maneira aleatória, desejando apenas que ela perdesse o senso de direção.

Yo juro por los dioses que es bueno que me haga gustar mucho de esa sorpresa!

Ela estava nervosa e isso apenas me deixava em puro deleite. Camila Guerrero era uma mulher de 26 anos, independente e que tinha batalhado durante toda a vida. Poucas coisas a deixavam nervosa e, aparentemente, uma surpresa feita pela namorada era uma delas. Abri o portal quando a senti perdendo realmente a paciência, a conduzindo através dele a segurando sabendo que isso provocaria tontura. Camila resmungou e estava prestes a proferir uma série de xingamentos quando paralisou.

— Isso é som de ondas? Que cheiro é esse? — Ela começou a indagar.

Meu sorriso começou a machucar as bochechas de tão grande que era. Retirei o pano que cobria a visão dela, permitindo que Camila finalmente percebesse onde estávamos. Era uma casa a beira mar, uma pequena mansão para uma pessoa, em um lugar que parecia um pequeno paraíso. Estávamos na varanda, permitindo que víssemos o mar bem de perto. A latina demorou processando o ambiente, até o seu olhar admirado voltar em minha direção exigindo explicações.

— Aparentemente desenvolver uma nova plataforma e um jogo de realidade virtual dá dinheiro. — Brinquei, mexendo no bolso de minha calça para pegar um item importante. — Estamos em Santa Mônica e essa é minha casa. E isso aqui... — Peguei a mão dela e tornei a palma para cima, depositando um chaveiro com pingente de BB8, um robô amarelado de Star Wars. — É o que vai te dar acesso a todas as partes de minha vida, inclusive essa casa.

— Você está me dando as chaves?!

Para a sociedade moderna, aquele era um grande passo. Permitir que a pessoa tivesse acesso ao seu lar a qualquer hora e a qualquer momento. Um mês de namoro poderia ser pouco aos olhos de terceiros. Mas Camila já tinha vivenciado comigo situações que levariam uma vida para serem processadas.

— Talvez se eu te mostrar o interior você esteja mais inclinada a dizer sim sem pensar duas vezes? — Propus um tanto nervosa, mas sorrindo para tentar disfarçar.

Ela arqueou uma sobrancelha, mas não dei tempo para que ela reagisse. Segurando na outra mão dela, a conduzi para dentro de minha nova residência. Aquele cômodo era amplo e enorme, pois comportava desde a sala de estar à cozinha, sendo intermediado por um espaço para a mesa de refeições. Camila olhava ao redor enquanto eu descrevia exatamente o que a decoradora tinha informado. Falar sobre especificidades e coisas técnicas estava me ajudando a conter a ansiedade pela resposta da humana, distraindo minha mente que tendia a ser acelerada.

Até que chegamos na sala, depois determos explorado o quintal e a cozinha. Repentinamente as mãos dela estavam sobre minha cintura, empurrando meu corpo em direção ao sofá. Tudo girou e antes que eu recuperasse o fôlego, eu tinha uma latina quente e bela em meu colo. Engoli em seco, erguendo o olhar alarmado e confuso em direção a ela.

Cariño, eu sei que essa casa aparentemente é maravilhosa. Mas preciso recompensar você por ser algo mais maravilhoso ainda.

A recompensa foi um beijo. Ou melhor, O beijo. As mãos dela seguraram meu rosto, mas uma delas não tardou a emaranhar os dedos em meu cabelo, mantendo um aperto firme que mantinha minha cabeça levemente tombada para trás. Ela me dominava ao compasso que comandava o toque. Não era algo urgente, rápido e necessitado; era quente, voluptuoso, repleto de sedução com um toque de ousadia explícita. Era o tipo de beijo que exigia toda a minha concentração para estar à altura, o que arrebatava meu ar e nublava minha mente enquanto a língua envolvia a minha em uma dança quase vulgar. Quando o contato terminou, nós duas estávamos ofegantes e com os olhos obscurecidos. Minha mente já não se importava com a casa, com explicações ou respostas. Tudo o que eu precisava estava ali, em meu colo.

Camila também parecia chegar a mesma conclusão, pois as próprias mãos foram de encontro a blusa, a retirando do corpo cheio de curvas. A latina não era magra, pelo contrário, possuía formas definidas e que me enchiam de encanto, admiração e excitação. Minhas mãos foram para as costas dela, a puxando para mim para um novo encontro de lábios. A senti sorrindo contra a minha boca, um traço que desapareceu quando suguei o lábio inferior dela, substituindo o sorriso por um suspiro de prazer. Camila começou a desabotoar minha blusa, o quadril dela começando a pressionar contra meu ventre, o corpo tão próximo, quente e cheiroso que provocava sensações similares a uma intensa embriaguez.

A situação tendia a um resultado promissor, nossas bocas não tardaram a estar formigando depois de tantos beijos. Porém, foi quando me deleitava ao provocar o pescoço dela com mordidas e chupões, que eu senti meu corpo tensionar em um aviso de alerta. Quase ao mesmo tempo, Camila gritava e segurava meu ombro com força, fincando as unhas sem querer sobre minha derme. Assustada, ergui o olhar e envolvia um braço ao redor dela, em um instinto protetor tão natural quanto respirar.

A humana saiu de meu colo, o olhar preso a algo atrás do sofá. Virei meu rosto na mesma direção, encontrando um coelho com roupas rasgadas, mas formais. O tamanho da criatura albina era anormal, em uma mão ele tinha um relógio e na outra...

— Aquilo é o meu sutiã?! — Camila quase gritou em meu ouvido.

A peça tinha sido retirada do corpo dela em algum momento, mas que agora estava nas mãos da criatura que evidentemente não era normal. Meu rosto esquentou e meu olhar se tornou perigoso. Camila abraçou uma almofada para esconder a parte frontal de seu corpo enquanto eu pulava o sofá para perseguir aquele maldito coelho.

— Espera! Não temos tempo! Eu tropecei nisso aqui! Preciso de ajuda! — Ele exclamava a cada salto que dava, escapando por pouco sempre que eu tentava agarrá-lo. — Meu mundo! Em perigo! Outros semideuses, tentando salvar! Mas precisamos de mais pessoas!

Irritada e enciumada, manipulei o cordão metálico do relógio de bolso dele, fazendo com que enrolasse contra aquelas pernas ligeiras. O coelho caiu, permitindo que eu o pegasse pelas orelhas. Retirei a peça intima das mãos dele, jogando em direção a Camila.

— Ouse olhar para ela e eu queimo os seus olhos. — Ameacei sabendo que não teria coragem de fazer algo assim. Mas ele não sabia disso. — Quem é você e como quebrou minha segurança?

— Coelho Branco! Meu reino está sendo atacado por um mago das trevas, Josh. Estamos em uma busca desesperada por ajuda. Por favor, todos nós vamos morrer e seu reino também sofrerá quando o mago decidir conquistar esse mundo!

— Coelho Branco como em Alice? — Camila se aproximou, devidamente vestida.

— Você conhece Alice?! Perfeito, você deve vir também!

— Não! — Minha resposta foi instintiva, resultando em dois olhares em minha direção. Um assustado pela força de minha negativa, o outro indignado por causa disso. — Um mago querendo destruir reinos, isso é perigoso Cami!

— Estou cansada de ficar para trás, de esperar você com um aperto no peito imaginando se irá retornar ou não!

— Camila, isso não está em discussão, você não possui treinamento!

— Coelho, eu posso ir, certo? — Ela me ignorou completamente, o que me fez ficar ainda mais frustrada.

— Toda ajuda é bem-vinda, ainda mais de pessoas com coração bons e puros, essas são as mais poderosas!

Camila olhou para mim como se mostrasse que estava certa. Mas isso era inadmissível! Ela não tinha ideia do quanto era perigoso o meu mundo, do quanto poderíamos morrer por simplesmente respirar em um local. A simples ideia de que ela estaria em perigo me fazia parar de respirar e entrar em quase crise.

Porém, antes que eu reclamasse e a convencesse a ficar, o coelho chutou minha barriga. Não foi forte para me machucar de fato, mas o suficiente para diminuir o aperto em suas orelhas. Livre, o Coelho Branco saltou no chão e correu em direção a varanda.

— Por aqui, senhorita! — Ele chamava apressado. — Estamos sem tempo!

— Camila, não. Você não entende! — Tentei alertar enquanto recuperava o fôlego.

— Eu nunca vou entender se não vivenciar.

Com todo o drama possível, ela girou nos calcanhares e começou a seguir o coelho. Resmunguei alto, correndo em direção a uma parede da sala de estar onde estava pendurada a minha mochila e cinto de utilidades. Se existia alguma sorte em meu destino, eu poderia apostar que estava sendo toda aplicada naquele momento. Eu tinha acabado de transferir alguns itens principais para a minha residência nova, mas eles ainda estavam ali, contidos naqueles dois acessórios.

Corri para o lado de fora da casa, a tempo de ver o coelho branco maldito caindo dentro de um buraco feito em meu terreno. Camila hesitou por um momento, mas bastou lançar um olhar para mim para que algo dentro dela despertasse. A latina, corajosa e louca, saltou para dentro de um buraco seguindo um coelho branco que falava. Se eu pudesse gritar de frustração naquele momento, eu gritaria, mas não tinha tempo a perder. Corri em mesma direção, saltando logo em seguida.

A queda foi longa, nos fazendo cair em meio a uma floresta. Vivas de alguma maneira e com apenas alguns poucos arranhões.

— Bem-vindos a Floresta Encantada! — O coelho branco cantarolou.

Choraminguei baixo, permanecendo deitada no chão cheio de folhas secas por alguns segundos a mais do que o necessário. Estava em um lugar perigoso, mágico e encantador, mas ainda assim perigoso! Acompanhada da pessoa mais importante para mim e sem conhecimento sobre esse mundo. Camila apareceu em meu campo de visão, sorrindo tão grande e de maneira linda que eu quase esqueci que estava zangada com o comportamento dela. Quase.

Levantei sem a ajuda da latina, pronta para iniciar aquela aventura da qual eu não tinha escolhido, sem poder escapar mais uma vez das artimanhas do destino.

Itens Levados:
Mochila sem Fundo:
• Mochila sem fundo [Mochila de prata com material simples, sem bolsos laterais, com um único zíper, uma única entrada e uma única saída.| Efeito 1: A mochila não possui fundo, foi encantada para caber inúmeros objetos, ou seja, seu espaço é infinito, tudo que você colocar dentro dela permanece ali, desde que passe pela parte de cima, ou seja, você precisa conseguir colocar o item pelo buraco, que é largo o suficiente para passar até uma panela de pressão. Para pegar o item de volta basta colocar a mão dentro da mochila e pensar nele, e ele retorna para suas mãos.| Efeito 2: A mochila permite ao semideus levar 3 itens a mais em missões e eventos, como uma forma de burlar as regras. Por exemplo, se o narrador estipulou apenas 1 item para a missão, o meio-sangue poderá levar essa mochila e com ela liberar mais 2 itens (pois ela conta como 1, gastando um dos 3 extras) | Indefinido | Sem espaço para gemas | Alfa | Status: 100% sem danos |Lendário e mágico | Comprado na Loja Especial do BO]

• Cachecol Vermelho [Em termos de aparência, parece um cachecol vermelho como outro qualquer, bastante bonito. Porém, ele está entrelaçado com fios de vibranium, conferindo a resistência do famoso material de defesa. Por estar encantado com o elemento fogo, oferece proteção contra o mesmo além de manter o corpo de quem o usa aquecido e confortável. | Efeito de ligação: retorna ao usuário depois de perdido ou roubado, por ter sido encantado com o sangue de Alexandra. | Efeito 1: Graças aos símbolos mágicos, pode transformar-se rapidamente, alongando seu comprimento pra até 20m, ou crescendo na mesma proporção virando um manto ou um lençol; Efeito 2: Graças ao encantamento de fogo, o tecido pode esquentar de tal maneira a provocar queimaduras de terceiro grau. Também mantem o corpo aquecido. (Custo de 20MP para esquentar, 15MP para sustentar o cachecol em nível extremamente quente); Efeito 3: Graças a um encantamento, o item pode ficar invisível por 2 turnos, sendo necessário mais 1 para voltar a usá-lo. (Custo de 40MP)| Efeito lendário Sangramento: ao provocar feridas/cortes, continuará aberto e sangrando por até 8 turnos, causando um dano de 15HP por turno independente da ferida/corte. | Bônus de tecido mágico: +30% de resistência | Bônus de forja, dano lendário e FPA aplicados no dano base | Vibranium | Rubi Imperial, espaço para 2 gemas | Super Alfa | Dano base: 167 | Lendário | Status 100%, sem danos | Forjado por Nikolaev]

• Aeon [Adaga de aparência extremamente bela e delicada, mas tão afiada quanto. Possui apenas um corte e é mais leve do que aparenta, dando a sensação de que conseguiria cortar até mesmo o ar para alcançar o seu objetivo. A empunhadura possui um rico detalhe de asas, assim como uma guarda mão feita de vibranium. | Efeito 1: Encantada com o elemento ar, a adaga possui uma camada de ar que tornam o item extremamente afiado, aumentando a profundidade do corte. Essa camada também envolve as adagas aumentando a sua proporção de alcance, estando a cinco centímetros de distância da lâmina real. | Efeito 2: Aeon possui a habilidade de ficar intangível por apenas um turno, precisando de outro turno para ser usada essa propriedade novamente. Enquanto intangível, as adagas não provocam dano ao ultrapassar algo ou alguém, apenas quando estiver em sua forma física. 40MP por uso. | Bônus de forja e FPA aplicados | bônus lendário: Elemento Trevas e Raio - Ganha propriedade de conduzir treva e raio, qualquer poder de raio/treva lançado contra ela poderá ser rebatido e lançado novamente para quem lançou o poder. Tal dano ainda poderá ser neutralizado pela arma. | Lâmina de ouro imperial, empunhadura de vibranium | Super Alfa | Rubi imperial, espaço para 2 gemas | Dano base semideus: 149 + 10% retirado da HP e MP; monstro: 161| Status 100%, sem danos | Lendária | Forjada por Nikolaev, obtido através de feitiço de cópia]

Nemeia’s Protection [ Casaco produzido a partir de partículas da pele de um leão da Nemeia, adquirindo a cor que o cliente preferir na compra e adaptando-se ao seu tamanho. | Efeito 1: Devido ao produto original, o casaco protege o tronco e braços do semideus perfeitamente, neutralizando 70% dos ataques físicos dirigidos à parte superior do corpo. | Efeito 2: Mantém o corpo do semideus aquecido mesmo quando estiver condicionado a baixíssimas temperaturas. | Pele de Leão da Nemeia | Sem espaço para gemas | Alfa | 100%, sem danos | Mágico | Comprado na loja “Ferreli & García - Mode et Style ].

Curadores Unissex [Camiseta branca básica do tipo sem estampas, o tecido é liso e bastante leve, gruda no corpo como se fosse uma sobre-pele, mas mais confortável. Manga curta de cor única. | Efeito 1: A blusa pode restaurar até 50% do HP do usuário dentro de dois turnos, 25% no primeiro turno, 25% no segundo turno. O efeito só funciona uma única vez por evento, luta ou missão. Efeito 2: Foi feito de forma que possa ser usado por baixo de outras roupas, o tecido é fino, o que faz parecer com que o semideus não esteja vestindo nada, além disso, possui uma mágia que o impede de sentir calor. Efeito 3: Se ajusta perfeitamente ao corpo do usuário. | Tecido mágico | Sem espaço para gemas | Beta | Status: 100% sem danos | Mágico | Comprado na Ferreli & García - Mode et style]

No corpo:
• Arsenal [Anel brilhante com uma pedra preciosa, esbranquiçada e minúscula em seu centro | Aço | . Possui o efeito de alterar uma arma, mudando assim sua forma, detalhes, e qualquer outra coisa que o portador desejar, desde que as alterações sejam apenas físicas. Ou seja, utilizando o efeito do anel, é possível transformar uma lança em uma espada ou faca, ou qualquer outro item de ataque. Um escudo circular pode ser transformado em um broquel, ou um escudo de corpo. Os materiais dos itens podem ser alterados, mas seus efeitos sempre serão os mesmos (exemplo: uma espada elétrica ainda causaria dano por eletricidade se transformada em uma lança) | Não possui espaços para gemas | Comum | Resistência: Sigma | Status: 100%, sem danos | Comum | Comprado na loja ]

Cinto de utilidades [Um cinto cheio de compartimentos apropriado para levar itens de tamanho pequeno, mas que faz contar como apenas um único item em missões. É permitido levar itens que atinjam em média 20cm de comprimento, sendo ideal para poções, pedras, amuletos e acessórios. | Efeito 1: Runas de proteção foram utilizadas nesse item, impedindo que mesmo com movimentos bruscos e impactos, os itens em seu interior estejam protegidos e não quebrem ou sofram danos.; Efeito 2: Irá aparentar apenas um cinto comum para as outras pessoas, sua real forma sendo vista apenas pelo usuário. | Couro mágico | Beta | Espaço para uma gema | Status: 100%, sem danos | Mágico | Comprado no Pandevie Magie]
Cinto de Utilidades:

• Pokemonster [Uma bolinha baseada no designer da famosa Pokebola, do anime, Pokemon. É preta e dourada, se expande nas mãos do portador e cria um portal seguro, que transporta a criatura para seu interior, e levando para uma dimensão parare-la. Possui um botão retrátil, ao apertar, libera a criatura novamente de seu mundinho particular.| Efeito 1: Ao pressionar o botão pela primeira vez, quando a Pokemonster está vazia, essa criara uma espécie de portal em frente a criatura. Um circulo luminoso repleto de escritos em grego ou latim, que se misturam a runas, criando um portal que suga a criatura para o interior da Pokemonster, o levando para uma dimensão paralela. Efeito 2: O interior é semelhante a um bosque, idêntico ao da maleta fantástica, que deixa a criatura livre para brincar, se divertir e melhor, manter-se segura enquanto seu dono está lutando do lado de fora. Efeito 3: Transforma-se em um chaveiro com o mesmo designer, que pode ser facilmente carregado por aí.| Desconhecido | Sem espaço para Gemas | Beta | Status: 100% Sem danos | Mágico | Comprado no Fantastic Beasts]

• Poção revitalizadora [Uma poção da cor de ferro derretido - um laranja metálico e um tanto incandescente - que está abrigada dentro de um pequeno frasco de vidro. | A poção recupera até 60% do HP e MP total de quem a ingerir, sendo que apenas uma utilização por batalha, mvp, pvp, missão e evento é permitido. | Poção e vidro. | Mágico. | Usos: 0/1 | Fabricado por Hela.] (x3)

• Constrói tudo [Inicialmente esse item é apenas uma lapiseira simples de desenho, contudo para o forjador pode virar muito mais. | Efeito 1: A lapiseira pode se transformar em qualquer item utilizado para ajustes, desde afiadores, chaves, polidores, marcadores, tesouras e qualquer coisa que sirva para realizar e ajustar detalhes em suas criações, as deixando ainda mais perfeitas. Efeito 2: Esse item ajuda e auxilia a encontrar erros e ajustar os detalhes mais complicados e minuciosos. | Hefestiana | Sem espaço para gemas. | Alfa | Status 100%, sem danos. | Mágico. | Sistema de medalhas]

Blood Magic [Uma caneta aparentemente comum, porém de aparência elegante. Porém essa caneta não funciona com tinta normal, mas apenas com sangue. Para encher o tubo, é preciso encostar a ponta da caneta em um pequeno machucado ou qualquer fonte do sangue a ser usado. Sua grafia varia de acordo com o desejo do dono, podendo ser mais forte e assim usando mais da tinta sangrenta, ou mais fina e delicada. Feita basicamente de arambarium - metal que conduz magia com mais facilidade – e ouro compondo todos os detalhes. | Efeito: Ela tem o efeito de sempre retornar ao dono depois de algum tempo. Foi encantada para criar runas mais duradouras, e com uma intensidade 10% maior do que de uma runa original, além disso, a caneta diminui o gasto de MP em 50%, e da choques em qualquer um que tentar rouba-la. A caneta possui sangue suficiente para a criação de até 10 runas, depois disso precisa ser recarregada novamente. | Arambarium e Ouro | Resistência: Beta | Status: 100%, sem danos | Mágica | Comprado no Pandevie Magie]

• Martelo Mágico de Forja [Um martelo de forja, com traços rústicos, feito de bronze celestial e aço reforçado. Possui runas mágicas que lhe dão propriedades mágicas. | Efeito de ligação: funciona apenas nas mãos de Alexandra, nas mãos de outra pessoa se torna apenas um martelo comum, assim como retorna a sua dona depois de dois turnos, caso perdido ou roubado; Efeito de transformação: vira um chaveiro com uma réplica menor do original | Efeito 1: Graças as runas de sorte, transformação, mudança, equilíbrio e sabedoria, o martelo é capaz de com poucas marteladas fazer com que o metal tome a forma que a ferreira deseja. Funciona apenas para efeitos de forja, não será permitido uso em PvPs, porém poderá ser usado e levado em missões | Bônus de forja: 15% a mais de dano; bônus lendário: Quando o inimigo for atingido pela espada, por menor que seja o corte, o mesmo irá continuar aberto e sangrando por, até, oito turnos. Causando um dano de 15 de HP a cada turno, independente da ferida.| BC e aço reforçado | Alfa | Espaço para 3 gemas | Status 100%, sem danos | Lendário | Forjada por Nikolaev]






Alexandra Nikolaev
Alexandra Nikolaev
IV Coorte
IV Coorte


Voltar ao Topo Ir em baixo

[RPs] Alexandra Nikolaev Empty Re: [RPs] Alexandra Nikolaev

Mensagem por Hipnos em Qui Jun 06, 2019 2:29 am


Alexandra Nikolaev


Método de Avaliação:

Valores máximos que podem ser obtidos

Máximo de XP da missão: 500 XP e Dracmas + 1 Fragmentos

Realidade de postagem + Ações realizadas – 50%
Escrita: Gramática, erros, pontuação, coerência, concordância, etc – 20%
Criatividade/Estratégia em combate + inteligência – 30%

Realidade de postagem + Ações realizadas: - 50%
Escrita: Gramática, erros, pontuação, coerência, concordância, etc: - 20%
Criatividade/Estratégia em combate + inteligência: - 30%


RECOMPENSAS: 500 exp e dracmas + 1 Fragmento

Comentários:
Seu texto não tinha erros ou problemas que afetaram a nota geral. De maneira global achei a OP bem divertida e a leitura fluída.

Fiquei sentindo que poderia ter explorado melhor a queda sem fim no buraco do coelho, principalmente por ela ser uma parte das diretrizes da OP, mas como é uma questão de interpretação e você pelo menos citou uma queda longa, não vou descontar nada.

Fico curioso para saber como será o desenvolvimento dessa relação das personagens dentro do evento e como sua namorada humana vai agir para sobreviver aos desafios do mundo encantado. No mais, boa sorte no evento.

Tenha bons sonhos!

Atualizado por Hefesto

Hipnos
Hipnos
Deuses Estagiários
Deuses Estagiários

Localização : Estrela de que se vamo tudo morre minha irmã?

Voltar ao Topo Ir em baixo

[RPs] Alexandra Nikolaev Empty Re: [RPs] Alexandra Nikolaev

Mensagem por Alexandra Nikolaev em Ter Jun 11, 2019 12:15 am

evento
Cursed Song


MF:
Maldita música – Existe uma lenta sobre uma criatura lendária do fundo do mar capaz de destruir embarcações inteiras se influenciado de maneira correta. Essa criatura é a mesma que deu origem as fabulas do Kraken, mitos sobre polvos e lulas gigantes e os horríveis ataques em alto mar. Com 20 metros de cumprimento e pesando toneladas ele era capaz quebrar navios inteiros ao meio, afundando as embarcações e matando todos que estivessem dentro. Porém existe uma parte dessa fabula que poucos conhecem e que provavelmente fará seu personagem ver a criatura por um aspecto diferente. Esse horripilante monstro é na verdade uma das antigas divindades de Atlatida (um segredo do pai do rei Tritão) e seu principal protetor. Ele não é malvado e desde que não seja influenciado pela música maldita. Isso mesmo, toda vez que escuta uma melodia específica em um instrumento de teclado o monstro se torna a criatura horripilante das lendas e ataca qualquer um que esteja pela frente. Úrsula (a bruxa do mar) conseguiu o instrumento maldito para conseguir o controle do monstro e agora o está usando para atacar o castelo do príncipe Erick e de Ariel a beira da praia na fronteira do norte. Os habitantes do vilarejo estão apavorados e não sabem de onde vem o som que está fazendo o monstro lhes atacar. Detenha Úrsula e quebre a maldição para fazer com que o polvo retorne as profundezas do oceano novamente. Mas cuidado! O monstro também vai tentar te matar.
Nível Mínimo: 80
Recompensas: 18.000 XP e Dracmas + 15 Fragmentos.

Estou postando com a Camila, namorada NPC, contando assim o bônus da semana dos namorados
Também utilizei habilidades da UNR de programação para usar o bracelete e identificar a frequência sonora e a origem dela.

Já fazia quase um minuto inteiro que eu estava sentada sobre a raiz de uma árvore. Os cotovelos sobre os joelhos, os dedos entrelaçados um pouco a frente de meu rosto pensativo. Estava tentando analisar a situação e por um pouco de lógica na confusão na qual me encontrava. O Coelho Branco – não qualquer coelho, aquele louco pelo tempo – tinha aparecido de uma dimensão a parte, uma em que os contos de fadas eram reais. Como sabia disso? Ele falava de uma fera que tinha se transformado em um príncipe, de um reino próximo ao mar aliado ao povo atlântico. De dragões, reis e espadas. Um mundo que estava em perigo por causa de um mago que teve o coração roubado pela escuridão. Normalmente eu estaria agitada para ajudar, fazendo planos de como auxiliar aquelas pessoas e diminuir as casualidades. Talvez até mesmo participar da linha de frente se fosse necessário.

Mas eu não estava sozinha.

Camila conversava com o maldito coelho, seu jeito resplandecia expectativa. Os olhos brilhavam pela aventura, seu ímpeto em ajudar quase ofuscando tudo ao seu redor. Mas ela não sabia, não tinha noção do quanto o mundo místico podia ser cruel e violento. Por saber disso, eu também não conseguia ignorar o pedido de ajuda, não quando eu tinha servido a “luz” diretamente e lutado em nome dela no próprio inferno. Soltei um longo suspiro, pegando a mochila sem fundo para começar a fazer um plano de prevenção.

De dentro do acessório sem fundo, retirei um casaco que estava bem dobrado para caber dentro da mochila, assim como o cachecol vermelho. Levantei depois de fechar o zíper, aproximando dos dois seres mais agitados daquele cenário.

— Cami, vista isso. — Ofereci o casaco para a latina.

— Não estou com frio. — Ela pontuou de maneira petulante.

Mordi o interior de minha bochecha. Eu sabia que ela estava com um comportamento defensivo pois eu estava exibindo meu descontentamento com a presença dela ali desde que pulamos no buraco. A humana se tornava um tanto arisca quando estava naquele modo, sendo algo que eu geralmente lidava com paciência e uma boa dose de manha. Mas estávamos em um reino mágico de perigos ainda desconhecidos, e bem, eu também não estava contente com a situação toda.

— É um item de defesa, baseado na pele do Leão de Neméia. Lembra da lenda do Hércules e o leão quase impossível de vencer? Segue esse mesmo parâmetro. Não sabemos que perigos vamos enfrentar, então qualquer precaução é válida. — Expliquei depois de jogar o item na direção dela.

— Mas então... e você?

Como modo de responder, envolvi o meu cachecol vermelho, feito de fibras metálicas de vibranium e tecido mágico. Provavelmente ela não entendeu o quanto aquele item era na verdade poderoso, mas a julgar pela expressão no belo rosto moreno, ela também seria teimosa o suficiente para não perguntar. Peguei a pokemonster, acionando o seu botão para trazer aquela realidade minha mascote e companheira, Lunafreya.

A enorme criatura que era uma mistura bela de cão e leão surgiu ao nosso lado.  A pelugem laranja com listras pretas era bonita, mas não tão chamativa quanto a juba cor creme tão formosa que sempre me encantava quando Luna aparecia em cena. Sorri de maneira mais amável, recebendo em retorno uma aproximação graciosa da mascote. Como de costume, ela roçou a cabeça na minha lateral, um jeitinho de pedir para que eu a mimasse com carinhos. Toquei abaixo do queixo, coçando ali de uma maneira que a fez deitar no chão derretida pela ação prazerosa.

— E-essa é a Lunafreya?!

Tanto eu quanto o animal olhamos para a uma garota que não escondia a surpresa. Luna ao reconhecê-la não tardou a se aproximar da latina, como sempre fazia, deitando e exibindo a barriga peluda e alaranjada.

— Acho que a névoa não funciona aqui. — Ponderei com a mão no queixo e a outra na cintura, uma pose característica que assumia quando analisava algumas situações. — Ou ao menos não com a função de esconder o místico. Não faria sentido se o fizesse já que aqui todos os reinos são mágicos. Isso quer dizer que você verá tudo o que ainda estava oculto, isso inclui a Luna.

Há um tempo eu já tinha explicado para a Camila como funcionava a névoa e de como ela era poderosa. Aos poucos, a visão dela para o mundo começou a mudar, mas não totalmente. O cérebro precisava de tempo para se adaptar e absorver o conteúdo oculto sobre o mundo. Mas ali, nos reinos dos contos? Essa regra parecia não existir. Finalmente algo positivo, pois, dessa maneira, eu acreditava que Camila passaria a entender o que meu mundo significava como um todo. Dei de ombros, assoviando uma vez para que a Komainu assumisse sua postura apropriada para montar.

Ofereci a mão para ajudar Camila a montar atrás de mim, lutando bravamente com o sorriso e um leve rubor em minha face ao ter os braços dela ao redor de minha cintura. O Coelho Branco seguiu ao nosso lado, ligeiro e hiperativo demais para ficar sobre uma criatura como a Lunafreya. Durante o nosso caminho, a criatura albina tentava explicar o que sabia sobre os reinos e seus moradores. Estava em uma narrativa adorável sobre o Reino das Fadas, Fairytopia, quando a Komainu parou sua trajetória e farejou o ar.

— Luna? O que foi garota? — Indaguei.

A mascote rosnou de leve antes de sair correndo, em um movimento brusco que fez com que Camila segurasse com força em meu corpo para não cair. O coelho mal nos acompanhava, mesmo que também fosse ligeiro, não se comparava a velocidade daquela criatura. Passando por árvores, desviando de galhos e saltando rochas, Lunafreya nos conduziu até um castelo perto da praia. Um que saia fumaça de seus muros, que reproduzia gritos e sons de destruição. Mas foi o grunhir alto e assustador que fez Lunafreya parar sua corrida ao alcançarmos o litoral.

Ainda distante do campo em calamidade, nada nos impedia de ver a criatura colossal, com longos e poderosos tentáculos destruindo os muros de defesa do castelo. Deveria possuir mais de vinte metros de altura, o corpo tão grande que cobria boa parte da visão do oceano. Do mar, era possível escutar sons de tiros de canhão, como a de madeira quebrando quando o monstro destroçava os navios.

— É o monstro do mar! É o monstro do mar! Precisamos sair daqui, é tarde demais! — O coelho surtou.

Por um momento, considerei aquela possibilidade e abri meus lábios para dar o comando para Luna. Mas as palavras morreram em minha garganta quando eu vi um pai carregando uma criança machucada em direção a floresta. O povo do castelo estaria em perigo e seria dizimado caso não fizesse nada!

— Luna, vamos para o castelo, evite a zona de batalha. A prioridade é ajudar os civis. — Ordenei com o coração disparado contra o peito.

— Você está louca?! — O coelho guinchou.

— Há pessoas morrendo lá! Você me trouxe aqui para isso, se não começarmos a salvar o seu mundo, ele irá se destruir e pessoas serão sacrificadas. Agora vamos, Lunafreya!

A mascote de fogo nem ao menos hesitou, correndo em direção aos fundos do castelo. Os braços ao redor de meu corpo tremiam, mordi meu lábio ao pensar que de todas as coisas que Camila poderia presenciar, tinha de ser um monstro gigante e destruidor! Olhei rapidamente para o lado, engolindo em seco ao lembrar da destruição em Nova Roma, ocasionado por uma criatura similar àquela. O Endth, no entanto, fora ainda mais perigoso e caótico, destruindo uma cidade inteira e não apenas um castelo.

Lunafreya encontrou um muro baixo do qual conseguiu pular facilmente. Os gritos das pessoas estavam ainda mais presentes, uma orquestra horrenda que compunha aquele cenário de calamidade. A mascote driblou as pessoas até encontrar um pátio onde um muro tinha sido recém quebrado. Soldados estavam caídos, servos corriam de um lado para o outro em desespero. Desci da mascote, lançando um olhar de alerta para Camila, deixando claro que ela deveria ficar ainda montada.

Em meio aquele caos, foi impossível não notar a pequena garota. O corpo dela se movia rapidamente, ajudando as pessoas a levantarem e até mesmo arrastando soldados para longe dos escombros. O cabelo vermelho se destacava em meio a confusão, ora recebendo o brilho das tochas que ainda estavam presas as paredes, ora sendo banhado pelos raios lunares. Em meio a um resgate de uma serva perto do que restou do muro, a garota ruiva não percebeu que este estava prestes a desabar. Escutei o grito de Camila, tentando alertar as duas, mas seria tarde demais. Puxei o meu cachecol, o fazendo crescer e se alongar enquanto o levitava rapidamente em direção as duas mulheres. O item era feito de fios de vibranium, o que permitia que eu o manipulasse com o magnetismo. Cheguei a apontar a minha mão, mesmo que isso não influenciasse na funcionalidade, facilitava na execução. O item enrolou ao redor dos corpos das duas e, ao fazer um movimento de puxão com a mão, eu consegui “fisgar” as duas e puxá-las para trás pouco antes da parede de pedra cair onde elas estavam.

— Vocês estão bem?! — Indaguei ao me aproximar, fazendo o cachecol voltar a ficar entorno do meu pescoço com um simples gesto.

— O-obrigada! — A serva exclamou arfante e assustada.

— Vá para a floresta e leve quem puder com você, Abigail. — A ruiva mal levantou e já estava de volta a ativa.

— Mas milady...!

— Nada de mais, Eric está enfrentando o Kraken com tudo o que tem, o máximo que posso fazer é ajudar o povo, meu povo! — Ela exclamou com toda a coragem que possuía, mas seus olhos brilhavam por causa das lágrimas. — Agora vá! — A ruiva finalmente virou em minha direção, os olhos azuis passeando entre mim e os outros. — Obrigada pela ajuda, você me salvou, mas eu tenho de...

— Nós vamos ajudar. — A interrompi prontamente. — Camila, você não saia perto da Lunafreya, mas ajude quem você puder. Eu vou para o Kraken derrota-lo e...

— Não!

A surpresa estava estampada em meu rosto, assim como a expressão de pânico domou os traços da garota a minha frente.

— Ele é inofensivo, papa explicou que ele é um antigo protetor. Ele apenas enlouqueceu por causa de uma música infernal. Eu tenho certeza de que isso é culpa da bruxa do mar! — Ela tentou explicar com urgência.

— Mas princesa, ele está destruindo tudo... — O coelho fez gestos exagerados ao redor.

Ela mordeu o lábio inferior com força, a hesitação e o medo finalmente se fazendo evidentes. Olhei para o alto, vendo e escutando o monstro urrar. Seria um grito de agonia? Foi quando uma ideia perpassou minha mente, como um estalo de algo genial surgindo. Estiquei o braço, sentindo uma determinada tatuagem chamada “linked” formigar sobre minha pele. No meu pulso, um bracelete apareceu e logo se desdobrava até formar um dispositivo tecnológico.

— Se encontrarmos a fonte que está enlouquecendo o monstro e destruirmos, poderemos parar esse inferno, certo?! — Olhei para a ruiva, conquistando um acenar frenético de cabeça.

Abri a interface holográfica, acionando programas internos para que captassem as frequências sonoras ao nosso redor. No holograma, várias “ondas” inconstantes foram demonstradas, sumindo e desaparecendo, se tornando agudas e leves.

— Aqui! — Camila apontou para uma das ondas, ainda sentada sobre Lunafreya, mas próxima de nós duas. — Você está procurando pelo som mais constante e frequente certo? Seria similar a uma música.

Eu sabia que Camila Guerrero era uma mulher inteligente, mas vê-la agir daquela maneira era encantador. Sorri grande para a humana, a admirando ainda mais pela perspicácia e desenvoltura mesmo em um cenário como aquele. Com a frequência identificada, tudo o que eu precisei foi abrir uma espécie de radar e atribuir a busca daquela frequência sonora. Não tardou para que um ponto a noroeste aparecesse.

— Ok, eu estou indo para lá. Mas quem quer que tenha enlouquecido o Kraken deve ser poderoso demais...

— Eu ficarei, não quero atrapalhar você e te colocar em risco. — Camila me interrompeu, o olhar compreensível de quem percebia os próprios limites.

— Mas eu vou. É o meu reino! — A ruiva exclamou.

Concordei em um acenar de cabeça, mas antes de fazer qualquer coisa, apontei minhas mãos para baixo e concentrei minha mente para invocar algo. Essa era a primeira vez que usaria aquele poder em um contexto de urgência, mas não poderia pensar em algo melhor para acalmar meu coração apaixonado e preocupado. Três servos mecânicos surgiram, como se o metal aparecesse do nada e começasse a se construir rapidamente. A cena era parecida com o que a Marvel tentou produzir com as armaduras do Tony Stark, sendo a diferença de que meus servos mecânicos eram reais.

— Eles vão ajudar e proteger. — Avisei um tanto ofegante. O chão tremeu com outro ataque do Kraken, fazendo-me engolir em seco. — Agora vamos! Alias, eu me chamo Alexandra, mas pode me chamar só de Alex.

— Obrigada mais uma vez, eu sou Ariel.

— Princesa Ariel?! — Eu e Camila quase gritamos ao mesmo tempo.

Ela nos encarou como se fossemos estranhas, sendo que naquele momento era ela quem pertencia a um conto de fadas e era uma das princesas da Disney mais antigas. Soltei minha respiração, tentando ignorar esse fato enquanto começava a persegui o ponto brilhante no bracelete. Seguimos para fora do castelo, correndo entre escombros, ignorando o quanto possível as pessoas que precisavam de ajuda em nosso caminho. Tínhamos um objetivo a frente que era urgente, ao menos era o que eu repetia em minha mente para que não fosse consumida pela culpa.

Seguimos pela praia, sendo impossível não paralisar quando o Kraken gritou de maneira ainda mais assustadora, seus tentáculos atingindo a qualquer coisa em seu caminho. Escutei Ariel resfolegar atrás de mim, como se estivesse morrendo sufocada. Travei a mandíbula, chamando a atenção dela, tão preocupada quanto a princesa já que minha amada também estava próxima do perigo.

Cinquenta metros. Era essa a distância que estávamos do monstro e de seus braços “moluscosos”. Parados na quebra das ondas sobre a areia, estava um grupo de pessoas cobertas por coisas do interior do mar. Conchas, pedras, corais. Um deles possuía uma espécie de flauta, feita de pedras preciosas e um corpo dourado, denunciando o ouro. Tudo era mesclado em suas peles enrugadas. Em meio a eles, com um sorriso enorme no rosto que somava perversão e diversão, estava uma mulher de vestido preto e cabelos brancos curtos. Ela cantarolava como se já comemorasse uma vitória gloriosa.

— Úrsula! — Ariel exclamou com ira em cada sílaba.

— Princesa! — A mulher no entanto agia com contentamento venenoso em ver a ruiva. — Fico tão feliz em poder ver sua expressão de derrota. Gostou de meu novo bichinho?

Ariel já estava para avançar, quando a segurei pelo braço. A ruiva me encarou com tanta indignação e raiva que quase engoli em seco. Mas existiam prioridades a serem levadas em consideração e, por mais que compreendesse o sentimento dela, a vida do povo do castelo e dos marinheiros vinham em primeiro lugar.

— Vamos parar o Kraken agora. — Garanti firmemente.

— Ora, o que temos aqui? Mais uma tola sonhadora que acha que salvará o mundo com uma canção? Dessa vez a melodia é de pura destruição, querida!

Abri minha mão, usando do magnetismo uma vez mais em meu benefício. Dessa vez, atraí a flauta amaldiçoada até mim, a fazendo flutuar a centímetros de minha palma. Meu semblante ainda era sério, pois minha mente era inundada por imagens de destruição e do pai carregando a criança para a floresta. Não era o momento de se vangloriar pelo ataque surpresa, mas sim de derrotá-la de uma vez por todas. Fechei a mão em punho, aplicando pressão sobre o metal a ponto de distorcê-lo, tornando incapaz de ser usado novamente. A expressão da bruxa do mar foi impecavelmente cômica. Seus olhos triplicaram de tamanho, o queixo caiu enquanto ela ainda processava o que tinha acontecido.

— Peguem-nas! — Úrsula gritou em ódio.

Lanças e tridentes foram apontados em nossa direção e, a não ser que fossem feita de plástico ou qualquer outro material que não metálico, elas eram inúteis contra mim. As manipulei para que os capangas do mar soltassem, alguns chegando a lutar um pouco para não liberarem seus equipamentos, o que eu aproveitei para empurrá-los para o mar. Lancei as armas para longe, pois sabia que controla-las e lutar ao mesmo tempo ainda era uma façanha que exigia concentração. Desarmados, eles avançaram.

Eu não era uma semideusa focada em batalha. Gostava de construir, de ajudar, de criar planos. Bater e destruir eram para semideuses como Evie Farrier, Romeo, Max, Ariel... Mas isso não me tornava inútil em combate. Em verdade, meu corpo logo assumia a postura básica que tinha aprendido com Maxine em uma de suas aulas de artes marciais. Dois deles vieram para mim, obrigando a recuar quando um soco foi lançado em direção ao meu rosto. Mas não tive chances quando o segundo atingiu a parte de trás de minha perna, fazendo com que caísse de joelhos no chão. Meus braços se ergueram, amparando um chute que vinha em direção em minha cabeça, a perna dele colidindo com força contra meu antebraço. Afastei o suficiente para conseguir levantar, mas sem lembrar de manter a boa base defensiva, eles finalmente acertaram um soco na lateral direita de meu rosto.

Apontei minha mão para o chão, fazendo uma poça metálica surgir sobre a areia. Eu não sabia ao certo explicar a propriedade daquele material, sabia apenas de seu efeito especial: o de segurar qualquer um que pisasse. Precisei recuar na direção da poça prateada, fazendo com que um dos atacantes viesse em minha direção. Quando ele pisou e tentou chutar, caiu feio sobre a areia fofa. O segundo veio pela minha direita, mas dessa vez eu estava com a adrenalina correndo rapidamente pelo meu corpo, potencializando meus reflexos e instintos de batalha. Ele tentou me agarrar, mas antes que suas mãos tocassem meu corpo, fechei o punho como tinha aprendido no acampamento: polegar para fora, mão firme mas sem fazer muita pressão no pulso. O soco fora, sem querer, certeiro contra a garganta do inimigo, sendo isso o suficiente para fazê-lo cair de costas.

Escutei o som de uma pancada, finalmente erguendo o olhar para encarar Ariel com um remo de madeira – não, não sabia de onde aquilo tinha surgido, mas bem era uma praia – ajustando a postura depois de ter golpeado o inimigo.

— Isso não vai ficar assim, eu lembrarei de você, sua fedelha! Irá pagar caro por interferir! — Úrsula gritou enfurecida, mas recuando para o mar.

Os capangas a seguiram como podiam. Tornei meu rosto para a costa praieira, assistindo o choro monstruoso e o recuar desesperado de uma enorme e confusa criatura.

— Nós conseguimos! Nós conseguimos!

Ariel saltitava no lugar, mesmo tendo o seu vestido azulado rasgado em algumas partes. Sorri contente e aliviada, seguindo junto com uma ruiva agitada e eufórica de volta para o castelo. Ao entrarmos, os solados e servos saudaram a princesa com alívio em suas falas e expressões. Não precisei questionar por Camila, pois assim que entreabrir meus lábios para indagar pela latina, um corpo colidiu com força contra o meu, quase fazendo com que perdêssemos o equilíbrio.

Ri baixinho pelo desespero, achando fofo... Até olhar para a humana e perceber que ela chorava. Meu corpo derreteu ao mesmo tempo em que sentia certa apreensão, minha mente funcionando de maneira rápida em soluções para aquele problema.

— Você se machucou em algum lugar? Aconteceu algo? — Perguntei tentando me afastar para analisa-la, mas Camila apenas me abraçou mais forte.

— Você que se machucou, seu rosto.... — Ela tocou muito sutilmente a minha pele.

— Ah isso foi nada, poderia ter sido pior, bem pior. Já vi amigos perdendo um braço e um olho. — Com a minha fala, ela se tornou ainda mais chorosa, o que potencializou o meu nível de desespero em fazê-la parar. — Mas eles estão bem, eu construí um braço mecânico! Imagina que foda seria um braço robótico?!

— Alexandra Nikolaev! Não se atreva a perder alguma parte de seu corpo para virar um robô!

Camila bateu com a palma aberta em meu braço, deixando o local vermelho. Ela estava furiosa e amedrontada, mas tinha parado de chorar. Ri novamente, ficando na ponta dos pés para roubar um beijo rápido da garota, acrescentando em um sussurro.

— Bem-vinda ao meu mundo. A aventura está apenas começando, acredite em mim, sempre há mais coisas para fazer.

Ela fungou e revirou os olhos, não saindo de meu lado um segundo sequer enquanto éramos conduzidas por Ariel pelo castelo, sendo convidadas a ajudar e receber abrigo para a noite.

Itens Levados:
Mochila sem Fundo:
• Mochila sem fundo [Mochila de prata com material simples, sem bolsos laterais, com um único zíper, uma única entrada e uma única saída.| Efeito 1: A mochila não possui fundo, foi encantada para caber inúmeros objetos, ou seja, seu espaço é infinito, tudo que você colocar dentro dela permanece ali, desde que passe pela parte de cima, ou seja, você precisa conseguir colocar o item pelo buraco, que é largo o suficiente para passar até uma panela de pressão. Para pegar o item de volta basta colocar a mão dentro da mochila e pensar nele, e ele retorna para suas mãos.| Efeito 2: A mochila permite ao semideus levar 3 itens a mais em missões e eventos, como uma forma de burlar as regras. Por exemplo, se o narrador estipulou apenas 1 item para a missão, o meio-sangue poderá levar essa mochila e com ela liberar mais 2 itens (pois ela conta como 1, gastando um dos 3 extras) | Indefinido | Sem espaço para gemas | Alfa | Status: 100% sem danos |Lendário e mágico | Comprado na Loja Especial do BO]

• Cachecol Vermelho [Em termos de aparência, parece um cachecol vermelho como outro qualquer, bastante bonito. Porém, ele está entrelaçado com fios de vibranium, conferindo a resistência do famoso material de defesa. Por estar encantado com o elemento fogo, oferece proteção contra o mesmo além de manter o corpo de quem o usa aquecido e confortável. | Efeito de ligação: retorna ao usuário depois de perdido ou roubado, por ter sido encantado com o sangue de Alexandra. | Efeito 1: Graças aos símbolos mágicos, pode transformar-se rapidamente, alongando seu comprimento pra até 20m, ou crescendo na mesma proporção virando um manto ou um lençol; Efeito 2: Graças ao encantamento de fogo, o tecido pode esquentar de tal maneira a provocar queimaduras de terceiro grau. Também mantem o corpo aquecido. (Custo de 20MP para esquentar, 15MP para sustentar o cachecol em nível extremamente quente); Efeito 3: Graças a um encantamento, o item pode ficar invisível por 2 turnos, sendo necessário mais 1 para voltar a usá-lo. (Custo de 40MP)| Efeito lendário Sangramento: ao provocar feridas/cortes, continuará aberto e sangrando por até 8 turnos, causando um dano de 15HP por turno independente da ferida/corte. | Bônus de tecido mágico: +30% de resistência | Bônus de forja, dano lendário e FPA aplicados no dano base | Vibranium | Rubi Imperial, espaço para 2 gemas | Super Alfa | Dano base: 167 | Lendário | Status 100%, sem danos | Forjado por Nikolaev]

• Aeon [Adaga de aparência extremamente bela e delicada, mas tão afiada quanto. Possui apenas um corte e é mais leve do que aparenta, dando a sensação de que conseguiria cortar até mesmo o ar para alcançar o seu objetivo. A empunhadura possui um rico detalhe de asas, assim como uma guarda mão feita de vibranium. | Efeito 1: Encantada com o elemento ar, a adaga possui uma camada de ar que tornam o item extremamente afiado, aumentando a profundidade do corte. Essa camada também envolve as adagas aumentando a sua proporção de alcance, estando a cinco centímetros de distância da lâmina real. | Efeito 2: Aeon possui a habilidade de ficar intangível por apenas um turno, precisando de outro turno para ser usada essa propriedade novamente. Enquanto intangível, as adagas não provocam dano ao ultrapassar algo ou alguém, apenas quando estiver em sua forma física. 40MP por uso. | Bônus de forja e FPA aplicados | bônus lendário: Elemento Trevas e Raio - Ganha propriedade de conduzir treva e raio, qualquer poder de raio/treva lançado contra ela poderá ser rebatido e lançado novamente para quem lançou o poder. Tal dano ainda poderá ser neutralizado pela arma. | Lâmina de ouro imperial, empunhadura de vibranium | Super Alfa | Rubi imperial, espaço para 2 gemas | Dano base semideus: 149 + 10% retirado da HP e MP; monstro: 161| Status 100%, sem danos | Lendária | Forjada por Nikolaev, obtido através de feitiço de cópia]

Nemeia’s Protection [ Casaco produzido a partir de partículas da pele de um leão da Nemeia, adquirindo a cor que o cliente preferir na compra e adaptando-se ao seu tamanho. | Efeito 1: Devido ao produto original, o casaco protege o tronco e braços do semideus perfeitamente, neutralizando 70% dos ataques físicos dirigidos à parte superior do corpo. | Efeito 2: Mantém o corpo do semideus aquecido mesmo quando estiver condicionado a baixíssimas temperaturas. | Pele de Leão da Nemeia | Sem espaço para gemas | Alfa | 100%, sem danos | Mágico | Comprado na loja “Ferreli & García - Mode et Style ].

Curadores Unissex [Camiseta branca básica do tipo sem estampas, o tecido é liso e bastante leve, gruda no corpo como se fosse uma sobre-pele, mas mais confortável. Manga curta de cor única. | Efeito 1: A blusa pode restaurar até 50% do HP do usuário dentro de dois turnos, 25% no primeiro turno, 25% no segundo turno. O efeito só funciona uma única vez por evento, luta ou missão. Efeito 2: Foi feito de forma que possa ser usado por baixo de outras roupas, o tecido é fino, o que faz parecer com que o semideus não esteja vestindo nada, além disso, possui uma mágia que o impede de sentir calor. Efeito 3: Se ajusta perfeitamente ao corpo do usuário. | Tecido mágico | Sem espaço para gemas | Beta | Status: 100% sem danos | Mágico | Comprado na Ferreli & García - Mode et style]

No corpo:
• Arsenal [Anel brilhante com uma pedra preciosa, esbranquiçada e minúscula em seu centro | Aço | . Possui o efeito de alterar uma arma, mudando assim sua forma, detalhes, e qualquer outra coisa que o portador desejar, desde que as alterações sejam apenas físicas. Ou seja, utilizando o efeito do anel, é possível transformar uma lança em uma espada ou faca, ou qualquer outro item de ataque. Um escudo circular pode ser transformado em um broquel, ou um escudo de corpo. Os materiais dos itens podem ser alterados, mas seus efeitos sempre serão os mesmos (exemplo: uma espada elétrica ainda causaria dano por eletricidade se transformada em uma lança) | Não possui espaços para gemas | Comum | Resistência: Sigma | Status: 100%, sem danos | Comum | Comprado na loja ]

Cinto de utilidades [Um cinto cheio de compartimentos apropriado para levar itens de tamanho pequeno, mas que faz contar como apenas um único item em missões. É permitido levar itens que atinjam em média 20cm de comprimento, sendo ideal para poções, pedras, amuletos e acessórios. | Efeito 1: Runas de proteção foram utilizadas nesse item, impedindo que mesmo com movimentos bruscos e impactos, os itens em seu interior estejam protegidos e não quebrem ou sofram danos.; Efeito 2: Irá aparentar apenas um cinto comum para as outras pessoas, sua real forma sendo vista apenas pelo usuário. | Couro mágico | Beta | Espaço para uma gema | Status: 100%, sem danos | Mágico | Comprado no Pandevie Magie]
Cinto de Utilidades:

• Pokemonster [Uma bolinha baseada no designer da famosa Pokebola, do anime, Pokemon. É preta e dourada, se expande nas mãos do portador e cria um portal seguro, que transporta a criatura para seu interior, e levando para uma dimensão parare-la. Possui um botão retrátil, ao apertar, libera a criatura novamente de seu mundinho particular.| Efeito 1: Ao pressionar o botão pela primeira vez, quando a Pokemonster está vazia, essa criara uma espécie de portal em frente a criatura. Um circulo luminoso repleto de escritos em grego ou latim, que se misturam a runas, criando um portal que suga a criatura para o interior da Pokemonster, o levando para uma dimensão paralela. Efeito 2: O interior é semelhante a um bosque, idêntico ao da maleta fantástica, que deixa a criatura livre para brincar, se divertir e melhor, manter-se segura enquanto seu dono está lutando do lado de fora. Efeito 3: Transforma-se em um chaveiro com o mesmo designer, que pode ser facilmente carregado por aí.| Desconhecido | Sem espaço para Gemas | Beta | Status: 100% Sem danos | Mágico | Comprado no Fantastic Beasts]

• Poção revitalizadora [Uma poção da cor de ferro derretido - um laranja metálico e um tanto incandescente - que está abrigada dentro de um pequeno frasco de vidro. | A poção recupera até 60% do HP e MP total de quem a ingerir, sendo que apenas uma utilização por batalha, mvp, pvp, missão e evento é permitido. | Poção e vidro. | Mágico. | Usos: 0/1 | Fabricado por Hela.] (x3)

• Constrói tudo [Inicialmente esse item é apenas uma lapiseira simples de desenho, contudo para o forjador pode virar muito mais. | Efeito 1: A lapiseira pode se transformar em qualquer item utilizado para ajustes, desde afiadores, chaves, polidores, marcadores, tesouras e qualquer coisa que sirva para realizar e ajustar detalhes em suas criações, as deixando ainda mais perfeitas. Efeito 2: Esse item ajuda e auxilia a encontrar erros e ajustar os detalhes mais complicados e minuciosos. | Hefestiana | Sem espaço para gemas. | Alfa | Status 100%, sem danos. | Mágico. | Sistema de medalhas]

Blood Magic [Uma caneta aparentemente comum, porém de aparência elegante. Porém essa caneta não funciona com tinta normal, mas apenas com sangue. Para encher o tubo, é preciso encostar a ponta da caneta em um pequeno machucado ou qualquer fonte do sangue a ser usado. Sua grafia varia de acordo com o desejo do dono, podendo ser mais forte e assim usando mais da tinta sangrenta, ou mais fina e delicada. Feita basicamente de arambarium - metal que conduz magia com mais facilidade – e ouro compondo todos os detalhes. | Efeito: Ela tem o efeito de sempre retornar ao dono depois de algum tempo. Foi encantada para criar runas mais duradouras, e com uma intensidade 10% maior do que de uma runa original, além disso, a caneta diminui o gasto de MP em 50%, e da choques em qualquer um que tentar rouba-la. A caneta possui sangue suficiente para a criação de até 10 runas, depois disso precisa ser recarregada novamente. | Arambarium e Ouro | Resistência: Beta | Status: 100%, sem danos | Mágica | Comprado no Pandevie Magie]

• Martelo Mágico de Forja [Um martelo de forja, com traços rústicos, feito de bronze celestial e aço reforçado. Possui runas mágicas que lhe dão propriedades mágicas. | Efeito de ligação: funciona apenas nas mãos de Alexandra, nas mãos de outra pessoa se torna apenas um martelo comum, assim como retorna a sua dona depois de dois turnos, caso perdido ou roubado; Efeito de transformação: vira um chaveiro com uma réplica menor do original | Efeito 1: Graças as runas de sorte, transformação, mudança, equilíbrio e sabedoria, o martelo é capaz de com poucas marteladas fazer com que o metal tome a forma que a ferreira deseja. Funciona apenas para efeitos de forja, não será permitido uso em PvPs, porém poderá ser usado e levado em missões | Bônus de forja: 15% a mais de dano; bônus lendário: Quando o inimigo for atingido pela espada, por menor que seja o corte, o mesmo irá continuar aberto e sangrando por, até, oito turnos. Causando um dano de 15 de HP a cada turno, independente da ferida.| BC e aço reforçado | Alfa | Espaço para 3 gemas | Status 100%, sem danos | Lendário | Forjada por Nikolaev]

Poderes Ativos:
Nome do poder: Metálico
Descrição: Fazendo uso desse poder, você pode fazer com que pequenas poças metálicas surjam em campo de batalha, tendo efeito colante que retarda o oponente.
Gasto de Mp: - 25 de MP por turno ativo.
Gasto de Hp: Nenhum.
Bônus: Nenhum.
Dano: Nenhum.
Extra: Nenhum.

Nome do poder: Magnetismo II
Descrição: É a habilidade que permite aos filhos de Hefesto/Vulcano, controlarem o magnetismo. Já consegue manipular objetos de porte médio, podendo faze-los se voltar contra os inimigos que os lançaram em sua direção, ou manipula-los para se voltar contra os mesmos.  Pode desviar e controlar tais objetos.
Gasto de Mp: 30 MP por turno ativo
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: Nenhum
Dano: Nenhum
Extra: Funciona com objetos de porte médio, máximo de 70 kg. O dano será a critério do narrador, e da forma com que o poder foi utilizado.

Nome do poder:  Servos Mecânicos (usei apenas 3)
Descrição: O semideus consegue invocar até 10 autômatos humanoides para o campo de batalha. Eles têm a aparência humana, e altura proporcional a eles, mas são feitos de metais, e não são tão rápidos, mas sim muito fortes. Tais autômatos só obedecem aos comandos dos filhos de Hefesto/Vulcano, e são equipados com espadas e escudos.
Gasto de Mp: 25 MP por autômato invocado.
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: A força deles é 30% maior do que a força de um semideus. Eles não se cansam em batalha.
Dano: 20 HP por golpe que executarem.
Extra: Permanecem em campo por três turnos inteiros.
Habilidades:
Passivas:
Nome do poder: Tecnopatia
Descrição: É a capacidade de se comunicar e entender qualquer tipo de mecanismo, ou seja, filhos de Hefesto/Vulcano, podem se comunicar e entender as maquinas.
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: Nenhum
Dano: Nenhum

Nome do poder: Programar
Descrição: Além de criar os mecanismos você sabe bem como programa-los para que ajam de acordo com o planejado. Vale para autômatos, armadilhas com tempo de ativação e etc, conhecendo inclusive diversos softwares e sua linguagem.
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: Isso permite criar mecanismos mais fortes e mais elaborados. Autômatos feitos pelos filhos de Hefesto/Vulcano, tem uma média de falha menor.
Dano: Nenhum

Nome do poder: Receptor de Frequência
Descrição: Consegue interceptar ondas transmissoras, por exemplo, de celulares, rádios ou comunicadores. Isto permite bloquear comunicações ou mudar as rotas das ondas para que sejam transmitidas em outros lugares que não os intencionados. Tal capacidade também pode ser usada para que os filhos de Hefesto não sejam rastreados por monstros quando tentarem realizar ligações ou usar a internet.
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: Nenhum
Dano: Nenhum

Nome do poder: Respiração forte
Descrição: Você se acostumou com fuligem e ar carregado. Ar rarefeito e toxinas que agem por meio respiratório já não lhe afetam como a maioria, bem como lugares fechados e variação de pressão – Hefesto/Vulcano vive dentro de um vulcão, e como filho dele você tem a mesma resistência.
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: Consegue respirar normalmente em lugares carregados, e não ficam tão cansados durante a batalha. Poderes relacionados a respiração, ar, e asfixia são 50% menos efetivos contra você.
Dano: Nenhum

Nome do poder: Corpo de Aço
Descrição: Todos os equipamentos de defesa usados por meus filhos irão adquirir maior resistência enquanto estiverem em seus corpos.
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: +10% de defesa em ataques desferidos contra os corpos de mecanismos como armaduras.
Dano: O dano diminui em +5% caso o semideus seja atingido, enquanto estiver usando uma armadura ou algo semelhante.

Nome do poder: Força II
Descrição: Você ficou ainda mais forte, conforme cresce, se desenvolve, e executa seus treinamentos – além de claro, trabalha nas forjas, pois, se sente extremamente atraído por elas – também desenvolve uma força superior aos demais campistas, você está se saindo bem.
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: +20% de força.
Dano: +10% de dano em golpes físicos relacionados pelo semideus, ou que exijam a forja avantajada.

Nome do poder: Força de Vontade
Descrição: Os filhos de Hefesto/Vulcano são considerados semideuses voláteis e extremamente teimosos. Com isso, caso o HP deles seja zerado, uma vez por missão ou evento, conseguirão recuperar uma parte de seu HP, a fim de continuarem vivos. (Essa habilidade só pode ser usada uma vez por missão ou evento).
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: Recupera +30 HP
Dano: Nenhum

Nome do poder: Resistencia a Impactos
Descrição: Filhos de Hefesto/Vulcano são mais resistentes a grandes impactos, podendo cair de grandes altitudes e ainda sobreviver. Quedas de até dois metros de altura não machucam os filhos do senhor das forjas, mais que isso, tem o dano reduzido.
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: Impactos de grandes altitudes podem ter o dano reduzido em 40% para o filho de Hefesto/Vulcano, ou menos, no caso de ser algo realmente absurdo, como um penhasco. Apesar de ficar fraco, ainda poderá sobreviver.
Dano: Nenhum

Nome do poder: Detalhistas
Descrição: Meus filhos são acostumados a lidar com engenhocas e peças, reparando em pequenos detalhes, por isso é mais difícil esconder algo deles - são observadores atentos. Isso permite que encontrem coisas com mais facilidade, descubram segredos, e coisas ocultas – como o Bunker na floresta quando Leo Valdez seguiu a trilha deixada pelo dragão – esconderijos, e outras coisas.
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: Ganham vantagem em encontrar pistas, e achar rastros.
Dano: Nenhum

Nome do poder: Visão Espacial
Descrição: Filhos de Hefesto/Vulcano são especialistas na montagem de coisas, portanto, possuem a visão lógica e espacial mais desenvolvida que outros semideuses sabem em que lugar colocar uma peça intuitivamente, e qual será o efeito, seja para consertar ou destruir um aparato mecânico-tecnológico. Esta noção espacial pode ser utilizada em outras situações quando chega a tal ponto de aprimoramento, podendo usá-la agora para descobrir a exatidão de distâncias e medidas utilizando somente o olhar. Podendo calcular distâncias entre corpos somente com uma rápida olhada.
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: Ao observarem o ambiente ao redor e conhecerem o campo, entenderem como funcionam, ganham uma vantagem de campo de +20%, seus atributos de velocidade, resistência, e esquiva serão melhorados em +10%, lhe dando uma vantagem diferente.
Dano: Nenhum

Aprendidas, UNR e Tatuagens:
Nome do poder: Corpo Intuitivo I
Descrição: Após um árduo treinamento no qual o semideus pôs o corpo a prova, estressando-o até o limite, o semideus ganhou a capacidade de se adaptar a qualquer situação adversa. A habilidade lhe confere a capacidade de manter suas bonificações de agilidade e velocidade mesmo que sua movimentação esteja limitada por outros fatores que não sejam ferimentos e magias.
Gasto de MP: Nenhum
Gato de HP: Nenhum
Bônus: +20% de Velocidade e +20% Agilidade, também não perderá bonificações destes atributos quando estiver com movimentação limitada por algo que não seja lesão, congelamento ou magia.

Nome: Introdução ao Wushu
Descrição: O semideus que possui essa habilidade iniciou o caminho das artes marciais chinesas, o Wushu. Também conhecido como Kung Fu, esse é um estilo de luta com várias ramificações e escolas. Ao participar da aula inicial, o semideus agora possui uma base sobre esse tipo de combate, adquirindo mais força, condicionamento físico e postura para aprender as próximas aulas específicas.
Gasto de MP: Nenhum
Gasto de HP: Nenhum
Bônus: +20% de força, +30% de resistência física
Extra: Há uma melhora na postura corporal do aluno, tornando difícil derrubá-lo com golpes diretos quando em postura de combate.

5º Semestre
Nome do poder: Programador
Descrição: O semideus aprende a falar a mesma linguagem que as máquinas e computadores - seja essa linguagem C, C+, Java, PHP, etc. Dessa forma, ele pode desenvolver um algoritmo para programar alguma de suas criações a fazer algo.
Gasto de Mp: Nenhum
Bônus: Nenhum

Infinite Power [ Atributos | Tatuagem pequena na lateral do dedo mindinho da mão dominante do semideus. Forma o símbolo do infinito em cores diversas, que mudam conforme o humor do seu portador sempre que este entra em combate, ativando seu efeito automaticamente. | Aumenta todos os atributos que o semideus já possui em +10%. | Lateral do dedo mindinho | Marca pequena | Permanente.]

Linked | Armas e escudos | Uma tatuagem com a imagem do infinito no pulso, escrito em uma das curvas "be brave" e em outra curva há pássaros no traço. AQUI | Cria um elo entre o dono e a arma (Personal), o usuário pode ativar a tatuagem que abre um pequeno portal onde a arma estará armazenada, podendo puxá-la. Válido para qualquer item. | Pulso esquerdo | marca pequena | Permanente






Alexandra Nikolaev
Alexandra Nikolaev
IV Coorte
IV Coorte


Voltar ao Topo Ir em baixo

[RPs] Alexandra Nikolaev Empty Re: [RPs] Alexandra Nikolaev

Mensagem por Cupido em Ter Jun 11, 2019 7:26 pm


Alexandra Nikolaev

Valores máximos que podem ser obtidos

Maldita música: 30.420 XP e 46.800 Dracmas + 22 Fragmentos.

Realidade de postagem + Ações realizadas – 50%
Escrita: Gramática, erros, pontuação, coerência, concordância, etc – 20%
Criatividade/Estratégia em combate + inteligência – 30%

Realidade de postagem + Ações realizadas: 10%
Escrita: Gramática, erros, pontuação, coerência, concordância, etc: 20%
Criatividade/Estratégia em combate + Inteligência: 30%

RECOMPENSAS: 18.252 XP e 28.080 Dracmas + 20 Fragmentos.

comentários:
Então, anja, tudo bom contigo? Sua escrita é impecável e eu queria dizer que consegui visualizar mesmo as manobras mais estranhas com facilidade por conta disso, conseguindo realmente me sentir no meio da confusão toda. O desconto principal aconteceu por dois motivos. O primeiro deles e o que mais lhe rendeu pontos: a falta da sua arma Personal ao final do post. Começo dizendo que seu poder de frequência não cabe aqui já que não se trata realmente de uma frequência tecnológica como a habilidade bem exemplifica (celulares, rádios e afins), e sim apenas uma música tocada por uma flauta. Não podendo detectar tais ondas pela sua habilidade, o computador se tornaria então crucial para o desenvolvimento da sua missão. Com a falta dele ao final do spoiler e, portanto, ele sendo desconsiderado, toda a sua missão teria falhado. Eu realmente dei quote na sua mensagem e usei a ferramenta localizar para tentar encontrar tal equipamento e ele não estava lá. Dito isso, eu precisei parar tudo e procurar no seu registro divino, o que custou bastante tempo (veja, eu fiquei lendo e relendo seu post achando que eu que não estava encontrando até me tocar que não estava mesmo ali).

O segundo motivo ainda tem a ver com equipamentos, mas no caso a presença deles. Segundo a regra de consequências, andar com duas armas lendárias aumenta em 80% os ataques de monstros. Exceto pela trupe da Úrsula, você não teve problemas com monstros durante a missão. Não só isso, como também o Kraken ficou o tempo inteiro em segundo plano. A descrição da missão diz que ele vai tentar lhe matar e, no entanto, isso não ocorreu durante a missão, sendo o máximo de interação com o monstrão algumas reações a ele gritar.

O terceiro motivo foi o que menos impactou, mas ainda assim tiveram descontos: a facilidade da missão. Veja, é uma missão de nível mínimo 80, então só daí já se percebe que ela não é coisa pouca. Apesar de ter resolvido tudo de forma astuta, isso tornou tudo muito fácil. O segundo motivo até respinga aqui, visto que pela quantidade de equipamentos chamando inimigos a dificuldade teria sido bem mais elevada do que ela foi.

E é isto. Qualquer dúvida pode estar mandando MP que a gente resolve. Wink

HP: 1020/1120
MP: 940/1120

Atualizado por Hefesto
Cupido
Cupido
Deuses Menores
Deuses Menores


Voltar ao Topo Ir em baixo

[RPs] Alexandra Nikolaev Empty Re: [RPs] Alexandra Nikolaev

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum