The Blood of Olympus
Para visualizar o forum é necessário estar cadastrado, por favor registre-se no rpg ou entre em sua conta. É necessário estar cadastrado para ver as informações contidas no forum. Lembre-se de usar nome e sobrenome, não se cadastrar usando nomes geralmente utilizados por Hacker. Exemplo: "Barum" "Hakye" e por ai vai. Bem vindos.

Times Square

Página 4 de 4 Anterior  1, 2, 3, 4

Ir em baixo

Times Square - Página 4 Empty Re: Times Square

Mensagem por Rodrik Andrews Lefford em Qua Nov 27, 2019 10:33 pm

Time Square
Encontro de sombras!


Perguntar sobre a tatuagem não havia sido uma boa ideia, ou até poderia. O rapaz ao seu lado abriu um sorriso aberto, bonito e genuíno. Valia quase a pena ser invasivo só para vê aquela demonstração despreocupada do outro.

Quando o outro começou a erguer a camisa, Rodrik abaixou os olhos levemente, forçando-se a não visualizar, mas perdendo vergonhosamente. O seu coração deu salto feroz no peito, seus olhos visualizaram o umbigo do outro, depois a barriga com gomos e por fim os mamilos. Ele tentou se comportar imparcialmente, mas não esperava que o recém chegado tivesse não apenas o rosto bonito, mas o corpo também. Involuntariamente deu uma mordida leve nos próprios lábios, enquanto tentava demonstrar imparcialidade.

— Bonitas as suas tatuagens. – Falou por fim. Em algum momento o mesmo respondeu em um idioma que o erudito não conhecia, mas não lhe parecia estranho. Seria alemão devido ao sotaque pesado e masculino, quase arrastando a garganta? — Satisfação em te conhecer, Kalel. Essas tatuagens têm histórias? – A pergunta era realmente válida, pois Rodrik se interessava pelas histórias por trás de tudo. Em fantástico descobrir que um objeto que para poucos parecem sem valor, mas que têm detalhes ricos de fatos por trás de tudo.

E então ocorreu um estalo mentalmente no semideus. Claro, sobrenomes eram tão comuns quanto beatas em igrejas, mas ainda assim alguns eram curiosos.

— Levitz... – Sussurrou o outro. — Certa vez conheci um rapaz que tinha o mesmo sobrenome, Abramov era o seu nome. – Aquilo não foi uma pergunta, foi apenas algo aleatório. A mente de Rodrik funcionava como uma enciclopédia ambulante, ás vezes ele apenas falava coisas para ter certeza que ainda as sabia.

Bebeu todo o interior do copo e em seguida, ouviu a próxima frase de Kalel e realmente foi atraído. Ele tinha ali a oportunidade de realmente mostrar o porque fazia parte do grupo dos sábios. Viu uma chance e não perderia facilmente.

— Eu percebi desde o momento em que pus os pés aqui que esse lugar pode servir de refúgio para algumas pessoas, ou até mesmo uma opção de fuga. – Falou com seriedade. — Sabe, eu não vivi muito, mas o pouco que vivi, aprendi que fugir nem sempre é a solução. Se têm algo que te deixa “coisado”, você poderia ao menos tentar enfrentar de braços abertos. É muito engraçado como percebemos que os problemas parecem fáceis de resolver quando resolvemos pegá-los com as mãos e estuda-lo sem medo.

Encheu o copo novamente de água e juntou as mãos à frente do corpo, bem visível por cima da mesa. Seus dedos brincavam agilmente enquanto a sua mente trabalhava.

— Eu não deveria está aqui. – Prosseguiu. — E quando eu digo aqui, quero dizer vivo. Eu sou um sobrevivente como muitos no mundo podem ser intitular. Ainda assim, aqui estou. Eu vi a oportunidade de me comunicar com as minhas sombras e sofrimento e fazer amizade com elas. Afinal, se existem sombras é porque tem luz. E a luz é vida! Não sei pelo o que você passa, mas no meu mundo vivemos problemas sérios e conseguimos despertar todas as manhãs sem sabermos se vamos dormir á noite ou se desligar eternamente para os reinos de Hades. – Retornou a palavra. — Digo, a morte. É uma simbologia mitológica que costumo usar.  



❄


Between the shadows and the fire


I might have sang of wings unchained, but long before I locked my heart. Buried inside, where she's all but mine, save for those that dine, Oh her, on her perfect carcass
Rodrik Andrews Lefford
Rodrik Andrews Lefford
Líder dos Eruditos
Líder dos Eruditos

Idade : 20
Localização : Acampamento para semideuses gregos

Voltar ao Topo Ir em baixo

Times Square - Página 4 Empty Re: Times Square

Mensagem por Kalel Levitz em Qua Nov 27, 2019 11:17 pm


Kalel sorriu de forma tão larga quando o outro pareceu interessado em suas tatuagens que seus olhos até se fecharam, com as bochechas os espremendo levemente. Mas antes que ele pudesse responder o outro comentou sobre o seu sobrenome... E então o nome de seu irmão foi citado. Aquilo foi o suficiente para que o sorriso sumisse de seus lábios.

Abramov: o irmão que ele não pode proteger. Kalel arrumou a sua postura, sentando-se de forma ereta e disciplinar como qualquer filho de Belona em uma batalha. Apesar de estar assim, não queria parecer agressivo ou ameaçador, por isso ele deu um sorriso de canto e continuou ouvindo atentamente o que Andrews falava para ele.

— Bom... Pelo menos você apenas viveu a vida, não? — Era como se a embriagues sumisse, dando lado a um Kalel mais são, apesar de que ele ainda falava mais ou menos enrolado. — É irônico né? Viver a morte nesse caso.

A garçonete chegou entregando para ele seus dois copos de whisky, que por sinal demoraram horrores para chegar até ele... Ou Kalel apenas estava perdendo a noção do tempo. Ele suspirou, virando um copo de uma vez.

— Eu já morri, Andrews. Não recomendo...— Sorriu de canto para o garoto, colocando sua mão na mesa, próxima a dele, como se quisesse encostar. Com um pouco de coragem, segurou a mão do outro, deixando com ele sentisse a sua pele gelada. — Ser neto do rei do submundo faz com que eu tenha esse toque gelado, parecendo que eu estou morto... Mas o pior de tudo é você se sentir morto por dentro. Eu quero ver o caos, eu quero ver morte. O som da agonia é música para os meus ouvidos e eu odeio amar isso.

Seus olhos pareciam querem se encher de lágrimas, mas ele segurou para não chorar e então virou o outro copo, voltando a apoiar a cabeça na mesa, sem soltar a mão do outro, porém deixando frouxo para que ele retira-se caso quisesse.

— Abramov era meu irmão. Não consegui proteger ele. Não consegui proteger a Kendall enquanto eu era líder dos seguidores de Éter... Eu nunca consigo proteger nada e nem ninguém... Talvez o meu destino seja seguir a escuridão e me foder como sempre.—
Kalel Levitz
Kalel Levitz
Filhos de Apolo
Filhos de Apolo

Idade : 25

Voltar ao Topo Ir em baixo

Times Square - Página 4 Empty Re: Times Square

Mensagem por Rodrik Andrews Lefford em Qua Nov 27, 2019 11:54 pm

Time Square
Encontro de sombras!


Não existem coincidências no ramo da ciência. Tudo é uma causa ou reação!

E de repente Rodrik enxergou algo que não havia visto antes, uma aura sombria percorrendo o perfeito corpo de Kalel. Deveria está ali há muito tempo, mas mascarada por cantadas e bebidas baratas de bar. E a intensidade do sofrimento... Uau, quase fez o erudito retroceder. De sombras ele conhecia, mas o rapaz parecia pertencer ao fundo do poço, lugar de onde Rodrik saiu ao conhecer Prometheus e o sentido da existência.

— Temos muitas definições de vida. – Respondeu. — Acho que o termo que prefiro é: Consegui coexistir no mundo sem entrar em colisão. – Não era impressão do erudito a mudança na postura, o outro estava mesmo mais rígido. Era como se estivesse entrando em um campo minado de bombas. — A morte é a única certeza que temos, mas não é o ponto final. Acho que devemos nos apegar a vida, a nossa vida no caso.

Ele observou a garçonete trazendo mais dois copos de whisky e achou que aquele momento era oportuno. Algumas pessoas curtem a dor nas bebidas, outras apenas se trancam no seu universo pessoal e sofre em silêncio. Em ambos os casos é válido desde que se tenha uma solução ou resposta, mesmo que temporária.

— Acho que todos já morremos algumas vezes. – Digo. — Alguns morrem de fato, outros de um jeito fictício, mas os efeitos são os mesmos.

Então ele era um semideus, Levitz não era uma coincidência. E sabendo daquele fato, Rodrik suspeitava que a morte era brutalmente literal com Kalel. Nunca havia passado para o reino do além, mas as coisas que ouviam não era algo legal de ouvir.

As mãos de Kalel, geladas como a morte despertaram o terror no erudito. Uma repulsa rápida passou pelos seus olhos, mas sumiu rapidamente. Ele apenas segurou as mãos do rapaz a sua frente e entrelaçou os dedos, um gesto simples, mas que passaria a mensagem “Você não está sozinho!”.

O destino é algo imutável. Ele deixou a sede dos eruditos para buscar uma testemunha e o que achou foi um neto de seu bisavô.

— Eu sei o que você quer dizer... Também carrego as marcas do submundo duas vezes. – Ele fitou os olhos claros do outro, tomando o devido cuidado de não se perder naquela beleza. — Se você é o neto do submundo, eu sou descendente também. Acho que isso nos torna comparsa de sofrimento. O seu avô pode ser facilmente meu bisavô.  

No início Rodrik não conseguia aceitar aqueles sentimentos que enxergava em Kalel, mas agora entendia. A vida e a morte é uma dualidade fixa, coladas, gêmeas e confidentes. Você não precisa matar o seu lado ruim, em algum momento ele lhe será útil.

— Como filho da pior deusa existente no mundo, a vilã que quase destruiu os deuses e neto da rainha dos fantasmas, eu tenho a total propriedade de dizer que você está lutando com algo que não precisa. A morte é um processo natural, algumas vezes somos mortos, outras vezes matamos. A alegria na morte pode significar que você é sensível ao mundo. – Ele procurou sorrir e apertar ainda mais as mãos do outro. — Quem não gosta do som da agonia deve ser um louco.

Retirou as mãos da mesa, mas manteve a postura simpática aos olhos do outro.

— Não conseguimos proteger a todos sempre. Ás vezes não conseguimos nos proteger. – Pegou o copo com água e tomou dois goles. — O segredo é saber o que você fará após a falha. Irá remoer a dor até as parcas lhe cortarem os fios da vida? Ou irá se erguer e lutar para melhor e não cometer os mesmos fracassos do futuro?  




❄


Between the shadows and the fire


I might have sang of wings unchained, but long before I locked my heart. Buried inside, where she's all but mine, save for those that dine, Oh her, on her perfect carcass
Rodrik Andrews Lefford
Rodrik Andrews Lefford
Líder dos Eruditos
Líder dos Eruditos

Idade : 20
Localização : Acampamento para semideuses gregos

Voltar ao Topo Ir em baixo

Times Square - Página 4 Empty Re: Times Square

Mensagem por Kalel Levitz em Qui Nov 28, 2019 1:26 pm


O filho de Belona focava em cada palavra que o outro a sua frente dizia, fazendo com ele desse uma risadinha falha como quando você quer falar, mas ri achando aquilo patético. Era exatamente assim que o garoto se sentia naquele momento: uma criatura patética. Kalel conseguia sentir o toque quente do outro mesmo que suas mãos já estivessem separadas.

Levitz ficou encarando Andrews por um bom tempo, como se tentasse encontrar palavras para pedir ajuda. O rapaz sempre foi alguém orgulhoso e protetor de mais, falhar na coisa que era bom acabava o deixando frustrado, querendo desistir de tudo, mas pelo jeito não era o que o destino pretendia para ele. Ele suspirou fundo e então abriu um sorrisinho meia boca.

— Não é como se eu conseguisse faz isso, moço bonito. Eu deveria fazer o que? Aprender a conviver com os meus demônios... Sei lá, eu preciso de ajuda, ser semideus e com a minha idade é um porrê do caralho

Ele balançou a cabeça em negação, a dor de cabeça começava a chegar já que bebeu a maior parte da madrugada. Ele sorriu logo em seguida, fitando o rapaz a sua frente, apreciando sua beleza por alguns instantes, então ele acenou positivamente com a cabeça.

— Desculpa te encher com essas coisas. Você é alguém com bastante sabedoria, pelo pouco que deu pra ver... E uma pessoa linda, não consigo parar de olhar sua boca sem querer ela. — Ao notar o que disse Kalel deu um tapa em sua testa, negando com a cabeça. — Foi mal... é a bebida falando mais alto que eu. De qualquer forma, não sei como chegamos nesse assunto. Só sei que eu não deveria te chatear com essas coisas.
Kalel Levitz
Kalel Levitz
Filhos de Apolo
Filhos de Apolo

Idade : 25

Voltar ao Topo Ir em baixo

Times Square - Página 4 Empty Re: Times Square

Mensagem por Rodrik Andrews Lefford em Sex Nov 29, 2019 12:26 am

Time Square
Encontro de sombras!


Bem no fundo, Rodrik sabia que não poderia ajudar o outro como desejava. Quando se têm trevas dentro de si, a gente só aprende a amá-la quando percebe que ela não morde e nem prejudica.

As palavras “moço bonito” era o suficiente para fazer o erudito corar as bochechas, embora não sentisse vergonha de fato. Ele se divertia com a liberdade que o álcool proporcionava. Havia experimentado aquelas sensações algumas vezes, e gostado. Portanto, exceto o rosto vermelho, o líder dos eruditos encarava aquilo com tanta naturalidade. E levando o fato que Kalel também não era alguém de se jogar fora, muito pelo contrário, ele guardava os elogios para si, nem que fosse para encher o seu ego.

— Eu convivo com as sombras a muito tempo. Se você quiser posso mostrar que não há mal algum em comungar com ela. – Respondeu com um sorriso. Seus dedos brincavam na beirada do copo, repetindo o movimento circular algumas vezes. — Eu não te conheço o suficiente e nem você me conhece, mas se servir de apoio, eu posso te ajudar. Te ensinar que sombras e luz são as mesmas coisas, o que muda é apenas a forma como a enxergamos.

Ergueu o dedo educadamente em direção a garçonete. Ela veio até ele, mas parou assim que viu o companheiro do erudito. Ela deu uma corada leve no rosto e Rodrik logo se compadeceu. Afinal, ele sabia que a menina talvez não estivesse acostumada a ver a beleza de uma estátua magistral registrada na forma de um corpo de um rapaz.

— Uma coca, por favor. – Pediu educadamente. — Duas pedras de gelo.

E então retornou a sua atenção para Kalel que ainda falava. Soltou uma gargalhada disfarçada quando o outro de forma direta lhe passou um flerte. E intencionalmente abaixou a cabeça como se estivesse com vergonha, mas não se impedindo de mordiscar o próprio lábio inferior.

— Você não me chateia. – Respondeu sincero. — A minha única função nesse mundo é ajudar a humanidade a encontrar o seu equilíbrio. E obrigado pelo elogio dos lábios, o sentimento é recíproco. – Ergueu os olhos e fitou o semideus levemente embriagado. — A bebida não nos força a dizer ou fazer nada que não queremos, ela apenas no encoraja a ir em frente sem o medo da rejeição.  

Observou a sua coca chegando na bandeja da garçonete e ela depositar na mesa. Naquele momento foi a vez dela focar um pouco mais da atenção em Rodrik. Ela não corou, mas a sua aparência dizia que gostava do que via.

— Então, Kalel. – Falou assim que a mulher se afastou. — Você é descendente romano ou grego? – Indagou colocando um pouco do conteúdo da latinha no copo agora vazio. — Eu sou grego, filho de Nyx e atualmente líder dos eruditos de Prometheus. – O porque se abriu daquela forma? Simples, a confiança é algo que se conquista. E naquele momento o erudito não conseguia entender o porquê, mas sentia uma forte necessidade de envolver o outro em seus braços e o embalar, protegendo-o dos males humanos.

Bebeu um gole longo no copo.

— E tirando a mim, quem mais te ajudará a te colocar de pé? – Ele fitou o formato do rosto do homem e por alguns segundos se perdeu no formato. Além dos lábios, o seu nariz casava perfeitamente. Ele havia sido gerado ou esculpido? — Eu me proíbo a deixa-lo perdido. – E era verdade. Desde o momento em que começou a conversar com o semideus, Rodrik não sentiu em nenhum momento a sensação de perigo que seus poderes sempre acionavam. Kalel parecia não oferecer nenhum perigo aos outros, exceto para ele.  



❄


Between the shadows and the fire


I might have sang of wings unchained, but long before I locked my heart. Buried inside, where she's all but mine, save for those that dine, Oh her, on her perfect carcass
Rodrik Andrews Lefford
Rodrik Andrews Lefford
Líder dos Eruditos
Líder dos Eruditos

Idade : 20
Localização : Acampamento para semideuses gregos

Voltar ao Topo Ir em baixo

Times Square - Página 4 Empty Re: Times Square

Mensagem por Kalel Levitz em Sab Nov 30, 2019 12:32 am


O semideus sorriu de canto ao ouvir que o rapaz também convivia com as suas sombras e saber que ele queria ajudá-lo apenas deixava Kalel mais confortável com a situação. Naquele momento, apesar de bêbado, Levitz sabia que Andrews era uma pessoa maravilhosa e decidiu que mesmo que fosse ser ajudado iria tentar proteger aquele rapaz.

Assim que o garoto chamou a garçonete Kalel o fitou de forma descarada. Quem olhasse de fora poderia dizer que ele estava completamente apaixonado pelo rapaz, mas o Levitz sabia que não era aquilo... Ou não era para ser. Ele estava bêbado de mais para pensar naquilo naquele momento. Então depois que o garoto bonito pediu a sua coca, o loiro pediu um copo de água com açúcar alegando ser para que ficasse são mais rápido e pudesse dar a devida atenção ao outro.

— Meus lábios são lindos mesmo... Mas eu gosto mais dos seus... Eles são fofinhos enquanto você fala, parecem macios. — Ele acenou com a cabeça ao ouvir o outro. — Ok, então a tentação é eu mesmo e não a bebida, entendi.

A garçonete trouxe a coca do que aparentava ser mais novo e a água com açúcar de Kalel, que por sua vez tomou-a de forma rápida.

— Eu vivi minha adolescência praticamente toda em Nova Roma. Porém eu sou grego mesmo.

Os olhos de Kalel pareciam começar a pesar, devido ao seu sono, porém não queria deixar Andrews lá, havia gostado bastante dele, mesmo que não se conhecessem direito. Era imprudente o que iria fazer? Era, mas algo parecia dizer que o Levitz não precisava temer, por isso ele se levantou da mesa.

— Eu quero sua ajuda!— Disse ele com um sorriso meio forçado nos lábios. Ele era orgulhoso de mais para admitir. Então Kalel negou com a cabeça e estendeu a sua mão para o outro, mantendo o sorriso nos lábios. — Já ta tarde... Eu to levemente alterado. Só de leve. Você parece estar no meio de algo importante, então acho que deveria descansar. Meu apartamento é aqui perto... Quer colar lá? Se precisar tem roupa lá, você toma um banho, come algo e dorme. Se você vai me ajudar, isso é mínimo que posso fazer.


Última edição por Kalel Levitz em Dom Dez 01, 2019 6:29 pm, editado 1 vez(es)
Kalel Levitz
Kalel Levitz
Filhos de Apolo
Filhos de Apolo

Idade : 25

Voltar ao Topo Ir em baixo

Times Square - Página 4 Empty Re: Times Square

Mensagem por Rodrik Andrews Lefford em Sab Nov 30, 2019 3:11 pm

Time Square
Encontro de sombras!


O erudito se sentia perdido em vários quesitos. Primeiro, ele estava ali em uma missão, mas ainda assim tinha arrumado tempo para conhecer e conversar com um rapaz muito atraente. Segundo, ele se sentia sentimentalmente confuso, pois era algo recente, mas ainda assim ameaçava representar algo.

E isso tudo é muito assustador.

— Eu fico até um pouco constrangido quando você fala dos meus lábios. – Admitiu. — Sei que têm muito dos efeitos da bebida nisso tudo, mas ainda assim metade de mim quer acreditar que você realmente está falando sério. – Corou e dessa vez de verdade. Em toda a sua vida ele sempre evitava ser direito sobre os seus sentimentos. O medo da rejeição era algo que o assombrava, e muito. — Você é a tentação! – E aquilo tinha uma dupla conotação.

Depositou um pouco mais de coca-cola no seu corpo, porque de repente tudo havia ficado mais quente. E nem era verão nos Estados Unidos. Prestava a atenção nas falas do outro, mas perdido também na boca do mesmo. Ele se movimentava conforme as palavras saiam e Rodrik sem controle algum mexia a sua, apenas porque estava terrivelmente atraído por ela.

— Eu nunca tive um tempo para frequentar Nova Roma como eu queria. – Respondeu. — Claro, sou universitário da universidade de lá. Sou aluno de Letras, mas ainda assim acho que o estilo de vida romano é muito mais atraente do que os meus olhos conseguiram ver ainda.

E de repente Kalel se ergueu da mesa e olhou bem fundo para Rodrik. O coração do erudito deu um pulo feroz no peito. Uma corrente de adrenalina passou pelo seu corpo, enviando mensagens ao cérebro e também ao seu corpo. Mas, ele estava enganado. Digo, era uma coisa boa, entretanto não o que ele havia pensado.

— Minha ajuda? – Indagou com um sorriso de vencedor. Ele não conhecia o semideus muito bem, na verdade não conhecia nada exceto detalhes vagos da sua vida. Portanto, agiu com sabedoria. Ele não demonstrou euforia para não causar vergonha ou arrependimento no outro. O líder dos eruditos era vergonhosamente altruísta e orgulhoso e se o outro também fosse, ele agiria de forma a não o assustar. Estendeu as mãos aos pedidos do rapaz bonito a sua frente.

Ele sabia o que deveria fazer. Na verdade estava decidido a ser a mão amiga e ajudar o recém conhecido. Claro, ele agia de forma egoísta, pois o ajudando teria Kalel um pouco mais em sua vida. Eram os meios que justificavam os fins, pensava o jovem de Prometheus.

— Por favor, a conta. – Falou para a garçonete. — E poderia nos chamar um táxi, por favor? – Era um saco não poder utilizar tecnologia. — Kalel? – Virou-se para o rapaz. — Eu vou até o seu apartamento para te ajudar, pois acredito que realmente você possa está alterado. – Ainda assim algo dentro do rapaz comemorava silenciosamente. — E quanto as roupas, acho que não vou precisar. – Corou ainda mais violentamente porque um duplo sentido passou pela sua cabeça. — E-eu eu quis dizer que não estou sujo. Vim a pouco tempo a Nova York e esse clima não me adulterou ainda. - Gaguejou de vergonha.

A garçonete surgiu logo depois com a conta da coca-cola, água e também com as bebidas do jovem grego/romano. O erudito retirou algumas notas amassadas do bolso da calça e fitou o outro para saber se ele estava a vontade com aquilo.  

— Posso? – Pegou o dinheiro e foi depositando levemente no caderno de contas trago pela garçonete.

Ele não agiria de forma alguma de jeito “entrão”, deixando  o companheiro desconfortável.

— O táxi já está caminho, senhor. – Avisou a garçonete visivelmente decepcionada ao ver que Kalel e Rodrik iriam embora juntos do bar. Ele quase conseguia enxergar a menina levemente invejosa. E ainda havia as mãos juntas, que imperceptível Rodrik fez questão de não largar, prendendo forte entre seus dedos.  




❄


Between the shadows and the fire


I might have sang of wings unchained, but long before I locked my heart. Buried inside, where she's all but mine, save for those that dine, Oh her, on her perfect carcass
Rodrik Andrews Lefford
Rodrik Andrews Lefford
Líder dos Eruditos
Líder dos Eruditos

Idade : 20
Localização : Acampamento para semideuses gregos

Voltar ao Topo Ir em baixo

Times Square - Página 4 Empty Re: Times Square

Mensagem por Kalel Levitz em Qua Dez 04, 2019 12:48 pm


Tudo aconteceu muito rápido depois que o garoto se levantou e estendeu a mão para o outro, aceitando a ajuda. Andrews topou ir na casa de Kalel, o que fez o filho de Apolo soltar um sorriso tão sincero que até poderia ser considerado sóbrio. O filho de Nyx pediu a conta e perguntou se o mais velho se importava dele pagar, o que cordialmente disse Levitz que não tinha problemas.

O mais instigante foi que Andrews não soltou a mão do ex legionário, inclusive entrelaçou seu dedos como se fossem um casal. Claro que Kalel não se importou com aquilo, talvez por estar bêbado ou apenas por não se importar mesmo. Viu que a garçonete ficou encarando com uma carinha tristonha, talvez com inveja de um dos dois, coisa que Levitz não conseguiu entender direito.

Por conta disso o filho de Apolo se aproximou da mulher, sem soltar a mão de Andrews, e segurou a palma dela, dando um leve beijo cordial e cavaleiro.

—Muito obrigado por ser uma incrível e linda funcionária.

Assim que os dois rapazes chegaram na parte de fora do bar, Kalel deitou a sua cabeça no ombro do outro, esperando o táxi. Ele estava cansado e a bebida o deixou bastante sonolento.

— Olha, em casa eu provavelmente vou capotar rapidão, então já aviso, sinta-se em casa, tem comida e roupa pra todo lugar, só escolher.

Manteve sua mão entrelaçada ao do outro por um tempo antes do taxi chegar, assim que o carro amarelo surgiu ele as separou, abrindo a porta de trás para que Andrews entrasse.

— Entre, meu senhor.— Esperou o outro entrar. — Prefere que eu vá na frente ou com você ai atrás?
Kalel Levitz
Kalel Levitz
Filhos de Apolo
Filhos de Apolo

Idade : 25

Voltar ao Topo Ir em baixo

Times Square - Página 4 Empty Re: Times Square

Mensagem por Rodrik Andrews Lefford Ontem à(s) 6:03 pm

Time Square
Encontro de sombras!


Geralmente o erudito era muito racional, não aceitando ir á casa de desconhecidos. Mas, teoricamente ele conhecia o Kalel, já que o mesmo era irmão de Abramov. Certo? Por isso, o rapaz se prontificou a ajudar o rapaz. E, Nova Iorque nem sempre era amistosa com bêbados. A cidade poderia ser segura em certo ponto, mas tinha as suas exceções.

O elogio de Kalel para a garçonete parecia que vinha para o próprio Rodrik, pois ficou ali com os olhos brilhando e embasbacado pelo comportamento do semideus. Ele era legal daquele jeito ou estava sobre efeito da bebida? E quando o mesmo findou, ele apenas sorriu para a mulher e deixou mais uma nova além de gorjeta.

— Faço das palavras dele, as minhas.
– Falou o erudito sorrindo para a mulher.

O contato externo de cabeça no ombro pegou o filho de Nyx despreparado. Ele não sabia o que fazer naquelas situações. Primeiro porque nunca havia passado por aquilo, e segundo nunca havia tido um envolvimento tão intimamente inesperado. Tudo o que fez foi relaxar o ombro para torna-lo mais macio e findou firme o tronco para servir de apoio.

— Não se preocupe, o motivo da minha ida até a sua casa é para você dormir, não é mesmo? – Piscou as pestanas de um jeito exagerado e deu um sorriso de canto de lábios. Assim que o carro chegou, entrou na porta aberta por Kalel e achou bastante estranho àquele simples carinho.

Antes que o outro pudesse ir para o banco da frente. Rodrik segurou firme nas mãos do mesmo e o puxou levemente para entrar com ele.

— Vem aqui atrás comigo, isso é mundano demais para mim. – Foi sincero. — Não estou acostumado com transportes tão humanos. – E não soltou a mão do outro, fez uma cabana com as suas mãos para aquecer a delicada mão de Kalel. O motorista assistia tudo pelo retrovisor. — Bom dia... – E então olhou para o rapaz ao seu lado, pois não fazia ideia para onde iriam. — Para onde mesmo? – E riu como se fosse um adolescente.

Assim que Kalel explicou o endereço, Rodrik olhou para a janela e viu ao fundo o seu companheiro erudito com as mãos na cintura, de certo bastante curioso com aquilo tudo. Que ótimo líder ele estava sendo. Riu baixinho da sua piada interna.

— Você disse que havia roupas na sua casa por todos os lugares. – Ele indagou o rapaz. — Você estava falando de uma bagunça que eu deva me preparar ou realmente roupas nos armários? – Observava a enorme cidade pelo vidro do táxi. Vendo o reflexo do outro pela sua janela, ele não ousou o encarar antes de ouvir a outra resposta. — Talvez eu cozinhe para você se não tiver comida. Eu sei fazer coisas que você acharia impossível. — E corou. Não era uma cantada, embora tivesse parecido. Ele falava dos seus dotes culinários, afinal magos sabem mexer com a terra e as comidas vindo dela.

Via o carro ganhar espaço enquanto o seu dedo indicador fazia carinho nas mãos macias do outro. Ele nem parecia um semideus que havia morrido e voltado, ele parecia aos olhos do erudito tão vulnerável. Ah, Rodrik cuidaria daquela vulnerabilidade e ajudaria a expor o homem guerreiro que havia por trás daqueles olhos perdidos e cansados.

— Durma. – Sussurrou. — Quando a gente chegar eu te acordo. – E sorriu novamente, dessa vez carinhosamente e fitando os olhos do outro.
 




❄


Between the shadows and the fire


I might have sang of wings unchained, but long before I locked my heart. Buried inside, where she's all but mine, save for those that dine, Oh her, on her perfect carcass
Rodrik Andrews Lefford
Rodrik Andrews Lefford
Líder dos Eruditos
Líder dos Eruditos

Idade : 20
Localização : Acampamento para semideuses gregos

Voltar ao Topo Ir em baixo

Times Square - Página 4 Empty Re: Times Square

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 4 de 4 Anterior  1, 2, 3, 4

Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum