The Blood of Olympus
Para visualizar o forum é necessário estar cadastrado, por favor registre-se no rpg ou entre em sua conta. É necessário estar cadastrado para ver as informações contidas no forum. Lembre-se de usar nome e sobrenome, não se cadastrar usando nomes geralmente utilizados por Hacker. Exemplo: "Barum" "Hakye" e por ai vai. Bem vindos.

Terra do Nunca

Página 2 de 2 Anterior  1, 2

Ir em baixo

Terra do Nunca - Página 2 Empty Re: Terra do Nunca

Mensagem por Amber K. Blackwood em Qua Maio 29, 2019 1:41 pm

Fairy Worlds
Ficou ali sentada, os olhos fechados, e quase acreditou estar no País das Maravilhas, embora soubesse que bastaria abri-los e tudo se transformaria em insípida realidade…


A reação dele era como eu esperava. Raramente tinha presenciado um Enzo irritado ou cabisbaixo. Ele possuía aquela aura suave e positiva, divertida até. Watson prontamente sentou do meu lado, olhando cheio de expectativas até que eu acariciei o seu pescoço como uma recompensa por ter feito o seu trabalho bem feito. Porém, não dei tanta atenção ao husky, sendo atraída pela presença e pela fala do celestial.

Mães caçadoras? — Repeti por curiosidade, sem conseguir conter aquela sede por informação tão inerente dos filhos de Athena. Não era surpresa ele ter duas mães, apesar desse fato ainda ser um detalhe ainda inusitado nos dias atuais. O que atraia a minha atenção era elas terem sido caçadoras. — Eu não tenho tanta fome, mas se for caçar leve o Watson para caso você caia em alguma hipnose novamente, ele saberá o que fazer.

O rabo do cachorro balançou de um lado para o outro, contente com a proposta que era feita. Mordisquei o interior de minha bochecha para conter o sorriso, sabendo que essa era uma das primeiras vezes em que agia daquela maneira com o filho de Éolo. O ciúme e instinto protetor de irmã mais velha sempre me colocou na defensiva perante Enzo, o que tornava a relação meio conflituosa e civilizada na medida do possível. Mas não estávamos na Califórnia e muito menos perto de minha irmã, ele tinha quase sido devorado por uma mulher peixe. Eu não precisava ter barreiras, ao menos não naquele momento.



C
Amber K. Blackwood
Amber K. Blackwood
Mentalistas de Psique
Mentalistas de Psique

Localização : São Francisco - CA

Voltar ao Topo Ir em baixo

Terra do Nunca - Página 2 Empty Re: Terra do Nunca

Mensagem por Enzo A. E. Hawley em Sab Jun 01, 2019 3:00 pm



Reino da Fantasia


Eu não devia me animar com o fato dela ter ficado curiosa com parte da minha história, mas não consegui evitar e acabei sorrindo grande assim que ouvi sua pergunta. — Sim, mães caçadoras — Tombei a cabeça para o lado antes de completar. — Jo e Emmie, elas se apaixonaram durante a jornada com a deusa da lua e pediram para sair depois de anos com ela, eu não sei os detalhes da história, mas sei que Artémis aceitou a saída. Elas se casaram e hoje cuidam da estação intermediaria — Dei de ombros antes de continuar.

— Alguns anos atrás Jo me achou desmaiado em um beco que tinha pegado fogo na nossa cidade, quando eu acordei eu não lembrava de nada, elas me acolheram, me criaram e me tornaram filho delas, sou muito grato por isso — Expliquei tranquilo.

— Mas mudando de assunto já que isso não é relevante no momento, vou pegar algumas frutas, não sei se é seguro matar animais por aqui. — Meus olhos recaíram sobre o cachorro assim que terminei de falar, ele estava feliz da vida com sua dona pela proposta, porém bastou olhar para mim para fechar a cara, me fazendo encolher todo. Porra, aquele cachorro não era normal, ele fazia cada expressão assustadora, que era de matar qualquer um.

— Bom Watson, você decide, vem comigo ou fica protegendo sua dona? Veja isso como uma ótima oportunidade para nos conhecermos melhor, eu sou um bom amigo — Desconfiado o cachorro olhou para a dona antes de voltar sua atenção para mim e dar um passo em minha direção, me fazendo sorrir largo antes de me virar de costas e adentrar a floresta, esperando que o mascote de Amber me seguisse.

Eu optei em seguir pelas trilhas que sabia que os meninos perdidos não seguiriam por conta da proximidade com o lago das sereias e me mantive por perto para o caso de ouvir algo vindo do acampamento. Durante minha fuga pela terra do nunca eu tinha avistado algumas arvores frutíferas e agora conseguia encontrá-las com mais facilidade.

Não demorei muito para conseguir amoras tropicais próximas a um pé de Umari vermelhos e docinhos. Colhi parte dos frutos maiores e algumas amores e tirei a camisa para enrolá-las e poder levá-las de volta para Amber. Watson me rodeava o tempo todo, estava desconfiado ainda, mas não tinha me atacado nenhuma vez. — Acho que você vai gostar dessas amigão, são bem docinhas, minha mãe trouxe de uma viagem para mim uma vez — Expliquei antes de enrolar minha camisa e erguê-las nos braços, pronto para ir embora.

Nesse momento um ser pequeno acabou atraindo minha atenção, ele estava dependurado em um galho mais baixo e me olhava como se... Balancei a cabeça um pouco confuso, sem conseguir encontrar a expressão para definir a confusão que aquela pequena criatura despertara em meu peito. Mas bastou que Watson começasse a latir para ela para que eu despertasse do torpor e me aproximasse, pegando algumas amoras e estendendo em direção a ele.

— Calma Watson, ele está com medo veja — Tentei acalmar o cão, afinal a criatura estava se encolhendo toda no galho por conta dos latidos altos d Watson. Não consegui, o pequeno se encolheu mais e recusou minha fruta, mas continuou me olhando.

Frustrado, soltei um suspiro e olhei para Watson, que prontamente rosnou em minha direção. — Se não ficar calmo não vamos voltar nunca — Resmunguei, fazendo o cachorro rosnar e latir de novo antes que eu voltasse meus olhos em direção ao pequeno e estendesse amoras em direção a ela. — Estão gostosas, prove — Tentei, fazendo-o dar pequenos passos em minha direção antes de tirar a língua de fora e capturar duas das amoras rapidamente, as engolindo sem nem mastigar. — Uou — Ri baixinho da atitude apressada do camaleão, que abriu um sorriso banguela e se aproximou de vez, me deixando fazer carinho num ponto abaixo de sua cabeça. Isso o conquistou completamente e quando dei por mim ele já estava voando para minha cabeça e se aninhando entre meus cabelos.

— Ei! Você não pode ir comigo — Tentei remediar a situação, afinal Watson já estava agitado de novo com a presença do pequeno, porém bastou que ele se aninhasse e soltasse um suspiro para que eu me rendesse.

No fim acabei voltando para o acampamento com muitas frutas, um Watson irritado e um novo integrante para a equipe.



Enzo Amelia Earhart Hawley
Enzo A. E. Hawley
Enzo A. E. Hawley
Celestiais de Éter
Celestiais de Éter


Voltar ao Topo Ir em baixo

Terra do Nunca - Página 2 Empty Re: Terra do Nunca

Mensagem por Amber K. Blackwood em Sab Jun 01, 2019 4:18 pm

Fairy Worlds
Ficou ali sentada, os olhos fechados, e quase acreditou estar no País das Maravilhas, embora soubesse que bastaria abri-los e tudo se transformaria em insípida realidade…


As respostas do celestial me fez sentir um frio na barriga. Para uma filha de Athena, perceber algo que supostamente era óbvio depois de tanto tempo... Era quase vergonhoso. O escutando, eu tinha finalmente uma percepção mais apurada que em nada conhecia Enzo Hawley, sobre sua história e suas origens. O que eu conhecia era apenas a versão dita por Maisie, algo que nunca era completo por meu lado ciumento nos fazer mudar de assunto.

Até um momento atrás, o celestial era apenas alguém que estava “roubando” minha irmã. Corajoso, mas ainda um tanto imaturo. Agora? Eu sabia que ele possuía duas mães caçadoras, portanto tendo um mundo inteiro de situações da qual eu não conhecia. Mas, antes que eu pudesse questionar um pouco mais, Enzo saiu com Watson para providenciar alimento. Sorri brevemente, torcendo internamente para que meu husky não assustasse demais o garoto.

O som de latidos chamou minha atenção minutos mais tarde, afinal estávamos em um ambiente relativamente calmo. Franzindo o cenho, aguardei um tanto inquieta, resistindo a vontade de estender minha capacidade mental e descobrir o que estava acontecendo. Ao retornarem, Enzo trazia consigo frustras que particularmente não conhecia, mas Watson estava evidentemente de mal humor enquanto encarava um ponto no ombro do filho de Éolo.

O que...? — Bastou que ele se aproximasse para que meus olhos acostumados com a visão noturna, notasse a pequena criaturinha ali. — Oh! Que coisa mais fofa!

Watson reagiu prontamente, seu rosto virando em minha direção expressivo como sempre. Ele aparentava estar surpreso, como se dissesse “repete isso, não escutei bem”. Acabei gargalhando naturalmente, um som que pareceu dar abertura para que o ciumento husky corresse para meu lado e começasse a lamber meu rosto. O segurei firme para que não pulasse em cima de mim, bastando um comando verbal para que ele sentasse obedientemente ao meu lado. Nesse momento, até mesmo Jasper que estava sobre a tenda, saltou para as costas do cachorro para observar a pequena criatura.

É seu? — Questionei me referindo ao pequeno animal, fazendo com que uma das frutas levitasse para minha mão, esquecendo de pedir permissão para tal ação. — Você comentou algo mais cedo que chamou minha atenção. Por que antigas caçadoras estariam cuidando de uma estação?

A cara do watson:
Terra do Nunca - Página 2 D8hs2n6-08ffbe78-1801-42a6-ade8-667bdaf5c07e.png?token=eyJ0eXAiOiJKV1QiLCJhbGciOiJIUzI1NiJ9.eyJzdWIiOiJ1cm46YXBwOjdlMGQxODg5ODIyNjQzNzNhNWYwZDQxNWVhMGQyNmUwIiwiaXNzIjoidXJuOmFwcDo3ZTBkMTg4OTgyMjY0MzczYTVmMGQ0MTVlYTBkMjZlMCIsIm9iaiI6W1t7InBhdGgiOiJcL2ZcLzQzYjgxNDA4LTZlYmMtNGU1Ny05MWViLTI0ODUyYzNiODAxOVwvZDhoczJuNi0wOGZmYmU3OC0xODAxLTQyYTYtYWRlOC02NjdiZGFmNWMwN2UucG5nIn1dXSwiYXVkIjpbInVybjpzZXJ2aWNlOmZpbGUuZG93bmxvYWQiXX0

C
Amber K. Blackwood
Amber K. Blackwood
Mentalistas de Psique
Mentalistas de Psique

Localização : São Francisco - CA

Voltar ao Topo Ir em baixo

Terra do Nunca - Página 2 Empty Re: Terra do Nunca

Mensagem por Enzo A. E. Hawley em Sab Jun 01, 2019 4:32 pm



Reino da Fantasia


A reação de Amber me fez encarar Watson com um sorrisinho vitorioso por vê-lo todo ciumento. Eu não me importava de ter sido infantil com isso, estava feliz apenas por ter ganhado aquela do cachorro bravo que não queria que eu trouxesse a pequena em meu ombro até o acampamento.

— Não é meu, é dela porque nenhuma criatura pertence a ninguém, apenas escolhemos quem manter por perto — Dei de ombros antes de coçar o queixo da pequena com o dedo. — Eu a encontrei quando fomos pegar frutas e ela simplesmente colou em mim, tem como dizer não para essa carinha? — Perguntei sorrindo, fazendo a pequena se aninhar ainda mais em meu pescoço antes que eu voltasse minha atenção para Amber e sua pergunta.

Fiquei receoso sobre contar a ela, afinal a estação era uma questão complicada embora não fosse um segredo. Prefiramos manter sigilo em relação a ela justamente por ser um abrigo que se muitos ficassem sabendo poderia atrair atenção indesejada ou pior, muitos inimigos. Meu debate durou alguns minutos, mas acabei optando por dar a ela um voto de confiança e lhe revelar mais sobre aquele lugar.

— Porque não é só uma estação — Comecei antes de soltar as frutas no chão ao lado dela e ocupar parte da cama ao me sentar. — É um refúgio para semideuses e o lar de uma deusa que nunca aparece — Expliquei buscando uma maneira de deixar a situação clara para ela.

— A estação intermediaria é uma construção magica com vida própria, nem mesmo eu conheço todos os cômodos daquele lugar, nós abrigamos todos aqueles que precisam de ajuda — Olhei para ela a fim de captar suas expressões. — Semideuses, monstros, humanos com visão e criaturas, a estação era o lar dos grifos muito antes de ser nosso lar, por exemplo, e Ártemis confiou o segredo as minhas mães para que elas pudessem mantê-lo em segurança; — Dei de ombros antes de completar. — As caçadoras costumam usá-lo como um de seus esconderijos quando estão de passagem resolvendo os mistérios da cidade.




Enzo Amelia Earhart Hawley
Enzo A. E. Hawley
Enzo A. E. Hawley
Celestiais de Éter
Celestiais de Éter


Voltar ao Topo Ir em baixo

Terra do Nunca - Página 2 Empty Re: Terra do Nunca

Mensagem por Amber K. Blackwood em Sab Jun 01, 2019 5:00 pm

Fairy Worlds
Ficou ali sentada, os olhos fechados, e quase acreditou estar no País das Maravilhas, embora soubesse que bastaria abri-los e tudo se transformaria em insípida realidade…


A resposta dele não me surpreendeu. Enzo teve um lado empático com as criaturas vivas, algo que talvez o deixasse com uma aura mais celestial e cuidadoso. Uma característica que não era vista de maneira tão aberta no meio que eu vivia, já que ser detetive era lidar diretamente com a tragédia humana.

Enquanto ele finalmente falava sobre o local, tinha criado uma simples faca comum para poder descascar a fruta que tinha “roubado”. A criação era uma característica inerente dos descendentes de Belona, sendo algo que eu tinha visto meu próprio pai fazer quando ele ainda possuía seus poderes. Ao ter a fruta parcialmente descascada, cortei um pedaço e ofereci a Jasper e outro para Watson, antes de finalmente me servir. O sabor doce e suculento me fez suspirar, mesmo que minha atenção ainda estivesse voltada para Enzo.

Ele falava de um terceiro local seguro. Algo tão impactante que por um momento eu tinha até mesmo esquecido de mastigar o pedaço da fruta. Era uma das verdades mais antigas e constantes, até o momento, de que os acampamentos era um dos locais mais seguros para pessoas como nós, semideuses. Mas também sabia que os gregos e romanos eram seletivos demais com quem adentravam seus terrenos, por questões de segurança.

Isso é... — Ponderei sobre quais palavras escolher, soltando o ar enquanto encarava o horizonte. — Não sei como classificar, posso apenas dizer que sinto certo alívio em saber que um local assim existe. O que nós, seres ligados a esse segundo mundo místico e perigoso, mais precisamos é de segurança. Não conheço suas mães, mas já as admiro por sustentarem um lugar como esse.

Eu não precisava ser uma mentalista para interpretar a hesitação dele em liberar a informação. Era algo importante e que eu compreendia o motivo de ser tão sigiloso. Por isso, ao olhar para o garoto, tinha um semblante sereno e compreensivo.

Compreendo a necessidade do sigilo, mas não consigo lidar muito bem com a curiosidade. Então poderia me contar o que se sentir confortável para falar?



C
Amber K. Blackwood
Amber K. Blackwood
Mentalistas de Psique
Mentalistas de Psique

Localização : São Francisco - CA

Voltar ao Topo Ir em baixo

Terra do Nunca - Página 2 Empty Re: Terra do Nunca

Mensagem por Enzo A. E. Hawley em Sab Jun 01, 2019 8:25 pm



Reino da Fantasia


Um sorriso largo preencheu meu rosto ao ouvi-la elogiar minhas mães mesmo sem conhecê-las, afinal Emmie e Jo eram mesmo pessoas incríveis, mas só quem convivia de perto com elas conseguia entender o quanto. Eu tinha muito orgulho da minha família e não conseguia deixar de expressar isso.

Ela entendeu bem meus sinais de hesitação e acabei me sentindo aliviado em não precisar me explicar a ela sobre o porquê de não adentrar tanto no assunto. Ainda assim eu tinha lhe dado um voto de confiança, então iria sanar sua curiosidade correndo todos os riscos de expor o lugar.

— Certo, mas deixarei que pergunte o que quiser também, mesmo sabendo que ver e estar presente é muito melhor, fica o convite caso tenha interesse em conhecer um dia — Sorri de canto antes de puxar uma das frutas e começar a descascar enquanto pensava no que contar a ela.

— A estação não funciona como nenhum dos acampamentos porque ela está viva — Tirei um dos gomos e entreguei ao camaleão em meu ombro antes de enfiar um pequeno pedaço na boca, mastigar e engolir antes de continuar. — A estação escolhe você e não o contrário, ela só se revela pra quem ela quer, pra quem a merece por assim dizer — Ergui o olhar buscando uma maneira de explicar melhor a ela.

— Você já viu Harry Potter e ouviu falar da sala precisa? Porque se sim é mais fácil de explicar com você visualizando, já que a estação funciona de maneira semelhante, ela tem tudo que precisamos, mas só revela o que precisamos quando precisamos — Me repeti totalmente para explicar, soando confuso até para mim antes de enfiar mais pedaços da fruta na boca.



Enzo Amelia Earhart Hawley
Enzo A. E. Hawley
Enzo A. E. Hawley
Celestiais de Éter
Celestiais de Éter


Voltar ao Topo Ir em baixo

Terra do Nunca - Página 2 Empty Re: Terra do Nunca

Mensagem por Amber K. Blackwood em Sab Jun 01, 2019 11:11 pm

Fairy Worlds
Ficou ali sentada, os olhos fechados, e quase acreditou estar no País das Maravilhas, embora soubesse que bastaria abri-los e tudo se transformaria em insípida realidade…


O voto de confiança era nítido, o que me fez pensar duas vezes o motivo dele estar sendo tão aberto. Porém, como uma boa mentalista, eu sabia que o garoto estava sendo sincero. Era apenas estranho e diferente ter alguém agindo tão suavemente ao meu redor. Quando ainda legionária, o preconceito com a deusa Athena era diretamente mensurado a mim, como filha de tal divindade. Enquanto estudante na academia de polícia, era uma mulher que se atrevia a fazer o “trabalho de um homem” sem tentar parecer um. Eu tinha me negado a sacrificar minha forma de expressar minha identidade para me ajustar a um meio machista. Sempre desafiada, sempre em alerta. A sensação de conforto e serenidade era alcançada apenas com meu pai e, na maioria das vezes, com Maisie. Afinal, ainda era uma irmã mais velha super protetora.

Não o questionei, no entanto. Seria grosseria de minha parte, assim como não encontrei vontade para isso. Pelo contrário, dei vasão a minha curiosidade pelo local, pedindo por detalhes de algo tão inusitado. Quem diria que um lugar assim existia nos Estados Unidos? Porém, apesar de ainda estar curiosa e não ter acabado com metade das perguntas que vinham em minha mente, escutei Jasper bocejar. O tempo tinha avançado sem que eu percebesse, o que indicava que era o momento ideal para descansar e enfrentar o dia seguinte em um mundo fantasioso.

Obrigada pelo voto de confiança. — Comentei espreguiçando, depois sorrindo de uma maneira mais sapeca. — Acho que acabei com a dívida que tínhamos, já que isso evidentemente pareceu um encontro. Considero paga a aposta que tínhamos no triatlo, kiddo.


C
Amber K. Blackwood
Amber K. Blackwood
Mentalistas de Psique
Mentalistas de Psique

Localização : São Francisco - CA

Voltar ao Topo Ir em baixo

Terra do Nunca - Página 2 Empty Re: Terra do Nunca

Mensagem por Enzo A. E. Hawley em Sab Jun 01, 2019 11:54 pm



Reino da Fantasia


Perdi a noção do tempo conversando com ela e no final já tinha lhe dito mais da minha vida do que me era permitido. Amber agora conhecia a estação, o funcionamento e minhas mães, sabia que eu tinha uma irmã mais nova – Georgina – e que tinha saído de lá apenas para estudar. Em nenhum momento me senti desconfortável em relevar parte de mim a ela, embora não soubesse explicar o motivo de estar fazendo isso tão naturalmente.

Infelizmente para mim o fim do dia terminou com uma notícia devastadora de que a aposta feita dias atrás tinha sido paga, algo que me fez ponderar e abrir a boca algumas vezes. Tudo bem que o fadado encontro era apenas para impressioná-la e fazê-la me conhecer melhor, proposito atingido ali mesmo, porém eu confesso que estava ansioso por aquele encontro, ainda mais depois da maneira com que ela me deixara.

— Se fosse o encontro no fim dele estaríamos nos beijando — Resmunguei baixinho para ela não ouvir antes de erguer a cabeça e olhá-la tranquilamente. — Descanse, eu tenho muita insônia por conta da asma, vou apenas velar seu sono essa noite e se em algum momento você quiser fazer troca de turno não irei me importar — Abri um sorriso lateral antes de puxar o pequeno camaleão para o colo, o deixando se aninhar em meu corpo para poder dormir também. — Eu te acordo se algo acontecer.



Enzo Amelia Earhart Hawley
Enzo A. E. Hawley
Enzo A. E. Hawley
Celestiais de Éter
Celestiais de Éter


Voltar ao Topo Ir em baixo

Terra do Nunca - Página 2 Empty Re: Terra do Nunca

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 2 de 2 Anterior  1, 2

Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum