The Blood of Olympus

Missão OP Contínua para Becka — Ilha Turt, a ilha tartaruga

Ir em baixo

Missão OP Contínua para Becka — Ilha Turt, a ilha tartaruga Empty Missão OP Contínua para Becka — Ilha Turt, a ilha tartaruga

Mensagem por Júpiter em Seg Abr 08, 2019 6:23 pm


Ilha Turt, a ilha tartaruga

Depois de um dia cansativo, Rebecka estava em seus aposentos preparando-se para dormir enquanto comia algumas uvas, estas que ela adorava. Tudo parecia tranquilo, mas uma pequena fumaça esbranquiçada e, também, fantasmagórica foi adentrando ao recinto sinuosamente e discretamente, sendo quase imperceptível. A pretora acabou por inalar aquela espécie de gás e rapidamente adormeceu.

Talvez fosse um sonho, talvez não. Uma menina de longos cabelos esverdeados e de pele tão branca quando um quanto uma folha de papel sem tinta ou rabisco. Rebeca biscou algumas vezes para aferir o que enxergava, mas a fumaça estava densa o bastante para causar tosse na moça.

— Olá! - Iniciou a menina de aparência inocente. — Me chamo Lignum, oitava descendente da ilha de Turt.

Rebecka não sabia o que acontecia ali, sabia apenas que uma garota de cabelo verde havia invadido seu quarto, mas estava tão bêbada? Não ela não havia bebido, mas parecia que sim e muito, principalmente pela breve tontura.

— O que quer? - Disse a pretora.

— Ajuda... - A voz de Lignum engasgou, mas ela tratou de desengasgar e continuar. — Os anciões da ilha pretendem afundá-la com centenas de ceres vivos sobre ela e eu não consigo fazer nada, mesmo que seja a guardiã deles.

Talvez fosse loucura e não seria estranho vindo de uma filha de baco, mas, até para o deus da eloquência, aquela situação estava bastante pesada. Becka tentou falar mais alguma coisa, mas a menina foi mais ágil e retirou um pequeno mapa de dentro da manga godê de seu vestido e sorriu.

— Me encontre no local demarcado no mapa. - Recitou. — E eu te recompensarei com um dos tesouros mais valiosos da minha ilha.

A menina desapareceu e a pretora capotou num sono sem interrupção.

•••

Ela estava atrasada, mas Romeo foi um parceiro excelente quando bateu nos aposentos da cria de Baco. A moça saltou da cama com um leve dor nas têmporas, mas foi algo que aliviou rapidamente sem precisar de medicação. Ela não sabia o que acontecera durante a noite, mas lembrava direitinho, principalmente da menina lhe pedindo ajuda. Uma breve observada no quarto fez os olhos da garota se estralarem. Se era um sonho, ou não, ela não sabia dizer, mas aquele mapa sobre seu criado mudo era muito real e apontava para um dos lugares mais perigosos do mundo (tanto mitológico ou mortal): O Mar de Monstros.


Regras:
• 20 dias para postar e eu terei metade disso para te responder. Assim que postar me envie uma MP.
• Templates de barras, cores berrante e letras miúdas serão motivos para descontos.
• Poderes/habilidades usados, Itens levado em spoiler no final da postagem.
• Pode levar quantos itens desejar, mas cuidado para não carregar tanta mágica junto de si, pois na ilha há centenas de ceres vivos que podem sentir magia e te achar muito saborosa.
• Não te darei um número x de linhas ou palavras, apenas peço que seja criativa e não economize em detalhes, ou poderei economizar em sua recompensa.
• Pode levar um (01) mascote.
• Dúvidas? Me manda uma MP que eu respondo.
Diretrizes:
• Narre o enunciado acima de forma coerente. Pode interagir mais com a ninfa, mas as perguntar principais serão respondidas na ilha e pessoalmente.
• Becka acordará com as batidas fortes do segundo pretor em sua porta. Vai encontrar o mapa e decidirá o que fazer. Se o desejo da personagem for ir investigar a ilha desconhecida, informe Romeo sobre sua partida e somente ele deverá saber, pois pode haver gente de olho no seu lugar e uma saída dessas pode indicar a sua morte, caso demore muito.
• A ilha está marcada com um X vermelho e mais abaixo uma pequena informação que diz que é impossível chegar de teletransporte, a não ser que consiga passar pela guardiãs do Mar de Monstros: Caríbdis e Cila.
• Encerre o turno encontrando a menina na areia da praia que a ilha possui.

Boa Sorte!



Que Zeus te perdoe, porque eu não vou!

Júpiter
Júpiter
Deuses Olimpianos

Voltar ao Topo Ir em baixo

Missão OP Contínua para Becka — Ilha Turt, a ilha tartaruga Empty Re: Missão OP Contínua para Becka — Ilha Turt, a ilha tartaruga

Mensagem por Becka Klasfox La'Fontaine em Sab Abr 27, 2019 1:21 pm



A ilha tartaruga

"Então era essa a sensação de ser envenenada.”

Becka pensou segundos antes de apagar. Ela estava tendo vislumbres da garota de pé bem a sua frente, mas sabia que isso poderia ser apenas uma ilusão do gás que a transportou pelo reino dos sonhos, portanto descartou a informação antes que a escuridão lhe tomasse e as coisas ficassem deveras confusas.

E tudo porque ela não sonhava fazia muito tempo.

A filha de Baco recordava-se muito bem da última vez que adormecera daquele mesmo jeito e bem, a lembrança não era das melhores. Anos atrás quando ainda menina Becka tinha sido pega por uma armadilha no reino dos pesadelos, onde Phobos a manteve prisioneira de seus próprios medos e demônios. Enfrentar o labirinto não foi nada fácil e até hoje ela não sabia descrever como ainda estava viva. Desde então passou a dormi de maneira diferente, ela se negava a sonhar e impedia que qualquer ser de fora lhe tomasse sua mente e estava se saindo bem demais até aquele momento, quando fora envenenada.

A ironia era tão grande que Becka não conseguia explicar como aquela substância não tinha sido combatida por seu organismo. Gás do sono ou não nenhum tipo de veneno era capaz de afetar a prole do deus do vinho, que era naturalmente imune a esse tipo de veneno. Mas de alguma forma aquela Ninfa conseguira e como recompensa entrara na mente da criança dos deuses para lhe passar uma mensagem. Mensagem que continuava a se reproduzir em seus pensamentos até o momento que despertou com batidas na porta.

— Becka? Está aí? Está atrasada — As batidas ficaram mais fortes, fazendo a loira sentar na cama ainda se sentindo meio grogue, como se realmente tivesse bebido algo na noite anterior.

— Becka! — A voz de Romeo soou do outro lado da porta, a deixando levemente confusa com sua aparição repentina, afinal não era como se ela estivesse atrasada e...

— PUTA MERDA! — O xingo escapou naturalmente ao se deparar com o despertador ao lado da cama marcando “09:30” da manhã, ela estava quase duas horas atrasada para a reunião no prédio do senado, os velhotes que ela reportava deveriam estar furiosos. — Estou frita — Resmungou alto, levando as mãos na cabeça antes de levantar aos tropeços para abrir a porta.

— O aconteceu com você? Os senadores me descascaram hoje! — O garoto entrou no quarto sem pedir permissão. Falava alto e contava detalhes da reunião sem que ela pedisse antes de lhe informar da desculpa que tinha inventado para conseguir livrar Becka de uma enrascada. — Sem falar que você me deixou preocupado e... — Continuava, dando um nó na cabeça da garota que voltou a se sentar sobre a cama um tanto zonza. Era informação demais para quem tinha acabado de acordar.

Becka deixou que seu parceiro continuasse com o sermão enquanto se sentava na cama, Romeo falava muito as vezes, mas devido ao estado de lentidão da garota ela só estava prestando atenção em metade. Seus olhos vagavam pelo quarto de maneira perdida enquanto ela relembrava os acontecimentos da noite anterior, até pararem sobre algo que não estava ali antes.

— Puta merda — Exclamou, fazendo com que Romeo parasse com seu falatório para encará-la de um jeito estranho, como se a pretora estivesse doida – o que não era muito difícil.

O mapa sobre o criado mudo parecia estar piscando para ela como uma lamparina de atração que fez a garota se remexer inquieta. Romeo desviou o olhar para mesma direção que ela tentando entender o choque da amiga, que finalmente reagiu ao saltar da cama e pegar o papel sobre o móvel de madeira. Seus olhos estalaram ainda mais ao ver para onde o mapa apontava. Afinal não é todo dia que uma Ninfa estranha te presenteia com uma aventura no mar de monstros.

Ah sim!

Essa autora quase esqueceu de mencionar essa parte, mas Becka não foi apenas envenenada e teve um sonho esquisito, ela conversou com uma desconhecida por um tempo relativamente grande e essa desconhecida lhe presentou com uma missão e uma promessa.

“Me encontre no local demarcado e eu te presentearei com um dos maiores tesouros da nossa terra.”

Ela se lembrava bem dessa parte, foi a última coisa que a Ninfa falou antes dela despertar, porém ela também se recordava de que em nenhum momento tinha aceitado aquele convite.

— Puta merda! — Reclamou de novo antes de se jogar sobre a cama um tanto perdido.

O que ela deveria fazer?

Não era problema dela se velhos queriam afundar uma ilha, mas Becka não gostava da ideia de ter milhares de criaturas fantásticas sacrificadas a troco de nada. Merda! Ela os defendia e resgatava para poder dar uma segunda chance a eles em sua loja. Tudo bem que essa última podia parecer egoísta já que ela os trocava por dinheiro, mas vejam bem, eles eram tão caros que garantiam a ela que os mascotes ficariam em segurança, afinal não era qualquer semideus que conseguia compra-los.

— Puta merda! — Suspirou alto, rendendo-se aos pensamentos sobre a conversa da noite anterior, o pedido e as perguntas que a trouxeram até aquele momento.

— Put....

— É você já disse isso, três vezes! — Romeo resmungou, fazendo-se notar pela primeira vez nos últimos minutos, já que Becka tinha esquecido dele completamente.

— Ah é, você está aí — A garota sorriu amarelo.

— Sim, e esperando você se explicar. — O romano completou antes de revirar os olhos para sua colega de trabalho. — E aliais, você tem uma boca bem suja para uma pretora — Repreendeu antes de puxar uma cadeira e se sentar confortavelmente.

— Obrigada, é um dom natural — Becka piscou, fazendo Romeo encará-la de maneira séria e lhe arrancar um suspiro. — Tudo bem, de qualquer forma preciso de um conselho mesmo — Uma careta surgiu em seu rosto antes dela começar a falar.

Então Becka explicou tudo a ele. Contou sobre ter sido envenenada na noite anterior, da visita da Ninfa em seus sonhos e do mapa misterioso sobre seu criado mudo. Romeo a ouviu atentamente durante toda sua explicação, a loira não poupou detalhes e dramatizou um pouco ao contar sobre os inimigos anciões que pretendiam afundar a ilha. E por fim encerrou com o momento em que os dois estavam sentados no quarto com ela acordando e se sentindo meio bêbada.

— Eu achei que você era imune a veneno — Romeo murmurou baixinho assim que a garota concluiu sua explicação, a fazendo revirar os olhos antes de voltar a falar.

— E depois de tudo que te contei você só prestou atenção nisso? — Perguntou irônica. — Bem, a questão não é essa e sim que eu... — Mordeu o lábio com força. — Eu acho que quero ir...

— Então vá — O romano relaxou na cadeira e cruzou os braços de maneira pensativa. — O que te impede?

— Eu tenho um compromisso com Roma e eu não saio daqui há muito tempo — Era verdade, Becka não saia do acampamento desde que virara pretora, ela não fazia mais missões, não ia as guerras e comandava o acampamento ali de dentro, vivendo dentro de uma bolha. Pensar nisso fez nascer uma careta em seu rosto, afinal até aquele momento ela nunca tinha percebido isso.

— Então está mais do que na hora de você mudar isso, alguém precisa de ajuda e não escolheu qualquer pessoa, escolheu você — Romeo se ajeitou na cadeira e inclinou o corpo para frente antes de completar. — Se quer mesmo isso, não pense, faça.

E ela faria...

Depois de tantos anos Becka sairia do acampamento.

...

A filha de Baco não contou aos senadores sobre sua aventura, tão pouco comentou com Gena sobre o que faria nos próximos dias, ela apenas se preparou. Com a ajuda de Romeo, Becka conseguiu encomendar um submarino na Amazon e pedir que fizessem a entrega o mais rápido possível, o que aconteceria em apenas três dias. Era um tempo pequeno considerando que ela precisava de pelo menos uma semana para se preparar para aquela missão.

Mas como semideusa o tempo era uma coisa relativa e claro que ela teria que trabalhar com o que tinha no momento. Portanto Becka utilizou o primeiro dia para estudar o mapa do mar de monstros e reler o bestiário sobre as criaturas que o habitavam. O senado tinha arquivos o suficiente sobre as missões que tinham acontecido naquele lugar ao longo dos anos e por ser domadora de monstros e uma especialista na area de descobrir como derrotá-los, a garota conseguiu bolar alguns planos.

Caríbdis e Cila não eram apenas guardiãs, mas também monstros lendários que nunca foram derrotadas, estavam ali por um motivo e Becka não podia mudar isso. As duas criaturas lendárias eram também a entrada para o lugar em que Becka precisava ir, portanto passar por elas era garantir parte do sucesso de sua missão. Se – e só se – conseguisse ultrapassar as duas criaturas então Becka estaria por conta própria. O mar de monstros estava fora do domínio da maioria dos deuses, portanto ela não conseguiria pedir ajuda para se salvar, precisaria usar o que levasse consigo e a inteligência.

Ou seja, teria que contar com suas habilidades.

Becka traçou uma estratégia completa para conseguir lidar com isso e enfrentar qualquer criatura do mar que aparecesse no caminho. Juntou suprimentos na mochila magica e separou os equipamentos que levaria consigo e assim as primeiras 24 horas se passaram.

No segundo dia a garota procurou o livro de registro dos lares do acampamento, já que para ir ao mar precisaria de um ensinamento específico e os únicos filhos de Netuno que residiam no acampamento não lhe eram confiáveis. Foi assim que ela encontrou D.J.

As iniciais do fantasma não revelavam seu verdadeiro nome, mas vinham com um complemento de suas habilidades marinhas, que era exatamente o que ela precisava. Becka ignorou a parte que dizia sobre o comportamento volátil e travesso do fantasma, que apresentava características peculiares dos outros lares do acampamento e por isso ficava isolado no porto de Nova Roma – um lugar de pouco trafego de semideuses.

D.J era o responsável por coordenar a entrada e saídas de navio junto a dois outros guardas e por isso raramente era visto andando pelo acampamento. Ou seja, ele era simplesmente perfeito para aquele trabalho.

No dia anterior Romeo tinha me dito que conseguira alugar um navio com os responsáveis e ele já estava disponível para retirada, então Becka não precisava perder tempo no escritório, já podia partir para segunda etapa de sua preparação.

A garota deixou recados sobre a mesa de seu colega junto aos relatórios que deveria entregar aos senadores, então saiu do prédio do senado para se aventurar pelas ruas da cidade até o porto. Era uma bela manhã de sábado então muitos dos antigos legionários passeavam pela rua do comercio e pela praça, uma imagem bonita de se ver. Os guardas faziam a ronda, as crianças brincavam ao redor dos pais e os lares os serviam animadamente.

Estava tudo perfeito como deveria ser.

Roma já tinha passado por complicações demais no último ano com tantos traidores, era bom ter momentos como aquele em que tudo parecia fluir na direção correta do rio, fazia Becka se sentir... feliz. A palavra parecia estranha em sua língua, já que feliz não era um termo que podemos atribuir a pretora com frequência, ela não funciona como a maioria dos semideuses e nem nunca funcionária.

Becka balançou a cabeça para espantar esses pensamentos e se concentrou em descer a estrada em direção ao porto em uma caminhada que durou apenas alguns minutos com ela divagando sobre si e suas lembranças. Ao chegar lá deparou-se com uma fileira de navios e não demorou muito a encontrar o “Vitória Sangrenta”, o barco que tinha sido alugado especialmente para ela.

De relance a garota o analisou com cuidado para ter certeza de que ele aguentaria a viagem e ao se dar por satisfeita mudou a direção de seu olhar. Becka procurou pelo porto por qualquer um que pudesse ajudá-la a encontrar D.J, mas a única alma viva naquele horário parecia ser um dos lares mais jovens do acampamento. Curiosa Becka caminhou até ela e parou bem ao seu lado para lhe chamar atenção.

— Procurando algo? — A voz suave da garota soou em tom de deboche e fez Becka sorrir, ela tinha personalidade e isso era ótimo para um fantasma.

— Na verdade sim e pelo jeito você é a pessoa perfeita para me ajudar — O lar flutuou para mais perto um tanto intrigado, mas se manteve a uma distância segura da garota. Desse ângulo Becka pode reparar melhor nos detalhes que a compunham.

Aquele fantasma não deveria ter mais de 18 anos e provavelmente tinha sido muito bonita em vida, porque ainda preservava características delicadas para alguém tão pequena. Ela chutava que seus olhos tinham sido claros em algum momento, porque a pigmentação entre eles era diferente das dos demais. Seus cabelos deveriam ser escuros, no entanto, levemente ondulados nas pontas e desarrumados na parte de cima. Ela era encantadora e sua alma brilhava em cores maravilhosas.

— Então, vai ficar aí parada me encarando o dia inteiro ou vai me dizer como ajudar? — O fantasma questionou petulantemente, estufando o peito e cruzando os braços sobre ele antes de erguer o olhar e fitar Becka diretamente nos olhos. A romana estremeceu inteira.

— Estou procurando alguém e como você é a única por aqui suponho que deve saber algo sobre ele — Pigarreou para limpar a voz antes de completar. — Conhece o D.J? É um lar antigo do acampamento e a indicação dos livros diz que ele vive por aqui.

O fantasma abriu um sorriso de canto e arqueou uma sobrancelha antes de tombar a cabeça para o lado, como se também estivesse analisando Rebecka.

— Por acaso — O sorriso dela se tornou maior. — Eu conheço sim, afinal ele sou eu. — Apontou para si mesma ao completar, fazendo Becka abrir a boca de leve completamente espantada.

D.J era ela? Então, o fantasma dos livros com conhecimento sobre navios, piratas, desbravador de mares e etc... era uma garota?!

Pelos deuses! Ela não poderia ter ficado mais surpresa com isso.

— Donna Jo ao seu dispor vossa senhoria — E para completar o fantasma lhe fez uma reverencia, terminando de desconcertar a pobre Rebecka, que pela primeira vez em muitos anos agiu de forma espontânea e não esperta ao responder o fantasma.

— Uou, por essa eu realmente não esperava — Uma careta nasceu em seu rosto e um suspiro lhe escapou de seus lábios antes dela completar. — Não mesmo... — Completou baixinho antes de erguer o olhar. — Então é você quem sabe pilotar navios e comanda o porto... — Ela estava divagando a essa altura enquanto encarava o fantasma de uma maneira nada discreta.

— Bom, até onde eu saiba sim — Debochou. — Mas se não confia em minhas habilidades pode pedir ao velho Mason para te ajudar — Completou apontando para trás, onde um lar de aparência muito velha se encontrava atacando algumas cordas. — Ele é ótimo em fazer nós e alimentar as gaivotas, seria um ótimo professor — A garota deu de ombros como se dissesse a Becka: Você vai precisar fazer melhor que isso se quiser me conquistar.

— Eu mereci essa — Becka suspirou e o espírito sorriu como se concordasse com ela. — Preciso de ajuda e aparentemente você é a única que pode me ensinar então... — A filha de Baco ergueu o olhar. — Vai me ajudar ou?

— Você é a pretora, pode me obrigar a fazer isso — O fantasma bocejou de maneira provocativa, okay ela sabia quem Becka era e mais uma vez tinha pego a garota de surpresa. — Mas eu sei que não quer, então vamos negociar — Ela era boa, realmente boa naquilo, porém aquele jogo era para duas pessoas e Becka ainda queria ganhar.

— Tem razão, eu poderia — A postura da garota mudou, tornando-se mais relaxada à medida que um sorriso crescia em seus lábios. — Mas porque eu faria isso se posso tornar esse jogo de negociação mais interessante? — Questionou ao se aproximar, fitando o fantasma de cima abaixo enquanto via sua aura alterar as cores, como se sua presença realmente a deixasse nervosa.

Bingo! Ela podia estar morta, mas ainda tinha sentimentos.

Becka parou bem atrás de Donna Jo antes de aproximar o rosto de seu ouvido para completar. — Me diga garota, o que você deseja? — Sua voz rouca saiu baixa, levemente rouca devido a rouca devido a aproximação. O tom era suave, porém tinha aquele toque básico de malicia que insistia em pedir que a jovem lhe contasse seus desejos obscuros e secretos.

— Ei! Não faça isso... — O fantasma tremeluziu e se afastou brevemente antes de virar nos calcanhares e apontar um dedo em direção a Becka. — Eu te ajudo, mas precisa prometer que não fara mais essa, essa coisa! — D.J resmungou arisca, fazendo Becka alargar o sorriso e dar de ombros antes de completar.

— Feito — A pretora teria estendido a mão para fechar o acordo, mas Donna Jo ainda era um fantasma e a atitude poderia parecer rude se considerarmos que o aperto passaria ao redor dela.  — Então, quando começamos?

...

Uma hora depois Becka estava com Donna no navio. As duas tinham feito um tour completo pelo barco para conferir o checklist da garota, que insistia em dizer que antes de iniciar suas lições precisaria conferir se tudo estava correto. Ela passou pelo menos 40 minutos arrastando Becka pelos cômodos para checar cordas, paredes e suprimentos. Depois disso conferiu as velas, o mastro e o bote salvas vidas. As outras coisas citadas pela garota Becka não foi capaz de gravar, barcos tinham muitos detalhes e a maioria não lhe era interessante. Ela sabia que o navio tinha uma rede e uma ancora por exemplo, mas também tinha certeza de que não iria utilizá-los então não estava interessada em conhecer seu funcionamento.

— Okay, está tudo certo para podermos começar — Donna finalmente parou de andar no convés para encarar sua pupila desinteressada. — Esse barco é realmente bom— Completou, deixando a filha de Baco levemente intrigada.

— Você afirmou isso como se estivesse curiosa — Becka se recostou sobre a lateral do barco antes de completar. — Vá em frente e pergunte.

— Estamos em um Corveta — Donna Jo afirmou, como se isso fosse fazer algum sentido para Becka, que apenas arqueou a sobrancelha em resposta, fazendo a outra garota revirar os olhos em sua direção.

— É um navio de pequeno porte usado em fugas, mais rápido que qualquer outro desse porto e com velas projetadas para tirar proveito do vento — Becka assentiu em concordância, embora até aquele momento não soubesse disso.

— É um barco fácil de manobrar e é o único navio nesse porto inteiro que pode navegar em águas rasas e profundas sem ficar preso — Completou, fazendo Becka dar de ombros, entendendo finalmente o ponto dela. Ela sabia exatamente o que viria a seguir. — Por que alguém como você precisaria de um barco assim?

E lá estava... ela já esperava por isso, mas não tinha certeza de como responder.

A semideusa coçou o queixo por um momento e encarou o céu acima, ponderando sobre sua situação. Apenas Romeo sabia para onde ela iria e porque iria, era ele quem tinha ajeitado tudo para alugar o navio já que Becka não tinha conhecimento sobre eles e tinha se saído bem nessa tarefa. Também fora ele a alugar o submarino e fez tudo isso de forma discreta para não ser questionado. Quando foi, no entanto, respondeu a secretaria dos dois que as atividades dos protetores não deveriam ser compartilhadas com todos, do contrário muitos planos estariam perdidos.

— Eu não preciso te dizer sobre isso — Constatou por fim. — O pretor não precisa explicar suas decisões a todos — Deu de ombros antes de completar. — O que você precisava saber já sabe.

— Você está saindo em missão e precisa de sigilo — A garota rebateu de maneira petulante. — Eu já sabia, só queria ter certeza, vamos lá — Donna Jo mudou a expressão, mas não permitiu que Becka visse seu rosto, virando-se rápido demais para guiá-la para parte de dentro.

Intrigada a mais velha a seguiu sem dizer nada, pensando se por um momento teria magoado o fantasma a frente, embora sua intuição lhe dissesse que era outra coisa que a estava incomodando. Durante o segundo tour D.J explicou a Becka sobre o funcionamento das caldeiras e o remanejamento do barco. Ensinou sobre a construção e a forma com que ele trabalhava quando era comandado de maneira direta e por fim deixou claro que seriam necessárias pelo menos três pessoas para colocá-lo em movimento.

A garota também lhe ensinou sobre os canhões e como utilizá-los. Mostrou onde ficavam as bolas e explicou a Becka como carregar e atirar com as armas do navio, que poderiam ser uteis durante o ataque que ela faria. Por fim – ainda na parte baixa – Becka mostrou o local onde o pequeno submarino comprado deveria ficar a bordo. Era uma parte mais baixa no compartimento de cargas que poderia ser aberta para fazer seu meio de fuga se locomover discretamente para fora do navio.

As duas subiram para o lado de cima onde D.J ensinou a filha de Baco sobre as cordas, as velhas e as manobras do navio. Ao subirem para o deck principal Becka já sabia como mudar a direção das velas para tornar o navio mais rápido e como trabalhar com o vento de forma a aumentar sua velocidade. Por fim, mas não menos importante Donna Jo ensinou a garota sobre o timão, os mastros e o observatório e com isso completou sua explicação teórica sobre a coisa toda.

Não era fácil e gravar tudo aquilo em apenas um dia fez com que o cérebro de Becka tivesse vontade de explodir, algo que ela controlou com caretas enquanto concordava com tudo que o fantasma lhe dizia.

— E agora para completar acho que podemos dar um passeio para você entender na prática como isso funciona — Donna soltou, de repente, fazendo Becka praguejar por não ter pensado nisso antes.

— Aula prática? — Questionou apenas para ter certeza.

— Só a teoria não vai te ensinar totalmente, nem é fim de tarde ainda e uma volta não vai fazer mal, tem alguém pra levar com você? Somos duas e como dito precisamos de pelo menos 3 para conseguir dominar esse barco — D.J completou, arrancando um suspiro da garota loira.

— Tenho — Becka ajeitou sua postura e moveu as mãos rapidamente para invocar dois clones seus, básicos e que não compartilhavam seus poderes, mais uteis em seguir ordens e trabalhar pesado. — Prontinho — Sorriu esperta, fazendo Donna dar de ombros antes de dizer.

— Mãos à obra garota.

...

Elas retornaram ao acampamento apenas ao pôr do sol, mas as horas que a semideusa passara junto a D.J ensinaram muito a ela, e quando disso isso não estou me referindo apenas ao barco. Donna tinha cores realmente bonitas em sua alma, mas também exibia certa tristeza ao ensinar a garota loira, algo que provavelmente tinha lhe desencadeado inúmeras lembranças.

Durante o percurso em que Becka aprendia sobre como comandar e mover o navio da maneira correta ela cometeu muitos erros, porém também teve a chance de observar melhor sua companheira morta. Ela era realmente muito bonita, mas também estava intrigando a filha de Baco, embora essa não soubesse dizer bem o porquê.

Contudo, foi apenas quando as duas ancoraram no porto de Nova Roma novamente e os clones desapareceram que a garota teve coragem de perguntar. Não queria parecer intrometida, mas bem, é de Becka que estamos falando.

— Como você morreu? — Pega de surpresa com a pergunta repentina Donna Jo quase caiu do barco, algo que só não aconteceu porque ela conseguiu equilibrar o corpo com uma das cordas que segurava.

— O que você disse? — Questionou baixinho, entrando em um modo defensivo e desconfiado.

— Como você morreu? — Becka repetiu a pergunta, fazendo a garota trincar os dentes e desviar o olhar.

— Você não tem direito de perguntar sobre isso — Rebateu ela.

— Realmente não tenho, mas tem algo em você me intrigando e eu quero saber o motivo — Ela poderia estar soando impertinente e maldosa, mas tinha um motivo para estar fazendo essa pergunta e estava diretamente relacionado ao comportamento daquele lar em relação a sua missão.

— Um ataque em Nova Roma... — Ela respondeu ainda sem encarar Becka. — Eu estava no terceiro ano como legionária quando aconteceu, foi há muito tempo atrás... — Começou ela. — Durante a guerra entre os gregos e romanos os filhos de Hades comandaram uma tropa de soldados com uma promessa de morte e bem, eles realmente conseguiram levar muitos de nós — Um suspiro escapou de seus lábios.

— Eu era a responsável por proteger as crianças, tínhamos conseguido reunir todos em um armazém, mas ele me encontrou — A essa altura as lagrimas já tinham se acumulado nos olhos da garota. — Duelamos, mas minhas habilidades não eram boas o suficiente e eu fui derrotada, por conta disso todas as crianças que eu estava protegendo morreram comigo — Donna concluiu. Ela fungava baixinho e não encarava Becka, que ainda tinha uma última pergunta antes de deixá-la desviar daquele assunto.

— Por isso você nunca esteve em uma missão? — Sim, Becka tinha notado o interesse da garota, mas também tinha percebido seu olhar sonhador.

— Como sabe disso? — A surpresa de Donna Jo foi tão grande que a garota ergueu o olhar. Lagrimas ainda escapavam de seus olhos, mas a expressão triste foi substituída por uma de incerteza e surpresa.

— Sou perceptiva e meio que entendo de sentimentos — Deu de ombros, sem querer se aprofundar no assunto. — Legionários no terceiro ano estão terminando seu treinamento, então recebem missões apenas ao fim dele, você não chegou a sair daqui depois que chegou — Becka afirmou com uma estranha certeza.

— Sim, a época não era das melhores, a segunda guerra tinha explodido e não era seguro para soldados como eu irem nas missões, mesmo os mais habilidosos morriam, que chance eu tinha? — Perguntou.

— E isso te prendeu aqui, ao lugar da sua morte, você não concluiu algo que queria então se tornou um lar para viver seu sonho em outros semideuses — A loira completou o pensamento da garota, que envergonhada moveu a cabeça em concordância uma única vez. — Muito bem Donna Jo, como pretora do acampamento romano e por ter me ajudado muito, assim que eu retornar dessa missão você vai partir em uma com outros dois semideuses — Becka concluiu sorridente, fazendo a garota a sua frente abrir a boca completamente chocada.

— Lares que não concluíram seus anos de serviço em Roma não podem participar de missões — Donna disse confusa.

— Corrigindo, não podiam, eu sou a pretora e posso mudar uma lei idiota — Becka balançou a mão no ar como se dissesse: Relaxa, eu consigo isso. — Você Donna, me ensinou muito aqui hoje, mas também acabou de me dar um motivo para voltar.

Ao dizer isso a garota morta sorriu largamente e atirou-se contra Becka, mas como previsto passou através dela, afinal ainda não tinha total controle de seus poderes como fantasma e precisava de treinamento para se solidificar. Envergonhada apenas sorriu e acabou arrancando uma gargalhada da jovem loira, que naquele momento percebeu: tinha conquistado uma nova amiga.

...

No terceiro dia tudo estava pronto. Becka tinha conseguido levar tudo que iria precisar para a viagem até o navio e carregá-lo com suas coisas. O submarino também já estava no compartimento de carga e descarga e com a ajuda de Donna Becka também aprendera sobre ele.

O conhecimento da garota sobre esse não era dos melhores, ela não soube lhe explicar tão bem o funcionamento, pois, na época em que falecera os submarinos ainda eram de um modelo antigo que não duravam muito tempo embaixo da água. No entanto, seus ensinamentos foram o suficiente para que Becka entendesse como ligar, desligar e se mover com ele dentro do mar e era isso que ela precisava para sobreviver algumas horas dentro dele.

Agora só faltava um último detalhe e ele não estava muito feliz com ela.

— Dois bifes suculentos e um brinquedo novo, essa é minha oferta final — Becka falou, na tentativa de persuadir o tigre gigante a ir com ela.

Ranjam não estava feliz em ter que viajar pelo mar, ele não gostava muito de água, mas gostava menos ainda da ideia de ter que ir com ela dentro de uma pokebola. Afinal, o felino odiava se sentir preso e Becka não o levaria contra sua vontade, porém suas ofertas até o momento não a tinham feito chegar a lugar nenhum e ela ainda tentava convencer a criatura a ir com ela.

Becka estava indo para uma ilha cheia de animais lendários, se não podia ter ajuda de outro semideus então podia levar consigo Ranjam, que por sinal era o único que poderia ajuda-la.

— Vamos lá garoto, são só algumas horas, não vai ser tão ruim assim... — Tentou novamente, mas o tigre apenas desviou o olhar para a parede, mesmo que ainda a observasse de canto, totalmente desconfiado.

— Três bifes e um passeio por São Francisco, minha oferta final — E com isso ela ganhou o felino, que finalmente a olhou de um jeito arteiro e colocou a língua de fora como se estivesse pensando em toda a carne que ganharia. Além de claro, ser presenteado com um passeio, algo bastante tentador para quem nunca saia de casa – e com casa me refiro a Nova Roma e não ao quarto de Becka.

Um breve mexer de cabeça deu a ela a certeza de que poderia prosseguir. Então Becka pegou sua pokebola e a ativou para puxar seu tigre para dentro. Aquela era a melhor e mais segura maneira de levá-lo consigo, ela o libertaria assim que chegassem à ilha, mas por agora era melhor que ele ficasse pertinho de si e em segurança.

...




Becka Klasfox La'Fontaine
Quer ser feliz? Seja louco, sorria sempre mesmo sem motivo..
Becka Klasfox La'Fontaine
Becka Klasfox La'Fontaine
Pretora
Idade : 25
Localização : Camp Jupiter

Voltar ao Topo Ir em baixo

Missão OP Contínua para Becka — Ilha Turt, a ilha tartaruga Empty Re: Missão OP Contínua para Becka — Ilha Turt, a ilha tartaruga

Mensagem por Becka Klasfox La'Fontaine em Sab Abr 27, 2019 1:22 pm



A ilha tartaruga

Na madrugada do quarto dia, ela partiu.

Eram por volta das quatro da manhã quando Becka se levantou e desceu até o porto sem que ninguém percebesse. O “Victoria Sangrenta” já estava pronto para partir, afinal ela tinha pedido a Donna Jo que deixasse tudo preparado. Assim sendo ao embarcar em seu meio de transporte Becka só teve que conferir seus suprimentos, invocar seus clones e assumir o timão antes de começar a navegar.

O mapa de Lignum estava preso firmemente na lateral do vidro onde ficava a cabine do capitão e Becka o usava para se guiar por entre as águas profundas que a levariam até a entrada do mar de monstros. Enquanto isso seus clones cuidavam das velas, cordas e observatório, mantendo-a informada da situação do lado de fora.

Até o momento, tudo corria bem, sem ataques ou surpresas que a matariam durante o caminho e ela sabia o motivo disso. Becka tinha colocado um sinalizador preso ao navio para evitar que os monstros se aproximassem. Além disso, seu perfume também a camuflava dos impertinentes que conseguiam burlar essa magia e o colar preso ao pescoço garantiam o resto de sua segurança. Os clones eram apenas físicos e não emitiam qualquer tipo de sinal, portanto por algumas horas ela permaneceria em segurança.

Infelizmente para ela essas horas passaram um pouco rápido demais.

O sol já estava nascendo quando ela alcançou a baia de rochedos das guardiãs marinhas que deveria enfrentar. Ela tinha se programado para passar por elas e sabia que seu plano não apresentava quase nenhuma falha, porém não podia impedir o medo que assolava seu corpo de deixá-la completamente tremula.

Ela pegou o mapa e a mochila rapidamente e saiu da cabine do capitão, enfrentando aquilo da melhor maneira que conseguia. Ou seja, debochando dele ao pedir a um de seus clones para assumir o timão enquanto ela descia as escadas em direção ao compartimento de carga e descarga para se preparar para a batalha. Era ali que tudo começava.

— Se preparem, a batalha vai começar — Pronunciou em voz alta, sabendo que por estar diretamente ligada as copias todos entenderiam o recado.

O observatório ficaria vazio porque o clone um assumiria as velas e as cordas. O dois, por sua vez, ficaria responsável pelos canhões e o terceiro iria cuidar do timão. Os três clones deveriam trabalhar em conjunto para guiar o navio pelo meio dos dois monstros, garantindo que ambos lhe alcançassem de maneira limitada. Becka sabia que o navio não sobreviveria ao ataque e pretendia sacrificá-lo em prol da própria segurança, por isso tinha assumido o submarino no compartimento de descarga e invocado um quarto clone para abri-lo para si.

O plano era enganar Cila e Caríbdis os fazendo pensar que tinham derrubado toda a embarcação ao devorar seus clones enquanto ela escapava pelo submarino. Era um bom plano, ela iria distrair as duas criaturas enquanto escapava, as atacando com os clones no navio enquanto disparava para dentro dos mares proibidos.

Contudo, mesmo sabendo que tinha 99% de chance de isso dar certo não conseguia deixar de suar frio. Becka estava tremendamente nervosa e quanto mais o navio se aproximava do meio dos rochedos, mais ela sentia aquela energia poderosa tomar conta de si. Os monstros não eram brincadeira, eram guardiãs lendárias que mataram inúmeros semideuses e humanos ao longo dos anos, um erro e a protora deixaria de existir.

— Respire — Ordenou a si mesma, concentrando-se em manter a calma ao ligar o submarino e mantê-lo em ponto morto.

O navio tinha atingido o início da entrada do mar de monstros e poucos segundos estaria no ponto certo para ser atacado, algo que não demorou muito a acontecer.

Foi em um piscar de olhos que tudo aconteceu. Um grito horripilante de um de seus clones cortou o ar e todo o navio estremeceu diante da fúria de dos monstros e algo atingiu a lateral esquerda, fazendo o casco trincar e o navio tombar para o lado. Um tiro de canhão foi ouvido e o monstro do mar urrou ao ser acertado por ele, em seguida puxou o clone e o canhão para dentro do mar.

Becka estremeceu com a morte do primeiro clone, algo que a fez gelar inteira por dentro, afinal o erro está em quem acredita que clones não são parte de si. Ela podia sentir quando cada um deles morria, portanto ao perder o primeiro clone, parte do seu poder e controle foi junto com ele.

— Fiquem firmes — Comandou com a voz falha, porém firme o suficiente para fazer os clones entenderem o recado e enviarem o navio um pouco mais para frente.

Ela só precisaria aguentar mais um pouco e estaria fora dali.

Nesse momento Cila atingiu a parte de trás do navio e quebrou uma das velas ao meio, fazendo com que a embarcação descontrolada perdesse o equilíbrio. O clone de Becka tentou mover a outra vela e desviou mais para esquerda antes de ir para frente, mas com isso foi atingido por Caribdis, que fez a parte de trás do navio afundar uma única vez antes de retornar para cima, enchendo o convés de água. Com isso, o segundo clone desapareceu.

Becka sentiu seus pulmões arderem em busca de ar e os olhos lacrimejarem enquanto seu segundo clone morria afogado, porém o terceiro permanecia firme sobre o timão e conseguiu mover o navio mais para frente.

Só mais um pouco...

Repetiu mentalmente, segurando firme o volante do submarino e começando a ligá-lo. E foi aí que uma espécie de barbatana gigante atravessou o navio. Ela era parecida com um pé de polvo e conseguiu partir e embarcação ao meio, deixando apenas a parte da frente afundando no mar. Com isso uma onda se formou embaixo da água e as águas empurraram a parte da frente do navio para o ponto exato em que Becka precisava estar. O clone dela moveu a alavanca para baixo e então foi engolido por alguma coisa. Nesse momento o compartimento se abriu e o submarino foi empurrado para frente, dando chance de Becka pisar fundo no acelerador e disparar por entre os mares.

E foi bem a tempo! Porque no minuto seguinte o resto do navio era engolido por uma criatura gigante, animalesca e completamente horripilante. Becka não olhou para trás, apenas sentiu seu corpo se quebrando em alguns pedaços do último clone que foi destruído enquanto acelerava e tentava desviar das rochas que a permitiriam entrar no mar de monstros.

O mar estava violento e ela suava tentando manobrar o submarino de forma correta. Mas foi só quando Cila bateu sobre as águas mais uma vez que ela conseguiu trabalhar bem o suficiente dentro do mar para finalmente ser jogada para frente com força suficiente para se afastar das duas.

Ela estava dentro e estava viva, mas sentia que boa parte de si tinha sido quebrada e morta junto com seus clones.

...

Entrar no mar de monstros não a fez se sentir melhor. A poção que tomou para recuperar sua energia não deixou sua mente menos inquieta. Becka ainda estava revivendo a morte de todas as copias que sacrificara em prol da segurança e ela se sentia muito cruel por isso.

A sensação era de ter se mutilado durante muito tempo, seu corpo ainda sentia as vibrações inquietantes de cada morte em que vivenciara naquele dia. Afinal, como dito, engana-se quem pensa que criar clones de si não trazem consequências devastadoras para sua alma. Mais do que ninguém ela sabia disso.

Becka estava seguindo a correnteza e o mapa que a levariam até a ilha de maneira distraída, mesmo sabendo que em sua situação isso era arriscado. Durante as horas que ela permaneceu dentro do navio ela foi atacada duas vezes.

Na primeira vez que aconteceu as sereias tentaram seduzi-la sem muito sucesso, Becka tinha enfiado nas orelhas dois tampões assim que se afastara o suficiente das guardiãs do mar, temendo que isso acontece. Contudo isso não impediu as criaturas de se enfurecerem com sua ousadia, o que obrigou Becka a jogar sujo com elas ao cobrir o submarino com vinho cristalizado para envenar o pequeno grupo e se livrar do primeiro ataque.

Na segunda dois seres do povo marinho que habitava as profundezas tentaram interceptá-la. Para enganá-los Becka criou uma ilusão e duplicou a embarcação em que estava para poder se afastar, os fazendo achar que ela tinha permanecido no mesmo lugar quando na verdade ela já se distanciava deles. Ela sabia que assim que a ilusão terminasse eles estariam bêbados e esquecidos e que por conta disso não a seguiriam mar a dentro.

Agora, duas horas depois de ter sofrido o último ataque ela estava quase chegando à ilha e temia sofrer um terceiro mesmo estando tão perto do seu destino. A garota estava exausta depois de passar o dia navegando, a poção que tomara não era suficiente para deixar seu corpo desperto e a quantidade de energia gasta durante as batalhas que enfrentara a tinham deixado um pouco dormente. E claro, ela ainda tinha que lidar com a questão psicológica que ainda dominava seu corpo e estava diretamente ligada ao sacrifício dos clones.

Em outras palavras, ela não estava muito legal. Ou melhor, Becka estava exausta, e faminta!

Mas seu destino estava próximo.

O mapa de Lignum tinha se tornado mais brilhante dez minutos atrás e a sensação de segurança que a Ninfa disse que iria lhe tomar quando ela chegasse já estava presente. Era isso que lhe dava a certeza de estar tão perto e Becka só precisou mover o submarino um pouco mais para frente para ter certeza disso. porque as águas ficaram mais rasas e ela foi obrigada a submergir.

A ilha se expandiu diante de seus olhos como uma verdadeira maravilha sobre a terra. Era linda, rica em detalhes verdes e tão cheia de vida que por um momento a filha de Baco conseguiu se emocionar, transbordando com as sensações que a natureza lhe transmitia. Em meio a isso ela abriu a tampa que a separava do resto do mundo e puxou a mochila e o mapa para cima, andando pelo submarino antes de saltar para a água e nadar até a praia.

Ela nem se importou em prender o submarino, afinal não tinha como voltar com ele, o combustível não seria suficiente e ela sabia que precisaria encontrar outro meio de retornar.

Ofegante a garota deitou sobre a areia da praia e respirou fundo, uma, duas vezes antes que a miragem se apresentasse diante de seus olhos e lhe presentasse com um:

— Olá! — Seguido de. — Você realmente veio. — A voz animada era estranhamente familiar a ela, que apenas assentiu um tanto cansada sem se mexer de sua posição confortável na areia.

Mentalmente ela se perguntava se tinha feito certo. Afinal a viagem fora longa e ela sacrificara muito de si para chegar até ali e justamente por isso se perguntava.

O que mais ela teria que sacrificar?

Itens Levados:

NO CORPO
• Mochila sem fundo [Mochila de prata com material simples, sem bolsos laterais, com um único zíper, uma única entrada e uma única saída.| Efeito 1: A mochila não possui fundo, foi encantada para caber inúmeros objetos, ou seja, seu espaço é infinito, tudo que você colocar dentro dela permanece ali, desde que passe pela parte de cima, ou seja, você precisa conseguir colocar o item pelo buraco, que é largo o suficiente para passar até uma panela de pressão. Para pegar o item de volta basta colocar a mão dentro da mochila e pensar nele, e ele retorna para suas mãos.| Efeito 2: A mochila permite ao semideus levar 3 itens a mais em missões e eventos, como uma forma de burlar as regras. Por exemplo, se o narrador estipulou apenas 1 item para a missão, o meio-sangue poderá levar essa mochila e com ela liberar mais 2 itens (pois ela conta como 1, gastando um dos 3 extras) | Indefinido | Sem espaço para gemas | Alfa | Status: 100% sem danos |Lendário e mágico | Comprado na Loja Especial do BO]

Velociraptor linha Luxo [ Nessa linha não é apenas o conforto que predomina, mas também o poder, apesar de aparentar ser um tênis comum, esse foi fabricado para auxiliar e estimular o semideus a melhorar seus movimentos em combate, o tornando mais forte e mais rápido | Efeito 1: O calçado muda de acordo com o dono e suas preferências, o tênis será alterado magicamente para o modelo que mais o agrada. Efeito 2: Promove +40% de velocidade ao portador. Efeito 3: Quando estiver com o tênis nos pés, golpes relacionados as pernas, como chutes ou saltos ganham 30% a mais de força | Material mágico especial |Sem espaço para gemas | Alfa | Status: 100% sem danos | Mágico | Comprado na Ferreli & García - Mode et style]

• Ilusion Explosion [Um par de luvas negras que permite ao seu dono criar diversos fios afiados de diversas cores que podem cortar quase tudo, o filho de Dionísio pode usar esses fios para criar “cenários” tão perfeitos que enganariam até mesmo um deus e assim criar diversas armadilhas para seus oponentes.| Efeito 1: Os fios possuem garras pequenas nas pontas que ao se prenderem no oponente, o fazem parecer uma marionete. | Efeito 2: Suas pontas afiadas podem liberar sementes de uva, que ao tocarem algo solido, explodem causando +20 d dano.| Tecido mágico e bronze celestial | Sem espaço para gemas | Beta | Status: 100% sem danos | Mágico | Arsenal do Acampamento]

• Frigideira [Uma frigideira de bronze celestial de 45 cm de diâmetro, obviamente poderia ser muito útil na cozinha para fritar uns 15 ovos simultaneamente. | Efeito 1: Apesar de parecer bastante leve e inofensiva, quando atinge o adversário a frigideira o faz sentir-se como se tivesse sido atingido por um tijolo de ferro. Efeito 2: Fora de uso a frigideira se torna um pingente em forma de duas taças de vinho. | Bronze Celestial | Sem espaço para gemas | Beta | Status: 100% sem danos | Mágico | Evento de Natal]

Golden Magic [Um colar que possui um pingente a escolha do seu dono. Seu formato ou estilo em nada se compara a magia que está presente nesse acessório | Efeito: Ele esconde em 75% a presença semidivina do usuário, permitindo que ele passe despercebido por monstros e use até mesmo tecnologia mais avançada. Monstros superiores e mais poderosos ainda conseguem reconhecer o usuário do colar como um semideus, mesmo que leve um tempo para distinguir a aura | Prata ou Ouro | Sem espaço para gemas | Gama | 100% sem danos | Mágico | Comprada na Pandevie Magie]

Curadores Unissex [Camiseta branca básica do tipo sem estampas, o tecido é liso e bastante leve, gruda no corpo como se fosse uma sobre-pele, mas mais confortável. Manga curta de cor única. | Efeito 1: A blusa pode restaurar até 50% do HP do usuário dentro de dois turnos, 25% no primeiro turno, 25% no segundo turno. O efeito só funciona uma única vez por evento, luta ou missão. Efeito 2: Foi feito de forma que possa ser usado por baixo de outras roupas, o tecido é fino, o que faz parecer com que o semideus não esteja vestindo nada, além disso, possui uma mágia que o impede de sentir calor. Efeito 3: Se ajusta perfeitamente ao corpo do usuário. | Tecido mágico | Sem espaço para gemas | Beta | Status: 100% sem danos | Mágico | Comprado na Ferreli & García - Mode et style]

DENTRO DA MOCHILA SEM FUNDO
• Pulseira de perícia Avançada [Pulseira de couro que se ajusta perfeitamente ao pulso do usuário, possui amarras de cordinhas na parte de baixo, então é fácil de equipar-se com ele, se for cortado, ou destruído, perde totalmente o efeito, ou seja, é preciso estar em uso, no pulso, para que o efeito continue a ser efetivo para o semideus, do contrário, ele perde o bônus da perícia completamente, só funciona através da pulseira | Aumenta a perícia com Chakrans em +50%, provocando um dano de +30% (deve-se escolher a arma no momento da compra, o nome dela via bem aqui) | Couro | Sem espaço para gemas| Sigma | Status: 100% sem danos | Mágico | Loja especial do dia dos namorados]

• Taça de vinho mágica [Um pequeno pingente de uma taça de vinho feito de bronze celestial | Efeito 1: Se transforma em uma taça de tamanho normal. | Efeito 2: Caso seu dono queira, ela se enche de vinho que ao ser ingerido recupera 80 HP e MP, sem contar as passivas de recuperação de vinho. Caso outra pessoa ingira, ela fica instantaneamente bêbada e sem controle das ações. Só pode ser usado uma vez por missão/evento. | Bronze celestial | Sem espaço para gemas | Sigma | Status: 100% sem danos | Mágico | Presente de Baco/Dionísio]

•Chakram [Um par de Chakram gêmeas, ambas feitas do mesmo material, mas com detalhes diferentes para serem manuseadas ao mesmo tempo. Possuem cerca de 60 centimetros cada tanto para cima quanto para o alto já que sua forma levemente oval faz a arma parecer um anel gigante com uma abertura para mãos. A primeira possui detalhes verdes, extremidades afiadas e cinco delicados cristais espalhados ao redor desta. Seus detalhes são verdes e escritos em latim se espalham ao redor da lamina. Uma abertura para se encontra na parte baixa, ficando entre as duas extremidades finais dessa arma, as tiras se encontram no meio e possuem uma espécie de encaixe que permite que a arma seja manuseada ou lançada perfeitamente por seu portador. A segunda lamina é a que mais lembra um anel, seu encaixe fica mais firme no punho e completa a lamina que deixa de ser aberta. A ponta cortante é levemente curva e seus detalhes são feitos em azuis, sendo que ao redor desta desenhos em revelo e joias delicadas a deixam com um constante quase perfeito. Esse tipo de arma é perfeita para combate imediata, pois além de poder ser usada de frente pode ser arremessada de forma a desarmar e cortar seus inimigos. Na antiguidade era inclusive usada para decapitar oponentes, o que a torna bastante perigosa. Sempre que lançada contra inimigos ela faz uma curva e retorna para seu portador como um bumerangue, encaixando-se perfeitamente entre suas mãos.| Efeito 1: O corte da lamina pode provocar hemorragia continua, de forma que, durante três turnos o inimigo do semideus continuará perdendo +20 HP. Efeito 2: A arma possui propriedades venenosas, causando um dano de +25, além de paralisar a região atingida do oponente por um turno (ex: atingiu o braço, o braço fica paralisado).Efeito 3: A arma sempre retorna ao dono, voltando para suas mãos poucos segundos depois de ser arremessada.| Espaço para três gemas | Alfa Prime | Status% Sem danos | Necessário possuir nível 22 para domínio completo desse armamento | Lendária | Dano base de 40 (para humanos, monstros e semideuses) | Evento de natal 2017]

Pastilhas Alcoólicas [São pastilhas que contém um alto teor alcoólico, com sabor de frustras vermelhas. Ela foi abençoada com quatro bebidas diferentes e de teor alcoólico maior do que 75%. Ao todo são 30 pastilhas, distribuídas em 3 potes pequenos | Efeito: graças a grande quantidade de álcool contida em uma única pastilha, ao consumir pelo menos duas delas a pessoa fica bastante alterada, como se tivesse bebido várias doses de drinks alcoólicos | Material: Pastilhas | Sigma | Status: 100%, sem danos | uso:10/30| Encantado por Evie Farrier]

• Bomba de fumo shinobi [Duas bombinhas ao estilo das utilizadas pelos shinobis no anime Naruto que cabem em qualquer bolso. | Efeito 1: Explodem em uma cortina de fumaça em um desenho do Deidara antes de se espalhar pelo cenário. | Efeito 2: Seu efeito mágico permite que o dono, e somente ele, enxergue e não tenha problemas respiratórios dentro da cortina de fumaça, diferente dos outros. | Borracha | Sem espaço para gemas| Sigma | Status: 100% sem danos| Mágico | Presente de Abramov]

• Chup-chup [Pirulito com sabor de morango em formato de coração que, ao ser ingerido, recupera 30 HP/MP do semideus, deixando-o com um hálito ótimo para dar mais algumas bitoquinhas. | Dia dos Namorados 2018]

• Poção revitalizadora [Uma poção da cor de ferro derretido - um laranja metálico e um tanto incandescente - que está abrigada dentro de um pequeno frasco de vidro. | A poção recupera até 60% do HP e MP total de quem a ingerir, sendo que apenas uma utilização por batalha, mvp, pvp, missão e evento é permitido. | Poção e vidro. | Mágico. | Usos: 0/1 | Fabricado por Hela.] (x2)

Gomadora [Gomas de mascar com sabores diversas, sua forma é redonda, grande, no estilo goma de mascar de máquina. | Efeito: Ao coloca-la na boca você não sentira nenhuma diferença, mas basta colar a goma mascada em uma superfície rija, como portas, madeira, troncos de arvore ou pedras que pronto, a magia começa a florescer. A goma cresce e se torna uma maça gosmenta, até derreter tudo ao seu redor, deixando a superfície com um buraco gigantesco, que cria uma passagem rápida para o semideus. Não funciona em pessoas ou em itens de proteção divina/mágicos. | Sigma | Sem espaço para gemas | Status: 100%, sem danos | Comum | Comprado no Pandevie Magie]

Lentes Danadinhas [Lentes de contato que mudam de cor conforme a vontade do portador, ou seja, podem virar vermelhas, azuis, amarelas, roxas, ou qualquer outra cor desejada. Tais lentes foram banhadas e enfeitiçadas com runas magicas, que dão ao portador a propriedade de ver além das roupas, distinguir o corpo através do tecido, e até mesmo, através da pele, estudando a estrutura óssea. É boa para sacanagem de quem gosta de ver o que não devia, e para estudos em batalha, afinal, distinguir o inimigo é essencial | Resistência: Sigma | Status 100%, sem danos | Mágico | Encantado por Pandora, comprado no Pandevie Magie]

• Pokemonster [Uma bolinha baseada no designer da famosa Pokebola, do anime, Pokemon. É preta e dourada, se expande nas mãos do portador e cria um portal seguro, que transporta a criatura para seu interior, e levando para uma dimensão parare-la. Possui um botão retrátil, ao apertar, libera a criatura novamente de seu mundinho particular.| Efeito 1: Ao pressionar o botão pela primeira vez, quando a Pokemonster está vazia, essa criara uma espécie de portal em frente a criatura. Um circulo luminoso repleto de escritos em grego ou latim, que se misturam a runas, criando um portal que suga a criatura para o interior da Pokemonster, o levando para uma dimensão paralela. Efeito 2: O interior é semelhante a um bosque, idêntico ao da maleta fantástica, que deixa a criatura livre para brincar, se divertir e melhor, manter-se segura enquanto seu dono está lutando do lado de fora. Efeito 3: Transforma-se em um chaveiro com o mesmo designer, que pode ser facilmente carregado por aí.| Desconhecido | Sem espaço para Gemas | Beta | Status: 100% Sem danos | Mágico | Comprado no Fantastic Beasts]

CONSUMIDOS OU DESTRUÍDOS (RETIRAR DO PERFIL)
Sinalizadores [Pequeno chip que ao ser pressionado se desdobra formando uma estaca da bronze celestial com cerca de trinta centímetros, basta prega-la ao solo e apertar o botão para a mágica acontecer. | Efeito 1: Ao apertar o botão e ligar o efeito, um pequeno som é produzido por esse, contudo, tal som não poderá ser ouvido por aqueles que não possuem uma audição elevada, e isso acontece, porque esse sinalizador produz um ruído que mantem os monstros afastados por dois turnos. O som para os monstros é algo doloroso, que os impede de se aproximar em um raio de até 150 metros da estaca e de seu portador. Semideuses com audição elevada poderão ouvir o ruído, que se assemelhava a um apito irritante e sem fim, contudo, este não passara disso, um ruído irritante. Efeito 2: O Material tem runas de regeneração desenhadas por todos os lados, de forma que, sempre que sofrer algum dano, volta a ficar intacto depois de dois turnos, durante esses dois turnos, o sinalizador perde o efeito. | Bronze Celestial | Beta | Status 100% sem danos | Mágica | Comprado na Pandevie Magie]

• Goma respiradouro [ Uma pequena goma redonda, verde clara, com gosto de limão. | A goma permite que o semideus respire por até quatro turnos debaixo d’água, fazendo com que guelras “surjam” no pescoço do usuário. | Goma e poção. | Sem espaço para gema. | Sigma. | Status: 1/1 | Mágico. | Underworld's Poisons.]

• Poção revitalizadora [Uma poção da cor de ferro derretido - um laranja metálico e um tanto incandescente - que está abrigada dentro de um pequeno frasco de vidro. | A poção recupera até 60% do HP e MP total de quem a ingerir, sendo que apenas uma utilização por batalha, mvp, pvp, missão e evento é permitido. | Poção e vidro. | Mágico. | Usos: 0/1 | Fabricado por Hela.] (x1)
Habilidades Ativas Usadas:

Nível 15
Nome do poder: Clone de Vinho I
Descrição: O filho de Dionísio/Baco pode criar uma cópia sua de vinho, que Sinalizadores [Pequeno chip que ao ser pressionado se desdobra formando uma estaca da bronze celestial com cerca de trinta centímetros, basta prega-la ao solo e apertar o botão para a mágica acontecer. | Efeito 1: Ao apertar o botão e ligar o efeito, um pequeno som é produzido por esse, contudo, tal som não poderá ser ouvido por aqueles que não possuem uma audição elevada, e isso acontece, porque esse sinalizador produz um ruído que mantem os monstros afastados por dois turnos. O som para os monstros é algo doloroso, que os impede de se aproximar em um raio de até 150 metros da estaca e de seu portador. Semideuses com audição elevada poderão ouvir o ruído, que se assemelhava a um apito irritante e sem fim, contudo, este não passara disso, um ruído irritante. Efeito 2: O Material tem runas de regeneração desenhadas por todos os lados, de forma que, sempre que sofrer algum dano, volta a ficar intacto depois de dois turnos, durante esses dois turnos, o sinalizador perde o efeito. | Bronze Celestial | Beta | Status 100% sem danos | Mágica | Comprado na Pandevie Magie]
fará o que você ordenar, como, por exemplo, atacar algum inimigo, ou então enganar o adversário, dando chance para o filho de Dionísio original fugir, entre outros.
Gasto de Mp: - 20 de MP, por clone.
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: Nenhum
Dano: Nenhum
Extra: Nesse nível os clones só atacam a mão ou servem de distração, não podem compartilhar dos poderes do semideus. Eles vem com réplicas do armamento que o semideus está utilizando no momento.

Nome do poder: Ilusionista III
Descrição: Agora, você pode criar grandes ilusões em seus inimigos, fazendo-os ter sensações reais - que causam danos reais -, como dores, ou coisa do tipo, e também pode deixá-los fortemente bêbados, como gambás.
Gasto de Mp: 25 de MP por turno ativo.
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: Nenhum
Dano: A critério do narrador.
Extra: Consegue manter as ilusões por até cinco turnos ativos.

Nível 60
Nome do poder: Banhado em Vinho.
Descrição: A habilidade consiste em cobrir qualquer item que o filho de Dionísio/Baco queira com uma pequena camada de vinho cristalizado, sendo que quando alguém toca nesse item é imediatamente envenenado com uma mistura especial de ervas que fazem o conceito de tempo passar mais devagar para o oponente, ou seja, um segundo para o oponente são horas, e a dor que ele sente por um minuto, parece está sendo sentida a dias.
Gasto de Mp: 100 MP
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: Nenhum
Dano: 30 HP fixo + 10 HP por turno que o veneno permanecer correndo nas veias do inimigo.
Extra: Tempo passa a correr mais devagar para o oponente do filho do deus do vinho. Um turno para esse oponente, dura dois.
Mascote:

Ranjam - Tigre Glacial
Tatuagens que Possui:

Tatuagem SPQR [Tatuagem de coloração negra feita na parte inferior do antebraço direito. Possui o desenho de um Tirso circundado por uma vinheira com um cacho de uva, seguido abaixo pelas letras SPQR, um risco para cada ano servindo a Legião e escrito 3ª Coorte.3ª Coorte: Uma vez por missão/evento, as estratégias do semideus se tornam mais eficazes do que normalmente e se torna impossível retirar a concentração do membro da 3ª Coorte. O efeito funciona durante três turnos após sua ativação, tendo 35% de eficácia.]

Infinite Power | Atributos | Tatuagem pequena na lateral do dedo mindinho da mão dominante do semideus. Forma o símbolo do infinito em cores diversas, que mudam conforme o humor do seu portador sempre que este entra em combate, ativando seu efeito automaticamente. | Aumenta todos os atributos que o semideus já possui em +10%. | Lateral do dedo mindinho | Marca pequena | Permanente.

Trevoso | Resistência elemental | Tribal delicada com detalhes floridos em forma d erosa em tons de azul. | Aumenta a resistência a ataques de sombras em 30% | Coxa | marca mediana| Permanente

Anjos caídos [ Habilidade Peculiar | Dois riscos gigantes, que se assemelham a cicatrizes dos anjos caídos, essa tatuagem tem uma coloração semelhante e inclusive, lembra a cicatriz de um anjo que perdeu as asas. | Efeito: Concede ao portador um par de asas, que se formam no lugar onde estão as cicatrizes das asas arrancadas, elas se expandem e crescem gradativamente, formando um par de asas fortes e angelicais, que aumentam a força e a velocidade do semideus em +10%, além de permitir que ele voe livremente. Gasto de 30 MP por turno ativo| Escolher no momento da compra| Marca grande | Permanente.]
Benção:

Nome da benção: Benção de Vênus
Descrição: Capacidade de ver, controlar e absorver aura astral de uma pessoa. Essa habilidade possibilita que o usuário faça qualquer dano ou alteração mental ou física em uma pessoa, possibilitando que este possa enfraquecer, tirar a consciência, apagar a memória ou absorver essa aura, o que fará o usuário se sentir mais forte e a vítima mais fraca. Alterações memoriais/perda de consciência não funcionam em indivíduos com proteção mental.
Gasto de MP: 45 de MP por turno ativo.
Gasto de HP: Nenhum.
Bônus: Nenhum.
Dano: Caso a semideusa enfraqueça o indivíduo através de sua aura ou a absorva o dano será igual a 15% do HP total, drenando 5% durante três turno e tal habilidade só pode ser ativa uma vez por missão, evento, etc. Tal HP é convertido para a semideusa, sendo igual a 2% por turno (dos 5% retirados 2% é convertido em HP para Becka).
Extra: Caso a habilidade permaneça ativa por mais de três turnos Becka passa a perder o equivalente a 80 de HP.
Aprendidas:
Nome do poder: Sobrevivência
Descrição: Habilidade que permite ao semideus se localizar em uma floresta, encontrando rastros que podem leva-lo a achar comida (frutas ou animais), agua, apenas rios, lagos, ou riachos, ou até mesmo poças de chuva recente, isso tudo apenas analisando a terra. Permitira ao mesmo conseguir abrigar-se de forma segura, encobrindo seus rastros e cheiro apenas usando a floresta ao redor, o que o impede de ser localizado por monstros ou criaturas.
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum.
Bônus: Permite a semideusa se localizar com mais facilidade, assim como achar ambientes seguros e comida, por exemplo.
Dano: Nenhum

Nome do poder: Identificação de ponto chave
Descrição: Também conhecida como habilidade que permite ao campista identificar o ponto fraco de outro individuo, ser ou criatura, ficando mais forte nos monstros. É como um radar, ou um guia que age como intuição sobre o semideus que possui essa habilidade, dessa forma sempre que estiver em batalha saberá exatamente onde e como acertar a criatura para derrota-la com mais facilidade.
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum.
Bônus: Pode solicitar ao narrador que indique o ponto fraco do monstro com que está lutando, de forma que, pode atingi-lo e derrota-lo com uma facilidade maior, pois, sabe sobre.
Dano: Nenhum.

Not Monsters
Descrição: É a habilidade que permite ao semideus antecipar e bloquear um ÚNICO movimento do monstro que está combatendo. Muitos monstros são previsíveis, e fazem ataques repetitivos, com isso em mente o semideus acaba ganhando certa percepção em combate, criando um mapa de movimentos do monstro, e antecipando seu próximo ataque. Caso consiga vai conseguir bloquear ou se defender de um único ataque do monstro. Não serve em combate contra outros semideuses ou deuses, apenas com monstros. (Só pode ser usado uma única vez por missão, evento ou luta).
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum.
Bônus: Pode solicitar ao narrador que indique a próxima sequência de ataques do monstro, e poderá usar isso para bloquear todos os ataques, serve como uma previsão, o semideus saberá como bloquear, o que fazer ou como atacar.
Dano: Nenhum.

Rastreadores
Descrição: Habilidade que permite ao semideus encontrar e localizar monstros ou criaturas – como animais e até semideuses – através de rastros, pistas, odores, pegadas ou qualquer coisa que pode ser deixada para trás. Isso também permite encontras rastros que foram apagados, afinal, existem criaturas que conseguem mesclar seus rastros e até mesmo apaga-los ou disfarça-los. Semideuses com essa habilidade dificilmente serão enganados por pistas falsas, tendo mais chance de seguir um caminho certeiro, pois, sabem identificar o que foi forjado e criado do que realmente foi deixado para trás.
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum.
Bônus: +40% de chance de descobrir alguma coisa deixada para trás. + 30% de percepção. +50% de chance de não ser enganado por armadilhas ou rastros falsos deixados por terceiros para desvia-lo do caminho certo. Pode solicitar ao narrador que indiquem pistas do caminho certo a ser seguido.
Dano: Nenhum.

Nome do Poder: Controle melhorado
Descrição: É a habilidade que permite ao semideus ter certo controle sobre si mesmo. Isso faz com que ele seja capaz de diminuir as batidas de seu coração, respirar de uma maneira mais calma e não demonstrar tanto medo quanto deveria. Esse controle faz com que as reações naturais que temos quando estamos nervosos, ou com medo – seja transpirar mais aumentando os odores do corpo, fazer suas batidas ficarem mais rápidas, a voz tremula e a respiração rápida – sejam controladas com um pouco de calma, o tornando mais firme em relação a si mesma. Esse tipo de reação faz com que monstros identifiquem semideuses com mais facilidade, e ter controle sobre elas também o torna um ágil gatuno na hora de escapar, atacar ou pegar seus inimigos de surpresa.
Gasto de MP: Nenhum
Gasto de HP: Nenhum
Bônus: +60% de controle sobre reações desencadeadas por nervosismo ou medo. O semideus também se torna mais silencioso, seus passos ficam mais controlados o que o impede de ser detectado diretamente por inimigos sem audição aguçada.
Dano: Nenhum
Extra: Os bônus e o controle dados por essa habilidade não garantem imunidade contra poderes desencadeados por fatores externos (como criação de medo e descontrole, e até mesmo a audição aguçada). O personagem ainda pode ser encontrado por outras maneiras ou ter descontrole do corpo por ativas relacionadas a habilidades de outros personagens.

Nome da Habilidade: Resistência a Venenos
Descrição: As células do corpo do semideus se tornaram mais resistentes a substancias venenosas. A resistência vem de um treinamento realizado por esse, onde, ao ingerir diversas substancias e ser curado acabou criando células divinas e humanas capazes de suportar venenos com uma facilidade maior do que a que ele possuía. Agora os efeitos de tais substancias são reduzidas por seu organismo com naturalidade.
Gasto de MP: Nenhum
Gasto de HP: Nenhum
Bônus: 10% de resistência a Venenos.
Dano: Nenhum
Extra: O bônus dado por essa aula funcionara da seguinte maneira. Os venenos são diversos e, portanto, cada um terá uma redução diferente. Para venenos em duração de turnos o efeito é diminuído em um turno. Para venenos que tiram dano, o efeito será reduzido em 10% no valor total do dano. Para venenos que provocam perda temporária ou causam paralisia, o efeito será reduzido e permitira que o semideus se mova, mas muito mais lentamente do que deveria. Outros tipos de venenos terão o bônus considerado da maneira que a staff/narrador achar melhor ou mais condizente.

Habilidade Aprendida: Conhecimento
Descrição: Estudar sobre o tártaro e seus habitantes deu ao semideus uma vantagem. Ele agora conhece as técnicas e pontos fracos dos monstros sombrios e terá vantagem sobre eles, pois detém conhecimento de movimentos, aparições, estilo de combate, estrutura física e poderes utilizados por esse. O semideus possui vantagem ao lutar contra criaturas sombrias.
Gasto de MP: Nenhum
Gasto de HP: Nenhum
Bônus: 50% de vantagem ao lutar contra criaturas sombrias.
Dano: Nenhum
Extra: Só funciona em monstros.
Passivas de Dionisio:

Nível 2
Nome do poder: Empatia natural
Descrição: Assim como o seu pai, o filho de Dionísio/Baco é capaz de sentir a natureza ao seu redor e entender os seus sinais, sabendo assim quando algo está errado ou quando algum perigo se aproxima.
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: São naturalmente perceptivos e conseguem entender pelos sinais da natureza (floresta ou animais), quando algo está prestes a acontecer, sua empatia lhes permite planejar ataques mais facilmente, pois acabam esperando por um ataque sempre que este está prestes a acontecer.
Dano: Nenhum

Nível 7
Nome do poder: Carisma Natural
Descrição: O herói tem a capacidade de fazer amizade mais facilmente, podendo às vezes usar essa personalidade em suas missões para conseguir informações ou então passar por dificuldades de uma forma louca e divertida.
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: Durante uma vez por evento, luta ou missão, poderá solicitar ao narrador que lhe passe alguma informação, ou lhe forneça ajuda através de um narrador.
Dano: Nenhum

Nível 8
Nome do poder: Domador de Feras
Descrição: Um dos deveres de Dionísio/Baco é caçar e domar feras selvagens, os filhos de Dionísio contam com a proteção dessas feras, que sempre que cruzarem com o semideus o ajudarão em seu caminho.
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: O semideus tem certa facilidade com animais selvagens, principalmente felinos, esses nunca lhe atacarão, e geralmente o obedecem, por medo ou por respeito. Basta um olhar, um gesto, ou uma ordem para que o felino se submeta a você.
Dano: Nenhum

Nível 11
Nome do poder: Bebidas santas.
Descrição: Para o deus e seus filhos, as bebidas e os animais são as coisas mais sagradas do mundo, assim como as festas, o teatro e a orgia. Por isso um filho de Dionísio/Baco sempre consegue saber quando sua bebida foi violada ou envenenada.
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: Não pode ser contaminado por qualquer tentativa de modificação de bebidas como: Veneno, Drogas e afins.
Dano: Nenhum

Nível 12
Nome do poder: Ajuda da Natureza.
Descrição: Assim como Dionísio seus filhos são respeitados pelos seres da natureza, ao chegar nesse nível, sempre que o filho de Dionísio/Baco precisar os seres da natureza, animais, ninfas, sátiros e etc que estiverem por perto o ajudarão.
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: Poderá solicitar ao narrador que indique se a seres da natureza por perto, e caso aconteça, o filho de Baco/Dionísio, poderá pedir ajuda ou informação a eles.
Dano: Nenhum

Nível 13
Nome do poder: Empatia Teatral.
Descrição: No teatro, um dos fatores mais importantes para o ator é ler o ambiente e descobrir como os espectadores estão se sentindo com a peça e que emoções estão sentindo. Nesse nível o filho de Dionísio/Baco desenvolve a mesma habilidade, podendo saber as intenções de seus amigos, inimigos e jogar com elas.
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: Poderá descobrir se a pessoa está mentindo, com raiva, ansioso, apaixonado ou qualquer outra coisa, isso permite que ele manipule as emoções das pessoas ao seu favor através de palavras, jogando com ele. +10% de força em poderes de ilusão, enganação ou semelhantes.
Dano: Nenhum

Nome do poder: Visão Perfeita
Descrição: A visão do filho de Dionísio/Baco se assemelha a visão de um felino, ele vê mais longe, e grandes distancias não afetam seu campo de visão, podendo detectar inimigos ou criaturas em um raio de até 1km e meio.
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: O campo de visão da prole de Dionísio/Baco é expandido em +50%.
Dano: Nenhum

Nível 14
Nome do poder: Mestre da Luxúria.
Descrição: O semideus ao chegar nesse nível, se torna assim como seu pai, um mestre na arte do sexo e da sedução, conseguindo somente com um olhar ou um sorriso fazer com que as pessoas tivessem os mais diversos desejos luxuriosos.
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: Durante um turno de sua escolha poderá fazer a pessoa se sentir excitada, com os desejos a flor da pele, distraindo-o nesse meio tempo.
Dano: Nenhum

Nível 16
Nome do poder: Velocidade
Descrição: O filho de Dionísio/Baco é muito ligado as feras, e sendo os felinos um dos símbolos de seu pai o jovem também pega parte de seus atributos. È mais rápido que a maioria dos campistas, podendo executar golpes com mais precisão do que a maioria, e muitas vezes quando os outros percebem, já estão sendo atacados.
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: +30% de Velocidade
Dano: Nenhum

Nível 17
Nome do poder: Talento Natural III
Descrição: Seu talento atingiu ao máximo e você é, de fato um ator nato. Treinos de atuação lhe ajudaram a se tornar o maior "cara de pau" existente. Sendo capaz de enganar até mesmo deuses apenas com o uso correto de palavras e expressões.
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: Conseguira entreter e distrair outras pessoas por até cinco turnos inteiros, ganhando a chance perfeita para atacar, ou dar brechas para aliados fazerem. +30% de chance de sair ileso de uma situação complicada, ou conseguir criar um show completo.
Dano: Nenhum

Nível 19
Nome do poder: Predador Silencioso
Descrição: Os predadores (felinos), são naturalmente silenciosos, e sempre abatem suas presas através da surpresa, podendo se mover sem ser detectado. Assim como os felinos os filhos de Dionísio/Baco são bastante silenciosos, não fazem ruídos ao se mover e dificilmente são detectados, contudo, aqueles com audição apurada ainda poderão descobri-lo.
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: +20% de agilidade, +50% de chance de pegar o inimigo de surpresa.
Dano: Nenhum

Nível 40
Nome do poder: Acrobacias.
Descrição: O herói terá uma ótima capacidade para realizar movimentos acrobáticos, o que o torna mais esquivo.
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: +30% em agilidade e esquiva.
Dano: Nenhum

Nível 45
Nome do poder: Perfume Embriagante III
Descrição: Qualquer oponente que seja até três níveis a mais que você ficará tonto e eufórico, esquecendo-se da batalha. O que lhe dá tempo para atacar. (Dura dois turnos.)
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: Qualquer semideus ou criatura em um raio de até 2 metros de distância do semideus terá os atributos reduzidos em 25%.
Dano: Nenhum

Nível 70
Nome do poder: Mestre das Feras.
Descrição: Assim como nenhuma fera conseguia se opor a Dionísio/Baco e ele domava qualquer fera que cruzasse seu caminho, nesse nível o filho de Dionísio consegue domar qualquer fera, mitológica ou não. (O poder só irá falhar caso a criatura possua certa inteligência elevada.)
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: +60% de persuasão, comando e habilidades que necessitem de certo controle e dominação.
Dano: Nenhum

Pedido: Se a missão for boa o suficiente queria conseguir o conhecimento sobre navios nessa parte, já que aprendi sobre isso para poder ir ao mar de monstros.


Becka Klasfox La'Fontaine
Quer ser feliz? Seja louco, sorria sempre mesmo sem motivo..
Becka Klasfox La'Fontaine
Becka Klasfox La'Fontaine
Pretora
Idade : 25
Localização : Camp Jupiter

Voltar ao Topo Ir em baixo

Missão OP Contínua para Becka — Ilha Turt, a ilha tartaruga Empty Re: Missão OP Contínua para Becka — Ilha Turt, a ilha tartaruga

Mensagem por Júpiter em Ter Maio 07, 2019 4:54 pm


Ilha Turt, a ilha tartaruga

A pretora foi recebida por Lignum com a mesma vestimenta cintilante que aparecera no suposto sonho. Seus cabelos ondulados e verdejantes caiam pelos ombros e terminavam um pouco abaixo de seus seios. Os olhos brilhantes acompanhavam os lábios sorridentes que delinearam-se ao avistarem a pretora.

— Olá! - Disse a oitava protetora — Você realmente veio. - Apesar de saber que Becka não recusaria, ela ainda ficou surpresa com a presença ilustre da pretora da duodécima legião fulminata na ilha que jurou proteger. — Vamos entrar, preciso te mostrar algo.

•••

Já dentro de uma espécie de oca, Lig começou uma explicação onde um pequeno holograma se projetou bem próximo ao corpo da pretora, deixando-a bastante informada sobre os motivos que fora chamada.

— Durante novecentos anos nossa ilha tem sido protegida pelas Tutelas, mulheres nascidas da natureza que foram fadadas a viver para proteger a ilha em que você está pisando. - Um mapa apareceu na imagem e Becka pôde perceber a grande semelhança da ilha com uma tartaruga. — Não parece uma tartaruga, é uma tartaruga. - A voz que saía do vídeo parecia ler a mente da garota, mas não era exatamente isso o que acontecia, eles apenas sabiam o que uma pessoa poderia pensar. — Nossa ilha possui um concelho formado por animais falantes que desejam afundar Turt para nunca mais voltar à superfície. Com esse acontecimento, centenas de animais, falantes e não falantes, vão morrer, inclusive a oitava protetora. - Se tocaria o coração da cria de Baco, eu não sei, mas Lignum estava aos prantos, mas não era porque ela morreria e sim pelos animais.

— Por favor, pretora - choramingou — Precisamos de sua ajuda.

Agora era tudo questão de escolha e o pior lado era o de Becka, que deveria decidir entre a democracia ou o sentimentalismo.

Regras:
• 20 dias para postar e eu terei metade disso para te responder. Assim que postar me envie uma MP.
• Templates de barras, cores berrante e letras miúdas serão motivos para descontos.
• Poderes/habilidades usados, Itens levado em spoiler no final da postagem.
• Pode levar quantos itens desejar, mas cuidado para não carregar tanta mágica junto de si, pois na ilha há centenas de ceres vivos que podem sentir magia e te achar muito saborosa.
• Não te darei um número x de linhas ou palavras, apenas peço que seja criativa e não economize em detalhes, ou poderei economizar em sua recompensa.
• Pode levar um (01) mascote.
• Dúvidas? Me manda uma MP que eu respondo.
Diretrizes:
• Becka chegou ao seu destino e salva, mas os problemas começam aqui.
• Seu desafio, desta vez, é mais fácil que o anterior. Como uma pessoa do alto escalão romano, Becka deve saber que a diplomacia deve prevalecer em determinadas ocasiões e esta é uma delas. Narre a sua ida, junto de Lignum, até o local que o conselho se encontra. Eles estão em reunião para decidir o que realmente vão fazer, mas saiba que muito mais da metade dos conselheiros estão de acordo com o fato de afundar a ilha e usam o pretexto de que os seres humanos e seres do mundo mitológico estão destruindo as águas ao redor da ilha e isso acaba prejudicando a grande tartaruga.
• Com a ilha sendo submergida, movimentará as águas, podendo destruir todo o triângulo das bermudas e fazendo os milhares de monstros que residem em seu redor perderem suas moradas, tendo que se abrigar no continente. Imagine Caríbdis e Cila numa viagem até o continente. Que desastre, não é mesmo? Pois é, os conselheiros sabem disso e querem agir de forma vingativa.
• Seu desafio é passar isso que eu te informei para a narração. Seja diplomática, mas também seja durona, não proteja a sua ilha e sim a morada atual de seu acampamento. Descreva seus sentimento e como foi, para a personagem, saber que algo tão fora de seu cotidiano pudesse destruir, também, toda a vida humana de um grande continente.

Avaliação:

Por se tratar de uma missão para a conquista de uma habilidade, cada post valerá 10.000 de XP/dracmas e você atingiu esse limite muito bem, me surpreendeu e me envolveu numa narração maravilhosa, usando os recursos necessários para tal feito. Parabéns!

Seu mascote recebe 120 de XP.

Atualizados

Boa Sorte!



Que Zeus te perdoe, porque eu não vou!

Júpiter
Júpiter
Deuses Olimpianos

Voltar ao Topo Ir em baixo

Missão OP Contínua para Becka — Ilha Turt, a ilha tartaruga Empty Re: Missão OP Contínua para Becka — Ilha Turt, a ilha tartaruga

Mensagem por Becka Klasfox La'Fontaine em Dom Nov 17, 2019 2:27 pm



A ilha tartaruga
A diplomacia ficava na encosta mais alta do casco da tartaruga, bem no meio da ilha segundo a Tutela que lhe guiava mata adentro. Becka não tinha tido descanso e embora seguisse de forma rápida a criatura a sua frente, ela não sentia que estava bem. Ter aceitado aquela missão para se apresentar ao conselho já era loucura suficiente, mas levando em consideração o ponto em que ela chegara era de se imaginar que sua mente já não era sã.

A questão era, um dia fora?

Uma hora atrás a guardiã da ilha lhe presentara com histórias sobre a ilha tartaruga. Lhe fazendo comparar mentalmente as lendas de marinheiros que se afogavam ou desapareciam no ar por conta de uma misteriosa ilha assassina. Muitos diziam ser uma baleia com terra nas costas, que submergia para conseguir alimento e matar qualquer um que se aproximasse. Outros insistiam em dizer que era uma tartaruga, um monstro marinho cruel e selvagem que afundava milhões de embarcações.

Sabendo sobre a ilha agora, Becka não podia deixar de se questionar se aquela história também não vinha dela. — Por quê? — A pretora questionou em dado momento, curiosa sobre aquela situação. — Por que afundar a ilha agora? O que mudou para que isso acontecesse? — A guardiã hesitou, deixando Becka um pouco mais desconfiada.

— Os conselheiros acreditam que os humanos estão prejudicando a tartaruga, e sendo ela um animal sagrado para essa ilha é quase inadmissível deixar que isso aconteça — Começou ela. — Afundar a ilha pode trazer benefícios para nosso deus lendário, mas nem todos concordam que isso é certo.

— Prejudicando como? — Questionou.

— Nos últimos anos o mar tem ficado mais sujo, muito lixo tem chegado à encosta e nossa tartaruga engoliu parte dele por engano. Já sofremos tremores com dores de estomago e as casas na encosta foram completamente perdidas, obrigando os animais a se aconchegarem mais para dentro da floresta — Ainda não fazia sentido na mente de Becka, que processava a informação lentamente, saboreando-a em sua mente para tentar chegar a alguma conclusão.

— Matar milhares para salvar um me parece uma medida extrema — Confessou baixo.

— É mais do que isso, na verdade — A guardiã cochichou, fazendo Becka parar estática e encará-la com uma pergunta no olhar. A Tutela abaixou a cabeça envergonhada. — É vingança também, se afundarem a ilha vão agitar o mar o suficiente destruir o triangulo das bermudas e libertar os dois monstros que guardam sua entrada. — A loira arregalou os olhos, finalmente entendendo o motivo por trás pela situação.

— E assim também vão poder atingir os humanos — Concluiu em voz alta, fazendo a guardiã balançar a cabeça enquanto o nervosismo lhe atingia em cheio.
Pelo menos agora Becka entendia por que seu instinto tinha lhe guiado até ali.

— Então apressemos o passo, me leve até seu conselho Lignum, não vamos deixar que ninguém afunde essa ilha. — E dizendo isso, as duas apressaram o passo mais uma vez.

...

O medo de falhar era real.

Becka entendeu a situação assim que pisou dentro da caverna e enfrentou o conselho. Milhares de pares de olhos estavam sobre ela agora, fazendo-a se sentir intimidada de um jeito que não acontecia há muito tempo. Durante anos ela enfrentara os romanos por ser Pretora. Ela assistia julgamentos, fazia escala de missões e participava de reuniões ativamente, mas nunca estivera cercada de criaturas que desconfiavam dela, como se fosse uma intrusa e uma inimiga.

O conselho da ilha ficava em uma caverna de roxas alta o suficiente para abrigar uma população inteira de animais falantes. Seu interior tinha sido moldado ao longo dos anos, possuía arquibancadas agora preenchidas pelos habitantes do lugar e balcões altos para criaturas supremas. Cinco delas preenchiam aquele pequeno espaço e pelo poder que emanavam e o olhar de superioridade que vinha deles Becka tinha quase certeza de que aquelas criaturas eram o tal conselho.

Burburinhos preencheram o ar, fazendo o tigre sentado a esquerda gritar pedindo silencio antes da raposa questionar a guardiã ao seu lado.

— Eu espero que tenha uma boa explicação para isso Lignum, pois embora seja a guardiã dessa ilha temos poder suficiente para interferir nas decisões dela.

O texugo e a lontra concordaram com um aceno de cabeça, mas a serpente continuou encarando Becka de um jeito profundo, que fez seu sangue gelar e a pele arrepiar por completo.

— E eu tenho, vocês me deram um prazo para apresentar a defesa em relação a essa ilha e dar motivos suficientes para não afundarem tudo — A guardiã apontou a garota loira ao seu lado antes de completar. — Pois bem, meu motivo é ela.

O anfiteatro todo fez um minuto de silencio, até Becka estava chocada com a afirmação de Tutela e não se surpreendeu quanto gargalhadas, urros e risadas preencheram o ar. O deboche rolou solto e a guardiã se encolheu por completo, fazendo Becka suspirar antes de levar as mãos aos cabelos e prendê-los em um coque para poder adotar uma postura mais diplomática.

— E o que ela tem a nos oferecer? — Questionou o tigre.

— Ou melhor, quem seria ela? — A serpente finalmente perguntou, sibilando de um jeito que fez a pretora revirar os olhos antes de tomar a frente e se pronunciar.

— Eu sou Rebecka Klasfox La’Fontaine, pretora da duodécima legião fulminata, filha de Baco e guardiã de milhares de criaturas como essa que vocês estão tentando matar — Respondeu debochada.

— E o que uma garota magrela como você teria a nos oferecer em troca? — O texugo perguntou.

— Absolutamente nada, não faço ideia do que estou fazendo ou porque de tantos outros ela me escolheu — Deu de ombros antes de completar. — Mas toda loucura que já vi preencher o mundo, certamente essa supera qualquer uma das outras — Suspirou cansada.

— Os humanos são cruéis. — Uma frase aleatória e sem sentido em meio aos argumentos proferidos por ela.

— De fato. — Concordou.

— E estão destruindo o mar — Outro conselheiro concordou.

— Está certo de novo — Becka levou as mãos ao bolso da jaqueta molhada, mostrando desinteresse.

Ela não podia demonstrar medo perante as criaturas. Não podia admitir que estava nervosa, pois sabia que a sensibilidade dos animais era grande e qualquer sinal de hesitação e medo seria o mesmo que se meter em um massacre. Milhares de vidas estavam em suas mãos, se iria jogar com eles, teria que ser do jeito certo.

— Se concorda conosco porque veio aqui? — Questionou o tigre.

— Eu nunca disse que concordava com vocês, estava apenas conduzindo os fatos. — Deu de ombros. — Os humanos são cruéis, ao longo dos anos mataram milhares de animais, sugiram os mares e poluíram o mundo com suas fabricas, eles não se importam com a natureza — Balançou a cabeça suspirando.

— Então?

— Mas nem todos são assim, não é porque grande parte de nós é ruim que todos devem ser punidos, existem muitos que se envolvem e que protegem, se punir milhares por um erro de alguns então se igualando a eles — Silencio. A caverna foi preenchida pelo vácuo antes que mais burburinhos preenchessem o ambiente.

O conselho podia ser rigoroso e composto por apenas cinco membros, mas Becka podia perceber que a plateia ali tinha voz e que se provasse seu ponto aquela rebelião eles não teriam escolha a não ser escutar o povo. Eles eram sacrifício, percebeu ela, e estavam dispostos a morrer por uma causa que parecia nobre diante de toda tristeza acumulada ao longo dos séculos.

— Prove. — Três deles falaram em sintonia, arrancando outro suspiro de Becka.

Como diabos provaria aquilo?

Ela tinha inúmeras maneiras de mostrar a eles que humanos se importavam. Podia ensinar sobre o acampamento romano e passar horas discursando sobre seus amigos. Podia dar a eles relatórios completos de missão de salvamento e resgate, podia até mesmo descrever sua loja e todo recurso que dispunha sobre ela para resgatar criaturas ao redor do mundo.

Mas nada disso parecia suficiente.

Se ao menos ela pudesse mostrar a eles suas lembranças...

Um estalo percorreu sua mente. Becka tirou a mochila das costas e capturou a Pokemonster ali de dentro, fazendo as criaturas se ouriçarem ao seu redor. A serpente mostrou as presas e o tigre rosnou para ela, mas Becka não se permitiu ser intimidada. Ela apenas ergueu o olhar e arqueou uma das sobrancelhas. — Calma, vocês me pediram para provar, e eu preciso de ajuda de alguém para fazer isso — Explicou baixo antes de pressionar o botão da esfera entre os dedos e liberar o tigre glacial preso ali dentro.

Ranjam saltou para fora furioso e rosnou para ela, a fazendo revirar os olhos.

“Eu não acredito que me deixou preso ali dentro, você precisava de ajuda!”.

— Eu estava protegendo você e temos plateia, não é hora de ter uma crise — Resmungou baixo, fazendo sua mascote olhar ao redor e pela primeira vez notar que os dois não estavam sozinhos. Em seguida a criatura se voltou para ela, a questionando silenciosamente em que diabos Becka tinha se metido.

— Eu te conto tudo mais tarde, agora venha cá garoto — Becka estendeu a mão e Ranjam mais que depressa se aproximou dela, permitindo que Becka tocasse sua nuca com carinho e cuidado. — Preciso de sua ajuda...

Baixinho, a loira explicou ao tigre o plano, sem deixar que as criaturas ao seu redor ouvissem o que ela dizia, mesmo sabendo que alguns tinham ouvidos sensíveis e que poderiam capturar parte de suas palavras. Ela não se importou em tomar tanto cuidado e quando voltou a erguer o olhar foi apenas para explicar o que faria.

— Ranjam é meu companheiro de equipe, ele me protege e eu protejo ele. — Pronunciou alto antes de continuar. — Ele tem um dom especial e consegue se conectar e reproduzir as lembranças daqueles que os tocam, desse jeito vai permitir que eu mostre a vocês parte da minha vida — Ela iria se expor e não estava gostando disso, mas gostava menos ainda da ideia de expor seus amigos. Por isso, apenas suspirou antes de voltar a tocar a nuca de Ranjam.

— Apreciem o show — Becka fechou os olhos e deixou que Ranjam mergulhasse em sua mente, sem perceber que a sua volta um verdadeiro show de luzes acontecia.

A aurora boreal tomou conta do lugar e se expandiu rapidamente, formando imagens coloridas de pessoas rindo e se divertindo em um festival que acontecera meses atrás.  

Kyra e Tessa tomaram conta da tela, filhotes em seus braços e crianças correndo ao seu redor, aproveitando o festival de criaturas que acontecia no acampamento romano. As duas conversavam e incentivavam seus pets a interagirem, rindo quando um deles se tornava teimoso demais para avançar.

A imagem mudou para uma de Elena cuidando de animais com a ajuda de seu pequeno gato. Ela tinha se tornado uma ótima veterinária e fazia análises em Thuela, a mascote de Daron – senador de Nova Roma.

Em seguida veio Romeo que corria atrás de seu cão infernal, rolando com ele pelo gramado enquanto ambos se divertiam como uma equipe. Nyx completou o cenário ao aparecer com sua loba para interagir com a dupla, deixando o momento marcante ainda mais significativo.

Max e Manu fecharam o desfecho da cena dos amigos. Mostrando como o bebê dragão se agarrava a uma loba lunar enquanto suas donas riam e cuidavam de vigiá-las á certa distância.

— Do mundo em que venho semideuses e criaturas convivem em harmonia, cuidamos uns dos outros, nos sacrificamos e protegemos — Explicou baixo. — E tentamos fazer esse amor se expandir pelo mundo, mesmo que para isso tenhamos que morrer em combate, muitos de nós nem voltam, mas estamos sempre, absolutamente sempre, se sacrificando pelo mundo — Becka abriu os olhos e sorriu baixo antes de deixar que novas imagens preenchessem o anfiteatro.

Imagens dela com Ranjam, seu crescimento no acampamento romano, os cuidados que tinha com o pequeno tigre. Todas as vezes que se sacrificara por ele ou vice-versa. Deixou que vissem sua vulnerabilidade e permitiu se descrever como uma perfeita observadora de inúmeras situações. Ela mostrou seus funcionários, sua loja e suas noites sem dormir cuidando dos filhotes doentes. Mostrou os ensinamentos que passava aos alunos e sobre os cuidados que deviam ter com relação aos monstros.

Ela mostrou Osten correndo em direção a loja para conquistar Tequila. Mostrou os semideuses se reunindo para procurar filhotes desaparecidos ao redor do acampamento e Elena cuidando de criaturas que foram maltratadas na Amazon. Então desfez a imagem, quebrando o contato com Ranjam e tomando a frente para poder falar.

—  Se isso não é argumento suficiente, me levem como sacrifício e deixem os animais aqui viverem, eu tenho essência magica suficiente para criar uma barreira e proteger toda a ilha e estou disposta a dar o que precisam se isso puder salvar todos os outros. — Ela não sabia até que ponto suas lembranças tinham mexido com os conselheiros da ilha e sua guardiã. Mas se podia salvar todos sacrificando a si mesma, o faria de bom grado e sem hesitar.


Itens Levados:

NO CORPO
• Mochila sem fundo [Mochila de prata com material simples, sem bolsos laterais, com um único zíper, uma única entrada e uma única saída.| Efeito 1: A mochila não possui fundo, foi encantada para caber inúmeros objetos, ou seja, seu espaço é infinito, tudo que você colocar dentro dela permanece ali, desde que passe pela parte de cima, ou seja, você precisa conseguir colocar o item pelo buraco, que é largo o suficiente para passar até uma panela de pressão. Para pegar o item de volta basta colocar a mão dentro da mochila e pensar nele, e ele retorna para suas mãos.| Efeito 2: A mochila permite ao semideus levar 3 itens a mais em missões e eventos, como uma forma de burlar as regras. Por exemplo, se o narrador estipulou apenas 1 item para a missão, o meio-sangue poderá levar essa mochila e com ela liberar mais 2 itens (pois ela conta como 1, gastando um dos 3 extras) | Indefinido | Sem espaço para gemas | Alfa | Status: 100% sem danos |Lendário e mágico | Comprado na Loja Especial do BO]

Velociraptor linha Luxo [ Nessa linha não é apenas o conforto que predomina, mas também o poder, apesar de aparentar ser um tênis comum, esse foi fabricado para auxiliar e estimular o semideus a melhorar seus movimentos em combate, o tornando mais forte e mais rápido | Efeito 1: O calçado muda de acordo com o dono e suas preferências, o tênis será alterado magicamente para o modelo que mais o agrada. Efeito 2: Promove +40% de velocidade ao portador. Efeito 3: Quando estiver com o tênis nos pés, golpes relacionados as pernas, como chutes ou saltos ganham 30% a mais de força | Material mágico especial |Sem espaço para gemas | Alfa | Status: 100% sem danos | Mágico | Comprado na Ferreli & García - Mode et style]

• Ilusion Explosion [Um par de luvas negras que permite ao seu dono criar diversos fios afiados de diversas cores que podem cortar quase tudo, o filho de Dionísio pode usar esses fios para criar “cenários” tão perfeitos que enganariam até mesmo um deus e assim criar diversas armadilhas para seus oponentes.| Efeito 1: Os fios possuem garras pequenas nas pontas que ao se prenderem no oponente, o fazem parecer uma marionete. | Efeito 2: Suas pontas afiadas podem liberar sementes de uva, que ao tocarem algo solido, explodem causando +20 d dano.| Tecido mágico e bronze celestial | Sem espaço para gemas | Beta | Status: 100% sem danos | Mágico | Arsenal do Acampamento]

• Frigideira [Uma frigideira de bronze celestial de 45 cm de diâmetro, obviamente poderia ser muito útil na cozinha para fritar uns 15 ovos simultaneamente. | Efeito 1: Apesar de parecer bastante leve e inofensiva, quando atinge o adversário a frigideira o faz sentir-se como se tivesse sido atingido por um tijolo de ferro. Efeito 2: Fora de uso a frigideira se torna um pingente em forma de duas taças de vinho. | Bronze Celestial | Sem espaço para gemas | Beta | Status: 100% sem danos | Mágico | Evento de Natal]

Golden Magic [Um colar que possui um pingente a escolha do seu dono. Seu formato ou estilo em nada se compara a magia que está presente nesse acessório | Efeito: Ele esconde em 75% a presença semidivina do usuário, permitindo que ele passe despercebido por monstros e use até mesmo tecnologia mais avançada. Monstros superiores e mais poderosos ainda conseguem reconhecer o usuário do colar como um semideus, mesmo que leve um tempo para distinguir a aura | Prata ou Ouro | Sem espaço para gemas | Gama | 100% sem danos | Mágico | Comprada na Pandevie Magie]

Curadores Unissex [Camiseta branca básica do tipo sem estampas, o tecido é liso e bastante leve, gruda no corpo como se fosse uma sobre-pele, mas mais confortável. Manga curta de cor única. | Efeito 1: A blusa pode restaurar até 50% do HP do usuário dentro de dois turnos, 25% no primeiro turno, 25% no segundo turno. O efeito só funciona uma única vez por evento, luta ou missão. Efeito 2: Foi feito de forma que possa ser usado por baixo de outras roupas, o tecido é fino, o que faz parecer com que o semideus não esteja vestindo nada, além disso, possui uma mágia que o impede de sentir calor. Efeito 3: Se ajusta perfeitamente ao corpo do usuário. | Tecido mágico | Sem espaço para gemas | Beta | Status: 100% sem danos | Mágico | Comprado na Ferreli & García - Mode et style]

DENTRO DA MOCHILA SEM FUNDO
• Pulseira de perícia Avançada [Pulseira de couro que se ajusta perfeitamente ao pulso do usuário, possui amarras de cordinhas na parte de baixo, então é fácil de equipar-se com ele, se for cortado, ou destruído, perde totalmente o efeito, ou seja, é preciso estar em uso, no pulso, para que o efeito continue a ser efetivo para o semideus, do contrário, ele perde o bônus da perícia completamente, só funciona através da pulseira | Aumenta a perícia com Chakrans em +50%, provocando um dano de +30% (deve-se escolher a arma no momento da compra, o nome dela via bem aqui) | Couro | Sem espaço para gemas| Sigma | Status: 100% sem danos | Mágico | Loja especial do dia dos namorados]

• Taça de vinho mágica [Um pequeno pingente de uma taça de vinho feito de bronze celestial | Efeito 1: Se transforma em uma taça de tamanho normal. | Efeito 2: Caso seu dono queira, ela se enche de vinho que ao ser ingerido recupera 80 HP e MP, sem contar as passivas de recuperação de vinho. Caso outra pessoa ingira, ela fica instantaneamente bêbada e sem controle das ações. Só pode ser usado uma vez por missão/evento. | Bronze celestial | Sem espaço para gemas | Sigma | Status: 100% sem danos | Mágico | Presente de Baco/Dionísio]

•Chakram [Um par de Chakram gêmeas, ambas feitas do mesmo material, mas com detalhes diferentes para serem manuseadas ao mesmo tempo. Possuem cerca de 60 centimetros cada tanto para cima quanto para o alto já que sua forma levemente oval faz a arma parecer um anel gigante com uma abertura para mãos. A primeira possui detalhes verdes, extremidades afiadas e cinco delicados cristais espalhados ao redor desta. Seus detalhes são verdes e escritos em latim se espalham ao redor da lamina. Uma abertura para se encontra na parte baixa, ficando entre as duas extremidades finais dessa arma, as tiras se encontram no meio e possuem uma espécie de encaixe que permite que a arma seja manuseada ou lançada perfeitamente por seu portador. A segunda lamina é a que mais lembra um anel, seu encaixe fica mais firme no punho e completa a lamina que deixa de ser aberta. A ponta cortante é levemente curva e seus detalhes são feitos em azuis, sendo que ao redor desta desenhos em revelo e joias delicadas a deixam com um constante quase perfeito. Esse tipo de arma é perfeita para combate imediata, pois além de poder ser usada de frente pode ser arremessada de forma a desarmar e cortar seus inimigos. Na antiguidade era inclusive usada para decapitar oponentes, o que a torna bastante perigosa. Sempre que lançada contra inimigos ela faz uma curva e retorna para seu portador como um bumerangue, encaixando-se perfeitamente entre suas mãos.| Efeito 1: O corte da lamina pode provocar hemorragia continua, de forma que, durante três turnos o inimigo do semideus continuará perdendo +20 HP. Efeito 2: A arma possui propriedades venenosas, causando um dano de +25, além de paralisar a região atingida do oponente por um turno (ex: atingiu o braço, o braço fica paralisado).Efeito 3: A arma sempre retorna ao dono, voltando para suas mãos poucos segundos depois de ser arremessada.| Espaço para três gemas | Alfa Prime | Status% Sem danos | Necessário possuir nível 22 para domínio completo desse armamento | Lendária | Dano base de 40 (para humanos, monstros e semideuses) | Evento de natal 2017]

Pastilhas Alcoólicas [São pastilhas que contém um alto teor alcoólico, com sabor de frustras vermelhas. Ela foi abençoada com quatro bebidas diferentes e de teor alcoólico maior do que 75%. Ao todo são 30 pastilhas, distribuídas em 3 potes pequenos | Efeito: graças a grande quantidade de álcool contida em uma única pastilha, ao consumir pelo menos duas delas a pessoa fica bastante alterada, como se tivesse bebido várias doses de drinks alcoólicos | Material: Pastilhas | Sigma | Status: 100%, sem danos | uso:10/30| Encantado por Evie Farrier]

• Bomba de fumo shinobi [Duas bombinhas ao estilo das utilizadas pelos shinobis no anime Naruto que cabem em qualquer bolso. | Efeito 1: Explodem em uma cortina de fumaça em um desenho do Deidara antes de se espalhar pelo cenário. | Efeito 2: Seu efeito mágico permite que o dono, e somente ele, enxergue e não tenha problemas respiratórios dentro da cortina de fumaça, diferente dos outros. | Borracha | Sem espaço para gemas| Sigma | Status: 100% sem danos| Mágico | Presente de Abramov]

• Chup-chup [Pirulito com sabor de morango em formato de coração que, ao ser ingerido, recupera 30 HP/MP do semideus, deixando-o com um hálito ótimo para dar mais algumas bitoquinhas. | Dia dos Namorados 2018]

• Poção revitalizadora [Uma poção da cor de ferro derretido - um laranja metálico e um tanto incandescente - que está abrigada dentro de um pequeno frasco de vidro. | A poção recupera até 60% do HP e MP total de quem a ingerir, sendo que apenas uma utilização por batalha, mvp, pvp, missão e evento é permitido. | Poção e vidro. | Mágico. | Usos: 0/1 | Fabricado por Hela.] (x2)

Gomadora [Gomas de mascar com sabores diversas, sua forma é redonda, grande, no estilo goma de mascar de máquina. | Efeito: Ao coloca-la na boca você não sentira nenhuma diferença, mas basta colar a goma mascada em uma superfície rija, como portas, madeira, troncos de arvore ou pedras que pronto, a magia começa a florescer. A goma cresce e se torna uma maça gosmenta, até derreter tudo ao seu redor, deixando a superfície com um buraco gigantesco, que cria uma passagem rápida para o semideus. Não funciona em pessoas ou em itens de proteção divina/mágicos. | Sigma | Sem espaço para gemas | Status: 100%, sem danos | Comum | Comprado no Pandevie Magie]

Lentes Danadinhas [Lentes de contato que mudam de cor conforme a vontade do portador, ou seja, podem virar vermelhas, azuis, amarelas, roxas, ou qualquer outra cor desejada. Tais lentes foram banhadas e enfeitiçadas com runas magicas, que dão ao portador a propriedade de ver além das roupas, distinguir o corpo através do tecido, e até mesmo, através da pele, estudando a estrutura óssea. É boa para sacanagem de quem gosta de ver o que não devia, e para estudos em batalha, afinal, distinguir o inimigo é essencial | Resistência: Sigma | Status 100%, sem danos | Mágico | Encantado por Pandora, comprado no Pandevie Magie]

• Pokemonster [Uma bolinha baseada no designer da famosa Pokebola, do anime, Pokemon. É preta e dourada, se expande nas mãos do portador e cria um portal seguro, que transporta a criatura para seu interior, e levando para uma dimensão parare-la. Possui um botão retrátil, ao apertar, libera a criatura novamente de seu mundinho particular.| Efeito 1: Ao pressionar o botão pela primeira vez, quando a Pokemonster está vazia, essa criara uma espécie de portal em frente a criatura. Um circulo luminoso repleto de escritos em grego ou latim, que se misturam a runas, criando um portal que suga a criatura para o interior da Pokemonster, o levando para uma dimensão paralela. Efeito 2: O interior é semelhante a um bosque, idêntico ao da maleta fantástica, que deixa a criatura livre para brincar, se divertir e melhor, manter-se segura enquanto seu dono está lutando do lado de fora. Efeito 3: Transforma-se em um chaveiro com o mesmo designer, que pode ser facilmente carregado por aí.| Desconhecido | Sem espaço para Gemas | Beta | Status: 100% Sem danos | Mágico | Comprado no Fantastic Beasts]

CONSUMIDOS OU DESTRUÍDOS (RETIRAR DO PERFIL)
Sinalizadores [Pequeno chip que ao ser pressionado se desdobra formando uma estaca da bronze celestial com cerca de trinta centímetros, basta prega-la ao solo e apertar o botão para a mágica acontecer. | Efeito 1: Ao apertar o botão e ligar o efeito, um pequeno som é produzido por esse, contudo, tal som não poderá ser ouvido por aqueles que não possuem uma audição elevada, e isso acontece, porque esse sinalizador produz um ruído que mantem os monstros afastados por dois turnos. O som para os monstros é algo doloroso, que os impede de se aproximar em um raio de até 150 metros da estaca e de seu portador. Semideuses com audição elevada poderão ouvir o ruído, que se assemelhava a um apito irritante e sem fim, contudo, este não passara disso, um ruído irritante. Efeito 2: O Material tem runas de regeneração desenhadas por todos os lados, de forma que, sempre que sofrer algum dano, volta a ficar intacto depois de dois turnos, durante esses dois turnos, o sinalizador perde o efeito. | Bronze Celestial | Beta | Status 100% sem danos | Mágica | Comprado na Pandevie Magie]

• Goma respiradouro [ Uma pequena goma redonda, verde clara, com gosto de limão. | A goma permite que o semideus respire por até quatro turnos debaixo d’água, fazendo com que guelras “surjam” no pescoço do usuário. | Goma e poção. | Sem espaço para gema. | Sigma. | Status: 1/1 | Mágico. | Underworld's Poisons.]

• Poção revitalizadora [Uma poção da cor de ferro derretido - um laranja metálico e um tanto incandescente - que está abrigada dentro de um pequeno frasco de vidro. | A poção recupera até 60% do HP e MP total de quem a ingerir, sendo que apenas uma utilização por batalha, mvp, pvp, missão e evento é permitido. | Poção e vidro. | Mágico. | Usos: 0/1 | Fabricado por Hela.] (x1)
Habilidades Ativas Usadas:

Nível 15
Nome do poder: Clone de Vinho I
Descrição: O filho de Dionísio/Baco pode criar uma cópia sua de vinho, que Sinalizadores [Pequeno chip que ao ser pressionado se desdobra formando uma estaca da bronze celestial com cerca de trinta centímetros, basta prega-la ao solo e apertar o botão para a mágica acontecer. | Efeito 1: Ao apertar o botão e ligar o efeito, um pequeno som é produzido por esse, contudo, tal som não poderá ser ouvido por aqueles que não possuem uma audição elevada, e isso acontece, porque esse sinalizador produz um ruído que mantem os monstros afastados por dois turnos. O som para os monstros é algo doloroso, que os impede de se aproximar em um raio de até 150 metros da estaca e de seu portador. Semideuses com audição elevada poderão ouvir o ruído, que se assemelhava a um apito irritante e sem fim, contudo, este não passara disso, um ruído irritante. Efeito 2: O Material tem runas de regeneração desenhadas por todos os lados, de forma que, sempre que sofrer algum dano, volta a ficar intacto depois de dois turnos, durante esses dois turnos, o sinalizador perde o efeito. | Bronze Celestial | Beta | Status 100% sem danos | Mágica | Comprado na Pandevie Magie]
fará o que você ordenar, como, por exemplo, atacar algum inimigo, ou então enganar o adversário, dando chance para o filho de Dionísio original fugir, entre outros.
Gasto de Mp: - 20 de MP, por clone.
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: Nenhum
Dano: Nenhum
Extra: Nesse nível os clones só atacam a mão ou servem de distração, não podem compartilhar dos poderes do semideus. Eles vem com réplicas do armamento que o semideus está utilizando no momento.

Nome do poder: Ilusionista III
Descrição: Agora, você pode criar grandes ilusões em seus inimigos, fazendo-os ter sensações reais - que causam danos reais -, como dores, ou coisa do tipo, e também pode deixá-los fortemente bêbados, como gambás.
Gasto de Mp: 25 de MP por turno ativo.
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: Nenhum
Dano: A critério do narrador.
Extra: Consegue manter as ilusões por até cinco turnos ativos.

Nível 60
Nome do poder: Banhado em Vinho.
Descrição: A habilidade consiste em cobrir qualquer item que o filho de Dionísio/Baco queira com uma pequena camada de vinho cristalizado, sendo que quando alguém toca nesse item é imediatamente envenenado com uma mistura especial de ervas que fazem o conceito de tempo passar mais devagar para o oponente, ou seja, um segundo para o oponente são horas, e a dor que ele sente por um minuto, parece está sendo sentida a dias.
Gasto de Mp: 100 MP
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: Nenhum
Dano: 30 HP fixo + 10 HP por turno que o veneno permanecer correndo nas veias do inimigo.
Extra: Tempo passa a correr mais devagar para o oponente do filho do deus do vinho. Um turno para esse oponente, dura dois.
Mascote:

Ranjam - Tigre Glacial
Tatuagens que Possui:

Tatuagem SPQR [Tatuagem de coloração negra feita na parte inferior do antebraço direito. Possui o desenho de um Tirso circundado por uma vinheira com um cacho de uva, seguido abaixo pelas letras SPQR, um risco para cada ano servindo a Legião e escrito 3ª Coorte.3ª Coorte: Uma vez por missão/evento, as estratégias do semideus se tornam mais eficazes do que normalmente e se torna impossível retirar a concentração do membro da 3ª Coorte. O efeito funciona durante três turnos após sua ativação, tendo 35% de eficácia.]

Infinite Power | Atributos | Tatuagem pequena na lateral do dedo mindinho da mão dominante do semideus. Forma o símbolo do infinito em cores diversas, que mudam conforme o humor do seu portador sempre que este entra em combate, ativando seu efeito automaticamente. | Aumenta todos os atributos que o semideus já possui em +10%. | Lateral do dedo mindinho | Marca pequena | Permanente.

Trevoso | Resistência elemental | Tribal delicada com detalhes floridos em forma d erosa em tons de azul. | Aumenta a resistência a ataques de sombras em 30% | Coxa | marca mediana| Permanente

Anjos caídos [ Habilidade Peculiar | Dois riscos gigantes, que se assemelham a cicatrizes dos anjos caídos, essa tatuagem tem uma coloração semelhante e inclusive, lembra a cicatriz de um anjo que perdeu as asas. | Efeito: Concede ao portador um par de asas, que se formam no lugar onde estão as cicatrizes das asas arrancadas, elas se expandem e crescem gradativamente, formando um par de asas fortes e angelicais, que aumentam a força e a velocidade do semideus em +10%, além de permitir que ele voe livremente. Gasto de 30 MP por turno ativo| Escolher no momento da compra| Marca grande | Permanente.]
Benção:

Nome da benção: Benção de Vênus
Descrição: Capacidade de ver, controlar e absorver aura astral de uma pessoa. Essa habilidade possibilita que o usuário faça qualquer dano ou alteração mental ou física em uma pessoa, possibilitando que este possa enfraquecer, tirar a consciência, apagar a memória ou absorver essa aura, o que fará o usuário se sentir mais forte e a vítima mais fraca. Alterações memoriais/perda de consciência não funcionam em indivíduos com proteção mental.
Gasto de MP: 45 de MP por turno ativo.
Gasto de HP: Nenhum.
Bônus: Nenhum.
Dano: Caso a semideusa enfraqueça o indivíduo através de sua aura ou a absorva o dano será igual a 15% do HP total, drenando 5% durante três turno e tal habilidade só pode ser ativa uma vez por missão, evento, etc. Tal HP é convertido para a semideusa, sendo igual a 2% por turno (dos 5% retirados 2% é convertido em HP para Becka).
Extra: Caso a habilidade permaneça ativa por mais de três turnos Becka passa a perder o equivalente a 80 de HP.
Aprendidas:
Nome do poder: Sobrevivência
Descrição: Habilidade que permite ao semideus se localizar em uma floresta, encontrando rastros que podem leva-lo a achar comida (frutas ou animais), agua, apenas rios, lagos, ou riachos, ou até mesmo poças de chuva recente, isso tudo apenas analisando a terra. Permitira ao mesmo conseguir abrigar-se de forma segura, encobrindo seus rastros e cheiro apenas usando a floresta ao redor, o que o impede de ser localizado por monstros ou criaturas.
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum.
Bônus: Permite a semideusa se localizar com mais facilidade, assim como achar ambientes seguros e comida, por exemplo.
Dano: Nenhum

Nome do poder: Identificação de ponto chave
Descrição: Também conhecida como habilidade que permite ao campista identificar o ponto fraco de outro individuo, ser ou criatura, ficando mais forte nos monstros. É como um radar, ou um guia que age como intuição sobre o semideus que possui essa habilidade, dessa forma sempre que estiver em batalha saberá exatamente onde e como acertar a criatura para derrota-la com mais facilidade.
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum.
Bônus: Pode solicitar ao narrador que indique o ponto fraco do monstro com que está lutando, de forma que, pode atingi-lo e derrota-lo com uma facilidade maior, pois, sabe sobre.
Dano: Nenhum.

Not Monsters
Descrição: É a habilidade que permite ao semideus antecipar e bloquear um ÚNICO movimento do monstro que está combatendo. Muitos monstros são previsíveis, e fazem ataques repetitivos, com isso em mente o semideus acaba ganhando certa percepção em combate, criando um mapa de movimentos do monstro, e antecipando seu próximo ataque. Caso consiga vai conseguir bloquear ou se defender de um único ataque do monstro. Não serve em combate contra outros semideuses ou deuses, apenas com monstros. (Só pode ser usado uma única vez por missão, evento ou luta).
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum.
Bônus: Pode solicitar ao narrador que indique a próxima sequência de ataques do monstro, e poderá usar isso para bloquear todos os ataques, serve como uma previsão, o semideus saberá como bloquear, o que fazer ou como atacar.
Dano: Nenhum.

Rastreadores
Descrição: Habilidade que permite ao semideus encontrar e localizar monstros ou criaturas – como animais e até semideuses – através de rastros, pistas, odores, pegadas ou qualquer coisa que pode ser deixada para trás. Isso também permite encontras rastros que foram apagados, afinal, existem criaturas que conseguem mesclar seus rastros e até mesmo apaga-los ou disfarça-los. Semideuses com essa habilidade dificilmente serão enganados por pistas falsas, tendo mais chance de seguir um caminho certeiro, pois, sabem identificar o que foi forjado e criado do que realmente foi deixado para trás.
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum.
Bônus: +40% de chance de descobrir alguma coisa deixada para trás. + 30% de percepção. +50% de chance de não ser enganado por armadilhas ou rastros falsos deixados por terceiros para desvia-lo do caminho certo. Pode solicitar ao narrador que indiquem pistas do caminho certo a ser seguido.
Dano: Nenhum.

Nome do Poder: Controle melhorado
Descrição: É a habilidade que permite ao semideus ter certo controle sobre si mesmo. Isso faz com que ele seja capaz de diminuir as batidas de seu coração, respirar de uma maneira mais calma e não demonstrar tanto medo quanto deveria. Esse controle faz com que as reações naturais que temos quando estamos nervosos, ou com medo – seja transpirar mais aumentando os odores do corpo, fazer suas batidas ficarem mais rápidas, a voz tremula e a respiração rápida – sejam controladas com um pouco de calma, o tornando mais firme em relação a si mesma. Esse tipo de reação faz com que monstros identifiquem semideuses com mais facilidade, e ter controle sobre elas também o torna um ágil gatuno na hora de escapar, atacar ou pegar seus inimigos de surpresa.
Gasto de MP: Nenhum
Gasto de HP: Nenhum
Bônus: +60% de controle sobre reações desencadeadas por nervosismo ou medo. O semideus também se torna mais silencioso, seus passos ficam mais controlados o que o impede de ser detectado diretamente por inimigos sem audição aguçada.
Dano: Nenhum
Extra: Os bônus e o controle dados por essa habilidade não garantem imunidade contra poderes desencadeados por fatores externos (como criação de medo e descontrole, e até mesmo a audição aguçada). O personagem ainda pode ser encontrado por outras maneiras ou ter descontrole do corpo por ativas relacionadas a habilidades de outros personagens.

Nome da Habilidade: Resistência a Venenos
Descrição: As células do corpo do semideus se tornaram mais resistentes a substancias venenosas. A resistência vem de um treinamento realizado por esse, onde, ao ingerir diversas substancias e ser curado acabou criando células divinas e humanas capazes de suportar venenos com uma facilidade maior do que a que ele possuía. Agora os efeitos de tais substancias são reduzidas por seu organismo com naturalidade.
Gasto de MP: Nenhum
Gasto de HP: Nenhum
Bônus: 10% de resistência a Venenos.
Dano: Nenhum
Extra: O bônus dado por essa aula funcionara da seguinte maneira. Os venenos são diversos e, portanto, cada um terá uma redução diferente. Para venenos em duração de turnos o efeito é diminuído em um turno. Para venenos que tiram dano, o efeito será reduzido em 10% no valor total do dano. Para venenos que provocam perda temporária ou causam paralisia, o efeito será reduzido e permitira que o semideus se mova, mas muito mais lentamente do que deveria. Outros tipos de venenos terão o bônus considerado da maneira que a staff/narrador achar melhor ou mais condizente.

Habilidade Aprendida: Conhecimento
Descrição: Estudar sobre o tártaro e seus habitantes deu ao semideus uma vantagem. Ele agora conhece as técnicas e pontos fracos dos monstros sombrios e terá vantagem sobre eles, pois detém conhecimento de movimentos, aparições, estilo de combate, estrutura física e poderes utilizados por esse. O semideus possui vantagem ao lutar contra criaturas sombrias.
Gasto de MP: Nenhum
Gasto de HP: Nenhum
Bônus: 50% de vantagem ao lutar contra criaturas sombrias.
Dano: Nenhum
Extra: Só funciona em monstros.
Passivas de Dionisio:

Nível 2
Nome do poder: Empatia natural
Descrição: Assim como o seu pai, o filho de Dionísio/Baco é capaz de sentir a natureza ao seu redor e entender os seus sinais, sabendo assim quando algo está errado ou quando algum perigo se aproxima.
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: São naturalmente perceptivos e conseguem entender pelos sinais da natureza (floresta ou animais), quando algo está prestes a acontecer, sua empatia lhes permite planejar ataques mais facilmente, pois acabam esperando por um ataque sempre que este está prestes a acontecer.
Dano: Nenhum

Nível 7
Nome do poder: Carisma Natural
Descrição: O herói tem a capacidade de fazer amizade mais facilmente, podendo às vezes usar essa personalidade em suas missões para conseguir informações ou então passar por dificuldades de uma forma louca e divertida.
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: Durante uma vez por evento, luta ou missão, poderá solicitar ao narrador que lhe passe alguma informação, ou lhe forneça ajuda através de um narrador.
Dano: Nenhum

Nível 8
Nome do poder: Domador de Feras
Descrição: Um dos deveres de Dionísio/Baco é caçar e domar feras selvagens, os filhos de Dionísio contam com a proteção dessas feras, que sempre que cruzarem com o semideus o ajudarão em seu caminho.
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: O semideus tem certa facilidade com animais selvagens, principalmente felinos, esses nunca lhe atacarão, e geralmente o obedecem, por medo ou por respeito. Basta um olhar, um gesto, ou uma ordem para que o felino se submeta a você.
Dano: Nenhum

Nível 11
Nome do poder: Bebidas santas.
Descrição: Para o deus e seus filhos, as bebidas e os animais são as coisas mais sagradas do mundo, assim como as festas, o teatro e a orgia. Por isso um filho de Dionísio/Baco sempre consegue saber quando sua bebida foi violada ou envenenada.
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: Não pode ser contaminado por qualquer tentativa de modificação de bebidas como: Veneno, Drogas e afins.
Dano: Nenhum

Nível 12
Nome do poder: Ajuda da Natureza.
Descrição: Assim como Dionísio seus filhos são respeitados pelos seres da natureza, ao chegar nesse nível, sempre que o filho de Dionísio/Baco precisar os seres da natureza, animais, ninfas, sátiros e etc que estiverem por perto o ajudarão.
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: Poderá solicitar ao narrador que indique se a seres da natureza por perto, e caso aconteça, o filho de Baco/Dionísio, poderá pedir ajuda ou informação a eles.
Dano: Nenhum

Nível 13
Nome do poder: Empatia Teatral.
Descrição: No teatro, um dos fatores mais importantes para o ator é ler o ambiente e descobrir como os espectadores estão se sentindo com a peça e que emoções estão sentindo. Nesse nível o filho de Dionísio/Baco desenvolve a mesma habilidade, podendo saber as intenções de seus amigos, inimigos e jogar com elas.
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: Poderá descobrir se a pessoa está mentindo, com raiva, ansioso, apaixonado ou qualquer outra coisa, isso permite que ele manipule as emoções das pessoas ao seu favor através de palavras, jogando com ele. +10% de força em poderes de ilusão, enganação ou semelhantes.
Dano: Nenhum

Nome do poder: Visão Perfeita
Descrição: A visão do filho de Dionísio/Baco se assemelha a visão de um felino, ele vê mais longe, e grandes distancias não afetam seu campo de visão, podendo detectar inimigos ou criaturas em um raio de até 1km e meio.
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: O campo de visão da prole de Dionísio/Baco é expandido em +50%.
Dano: Nenhum

Nível 14
Nome do poder: Mestre da Luxúria.
Descrição: O semideus ao chegar nesse nível, se torna assim como seu pai, um mestre na arte do sexo e da sedução, conseguindo somente com um olhar ou um sorriso fazer com que as pessoas tivessem os mais diversos desejos luxuriosos.
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: Durante um turno de sua escolha poderá fazer a pessoa se sentir excitada, com os desejos a flor da pele, distraindo-o nesse meio tempo.
Dano: Nenhum

Nível 16
Nome do poder: Velocidade
Descrição: O filho de Dionísio/Baco é muito ligado as feras, e sendo os felinos um dos símbolos de seu pai o jovem também pega parte de seus atributos. È mais rápido que a maioria dos campistas, podendo executar golpes com mais precisão do que a maioria, e muitas vezes quando os outros percebem, já estão sendo atacados.
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: +30% de Velocidade
Dano: Nenhum

Nível 17
Nome do poder: Talento Natural III
Descrição: Seu talento atingiu ao máximo e você é, de fato um ator nato. Treinos de atuação lhe ajudaram a se tornar o maior "cara de pau" existente. Sendo capaz de enganar até mesmo deuses apenas com o uso correto de palavras e expressões.
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: Conseguira entreter e distrair outras pessoas por até cinco turnos inteiros, ganhando a chance perfeita para atacar, ou dar brechas para aliados fazerem. +30% de chance de sair ileso de uma situação complicada, ou conseguir criar um show completo.
Dano: Nenhum

Nível 19
Nome do poder: Predador Silencioso
Descrição: Os predadores (felinos), são naturalmente silenciosos, e sempre abatem suas presas através da surpresa, podendo se mover sem ser detectado. Assim como os felinos os filhos de Dionísio/Baco são bastante silenciosos, não fazem ruídos ao se mover e dificilmente são detectados, contudo, aqueles com audição apurada ainda poderão descobri-lo.
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: +20% de agilidade, +50% de chance de pegar o inimigo de surpresa.
Dano: Nenhum

Nível 40
Nome do poder: Acrobacias.
Descrição: O herói terá uma ótima capacidade para realizar movimentos acrobáticos, o que o torna mais esquivo.
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: +30% em agilidade e esquiva.
Dano: Nenhum

Nível 45
Nome do poder: Perfume Embriagante III
Descrição: Qualquer oponente que seja até três níveis a mais que você ficará tonto e eufórico, esquecendo-se da batalha. O que lhe dá tempo para atacar. (Dura dois turnos.)
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: Qualquer semideus ou criatura em um raio de até 2 metros de distância do semideus terá os atributos reduzidos em 25%.
Dano: Nenhum

Nível 70
Nome do poder: Mestre das Feras.
Descrição: Assim como nenhuma fera conseguia se opor a Dionísio/Baco e ele domava qualquer fera que cruzasse seu caminho, nesse nível o filho de Dionísio consegue domar qualquer fera, mitológica ou não. (O poder só irá falhar caso a criatura possua certa inteligência elevada.)
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: +60% de persuasão, comando e habilidades que necessitem de certo controle e dominação.
Dano: Nenhum



Becka Klasfox La'Fontaine
Quer ser feliz? Seja louco, sorria sempre mesmo sem motivo..
Becka Klasfox La'Fontaine
Becka Klasfox La'Fontaine
Pretora
Idade : 25
Localização : Camp Jupiter

Voltar ao Topo Ir em baixo

Missão OP Contínua para Becka — Ilha Turt, a ilha tartaruga Empty Re: Missão OP Contínua para Becka — Ilha Turt, a ilha tartaruga

Mensagem por Conteúdo patrocinado

Conteúdo patrocinado

Voltar ao Topo Ir em baixo

Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum