The Blood of Olympus
Para visualizar o forum é necessário estar cadastrado, por favor registre-se no rpg ou entre em sua conta. É necessário estar cadastrado para ver as informações contidas no forum. Lembre-se de usar nome e sobrenome, não se cadastrar usando nomes geralmente utilizados por Hacker. Exemplo: "Barum" "Hakye" e por ai vai. Bem vindos.

Jogos de Guerra Ω CCFY de Maisie e Seel

Ir em baixo

Jogos de Guerra Ω CCFY de Maisie e Seel Empty Jogos de Guerra Ω CCFY de Maisie e Seel

Mensagem por Seel C. García em Qui Mar 28, 2019 3:10 pm



Jogos de Guerra


Jogos de Guerra Ω CCFY de Maisie e Seel Vw3ZkWa
O que são: Jogos estratégicos praticados pelo Acampamento Júpiter no intuito de fortalecer o trabalho em equipe, o raciocínio rápido, a tática e as habilidades de batalha. A atividade acontece semanalmente nos Campos de Marte, onde duas fortalezas e suas próprias armadilhas são construídas especialmente para o jogo. Durante os jogos, qualquer tipo de arma é liberada e, caso alguém se machuque, os médicos da legião estão de prontidão.

As equipes: Apesar de ter cinco Coortes, este jogo é divido em duas equipes, onde é formada por, geralmente, I e II de um lado, por serem as mais populosas (no livro) e sobrando a III, IV e V na outra, exceto quando há algum problema, aí os pretores arrumam o que for preciso para que os jogos ocorram perfeitamente.

Contextualização:

Um rapaz misterioso acabara de chegar ao acampamento com papéis informando que estava ali por um intercâmbio. Apesar do sobrenome bastante conhecido no acampamento, o jovem não e por este motivo todos acabam por ignorá-lo como semideus, principalmente uma certa centuriã. Sendo acolhido pela IV Coorte, o herói prometia um pouco de visibilidade para ela, erguendo-se diante dos olhos alheios.

Protagonistas:

Maisie K. Blackwood
Seel C. García

OBS: Apenas eles estão autorizados a postar.

Objetivos:

Seel tem como objetivo ser considerado um legionário da IV Coorte. Ele soube que precisaria provar seu valor para que fosse aceito, assim perderia sua plaquinha de probátio e seria reconhecido como um romano. Maisie, por outro lado, só busca experiência e glória.

- x -

Equipe Vermelha Como citado acima, essa equipe é formada pela I e II Coorte, mas um pequeno probleminha aconteceu com grande parte dos membros da segunda, incluindo seus centuriões, por isso ficaram sem participar do jogo, deixando que a primeira jogasse com a terceira, formando uma grande aliada quando a principal estrategista era a loira que liderava sua Coorte.

Equipe Azul Liderada pelos centuriões da IV e V Coorte, eles acreditam que é preferível proteger seu estandarte do que atacar, pois assim teriam mais chances de prolongar o tempo de duração dos jogos. Acreditam que não têm chances de vencer a I e a III. Entretanto, o garoto misterioso que não conhece nada sobre as Coortes pensa diferente e essa rebeldia pode te surpreender.



Seel García
if i could make amends with all my shadows, i'd bow my head and welcome them. but i feel it burning, like when the winter wind stops my breathing; are you really gonna love me when i'm gone? i fear you won't, i fear you don't.
Seel C. García
Seel C. García
Centurião da IV Coorte
Centurião da IV Coorte

Idade : 16

Voltar ao Topo Ir em baixo

Jogos de Guerra Ω CCFY de Maisie e Seel Empty Re: Jogos de Guerra Ω CCFY de Maisie e Seel

Mensagem por Seel C. García em Sex Mar 29, 2019 12:26 am



O Acampamento Júpiter


Após ter entrado no acampamento com o pé errado, pedi ajuda a um moleque que passava por ali, para que me ajudasse em algumas dúvidas. A primeira, antes de mais nada, indaguei sobre a loira com belos olhos que eu acabara de esbarrar. Ele riu e respondeu como se estivesse tirando sarro: — Aquela é Maisie Blackwood, filha de Minerva - ele riu um pouco mais — e centuriã da terceira. - Ele era franzino e tinha aparência travessa, como se estivesse doido para surrupiar algumas de minhas sacolas, mas eu já estava pronto para não deixar que isso acontecesse.

Lembrei que a tal Maisie dissera que eu precisaria encontrar os pretores e, me aproveitando da presença alheia, pedi para que me acompanhasse até onde eu pudesse falar com algum pretor e ele atendeu ao pedido, me levando até Romeo.

— Romeo, graças aos deuses que te achei... - Disse enquanto ia em sua direção para acertar-lhe um abraço enquanto ele me olhava dos pés à cabeça tentando identificar quem eu era. Ele recuou alguns passos e me olhou nos olhos tentando puxar em sua mente quem eu era.

Realmente não estava me reconhecendo, até porque apenas Elena havia me visto depois da troca de sexo, por isso ele estranhava. Me acalmei e larguei as sacolas no chão, sentei numa cadeira e comecei explicando tudo desde o início. Sendo justo, ele me orientou que precisaria ser aceito por uma das cinco coortes e só depois que provasse meu valor poderia ser um legionário.

— O que te fez mudar? - Perguntou com curiosidade, mas respondi com algo que não lhe dava uma resposta completa, usando a frase: Para ser feliz.

Depois de ter tomado parte do tempo do garoto, ele me levou para o refeitório, local que ele também iria para informar sobre um suposto jogo que aconteceria à noite, logo após o jantar. Aproveitando sua companhia, o segui, ainda cheio de sacolas.

~ x ~

Antes que o jantar começasse, Romeo e Becka chamaram os centuriões para uma breve conversa, esta que se deu para que alguma das coortes me acolhesse. A loira que eu conhecera também fora convocada, ela e mais um garoto de sua coorte. Romeo explicou algumas coisas sobre lealdade e sobre trabalho em equipe.

— Seel é filho de Vênus e, também, é legado de Marte. - Um breve silêncio pairou pelo lugar até que os líderes das coortes conversassem entre si para, quem sabe, me aceitarem como probátio. A loira nem se quer olhava para seu companheiro para tentar dialogar, ela apenas o deixou falar sozinho, até que seus olhos se encheram de raiva e ela cochichou algo para que ele ficasse quieto sem perturbá-la. Com certeza a terceira eu não seria da terceira.

Antes que eu perdesse as esperanças, uma sobrinha que liderava a quarta levantou a mão e sorriu. — Nós ficamos com ele.

Uma pequena placa que lembrava muito um crachá foi colocada em meu pescoço, identificando a coorte que estava me abrigando, meu nome e minha progenitora. Sentei à mesa junto de meus novos companheiros e em seguida o jantar foi servido por lares que voavam de um lado à outro. O assunto na mesa era como seria nossa estratégia no jogo que haveria após o jantar. Segundo eles, precisavam fazer com que eles cansassem de achar brechas em nossa fortaleza, investindo na defesa.

— Desculpe perguntar - me intrometi — Você é filha de Cupido, não é mesmo? - A garota assentiu enquanto me olhava com seus olhos que pareciam que queriam me engolir. — E você? - Indaguei ao outro centurião e a resposta que tive foi Ceres. Exatamente, minha gente, nenhum líder que pudesse formular uma estratégia de ataque, por isso pensavam tanto na defesa.

— Por que a pergunta? - Resolveram perguntar, mas estava ocupado demais tentando pensar em algo que fosse interessante para nossa vitória, algo que eu já estava almejando.

— Por nada - Respondi. — E aquele ali? - Apontei para o único centurião da quinta, tendo uma resposta mais desagradável ainda, pois ele era filho de Arcus.

Me debrucei na mesa e, por alguns segundos desejei não estar ali, mas agora era tarde demais para reclamar. Nenhum dos três tiveram ideias divergentes porque não estavam acostumados com guerras, como a centuriã da primeira que era filha de Marte, ou, até mesmo, Maisie que era de Athena.

Quando o jantar terminou, Romeo pigarreou e informou que a segunda coorte estava fora do jogo por que eles estariam cumprindo algumas tarefas que faziam parte de um castigo que eu não me preocupei, até porque não faria diferença para mim. Ouvi muitas vaias, mas se os pretores haviam decidido, não seriam alguns gritinhos que mudariam a decisão.

— Em uma hora todos, com exceção dos legionários da segunda, devem estar nos Campos de Marte para nosso jogo. - O filho de Belona respirou fundo e sorriu. — Boa sorte, equipes.

~ x ~

Aproveitando que a a cria de Culpido estava encantada nos meus olhos castanhos, fiz com que ela chamasse atenção para mim. Quando os membros da quarta e da quinta coorte estavam ali para me ouvir, comecei a discursar, deixando que o legado de Marte tomasse conta dos meus pensamentos, assim conseguiria organizar uma estratégia de guerra. Não que fosse perfeita, mas seria melhor do que ficar encurralado numa fortaleza de pedras.

— Muito bem. - Dei início em minha fala. — Pelo que vocês me falaram, Maisie é a arma principal deles, pois ela fica servindo de olhos para a equipe vermelha. Do alto, ela tem uma visão muito mais ampla de todo o campo de batalha, podendo informar ou defender de qualquer coisa que apareça em seu campo visual. - Me aproximei de um quatro negro e, com o auxílio de um pedaço de giz, desenhei uma aranha muito malfeita. — Preciso que os filhos de Vulcano façam muitas dessas belezinhas, estou pensando em ter pequeno exército de autômatos para nos ajudar. - Todos me olhavam com caras de tacho, pois não sabiam porque o novato queria tanto aquelas pequenas aranhas.

O rapaz que tomava conta das forjas do acampamento aproximou-se de mim e, enquanto seus irmãos confeccionavam, me chamou para um canto onde ficamos apenas os dois.

— Seu nome é Seel, né? - Perguntou e eu assenti em concordância. — Então me diga a verdade sobre as aranhas, ou eu encerro os trabalhos aqui mesmo! - - Meu cérebro pensou rápido o bastante para concordar, mas antes consegui observar sua tatuagem, esta que me informou que ele era integrante da mesma coorte eu.

— Desculpe, mas antes de dizer eu preciso saber seu nome. - Disse fazendo alguma cena, para ele não achar que era tão fácil barganhar comigo.

— Pode me chamar de Ralf. - Ele respondeu com um meio sorriso.

— Certo, Ralf. - Iniciei. — Maisie é filha de Athena, ou, como você deve conhecer, Minerva. Essa deusa deu um castigo para a melhor tecelã que havia no mundo, pois... - Ele me me interrompeu e, com muita deselegância. — Onde você quer chegar, Seel? - Respirei fundo e continuei. — Por conta da maldição, todos os filhos de Athena têm aracnofobia e acredite, eu já vi um surto de uma garota quando viu uma aranha pequenininha que nem era venenosa. Ela vai perder o controle de tudo... - Realmente eu havia presenciado e isso ocorrera no tempo em que estive 'preso' no Templo do Fogo enquanto a guerra acontecia. Aly passou algumas noites horríveis por conta do pequeno inseto. Ralf me olhou sorrindo e, por alguns instantes, ele também acreditou em nossa vitória, por isso voltou ao trabalho, dizendo-me que iria fazer uma surpresa.

Eu não entendia como eles, em uma hora, fariam tanta coisa, mas eles haviam se comprometido, então eu confiei. Voltei-me aos demais membros e comentei sobre o que faríamos, onde metade iria ficar na fortaleza e a outra metade no ataque. Algumas filhas de Trívia também foram convocadas para encantar as portas que colocamos na construção, assim daria a impressão de que mais gente estava ali para defender. Armadilhas também foram colocadas por todo o local, deixando um pequeno espaço para que pudéssemos caminhar ali dentro, marcando as pedras do chão com uma rachadura pequena no canto direito, assim ninguém da equipe azul pisaria, não correndo o risco de desarmá-las.

O primeiro sinal soou e ele indicava que precisávamos ir para o campo de batalha, mas faltavam poucos de nós para chegar, pois a maioria já estava preparando tudo como deveria ser. Mas, por fim, Ralf apareceu novamente com uma caixa de, aproximadamente quinze centímetros e me disse que eu deveria apertar no botão central quando estivesse dentro da fortaleza inimiga. Por alguns minutos não pensei direito e ele, então, resolveu explicar.

— Cara, essa gente é muito medrosa e ninguém vai querer invadir o forte deles, por isso eu pensei que você pode levar. - Seu semblante era amigável e eu não identificava nada de mentira em seu olhar, nem em suas ações. Peguei a caixinha e coloquei numa bolsa feita de trapos que ele mesmo havia costurado. — Fazia tempo que eu não via alguém tão esperançoso na quarta, alguém que me fizesse ter vontade de jogar novamente. - Ele me deu um abraço forte e desejou boa sorte e foi ali que nos despedimos, pois ele seria um dos motoristas dos tanques que chamariam atenção dos membros da equipe vermelha.

Quando cheguei na fortaleza, me deparei com dois tanques prontos para atacar, um elefante extremamente coberto com uma armadura de guerra e pintado - algumas partes - de azul. As semideusas estavam armadas até os dentes com espadas, lanças e arcos. Confesso que me assustei um pouco, pois eles levavam muito a sério os jogos, diferentes dos gregos que levavam na brincadeira, isso quando participavam.

De repente, quando achei que só iria com minhas adagas elementais e meus colares de contas, uma menina apareceu com um baú escrito meu nome e que dentro estavam todos meus itens, incluindo a foto que tínhamos tirado no shopphing. Um sorriso brotou em meus lábios e meu coração quase transbordou de alegria, mas isso não era pelas peças que reluziam e sim pela foto que fora editada com uma frase simples que me fez emocionar. "Te amo, irmão!"

Peguei Panic e coloquei, guardando a foto no baú em seguida. Peguei mais algumas coisas e logo estava pronto para atacar a fortaleza da equipe vermelha. Coloquei meus tênis que havia comprado na loja de Elena e depois me certifiquei que estava com meus colares de contas, itens essenciais para minha estratégia. Coloquei meu elmo de penacho azul e depois pus alguns itens interessantes nos bolsos e, em seguida, me adornei com o colar que Vesta havia me presenteado, incluindo meu anel de quinze anos em sua corrente.

Por já ter sido líder das vestais, tinha bastante facilidade para motivar as pessoas, por isso resolvi investir: — Senhores - disse elevando a voz antes que o jogo começasse. — Eu vejo pessoas fortes o tempo todo, mas hoje e, especialmente hoje, eu posso conviver com elas. - Gritos puderam ser ouvidos e com certeza atravessavam o campo de batalha. — E é com essas mesmas pessoas que eu quero dividir a glória de erguer o estandarte vermelho esta noite! - Minha voz saía como um grito de guerra que desbravava o campo de batalha.

Saí do forte com os gritos de meus companheiros e caminhei até o meio do emaranhado de semideuses armados que fariam parte do ataque.

— HERÓIS - Gritei mais uma vez — HOJE EU QUERO VER A PRIMEIRA E A TERCEIRA RUIR!

O barulho provocado pela minha equipe se misturou com o som do alarme. O jogo havia começado.


Itens:
• Ice and Fire [Adagas gêmeas, feitas de bronze celestial. As lâminas possuem 30cm de cumprimento e são mais afinadas na ponta, facilitando o ato de perfuração. As adagas possuem efeitos únicos e elementais | Efeito 1: Uma das adagas possui runas e escritos antigos que confere o poder do elemento fogo. Assim, ao atingir alguém, também poderá causar queimaduras intensas a depender da eficácia do ataque; Efeito 2: A outra adaga também possui escritos e runas em sua lâmina, o que lhe confere um encantamento do elemento gelo. Ao atingir alguém com essa adaga, provocará um leve resfriamento do local ou até mesmo o congelamento a depender da eficácia do golpe. Também poderá provocar lentidão pelos músculos estarem frios | Bronze Celestial | Beta | Espaço para uma gema | Status: 100%, sem dano | Mágica | Dano base: +10 de dano pelos encantamentos elementais | Comprado no Pandevie Magie]

• Panic [Couraça de armadura que protege todo o peitoral, barriga, e costas do usuário(não acompanha outras peças de armadura). Possui espinhos longos nos ombros, e o desenho de um rosto em fúria no peitoral, além de um design bárbaro e acabamento bruto. | Ferro| Causa medo em qualquer semideus inimigo dentro de um raio de quinze metros, tornando-os hesitantes em combate. Dessa maneira, nenhum inimigo será capaz de atacar o usuário dessa armadura, a não ser que este seja atacado primeiro. Desse modo, a iniciativa do combate será sempre do portador do | Não possui espaços para gemas | Comum | Resistência: Sigma | Status: 100%, sem danos | Comum | Comprado na loja ].

• Velociraptor linha Luxo [ Nessa linha não é apenas o conforto que predomina, mas também o poder, apesar de aparentar ser um tênis comum, esse foi fabricado para auxiliar e estimular o semideus a melhorar seus movimentos em combate, o tornando mais forte e mais rápido | Efeito 1: O calçado muda de acordo com o dono e suas preferências, o tênis será alterado magicamente para o modelo que mais o agrada. Efeito 2: Promove +40% de velocidade ao portador. Efeito 3: Quando estiver com o tênis nos pés, golpes relacionados as pernas, como chutes ou saltos ganham 30% a mais de força | Material mágico especial |Sem espaço para gemas | Alfa | Status: 100% sem danos | Mágico | Comprado na Ferreli & García - Mode et style]

• 15's Ring [ Um anel vintage rose gold de 18 quilates, com uma pedra de diamante incrustada no centro, acompanhada de pequenas pedras na circunferência. | Efeito: Quando utilizado, aumenta a eficácia dos poderes de charme e sedução em 15%. | Ouro rosa | Comum | Status: 100%, sem danos | Presente de Afrodite ]

• Cristal de teletransporte [ Cristal de Topázio Azul em seu formato original, é desregular e nada polido, porém tem um tamanho pequeno e é fácil de carregar no bolso. | Efeito: Permite que a pessoa consiga viajar de uma cidade à outra. Funciona apenas fora dos domínios dos deuses, não comprometendo a segurança dos mesmos. | Gasto de MP: 20 MP por teletransporte. | Uso disponível somente uma vez por evento, missão ou CCFY. | Mágico | Comprado no Tea Drop ]

• Amuleto de Vesta [Um pingente de vidro, com uma chama de cor lilás que nunca se apaga, pendurado num colar de prata. | Efeito 1: Quando Selena estiver com medo, com raiva ou triste, a chama brilhará mais forte, deixando a semideusa mais calma, para pensar com racionalidade. | Efeito 2: O amuleto será uma espécie de ligação entre Vesta e Selena, por quem a deusa nutre sincero carinho. Quando Selena quiser falar com Vesta, precisará apenas pensar nela e olhar para o pingente, que brilhará mais forte e fará a ponte entre as duas. | Material desconhecido. | Status 100% sem danos | Mágico. | Presente de Vesta.]

Nome: Cidade dos Monstros
Descrição: A nona conta é decorada em tons roxos e laranjas, representando a união dos acampamentos contra os inimigos em comum que invadiram as cidades e revelaram os semideuses para os mortais, possuindo também desenhos da cidade de NY. Essa conta terá o efeito de deixar os semideuses completamente invisíveis por um turno, podendo ser usado uma vez por evento/missão.
Gasto de Mp: Nenhum.
Gasto de Hp: Nenhum.
Bônus: Nenhum.
Dano: Nenhum.
Passivos Afrodite:
Nível 1
Nome do poder: Beleza Natural
Descrição: Os filhos da deusa do amor são campistas naturalmente bonitos e charmosos. A beleza supera a de qualquer outro semideus no acampamento, sendo algo beirando ao sobrenatural. É simplesmente indescritível. Isso faz com que inimigos e aliados acabem se distraindo por sua beleza perturbadora, ou encantados pela mesma.
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: Pode deixar o inimigo atordoado durante o primeiro turno, evitando atacar logo de cara, ou se atacar (poderes que exijam miras, ou armas com a mesma característica), irão errar o alvo. Não acertarão o filho de Afrodite/Vênus, pois, de primeira, o inimigo não saberá porque não nutre o desejo de ataca-lo.
Dano: Nenhum

Nível 16
Nome do poder: Voz Melodiosa
Descrição: Sua voz tem uma melodia que agrada aos ouvidos das outras pessoas. Nem todos escutam a sua voz com o mesmo timbre, será de acordo com aquilo que mais agrada ao ouvinte. Isso facilitará persuasão com pessoas do sexo oposto drasticamente, e com do mesmo sexo influenciará um pouco.
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: O poder ativo “charme” do filho de Afrodite/Vênus, ao ser combinado com essa passiva ganha um bônus de força de 20%, podendo causar um estrago ainda maior.
Dano: Nenhum

Nível 24
Nome do poder: Incentivo
Descrição: As palavras das prole de Afrodite/Vênus, independente da animação do mesmo, podem motivar semideuses a continuarem lutando, mesmo cansados, por exemplo. É apenas um poder de incentivo, não irá manipular ninguém. Apenas crescer as esperanças dos aliados do filho de Afrodite/Vênus.
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: + 15% de motivação p/ aliados.
Dano: Nenhum.
Passivos Marte:
Nível 1
Nome do poder: Espírito de Guerra
Descrição: Ares/Marte é o deus da guerra, profundo amante de combates e um dos principais deuses amantes da morte. Seus filhos possuem um espírito parecido com o do deus, de modo que todos os conhecimentos referentes a guerra (como sinais de comunicação, técnicas de sobrevivência básica, manuseio de armas e tudo mais o que tiver ligação direta com guerra), surgem naturalmente na mente do semideus, mesmo que ele jamais tenha passado por alguma situação de dificuldade.
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: Conseguem elaborar planos, ler mapas e criar estrategias com mais facilidade.
Dano: Nenhum



Seel García
if i could make amends with all my shadows, i'd bow my head and welcome them. but i feel it burning, like when the winter wind stops my breathing; are you really gonna love me when i'm gone? i fear you won't, i fear you don't.
Seel C. García
Seel C. García
Centurião da IV Coorte
Centurião da IV Coorte

Idade : 16

Voltar ao Topo Ir em baixo

Jogos de Guerra Ω CCFY de Maisie e Seel Empty Re: Jogos de Guerra Ω CCFY de Maisie e Seel

Mensagem por Maisie K. Blackwood em Sex Mar 29, 2019 12:29 am

Chain reaction, it's so electric
Do you want war?
Ok,you'll have war.


Eu estava zanzando de um lado para o outro no dormitório da coorte, com passos pesados e um ódio palpável. O livro completamente destruído estava flutuando à minha frente, enquanto eu buscava meios de salvar as folhas e recuperar o conteúdo. Maldita hora que aquele novato passou por mim e destruiu a coisa mais importante que tinha no momento.

Talvez você esteja pensando “calma, Maisie, é só um livro”, mas eu digo a você: não era só um livro! Meu semestre na Universidade estava contido ali, pois era a leitura obrigatória para a aula de Artes Visuais. Estavam ali todas as minhas anotações, marcações de página e anexos importantes para me ajudar a estudar para a prova. E agora? Tudo por água abaixo, literalmente.

– Louis! - exclamei esperançosa assim que um legado de Netuno entrou no quartel da III Coorte. – Nunca precisei tanto de você quanto agora.

– Eu costumo cobrar pelos meus serviços - ele comentou, erguendo as sobrancelhas em um tom sarcástico.

Eu não estava com humor para gracinhas. Então apenas revirei os olhos e soltei o ar, mas ele estava merecendo uma resposta atravessada. – Tem troco pra cinco centavos? - retruquei, dando a entender que “seus serviços” valiam menos que aquilo. E claro que ele não conseguiu pensar em uma resposta tão rápido, ficando com cara de tacho.

Mantendo o livro suspenso no ar com o poder da mente, fiz com que o objeto se aproximasse do semideus para que ele averiguasse a situação. Louis tocou na capa do objeto com a ponta dos dedos, sentindo-a encharcada, e avaliou o estado das folhas. E, para a minha infelicidade, seu semblante não era muito animador. – Lamento - ele disse, destruindo meu resquício de esperança. – A água já danificou tudo. Não tem como tirar a água sem piorar.

Já era. Meu livro, minhas marcações e minhas anotações estavam perdidas. E o pior? A prova semestral já era na próxima semana. Naquele momento, eu nem soube o que dizer, apenas sentir. E sentia frustração por ter todo o meu esforço perdido ali, em questão de segundos, sentia tristeza por ter que tentar recuperar o que precisava em menos de sete dias e sentia raiva, muita raiva, pelo novato que havia estragado tudo.

– Mas Mai, na verdade, eu vim porque a gente tem um problema - Louis disse, recuperando a minha atenção naquele momento. – A II Coorte não vai poder participar dos jogos hoje.

– Por quê? - questionei, deixando o livro destruído cair no chão e fitando o outro legionário. Com a II Coorte fora do jogo, algumas coisas teriam que ser reorganizadas em pouco tempo.

– Punição coletiva. Alguns deles aprontaram alguma coisa e a Becka suspendeu toda a coorte hoje.

Minha expressão de total desentendimento se transformou em surpresa, pois aquilo não era o tipo de coisa que acontecia todo o dia. Era bem difícil irritar a pretora, quem conseguiu aquela façanha estava de parabéns pela coragem. Já imaginava que, com a suspensão coletiva, os legionários estariam ocupados realizando diversos serviços desagradáveis e não teriam disponibilidade alguma para jogar naquela noite.

Minha mente começou a trabalhar rapidamente após receber aquelas informações. Com a mudança, as equipes teriam que ser divididas de maneira diferente e eu precisava adaptar a estratégia vencedora às necessidades do meu time. Mais importante que isso, precisava ter certeza de estar em um bom time.

– Onde você vai? - Louis perguntou quando caminhei em direção à saída sem dizer uma única palavra.

– Falar com a Nyx - respondi, olhando para trás e piscando-lhe um olho.

A centuriã da I Coorte era filha de Marte e, embora não fosse muito sociável, era alguém familiar e que aceitaria uma aliança entre nossas coortes naquela noite. Já havíamos trabalhado juntas em outros jogos e ela sabia que minhas estratégias nos levariam à vitória. E ela também não iria querer a IV ou a V como aliados, tendo em vista a maré de azar em que estavam. Seria uma noite fácil.

– Vamos trabalhar com a mesma estratégia da última semana - comecei, falando com a outra centuriã e com alguns legionários que acompanhavam nossa pequena reunião ali no quartel da primeira. – O estandarte fica na ala oeste e eu fico como isca na ala leste. É o melhor ponto para eu enxergar o terreno e avisar assim que enxergar o estandarte da equipe azul - expliquei, enquanto fazia marcações no mapa do Campos de Marte que havia sido montado para aquela noite.

Os demais legionários já viram aquele esquema tático em funcionamento há pouco tempo e sabiam que ele daria certo. Ele era simples e descomplicado, mas exigia que algumas ações ficassem centradas em mim. Eu estaria no alto da fortaleza, na área leste, em um ponto estratégico para enxergar o campo de batalha e analisá-lo. Como filha de Athena, minha visão era aprimorada e eu conseguia alertar os meus companheiros de time antes que algum ataque acontecesse. E, pela facilidade de compreender o campo de batalha, também conseguia orientar os legionários uma alternativa para obter sucesso.

Nos últimos jogos, a equipe adversária não teve tempo de descobrir que havia uma isca, pois a nossa equipe de ataque havia conquistado o estandarte azul rapidamente. Isso porque, no alto da fortaleza, eu havia enxergado uma rota livre para que alguns membros da nossa equipe de ataque alcançassem o forte e apanhassem o estandarte adversário. Enquanto aquilo acontecia, membros da equipe azul insistiam em atacar o flanco errado, pensando que era ali que estava a nossa áquila.

E pensar que, por anos, os romanos tiveram preconceito com os filhos de Athena. Agora engoliam as palavras com amargura ao ter uma dessas semideusas como centuriã e fazendo-os obter vitória nos jogos.

Nyx estaria liderando a equipe de ataque, tal como esperado, conduzindo os tanques de guerra da I Coorte para o campo adversário. A equipe de defesa seria minha responsabilidade, mantendo a estratégia bolada por mim para o forte. Eu novamente estaria na parte mais alta da fortaleza para visualizar o campo e notificar os colegas sobre o que via. Mais legionários estariam ali no flanco leste, dando a impressão que era ali que nosso estandarte estava. Só que não. Ele estaria escondido na ala oeste, sob a proteção de menos semideuses, mas que aguentavam o tranco se os adversário chegassem ali. Se chegassem.

– Está certo, temos nosso esquema pra essa noite então - a centuriã da I declarou, após combinarmos outros detalhes com os legionários presentes. Com tudo resolvido, apertamos as mãos e garantimos que seria um bom jogo.

(...)

As cinco coortes estavam em formação no Acampamento Júpiter, como tradicionalmente acontecia no final do dia. Pela ordem numérica, eu e os demais legionários da III Coorte ficávamos exatamente na frente de Romeo e Becka. E, como primeiro anúncio daquela noite, eles tinham alguém para apresentar como intercambista.

O nome? Seel Castillo García. Filho de Vênus, legado de Marte. Cartas de recomendação? Nenhuma. E adivinhem só, era o pateta que havia estragado meu dia horas atrás e destruído meu livro. E olha, eu sabia que o mundo dava voltas, mas não sabia que seria tão rápido assim. Após a desastrosa chegada do grego, ele agora tinha que ser acolhido em uma coorte, e eu era uma das pessoas que poderia fazer isso. Eu faria? Óbvio que não.

Os olhos castanhos do novato encontraram brevemente os meus enquanto ninguém se pronunciava para acolhê-lo. Mantive-me séria, para então desviar o olhar do seu e espiar a movimentação nas outras coortes. As duas primeiras não demonstraram interesse, pois já eram bastante volumosas e, sendo apenas um intercambista, não “valia o esforço”. Já ali, na III, eu mantinha o silêncio e o legado de Netuno ao meu lado não parava de falar.

– NÃO, Louis - disse uma única vez, de maneira firme e consistente.

Meu colega de coorte queria abrigar o novato na III Coorte e estava empolgado com a ideia de receber alguém diferente no quartel, mas eu havia sido enfática em minha negativa. Eu não culpo Louis, ele estava certo em querer mais semideuses conosco. Afinal, nossa coorte era uma das mais vazias e toda participação poderia ser bem-vinda para nos ajudar. Mas ele não.

Logo a filha de Cupido da IV Coorte elevou sua voz sobre os demais, anunciando que ficariam com o filho de Vênus. Ela só esqueceu de ser mais discreta em seu suspiro apaixonado e no tom de voz que usou. Pronto, ela tinha um novo crush. Revirei os olhos com a cena, mas estava aliviada de ter poupado minha coorte da participação do novato.

Resolvidas as burocracias da Duodécima Legião Fulminata, podíamos deixar a formação e entrar no pavilhão para jantar.

E apenas ali, poucas horas antes do jogo, é que o time adversário resolveu conversar sobre estratégias para o que viria a seguir. Havia uma aglomeração na mesa em torno dos outros centuriões, como se eles tivessem pensado “ah é, temos Jogos de Guerra essa noite. E aí, como é que vamos perder hoje?”

– Como podem ser tão desorganizados? - pensei alto, sem dirigir a pergunta a ninguém específico. Os colegas de coorte que estavam próximos concordaram, olhando para o outro lado do refeitório e esboçando um sorrisinho.

Descartei os pensamentos em torno do outro time e preocupei-me apenas com o meu jantar. Da mesma forma, os demais legionários da III e da I coorte permaneceram despreocupados, apenas trocando ideias sobre a atividade e conversando amenidades. Arriscaria dizer que era uma equipe que se tornara soberba com a vitória, mas com razão.

– Em uma hora, todos devem estar nos Campos de Marte para nosso jogo - Bernocchi anunciou logo após o jantar. – Boa sorte, equipes!

(...)

Preparei-me para os jogos vestindo uma armadura mágica. Ela não era feita a base de metais, como todas as outras, mas sua maior parte era composta apenas por tecidos mágicos que me protegeriam. Era ideal para que eu pudesse me mover sem parecer um robozinho, e perfeita para não sobrecarregar meu corpo com o peso extra. Além disso, era cheia de bolsos para esconder cartas nas mangas. Em minha cabeça, estava o elmo com penacho vermelho sobre o topo, indicando meu time.

Trajada daquela forma, ia caminhando com outros dois semideuses em direção ao forte, onde eu estaria posicionada. Naquela última hora de preparo, alguns semideuses de Mercúrio e Vulcano estavam colocando algumas armadilhas extras no nosso lado do campo para pegar alguns inimigos desavisados.

– Alguma sugestão de armadilha, Maisie?, um deles perguntou ao me ver. Estavam providenciando alguns buracos e armadilhas que ficariam escondidas no solo.

– Maçãs douradas para as crias da beleza - disse, em um tom levemente jocoso. Havia lembrado de Atalanta e sua derrota em uma corrida porque resolveu admirar as frutas de ouro que encontrou no caminho.

– Não está falando sério, né?

– Não. Mas se quiser tentar, vai que cola.

Deixei-os, sem saber se deveriam levar minha piada a sério ou não. Confesso que seria engraçado se aquilo acontecesse.

Seguindo caminho, emiti um assovio alto, curto e agudo. Repeti-o exatas três vezes, chamando Capitu para perto de mim. Eu havia mandado a coruja sorrateiramente para o outro lado do Campo para observar o preparo da equipe inimiga, podendo assim alertar meu time para o caso de alguma surpresa.

– Qual é o relatório da missão, tenente Capitu? - perguntei assim que ela pousou em meu ombro.

– Tem alguma ilusão mágica nas portas. Faz parecer que tem mais gente na defesa - ela contou.

– Ótimo! Ouviu isso, Nyx? - disse, primeiro elogiando a coruja, para então falar com a outra centuriã da equipe.

– É só você que entende essa coruja, Blackwood - ela disse, séria como sempre. Ela era muito literal, considerando cada palavra ao pé da letra, o que fazia ela geralmente não entender quando alguém estava brincando.

Ignorando sua falta de humor, contei-lhe sobre o que minha informante havia visto. Com sua visão de corujinha, ela também identificou algumas das armadilhas colocadas no caminho, o que nos evitaria alguns problemas. Nyx agradeceu as informações e foi falar com os demais integrantes da equipe de ataque, alertando-os sobre os truques que encontrariam no terreno inimigo.

Eu e a equipe de defesa nos posicionamos em torno do forte. Como planejado, havia mais legionários na ala leste do que na oeste, onde realmente estava nosso estandarte. A ideia era criar uma cilada, bino, fazendo o time azul concentrar esforços do lado errado. Subindo o forte, também estaria na ala leste, onde a visão do terreno seria privilegiada.

– Bem na hora, Mai - Louis disse assim que alcancei a parte superior da fortaleza, estendendo a mão para me ajudar a subir. A seguir, me entregou um comunicador, item providenciado pelos forjadores para facilitar a comunicação da equipe.

Fiz um sinal para Capitu levantar voo e acompanhar melhor o outro lado da arena. Ela retornaria se tivesse algo importante a me falar que eu não tivesse visto ou caso eu chamasse por ela. A corujinha era um dos meus trunfos, pois não havia sido descoberta como espiã até hoje. Por ser um animal noturno e que se camufla naturalmente, passava despercebida com facilidade.

– Tudo pronto.

Um alarme preencheu os Campos de Marte e os jogos de guerra tiveram início.


Informações:

Poderes & Habilidades:


Passivas de Athena:

Nível 2
Nome do poder: Visão noturna
Descrição: Você enxerga relativamente bem no escuro, graças à ligação entre Athena e as corujas. O efeito de apagar a luz, ou locais desprovidos de qualquer claridade tem menos efeito em você, significa que sua visão será remota, mas não ficará totalmente cego. (Esse aprimoramento não conta para magias, ou poderes de escuridão que exerçam de cegueira temporária).
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: +50 de visão ao enxergar no escuro. A visão ainda será relativa.
Dano: Nenhum

Nível 5
Nome do poder: Inteligência
Descrição: Um filho de Athena é naturalmente inteligente, por sua mãe ser a deusa da sabedoria, o semideus aprende as coisas mais rápido, o que também permite que ele note coisas que outras pessoas não percebem. O semideus de Athena sempre procura uma saída lógica, consegue bolar um plano e encontrar pontos chaves, pois tudo aquilo que não consegue entender lhe deixa frustrado. Ele sempre buscará respostas.
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: +5% das estrategias darem certo. (Aumenta em +5% a cada 5 níveis que o semideus adquirir).
Dano: Nenhum.

Nível 7
Nome do poder: Sabedoria em Combate
Descrição: Os filhos de Atena conseguem descobrir os pontos fracos de seus inimigos, fazendo com que seus golpes sejam mais efetivos. Em monstros que já conheçam, ou tenham lutado, eles já saberão o ponto fraco.
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: +15% de chance de acertar um ponto crítico em batalha.
Dano: +10% de dano em monstros que já tenham enfrentado anteriormente.
Extra: Precisa avisar ao avaliador quando enfrentou o monstro.

Nível 12
Nome do poder: Comunicação Animal
Descrição: O campista pode se comunicar com corujas e com qualquer outro animal noturno.
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: Nenhum
Dano: Nenhum

Nível 17
Nome do poder: Memorização
Descrição: A mente do semideus é capaz de arquivar informações com mais facilidade, lembrando-se de caminhos percorridos, dados sobre coisas que já viu ou conheceu. A boa memória do semideus o faz capaz de lembrar informações importantes sobre o cenário ou sobre inimigos que já enfrentou.
Gasto de MP: Nenhum
Gasto de HP: Nenhum
Bônus: +10% de inteligência e +30% de capacidade memorial
Dano: Nenhum
Extra: Caso o semideus já tenha enfrentado determinado inimigo ou passado por alguma situação, se lembrará de detalhes que o ajudem a superar o problema.

Nível 18
Nome do poder: Visão de batalha
Descrição: Com o decorrer dos anos e a inteligência avançada, vem a visão aprimorada de uma batalha. Essa visão permite ao semideus entender a forma como os outros lutam mais rapidamente, e conseguir identificar e se adequar às diferenças. Por exemplo: um romano e um grego não são soldados da mesma maneira, assim como um humano também não o é. Ao compreender isso e adquirir essa visão, o semideus também consegue achar meios mais eficazes de se defender e de derrotar um inimigo, apenas o estudando.
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: +10% de chance de acertar o alvo em pontos críticos.
Dano: + 15% de dano se o golpe acertar.

Nível 24
Nome do poder: Estratégia II
Descrição: O campista é bom em elaborar planos e estratégias de batalha, o que torna a chance de erro para ataques diretos, ou criação de armadilhas, menor, ou seja, a margem de erro será inferior ao dos outros semideuses.
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: +20% de acerto em ataques planejados previamente.
Dano: Nenhum

Nível 26
Nome do poder: Foco
Descrição: Com uma das mentes mais apuradas, é difícil distrair um filho de Athena quando este está dedicado a suas ações.
Gasto de MP: Nenhum
Gasto de HP: Nenhum
Bônus: 40% de foco em combate ou atividades.
Dano: Nenhum.

Nível 31
Nome do poder: Racionalidade
Descrição: Apesar de não serem frios e calculistas, filhos de Athena/Minerva possuem como uma de suas principais características a suas capacidades cognitivas apuradas. Graças a isso, eles conseguem ser mais racionais e até mesmo camuflar algumas emoções sentidas. Conseguem captar facilmente traços ou dicas que os ajudem pensar logicamente perante uma situação.
Gasto de MP: Nenhum
Gasto de HP: Nenhum
Bônus: Nenhum.
Dano: Nenhum.

Nível 33
Nome do poder: Campo de visão
Descrição: Tão ligados a coruja, símbolo de Athena/Minerva, os filhos da deusa desenvolvem a capacidade de enxergar o campo ao seu redor como uma coruja que pode virar seu pescoço a quase 360º graus.
Gasto de MP: Nenhum
Gasto de HP: Nenhum
Bônus: +50% de chances de perceber um ataque surpresa.
Dano: Nenhum.

Nível 34
Nome: Aprendizado apurado III
Descrição: A inteligência de um filho de Athena é um dos pontos mais fortes do semideus, quando bem desenvolvida e estimulada. Ao estudar algo, o filho da deusa da guerra estratégica ganha mais domínio sobre o assunto do que qualquer outro semideus.
Gasto de MP: Nenhum
Gasto de HP: Nenhum
Bônus: +15% de bônus em habilidades aprendidas.
Dano: +15% de dano em habilidades aprendidas.
Extra: Necessário colocar essa habilidade em destaque, para que narrador esteja ciente do aumento no bônus e dano.

Nível 38
Nome do poder: Instinto heroico
Descrição: Athena/Minerva foi uma deusa que auxiliou vários heróis durante a antiguidade. Seu papel foi tão fundamental em diversos mitos que é proferido até os dias atuais. Ser filho dessa deusa deu a capacidade de você conquistar mais facilmente aliados, convencendo pessoas com índole neutro-bom a juntar a sua causa.
Gasto de MP: Nenhum
Gasto de HP: Nenhum
Bônus: +60% de convencer alguém a ser um aliado.
Dano: Nenhum.

Ativas de Athena:

Nome do poder: Telecinese III
Descrição: Consegue levitar qualquer tipo de objeto com peso até 100 Kg aproximadamente. Esses objetos podem se mover pelo ar com o controle da telecinese do semideus com mais precisão, pois seu controle já está mais aprimorado.
Gasto de Mp: 50 MP
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: Nenhum
Dano: 20 a 85 dependendo de como for utilizada. (Dano a critério do narrador).
Extra: Nenhum

Passivas de Belona:

Nível 1
Nome do poder: A arte da guerra
Descrição: Filhos da deusa da fúria da guerra, esses semideuses possuem um conhecimento apurado em estratégias básicas e de sobrevivência. É similar a um instinto, uma intuição, uma sequência de pensamentos que permitiam ao romano a analisar o combate como se fosse uma arte. Graças a isso, raramente entra em estado de desespero quando situações de risco surgem.
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: Conseguem elaborar planos e estratégias, assim como não são abalados com a eminência de um combate ou situações de perigo.
Dano: Nenhum

Nível 5
Nome do poder: Corpo Guerreiro I
Descrição: O filho de Belona tem o corpo preparado para a guerra e combates de longa duração. Seu metabolismo e funcionamento é diferente de qualquer outro semideus, tendo assim os componentes biológicos potencializados. Isso oferece maior resistência corporal (diminui o cansaço físico e a dor de impactos no corpo), imunológica e permite que a hipercinesia não cause sobrecarga cerebral ou muscular.
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: +15% em resistência corporal, +20% de imunidade a infecções e venenos.
Dano: Nenhum

Ativas de Belona:

Nenhuma usada.

Habilidades Aprendidas:

Nome do Poder: Inteligência Linguística
Descrição: Quem possui a inteligência linguística bem desenvolvida, possui um domínio e gosto especial pelos idiomas, pelas palavras e desejo de explorá-los. Esta habilidade dá a vantagem de usar as palavras com maestria e expressar-se com sagacidade para obter o que deseja.
Gasto de MP: Nenhum
Gasto de HP: Nenhum
Bônus: +10% em inteligência, +20% de persuasão.
Dano: Nenhum

Nome: Magnificência Semidivina
Descrição: Após um longo dia de treinamento, no qual as capacidades físicas do semideus foram postas à prova, o resultado apareceu. Assim sendo, o aprimoramento de seus atributos corporais - força, constituição, destreza, controle corporal e velocidade - agora é evidente.
Gasto de MP: Nenhum.
Gasto de HP: Nenhum.
Bônus: +10% nos atributos corporais.
Dano: Nenhum.

Belas Artes - UNR

2º Semestre
Nome do poder: Visão Espacial
Descrição: A noção de espaço é fundamental para as artes, seja para ter noção de como mover-se em um palco ou para calcular espaços em um desenho. Nesse semestre, os estudos serão focados para o desenvolvimento da visão espacial do estudante, tornando cada vez mais natural a sua percepção de espaço e tamanhos.
Gasto de Mp: Nenhum
Bônus: Melhora na visão espacial, sabendo lidar melhor com o cenário ao seu redor.


Armas & Equipamentos:

Leather Armor [Uma armadura leve unissex, composta mais por tecido reforçado e mágico do que por metais. É uma armadura do tipo leve, propícia para jogadores que buscam mais mobilidade e velocidade em seus movimentos. Ela pode ser considerada completa, por cobrir praticamente todo o corpo do seu usuário e incluir até mesmo um capuz que esconde o rosto. Ela possui muitas aberturas para se esconder armas de porte pequeno, como punhais, facas e adagas. | Efeito 1: Diminui os ruídos de movimento em 70%, tornando mais difícil escutar o portador dessa armadura enquanto se move. Efeito 2: aumenta em 25% a agilidade, equilíbrio e reflexo. Efeito 3: Ao usar o capuz, a presença do usuário reduz em 30%, tornando mais difícil de identifica-lo caso se dedique a ser mais discreto | Tecido reforçado e mágico | Beta | Espaço para uma gema Espaço para uma joia/gema | Status: 100%, sem danos | Mágico | Comprado no Ferreli & García - Mode et style]

• Arsenal [Anel brilhante com uma pedra preciosa, esbranquiçada e minúscula em seu centro | Aço | . Possui o efeito de alterar uma arma, mudando assim sua forma, detalhes, e qualquer outra coisa que o portador desejar, desde que as alterações sejam apenas físicas. Ou seja, utilizando o efeito do anel, é possível transformar uma lança em uma espada ou faca, ou qualquer outro item de ataque. Um escudo circular pode ser transformado em um broquel, ou um escudo de corpo. Os materiais dos itens podem ser alterados, mas seus efeitos sempre serão os mesmos (exemplo: uma espada elétrica ainda causaria dano por eletricidade se transformada em uma lança) | Não possui espaços para gemas | Comum | Resistência: Sigma | Status: 100%, sem danos | Comum | Comprado na loja ].

Ice and Fire [Adagas gêmeas, feitas de bronze celestial. As lâminas possuem 30cm de cumprimento e são mais afinadas na ponta, facilitando o ato de perfuração. As adagas possuem efeitos únicos e elementais | Efeito 1: Uma das adagas possui runas e escritos antigos que confere o poder do elemento fogo. Assim, ao atingir alguém, também poderá causar queimaduras intensas a depender da eficácia do ataque; Efeito 2: A outra adaga também possui escritos e runas em sua lâmina, o que lhe confere um encantamento do elemento gelo. Ao atingir alguém com essa adaga, provocará um leve resfriamento do local ou até mesmo o congelamento a depender da eficácia do golpe. Também poderá provocar lentidão pelos músculos estarem frios | Bronze Celestial | Beta | Espaço para uma gema | Status: 100%, sem dano | Mágica | Dano base: +10 de dano pelos encantamentos elementais | Comprado no Pandevie Magie]

• Corda de violão encantado [Uma corda de violão feita de ferro estígio, que pode formar o fio para um colar, que aparenta ser completamente comum. | Efeito 1: A corda, abençoada por Orfeu e por Apolo, o protege de ataques baseados no som ou ruídos, emudecendo os sons à sua volta uma vez por evento ou missão. | Efeito 2: A corda nunca irá se perder ou romper, sempre retornando para o seu dono. | Ferro estígio. | Sem espaço para gemas. | Beta. | Status 100%, sem danos. | Mágica. | Arsenal do acampamento]

• Amuleto de portal [ Uma pulseira feita de bronze sagrado e pedras pequenas água marinha em formato circular irregular. A pulseira possui várias pedras água marinhas ao seu entorno, a do meio possui uma runa de mudança que auxilia o semideus a abrir um portal por tempo o suficiente para que a sua passagem e mudança de ambiente se realize com sucesso, podendo levar consigo até duas pessoas. | Efeito 1: Abre um portal para qualquer lugar que o semideus deseja ir, por dois turnos, dando tempo para levar consigo até duas pessoas. | Efeito 2: Caso o semideus perca a pulseira, após um turno ela retorna para o mesmo. | Efeitos duram dois turnos. | Gasto de MP: 50 MP por uso. | Após uma ativação deverá esperar quatro turnos para poder ser ativado novamente. | Água marinha e Bronze Sagrado | Resistência Gama | Mágico | Comprado no Tea Drop ]

Tatuagem:

Tatuagem SPQR [Tatuagem de coloração negra feita na parte inferior do antebraço direito. Possui o desenho de uma coruja, seguido abaixo pelas letras SPQR, um risco para cada ano servindo a Legião e escrito III Coorte. Uma vez por missão/evento, as estratégias do semideus se tornam mais eficazes do que normalmente e se torna impossível retirar a concentração do membro da 3ª Coorte. O efeito funciona durante três turnos após sua ativação, tendo 5% de eficácia.]

Mascote:

Nome: Capitu Jogos de Guerra Ω CCFY de Maisie e Seel CzYAyB1
Nível: 9
Tipo (raça): Coruja / Ave comum
Mais informações: http://www.bloodolympus.org/t4045-fpa-maisie-k-blackwood#83732


Make a wish change to reality




Maisie Blackwood
intelligence is the only way we have to master our instincts.
Maisie K. Blackwood
Maisie K. Blackwood
Centuriã III coorte
Centuriã III coorte


Voltar ao Topo Ir em baixo

Jogos de Guerra Ω CCFY de Maisie e Seel Empty Re: Jogos de Guerra Ω CCFY de Maisie e Seel

Mensagem por Seel C. García em Sex Mar 29, 2019 11:03 pm



Jogos de Guerra


A motivação da equipe havia mudado. Era possível notar a garra nos olhos dos heróis, até a forma de empunhar a espada. Os legionários da IV e da V coorte eram tão aguerridos quanto os das outras três, e todos veriam isso neste jogo. A trombeta havia soado e a equipe vermelha não perdeu tempo, como havíamos calculado. Nossos membros mais fortes foram na frente, tankando os filhos da guerra que representavam a primeira.

Meu corpo era rápido e esguio, mesmo que fosse de um porte grande. O maior erro dos inimigos era acreditar que um filho de Vênus não pode liderar, ou que não serve dentro de uma batalha, mas eu iria provar que não era verdade, por isso resolvi mudar algumas roupas que não me agradavam nos meus adversários. Usei deste poder três vezes e as armaduras reluzente de três dos atacantes mais ágeis foram trocadas por roupas de inverno que eram tão pesadas ao ponto de mal conseguirem se mover. Eles não entendiam o que acontecia e isso me ajudava mais ainda, pois a fama que eu conhecia dos filhos de Marte era que só evoluíam os músculos e não a inteligência.

Hannibal, o elefante de guerra, já estava fora de nosso forte, assim como os dois tanques de guerra que Ralf havia me comentado. Era hora de começar o que havíamos combinado. Desembainhei Ice e a mantive-a na destra, enquanto começava a avançar rumando para a fortaleza inimiga. Chequei o item recebido do filho de Vulcano e continuei avançando e atacando aqueles inimigos que tentavam impedir minha passagem.

Apesar de ser uma arma de pequeno porte, minha adaga era rápida e eu manejava seu fio com cuidado e voracidade, causando paralisias em membros inferiores dos inimigos. Um brutamontes com elmo de penacho vermelho materializou-se diante de meus olhos, e este me acertou com um porrete. O impacto não foi tão doloroso para os meus ossos por eles estarem cobertos por uma fina camada de metal. Minha couraça também agiu contra o grandalhão, o fazendo recuar alguns passos quando viu o entalhe dela. Levantei com certa dificuldade, mas consegui desembainhar a segunda adaga.

— Gosta de brigar, grandalhão? - Disse quando estralei os dedos e fiz uma bela roseira prender os pés dele e o fazer cair de bunda no chão. — Porque eu também gosto! - Usei Ice para cravar na coxa dele e imobilizar completamente o movimento daquela perna. Ele grunhiu e eu aproveitei que estava de tênis e o acertei com um chute próximo ao nariz, o fazendo perder os sentidos.

Ralf coordenava a máquina de guerra muito bem e ele conseguiu acertar um tiro no forte inimigo, criando uma cratera na construção e, infelizmente, chamando atenção da garota que, naquele momento estava entretida com alguma coisa que eu não soube identificar. Os membros da vermelha que atacavam começavam a recuar, algo que me fez ficar feliz, mesmo que algo dentro de mim dissesse para não ficar. Me enchendo de confiança, me coloquei à frente de todo o batalhão.

— Avante! - Gritei forte quando percebi que os tanques se aproximavam cada vez mais de mim e do forte inimigo.

Me direcionei para frente enquanto Ralf me acompanhava disparando projéteis no chão e criando algumas trincheiras improvisadas. Os arqueiros lançavam flechas flamejantes para o lado inimigo, mas alguma coisa fazia com que elas caíssem ou voltassem para nos atacar, foi aí que percebi que alguém no alto do forte era quem estava ajudando sua equipe. Maisie era muito mais do que um rostinho bonito e um cérebro de gênio, ela era esperta e bastante audaciosa, mas eu daria um jeito para que isso acabasse logo.

Eu sabia que, se não fosse pelo plano mirabolante de invadir o forte e jogar aranhas na centuriã, nós nunca atingiríamos a metade do campo e acabaríamos sendo destruídos em pouco tempo. Mas eu também sabia que estávamos dando trabalho para eles, pois estavam se aglomerando ala leste, onde a garota se encontrava, local que deveria estar escondido o estandarte encarnado.

Olhei novamente para a localização da loira e percebi que o moleque que estava consigo já havia desaparecido, enquanto outros três estavam prontos para lançar flechas. Distraído com a movimentação que a equipe vermelha fazia, não percebi uma catapulta lançar uma esfera em chamas em minha direção, mas Ralf estava ali para me proteger e colocou o canhão na frente, o fazendo explodir e rolar alguns metros.

Corri para ajudá-lo a sair do tanque, mas fui impedido por uma armadilha que me prendeu em uma corda e me deixou no ar sendo preso pelo tornozelo. Do alto, pude ver que alguns membros ajudavam o filho de Vulcano sair de dentro da máquina com vida e pronto para continuar. Enquanto estive preso, me obriguei a me manter mais atento ao lugar. Espaço, terreno, inimigos e, principalmente, companheiros. A centuriã da IV mostrou-se suas asas e sorriu quando chegou na mesma altura que eu.

— Precisa de ajuda? - Ela brincou e cortou a corda com uma adaga.

Voltei ao chão e agradeci a menina pelo que fizera antes. Chamei Ralf e outros líderes que estavam por ali e deixei claro que deveríamos colocar o plano em ação antes que mais gente da equipe azul se machucasse. Eles assentiram e, juntos, ordenamos que as tropas continuassem avançando.

Quando já havíamos tomado a metade do campo de batalha, era hora de começar minha estratégia, deixando os comandos dos batalhões para os centuriões que haviam sido encorajados. Uma das águias que sobrevoavam com semideuses acabara de ser abatida e um semideus da equipe azul tivera que ser levado às pressas para a enfermaria, mas o animal se manteve na batalha.

— Olá, amiguinha - Disse me aproximando com cautela e usando uma doçura em minha voz. Você pode conhecer essa doçura pelo nome de charme. — Você me leva na fortaleza vermelha?

A ave de rapina não era do tipo que apanhava e se deixava abalar, por isso ela se ergueu do chão e baixou-se para que eu subisse nela. — Ainda estou aqui! - Disse quando alisei o colar de contas e fiquei completamente invisível. O animal alçou voo e eu me segurei firme nas rédeas, tentando deixá-las escondidas para não me anunciar enquanto sobrevoava o campo inimigo. O cavalo de Tróia só ficou mundialmente conhecido porque ainda não haviam visto o presente grego que carreguei para o forte vermelho.

Os arqueiros até tentaram abater, novamente, a águia gigante que avançava contra a fortaleza, mas por eu ser o instrutor, acabara de instruir um treino de montaria aérea e aprendera bastante nele, podendo desviar dos itens lançados com um pouco de concentração e, é claro, velocidade do animal. Confesso que rezei algumas vezes para que Marte me acompanhasse e me ajudasse, de alguma forma, a conseguir meus objetivos. Torcendo que tudo desse certo, ordenei, baixinho, que a águia ganhasse mais velocidade e invadisse o espaço aéreo da equipe vermelha e seguisse na direção dos arqueiros.

O azarado foi um dos filhos de Febo que tomou um grande talho em um dos braços e largou a arma que manuseava. O irmão dele também largou a arma enquanto o terceiro preparava uma flecha. O segundo filho de Febo tratou de ajudar o primeiro, cuidando do machucado para que não houvesse problemas maiores. – Onde está você, novato? - Perguntou-se a filha de Athena e eu não pude deixar de agradá-la, afinal, se ela me procurava, era porque desejava minha presença.

— Estou aqui! - Disse quando saltei da águia bem próximo da semideusa, chamando sua atenção. Antes que ela pudesse reagir de qualquer forma, peguei a caixa feita por Ralf e cliquei no botão central, ativando o item. Larguei próximo dela e foi aí que ele explodiu em uma fumaça esbranquiçada que serviu para distrair os arqueiros, me permitindo a aproximação deles. Poucos segundos haviam se passado e tudo estava visível novamente, inclusive eu e as benditas aranhas que eu havia ativado. Ralf, você é demais!

Por estar um pouco próximo aos filhos de Febo, consegui tocar naquele que estava amparando o enfermo e um cochicho em seu ouvido bastou para que ele tomasse uma atitude diferente, empurrando o irmão para trás. — Você quer beijar a Maisie? Ela vai ser minha namorada! - Ele gritou e eu apenas esbocei um sorriso, enquanto tocava no ferido e, também, cochichava ao pé d'ouvido. — Ela nunca vai querer um idiota igual você. - Retrucou o outro, tendo que desviar de um soco. Os bobalhões, ao invés de me deter, brigavam entre si, enquanto a bela centuriã lutava contra sua fobia de aranhas.

Meu alvo, agora, era o terceiro arqueiro que estava tentando entender o que a estrategista estava sentindo. Com minhas adagas, fui em sua direção, colocando uma delas em seu pescoço, o fazendo sentir o calor que a lâmina de Fire possuía. Não esperei que o rapaz fosse tão rápido, ele acertou meu estômago com a ponta do arco e me fez recuar alguns passos. Ele tentou armar o arco, mas meu chute amparou o ato dele antes que se completasse. Maisie, que estava extremamente descontrolada, fez com que algumas coisas ficassem flutuando ao seu redor e, também, ao redor da fortaleza. O cara estava prestes a me acertar uma flecha, mas a semideusa estava apavorada demais para conseguir controlar sua telecinese, arrancando o arco da mão dele no momento perfeito. Aproveitando que ele estava confuso com o que havia acontecido, aproveitei para acertar um chute em sua virilha, o fazendo gritar.

Os filhos do sol chegaram ao ponto de cair da fortaleza por não conseguirem controlar os sentimentos conturbados que eu os induzira. Outro chute foi feito em suas pernas e, graças a Maisie, a própria arma do arqueiro o derrubou de cima do forte, restando apenas nós dois ali.

Não conseguia parar de pensar no que as aranhas estavam causando com o psicológico da menina e, com os gritos e a tremedeira dela, passou por minha cabeça que eu não deveria ter investido tanto naquela situação. Porém, minha vontade de vencer o jogo tomou conta de mim, me fazendo procurar o estandarte naquele local, mas não tive sorte. Ela, além dos olhos da equipe, era uma isca que me atraiu até ali.

Uma coruja parou ao seu redor da menina enquanto ela desarmava uma catapulta que voou na direção de onde a plateia assistia e quase acertou os pretores. Provavelmente todos observavam a loucura que estava acontecendo na fortaleza vermelha, mas estavam ocupados demais tentando defender do ataque de um elefante de guerra e um tanque muito bem armado. Sem falar, é claro, da quantidade de semideuses que estava atacando com o máximo de força que conseguiam. Voltei-me ao local que eu me encontrava e podia ver a filha de Athena tendo problemas para respirar.

Eu não tinha como parar os aracnídeos, mas eu poderia acabar com aquele jogo. Me aproximei dela e tentei chamar, mas ela estava apavorada demais para me ouvir ou me dar atenção. A coruja estava ao seu lado e me olhava como se fosse me atacar, mas continuou ao lado da dona. A expressão de Aly, uma amiga, apareceu em minha mente, mas não era nem um pouco parecida com a situação que eu presenciei com a loira. Com dó da menina, respirei fundo e agi.

— Maisie... - Minha voz estava ensopada de charme. — Maisie? - Proferi novamente, mas ela estava longe dali e eu precisaria busca-la para que me informasse onde estava a bandeira de seu time. Meu anel que estava junto ao colar de Vesta brilhou e o charme funcionou muito melhor. — Maisie!

A garota me atendeu, mas não era ela que falava, era o charme que já havia possuído o seu corpo. Pela primeira vez neste tempo em que descobri ser um usuário de charme, nunca ficara tão assustado com o que eu via. A menina me mostrou um lado aterrorizante de um poder que eu julgava, muitas vezes, banal. Percebendo que ela havia parado de tremer, resolvi ajudar, ao invés de só destruir.

Pisei em algumas aranhas e me aproximei dela, tirando alguns dos fios de cabelos de seu rosto, pondo atrás da orelha direita. — Vai ficar tudo bem... - Falei com calma e usando o charme para seduzi-la. — Eu estou aqui para ajudar. - Toquei-lhe o rosto com suavidade e lhe olhei profundamente em seus olhos claros e notei que sua respiração voltava ao normal.

Ela parecia estar sedada, por isso não perdi tempo. — Sabe o que eu queria... - Um sorriso brotou em meus lábios logo após proferir as palavras com um tom de voz mais delicado. Pude sentir um arrepio na espinha e sabia que ela deveria estar sentindo a mesma coisa. — Um beijo? - Respondeu ela com os olhos grudados nos meus. Meu sorriso aumentou e, por alguns segundos eu queria dizer que sim. — Também, mas só poderei te beijar depois que conseguir o estandarte da equipe vermelha. - Investi no que eu mais precisava naquele momento. A garota sorriu.

— Está no lado oeste do forte.

Meus lábios atingiram sua testa. — Obrigado, linda, eu volto para te beijar assim que possível. - Disse enquanto a deixava na parede com a companhia de sua coruja.

Olhei para o local onde ela informara e coloquei as mãos nos bolsos, buscando algo que havia colocado neles antes do jogo começar. Quando senti a frieza da pedra, apertei com força e senti a magia tomar conta do meu ser, me levando para o local onde estava a bandeira vermelha. Não consegui acreditar quando vi a bandeira chacoalhar com o soprar do vento, principalmente quando não vi ninguém guardar o objeto mais valioso do jogo.

Peguei o estandarte e corri para o limite do forte, onde todos podiam me enxergar. Um grito forte saiu pela minha garganta, chamando atenção de todos enquanto eu balançava com toda a força que eu conseguia. Uma trombeta deu fim ao jogo e a equipe azul inteira gritou junto comigo, tirando o elmo dourado da cabeça e apontando suas espadas em minha direção.

Membros da vermelha tiravam seus elmos e jogavam no chão, outros se sentavam e paravam de fazer força e uma, a que eu mais me importava, me olhava com uma expressão que eu não consegui identificar, mas que me deixou de coração partido.

Droga, eu estava me apaixonando.

Itens:
• Ice and Fire [Adagas gêmeas, feitas de bronze celestial. As lâminas possuem 30cm de cumprimento e são mais afinadas na ponta, facilitando o ato de perfuração. As adagas possuem efeitos únicos e elementais | Efeito 1: Uma das adagas possui runas e escritos antigos que confere o poder do elemento fogo. Assim, ao atingir alguém, também poderá causar queimaduras intensas a depender da eficácia do ataque; Efeito 2: A outra adaga também possui escritos e runas em sua lâmina, o que lhe confere um encantamento do elemento gelo. Ao atingir alguém com essa adaga, provocará um leve resfriamento do local ou até mesmo o congelamento a depender da eficácia do golpe. Também poderá provocar lentidão pelos músculos estarem frios | Bronze Celestial | Beta | Espaço para uma gema | Status: 100%, sem dano | Mágica | Dano base: +10 de dano pelos encantamentos elementais | Comprado no Pandevie Magie]

• Panic [Couraça de armadura que protege todo o peitoral, barriga, e costas do usuário(não acompanha outras peças de armadura). Possui espinhos longos nos ombros, e o desenho de um rosto em fúria no peitoral, além de um design bárbaro e acabamento bruto. | Ferro| Causa medo em qualquer semideus inimigo dentro de um raio de quinze metros, tornando-os hesitantes em combate. Dessa maneira, nenhum inimigo será capaz de atacar o usuário dessa armadura, a não ser que este seja atacado primeiro. Desse modo, a iniciativa do combate será sempre do portador do | Não possui espaços para gemas | Comum | Resistência: Sigma | Status: 100%, sem danos | Comum | Comprado na loja ].

• Velociraptor linha Luxo [ Nessa linha não é apenas o conforto que predomina, mas também o poder, apesar de aparentar ser um tênis comum, esse foi fabricado para auxiliar e estimular o semideus a melhorar seus movimentos em combate, o tornando mais forte e mais rápido | Efeito 1: O calçado muda de acordo com o dono e suas preferências, o tênis será alterado magicamente para o modelo que mais o agrada. Efeito 2: Promove +40% de velocidade ao portador. Efeito 3: Quando estiver com o tênis nos pés, golpes relacionados as pernas, como chutes ou saltos ganham 30% a mais de força | Material mágico especial |Sem espaço para gemas | Alfa | Status: 100% sem danos | Mágico | Comprado na Ferreli & García - Mode et style]

• 15's Ring [ Um anel vintage rose gold de 18 quilates, com uma pedra de diamante incrustada no centro, acompanhada de pequenas pedras na circunferência. | Efeito: Quando utilizado, aumenta a eficácia dos poderes de charme e sedução em 15%. | Ouro rosa | Comum | Status: 100%, sem danos | Presente de Afrodite ]

• Cristal de teletransporte [ Cristal de Topázio Azul em seu formato original, é desregular e nada polido, porém tem um tamanho pequeno e é fácil de carregar no bolso. | Efeito: Permite que a pessoa consiga viajar de uma cidade à outra. Funciona apenas fora dos domínios dos deuses, não comprometendo a segurança dos mesmos. | Gasto de MP: 20 MP por teletransporte. | Uso disponível somente uma vez por evento, missão ou CCFY. | Mágico | Comprado no Tea Drop ]

• Amuleto de Vesta [Um pingente de vidro, com uma chama de cor lilás que nunca se apaga, pendurado num colar de prata. | Efeito 1: Quando Selena estiver com medo, com raiva ou triste, a chama brilhará mais forte, deixando a semideusa mais calma, para pensar com racionalidade. | Efeito 2: O amuleto será uma espécie de ligação entre Vesta e Selena, por quem a deusa nutre sincero carinho. Quando Selena quiser falar com Vesta, precisará apenas pensar nela e olhar para o pingente, que brilhará mais forte e fará a ponte entre as duas. | Material desconhecido. | Status 100% sem danos | Mágico. | Presente de Vesta.]

Nome: Cidade dos Monstros
Descrição: A nona conta é decorada em tons roxos e laranjas, representando a união dos acampamentos contra os inimigos em comum que invadiram as cidades e revelaram os semideuses para os mortais, possuindo também desenhos da cidade de NY. Essa conta terá o efeito de deixar os semideuses completamente invisíveis por um turno, podendo ser usado uma vez por evento/missão.
Gasto de Mp: Nenhum.
Gasto de Hp: Nenhum.
Bônus: Nenhum.
Dano: Nenhum.
Passivos Afrodite:
Nível 1
Nome do poder: Beleza Natural
Descrição: Os filhos da deusa do amor são campistas naturalmente bonitos e charmosos. A beleza supera a de qualquer outro semideus no acampamento, sendo algo beirando ao sobrenatural. É simplesmente indescritível. Isso faz com que inimigos e aliados acabem se distraindo por sua beleza perturbadora, ou encantados pela mesma.
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: Pode deixar o inimigo atordoado durante o primeiro turno, evitando atacar logo de cara, ou se atacar (poderes que exijam miras, ou armas com a mesma característica), irão errar o alvo. Não acertarão o filho de Afrodite/Vênus, pois, de primeira, o inimigo não saberá porque não nutre o desejo de ataca-lo.
Dano: Nenhum

Nível 7
Nome do poder: Eterna Boa Forma
Descrição: A boa forma que você possui não confere apenas belas curvas, no caso das meninas, ou músculos definidos, no caso dos meninos, mas também confere certa agilidade e destreza para se esquivar de alguns ataques. Isso permite que você ganhe certa facilidade em se esquivar, ou defender em ataques diretos.
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: +20% de defesa, esquiva e agilidade.
Dano: Nenhum

Nível 15
Nome do poder: Perfeccionista
Descrição: Não é apenas beleza, mas também perfeição. Você tende a ser perfeccionista, mas não apenas com você e sua aparência, mas em tudo o que faz. Isso significa que sempre será exigente consigo mesmo, se esforçando para sempre melhorar. Isso será recompensado em seus golpes, que serão praticamente perfeitos com a arma que você adotar, e o dano será consideravelmente maior para seu inimigo.
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: Ataques com uma arma de sua escolha ganham um bônus de força de +20% durante 3 turnos.
Dano: +10% de dano se o oponente for atingido pela arma do semideus.

Nível 16
Nome do poder: Voz Melodiosa
Descrição: Sua voz tem uma melodia que agrada aos ouvidos das outras pessoas. Nem todos escutam a sua voz com o mesmo timbre, será de acordo com aquilo que mais agrada ao ouvinte. Isso facilitará persuasão com pessoas do sexo oposto drasticamente, e com do mesmo sexo influenciará um pouco.
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: O poder ativo “charme” do filho de Afrodite/Vênus, ao ser combinado com essa passiva ganha um bônus de força de 20%, podendo causar um estrago ainda maior.
Dano: Nenhum

Nível 20
Nome do poder: Elasticidade Natural II
Descrição: Em tal nível a elasticidade e esquiva das proles de Vênus/Afrodite são maiores, semelhantes à de uma bailarina profissional, com músculos firmes e uma boa movimentação durante a batalha. Tais semideuses esquivam como se estivessem dançando.
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: + 35% em esquiva e flexibilidade
Dano: Nenhum

Nível 24
Nome do poder: Incentivo
Descrição: As palavras das prole de Afrodite/Vênus, independente da animação do mesmo, podem motivar semideuses a continuarem lutando, mesmo cansados, por exemplo. É apenas um poder de incentivo, não irá manipular ninguém. Apenas crescer as esperanças dos aliados do filho de Afrodite/Vênus.
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: + 15% de motivação p/ aliados.
Dano: Nenhum.

Nível 25
Nome do poder: Pericia com Adagas III
Descrição: Você andou treinando! Sua guarda melhorou muito e atacar para você com essa arma se tornou algo natural, você sempre teve talento, mas isso se mostrou ainda mais evidente. Você agora também está conseguindo se defender com essa arma, apesar de não ser capaz de acertar pontos letais e destrutivos.
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: +75% de assertividade no manejo de Adagas.
Dano: +25% de dano se a arma do semideus acertar o oponente.

Nível 26
Nome do poder: Perfume
Descrição: O semideus possui um perfume natural, que exala de seu corpo, e atrai o oponente. Esse perfume não é algo que controle, já nasce com ele, e faz com que o inimigo se sinta atraído, pois, produz uma endorfina diferente, que terá o cheiro daquilo que mais lhe agrada no mundo, o deixando levemente confuso.
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: Deixa o oponente levemente tonto de prazer, se sentindo atraído por seu personagem, mas sem saber explicar o porquê.
Dano: Nenhum
Ativos Afrodite:
Nível 5
Nome do poder: Sentimentos Conturbados
Descrição: O semideus consegue fazer com que seus oponentes troquem os sentimentos do momento, ou algo semelhante, assim sendo, uma pessoa com raiva pode ficar calma, e uma pessoa feliz pode sentir um ciúme incomodo. Isso pode atrapalhar ou ajudar na batalha, depende da forma com que o semideus o utilizar.
Gasto de Mp: 20 MP por turno ativo
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: Nenhum
Dano: 5 HP
Extra: O efeito dura em média um turno, então o poder precisa ser ativado novamente para continuar funcionando.

Nível 6
Nome do poder: Controle das Rosas II
Descrição: O seu poder ficou mais forte, e agora já consegue fazer brotar uma quantidade razoável de roseiras, elas podem prender o inimigo até a cintura, e os espinhos das rosas ficaram maiores, cinco rosas florescem nas roseiras criadas, e elas expelem um perfume enjoativo, que deixa o usuário tonto. Pode fazer crescer apenas para expelir o perfume, ou usa-las para prender inimigos.
Gasto de Mp: 40 MP
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: Nenhum
Dano: 30 HP.
Extra: O perfume deixa o usuário tonto e enjoado durante um turno

Nível 10
Nome do poder: Controle sobre a Moda II
Descrição: Basta estalar os dedos para mudar a roupa do oponente. Você pode vesti-lo com roupas nada ágeis, atrapalhando-o. Caso você mude a sua roupa, durará quanto tempo você quiser. Mas se mudar a roupa do oponente, durará duas rodadas. (Só pode ser usado duas vezes por missão ou evento).
Gasto de Mp: 20 MP por peça de roupa
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: Nenhum
Dano: Nenhum
Extra: O inimigo vestindo uma armadura, pode ter isso também trocado por um vestido e saltos, por exemplo, mas o efeito só dura dois turnos, não é permanente, depois disso, o inimigo voltara ao normal.

Nível 11
Nome do poder: Indução ao toque I
Descrição: Ao tocar alguém, a prole da deusa do amor consegue transferir uma pequena quantidade de energia com as mãos para a vítima. Essa energia provoca excitação aguda, deixando a pessoa mais sugestiva a comandos e com desejo espontâneo e repentino pelo semideus. A nível inicial, é necessário um gasto de energia grande para deixar a pessoa com os hormônios sexuais aflorados e, consequentemente, com o lado lógico e do bom-senso afetados.
Gasto de MP: 20 (+10MP a cada turno ativado)
Gasto de HP: 5
Bônus: Nenhum.
Dano: Nenhum.
Extra: Habilidade funciona apenas através do toque, não precisa ser direto na pele. A vítima irá sentir um prazer absurdo e momentâneo. A partir do momento em que o contato é quebrado, a vítima recobra a compostura em um tempo que varia de 1 a 5 minutos.

Nível 12
Nome do poder: Charme II
Descrição: A sua voz começa a ser mais persuasiva, fazendo a pessoa fazer coisas um pouco grandiosas por você. Como: Fazer seus deveres, entrar em uma pequena briga. O efeito só dura dois turnos, depois disso a pessoa fica confusa e para de te obedecer, ao menos que você consiga convencer a pessoa mais uma vez.
Gasto de Mp: 30 MP por turno ativo
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: Nenhum
Dano: Nenhum
Extra: Só consegue confundir e persuadir pessoas com nível inferior ou equivalente ao seu.
Passivos Marte:
Nível 1
Nome do poder: Espírito de Guerra
Descrição: Ares/Marte é o deus da guerra, profundo amante de combates e um dos principais deuses amantes da morte. Seus filhos possuem um espírito parecido com o do deus, de modo que todos os conhecimentos referentes a guerra (como sinais de comunicação, técnicas de sobrevivência básica, manuseio de armas e tudo mais o que tiver ligação direta com guerra), surgem naturalmente na mente do semideus, mesmo que ele jamais tenha passado por alguma situação de dificuldade.
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: Conseguem elaborar planos, ler mapas e criar estrategias com mais facilidade.
Dano: Nenhum

Nível 3
Nome do poder: Força I
Descrição: A força é, sem dúvida alguma, a principal arma de um guerreiro, que o faz vencer seus inimigos mesmo que precise utilizar apenas seus punhos. Independente do porte físico do filho de Ares/Marte ou de sua idade, o semideus terá a força de um atleta de MMA profissional, sendo capaz de suportar mais peso que os demais campistas, bem como causar danos maiores em seus golpes.
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: +10% de força
Dano: +5% de dano se o ataque do semideus atingir o adversário.

Nível 5
Nome do poder: Mãos trocadas
Descrição: Graças à natural facilidade no manuseio de armas, as proles do deus da guerra conseguem manusear com extrema perícia duas armas ao mesmo tempo, sendo ambidestros por natureza. Seus golpes são potentes independente de com qual mão esteja segurando a arma, além de conseguir utilizar armamentos pesados de duas mãos utilizando apenas uma, como espadas montantes, machados de guerra, lanças e etc.
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: Conseguirá manusear duas armas com naturalidade, desde que essas não precisem das duas mãos para ser empunhadas (ex: podem usar uma espada curta em cada mão, dois machados mais leves, duas adagas), lutando com a mesma destreza que lutaria apenas com uma arma.
Dano: Nenhum.
Ativos Marte:
Nível 5
Nome do poder: Ossos de Aço
Descrição: A herança biológica dos filhos de Ares/Marte é perfeita, naturalmente preparada para suportar as árduas batalhas de uma prole do deus da guerra. O semideus consegue revestir os ossos com uma pequena camada de metal reforçado e indestrutível, impedindo que sua estrutura óssea seja rompida, ou quebrada, podendo suportar ataques diretos com mais facilidade, sem romper seus ossos.
Gasto de Mp: 15 MP por turno ativo.
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: Nenhum
Dano: Nenhum
Habilidades Aprendidas:
Nome: Montaria Aérea I
Descrição: Após ter completado a aula, o semideus é capaz de montar em qualquer mascote do tipo voador, possuindo destreza suficiente para elaborar manobras fáceis e aterrissagens de emergência. Esta habilidade também dá ao herói certo equilíbrio enquanto estiver sobre o animal.
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: 25% de equilíbrio enquanto estiver voando com mascote.
Dano: Nenhum



Seel García
if i could make amends with all my shadows, i'd bow my head and welcome them. but i feel it burning, like when the winter wind stops my breathing; are you really gonna love me when i'm gone? i fear you won't, i fear you don't.
Seel C. García
Seel C. García
Centurião da IV Coorte
Centurião da IV Coorte

Idade : 16

Voltar ao Topo Ir em baixo

Jogos de Guerra Ω CCFY de Maisie e Seel Empty Re: Jogos de Guerra Ω CCFY de Maisie e Seel

Mensagem por Maisie K. Blackwood em Sex Mar 29, 2019 11:47 pm

Chain reaction, it's so electric
Do you want war?
Ok, you'll have war.


Os primeiros cinco minutos de jogos eram inertes para mim, pois só tinha a tarefa de observar o campo. E, no começo, havia pouco a deduzir sobre a formação de batalha da equipe adversária. Eles começavam razoavelmente bem, com equipe de defesa maior que o ataque, mas depois se dispersavam um pouco e davam alguma abertura para o ladrão do estandarte passar.

Já o nosso time tinha mais legionários na equipe de ataque, que sempre tinha semideuses parrudos e bons de briga. A primeira coorte tinha vários descendentes da guerra, tal como a centuriã, que faziam bem o papel de assustar os adversários e mandar alguns pro chão. Com couraças e escudos, alguns semideuses formavam uma parede intransponível e avançavam, obrigando a equipe adversária a recuar e abrir alguma passagem. Outros, com lanças ou espadas, estavam dispostos mais atrás para deter qualquer um que atravessasse o bloqueio.

No ar, também aconteciam pequenas batalhas aéreas. Tínhamos semideuses montados em águias gigantes que aguardavam o momento certo para mergulhar no ar e aterrissar no solo inimigo. Em contrapartida, o time azul também tinha alguns combatentes aéreos para evitar que isso acontecesse.

Logo, ouviu-se um barrido emitido por Hannibal. Ele estava com o time azul naquele noite, coberto por sua armadura de guerra e com algumas partes do corpo pintadas de azul. Conduzido por um integrante da quinta, ele logo entrou no campo de batalha e misturou-se ao cenário de guerra.

– Você não fica entediada aqui? - Louis perguntou. Ele claramente já estava entediado. – Você não fica agoniada de estar aqui sem poder lutar?

– Às vezes - respondi, mantendo os olhos na arena.

Dependendo do que via em campo, a vontade era imensa de entrar na batalha e intervir. Outras vezes, era necessário reprimir a vontade de gritar algum alerta, mas aquilo poderia ser prejudicial para minha equipe. Então, mantendo-me atenta, o comunicador ficava em minhas mãos e eu só o utilizava em casos de necessidade.

– Mas aprendo bastante assistindo o jogo. Talvez mais do que aprenderia lá embaixo.

Louis até concordou com a minha fala, mas logo estava movendo-se inquieto ao meu lado. Seu déficit de atenção não permitia que ele ficasse tanto tempo parado, ainda mais com uma simulação de guerra acontecendo a poucos metros de nós. – Mas me conte uma coisa - ele continuou, extremamente inquieto. – Por que não quis aceitar o novato na nossa coorte?

Respirei fundo com a sua pergunta e, naquele momento, desviei os olhos da batalha e olhei brava para o legado de Netuno. Ele tinha um hábito chato de questionar as minhas decisões, como se o fato de ser uma garota loira fosse motivo para eu não saber o que estou fazendo. – Porque eu não gosto dele e não precisamos de um intercambista de Vênus na III.

Ele fez menção de continuar debatendo aquele assunto comigo, mas eu estava sem tempo irmão. – Shhhh! Deixa eu me concentrar - interrompi e não prestei mais atenção nele. Precisava manter os olhos nos Campos de Marte.

Só que, no momento em que Louis me distraiu, um dos tanques disparou algo contra a nossa fortaleza, fazendo o som da explosão preencher os nossos ouvidos. Com o impacto, o forte vibrou e nós perdemos o equilíbrio sutilmente, logo nos restabelecendo. A construção era firme o bastante para aguentar aquilo, graças às engenhosidades dos filhos de Vulcano e Trivia.

– Está tudo bem - avisei através do meu comunicador. – Eles estão caindo na armadilha. Pensam que o estandarte está aqui. Reforcem a ala leste - disse. Minha transmissão tinha que ser rápida e objetiva.

Então alguns integrantes da equipe vermelha fingiram preocupação e recuaram, colocando-se na linha defensiva da ala leste. Dois legionários montados em águias também se mudaram para a linha defensiva, dando a impressão que nosso time estava preocupado com o avanço dos penachos azuis.

Aquilo aumentaria a confiança do time adversário, que acreditaria ter uma vantagem e investiria mais no ataque. Mas o ataque não era o ponto forte deles. Eles avançariam desorganizados, o que causaria uma abertura para nossos salteadores e a oportunidade para roubar o estandarte alheio.

Mas havia algo diferente na formação do time adversário, algo que começava a ficar mais claro agora, após os primeiros minutos de competição. Uma voz diferente estava se elevando e liderando a formação azul. Devido às vestes de guerra e elmo, foi difícil reconhecer quem era, mas a voz foi familiar.

– Avante! - bradou o novato de Vênus para seus colegas.

Isso mesmo, a equipe azul estava tão desesperada que deixaria qualquer recém-chegado liderar e ditar a formação. Embora achasse aquilo loucura, também não podia subestimar a participação de García à frente do time. Como legado de Marte, ele trazia algum instinto de guerra que estava faltando entre aqueles legionários e, vindo do acampamento grego, podia trazer estratégias desconhecidas para nós. Os combatentes da IV e da V Coorte também pareciam ter ficado mais motivados com a participação dele, lutando com mais disposição.

– Quero três arqueiros aqui em cima, na fortaleza - informei através do comunicador.

Reconheci o olhar da centuriã da I Coorte em minha direção, com uma expressão de desentendimento. Aquilo era novidade para ela. Nós dificilmente mudávamos a estratégia durante os jogos, porque não era necessário. Em sua mente, ela compreendia que havia algo diferente e alguma preocupação a mais, porém não transmitiu aquela dúvida para seus comandados. Nyx manteve a formação frontal, mas agora buscava incentivar mais os guerreiros para lutarem pela vitória.

– Louis

– Eu?

– Desça. Você vai ajudar Nyx a avançar. E mande alguém para reforçar a ala oeste - avisei, enquanto mantinha os olhos na batalha.

– Graças a Deus - ele disse satisfeito, ansioso por ir para o meio da batalha. Jogando-se fortaleza abaixo, ele pegou carona em uma águia e foi para o ataque.

Pouco após, os três arqueiros solicitados chegaram ao topo do forte. Tratavam-se de habilidosos filhos de Febo e de Cupido. E, além do talento nato, suas flechas eram cheias de truques interessantes. Eles se posicionaram formando um triângulo, atentos a qualquer um que se aproximasse demais ou algum ponto onde pudessem intervir na batalha.

Da mesma forma, eu comecei a fazer algo que não era de costume: interferir diretamente nas batalhas usando telecinese. Com o poder da mente, desviava o alvo das lanças, flechas e qualquer disparo contra os integrantes da minha equipe. Também aproveitava isso para atrapalhar os legionários inimigos, desviando a posição das armadilhas para fazê-los ser atingidos ou capturados.

Mas havia algo de errado…

Meus olhos percorreram o Campo atentamente, superando a escuridão de alguns pontos e observando cada canto com concentração. A conta não batia e alguém havia desaparecido da posição de destaque em meio ao seu time.

– Onde está você, novato? - perguntei baixinho para o nada, percebendo sua ausência repentina do campo de batalha. E você acredita que ele respondeu??

– Estou aqui - ele disse, repentinamente perto.

Não havia tempo para pensar como ele havia surgido ali do nada, apenas reagir e contra-atacar. Levei a mão à parte interna da minha armadura, retirando uma das adagas gêmeas e posicionando-me para lutar. Já García desembainhou uma caixa.

Ele pressionou um botão e soltou o objeto, que imediatamente explodiu e liberou uma cortina de fumaça na área em que estávamos. Protegi o rosto, evitando que aquela fumaça afetasse meus olhos ou entrasse em meus pulmões, causando algum efeito adverso. Mas ela faria algo muito pior que isso. Quando a fumaça se dissipou, diversas aranhas metálicas revelaram-se diante de mim.

No primeiro instante, fiquei inerte e estática com aqueles pequenos aracnídeos parados à minha frente. Eu preferia acreditar que não era real, que eram apenas itens de brinquedo que o engraçadinho resolveu levar. Mas então algumas delas avançaram alguns passos, fazendo-me recuar outros. Poucos segundos após, elas estavam se espalhando pelo espaço e fazendo-me estremecer.

– Não… - murmurei, fechando os olhos e sentindo o coração descompassar freneticamente.

Tais artrópodes causavam-me um terrível mal estar. Só de enxergar aquelas aranhas, meu psicológico me enganava e fazia-me começar a sentir as suas várias patinhas passando por meu corpo. Um arrepio percorreu toda a minha perna esquerda, fazendo-me sentir como se uma das aranhas já tivesse me alcançado. Recuei um passo com aquela perna, e preferi não olhar para baixo para confirmar a minha suspeita.

Os ruídos feitos por aqueles robozinhos preencheram meus ouvidos e, mesmo com todo o cenário de guerra ao meu redor, era apenas aquilo que eu ouvia. Cada click, cada passo, cada movimento delas parecia ser maximizado por minha audição, fazendo com que eu sentisse aqueles animaizinhos cada vez mais próximos.

– Maisie! - um dos arqueiros chamou, mas minha mente não estava ali.

Comecei a ter a sensação de estar sendo envolvida por teias de aranha. Primeiro, era como se uma grande teia tivesse caído sobre os meus ombros, capturando-me e impedindo meus movimentos. Os arrepios continuavam percorrendo meu corpo, como se aqueles aracnídeos estivessem caminhando por minhas pernas, braços, costas, barriga, nuca....

Emiti um grito desesperado, movendo uma das mãos para frente com o objetivo de afastar as aranhas com telecinese. Mas aquele estímulo de medo provocou um total descontrole em meus poderes e na minha capacidade mental. Em vez de afastar as aranhas, a telecinese desviou objetos em direções aleatórias ao meu redor. Isso acabou por atrapalhar o último arqueiro que havia ficado na fortaleza e desviou o seu ataque contra o filho de Vênus.

Diversos objetos aleatórios estavam suspensos no ar ao meu redor, mas sem que eu conseguisse reencontrar o controle e mantê-los no lugar. Tudo o que eu enxergava eram as aranhas, aqueles malditos aracnídeos, tendo a constante sensação de que eles percorriam o meu corpo e me prendiam em teias.

A fobia era nauseante, pois me fazia ter a sensação de que as aranhas haviam entrado em meu corpo e percorriam todo o meu sistema gastrointestinal. As glândulas sudoríparas se desesperaram junto comigo, fazendo-me suar frio devido ao pavor que sentia daqueles artrópodes.

Eu já não estava captando muito bem o cenário ao meu redor, apenas escutei o piado de Capitu vindo ao meu encontro. Ela sempre sentia quando eu estava em apuros e corria para me socorrer, mesmo que o momento fosse inoportuno. A coruja pousou logo à frente das aranhas e emitiu um ganido, erguendo suas asas e abrindo-as ao máximo, para fazê-la parecer maior e mais perigosa. Um movimento típico de uma ave predatória.

As aranhas se afastaram com a atitude defensiva-ofensiva de Capitu, mas o estrago já estava feito. Ainda tinha a sensação pavorosa de tê-las caminhando por meu corpo, a náusea, a tremedeira e o suor… Eu havia recuado por completo, estando apoiada contra a parede com a respiração ofegante e os olhos marejados.

E foi quando ele me abordou. Ouvi sua voz chamando por meu nome, e pelo tom que havia usado, parecia que havia tentado me chamar outras vezes sem que eu atendesse. Havia algo em sua voz que fazia com que ela sobrepujasse outros sons ao meu redor e se tornasse única, conquistando o foco da minha atenção.

Seu chamado fez com que eu erguesse o olhar em sua direção com os olhos ainda marejados. Mas, por alguma razão, o pavor que havia sentido ao ver todas aquelas aranhas estava sendo moldado pela voz do semideus, que era capaz de atenuar o pânico e transformá-lo em outra coisa igualmente intensa. Minhas mãos haviam parado de tremer e o suor havia cessado em meu rosto. Conseguia conter melhor a respiração, mas, ainda assim, não me sentia no controle do meu corpo ou das minhas emoções.

Seel se aproximou, mais do que seria recomendado a qualquer espécime do sexo oposto, afastando fios de cabelo do meu rosto. Só que, diferente de uma situação normal, eu não conseguia reagir. – Vai ficar tudo bem - ele dizia, colocando-se perto o suficiente para eu sentir sua respiração. Com seu braço livre apoiado contra a parede, ele havia me encurralado.

Mas até aí, acredite, estava tudo bem. Eu teria mantido minha dignidade, se não fosse a forma como ele tocou meu rosto e o que eu senti depois disso. Subitamente, a temperatura do meu corpo subiu alguns centígrados e eu fui tomada por um sentimento, uma paixão… de repente, o desejo que eu tinha é que não houvesse mais distância alguma entre nossos lábios.

– Sabe o que eu queria? - ele disse, em um tom baixo que era quase um murmúrio, mas perfeitamente audível devido aos poucos centímetros que nos separavam. Seus lábios desenharam um sorriso que o fizeram provocante, enquanto minha respiração tornava-se quase um suspiro.

– Um beijo? - disse automaticamente, revelando meus pensamentos involuntariamente.

“Por que você disse isso???”, meu lado racional gritou dentro de mim, mas eu não conseguia ouvi-lo, muito menos atendê-lo. O que dominava meu corpo era a lascívia naquele momento.

Também - ele iniciou, provocando um frio em minha barriga. – Mas só poderei te beijar depois que conseguir o estandarte da equipe vermelha.

– Está no lado oeste do forte - disse, sem pensar um único segundo, mantendo os olhos em seus orbes castanhos.

“Ah, pronto!”, minha razão bradou, indignada e prestes a pedir demissão. Mas não era aquela voz que me interessava no momento.

Os lábios do semideus se aproximaram, mas foram de encontro à minha testa em agradecimento pela informação. – Obrigado, linda. Eu volto para te beijar assim que possível - ele disse, para então se afastar.

Em poucos segundos, ele havia se teletransportado dali, desaparecendo tão rápido quanto havia surgido. Então eu estava sozinha, tendo apenas a companhia de Capitu ali no topo do forte. Ainda levei alguns minutos para o estado de torpor se dissipar de minha mente e me fazer voltar ao normal.

Foi quando me dei conta do que havia acontecido.

– Não… - disse em um murmúrio, ao perceber o que havia feito.

E não havia mais volta. Logo após, pude ouvir os gritos de comemoração do outro time e a trombeta soar anunciando o fim do jogo.

Fechei os olhos, com um misto de fortes emoções novamente. Raiva e frustração eram as principais, mas naquele momento estava com mais raiva de mim do que de qualquer pessoa. Apoiada contra a parede, deixei que meu corpo deslizasse até que conseguisse sentar no chão.

Estava acabado. Naquela noite, as emoções haviam vencido a razão.


Informações:

Poderes & Habilidades:


Passivas de Athena:

Nível 2
Nome do poder: Visão noturna
Descrição: Você enxerga relativamente bem no escuro, graças à ligação entre Athena e as corujas. O efeito de apagar a luz, ou locais desprovidos de qualquer claridade tem menos efeito em você, significa que sua visão será remota, mas não ficará totalmente cego. (Esse aprimoramento não conta para magias, ou poderes de escuridão que exerçam de cegueira temporária).
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: +50 de visão ao enxergar no escuro. A visão ainda será relativa.
Dano: Nenhum

Nível 5
Nome do poder: Inteligência
Descrição: Um filho de Athena é naturalmente inteligente, por sua mãe ser a deusa da sabedoria, o semideus aprende as coisas mais rápido, o que também permite que ele note coisas que outras pessoas não percebem. O semideus de Athena sempre procura uma saída lógica, consegue bolar um plano e encontrar pontos chaves, pois tudo aquilo que não consegue entender lhe deixa frustrado. Ele sempre buscará respostas.
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: +5% das estrategias darem certo. (Aumenta em +5% a cada 5 níveis que o semideus adquirir).
Dano: Nenhum.

Nível 7
Nome do poder: Sabedoria em Combate
Descrição: Os filhos de Atena conseguem descobrir os pontos fracos de seus inimigos, fazendo com que seus golpes sejam mais efetivos. Em monstros que já conheçam, ou tenham lutado, eles já saberão o ponto fraco.
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: +15% de chance de acertar um ponto crítico em batalha.
Dano: +10% de dano em monstros que já tenham enfrentado anteriormente.
Extra: Precisa avisar ao avaliador quando enfrentou o monstro.

Nível 12
Nome do poder: Comunicação Animal
Descrição: O campista pode se comunicar com corujas e com qualquer outro animal noturno.
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: Nenhum
Dano: Nenhum

Nível 17
Nome do poder: Memorização
Descrição: A mente do semideus é capaz de arquivar informações com mais facilidade, lembrando-se de caminhos percorridos, dados sobre coisas que já viu ou conheceu. A boa memória do semideus o faz capaz de lembrar informações importantes sobre o cenário ou sobre inimigos que já enfrentou.
Gasto de MP: Nenhum
Gasto de HP: Nenhum
Bônus: +10% de inteligência e +30% de capacidade memorial
Dano: Nenhum
Extra: Caso o semideus já tenha enfrentado determinado inimigo ou passado por alguma situação, se lembrará de detalhes que o ajudem a superar o problema.

Nível 18
Nome do poder: Visão de batalha
Descrição: Com o decorrer dos anos e a inteligência avançada, vem a visão aprimorada de uma batalha. Essa visão permite ao semideus entender a forma como os outros lutam mais rapidamente, e conseguir identificar e se adequar às diferenças. Por exemplo: um romano e um grego não são soldados da mesma maneira, assim como um humano também não o é. Ao compreender isso e adquirir essa visão, o semideus também consegue achar meios mais eficazes de se defender e de derrotar um inimigo, apenas o estudando.
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: +10% de chance de acertar o alvo em pontos críticos.
Dano: + 15% de dano se o golpe acertar.

Nível 24
Nome do poder: Estratégia II
Descrição: O campista é bom em elaborar planos e estratégias de batalha, o que torna a chance de erro para ataques diretos, ou criação de armadilhas, menor, ou seja, a margem de erro será inferior ao dos outros semideuses.
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: +20% de acerto em ataques planejados previamente.
Dano: Nenhum

Nível 26
Nome do poder: Foco
Descrição: Com uma das mentes mais apuradas, é difícil distrair um filho de Athena quando este está dedicado a suas ações.
Gasto de MP: Nenhum
Gasto de HP: Nenhum
Bônus: 40% de foco em combate ou atividades.
Dano: Nenhum.

Nível 31
Nome do poder: Racionalidade
Descrição: Apesar de não serem frios e calculistas, filhos de Athena/Minerva possuem como uma de suas principais características a suas capacidades cognitivas apuradas. Graças a isso, eles conseguem ser mais racionais e até mesmo camuflar algumas emoções sentidas. Conseguem captar facilmente traços ou dicas que os ajudem pensar logicamente perante uma situação.
Gasto de MP: Nenhum
Gasto de HP: Nenhum
Bônus: Nenhum.
Dano: Nenhum.

Nível 33
Nome do poder: Campo de visão
Descrição: Tão ligados a coruja, símbolo de Athena/Minerva, os filhos da deusa desenvolvem a capacidade de enxergar o campo ao seu redor como uma coruja que pode virar seu pescoço a quase 360º graus.
Gasto de MP: Nenhum
Gasto de HP: Nenhum
Bônus: +50% de chances de perceber um ataque surpresa.
Dano: Nenhum.

Nível 34
Nome: Aprendizado apurado III
Descrição: A inteligência de um filho de Athena é um dos pontos mais fortes do semideus, quando bem desenvolvida e estimulada. Ao estudar algo, o filho da deusa da guerra estratégica ganha mais domínio sobre o assunto do que qualquer outro semideus.
Gasto de MP: Nenhum
Gasto de HP: Nenhum
Bônus: +15% de bônus em habilidades aprendidas.
Dano: +15% de dano em habilidades aprendidas.
Extra: Necessário colocar essa habilidade em destaque, para que narrador esteja ciente do aumento no bônus e dano.

Nível 38
Nome do poder: Instinto heroico
Descrição: Athena/Minerva foi uma deusa que auxiliou vários heróis durante a antiguidade. Seu papel foi tão fundamental em diversos mitos que é proferido até os dias atuais. Ser filho dessa deusa deu a capacidade de você conquistar mais facilmente aliados, convencendo pessoas com índole neutro-bom a juntar a sua causa.
Gasto de MP: Nenhum
Gasto de HP: Nenhum
Bônus: +60% de convencer alguém a ser um aliado.
Dano: Nenhum.

Ativas de Athena:

Nome do poder: Telecinese III
Descrição: Consegue levitar qualquer tipo de objeto com peso até 100 Kg aproximadamente. Esses objetos podem se mover pelo ar com o controle da telecinese do semideus com mais precisão, pois seu controle já está mais aprimorado.
Gasto de Mp: 50 MP
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: Nenhum
Dano: 20 a 85 dependendo de como for utilizada. (Dano a critério do narrador).
Extra: Nenhum

Passivas de Belona:

Nível 1
Nome do poder: A arte da guerra
Descrição: Filhos da deusa da fúria da guerra, esses semideuses possuem um conhecimento apurado em estratégias básicas e de sobrevivência. É similar a um instinto, uma intuição, uma sequência de pensamentos que permitiam ao romano a analisar o combate como se fosse uma arte. Graças a isso, raramente entra em estado de desespero quando situações de risco surgem.
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: Conseguem elaborar planos e estratégias, assim como não são abalados com a eminência de um combate ou situações de perigo.
Dano: Nenhum

Nível 5
Nome do poder: Corpo Guerreiro I
Descrição: O filho de Belona tem o corpo preparado para a guerra e combates de longa duração. Seu metabolismo e funcionamento é diferente de qualquer outro semideus, tendo assim os componentes biológicos potencializados. Isso oferece maior resistência corporal (diminui o cansaço físico e a dor de impactos no corpo), imunológica e permite que a hipercinesia não cause sobrecarga cerebral ou muscular.
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: +15% em resistência corporal, +20% de imunidade a infecções e venenos.
Dano: Nenhum

Ativas de Belona:

Nenhuma usada.

Habilidades Aprendidas:

Nome do Poder: Inteligência Linguística
Descrição: Quem possui a inteligência linguística bem desenvolvida, possui um domínio e gosto especial pelos idiomas, pelas palavras e desejo de explorá-los. Esta habilidade dá a vantagem de usar as palavras com maestria e expressar-se com sagacidade para obter o que deseja.
Gasto de MP: Nenhum
Gasto de HP: Nenhum
Bônus: +10% em inteligência, +20% de persuasão.
Dano: Nenhum

Nome: Magnificência Semidivina
Descrição: Após um longo dia de treinamento, no qual as capacidades físicas do semideus foram postas à prova, o resultado apareceu. Assim sendo, o aprimoramento de seus atributos corporais - força, constituição, destreza, controle corporal e velocidade - agora é evidente.
Gasto de MP: Nenhum.
Gasto de HP: Nenhum.
Bônus: +10% nos atributos corporais.
Dano: Nenhum.

Nome: Compreensão Inusitada
Descrição: Em momentos de necessidade e independente da distância que haja entre semideus e mascote, ambos conseguirão entender o que o outro deseja ou precisa. Não envolve comunicação mental, mas uma forma de empatia em que um consegue compreender as sensações e anseios do outro. Mesmo sem dizer uma única palavra ou demonstrar, entendem perfeitamente como agir com sincronia. Em casos de longa distância, o mascote sente uma vontade extremamente forte de ajudar o companheiro e ir ao seu encontro, independente de quanto tempo leve. Em caso de MvP, PvP, missão ou evento, a demora para que a mascote alcance o personagem ou vice-versa, representada pelo número de posts corridos, fica como critério do avaliador.
Gasto de MP: Nenhum
Gasto de HP: Nenhum
Bônus: Nenhum
Dano: Nenhum
Extra: O mascote pode ir até o personagem e, se for capaz, levar algum objeto para ele.
Extra 2: Permite ao semideus burlar a regra de não levar mascotes em missões. Entretanto, é necessário considerar os riscos acrescentados a semideus e mascote nesse caso.

Nome: Perícia Corporal I
Descrição: Treinar o corpo e a mente para tornar-se um melhor guerreiro é quase que uma obrigação de cada meio-sangue, caso ele deseje sobreviver nesse mundo louco. Assim sendo, depois de uma aula de perícias, o corpo do semideus foi condicionado e treinado para melhorar a agilidade, a esquiva e o reflexo.
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: +30% em agilidade, esquiva e reflexo.
Dano: Nenhum

Nome: Perícia Corporal II
Descrição: Treinar o corpo e a mente para tornar-se um melhor guerreiro é quase que uma obrigação de cada meio-sangue, caso ele deseje sobreviver nesse mundo louco. Assim sendo, depois de uma aula de perícias, o corpo do semideus foi condicionado e treinado para melhorar a resistência corporal. Irá se cansar mais dificilmente, estando preparado para realizar exercícios físicos mais complexos. Assim, possui um melhor desempenho em combate, podendo permanecer lutando mais tempo que outros.
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: +30% em resistência física.
Dano: Nenhum


Belas Artes - UNR

2º Semestre
Nome do poder: Visão Espacial
Descrição: A noção de espaço é fundamental para as artes, seja para ter noção de como mover-se em um palco ou para calcular espaços em um desenho. Nesse semestre, os estudos serão focados para o desenvolvimento da visão espacial do estudante, tornando cada vez mais natural a sua percepção de espaço e tamanhos.
Gasto de Mp: Nenhum
Bônus: Melhora na visão espacial, sabendo lidar melhor com o cenário ao seu redor.


Armas & Equipamentos:

Leather Armor [Uma armadura leve unissex, composta mais por tecido reforçado e mágico do que por metais. É uma armadura do tipo leve, propícia para jogadores que buscam mais mobilidade e velocidade em seus movimentos. Ela pode ser considerada completa, por cobrir praticamente todo o corpo do seu usuário e incluir até mesmo um capuz que esconde o rosto. Ela possui muitas aberturas para se esconder armas de porte pequeno, como punhais, facas e adagas. | Efeito 1: Diminui os ruídos de movimento em 70%, tornando mais difícil escutar o portador dessa armadura enquanto se move. Efeito 2: aumenta em 25% a agilidade, equilíbrio e reflexo. Efeito 3: Ao usar o capuz, a presença do usuário reduz em 30%, tornando mais difícil de identifica-lo caso se dedique a ser mais discreto | Tecido reforçado e mágico | Beta | Espaço para uma gema Espaço para uma joia/gema | Status: 100%, sem danos | Mágico | Comprado no Ferreli & García - Mode et style]

• Arsenal [Anel brilhante com uma pedra preciosa, esbranquiçada e minúscula em seu centro | Aço | . Possui o efeito de alterar uma arma, mudando assim sua forma, detalhes, e qualquer outra coisa que o portador desejar, desde que as alterações sejam apenas físicas. Ou seja, utilizando o efeito do anel, é possível transformar uma lança em uma espada ou faca, ou qualquer outro item de ataque. Um escudo circular pode ser transformado em um broquel, ou um escudo de corpo. Os materiais dos itens podem ser alterados, mas seus efeitos sempre serão os mesmos (exemplo: uma espada elétrica ainda causaria dano por eletricidade se transformada em uma lança) | Não possui espaços para gemas | Comum | Resistência: Sigma | Status: 100%, sem danos | Comum | Comprado na loja ].

Ice and Fire [Adagas gêmeas, feitas de bronze celestial. As lâminas possuem 30cm de cumprimento e são mais afinadas na ponta, facilitando o ato de perfuração. As adagas possuem efeitos únicos e elementais | Efeito 1: Uma das adagas possui runas e escritos antigos que confere o poder do elemento fogo. Assim, ao atingir alguém, também poderá causar queimaduras intensas a depender da eficácia do ataque; Efeito 2: A outra adaga também possui escritos e runas em sua lâmina, o que lhe confere um encantamento do elemento gelo. Ao atingir alguém com essa adaga, provocará um leve resfriamento do local ou até mesmo o congelamento a depender da eficácia do golpe. Também poderá provocar lentidão pelos músculos estarem frios | Bronze Celestial | Beta | Espaço para uma gema | Status: 100%, sem dano | Mágica | Dano base: +10 de dano pelos encantamentos elementais | Comprado no Pandevie Magie]

• Corda de violão encantado [Uma corda de violão feita de ferro estígio, que pode formar o fio para um colar, que aparenta ser completamente comum. | Efeito 1: A corda, abençoada por Orfeu e por Apolo, o protege de ataques baseados no som ou ruídos, emudecendo os sons à sua volta uma vez por evento ou missão. | Efeito 2: A corda nunca irá se perder ou romper, sempre retornando para o seu dono. | Ferro estígio. | Sem espaço para gemas. | Beta. | Status 100%, sem danos. | Mágica. | Arsenal do acampamento]

• Amuleto de portal [ Uma pulseira feita de bronze sagrado e pedras pequenas água marinha em formato circular irregular. A pulseira possui várias pedras água marinhas ao seu entorno, a do meio possui uma runa de mudança que auxilia o semideus a abrir um portal por tempo o suficiente para que a sua passagem e mudança de ambiente se realize com sucesso, podendo levar consigo até duas pessoas. | Efeito 1: Abre um portal para qualquer lugar que o semideus deseja ir, por dois turnos, dando tempo para levar consigo até duas pessoas. | Efeito 2: Caso o semideus perca a pulseira, após um turno ela retorna para o mesmo. | Efeitos duram dois turnos. | Gasto de MP: 50 MP por uso. | Após uma ativação deverá esperar quatro turnos para poder ser ativado novamente. | Água marinha e Bronze Sagrado | Resistência Gama | Mágico | Comprado no Tea Drop ]

Tatuagem:

Tatuagem SPQR [Tatuagem de coloração negra feita na parte inferior do antebraço direito. Possui o desenho de uma coruja, seguido abaixo pelas letras SPQR, um risco para cada ano servindo a Legião e escrito III Coorte. Uma vez por missão/evento, as estratégias do semideus se tornam mais eficazes do que normalmente e se torna impossível retirar a concentração do membro da 3ª Coorte. O efeito funciona durante três turnos após sua ativação, tendo 5% de eficácia.]

Mascote:

Nome: Capitu
Nível: 9
Tipo (raça): Coruja / Ave comum
Mais informações: http://www.bloodolympus.org/t4045-fpa-maisie-k-blackwood#83732

Make a wish change to reality




Maisie Blackwood
intelligence is the only way we have to master our instincts.
Maisie K. Blackwood
Maisie K. Blackwood
Centuriã III coorte
Centuriã III coorte


Voltar ao Topo Ir em baixo

Jogos de Guerra Ω CCFY de Maisie e Seel Empty Re: Jogos de Guerra Ω CCFY de Maisie e Seel

Mensagem por Perséfone em Sab Mar 30, 2019 9:07 pm


Avaliação


Valores máximos que podem ser obtidos

Máximo de recompensa a ser obtida: 6.000

Realidade de postagem + Ações realizadas – 50%
Escrita: Gramática, erros, pontuação, coerência, concordância, etc –20%
Criatividade/Estratégia em combate + inteligência – 30%

Realidade de postagem + Ações realizadas – 50%
Escrita: Gramática, erros, pontuação, coerência, concordância, etc – 20%
Criatividade/Estratégia em combate + inteligência – 30%

RECOMPENSAS:  6.000 xp e dracmas para Ambos.
 
Seel conquistou a IV coorte.

Spoiler:
E a maioria ainda acredita que missões simples não valem de nada...
Atualizado por Persefone


Qu’il soit infini aussi
longtemps qu’il durera!
Perséfone
Perséfone
Deuses Olimpianos
Deuses Olimpianos


Voltar ao Topo Ir em baixo

Jogos de Guerra Ω CCFY de Maisie e Seel Empty Re: Jogos de Guerra Ω CCFY de Maisie e Seel

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum