The Blood of Olympus
Para visualizar o forum é necessário estar cadastrado, por favor registre-se no rpg ou entre em sua conta. É necessário estar cadastrado para ver as informações contidas no forum. Lembre-se de usar nome e sobrenome, não se cadastrar usando nomes geralmente utilizados por Hacker. Exemplo: "Barum" "Hakye" e por ai vai. Bem vindos.

MISSÃO FIXA - Yes, That's Your Rendemption (EM DESENVOLVIMENTO)

Ir em baixo

MISSÃO FIXA - Yes, That's Your Rendemption (EM DESENVOLVIMENTO) Empty MISSÃO FIXA - Yes, That's Your Rendemption (EM DESENVOLVIMENTO)

Mensagem por Alöysius Lecter em Qua Fev 27, 2019 2:12 pm



YES,
T/R REDEMPTION
PUNHO DE ZEUS, à tarde.



A manhã estava relativamente agradável. O entardecer enfeitava o horizonte do longínquo mar; Alöysius se acomodava sob o abismo diante de uma escultura colossal de um punho. Alguém havia mencionado uma vez sobre o que era, algo sobre ser a mão de um do homem mais importante do panteão de progenitores – Alöy esperava que ele o acalmasse de alguma forma. Phobos, ainda que para o menor havia se tornado alguém querido, talvez não fosse o melhor para o fazê-lo (fora que ele não tinha proximidade e não sabia da existência da maioria dos genitores).

Quando despertou naquela manhã, passara o resto do dia irritadiço. Ele havia tentado achar Helge para saber o que havia acontecido com Alek, que havia encontrado, mas depois de terem sido sequestrados pela Ceres responsável das mortes de Öphélia, Ada e Bern, tiveram que derrotá-la e depois, ele sumiu novamente. Alöysius fez o que pôde depois de cumprir com suas obrigações, só que já era tarde demais.

Alek desapareceu para fazer sabe-se lá o que, e Alöy se viu novamente só. Parecia que todos aqueles que ele amava ficavam longe. Na vida, ou na morte.

Alöysius cerrou os punhos e estalou cada articulação antes de prestar atenção em alguém que chamava-o:

- Lecter. Está tudo bem aí em cima? - o homem falou.

- Quíron? - antes de Helge, o moreno havia tentado achá-lo para saber porque Alek se foi sem falar nada, ou deixar algo para que pudesse saber onde ele estava caso precisasse vê-lo.

- Se importa de descer? Meus cascos já não são mais como antes, eles doem, enfim - ele sorriu para amenizar a situação: - Preciso de um favor seu.

O menor gostaria de saber o que ele poderia querer, assim decidiria se valia a pena ou não ir até ele. Alöysius respirou, e logo se deslocou para a planície, sentindo um sopro forte de ar o conduzir afim de apressá-lo, antes de se esvair no ar gélido daquele punho. Aquilo incomodou Alöysius, mas não foi o suficiente para seduzí-lo de sua atenção.

Quando desceu, viu que Quíron estava demasiado preocupado, mas disfarçava bem apesar dos pesares. "Algo está errado...".

- Bom, vamos indo? Assim te digo do que preciso e já me encaminho para outro quesito que preciso resolver - ele diz, pondo a mão sobre um dos ombros do moreno.

- Então é uma emergência.

Quíron ergueu ambas sobrancelhas e expirou ar pela boca, como se estivesse concluindo sobre o que deveria falar para ele.

- Sabe, Alöysius, perdemos muitos homens e mulheres. Muitos que realmente farão falta entre nós - ele suscitou, sem olhar para o menor: - Dentre eles, alguns de nossos protetores também padeceram, e dos que sobraram, muitos assumiram outra função ou estão em missão. Enfim, há também aqueles que precisaram ausentar por propósitos e razões maiores, como Alek.

Alöy franziu o cenho.

- Tem algo a ver com Aleksander?

- Não, não. Mas tem a ver com algo pro qual ele foi designado antes de devotar-se a Pã como um Ascético. Você sabe que ele devia te proteger, não sabe? - sua fala soava mais ríspida, como se omitisse algo, ainda que suas feições permanecessem sutis, - É o que preciso que você faça e, mais do que isso, não só faça como que traga-os para cá se forem confirmadas as nossas suspeitas.

- De quem você está falando?

- De dois progênies como você, ou ao menos é o que achamos, e precisamos que sejam trazidos antes que algum.. - ele foi interrompido.

- Bestial os encontre - Alöy proferiu, já entendendo do que se tratava o favor. Quíron esboçou um sorriso sínue.

- Perfeitamente. Você acha que pode fazer isso? - ao pararem, o mesmo depositou ambos os orbes cansados sobre o menor, aguardando por sua decisão.

Um silêncio incômodo volveu-os antes de Alöy enfim respondê-lo.

- Farei o meu melhor.

- Sabia que poderia contar com você, Lecter. Tem se mostrado estimado, devo dizer - ele riu, brando ao apertá-lo com apreço - Mandarei alguém para acompanhá-lo, - o homem disse, e logo estendeu um dracma para o rapaz: - Antes de ir, quando já estiver em nossas fronteiras, diga "Stêthi 'Ô hárma diabolês". Elas já sabem para onde devem os levar, chame-as, e depois dê-as este dracma. Entendeu?

- Pode me dizer quem elas são?

- Vai saber quando as vir - encerrou, dando-o um tapa moderado nas costas antes de deixá-lo para trás: - Faça o que for possível, e mais do que isso, não morra. Temos poucos progênies de Phobos como você e Zendäya. Espero não precisar mandá-la atrás de você - provocou por fim.



FRONTEIRA, ao anoitecer.



P/ PASSIVOS:
Nível 1
Nome do poder: Taste the Fear I
Descrição: Os filhos de Phobos conseguem saber quando um inimigo está com medo. No entanto, tal habilidade só parece funcionar – em tal nível – em inimigos de nível inferior.
Gasto de Mp: Nenhum.
Gasto de Hp: Nenhum.
Bônus: Nenhum.
Dano: Nenhum.

Nível 2
Nome do poder: Imunidade parcial I
Descrição: A prole de tal Deus possui uma facilidade em lidar com o próprio medo, entretanto isso não significa que o mesmo é imune ou nunca será atingido pelo mesmo. Apenas sabe como manter tal sentimento controlado.
Gasto de Mp: Nenhum.
Gasto de Hp: Nenhum.
Bônus: Nenhum.
Dano: Nenhum.

Nível 3
Nome do poder: Defesa mental I
Descrição: Phobos é conhecido por seus terríveis truques mentais. De maneira que, a prole de tal Deus será mais resistente aos efeitos de ilusões. Entretanto, vale ressaltar que ilusões criadas por inimigos de mesmo nível ou superior irão atingi-lo.
Gasto de Mp: Nenhum.
Gasto de Hp: Nenhum.
Bônus: Nenhum.
Dano: Nenhum.

Nível 4
Nome do poder: Perícia com Lanças I
Descrição: Ares sempre marchava para a guerra com Phobos e Deimos ao seu lado. Por conta disso, o filho de Phobos tem uma certa habilidade com lanças.
Gasto de Mp: Nenhum.
Gasto de Hp: Nenhum.
Bônus: +10% de assertividade no manuseio.
Dano: +3% de dano se for acertado pela arma do semideus.

Nível 5
Nome do poder: Sentimentalismo
Descrição: Sendo filho de Ares e de Afrodite, Phobos é capaz de compreender sentimentos. Dessa forma, seus filhos poderão identificar sentimentos de amor e/ou ódio com facilidade.
Gasto de Mp: Nenhum.
Gasto de Hp: Nenhum.
Bônus: Nenhum.
Dano: Nenhum.

Nível 6
Nome do poder: Proteção
Descrição: Em tal nível o semideus consegue proteger-se, naturalmente, de invasões psicológicas e relacionados. Sendo que, quando um inimigo tenta invadir a cabeça de uma criança de Phobos o mesmo irá encontrar apenas o vazio. No entanto tal poder só irá funcionar caso o oponente seja mais fraco do que o filho de Phobos.
Gasto de Mp: Nenhum.
Gasto de Hp: Nenhum.
Bônus: 10% de resistência a ataques mentais.
Dano: Nenhum.

Nível 8
Nome do poder: Palavra Desencorajadora
Descrição: Cada fala do semideus poderá intimidar inimigos e, caso provoquem medo, o semideus irá se fortalecer. Entretanto a intimidação deverá necessariamente ocorrer através da fala. Não irá funcionar em inimigos mais fortes.
Gasto de Mp: Nenhum.
Gasto de Hp: Nenhu
Bônus: + 5% de força caso dê certo.
Dano: Nenhum.

Nível 10
Nome do poder: Perícia com Lanças II
Descrição: Seu parentesco distinto com Ares se torna mais nítido, e agora o semideus consegue se equiparar até mesmo aos filhos da Guerra, conseguindo se portar de forma excelente com uma lança.
Gasto de Mp: Nenhum.
Gasto de Hp: Nenhum.
Bônus: +20% de assertividade no manuseio.
Dano: +5% de dano se for acertado pela arma do semideus.

Nível 11
Nome do poder: Resistência
Descrição: Como prole de Phobos, o semideus será mais resistente ao sentimento medo. Não sendo tão afetado pelo mesmo, pois, em situações onde um indivíduo comum paralisaria de medo, o semideus poderá mover-se, por exemplo. No entanto isso não significa que o mesmo não irá sentir medo. Apenas é mais resistente aos efeitos do mesmo.
Gasto de Mp: Nenhum.
Gasto de Hp: Nenhum.
Bônus: Nenhum.
Dano: Nenhum.

Nível 14
Nome do poder: Defesa mental II
Descrição: Phobos é conhecido por seus terríveis truques mentais. De maneira que, a prole de tal Deus será mais resistente aos efeitos de ilusões. Entretanto, vale ressaltar que ilusões criadas por inimigos de mesmo nível ou superior irão atingi-lo.
Gasto de Mp: Nenhum.
Gasto de Hp: Nenhum.
Bônus: 20% de resistência a ilusões e truques mentais.
Dano: Nenhum.

P/ ATIVOS:
Nível 2
Nome do poder: Medo
Descrição: Ao olhar nos olhos do inimigo, o semideus filho de Phobos/Timmos consegue fazer com que seu oponente sinta uma pontada de medo, podendo inclusive faze-lo hesitar antes de atacar o semideus, no turno em que for ativo, o oponente do filho do deus do medo, se sentira amedrontado a ponto de ser incapaz de atacar.
Gasto de Mp: 10 MP
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: Dura apenas um turno e se o contato visual for quebrado/rompido o poder perde o efeito.
Dano: 5 HP
Extra: Faz o usuário evitar atacar o filho de Phobos/Timmor durante o turno em que o poder estiver ativo.

ARMAS:
• Espada simples & um Spray de Névoa
Alöysius Lecter
Alöysius Lecter
Filhos de Phobos/Timmos
Filhos de Phobos/Timmos

Idade : 14

Voltar ao Topo Ir em baixo

Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum