The Blood of Olympus
Para visualizar o forum é necessário estar cadastrado, por favor registre-se no rpg ou entre em sua conta. É necessário estar cadastrado para ver as informações contidas no forum. Lembre-se de usar nome e sobrenome, não se cadastrar usando nomes geralmente utilizados por Hacker. Exemplo: "Barum" "Hakye" e por ai vai. Bem vindos.

[CCFY] - Save me if i become my demons

Ir em baixo

[CCFY] - Save me if i become my demons Empty [CCFY] - Save me if i become my demons

Mensagem por Eren Leonhardt em Sab Jan 19, 2019 7:02 am

Se, pelo bem do argumento, minha vida fosse um livro ou filme… certamente seria uma tragédia.
A Cobaia



Objeto de testes 13


Dia: 5


Tipo Sanguíneo: O-


Sexo: Masculino


Status: Vivo


Anotações: A cobaia parece se adaptar completamente à quantidade de células RC transplantadas, embora isso não venha sem um tipo de custo. Aparentemente o Stress causado pela introdução das células no corpo da cobaia é de tamanha magnitude que seu corpo cessou, ou ao menos diminuiu consideravelmente, a produção de melanina, fato este que tornou os cabelos negros em cabelos brancos como a neve.


Apesar deste fator as condições físicas da cobaia permanecem muito melhores do que os experimentos anteriores, seu corpo se adapta facilmente a cada injeção das células artificiais e até mesmo as acumula, tal como era o efeito esperado inicialmente. Ao que aparenta as células começaram a se aglomerar na região da cintura e começam a formar o que parece ser um órgão vestigial.


Manter a cobaia sob vigilância constante





Eu abri meus olhos lentamente, tentando me acostumar a luz forte que me iluminava. Fiquei confuso pelos primeiros segundos, tentando lembrar onde estava ou o que diabos tinha acontecido, mas quando enfim me lembrei passei a tentar me mover.


Até onde eu me lembrava eu estava em Nova-York, passeando pela cidade sem muito o que fazer. Apesar de proibido pelo acampamento era muito comum que fizessemos aquilo, escapadas para a cidade grande, era tentador fugir e passear por NY, e por isso muitos faziam exatamente isso. Eu não achei que teria problema até ouvir gritos de socorro, ao que parecia uma mulher . Antes de tudo eu era um semideus, e se pudesse evitar que alguém fosse violentado obviamente que o faria sem pensar duas vezes. Corri ate a direção dos gritos, preparado para uma luta, mas logo me vi em um beco vazio. Me encurralaram e, quando eu achei que teria de usar meus poderes para lutar, atiraram um sedativo em mim.


Balancei o corpo desesperadamente, apenas para descobrir que estava amarrado. A máquina que indicava os batimentos cardíacos ao lado da maca em que eu estava começou a apitar enquanto eu tentava me soltar, e logo a porta se abriu. Uma mulher entrou, segurando uma agulha e injetou alguma coisa em meu pulso..


Em momentos eu estava desmaiado novamente.

.

.

.

.

.


Objeto de testes 13


Dia: 22


Tipo Sanguíneo: O-


Sexo: Masculino


Status: Vivo


Anotações: Das 13 cobaias, 8 morreram, restando-me apenas as cobaias 3, 5, 7, 11 e 13. Curiosamente todos os que sobreviveram eram nomeados à partir de números primos, então é assim que temos chamado-os, Os Primos. Tal nomenclatura também se adequa perfeitamente a sua natureza singular, uma vez que a taxa de sobrevivência para a injeção das células parece ser bem baixa. Das 5 cobaias sobreviventes 4 estão em estado crítico, sendo a cobaia número 5 a única que apresenta recuperação acelerada. N° 13 está se recuperando lentamente, embora permaneça em estado crítico. As células RC se acumularam em sua cintura, criando um tipo de órgão semelhante a uma “bolsa”. Esse órgão também se formou em todas as outras cobaias sobreviventes.


Há algo de diferente em 13, no entanto. Por vezes parece ser dócil e pouco resistente a dor, mas em outras ocasiões mostra-se agressivo e seus batimentos mal se alteram quando é cortado ou quando injetamos as células nele.


Muito curioso… de fato.





Eu estava em uma sala longa e escura. Dessa vez não estava amarrado, na verdade estava de pé e perfeitamente capaz de me mover. Dei alguns passos para frente, tentando encontrar uma saída daquele lugar. Depois de não obter sucesso algum parei de andar, aquele lugar não parecia ter fim.


Onde estou? — tentei acessar algum de meus poderes, mas não obtive sucesso algum,  os ventos não me obedeciam mais. Quando desisti de tudo, senti outra presença.


Na verdade era um som, o som de algo sendo arrancado e mastigado. Andei em direção ao barulho temeroso, não tinha mais nada que eu pudesse fazer e em toda direção que eu fosse não dava em lugar nenhum, a única saída era seguir o som.


Comecei a ver uma figura ao longe e me aproximei lentamente. Ele estava de cócoras próximo de algo que não identifiquei, mas quando me aproximei dele notei que devorava um corpo humano. Dei um grito de susto e quando a coisa se virou para mim… vi que era eu.


Acordei mais uma vez com os batimentos acelerados, e não demorou muito até a mesma maldita enfermeira vir atrás de mim, injetando o que deduzi ser tranquilizante em meu braço.


Objeto de testes 13


Dia: 56


Tipo Sanguíneo: O-


Sexo: Masculino


Status: Vivo


Anotações: As cobaias melhoraram e agora a injeção das células RC em seus corpos tornou-se desnecessária. As células passam a se reproduzir sozinhas no corpo e as cobaias agora parecem até mesmo dependentes de seus efeitos. A Cobaia 13 não está recuperando a produção de melanina, ao que parece os efeitos serão permanentes em seu corpo ou, ao menos, muito muito duradouros. Ele e a cobaia 5 são os mais promissores, mas há uma clara diferença de adaptação, afinal a cobaia 5 não só já se encontra totalmente recuperada como até mesmo descobriu uma forma de manifestar o órgão formado também na região de sua cintura. Ao que parece, quando as células RC se manifestam formam um tipo de órgão semelhante a músculos. Cobaia 13 parece estar próximo de manifestar a mesma habilidade. Experimentação deve continuar.





E mais uma vez acordei. Olhei timidamente em volta, já esperando achar o cientista louco ou seus assistentes a minha volta, mas o lugar estava estranhamente vazio. Eu ainda estava amarrado à maca, mas não tinha ninguém ali. Tentei erguer a cabeça e pude perceber que a porta estava aberta, escancarada.


Mas… que?— me perguntei, confuso. Ele nunca deixava a porta aberta, sempre a trancava a sete chaves. O que diabos podia estar acontecendo? Me concentrando bem passei a ouvir gritos. Gritos e o som de coisas sendo atiradas. Aquilo tudo me deixou preocupado e até assustado, e eu logo soube que precisava dar um jeito de me desamarrar. “Porque não experimenta usar o que ganhamos?” a outra voz que habitava minha mente se manifestou pela primeira vez em… quanto tempo? Eu até tinha me esquecido daquele detalhe.


Duas-Caras não está comigo, eu estou amarrado.” a outra voz deu uma pequena risada, foi estranhamente suave e aliviada.


Mesmo depois de ser torturado e experimentado você permanece o mesmo idiota… me dê o controle.” - Havia algo de diferente naquilo, não era um pedido, era uma ordem… e de alguma forma eu me sentia tentado a obedecer. - “ Dessa vez… dessa vez não haverá espaço para fraquezas, você sabe isso, você sente isso. Você não é mais um semideus normal, não há esperança para você se hesitar.


E sim, de fato, havia algo de diferente em mim, embora eu não pudesse dizer o que era. Aquele médico tinha feito experimentos comigo, mas qual seria o resultado?


Eu me recuso.


E desde quando… você está no controle? Foi essa sua natureza bondosa e idiota que o fez se atirar num beco sem avaliar a situação direito, ser capturado e usado de cobaia. Você é fraco, Kyros.” - Naquele segundo senti meu mundo se abalar.


Abri meus olhos, notando o silêncio de minha mente. Não haviam mais vozes que não meus pensamentos, não haviam conflitos internos e não havia mais medo. Era estranhamente libertador e solitário ao mesmo tempo. Teria a outra personalidade perecido? Estaria eu livre?


Não era hora de pensar naquilo.


Senti algo alfinetar minhas costas na região da cintura e logo quatro grandes caudas vermelhas saíram, rasgando a maca no meio e me libertando das amarras.


Me levantei imediatamente, tentando manter o equilíbrio com aquelas coisas enormes me puxando para trás com seu peso.  Não eram pesadas a ponto que me atrapalhassem, mas era um peso novo para meu corpo. Mantive o centro de equilíbrio    e permaneci de pé. Tentei mover uma das caudas para a frente, mas todas elas vieram.

A "coisa":
[CCFY] - Save me if i become my demons Tumblr_o23d4l664K1v62oblo1_500


Era difícil movimentá-las, mas eventualmente consegui mover uma por uma separadamente, girando-as lentamente, abaixando e levantando… O que diabos era aquilo? Não pensei muito, retraindo aquelas “caudas” enquanto olhava para a porta aberta. Para onde deveria ir?


Corri pelos corredores e estranhei a falta de janelas. Onde diabos eu estava? Onde estavam as pessoas? Passei por quartos, numerados de 13 a 1. As portas dos números 3,7 e 11 estavam simplesmente abertas, como a minha, mas a porta onde o número 5 devia estar estava simplesmente destruída, cortada no meio, atirada na parede oposta e com um buraco enorme no lugar onde ela deveria ficar. Engoli seco e continuei a correr.


Eu precisava sair dali o mais rápido possível.


Virei em uma das portas e me dei de frente com um longo corredor. Ele devia ter 500 metros de extensão, mas dificilmente era o que mais chamava minha atenção ali. No fim do corredor tinham duas pessoas. Me aproximei delas, correndo enquanto elas discutiam. Uma delas estava de joelhos enquanto a outra, de pé. Notei que o clima estava extremamente tenso, afinal a mulher de joelhos implorava e suplicava, mas o homem de pé fez com que um tentáculo, muito parecido com os que eu tinha manifestado mais cedo, saísse de sua cintura e cortasse a mulher no meio. Assim que ele o fez eu parei de correr e ele se virou para mim. Ele estava com os cabelos negros, longos com uma franja que cobria seus olhos. Apenas o olho que brilhava em vermelho era visível.


Quem é você? — Ele perguntou em um tom bem agressivo. O encarei por um segundo, avaliando minhas opções. Eu não podia lutar com ele, podia?


Me chamo Kyros. Você?


Eu sou Damien. Você trabalha aqui? — Ele deu um passo para frente e eu fui forçado a dar um para trás, me preparando para uma batalha.


Não, eu fui uma cobaia. — Eu tirei uma das caudas de minhas costas e o garoto me encarou, com um meio sorriso.


Então é uma vítima como eu… estou indo caçar o homem que fez isso conosco. Irei matá-lo. O maldito conseguiu evacuar a tempo. — ele fez uma pausa, respirando frustrado. Me mantive observando-o, sem tirar os olhos dele um segundo sequer, ao que parecia ele não me atacaria a troco de nada. Por fim ele me olhou novamente, bem sério.— Boa sorte com… bom, com conviver com as coisas que ele fez com a gente.— Ele se virou, correndo para a saída, mas antes de ir ele virou a cabeça, com um sorriso levemente tristonho.— E, ah… bom apetite.


Eu não entendi o que ele quis dizer até que percebi que estava salivando. Limpei minha boca, apenas para perceber que mais saliva saia, incontrolavelmente. Demorou um tempo até que eu entendesse o que estava acontecendo.  Encarei o corpo da mulher, eu já me aproximava dela inconscientemente e estendia a mão, arrancando um pedaço de carne. A fome era incontrolável.


O que diabos eu tinha me tornado?

”informações”:


FPA:

Habilidade desejada:
Kagunes: Por ter sido cobaia em um experimento Kyros adquiriu a peculiar habilidade de formar membros parecidos com tentáculos ou caudas em suas costas. Esses membros são capazes de facilmente perfurar o corpo humano. Cada um deles possui cerca de 2 metros de extensão. Ao ativar esses membros o olho direito de Kyros fica com a esclera negra e com a pupila vermelha. A única forma de Kyros não perder o controle sobre o poder é se alimentando de carne humana ao menos uma vez por mês, ficando insano e incontrolado caso não o faça. Elas podem ser usadas para perfurar os inimigos e suas defesas, simplesmente empurrá-los ou mesmo para ajudar na agilidade, agarrando-se as coisas em pleno salto ou ajudando no equilíbrio do semideus como uma cauda. No entanto, apesar de serem boas para o ataque possuem poucas habilidades defensivas, sendo primariamente uma habilidade ofensiva.

PS: Eu não soube quais atributos colocar de bônus ou qual quantidade seria permitida, então peço para o Avaliador fazer isso por mim, de forma a evitar problemas.  Deixei na descrição quais seriam as propriedades e usos da habilidade justamente para facilitar isso, então, se aprovado, espero que não seja problema. Grato.


Eren Leonhardt
Eren Leonhardt
I Coorte
I Coorte

Idade : 20

Voltar ao Topo Ir em baixo

[CCFY] - Save me if i become my demons Empty Re: [CCFY] - Save me if i become my demons

Mensagem por Psique em Dom Jan 20, 2019 7:28 pm

Kyros


Método de Avaliação:

Valores máximos que podem ser obtidos

Máximo de XP da missão: 2.000 XP  

Realidade de postagem + Ações realizadas – 50%
Escrita: Gramática, erros, pontuação, coerência, concordância, etc – 20%
Criatividade/Estratégia em combate + inteligência – 30%

Realidade de postagem + Ações realizadas: 48%
Escrita: Gramática, erros, pontuação, coerência, concordância, etc: 15%
Criatividade/Estratégia em combate + inteligência: 25%


RECOMPENSAS: 1.760 xp e dracmas

HABILIDADE/MALDIÇÃO:

Maldição: Kagunes
Descrição: Depois de ser submetido a um experimento, o semideus desenvolver quatro tentáculos compridos em suas costas, na altura da cintura, sendo que eles apenas se fazem presentes ao desejo do semideus. Eles funcionam para agarra, empurrar e bater, mas não podem provocar danos como perfuração. Elas também podem auxiliar o semideus em sua locomoção, o deixando mais rápido e ágil. No entanto, um outo efeito colateral é o fato de que seu olho esquerdo muda de "aparência" tornando-se preto na esclera e vermelho em sua íris e pupila.
Gasto de MP: 60 MP para ativar. 10 por turno ativo.
Gasto de HP: 5 HP
Bônus: +25% de velocidade e agilidade.
Dano: A critério do narrador (dano de impacto).
Consequência: O semideus pode ser atacado por qualquer outro semideus por ter o aspecto diferente, assemelhando-se mais a uma criatura ou monstro do que a um humano.
Extra: Caso o semideus passe mais de um mês sem consumir carne humana, ele torna-se mais semelhante à um animal irracional, sendo completamente incapaz de reprimir seus instintos primitivos.


CRIAR A PARTE DE HABILIDADES EM SUA FPA PARA QUE A HABILIDADE SEJA COLOCADA LÁ.

Atualizado por Psique.


missed my tears, ignored my cries; life had broken my heart, my spirit, and then you crossed my path, you quelled my fears, you made me laugh, then you covered my heart in kisses
Psique
Psique
Deuses Menores
Deuses Menores

Localização : No abraço de Eros ♥

Voltar ao Topo Ir em baixo

Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum