The Blood of Olympus
Para visualizar o forum é necessário estar cadastrado, por favor registre-se no rpg ou entre em sua conta. É necessário estar cadastrado para ver as informações contidas no forum. Lembre-se de usar nome e sobrenome, não se cadastrar usando nomes geralmente utilizados por Hacker. Exemplo: "Barum" "Hakye" e por ai vai. Bem vindos.

Treinamento -//- Benders

Página 1 de 2 1, 2  Seguinte

Ir em baixo

Treinamento -//- Benders

Mensagem por Maxine H. Henz em Sab 12 Jan 2019, 16:52





Treinamento -//- Combate Elemental
Benders

Cenário da Aula

O palco desse treinamento são as arenas do acampamento, ocorrendo no período da manhã. O clima está agradável e o sol não incomoda a ninguém. O local contem diversos alvos que servirão para o treinamento e aperfeiçoamento, contando com itens como troncos, alvos circulares, estátuas de pedra que arremetem monstros ou figuras de proporções humanas.


Introduzindo


Se há algo incrível sobre ser um semideus, são os poderes que vem com essa categoria. Super força, velocidade aprimorada, sentidos intensificados... E, para uma boa parte das proles semidivinas, o controle de elementos naturais. Quem nunca viu algum meio-sangue manipulando um elemento a seu bel prazer? Sabendo que uma quantidade significante de companheiros podiam usufruir do comando sobre a natureza de tal forma, Max Hayes planejou uma aula para oferecer maior controle e mais propriedade quanto a ataques elementais. Ela nunca admitira em voz alta, mas certamente teve a ideia após assistir alguns episódios de A Lenda de Korra (e sair shippando fortemente Korrasami).

Ao ter os alunos a sua frente, Max daria o seu típico sorriso animado, explicando a sua linha de raciocínio para aquele treino. Até que finalmente partiria para a demonstração. Ela se posicionou a frente de um dos troncos de madeira e montou a postura de combate. Punhos erguidos, pernas levemente separadas e o leve gingado nos pés bem posicionados a mantendo em movimento ritmado. Para os alunos, seria possível ver pequenos filetes de eletricidade começando a surgir ao redor dos braços da filha de Júpiter. Ela testou um golpe de esquerda com o punho, mas ao jogar o braço direito em um golpe reto, este foi acompanhado pela liberação de um raio, atingindo o tronco na direção em que sua mão fechada apontava.

Terminando a simples demonstração, Max lembraria a todos do controle do chi e de como direcioná-lo ao local em que queria liberar o controle elemental. Depois, pediria para que todos treinassem em uma distância segura um do outro, para que não sofressem acidentes.



Missão e Regras


• Primeiro passo - Controle elemental: Se aqueçam primeiro dominando o(s) elemento(s) que vocês possuem, os usando contra os alvos espalhados pela arena.
• Segundo passo - Combinação: Experimentem combinar os golpes de artes marciais com o controle elemental, não sairá perfeito, é apenas para acostumar a fazer as duas coisas ao mesmo tempo.
• Terceiro passo - Aperfeiçoamento: Após se acostumar com controlar o elemento e aos movimentos do corpo, poderá começar a treinar atingindo os alvos pela arena até conseguirem um resultado fluído e sem dificuldades.


• Apenas quem tem algum elemento na lista de poderes e habilidades podem participar.
• Elementos advindos de tatuagens, marcas e itens podem ser considerados, caso forneçam controle sobre o elemento mesmo que por um determinado tempo. Itens que são apenas encantados com o elemento (como uma espada de fogo etc) não são considerados.
• É extremamente importante que você tenha algum conhecimento de combate em sua lista de habilidades, seja pelas passivas ou aprendidas em alguma aula. Caso essa habilidade não esteja em spoiler, seu post não será válido.
• A habilidade elemental também deverá estar em spoiler, ou seu post não será validado.
• Caso precise de uma fonte externa do elemento - alguns semideuses não podem criar o elemento - narre conversando com Max pedindo por uma fonte natural deste e conseguirá (uma tocha, uma balde com água etc).
• Dica: sim, eu tirei a ideia do desenho Avatar, se quiserem buscar vídeos como referências, é válido!


Sobre Maxine

Max, como gosta de ser chamada, é uma filha de Júpiter e amazona. Apesar de ter um corpo franzino e uma aura naturalmente travessa, ela possuía força e conhecimento graças as suas filiações. Sempre de bom humor e disposta a conversar com qualquer pessoa, aprendeu com sua mãe a como misturar-se em qualquer grupo social. Portanto, poderá interagir livremente com Hayes, sabendo que ela possui sempre uma resposta divertida ou um comentário irônico para fazer.


Habilidade Oferecida

Nome da Habilidade: Benders
Descrição: Ao combinar o uso do controle elemental com a técnica e metodologia de uma arte marcial, o usuário da habilidade benders pode obter resultados poderosos. Poderá lançar o poder elemental através de golpes físicos, projetando o elemento com mais dano e força. A manifestação elemental geralmente segue a direção dos golpes, porém pode existir combinações de movimentos para uma melhor elaboração do ataque.
Gasto de MP: Custo da habilidade elemental + 30MP.
Gasto de HP: Nenhum
Bônus: Nenhum
Dano: Dano da habilidade elemental acrescentado os bônus de controle corporal (agilidade, flexibilidade, equilíbrio etc).
Extra: Só funciona como elementos que podem ser “lançados” como, por exemplo: fogo, ar, raio, luz entre outros.

Explicação do bônus de controle corporal: Se há algo comum em todas as categorias de artes marciais, é que envolve o controle corporal em alguma estância. Mesmo as de autodefesa promovem equilíbrio, agilidade etc. Em determinados momentos, não é a força o destaque do golpe, mas sim a destreza e controle do próprio corpo. Por isso, para calcular o dano, achei mais coerente aplicar o bônus de controle corporal ao invés de força. Será utilizados os bônus das listas como agilidade, flexibilidade, esquiva etc + FPA de controle corporal.


Adendos Finais

— Sem template com barra de rolagem, por favor. Fica ruim de avaliar, pontos serão descontados caso tal uso ocorra.
— FPA em spoiler assim como poderes utilizados.
— Dúvidas podem me enviar MP ou questionar no chat.
— Prazo do Treino: 20/02
— Bônus: +500 exp por participante, quanto mais pessoas participarem, maior será a exp obtida no final além da habilidade.

Treinamento -//- fallen angel made this code ♔



Maxine Hayes


∆ LYL - FG


Maxine H. Henz
Maxine H. Henz
Amazonas
Amazonas


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Treinamento -//- Benders

Mensagem por Kyros A. Máximos em Seg 18 Fev 2019, 08:07

Unraveling The World
Toda desvantagem neste mundo é causada por algum tipo de falta de força


A instrutora de treinamentos de combate corporal era, de fato, bem criativa. Não só nos ensinava diversas práticas marciais, mas agora tinha decidido inovar em todas e adicionar os elementos. Eu era um filho de Éolo, controlar o ar era uma habilidade que eu tinha desenvolvido a algum tempo, mas nunca tinha encontrado uma forma clara e prática de usá-la… ao menos até agora. Observei atentamente enquanto ela fazia sua demonstração, com pequenos pulsos elétricos surgindo e sumindo enquanto ela socava e chutava o ar. A ideia era bem simples, mas a execução parecia ser complicada. Eu já estava me aquecendo, coisa que Max sempre nos dizia para fazer. Estiquei bem as pernas, as palmas das mãos e com elas toquei a ponta dos pés. Após tudo aquilo eu me sentia pronto para treinar aquele novo tipo de arte marcial.

— Certo, vamos começar! — disse, demonstrando um raro entusiasmo. Eu já podia imaginar algumas combinações, mas por enquanto precisava me aquecer. Assim que o momento de empolgação passou voltei a minha postura séria, me concentrando.

Dei socos no ar, tentando concentrar o ar em frente aos meus punhos de forma a criar pressão no ar. Dei três socos antes de dar um chute pro alto, girando os quadris junto com o corpo enquanto manipulava os ventos em volta de minha perna, de forma a fazer que o impacto do chute fosse maior. Voltei a posição inicial e suspirei, era complicado treinar o ar ENQUANTO movia o corpo, mas eu sabia que eventualmente teria que dar um jeito naquilo. Comecei a dar saltinhos no mesmo lugar e manipular o vento bem abaixo da sola dos meus pés, me empurrando para cima e, após falhar algumas vezes consegui.

Após voltar para o chão verifiquei que estava pronto.

Tudo que precisava decidir agora era qual tipo de arte marcial usaria como base dos golpes. Após alguns momentos pensando decidi que o melhor seria aplicá-lo ao muay thay, afinal de contas a movimentação teria que ser rápida por conta do movimento, e era exatamente isso que a arte marcial proporcionava. Decidido o que eu deveria fazer, me dirigi até um dos bonecos de treino. Eu já tinha visto avatar antes, então eu podia imaginar como seria controlar o elemento do ar, leve e suave, "Deixe-o fazer todo o trabalho." Pensei enquanto me colocava na posição de luta do muay thay. Controlei os ventos ao redor do meu antebraço, comprimindo-o, enquanto movi o punho em um jab. Assim que atingi o rosto do boneco joguei todo o ar que tinha concentrado no antebraço para frente, acertando o rosto do boneco com ar comprimido, o que em uma situação real provavelmente o jogaria no chão. Assim que retornei à guarda movimentei o outro punho em um "Upper", levantando-o de baixo para cima na direção do queixo do boneco. Entretanto, agora eu comprimia o ar logo em frente aos punhos, na tentativa de dar um golpe ainda mais poderoso. Assim que o ar entrou em contato com o queixo ouvi um alto som de estalo ecoar pela arena, o que me fez recuar por um segundo para entender o que tinha acontecido.

— Parece uma daquelas bolinhas de ar que vem em embalagens. — Max notou, com um meio sorriso.

— A sensação é a mesma... caramba! Eu vou sentir aquela sensação gostosa toda vez que socar alguém! — Ela riu de minha piadinha e, ao verificar que tudo estava bem, se retirou para ajudar os outros.

Mantive meu treinamento, me aproximando novamente do boneco. Dessa vez, ao invés de um soco, concentrei o ar atrás de meu cotovelo direito de forma que ele fosse ainda mais rápido em direção ao rosto do boneco. A cotovelada bateu dura no rosto, e eu tinha certeza de que teria doído bastante caso estivesse lutando contra alguém. Por fim voltei a posição inicial e decidi tentar um chute. Virei levemente o pé esquerdo e ergui rapidamente a perna direita, empurrando-a com o ar em direção ao boneco. Desdobrei a canela que, com a ajuda do ar, criou um golpe ainda mais devastador nas costelas do boneco.

Voltei a posição inicial, suando. Aquilo ainda exigia muita concentração e energia de mim, mas eu sabia que eventualmente eu dominaria aquelas técnicas. Tudo que precisava fazer era continuar praticando...


FPA:
Poderes:

Nível 10
Nome do poder: Aerocinese I
Descrição: Permite ao semideus controlar, manipular e gerar e absorver o elemento do vento. Nesse nível consegue controlar apenas pequenas rajadas de vento, podendo aumentar ou diminuir a pressão do mesmo em campo, dificultando movimentos alheios, ou fazendo as coisas flutuarem ao seu redor. O poder ainda é fraco.
Gasto de Mp: 10 MP por turno ativo
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: Nenhum
Dano: Não existe um dano fixo para esse poder.
Extra: Pode usar pra atrapalhar os inimigos, a visão, ou os movimentos, podendo por exemplo, manipular o ar para jogar uma pedrinha no adversário. (seu poder ainda é fraco, e a força é superficial).

Nome da Habilidade: Controle corporal
Descrição: A vida na rua e a sobrevivência fora no Acamapamento fez com que o semideus aprendesse a maximizar as habilidades de seu corpo de modo que o mesmo possui um excelente domínio corporal.
Gasto de MP: Nenhum.
Gasto de HP: Nenhum.
Bônus: +15% de esquiva, flexibilidade e agilidade.
Extra: Nenhum.

Nome: Muay Thai
Descrição: O Muay Thai é uma arte marcial de origem Tailandesa conhecida como Thai Boxe ou Boxe Tailandês e revela um método de combate corpo a corpo (full contact) muito agressivo. É conhecido mundialmente como “a arte das oito armas”, pois caracteriza-se pelo uso combinado da técnica e da força dos membros do corpo humano, nomeadamente: os dois punhos; os dois cotovelos; as duas canelas das pernas e os dois joelhos. O semideus que participou dessa aula tem conhecimento sobre o muay thai, podendo usar de suas técnicas para golpear o seu adversário, principalmente ao usar os cotovelos e os joelhos para atingir o inimigo.
Gasto de MP: Nenhum
Gasto de HP: Nenhum
Bônus: +25 de dano ao usar cotovelos e joelhos no golpe; +30% força, agilidade e flexibilidade.
Extra: Nenhum.

Nome: Taekwondo I
Descrição: O taekwondo é uma arte marcial milenar da Coreia. Em coreano a palavra taekwondo possui o seguinte significado: caminho dos pés e das mãos através da mente. Após assistir a aula de combate, o aluno agora possui noções básicas e sabe melhor do que ninguém aplicar chutes referentes ao taekwondo. Ainda sabe apenas o básico do taekwondo, mas logo estará preparado para os golpes mais complexos que esta modalidade permite aprender.
Gasto de MP: Nenhum
Gasto de HP: Nenhum
Bônus: +25 de dano em chutes; +30% equilíbrio, agilidade e flexibilidade.
Extra: Nenhum

Nome: Krav Maga - Defesa Pessoal
Descrição: O krav maga é um sistema de combate corpo-a-corpo desenvolvido em Israel que se baseia em uma abordagem que não necessita de equipamentos ou armas. Graças ao comparecimento na aula e o árduo treinamento, este personagem consegue usar de técnicas para defender-se e escapar de situações complicadas, tais como enforcamentos, agarrões, socos diretos, abordagens com facas e armas de fogo como pistola e revolveres.
Gasto de MP: Nenhum
Gasto de HP: Nenhum
Bônus: Maiores chances de escapar de situações em que se possa aplicar a defesa pessoal; +30% de esquiva, equilíbrio e agilidade.
Extra: Nenhum

Nome: Perícia em Parkour
Descrição: Parkour é a capacidade de usar movimentos naturais do corpo humano como correr, saltar e escalar combinadas com técnicas específicas que melhoram o desempenho do praticante perante obstáculos do ambiente. Com essa habilidade, o semideus potencializa sua habilidade corporal podendo realizar movimentos complicados e acrobáticos por causa do treino. Pode realizar saltos complexos, pular de um ponto a outro (dentro dos limites lógicos), escalar paredes, andar em locais inclinados, passar por obstáculos do cenário, escalar mais rápido.
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: +30% em equilíbrio, velocidade e flexibilidade.
Dano: Nenhum

Nome: Perícia Corporal I
Descrição: Treinar o corpo e a mente para tornar-se um melhor guerreiro é quase que uma obrigação de cada meio-sangue, caso ele deseje sobreviver nesse mundo louco. Assim sendo, depois de uma aula de perícias, o corpo do semideus foi condicionado e treinado para melhorar a agilidade, a esquiva e o reflexo.
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: +30% em agilidade, esquiva e reflexo.
Dano: Nenhum

PS: nenhuma dessas habilidades foi atualizada na FPA ainda, mas já tenho todas.
Kyros A. Máximos
Kyros A. Máximos
Filhos de Éolo
Filhos de Éolo

Idade : 20

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Treinamento -//- Benders

Mensagem por Thomas M. Brynjolf em Ter 19 Fev 2019, 23:29


Run for your life
This is the night of the werewolves



Me encolhi um pouco quando o raio cortou através do ar e atingiu o alvo, não pude deixar de me lembrar do dia em que Wade e eu combinamos nossos golpes e ele utilizou algo parecido com aquilo para dar o ataque final. Controlar a água e respirar debaixo dela sempre me foram habilidades úteis, mas assistir aquele uso de eletricidade, assim como ver outros semideuses que conseguiam utilizar gelo me dava uma leve vontade de conseguir controlar outros elementos, mas água teria que ser o bastante por hora.

Estalei os dedos e alonguei o meu corpo, observando todos os alvos à minha frente, notando as distâncias entre mim e eles, e criando um traço mental de como poderia acertar todos eles com apenas um ataque. Desisti dessa ideia quando percebi que não seria assim tão efetivo contra objetos imóveis quanto foi útil na minha luta em Prescott. Eu já tinha utilizado água para fazer armas, conduzir eletricidade ou simplesmente apagar fogo, mas nunca em combo com artes marciais. E a ideia me parecia divertida.

Terminei meu alongamento e, seguindo as instruções de Max, comecei conjurando certa quantidade de água. Curvei os meus joelhos e juntei as palmas das mãos na frente do meu corpo, afastando-as pouco a pouco e unindo os vestígios de água que estavam no ar ao meu redor para que a mesma ficasse visível. Movi as mãos até a lateral do meu tronco, trazendo aquela bolha junto, e então estiquei os braços de uma só vez na direção de um dos alvos e uma pequena quantidade daquela água disparou até um dos alvos em formato de cometa e o partiu ao meio com o impacto.

- Ok, isso eu já fazia antes... - Falei para mim mesmo.

Abri os meus braços e a esfera de água se moveu para trás de mim, ficando na altura dos meus ombros, ergui os punhos na em frente ao meu rosto e comecei a avançar em pequenos saltos na direção do alvo mais próximo. Desferi dois jebs contra a superfície de madeira e dei um passo para trás, atacando com um cruzado de direita que eu utilizei como guia para mover parte da esfera de água, que fez uma parábola ao meu lado e atingiu o alvo.

- Então é como se fosse um videogame, só que um pouco mais legal.

Movi a minha perna esquerda para o lado direito e girei no sentido horário sobre o meu próprio eixo, atacando com uma cotovelada que também foi seguida de um impacto de água, que deixou uma avaria na madeira. Retornei à base inicial de Muay Thai e ergui a minha perna direita, formando uma espécie de escudo de água na minha frente. Deslizei meu pé que ainda estava no chão e fiquei de lado para o alvo, chutando na sua direção para que ele mais uma vez fosse atingido.

Recuei e fiz a postura do cavalo, movendo meu corpo para o lado e assumindo a posição básica do wing chun. Movi meu braço direito de fora para dentro, como se estivesse defendendo algo com o pak sau e logo em seguida desferi um soco com o braço esquerdo. A esfera de água se dividiu em duas e cada uma se posicionou sobre um dos meus ombros, ataquei com uma rajada de golpes e cada ataque era representado por uma pequena porção de água que se descolava da esfera e atacava sozinha.

Recuei e dobrei meus joelhos. Saltei para cima e para a frente, girando ao redor do meu próprio eixo e atacando com um dos chutes aéreos do taekwondo. Um filete de água acompanhou o movimento da minha perna e atingiu o alvo como se fosse um chicote. Rolei para a frente assim que aterrissei e ataquei com um gancho, outro golpe de água no formato de um cometa seguiu o meu punho, mas dessa vez ele estava em espiral enquanto subia.

Afastei as minhas pernas e me abaixei na postura do cavalo. A água fez uma parábola por cima de mim e pousou na minha mão esquerda, que eu movi para o lado oposto e utilizei meus poderes para propulsionar a água para a frente com um chute lateral.

Balancei a cabeça e apoiei as mãos sobre os joelhos, recuperando o meu fôlego. Treinar artes marciais já era cansativo o bastante sem ter que manter o controle Elemental ativo por tanto tempo. Ergui a cabeça e levei meu olhar até Max, que estava um pouco afastada de mim e ergueu seus dois polegares em um sinal positivo, acompanhando um sorriso, levantei uma das mãos e retribuí o seu gesto.

Adendos:

Habilidades Passivas:

Nível 3
Nome do poder: Força I
Descrição: A força é, sem dúvida alguma, a principal arma de um guerreiro, que o faz vencer seus inimigos mesmo que precise utilizar apenas seus punhos. Independente do porte físico do filho de Ares/Marte ou de sua idade, o semideus terá a força de um atleta de MMA profissional, sendo capaz de suportar mais peso que os demais campistas, bem como causar danos maiores em seus golpes.
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: +10% de força
Dano: +5% de dano se o ataque do semideus atingir o adversário.

Nível 4
Nome do poder: Combate não Armado
Descrição: Nos combates de uma guerra, muitas vezes o combatente acaba sendo desarmado, acabando sua munição ou perdendo sua arma, obrigando-o a utilizar apenas seus punhos para sobreviver. Sendo peritos em combates desarmados, os filhos de Ares/Marte sabem técnicas marciais de todas as artes marciais existentes, mesmo que nunca tenha feito uma aula sequer. As técnicas podem ser utilizadas para a elaboração de movimentos complexos, como mortais, piruetas, ataques acrobáticos e golpes que requeiram uma grande elasticidade.
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: Nenhum
Dano: Nenhum
Extra: Seus golpes desarmados dão 20 de dano base.

Nível 27
Nome do poder: Movimentação do Lobo
Descrição: O estilo de luta feral dos lycans é imprevisível e caótico, tornando difícil para seus oponentes entenderem seus ataques. É muito difícil para alguém contra-atacar um lycan de Deimos/Terror quando ele estiver na forma da besta.
Gasto de Mp: Nenhum.
Gasto de Hp: Nenhum.
Bônus: - 30% em assertividade para aqueles que enfrentarem o lycan.
Dano: Nenhum.

Nome do poder: Velocidade II
Descrição: Você ficou ainda mais rápido conforme evoluiu em seu treinamento, e com isso, também consegue se esquivar, e lutar com mais destreza, para outros semideuses em campo de batalha fica difícil acompanhar o seu ritmo.
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: +20% de Velocidade
Dano: Nenhum

Nível 28
Nome do poder: Instinto da Fera III
Descrição: Ao se tornar um lycan, o semideus está em contato constante com a ferocidade e a selvageria. Isso o torna o limite de irritabilidade baixo, ou seja, pequenas coisas podem irritar ou zangar um Lycan facilmente. Entretanto, por essa conexão animalesca, o seguidor de Deimos/Terror está em um estado de alerta constante.
Gasto de Mp: Nenhum.
Gasto de Hp: Nenhum.
Bônus: 30% de percepção ao seu redor, cabendo ao narrador lhe alertar de algo ache cabível durante uma narração.
Dano: Nenhum.

Nível 29
Nome do poder: Regeneração II
Descrição: Em diferentes interpretações dos lobisomens e suas variações ao redor mundo e suas civilizações, é de conhecimento geral a marcante regeneração de seus tecidos e ossos. Com os lycans não é diferente. O servo de Deimos/Terror possui a habilidade de se regenerar que apenas evolui com o tempo. Nesse nível, além dos cortes e ferimentos básicos, contusões também são curadas em questão de segundos.
Gasto de Mp: Nenhum.
Gasto de Hp: Nenhum.
Bônus: Nenhum.
Dano: Recupera 80 de HP e MP.
Extra: 1 vez a cada 2 turnos.

Nível 30
Nome do poder: Perícia com garras III
Descrição: Os lycans são peritos em usar armas em formas de garras. Essas armas são geralmente formadas por três lâminas curtas, da qual possui uma empunhadura que pode ser segurada como uma soqueira ou em uma luva. O Lycan está se tornando cada vez mais experiente no uso de garras.
Gasto de Mp: Nenhum.
Gasto de Hp: Nenhum.
Bônus: 75% de assertividade
Dano: 60% de dano.
Extra: Essa arma é considerada uma arma de lâmina curta.

Nível 32
Nome do poder: Ataques Múltiplos
Descrição: Graças à movimentação do lobo, os lycans são capazes de realizar mais golpes que o esperado em um menor intervalo de tempo. Para critérios narrativos, os semideuses desse grupo secundário sempre terão direito a uma ação extra por turno - desde que ela seja dedicada a manobras ofensivas. É muito mais fácil para o meio-sangue emendar combos ou desferir vários ataques físicos ao mesmo tempo.
Gasto de Mp: Nenhum.
Gasto de Hp: Nenhum.
Bônus: +1 ação em narrativas.
Dano: Nenhum.

Nível 40
Nome do poder: Audição Aguçada III
Descrição: Independente da forma em que estiverem, os lycans têm esse sentido em especial muito mais desenvolvido que o restante das pessoas. Aqui já não mais tem dificuldades por ouvir tudo sem querer, podendo oprimir as conversas desnecessárias e focar no que lhe interessa. Além disso, caso se concentrem unicamente nisso, podem ouvir os batimentos cardíacos alheios. Ambos os efeitos funcionam até 1km de distância.
Gasto de Mp: Nenhum.
Gasto de Hp: Nenhum.
Bônus: 40% em audição, 50% se estiver na forma da besta.
Dano: Nenhum.

Nome do poder: Reflexos Aprimorados
Descrição: Como demonstrado na série, os reflexos do Percy são mais rápidos do que o normal, sendo que ele foi capaz de desviar uma bala que pode percorrer 1.700 milhas por hora, mesmo quando ele quase não viu a bala na Maldição do Titã. Seus reflexos aprimorados também permitiram que ele cortasse uma série de flechas ao meio no Mar de Monstros. Assim, filhos de Poseidon possuem reflexos melhores que os da maioria.
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: +30% em uma ação de defesa/esquiva contra ataques físicos;
Dano: Nenhum

Nível 41
Nome do poder: Olfato Apurado III
Descrição: Independente da forma em que estiverem, os lycans têm esse sentido em especial muito mais desenvolvido que o restante das pessoas. Dessa forma, é capaz de identificar os cheiros ao seu redor, e os gravam para nunca se esquecerem de suas presas. Por outro lado, seu olfato é muito sensível, portanto cheiros fortes ou incomuns lhes incomodam bastante. Podem seguir uma pessoa pelo seu cheiro mesmo que ela se distancie até 1km.
Gasto de Mp: Nenhum.
Gasto de Hp: Nenhum.
Bônus: 40% em olfato, 50% se estiver na forma da besta.
Dano: Nenhum.

Nível 45
Nome do poder: Força III
Descrição: Sempre que realizar um golpe surpresa, as chances de ser um golpe crítico são maiores, além de causar mais dano que o normal.
Gasto de Mp: Nenhum.
Gasto de Hp: Nenhum.
Bônus: 40% em força; 50% em força se estiver na forma da besta.
Dano: +15% de dano.

Nível 47
Nome do poder: Força II
Descrição: O semideus treinou e evoluiu ainda mais e agora consegue carregar ainda mais peso, levantar coisas mais pesadas e efetuar lançamentos com uma facilidade tremenda. Conforme se desenvolveu, ficou ainda mais forte.
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: +35% de força
Dano: +20% de Dano se o ataque do semideus atingir.
Poderes Ativos:

Nível 26
Nome do poder: Hydrokinesis IV
Descrição: Nesse nível o controle das águas atinge seu estagio máximo, sendo que o semideus poderá, caso deseje, levantar grandes quantidades de água, moldando-a como desejar, sendo que poderá joga-la sobre determinado inimigo, fazendo a água ter um peso maior etc. (Sendo que deverá existir uma fonte de água para que tal habilidade seja possível)
Gasto de Mp: - 35 de MP.
Gasto de Hp: Nenhum.
Bônus: Nenhum
Dano: - 60 de HP.
Extra: Nenhum.

Nível 27
Nome do poder:Geração de água II
Descrição: Uma habilidade especial da prole de Poseidon/Júpiter, pois trata-se de um dos elementos mais representativos do deus: a água. Nesse nível, o indivíduo é capaz de gerar água em um volume muito maior, sendo difícil mensurar em volume. Porém, não é uma quantidade ainda enorme, sendo o suficiente para encher um tanque de água de uma casa. Isso é possível ao influenciar as moléculas de água na atmosfera e ambiente, as mudando para o seu estado líquido.
Gasto de MP: 40 MP por turno ativo.
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: Nenhum
Dano:  Nenhum
Extra: Nenhum
Habilidades Extra:

Nome: Muay Thai
Descrição: O Muay Thai é uma arte marcial de origem Tailandesa conhecida como Thai Boxe ou Boxe Tailandês e revela um método de combate corpo a corpo (full contact) muito agressivo. É conhecido mundialmente como “a arte das oito armas”, pois caracteriza-se pelo uso combinado da técnica e da força dos membros do corpo humano, nomeadamente: os dois punhos; os dois cotovelos; as duas canelas das pernas e os dois joelhos. O semideus que participou dessa aula tem conhecimento sobre o muay thai, podendo usar de suas técnicas para golpear o seu adversário, principalmente ao usar os cotovelos e os joelhos para atingir o inimigo.
Gasto de MP: Nenhum
Gasto de HP: Nenhum
Bônus: +25 de dano ao usar cotovelos e joelhos no golpe; +30% força, agilidade e flexibilidade.
Extra: Nenhum

Nome: Taekwondo I
Descrição: O taekwondo é uma arte marcial milenar da Coreia. Em coreano a palavra taekwondo possui o seguinte significado: caminho dos pés e das mãos através da mente. Após assistir a aula de combate, o aluno agora possui noções básicas e sabe melhor do que ninguém aplicar chutes referentes ao taekwondo. Ainda sabe apenas o básico do taekwondo, mas logo estará preparado para os golpes mais complexos que esta modalidade permite aprender.
Gasto de MP: Nenhum
Gasto de HP: Nenhum
Bônus: +25 de dano em chutes; +30% equilíbrio, agilidade e flexibilidade.
Extra: Nenhum

Nome: Taekwondo II
Descrição: O taekwondo é uma arte marcial milenar da Coreia. Em coreano a palavra taekwondo possui o seguinte significado: caminho dos pés e das mãos através da mente. Após assistir a aula de combate, o aluno agora possui noções básicas e sabe melhor do que ninguém aplicar chutes referentes ao taekwondo. Agora o semideus que possui essa habilidade conhece técnicas mais complexas de combate que envolvem chutes.
Gasto de MP: Nenhum
Gasto de HP: Nenhum
Bônus: +35 de dano em chutes; +40% equilíbrio, agilidade e flexibilidade.
Extra: +70% de chance de sucesso em um salto e no pouso

Nome: Introdução ao Wushu
Descrição: O semideus que possui essa habilidade iniciou o caminho das artes marciais chinesas, o Wushu. Também conhecido como Kung Fu, esse é um estilo de luta com várias ramificações e escolas. Ao participar da aula inicial, o semideus agora possui uma base sobre esse tipo de combate, adquirindo mais força, condicionamento físico e postura para aprender as próximas aulas específicas.
Gasto de MP: Nenhum
Gasto de HP: Nenhum
Bônus: +20% de força, +30% de resistência física
Extra: Há uma melhora na postura corporal do aluno, tornando difícil derrubá-lo com golpes diretos quando em postura de combate.

Nome: Wushu - Baguazhang
Descrição: Baguazhang é um estilo do Kung Fu que visa o ataque com as palmas da mão. Graças a sua técnica de circular o inimigo de maneira rápida e analítica, o praticante de Baguazhang também consegue ter uma melhor percepção do movimento inimigo ao seu redor, sendo assim uma das técnicas mais apropriadas para combates com números maiores de inimigo.
Gasto de MP: Nenhum
Gasto de HP: Nenhum
Bônus: +30% de agilidade e esquiva, +30% de percepção do movimento do inimigo.
Dano: +30 de dano em golpes feito com os punhos.
Extra: Nenhum

Nome: Perícia Acrobática - Saltos
Descrição: Treinar a técnica de diversos saltos deu ao semideus a experiência necessária para aplicá-lo nas mais diversas situações, inclusive em combate ou durante a fuga. Com essa aula, você pode justificar movimentos mais complexos em sua narração, além de ter melhorado a sua condição física com o treinamento recebido.
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: +30% agilidade, flexibilidade e equilíbrio
Dano: Nenhum
Melpomephy.. Black Set
Thomas M. Brynjolf
Thomas M. Brynjolf
Lycans
Lycans

Idade : 18
Localização : Wolves' Den/CHB

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Treinamento -//- Benders

Mensagem por Peter C. Gallagher em Qua 20 Fev 2019, 19:38



 
 
  
benders
ᚉᚑᚌᚐᚇᚆ, πόλεμος, war
------  ✖️  ------


E
u estava ansioso pelo começo do exercício. Eu adorava as aulas da filha de Júpiter. Apesar de o meu estilo de luta não ser o corpo-a-corpo, eu conseguia tirar proveito do que aprendia ali. Participar das aulas me permitia conhecer melhor os movimentos do meu corpo e de que me maneira eu poderia potencializá-los em luta.  

Adiciona-se a isso o fato de que eu conseguia manipular alguns elementos e tinha especial inclinação a fazer isso em luta, tinha-se uma aula perfeita para mim.

Pouco depois que a legionária nos liberou para começar a aquecer, eu a chamei para explicar que precisaria de uma fonte de água e terra pois não era capaz de criá-los. Eu nem sabia se conseguiria lutar com eles. Diferente da luz e do ar, os outros elementos eram consideravelmente mais difíceis de serem manipulados.  

O primeiro elemento que eu treinei foi o ar. Ele era o mais fácil. Eu conseguia senti-lo ao meu redor quando me concentrava o suficiente, como se estivesse dentro da água. Tornava-se palpável. Com apenas a força do meu pensamento, sem me mover, eu era capaz de criar algumas correntes de ar. Mas em realidade, eu só conseguia fazer uso pleno quando me movia. Eu parei diante de um dos alvos e girei meus braços em círculos, com as palmas abertas como se empurrasse o ar para dentro do círculo imaginário formado. A diferença é que não era apenas o ar que minhas mãos tocavam que se concentrava ali, mas todo aquele que estava a alguns metros de mim. Assim que eu senti todo o elemento se concentrando naquele pequeno espaço, eu levei meus pulsos para frente e empurrei tudo em direção ao alvo — como uma espécie de Hadouken de vento. Ele tremeu violentamente e quase se desprendeu do suporte.  

A luz era um elemento que eu manipulava de maneira diferente. Ou na forma de construtos ou de ilusões, portanto eu a pratiquei apenas condensando a luz local em pequenos itens como luvas, espinhos e punhais. Tentei lançar um deles contra o alvo, apenas para me aquecer. O fogo eteriano era diferente dos anteriores porque meu domínio sobre ele era mais limitado. Eu cobri minhas mãos com ele e as aproximei para que as chamas de ambas se concentrassem em uma esfera. Então lancei-a para frente e com um movimento do meu braço a puxei para o lado, mudando seu curso na direção do alvo ao lado. O fogo se desfez em uma pequena explosão.  

Paulatinamente eu fui tentando transformar os movimentos simples em golpes. Mas isso era muito difícil, especialmente conforme eu ia usando as poucas técnicas que sabia para isso. Quando tentei aplicar os golpes de Taekwondo, ou eu me desequilibrava e caía ou eu perdia o foco no elemento e ele se dispersava. Eu precisava dividir minha atenção nos movimentos elaborados do meu corpo e no elemento que estava tentando manipular.  

Foi fácil dar socos e pontapés simples seguidos de explosões de ar. Mas coordenar ao mesmo tempo um chute circular e um rastro de fogo era bem mais trabalhoso. Ainda assim, eu tentei. Eu me concentrava no ar antes do golpe começar, sentia-o. Então ficava na posição, pernas abertas com um espaço um pouco menor que a linha dos ombros. Ergui os dois braços e levei o punho direito para a lateral da cabeça. Em seguida, concentrei o ar ao redor do meu punho e o empurrei para a frente. O ar de dispersou cedo demais e eu tive que conter a explosão de vento ao meu redor. Tentei de novo. Precisava impulsionar o braço, mas não permitir que o ar se expandisse cedo demais, mantê-lo concentrado ao redor do pulso.  

Era como pensar na explosão de força muscular no meu braço, mas pensar em uma corrente contínua e inalterável ao redor dele. Quando impunha força no meu braço, a corrente explodia. Coisa parecida se dava com o fogo. Criar uma esfera e só dispará-la ao final do golpe era difícil. Assim, eu apenas continuei ensaiando, tentando, corrigindo meus erros. Não era uma coisa tanto de movimento, mas de concentração, costume e controle.

Quando dominei os golpes com os punhos, tive que fazer o mesmo com as pernas e essas eram ainda mais difíceis porque eu ainda precisava manter o equilíbrio — e isso geralmente envolvia pensar no meu corpo como um todo.

Nas primeiras vezes, eu apenas caía quando tentava dar um chute circular acompanhado de uma rajada de vento. Não era só como mover o braço; eu precisava estruturar ambos: como meu corpo se moveria e como o elemento se moveria comigo, fosse ar ou fogo eteriano. Foi mais difícil do que conseguir executar os golpes com as mãos e braços. Em um momento específico, eu consegui dar um chute acompanhado e uma explosão de fogo na parte alta de uma estátua de minotauro, mas Max se aproximou dizendo que estava errado.

— Mas a explosão deu super certo!

— Sim. Mas o seu chute lateral não está certo. Você não está dobrando o joelho antes de empurrar a canela, nem usando o quadril. Taekwondo, Peter, lembra? Eu te ensinei isso na aula de Taekwondo. Você só está chutando aleatoriamente o ar. — Minha expressão tornou-se esclarecida e eu soltei um longo “aaaah”. Inconscientemente eu focava tanto em manipular os elementos que esquecia todos os mínimos movimentos que eu precisava fazer para concluir um golpe ótimo.  

Lá se foram mais longos minutos tentando consertar isso, até finalmente ser capaz de executar um chute lateral, frontal ou gancho de maneira adequada e ao mesmo tempo ser capaz de potencializar seu dano com explosões de vento.

Tentei também golpes com terra e água, mas como meu controle sobre elas se devia a um único poder dos celestiais, eu tinha um domínio menor e isso me atrapalhava. Eu precisava me esforçar mais para manter a concentração nesses dois elementos. Apesar disso, elas duas eram mais pesadas. Isso tornava mais difícil mudar o curso delas depois de golpe — coisa que eu tentei fazer com o ar e o fogo —, mas era mais senti-las, conseguir forçá-las a acompanhar o movimento do meu corpo.  

Finalmente, depois de muito me esforçar — minha cabeça já doía, resultado das tentativas de dominar os elementos; exauria um pouco minha mente — eu tinha conseguido dar alguns golpes junto aos elementos. Sorri, contente.  

Por fim, estava dispensado.

Informações:
Poderes de Filho de Eros:


PASSIVOS

Nível 8
Nome do poder: Mira do Cupido
Descrição: A principal arma de Eros/Cupido e sua mais famosa era o arco-e-flecha, no qual Eros/Cupido acertava os deuses e mortais, criando e desfazendo casais. Por conta disto, os filhos de Eros/Cupido possuem uma mira muito boa, comparada a dos filhos/seguidores dos Gêmeos Arqueiros. Isso não funciona apenas com flechas, mas com facas, e armas de arremesso.
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: +30% de chance de acertar pontos críticos em lançamento de armas, arremesso de armas, como facas, adagas, lanças e flechas.
Dano: Nenhum
Poderes de Celestial de Éter:


PASSIVOS

Nível 1
Nome do poder: Olhos celestiais
Descrição: Sempre ao usarem os poderes, os olhos dos celestiais ganham uma tonalidade mais celeste e brilhante. Poderes de luz os olhos ficam dourados; poderes ligados as estrelas e ao ar ficam azulados ou esverdeados; poderes ligados as bênçãos os olhos ficam vermelhos. Ao usar os demais poderes, as írires ficam em tonalidade prateada.
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: Nenhum
Dano: Nenhum

Nível 10
Nome do poder:  Precisão
Descrição: É a capacidade que permite ao semideus ter grande foco e atenção aos detalhes, de forma que sempre que realize uma mesma tarefa mais de uma vez o faça com perfeição. Eles aprendem com muita facilidade, e isso permite que dominem armas, resolvem enigmas e descubram alguma coisa de maneira mais rápida e precisa.
Gasto de Mp:  Nenhum
Gasto de Hp:  Nenhum
Bônus: +30% de percepção e inteligência. +20% de descobrir algo. Pode pedir ao narrador uma única pista ao resolver um enigma ou uma charada.
Dano: Nenhum

Nível 11
Nome do poder: Atributos melhorados II
Descrição: O celestial agora está mais evoluído. A experiência em batalhas melhorou ainda mais as suas condições físicas. O semideus seguidor de Éter torna-se ainda mais veloz e esquiva-se com mais facilidade. Seus reflexos também melhoraram.
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: +30% de velocidade, esquiva e reflexos.
Dano: Nenhum

Nível 25
Nome do poder: Força Estelar II
Descrição: Durante a noite, quando o brilho das estrelas se torna mais perceptível, o celestial fica ainda mais forte e resistente.
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: +30% de força e resistência corporal.
Dano: +15% de dano.

Nível 27
Nome do poder: Sentidos Aguçados
Descrição: Os sentidos dos celestiais ao chegarem nesse nível se tornam mais aguçados e apurados.
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: +25% de melhoria nos cinco sentidos.
Dano: Nenhum

ATIVOS

Nível 40
Nome do poder: Aerocinese III
Descrição: Permite ao celestial controlar, manipular e gerar e absorver o elemento do vento. Agora consegue manipular e condensar o ar para torna-lo mais pesado, mais denso, dificultando a respiração dos inimigos, e conseguindo inclusive quebrar coisas com a manipulação do vento. Ao tornar o poder mais forte, pode por exemplo, fazer um copo estourar com a força da mente – manipulando o ar ao redor para esmagar o vidro – ou fazer coisas semelhantes. Também é capaz de criar grandes ventanias e varrer uma área de até 100 metros, derrubando coisas, quebrando, puxando e etc. Pode ainda erguer seus oponentes do chão em uma altura considerável de 1 metro, e atira-los para longe de si (só consegue fazer isso com duas pessoas por vez, não mais).
Gasto de Mp: 40 MP por turno ativo
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: Na criação de grandes ventanias, ou tornar o ar mais pesado, denso, e dificultar a respiração do oponente, todos os atributos do adversário do semideus serão reduzidos em 50%.
Dano: Não existe um dano fixo para esse poder.
Extra: Nenhum

Nível 48
Nome do poder: Construto de Luz III
Descrição: Os construtos são perfeitos e ainda mais poderosos. Agora o semideus consegue criar coisas complexas como automóveis medianos (carros e motos por exemplo). É o ápice da habilidade e parece que o único limite que o celestial irá encontrar é o limite de sua própria criatividade. Os construtos ganham resistência alfa e duram 3 turnos.
Gasto de MP: 60 por construto criado
Gasto de HP: Nenhum
Bônus: 35% de dano a mais em criaturas das trevas/submundo.
Dano base: 45
Extra: A gama de criação é bastante ampla, podendo variar desde coisas simples até mecanismos mais complexos feitos de luz. Porém, criações exageradas não serão permitidas (como uma enorme pista de corrida).  

Nível 55
Nome do poder: Benção Ishim
Descrição: Os Ishim são ligados a natureza elemental. Quando ativar essa benção, o celestial pode manipular os elementos ao seu redor. Não é possível criar o elemento, apenas moldar o que existe no ambiente. A benção funciona perfeitamente com os elementos básicos: fogo, terra, ar e água. Porém exige extrema concentração para os elementos secundários como magma, gelo, raio etc.
Gasto de MP: Varia com a quantidade do elemento, podendo atingir o gasto de até 100MP.
Gasto de HP: Nenhum
Bônus: O bônus é variável de acordo com o elemento. Por exemplo, manipular o fogo contra alguém poderá provocar queimaduras.
Dano: O dano é variável
Extra: Só é permitido controlar um elemento por vez.

Nível 62
Nome do poder:: Fogo Eteriano II
Descrição: O controle e a criação do fogo eteriano tornou-se um pouco melhor. Agora é possível dar formas as chamas esbranquiçadas. E controlar as bolas de fogo durante o seu trajeto.
Gasto de MP: 40
Gasto de HP: Nenhum
Bônus: altas chances de causar queimaduras de terceiro grau.
Dano: 55
Extra: É possível apenas invocar as chamas em suas mãos provocando contato físico, assim como poderá lançar contra o inimigo comumente em forma de bolas de fogo.
Habilidades Adquiridas:

Nome: Taekwondo I
Descrição: O taekwondo é uma arte marcial milenar da Coreia. Em coreano a palavra taekwondo possui o seguinte significado: caminho dos pés e das mãos através da mente. Após assistir a aula de combate, o aluno agora possui noções básicas e sabe melhor do que ninguém aplicar chutes referentes ao taekwondo. Ainda sabe apenas o básico do taekwondo, mas logo estará preparado para os golpes mais complexos que esta modalidade permite aprender.
Gasto de MP: Nenhum
Gasto de HP: Nenhum
Bônus: +25 de dano em chutes; +30% equilíbrio, agilidade e flexibilidade.
Extra: Nenhum

Nome: Perícia em Mira
Descrição: Mirar é a capacidade de usar de seus movimentos corporais e visualização de um objeto para atingi-lo. Ao fazer essa aula, o campista possui o treino o básico para acertar um alvo parado ou em movimento com diferentes objetos, desde armas a qualquer item corriqueiro. É necessário atentar-se para a equação de: quanto mais concentrado, mais precisa é a mira.
Gasto de MP: Nenhum
Gasto de HP: Nenhum
Bônus: +30% em mira
Dano: Nenhum
Extra: Uma vez por missão, você pode solicitar o Acerto Perfeito, acertando o alvo caso ele esteja a menos de 100m de distância. O post também deverá conter a narrativa de como foi realizada a mira. Ações como “mirei e acertei” serão invalidadas.

Nome: Perícia em Ambidestria
Descrição: Depois de treinar, o semideus é capaz de usar ambas as mãos e pernas em combate, distribuindo força e equilíbrio necessário para já ter a mesma eficiência no uso. Será capaz de, por exemplo, usar duas armas ao mesmo tempo além de equilibrar-se mais fácil por ter ambas as pernas como dominantes.
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: +15% de força e equilíbrio.
Dano: Nenhum

Nome do Poder: Perícia com Adagas.
Descrição: Com o simples manuseio de uma arma simples como a adaga, você é capaz de ser multifacetado : A utiliza para fazer cortes de materiais difíceis e resistentes como corda, consegue utilizá-la para escalar algo ao se fincá-la em sua superfície e até usar como degrau ao se manter por um tempo numa superfície sólida e pisar em seu cabo. Melhor que isso, é apenas a capacidade que está desenvolvendo em desferir ataques simples, mas fatais em seus inimigos podendo causar desde pequenos arranhões até perfurações que podem infeccionar em casos mais avançados ou até mesmo, partir um membro ao meio - o que exige muito esforço de si próprio como também narrativo e utilizar para caças. Além disso, essa arma é fácil de se esconder e até mesmo de se carregar. Você está ganhando capacidade de portar um dos itens que todo semideus possui.
Gasto de MP: Nenhum.
Gasto de HP: Nenhum.
Bônus: +50% de assertividade no manuseio de adagas, +20% de velocidade e agilidade em movimentos que exijam o tronco e braços +20% de assertividade e condicionamento para lutas que envolvam mais exposição física e autodefesa.
Dano : - 25 do HP do inimigo quando acertá-lo podendo causar perfurações com sangramentos em diferentes níveis. (Leve, médio e grave) que se perdura com descontos ao decorrer dos turnos até que esse oponente se cure ou feche o ferimento impedindo a hemorragia de agravar. Facilmente manipulável por um narrador.






✖️
[/color]
Peter C. Gallagher
Peter C. Gallagher
Celestiais de Èter
Celestiais de Èter

Idade : 21

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Treinamento -//- Benders

Mensagem por Maxine H. Henz em Qua 20 Fev 2019, 20:00

Prazo aumentado até o final do mês, dia 28/02


Maxine Hayes


∆ LYL - FG


Maxine H. Henz
Maxine H. Henz
Amazonas
Amazonas


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Treinamento -//- Benders

Mensagem por Rodrik Andrews Lefford em Seg 25 Fev 2019, 19:37

The Lord of the Shadows
Príncipe dos Espíritos


--- Acorda! – Flora atirou um travesseiro na minha cabeça. --- Vamos perder o treinamento, cabeça de vento.

Fiquei confuso por alguns segundos. Eu estava dormindo, sonhando na verdade. A voz de Flora penetrou nos meus sonhos e me trouxe a realidade. Levantei assustado e olhei ao meu redor sem acreditar que ela estava realmente ali.

Primeiro que a garota estava bastante ousada invadindo um chalé que não a pertencia. E segundo...

--- Flora! – Abri os braços e a puxei para um abraço forçado enchendo-a de beijos no rosto, na testa, no queixo. --- Você voltou da sua missão, cabrita!

Por fim, ela apenas sorriu feito uma boba e se afastou de mim rapidamente.

--- Enfiou a boca na privada do chalé de Ares? – Ela torceu o nariz. --- Credo!

Animado, me coloquei de pé e parti para o banheiro. Não fazia parte dos meus planos abandonar a minha cama antes de meio dia, mas com Flora ali tudo parecia mais bonito. Eu tinha morrido de saudades e preocupação. A gente sempre sente quando um amigo muito querido viaja em missões. Sabe como é né? Poucos chegam a vida adulta.

Deixei o banheiro minutos depois de banho tomado, cabelo penteado e dentes brilhantes. A agarrei mais um pouco e depois partimos para a arena.

A arena seria palco de um treinamento com uma amazona de verdade. Ouvi dizer que elas colocavam no chinelo qualquer filho de Ares em relação a força e hostilidade. Que criavam homens em jaulas e jogavam carnes cruas para eles comerem. Elas eram assustadoras segundo muitos. Muito mais que as caçadoras.

Caminhei incerto por alguns minutos ouvindo Flora resumir a sua missão. Segundo ela, entrou em uma casa em fogo para resgatar um companheiro e curou muito além da conta. Eu sempre ficava bobo com histórias assim, típico de quem nunca fez uma missão oficial.

--- Garota, você se coloca mesmo em risco. – Respondi.

A arena estava cheia de rapazes, muito mais do que meninas. A maioria tinha fetiche em apanhar de amazonas. Estiquei meu pescoço em meio a multidão e por fim consegui ver a instrutora e murchei.

Claro, Max era muito bonita, mas, imaginei uma mulher de quase dois metros, músculos salientes, olhar feroz. O que eu via era uma garota magrela, sorridente e que parecia bastante simpática. Ela tinha cara que não bateria em uma mosca.

--- Se concentra, garoto. Você precisa aprender movimentos de luta. Não poderá contar com feitiços sempre. – Flora me cotovelou discretamente na cintura. --- Bom dia, Maxine.

--- É, bom dia! – Respondo abobalhado.

Não era somente a aparência dela que era bonita, a voz também.

O que ela tinha de bonita, tinha de perigosa, percebi assim que ela começou a demonstrar a técnica a ser ensinada. Primeiro se posicionou a frente de um tronco e literalmente o espancou. Liberou o seu elemento primordial nos golpes, acertando o alvo com um raio certeiro. Eu não fui o único a dar um passo para trás.

--- Ela é filha de quem? – Sussurrei para Flora.

--- Zeus! – Respondeu ela.

--- Ah, tá. – Digo já sabendo o que esperar dela. --- Legal. – Respondo finalizando.

A instrutora após a sua demonstração clara que não era fraca, iniciou a etapa teórica. Elaborando uma pequena explicação sobre a concentração de chi. Eu nunca tinha feito nenhuma aula daquele tipo, mas sendo um mago, eu entendia o básico de energia espiritual.  

A concentração não era nem um pouco difícil para mim. Tanto que bastou poucos segundos para iniciar a ardência nos dedos, a vibração nos músculos da barriga e lá estava a energia escura que eu suspeitava que fosse trevas. Nunca tinha parado antes para pensar sobre quais os meus elementos.  

A energia escura brilhou forte entre meus dedos, e no íntimo eu sabia que poderia uni-los e transformar em uma enorme bola negra. Mas, nunca tinha tentado a espalhar pelo o meu corpo e sinceramente? Aquilo me parecia uma ideia perigosa.

--- Oi. – Max se aproximou de mim e eu nem tinha visto. --- Cria de Hécate.

--- Não, Nyx. – Respondo já esperando o tradicional enrugamento de nariz, mas não veio. O mesmo sorriso prosseguiu nos lábios da amazona.

--- Então, você consegue atirar essa bola ai nas suas mãos? – Indagou ela e eu apenas assenti com a cabeça positivamente. --- Que legal, isso vai servir.

E se afastou dando as instruções seguintes.

Me posicionei a frente de um alvo de madeira. Eu estava sozinho, ela tinha feito questão de espalhar todos, o que era muito sábio. Com toda certeza em algum momento minha magia iria “fugir” para longe. Aconteceu uma vez quando eu estava aprendendo. Tadinho do grimório de um dos meus irmãos.

Mirar e acertar era fácil, digo, estava a uma distância curta. O alvo não era muito pequeno e de tanto você treinar a mira dos feitiços, você acabava errando menos. Tanto que a primeira bola de energia acertou em cheio, o que não aconteceu o mesmo com a segunda.

Mentalmente me xinguei e tentei novamente inúmeras vezes. Por fim, quase desistindo e praticamente quase esgotado, parti para a segunda etapa, que consistia em ataques brutos com o seu elemento.

Meu coração estava aos pulos com a vergonha alheia que eu iria passar. Eu sabia dar um soco aleatório, talvez um chute, mas não conseguia elaborar nenhuma modalidade de luta e aquilo era somente culpa minha. Sempre inventando desculpas para não aprender artes marciais. Sabem como é, né? Feiticeiros algumas vezes acabavam se tornando egocêntricos com a sua magia e renegava qualquer coisa que não fosse um feitiço.

E havia também o problema do golpe seguido do elemento. Eu não tinha aprendido a chupar cana e assoviar. Era um movimento ou outro, minha coordenação motora era péssima. Tanto que no primeiro golpe, bati tão forte no tronco que machuquei a mão. Na metade do caminho dos meus punhos a energia negra já tinha desaparecido.

--- É quase impossível. – Respondo alto até demais.

--- Não é! – Falou Max novamente me surpreendendo. --- A sua energia espiritual faz parte do seu corpo, é uma extensão do que você é. Você não deve pensar em mãos e magia. Ambas são a mesma coisa. – Ela prosseguiu. --- Faça o seguinte... Treine movimentos com a sua magia elemental até próximo do alvo. Após aprender isso, pratique com os golpes.

E era muito inteligente. Eu estava encantando com ela. Será que eu estava virando bissexual? Não, não mesmo! Se encantar e desejar eram coisas muito diferentes. E era praticamente impossível eu me interessar por uma garota. Se depois de assistir Flora, toda bonita e com um corpo escultural apenas de peças íntimas não tinha despertado nada em mim. Aquilo não aconteceria. E eu também estava muito feliz e realizado ao ser a bichinha da família.

A energia fluía pelo o meu corpo. A extensão negra se espalhou pelas minhas mãos e eu brincava me movimentando. Realizando exatamente os movimentos que Max havia me sugerido.

Após alguns longos minutos, senti-me pronto para avançar um pouco mais.

Movi os braços e golpeei o alvo. A escuridão no meu punho era fraca, quase inexistente. Eu poderia por a culpa no dia, mas era somente a minha falta de habilidade mesmo. Nada tirava da minha cabeça que com aquele ataque eu faria algo além de cócegas. Eu precisava treinar e evoluir um pouco mais.

Não foi fácil, na verdade era complicado para mim unir magia e golpe físico. Eu necessitava unir meu corpo e mente. Voltei a estaca zero, iniciando o treinamento do principio. E aquilo foi a melhor ideia solo que eu tinha tido um dia. A energia obscura envolveu-se mais na minha pele. Eu quase a podia sentir física na minha pele.

Quando retornei aos movimentos de golpes com o elemento, eu tinha conseguido evoluir o suficiente para receber uma nota quatro ao invés de zero. E aquilo me deixou satisfeito, aliás, aquele treinamento estava me deixando contente.

Permaneci por um longo tempo realizando os mesmo movimentos, sem nem ousar tentar atrair para os pés. Claro que em algum momento chutei o boneco com as pernas e consegui desferir um chute assombroso, mas eu julgava que era pura sorte. Era isso ou eu estava me subestimando.

--- Vamos tomar café, cara de bolacha. – Ouço a voz da filha de Apolo ao meu lado. Ela parecia sorrir e deveria está ali a um bom tempo. --- Você não vai se transformar em um Jean Claude Van Damme da noite para o dia. – E assim deixamos a arena suados, esgotados e bastante feliz pela liberação de endorfina.      


Pack de Xp:
Pack de XP [ Todo e qualquer XP ganho pelo personagem sofre um acréscimo de 30% durante os próximos sete dias, válido até o fim do evento.
FPA:
<<< Ao ladinho

Habilidades Utilizadas no treinamento:
Poderes Passivos e Apoio:
Nome do poder: Agilidade II
Descrição: O semideus é dotado de uma agilidade superior, caso comparado a outros semideus que não possuem ligação a deuses ágeis.
Gasto de Mp: Nenhum.
Gasto de Hp: Nenhum.
Bônus: +20% de agilidade.
Dano: Nenhum.

Nome do poder: Companhia
Descrição: Ao estarem acompanhados de humanos o semideus em questão se torna mais forte e mais rápido, afim de proteger seus companheiros de batalha.
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: +15% de força e velocidade.
Dano: +20% de dano ao utilizar feitiços.

Nome: Introdução ao Wushu
Descrição: O semideus que possui essa habilidade iniciou o caminho das artes marciais chinesas, o Wushu. Também conhecido como Kung Fu, esse é um estilo de luta com várias ramificações e escolas. Ao participar da aula inicial, o semideus agora possui uma base sobre esse tipo de combate, adquirindo mais força, condicionamento físico e postura para aprender as próximas aulas específicas.
Gasto de MP: Nenhum
Gasto de HP: Nenhum
Bônus: +20% de força, +30% de resistência física
Extra: Há uma melhora na postura corporal do aluno, tornando difícil derrubá-lo com golpes diretos quando em postura de combate.
Poderes Ativos (Elemental):
Nome do poder: Manipulação de Energia Escura I
Descrição: O filho de Nyx/Nox consegue criar uma pouca quantidade de energia escura sobre a ponta dos dedos, concentrando-as e transformando-as em esferas de energia negra. Quando junta os cinco dedos, forma então uma bolinha maior, do tamanho de uma esfera, e a lança contra o peito do inimigo, causando um dano não muito grande.
Gasto de Mp: 5 por esfera criada.
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: Nenhum
Dano: 10 por esfera liberada, totalizando um dano de 50 HP.
Extra: Nenhum


OBSERVAÇÕES IMPORTANTES:
Esse treino estava escrito antes de eu realizar a aula de introdução ao Wushu, logo não o editei. Por isso que o Rodrik tem a primeira impressão e contato com Max. Nos próximos isso não mais acontecerá. E ah, nesse treinamento eu ainda não era um erudito. Sabe como é, né? Um treino já escrito e eu deveria apagar e começar tudo de novo. Me deu preguiça. qq



Traje: Isso Acompanhado: Charlie Aonde: Casamentos das gurias Nota: Tentando ser civilizado Música: Aloka - Let Go
The child possessed


Rodrik Lefford
Rodrik Andrews Lefford
Rodrik Andrews Lefford
Eruditas de Prometheus
Eruditas de Prometheus

Idade : 20
Localização : Acampamento para semideuses gregos

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Treinamento -//- Benders

Mensagem por Maxwell Wittelsbach em Ter 26 Fev 2019, 13:56

a lenda de maxwell

Maxine parecia radiante naquele dia. Talvez fosse sua aura de recém-casada, Maxwell diria se acreditasse nessas coisas. Mas como não, então ele somente assumia que era a eletricidade percorrendo o corpo da filha de Júpiter com maior vigor naquele momento. A mulher explicou a atividade do dia e o filho de Plutão prestou bastante atenção aos comandos, buscando entender a teoria antes de afundar-se na prática. Aquele era um terreno novo para si, que entendia sobre as artes marciais por conta de sua criação mas que nunca havia tentado mesclá-las aos seus poderes. Decerto, Maxwell não era alguém que utilizava suas habilidades divinas para os fins que a organização desejava, por pura rebeldia. Nas atuais conjunturas, porém, aquilo não lhe parecia má ideia.  

Maxwell preparou-se para a primeira fase do treinamento daquele dia. O primeiro passo, segundo foi instruído pela amazona, seria o aquecimento com as habilidades que seriam utilizadas naquela aula. O filho de Plutão, nesse caso, afastou-se para um canto mais escuro da arena de treinamentos, por puro comodismo. Não que odiasse verdadeiramente a proximidade física com outras pessoas — ele costumava fazê-lo, sim, mas não mais; suas experiências após passar a morar no Acampamento Júpiter fizeram-no mais tolerante à presença humana, e aquilo era um grande avanço. Maxwell escolheu aquele canto em específico porque seus poderes funcionavam melhor quando havia trevas em sua proximidade.

Naqueles minutos, o Wittelsbach aproveitou para moldar as trevas e movimentá-las para cima e para baixo, observando-as, com seus olhos intensos e de uma coloração ônix tão profunda quanto o próprio Tártaro, dançarem ao seu bel prazer ao redor de seu corpo. Envolveu-se no abraço frio da escuridão por alguns momentos, sentindo o poder fluir de si enquanto dobrava as sombras o quanto quisesse, até ter certeza de que seus sentidos estavam aquecidos e apurados o suficiente para o que o treinamento requeria.  

Quer dizer que você vai se tornar uma Ravena assim, hein? — o comentário pôde ser ouvido próximo a si e o homem virou-se, ainda com as mãos erguidas no ar por estar controlando o elemento com o qual mais se familiarizara no decorrer dos anos. Os olhos negros de Maxwell encontraram os azuis eletrizantes de Maxine. — Aliás, que nome incrível você tem, Max. Muito bonito mesmo. O melhor de todos, eu diria.

Certamente, Max — um sorriso arteiro acompanhou o aceno de cabeça que o filho de Plutão ofereceu à cria de Júpiter. — Um nome especial para crianças especiais, certo?

Pode apostar, primo — a resposta veio logo em seguida, apesar de não precisar ser proferida. Maxwell percebeu quando a filha de Júpiter olhou para as trevas ao redor das mãos alongadas do homem e depois voltou sua atenção para o seu rosto. — Você está próximo para a próxima fase. Vai lá.

A segunda fase consistia na reutilização dos movimentos que a maioria ali já havia aprendido pela assiduidade nas aulas da amazona. Maxwell, que somente recentemente fora capaz de passar a frequentar as sessões, trazia em sua memória os conhecimentos adquiridos em sua infância, quando muito cedo fora colocado para treinar como um adulto, perdendo, assim, os anos de ouro de sua inocência. Não foi difícil para o filho de Plutão repercutir os movimentos que por último treinara, relembrando as táticas de defesa pessoal do Krav Maga. Não era a arte mais ofensiva que sabia, mas preferia treinar com ela naquele momento no qual ainda estava se acostumando com a nova tática do que com uma modalidade mais elaborada.

Num primeiro momento, o filho de Plutão reproduziu as ações sem esforçar-se para envolver seus poderes elementais nelas. Depois, concentrou-se em movimentar seu chi — tal como Maxine havia instruído num primeiro momento — para as regiões que mais lhe interessavam naquele treino. Não era fácil concentrar-se em várias coisas ao mesmo tempo, mas o romano tentou o máximo que pôde para imaginar a energia que seu corpo semidivino abrigava fluindo para os pontos que queria. Cotovelos, palma das mãos e pés. Naquele dia, seria o suficiente. Maxwell, já envolto em trevas nos determinados pontos, movimentou-se de forma a praticar o que seus músculos lembravam. Cada gesto purificado com a presença das trevas que rodeavam o filho de Plutão.

Teve dificuldades no início, obviamente. Por vezes, quando se mexia rápido demais, a energia sofria um solavanco e se esvaía. As trevas se dissipavam e Maxwell não conseguia acabar a execução do gesto com sucesso. A falha se repetiu por tantas vezes que o filho do senhor do submundo começava a ficar um tanto irritado — o suor escorria por sua testa com o uso excessivo de poderes —, mas não permitiu-se parar. Continuou tentando até que sua umbracinese parasse de falhar, e, assim, conseguisse findar todos os movimentos com êxito.  

Talvez você não esteja tão enferrujado quanto parece... — murmurou para si mesmo, esfregando o antebraço sobre a própria testa e afastando os fios de cabelo negro pregados na região da pele pálida.

A terceira fase seria apenas o aperfeiçoamento da técnica. Para isso, Maxwell valeu-se de um ajudante que lhe foi enviado conforme sua requisição. Bastou pedir para que um voluntário se prontificasse a ajudá-lo, bem como a instrutora havia predito. Naquele ponto, como na aula em que praticara tal exercício, o filho de Plutão seria a vítima a ser atacada pelo voluntário, e por isso postou-se numa posição de guardas baixas, apenas esperando pelo momento em que seria abordado.  

Não demorou muito mais que alguns segundos. Sentiu a aproximação e assim que um ataque foi desferido a si, Maxwell ergueu um braço envolto em sombras para defender-se ao mesmo tempo que o corpo girava. As trevas concentradas em seu pé de apoio impediam-no que caísse e foi o suficiente para ver-se a ponto de revidar o ataque. A mão aberta abraçada pelas sombras foi de encontro ao rosto do semideus voluntário e parou a centímetros da colisão. Afinal, aquele era um treino e ninguém deveria se ferir.

Agradecendo com a cabeça, Maxwell assumiu uma posição diferente. Desta vez, seria um ataque com faca. O filho de Plutão observou quando uma arma de brinquedo feita em madeira, geralmente utilizada para treinamentos como aquele, foi colocada nas mãos do semideus voluntário. O romano revirou os olhos, minimamente exasperado, já que aquilo era infantilmente irritante; ora, já havia lidado com facas de verdade antes, não seria um simples treino que o mataria. Mas não questionou em momento algum os comandos de Maxine, pois sabia que muitos ali eram novatos e não queria oferecer riscos aos demais. Bom, talvez Maxwell estivesse realmente se tornando um otário molenga.  

Aguardando pela primeira ação, ela não demorou muito a vir. Logo a faca foi direcionada a si, mas as mãos envolvidas com as sombras conseguiram afastar a faca de seu alvo principal — algum ponto em seu tronco que certamente receberia um belo de um furo —, e o corpo voltou a girar. Max percebeu que ficava mais rápido quando utilizava as trevas para ter um maior controle sobre si mesmo, e aquela informação ficou guardada num canto especial de sua mente. O filho de Plutão, então, torceu a mão do oponente para que a arma branca caísse, ao mesmo tempo que o cotovelo flexionado atingia-o na região pouco acima da orelha. O golpe tornou o voluntário desnorteado, e por isso Maxwell teve facilidade em puxar seu braço e girar, fazendo-o cair ao chão.  

Ajudou-o a se levantar apenas para que tentassem novamente. Com esforço, o filho de Plutão executava movimentos mais precisos e dinâmicos, de forma que era impossível escapar do abraço das trevas uma vez que o ataque era desferido. Por diversas vezes, o homem mandou o ajudante ao chão e por pouco não completou o serviço. Afinal, era somente um treino, e não havia motivos para que ambos se machucasse seriamente. Os dois estilos foram treinados em conjunto, e Max ainda fez uso de outras táticas que havia aprendido durante as aulas da cria de Júpiter e também durante os treinos de sua infância. Tudo o que pôde aperfeiçoar com o uso elemental, ele fez, e no fim estava completamente desgastado.

Nada daquilo foi feito empregando uma força muito grande. Tudo era questão de jeito, como a instrutora já havia dito anteriormente. Por isso, ao agachar-se próximo ao semideus voluntário, certificou-se de que ele estava bem e ajudou-o a se levantar, meneando a cabeça em um simples agradecimento pela participação. Maxwell sentia sua mente exaurida do uso exacerbado de suas habilidades, e tinha certeza de que tudo ficaria cada vez melhor caso treinasse continuamente. Contudo, naquele dia, já estava esgotado, e por isso resolveu parar por ali.

Ao fim, precisava de um banho.

A CONSIDERAR PARA O TREINO:

Nome: Krav Maga - Defesa Pessoal
Descrição: O krav maga é um sistema de combate corpo-a-corpo desenvolvido em Israel que se baseia em uma abordagem que não necessita de equipamentos ou armas. Graças ao comparecimento na aula e o árduo treinamento, este personagem consegue usar de técnicas para defender-se e escapar de situações complicadas, tais como enforcamentos, agarrões, socos diretos, abordagens com facas e armas de fogo como pistola e revolveres.
Gasto de MP: Nenhum
Gasto de HP: Nenhum
Bônus: Maiores chances de escapar de situações em que se possa aplicar a defesa pessoal; +30% de esquiva, equilíbrio e agilidade.
Extra: Nenhum

Nível 21
Nome do poder: Umbracinese III
Descrição: Você dominou completamente sua técnica com sombras, e agora pode manipula-las e usa-las da forma como bem entender, incluindo criar uma prisão sombria, da qual seu oponente dificilmente escapara. Consegue mantê-la por até três rodadas.
Gasto de Mp: 20 MP por turno ativo
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus:  A prisão sombria prende o usuário por completo, fazendo com que ele seja incapacitado de se mover pelos turnos em que a prisão estiver ativa. O Filho de Hades/Plutão consegue mantê-la por no máximo 3 turnos. Pode usar as sombras para mover coisas, e prender coisas.
Dano: 30 HP (pela prisão incapacitar os membros e aperta-los, causando certa dormência). Esse HP é retirado conforme os turnos que ficar ativo, se ficar pelos 3 o valor total da perda de HP é de 90.
Extra: Nenhum
Pack de XP [ Todo e qualquer XP ganho pelo personagem sofre um acréscimo de 30% durante os próximos sete dias (Valido até: 11/02/2019)]
i am become death, the destroyer of worlds


monster
Maxwell Wittelsbach
Maxwell Wittelsbach
V Coorte
V Coorte

Idade : 25
Localização : [20:29:13] Genevra E. Diarmaid : A PADARIA FOI AÇALTADA

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Treinamento -//- Benders

Mensagem por Puermina em Qui 28 Fev 2019, 20:37


Treinamento
Dark-Shadow Bender

Assim que soube que havia uma amazona nas arenas de treino, realizando um treinamento especial de combate corporal eu tive que me apresentar. Estava atrasada, por isso não levei minhas armas. Estava apenas com uma calça negra larga e a blusa do acampamento. Corria na direção do lugar onde ocorria o treino enquanto ainda prendia o cabelo e chegava ofegante no meio da explicação, pegando a demonstração de poder de... Max, como a instrutora preferia ser chamada.

Eu me preparava para experimentar a manipulação e domínio das trevas que percorriam o meu ser assim como o domínio das sombras para enfim conseguir usá-las de modo ofensivo, afim de potencializar meu estilo de luta. Enquanto fazia exercícios respiratórios, reparava na maioria dos semideuses - homens quase adultos - explorando suas habilidades como se sempre soubessem como faze-lo. Me senti intimidada. Eu era só uma criança querendo evoluir rápido demais. Nunca havia parado para medir meus limites. Contudo, não seria desta fez que o faria. A amazona se aproximava e como se tivesse lido minha mente, dizia:

— Não se deixe intimidar. Tome seu tempo e me chame se precisar de ajuda, ok?

Assentia, relembrando do primeiro. Ela enfatizou para aquecermos, usando nosso elemento contra os alvos ali espalhados. Sendo assim, mirava em um e observava na ação do sol sobre ele, criando uma sombra que, ao meu comando, poderia envolver o alvo e deixá-lo... imóvel. Bem, não parecia grande coisa visto que o objeto não se movia, mas o fiz assim mesmo, erguendo uma das mãos e a contorcendo. A sombra respondia ao meu controle e se envolvia no alvo. Em seguida, me concentrei na energia sombria dentro do meu ser e sentia o poder nas pontas dos dedos. Como de costume, pequenos espinhos brotavam dela. Com a mão livre, as lancei sobre o alvo preso nas sombras. Após o feito, sentia minha energia diminuir, mas eu precisava praticar mais, então repetia o feito mais duas vezes em avos diferentes, mudando minha posição, para não ficar confortável e ter alguma dificuldade.

Fiz uma pausa para respirar e beber água. Os meninos já estavam na segunda parte do treino, que exigia algum conhecimento de arte marcial, o que infelizmente eu ainda não possuía. Observei o suficiente o treinamento de um para repetir os movimentos e aplicá-los ao meu estilo de luta. Estava determinada a realizar uma sequência de jabs com aquela energia escura que emanava nas pontas dos meus dedos e tentar de alguma forma das sombras somarem.

Voltando à ativa, me dispunha diante de um alvo e começava a sentir o elemento. Ao meu comando, a sombra do objeto o envolvia e a energia se projetava ao elevar de meu punho. Todavia, o que era para ser um soco tornou-se um tapa desengonçado, tendo ainda seu poder de movimento reduzido pela sombra. Coisa começaram a ser rascunhadas em minha mente, me fazendo planejar antes de atacar. Inclusive, dividir e dominar a manipulação da criação. Como a sombra já estava no alvo e me exigia energia, comecei por ela, dando alguns socos, como se fosse uma lutadora de boxe. Reparava que onde minha "dobra" não alcançava, eram recebidos mais danos dos meus movimentos. Sendo assim, comecei a atacar, exigindo que a sombra abrisse alas para mim e que se fechasse logo em seguida. Bom, de 30 socos, acertava 17 nessa série. Descansava um pouco a mente, deixando a sombra do objeto retornar ao que era e atiçava a energia negra nas pontas dos dedos. Tentava transferi-las para o topo dos ossos, quando fechava as mãos, para golpear o alvo, mas assim só me feria. Decidi então fazer de minhas mão adagas e deixar que essa energia fosse o cunho afiado no topo. Como tinha algum conhecimento no combate com armas curtas, testei a energia controlada assim, desferindo nos objetos golpes diagonais, com giros e uma estocada dianteira com toda minha força. Para a minha surpresa funcionara melhor que o planejado.

Logo colocava minha estratégia em prática para aperfeiçoar meus movimentos. Escolhendo um algo, ficava a alguma distância dele. Quando pronta, corria em sua direção e erguia a mão direita, mirando na sombra, e girava, não só a mão e o elemento trevoso, como também todo meu corpo, já almejando recriar as pontas das "adagas" em minhas mãos de palmas estiradas, para, por fim, desferir o golpe lateral onde, antes, deveria estar impossibilitado pelas sombras. Com sorte, ou treino, elas me obedeciam quase que instintivamente, abrindo fendas por onde eu ameaçava atacar e assim que o fazia, elas se fechavam novamente. Quando este alvo ficou danificado demais, procurava outro e repetia o controle das sombras sobre o alvo e alternava os golpes da "adaga de trevas" entre giros, movimentos horizontais, diagonais e esticadas. Em certo ponto, já conseguia usar ambas as mãos como arma de combate e aprimorava minha força, destruindo alguns dos alvos.

Parei quando senti minha pressão baixar pelo uso extremo de energia. Nunca havia exigido tanto de mim num treino.

Engolia minha saliva em seco e aguardava a possibilidade de agradecer Max pela oportunidade de aprendizado.

adendos:
FPA:
poderes e habilidades:
Nível 2
Nome do poder: Espinhos I
Descrição: O semideus consegue invocar pequenos espinhos sombrios – feitos de energia escura – na ponta dos dedos, e lança-los em direção ao inimigo, causando um pequeno estrago.
Gasto de Mp: 3 MP cada espinho
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: Nenhum
Dano: 5 HP (cada espinho)
Extra: Consegue criar até 3 espinhos por vez

Nível 3
Nome do poder: Umbracinese I
Descrição: É a capacidade mental que permite ao usuário ter total controle das sombras, podendo manipula-la, move-la, se mover por trás dela, e utiliza-la da maneira que bem entender. Os filhos da deusa da discórdia, assim como sua mãe, herdam tal habilidade, contudo, nesse nível, é algo fraco, e eles dependem totalmente da sombra para realizar os movimentos, conseguem move-las, e faze-las prender as pernas do inimigo, mas com uma força pequena, que não lhes é muito útil.
Gasto de Mp: 5 MP por turno ativo.
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: Nenhum
Dano: Nenhum
Extra: Nenhum

Nível 6
Nome do poder: Espinhos II
Descrição: O semideus consegue invocar espinhos medianos, feitos de energia sombria na ponta dos dedos, e lança-los em direção ao inimigo, causando um estrago maior.
Gasto de Mp: 5 MP cada espinho
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: Nenhum
Dano: 10 HP (cada espinho)
Extra: Consegue criar até 3 espinhos por vez

Nível 14
Nome do poder: Umbracinese II
Descrição: O semideus aprimorou sua força, e aprendeu a controlar as sombras mais fervorosamente, consegue faze-las se enroscar entre as pernas de seu oponente, e prendê-lo até a cintura, enquanto estiver com o poder ativo, os membros inferiores do inimigo, ficarão totalmente imobilizados, ou seja, pernas, pés, e quadril, não conseguirão se mover enquanto estiverem presos pelas sombras. Ainda não consegue usar as sombras para ferir seus oponentes.
Gasto de Mp: 15 MP por turno ativo
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: Nenhum
Dano: Nenhum
Extra: Nenhum

Nível 9
Nome do poder: Bom ator
Descrição: Devido a sua habilidade em contar mentiras, você acaba sendo um improvisador nato e essa habilidade pode lhe ser muito útil para sair de momentos difíceis.
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: +10% de força em poderes ativos que necessitem de persuasão, ilusão ou mentiras. +15% de chance de sair de uma situação complicada usando tal habilidade.
Dano: Nenhum

Nível 5
Nome do poder: Ambidestria
Descrição: Éris/Discórida era braço direito de Ares, por isso - ao menos com armas - seus filhos são ambidestros. Tendo habilidade de manuseio com ambas as mãos.
Gasto de Mp: Nenhum.
Gasto de Hp: Nenhum.
Bônus: Mesmo estando com uma arma na mão dominante, conseguira usar outra na mão oposta sem qualquer problema.
Dano: Nenhum

Nível 12
Nome do poder: Aprimoramento de força
Descrição: Como Éris/Discórdia acompanhava Ares/Marte em batalha, seus filhos conseguem aumentar sua força de modo que ela se compara a da prole do senhor da guerra, ficando abaixo apenas de tais crias.
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: +15% de força em batalha.
Dano:  +5% de dano se os golpes acertarem.

Nível 13
Nome do poder: Estrategista Habilidoso
Descrição: De tanto criar mentiras você começa a se tornar um bom estrategista, sendo capaz de criar estratégias de batalha quase tão eficientes quanto a das proles de Atena.
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: +20% de chance de que seus planos funcionem conforme o esperado.
Dano: Nenhum

Nível 15
Nome do poder: Perícia com facas e lanças II
Descrição: Agora a sua habilidade começa a se aperfeiçoar ainda mais e você com toda certeza passa a ser um dos destaques no uso de ambas as armas.
Gasto de Mp: Nenhum.
Gasto de Hp: Nenhum.
Bônus: +35% de assertividade no uso de uma dessas armas.
Dano: +15% de dano.



♥️ Puermina ♥️
embaixadora do amor próprio e protetora da infância
Filha de Éris & Legado de Afrodite
Puermina
Puermina
Filhos de Eris
Filhos de Eris


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Treinamento -//- Benders

Mensagem por Emmanuelle S. Henz em Sex 01 Mar 2019, 19:10




BENDERS
Sinto a fúria de suas palavras, mas não entendo nada do que você diz
O sentimento de êxtase ainda era estranho a Emmanuelle. Aquela seria a primeira vez que compareceria a um treino dado pela mulher que vinha se acostumando a chamar de esposa e ainda assim, seu coração não poderia deixar de disparar levemente quando seus olhos se colocaram na cabeleira loira. Quando todos que compareceriam ao treinamento especial, pareciam de fato estar presentes, Max se empenhou em se posicionar a frente dos semideuses explicando de maneira aberta o que viria a acontecer naquele dia. A combinação de elemento e golpes, era algo que fazia com que Emmanuelle sentisse que as coisas poderiam ficar completamente sob seu controle.  

Não era novo a ela a sensação de que poderia dominar aquilo que havia nela. Seu elemento era tão parte de si como qualquer parte de seu corpo. Conseguia cria-lo e controla-lo de maneira confortável, então, a primeira parte do treinamento não foi de grande dificuldade para ela. Respirou profundamente, antes de soltar o ar que vinha contendo pela boca. Seus olhos se fecharam por alguns poucos instantes em busca de concentração. Iniciaria o treino pelo seu braço, imaginaria que ali era o ponto onde a água se centrava. Ela era parte de si, sabe como ela era parte dela. Pode sentir o elemento ir passando dos dedos das mãos, até dominar as mãos, passando pelo pulso e pelo antebraço chegando até seus cotovelos.  

Seu intuito era conseguir maior alcance em seus golpes. Satisfeita com o que havia alcançado até então, se colocou a praticar. Mirou o primeiro dos alvos a pouco mais de cinco metros de si e lançou o primeiro jato de água naquela direção. Tendo acertado com êxito, optou por um alvo que possuísse maior distância. O de vinte metros. A primeira tentativa se mostrou um grande fracasso, a semideusa tinha uma ideia de que seu alcance era descente, então sentiu uma leve decepção ao notar que sua concentração não permitiria que conseguisse acertar algo que fosse mais de dez metros de distância tendo o poder focalizado em um só lugar. Ela teria que se esforçar mais. E se havia uma coisa que Emmanuelle Sophie Henz sabia fazer, era se esforçar.

Após algumas tentativas, a semideusa se deu por satisfeita não apenas por ter conseguido acertar o alvo que marcava vinte metros, mas também o que marcava trinta e quarenta. O próximo passo seria a composição de um golpe no qual ela não só teria de centrar seu elemento em um lugar, como os golpes seriam dados com algum outro elemento. Concentrando seu elemento nos pés, Emmanuelle, moveu sua perna de forma a dar o primeiro golpe combinado. O chute circular era considerado um dos mais poderosos e ter uma combinação como aquela faria com que as coisas ficassem mais interessantes. Tudo pareceu acontecer de maneira simples demais, o controle fugindo assim mostrando que ainda não estava pronta.

Uma segunda tentativa foi feita, mas agora Emmanuelle optou por concentrar seu elemento tanto nos braços como nas pernas buscaria dar um soco Jab junto a um chute circular. Sua tentativa novamente foi marcada pelo fracasso, não que ela não esperasse que aquilo fosse ocorrer. Ainda era apenas o começo.

–Se você, focar tanto no seu elemento, vai acabar fazendo com que seu golpe não seja tão poderoso, busca focar nos dois que vai dar certo- escutou a voz de Max atrás de si, passando a mão levemente sob seus ombros, como uma forma de acalma-la.

Manu assentiu de maneira positiva, respirando profundamente mais uma vez, antes de prender seus cabelos com o elástico que havia trago consigo. O soco Jab não era tão fácil de dar, o seu alvo de aspecto humano não possuía movimento facilitava as coisas, mesmo que sendo formado de pedra não fosse assim tão fácil de ser destruído. Sua mão onde o elemento se concentrava foi lançada em direção ao queixo de seu oponente, enquanto sua perna direita se movimentava de maneira circular em direção a perna de seu oponente. A mistura do muay thai com a água parecia explosivo. Emmnanuelle sentia o suor escorrendo por sua face, quando por fim se deu satisfeita com o resultado que vinha obtendo.

–Falei que conseguiria- murmurou Max dando uma piscadela antes de seguir em direção a um dos semideuses que pedira sua ajuda.

Dando uma risadinha discreta, Manu se endireitou se mantendo concentrada em seus golpes, até que a voz de Max indicasse que era o momento de parar. O momento de seguir para casa, junto a sua esposa.

Habilidades:
Nome: Muay Thai
Descrição: O Muay Thai é uma arte marcial de origem Tailandesa conhecida como Thai Boxe ou Boxe Tailandês e revela um método de combate corpo a corpo (full contact) muito agressivo. É conhecido mundialmente como “a arte das oito armas”, pois caracteriza-se pelo uso combinado da técnica e da força dos membros do corpo humano, nomeadamente: os dois punhos; os dois cotovelos; as duas canelas das pernas e os dois joelhos. O semideus que participou dessa aula tem conhecimento sobre o muay thai, podendo usar de suas técnicas para golpear o seu adversário, principalmente ao usar os cotovelos e os joelhos para atingir o inimigo.
Gasto de MP: Nenhum
Gasto de HP: Nenhum
Bônus: +25 de dano ao usar cotovelos e joelhos no golpe; +30% força, agilidade e flexibilidade.
Extra: Nenhum

Nome do poder:Geração de água III
Descrição: Uma habilidade especial da prole de Poseidon/Júpiter, pois trata-se de um dos elementos mais representativos do deus: a água. Nesse nível, o indivíduo é capaz de gerar água em um volume enorme, sendo difícil mensurar em volume. Porém, não é uma quantidade que não possui limites, seria o suficiente para encher uma piscina comum. Isso é possível ao influenciar as moléculas de água na atmosfera e ambiente, as mudando para o seu estado líquido.
Gasto de MP: 65 MP por turno ativo.
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: Nenhum
Dano: Nenhum
Extra: Nenhum

Kyra



Emmanuelle Sophie Henz
I'M A QUEEN OF DARKNESS!!!
Emmanuelle S. Henz
Emmanuelle S. Henz
Filhos de Poseidon
Filhos de Poseidon

Idade : 23
Localização : Seguindo em frente..

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Treinamento -//- Benders

Mensagem por Maxine H. Henz em Ter 05 Mar 2019, 20:39

Treino encerrado


Maxine Hayes


∆ LYL - FG


Maxine H. Henz
Maxine H. Henz
Amazonas
Amazonas


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Treinamento -//- Benders

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 1 de 2 1, 2  Seguinte

Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum