The Blood of Olympus
Para visualizar o forum é necessário estar cadastrado, por favor registre-se no rpg ou entre em sua conta. É necessário estar cadastrado para ver as informações contidas no forum. Lembre-se de usar nome e sobrenome, não se cadastrar usando nomes geralmente utilizados por Hacker. Exemplo: "Barum" "Hakye" e por ai vai. Bem vindos.

Rainbow Quartz

Página 4 de 4 Anterior  1, 2, 3, 4

Ir em baixo

Rainbow Quartz  - Página 4 Empty Re: Rainbow Quartz

Mensagem por Matthew Ashfield em Ter Mar 19, 2019 9:31 am

FORJA RAINBOW QUARTZ
Cajado Misterioso de Ior
O filho de Hefesto percebeu que não teria descanso naquela tarde, pois assim que tomou uma água e enxugou o rosto após lavá-lo, recebeu outra encomenda. Desta vez era de um Erudita e, nada surpreso, deparou-se com o pedido de um cajado, o que seria razoavelmente fácil para ele.

A primeira coisa que fez foi acender os fornos para utilizá-los o quanto antes. Em seguida, organizou em sua mesa todo o planejamento e materiais que usaria naquela criação. Tinha os metais, ferro estígio e arambarium, com os quais já tinha bastante prática de manuseio. O quartzo não era um item comum de ser pedido, mas tinha o material que seria apenas um acréscimo estético no produto final.

Matthew vestiu um avental de borracha, como era hábito e verificou a temperatura em que os dois fornos se encontravam. O calor que emanava afastaria muitos semideuses, mas não ele, pois lhe incitava uma sensação de conforto. O ferreiro respirou fundo e sorriu, amava o que fazia e cada pedido novo era mais um motivo para alegrá-lo. Quando averiguou que a temperatura estava perfeita, usou sua habilidade de levitação nos dois metais predispostos na mesa, de modo a carregá-los um em cada forno e começar o processo de derretimento.

Até o ferro e arambarium alcançarem o ponto líquido, demoraria certo tempo. Matt se ocupou de preparar os moldes, o primeiro deles sendo um segmento reto que seria usado para a haste. Já o segundo era menor seguindo o formato padrão de fabricação de adagas, seria usado para a ponta laminada do cajado. Ainda tinha tempo até o derretimento ser completo, então, voltou a atenção para o pedaço de quartzo na mesa.

Procurou em sua caixa de ferramentas o objeto necessário para o corte do material, se deparando com uma garrafa média contendo óleo mineral e, no fundo da forja, a serra giratória. O semideus vestiu luvas, pois o processo com a serra era um tanto quanto arriscado, visto que era preciso a aproximação do material em mãos. Despejou um bocado do óleo no cristal e ligou a giratória, tendo toda a cautela ao aproximá-la e moldar as laterais. Era um processo delicado e provavelmente terminaria apenas no fim da forja, pois caso a serra esquentasse demais, interferiria na qualidade do quartzo.

Deixou o cristal em cima de uma flanela na mesa e retornou para os metais já aquecidos dentro dos baldes. Com a pinça, enfiou um molde de cada vez num balde d'água, a fim de esfriá-los lentamente. Antes de deixar o material completamente esfriado, ele precisaria dar a forma perfeita para ambos e o fez. Primeiro levitou o ferro estígio até a bigorna e tomou posse de sua marreta para dar ao metal a forma desejada.

Foram não só uma ou duas, mas passaram de sete marretadas até o estígio se tornar o produto pedido. Outrora grosso, repleto de bolhas e sem linha, o metal se tornou fino e perfeitamente alinhado, assumindo o formato triângular e pontudo, semelhante a uma adaga. O ferreiro, então, tomou posse de uma lima e a passou delicadamente pela lâmina diversas vezes, até finalmente torná-la lisa e retirar as bolhas e relevos presentes. Ele ainda acrescentou na base da lâmina uma pequena quantidade de titânio, para torná-la resistente no encaixe. Matthew jogou o item na água novamente, a fim de esfriá-lo por inteiro e consolidá-lo, como devia ser.

Restava lidar com a haste do cajado que, seguindo o desejo do cliente, deveria ser reta e lisa, mantendo o tom de prata proveniente do arambarium. Não esperou um segundo sequer, pois precisava moldá-la enquanto ainda estava flexível, assim, levitou o metal pré-formado até a bigorna. Ao contrário da lâmina, ele não precisaria usar a força, mas sim destreza e delicadeza. Ainda com a lima em uso, deslizou a mesma com suavidade pela haste do metal, tirando parcialmente o peso da própria mão sobre o material. Fez aquilo de ponta a ponta, circundando o cajado e tirando toda imperfeição presente sem alterar a grossura e tamanho adquirido com o molde.

Ashfield limpou o suor da testa e bebericou o cantil contendo água antes de prosseguir, restava pouco até ali. Com uma serra média, abriu um buraco nas duas extremidades do cajado, cada uma com a própria finalidade. Na parte superior, fez um buraco fundo e circular, onde poderia encaixar não apenas o quartzo mas um nano-sistema de transformação. Já na inferior, o espaço era igualmente fundo, mas a saída era fina por onde seria encaixada a lâmina triângular. Para dar um ar a mais de graciosidade, o filho de Hefestou tomou a liberdade acrescentar entalhes de baixo relevo e discretos ao longo da haste - para isso, usou a ponta de uma pequena pinça, tracejando belas linhas que seguiam retas de uma extremidade à outra.

Finalmente, lançou a haste na água como tinha feito com a lâmina e voltou a atenção para o que faltava na criação. A serra giratória já estava pronta para ser usada novamente, e pelo tamanho que o quartzo tinha adquirido da primeira vez, Matthew julgou que seria necessário apenas aquela segunda e última. Como já tinha feito, despejou um bocado de óleo mineral no cristal e o aproximou da lâmina em constante movimento, manuseando com destreza para dar o formato circular e tamanho desejado. O processo durou cera de dez minutos, Ashfield mediu o resultado através do próprio punho - que veio a ser maior que o quartzo, mas o cristal estava em boa forma.

Ele se apossou de um pequeno cinzel e o apoiou no centro do quartzo, usando um martelo contra o cabo do mesmo - não para abrir o cristal, apenas riscá-lo. Com uma lâmina fina e afiada, fez uma abertura discreta na parte demarcada, por onde seria possível encaixar uma gema.

O meio-sangue respirou profundamente e de forma aliviada, pois restava apenas o sistema de transformação e por mais que fosse a parte onde precisaria de toda concentração e cuidado, era o que ele mais gostava. Desligou os fornos e ligou um pequeno ventilador prostrado na mesa, diminuindo a temperatura abafada do lugar e tirou as luvas que vestia, sentando-se de frente para o planejamento. De dentro dos armários da mesa, tirou um projeto de nano-sistema padronizado por ele mesmo há alguns meses, tratando-se de um sistema mecânico que transformaria itens em colares. Com uma simples modificação, poderia usar o mesmo para a pulseira.

Pegou uma caixa de ferramenta e um bocado de tecido, além de um pequeno pedaço de quartzo que havia sobrado. Mesmo com os dedos grossos, fez tudo com total suavidade, mexendo e remexendo nos sistemas que montava dentro do couro, interligando-os ao cristal no centro da pulseira. Demorou cerca de uma hora e meia, pois além do nano-sistema, foi preciso fazer o corte do tecido e remendá-lo a fim de torná-lo uma pulseira com as laterais trançadas. De erros e acertos, Matthew encontrou o ponto ideal da transformação e bastava ligar os fios ao cajado.

A haste e a lâmina já estavam completamente esfriados e duros. A primeira coisa que ele fez foi finalizar o processo do nano-sistema, refazendo e acrescentando detalhes dentro do buraco circular na parte superior do cajado e, finalizado, conectou os fios do item aos da pulseira, diminuindo-a a um mero sistema dentro da haste. Acrescentou o quartzo do tamanho de um pulso por cima, terminando o processo de transformação - para fins de garantia, testou ele mesmo a conexão ao tocar o cristal no topo do cajado e verificou o efeito. Tomou para si a lâmina de ferro estígio, encaixando a parte circular de titânio no espaço destinado, na extremidade inferior da haste. Depois disso foi preciso apenas soldar as duas pontas, polir a haste para dar uma aparência ainda melhor e, para o alívio do ferreiro, o pedido estava pronto para entrega.

Matthew resguardou o objeto, tendo todo o cuidado com sua nova criação enquanto esperaria pelo dono e seu pagamento.

Item escreveu:• Cajado Misterioso de Ior [O cajado é um artefato incomum e de rara beleza; sua haste de metal é lisa e perfeitamente reta, guardando o tom de prata polida com perfeição e possuindo desenhos discretos de linhas de ponta a ponta. Mede um metro e meio de altura e, na extremidade superior, o Cajado de Ior possui uma esfera de quartzo vermelho do tamanho de um punho humano na ponta - no cristal há uma pequena abertura com espaço para uma única gema. Já na ponta inferior, possui uma lâmina triangular de ferro estígio, semelhante a uma adaga de arremesso, soldada de forma a fazer parte do item. Qualquer pessoa que puder ver de perto a peça logo notará seu caráter ímpar e precioso. | Efeito mecânico: transforma-se em uma pulseira masculina de couro escuro e trançado, com o pequeno quartzo no meio, basta que o usuário toque o cristal e o transformará no cajado. | Arambarium, ferro estígio, tiânio e couro | Espaço para 1 gema | Status 100%, sem danos | Épico | Forjado Matthew Ashfield]

Instruções. escreveu:Os metais foram comprados aqui, página 13 e 14.
Colocar a arma atualizada na ficha do player.
Acrescentar 3075 dracmas de Rodrik à minha ficha aqui.


FPA:
Passivos de Hefesto:
Nível 5
Nome do poder: Programar
Descrição: Além de criar os mecanismos você sabe bem como programa-los para que ajam de acordo com o planejado. Vale para autômatos, armadilhas com tempo de ativação e etc, conhecendo inclusive diversos softwares e sua linguagem.
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: Isso permite criar mecanismos mais fortes e mais elaborados. Autômatos feitos pelos filhos de Hefesto/Vulcano, tem uma média de falha menor.
Dano: Nenhum

Nível 10
Nome do poder: Projetos
Descrição: Você é capaz de entender e fazer desenhos técnicos voltados a projetos de engenharia, e possivelmente recriar tais projetos os fazendo tornar-se reais. Isso significa que com um projeto em mãos, você consegue desenvolve-lo.
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: Nenhum
Dano: Nenhum

Nível 14
Nome do poder: Forjador III
Descrição: Agora você entende de mecanismos complexos e avançados, podendo fabrica-los com uma facilidade e maestria inexistente em qualquer outro semideus. Suas armas são mais fortes do que as armas de qualquer outro forjador, e agora que entende isso, você simplesmente se torna o destaque do momento.
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: +25% de resistência e +20% de força em armas fabricadas pelo semideus. Além disso, as gemas nas mãos dos filhos de Hefesto não precisam ser reforjadas, ele encaixa sem precisar modelar a arma, e a deixa tão perfeita quanto. É algo extremamente natural. (Armas Betas podem virar alfas, mas nunca alfa prime, o status da arma (Alfa, beta, ou sigma, sempre subira um nível acima do atual, não mais que um).
Dano: +15% de dano as armas fabricadas pelo semideus de Vulcano/Hefesto.
Ativos de Hefesto:
Nível 15
Nome do poder: Magnetismo II
Descrição: É a habilidade que permite aos filhos de Hefesto/Vulcano, controlarem o magnetismo. Já consegue manipular objetos de porte médio, podendo faze-los se voltar contra os inimigos que os lançaram em sua direção, ou manipula-los para se voltar contra os mesmos.  Pode desviar e controlar tais objetos.
Gasto de Mp: 30 MP por turno ativo
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: Nenhum
Dano: Nenhum
Extra: Funciona com objetos de porte médio, máximo de 70 kg. O dano será a critério do narrador, e da forma com que o poder foi utilizado.


「R」
Matthew Ashfield
Matthew Ashfield
Sem grupo
Sem grupo

Localização : Uin nem te conto.

Voltar ao Topo Ir em baixo

Rainbow Quartz  - Página 4 Empty Re: Rainbow Quartz

Mensagem por Júpiter em Qua Mar 20, 2019 10:54 am

Rolagem autorizada!



Que Zeus te perdoe, porque eu não vou!

Júpiter
Júpiter
Deuses Olimpianos
Deuses Olimpianos


Voltar ao Topo Ir em baixo

Rainbow Quartz  - Página 4 Empty Re: Rainbow Quartz

Mensagem por Matthew Ashfield em Qua Mar 20, 2019 2:47 pm

Rolando os dados para épico. Caso a arma se torne épica, acrescentar +4.000 dracmas ao preço total.

Nível 25 – O forjador precisa tirar o número 1 ou 2 no dado para que a arma seja épica.
Matthew Ashfield
Matthew Ashfield
Sem grupo
Sem grupo

Localização : Uin nem te conto.

Voltar ao Topo Ir em baixo

Rainbow Quartz  - Página 4 Empty Re: Rainbow Quartz

Mensagem por Narrador Principal em Qua Mar 20, 2019 2:47 pm

O membro 'Matthew Ashfield' realizou a seguinte ação: Lançar dados


'Forja' : 4
Narrador Principal
Narrador Principal
Deuses Olimpianos
Deuses Olimpianos

Idade : 24
Localização : Por ai

http://www.bloodolympus.org

Voltar ao Topo Ir em baixo

Rainbow Quartz  - Página 4 Empty Re: Rainbow Quartz

Mensagem por Júpiter em Qua Mar 20, 2019 5:47 pm


Avaliação

Método de Avaliação:
Realidade de postagem + Ações realizadas – 40%
Escrita: Gramatica, erros, pontuação, coerência, concordância e etc – 40%
Habilidade condizente com os itens criados – 20%
TOTAL: 1.500 xp

Avaliação (Primeira postagem)
Realidade de postagem + Ações realizadas – 40%
Escrita: Gramatica, erros, pontuação, coerência, concordância e etc – 40%
Habilidade condizente com os itens criados – 20%
TOTAL: 1.500

Adicionar 3075 dracmas do Rodrick para o Matthew.
Adicionar a arma no perfil do Rodrick

Atualizado pela Lady Ártemis.



Que Zeus te perdoe, porque eu não vou!

Júpiter
Júpiter
Deuses Olimpianos
Deuses Olimpianos


Voltar ao Topo Ir em baixo

Rainbow Quartz  - Página 4 Empty Re: Rainbow Quartz

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 4 de 4 Anterior  1, 2, 3, 4

Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum