The Blood of Olympus
Para visualizar o forum é necessário estar cadastrado, por favor registre-se no rpg ou entre em sua conta. É necessário estar cadastrado para ver as informações contidas no forum. Lembre-se de usar nome e sobrenome, não se cadastrar usando nomes geralmente utilizados por Hacker. Exemplo: "Barum" "Hakye" e por ai vai. Bem vindos.

Rainbow Quartz

Página 2 de 2 Anterior  1, 2

Ir em baixo

Re: Rainbow Quartz

Mensagem por Céline Bernard em Sab Nov 03, 2018 3:47 pm

Nome do item: Diabolus.
Descrição: É uma foice grande, escura, feita de ferro estígio. Quando não está em sua forma de armamento, é um colar delicado com um pingente em forma de cruz invertida. O pingente é preto, como o material de qual a arma é feita.
Imagem representativa: https://ln.nikkis.info/preview/accessory676.jpg
Efeitos: De transformação.
Gemas/Joias: Rubi Real – 1450 dracmas: Adiciona 20 de dano à arma.
Material: Ferro Estige
O material deverá ser comprado? (  ) sim ( x ) não http://www.bloodolympus.org/t1674p100-loja-de-materiais#84188


The moon rises And I am becoming you. We were so different, But my heart Is now being colored with you.
avatar
Céline Bernard
Lycans
Lycans

Mensagens : 62
Localização : Covil.

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Rainbow Quartz

Mensagem por Shane Louvren em Sab Nov 03, 2018 7:15 pm

Nome do item: Hunter(Arco) e para aljava num precisa de um nome em si...
Descrição: EU já falei mais ou menos pela MP, mas vou deixar aqui o registro. A ideia do arco é ser de bronze para ter maleabilidade e com lâminas nas extremidades, fica aquele material que comentara na MP. A aljava fica também ao seu critério a construção, sendo que o pedido seria de vir com 20 flechas de Bronze celestial.
Imagem representativa:
Efeitos: Ambos os itens precisam ter o efeito de se transformar em algo portátil, o arco fica por decisão sua e a aljava pode ser aquele tubo que arquitetos usam para guardar projetos.
Gemas/Joias:
Material: Bem... Bronze, Material a sua escolha para lâmina do arco, Bronze celestial
O material deverá ser comprado? ( X ) sim ( ) não [necessário acrescentar link da compra ou de sua ficha]
avatar
Shane Louvren
Argonautas de Hera/Juno
Argonautas de Hera/Juno

Mensagens : 134

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Rainbow Quartz

Mensagem por Evie Farrier em Dom Nov 04, 2018 4:36 pm

Nome do item: Nightwish
Descrição: Um anel bem entalhado, com detalhes em seu exterior que denota beleza em seus traços. É um item que conduz magia perfeitamente, principalmente por causa de seu material. Há um espaço ainda vazio, mas que pode ser preenchido por uma gema ou uma pedra.
Imagem representativa: Aqui
Efeitos: Nenhum ainda
Gemas/Joias: Nenhum ainda
Material: Arambarium
O material deverá ser comprado? ( x ) sim ( ) não [necessário acrescentar link da compra ou de sua ficha]
Lançamento dos dados: ( ) épico ( ) lendário
Extras:


EVIE FARRIER
I am the bone of my sword. Steel is my body and fire is my blood.
avatar
Evie Farrier
Senadores
Senadores

Mensagens : 732
Idade : 21
Localização : Acampamento Romano

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Rainbow Quartz

Mensagem por Matthew Ashfield em Seg Nov 05, 2018 10:36 pm

FORJA RAINBOW QUARTZ
"#SeFereMinhaExistênciaSereiResistência"

Com o estômago devidamente satisfeito e boa parte das energias restabelecidas, Matthew retornou para seus afazeres na forja. Durante o almoço repleto de humor e assuntos triviais, ele conversou com Tony a respeito dos pedidos que estava fazendo, do quão empolgado estava por ter recebido sua primeira encomenda romana e coisas do tipo. Explicou também que precisaria de um mago para testar um dos itens solicitados, portanto, obviamente pediu a ajuda do namorado.

Além da enorme riqueza de detalhes, a varinha que estava prestes a forjar teria que ser feita de arambarium para facilitar - e potencializar - a condução de magia, o que seria um saco de fazer. Tinha que admitir que pessoalmente achava o material bem chatinho de se trabalhar. Não que sua resistência e rigidez pudessem ser comparadas as do adamantino ou sequer as dos metais divinos como bronze celestial, ferro estígio e ouro imperial, mas era um metal delicado. Qualquer erro poderia causar um mal funcionamento desastroso na arma, e obviamente o garoto não queria que sua cliente se explodisse por ter fabricado um item com defeito.

Tony sentou num canto e ficou debruçado sobre a mesa de projetos, encarando o namorado em silêncio como se prestasse atenção em cada mínimo detalhe do que ele fazia. O bruxinho parecia gostar de ver o filho de Hefesto trabalhar, e perceber isso agradava muito o menor. A presença do legado ali até fez com que ele ficasse com o rosto um pouco ruborizado e acabasse esboçando um sorriso abobalhado, mesmo tentando disfarçar.

Matt afastou aqueles pensamentos de sua mente e passou a se concentrar no trabalho. Não tinha tempo a perder, portanto pegou o metal dado pela curandeira e o levou para o derretimento. Não tinha nenhum molde de varinha com adornos angelicais na ponta, mas já tinha uma ideia de como resolver aquilo. Seria um pouco cansativo e trabalhoso, porém não tanto quanto ficar esquentando e resfriando o metal repetidas vezes enquanto fazia cada um dos pequenos detalhes solicitados. No fim até que seria um desafio bastante divertido.

— Acha que vai dar certo, florzinha? — Perguntou o forjador, fitando seu namorado com um olhar meio receoso. — Eu nunca trabalhei de verdade com esse treco. Só fiz alguns testes e... — Esboçou uma careta ao lembrar das duas - de três - vezes que tentou mas não teve muito sucesso com a manipulação do material. — Bem, não foi muito legal.

Anthony riu.

— É claro que vai, bobo. — O largo sorriso no rosto do feiticeiro era algo bastante reconfortante para o filho de Hefesto. Transmitia confiança. — Afinal o meu pitiquirico é um ótimo ferreiro. O melhor que eu conheço. — Ele deu uma piscadela que fez o menor corar novamente. — E eu sei que um dia se tornará o melhor de todos.

Foi impossível não sorrir depois de ouvir aquilo. Anthony era mesmo um fofo. Um fofo pelo qual Matthew estava perdidamente apaixonado.

— Por acaso eu sou o único ferreiro que você conhece? — Indagou, franzindo o cenho para fingir um olhar de dúvida. Sabia que sim.

— Claro que não, que calúnia. Eu também conheço o... err... John. — Tony chutou o primeiro nome comum que veio a sua mente, claramente enrolado. Matt riu, pois sempre sabia quando ele estava mentindo.

— Ah, é? Mas eu não tenho nenhum irmão chamado John. — O filho de Hefesto cruzou os braços e ergueu uma das sobrancelhas de maneira provocativa. Estava o desafiando e adorava fazer aquilo. O Griffin fez biquinho, já estando pronto para retrucar. Ele provavelmente usaria a desculpa de que não seria um filho de Hefesto, o que desbancaria um pouco sua tese de 'melhor forjador', mas não teve tempo.

— Ai, caramba! O metal tá no fogo. — Devido a breve distração, o menor até esqueceu por um instante que o arambarium estava derretendo. Deu um sobressalto e correu todo apressado para perto da fornalha. Por sorte o processo ainda nem tinha terminado, então não teve com o que se preocupar. — Ufa. — Suspirou aliviado.

— Cabeça de vento. — Tony balançou a cabeça em negação, segurando o riso. — Ou melhor: de fuligem. — Matthew apenas revirou os olhos e o outro voltou a ficar quieto para não distraí-lo mais.

Uns quatro ou cinco minutos depois, o material finalmente terminou de derreter e o forjador pegou o balde onde ele estava com o auxílio de uma luva e uma pinça especial. Como de praxe, o levou até a bigorna e cuidadosamente despejou o metal derretido sobre o molde básico que tinha - cuja ponta da varinha era simples e esférica. Depois de vê-lo ficar praticamente incandescente pelo calor, usou a mesma pinça com a qual pegou o balde e levou o molde para a água. O som do metal quente chiando pelo brusco choque térmico ao qual foi submetido e o vapor disperso pelo local fizeram Matthew sorrir.

A parte simples tinha terminado, dando lugar ao processo de modelagem.

Depois que o arambarium já tinha recuperado a rigidez, Matthew manipulou o fogo da fornalha e voltou a aquecê-lo apenas na parte esférica que ficava no topo da varinha. Precisava tornar o metal maleável outra vez, pois só assim conseguiria modelá-lo para que assumisse a forma de um anjo. O garoto precisaria realmente testar seus dons artísticos naquela peça, e aceitou o desafio. Adorava desenhar, esculpir e dar forma para suas criações. Aquilo parecia dar vida própria às forjas, além de cada uma delas ser uma parcela de si eternizada no metal.

— Vamos lá... um anjo de asas abertas. — A prole do deus da forja murmurou para si mesmo, colocando a destra paralela ao metal ígneo. Inspirou, expirou e começou a emitir ondas magnéticas de sua mão. Estas serviam para repelir o metal em determinadas partes e atrair para outras, criando aos poucos a forma desejada.

Ele começou com o alongamento da esfera, criando a base do que seria o corpo do anjo com uma suave elevação próxima de onde seria sua cintura e onde também repousariam seus braços. Em seguida tratou de dar forma a cabeça, podendo enfim alongar as majestosas asas para os lados. Tomou muito cuidado para ter certeza de que ambas estavam perfeitamente simétricas, mantendo o campo magnético com algum esforço e concentração. Estava indo bem.

Com a mão livre, Matt secou as gotículas de suor que aos poucos se acumulavam em sua testa sem sequer tirar os olhos de sua obra. Se algo desse errado talvez tivesse que começar tudo de novo, e isso com certeza seria um desastre. Se concentrou um pouco mais e até prendeu a respiração por um instante enquanto começou a delinear as camadas em alto e baixo relevo. Traços faciais delicados e femininos, linha do cabelo, pescoço fino, ombros, braços, curvas nada exageradas do corpo, dobras do vestido e, principalmente, penas das asas. Cada linha que surgia deixava a imagem angelical mais bela e evidente, ressaltando não só a autenticidade quanto a riqueza de detalhes atribuída ali.

Quando terminou, Ashfield manipulou o fogo para que ele descesse para o cago e retomasse parte de sua maleabilidade. Feito isso, criou outro campo magnético com sua mão livre e terminou de modelar os detalhes que faltavam. Todo o processo de moldagem, desde a parte do anjo até a do cabo, levou cerca de uma hora e quinze tara ser concluído. A arma já estava quase pronta e desde já o garoto pôde se sentir orgulhoso.

Ainda com a manipulação magnética, fez a varinha incandescente flutuar até o recipiente onde estava a água gelada e a mergulhou nele de uma vez só. O mesmo processo do choque térmico ocorreu, chiado, vapor e tudo mais. Alguns minutos depois, quando o metal já estava frio, retirou o equipamento da água morna e o levou para o amolador. A cliente tinha pedido que deixasse as asas do anjo com características cortantes, o que fazia muito sentido e era bem inteligente, afinal quem imaginaria ser cortado por uma varinha? Matthew sorriu com o pensamento e afiou com muito cuidado cada ondulação das 'penas' existentes para que não as deformassem ou deixasse assimétricas. Foi um processo chatinho, mas que só levou cerca de vinte minutos.

Por último mas não menos importante, pegou as tintas que usaria em uma prateleira do canto, um pincel fino e cautelosamente a aplicou na arma como foi solicitado. O corpo do anjo em laranja, com a parte inferior das asas perto do corpo marrom e o restante delas lilás e branco se intercalando. O restante da arma foi coberto de prateado com nuances de negro, verde-água e branco. Finalmente estava pronto.

Depois daquele dia ninguém mais poderia duvidar de seu talentos artísticos.

O filho de Hefesto deixou a tinta secar por mais alguns minutos enquanto jogava conversa fora com seu namorado, que parecia bastante ansioso para testar a efetividade do equipamento. Vez ou outra ele se levantava, verificava se a tinta estava seca e voltava. Até que ela estava, e Matt voltou para junto de Anthony com a varinha em mãos.

— Tó, testa aí. — O bruxinho imediatamente abriu um largo sorriso e envolveu o cabo da arma com os dedos destros. Ele a olhou com atenção por um tempo, a movimentou no ar como se fizesse um feitiço de Harry Potter e riu todo bobalhão.

— Eu não sou acostumado a usar varinhas, prefiro mil vezes os cajados, mas... — O legado parou de repente e quase se engasgou ao tentar segurar o riso. Não tinha pensado no possível duplo sentido de suas palavras, mas tentou disfarçar com o rosto ruborizado. — Vou ficar quietinho que é melhor.

Matthew o fitou com um semblante sacana e não se aguentou: caiu na gargalhada.

— Tá, tá... essa eu mereci. — O maior revirou os olhos. — Agora deixa eu me concentrar, Você não vai querer que eu acabe explodindo alguma coisa sem querer. — O maior assentiu e aos poucos se recompôs, mas ainda possuía um ar de riso no rosto.

Anthony fechou os olhos, colocou ambas as mãos sobrepostas no cabo do item recém criado e se concentrou. Gradativamente uma aura azulada se fez presente, percorrendo o metal condutor de magia desde a base até a ponta das asas angelicais. De repente pequenas ranhuras luminosas começaram a aparecer pela extensão da varinha, crescendo como se fossem rachaduras por onde a magia interna estava escapando.

— Err... Florzinha, era mesmo pra isso estar acontecendo? — Matthew indagou com clara preocupação no olhar, mas não obteve resposta.

As rachaduras foram se tornando cada vez maiores, a luminosidade que escapava por elas se intensificou e o coração do forjador acelerou. Aquilo claramente não devia estar acontecendo. Ele travou o maxilar devido a frustração e ergueu a destra para tocar o ombro de seu namorado, prestes a dizer para ele parar, porém a varinha simplesmente explodiu em um milhão de pedacinhos bem diante dos seus olhos.

Abismado, a primeira coisa que Matt fez ao abrir os olhos foi certificar-se de que seu amado estava bem. Entretanto, o que encontrou o deixou bem confuso. Tony estava rindo desesperadamente com uma das mãos na barriga e a varinha intacta na outra, recuperando o fôlego só para poder continuar rindo.

— Você tinha... que ver... a sua cara! — Dizia o feiticeiro entre risos, fazendo com que o namorado enfim entendesse o que tinha acontecido. Ele tinha manipulado a névoa para encaná-lo com uma ilusão de que a varinha tinha sido sobrecarregada e acabou explodindo.

— Nossa, vai se ferrar. — Ashfield revirou os olhos e bufou, tomando a varinha das mãos alheias. — Eu fiquei preocupado, sabia?! Babaca.

Tony aos poucos se recompôs e secou as pequenas lágrimas que surgiram no canto de seus olhos por conta do riso, esboçando um semblante de diversão e 'arrependimento'.

— Tá, eu exagerei. — Fez biquinho. — Desculpa.  — Ele sorriu e se aproximou para abraçar o namorado, mas Matthew desviou.

— Nha, não faz assim, Mô. Foi só uma brincadeira. — O libriano insistiu e o menor se deixou ser abraçado, ainda emburrado. — A varinha está perfeita. Consegui sentir a energia fluir muito bem por cada partezinha dela. — Deu uma piscadela e começou a enchê-lo de beijinhos na bochecha para se desculpar. — Só não arrisquei conjurar algum feitiço porque não estou acostumado a usá-las como canalizador. — Aquilo enfim fez o jovem ferreiro voltar a sorrir, que retribuiu apenas um dos selinhos do namorado e se desvencilhou dele para colocar sua obra em um lugar apropriado.

— Obrigado, bobão. — Disse o ariano, fitando o amado de longe. — Só saiba de uma coisa: vai ter volta.


Item escreveu:Peepholes [Uma varinha de Arambarium com um anjo de asas abertas no topo. A varinha possui 30 centimetros de comprimento e as asas são ligeiramente afiadas, podendo ser usadas para o corte se for preciso. O corpo do anjo é laranja, com a parte inferior das asas perto do corpo marrom e o restante delas lilás e branco se intercalando. O restante da arma é prateado com nuances de negro, verde-água e branco.. | Efeito mecânico: Se transforma em um brinco feito do mesmo material da arma. | + 30 de dano da FPA, + 15% pela forja | Arambarium | Alfa | Status: 100%| | Comum | Possui espaço para uma gema | Forjado por Matthew Ashfield]


Instruções. escreveu:Minhas compras foram realizadas aqui
O arambarium foi comprado pela própria player aqui
Valor final a ser descontado da player e adicionado na minha mochila é de: 1050 dracmas.


FPA:
Passivos de Hefesto:
Nível 12
Nome do poder: Resistencia ao Fogo II
Descrição: Agora o fogo magico também não incomoda o filho de Hefesto/Vulcano como a maioria, ainda sofre alguns danos, e se machuca, mas adquiriu uma resistência natural, que impede seus ferimentos de serem mais graves.
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: Ataques relacionados a fogo magico agora são 30% menos efetivos em filhos de Hefesto/Vulcano, e o dano também é 30% menos nele.
Dano: Nenhum

Nível 14
Nome do poder: Forjador III
Descrição: Agora você entende de mecanismos complexos e avançados, podendo fabrica-los com uma facilidade e maestria inexistente em qualquer outro semideus. Suas armas são mais fortes do que as armas de qualquer outro forjador, e agora que entende isso, você simplesmente se torna o destaque do momento.
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: +25% de resistência e +20% de força em armas fabricadas pelo semideus. Além disso, as gemas nas mãos dos filhos de Hefesto não precisam ser reforjadas, ele encaixa sem precisar modelar a arma, e a deixa tão perfeita quanto. É algo extremamente natural. (Armas Betas podem virar alfas, mas nunca alfa prime, o status da arma (Alfa, beta, ou sigma, sempre subira um nível acima do atual, não mais que um).
Dano: +15% de dano as armas fabricadas pelo semideus de Vulcano/Hefesto.
Ativos de Hefesto:
Nível 12
Nome do poder: Controle do Fogo II
Descrição: Agora já consegue manipular uma quantidade maior de fogo, também aprendeu a desviar as chamas, podendo fazer com que elas queimem algo próximo a si especificamente, ao seu desejo, mas não pode retira-las do lugar. Por exemplo, pode atrair parte das chamas e move-las mais para frente da tocha, se alguém estiver perto das chamas, seria queimado por ela, podendo inclusive, aumenta-las de forma gradativa – não muito – para conseguir êxito em sua tarefa, mas não consegue fazer muito mais que isso. (Só funciona com fogo comum, o fogo magico, ou infernal não pode ser controlado por você).
Gasto de Mp: -25 MP
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: Nenhum
Dano: Nenhum
Extra: O dano é dado conforme o uso do player em relação ao poder, a critério do narrador e da forma com que foi utilizada.

Nível 15
Nome do poder: Magnetismo II
Descrição: É a habilidade que permite aos filhos de Hefesto/Vulcano, controlarem o magnetismo. Já consegue manipular objetos de porte médio, podendo faze-los se voltar contra os inimigos que os lançaram em sua direção, ou manipula-los para se voltar contra os mesmos.  Pode desviar e controlar tais objetos.
Gasto de Mp: 30 MP por turno ativo
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: Nenhum
Dano: Nenhum
Extra: Funciona com objetos de porte médio, máximo de 70 kg. O dano será a critério do narrador, e da forma com que o poder foi utilizado.


「R」


Exodus
U hid thorns behind that beauty
avatar
Matthew Ashfield
Filhos de Hefesto
Filhos de Hefesto

Mensagens : 50
Localização : Uin nem te conto.

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Rainbow Quartz

Mensagem por Matthew Ashfield em Ter Nov 06, 2018 12:59 am

FORJA RAINBOW QUARTZ
"#SeFereMinhaExistênciaSereiResistência"

Depois de terminar a varinha angelical que tinha sido encomendada pela curandeira romana, Matthew resolveu tirar uns vinte ou vinte e cinco minutos de descanso. Logo seria a hora do jantar, portanto teria que fazer uma pausa de um jeito ou de outro. Sem falar que todo aquele esforço tinha o deixado faminto.

Ele ainda aparentava estar um pouco puto pela brincadeira do namorado, mas era apenas para deixá-lo preocupado. Tinha sido sem graça, devia admitir, mas a vingança viria em seu próprio tempo. Talvez construísse um esguichador de espuma para colocar do outro lado da porta do laboratório do bruxinho, assim ele se lambuzaria inteiro quando o adentrasse da próxima vez. Ou então poderia acoplar um mecanismo de choque na maçaneta, o que seria hilário. Até esconder seu livro de receitas e grimório parecia ser uma boa ideia. Enfim, eram muitas possibilidades e cabia apenas ao menor decidir qual - ou quais - usar.

Depois do descanso e da refeição noturna, o filho de Hefesto recuperou boa parte da sua energia e voltou ao trabalho. Tony já tinha retornado para o laboratório, pois supostamente tinha uma pesquisa a respeito de um feitiço para terminar ou algo do tipo. Assuntos de magia. De qualquer forma, Matt queria terminar os pedidos da romana ainda naquele dia e não iria dormir antes disso. Só tinha um problema: o último equipamento com certeza seria o mais difícil.

Derreter adamantino até o ponto em que ele poderia ser usado de maneira adequada para preencher um molde demoraria muito, tempo este que não tinha caso não quisesse voltar para o chalé só pela manhã, por isso teria que usar o método tradicional. Bigorna, martelo, fogo e força. Além a claro de muita paciência.

Organizou em uma bancada todos os equipamentos que iria utilizar, acendeu a fornalha e começou a trabalhar na barra de metal extremamente rígida que possuía. Matthew a deixou esquentar por pelo menos meia hora antes de dar as primeiras marteladas, firmes fortes, achatando-a aos poucos conforme o repetitivo som ecoava pelo local.

Plin... plin... plin... plin...

As gotículas de suor acumuladas na testa do garoto por vezes escorriam por seu rosto, e ele mal notava de tão concentrado que estava. Pouco a pouco a lâmina da wakidachi ia tomando forma, o que o fazia sorrir cada vez mais. O loiro arrumou a curvatura do metal usando o magnetismo e continuou o golpeando precisamente com o martelo. Com o tempo, quando toda a extensão do adamantino estava com a mesma alta temperatura, modelá-lo ficou mais fácil.

Quando terminou, fez com que a primeira parte de sua obra levitasse no ar com a mesma técnica que usou anteriormente e a jogou de uma vez só na água fria. Os poderes que Matt tinha herdado de seu pai eram bem úteis naqueles momentos.

Sem nem perceber, o forjador começou a assoviar e balançar os pés no mesmo ritmo de uma música qualquer que veio a sua mente, seguindo até a bancada onde faria a empunhadura, a guarda e o pequeno detalhe metálico que iria na bainha. Mais batidas com o martelo foram dadas até que cada uma das partes tomasse a forma desejada e tivesse o acabamento feito com o uso do magnetismo.

Passou as costas da mão esquerda sobre a testa para secar o suor ali acumulado, impedindo que ele caísse em seus olhos e provocasse algum incômodo ou irritação. Só que ele não viu que suas mãos estavam m pouco sujas de fuligem da fornalha, por isso acabou deixando uma linha preta no local. Mas para ele tava tudo de boa, afinal nem perceber a lambança que tinha feito naquele momento.

Continuou concentrado, moldando, ajustando e nivelando cada parte do metal até que ele estivesse do seu gosto. Então foi até a água, pegou a lâmina e encaixou todas as partes em ordem para montar a wakidashi. Fundiu o metal para que eles não se soltassem, arrumou o acabamento para que não ficasse feio e seguiu para a mesa onde cortaria as tiras de couro que revestiriam o cabo para proporcionar um maior conforto na hora de empunhar a arma.

Apesar do horário e de seus olhos já estarem reclamando de tê-los forçado demais aquele dia, Matthew trançou os componentes da empunhadura com total cuidado e atenção. Quando terminou, pintou a guarda de dourado assim como alguns outros detalhes no cabo e aderiu o pequeno enfeite metálico equivalente na parte de baixo do mesmo. Se comparada a outra wakidashi, esta tinha um ar bem mais 'real' e exuberante. Seria um belo contraste se sua futura dona utilizasse ambas ao mesmo tempo.

Todo bobo e sorridente por estar quase terminando, o semideus afiou a lâmina com calma e precisão para que a arma se tornasse de fato mortal. Depois a analisou parte por parte, realizou alguns golpes no ar e por fim a colocou na bainha de tons marrons.

Com a ajuda do martelo, começou a bater levemente na arma conforme desejava que ela se transformasse em um bracelete igual ao primeiro que construiu, porém de materiais diferentes. Assim que isso aconteceu, ele foi até as prateleiras onde guardou os outros dois itens em forma de acessórios e colocou o terceiro entre eles. No dia seguinte iria mandar uma mensagem de Íris para a curandeira romana para avisá-la de que as encomendas estavam prontas, mas primeiro precisava de um relaxante banho e uma longa noite de sono.

Com preguiça de organizar as ferramentas que tinha usado, Matthew esboçou uma leve careta e também deixou para fazer aquilo no dia seguinte. Quando passou por um projeto de escudo que estava trabalhando, viu que sua testa estava toda suja e logo tratou de passar a mão nela para limpar. Riu meio envergonhado e foi até a porta que ligava sua forja ao laboratório de Anthony, estranhando ele não ter saído de lá ainda. Deviam ser por volta das duas da manhã.

— Florzinha? — Chamou, batendo algumas vezes na porta. Sem resposta. — Tony? Tá aí? — Bateu mais algumas vezes, porém o silêncio permaneceu.

Intrigado, ele entrou e viu o namorado dormindo debruçado sobre um livro na mesa onde ele realizava os estudos, encantamentos e essas coisas de bruxo. Um sorriso imediatamente surgiu em seus lábios, balançando a cabeça para os lados em negação.

— Ai, ai, só você mesmo... — Foi até ele e o pegou no colo, ouvindo o maior grunhir algumas palavras desconexas antes de se aninhar em seus braços. Mathews então beijou sua testa e o levou consigo para o chalé do deus da forja, pois sabia que o da deusa da primavera não se abriria para ele sem o legado estar acordado.


Item escreveu:Bellum Aeternam [Mais elaborada que Diligitis, a Wakizashi de Adamantino fora feita para impressionar os adversários e, ao mesmo tempo, causar estrago neles a cada golpe desferido pela arma. Com a bainha e cabo em tons de marrom, além do guarda-mão tingido de dourado, a arma tem um aspecto mais nobre que sua companheira. No extremo do cabo, há um pequeno enfeito também em dourado praticamente imperceptível. Seu cabo também é envolto em couro para facilitar manuseio. | Efeito mecânico: Se transforma em um bracelete feito do mesmo material da arma. | + 30 de dano da FPA, + 15% pela forja | Adamantino | Super Alfa | Status: 100%| | Comum | Possui espaço para uma gema | Forjado por Matthew Ashfield]


Instruções. escreveu:Minhas compras foram realizadas aqui
O adamantino foi comprado pela própria player aqui
Valor final a ser descontado da player e adicionado na minha mochila é de: 1100 dracmas.


FPA:
Passivos de Hefesto:
Nível 12
Nome do poder: Resistencia ao Fogo II
Descrição: Agora o fogo magico também não incomoda o filho de Hefesto/Vulcano como a maioria, ainda sofre alguns danos, e se machuca, mas adquiriu uma resistência natural, que impede seus ferimentos de serem mais graves.
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: Ataques relacionados a fogo magico agora são 30% menos efetivos em filhos de Hefesto/Vulcano, e o dano também é 30% menos nele.
Dano: Nenhum

Nível 14
Nome do poder: Forjador III
Descrição: Agora você entende de mecanismos complexos e avançados, podendo fabrica-los com uma facilidade e maestria inexistente em qualquer outro semideus. Suas armas são mais fortes do que as armas de qualquer outro forjador, e agora que entende isso, você simplesmente se torna o destaque do momento.
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: +25% de resistência e +20% de força em armas fabricadas pelo semideus. Além disso, as gemas nas mãos dos filhos de Hefesto não precisam ser reforjadas, ele encaixa sem precisar modelar a arma, e a deixa tão perfeita quanto. É algo extremamente natural. (Armas Betas podem virar alfas, mas nunca alfa prime, o status da arma (Alfa, beta, ou sigma, sempre subira um nível acima do atual, não mais que um).
Dano: +15% de dano as armas fabricadas pelo semideus de Vulcano/Hefesto.

Nível 15
Nome do poder: Força II
Descrição: Você ficou ainda mais forte, conforme cresce, se desenvolve, e executa seus treinamentos – além de claro, trabalha nas forjas, pois, se sente extremamente atraído por elas – também desenvolve uma força superior aos demais campistas, você está se saindo bem.
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: +20% de força.
Dano: +10% de dano em golpes físicos relacionados pelo semideus, ou que exijam a forja avantajada.
Ativos de Hefesto:
Nível 15
Nome do poder: Magnetismo II
Descrição: É a habilidade que permite aos filhos de Hefesto/Vulcano, controlarem o magnetismo. Já consegue manipular objetos de porte médio, podendo faze-los se voltar contra os inimigos que os lançaram em sua direção, ou manipula-los para se voltar contra os mesmos.  Pode desviar e controlar tais objetos.
Gasto de Mp: 30 MP por turno ativo
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: Nenhum
Dano: Nenhum
Extra: Funciona com objetos de porte médio, máximo de 70 kg. O dano será a critério do narrador, e da forma com que o poder foi utilizado.


「R」


Exodus
U hid thorns behind that beauty
avatar
Matthew Ashfield
Filhos de Hefesto
Filhos de Hefesto

Mensagens : 50
Localização : Uin nem te conto.

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Rainbow Quartz

Mensagem por Matthew Ashfield em Ter Nov 06, 2018 1:00 am

FORJA RAINBOW QUARTZ
"#SeFereMinhaExistênciaSereiResistência"

Matthew sorria enquanto adentrava pelas portas da sua forja. Estava bastante feliz por estar recebendo bastante encomendas, apesar de ser bem trabalhoso era reconfortante saber que seus trabalhos estavam sendo recomendados e tão bem procurados por ia. Talvez fosse por que a guerra se aproximava e os ferreiros maiores estivessem  ocupados, mas não queria pensar sobre aquilo. O que tinha para aquele dia parecia ser o mais simples, porém faria com o mesmo esmero de sempre.

Um feiticeira havia pedido para que o filho de Hefesto fizesse uma faca para ela, a mesma deveria possuir um sistema que soltasse uma lâmina serrilhada sempre que a lâmina lisa perfurasse algo ou alguém. Essa era a única coisa complicada, mas nada que um sistema mecânico não pudesse resolver. Por isso, dessa vez, iria começar de fato unicamente pelo ferro derretido ao invés do punho. Como de costume, levou o estígio até o fogareiro, que já havia sido acesso por Anthony quando ele passou por lá.

Aguardou quase uma hora enquanto terminava o projeto de automato feat armadura para o seu namorado. Pegou dois moldes de lâminas para facas, com a ajuda do magnetismo dividiu a quantidade do ferro derretido em duas partes as colocando na forma. Assim que foram fechadas, Matthew levou ambas para a água, ouvindo o chiado do choque térmico devido as temperaturas distintas. A fumaça saía junto ao som, fazendo com que o garoto sorrisse parecendo ver uma obra de arte.

Aproveitaria o tempo de resfriamento para poder moldar o punho antes de colocá-lo no produto final. Pegou um que ele já havia feito, precisaria apenas fazer os detalhes e pintar para que pudessem ficar como a cliente tinha pedido. Com a ajuda do magnetismo ele forçou o ferro da guarda de forma delicada, para que conseguisse fazê-la se transformar em duas folhas, o centro dela seria uma rosa com um espaço para gema. Matthew devia admitir que a parte da flor foi bem mais fácil do que fazer os detalhes minuciosos da cada folhinha. A parte onde a mão segurava foi torcida em espiral, também com a ajuda do seu poder de controlar metal.

A pintura foi rápida e sem muito detalhes, uma parte foi com tinta marrom e alguns pontos mais claros para dar a impressão de madeira. As folhas e a rosa foram tingidas de dourado, assim como algumas partes da espiral, para dar um charme a mais.

Retirou as lâminas que havia feito da água e as tirou do molde, deixando em cima da bigorna. Com a ajuda do amolador ele partiu a lâmina lisa ao meio, a tornando em duas mais fina. O serrilhador foi o responsável por criar as serras da parte laminada que ainda estava inteira, para que ela pudesse cortar e causar mais estragos quando necessário. Logo em seguida ele colocou uma das partes cortadas em baixo, a que havia acabado de deixar serrada foi no meio e terminou o pequeno 'sanduíche' de lâminas com a segunda parte lisa. Ele começou a martelar elas, desejando que as três se fundissem em uma e sempre que elas perfurassem algo, o elemento surpresa da faca fosse mostrado. Suspirou aliviado assim que notou estar tudo certo.

Pegou o punho e, pela sei lá quanta vez, usou seu magnetismo para poder juntar com a lâmina. Nunca mais iria falar que uma faca era fácil de se fazer, afinal 'nunca diga dessa água não bebereis', por que vai que se toma banho nela, não é? Quando tudo estava devidamente encaixado, o rapaz afiou a lâmina de ambos os lados, deixando com que o gume fosse extremamente afiado. Ele sorriria pela sua obra majestosa, se não tivesse cortado a ponta do dedo vendo o fio da arma, mas nada que um band-aid não resolvesse.

Depois de tudo pronto ele colocou a gema na arma. Imediatamente a lâmina começou a pegar fogo. Ele empunhou a arma para testá-la, atacando o ar. Desejou que o fogo se apagasse e assim ele o fez, logo em seguida quis que surgisse novamente e assim foi feito. Matthew saltitou todo feliz pelo produto final.

Com a ajuda do martelo, começou a bater de forma delicada na arma, desejando que ela se transformasse em broxe de rosa dourado, assim como a guarda. Assim que o item se transformou ele saiu dali correndo para entregar a sua nova dona, todo abobalhado e contente.


Item escreveu:Diaz [O punho da faca é em formato de espiral, com detalhes em dourado. Antes da lâmina existe uma rosa também em dourado, uma referência ao estado da arma quando a semideusa não a ativa, que é um broche da mesma flor e da mesma coloração. Quando a faca perfura a vítima, um mecanismo lança os dentes da mesma para baixo, causando um grande estrago em qualquer coisa que for acertada. Graças ao metal utilizado, sua lâmina é escura como a noite. | Efeito mecânico: Se transforma em um broxe de rosa dourado || Efeito da gema: Ao atingirem um inimigo causa 15 de dano ígneo ao contato e deixam uma leve queimadura no local. Fogo sair das lâminas é meramente estético, funcionando com ou sem o efeito, podendo ser ativado e desativo quando quiser. | + 30 de dano da FPA, + 15% pela forja | Ferro estígio | Alfa | Status: 100%| | Comum | Possui a gema granada real. | Forjado por Matthew Ashfield]


Instruções. escreveu:Minhas compras foram realizadas aqui
Descontar um ferro estígio da compra, um granada real.
Valor final a ser descontado da player e adicionado na minha mochila é de: 1238 dracmas.


FPA:
Passivos de Hefesto:
Nível 14
Nome do poder: Forjador III
Descrição: Agora você entende de mecanismos complexos e avançados, podendo fabrica-los com uma facilidade e maestria inexistente em qualquer outro semideus. Suas armas são mais fortes do que as armas de qualquer outro forjador, e agora que entende isso, você simplesmente se torna o destaque do momento.
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: +25% de resistência e +20% de força em armas fabricadas pelo semideus. Além disso, as gemas nas mãos dos filhos de Hefesto não precisam ser reforjadas, ele encaixa sem precisar modelar a arma, e a deixa tão perfeita quanto. É algo extremamente natural. (Armas Betas podem virar alfas, mas nunca alfa prime, o status da arma (Alfa, beta, ou sigma, sempre subira um nível acima do atual, não mais que um).
Dano: +15% de dano as armas fabricadas pelo semideus de Vulcano/Hefesto.
Ativos de Hefesto:
Nível 5
Nome do poder: Magnetismo I
Descrição: É a habilidade que permite aos filhos de Hefesto/Vulcano, controlarem o magnetismo. Nesse nível, ainda não são tão desenvolvidos, mas podem fazer pequenos metais que forem atirados em sua direção, mudar o curso, ou até mesmo voltar-se contra aquele que o lançou.
Gasto de Mp: 10 MP por turno ativo
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: Nenhum
Dano: Nenhum
Extra: Só funciona com objetos relativamente pequenos, como porcas e parafusos, ou objetos de até 20kg. O dano será a critério do narrador, e da forma com que o poder foi utilizado.


「R」


Exodus
U hid thorns behind that beauty
avatar
Matthew Ashfield
Filhos de Hefesto
Filhos de Hefesto

Mensagens : 50
Localização : Uin nem te conto.

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Rainbow Quartz

Mensagem por Prometheus em Qua Nov 07, 2018 7:55 pm


Avaliação

Método de Avaliação (Primeira Postagem):
Realidade de postagem + Ações realizadas – 40%
Escrita: Gramatica, erros, pontuação, coerência, concordância e etc – 40%
Habilidade condizente com os itens criados – 20%
TOTAL: 2.500 xp

Matthew

Realidade de postagem + Ações realizadas – 40%
Escrita: Gramatica, erros, pontuação, coerência, concordância e etc – 40%
Habilidade condizente com os itens criados – 20%
TOTAL:  2500 xp

Item final:
Peepholes [Uma varinha de Arambarium com um anjo de asas abertas no topo. A varinha possui 30 centimetros de comprimento e as asas são ligeiramente afiadas, podendo ser usadas para o corte se for preciso. O corpo do anjo é laranja, com a parte inferior das asas perto do corpo marrom e o restante delas lilás e branco se intercalando. O restante da arma é prateado com nuances de negro, verde-água e branco.. | Efeito mecânico: Se transforma em um brinco feito do mesmo material da arma. | + 30 de dano da FPA, + 15% pela forja | Arambarium | Alfa | Status: 100% | Comum | Possui espaço para uma gema | Forjado por Matthew Ashfield]


Avaliação (Segunda Postagem):
Realidade de postagem + Ações realizadas – 40%
Escrita: Gramatica, erros, pontuação, coerência, concordância e etc – 40%
Habilidade condizente com os itens criados – 20%
TOTAL: 2.500 xp

Item final:
Bellum Aeternam [Mais elaborada que Diligitis, a Wakizashi de Adamantino fora feita para impressionar os adversários e, ao mesmo tempo, causar estrago neles a cada golpe desferido pela arma. Com a bainha e cabo em tons de marrom, além do guarda-mão tingido de dourado, a arma tem um aspecto mais nobre que sua companheira. No extremo do cabo, há um pequeno enfeito também em dourado praticamente imperceptível. Seu cabo também é envolto em couro para facilitar manuseio. | Efeito mecânico: Se transforma em um bracelete feito do mesmo material da arma. | + 30 de dano da FPA, + 15% pela forja | Adamantino | Super Alfa | Status: 100%| | Comum | Possui espaço para uma gema | Forjado por Matthew Ashfield]

Avaliação (Terceira Postagem)
Realidade de postagem + Ações realizadas – 40%
Escrita: Gramatica, erros, pontuação, coerência, concordância e etc – 40%
Habilidade condizente com os itens criados – 20%
TOTAL: 2.500 xp

Item final:
Diaz [O punho da faca é em formato de espiral, com detalhes em dourado. Antes da lâmina existe uma rosa também em dourado, uma referência ao estado da arma quando a semideusa não a ativa, que é um broche da mesma flor e da mesma coloração. Quando a faca perfura a vítima, um mecanismo lança os dentes da mesma para baixo, causando um grande estrago em qualquer coisa que for acertada. Graças ao metal utilizado, sua lâmina é escura como a noite. | Efeito mecânico: Se transforma em um broxe de rosa dourado || Efeito da gema: Ao atingirem um inimigo causa 15 de dano ígneo ao contato e deixam uma leve queimadura no local. Fogo sair das lâminas é meramente estético, funcionando com ou sem o efeito, podendo ser ativado e desativo quando quiser. | + 30 de dano da FPA, + 15% pela forja | Ferro estígio | Alfa | Status: 100%| | Comum | Possui a gema granada real. | Forjado por Matthew Ashfield]

Atualizado pelo Cupido!
avatar
Prometheus
titãs
titãs

Mensagens : 74

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Rainbow Quartz

Mensagem por Matthew Ashfield em Qui Nov 08, 2018 8:59 pm

FORJA RAINBOW QUARTZ
"#SeFereMinhaExistênciaSereiResistência"

Aquele dia estava sendo extremamente estressante para o rapaz. Estava sentindo que tudo estava errado, suas emoções estavam bagunçadas e por isso acabava estragando tudo o que tinha relacionado a isso. Por isso queria começar a forjar rapidamente o que tinha de encomenda pra poder sair dos seus devaneios sentimentais.

A primeira arma daquele dia era uma foice. Usaria ferro estígio, como a cliente havia pedido. Pensou em começar com a lâmina, como de costume, então com a ajuda dos seus mais novos poderes iria esquentar o ferro o máximo que conseguisse, para que ele ficasse maleável o suficiente para que pudesse dividir a barra do metal, uma parte para o cabo e a outra para a parte afiada. Assim que conseguiu fazer o que desejava, resfriou o estígio que não usaria naquele momento.

O parte a barra que ficou em cima da bigorna estava vermelha devido a temperatura que estava atingindo, por isso iria começar a martelar para que ganhasse a forma que ele desejava. Batida por batida, com o auxílio do martelo, o metal começava a de achatar e conforme Matthew ia movendo o instrumento em suas mãos ela tomava a forma a qual desejava, ficando um pouco curva e extremamente pontuda. Fez alguns detalhes pontiagudos na parte da trás da lâmina, com a ajuda do magnetismo claro, dando um ar meio sombrio para aquela parte. E então resfriou o ferro.

Levou a lâmina até o amolador para que pudesse deixar a arma extremamente afiada, claro que também queria concertar os pequenos sulcos que havia criado a batida do martelo, afim de deixar tudo extremamente liso e uniforme. No final daquilo, ele acabou sorrindo um pouco, tirando a expressão de estresse que possuía a alguns minutos atrás.

Usou novamente seu poder para esquentar a outra metade da barra, assim ficaria mais fácil de manusear com o seu magnetismo. Começou a modelar o ferro o puxando para baixo, enquanto flutuava em cima da mesa. Sua intenção era aumentar o tamanho e deixar mais fino para que pudesse ficar da altura adequada e também parecer um cabo de foice. A parte de baixo possuía uma leve ponta afiada assim como estava no desenho a qual a cliente havia levado para ele.

Juntou a parte laminada com o cabo, os fundindo em uma coisa só. Havia deixado uma pequena lacuna entre as duas partes que foram unidas, para que pudesse colocar uma gema, já que ela havia sido entregada diretamente pela cliente. Encaixou a joia no espaço existente mas nada havia acontecido como as outras que já tinha usado e que fizeram as lâminas pegarem fogo.

— Bom... Foi o que ela pediu... Sabe-se lá o que isso faz.

Com o seu martelo, Matthew começou a bater na arma já finalizada desejando que ela se transformasse em um colar com um crucifixo do avesso. Assim que o item se transformou, o rapaz voltou a sorrir naquele dia, encarando a sua obra.

— Depois eu vou pessoalmente entregar para ela. Tenho mais coisa pra forjar por agora.


Item escreveu:Diabolus. [É uma foice grande, escura, feita de ferro estígio. Na parte de baixo do cabo a arma possuí uma parte pontuda, podendo ser usada para estocadas. Quando não está em sua forma de armamento, é um colar delicado com um pingente em forma de cruz invertida. O pingente é preto, como o material de qual a arma é feita. | Efeito mecânico: Se transforma em um pingente com um crucifixo do avesso. || Efeito da gema: Adiciona 20 de dano à arma.. | + 30 de dano da FPA, + 15% pela forja | Ferro estígio | Alfa | Status: 100%| | Comum | Possui a Rubi Real | Forjado por Matthew Ashfield]


Instruções. escreveu:Minhas compras foram realizadas aqui
O ferro e a joia foram compradas pela cliente aqui.
Valor final a ser descontado da player e adicionado na minha mochila é de: 1750 dracmas.


FPA:
Passivos de Hefesto:
Nível 14
Nome do poder: Forjador III
Descrição: Agora você entende de mecanismos complexos e avançados, podendo fabrica-los com uma facilidade e maestria inexistente em qualquer outro semideus. Suas armas são mais fortes do que as armas de qualquer outro forjador, e agora que entende isso, você simplesmente se torna o destaque do momento.
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: +25% de resistência e +20% de força em armas fabricadas pelo semideus. Além disso, as gemas nas mãos dos filhos de Hefesto não precisam ser reforjadas, ele encaixa sem precisar modelar a arma, e a deixa tão perfeita quanto. É algo extremamente natural. (Armas Betas podem virar alfas, mas nunca alfa prime, o status da arma (Alfa, beta, ou sigma, sempre subira um nível acima do atual, não mais que um).
Dano: +15% de dano as armas fabricadas pelo semideus de Vulcano/Hefesto.
Ativos de Hefesto:

Nível 15
Nome do poder: Magnetismo II
Descrição: É a habilidade que permite aos filhos de Hefesto/Vulcano, controlarem o magnetismo. Já consegue manipular objetos de porte médio, podendo faze-los se voltar contra os inimigos que os lançaram em sua direção, ou manipula-los para se voltar contra os mesmos.  Pode desviar e controlar tais objetos.
Gasto de Mp: 30 MP por turno ativo
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: Nenhum
Dano: Nenhum
Extra: Funciona com objetos de porte médio, máximo de 70 kg. O dano será a critério do narrador, e da forma com que o poder foi utilizado.

Nível 19
Nome do poder: Esquenta e Esfria
Descrição: O semideus consegue alterar a temperatura das armas, escudos ou armaduras do inimigo (o semideus decide no ataque), podendo resfriar ou esquentar o mesmo, causando danos no usuário, mas para isso, precisara tocar o alvo, mais precisamente, o local que deseja esfriar ou esquentar.
Gasto de Mp: 30 MP
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: Nenhum
Dano: 20 HP (para calor), 35 HP (para frio)
Extra: Só consegue esfriar em uma temperatura mediana, o suficiente para machucar, já esfriar, torna os movimentos do usuário mais lentos, pois, a temperatura se assemelha ao gelo, e pode causar queimaduras leves – de frio – e deixar o usuário com calafrios – em caso de armaduras – já armamentos, provavelmente seriam soltos da mão do inimigo.


「R」


Exodus
U hid thorns behind that beauty
avatar
Matthew Ashfield
Filhos de Hefesto
Filhos de Hefesto

Mensagens : 50
Localização : Uin nem te conto.

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Rainbow Quartz

Mensagem por Matthew Ashfield em Sab Nov 10, 2018 4:46 pm

FORJA RAINBOW QUARTZ
"#SeFereMinhaExistênciaSereiResistência"

Matthew havia terminado a foice e a colocado em um pedestal, para que não caísse ou qualquer coisa do tipo, enquanto aguardava ser entregada para a sua dona. Estava feliz com o resultado que alcançara, ele acreditava que estava, de fato, pegando o jeito com tudo aquilo. Estava como medo de fazer uma foice, mas definitivamente estava com mais medo ainda de fazer um arco e um aljava.

Iria começar pela aljava e as flechas. Fazer a peça onde as munições iria ficar não parecia ser algo difícil. Colocou um pedaço de couro em cima da mesa, grande o suficiente para conseguir concluir o que imaginava. Fez alguns riscos com um lápis e então, com o auxílio de uma tesoura, recortou nos locais indicados, era o tamanho certo para fazer a aljava e a tira que a prenderia no corpo. Com uma agulha e linha costurou parte por parte até ficar parecido com o mentalizava. Depois de tudo ele tingiu o tecido com tinta preta. Seria básica, sem detalhes algum.

Logo depois o forjador separou exatos vinte moldes de flechas. Colocou duas barras de bronze sagrado para derreter enquanto ele iria moldar o arco. Pegou o pedaço de adamantino para que pudesse então começar a forjar o arco enquanto o outro metal derretia para ser usado. Com a ajuda dos seus poderes, ele esquentou o máximo que conseguia, para que o ferro ficasse mais maleável e pudesse o moldar com o seu magnetismo, assim conseguiria esticar ele para deixar no formato que mais o agradava.

Em seguida, Matthew um pouco mais sorridente do que antes, colocou o ferro já no formato que queria em cima da bigorna. Com o auxílio do seu martelo começou a moldar as pontas do arco, fazendo com que ambas ficassem pontudas e ele pudesse então afiar elas. Sabia que as vezes um arqueiro poderia estar em apuros e ter que usar a arma como algo corpo a corpo, aquilo seria extremamente útil para o seu portador. Logo depois foi até o amolador e deixou as lâminas extremamente afiadas.

Voltou para o ferro que estava no fogo e viu que eles já haviam derretido, mal tinha visto o tempo passando rapidamente. Com a ajuda do seu magnetismo, ele separou igualmente o bronze sagrado em todas as formas que havia deixado separado. Fechou todos os moldes e colocou tudo dentro da água, que chiou por causa do choque térmico fazendo alguma fumaça sair.

De volta ao arco, Matt pegou um fio específico para se usar naquela arma e então a colocou, encaixando perfeitamente e testando algumas vezes para ver se era resistente ou não estava frouxa. Tudo estava bem, só precisava adicionar algumas penas nas flechas para dar um charme e estabilidade necessária e tudo estaria pronto. Retirou os moldes da água, assim como os itens já frios, e colocou aqueles pequenos detalhes um por um, levando algum tempinho para isso.

Colocou todas as flechas dentro da aljava, com a ajuda do seu martelo, desejou que o item se transformasse em um tubo de projetos, semelhante ao que os arquitetos usam. O arco se transformou em um bottom ao desejo do forjador. Ambas coisas práticas e que poderiam passar despercebido pelos mortais. Tudo estava bem graças ao menino quase nada super poderoso.


Item escreveu:Hunter [Um arco feito de adamantino com uma corda transparente, sendo este de tamanho ideal para o seu usuário. | Efeito mecânico: Se transforma em um bottom escrito 'geek'. | + 30 de dano da FPA, + 15% pela forja | Adamantino | Alfa | Status: 100%| | Comum | Possui espaço para uma gema | Forjado por Matthew Ashfield]

Item escreveu:Aljava [Uma aljava de couro, feita a mão. Possui o espaço suficiente para carregar até vinte flechas. A munição veio junto com ela, feito pelo forjador, tendo que comprar mais quando acabarem. | Efeito mecânico: Se transforma em  um tubo de projetos semelhante ao que arquitetos usam. | + 30 de dano da FPA, + 15% pela forja | As flechas atuais são de bronze sagrado. | Status das flechas: 20. | Beta | Status: 100%| | Comum | Não possui espaço para uma gema | Forjado por Matthew Ashfield]


Instruções. escreveu:Minhas compras foram realizadas aqui
O ferro e a joia foram compradas pela cliente aqui.
Valor final a ser descontado da player e adicionado na minha mochila é de: 2813 dracmas.


FPA:
Passivos de Hefesto:
Nível 14
Nome do poder: Forjador III
Descrição: Agora você entende de mecanismos complexos e avançados, podendo fabrica-los com uma facilidade e maestria inexistente em qualquer outro semideus. Suas armas são mais fortes do que as armas de qualquer outro forjador, e agora que entende isso, você simplesmente se torna o destaque do momento.
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: +25% de resistência e +20% de força em armas fabricadas pelo semideus. Além disso, as gemas nas mãos dos filhos de Hefesto não precisam ser reforjadas, ele encaixa sem precisar modelar a arma, e a deixa tão perfeita quanto. É algo extremamente natural. (Armas Betas podem virar alfas, mas nunca alfa prime, o status da arma (Alfa, beta, ou sigma, sempre subira um nível acima do atual, não mais que um).
Dano: +15% de dano as armas fabricadas pelo semideus de Vulcano/Hefesto.
Ativos de Hefesto:

Nível 15
Nome do poder: Magnetismo II
Descrição: É a habilidade que permite aos filhos de Hefesto/Vulcano, controlarem o magnetismo. Já consegue manipular objetos de porte médio, podendo faze-los se voltar contra os inimigos que os lançaram em sua direção, ou manipula-los para se voltar contra os mesmos.  Pode desviar e controlar tais objetos.
Gasto de Mp: 30 MP por turno ativo
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: Nenhum
Dano: Nenhum
Extra: Funciona com objetos de porte médio, máximo de 70 kg. O dano será a critério do narrador, e da forma com que o poder foi utilizado.

Nível 19
Nome do poder: Esquenta e Esfria
Descrição: O semideus consegue alterar a temperatura das armas, escudos ou armaduras do inimigo (o semideus decide no ataque), podendo resfriar ou esquentar o mesmo, causando danos no usuário, mas para isso, precisara tocar o alvo, mais precisamente, o local que deseja esfriar ou esquentar.
Gasto de Mp: 30 MP
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: Nenhum
Dano: 20 HP (para calor), 35 HP (para frio)
Extra: Só consegue esfriar em uma temperatura mediana, o suficiente para machucar, já esfriar, torna os movimentos do usuário mais lentos, pois, a temperatura se assemelha ao gelo, e pode causar queimaduras leves – de frio – e deixar o usuário com calafrios – em caso de armaduras – já armamentos, provavelmente seriam soltos da mão do inimigo.


「R」


Exodus
U hid thorns behind that beauty
avatar
Matthew Ashfield
Filhos de Hefesto
Filhos de Hefesto

Mensagens : 50
Localização : Uin nem te conto.

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Rainbow Quartz

Mensagem por Matthew Ashfield em Sab Nov 10, 2018 4:51 pm

FORJA RAINBOW QUARTZ
"#SeFereMinhaExistênciaSereiResistência"
Matthew estava pegando o jeito. Quanto mais pedidos recebia, melhor ficava na arte da forja, e para ele isso era incrível. O garoto podia perceber sua evolução de forma gradual, expressada com sutileza na qualidade dos itens fabricados e na menor dificuldade que tinha em fazer certas coisas. Sabia que ainda não tinha atingido o ápice de seu potencial, mas mesmo assim ver progresso em tão pouco tempo era algo animador.

Até que ele recebeu um pedido de Evie.

Sim, a própria Evie Farrier. Filha de Nox, legado completo de Belona, lenda do mundo mitológico e senadora do acampamento Júpiter.

Quando isso aconteceu, o filho de Hefesto simplesmente surtou. Não acreditava no que estava acontecendo e por um momento até achou que fosse uma brincadeira do seu namorado ou de algum colega seu do chalé de Hermes, mas não. Era verdade. E quando aceitou fazer o anel de arambarium para a moça, Matt sentiu as próprias pernas bambas.

E se não fosse bom o suficiente?

Querendo ou não o forjador ainda se considerava um novado e até meio iniciante, mesmo que já tivesse feito algumas armas e acessórios bem legais na sua opinião. Mas aquilo seria algo totalmente diferente. Não que ele não se esforçasse em tudo o que fazia, independe de quem solicitasse seus serviços, mas porra, era uma semideusa do caramba pedindo algo em sua humilde forja. Era tão animador quanto assustador.

O filho de Hefesto andava de um lado para o outro perto da fornalha, pensando e repensando em todos os passos que deveria seguir antes mesmo de colocar o metal para derreter. Ele teria que fazer um anel todo adornado com espaço para uma pedra ou gema, o que não seria necessariamente difícil, mas estava o deixando apavorado.

— Vamos lá, é só um anel... — Disse para si mesmo no intuito de se acalmar. — Para uma das semideusas mais fodásticas de todas, mas né. — Completou, sentindo um intenso frio tomar conta de sua barriga. — Eu posso fazer isso.

Respirou fundo e juntou toda confiança que tinha. Ele se esforçaria ao máximo para que o pedido ficasse simplesmente perfeito. Até Hefesto teria inveja daquela obra-prima.

Colocou o arambarium para derreter e em seguida foi até a mesa onde fazia os projetos para arrumar o molde de anel no tamanho adequado. Inicialmente o faria liso, assim como a varinha do mesmo material que fez para uma curandeira romana, e aos poucos daria forma aos detalhes para dar beleza à peça. Estava empolgado.

Com um sorriso no rosto, esperou até que o metal estivesse pronto e sequer se deu ao trabalho de vestir as luvas de proteção ou utilizar a pinça para pegar o balde onde ocorreu o processo de derretimento. Utilizou de seu poder de magnetismo e controlou uma pequena quantidade do material até o molde, que já estava cuidadosamente posicionado sobre a bigorna. O despejou ali de forma uniforme e logo em seguida usou a mesma habilidade para levar o molde incandescente até a água gelada.

O choque térmico fez com que um breve chiado se fizesse presente, assim como uma pequena quantidade de vapor que logo se dissipou pelo ambiente. Quando isso aconteceu, Matthew retirou o molde da água e pegou de dentro dele o anel em sua forma bruta. Analisou o objeto com atenção durante uns quatro ou cinco minutos ininterruptos só pra ter certeza de que nada estava errado antes que pudesse continuar.

Por enquanto estava indo tudo bem.

Desde o sucesso com a varinha, Ashfield tinha se acostumado a trabalhar com o metal condutor de magia. Não era assim tão difícil, ele nem entendia o porquê de ter tido tanta dificuldade no começo. Talvez isso também fosse um sinal de sua evolução.

Enfim, de qualquer forma estava com o anel base em mãos e logo tratou de usar seu novo poder de esquentar para deixá-lo mais maleável. Feito isso, aproveitou-se mais uma vez da capacidade de manipular ondas magnéticas e começou a modelar o objeto, concentrando a maior quantidade do metal na parte superior enquanto a inferior permanecia lisa e ligeiramente mais fina.

O próximo passo foi dar os detalhes. Primeiro Matthew abriu um espaço onde poderia ser colocada uma pedra ou gema mágica, deixando-o vazio por ora como foi pedido pela senadora. Depois ele usou o magnetismo para fazer os entalhes em alto-relevo com padrões curvilíneos, retorcendo o metal com delicadeza. A peça estava sendo construída para que todos os detalhes enaltecessem a beleza da pedra que seria colocada ali, sendo ela a real protagonista da obra.

O garoto permaneceu concentrado, analisando cada partezinha do anel para manter a simetria em uma escala milimétrica. Aquela era uma forja especial, portanto se esforçaria para ser bem visto pela semideusa que tanto admirava. Tinha que ficar perfeito.

Só de imaginar Evie Farrier falando bem do seu trabalho já deixava Matt todo bobo.

Terminou o processo de modelagem e subitamente usou o poder de esfriar, fazendo com que material do anel retomasse sua rigidez e o trabalho estivesse finalizado. Um largo sorriso tomou conta dos lábios do filho de Hefesto, que tomou mais uns cinco minutos para avaliar minuciosamente a peça e procurar por defeitos ou imperfeições. Não havia nenhum.

— Mas e se ela não gostar? — Pensou alto, mordendo o canto do próprio lábio inferior. — Ah, eu vou ter que arriscar. — Balançou a cabeça e deixou os pensamentos negativos de lado.

Ela iria gostar.

Ansioso, o loiro foi até a porta que ligada sua forja ao laboratório do namorado e bateu três vezes. Ele ainda precisava de ajuda para testar se o item estava conduzindo magia de forma adequada ou não. Ter um namorado bruxo ajudava bastante naquelas horas.

Enquanto esperava pela recepção, Matthew pensou na vingança que estava tramando por conta da brincadeira que o maior fez consigo alguns dias atrás e teve a ideia genial. Seu sorriso se alargou de forma maquiavélica e ele colocou um dos joelhos no chão antes que o outro chegasse.

A porta se abriu diante do menor e ele ergueu o anel na direção de Tony, como se o oferecesse.

— Sabe, florzinha... — Fez uma pausa, passou a mão livre sobre a nuca e engoliu a seco, fingindo nervosismo. Era como se estivesse tomando coragem para dizer algo muito importante.

O legado, pego de surpresa, imediatamente arregalou os olhos e entreabriu os lábios sem saber como reagir. Seu coração disparou no mesmo instante e ele ficou encarando o namorado ajoelhado na sua frente.

— M-Matt, o que você... tá fazendo? — O coitado sequer conseguiu formular a pergunta direito, fazendo com que o forjador tivesse que se esforçar para segurar o riso. — Pelos deuses, você não... não está me... m-me pedindo em... — O maior não conseguiu continuar, sentindo as bochechas arderem. Ele estava extremamente ruborizado.

— Eu pensei muito nisso. Muito mesmo, e eu cheguei a conclusão de que preciso de você. — Matthew desviou o olhar por um segundo e respirou fundo. — Então, Anthony Griffin, você aceita... — O sorriso em seus lábios aumentou, triunfante. — ... testar esse anel e ver se a energia mágica está fluindo bem através dele?

Anthony o fitou meio confuso, só entendendo do que se tratava quando o namorado começou a rir desesperadamente da sua cara.

— Ai, que otário. — O feiticeiro ficou emburrado e revirou os olhos, tomando o anel das mãos do outro.

— Viu como é bom?! — Respondeu Matt, ainda entre risos.

— Eu devia é explodir esse anel depois disso, babaca. — Tony deu um soquinho fraco no ombro do menor, que sequer sentiu o impacto como algo doloroso. Nem era essa a intenção.

— Se fizer isso você vai ter que se entender com a Evie, porque o anel é pra ela. — Disse a prole do deus da forja, todo orgulhoso e cheio de si.

Houveram alguns segundos de silêncio.

— Pera... QUE?! — A voz do moreno ecoou pelo recinto, evidenciando sua total surpresa por saber quem tinha sido o cliente que encomendou aquele acessório. — Evie, Evie? A senadora? Evie Farrier? — Seu olhar possuía um misto de orgulho e incredulidade. — Amor... se isso for mais uma parte dessa sua brincadeira sem graça, pode parar.

Matthew riu, agora meio nervoso.

— Não é. Foi ela quem pediu, pessoalmente. — O menor coçou a nuca outra vez, lembrando da cena. Foi como falar com... sei lá, o presidente. Só que mais foda. — Eu fiquei desse mesmo jeito, se não pior. Quase tive um treco. — Os dois riram e pararam por um momento, um olhando para a cara do outro. Não sabiam o que fazer pois ainda parecia mentira.

Ambos os semideuses ainda eram novatos no acampamento, portanto as chances de algo como aquilo acontecer eram absurdamente baixas. Tanto que se a própria senadora não tivesse ido lá fazer a encomenda, Matthew acharia que era uma pegadinha dos filhos de Hermes. Já era surpreendente ter recebido uma encomenda de uma romana, imagina só o que aconteceu quando a filha de Nox apareceu lá do nada.

Sim, ele quase teve um infarto.

— Aaaaah! Parabéééns! — O moreno, todo animadinho, pulou nos braços do namorado e o abraçou bem forte. — Caramba, que orgulho! Sério. Seu trabalho tá ficando famoso tão rápido, isso é muito legal. — Os olhos de Tony quase brilhavam, e não era difícil notar o a sinceridade em meio ao ânimo expresso por suas palavras.

Quando os dois se desvencilharam algum tempo depois, Anthony segurou o anel entre os dedos indicadores e polegares de ambas as mãos, fechou os olhos e respirou fundo para se concentrar. Então permitiu que sua energia fluísse através do objeto, sentindo que não havia interrupções ou desvio de fluxo através no metal condutor.

— Como sempre, está perfeito. — Revelou o jovem mago assim que concluiu a análise, dando uma piscadela para o outro antes de devolver-lhe o anel.

Matthew suspirou aliviado e agradeceu, selando os lábios ao de Anthony logo em seguida. Estava mais do que muito feliz por ter conseguido fazer aquele pedido, só faltava saber se sua cliente ficaria satisfeita com o resultado.

— Tomara que ela ache o mesmo.


Item escreveu:Nightwish.  [Um anel bem entalhado, com detalhes em seu exterior que denota beleza em seus traços. É um item que conduz magia perfeitamente, principalmente por causa de seu material. Há um espaço ainda vazio, mas que pode ser preenchido por uma gema ou uma pedra. || Sem efeitos | + 30 de dano da FPA; + 15% pela forja | Arambarium | Alfa | Status: 100% | Comum | Possui espaço para uma gema | Forjado por Matthew Ashfield]


Instruções. escreveu:Minhas compras foram realizadas aqui
Descontar de mim o uso de uma Arambaruim.
Valor final a ser descontado da player e adicionado na minha mochila é de: 1350 dracmas.


FPA:
Passivos de Hefesto:
Nível 14
Nome do poder: Forjador III
Descrição: Agora você entende de mecanismos complexos e avançados, podendo fabrica-los com uma facilidade e maestria inexistente em qualquer outro semideus. Suas armas são mais fortes do que as armas de qualquer outro forjador, e agora que entende isso, você simplesmente se torna o destaque do momento.
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: +25% de resistência e +20% de força em armas fabricadas pelo semideus. Além disso, as gemas nas mãos dos filhos de Hefesto não precisam ser reforjadas, ele encaixa sem precisar modelar a arma, e a deixa tão perfeita quanto. É algo extremamente natural. (Armas Betas podem virar alfas, mas nunca alfa prime, o status da arma (Alfa, beta, ou sigma, sempre subira um nível acima do atual, não mais que um).
Dano: +15% de dano as armas fabricadas pelo semideus de Vulcano/Hefesto.
Ativos de Hefesto:

Nível 15
Nome do poder: Magnetismo II
Descrição: É a habilidade que permite aos filhos de Hefesto/Vulcano, controlarem o magnetismo. Já consegue manipular objetos de porte médio, podendo faze-los se voltar contra os inimigos que os lançaram em sua direção, ou manipula-los para se voltar contra os mesmos.  Pode desviar e controlar tais objetos.
Gasto de Mp: 30 MP por turno ativo
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: Nenhum
Dano: Nenhum
Extra: Funciona com objetos de porte médio, máximo de 70 kg. O dano será a critério do narrador, e da forma com que o poder foi utilizado.

Nível 19
Nome do poder: Esquenta e Esfria
Descrição: O semideus consegue alterar a temperatura das armas, escudos ou armaduras do inimigo (o semideus decide no ataque), podendo resfriar ou esquentar o mesmo, causando danos no usuário, mas para isso, precisara tocar o alvo, mais precisamente, o local que deseja esfriar ou esquentar.
Gasto de Mp: 30 MP
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: Nenhum
Dano: 20 HP (para calor), 35 HP (para frio)
Extra: Só consegue esfriar em uma temperatura mediana, o suficiente para machucar, já esfriar, torna os movimentos do usuário mais lentos, pois, a temperatura se assemelha ao gelo, e pode causar queimaduras leves – de frio – e deixar o usuário com calafrios – em caso de armaduras – já armamentos, provavelmente seriam soltos da mão do inimigo.


「R」


Exodus
U hid thorns behind that beauty
avatar
Matthew Ashfield
Filhos de Hefesto
Filhos de Hefesto

Mensagens : 50
Localização : Uin nem te conto.

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Rainbow Quartz

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 2 de 2 Anterior  1, 2

Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum