The Blood of Olympus
Para visualizar o forum é necessário estar cadastrado, por favor registre-se no rpg ou entre em sua conta. É necessário estar cadastrado para ver as informações contidas no forum. Lembre-se de usar nome e sobrenome, não se cadastrar usando nomes geralmente utilizados por Hacker. Exemplo: "Barum" "Hakye" e por ai vai. Bem vindos.

[CCFY de Halloween] Morte Súbita

Ir em baixo

[CCFY de Halloween] Morte Súbita Empty [CCFY de Halloween] Morte Súbita

Mensagem por William Cassady em Sab Out 27, 2018 11:50 am

Morte Súbita


O Halloween aproximava-se, trazendo consigo uma onda festiva por todos os estados americanos. Crianças passavam a se comportar melhor, com medo de serem castigadas com a perda da comemoração outubrina, esperneando para que seus pais lhes comprassem as melhores fantasias. Era comum encontrar os pequenos vestidos de fantasmas, zumbis, vampiros, super-heróis e princesas, constituindo uma grande mistura dos mais diversos aspectos culturais. William nunca se interessara pelas histórias e significados envolvendo o feriado, mas lembra-se bem de roubar doces de crianças menores em sua infância rebelde, além de praticar travessuras mesmo nas casas de quem lhe dava guloseimas de bom grado.

Embora todo o misticismo do Halloween tenha se deteriorado com o passar dos séculos, a magia que o envolve jamais se perdeu, mantendo toda a essência ritualística que possuía durante a passagem de ano dos celtas, o festival de Samhain. Nesta época, segundo a tradição, o véu entre o mundo físico e o mundo sobrenatural torna-se mais tênue, permitindo a interação entre os seres das duas dimensões, amplificando a influência da magia e de suas cerimônias. Antes de descobrir-se como um semideus, Cassady nunca dera grande importância ás histórias, julgando-as como contos de terror inventados por pais incompetentes para aterrorizar crianças estúpidas. Contudo, após o seu contato com o acampamento e, principalmente, após juntar-se aos ceifadores, aprendera que as histórias possuíam certa verdade, verdade que não poderia ser ignorada.

Uma guerra estava prestes a iniciar no mundo divino, William ouvira os boatos sobre a ascensão da deusa da noite, Nyx, que se opunha aos olimpianos. Sendo um seguidor de Thanatos, sua participação em todo o conflito estava vedada, mas mesmo que os ceifadores mantivessem distância, ainda acabavam sofrendo com certos efeitos colaterais. Com a atividade de Nyx e a fragilidade do véu entre o real e o submundo devido ao Halloween, uma das Queres, serva de Thanatos e anunciadora das mortes cruéis, começou a apresentar comportamento indevido. Anaplekte, associada à morte súbita, deixou de responder aos comandos do submundo, mesmo de Hades, passando a causar mortes não planejadas, gerando um caos de almas inesperadas no mundo mortal.

Certamente uma situação como aquela não poderia ser tolerada pelo deus da morte, que convocou o filho de Hermes para resolver seu pequeno problema. William estava em meio a um de seus trabalhos, ceifando almas mundanas que estivessem destinadas à morte, quando ouvira a voz obscura do deus ctônico ecoar em sua mente. Recebera toda a informação necessária para efetuar a missão, inclusive a autorização para eliminar Anaplekte caso necessário, o que fazia com que até mesmo o ceifador, em sua frieza desumana, sentisse certa ansiedade. O deus da morte lhe dera a localização da Queres, vagava alucinada por Nova Iorque, causando acidentes e apresentando desconcertante atração por aglomerações de pessoas, o que certamente chamaria a atenção.

O servo de Thanatos passara a vagar pela sua tão conhecida cidade, reconhecendo as ruas e becos em que se metera nas mais diversas confusões em sua adolescência excêntrica. A baixa temperatura com a proximidade do inverno não impedira as crianças de saírem às ruas entusiasmadas, o que preocupava William em vista do contexto nada agradável da noite. O semideus sabia que quanto mais demorasse para encontrar a criatura mais pessoas que não deveriam morrer, morreriam, deteriorando a ordem do submundo. Os primeiros minutos de sua busca passaram em agonizante calmaria, mas logo uma aglomeração de indivíduos chamou a sua atenção. Um homem acabara de ter um infarto fulminante enquanto caminhava para casa. Era jovem, não mais do que trinta anos, e aparentemente saudável. As pessoas ao redor pareciam incrédulas, observando os paramédicos o posicionarem na maca para remoção. A situação suspeita levou William a observar os seus arredores com mais cuidado, o que lhe rendeu bons resultados.

Com seus sentidos aprimoradas à noite e fazendo uso de sua visão noturna, o filho de Hermes localizou a Queres, que pairava no ar logo acima do local onde o homem veio a falecer. A criatura não pareceu perceber a presença do ceifador, logo se afastando. Cassady seguiu o ser trevoso, reparando em suas características nada agradáveis. Possuía enormes asas de morcego, dedos longos e cadavéricos, olhos sanguíneos e presas como as de um vampiro. O filho de Hermes sempre achara as harpias horrendas mas Anaplekte conseguia superá-las com larga folga. Não demorou para que o semideus percebesse o caminho que fazia ao segui-la por algum tempo. Tendo morado por praticamente toda a vida em Nova Iorque, sabia que se aproximavam cada vez mais do Central Park, que definitivamente teria algum evento naquela noite festiva.

Ao se aproximar da entrada do grande parque, a Queres executou um rasante repentino, passando em frente a um homem que atravessava a rua apressadamente. O indivíduo tropeçou como uma criança que ainda aprendia a se manter de pé. Um carro em alta velocidade não fora capaz de frear a tempo, acertando o sujeito em cheio, deixando um rastro de sangue no asfalto, gerando gritos de pavor e atraindo os transeuntes. A criatura agora movia-se para o centro da aglomeração de pais e filhos que se reuniram para uma confraternização de halloween. William precisava, antes de qualquer coisa, tirar todas aquelas pessoas dali. O ceifador correu até o meio de todos, gerando duas esferas constituídas de névoa negra. Deixou que as esferas tocassem o chão, criando um gás escuro que se espalhou por toda a área.

Sem saberem o que estava acontecendo e com dificuldade respiratória, os pais correram para fora da extensão do gás, carregando os filhos no colo. A queres urrou, claramente consternada, embora pouco afetada pela habilidade do semideus. Era isso, precisaria decidir aquilo ali, não havia alternativa. Girou o pulso duas vezes em sentido horário, fazendo com que seu bracelete se desprendesse lentamente de seu antebraço, assumindo a forma de uma enorme foice de cabo negro e lâmina prateada. — Quem foge às regras deve ser punido, você não é exceção, Anaplekte. — William mantinha um irônico, sorrindo de canto para o monstro que, em seu furor e descontrole, não parecia compreendê-lo. O semideus sabia do poder de seu oponente, decidindo não permitir que ela iniciasse o confronto. Com a foice firme em mãos, Cassady movimentou-se velozmente pela escuridão norturna, alcançando a queres em um instante. Ergueu sua lâmina sobre a cabeça e a desceu com força, visando despedaçar o tronco da criatura. Anaplekte reagira instintivamente, batendo suas enormes asas com o intuito de gerar um impulso de ar que a tirou do alcance do golpe.

O monstro o fitou por um instante, completamente imóvel, como se estivesse tentando invadir a sua mente. De imediato alucinações diversas tomaram a mente do ceifador, que viu sua própria morte pelas garras da criatura que enfrentava, tendo seu corpo devorado por vermes enquanto sua alma vagava sem rumo pelo submundo. Mesmo a resistência natural dos ceifadores para abalos mentais não evitou a manipulação da queres, embora tenha permitido que William se livra-se mais rapidamente. No momento em que o semideus voltou a si as garras da anunciadora da morte cravavam-se contra seu ombro. — Filha da puta! — O ceifador gritou, cerrando os dentes com a dor que tomara seu corpo de uma única vez. Girou o braço, rasgando o ar com a lâmina da foice que acertou de raspão o abdômen do monstro, fazendo-o recuar com um gemido estridente.

William se concentrou por um instante, reunindo energia espiritual em seu corpo com o objetivo de amplificar seus movimentos. A escuridão unia-se ao seu metabolismo acelerado, concedendo-lhe uma cura que já começava a aliviar seu ferimento. A queres não parecia muito feliz pelo corte que sofrera, tomando os ares com um rápido bater de asas, investindo contra o semideus com suas garras projetadas para frente e os dentes afiados à mostra em sua boca aberta e histérica. O semideus esperou pelo momento certo, até que o monstro estivesse próximo o suficiente para sua tática ser efetiva. Quando já quase podia sentir o hálito pútrido da besta, o filho de Hermes piscou os olhos, teletransportando-se para trás de Anaplekte, girando a foice contra a criatura, acertando-a nas costas. O ser trevoso berrou de dor e caiu de bruços, com um enorme corte vertical nas costas que inclusive danificara suas asas.

O ceifador se aproximou, apontando a foice para o ser que logo veria o seu fim. Embora fragilizada, a queres ainda fora capaz de voltar seu olhar ao semideus, causando-lhe sensação de dor profunda. William, com dificuldade pelas dores que tomaram-lhe o corpo, executou o golpe final, cravando a lâmina prateada no tórax da criatura, destruindo-a. O seguidor de Thanatos caiu de joelhos, arfando após o cessar das dores, ainda sentindo-se aturdido. A névoa que criara para dissipar a aglomeração já havia desaparecido completamente há algum tempo, logo as pessoas voltariam e ele não planejava estar ali quando isso acontecesse. Retornou sua foice à sua forma de bracelete, deixando o Central Park com urgência. Esperava que com o passar do halloween as coisas começassem a se acalmar, mas sabia que com a iminente guerra dos deuses a tendência era, claramente, de piora. Que ao menos fosse divertida, ele esperava.


William Cassady. Filho de Hermes. Ceifador de Thanatos.

▲BY LOONY!



Poderes Ativos:


Nível 7
Nome do poder: Névoa Sombria I
Descrição: O ceifador é capaz de criar duas bolas negras, feitas de névoa negra que, ao menor contato com algo sólido, explodem liberando seu gás. Um nevoeiro escuro surge e cobre uma sala pequena inteira, como se a escuridão tivesse tomado conta do local. Além de ter a visão prejudicada, é difícil respirar ali dentro, exceto para o ceifador.
Gasto de Mp: 10 de MP.
Gasto de Hp: Nenhum.
Bônus: Nenhum.
Dano: Nenhum.
Extra: Dura apenas dois turnos.

Nível 9
Nome do poder: Investida nas Sombras I
Descrição: Com sombra ambiente, ou escuridão plena durante a noite, o ceifador é capaz de avançar até dez metros de distância em um instante. Pode ser utilizada para se aproximar de algo, ou se afastar. Por não se fundir de fato às sombras, ainda corre o risco de se chocar contra algo sólido no meio do trajeto.
Gasto de Mp: 15 de MP.
Gasto de Hp: Nenhum.
Bônus: Nenhum.
Dano: Nenhum.
Extra: Nenhum.

Nível 10
Nome do poder: Energia Espiritual I
Descrição: Como servo da morte, o detentor dessa habilidade é capaz de concentrar energia espiritual no seu corpo. Dessa maneira, ele melhora seus movimentos em combate. O efeito dura apenas dois turnos.
Gasto de Mp: 15 de MP.
Gasto de Hp: Nenhum.
Bônus: 10% em esquivas e reflexos defensivos.
Dano: Nenhum.
Extra: Se em algum ambiente com grande carga espiritual, como um campo de batalha com vários mortos, ou cemitério, o bônus sobe em 5%.

Nível 9
Nome do poder: Num Piscar de Olhos I
Descrição: Os filhos de Hermes/Mercúrio só precisam piscar para se teletransportar de um lugar para o outro. O campo de movimento é pequeno, eles podem se mover com tal habilidade apenas em um raio de quatro metros.
Gasto de Mp: 15 MP (por turno usado)
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: Nenhum
Dano: Nenhum
Extra: Nenhum
Poderes Passivos:

Nível 10
Nome do poder: Perícia com Foices II
Descrição: Sendo a foice o instrumento característico da morte, os seguidores desta possuem maior facilidade a aptidão no manuseio da arma em questão. O objeto em suas mãos é manobrado de maneira mais fácil e precisa, tanto ofensiva quanto defensivamente. Aqui, o ceifador já melhorou um pouco mais a habilidade.
Gasto de Mp: Nenhum.
Gasto de Hp: Nenhum.
Bônus: 30% de assertividade no uso da foice.
Dano: +20% de dano ao ser acertado pela foice de um ceifador.

Nome do poder: Visão Noturna I
Descrição: Acostumados com a escuridão, os ceifadores possuem facilidade em enxergar em meio a esta. Entretanto, nesse nível, sua visão alcança até 20 metros à sua frente.
Gasto de Mp: Nenhum.
Gasto de Hp: Nenhum.
Bônus: Nenhum.
Dano: Nenhum.

Nível 5
Nome do poder: Besta Noturna I
Descrição: Basta a noite chegar para que os ceifadores tenham seus sentidos mais aguçados. Afinal, a morte, apesar de não ter hora para chegar, é mais comumente associada à noite, o que explica também sua afinidade com o escuro e as sombras.
Gasto de Mp: Nenhum.
Gasto de Hp: Nenhum.
Bônus: 10% em todos os cinco sentidos durante a noite.
Dano: Nenhum.

Nível 6
Nome do poder: Velocidade I
Descrição: Hermes/Mercúrio é o deus mensageiro, portanto, precisa ser rápido. Por isso a ele é atribuído o dom da velocidade. Seus filhos possuem velocidade maior que os outros semideuses.
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: +20% de velocidade
Dano: Nenhum


Nível 5
Nome do poder: Metabolismo Acelerado I
Descrição: Por serem tão rápidos, os filhos de Hermes têm um metabolismo extremamente acelerado que necessita de muita energia, no caso alimento, para se manter funcionando. Sendo assim, a recuperação do herói é muito mais rápida que a dos outros semideuses. Nesse nível, apenas funciona em ferimentos leves.
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: + 15 de HP e +15 de MP
Dano: Nenhum

Nome do poder: Cura Sombra I
Descrição: Ao entrar em contato com as sombras (é necessário um ambiente escuro, como um quarto durante a noite etc) automaticamente os ceifadores sentem-se melhor, passando ter o corpo curado. Porém em tal nível é impossível curar ferimentos grandes ou cortes profundos. É necessário ressaltas que sombras criadas pelo próprio semideus não irão cura-lo. Só pode ser usada a cada 3 turnos;
Gasto de Mp: Nenhum.
Gasto de Hp: Nenhum.
Bônus: Recupera 20 de HP e MP.
Dano: Nenhum.

Nível 3
Nome do poder: Resistência à Intimidação I
Descrição: Frios e quase inabaláveis mentalmente, os ceifadores são menos propensos a serem intimidados por qualquer tipo de aura ou poder.
Gasto de Mp: Nenhum.
Gasto de Hp: Nenhum.
Bônus: 15% de resistência contra magias, auras e poderes de intimidação/abalo mental.
Dano: Nenhum.
FPA:
Armas:
• Julgadora [Uma bonita e grandiosa foice toda feita de material negro enquanto sua lâmina, prateada, dizem ser feita de adamantino. É uma arma pesada nas mãos de qualquer outro semideus que ouse empunhar a arma mas tende a se tornar leve nas mãos dos ceifadores afinal, a foice sempre foi uma das marcas registradas de seu mestre. | Efeitos mecânicos: Se torna um bracelete quando não está sendo utilizada. Para ativar a arma, gire o pulso duas vezes em sentido horário para que o cabo comece a se desprender de seu pulso e cresça até se tornar a arma que é. | Cortes realizados por esta arma recuperam o HP de seu portador em 10% do dano causado.| Resistência Beta | Espaço para uma gema | Status: 100%, sem danos | Nível 3. | Lendária |Presente de reclamação dos Ceifadores de Thânatos]
William Cassady
William Cassady
Filhos de Hermes
Filhos de Hermes


Voltar ao Topo Ir em baixo

[CCFY de Halloween] Morte Súbita Empty Re: [CCFY de Halloween] Morte Súbita

Mensagem por Prometheus em Dom Out 28, 2018 4:57 am


William Cassady



Método de avaliação

Máximo de XP da missão: 5.000 XP  

Realidade de postagem + Ações realizadas – 50%
Escrita: Gramática, erros, pontuação, coerência, concordância, etc – 20%
Criatividade/Estratégia em combate + inteligência – 30%

Pontuação alcançada
Realidade de postagem + Ações realizadas – 50%
Escrita: Gramática, erros, pontuação, coerência, concordância, etc – 20%
Criatividade/Estratégia em combate + inteligência – 30%
Total alcançado: 7.500 XP + 5.000 dracmas

Achei interessante o fato de você ter unido a festividade ao dever enquanto membro do grupo que faz parte. Sua escrita é culta e despojada em mesma intensidade, combinação que a torna um tanto quanto peculiar. Gosto de coisas peculiares. A escolha de inimigo também foi inteligente, assim como a maneira como lidou com os mortais na situação. Atento apenas para a simplicidade com a qual os fatos ocorreram; repetir isto no futuro pode ser custoso, semideus. Não ousei fazer descontos por conta do seu nível baixo, o que lhe garante uma avaliação menos rigorosa. Porém, espero que os desafios sejam mais intensos ou complicados conforme evolua.

E, a julgar pela maneira como escreve, tenho certeza de que não será um problema. Parabéns.

Atualizado pelo doutor.
Prometheus
Prometheus
titãs
titãs


Voltar ao Topo Ir em baixo

Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum