The Blood of Olympus
Para visualizar o forum é necessário estar cadastrado, por favor registre-se no rpg ou entre em sua conta. É necessário estar cadastrado para ver as informações contidas no forum. Lembre-se de usar nome e sobrenome, não se cadastrar usando nomes geralmente utilizados por Hacker. Exemplo: "Barum" "Hakye" e por ai vai. Bem vindos.

VIII Aula de Combate Corporal -//- Wushu Baguazhang

Ir em baixo

VIII Aula de Combate Corporal -//- Wushu Baguazhang

Mensagem por Max Hayes em Dom Out 07, 2018 10:03 pm



Punhos Gentis






Introdução;
O que é?




O estilo da Palma dos Oito Trigramas, Baguazhang, foi estruturado na Dinastia Qing, meados do século XIX, pelo mestre Dong Hai Chuan. O sistema é um dos que possui características mais marcantes e distintas no kung fu. Os oito trigramas representam as quatro direções cardeais e as quatro angulares – nesse particular o Baguazhang também difere do Xingyiquan, que possui ataques lineares. A técnica de movimentação circular tem três objetivos: confundir, esgotar e absorver o chi de maneira uniforme nas quatro direções.  

A técnica data de milhares de anos e consta de golpes aplicados em pontos de pressão e distensão das articulações, tendões e músculos com o intuito de neutralizar o oponente; existem 108 pontos. Os golpes vão da simples pressão à projeção e sua perícia não deriva unicamente da mecânica, mas do domínio no uso dos canais e meridianos de chi.

O Baguazhang é indicado para a luta com adversários múltiplos pelo seu trabalho de pernas em constante movimentação e mudança direcional.

O principal objetivo desse estilo é causar o desequilíbrio do oponente sem que haja necessidade de feri-lo. A sua movimentação de pés através dos oito passos - compreende seu elemento fundamental.

PS: Importante saber que o conteúdo dessa aula foi devidamente pesquisado em diversos sites de combate/arte marciais.





Cenários e Personagem;
Onde quando quem


O cenário de treinamento

Ambas as arenas foram adaptadas para esse treinamento a céu aberto. O chão foi coberto por um material emborrachado que é propício a treinamento de combate, apropriado para as quedas que podem acontecer.

A instrutora

Max, como gosta de ser chamada, é uma filha de Júpiter e amazona. Apesar de ter um corpo franzino e uma aura naturalmente travessa, ela possuía força e conhecimento graças as suas filiações. Sempre de bom humor e disposta a conversar com qualquer pessoa, aprendeu com sua mãe a como misturar-se em qualquer grupo social. Portanto, poderá interagir livremente com Hayes, sabendo que ela possui sempre uma resposta divertida ou um comentário irônico para fazer.

Enredo da Aula

Essa é uma das primeiras aulas específicas do Wushu que Max estará ofertando. Ela não mentiria ao dizer que tinha se inspirado em um anime em que se utiliza de golpes de mãos para dar aquela aula. Por ser algo em específico, era importante que todos os alunos dessa aula soubessem alguns princípios básicos do estilo, para tornar mais fácil a utilização da técnica e maior compreensão do que estava acontecendo.





A técnica;
Aprendendo o básico

Primeiras dicas

• Firmar os ombros de modo que a energia seja transmitida aos cotovelos com naturalidade;
• Firmar o dorso das mãos de modo que a energia flua para as mãos e firmar o lado de cima dos pés, apreendendo o solo com os dedos do pé, de modo que toda a energia enraizada nas plantas possa ser transmitida para o corpo e que as posturas sejam estáveis.

Os Golpes

Chuan Zhang (a palma perfuradora) - trata-se um golpe de baixo para cima com a palma das mãos apontada para cima também.

Tui Zhang (a palma que empurra) - é feito em direção do oponente, geralmente no seu peito, com a mão aberta e virada para fora.

Ye Zhang (a palma para baixo) - similar ao golpe anterior, mas usa a lateral das mãos.

Ta Zhang (a palma em colapso) - similar à palma que empurra, mas usando a base da mão.

Pi Zhang (a palma que divide) - comparável ao de desbastamento em que o braço fica reto, a palma da mão aberta e virada para cima, onde o ponto focal do golpe é a parte interna do antebraço.

Hui Zhang (a palma que empunha) - similar ao golpe anterior, mas com o foco na parte externa do antebraço.

Shuang Cheng Zhang (a palma de apoio dupla) - similar à palma para baixo, mas usando as duas mãos ao mesmo tempo, com as duas mãos viradas para fora e os dedos apontando para dentro.

Shuang Zhuang Zhang (a palma de ataque dupla) - requer que os dois braços estejam abaixo do peito, as palmas das mão voltadas para dentro e os dedos para fora, visando atingir o peito do oponente.



Missão e Regras


Missão da aula

Aprender os golpes é fundamental nesse momento, por isso será necessário narrar detalhadamente pelo menos três técnicas. Depois, o aluno enfrentará a Max. Ela irá aplicar diferentes golpes em forma de socos, sendo o único objetivo do aluno defendê-los usando os golpes aprendidos na aula. Necessário defender perfeitamente pelo menos uma vez.

Regras
- Mínimo de 25 linhas
- Necessário 80% de rendimento para ganhar a habilidade da aula
- Quem realizou as aulas de Wushu ou Tai Chi pode narrar certa facilidade nessa aula.
- Aula aberta até 31 de outubro.
- Será proibido uso de poderes ativos.
- Bônus: +50exp por aluno que postar.

Habilidade
Nome: Wushu - Baguazhang
Descrição: Baguazhang é um estilo do Kung Fu que visa o ataque com as palmas da mão. Graças a sua técnica de circular o inimigo de maneira rápida e analítica, o praticante de Baguazhang também consegue ter uma melhor percepção do movimento inimigo ao seu redor, sendo assim uma das técnicas mais apropriadas para combates com números maiores de inimigo.
Gasto de MP: Nenhum
Gasto de HP: Nenhum
Bônus: +30% de agilidade e esquiva, +30% de percepção do movimento do inimigo.
Dano: +30 de dano em golpes feito com os punhos.
Extra: Nenhum



Maxine Hayes


∆ LYL - FG


avatar
Max Hayes
Amazonas
Amazonas

Mensagens : 519

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: VIII Aula de Combate Corporal -//- Wushu Baguazhang

Mensagem por William Cassady em Ter Out 23, 2018 11:43 pm

Fighting

William ficara sabendo de um treinamento especial, de combate corporal, que ocorreria na arena do acampamento naquela manhã. A princípio não demonstrara grande interesse, porém ao tomar conhecimento de que se tratava de um estilo de luta oriental viu-se intrigado e curioso. O filho de Hermes sempre fora um grande fã das grandes produções orientais no cinema, tendo algumas boas lembranças de infância, quando assistia aos filmes escondido na TV do orfanato, imitando as técnicas com interessante combinação de entusiasmo e pouca desenvoltura. Por fim decidiu comparecer, chegou à óbvia conclusão de que não faria mal algum aprender um novo estilo de luta, poderia ser útil caso sua experiência em brigas de rua não bastasse.

Ao chegar à área específica do treino, pôde notar pequenas adaptações, como o tatame que cobria o chão, tornando-o macio e permitindo confrontos mais intensos, minimizando a possibilidade de possíveis danos. Cassady reuniu-se aos demais campistas que também haviam se apresentado para a aula, podendo agora ter uma visão clara da instrutora que se posicionava ao centro do tatame. O rapaz ouvira algumas histórias sobre ela, uma amazona filha do soberano do Olimpo, à primeira vista não parecia tão intimidadora. — Essa professora é realmente tão boa quanto dizem? — O filho de Hermes jogara sua pergunta no ar, em tom irônico porém despreocupado, como de costume. Esperava que seu questionamento passasse despercebido, ou que algum outro campista o responderia, mas os ouvidos da instrutora se mostraram bem aguçados. — Sou muito melhor, na verdade. — Se William tivesse alguma vergonha na cara, provavelmente teria se sentido constrangido. O tom da amazona fora calmo e e jocoso, o que manteve o ambiente tranquilo, até mesmo o descontraindo.

O semideus decidira guardar suas perguntas para si. De uma forma ou de outra, julgaria a qualidade da instrutora durante a aula, que estava prestes a ser iniciada. — Antes de qualquer coisa, meu nome é Max. É preciso que vocês conheçam alguns dos princípios essenciais do Baguazhang. Aliás, tive a ideia de dar esta aula após assistir um anime, então qualquer semelhança não é mera coincidência. — A instrutora mantinha uma aura divertida e explicava com espontaneidade, tornando os campistas mais interessados em sua explicação. William lembrava-se bem das animações japonesas que assistira em sua infância, mas jamais imaginara realizar algo parecido com aquilo. A amazona começara a introduzir o estilo de luta, explicando os oito trigamas, as direções cardeais e angulares, adicionando o contexto histórico e toda a noção de chi. Quanto mais a instrutora falava mais Cassady se interessava, sendo tomado pela sua imaginação sempre exacerbada, que já começava a supor a localização dos 108 pontos de pressão explorados pelo Baguazhang.

Após a introdução dos conceitos básicos e da história da técnica, Max iniciou a explicação da base prática, essencial para que os golpes fossem efetuados adequadamente. — Primeiramente vocês devem posicionar os ombros com firmeza, permitindo que a energia flua aos cotovelos sem impedimentos. — Enquanto falava, a amazona reproduzia os movimentos lentamente, permitindo que os alunos a observassem para que pudessem compreender com clareza. — Da mesma forma é essencial firmar o dorso das mãos e o topo dos pés, sendo todos os movimentos voltados para permitir o melhor fluxo possível de energia por todo o corpo. — William observava com atenção, esforçando-se para reproduzir a postura da melhor maneira possível. A instrutora os analisava de perto, corrigindo pessoalmente os indivíduos que apresentavam maior dificuldade. Após uma satisfatória assimilação da base, Max pôde prosseguir, iniciando as técnicas propriamente ditas. — O primeiro golpe se chama Chuan zhang, a palma perfuradora. — A amazona mantinha uma base sólida, demonstrando clara experiência. Após nomear a técnica, seguiu com uma demonstração, observada com interesse por todos. Mantendo a palma da mão voltada para cima, Max realizou um movimento vertical de baixo para cima, firme e veloz. O repetiu algumas vezes, mas Will já tentava repetí-lo após a primeira realização. O semideus atentou-se para a solidez da base, focando na firmeza de seus pés, ombros e pés. Voltou a palma para cima e efetuou o movimento vertical, repetindo-o algumas vezes até que se sentisse satisfeito.

A instrutora pareceu satisfeita com o aprendizado do golpe, passando sem demora para a segunda técnica. — O segundo golpe se chama Tui Zhang, a palma que empurra. Observem. — Dessa vez Max realizou um movimento horizontal com a palma da mão aberta e voltada para fora. Will podia perceber a efetividade da técnica ao analisar a firmeza da amazona, que com certeza não batia fraco. Como da última vez, manteve a postura firme e replicou o movimento da instrutora, efetuando um movimento horizontal rápido, mantendo a palma da mão aberta e voltada para fora. O repetiu algumas vezes, sendo corrigido por Max que mostrava grande preocupação com a realização correta de cada um dos movimentos. Logo que o filho de Hermes julgou ter dominado o golpe, começou a intercalar os dois aprendidos até o momento, deixando que seu corpo se acostumasse com eles. Logo passaram para o terceiro golpe. — Esta técnica se chama Ye Zhang, a palma para baixo. É bastante parecido ao que vimos anteriormente, porém agora usaremos a lateral das mãos ao efetuar o movimento. —  A instrutora voltou a realizar a investida horizontal, dessa vez mantendo usando a lateral da mão como foco. William fizera o mesmo, conseguindo realizá-lo com mais facilidade devido à sua semelhança com Tui Zhang. Sempre prestava atenção à sua postura, tendo em vista que todos os que não prestavam eram repreendidos, e ele não tinha a intenção de chamar uma atenção negativa. Moveu a lateral da palma para frente com firmeza, repetindo a técnica várias vezes até que se contentasse.

Max continuou a explicar e demonstrar outros vários golpes, sendo seguidos e replicados com fidelidade pelos campistas que em sua maioria pareciam satisfeitos com a aula. —  Agora é a hora de testá-los. Apenas considerarei bem-sucedido aquele que conseguir bloquear um de meus golpes aplicando uma das técnicas aprendidas aqui hoje. —  Um sorriso brotou espontaneamente nos lábios do filho de Hermes, que sempre adorara desafios. A instrutora pediu por um voluntário a iniciar os testes, e como era de se esperar William, em todo a sua confiança e entusiasmo, fora o primeiro a tomar o centro do tatame. —  Eu vou te surpreender. — Cassady dizia sem hesitação, mantendo o sorriso desafiador. A instrutora nada disse, se limitou a assumir uma postura combativa, iniciando com uma investida rápida. A amazona aplicou um jab na direção do semideus, visando o seu rosto. Will ainda não estava habituado com os golpes que acabara de aprender, e dessa forma não conseguiu aplicá-los naquele momento. Instintivamente saltou para trás, saindo do alcance da instrutora, que voltou a encurtar a distância e lhe aplicou um direto na região abdominal. O semideus se surpreendera com a velocidade de sua adversária, recebendo o soco no estômago. O impacto o fez recuar alguns passos para trás, ela não parecia ter usado toda a força mas mesmo assim doía. —  Vai precisar fazer melhor do que isso se quiser realmente me surpreender. —  Dessa vez fora a vez da instrutora ser sarcástica, o que feriu levemente o orgulho do filho de Hermes, o motivando.

William respirou fundo, tentando manter em mente os movimentos que acabara de praticar. Esperou que Max o atacasse novamente, dessa vez um soco na altura do peito, precisava defendê-lo. O primeiro golpe Chuan Zhang, veio em sua mente, e seu corpo pareceu corresponder ao pensamento. Posicionou sua palma para cima, realizando um movimento vertical de baixo para cima, acertando o punho da instrutora e o impedindo de conectar, em seguida, aproveitando a pequena abertura que se formara na base de Max ao ter o golpe defendido, executou o Tui Zheng, movendo a mão aberta e voltada para fora contra o peito da semideusa. A instrutora não teve dificuldade em deter o ainda inexperiente golpe de William, usando uma das outras técnicas para barrar o golpe antes que a atingisse. Contudo, ela pareceu satisfeita, assim como Will que sorriu ao perceber que passara no desafio. O semideus fora aplaudido pelos demais, que sabiam que eram os próximos e já se preparavam. Permaneceu na área de treino até que o último dos campistas passasse no teste, treinando alguns movimentos enquanto assistia as lutas.

Ao final todos mostravam-se cansados, mas nenhum parecia insatisfeito com o que haviam aprendido. Mesmo Cassady que a princípio não demonstrara interesse, agora agradecia por sua sábia decisão de comparecer à aula. Deixara a arena satisfeito consigo mesmo e com uma visão positiva da instrutora, que provara o seu valor para ele. Agora era hora de pôr alguns daqueles golpes em prática.
 


FPA:
avatar
William Cassady
Ceifadores de Thanatos/Leto
Ceifadores de Thanatos/Leto

Mensagens : 42

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: VIII Aula de Combate Corporal -//- Wushu Baguazhang

Mensagem por Thomas M. Brynjolf em Qua Out 24, 2018 8:01 pm


Run for your life
This is the night of the werewolves



- Então deixe-me ver se eu entendi. - Cherry perguntou enquanto pousava numa área aberta do acampamento. - Existe um estilo de kung fu em que vocês aprendem a lutar como um dragão, mas não é exatamente como um dragão?

Saltei de cima da minha montaria, esticando as costas e as pernas após a longa viagem.

- É complicado, eu sei. Mas ‘estilo do dragão’ é só um apelido. É igual ao estilo do tigre, você já viu um tigre dar um soco em alguém?

Cherry pareceu um pouco ofendida e me empurrou de leve com a sua asa.

- Você sabe que eu nunca vi um tigre, Thomas! - Ela respondeu, um pouco incomodada.

Recobrei meu equilíbrio e comecei a andar, sendo acompanhado por Cherry.

- Eu sei, eu sei. É só uma expressão. Eu também nunca tinha visto um dragão até você nascer, e até onde eu sei, você não luta kung fu. Então dá na mesma.

Chegamos à entrada da arena e nos despedimos, Cherry iria fazer qualquer coisa que dragões faziam quando estavam sozinhos, só que infelizmente sem uma pilha de tesouros, e eu participaria da aula de kung fu daquele dia, cujo sofrimento eu já conseguia prever só pelas pernas duras de passar tanto tempo nas costas de um dragão. Meu alongamento começou muito mais desajeitado do que o normal, com meus ossos estalando a cada movimento que eu fazia. Eu definitivamente precisava de uma sela.

Consegui recuperar a naturalidade dos meus movimentos bem a tempo, pois a imagem de Max se formava à distância, entrando na arena e se aproximando do local de treinamento. Me levantei após terminar de alongar as pernas e me alinhei junto com os demais alunos, prontos para ouvir a explicação e assistir à demonstração da Max.

Como de costume, eu tentava imitar os movimentos de Max conforme ela os demonstrava, sempre em uma versão muito menos rebuscada, apenas para ter alguma noção de memória muscular, já que eu era muito melhor com essa do que memorizando as coisas apenas pela observação atenta.

-//-

Após finalmente descobrir que eu também sou descendente de Ares, ficou muito mais claro o motivo de eu conseguir executar os golpes ensinados nessas aulas logo na primeira tentativa, mesmo ainda sendo uma forma rústica e necessitando de treinamento para me aprimorar. Me posicionei com o corpo reto e os braços aos lados do tronco, respirei fundo e ergui as minhas mãos. A direita se encontrava aberta e na altura da minha cintura, mais próxima do tronco, enquanto a esquerda estava na altura do pescoço. Ambas as mãos estavam abertas, com suas palmas viradas para dentro. Meu pé direito estava atrás, completamente apoiado no chão, enquanto o esquerdo se encontrava mais à frente, como uma posição básica da maior parte das artes marciais, mas com uma pequena diferença de equilíbrio. Como era característico do kung fu, meu centro de equilíbrio ficava mais afastado do adversário, apoiado sobre a perna traseira, enquanto a perna da frente estava mais solta e livre para golpear rapidamente.

Em um contexto geral, eu não gostava muito das posições de kung fu, preferia utilizar outras artes marciais nesse quesito, mas os golpes sempre eram bem efetivos, e eu precisava fazer do jeito correto por estar em uma aula.

Assim como indicado pela instrutora, eu comecei a andar ao redor de um círculo imaginário, sempre me movimentando enquanto praticava os golpes que no final das contas serviam mais para defender e abrir caminho para ataques futuros. Por vezes eu estava de frente para o círculo, às vezes de lado e também de costas, praticando todos os golpes pelo menos uma vez em cada posição para sentir o fluxo da movimentação em situações diferentes.

Dando um passo lateral, estiquei meu braço direito na direção em que me movimentava, abrindo a mão e impulsionando-a para a frente, como se fosse empurrar algo com a minha palma. Inverti a base dos meus pés e, com a palma direita virada para cima na altura da cintura, ergui meu braço, como se empurrasse alguma coisa para cima.

Percebi que aquela posição deixaria toda a lateral do meu tronco toda exposta, então dobrei meu braço livre à frente do estômago, a fim de deixá-lo em um local propício para defender quaisquer ataques direcionados àquela área. Girei meu braço esquerdo, erguendo o direito com o cotovelo dobrado e movimentando-o de fora para dentro, como se desviasse um golpe direto na minha direção, troquei a posição dos meus pés mais uma vez. Notei que, com apenas mais um pouco de movimento, conseguiria completar uma volta e acertar o adversário com meu cotovelo, unindo meu conhecimento de muay thai à arte marcial do dia.

-//-

Com um sinal, Max reuniu os alunos em uma fila, mas me parou no meio do caminho dizendo que eu teria que lutar com ela utilizando os movimentos aprendidos naquele dia. Fiquei parado na frente da instrutora por alguns instantes, tentando processar aquela informação, soltei um riso fraco.

- Foi brincadeira, né? Né? - Perguntei.

O olhar da instrutora foi o suficiente para me dizer o que eu não queria saber, que ela estava falando sério. O riso ficou um pouco mais aparente do que antes, assim como o nervosismo que saía do mesmo.

Respirei fundo enquanto me posicionava no local indicado pela amazona. Ela me explicou que apenas atacaria com socos e que eu não deveria contra-atacar, apenas me defender dos golpes. Estiquei meu pescoço e me posicionei com a base ensinada por Max. A amazona parou na minha frente e ergueu seus punhos, me cumprimentando, correspondi ao gesto. Antes que pudesse retornar à minha posição, ela atacou. Desviei minha cabeça para o lado, impulsivamente, e dei alguns passos para trás. A semideusa chamou a minha atenção e pediu que eu utilizasse apenas as técnicas daquele dia.

Ergui minhas mãos e posicionei os meus pés da mesma forma que antes, agora mais preparado para os golpes que viriam na minha direção. O primeiro foi um cruzado de direita, que eu desviei com um movimento circular do meu braço direito, empurrando o braço dela para fora e deixando a lateral do seu tronco exposta. Se fosse um inimigo normal em uma luta real, eu poderia atacar aquele local com um soco, um chute, ou usar a mão esquerda para segurar sua nuca e golpear com o joelho. Mas era um treinamento com uma amazona, então não havia motivo para fazer aquilo mesmo se eu fosse capaz.

O segundo golpe da instrutora veio em forma de um Jab na direção do rosto. Com as pontas dos meus dedos da mão direita apontados para cima, e o cotovelo dobrado, girei meu braço e empurrei o golpe para fora da minha direção.

Notei o braço direito da Max vindo na minha direção também, então ergui os dois braços e, acertando a base das costas das mãos contra o punho dela, o desviei para cima. Mas seu outro punho foi mais rápido do que eu e me acertou no estômago. Consegui empurrá-lo para fora, mas só depois de ser atingido. O atordoamento do golpe foi o bastante para que um cruzado acertasse a lateral do meu rosto e abrisse meu supercílio. Dei alguns passos para trás, balançando minhas mãos quando Max disse para parar a aula.

- Não, eu estou bem. - Falei enquanto sentia o ferimento no meu rosto se fechando. - Viu só? Pode continuar, eu aguento.

Ergui as minhas mãos e me preparei para a nova sequência de golpes que viria a seguir. A Amazona era tão rápida que muitos dos seus ataques me acertavam sem eu nem ao menos enxergar, mas definitivamente os sentia. Os que eu conseguia prever, eram bloqueados com os giros dos meus braços, ou somente com um empurrão usando as palmas das mãos.

Um gancho bloqueado com meu antebraço, um direto desviado da sua direção com a palma da mão que o atingia lateralmente, um cruzado que acertava minha têmpora em cheio e dava abertura para que mais alguns ataques se encaixassem. Por mais que eu sentisse o impulso de erguer meus braços e usar uma defesa comum, eu me segurava. Chegava um certo ponto em que os golpes recebidos paravam de gerar dor e começavam a me encher com adrenalina, e meus movimentos ficavam mais rápidos e fortes, mas não muito precisos, e era nesse momento em que eu recuava e circulava a instrutora para colocar a minha cabeça no lugar, antes que ela fosse novamente atingida por um golpe, que me reanimava para o treino e eu conseguia defender o próximo.

Apesar de estar me esforçando o máximo possível, Max continuava cada vez mais rápida, deixando cada vez mais claro a diferença de habilidade entre nós dois. Enquanto eu dava o máximo de mim, a Amazona parecia usar apenas uma parcela da sua habilidade. E mesmo ainda conseguindo defender alguns dos seus golpes, parecia que eu apenas conseguia fazer aquilo porque ela assim permitia.

Eu já me encontrava ofegante quando ela recuou e declarou o fim do nosso treino. Cumprimentei-a com uma reverência e fui até onde estavam os demais alunos, para assistir enquanto o próximo fazia a mesma prática. Me ajoelhei no chão da arena e apoiei as mãos sobre as pernas, ainda ofegante.

Adendos:

Habilidades Passivas:

Nível 4
Nome do poder: Combate não Armado
Descrição: Nos combates de uma guerra, muitas vezes o combatente acaba sendo desarmado, acabando sua munição ou perdendo sua arma, obrigando-o a utilizar apenas seus punhos para sobreviver. Sendo peritos em combates desarmados, os filhos de Ares/Marte sabem técnicas marciais de todas as artes marciais existentes, mesmo que nunca tenha feito uma aula sequer. As técnicas podem ser utilizadas para a elaboração de movimentos complexos, como mortais, piruetas, ataques acrobáticos e golpes que requeiram uma grande elasticidade.
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: Nenhum
Dano: Nenhum
Extra: Seus golpes desarmados dão 20 de dano base.
Nível 27
Nome do poder: Velocidade II
Descrição: Você ficou ainda mais rápido conforme evoluiu em seu treinamento, e com isso, também consegue se esquivar, e lutar com mais destreza, para outros semideuses em campo de batalha fica difícil acompanhar o seu ritmo.
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: +20% de Velocidade
Dano: Nenhum
Nível 29
Nome do poder: Regeneração II
Descrição: Em diferentes interpretações dos lobisomens e suas variações ao redor mundo e suas civilizações, é de conhecimento geral a marcante regeneração de seus tecidos e ossos. Com os lycans não é diferente. O servo de Deimos/Terror possui a habilidade de se regenerar que apenas evolui com o tempo. Nesse nível, além dos cortes e ferimentos básicos, contusões também são curadas em questão de segundos.
Gasto de Mp: Nenhum.
Gasto de Hp: Nenhum.
Bônus: Nenhum.
Dano: Recupera 80 de HP e MP.
Extra: 1 vez a cada 2 turnos.
Habilidades Extras:

Nome: Muay Thai
Descrição: O Muay Thai é uma arte marcial de origem Tailandesa conhecida como Thai Boxe ou Boxe Tailandês e revela um método de combate corpo a corpo (full contact) muito agressivo. É conhecido mundialmente como “a arte das oito armas”, pois caracteriza-se pelo uso combinado da técnica e da força dos membros do corpo humano, nomeadamente: os dois punhos; os dois cotovelos; as duas canelas das pernas e os dois joelhos. O semideus que participou dessa aula tem conhecimento sobre o muay thai, podendo usar de suas técnicas para golpear o seu adversário, principalmente ao usar os cotovelos e os joelhos para atingir o inimigo.
Gasto de MP: Nenhum
Gasto de HP: Nenhum
Bônus: +25 de dano ao usar cotovelos e joelhos no golpe; +30% força, agilidade e flexibilidade.
Extra: NenhumNome: Taekwondo I
Descrição: O taekwondo é uma arte marcial milenar da Coreia. Em coreano a palavra taekwondo possui o seguinte significado: caminho dos pés e das mãos através da mente. Após assistir a aula de combate, o aluno agora possui noções básicas e sabe melhor do que ninguém aplicar chutes referentes ao taekwondo. Ainda sabe apenas o básico do taekwondo, mas logo estará preparado para os golpes mais complexos que esta modalidade permite aprender.
Gasto de MP: Nenhum
Gasto de HP: Nenhum
Bônus: +25 de dano em chutes; +30% equilíbrio, agilidade e flexibilidade.
Extra: Nenhum

Nome: Taekwondo II
Descrição: O taekwondo é uma arte marcial milenar da Coreia. Em coreano a palavra taekwondo possui o seguinte significado: caminho dos pés e das mãos através da mente. Após assistir a aula de combate, o aluno agora possui noções básicas e sabe melhor do que ninguém aplicar chutes referentes ao taekwondo. Agora o semideus que possui essa habilidade conhece técnicas mais complexas de combate que envolvem chutes.
Gasto de MP: Nenhum
Gasto de HP: Nenhum
Bônus: +35 de dano em chutes; +40% equilíbrio, agilidade e flexibilidade.
Extra: +70% de chance de sucesso em um salto e no pouso

Nome: Introdução ao Wushu
Descrição: O semideus que possua essa habilidade iniciou o caminho das artes marciais chinesas, o Wushu. Também conhecido como Kung Fu, esse é um estilo de luta com várias ramificações e escolas. Ao participar da aula inicial, o semideus agora possui uma base sobre esse tipo de combate, adquirindo mais força, condicionamento físico e postura para aprender as próximas aulas específicas.
Gasto de MP: Nenhum
Gasto de HP: Nenhum
Bônus: +20% de força, +30% de resistência física
Extra: Há uma melhora na postura corporal do aluno, tornando difícil derrubá-lo com golpes diretos quando em postura de combate.
Melpomephy.. Black Set
avatar
Thomas M. Brynjolf
Lycans
Lycans

Mensagens : 179
Idade : 17
Localização : Wolves' Den/CHB

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: VIII Aula de Combate Corporal -//- Wushu Baguazhang

Mensagem por Max Hayes em Seg Nov 05, 2018 7:13 pm

Tag: Avaliação
WUSHU


Habilidade
Nome: Wushu - Baguazhang
Descrição: Baguazhang é um estilo do Kung Fu que visa o ataque com as palmas da mão. Graças a sua técnica de circular o inimigo de maneira rápida e analítica, o praticante de Baguazhang também consegue ter uma melhor percepção do movimento inimigo ao seu redor, sendo assim uma das técnicas mais apropriadas para combates com números maiores de inimigo.
Gasto de MP: Nenhum
Gasto de HP: Nenhum
Bônus: +30% de agilidade e esquiva, +30% de percepção do movimento do inimigo.
Dano: +30 de dano em golpes feito com os punhos.
Extra: Nenhum

Método de avaliação
• Aula - 150 exp
• Bônus de aula - 100 exp
• Total: 250 exp


William Cassady FPA

• Aula - 150 exp
• Bônus de aula - 100 exp
• Total: 250 exp

Comentário: Will, vou pedir apenas que tente usar outro template em minhas aulas, esse é bem estreito o que incomodou um pouco na leitura.

Thomas FPA

• Aula - 150 exp
• Bônus de aula - 100 exp
• Total: 250 exp

Comentário: Nossa, você por aqui? kkkkk Adoro ler suas aulas, meu jovem padawan!



(C) Ross


Maxine Hayes


∆ LYL - FG


avatar
Max Hayes
Amazonas
Amazonas

Mensagens : 519

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: VIII Aula de Combate Corporal -//- Wushu Baguazhang

Mensagem por Febo em Seg Nov 05, 2018 10:12 pm

Modo de avaliação:
Introdução: 420 XP
Informação: 420 XP
Personagem: 420 XP
Missão: 420 XP
Habilidade: 420 XP
Total: 2100 XP ( +30 por aluno) + 500 dracmas (+50 de dracmas por aluno).

Max Hayes 
Introdução: 420 XP
Informação: 420 XP
Personagem: 420 XP
Missão: 420 XP
Habilidade: 420 XP
Alunos: 2
Total: 2.160XP - 600 dracmas

Atualizado.
avatar
Febo
Deuses Olimpianos
Deuses Olimpianos

Mensagens : 361

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: VIII Aula de Combate Corporal -//- Wushu Baguazhang

Mensagem por Abramov Levitz em Seg Nov 12, 2018 4:14 am

BAGUAZHANG
A animação por parte de criança interior do líder dos Argonautas era tamanha que seus pés não paravam quietos. De pé sobre a arena, ele assistia ao espetáculo apresentado pela professora e admirava o fato dela ser sua meio-irmã. Não só isso, os punhos gentis, como aquele segmento do Wushu era apelidado, eram tidos como uma estilo de luta grandioso e muito respeitado pelo semideus.

O enredo da aula, assim como as outras da categoria, consistia em aprender os movimentos e os repetir até serem fixados. Muitos poderiam alegar que aquele tipo de aprendizado era chato e repetitivo, contudo a metodologia era a única para as artes marciais e tinha resultados positivos em toda a história. Assim sendo, Abramov logo se adiantou para começar a praticar.

Com os ombros firmados e os dorsos das mãos também, ele começou sozinho adquirindo a base necessária para realizar os ataques contra o ar. Sua primeira tentativa foi o Chuan Zhang, o mais básico. Com as pernas abertas, ele firmou os pés no chão e repetiu o golpe com as palmas abertas para cima várias vezes.

Seus cotovelos chegaram a doer de tanto que ficaram esticados com os golpes, levanto-o então à segunda prática. Nesta, aplicou o Tui Zhang com o intuito de expandir seu alcance. Esse golpe, além de ótimo para empurrar seus inimigos já que visava o peito, tinha o diferencial do tronco seguir seu fluxo. Ou seja, poderia usar o próprio corpo para aumentar o alcance da porrada.

Controlando a respiração entre os ataques, ele notou que além da base firme necessária um bom controle do ar que inspirava e respirava era necessário. Até porque, era isso que o permitiria uma sequência de golpes ininterruptíveis. Assim sendo, grande parte da aula foi gasta praticando os golpes e aquelas questões mais específicas.

Por fim, tentou um mais complicado: Pi Zhang. Este, por sua vez, consistia em invadir a base da postura inimiga e golpear na altura da parte interna do antebraço. Obviamente ele recorreu a um ajudante para treinar o movimento, já que era impossível fazer sozinho. Acompanhado, percebeu que aplicar os ataques de Baguazhang era muito mais difícil contra um oponente vivo.

Apesar da dificuldade inicial, achou o balanço da própria postura para conseguir realizar o Pi Zhang após algumas tentativas. Cansado e com os braços e ombros doloridos, Ab sentou um pouco para descansar e observar a segunda etapa do treinamento. Esta se resumia a enfrentar Maxine, a instrutora, e se defender efetivamente de pelo menos um de seus golpes.

Indo após vários alunos, Abramov enfim se prontificou no centro da arena. Um pouco experiente na arte do Wushu, ele já esperava por um resultado rápido. Contudo, Max pegou um pouco pesado justamente por isso. A amazona deu início avançando de maneira precisa e mediana, já que acelerar iria contra a postura de combate.

Rápida e técnica, ela fez uma sequência de ataques em um misto de chuan zhang, tui zhang e pi zhang. Os três golpes separados poderiam ser defendidos facilmente pelo argonauta, mas juntos causaram um combo monstruoso e indefensável.

Tendo sido atingido várias e várias vezes, o tempo já estava passando e a possível reprovação se aproximava. Irritado, ele se lembrou dos ensinamentos da filha de Júpiter e clareou a mente. Não podia deixar a irritação atrapalhar suas ideias, ou então jamais se concentraria para a defesa.

Atento, ele se deixou ser atingido mais duas vezes pela amazona, prestando atenção no tamanho de seus braços, alcance e velocidade. Tendo aprendido isso, assim que ela tentou uma palma perfuradora ascendente, ele retesou o ombro esquerdo e usou a mão com a palma aberta para desviar a direção do ataque acertando no pulso dela. Dessa forma, comprometeu toda a postura da guerreira e quando ela tentou o segundo ataque, o espalmou para fora, conseguindo uma defesa perfeita.

— Muito bem — Max comentou, positivamente — demorou, mas conseguiu. Tá dispensado, recruta.


Habilidades Passivas de Combate Corporal:
Nome: Prática de Asanas
Descrição: O corpo é tão jovem quanto flexível. Exercícios de yoga enfatizam a saúde da coluna vertebral, a sua força, equilíbrio e flexibilidade. A prática dos Asanas (exercícios de Yoga) aumenta esses três atributos do semideus.
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: +40% em equilíbrio e flexibilidade.
Extra: + 10% em Força.

Nome: Perícia em Ambidestria
Descrição: Depois de treinar, o semideus é capaz de usar ambas as mãos e pernas em combate, distribuindo força e equilíbrio necessário para já ter a mesma eficiência no uso. Será capaz de, por exemplo, usar duas armas ao mesmo tempo além de equilibrar-se mais fácil por ter ambas as pernas como dominantes.
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: +25% de força e equilíbrio.
Dano: Nenhum

Nome: Introdução ao Wushu
Descrição: O semideus que possui essa habilidade iniciou o caminho das artes marciais chinesas, o Wushu. Também conhecido como Kung Fu, esse é um estilo de luta com várias ramificações e escolas. Ao participar da aula inicial, o semideus agora possui uma base sobre esse tipo de combate, adquirindo mais força, condicionamento físico e postura para aprender as próximas aulas específicas.
Gasto de MP: Nenhum
Gasto de HP: Nenhum
Bônus: +30% de força, +40% de resistência física
Extra: Há uma melhora na postura corporal do aluno, tornando difícil derrubá-lo com golpes diretos quando em postura de combate.

Nome: Perícia Corporal II
Descrição: Treinar o corpo e a mente para tornar-se um melhor guerreiro é quase que uma obrigação de cada meio-sangue, caso ele deseje sobreviver nesse mundo louco. Assim sendo, depois de uma aula de perícias, o corpo do semideus foi condicionado e treinado para melhorar a resistência corporal. Irá se cansar mais dificilmente, estando preparado para realizar exercícios físicos mais complexos. Assim, possui um melhor desempenho em combate, podendo permanecer lutando mais tempo que outros.
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: +30% em resistência física.
Dano: Nenhum

Nome: Perícia Corporal I
Descrição: Treinar o corpo e a mente para tornar-se um melhor guerreiro é quase que uma obrigação de cada meio-sangue, caso ele deseje sobreviver nesse mundo louco. Assim sendo, depois de uma aula de perícias, o corpo do semideus foi condicionado e treinado para melhorar a agilidade, a esquiva e o reflexo.
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: +30% em agilidade, esquiva e reflexo.
Dano: Nenhum

Nome do poder: Signo das Constelações V: Hércules
Descrição: Sendo considerada a deusa da noite estrelada devido à criação da Via Láctea, Hera abençoa seus seguidores através das constelações da galáxia e seus significados. Hércules era filho de Zeus, um semideus que tornou-se conhecido pela realização de seus 12 trabalhos e especialmente por sua força, tendo conquistado a imortalidade mais tarde. Com esse signo ativo, o Argonauta é abençoado com um bônus de força em seus golpes, o que também aumenta o dano para quem os recebe.
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: +30% de força.
Dano: +15% de dano no combate corporal
Extra: Válido por até três turnos, necessitando aguardar outros três para usar de novo.

Nome do poder: Perícia em Combate Corporal II
Descrição: Os primeiros argonautas não puderam depender apenas do conhecimento náutico ou perícia em luta com espadas, tendo muitas vezes que lutar com as mãos limpas e dependendo apenas de sua habilidade e força. Os argonautas são hábeis para lutar sem armas e sabem se virar se forem desarmados, sabendo lutar e se defender em quase todas as modalidades de combate corporal conhecidas.
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: +30% força, agilidade e esquiva; bônus aplicável apenas para combate corporal
Dano: Nenhum

 


I never promised you an open heart or charity
I never wanted to abuse your imagination
avatar
Abramov Levitz
Filhos de Zeus
Filhos de Zeus

Mensagens : 1276

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: VIII Aula de Combate Corporal -//- Wushu Baguazhang

Mensagem por Josephine Diëhl Nieckhale em Seg Nov 12, 2018 1:56 pm

MÉTODO AVALIATIVO

Criatividade: 40
Ortografia: 40
Coerência: 30
Ações Realizadas: 20
Aparência: 20
Total: 150 exp

Avaliação

MÉTODO AVALIATIVO

Criatividade: 40
Ortografia: 40
Coerência: 30
Ações Realizadas: 20
Aparência: 20
Total: 150 exp + Habilidade

Nome: Wushu - Baguazhang
Descrição: Baguazhang é um estilo do Kung Fu que visa o ataque com as palmas da mão. Graças a sua técnica de circular o inimigo de maneira rápida e analítica, o praticante de Baguazhang também consegue ter uma melhor percepção do movimento inimigo ao seu redor, sendo assim uma das técnicas mais apropriadas para combates com números maiores de inimigo.
Gasto de MP: Nenhum
Gasto de HP: Nenhum
Bônus: +30% de agilidade e esquiva, +30% de percepção do movimento do inimigo.
Dano: +30 de dano em golpes feito com os punhos.
Extra: Nenhum

Observação : O mesmo da Aula de Muhay Thay, colocar as práticas usadas pra facilitar minha leitura!


Atualizado por Marte


you got a fetish
for my love, i push you out
avatar
Josephine Diëhl Nieckhale
Filhos de Quione
Filhos de Quione

Mensagens : 122

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: VIII Aula de Combate Corporal -//- Wushu Baguazhang

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum