The Blood of Olympus
Para visualizar o forum é necessário estar cadastrado, por favor registre-se no rpg ou entre em sua conta. É necessário estar cadastrado para ver as informações contidas no forum. Lembre-se de usar nome e sobrenome, não se cadastrar usando nomes geralmente utilizados por Hacker. Exemplo: "Barum" "Hakye" e por ai vai. Bem vindos.

1º Aula de Combate Corporal

Página 2 de 2 Anterior  1, 2

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Re: 1º Aula de Combate Corporal

Mensagem por Georgia Blanchard em Dom Abr 30, 2017 12:12 am


Aula de boxe
Anxiety attacks at the gym


S
abe aqueles dias onde subitamente bate uma inspiração soprada como uma brisa fresca no seu rosto e te faz querer mudar de vida e ser uma pessoa melhor? Cuidado, é uma armadilha e Georgia havia descoberto quando já era tarde demais.
A loira puxava a ponta do rabo de cavalo trançado freneticamente enquanto observava com ansiedade os campistas que pouco a pouco se aglomeravam ao seu redor esperando o início da aula. Os olhos verdes da garota acompanhavam as linhas geométricas do ringue de luta assim como os assessórios que estavam ao redor: Pesados sacos de pancadas que pendiam do teto, espelhos (não sabia muito bem o porquê, afinal quem gostaria de ver a si mesmo fazendo caretas enquanto soca algo ou alguém? Não prece uma visão muito graciosa) e alguns outros objetos de treino que não tinha ideia do que eram.
Georgia puxou os joelhos para perto de si e os abraçou enquanto tentava controlar sua respiração e encarar a coisa menos assustadora daquele ambiente, que no caso era o chão. A verdade era que a filha de Morfeu odiava combates. Vivia no acampamento a quase quatro anos e mesmo assim nunca tinha frequentado uma aula se quer que envolvesse violência, todo seu conhecimento de combate vinha do instinto natural de batalha e umas poucas dicas que havia recebido de colegas em outras ocasiões.  O que mais gostava de fazer era ajudar nos campos de morangos, fazer arrumações e cuidar de tarefas simples que não envolvesse pancadaria afinal ela nem pesava 50kg, era pequena e desajeitada então preferia evitar fazer papel de idiota na frente de todo mundo, especialmente de Samanta Sink, a instrutora.
Georgia nem se quer precisou levantar a cabeça para saber que Samanta havia entrado na sala, os cochichos ao seu redor já a alertaram. Acontece que Samanta era famosa por ser uma exímia lutadora e todo campista, novato ou veterano, conhecia alguma de suas histórias.
Assumiu uma postura um pouco mais digna e cravou os olhos na ruiva e ficou feliz em constatar que pelo menos nas roupas havia acertado em cheio, pois vestia algo bastante similar ao que Samanta usava, porém Georgia havia optado por uma camiseta de alça preta, leggings e um par de tênis velhíssimos da mesma cor.
A cria de Ares iniciou a aula e Georgia sentia a ansiedade piorar, acelerando seus batimentos cardíacos e causando-lhe uma leve tremedeira nas mãos, então a jovem cerrou os punhos numa tentativa de disfarce. Já estava ali e não era a hora de dar para trás, então tratou de cravar os olhos na instrutora e tentar ao máximo absorver as informações que ela passava e dali tirar algum conhecimento para a parte prática da aula. Naquela altura do campeonato só queria sair de lá com sua dignidade intacta.
Quando a teoria foi aplicada, Samanta convidou um voluntário para juntar-se a ela na demonstração e Georgia deu um risinho amarelo ao imaginar qual coitado iria se oferecer para ser espancado por aquela mulher, mas para sua surpresa quem se levantou foi Evie, a pretora romana.
“Isso vai ser bem interessante” Pensou esticando o pescoço ao máximo tentando ter uma melhor visão do que estava prestes a acontecer na arena. Evie parecia extremamente confiante, tudo nela exalava força desde seu olhar até sua postura perfeita. Naquele momento Georgia percebeu que a pretora tinha um ar bem mais maduro que sua aparência. Ela parecia realmente uma líder nata, o que despertou um certo desejo por parte da filha de Morfeu em fazer intercâmbio no Acampamento Júpiter, mas aquilo não era hora para devanear, tinha que focar em toda a cena que estava prestes a acontecer á sua frente e quem sabe tirar algum conhecimento para não sair dali tão humilhada.
Samanta realizava golpes bem precisos e claros, porém mesmo que aquilo fosse apenas um treino básico, Georgia estremecia quando escutava o som do impacto dos socos nas almofadas seguradas por Evie e não podia deixar de imaginar como seria estar no lugar dela. Talvez nem tivesse aguentado um golpe, com um corpo tão mal preparado para batalha ela certamente iria sucumbir ali mesmo e ser rebocada de volta para o chalé. Por alguma razão aquela imagem lhe fez rir, talvez fosse o nervosismo que tivesse acabado de atingir níveis estratosféricos.
Assim que a parte explicativa acabou os campistas foram instruídos a usarem os tais sacos de pancada que pendiam ainda imóveis no teto. Georgia levantou-se apoiando a mão no joelho esquerdo e aproveitou para esticar o próprio corpo e em seguida fazer uma série de alongamentos básicos, puxando os braços para os lados opostos até que seus ossos estalassem, esticando-os para cima para que seus músculos esticassem bastante e em seguida realizando um movimento similar, porém tentando tocar os pés para que a musculatura da coluna também pudesse ser trabalhada. Quando voltou a sua posição original viu que Samanta lhe dirigiu um olhar de aprovação e aquilo pareceu derreter um pouco do gelo que se formava em suas entranhas. Talvez aquilo não fosse tão aterrorizante assim.
Caminhou até um canto da sala onde haviam algumas ataduras disponíveis e aparentemente aquilo era importante pois muitos outros campistas estavam amarrando-as ao redor dos nós dos dedos e Georgia presumiu que aquilo serviria para evitar machucados então tratou de fazer o mesmo e foi bastante generosa quando a grossura de suas ataduras pois não sabia o quanto aquilo iria machucar.
Quando finalmente estava pronta, a semideusa prostrou-se de frente a um dos sacos de pancada e casualmente o empurrou afim de saber com quanta resistência estaria lidando, e como havia previsto a coisa mal se mexeu e parecia ser preenchida com areia, o que não era nada animador.
Kay, vamos tentar. – Murmurou para si mesma numa tentativa de se acalmar.
Primeiramente a garota tentou desferir o golpe que parecia mais fácil e instintivo: Jab. Assumiu uma postura similar a que havia observado na instrutora durante a demonstração e com o punho esquerdo desferiu um golpe certeiro na parte superior do saco de pancadas, que para a sua surpresa balançou-se um pouco com o impacto e arrancou um sorriso dos lábios da semideusa. Aquilo a animou um pouco mais então resolveu tentar uma sequência, alternando entre o punho direito e esquerdo para ter uma melhor noção de qual movimento se adequaria mais ao seu corpo, mas logo sentiu uma mão sobre seu ombro e a garota virou tão rápido que quase socou a pessoa que estava atrás, e agradeceu por aquilo não ter acontecido pois era Samanta.
Tente girar mais o seu torso, assim você conseguirá um pouco mais de movimentação. – Ela disse enquanto demonstrava um jab perfeito no ar e fitava Georgia para checar se estava prestando atenção.  – Também mantenha suas mãos nas linhas dos olhos, assim com os punhos você protegerá o rosto e com os cotovelos irá proteger as costelas.
Georgia assumiu a posição dita pela ruiva e tentou uma rápida sequencia de golpes no saco de pancadas aplicando as dicas que acabara de receber.
Bom trabalho, mantenha o queixo mais baixo e você ficará bem. – Instruiu enquanto partia para analisar outro campista.
Apesar de ser um pouco difícil de coordenar os movimentos e lembrar do que havia sido explicado, tudo parecia ser bem instintivo e se encaixava: O queixo precisava ser protegido, por isso tinha que estar mais baixo, os punhos cerrados na altura certa evitaria que levasse um soco certeiro na cara assim como os cotovelos evitariam que ela quebrasse as costelas e a movimentação da cintura era uma forma de aumentar seu alcance e também um constante lembrete de que uma hora ela teria que desviar.
Em seguida Georgia tentou um direto: Um soco que seria desferido com o braço forte do lutador e por isso era mais eficiente que o Jab.
No treinamento anterior a garota percebeu que seu melhor soco era o de direita, então seu Jab precisaria ser de esquerda, o que consequentemente faria com que o direto fosse realizado com a destra... Certo? Balançou a cabeça freneticamente e sacudiu o corpo voltando ao seu posicionamento anterior.
O punho cerrado de Georgia foi direto na parte inferior do saco. Visualizava aquele assessório como um inimigo, então se o socasse no rosto de primeira teria que partir para um alvo diferente e o abdômen era um lugar sensível, então depois de acertar aquele lugar algumas vezes ela voltou a treinar o direto na parte superior, visualizando a cabeça do oponente e sem seguida experimentou criar uma espécie de combo com um jab na parte superior do saco e um direto na inferior.
Em seguida havia o cruzado, que era basicamente um golpe com qualquer um dos punhos e com o objetivo de acertar as laterais da cabeça do alvo. Novamente a filha de Morfeu tentou visualizar um inimigo no seu saco de pancadas e em seguida desferiu o tal cruzado, mirando no que poderia ser as têmporas. Estava ficando cada vez mais difícil imaginar um ser humano completo ali e Georgia quase desejou ter um parceiro. Quase.
Foi quando tentou executar o gancho que Georgia entendeu o porque de Samanta ter chamado sua atenção para os movimentos do quadril, pois era de eximia importância que girasse aquela área para que seu punho curvado pudesse acertar o alvo, e assim ela fez. Como no jab, ela experimentou fazer com os dois punhos e acabou por decidir que o direito era a melhor opção pois sua força ali era visivelmente maior, assim como sua mira.
A loira limpou o supor acumulado na testa e no pescoço e parou um pouco para respirar, curvando-se num quase ângulo de 90 graus e tentou controlar a respiração antes de voltar sua atenção para a ultima técnica que faltava: O uppercut. O golpe basicamente consistia em um soco vertical que se dirige até o queixo do adversário, por haver uma necessidade de uma maio flexão na área do joelho a garota presumiu que aquilo fosse uma janela para causar mais impacto.
Novamente assumiu a posição ensinada, chacoalhou as mãos enquanto dava “pulinhos” no mesmo lugar afim de fazer o sangue correr por suas veias e experimentou o golpe exatamente como o via em sua lembrança: A leve flexão no joelho, a mudança na base e a viagem vertical do punho em direção ao que deveria ser o queixo do seu saco de pancadas. Depois de algumas tentativas o rosto da filha de Morfeu assumiu uma expressão que só podia ser descrita como “not bad”. Para quem era péssima em combates ela tinha conseguido absorver bem os ensinamentos da cria de Ares e esperava que eles estivessem à altura de aprovação.
Samanta chamou todos os semideuses para o lugar onde havia dado as explicações iniciais e fez um anuncio que fez com que Georgia soltasse um muxoxo baixinho. Eles teriam que praticar em dupla, mas que maravilha. Por sorte seu corpo ainda estava quente e com uma certa adrenalina correndo em suas veias, o que fez com que a ansiedade fosse menos eficaz em seu cérebro.
–  Hey, hmmm... Se importa?
Georgia virou e fitou o dono da voz que lhe chamara: Era um rapaz loiro com um físico que mesclava magreza com uma musculatura definida, o que fez a garota pensar que ele certamente era experiente naquela área.
Não sou boa nisso então.... – Respondeu encolhendo os ombros, sem jeito.
Não tem problema, estamos aqui para aprender, não é? – Georgia se surpreendeu com o tom genuinamente simpático do rapaz e isso lhe rendeu um sorrisinho enquanto agarrava o braço esquerdo e balançava os quadris de um lado pro outro. Já estava com sede e por mais que a aula estivesse indo bem ela queria um copo de água, banho e um descanso.
Quando foi sua vez de subir no ringue, Georgia logo sentiu o famoso frio na barriga, porém com um aceno de cabeça compartilhado com seu parceiro, ambos se dirigiram até o local da luta e se posicionaram em direções opostas.
Assim que o sino tocou ambos fizeram o cumprimento que havia sido realizado pelas outras duplas e começaram a se estudar enquanto andavam em círculos. Georgia estava tensa, sua postura era rígida e mantinha os joelhos um pouco flexionados ao passo que as os punhos cobriam a maior parte do seu rosto. O garoto loirinho continuava a girar mas o que o pobre coitado não sabia era que a filha de morfeu tinha um truque na manga: Desde que começaram aquela estranha “dança” ela vinha canalizando sua energia para que pudesse invocar sua pequena aura de sono. Sabia que não iria fazer com que seu oponente simplesmente apagasse do nada, mas só precisava de um mero vacilo para encaixar uma boa sequencia e golpes, e aquilo não demorou a acontecer, pois logo o rapazinho pareceu sofrer os efeitos da aura e Georgia viu seu posicionamento vacilar. Era sua chance! A garota avançou em duas passadas curtas e aplicou um jab no rosto do rapaz, que não foi muito efetivo mas pareceu desnortea-lo o suficiente para que com a destra, a garota pudesse dar um direto bem no seu nariz desprotegido. Ele, porém recuperou-se bem e tentou aplicar o cruzado nas têmporas de Georgia, que usou uma esquiva rápida e desajeitada para desviar, podendo assim aplicar um uppercut perfeito no queixo desprotegido. Ele cambaleou para trás e bateu nos limites do ringue e tentou usa o impulso para aplicar um direto no rosto da filha de Morfeu. O impacto foi forte, ela imediatamente sentiu uma forte dor em seu nariz, mas isso não a impediu de tentar uma infestada motivada pela raiva e acertar um gancho no estômago do semideus, que caiu de joelhos no ringue.
Georgia tinha uma mão apertando o peito numa tentativa vã de recuperar o ar quando Samanta lhe parabenizou com leves tapinhas nas costas.
Bom trabalho, usou seu poder para atrapalhar o inimigo e isso lhe deu uma vantagem perante a experiência dele. – Ela tinha um tom mais leve e um sorriso brincava em seus lábios. Georgia estava sem folego então apenas lhe deu um “joinha” e saiu do ringue as pressas. Uma mão apertava as costelas e a outra o nariz. Não havia quebrado mas com certeza ele estava bem prejudicado, precisava cuidar daquilo imediatamente então a loira seguiu aos tropeços para a enfermaria, ainda incrédula por ter ganhado o “combate”.

Código:
Poder ultilizado: Aura de sono: Quando algum semideus/mortal chega perto do filho de Morfeu, ele começa a se sentir sonolento e se ficar muito tempo exposto a ele, acaba caindo no sono.

 



# your tags here, bitch

Lorde, The Hunger Games.


I'm fucking crazy, need my prescription filled
GEORGIA
avatar
Georgia Blanchard
Celestiais de Èter
Celestiais de Èter

Mensagens : 121
Data de inscrição : 14/04/2017
Idade : 18

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: 1º Aula de Combate Corporal

Mensagem por Samanta Sink em Seg Maio 01, 2017 7:12 pm



AVALIAÇÕES



Modelo de Avaliação

Criatividade: 40
Ortografia: 40
Coerência: 30
Ações Realizadas: 20
Aparência: 20
Total: 150 exp


Oliver Chad Matt

Criatividade: 40
Ortografia: 35
Coerência: 20
Ações Realizadas: 20
Aparência: 10
Total: 125 exp + 400exp

Spoiler:
Nota da Sammy: Você escreve muito bem e teve uma boa ideia de superação de limites, assim como não demonstrar medo ao lutar contra alguém muito mais forte do que você, mas atente-se ao fato de que a coragem pode, também, ser confundida com imprudência. Não é errado recuar em uma guerra, inadmissível é perdê-la.

Descontei alguns pontos de Coerência apenas por incompatibilidade de ações entre a Samanta real e a apresentada na narração. Ela pareceu, a mim, um pouco arrogante e debochada, algo que ela não seria... em aula. Ela não tinha motivos para tentar motivá-lo com o fator "Você não consegue. Me prove o contrário.", ela é bem direta quanto a lições. Pras aulas futuras eu tenho certeza de que essa pontuação crescerá, pois tudo é um aprendizado... e não é sua obrigação conhecer a personagem dos outros.

A aparência é importante, atente-se às falas e, um conselho que eu dou, separe-as por um enter, assim facilita o entendimento do diálogo. Tente não pôr a fala de dois personagens no mesmo parágrafo. Algumas vezes fiquei em dúvida sobre o que era fala da Samanta e o que era fala do Oliver. Use também os códigos da própria caixa de texto do fórum, como justify, bold e até colors pra distinguir falas. São estes os meus conselhos, por hora.


Guitti

Criatividade: 40
Ortografia: 35
Coerência: 30
Ações Realizadas: 20
Aparência: 20
Total: 145 exp + 400exp


America Schreave

Criatividade: 40
Ortografia: 35
Coerência: 25
Ações Realizadas: 20
Aparência: 20
Bônus Grego: 50
Total: 190 exp + 400exp


Devon Ackerman

Criatividade: 40
Ortografia: 35
Coerência: 20
Ações Realizadas: 20
Aparência: 20
Total: 145 exp + 400exp


Evie Farrier

Criatividade: 40
Ortografia: 35
Coerência: 30
Ações Realizadas: 20
Aparência: 20
Bônus Romano: 50
Destaque: 50
Total: 245 exp + 400exp


Kyra C. Ferreli

Criatividade: 40
Ortografia: 35
Coerência: 30
Ações Realizadas: 20
Aparência: 20
Total: 145 exp + 400exp


Alexis C. Chwe

Criatividade: 40
Ortografia: 35
Coerência: 30
Ações Realizadas: 20
Aparência: 20
Total: 145 exp + 400exp


Georgia Blanchard

Criatividade: 40
Ortografia: 35
Coerência: 30
Ações Realizadas: 20
Aparência: 20
Total: 145 exp + 400exp


Pelo grande número de semideuses que vieram à minha aula, estarei dando [Número de alunos] x 50 exp pra todo mundo, então, todo mundo tá ganhando 400 exp a mais, além da habilidade da aula.


You Want a Battle? Here’s a War
avatar
Samanta Sink
Instrutor dos celestiais
Instrutor dos celestiais

Mensagens : 288
Data de inscrição : 20/04/2016
Idade : 17

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: 1º Aula de Combate Corporal

Mensagem por Vênus em Sex Maio 05, 2017 11:24 am

MODO DE AVALIAÇÃO
Introdução: 300
Informação: 300
Personagem: 200
Missão: 300
Habilidade: 300
Outras considerações: 100
Total: 1500 XP
Bonus: +30 por aluno presente na aula
Dracmas: 500 fixos + 50 por aluno

Samanta Sink
Introdução: 300
Informação: 300
Personagem: 200
Missão: 300
Habilidade: 300
Outras considerações: 100
Total: 1500 XP
Bonus: +30 x8 = 240
TOTAL VERDADEIRO - 1740
Dracmas: 500 fixos + 50x8 =400 (900 dracmas)


Vênus, love's lady
..
diva, déesse de l'amour et de la beauté
avatar
Vênus
Deuses Olimpianos
Deuses Olimpianos

Mensagens : 1191
Data de inscrição : 16/05/2014

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: 1º Aula de Combate Corporal

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 2 de 2 Anterior  1, 2

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum