The Blood of Olympus
Para visualizar o forum é necessário estar cadastrado, por favor registre-se no rpg ou entre em sua conta. É necessário estar cadastrado para ver as informações contidas no forum. Lembre-se de usar nome e sobrenome, não se cadastrar usando nomes geralmente utilizados por Hacker. Exemplo: "Barum" "Hakye" e por ai vai. Bem vindos.

{Missão Consequência} Grace

Página 2 de 4 Anterior  1, 2, 3, 4  Seguinte

Ir em baixo

Re: {Missão Consequência} Grace

Mensagem por Emmanuelle S. Henz em Dom Set 30, 2018 4:01 pm




New Moon
Quantas vezes um coração pode ficar machucado e continuar a bater?

Manu jamais se acostumaria a estar na presença dos deuses, mesmo depois de tantos anos convivendo com uma. Artémis não estava em seu melhor humor, falava de maneira calma, porém hesitava em olhar o grupo, provavelmente insatisfeita com a quantidade de indivíduos do sexo masculino a lhe auxiliarem. Contudo, a deusa da lua não era tão arrogante quanto Zeus ou Ares, admitia que precisava de ajuda e se limitava a passar as informações necessárias para que o resgate de Thalia fosse um verdadeiro sucesso.

Ou pelo menos o mais próximo disso...

Hecate surgiu em meio as explicações, completando com o que achava coerente antes de se divertir em uma breve interação com Lady Artémis, que rapidamente se despediu e deixou o grupo nas mãos da outra deusa. Esta por sua vez explicou brevemente sobre os riscos, deixou no ar uma escolha e então abriu o portal, dando chance a Emmanuelle de passar por ele sem pensar em duas vezes. A decisão dela tinha sido tomada quando tinha deixado o acampamento, ela conhecia o risco, sabia que poderia estar morta dentre algumas horas, mas ao mesmo tempo, entendia o motivo daquilo valer a pena.

A base da anti seita era diferente do que Manu esperava, não que ela passasse horas imaginando como seria o quartel dos humanos e semideuses que combatiam os soldados do governo, ela só... não esperava por aquilo. O quartel não tinha nada de especial, era apenas uma base de combate muito bem armada, com pessoas transitando de uniforme e se organizando para ataques. De certa forma era semelhante ao acampamento, mas muito mais promissor já que não estava cheio de adolescentes e crianças circulando entre os soldados.

Hecate seguia mais a frente do grupo, explicando sobre o funcionamento do lugar e o que tinham que fazer para aquela missão. O tempo de preparo seria pouco, mas daria chance ao grupo de bolar uma estratégia boa o suficiente para conseguirem informações sobre a cidade e o local que precisavam invadir. Falcon seria o responsável por liderar a empreitada, um comandante aparentemente carismático que ajudaria o grupo de semideuses a invadirem a base. Hecate sumiu assim que os deixou com ele, dando chance ao homem de explicar melhor a situação.

Manu podia ser leiga para muitos assuntos, não conhecia filmes, mitos e histórias idiotas contadas pelos humanos a respeito da base 51, mas já tinha estado por tempo suficiente nas montanhas para saber que o lugar não era bom. Artémis quando as guiava por essas florestas para caçar monstros sempre exigia que suas garotas ficassem em uma área mais segura, evitando o centro de “pesquisa” para não incomodar os humanos. A deusa chegara a dizer a elas que passar por ali não era bom, mas nunca explicara os motivos que a levavam a pensar sobre isso.

Até ali nada era novidade e a surpresa só surgiu quando o acordo de monstros e humanos foi jogado contra a mesa. Era comum que criaturas com inteligência tivessem comércios espalhados ao redor do mundo, a Donuts monstro era a maior loja de conveniência a servir bolinhos deliciosos nos EUA e pertencia a ciclopes e Harpias, mas até então não existia uma cidade sequer com um acordo como aquele. Ninguém negociava crianças em troca de convívio... tinha algo errado naquela história, mas bem, o que se podia esperar de soldados que torturavam crianças só porque essas tinham poderes?

— Você tem um mapa da cidade e dos pontos que a seita costuma frequentar? Acho que só vamos conseguir elaborar uma estratégia digna se soubermos exatamente onde estão as criaturas e onde estão os humanos, podemos ganhar tempo se formos discretos, mas não sem uma informação completa dos lugares da cidade... — Manu ponderou de maneira pensativa, deixando a mente fervilhar com diferentes ideias. Ela podia não ser a melhor lidando com humanos, mas em monstros era uma especialista.

A pergunta da garota deu abertura para que os outros semideuses se pronunciassem, formando uma roda de perguntas que deu brechas ao grupo para criarem uma estratégia. Todos os presentes tiveram voz naquela reunião, todos contribuíram de alguma maneira, fosse dividindo conhecimentos ou traçando rotas e planos para conseguirem vencer aquele desafio. Manu sabia que não seria fácil, eles poucos e não podiam chamar atenção, teriam que se dividir em dois grupos e conseguir trabalhar em conjunto para obterem sucesso. Mas com sorte – e que os deuses lhes dessem toda a que precisavam – talvez tivessem uma chance de sair menos feridos do que ela esperava.

Em meio a essa confusão de troca de informações um novo garoto apareceu do nada. Manu não prestou atenção em quando ou como ele aparecera, só sabia dizer que ele estava ali, que era curandeiro e tinha caído – quase que literalmente – no meio daquela enrascada. O menino se chamava Uriel e assim como todos os outros agora fazia parte daquela missão.

A reunião terminou com os grupos devidamente separados, armas divididas e um ótimo plano para seguir em frente. Agora era descobrir o quanto daquilo tudo daria certo.

...

A adrenalina antes da batalha era sempre um sentimento confuso dentro da semideusa, que criava aquela sensação de incerteza em seu peito e a fazia se perguntar se sairia viva mais uma vez. Era uma mistura de angustia e expectativa, que vinha acompanhado de esperança e de um pedido mudo para que tudo desse certo. Manu não temia por si, mas pelos companheiros que lhe cercavam, desconhecidos que lutariam junto a ela e que lhe dariam uma chance a mais de vitória. Ela estava acostumada com grandes grupos, mas em verdade não fazia ideia do que esperar daquele, afinal a maioria era do sexo masculino e ela não conhecia suas habilidades, não podia confiar totalmente neles e mesmo assim teria que fazê-lo cegamente.

O destino do grupo de cinco era o maior posto de gasolina na cidade, vazio naquela hora da noite, mas em pleno funcionamento tanto do lado de fora quanto na loja de convencia. Manu sabia que seria questão de tempo até as criaturas sentirem o pequeno grupo, portanto tratou de apressar as coisas, aguçando o olhar para poder ver mais longe e conseguir detectar a presença do inimigo. Conseguiu encontrar apenas dois deles, o que lhe deixou incerta e bastante insegura com relação a precisão dos números de monstros que precisam enfrentar, afinal Falcon tinha sido bem claro que o grupo de ciclopes na cidade passava de quatro e dentro da loja Manu era capaz de ver apenas dois. Onde estariam os outros?

— São apenas dois — Informou de maneira insegura antes de erguer o olhar. — Não estou gostando disso, mas não podemos recuar agora — Suspirou, ajeitando a espada nas costas antes de se levantar do esconderijo e seguir Kalel para dentro do estabelecimento, afinal os dois seriam a isca necessária para atrair as criaturas para o lado de fora. Sendo ambos filhos dos três grandes tendiam a atrair atenção mais fácil por conta do poder que possuíam, logo eram a isca perfeita para conseguir deixar ciclopes adultos com água na boca.

— Você fica com a direita e eu com a esquerda — Manu sussurrou assim que passou pelas portas de vidro, fazendo o sininho tocar atraindo a atenção dos dois ciclopes do outro lado do balcão.

— Viemos negociar, não queremos briga — Murmurou polida, adotando uma postura mais relaxada e séria, mesmo que por dentro pudesse sentir cada pedacinho de seu corpo e alma estremecer. Kalel continuou com o discurso, explicando tudo que os dois tinham inventado no caminho para conseguir ganhar tempo para Uriel e Bae se posicionar, já que Shin seria um elemento surpresa naquela batalha e estaria realizando uma outra tarefa. O filho de Zeus era bom em discursar, um líder nato que conseguira para si um par de olhos atentos – sim um só, já que ciclopes possuem um único olho – e sorrisos esnobes e debochados.

Manu percebeu que a coisa já não estava funcionando ao ver o monstro da esquerda se levantar, puxando uma clave sabe-se lá de onde e a apoiando sobre o ombro. Seu sorriso alargou-se ao ver o filho de Zeus desviar o olhar, fazendo Manu praguejar baixinho antes de murmurar um baixo. — Deu errado, corra! — E sair em disparada em direção a porta da esquerda do estabelecimento, dirigindo-se a uma das três saídas presentes no local. Se seu plano funcionasse uma das criaturas viria atrás dela e a outra seguiria Kalel, iniciando uma batalha do lado de fora onde Uriel lhe serviria como suporte e ganharia as vantagens que ela precisava para conseguir encontrar brechas e derrotar seu inimigo. Zoey faria o mesmo com Kalel, dando chance a Shin de invadir o lado de dentro.

A filha de Poseidon ouviu algo se quebrar em suas costas, desviou bem a tempo de ser atingida por uma cadeira e saiu pelas portas de vidro, apenas para conseguir uma pequena distancia entre ela e o monstro no estacionamento do lado de fora. O local não era muito iluminado, estava completamente vazio e lhe daria chance de se movimentar com facilidade. Mais as costas ela podia ver as luzes do posto e ao seu lado estava a loja de conveniência, além disso em algum lugar daquele amplo espaço Uriel estava escondido, o que lhe dava confiança suficiente para seguir em frente com o plano.

Manu podia sentir seu coração rasgando o peito, pulando tão rápido que fazia com que as coisas ao seu redor desaparecerem, tornando seu inimigo a única coisa que ela conseguia visualizar em campo. A jovem tinha se virado no exato momento em que o ciclope passara pelas portas, relevando sua verdadeira forma animalesca e crescendo até atingir todos os seus três metros de altura. A garota engoliu em seco, puxou a espada presa as costas e se preparou para a batalha.

Nesse momento o ciclope avançou sobre ela, dando dois passos em sua direção e erguendo a clave, cortando metade da distancia que os separava para poder atingi-la. Manu aguardou, contou cada movimento e estudou sua postura para saber a melhor maneira de escapar, mas não precisou se defender, pois Uriel foi mais rápido e atingiu em cheio a perna da criatura, a fazendo se virar para trás de maneira confusa. A garota não foi capaz de ver o ponto exato em que o monstro fora atingido, mas não perdeu tempo pensando nisso, apenas se aproveitou da abertura do arqueiro para conseguir fazer seu próprio movimento.

De maneira ágil Manu cortou o restante da distancia entre ela e o ciclope, girou sobre os calcanhares e fez força com a espada, executando um movimento lateral de baixo para cima para tentar atingir o pulso do monstro. A ideia era fazer com que o ciclope perdesse sua arma e no processo também voltasse a atenção para ela. Algo que deu mais do que certo, mas também lhe meteu em uma enrascada. O monstro urrou ao sentir sua pele grossa ser perfurada e soltou a clave de qualquer jeito, fazendo com que o armamento atingisse a lateral do ombro de Emmanuelle, fazendo sua pele arder de leve antes do monstro voltar a avançar contra ela. Manu recuou três passos para evitar que o ciclope lhe agarrasse e só foi salva por causa de Uriel, que atirou uma segunda e uma terceira flecha em direção a criatura, a desestabilizando e a deixando completamente irada.

A situação se tornou ainda mais complicada perante a fúria do monstro, que decidira por si mesmo tornar a filha de Poseidon seu primeiro alvo, ignorando completamente as tentativas de Uriel de tentar distrai-lo por completo. A distancia entre o monstro e Emmanuelle tinha se tornado curta até demais, tornando difícil para ela escapar de seus golpes. Manu fazia o possível para se esquivar das investidas do monstro, recuando mais do que avançando e apenas se defendendo como podia ao tentar encontrar uma brecha. Em meio a isso ela escutou o barulho de um gemido alto, seguido de um baque que a fez perder a compostura, fazendo o ciclope lhe atingir em cheio.

A força do monstro fez a garota ser arremessada de encontro a parede mais próxima, sua espada voou longe e a parede atrás de si ficou levemente amassada. Atordoada Manu ergueu o olhar, bem a tempo de ver o borrão – vulgo monstro – correr em sua direção, lhe cercando de um jeito que limitava suas alternativas a uma. Apressada e atrapalhada a garota transformou o corpo em água bem a tempo, fazendo a mão da criatura acertar a parede atrás de si, deixando-o preso e irritado.

Aproveitando-se disso Manu recuou para o lado com o corpo ainda transformado em água, então voltou a se materializar e correu até sua espada, a pegando no exato momento em que o ciclope conseguira se soltar da parede. Esses poucos segundos permitiram que Manu tivesse um breve vislumbre do corpo de Uriel sendo arremessado longe, dando a ela a possibilidade de entender o que tinha dado errado, afinal um terceiro ciclope agora estava presente na luta, o que tornava suas alternativas ainda mais escassas. Seu próprio oponente ainda estava focado nela, a fazendo ter certeza de que naquele momento não poderia perder tempo brincando, afinal a vida de Uriel estava em jogo e a dela também.

Frustrada Manu ergueu a mão e focou o olhar no dele, então estalou o dedo e forçou sua mente e trazer a punição divina para si, soltando em seguida a maldição bem de encontro ao corpo do monstro, que foi rodeado pela nevoa branca e desapareceu completamente, deixando em seu lugar um esquilo inofensivo. Particularmente a jovem não gostava de usar aquele poder, mas entendia a necessidade dele quando a coisa apertava.

O gemido baixo de Uriel despertou a atenção da garota para o que importava de verdade. Manu deixou de lado o ciclope esquilo, ergueu o olhar e calculou a distancia e o tempo que levaria para chegar até o jovem antes que esse fosse atingido, ao fazer isso foi obrigada a elaborar um plano rápido, estudando suas opções. Correr até ele levaria mais tempo do que o previsto, fazendo com que o ciclope o pegasse antes mesmo de Manu conseguir alcançar os dois. Sabendo disso optou pelo obvio, abriu as asas e se atirou sobre o telhado, usando deste para conseguir apoio e correr rápido para conseguir executar um ataque de cima.

Manu não estava pensando no quão insano seu plano era, sua mente só conseguia processar a imagem do garoto, a velocidade que ela precisaria para executar aquele golpe e o salto que estava prestes a dar. Seus pés estavam firmes sobre o telhado reto, os cascalhos eram atirados longe conforme essa pegava velocidade, as asas já tinham se recolhido e a borda estava cada vez mais próxima. Manu preparou a espada, a colocou na lateral do corpo e focou o olhar no corpo do ciclope, então saltou com tudo diretamente para cima dele. A filha de Poseidon ergueu a espada e ainda no ar executou um golpe lateral, atingido em cheio o pescoço do monstro. Decaptado, o monstro desapareceu bem a sua frente, a fazendo cair em uma pilha de pó nojenta enquanto a cabeça do monstro rolava para perto do curandeiro.

— Seu prémio de batalha — Tentou brincar, mesmo estando totalmente tremula, afinal a ficha do que tinha acontecido agora caia como um peso extra em seus ombros, a fazendo perceber que estava totalmente esgotada e machucada. Sua barriga e costas doíam dos golpes anteriores, as pernas queimavam devido ao impacto com o concreto e a cabeça estava dolorida devido a pancada que levara.

— Você está bem? — Manu tratou de ignorar os ferimentos, sabendo que aguentaria mais uma ou duas pancadas, enquanto o jovem a sua frente não parecia estar em seu melhor estado.

O tempo de interação entre Manu e Uriel durou pouco, Kalel e Bae logo se juntaram a eles, trazendo Shin em seu encalço segurando alguma coisa que Manu não foi capaz de identificar. Eles tinham ganhado tempo suficiente para Daron e Kevin, agora precisam retornar a base e descobrir se o plano tinha dado certo e se os outros dois estavam em segurança.

Itens Usados:

Apesar de ter levado outros itens, durante a batalha Manu só estava com os abaixo em sua posse, o arco e o lapis estavam com Bae Zoey.

• Lunatic [Uma única luva feita de tecido prateado que se encaixa perfeitamente a mão dominante de sua portadora. Tal luva não possui dedos, emite um brilho prateado fraco e apresenta pequenos detalhes delicados por toda sua extensão. Um feitiço de invocação está gravado em sua palma de forma que, ao comando de sua portadora, tal luva possa invocar pequenas dardos.| Efeito 1: Melhora o manejo de sua portadora sobre o arco em +20%, aumentando seu dano na mesma porcentagem, o que também impede a portadora de se machucar com a corda do arco. Efeito 2: Ao comando da portadora pode ativar o feitiço de invocação e trazer para o campo um pequeno dardo lunar. Tal dardo possui cerca de 5 centímetros, sua ponta tem o formato de uma meia lua. Ao ser lançado contra o adversário da semideusa o persegue até atingi-lo, deixando-o paralisado por um turno e 20% mais lento por outros dois. São velozes e bastante resistentes. (Só pode ser usado uma vez por luta, evento ou missão). Efeito 3: Transforma-se em um anel com desenhos de lua que fica fixo no dedo mindinho da caçadora. | Prata Lunar | Sem espaço para gemas| Beta | Status: 100% sem danos| Mágico | Presente de Artémis]

Curadores Unissex [Camiseta branca básica do tipo sem estampas, o tecido é liso e bastante leve, gruda no corpo como se fosse uma sobre-pele, mas mais confortável. Manga curta de cor única. | Efeito 1: A blusa pode restaurar até 50% do HP do usuário dentro de dois turnos, 25% no primeiro turno, 25% no segundo turno. O efeito só funciona uma única vez por evento, luta ou missão. Efeito 2: Foi feito de forma que possa ser usado por baixo de outras roupas, o tecido é fino, o que faz parecer com que o semideus não esteja vestindo nada, além disso, possui uma mágia que o impede de sentir calor. Efeito 3: Se ajusta perfeitamente ao corpo do usuário. | Tecido mágico | Sem espaço para gemas | Beta | Status: 100% sem danos | Mágico | Comprado na Ferreli & García - Mode et style]

• Bomba de fumo shinobi [Duas bombinhas ao estilo das utilizadas pelos shinobis no anime Naruto que cabem em qualquer bolso. | Efeito 1: Explodem em uma cortina de fumaça em um desenho da Hinata antes de se espalhar pelo cenário. | Efeito 2: Seu efeito mágico permite que o dono, e somente ele, enxergue e não tenha problemas respiratórios dentro da cortina de fumaça, diferente dos outros. | Borracha | Sem espaço para gemas| Sigma | Status: 100% sem danos| Mágico | Presente de Abramov]

• Cosmo [Espada com 90 centimetros. Apresenta detalhes delicados em tons de roxo ao redor de sua lamina, sendo que no centro palavras gregas de coragem, sabedoria e força estão gravadas de forma delicada. O cabo é feito do mesmo material da espada e possui detalhes que facilitam na hora do manejo e a impedem de escorregar, deixando-a firme na mão do usuário. A espada possui detalhes perto do punho, espaço para joias e desenhos em revelo. Toda sua lamina emite um brilho arroxeado que denuncia parte de seu poder, as palavras nela descritas também brilham quando essa está em batalha. | Efeito 1: O corte da lamina pode provocar hemorragia continua, de forma que, durante três turnos o inimigo do semideus continuará perdendo +20 HP. Efeito 2: A arma sempre retorna ao dono, voltando para suas mãos um turno depois que for perdida ou roubada. | Material semidivino indetectável| Espaço para três gemas | Alfa Prime | Status% Sem danos | Necessário possuir nível 22 para domínio completo desse armamento | Lendária | Dano base de 40 (para humanos, monstros e semideuses) | Evento de natal 2017]
Passivos Belicos:


Nível 42
Nome do poder: Pericia com Espadas III
Descrição: Você se tornou um mestre com essa lamina e agora pode usa-la para atacar se defender, também consegue desarmar inimigos com mais facilidade e dificilmente deixa que tirem a lamina de suas mãos.
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: +100% de assertividade no manuseio da espada.
Dano: + 45% de dano ao ser acertado pela arma do semideus.
Demais Corporais:

Nível 40
Nome do poder: Reflexos Aprimorados
Descrição: Como demonstrado na série, os reflexos do Percy são mais rápidos do que o normal, sendo que ele foi capaz de desviar uma bala que pode percorrer 1.700 milhas por hora, mesmo quando ele quase não viu a bala na Maldição do Titã. Seus reflexos aprimorados também permitiram que ele cortasse uma série de flechas ao meio no Mar de Monstros. Assim, filhos de Poseidon possuem reflexos melhores que os da maioria.
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: +30% em uma ação de defesa/esquiva contra ataques físicos;
Dano: Nenhum

Benção: Influencia Lunar
Descrição: Sua personagem fica mais forte, rápida e habilidosa a luz do luar. Seu senso de direção aumenta e seus movimentos ficam mais precisos, lhe concedendo também bônus de arquearia. Além disso a resistência da caçadora também aumenta, fazendo com que golpes direcionados contra ela se tornem menos efetivos.
Gasto de MP: Nenhum
Gasto de HP: Nenhum
Bônus: +30% de força, velocidade e esquiva. Golpes físicos direcionados contra a caçadora terão redução de 10% no dano.
Dano: +20 de dano em golpes que envolvam o arco.
Extra: Nenhum

Nível 1
Nome do poder: Sentidos Aguçados
Descrição: Os sentidos são essenciais em uma caçada, de maneira que Emmanuelle desenvolveu os sentidos, passando a enxergar, ouvir e sentir muito bem, seja durante o dia ou durante a noite.
Gasto de Mp: Nenhum.
Gasto de Hp: Nenhum.
Bônus: +15% em todos os sentidos.
Dano: Nenhum.

Nível 27
Nome do poder: Resistência
Descrição: Como uma ex-imortal habituada a movimentação extrema, Emmanuelle manteve uma resistência acima da média, podendo passar mais tempo em corridas e em batalhas, sendo difícil cansar.
Gasto de Mp: Nenhum.
Gasto de Hp: Nenhum.
Bônus: + 30% em resistência.
Dano: Nenhum.

Nível 30
Nome do poder: Habilidade em batalha
Descrição: Com o treinamento e experiência obtidos enquanto era uma caçadora, Emmanuelle é habilidosa em batalhas, conhecendo pontos fracos de monstros, assim como seus movimentos passam a ser limpos e rápidos, tanto utilizando arcos como facas/adagas, sendo extremamente evasiva no combate corporal, assim como assertiva.
Gasto de Mp: Nenhum.
Gasto de Hp: Nenhum.
Bônus: + 50% de velocidade em combates corporais.
Dano: Nenhum.

Nome do poder: Velocidade III
Descrição: Você aprendeu que a velocidade pode ser uma grande aliada em campo de batalha, e com isso treinou ainda mais arduamente, agora ficou mais rápido, esquiva-se com facilidade, e domina a luta ao seu favor. É difícil combater seu herói desse jeito.
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: +30% de velocidade
Dano: Nenhum

Nível 47
Nome do poder: Força II
Descrição: O semideus treinou e evoluiu ainda mais e agora consegue carregar ainda mais peso, levantar coisas mais pesadas e efetuar lançamentos com uma facilidade tremenda. Conforme se desenvolveu, ficou ainda mais forte.
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: +35% de força
Dano: +20% de Dano se o ataque do semideus atingir.
Demais Passivos:


Nível 50
Nome do poder: Resistência ao Fogo II
Descrição: Sua resistência cresceu conforme o esperado, e agora o fogo – apesar de incomoda-lo – só lhe causa uma leve ardência, mas não é capaz de feri-lo de forma grave como o esperado dos demais semideuses, humanos ou criaturas. Se for queimado por fogo normal, ainda será capaz de sobreviver. Essa habilidade não se aplica a fogo puro – divino – grego, ou as chamas do inferno.
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: 85% de chance não ser queimado pelo fogo comum. (os outros 15% são de sentir ardencia, ou adquirir queimaduras leves de 1º grau).
Dano: Nenhum

Nível 50
Nome do poder: Cura Lunar IV
Descrição: Ao ser exposta à luz da lua, Emmanuelle se sente revigorada e passa a recuperar, lentamente, parte do HP e da MP. (Uma vez a cada cinco turnos)
Gasto de Mp: Nenhum.
Gasto de Hp: Nenhum.
Bônus: 60 de HP e MP.
Dano: Nenhum.
Ativos:

Benção: Guardiã de Delfos
Descrição: A caçadora de Ártemis não se importou em momento algum em morrer por sua irmã se colocando em risco ao enfrentar um titã ou jogar-se em frente de uma arma mortal para salvar a vida de uma deusa. Sua bravura também despertou a lealdade de uma das pedras, a tornando a terceira dos quatro guardiões de delfos. Como presente, a jovem ganhou um par de asas brancas, semelhantes ás de um anjo que ficam ocultas em suas costas até que a semideusa precise ou deseje usa-las. Tais asas emitem um brilho azulado quando são libertadas, fazendo os inimigos temerem seu poder, são longas e afiadas, podendo resistir e proteger a semideusas de perigos que aparecem ao seu redor. São asas protetoras, que quando curvadas formam um escudo em frente a semideusa e podem protege-las de alguns físicos, mágicos e elementais. Permitem um voo limpo e a deixam mais rápida. Contudo, quando usadas em excesso podem acabar falhando e se retraindo, afinal, gastam energia continua da semideusa.
Gasto de MP: 80 MP por turno usado.
Gasto de HP: Nenhum
Bônus: +20% de velocidade. Podem proteger e repelir ataques, diminuindo sua intensidade e dano em 30%.
Dano: O brilho das asas pode causar incomodo aos olhos dos inimigos (ardência), retirando 10 HP daqueles que olharem diretamente para ela.
Extra: Nenhum.

Nível 50
Nome do poder: Punição
Descrição: Emmanuelle conviveu nas florestas, é amiga de animais e plantas e, portanto, também os conhece, bem como seus dons e seus segredos. Artémis podia transformar suas caçadoras em constelações, e puni-las as fazendo virar animais, mandando suas seguidoras as perseguirem e mata-las, no caso da quebra de seu juramento. Assim como Artémis, a semideusa consegue transformar outro ser vivo em animal, como forma de puni-los por algo que a irritou. No entanto, só conseguem transforma-los em animais como lobos, aves, ou corças, animais que caçam nas florestas, iniciando sua aventura para com seus inimigos, que agora, se tornam a caça.
Gasto de Mp: 60 MP
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: Nenhum
Dano: 10 HP
Extra: A transformação dura 3 turnos, nos quais, a semideusa ganha a vantagem sobre o campo, lhe caçando em sua forma de animal.

Kyra



Emmanuelle Sophie Henz
I'M A QUEEN OF DARKNESS!!!
avatar
Emmanuelle S. Henz
Filhos de Poseidon
Filhos de Poseidon

Mensagens : 1045
Idade : 22
Localização : Seguindo em frente..

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: {Missão Consequência} Grace

Mensagem por Kevin H Kingsman em Dom Set 30, 2018 6:35 pm


Save Thalia

Filho de Apolo | 18 anos | Argonauta de Hera
Alguma coisa aqui | Outra coisa aqui | Mais outra coisa aqui


Bom, minha previsão de diversão estava se confirmando  mesmo que de forma inesperada. Invadir a área 51, um plano perfeito executado por alguém perfeito como quem vos fala? A melhor das visões que se poderia ter, sim a melhor. Fundadas na década de 30, em uma época que talvez a família Kingsman nem existisse ainda, aquela base era consideravelmente grande, terrenos planos no interior e cercada por vários ''terrenos elevados'' um ambiente perfeito para um belo tiro de arco, muito sangue estava por vir, amém!

Juro que sempre tinha sonhado em invadir a área 51 e sair com algumas armas alienígenas e dominar o planeta, tipo Pink e o Cérebro. A base militar mais famosa do planeta era na verdade um centro de pesquisa de semideuses, então nós somos os Aliens? Que grande clichê, somos agora criminosos que vão quebrar com uma base do governo. Aproveitando toda a situação que se formava, entreguei um dos meus anéis não mágicos para o menino curandeiro, ele queria algum pertencente a mim caso tudo desse errado, sorri para o garoto e retornei a ouvir o que o líder da organização dizia.

▬ Soube que vocês são políticos dentro do acampamento, então usem bem essas informações para o que precisamos, o que acham?


Apenas assenti com a cabeça, olhando com certo desinteresse para o homem. Era claro que eu não queria  ser escalado para uma missão onde o carisma era o ponto chave junto de um filho de Marte, mas fazer o que (Pietro que não soubesse sobre esse meu pensamento). Sentei-me ao redor de uma mesa redonda onde fotos dos membros que estavam lá naquela noite já pousavam sobre a madeira, programação do Pub, entre outras coisas se faziam presentes, acenei para uma assistente que permanecia no outro lado da sala, ao estar próxima suficiente apenas pedi um único favor para a mesma.

▬ Me consegue um violão, princesa? Juro que vou devolver ele inteiro para você

Sorri fazendo um leve bico enquanto notava o olhar duvidoso do filho de Marte, a verdade que aquela era uma cidade onde o número de habitantes tinha triplicado por causa dos homens da seita que começaram a ocupar a base militar, estava na hora de alguém começar a pensar, e já sabíamos exatamente o que fazer.

▬ Bom, você será meu primo, vou tocar algumas músicas no bar enquanto você localiza os alvos, o resto a gente improvisa na hora, afinal seres comuns são imprevisíveis.

Após terminadas as discussões sobre como deveria ser a abordagem, adentramos em um sedã preto, um Honda Civic para ser mais exato, guiados por Falcon o líder da anti-sem sal seita com seu nome extremamente criativo quando seu codinome. Minhas armas estavam no banco de trás do carro caso fossem necessárias, no entanto eu apenas queria fazer a ação de forma que não houvessem lutas, indispor-me para um alvo tão fácil era tedioso. Já no estacionamento tomei a frente no caminho até o interior do estabelecimento, direcionando-me até a recepcionista que parecia ser uma daquelas mãe que mimam os filhos, um sorriso doce e uma face surrada.

▬ Boa noite madame, eu sou um músico que está de passagem por sua cidade, queria saber se posso compartilhar o palco com seus músicos, uma ou duas músicas somente.

Minha beleza natural atrelada ao carisma que sempre tive pareceram penetrar fundo na anciã, deixando-a offline durante alguns segundos. Mesmo com a ''queda do servidor'' recebi uma resposta positiva, o recinto era rústico, paredes de madeira bruta, mesas redondas para 4 pessoas, e uma enorme bancada ao redor da copa, onde serviam todas aquelas bebidas fortes. Servi-me com apenas uma garrafa de Budweiser, enquanto me preparava para tocar,  My Way de Elvis Presley, todo cidadão americano amava o simbolo que o homem foi, então nada melhor do que tocar algo assim.


''And now, the end is near
And so I face the final curtain
My friend, I'll say it clear
I'll state my case, of which I'm certain
I've lived a life that's full
I've traveled each and every highway
Oh, and more, much more than this
I did it my way...''

Enquanto cantava em um tom leve e sucinto usando toda minha extensão vocal, analisava os meus arredores, alguns velhinhos choramingavam ao lembrar do rei, outros apenas viajavam ouvindo o som que eu proferia. O filho de Marte sentou ao lado dos dois alvos e eu consegui notar a distância que mesmo sendo um bom diplomata, relações cotidianas não era o forte de toda a prole do deus da guerra.

Os homens que estavam à mesa com o senador riam e pareciam descontraídos, mas sabe o que faltava? Uma amizade verdadeira de 3 segundos, e você que esta lendo perguntaria como funciona isso? Irei explicar rapidamente.

O homem sorridente vestia uma camiseta do Denver Nuggets, qual a arte que mais une as pessoas?  Sim, o esporte, fácil a resposta, em minha infância sempre tive participação ativa em todos os esportes antes de ser levado ao Acampamento Meio-Sangue, minha família é origem de esportistas de elite, saber sobre todos os times da NFL, NBA, MLB era o mínimo que eu poderia fazer.

▬ Muito obrigado pela atenção de todos, deixo o palco agora para o Richard▬ fiz uma leve reverência ao público e dirigi-me até a mesa onde eles estavam conversando▬ Não me diga que temos um torcedor do Nuggets aqui?!

O homem me olhou surpreso como se tivesse encontrado água em meio ao deserto de Nevada-- Não vai nem cumprimentar um irmão de coração?-- sorri estendendo a mão até perto dele, que levantou e me deu um abraço, quase fiquei bêbado com o cheiro de álcool do mesmo, mas ainda assim sorri e dei risada da situação.

▬ Caaaara, você nem sabe como eu fiquei feliz de ter alguém que torça para o mesmo time que eu!


▬ Pois é, espero que nosso time com o Isaiah agora tome um rumo, não da mais para perder jogos bobos...

Fiz uma cara triste e logo fui confortado pelo homem, ele concordava na situação do clube, mas tinha esperança que um dia o Denver iria retornar. Nunca tive um clube de coração, mas sempre notei uma afeição diferente para clubes de menor expressão, queria que um dia a NBA fosse vencida por clubes diferentes e não somente pelos mesmos.

Não bebi muito, apenas uma garrafinha de cerveja, não queria estragar minha voz com bebidas geladas, e também precisava cumprir meu objetivo, já que os outros membros do grupo tinham ido afastar alguns monstros de nós. O outro homem  que parecia estar desconfiado anteriormente agora tinha se soltado completamente, minha aura de bom humor sempre contagiava as pessoas ao redor, como era ótimo ser filho de Apolo.

''▬ Cavalheiros, a conversa está ótima, mas eu preciso ir para casa. Minha esposa vai me encher o saco quando chegar ainda▬''


Nesse exato momento detectei a mentira vindo do homem, ele não tinha esposa nenhuma, uma mentira descarada, em um pensamento ágil Daron convidou-o para dividir um táxi, nada me restou se não ajudá-lo, agora era o momento crítico de nossa missão.

▬Vamos dividir um táxi sim, tudo está muito caro ultimamente, vamos lá irmão! ▬ dei um tapinha no ombro dele dando o melhor sorriso que poderia, instintivamente ele aceitou o convite, levado pelo álcool e os semideuses que o estavam fazendo de bobo.

Quando saímos do PUB Falcon entendeu a mensagem e aproximou o carro e ali adentramos,  iniciando um trajeto normal, deixamos o amigo que fora ao banheiro, conversando com uma garota, certamente a bebida estava falando mais alto do que o homem. Os primeiros minutos de viagem foi tranquilo, toda a situação também se desfazendo quando o carro dobrou a direita, Daron decidiu agir, tentando apagar o homem com algum tipo de magia? Mesmo que o choque fosse a queima-roupa ainda assim tive que desferir um soco no queixo do homem para colocá-lo em estado ''offline''.

▬Que cara chato, e mentiroso▬  sorri para Falcon enquanto nos dirigíamos para a base onde nosso centro de operações fora montado.

(...)

O restante da noite foi em uma sala de interrogatório. Decidi por não envolver-me, pois não sou bonzinho, esse homem iria se tornar picadinho de mortal em minhas mãos, isso seria deveras ruim para ele e para nosso grupo de inteligência. Por alguns minutos observei Daron pressionar o homem com o soro da verdade em funcionamento, a senha fora descoberta, junto de algumas outras informações, uma noite longa e meio tediosa, mas nada que não pudesse ser superada com uma diversão diferenciada com alguma das militares. Brincadeira.

A melhor parte foi observar o rosto do homem revelar tantos tipos de emoções que nem mesmo imaginei existirem, o que um  soro podia fazer com as pessoas era repugnante. Imaginei por um momento o quanto a semideusa poderia estar sofrendo, isso me instigou mais raiva ainda, fazendo que eu cerrasse os punhos e desse um soco sobre uma mesa.

▬Então, acho melhor você abrir o bico, ou quer que eu arranque ele?

O silêncio se fez presente por alguns segundos, quando o homem começou a soltar outras informações necessárias, e assim passamos a noite, em um looping eterno de perguntas e respostas, sem descanso e sem pausa, era vencer ou morrer.

passivas:
Nome do poder: Discernir mentiras
Descrição: Assim como Hera/Juno não era enganada sequer pelo rei do Olimpo, reconhecendo suas mentiras e desmascarando-as, os argonautas também não podem ser facilmente enganados e reconhecem as mentiras facilmente.
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: Nenhum
Dano: Nenhum
Extra: É difícil mentir para um argonauta. Com o uso desta habilidade, o narrador pode dizer que o adversário gaguejou ou desviou o olhar, denunciando a mentira.

Nível 12
Nome do poder: Carisma
Descrição: Hera/Juno não se manteve no trono apenas por ser um rosto bonito ou por seu casamento, mas também por saber manter relações e conquistar seus objetivos sutilmente. Apesar de seus erros, seus acertos também lhe tornaram dotada de carisma - algo necessário para se conseguir o que quer. Da mesma forma, os argonautas sabem que não é apenas na força do braço que se consegue as coisas, mas também com um pouco de bom jeito com as palavras e a maneira adequada de lidar com as pessoas, o que também lhes dota de carisma.
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: +5% de manipulação
Dano: Nenhum

Nível 1
Nome do poder: Aura Real
Descrição: Sendo seguidor de Hera/Juno, a rainha do Olimpo e dos céus, o argonauta tem uma aura real que o iguala à alta nobreza, tendo uma presença forte e imponente.
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: Nenhum
Dano: Nenhum

Nível 2
Nome do poder: Beleza Real
Descrição: A mais bela do Olimpo pode ser Afrodite/Vênus, mas a beleza de Hera/Juno também sempre foi de chamar atenção - tanto que atraiu o rei dos céus. A deusa do casamento possui uma beleza mais madura, que não a permite ser subestimada, e tal característica também é transmitida aos seus seguidores.
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: Os argonautas têm uma beleza chamativa, madura, mas não são subestimados por causa dela.
Dano: Nenhum


Nível 3
Nome do poder: Beleza Divina
Descrição: Filhos de Apolo/Febo são naturalmente belos podendo inclusive deixar os oponentes confusos e atordoado com sua beleza, os reflexos do adversário ficam mais lentos por alguns poucos segundos dando chance ao filho de Apolo/Febo de atacar. Serve apenas como distração, e semideuses imunes a charme, ou beleza, não serão afetados por esse poder.
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: O adversário pode hesitar por quase 20 segundos, e te dar chance de atacar.
Dano: Nenhum
Nível 15
Nome do poder: Músico II
Descrição: Com esse poder o semideus será capaz de aprender a tocar qualquer instrumento, e usar a voz como uma aliada. Sua habilidade aumentou ainda mais, e seu chame como musico é quase perfeito, com isso, a potência de sua voz, e a habilidade com os instrumentos se aprimoraram, o que lhe torna ainda mais imbatível.
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: Nenhum
Dano: +15% de dano em poderes ativos que usem a voz, ou armamentos - instrumentos de encanto - manejados pelo semideus.

Nível 8
Nome do poder: Persuasão
Descrição: Apolo/Febo é um deus naturalmente bonito, e o chame do deus é passado para os filhos com uma precisão impressionante. Persuasão é o poder que permite ao semideus – através de palavras e gestos – conquistar as pessoas com mais facilidade, isso faz com que elas queiram ceder a você, ou sintam uma imensa vontade de te ajudar, mesmo sem saber exatamente o porquê. Basta um sorriso, um olhar, e as palavras certas, você é certamente um conquistador nato, e as pessoas acabam gostando de você.
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: +25% de chance de conseguir alguma informação
Dano: Nenhum








itens:
• Arrows [Anel feito de aço que foi purificado por uma vestal com uma pequena rubi em forma de coração. | Efeito 1: Dá ao usuário o dom de criar flechas, não físicas, feitas de energia. Gasta-se 20 de MP por flecha e só é permitida a criação de duas por utilização. | Obs: Não cria o arco, apenas as flechas | Efeito 2: Não enferruja, infecciona ou causa irritação. | Dano base: 30 de HP por flecha | Aço Purificado | Sem espaço para gemas | Sigma | Status: 100% sem danos | Comprado no F&S Joia Rara] .

• Elmo Real [ Um elmo de batalha em ouro imperial e entalhe de um pavão. O interior é acolchoado para promover um encaixe perfeito e confortável. O penacho sobre o elmo tem uma cor individual a cada argonauta, facilitando a identificação de cada integrante do grupo em campo de batalha. Cor: (Laranja) | Efeito 1: O elmo assume a forma de um acessório de cabelo escolhido pelo Argonauta, facilitando seu transporte e ativação. | Efeito 2: Além de conferir a proteção física, o elmo também pode ativar uma cúpula que fornece proteção mental e mágica durante dois turnos. | Efeito 3: Quando ativo, o elmo permite a comunicação entre os Argonautas. | Resistência Alfa | Espaço para uma gema | Status: 100%, sem danos | Mágico | Presente de reclamação dos Argonautas de Hera/Juno ]

• Arsenal [Anel brilhante com uma pedra preciosa, esbranquiçada e minúscula em seu centro | Aço | . Possui o efeito de alterar uma arma, mudando assim sua forma, detalhes, e qualquer outra coisa que o portador desejar, desde que as alterações sejam apenas físicas. Ou seja, utilizando o efeito do anel, é possível transformar uma lança em uma espada ou faca, ou qualquer outro item de ataque. Um escudo circular pode ser transformado em um broquel, ou um escudo de corpo. Os materiais dos itens podem ser alterados, mas seus efeitos sempre serão os mesmos (exemplo: uma espada elétrica ainda causaria dano por eletricidade se transformada em uma lança) | Não possui espaços para gemas | Comum | Resistência: Sigma | Status: 100%, sem danos | Comum | Comprado na loja ]

Arco Superior [Um arco de bronze celestial com escritos em ouro imperial. Sua corda é mais resistente que o comum, e suas flechas(30 unidades) – também feitas de bronze celestial – tem a ponta um pouco mais fina. | Efeitos: Metade das flechas presentes nesse arco foram impregnadas com veneno, o que faz com que aqueles que forem perfurados pela ponta de tais flechas, sofram hemorragia constante enquanto o veneno estiver presente na corrente sanguínea. A outra metade foi banhada em elixir de prometeu e selada com a runa Naudhiz o que faz com que elas se incendeiem assim que deixam o arco, soltando pequenas labaredas de fogo que causam queimaduras pequenas. | Material do arco: BC e Ouro Imperial; material das flechas: madeira e BC | Espaço para uma gema | Beta | Status: 100%, sem danos | Mágico | Encantado por Pandora, comprado no Pandevie Magie]

Aljava mágica [Uma aljava feita de couro escuro, com capacidade de 30 flechas. Essas flechas foram previamente encantadas, possuindo propriedades mágicas. 15 flechas são feitas de bronze celestial e as outras 15 são feitas de ferro estígio | Efeito 1: A aljava depois de esvaziada, ou seja, quando as flechas acabam, leva 1 turno para ser preenchida novamente com 15 flechas. Ao todo, são 2 turnos para que a aljava esteja completa com as 30 flechas | Efeito 2: As flechas de ferro estígio estão encantadas com runas de fogo, conferindo dano de fogo e chance de +20% de dano se atingir um ponto crítico. As flechas de bronze celestial estão encantadas com runas de ar, as tornando mais afiadas e rápidas, atingindo o dobro de distância que uma flecha comum atingiria, além de chance de +20% de dano se atingir um ponto crítico. | Madeira, couro, ferro estígio e bronze celestial | Um espaço para gema | Beta | Status 100%, sem danos. | Mágico | Comprado no Pandevie Magie]


[/color]


Nothing is more powerful than the sun


avatar
Kevin H Kingsman
Argonautas de Hera/Juno
Argonautas de Hera/Juno

Mensagens : 143

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: {Missão Consequência} Grace

Mensagem por Bae Zoey em Dom Set 30, 2018 9:52 pm

fighting for Thalia
A infelicidade nas feições de Ártemis era bastante clara, mas, apesar de 90% daquele grupo ser formado por homens, uma coisa eu sabia que enchia seus olhos de felicidade durante aquele momento de crise, Emmanuelle. As instruções somente foram passadas quando um número aceitável de semideuses apareceram para se unir à missão, e então, atrapalhando a explicação da Deusa, uma voz feminina bastante conhecida para mim, se faz presente. Hécate.

Eu já havia passado por uma experiência parecida alguns meses atrás com relação à Seita, e já era de meu conhecimento que tal Deusa era a responsável pela “anti-seita”, mantendo a expressão intacta de preocupação, concordo com a cabeça, aquele nome era realmente ridículo, merecíamos mais. Olho para Ártemis brevemente enquanto a interação entre as duas continua, apesar do leve tom de humor, ainda era claro a dimensão do perigo. Agora eu estava entregue à Hécate, deveria obedecê-la e seguir suas instruções. As divindades enfim se separam e o grupo é instruído a desistir agora ou enfrentar a situação de frente com a abertura de um portal mágico repleto de runas, uma tentação para eu que tenho tamanha ligação com a magia.

Enquanto eu avançava para o portal, minha garganta se fecha com um mau presságio mais uma vez, a vontade de chorar era quase inevitável, mas eu tinha que me manter estável, não seria conveniente agora, me render ao sentimento de culpa extrema que me inundava. Eu já havia estado em uma das bases da “anti-seita”, e aquela de forma geral era idêntica, porém, muito mais organizada e movimentada. Haviam mais pessoas usando uniformes do que havia na primeira e também, a sala que éramos levados para era muito melhor equipada e tecnológica.

No local somos apresentados à um homem de cabelos encaracolados nomeado por Hécate de Falcon, novamente a citação de que o nome “anti-seita” era um pouco brega demais, de certa forma me fazia querer sugerir alguma coisa. Pensaria quando tivesse algum tempo. Presto atenção nas instruções, parte crucial para a formulação do plano de forma geral e integral. Segundo o que Falcon disse, a famosa Área 51 era nosso alvo, era de conhecimento geral sua fama e as várias teorias da conspiração a respeito dela, nunca fora minha parte preferida da história dos Estados Unidos, mas não era algo a se ignorar, especialmente quando a própria Ártemis mantinha um certo respeito e temor em passar até em uma distância máxima da área.

A ideia de a sede da Seita estar localizada na área 51 não foi nada comparado ao que seguiu esta informação. Havia um acordo entre humanos e monstros de “boa convivência” em que os monstros tinham permissão para se alimentarem de semideuses em troca de paz para estabelecerem seu posto de gasolina. Era assustador pensar que tal tipo de acordo realmente existia, mas mesmo assim o nível de desafio e dificuldade não vinha em sua maior parte pelos monstros, mas sim, pelos humanos muito provavelmente membros da Seita.

Sequer reparei que Hécate já havia deixado a sala, permanecendo de olhos e ouvidos atentos à ideias trazidas por cada um dos semideuses. Em minha mente, eu tentava organizar como as coisas aconteceriam, quais os grupos que melhor ficariam juntos após breve apresentação de todos que compunham a equipe. Tínhamos menos de duas horas agora para colocar todo o plano em prática e os desafios eram simplesmente gigantes. Manu havia tomado a iniciativa de estudar o mapa da cidade, enquanto o asiático sugeria um nome para a “Anti-seita”, “Ordem da Fênix” era a proposta. Ouvindo a explicação do mesmo mantendo a expressão sem emoção, apenas ouço as opiniões gerais, como líder eu era péssima para falar, preferia ouvir. Por mais que eu achasse que apenas Ordem era o suficiente, o resto do grupo concordou que o nome composto era o mais legal, porém, sequer expresso minha opinião a respeito.

Em um momento de “liberdade” antes de seguirmos para o local onde a missão aconteceria, após decidir quem enfrentaria a Seita e quem partiria para os monstros, me aproximo de Emmanuelle para um pedido um tanto incomum, mas que estava me preocupando. Não tínhamos intimidade alguma, porém, eu sentia que precisava dos conselhos da ex-caçadora, afinal, o cargo que eu havia assumido era o mesmo que ela havia deixado à um tempo, e com Thalia sequestrada, eu não tinha nenhuma referência. — Você precisa confiar em você mesma, Zoey.— Ela fazia uma pausa dando um pequeno sorriso, a situação não era a melhor, mas ela tinha conhecimento, sem dúvidas. — Mas acima de tudo, confie no grupo em que você está, por mais que não conheça as pessoas. Sabe, a desconfiança pode arruinar tudo. — Ouvindo com atenção cada uma das palavras, faço que sim com a cabeça brevemente, sabia que ela tinha razão e eu também sabia que a confiança em mim mesma estava faltando.

— Obrigada, Manu, e... — Mordendo os lábios nervosamente, engulo em seco e respiro fundo, assumindo a responsabilidade por tudo o que acontecer com cada um dos semideuses que se uniram ao propósito. — Darei a minha vida para salvar Thalia, se preciso for. —  A reação é o que me surpreende de verdade, ela me entrega dois de seus itens, um arco e uma caneta. A explicação sobre o funcionamento de cada um  seguia logo depois e então, a formação mais detalhada do plano acontece. Meu objetivo era fazer com que Kalel ganhe mais força em seus poderes e que ele surtam mais efeito, dando oportunidades para ataques mais efetivos e potentes nos ciclopes que nos aguardavam. O que me preocupava agora era somente a quantidade deles.

(...)

O caminho até o famoso posto de gasolina da cidade, o maior deles e também, o único que tinha como gerentes, monstros, foi tão tranquilo quanto eu poderia sequer imaginar. Apesar do nervosismo controlado que eu sentia, a excitação por me colocar na posição de apoio me tomava e a vontade de acabar com aquelas criaturas nojentas somente aumentava, especialmente quando me lembro do acordo que eles tinham com os humanos. Fazendo parte do grupo de cinco pessoas, não perdi muito tempo com conversas alheias, apenas o máximo necessário para que tudo estivesse dentro dos conformes, passando a fazer o que Manu havia me indicado, confiar naqueles que eu não conhecia. Eu já tinha feito isso duas vezes, por que não agora?

— São apenas dois. Não estou gostando disso mas não podemos recuar agora.. — Ouço a filha de Poseidon nos informar antes de se levantar do nosso esconderijo secreto inicial, a primeira parte do plano, então, começa. Mentalmente lanço o feitiço “fortuna” no grupo todo, olhando cada um com atenção, enquanto Emmanuelle e Kalel, se preparavam para entrarem na loja de conveniência do posto, quando assentindo para Uriel e Taehoon, os dois outros semideuses que acabaram ficando comigo, aviso que estaria me posicionando para o ataque. — Se lembram do plano, certo? Só não se machuquem muito. — Havia preocupação na minha voz, e eu odiava isso, realmente odiava me preocupar com as pessoas, especialmente com aquelas do sexo masculino, mas eu não tinha como evitar.

Atenta com a movimentação tanto do lado de fora, quanto na parte de dentro do estabelecimento, baixo, sussurro um poder que revelaria qualquer tipo de armadilha mágica que se possa encontrar naquele lugar, não queria que ninguém se ferisse sem necessidade. — Veneficia. — Permaneço observando o ambiente todo atrás de possíveis armadilhas, mas não encontro nada em lugar algum. Finalmente, assumo minha nova posição, deixando Shin e Uriel para trás, cada um assumiria a sua própria e o plano se seguiria conforme o combinado.

Ou não exatamente como foi previsto.

Vejo Kalel e Manu sairem correndo pela porta de vidro, seguidos por dois ciclopes extremamente bravos, realmente furiosos. Rapidamente me posiciono atrás da caixa de correio grande o suficiente para me manter escondida, mantendo o arco em boa posição para atacar sem denunciar minha localização. Kalel lutava com o ciclope arduamente, meus olhos se dirigiam até onde Uriel estaria, estava pronta para começar com aquela batalha também. Minha mira evitava a todo custo o filho de Zeus, querendo acertar o nosso ciclope inimigo nos braços assim que um golpe era desferido contra o outro semideus.

Shin, por sua vez, já havia atravessado sorrateiramente o campo inimigo, adentrando a loja, agora com alguns danos pela batalha inicial, rapidamente. Minha primeira flecha é lançada e por pouco, Kalel não é atingido no braço por esta, que acerta o ciclope em um de seus ombros, fazendo com que o sangramento fosse intenso logo de início. Ponto estratégico para mobilizá-lo. Pouco a pouco, minha dupla consegue fazer com que o monstro se virasse de costas para mim, sinal claro para o início do meu próximo ataque. Rapidamente, pego a caneta que Manu havia me entregado antes e desenho uma gota de água no arco, as próximas flechas agora, seriam as principais causadoras de dano junto com os poderes elementares do semideus.

Ao segurar a flecha, sinto-a molhada em minhas mãos, algo totalmente novo para mim. Miro no meio da coluna do monstro, e respirando fundo para o posicionamento correto da flecha, solto-a, me certificando de que ninguém entraria no meio e reverteria o caminho da flecha. Assim que ela atinge o monstro, além do sangue que imediatamente escorria pelo buraco recém feito, água começa a envolvê-lo por completo, molhando suas roupas, seus cabelos e especialmente sua grossa pele. Nosso plano havia sido um sucesso até então.

Mas quando o guardião ergue sua espada contra o gigante, este ameaça a dar um passo para frente e escorrega na poça de água que havia se formado com o efeito da flecha, chutando Kalel para longe, o que me fez ficar pronta para avançar com mais uma flecha de água. Miro direto na nuca do, ainda atormentado pela queda, ciclope, acertando-o em cheio entre as suas balançadas para frente e para trás quase hipnoticamente. O semideus que eu acompanhava estava caído contra uma parede, aquilo seria distração o suficiente para ele começar a tentar se levantar e procurar a origem daquelas flechas todas.

Enquanto o ciclope olhava para trás agustiado pelo efeito das três flechas que o faziam perder sangue constantemente, finalmente seu olho se encontra com os meus, que se arregalam e então, me posiciono para mirar mais uma flecha no meio de sua testa.  Puxo a flecha deixando tudo bem posicionado, respiro fundo e solto-a quando me contento com a direção que ela iria. A flecha mais uma vez acerta o monstro no local esperado e para completar o golpe, Kalel surge detrás da criatura agora cega e enfia sua espada com propriedades elétricas na parte interna do ombro, cravando-a fundo o suficiente para que o monstro comece a se desintegrar.

Do outro lado, a batalha entre Emmanuelle e Uriel e o próprio ciclope continuava, tínhamos que aguardar Taehoon deixar a loja para podermos nos reunir. Preocupada com a situação do filho de Quione, inquieta corro até Kalel e me mantenho próxima da entrada para a loja de conveniência. — Você está bem? —Pergunto à minha dupla realmente preocupada, olhando nervosamente pelo vidro atrás do outro garoto, não deixaria ninguém para trás. Suspiro aliviada quando de uma das estantes o garoto asiático aparece com uma espécie de caixa em mãos. — Finalmente. — Solto o ar pelos lábios e confiro a situação de Kalel que mesmo dizendo que estava bem, ainda me deixava preocupada. Agradeço baixo pelo elogio, odiava quando pessoas me elogiavam, mas tinha que admitir que ele estava certo, minha mira enquanto caçadora era realmente muito boa.

— Teremos uma batalha ainda maior nos esperando, vamos trabalhar juntos para fazer isso funcionar. — Dando pela primeira vez, um breve sorriso ao garoto, espero Shin se juntar conosco para podermos nos unir com Uriel e Manu que finalmente terminavam com a própria batalha. Precisávamos agora somente voltar para a base da Ordem da Fênix e nos encontrar com Kevin e Daron, estava preocupada com eles também, sabia o quanto a Seita poderia surpreender, e sabia também, que arrancar informações deles não seria nada fácil.


FPA Bae Zoey

TRADUÇÕES:

“Frase na língua original” = Tradução

Vestindo

Itens:
Recebidos de Emmanuelle para propósitos únicos desta parte da missão:
• ♛Weapon Blood♛: [Trata-se de um arco de material avermelhado, indestrutível. Este possui entalhes de flocos de neve por toda a sua extensão. A aljava da arma é de couro e suas flechas são realmente poderosas. Suas pontas possuem um veneno que faz com que o local afetado por esta perca mais sangue do que perderia em um ataque comum. No topo do arco encontra-se um pequeno topázio roxo, dentro dele está escrito: Emmanuelle | Efeito 1: O veneno provoca sangramento durante três turnos, retirando +20 HP a cada turno. | Berilo vermelho Abençoado | Espaço para duas gemas | Alfa Prime | Status: 100% Sem danos |Épico | Dano base: 50 | Evento: Campeonato dos Gladiadores]

• Ônix encantado [Lápis que quando usado em armas da a ela propriedades magicas por dois turnos, cada desenho dará a arma um diferente poder. Desenhe uma folha e terá uma ventania, desenhe uma gota e terá agua, uma chama trará o fogo. Tal lápis só pode dar vida aos quatro elementos básicos naturais sendo ele (agua, terra, fogo e ar).| Efeito 1: Ao desenhar símbolos do elemento básico sobre uma arma, essa ganha propriedades para conduzir os elementos por até dois turnos, aumentando seu dano em +40. Contudo, só consegue utilizar o lápis para desenhar um único elemento por vez e após o primeiro uso, ele precisa de três turnos para recarregar antes de ser utilizado novamente. | Desconhecido | Sem espaço para gemas | Beta | Status: 100% Sem danos | Mágico | Evento]

Mochila-Carteira [Trata-se de uma mochila que assume qualquer coloração que o usuário desejar, podendo comportar até duas armas médias, como espadas e duas adagas. Caso o semideus opte por carregar itens de cura ou similares a mochila irá comportar até quatro desses itens. | Efeito 1: A mochila diminui de tamanho, passando a ser uma pequena carteira de bolso. Mas você deve desativar o efeito caso queira pegar suas armas de volta. | Tecido mágico | Resistência Beta | Sem espaço para gemas | 100% sem danos | Evento de Natal 2017]

Dentro da Mochila:
Faca de Bronze Celestial [ Uma faca de lâmina curta - cerca de 10 cm - com cabo em madeira envolvido em couro para tornar o manuseio melhor. | Não produz feridas em mortais. | Bronze celestial, madeira e couro. | Sem espaço para gemas. | Alfa. | Status 100%, sem danos. | Comum. | Nível 1. | Item inicial. ]

Blood Magic [Uma caneta aparentemente comum, porém de aparência elegante. Porém essa caneta não funciona com tinta normal, mas apenas com sangue. Para encher o tubo, é preciso encostar a ponta da caneta em um pequeno machucado ou qualquer fonte do sangue a ser usado. Sua grafia varia de acordo com o desejo do dono, podendo ser mais forte e assim usando mais da tinta sangrenta, ou mais fina e delicada. Feita basicamente de arambarium - metal que conduz magia com mais facilidade – e ouro compondo todos os detalhes. | Efeito: Ela tem o efeito de sempre retornar ao dono depois de algum tempo. Foi encantada para criar runas mais duradouras, e com uma intensidade 10% maior do que de uma runa original, além disso, a caneta diminui o gasto de MP em 50%, e da choques em qualquer um que tentar rouba-la. A caneta possui sangue suficiente para a criação de até 10 runas, depois disso precisa ser recarregada novamente. | Arambarium e Ouro | Resistência: Beta | Status: 100%, sem danos | Mágica | Comprado no Pandevie Magie]

• Energizador [ Uma garrafa de vidro contendo um líquido amarelo, com aparência semelhante a de suco de abacaxi. | O líquido é feito de uma mistura com água de coco e pó de dente de leão, sendo capaz de fazer quem o ingere recuperar até 100 de MP.  | Água de coco e Pó de dente de leão. | Sem espaço para gemas. | Gama. | Status: 2/2 | Mágico. | Some da mochila após uso | Underworld's Poisons.]

• Arsenal [Anel brilhante com uma pedra preciosa, esbranquiçada e minúscula em seu centro | Aço | . Possui o efeito de alterar uma arma, mudando assim sua forma, detalhes, e qualquer outra coisa que o portador desejar, desde que as alterações sejam apenas físicas. Ou seja, utilizando o efeito do anel, é possível transformar uma lança em uma espada ou faca, ou qualquer outro item de ataque. Um escudo circular pode ser transformado em um broquel, ou um escudo de corpo. Os materiais dos itens podem ser alterados, mas seus efeitos sempre serão os mesmos (exemplo: uma espada elétrica ainda causaria dano por eletricidade se transformada em uma lança) | Não possui espaços para gemas | Comum | Resistência: Sigma | Status: 100%, sem danos | Comum | Comprado na loja ].

• Cajado [Aparenta ser um pedaço de madeira velha, levemente curvado na ponta e segurando uma pedra azulada como a lua. |Efeito 1: Sua aparência pode ser alterada e o cajado pode ser transformado em um bastão de Arambarium que amplia os poderes do portador de magia em +25%, dando um dano 25% maior ao realizar feitiços usando esse bastão como canalizador. | Efeito 2: Transforma-se em um brinco de perola. | Arambarium | Rubra: Absorve 30% de qualquer ataque mágico lançado contra o portador. | Beta | Status: 100% sem danos | Mágico | Arsenal do Acampamento]

• Anel [ Feito de um material negro que emite um brilho delicado em cores que variam de acordo com o grupo. O símbolo entalhado no anel é a representação do grupo que o semideus comanda, além disso o nome deste está gravado na parte de dentro. | Efeito: Quando o semideus entra em batalha usando o anel faz com que seus subordinados ganhem mais foco e seus comandos mais claros, criando +20% de motivação para aliados no campo de batalha. | Desconhecido. | Sem espaço para gemas. | Beta | Status 100%, sem danos. | Comum. | Esse item não entra na contagem de itens por ser um símbolo de liderança que pode ser usado a qualquer momento |  Sistema de medalhas]

Vitesse [ Uma confortável blusa de algodão, na cor preta. | Efeito 1: A blusa é leve e agradável, além de ter um efeito mágico que melhora a velocidade do usuário em 30% | Efeito 2: O tecido não suja e não adquire manchas, permanecendo impecável e cheiroso independente das situações ao qual seja submetido | Algodão mágico | Sem espaço para gemas | Beta | Status: 100% sem danos | Comprado na Ferreli & García - Mode et style ]

Bênção:
Nome: Imortalidade
Descrição: No momento em que uma mulher junta-se a Deusa Ártemis, seu corpo jamais irá envelhecer, tornando-se resistente a doenças – como gripes, febres etc. – não mais podendo falecer por causas naturais (doenças) ou velhice. Entretanto, caso o voto a tal Deusa seja quebrado, a adolescente se tornará mortal novamente, ou caso a caçadora venha a sofrer um golpe fatal durante uma batalha, a mesma irá morrer. Sendo essa a única maneira e interromper a vida de uma seguidora de Ártemis. Ao sofrerem os efeitos de um veneno as caçadoras irão ter febre e ficar de cama, como se estivessem com alguma virose. No entanto não irão morrer, não importa o teor do veneno.

Habilidades Adquiridas:
Nome: Perícia em Ambidestria
Descrição: Depois de treinar, o semideus é capaz de usar ambas as mãos e pernas em combate, distribuindo força e equilíbrio necessário para já ter a mesma eficiência no uso. Será capaz de, por exemplo, usar duas armas ao mesmo tempo além de equilibrar-se mais fácil por ter ambas as pernas como dominantes.
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: +15% de força e equilíbrio.
Dano: Nenhum

Poderes Passivos:
Filha de Nyx:
Nome do poder: Visão Noturna
Descrição: Têm sua íris dilatada, aumentando o foco, e consequentemente a distância a que se pode enxergar. O personagem toma posse da concentração para que consiga perceber se há pessoas no local através de pontos cegos, sendo capazes de detectar inimigos através de suas sombras. A sombra durante a noite, torna o corpo ainda mais vulnerável, e para os filhos de Nyx/Nox ela se tinge de negro no corpo dos inimigos. Assim sendo, quando essa visão está ativa, eles conseguem detectar essa sombra, e rastrear seus inimigos, mesmo que eles estejam invisíveis.
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: Conseguirão detectar até mesmo inimigos invisíveis, desde que não estejam protegidos por uma magia, ou poder de nível superior ao seu.
Dano: Nenhum

Nome do poder: Escritos antigos
Descrição: O semideus é diretamente ligado a línguas demoníacas antigas, bem como ensinamentos bruxos, o latim – de onde provem boa parte dos feitiços – e simbologia. Podendo traduzi-las e entende-las de forma perfeita, também conseguindo falar com perfeição.
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: Isso permite ao semideus descobrir novos feitiços e poderes, e inclusive executa-los, se for preciso.
Dano: Nenhum

Nome do poder: Aliado da Noite
Descrição: Quando lutam durante a noite os filhos de Nyx/Nox ganham uma força extra de campo, que permite que suas habilidades sejam aprimoradas de uma maneira surpreendente. Os atributos de força, agilidade, esquiva, e velocidade, são melhorados.
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: +25% de força, velocidade, agilidade, e esquiva.
Dano: Nenhum

Nome do poder: Premonição
Descrição:  Quando o filho de Nyx/Nox está correndo algum risco de serem atacados ou mortos de surpresa, eles têm uma premonição, um sentimento de perigo sobre o que irá acontecer. Este sentimento o alerta e pode mantê-lo vivo, pois, permite ao personagem antecipar durante um único turno – de sua escolha – o movimento do inimigo, e bloqueá-lo. (Só pode ser usado uma vez por missão, luta ou evento).
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: Pode afirmar os movimentos do adversário durante um único turno, podendo bloqueá-los nesse mesmo turno.
Dano: Nenhum.

Nome do poder: Bom Magico IV
Descrição: Nyx/Nox sempre foi temida, seus filhos não são diferentes. Como mágicos experientes, conforme se desenvolvem, também adquirem a capacidade de sua mãe, podendo conseguir realizar feitiços mais fortes do que qualquer outro semideus, superando-os de uma maneira impressionante. Seus feitiços são precisos e certeiros, e o semideus com toda certeza se tornou um feiticeiro experiente em magia.
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: Ganha 40% de força em seus feitiços (em poderes ativos).
Dano: +20% de dano se os feitiços acertarem

Legado de Afrodite:
Nome do poder: Beleza Natural
Descrição: Os filhos da deusa do amor são campistas naturalmente bonitos e charmosos. A beleza supera a de qualquer outro semideus no acampamento, sendo algo beirando ao sobrenatural. É simplesmente indescritível. Isso faz com que inimigos e aliados acabem se distraindo por sua beleza perturbadora, ou encantados pela mesma.
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: Pode deixar o inimigo atordoado durante o primeiro turno, evitando atacar logo de cara, ou se atacar (poderes que exijam miras, ou armas com a mesma característica), irão errar o alvo. Não acertarão o filho de Afrodite/Vênus, pois, de primeira, o inimigo não saberá porque não nutre o desejo de ataca-lo.
Dano: Nenhum

Caçadora de Ártemis:
Nome do poder: Sentidos Aguçados
Descrição: Os sentidos são essenciais em uma caçada, de maneira que, tais semideuses, ao juntarem-se a Ártemis, desenvolvem os sentidos, passando a enxergar, ouvir, sentir etc. muito bem, seja durante o dia ou durante a noite.
Gasto de Mp: Nenhum.
Gasto de Hp: Nenhum.
Bônus: +15% em todos os sentidos.
Dano: Nenhum.



Nome do poder: Habilidade de Caça
Descrição: Ao se tornarem seguidoras da Deusa da Lua as semideusas desenvolvem habilidades de caça, como observação e paciência. Podendo seguir rastros de presas estudando o ambiente e localizando pegadas, sangue etc.
Gasto de Mp: Nenhum.
Gasto de Hp: Nenhum.
Bônus: + 15% de percepção.
Dano: Nenhum.

Nome do poder: Sobrevivência
Descrição: Desde o momento que se juntaram a caçada, tais semideusas se tornam habituadas a vida em meio a florestas, passando a identificar plantas e frutas.  Podendo avaliar aspectos de grama, árvores, vegetais e ambientes que podem dar uma localização exata de onde a semideusa poderia estar.
Gasto de Mp: Nenhum.
Gasto de Hp: Nenhum.
Bônus: Nenhum.
Dano: Nenhum.

Nome do poder: Frieza em Batalha
Descrição: Ao entrarem em batalha, as caçadoras adquirem uma espécie de foco e de frieza. Podendo lutar até ser a última a tombar no campo de guerra sem se abalar por possíveis mortes de companheiras e aliados. No entanto, isso não significa que, após a batalha, a caçadora não seja atingida pela dor da perda de companheiros.
Gasto de Mp: Nenhum.
Gasto de Hp: Nenhum.
Bônus: Nenhum.
Dano: Nenhum.

Nome do poder: Conhecimento Bélico
Descrição: As caçadoras naturalmente acabam adquirindo um grande conhecimento sobre armas, sejam brancas ou de fogo.
Gasto de Mp: Nenhum.
Gasto de Hp: Nenhum.
Bônus: Nenhum.
Dano: Nenhum.

Nome do poder: Instintos
Descrição: Habituadas a vida longe de grandes cidades, as caçadoras desenvolvem ao máximo os seus instintos – que são uteis em batalhas e caçadas –, passando a pressentir quando o perigo se aproxima.
Gasto de Mp: Nenhum.
Gasto de Hp: Nenhum.
Bônus: Nenhum.
Dano: Nenhum.

Nome do poder: Influencia da Lua
Descrição: Como seguidoras da Deusa Ártemis, as caçadoras se tornam, naturalmente, ligadas a lua. De maneira que, em cada fase da lua, a caçadora demonstra determinada aptidão distinta. Como se seu corpo seguisse o calendário lunar.
Gasto de Mp: Nenhum.
Gasto de Hp: Nenhum.
Bônus: Lua nova: Período propício estudos, pesquisas, atividades em grupo, concentração, meditação, autoconhecimento, novas ideias, crescimento, expansão, emprego, etc.
Lua crescente: Magias que favoreçam desenvolvimento, crescimento, prosperidade, expansão, adiantamentos, começos, etc.
Lua cheia: Ótima para amor, fertilidade e obtenção de luz. A Lua Cheia é uma fase especial em que todo tipo de poder tem seu efeito potencializado.
Lua minguante: Momento de dissipar energias; desintegração, reflexão, exorcismos, etc. Durante a Lua Minguante não é aconselhável realizar nenhum tipo de magia relacionado a construção, amor, dinheiro, etc.
Dano: Nenhum.

Nome do poder: Resistência
Descrição: Como imortais e habituadas a movimentação extrema as caçadoras passam a desenvolver uma resistência acima da média, podendo passar mais tempo em corridas e em batalhas, sendo difícil cansa-las.
Gasto de Mp: Nenhum.
Gasto de Hp: Nenhum.
Bônus: + 30% em resistência.
Dano: Nenhum.

Nome do poder: Perícia com Arco VI.
Descrição: As Caçadoras de Ártemis possuem uma facilidade natural com o manejo de tal arma, podendo rapidamente usá-la em uma ofensiva quanto na defensiva.
Gasto de Mp: Nenhum.
Gasto de Hp: Nenhum.
Bônus: +55% de assertividade no manuseio de Arcos.
Dano: + 35 de dano ao ser acertado pela arma da semideusa, pois a precisão será mais certeira.

Poderes Ativos:
Filha de Nyx:
Feitiço: Fortuna.
Descrição: Um feitiço que trará sorte para você ou alguém que você deseje ajudar. Dura até três turnos.
Gasto de Mp: - 15 de MP por turno.
Gasto de Hp: Nenhum.
Bônus: Caso seja realizado durante a lua crescente, há uma chance de +30% de que ele funcione corretamente.
Dano: Nenhum.
Extra: Com certo treino, funciona utilizando apenas o olhar.

Feitiço: Veneficia
Descrição: Um feitiço que serve para revelar se alguma magia, armadilha mágica ou encantamento foi usado em algo presente no ambiente – ou até mesmo presente no próprio ambiente. Entretanto é necessário permanecer olhando para o ambiente afim de descobrir outras armadilhas em demais ambientes.
Gasto de Mp: 10 de MP, enquanto estiver ativo.
Gasto de Hp: Nenhum.
Bônus: Caso seja realizado durante a lua crescente, há uma chance de +30% de que ele funcione corretamente.
Dano: Nenhum.
Extra: Com certo treino, pode ser utilizado não verbalmente.


Última edição por Bae Zoey em Dom Set 30, 2018 9:53 pm, editado 1 vez(es)


starlight
look at the stars high in the sky
avatar
Bae Zoey
lider das caçadoras
lider das caçadoras

Mensagens : 379

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: {Missão Consequência} Grace

Mensagem por Kalel Levitz em Dom Set 30, 2018 9:53 pm


Arsenal:
• Faca de Bronze Celestial [ Uma faca de lâmina curta - cerca de 10 cm - com cabo em madeira envolvido em couro para tornar o manuseio melhor. | Não produz feridas em mortais. | Bronze celestial, madeira e couro. | Sem espaço para gemas. | Alfa. | Status 100%, sem danos. | Comum. | Nível 1. | Item inicial. ]

• Devoradora [Uma espada de ouro imperial pertencente a épocas passadas da legião, possuído pedras preciosas cravadas no cabo – maioria tratando-se de rubis e safiras –, sendo que o local onde fica o punho possui um revestimento de couro esbranquiçado que se encontra em um estado perfeito de conservação, se encaixando perfeitamente no punho de qualquer semideus disposto a empunhar a arma. | Efeito 1: A lâmina possuí um brilho incomum e diversas vezes recrutas da legião encarregados do arsenal alertaram sobre a mesma, falando terem visto um par de olhos na espada. A mesma emite um brilho avermelhado até mesmo no escuro, com intensidade do brilho variando de acordo com aquele que porta a arma. | Efeito 2: Tal espada pode tomar a forma de um pequeno pingente vermelho sangue, porém nem sempre a espada vai gosta de ser transformada em pingente ou vice-versa. | Ouro Imperial e pedras preciosas. | Espaço para uma gema | Beta | Status: 100% sem danos | Mágico | Arsenal do acampamento]

• Ryujin no ken [Uma armadura de exoesqueleto na cor azul e prata. Cobre o corpo inteiro do semideus, incluindo o rosto com uma espécie de capacete. Quando não está ativada em forma de armadura se transforma em uma jaqueta preta com um raio em spikes na parte traseira. Na parte das mãos possui um sistema que permite o usuário usar seus poderes ativos que dependam da mão. | Efeito de transformação: pode assumir a forma de uma jaqueta; Efeito de ligação: retorna ao dono quando perdida ou roubada | Efeito 1: Graças a runa de regeneração, a jaqueta sempre quando danificada pode ser regenerada voltando ao seu estado perfeito. | Bônus de forja: +15% de dano; bônus de FPA: +30 de dano| Vibranium | Super Alfa | Espaço para 1 gema | Dano base (com o bônus): 86 |Status: 100%, sem danos | Mágico | Forjado por Nikolaev, encantado por Farrier]

• Wo kurae [Uma katana feita de ouro imperial com espaço pra uma gema. Apesar do material ela é pintada para se parecer com a armadura, em tons de azul e prata. Se transforma em um pingente quando não estiver empunhada. Quando em forma de espada ela pode se transformar em uma lança a desejo do dono.| Efeito mecânico: vira um pingente | Efeito 1: A arma pode transformar rapidamente em uma lança de mesmo material e similar aparência, sem o custo de uma ação em uma narrativa; Efeito 2: Encantada com o elemento raio, a arma é revestida pela eletricidade sendo uma fonte de energia para o filho de Zeus, além de provocar chances de paralisia ao atingir o inimigo com a lâmina eletrificada. Dura três turnos, sendo necessário um de intervalo para usar novamente | Bônus de forja: +15% de dano; bônus de FPA: +30 de dano | Ouro Imperial | Alfa | Espaço para 1 gema | Status: 100%, sem danos | Mágico | Forjado por Nikolaev, encantado por Farrier]

• Arsenal [Anel brilhante com uma pedra preciosa, esbranquiçada e minúscula em seu centro | Aço | . Possui o efeito de alterar uma arma, mudando assim sua forma, detalhes, e qualquer outra coisa que o portador desejar, desde que as alterações sejam apenas físicas. Ou seja, utilizando o efeito do anel, é possível transformar uma lança em uma espada ou faca, ou qualquer outro item de ataque. Um escudo circular pode ser transformado em um broquel, ou um escudo de corpo. Os materiais dos itens podem ser alterados, mas seus efeitos sempre serão os mesmos (exemplo: uma espada elétrica ainda causaria dano por eletricidade se transformada em uma lança) | Não possui espaços para gemas | Comum | Resistência: Sigma | Status: 100%, sem danos | Comum | Comprado na loja ]
Poderes Ativos:
Nenhum
Poderes Passivos:
ZEUS

Nível 2
Nome do poder: Ouro Imperial
Descrição: O ouro imperial é o material perfeito para Zeus/Júpiter, o olimpo é feito de ouro, suas armas são feitas de ouro, e se duvidarmos, Zeus/Júpiter reluz em ouro. Com isso, os filhos de Zeus/Júpiter ganham um bônus de batalha ao lutarem com armas feitas de ouro imperial, pois tem facilidade em lidar com elas.
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: Quando o semideus lutar com armas feitas de ouro imperial ganha +10% de força
Dano: 5% de dano a mais se o adversário for acertado pela arma do semideus.

Nível 3
Nome do poder: Seguido
Descrição: Naturalmente a prole de Zeus/Júpiter possui uma aura de líder que faz com que os campistas e demais semideuses aliados os sigam naturalmente, esperando ordens e afins. No entanto, vale ressaltar que, dificilmente campistas de nível superior ou com grande força mental sejam afetados.
Gasto de Mp: Nenhum.
Gasto de Hp: Nenhum.
Bônus: Nenhum.
Dano: Nenhum.

Nível 4
Nome do poder: Pericia com Espadas I
Descrição: Os filhos de Zeus/Júpiter são excelentes esgrimistas, e eles aprendem a manejar uma espada com uma tremenda facilidade. Mesmo sem nunca ter pego essa arma, conseguira usa-la para estocar e se defender, mas nesse nível ainda comete erros, e dificilmente acerta pontos críticos em seu adversário, também pode acabar sendo desarmado.
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: +35% de assertividade no manuseio da espada.
Dano: + 15% de dano ao ser acertado pela arma do semideus.

Nível 9
Nome do poder: Respeito
Descrição: Por onde quer que vá o filho de Zeus/Júpiter será respeitado, seu pai é o senhor do Olimpo, o que o torna quase um príncipe na terra. Isso faz com que de certa forma o semideus empunha respeito, podendo chegar a ser temido pelos demais campistas, ou invejado. Entretanto tal poder dificilmente irá funcionar com individuos de nível elevado ou força mental forte.
Gasto de Mp: Nenhum.
Gasto de Hp: Nenhum.
Bônus: Pode fazer um inimigo hesitar durante o primeiro turno, evitando atacar diretamente.
Dano: Nenhum.

Nível 10
Nome do poder: Lider I
Descrição: Assim como os filhos de Afrodite são capazes de persuadir pela sedução, os filhos de Zeus/Júpiter tem a capacidade de convencer as mentes mais fracas a segui-los e "acatar" suas ordens graças ao talento em liderar. É, claro que há um limite, alguém certa imunidade aos controles mentais - por exemplo - não será facilmente persuadido. Sendo que dificilmente irá funcionar em um filho de Athena calmo e pleno. Entretanto poderá ter efeito caso estejam em meio a uma batalha ou sofrendo de emoções fortes.
Gasto de Mp: Nenhum.
Gasto de Hp: Nenhum.
Bônus: Nenhum.
Dano: Nenhum.

Nível 12
Nome do poder: Força I
Descrição: Zeus/Júpiter é um deus que tem uma força superior a boa parte dos outros deuses, chegando a ser comparado com Ares. Seu irmão, Hércules, era um dos semideuses mais fortes a ser conhecido, e assim como ele você adquire uma força superior a boa parte dos campistas.
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: +15% de força
Dano: +10% de Dano se o ataque do semideus atingir.

Guardião

Nível 8
Nome do poder: Contra-ataque I
Descrição: Um bom guardião não é aquele que possui apenas poderosos ataques, já que quase sempre quando se protege algo, é atacado primeiro. Aperfeiçoando suas técnicas, desenvolveram uma brutal capacidade de contra-atacar. Ao fazerem tal ato, os danos de seus ataques são melhorados, assim como sua velocidade e capacidade de movimentar o corpo agilmente.
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: 10% em velocidade e destreza ao realizar um contra-ataque.
Dano: 10% dano extra caso o contra-ataque seja efetivo.
Extra: Os bônus só funcionam em ações de contra-ataque.

Nível 12
Nome do poder: Corpo acrobático I
Descrição: As Hespérides fazem a dança das horas, no caso modificando o tempo de estadia solar de acordo com as estações. Pelos longos treinamentos e graça natural de seus corpos, os guardiões são capazes de realizar acrobacias com grande esmero, tendo mais chances de desviar através de esquivas.
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: +20% de chance de esquivar-se de um ataque.
Dano: Nenhum
FPA:
Tatuagem:
Soul Mates | in love | Duas espirais sobrepostas, uma branca - a menor - e uma roxa - a maior.| Essa tatuagem possui os três efeitos da categoria em uma só, o casal além de compartilhar sentimentos e pensamentos, terá resistência de 40% a ataques de ilusão amorosa e poderão sumonar um ao outro. | Pulso direito (Uriel); Pulso esquerdo (Kalel). | marca pequena| Permanente | Kalel&Uriel.

Kalel Levitz

First things first, I'ma say all the words inside my head

Relâmpago Marquinhos


O que aconteceu a seguir foi meio mágico para o guardião. Nunca tinha estado na presença de deuses muitos deuses, sua experiência com Hera o fazia ficar receoso quanto aquilo, contudo estava confiante com Ártemis e Hécate. A deusa da magia criou um portal logo após a outra sumir montada em um lobo, fazendo com que os semideuses presentes lá fossem teleportados para uma espécie de base.

A anti seita tinha uma base extremamente legal, visando o que Kalel entendia por bases, parecia um QG daquelas organizações de super heróis, algo estilo a Shield. Pessoas com uniformes andando para lá e para cá, um lugar fortemente armado e os semideuses eram os mutantes que estavam lá para ajudar. A explicação de Falcon, líder deles, apenas confirmava essa teoria do filho de Zeus.

Após o líder ter falado sobre o que precisavam saber, que por sinal consistia em ter que posteriormente invadir a área 51, começaram a se reunir para discutir um plano. Logo depois que resolveram por cima o que fariam, Kalel recebeu uma mensagem telepática de Uriel, avisando que já tinha terminado a emergência, que por sinal parecia ter ficado preocupado após o guardião ter o deixado ciente da situação.

”Mas eu posso te trazer pra cá... Tipo, agora!” Falou mentalmente para o seu namorado enquanto sorria de forma boba. Ele pediu tempo para que pudesse pegar as suas coisas e assim que ficou pronto, Kalel olhou para a sua tatuagem e sorriu pensando na frase que usavam para a invocação ”Nunca um...” e Uriel surgiu completando com o “sem o outro”. Ambos selaram os lábios, fazendo com que o guardião suspirasse abobalhado.

— Ok... Não temos tempo para isso. Vou te explicar o plano e nos juntaremos a eles. — Disse ficando sério. Apontou para os dois semideuses sozinhos. — Os dois ali, Daron é o senador de Nova Roma, Kevin é o embaixador do acampamento meio sangue. Eles vão sequestrar um membro da seita para ser interrogado, com a ajuda de Falcon, o líder da anti seita, que vai se chamar ordem da fênix pelo menino fica frio aí. — Ele apontou para os outros três semideuses. — Emmanuele, Zoey e Shin, o fica frio aí, vão atrás da base dos ciclopes que comem semideuses e são aliados da seita. E nós vamos ajudar. A formação consiste em quatro de nós distrairmos os ciclopes enquanto Shin rouba informações de dentro do posto de gasolina, que é a base dos monstros. — Sorriu de canto o puxando pelo braço. — Agora vamos lá, temos que terminar de organizar nosso ataque, como quem vai com quem e coisas assim.

[...]

Antes de Kalel se separar do grupo com a filha de Poseidon, Uriel o abraçou forte, pedindo para que tomasse cuidado, aquilo fez com que o semideus sorrisse todo abobalhado por alguns instantes. Mas logo ficou sério e começou a caminhar com Manu em direção do estabelecimento. Eram dois monstros e a garota falou para ele ficar com o da direita. Estava adorando aquela missão, todos estavam ajudando e sendo participativos de forma efetiva.

A garota disse que eles tinham ido lá negociar, aquela era a deixa do filho de Zeus.

— Nós sabemos quem são vocês, sobre o tratado com o prefeito. Não queremos machucar ninguém, pra ser sincero. — Ele tinha um sorriso no rosto. — Queremos fazer um acordo com vocês também, podemos chegar em algo bom para todos e nós saímos ganhando.

O discurso claramente não tinha dado certo, o da esquerda levantou, seus olhos azuis focaram a garota que murmurou para correr. O guardião avançou na direção da porta junto com sua prima divina, afinal a conversa tinha sido um fiasco e eles ganharam dois inimigos furiosos. A porta de vidro se estilhaçou fazendo um enorme barulho, assim que Kalel olhou para trás viu uma cadeira ser arremessada na direção de Manu, queria ajudá-la, mas a sua parte da missão era distrair um deles para dar tempo do fica frio aí coletar informações. O semideus correu por cerca de dez metros longe do posto.

Sua ideia inicial não era usar espadas ou até mesmo a sua armadura, queria conhecer o inimigo antes pra conseguir pensar melhor. Com toda a certeza o monstro não pensava assim, puxou a clava que estava presa em suas costas e começou a desferir vários golpes no semideus, que se esquivou de quase todos, afinal o último o acertou bem no rosto e foi seguido de um soco no mesmo local.

O guardião foi um pouco arrastado para trás, ficando levemente tonto, mas assim que sua visão voltou ao normal e focou seu adversário Kalel investiu contra ele, suas mãos desferiam socos na direção do rosto do ciclope, que conseguia defender com a sua clava. O filho de Zeus estava em um misto de estresse e determinação, que mal conseguia sentir as dores da arma contra seus braços. Ao ver que o adversário focava proteger o rosto, ele resolveu dar apenas um golpe na barriga dele, o fazendo levantar poucos centímetros do chão e arfar com dor.

Foi então que Zoey disparou uma flecha que por pouco não o acertou, acabou atingindo o ombro do monstro, um ponto bastante estratégico, o sangue começou a jorrar dali. ”Tudo milimetricamente calculado!” disse sorrindo assim que percebeu o feito da garota. Foi então que o guardião puxou seu pingente de katana e a transformou na arma real. O ciclope parecia enfurecido e era exatamente o que o semideus queria.

Kalel começou a girar lentamente, o monstro fazia o mesmo e quando ele menos percebeu ambos trocaram de lugar. A caçadora lançou uma outra flecha que molhou o ciclope por completo, desde a roupa até a pele e cabelo. O restante foi até que cômico: O seu adversário tentou correr até o guardião, contudo acabou escorregando na poça, fazendo com que suas pernas levantassem e fossem na direção do semideus, o arremessando contra uma parede.

A parede atrás do rapaz quebrou, fazendo alguns tijolos cair em sua cabeça, arfou com a dor enquanto observava Zoey acertar mais uma flecha no inimigo, exatamente na nuca. Como o semideus estava longe do monstro, ele começou a procurar pela arqueira e assim que seus olhos miraram ela o ciclope começou a se levantar para poder ir até ela.

Kalel se levantou, ainda segurando sua katana em mãos, ativou o poder elétrico dela e correu até o ciclope encharcado de água. Sua intenção era que a eletricidade o paralisa-se para que pudesse finalizá-lo. Assim que se aproximou do monstro, desferiu um golpe no ombro flechado dele, o fazendo ficar de joelhos no chão, enquanto o choque percorria seu corpo e deixava seu cabelo ouriçado. Mas assim que o golpe foi dado o ciclope simplesmente desapareceu em pó dourado.

Transformou sua katana em pingente novamente e enquanto observava a Zoey se aproximar. Sorriu de canto para ela, tentando ser simpático.  

— Muito obrigado! — Agradeceu. — Você é muito boa de mira, inclusive me salvou legal, foi uma honra ser seu companheiro nessa batalha.

Agora eles precisavam esperar Shin sair de dentro da loja enquanto seu namorado e Manu terminavam a batalha contra o outro ciclope. Zoey se aproximou do vidro da loja, procurando por ele, e assim que o viram suspiraram aliviado. Kalel não conhecia ninguém a não ser seu namorado, mas estavam juntos naquela, não iria deixar ninguém para trás, independente do que acontecesse.

Finalmente os cinco estavam juntos novamente. Kalel torcia para que tivessem dado tempo o suficiente para Daron e Kevin fazerem a parte deles. Estavam prontos para voltar a base da ordem da fênix.




Sometimes even
to breathe
is an act
of courage
avatar
Kalel Levitz
Guardiões das Hesperides
Guardiões das Hesperides

Mensagens : 169
Idade : 27
Localização : Num lugar de plantas

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: {Missão Consequência} Grace

Mensagem por Shin Tae Hoon em Dom Set 30, 2018 11:26 pm

nothing satisfies me but your soul...
Nunca fora tão difícil e torturante segurar a risada quanto estava sendo naquele exato momento, o modo como a Deusa inutilmente fingia não estar insatisfeita com a formação do grupo era hilariante. Quatro homens estar participando de uma missão para o resgate de uma caçadora se tornava a ironia do ano. Com os braços cruzados na região do peito e o corpo tombando para o lado esquerdo, Hoon ouvia atentamente as palavras de Ártemis, e o corpo do moreno se encheu de adrenalina com a citação da base do exército americano. Não poderia esperar menos de uma missão que envolveria a Seita e a “participação” de uma Deusa.

Duas, na verdade. A voz de Hécate soou repentina antes da mesma se mostrar visível diante das sombras do Central Park, capturando os olhares para si com facilidade. Era uma Deusa, afinal. – Soa péssimo. – Murmurou baixo sobre o nome do grupo. Os pequenos olhos do semideus seguiam cada passo de ambas as divinas até que restasse somente Hécate no recinto, dando um suspiro prolongado ao fitar os portais se abrindo até formar apenas um grande o suficiente para o grupo atravessar. – Deuses... Tão grandiosos. – A risada soara baixa o suficiente para que ninguém pudesse ouvir, seguindo a passos rápidos até o outro lado do portal, ignorando o discurso poético.

A base da Anti Seita era como o acampamento em momentos de intensa guerra, soldados entre rápidas movimentações de uma ponta a outra carregando armas, armaduras e outros equipamentos irreconhecível enquanto outros se empenhavam em buscar informações utilizando-se da avançada tecnologia. Uma confusão que lhes davam a sensação de estar em casa. E com passadas curtas e observando cada centímetro do lugar, a cria de Quione seguira a Deusa até uma sala específica onde parecia ocorrer a criação das principais estratégias da organização, sendo Falcon o líder apresentado. Hoon erguera a cabeça em um aceno para o rapaz e os outros dois que o acompanhava.

Com o sumiço de Hécate e a apresentação do líder feita, o semideus buscou se sentar e esticar os pés em alguma mesa ou equipamento da sala. – Sobre o nome da organização, por que não colocam Ordem da Fênix? J.K. ia ficar orgulhosa, certeza que ela aprova os semideuses. – Deu de ombros, pigarreando. – E a Fênix é um símbolo do renascimento, certo? “A esperança nunca morre”. Acho que combina, de certa forma. – Murmurou baixo, imaginando o quão patético poderia ser a ideia.

Com as informações completas sobre a localização de cada estabelecimento e a posição dos monstros, Hoon via uma oportunidade de garantir uma vantagem para o grupo, mordiscando o lábio inferior enquanto as ideias se montavam na mente. – Nesse posto provavelmente deve ter alguma loja de conveniência, certo? E como pode se tratar de uma base, que é fortemente protegida pelos ciclopes, é provável que tenha algo mais dentro. Por exemplo, uma sala de computação que colhe informação de quem entra e sai da cidade. Se me derem cobertura o suficiente, eu consigo entrar e vasculhar facilmente. – Propôs entre as diversas ideias.


Com os minutos se passando rapidamente e as ideias aflorando com tamanha eficiência, o grupo já estava preparado para agir. A ida até os arredores do posto fora simples e eficaz, dando-lhes tempo para recapitular cada ação que viria a seguir, não podendo dar espaço para qualquer possível erro. A vida dos sete dependiam do total sucesso da missão. E sim, sete. Aparentemente o filho de Zeus era capaz de invocar pessoas sabe-se lá como, às vezes ele conseguia compreender o medo dos humanos. Assim que a filha dos mares acompanhada com o esquisito que invocava pessoas saem para a lojinha de conveniência, uma pequena conversa entre o trio é iniciada.

Tudo foi falado brevemente, principalmente com acenos de cabeça e ombros encolhidos. Shin precisava esperar até que o sinal fosse dado para entrar correndo naquela loja e chegar até a tal sala de controle. Aguardou por um tempo até que o plano que aparentemente estava funcionando, começa a perder o controle. Emmanuelle e Kalel saíam correndo pela porta de vidro enquanto uma cadeira era lançada pela mesma, mantinha-se observando tudo de longe. A dupla que estava com ele durante aquele período já havia se posicionado em lugares estratégicos e diferentes do inicial, cada um indo para um lado.

O semideus corre em direção ao seu destino, desviando agilmente de alguns golpes que poderiam atingi-lo caso não tomasse cuidado, e então, somente respirando fundo aliviado por ter passado pela primeira  fase com sucesso quando pisou dentro da loja e agarrou um saquinho de M&Ms com amendoim na prateleira do balcão. Guardou o doce no bolso de sua calça e correu os olhos cuidadosamente pelo local, tentando evitar algum golpe surpresa dos monstros. Mas área limpa, tudo certo.

Procurava por portas que o levasse em direção à uma outra sala, mas nada. Passou então a estudar as prateleiras e freezers, encontrando no canto extremo da parte de trás da loja, uma fresta entre a parede e uma das prateleiras repletas de rolos papel higiênico. Utilizando a força que tinha, Shin arrastou a prateleira para frente, abrindo consequentemente, uma porta secreta que dava para um túnel escuro. – Nárnia, aqui vou eu. – Coçou a cabeça reconsiderando se era seguro fazer aquilo e depois de segundos, ouvindo a movimentação do lado de fora, correu para o local desconhecido que basicamente era uma escadaria que levava ao subsolo.

Os passos apressados não se atrapalham em momento algum, logo chegando até uma porta gigante, perfeita para o tamanho dos ciclopes. Só aquilo já era sinal o suficiente para deixá-lo preocupado. Na porta, havia outra porta, de tamanho normal, o que era um pouco confuso, mas se pensassem no contexto todo, fazia sentido. – Cuzões. – Confiante de que a entrada estava livre, apenas avança para abrir a porta, que não estava sequer trancada, confiança extrema no sistema de segurança dava nisso. Mas revelando uma surpresa não tão bem vinda assim, um filhote de ciclope.

O mini-ciclope de aparência de uma criança de dez anos, mas com fraldas e chupeta começa a chorar, esguelar, quase colocar a garganta para fora do corpo, o assustando e fazendo suas mãos irem até os ouvidos.  – CARALHO DE CRIANÇA! – Se aproxima da criatura colocando as mãos na frente do próprio corpo, fazendo um boneco de neve surgir e falando com a voz mais calma que conseguia fazer, tentando ser fofo. – Ei, tá tudo bem, olha o que o titio fez! – O boneco faz com que a criança pare de chorar aos poucos, mas enquanto tagarelava sem parar a respeito de brincar na neve, começa a derreter, tão rápido quanto foi criado, dando abertura para o mini-ciclope voltar a chorar como um idiota mimado.

Apertando a base da katana nas mãos, sem mais paciência, tira a lâmina de sua proteção que estava presa à cintura do semideus, e dando um golpe simples, mas certeiro, corta sua cabeça fora e o choro irritante se encerra no mesmo momento. O chão molhado por conta do boneco de neve derretido faz com que o filho de Quione dê um saltinho para entrar na sala seguinte, guardando a arma em seu devido lugar novamente e ficando abismado com o tamanho da prateleira que continha arquivos que não acabavam mais. Do outro lado da parede, um computador com várias telas de televisão que davam acesso à vários pontos estratégicos da cidade. Perfeito!

O primeiro passo: dar uma pane no sistema. Como fazer aquilo? Ainda não sabia. Mas talvez meter o espadão fosse uma boa ideia, ou simplesmente criar bonecos de neve que durem o suficiente para derreter e molhar toda a parte funcional do computador. Quem diria que bonecos de neve eram tão úteis? Rapidamente o semideus estuda as principais partes do sistema, viciado em jogos como era, tinha conhecimento básico do que era importante ou não para o funcionamento de um computador. Escolhendo o lugar que mais se parecia com uma CPU para colocar o primeiro boneco, e o segundo, no painel que lembrava um teclado imenso. Em pouco tempo eles derreteriam, especialmente com a temperatura daquele lugar.

Agora a segunda parte deveria ser feita, achar algo que fosse interessante e pertinente. Para a sorte de Shin, a prateleira estava toda classificada por seções desde “financeiro” até “planos para o futuro”. As caixas gigantes preenchiam todas as fileiras, mas a variação de tamanhos era bastante clara. As que estavam no topo da prateleira gigante eram, definitivamente as menores, de tamanho que um humano conseguiria assinar e ler sem ter que estender o papel como se fosse um cartaz. Precisaria escalar aquela prateleira gigante se quisesse pegar o que estava no topo dela, mas estava pronto para tudo e aquilo estava incluído no tudo.

O primeiro nível da prateleira havia sido um sucesso, fácil, simples e prático, bastante firme também. A segunda já começava a tremer um pouco, era como se o peso pequeno do próprio corpo conseguisse desestabilizar a estrutura de ferro e madeira. Parando para descansar um pouco e tomar coragem para subir mais, engoliu em seco, a distância do chão no terceiro nível já era muito maior. Não tinha como negar que Shin era uma pessoa extremamente medrosa quando se tratava de altura, definitivamente não era o lugar que ele mais queria estar naquele momento. Piscando algumas vezes ao levantar-se e seguir para o quarto e penúltimo nível, já conseguindo avistar uma caixa com letras vermelhas dizendo “CONFIDENCIAL”, das menores no topo, continua com a escalada.

Quando as mãos finalmente alcançam a caixa com sabe-se lá o que, Taehoon sente a estante tremer muito mais do que deveria, a sensação de estar caindo começa a tomar conta de todos os seus sentidos e então, agarrando a caixa firmemente nos braços e puxando-a para sair de seu lugar na estante, joga a caixa  no chão, mais próximo do computador que estava todo desconfigurado e literalmente, em pane. Se transforma em um pinguim, e antes que a prateleira atingisse o chão, começa a deslizar pela parte de trás da mesma, deslizando de cabeça pelo metal que sustentava o centro e mantendo a linha reta.

A prateleira era tão grande que cai em cima do computador e acaba quebrando-o de vez, fazendo metal e vidro se danificar e a caixa que havia jogado, se esconder entre as demais caixas e papéis. – Ih, fodeu! – Exclama assim que volta a ser humano novamente, não sendo tão afetado pelo clima por conta da queda drástica de temperatura devido ao medo sentido pela altura, nunca mais faria aquilo. Sentia o coração bater quase na boca com tanto nervosismo e desespero.

O tempo havia passado mais rápido do que imaginava e agora tinha que correr, sem tempo para pensar em recuperar o fôlego. Vasculhou pela montanha de caixas, arquivos e papéis, abusando de sua boa visão por conta do fino cristal de gelo que cobria sua íris, até que encontrou a caixa desejada, juntando alguns outros papéis e socando tudo dentro da outra caixa, até que ela não suportasse mais fechar a tampa direito. Tudo o que precisava fazer agora, era voltar para o grupo que havia deixado batalhando.

Fazendo o caminho inverso, tomando o cuidado de não ser surpreendido por nenhuma outra desventura, carrega a caixa todo desarrumado e ofegante, quase sentindo os pulmões explodirem dentro do peito. Faz questão de fechar a porta secreta antes de se unir à dupla que o aguardava na porta de entrada da loja, mostrando alegremente a caixa que carregava, mostrando total orgulho de sua capacidade em carregar tantas coisas de uma só vez. – Tudo certo por aqui. – Disse enquanto se unia à caçadora e o filho de Zeus que lhe dava medo, e logo, à filha de Poseidon e o curandeiro invocado que aparentemente acabavam de sair de uma batalha dura. Precisavam voltar para a base da Ordem da Fênix e analisar o que foi recolhido, além de verificar as demais informações do outro time de semideuses.


FPA:

Itens:
• Arsenal [Anel brilhante com uma pedra preciosa, esbranquiçada e minúscula em seu centro | Aço | . Possui o efeito de alterar uma arma, mudando assim sua forma, detalhes, e qualquer outra coisa que o portador desejar, desde que as alterações sejam apenas físicas. Ou seja, utilizando o efeito do anel, é possível transformar uma lança em uma espada ou faca, ou qualquer outro item de ataque. Um escudo circular pode ser transformado em um broquel, ou um escudo de corpo. Os materiais dos itens podem ser alterados, mas seus efeitos sempre serão os mesmos (exemplo: uma espada elétrica ainda causaria dano por eletricidade se transformada em uma lança) | Não possui espaços para gemas | Comum | Resistência: Sigma | Status: 100%, sem danos | Comum | Comprado na loja ].

• Shusui [A lâmina de Shusui é preto com um hamon vermelho distinta e sua mão-guarda tsuba tem bordas flor-como, portanto, é uma "Espada Negra" (黒 刀 Kokuto). Seu hamon vermelha (linha de endurecimento) é o estilo Kanemoto, tendo a aparência de uma serra ou dentes afiados. Ele não tem acessórios no punho, sendo envolvido com seda preta. Kashira, tsuba e tampa Kojiri são de ouro, e a bainha é preto, decorado com círculos vermelhos escuros divididos em até mesmo terços. | Ouro. | Resistência gama | Sem espaço para gemas. | Status: 100%, sem danos. | Comum. | Desconhecido.]

• Panic [Couraça de armadura que protege todo o peitoral, barriga, e costas do usuário(não acompanha outras peças de armadura). Possui espinhos longos nos ombros, e o desenho de um rosto em fúria no peitoral, além de um design bárbaro e acabamento bruto. | Ferro| Causa medo em qualquer semideus inimigo dentro de um raio de quinze metros, tornando-os hesitantes em combate. Dessa maneira, nenhum inimigo será capaz de atacar o usuário dessa armadura, a não ser que este seja atacado primeiro. Desse modo, a iniciativa do combate será sempre do portador do | Não possui espaços para gemas | Comum | Resistência: Sigma | Status: 100%, sem danos | Comum | Comprado na loja ].

• Vampire [Manopla única de armadura, que protege os dedos, mãos e antebraço do usuário (não acompanha outras peças de armadura). Possui um desgin baseada na dos cavaleiros medievais, embora alterada para que os dedos se assemelhem a garras - podem ser usados para ataque, em último caso | Ferro | . Quando utilizadas, seu portador pode utilizar a HP no lugar da MP para utilizar poderes ativos. O gasto ainda será o mesmo, mas será descontado na vida, e não na energia. Não é um efeito obrigatório, ativado apenas se o usuário desejar | Não possui espaços para gemas | Comum | Resistência: Sigma | Status: 100%, sem danos | Comum | Comprado na loja ].

• Biscoitinho do dragão [ Biscoito da sorte com tempero especial de pimenta malagueta e jalapeño. | Efeito 1: Após o consumo o personagem consegue cuspir fogo, sendo necessário tomar o chá gelado de menta caso queira que o efeito acabe antes do tempo. | Efeito 2: Faz o personagem soltar fumaça pelo nariz, dificultando levemente a visão do oponente. | Efeitos duram por dois turnos. | Uso único, some após o consumo. (1/1) | Mágico | Comprado no Tea Drop ]

Poderes Passivos:
Nome do poder:  Beleza Gélida
Descrição: Quione/Khione era conhecida por ser uma deusa de exímia beleza e graça, por isso seus filhos acabam - de alguma forma - sempre atraindo olhares, o que causa uma certa distração no inimigo.
Gasto de Mp: Nenhum.
Gasto de Hp: Nenhum.
Bônus: Nenhum.
Dano: Nenhum.

Nome do poder:  Pele Fria
Descrição: Os filhos de Quione/Khione por terem um domínio sobre o gelo e neve, possuem uma pele mais fria que o normal. Entretanto uma das características marcantes é que a pele ainda continua gélida mesmo em locais quentes para quem os toca, porém isso não significa que eles não irão sentir um pouco de calor nesses lugares.
Gasto de Mp: Nenhum.
Gasto de Hp: Nenhum.
Bônus: Nenhum.
Dano: Nenhum.

Nome do poder:  Escalada.
Descrição: Como, muitas vezes, montanhas possuem neve em seus picos a prole de Quione/Khione tem certa habilidade em escalar, sendo mais ágeis que filhos de outros deuses.
Gasto de Mp: Nenhum.
Gasto de Hp: Nenhum.
Bônus:
Dano: Nenhum.

Nome do poder:  Adaptação ao meio.
Descrição: Dependendo de sua necessidade, a pele se torna fofa como neve ou rígida como um bloco de gelo. Não tem nenhum efeito ofensivo, mas pode tornar mais árdua a tarefa de lhe causar ferimentos.
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: Nenhum
Dano: Nenhum

Nome do poder:  Adaptação natural.
Descrição: A deusa sempre viveu em meio a locais altos e de baixas temperaturas, nunca encontrando problemas para se locomover neles, ou tampouco para utilizar de tais atributos ao seu favor. Graças a isso, seus filhos - nesse nível - serão capazes de usar a temperatura ambiente ao seu favor, podendo amplificar suas habilidades corporais como agilidade, velocidade e força.
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: Nenhum
Dano: Nenhum

Nome do poder:  Olhos Cristalinos II
Descrição: Agora a fina camada de gelo, além de melhorar sua visão, também o torna mais resistente a ataques que necessitam de contato visual. Você consegue resistir sem muito esforço a um ataque de alguém três níveis mais alto.
Gasto de Mp: Nenhum.
Gasto de Hp: Nenhum.
Bônus: Nenhum.
Dano: Nenhum.

Nome do poder:  Frieza Emocional II
Descrição: A prole está cada vez mais hábil a mascarar seus sentimentos e emoções, e cada vez mais se mostra capaz de lidar melhor com situações de grande pressão.
Gasto de Mp: Nenhum.
Gasto de Hp: Nenhum.
Bônus: Nenhum.
Dano: Nenhum.

Nome do poder:  Caçador das Neves II
Descrição: Todo caçador deve ser altamente quieto para que possa abater suas presas, por este motivo meus filhos poderão ao chegar neste nível se locomover de tal modo que não produzirá ruídos quase inaudíveis, como se caminhasse em neve fofa.
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: Nenhum
Dano: Nenhum

Nome do poder:  Perícia com Lâminas Curtas e Arco III
Descrição: Agora você é quase um perito e é muito difícil que um alvo lhe escape.
Gasto de Mp: Nenhum.
Gasto de Hp: Nenhum.
Bônus: +40% de assertividade.
Dano: 15% de dano da arma.

Nome do poder:  Voz Fria I
Descrição: Um sussurro que pode causar - em oponentes mais fracos - medo ou induzi-los a fazer algo.
Gasto de Mp: Nenhum.
Gasto de Hp: Nenhum.
Bônus: Nenhum.
Dano: Nenhum.

Nome do poder:  Presença Glacial II
Descrição: Agora a aura que emana dos filhos de Quione/Khione é muito mais forte. Pode baixar a temperatura de um quarto fechado pela metade (se o quarto for pequeno). A aura agora surte efeito em inimigos, e em alguns aliados também, mantendo-os afastados do filho de Quione/Khione.
Gasto de Mp: Nenhum.
Gasto de Hp: Nenhum.
Bônus: Nenhum.
Dano: Nenhum.

Poderes Ativos:
Nome do poder:  Boneco de Gelo
Descrição: O semideus consegue criar bonecos de gelo falante, eles não servem para ataque ou defesa, apenas entretenimento e diversão.
Gasto de Mp: 10 MP
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: Nenhum
Dano: Nenhum
Extra: Derretem se não estiverem na neve.

Nome do poder: Metamorfose animal I
Descrição: Você pode se transformar em pequenos animais que têm lugares frios como habitat, como pinguins, mas estando no verão, pode ser prejudicado por isso.
Gasto de Mp: 30 MP
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: Nenhum
Dano: Nenhum
Extra: Nenhum


Between rains of blood and snow


avatar
Shin Tae Hoon
Filhos de Quione
Filhos de Quione

Mensagens : 201
Idade : 20
Localização : DIRETAMENTE DE HOGWARTS.

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: {Missão Consequência} Grace

Mensagem por Uriel W. Neuville em Dom Set 30, 2018 11:44 pm




Doctor in The Area

Caminhando pelos iluminados corredores do hospital de meu patrono, deixei um breve e resignado suspiro escapar por entre meus lábios enquanto levava alguns prontuários para o local adequado. Estava aliviado por ter conseguido estabilizar rapidamente o quadro clínico do paciente em estado de choque junto com outros dois curandeiros de plantão, mas também estava um tanto desanimado, pois graças a isso não pude acompanhar Kalel na missão para a qual ele estava tão empolgado em ir.

Seria a segunda tarefa oficial para o acampamento que realizaríamos juntos, e eu não fazia ideia do que se tratava já que ele decidiu não me contar por querer fazer surpresa. Era um tanto frustrante, mas sabia que haveriam outras oportunidades. Só esperava que não fosse nada muito perigoso e torcia para que ele voltasse logo para casa, em segurança.

"Amor, já terminei aqui. Foi só um susto." Comentei através de nossa ligação telepática, quando já faziam por volta de trinte ou quarenta minutos desde que tínhamos nos separado. "Como está a missão? Tudo certo por aí?" Esbocei um sorriso bobo só de pensar nele, sentindo meu coração palpitar no peito. Mesmo distantes, graças a tatuagem que fizemos recentemente, eu podia sentir como se o guardião estivesse sempre ao meu lado e isso era reconfortante.

Entretanto, meu sorriso logo desapareceu quando soube que o filho de Zeus estava na base da anti seita. Eu já tinha ouvido histórias a respeito do último incidente envolvendo a organização de humanos que nos caçavam, e por um instante senti como se a própria Quione tivesse congelado minha espinha tamanho foi o frio que a percorreu.

"Amor... por favor, tome cuidado." Preocupação era o sentimento que me definia naquele momento, a qual ele provavelmente estava sentindo através da ligação empática. "Se precisar de alguma coisa, qualquer coisa, sabe que pode me chamar. Não importa o horário, situação ou onde esteja, eu irei te ajudar."

Respirei fundo, passei a mão pelos cabelos cor-de-rosa e fiz o possível para afastar os pensamentos negativos que rondavam minha mente, acreditando veementemente que tudo daria certo. Kalel era incrível, e se tinha uma coisa que eu fazia era confiar nele nem pensar duas vezes. Foi então que fui surpreendido - de maneira positiva - pela ideia que ele teve de me levar para lá, "agora mesmo", usando uma das habilidades de nossa tatuagem. A sugestão do maior fez com que eu sorrisse de forma alegre, vibrante e empolgada, quase saltitando de ansiedade no lugar.

"Siiim, eu quero! Só vou pegar minhas coisas, rapidinho. Pera aí." Mais eufórico de que nunca, segui bem depressa até o armário onde eu deixava meus pertences quando estava de plantão no hospital de Asclépio/Esculápio. Peguei o arco em forma de colar, o escudo que ganhei de presente ao ingressar no grupo, os dois anéis com efeito mágico e o cristal de luz, guardando-os comigo antes de avisar meu namorado que estava pronto.

Logo em seguida vi a parte branca da espiral gravada em meu pulso emitir um tênue brilho, ouvindo a voz de Kalel dizer "Nunca um..." em minha cabeça. Permiti que o mesmo acontecesse com a parte roxa da tatuagem, como se não oferecesse resistência a invocação, e no instante seguinte eu não estava mais no ambiente hospitalar.

— Sem o outro. — Completei de maneira afetuosa, ficando sobre as pontas dos pés para que pudesse dar um breve e carinhoso selinho nos lábios do meu namorado. O sorriso presente em meu rosto expressava muito bem o contentamento que eu sentia por estar ali ao lado de quem amava, participando da missão como outrora tínhamos planejado.

Chegando lá a primeira coisa que pude notar depois que tirei os olhos de Kalel foi que era quase tudo cinza. Não existia nenhuma variedade de cores nas paredes ou no uniforme dos guardas, o que era bem chato e sem graça. Quem conseguia trabalhar bem em um lugar tão "pra baixo" como aquele? A base da anti seita precisava urgentemente de uma redecoração, de um pouco de vida, tanto que até comecei a imaginar como ficaria cada bloco ali de dentro com uma caracterização e cor diferente. Decoração vermelha com tema bélico para o arsenal, algo mais intelectual e azul para a parte de inteligência, quem sabe verde escuro ou roxo para o laboratório caso houvesse um... Enfim, de qualquer forma sabia que no momento não era aquela a prioridade e tentei recuperar o foco.

— Oi, gente! — Acenei vigorosamente para os demais presentes no recinto, demonstrando grande ânimo e empolgação. Era uma alegria contagiantes e talvez até estranha para alguns, mas eu não podia controlar. — Eu sou o Uriel, filho de Íris e curandeiro de Asclépio. Ou Esculápio, né. — Pendi a cabeça um pouco para o lado ostentando um amigável sorriso. — É um prazer conhecê-los.

Kalel então se colocou diante de mim e começou a fazer uma rápida apresentação dos membros da equipe, seguindo para uma explicação a respeito da tarefa que deveríamos desempenhar em um posto de gasolina e a estratégia usada para tal. Não parecia algo simples, mas ao meu ver tínhamos um bom plano. Prestei atenção e cada uma das palavras, assim como no mapa mostrado, com a intenção de memorizá-los da melhor maneira que pudesse. Também assentia com a cabeça para mostrar que estava entendendo, por mais que vez ou outra acabasse me perdendo nos seus lindos olhos azuis. É, acho que eu tinha um pequeno problema de concentração as vezes, mas com certeza nada grave.

Debatemos a respeito de alguns detalhes, esclarecemos algumas habilidade, trocamos itens e por mim estávamos prontos para partir. Estava na hora de colocarmos o que planejamos em prática.

— Ah é! Gente, será que vocês poderiam me emprestar algum dos pertences de vocês? — Indaguei, coçando a nuca meio sem jeito quando já estávamos divididos em dois grupos na porta de trás da base da anti seita. — Pode ser um botão da roupa, um elástico de cabelo, uma flecha, um acessório... qualquer coisa. Porque com isso eu poderei encontrá-los caso algo aconteça. — Expliquei, achando que seria melhor prevenir do que remediar já que não tínhamos meios de comunicação eficientes. Usar tecnologia poderia nos causar problemas, portanto dispensamos comunicadores por ora.

Alguns pareceram estranhar um pouco o pedido, outros nem tanto, mas no fim todos me deram algo que os pertencia. Kevin me entregou um anel comum que usava no momento, Daron o botão extra que veio com sua blusa, Emmanuelle um elástico de cabelo, Zoey um pedaço notável de sua unha e Shin um brinco. Como eu possuía uma ligação psíquica com Kalel, não houve necessidade de pegar algo dele. — Obrigado. — Guardei as coisas no bolso esquerdo da calça para não correr o risco de perdê-los e sorri para os demais.  — E boa sorte, pessoal. — Acenei para a dupla que iria para o caminho diferente do nosso quinteto e seguimos juntos para o tal posto de gasolina.

•••

A uma distância segura do nosso destino, onde todos tínhamos uma visão ampla e privilegiada do local, repassamos brevemente o plano com os principais pontos de referência encontrados ali. Durante os preparativos, Zoey nos encantou com algum tipo de poder desconhecido, o qual que me fazia sentir muito bem. Com certeza era algo benéfico, possivelmente magia.

Enquanto isso procurei pelos melhores pontos estratégicos e de cobertura situados do lado esquerdo do posto, para que pudesse fornecer um bom suporte para a filha de Poseidon com a qual eu faria dupla. Tendo visto um local entre pequenas árvores, tracei a rota mais rápida até ele e depois passei a procurar pelos monstros que dominavam o estabelecimento. Assim como a ex-caçadora, também só avistei dois deles dentro do que devia ser uma loja de conveniência, para onde Kalel e ela logo iriam.

— Se cuida, tá? — Proferi para o guardião com um claro semblante de preocupação, inquieto. — Eu te amo. — Sorri e me inclinei em sua direção, dando-o um forte abraço antes de correr furtivamente para meu "posto de vigia arbóreo". Chegando lá, fiz com que meu colar se transformasse em um arco e me preparei, apontando-o na direção em que imaginava que eles sairiam. Respirei fundo e mantive a calma, pois naquele momento só me restava esperar.

Cada segundo do lado de fora parecia uma eternidade. Eu sentia vontade de perguntar a todo instante para Kalel como as coisas estavam, se os monstros tinham caído na diplomacia, se ele e Emmanuelle estavam bem, se o plano estava dando certo... mas não o fiz. Não queria correr o risco de atrapalhá-lo, portanto me concentrei na nossa conexão empática para imaginar o que acontecia dentro daquele lugar.

Não demorou muito para meus olhos captarem a imagem da filha de Poseidon saindo às pressas pela porta da esquerda, sendo acompanhada - e quase atingida - por uma cadeira voadora arremessada contra si. Visto isso, segurei o arco com mais firmeza, apanhei a corda transparente do mesmo e comecei a retesá-la, materializando uma afiada flecha entre meus dedos. Respirei fundo, mirei e esperei por uma brecha. A criatura que havia saído da loja era um ciclope, que aos poucos demonstrou sua verdadeira forma ao crescer de costas para mim até atingir uma altura próxima dos três metros.

Ele trazia consigo uma clava de madeira e avançava de forma furiosa contra Emmanuelle, me fazendo ter pouco mais de um segundo para decidir um ponto-alvo em seu corpo e soltar a corda. O ponto escolhido foi a parte de trás do joelho do oponente, o qual atingi com êxito e precisão. Parecia meu dia de sorte. A intenção ali não era feri-lo em um ponto vital, afinal de contas eu era o suporte, portanto preferi debilitar seu movimento para facilitar o combate de minha dupla. E sendo um curandeiro, conhecimento anatômico era algo que eu possuía.

Soltando um urro de dor, o ciclope imediatamente voltou-se para trás na tentativa de encontrar quem é que tinha feito aquilo consigo, mas eu estava oculto em uma área pouco iluminada entre algumas arvorezinhas decorativas nas proximidades. Manú por sua vez não desperdiçou aquela chance e logo tratou de atingi-lo com sua espada, gerando outro urro e desarmando o monstro. A clava, entretanto, pareceu acertá-la de mal jeito no ombro ao cair, o que evidentemente gerou dor por conta da expressão adotada pela moça.

Buscando remediar o ocorrido, preparei outra flecha e prontamente a disparei contra a parte traseira do tornozelo do ciclope, pouco acima do calcanhar da perna já ferida. Eu não o deixaria usá-la adequadamente, e se eu quebrasse sua base ele não conseguiria lutar direito. Com agilidade e destreza, materializei uma terceira flecha, porém esta foi mirada um pouco mais acima das outras.

Meu próximo objetivo era inutilizar um dos braços do monstro, e o escolhido obviamente foi o que minha companheira já tinha acertado. Fechei um dos olhos, controlei a respiração, puxei a corta o suficiente para aplicar uma boa força no disparo e a soltei. Esta por sua vez cortou o ar com enorme velocidade até cravar-se perto do ombro do grandalhão, danificando a vértebra que ligava o braço ao corpo.

Pela aura emanada ao redor dele, percebi que o ciclope ficou completamente possesso pela fúria perante a situação, tanto que bufou pesadamente em protesto a ela - coisa que notei por causa do movimento feito por suas costas. E foi então que as coisas começaram a desandar. Primeiro ele simplesmente passou a me ignorar, mesmo que as flechas disparados contra sua pele grossa lhe causassem algum desconforto, assumindo Emmanuelle como seu alvo inicial. Depois ele conseguiu se aproximar demais dela, o que me causou enorme agonia e insegurança. Eu era o suporte, era meu trabalho mantê-la em segurança.

Nervoso, engoli a seco e disparei outra flecha meio que na pressa, tentando desesperadamente atingir a nuca do alvo para fazê-lo mudar de ideia; sem sucesso. O projétil zumbiu ao lado do ouvido do ciclope e cravou-se no letreiro luminoso onde estavam os preços do combustível. Um forte arrepio preencheu minha barriga e eu mordi o lábio inferior, começando a ficar inquieto. Precisava fazer alguma coisa.


Já estava com outra flecha preparada quando ouvi um pesado passo vindo bem do meu lado, vislumbrando uma aura rubra pelo cando dos olhos. No mesmo instante prendi a respiração por causa do susto e ativei um de meus poderes defensivos, cobrindo minha pele com sutis filamentos luminosos enquanto realizava um rolamento improvisado e emergencial para escapar da clava que veio contra mim. Estive tão concentrado na batalha de Emmanuelle que deixei de prestar atenção no ambiente ao redor, e por isso quase não percebi a chegada de um terceiro ciclope a tempo de evirar seu ataque.

Naquele momento meu coração disparou, a adrenalina tomou conta do meu corpo e eu tive que começar a dividir minha atenção entre o monstro que queria me matar e o que queria matar minha companheira. O problema era que eu mal tinha tempo de tirar os olhos daquele que estava no meu encalço sem que ele cobrisse a distância que eu criava entre nós, portanto não não estava conseguindo atirar mais flechas no outro.

Dei a volta numa arvorezinha próxima após esquivar por muito pouco de um golpe descendente do "zoiúdo", realizando um salto lateral e sujando minhas roupas de terra. Esbocei uma breve careta de desgosto, depois atingi sua perna esquerda com um disparo a queima-roupa e segui correndo para ganhar distância. Olhei para a filha de Poseidon e vi que as coisas estavam ficando complicadas para ela também, portanto comecei a correr em sua direção e essa foi a pior decisão que fiz.

Ao dar as costas para o ciclope que me seguia e desacelerar um pouco meu movimento para mirar melhor no outro, senti um forte impacto na lateral do corpo e foi arremessado contra um dos pilares que sustentavam a área coberta do posto, emitindo um baque seco antes de cair no chão. Um gemido de dor inevitavelmente escapou por entre os meus lábios, assim como as lágrimas aos poucos faziam com meu olhos. Eu definitivamente não estava acostumado a sentir dor e estava com uma enorme dificuldade de respirar, como se mão conseguisse puxar o ar para meus pulmões por conta do impacto.

Mesmo com a proteção ativa, o golpe tinha sido forte o suficiente para me desestabilizar completamente. Com dificuldade olhei em volta em busca do meu arco, porém não o encontrei. Ele devia ter caído quando fui lançado longe. Eu estava desarmado e indefeso, e o medo tomou conta de mim quando vi o ciclope se aproximando com uma voracidade bestial. Pensei em ativar o escudo auxiliador para evitar o ataque, mas talvez não conseguisse ser rápido o suficiente já que todo o meu corpo doía sempre que tentava me mexer.

Tentei rastejar até a bomba de gasolina mais próxima, sentindo os tremores causados pelos passos da criatura de um olho só. De repente a cabeça vi sua rolar ao ser separada do restante do corpo, que foi reduzido a pó dourado. Era Emmanuelle, ela tinha ido me salvar e um sorriso de gratidão imediatamente iluminou meu rosto. — Obrigado. — Proferi, deixando um baixo riso escapar quando ela falou que a cabeça era meu presente de batalha, sentindo algumas pontadas de dor na região do tronco e abdômen.

— Eca, isso é nojento. Quero não. — Tentei descontrair, torcendo o nariz ao olhar para os restos mortais do ciclope. Era realmente nojento, quase me fazia vomitar. — Mas sim, eu tô bem. Foi só uma pancada. — Me levantei com a ajuda da morena e me apoiei na bomba de gasolina ao nosso lado, recuperando o fôlego aos poucos. Pensei em perguntar como ela estava também, porém preferi analisar sua energia vital para poder diagnosticá-la. Não estava mal, mas podia estar melhor, portanto decidi dar uma mãozinha como forma de retribuição.

Sem pedir permissão por achar que ela iria negar e dizer que estava tudo bem, aproximei calmamente a destra da filha de Poseidon e comecei a manipular sua energia vital, promovendo renovação e restauração. Minha mãe passou a emitir uma tênue luminosidade dourada, a qual transmitiria uma sensação morna e aconchegante para a moça. Enquanto isso Kalel, Bae e Shin vieram ao nosso encontro, e o último trazia consigo uma caixa estranha e misteriosa.

Notei o olhar de preocupação vindo do meu namorado ao me ver naquele estado, mas esbocei-lhe um sereno sorriso para dizer que estava bem. Eu tinha sido descuidado e me arrependia disso, portanto tomaria mais cuidado da próxima vez.

Nós tínhamos conseguido arrumar tempo para a dupla que foi buscar por informações na cidade, agora teríamos que retornar para a base da anti seita - ou ordem da fênix - para nos recuperarmos e pensarmos na próxima etapa da missão.

Coisos:
FPA:
Itens em Posse:
• Sérénité [Um arco feito de bronze celestial com uma corda transparente, sendo este de tamanho ideal para o seu usuário. Possui limbos com design semelhante a asas angelicais, os quais são banhados a prata e possuem detalhes multicoloridos na posta de cada uma das "penas" que o compões. Quando o filho de Íris puxa a corda, flechas se materializam magicamente - e estas são do mesmo material do arco. | Efeito 1 : O arco se transforma em um colar com pingente em formato de pena feito de prata.  | Efeito 2: Uma aura multi-colorida surge a partir da arma, fazendo qualquer oponente se render a batalha - mesmo querendo atacar, os danos serão drasticamente diminuídos diante ao portador do arco -, dando oportunidade ao semideus vencer um confronto sem a necessidade de briga. (Só pode ser usado uma vez por missão.) | Bronze Celestial | Sem espaço para gemas. | Beta | Status 100%, sem danos |  Mágico | Presente de Íris]

• Escudo Auxiliador [Um escudo de aparência comum que, a princípio, parece ser mais velho e desgastado, porém não se engane. O seu formato e redondo, se encaixando no pulso do semideus que o porta, deixando a mão do mesmo livre, já que o encaixe é no pulso e antebraço. | Ao ativar o efeito o escudo torna-se transparente e seu peso torna-se nulo, permitindo que o semideus porte armas ou quaisquer objetos no mesmo braço onde encontra-se o escudo, como se não estivesse com nada preso ao braço. O escudo também se expande, podendo englobar o semideus e mais outra pessoa, sendo indispensável em curas em batalha, por exemplo. Ambos os efeitos podem ser ativados simultaneamente, entretanto só podem ser ativos uma vez por missão/evento etc, durando dois turnos. | Ouro Imperial. | Não possui espaço para gemas. | Resistência beta | 100%, sem danos. | Nível 3. | Lendária. | 10 de HP (caso seja utilizado para atingir outros semideuses). | Presente de Reclamação do grupo Curandeiros de Asclépio/Esculápio.]

• Cristal de Luz [Um cristal mágico que cria hologramas a partir da mente do usuário. Assim, a pessoa poderá assistir até mesmo um filme ou fazer suas lembranças se tornarem audiovisuais. As imagens se propagam em até 5m de distância, tendo como ponto de referência o cristal. De proporção e imagem, conseguem tomar uma parede de 4m de altura e 6m de largura. Qualquer imagem pode ser criada e os sons são reproduzidos graças a conexão empática da pedra com a memória do usuário. Quando usado em missão, as imagens duram por 3 turnos, são bastante úteis para causar distrações ou até mesmo enganar | Efeito: Foram usadas as runas Jera, Algiz e Tiwaz para que o cristal criasse luz e som a partir de memórias | Cristal | Resistência: Gama | Status: 100%, sem danos | Mágica | Encantada por Evie Farrier, comprado no Pandevie Magie]

• Arsenal [Anel brilhante com uma pedra preciosa, esbranquiçada e minúscula em seu centro | Aço | . Possui o efeito de alterar uma arma, mudando assim sua forma, detalhes, e qualquer outra coisa que o portador desejar, desde que as alterações sejam apenas físicas. Ou seja, utilizando o efeito do anel, é possível transformar uma lança em uma espada ou faca, ou qualquer outro item de ataque. Um escudo circular pode ser transformado em um broquel, ou um escudo de corpo. Os materiais dos itens podem ser alterados, mas seus efeitos sempre serão os mesmos (exemplo: uma espada elétrica ainda causaria dano por eletricidade se transformada em uma lança) | Não possui espaços para gemas | Comum | Resistência: Sigma | Status: 100%, sem danos | Comum | Comprado na loja ]

• O arco-íris [Um anelzinho de cristal com uma luz de led acoplada que gera arco-íris e aumenta em 30% de HP e MP da cura pelo arco-íris (só pode ser usado uma vez por luta, evento ou missão)| Sem espaço para gemas. | Beta. | Status 100%, sem danos. | Comum. | Presente de natal.]
Tatuagens:
• Soul Mates | in love | Duas espirais sobrepostas, uma branca - a menor - e uma roxa - a maior.| Essa tatuagem possui os três efeitos da categoria em uma só, o casal além de compartilhar sentimentos e pensamentos, terá resistência de 40% a ataques de ilusão amorosa e poderão sumonar um ao outro. | Pulso direito (Uriel); Pulso esquerdo (Kalel). | marca pequena| Permanente | Kalel&Uriel.
Habilidades Utilizadas:
Passivas:
Íris
• Nome do poder:  Paciência Gloriosa
Descrição: O filho da Deusa possui uma paciência inabalável, assim nenhum insulto o atingirá, nem mesmo dos filhos de Ares/Marte, e ele prosperará harmonia. Essa calmaria geralmente atinge o inimigo de uma maneira que pode fazer com que ele não queira atacar o filho de Iris/Arcus.
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: Por uma rodada o inimigo pode se sentir tão calmo, a ponto de hesitar em atacar. Atordoamento temporário.
Dano: Nenhum

• Nome do poder: Aparência inofensiva
Descrição: Por serem coloridos e muitas vezes fofos, os filhos da deusa mensageira aparentam ser inofensivos, isso faz com que o inimigo o subestime, podendo até ser ignorado pelo inimigo, se ele não for o alvo principal.
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: Por uma rodada o inimigo pode ignorá-lo ou perder um ataque para desdenhar da aparência do semideus.
Dano: Nenhum

• Nome do poder: Flexibilidade Nata I
Descrição: Devido ao arco-íris está ligado as serpentes que se trançam no ar, os filhos de Íris/Arcus podem tornar-se flexíveis. O seu corpo parece moldar a lugares pequenos e suas agilidades podem aumentar. Isso faz com que se desviar dos inimigos, ou golpes seja mais fácil, pois ele se torna mais esquivo.
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: +20% de chance de esquivar-se de um ataque.
Dano: Nenhum

• Nome do poder: Sensibilidade
Descrição: Nesta habilidade, O semideus é capaz de visualizar a aura de outras pessoas. A aura observada por ele(a) muda de cor de acordo com seu estado psicológico, se aproximando das cores quentes para casos mais intensos e tendendo às cores frias em situações mais tranquilas. Dessa maneira o filho de Iris/Arcus pode descobrir como o adversário se sente, por exemplo, se está com raiva ou hesitando, o que lhe faz compreender melhor onde e como atacar, ou se esquivar.
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: Nenhum
Dano: Nenhum

• Nome do poder: Aura irisada
Descrição: Os filhos de Arcus possuem uma aura multicolorida, sempre, independente de seu estado de humor.
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: Semideuses e monstros sensitivos (Capazes de ver auras) não poderão destinguir o estado de humor do semideus.
Dano: Nenhum

• Nome do poder: Velocidade I
Descrição: O filho de Íris/Arcus pode se mover em uma velocidade fora do normal, chegando a quase se comparar a velocidade de um filho de Hermes/Mercúrio quando corre pelo o nível ser iniciante. Assim como o deus dos ladrões, sua mãe também é uma mensageira, e por isso é muito veloz, porém, os poderes dos semideuses são um pouco limitados.
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: +15% de velocidade
Dano: Nenhum

• Nome do poder:  Scanner de auras
Descrição: O filho da Deusa consegue detectar as cores das auras vivas, qualquer coisa que emita aura e esteja no ambiente será facilmente detectada pelo semideus.
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: Capaz de identificar inimigos escondidos, desde que possuam aura.
Dano: Nenhum

• Nome do poder: Aniquilador de Discórdia
Descrição: Quando um filho da Deusa chega em um local onde há desunião e inimizade, automaticamente prospera harmonia e temperança, dessa forma, quando em batalha, o filho de Iris/Arcus consegue fazer as pessoas ao redor se sentirem mais calmas, apenas com sua presença, não é algo que eles possam controlar, apenas acontece naturalmente.
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: Pode deixar aliados em um raio de 300 metros mais concentrados e esperançosos.
Dano: Nenhum

• Nome do poder: Visão aguçada I
Descrição: Como um grande manipulador de luz, os filhos da deusa prescindem o uso de lentes de aumento para observar com mais detalhes objetos que estão a grandes distância ou itens muito pequenos. Sua capacidade de visão assemelha-se a de um humano usando um binóculo ou lupa.
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: É capaz de ver uma imagem com até 10 vezes de aumento e a objetos com até 10 quilômetros em distância. (+20% Mira)
Dano: Nenhum.

• Nome do poder: Boa Memória
Descrição: Como filho da deusa mensageira, você tem uma excelente memória para arquivar as mensagens que recebe, bem como os lugares por onde passa.
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: - 50% de chance de se perder ou esquecer uma mensagem ou profecia
Dano: Nenhum

• Nome do poder: Pericia com Arcos II
Descrição: O arco não é sua arma de domínio, porém você tem certa facilidade em praticar com eles. Sua mira melhorou, e a pontaria está no caminho certo, não é um filho de Apolo/Febo, mas está conseguindo ficar tão bom quanto eles.
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: + 30% de assertividade no manuseio da espada.
Dano: + 10% de dano ao ser acertado pela arma do semideus

• Nome do poder: Fótons acelerados
Descrição: Na presença de grande quantidade de cores, ou de um arco-íris. O filho de Íris/Arcus se torna mais poderoso, dessa maneira, pode utilizar duas habilidades seguidas.
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: Pode realizar duas habilidades (Tanto passiva quanto ativa) seguidas, contabilizando uma única ação.
Dano: Nenhum.

• Nome do poder: Bem localizado
Descrição: Um mensageiro tem que saber por onde vai, conhecer bem as ruas e lugares para enviar suas mensagens sem maior problemas, portanto, os filhos da deusa possuem um excelente senso de localização.
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: Consegue se localizar com facilidade, identificando ruas e encontrando os melhores caminhos para chegar aos lugares desejados.
Dano: Nenhum

• Nome do poder: Agilidade I
Descrição: O filho de Íris/Arcus pode se mover em uma agilidade fora do normal. Assim como o deus dos ladrões, sua mãe também é uma mensageira, e por isso é ágil e se move com tanta graça, leveza e rapidez quanto um beija-flor, porém, os poderes dos semideuses ainda são um pouco limitados.
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: +15% de agilidade
Dano: Nenhum


Afrodite
• Nome do poder: Beleza Natural
Descrição: Os filhos da deusa do amor são campistas naturalmente bonitos e charmosos. A beleza supera a de qualquer outro semideus no acampamento, sendo algo beirando ao sobrenatural. É simplesmente indescritível. Isso faz com que inimigos e aliados acabem se distraindo por sua beleza perturbadora, ou encantados pela mesma.
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: Pode deixar o inimigo atordoado durante o primeiro turno, evitando atacar logo de cara, ou se atacar (poderes que exijam miras, ou armas com a mesma característica), irão errar o alvo. Não acertarão o filho de Afrodite/Vênus, pois, de primeira, o inimigo não saberá porque não nutre o desejo de ataca-lo.
Dano: Nenhum


Asclépio
• Nome do poder: Mãos gentis
Descrição: Suas mãos são leves e delicadas para tratar de feridos. A dor que você causa é mínima, e você saberá muito bem como colocar ataduras, talas, bandagens, torniquetes e etc. no lugar correto, do jeito correto, e com o mínimo de tempo e dor possível.
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: Nenhum
Dano: Nenhum

• Nome do poder: Aura apaziguadora
Descrição: Um bom curandeiro tem que apaziguar o coração dos feridos e familiares, portanto você possui uma aura pacifista que acalenta os corações dos enfermos e familiares.
Gasto de Mp: Nenhum.
Gasto de Hp: Nenhum.
Bônus: O poder irá apenas funcionar caso o indivíduo esteja possuído.
Dano: Nenhum.

• Nome do poder: Percepção energética
Descrição: Todos os corpos são constituídos de energia, os curandeiros tem a capacidade de perceber essa energia, onde ela está mais forte ou mais fraca, assim como se essa energia está danificada ou não segue seu fluxo normal. Dessa maneira, um curandeiro pode perceber que há algo de errado com a energia vital de alguém
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: Permite perceber e localizar onde a energia vital está sendo perdida ou danificada, mas sem muita precisão. Pode notar que existe uma energia negativa ou interrupção da fluidez da energia em um braço ou no tórax.
Dano: Nenhum
Dano: Nenhum

• Nome do poder: Conhecimento de anatomia
Descrição: O corpo humano não é um segredo para você, o nome de cada veia e por onde ela passa, levando o que pra onde, cada ínfimo detalhe dos músculos, ossos e demais tecidos são conhecidos por você.
Gasto de Mp: Nenhum.
Gasto de Hp: Nenhum.
Bônus: Consegue tratar o paciente com maior precisão.
Dano: Nenhum.
Extra: – 10% de chance de causar danos colaterais na hora de tratar ferimentos.

• Nome do poder: Agilidade I
Descrição: Os procedimentos médicos exigems certa agilidade, portanto, curandeiros são um pouco mais ágeis que os humanos normais.
Gasto de Mp: Nenhum.
Gasto de Hp: Nenhum.
Bônus: 10% agilidade
Dano:  Nenhum.
Ativas:
Íris
• Nome do poder: Pele iluminada
Descrição: O semideus ficará coberto por filamentos luminosos e protegido de danos físicos por uma rodada
Gasto de Mp: 20
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: Reduz os danos físicos em 15%
Dano: Depois que o poder é usado, entra em espera por 3 turnos antes de poder ser ativado novamente.


Afrodite
--

Asclépio
• Nome do poder: Manipulação energética II
Descrição: Além de perceber a energia vital, os curandeiros podem manipula-la e restaura-la. Suas habilidades naturais agora melhoraram e você consegue diminuir os cortes mais profundos, mesmo que não seja capaz de fecha-los completamente, além disso, cortes menores agora viram finas cicatrizes sobre a pele.
Gasto de Mp: 20 de MP.
Gasto de Hp: Nenhum.
Bônus: + 20% de HP e MP por uso.
Dano: Nenhum.
Extra: Nenhum.
Adquiridas:
• Nome: Pericia Militar em Arco
Descrição: Essa pericia consiste em aprendizado rápido do semideus com um armamento especifico, ao derrotar o fantasma militar no acampamento, esse acabou desenvolvendo estratégias em batalha com esse tipo de armamento, de forma que, tornou-se perito ao usar essa arma. Agora, tem certa noção em combate, pode atacar e se defender mais precisamente, além de conseguir manusear a arma de forma mais elaborada.
Gasto de MP: Nenhum
Gasto de HP: Nenhum
Bônus: +30% de assertividade no manuseio de arco.
Dano: +15% de dano se a arma do semideus atingir seu oponente.
Considerações:
• Nenhuma, por ora.



✽ URIEL WEISS NEUVILLE ✽
IF I CAN HELP YOU, I WILL DO THIS
avatar
Uriel W. Neuville
Curandeiros de Asclepios
Curandeiros de Asclepios

Mensagens : 131
Idade : 18
Localização : Somewhere over the rainbow?

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: {Missão Consequência} Grace

Mensagem por Esculápio em Seg Out 01, 2018 8:08 pm


Grace

O soldado praticamente engasgava para dizer a verdade, o soro o obrigando a cuspir as palavras que não queria pronunciar. Por isso enrolava. Dava meias respostas, lutava contra o veneno que o fazia resmungar coisas que não queria.

Nós somos vários. Vocês estão fodidos. Por que contar o número que irão cair sobre vocês? — Era a resposta que o soldado sempre dava quando exigia a quantidade de soldados. Ele não era de uma patente maior, então não sabia exatamente quantos eram. Apenas que eram divididos em pelotões. Mas não era isso o que eles estavam perguntando, então não era obrigado a responder. O soldado ria, provocava os semideuses já convencido de que iria morrer pelos seus ideais. — Quantos tem de vocês? Eu perdi a quantidade depois dos 10! Nossa comandante é uma caçadora nata. Uma filha da puta que tem respeito por todo o globo. Vocês estão fodidos!

A gargalhada só findou quando o Falcon finalmente deu um soco de direita no maxilar do soldado. Eles tinham conseguido poucas informações, mas o suficiente. Existiam mais de dez semideuses presos na Área 51, assim como poderiam esperar por uma grande quantidade de soldados protegendo aquela região. Eles continuaram com o interrogatório, conquistando algumas poucas respostas enquanto o soldado enrolava. Mesmo Falcon tinha se deixado levar pelo fulgor de ter finalmente capturado um de seus inimigos, cometendo um erro que poderia levar a fatalidade.

Eles não tinham revistado o soldado capturado.


...


Há quilômetros dali o grupo de semideuses retornavam, cientes de que tinham derrotado os monstros do posto de gasolina. Eram apenas ciclopes, grandes e sem grande inteligência. Mas Emmanuelle estava certa em suas conjecturas: eles poderiam ser bem mais... E o eram. Ao compasso que os nossos heróis adentravam a base da seita, uma mulher de três metros de altura olhava com seu único olho o desastre que tinha abatido o seu lar. A mamãe ciclope urrou tão alto que seu grito poderia ter sido escutado ao longe. Ela mostraria aos semideuses a fúria de uma mãe monstro.

O filho de Quione tinha em mãos um livro de registro. Ao ser analisado na sala de operações, ele via nomes em grego e latim. Mas não precisou de muita investigação sobre o conteúdo para que os meios-sangues pudessem entender: o posto não era um ponto perdido no meio do mapa. Era a referência de conveniência também para os monstros! Ali naquele registro possuía todo o tipo de criatura que transitava pelo deserto de Nevada, usando do posto como abrigo ou busca de informações. Eles tinham destruído, mesmo sem querer, um importante local para as criaturas mais tenebrosas do deserto de nevada.


...

Aqui é o capitão na linha, pelotão Delta pronto para entrar em ação. — Um soldado falava através de um comunicador.

Permissão concedida, capitão. Encontre o nosso homem. Capturem quem o sequestrou, não precisamos de todos vivos, nem muito menos inteiros. — Falava uma voz fria do outro lado.

Sim, senhora! — O capitão do pelotão desligou o rádio comunicador, colocando o corpo para fora do jipe de guerra. Ele esticou o braço, fazendo um movimento circular com a mão, sendo este um sinal de que deveriam partir.

Um helicóptero de guerra foi acionado e logo ganhou altitude, levando consigo alguns homens e uma metralhadora dentro. Além do carro onde estava o capitão, outro logo o acompanhava levando um par de soldados, completando assim o pelotão Delta.

Todos os soldados possuíam rastreadores. Quando o soldado não compareceu, mesmo depois de seus companheiros retornarem, a comandante selecionou um de seus pelotões mais fortes para capturar aqueles malditos. Ela sabia que aquele dia chegaria, em que eles tentariam entrar em seu caminho. Mas a temida mercenária aguardava ansiosa, para esmaga-los com suas próprias mãos.



Informações e Regras:

• Prazo de postagem: até domingo (07/10) à meia-noite

• É queridos, vocês vão ser atacados por dois lados, mas não ao mesmo tempo. O primeiro grupo a chegar serão os monstros. A mãe ciclope irá convocar seus amigos que estão na região e oferecer semideuses suculentos. Temos 2 filhos dos 3 grandes e uma filha de uma primordial, eles logo irão farejar a localização de vocês.

• O nível de dificuldade aumentou para 70%, com a chegada de Uriel. Eu gostei de como as coisas foram lidadas no primeiro turno, mas não posso ignorar o nível de dificuldade e o perigo de morte. Por causa disso, algumas regras serão feitas.

• Cada um deve sofrer, obrigatoriamente, pelo menos um ataque. Na última postagem, houve aqueles que saíram ileso do combate. O que acabou sendo coerente, por isso não descontei pontos, mas dessa vez, é obrigatório, até por causa do grau de confusão que estará vivenciando.

• Os monstros e seus ataques estarão descritos abaixo, assim como o perfil dos soldados.

• Obrigatoriamente, a base da anti-seita deve ser destruída, seja pelos monstros, seja pelo pelotão Delta.

• O primeiro grupo a alcançar vocês, vem da direção da cidade, ou seja, os monstros. O combate irá acontecer e vocês escolhem quando o pelotão vai chegar. No final da batalha, no meio, um pouco depois de ter iniciado. Aqui pesará o termo de coerência com a situação, pois a depender de como vocês montar essa ordem, os soldados vão encontrar um tipo de cenário.

• Informações retiradas do soldado: Há cerca de 8 armas automáticas que irão disparar quando alcançarem 1km de distância da base. Há um limite que é imposto até mesmo para civis, cheios de placas de “proibido a entrada”. Mas apenas quando se estar invadindo o território da sede que se passa a ver placas “você está em território proibido pelo governo, temos permissão para atirar”. Nesse limiar, a cada 200m há pelo menos dois soldados fazendo a patrulha. Cerca de 3 drones fazem a patrulha aérea, com câmeras com infravermelho.

• A seita, assim que chegar, espalhará dispositivos que irão inibir os poderes. Enquanto estiverem perto deles, os poderes ativos estarão bloqueados.

• A base da anti-seita está camuflada tanto por tecnologia quanto por magia, mas para evitar a sobrecarga no sistema, eles têm defesas contra monstros pequenos. Os monstros irão aparecer no radar e o sistema irá apontar como grande ameaça.

• A mamãe ciclope irá liderar o ataque. Mas ela é covarde então fugirá no primeiro sinal de que pode morrer.
Monstros:


Anfisbena

Descrição: a Anfisbena nasceu do sangue que gotejou da cabeça de Górgona Medusa quando Perseu voou por cima do Deserto da Líbia, com ela em suas mãos. Foi então que o exército de Cato encontrou-a junto com outras serpentes em sua marcha. A Anfisbena alimentou-se dos cadáveres deixados para trás. Esta recente descrição da Anfisbena apresenta uma criatura parecida a uma cobra venenosa, de duas-cabeças. Muitos relatos da Anfisbena dizem que seus olhos incandescem como luz de velas ou como relâmpago. Tamanho: 15m de cumprimento, de cabeça a cabeça.

Vida: 3.000
Energia: 2.000

Poderes Passivos

• Locomoção veloz: o corpo movimenta rapidamente, similar ao das cobras, a pele escamosa permite que o corpo deslize facilmente em qualquer região.

• Presas venenosas: Um respingo do veneno nas presas, é capaz de paralisar o membro atingido por até 2 turnos.

• Resistência física: Ataques físicos perdem 50% de sua eficácia graças as escamas.

• Força: Ao ser enrolado pela ansfibena, não levará mais do que um turno para seus ossos começarem a quebrar.



Poderes Ativos

• Hipnose: Duas vezes por missão (uma vez por cabeça), olhar nos olhos da cobra pode acabar fazendo com que o semideus caia em seu encanto, perdido no seu propósito e um pouco lento.

• Cuspir veneno: Ao acumular o veneno, uma das cabeças poderá cuspir na direção do inimigo. Esse veneno além de paralisar, retira 10% da vida.


Rainha Sess

A Rainha das dracaenaes que aparece em O Último Olimpiano. Ela lutou ao lado de Cronos, mas foi morta quando Quíron disparou uma de suas flechas entre os seus olhos. Contudo, monstros nunca permanecem mortos por muito tempo, e não seria surpresa que ela ainda voltasse a atacar semideuses. Sess possui todas as características de uma dracaena comum, mas suas habilidades são aprimoradas. Em termos de combate, ela possui as mesmas perícias físicas de um filho de Ares, podendo inclusive entrar em fúria. Seu veneno é mais potente e, em combate, pode incitar outras dracaenas presentes, ou convocar qualquer uma que esteja por perto.

Vida: 2.500
Energia: 2.500

Passiva:

► Sentir aliados - Sess sempre sabe quando suas guerreiras estão em uma área próxima, sentindo a distância e a condição das mesmas.

► Perícia marcial aprimorada - Sess usa qualquer arma ou armadura/ escudo com facilidade, dominando a arte do combate.

► Sentido termostático - Como cobras, as dracaenas podem sentir o calor dos inimigos. Tal habilidade detecta especificamente as emanações dos semideuses, além de servir como uma visão aprimorada, permitindo que se localizem com facilidade em qualquer ambiente.

► Pele escorregadia - Ataques de constrição tem efetividade reduzida em 50%

► Perícia marcial - Redes/ Boleadeiras/ Espadas/ Lanças - São as armas que manuseiam com mais facilidade. A perícia é equivalente ao nível do monstro.

► Perícia com armaduras e escudos - Dracaenas não tem dificuldade em manusear tais equipamentos.

► Garras afiadas - Em último caso, ou quando desarmadas, dracaenas podem utilizar suas próprias garras em batalha. Não são tão eficazes como armas, mas ainda assim são mais resistentes que o comum.

► Vulnerabilidade a frio: como criatura reptialan, o frio a afeta mais do que outros elementos, causando dano adicional.

► Imunidade a veneno: venenosas por natureza, outros tipos de substância não fazem efeitos em dracaenas, que conseguem processá-las normalmente em seu organismo.


Ativas:

► Cuspe venenoso - Sess não precisa morder seus oponentes para ferí-los dessa forma. Sua saliva é venenosa, levemente corrosiva, causando dano por contato durante 3 rodadas. Caso acerte os olhos do oponente, este ficará cego pelo mesmo período de tempo.

► Olhar hipnotizante - algumas lendas falam sobre cobras capazes de hipnotizar suas vítimas, e Sess consegue fazer exatamente isso. Seus olhos induzem o alvo a um estado de letargia, forçando-o a abaixar as armas e aguardar as ordens de Sess, como se estivesse sobre efeito de charme, apesar de não ser um poder desse tipo.

► Convocar reforços - O brado de Sess convoca todas as dracaenas próximas a lutar por ela. Os monstros convocados, sentem o chamado, contudo, não surgem instantaneamente, se movimentando normalmente até sua rainha.

► Constrição - Se conseguirem agarrar o oponente, enrolarão sua cauda nele, esmagando-o com sua força.




Garra Óssea


Este grande esqueleto humanóide possui dedos semelhantes a garras com no mínimo 60 cm de comprimento. O pior, as garras, finas e afiadas como facas, se contraem e estendem-se de tempos em tempos, algumas vezes instantaneamente alcançando o comprimento de 3 m ou mais, antes de lentamente se contraírem. O garra óssea é um esqueleto morto vivo inteligente que possui um controle excepcional sobre o alcance de suas garras. Quando quiser, um garra óssea pode estender um ou mais de seus dedos até uma distância de 6 m, perfurando as criaturas que possuam carne que ficarem no caminho. O garra óssea mede 2,40 m e pesa 150 quilos. Eles são capazes de falar a língua comum.

Tipo: Morto-Vivo

Vida: 800
Energia: 800
Quantidade: 5

Passivos

- Morto: O garra está na classe dos mortos que perambulam entre os vivos, sendo assim, são praticamente isentos de sentimentos e não adoecem.
- Resistência ao frio
- Resistência a dor psíquica infernal: ilusões ou poderes que fazem alusão ao inferno/submundo não funcionam com o garra óssea, pois ele é um ser nascido do submundo, não sendo afetado por esse tipo de ataque.
- Aura da morte: o ambiente ao redor do garra fica estranhamente negativo, exalando uma sensação ruim o tempo inteiro, mesmo que seja impossível nomeá-la propriamente.

Ativos

- Garras Estendíveis: O garra óssea pode realizar ataques corpo a corpo com suas garras de ossos, instantaneamente as estendendo como parte do ataque até uma distância de até 6 m.
Soldados da Seita:
Pelotão Delta

Um grupo da seita que está indo a caminho da base onde está os semideuses. Eles estão armados com:

Granadas de fumaça e de luz, além das granadas normais.
Armas automáticas como AK-47
Facas de caça
Armas nos veículos e no helicóptero.
Uniforme com proteção de fibras de carbono.
Dispositivos inibidor de poderes.

Caso aconteça uma luta contra eles, considere a vida de cada soldado valendo 300HP.

No total há:

3 em cada veículo, totalizando 6
4 no helicóptero.


avatar
Esculápio
Deuses Menores
Deuses Menores

Mensagens : 226

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: {Missão Consequência} Grace

Mensagem por Esculápio em Sab Out 06, 2018 2:59 pm

Prazo da missão foi aumentado para meia noite de segunda-feira, devido ao dia eleitoral de amanhã.
avatar
Esculápio
Deuses Menores
Deuses Menores

Mensagens : 226

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: {Missão Consequência} Grace

Mensagem por Emmanuelle S. Henz em Dom Out 07, 2018 7:32 pm




New Moon
Quantas vezes um coração pode ficar machucado e continuar a bater?

A batalha tinha sido vencida, mas a desconfiança de Emmanuelle com relação a facilidade daquela aventura não tinha deixado seu corpo. A sensação de que algo estava errado persistiu em todo o caminho de volta, obrigando a garota a repensar todos os passos do plano, buscando detalhes em busca de falhas e erros, algo que não encontrou. A jovem não compartilhara seus pensamentos com os demais integrantes do grupo, que animados comemoravam entre si a deixando um pouco para trás.

Manu não era muito falante e não estava com vontade de conversar naquele momento, então deixou que os outros seguissem sem ela e contentou-se apenas com a companhia de Bae. A líder das caçadoras tinha devolvido o arco a ela e tal como a garota permanecia em silencio, buscando alguma coisa que a filha de Poseidon não fora capaz de decifrar.

A base tomou forma em algum momento, dando chance a equipe de dispersar-se até a entrada e se separar em busca de informações. Manu permanecia tensa, mas tratou de disfarçar enquanto via Daron caminhar em sua direção. De todos os presentes aquele garoto era o único que Manu confiava completamente, ele era seu monitor e tinha se tornado uma espécie de amigo, então estar em sua presença era quase reconfortante.

— Conseguimos arquivos, mas ainda não sabemos o que são — Manu respondeu, balançando a cabeça para explicar que não tinham ido muito longe antes de se aproximar, deixando que os outros seguissem a frente novamente para poder se ater da situação. — Eu acho que algo deu errado — Sussurrou para Daron, franzindo a testa completamente desconfortável. — Foi fácil demais e somos semideuses, as coisas não são fáceis para nós — Explicou baixinho, soltando um suspiro antes de completar. — Tenho a impressão de que pioramos a situação, mesmo que a missão tenha sido um sucesso.

Trocar informações com o legionário não ajudou Emmanuelle acalmar os nervos, afinal aparentemente os dois lados tinham suas desconfianças e a situação nesse ponto não poderia estar bem. A comprovação do fato veio em seguida, fazendo Manu dar um pulo no lugar ao ouvir o alarme da base disparando enquanto dois soldados corriam em direção ao grupo, alertando-os de um ataque de monstros. Foi difícil para a garota compreender o que diziam, as frases dos soldados eram desconexas e suas ordens eram diferentes daquelas as quais estava acostumada. Um deles mandou que descessem as portas de ferro e as janelas, fazendo estrondos ecoarem pelos lugares antes de Madeline adentrar seu campo de visão. Ela era um dos soldados que tinha ajudado com o plano dos semideuses e agora estava pronta para o que parecia o início de uma batalha.

— Preparem-se, vocês foram seguidos e parece que alguém está furiosa — O gatilho da arma veio como um flash de luz sobre a cabeça da filha de Poseidon, que com um estalo percebeu o que tinha dado errado na missão do posto. Eles tinham sido seguidos, o que significava que tinham sobreviventes que eles deixaram passar, ou seja, ela estava certa e sua contagem inicial tinha falhado, faltavam ciclopes ali e agora... bem, eles estavam atrás deles.

— Quantos? — Perguntou, já puxando o arco para as mãos e ajustando a aljava junto a espada nas costas, prendendo-as de um jeito confortável para não lhe atrapalhar durante a batalha.

— Aproximadamente oito, os dois maiores estão atrás com um ciclope, existem cinco na frente, mas não pudemos identificar o que são — Explicou rapidamente antes de gritar mais ordens para outros membros que circulavam pela base conterem o avanço dos monstros. Eles não podiam entrar.

— Afastem eles! — Alguém gritou do andar de cima, fazendo Manu respirar fundo mais uma vez antes de ouvir o barulho de tiros.

— Conseguimos a brecha, abram as portas — Madeline ordenou, já saindo em disparada na frente gritando um “vão, vão, vão” para o restante da equipe.

A essa altura os outros semideuses já tinham se juntado na entrada da base e Manu já estava com o arco pronto. As portas foram abertas e lhe permitiram ter um breve vislumbre das criaturas, dando chance a ela de identificar os monstros parcialmente. A rainha sess estava presente e parecia pronta para dizimar todos eles, Manu tivera o desprazer de conhece-la em outra aventura, mas não lidaria com ela por agora, já que Daron e Uriel já tinham disparado na frente junto a Shin e Bae, que agora batalhavam junto com os soldados para conter o avanço dos monstros.

Manu foi em seguida, sendo acompanhada de perto por Kalel, que já estava com as armas prontas e o olhar focado na batalha. — Vou segurar a cobra, cuide dos outros antes de vir me ajudar— Avisou e sem perder tempo disparou pela esquerda, já encaixando uma segunda flecha no arco junto a primeira e encantando as pontas com filetes de gelo antes de disparar. Em movimento a jovem ergueu o arco, saltou por sobre um dos bancos do lado de fora e então atirou, buscando atingir o corpo da serpente para conseguir sua atenção.

— Aqui coisa feia, vem me pegar — Gritou alto ao ver a flecha atingir seu alvo, fazendo a cobra de duas cabeças sibilar e flutuar em sua direção. Naquele momento Manu pode vê-la completamente, era gigante e estava pronta para devorar a garota.

Sem perder tempo Manu cortou a distância pela lateral da base e a levou em direção a estrada, onde teria espaço suficiente para conter o monstro e mantê-lo distante do restante da batalha. Ela sabia que não seria capaz de derrotar a cobra sozinha, estava machucada, mas ainda era a mais forte do grupo e a mais experiente no quesito monstro, não iria vacilar porque só precisava ganhar tempo.

Com esse pensamento em mente e com a cobra cortando a distância rapidamente ela se preparou, ergueu o arco e puxou outras três flechas de encontro ao arco, fazendo dele uma extensão de seu corpo. A jovem sempre fora habilidosa com a arma, tinha treinado por anos e sabia exatamente onde, como e de que maneira manusear uma flecha para posiciona-la completamente a ponto de conseguir o melhor ângulo. Seus joelhos estavam flexionados de leve, a respiração era curta e a distância de 20 metros entre ela e o monstro agora parecia muito pequena. Seria questão de segundos antes do monstro acabar com aquilo, portanto Manu não esperou, apenas soltou a corta e deixou que as três flechas cortassem o ar em direção a cobra antes de jogar o arco dentro da aljava e puxar a espada da baia presa em suas costas.

Com a espada em riste em frente ao corpo Manu foi capaz de vislumbrar as flechas se fincando no corpo do monstro, uma na altura da cabeça da direita e outras duas perto do pescoço, todas muito próximas uma da outra. Mesmo assim a cobra não parou, deu o bote para cima dela e se ergueu por sobre seu corpo, baixando a cabeça em seguida para tentar abocanha-la. Manu foi rápida, rolou para o lado e pegou impulso para ficar de pé, golpeando a cabeça da direita em seguida com certa força, percebendo ali o quanto a pele da cobra era dura e resistente. Filetes de sangue se misturaram ao veneno agora preso em sua espada. A cobra estava – aparentemente – bem e ainda se movia com maestria, Manu tinha piorado sua situação, o monstro estava furioso e ela completamente vulnerável aos seus ataques.

A segunda cabeça tinha se erguido por sobre a primeira, sua língua reptiliana sibilou muito perto do rosto de Emmanuelle, que abaixou para não levar uma mordida e ergueu a espada, a fincando em um ponto acima da garganta da cobra. A lâmina atravessou de leve, perfurou parte da boca e fez a cobra se debater, obrigando Manu a recuar com a espada enquanto era devorada pelo monstro com os olhos. As duas cabeças agora estavam viradas para ela, uma de cada lado prontas para dar o bote.

A filha de Poseidon podia sentir o coração batendo forte, seu estomago se revirara ansioso e sua mente fervilhava de ideias para tentar escapar. Correr para os lados não ajudaria, a cobra se movia lentamente, com o olhar focado nela, tinha se posicionado de um jeito estratégico, com uma cabeça de cada lado se seu corpo a pouco menos de dois metros de distância. Uma investida rápida e pronto, as duas se chocarem e teriam que dividir seu corpinho pequeno. Se saltasse para trás Manu não teria para onde escapar, se fosse para frente daria de cara com o corpo da cobra, então ficaria presa e possivelmente seria esmagada. Ainda assim se fosse rápida poderia saltar sobre ela, com sorte usando sua lâmina para poder machuca-la e criar uma distração enquanto tentava não ser devorada. Era seu melhor plano no momento.

Respirando fundo a garota aguardou o momento certo, conhecia monstros o suficiente para saber como eles agiam, predadores como aquele em especial gostavam de ser lentos, analisavam suas presas e demoravam para atacar. A cobra fazia isso, dava pequenos sinais enquanto fixava o olhar no corpo da garota, que estava focada em analisa-la de canto pelos dois lados para conseguir escapar. Foi o movimento sutil da cabeça da esquerda que fez Manu saltar para frente, movendo os pés rapidamente no exato momento que a cobra investiu contra ela. As cabeças se chocaram, Manu conseguiu se enfiar no meio do corpo do monstro e estava pronta para pegar impulso e fugir quando a cobra começou a se mover ao redor dela. Foi rápido, não deu chance a Manu de escapar ou pensar, ela até tentou, chegou a se virar para encontrar outra saída, mas a cobra estava esperando e a cabeça agora estava totalmente fixa nela. Foi diferente analisa-la de canto e vê-la de frente, o olhar hipnótico da cobra parecia estar lhe atraindo para si, deixou Manu estática e completamente imóvel. A garota nem percebeu a armadilha, quando deu por si já tinha sido envolta na armadilha do monstro, que ao prender Emmanuelle com o corpo passou a se mover, liberando-a do transe. Manu piscou atordoada, sentiu as pernas serem apertadas com força e a aljava machucar suas costas, mas nada se comparava ao estalar constante pinicando suas costelas. A jovem arfou em busca de ar, ergueu o olhar para cima em busca de alguma alternativa enquanto era esmagada, e ao fazer isso se deu conta de que sim tinha uma chance, mas isso exigiria muito dela.

Rezando para que desse certo e pedindo mentalmente que Ártemis lhe ajudasse, Henz convocou o poder da lua, buscando desfragmentar o corpo e as armas para poder se teletransportar para longe. Era um poder pouco usado por ela, mas que naquela situação de risco a ajudaria a se livrar da cobra completamente. E deu certo! De alguma maldita maneira deu certo, aparentemente a deusa da lua ainda gostava dela, porque lhe deu a chance de se livrar da cobra e cair mais próxima do ponto da batalha, onde Manu teve um breve vislumbre de soldados encerrando monstro e semideuses correndo de encontro a uma cobra furiosa. Atordoada piscou algumas vezes, buscando o ar que o monstro tinha lhe roubado antes de tentar se levantar. Foi aí que percebeu a fisgada na costela, algo que a obrigou a curvar para frente e gemer baixinho de dor.

Manu ainda podia ouvir o tilintar de armas e o ardor da batalha, mas esse não durou muito. Seu breve vislumbre lhe permitiu descobrir que a equipe tinha dado conta dos monstros menores e agora finalizava a cobra, que era grande, mas não duraria muito contra aquela quantidade de semideuses. Os garotos e Bae foram rápidos em finalizar a luta e estavam prontos para comemorar quando algo aconteceu. Manu tinha saído antes de poder ser alertada dos preparativos de ataque, aparentemente algo estava acontecendo e ela não teria tempo de perguntar. Alguém lhe agarrou pelo braço e lhe puxou para dentro, lhe obrigando a acompanha-lo de perto com certa dificuldade. A jovem estava atordoada, duas batalhas seguidas para sobreviver e mais machucados do que podia contar, sua respiração não era das melhores e sua costela ainda fisgava, a obrigando a seguir o soldado lentamente.

— O que está acontecendo? — Perguntou ao puxar folego, vendo Bae correr mais a frente e virar à esquerda.

— Vamos explodir a base, rápido, precisamos ir logo — O soldado foi prático, mas Manu não conseguia andar mais rápido naquele momento.

— O que? Porque? — Perguntou de súbito, fazendo o soldado bufar baixo.

— Seu amigo avisou mais cedo, a seita nos encontrou, vão nos atacar a qualquer momento, precisamos sair daqui e fazê-los pensar que estamos mortos — Um nó se formou na cabeça de Emmanuelle, que parou confusa no meio do caminho, pronta para soltar mais perguntas e desfazer o nó que tinha se formado em sua mente. — Lenta demais, assim não vai dar — Sem dar chance a garota de protestar ou recusar o soldado se abaixou e a pegou no colo, correndo com uma Emmanuelle em choque em seus braços. Ela esperava tudo, menos aquilo!

Qual é, armários ambulantes não encostavam nela!

Era de Emmanuelle que estávamos falando, a garota que derrubava filhos de Ares em movimento com uma única flechada, e que agora estava nos braços de um soldado gigantesco e sendo levada sabe-se lá para onde. O choque e a surpresa não permitiram a ela reagir, Manu estava chocada, machucada e completamente chocada com a situação. Tinha vivido mais experiencias esquisitas na ultima hora e agora... deuses, era demais para ela.
O soldado só a soltou quando eles alcançaram uma espécie de alçapão no galpão dos fundos, a ajudou a descer as escadas para o subterrâneo e a fez continuar descendo mais três leques de andares antes de permitir a ela relaxar. Eles tinham alcançado o restante do grupo, que parecia tenso com o que estava acontecendo lá em cima. Bae se aproximou dela, a analisando com cuidado enquanto os demais pareciam apreensivos.

— Vamos, eles nos alcançam no caminho, não temos tempo a perder — Um segundo soldado apareceu entre as sombras para guiar a equipe. Enquanto o que tinha ajudado Emmanuelle pedia a Bae que lhe ajudasse no caminho, algo que a caçadora fez de bom grado, fazendo Manu relaxar um pouco menos tensa por não estar sendo carregada dessa vez. Lentamente o grupo seguiu pelo que parecia uma antiga rede de esgoto, murmurando baixinho algumas informações que permitiram a Manu descobrir o que tinha acontecido.

Mais cedo Kevin tivera uma visão da seita atacando a base em um horário específico, todos tinham sido avisados, mas Manu tinha saído as pressas e não tinha prestado atenção, portanto acabara desinformada e completamente alheia ao que tinha acontecido. Enquanto os semideuses e alguns soldados continham os monstros do lado de fora, Kevin e parte da equipe da anti seita tinha ficado para trás para preparar outras coisas. Eles já esperavam um ataque e tinham planos para caso isso acontecesse e por isso eles estavam ali, usando o subterrâneo para escapar. A ideia era explodir a base e simular a morte de todos ali dentro, por isso Daron também tinha ficado, ele seria o responsável por conseguir forjar corpos, mas como Manu não sabia dizer.

As coisas estavam confusas, a rede de esgoto não era das melhores e as informações agora bombardeavam sua mente. Manu sabia que de alguma maneira eles tinham conseguido se organizar para leva-los para um lugar seguro, assim como sabia que alguns poucos soldados tinham ido na frente com as mochilas dos semideuses, equipamentos e armas da base, bem como alguns suprimentos. Agora como, porque e onde eram questões que ela ainda não conseguira responder. Sua concentração estava em captar fragmentos na conversa enquanto obrigava seu corpo a relaxar, se sentia cansada, dolorida e provavelmente tinha quebrado uma costela, a dor era tanta que se ela se curvasse um pouquinho que fosse para a frente, a falta de ar lhe atingia com tudo e lhe impedir de respirar corretamente. Era por isso, que naquele momento ela só se obrigaria em continuar, um passo de cada vez até que estivessem a salvo.

Itens Usados:

• ♛Weapon Blood♛: [Trata-se de um arco de material avermelhado, indestrutível. Este possui entalhes de flocos de neve por toda a sua extensão. A aljava da arma é de couro e suas flechas são realmente poderosas. Suas pontas possuem um veneno que faz com que o local afetado por esta perca mais sangue do que perderia em um ataque comum. No topo do arco encontra-se um pequeno topázio roxo, dentro dele está escrito: Emmanuelle | Efeito 1: O veneno provoca sangramento durante três turnos, retirando +20 HP a cada turno. | Berilo vermelho Abençoado | Espaço para duas gemas | Alfa Prime | Status: 100% Sem danos |Épico | Dano base: 50 | Evento: Campeonato dos Gladiadores]

• Lunatic [Uma única luva feita de tecido prateado que se encaixa perfeitamente a mão dominante de sua portadora. Tal luva não possui dedos, emite um brilho prateado fraco e apresenta pequenos detalhes delicados por toda sua extensão. Um feitiço de invocação está gravado em sua palma de forma que, ao comando de sua portadora, tal luva possa invocar pequenas dardos.| Efeito 1: Melhora o manejo de sua portadora sobre o arco em +20%, aumentando seu dano na mesma porcentagem, o que também impede a portadora de se machucar com a corda do arco. Efeito 2: Ao comando da portadora pode ativar o feitiço de invocação e trazer para o campo um pequeno dardo lunar. Tal dardo possui cerca de 5 centímetros, sua ponta tem o formato de uma meia lua. Ao ser lançado contra o adversário da semideusa o persegue até atingi-lo, deixando-o paralisado por um turno e 20% mais lento por outros dois. São velozes e bastante resistentes. (Só pode ser usado uma vez por luta, evento ou missão). Efeito 3: Transforma-se em um anel com desenhos de lua que fica fixo no dedo mindinho da caçadora. | Prata Lunar | Sem espaço para gemas| Beta | Status: 100% sem danos| Mágico | Presente de Artémis]

Curadores Unissex [Camiseta branca básica do tipo sem estampas, o tecido é liso e bastante leve, gruda no corpo como se fosse uma sobre-pele, mas mais confortável. Manga curta de cor única. | Efeito 1: A blusa pode restaurar até 50% do HP do usuário dentro de dois turnos, 25% no primeiro turno, 25% no segundo turno. O efeito só funciona uma única vez por evento, luta ou missão. Efeito 2: Foi feito de forma que possa ser usado por baixo de outras roupas, o tecido é fino, o que faz parecer com que o semideus não esteja vestindo nada, além disso, possui uma mágia que o impede de sentir calor. Efeito 3: Se ajusta perfeitamente ao corpo do usuário. | Tecido mágico | Sem espaço para gemas | Beta | Status: 100% sem danos | Mágico | Comprado na Ferreli & García - Mode et style]

• Bomba de fumo shinobi [Duas bombinhas ao estilo das utilizadas pelos shinobis no anime Naruto que cabem em qualquer bolso. | Efeito 1: Explodem em uma cortina de fumaça em um desenho da Hinata antes de se espalhar pelo cenário. | Efeito 2: Seu efeito mágico permite que o dono, e somente ele, enxergue e não tenha problemas respiratórios dentro da cortina de fumaça, diferente dos outros. | Borracha | Sem espaço para gemas| Sigma | Status: 100% sem danos| Mágico | Presente de Abramov]

• Cosmo [Espada com 90 centimetros. Apresenta detalhes delicados em tons de roxo ao redor de sua lamina, sendo que no centro palavras gregas de coragem, sabedoria e força estão gravadas de forma delicada. O cabo é feito do mesmo material da espada e possui detalhes que facilitam na hora do manejo e a impedem de escorregar, deixando-a firme na mão do usuário. A espada possui detalhes perto do punho, espaço para joias e desenhos em revelo. Toda sua lamina emite um brilho arroxeado que denuncia parte de seu poder, as palavras nela descritas também brilham quando essa está em batalha. | Efeito 1: O corte da lamina pode provocar hemorragia continua, de forma que, durante três turnos o inimigo do semideus continuará perdendo +20 HP. Efeito 2: A arma sempre retorna ao dono, voltando para suas mãos um turno depois que for perdida ou roubada. | Material semidivino indetectável| Espaço para três gemas | Alfa Prime | Status% Sem danos | Necessário possuir nível 22 para domínio completo desse armamento | Lendária | Dano base de 40 (para humanos, monstros e semideuses) | Evento de natal 2017]
Passivos Belicos:

Nome do poder: Pericia com Arcos IV
Descrição: O seu manejo se tornou perfeito, os treinamentos realizados por você lhe trouxeram o resultado esperado. Você se tornou um arqueiro, consegue se mover depressa, atirar, e até mesmo usar o arco para se defender, acertando alvos moveis e não moveis, além de conseguir atirar até duas flechas por vez.
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: +70% de assertividade no manuseio de arcos.
Dano: +35% de dano se a arma do semideus atingir o alvo.

Nome: Flechas Simultâneas
Descrição: Capacidade de lançar até três flechas de forma simultânea e precisa, o que aumenta as chances do arqueiro atingir seu alvo com pelo menos uma das flechas durante o disparo.
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum.
Bônus: +70% de chance de conseguir que uma das flechas atinja seu alvo.
Dano: O dano normal das flechas.


Nome: Atrás
Descrição: Em combate, acertar uma flecha sem errar o alvo é complicado, ainda mais com aqueles que se encontram ocultos de alguma maneira. Imagine a seguinte situação, o semideus tenta acertar um determinado alvo, mas o encontra bloqueado por um segundo corpo, ao tentar acertar seu alvo, acaba acertando o bloqueio desse. Tal habilidade permite ao usuário aumentar as chances de acertar no alvo que deseja, impedindo que pegue no alvo a frente desse, o bloqueio.
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum.
Bônus: +70% de chance de atingir um alvo atrás de algum obstáculo como pedras e arvores.
Dano: O dano normal do tiro.

Nome do poder: Pericia em Mira de Arcos II
Descrição: O semideus ao executar certo treinamento, acabou aprimorando sua mira, de forma que, atirar em alvos com um arco se tornou muito mais fácil. O tempo com essa arma é um inimigo, mas agora que possui o conhecimento adequado, a vantagem está a seu favor e sua mira, está muito melhor.
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: +40% de mira com arcos, tendo facilidade em atirar em alvos em movimento.
Dano: +25% de dano se o inimigo for atingido pelo arco do semideus.
Extra: Nenhum

Nome da Habilidade: Pericia em Movimentos com Arco II
Descrição: Não basta saber atirar uma flecha, manusear um arco ou mirar um inimigo com precisão, também é preciso aprender a movimentar o corpo e descobrir como ele pode influenciar sua batalha no armamento escolhido. Um arqueiro precisa se tornar esquivo, precisa saber saltar, precisa saber cair e rolar enquanto atira, tudo isso sem perder a precisão e a mira, afinal seu inimigo não vai ficar esperando você se posicionar para ataca-lo mais uma vez. Essa habilidade busca aprimorar exatamente isso, tornando o arqueiro um hábil acrobata, um gatuno esquivo e um atirador de elite em relação a arma em que esta portando. Agora ele será capaz de realizar movimentos mais precisos, pular e atirar ao mesmo tempo e rolar em seguida para buscar uma nova posição e atacar ou contra-atacar seus inimigos.
Gasto de MP: Nenhum
Gasto de HP: Nenhum
Bônus: +30% de agilidade, flexibilidade e precisão ao lutar com arcos.
Dano: +50 de dano se a arma do semideus (arco e flecha) atingir o inimigo.
Extra: Nenhum.

Nível 70
Nome do poder: Maestria com Arco
Descrição: Emmanuelle manteve a sua facilidade natural com o manejo de tal arma, podendo rapidamente usá-la em uma ofensiva quanto na defensiva.
Gasto de Mp: Nenhum.
Gasto de Hp: Nenhum.
Bônus: +100% de assertividade no manuseio de Arcos.
Dano: + 50 de dano ao ser acertado pela arma da semideusa, pois a precisão será mais certeira.

Nível 42
Nome do poder: Pericia com Espadas III
Descrição: Você se tornou um mestre com essa lamina e agora pode usa-la para atacar se defender, também consegue desarmar inimigos com mais facilidade e dificilmente deixa que tirem a lamina de suas mãos.
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: +100% de assertividade no manuseio da espada.
Dano: + 45% de dano ao ser acertado pela arma do semideus.
Demais Corporais:

Nível 40
Nome do poder: Reflexos Aprimorados
Descrição: Como demonstrado na série, os reflexos do Percy são mais rápidos do que o normal, sendo que ele foi capaz de desviar uma bala que pode percorrer 1.700 milhas por hora, mesmo quando ele quase não viu a bala na Maldição do Titã. Seus reflexos aprimorados também permitiram que ele cortasse uma série de flechas ao meio no Mar de Monstros. Assim, filhos de Poseidon possuem reflexos melhores que os da maioria.
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: +30% em uma ação de defesa/esquiva contra ataques físicos;
Dano: Nenhum

Benção: Influencia Lunar
Descrição: Sua personagem fica mais forte, rápida e habilidosa a luz do luar. Seu senso de direção aumenta e seus movimentos ficam mais precisos, lhe concedendo também bônus de arquearia. Além disso a resistência da caçadora também aumenta, fazendo com que golpes direcionados contra ela se tornem menos efetivos.
Gasto de MP: Nenhum
Gasto de HP: Nenhum
Bônus: +30% de força, velocidade e esquiva. Golpes físicos direcionados contra a caçadora terão redução de 10% no dano.
Dano: +20 de dano em golpes que envolvam o arco.
Extra: Nenhum

Nível 1
Nome do poder: Sentidos Aguçados
Descrição: Os sentidos são essenciais em uma caçada, de maneira que Emmanuelle desenvolveu os sentidos, passando a enxergar, ouvir e sentir muito bem, seja durante o dia ou durante a noite.
Gasto de Mp: Nenhum.
Gasto de Hp: Nenhum.
Bônus: +15% em todos os sentidos.
Dano: Nenhum.

Nível 27
Nome do poder: Resistência
Descrição: Como uma ex-imortal habituada a movimentação extrema, Emmanuelle manteve uma resistência acima da média, podendo passar mais tempo em corridas e em batalhas, sendo difícil cansar.
Gasto de Mp: Nenhum.
Gasto de Hp: Nenhum.
Bônus: + 30% em resistência.
Dano: Nenhum.

Nível 30
Nome do poder: Habilidade em batalha
Descrição: Com o treinamento e experiência obtidos enquanto era uma caçadora, Emmanuelle é habilidosa em batalhas, conhecendo pontos fracos de monstros, assim como seus movimentos passam a ser limpos e rápidos, tanto utilizando arcos como facas/adagas, sendo extremamente evasiva no combate corporal, assim como assertiva.
Gasto de Mp: Nenhum.
Gasto de Hp: Nenhum.
Bônus: + 50% de velocidade em combates corporais.
Dano: Nenhum.

Nome do poder: Velocidade III
Descrição: Você aprendeu que a velocidade pode ser uma grande aliada em campo de batalha, e com isso treinou ainda mais arduamente, agora ficou mais rápido, esquiva-se com facilidade, e domina a luta ao seu favor. É difícil combater seu herói desse jeito.
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: +30% de velocidade
Dano: Nenhum

Nível 47
Nome do poder: Força II
Descrição: O semideus treinou e evoluiu ainda mais e agora consegue carregar ainda mais peso, levantar coisas mais pesadas e efetuar lançamentos com uma facilidade tremenda. Conforme se desenvolveu, ficou ainda mais forte.
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: +35% de força
Dano: +20% de Dano se o ataque do semideus atingir.
Demais Passivos:


Nível 50
Nome do poder: Resistência ao Fogo II
Descrição: Sua resistência cresceu conforme o esperado, e agora o fogo – apesar de incomoda-lo – só lhe causa uma leve ardência, mas não é capaz de feri-lo de forma grave como o esperado dos demais semideuses, humanos ou criaturas. Se for queimado por fogo normal, ainda será capaz de sobreviver. Essa habilidade não se aplica a fogo puro – divino – grego, ou as chamas do inferno.
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: 85% de chance não ser queimado pelo fogo comum. (os outros 15% são de sentir ardencia, ou adquirir queimaduras leves de 1º grau).
Dano: Nenhum

Nível 50
Nome do poder: Cura Lunar IV
Descrição: Ao ser exposta à luz da lua, Emmanuelle se sente revigorada e passa a recuperar, lentamente, parte do HP e da MP. (Uma vez a cada cinco turnos)
Gasto de Mp: Nenhum.
Gasto de Hp: Nenhum.
Bônus: 60 de HP e MP.
Dano: Nenhum.
Ativos:

Nível 31
Nome do poder: Viajante da Lua
Descrição: Emmanueele consegue desaparecer e reaparecer em um raio de até 2 km de distância, em qualquer ponto que desejar, mas só poderá fazer isso durante a noite.
Gasto de Mp: 25 MP por turno usado
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: Nenhum
Dano: Nenhum
Extra: Só conseguem usar o poder durante a noite.

Kyra



Emmanuelle Sophie Henz
I'M A QUEEN OF DARKNESS!!!
avatar
Emmanuelle S. Henz
Filhos de Poseidon
Filhos de Poseidon

Mensagens : 1045
Idade : 22
Localização : Seguindo em frente..

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: {Missão Consequência} Grace

Mensagem por Bae Zoey em Seg Out 08, 2018 2:39 pm

fighting for Thalia
O pior já havia passado, portanto, confiante o suficiente para devolver o arco e a caneta mágica à Emmanuelle, trilho nosso caminho de volta à base da Ordem da Fênix, mas não deixo de sentir aquele formigamento incômodo na nuca de estar sendo observada de longe. Desde o início da batalha eu havia me sentido daquele jeito, mas de qualquer forma, não deixei atrapalhar no desenvolvimento da missão. Mantive-me completamente quieta e atenta durante todo o percurso, afinal, os membros do grupo do sexo oposto estavam animados demais para se preocuparem muito com o futuro, já que conseguimos uma bela de uma caixa de arquivos recheada de coisas que poderiam ser extremamente úteis ou inúteis para o nosso futuro.

Assim que entramos na base as informações colhidas foram avaliadas, o pessoal que Hécate havia reunido para nos ajudar nessa batalha não eram, nem de longe, lerdas, pelo contrário. As equipes haviam se encontrado, mas a sensação de que algo estava errado permanecia, permaneço isolada em meu canto mais preocupada em como Thalia deveria estar, e se sequer estava viva, observando o trabalho da equipe na base, até que me surpreendi quando um alarme soou. Dois dos nossos aliados vinham correndo avisando sobre monstros que estavam se aproximando, presto atenção na conversa que eles tem com Manu e Daron, eram oito monstros, três dos maiores, cinco dos menores e eles estavam chegando bastante perto, tínhamos atraído-os.

Toda a base foi imediatamente protegida contra os diversos tipos de invasão, afinal, seria uma tragédia perder uma das nossas maiores bases e a mais próxima da área 51. Meu brinco imediatamente vira cajado em minhas mãos, se eu não pudesse atingir os tais monstros que atentamente escuto sobre a formação, então poderia ao menos tentar esmagá-los com o meu cajado, única arma que ousei levar para aquela ocasião, afinal eu ainda tinha a opção de usá-lo como bastão. Avanço para o lado de fora da base junto com Taehoon, Daron, Uriel, e os demais aliados que tinham boa capacidade para lutar, deduzo que eram os legados citados por Falcon.

Me deparando com a cena de Garras ósseas avançando para tentar nos matar, uma mãe-ciclope furiosa, uma Rainha Sess e uma Anfisbena, todas que reconheço das histórias contadas por Ártemis durante todo o tempo que estive junto com as Caçadoras, avanço para o primeiro Garra óssea que me identificava no campo de batalha, ele avançava com suas unhas terrivelmente afiadas em minha direção, e apesar de não ser tão afetada por sua aura de morte, eu sentia sua presença. Me esquivo de uma das tentativas de me agarrar com as garras enormes utilizando o cajado que agora assumia forma de bastão, batendo-o contra as unhas feias e nojentas do monstro, formando em uma de minhas mãos, três esferas de luz lunar, lançando-as na direção da criatura e fazendo-a recuar um pouco, não conseguia enxergar mais, estava cego, portanto seus movimentos estavam restritos e atirar para qualquer lado.

As batalhas ao meu redor continuavam cada uma em seu ritmo, dois dos soldados da nossa base estavam cuidando de um dos garra ósseas, mas eu não encontrava em lugar algum uma única pessoa Kevin, o filho de Apolo que havia se juntado a Daron. Mantenho meu foco somente na minha batalha, sabia que em breve teria que me unir aos demais semideuses, aqueles que enfrentavam monstros maiores e mais perigosos. Sinto uma agulhada intensa em minha coxa esquerda e quando me dou conta, o monstro que ainda permanecia cego havia estendido sua garra em minha direção, conseguindo me atingir na perna com eficácia, mas apenas acertando a lateral.  — Aish, saekki! —

A dor era intensa o que me motivou ainda mais a acabar com aquela situação, mas sou surpreendida quando uma das legados da Ordem se junta à minha batalha, utilizava uma espada de ferro estige para cortar as unhas do garra, e então avançar em direção à coluna do monstro. Aproveito para voltar meu bastão ao seu formato de brinco, concentrando minha energia nas mãos e então, atirando duas facas em cada uma na direção do monstro, tomava o cuidado de mirá-las somente na criatura, evitando a semideusa que estava me ajudando contra ele. O combo de ataques junto com a outra garota fizera com que o monstro explodisse em poeira, eu sabia que o material da arma dela era completamente perigoso contra monstros do submundo, mas ainda não havia acabado. Ainda haviam outros monstros a serem derrotados e ainda a mãe ciclope mantinha-se afastada do grupo todo, parecia prestes a fugir depois que a maior parte de seus aliados foram destruídos pela equipe semidivina.

Correndo em direção à outra batalha que Emmanuelle estava, já começo a pensar no que fazer ali, a semideusa que havia me ajudado agora me acompanhava para aquela outra parte do processo, as pessoas estavam todas agrupadas em dois monstros apenas agora. Em algum momento a ciclope havia fugido e ninguém sequer reparou em sua partida, todos ocupados demais com seus próprios oponentes. Abro rapidamente a mochila carteira que estava sob meus ombros e pego a faca que ganhei ao chegar no acampamento, usando as propriedades mágicas do meu anel Arsenal, transformo a faca em espada. Abusando de minha ambidestria e força, ataco a parte da cauda da cobra, queria que ela se dividisse ao meio mas eu sabia que não era possível, portanto, simplesmente tento fazer com que aquilo soltasse a antiga caçadora do aperto, mas antes que a cobra tivesse chance de esmagá-la por completo, a semideusa simplesmente some.

Vejo que uma das cabeças me olhava com toda a fúria que ela tinha, havia sentido o golpe e a outra cabeça estava distraída demais com os outros soldados que haviam se unido à causa. Sandy, a garota que havia me ajudado contra o garra óssea lutava bravamente contra a criatura, mas seus golpes físicos eram totalmente reduzidos. Evito olhar a cobra nos olhos e então, puxo um fio do meu cabelo, separando-o da trança já bagunçada pela movimentação intensa e jogo com sua cabeça em movimentos rápidos e precisos. A espécie de rede parecia envolver a cabeça e tronco da cobra, em um vislumbre rápido, vejo Kalel avançando contra a criatura. Fazendo o cajado aparecer na minha outra mão segurando firmemente a espada na destra, aponto o cajado na direção do monstro e pronuncio as palavras de poder, eu era inútil contra ele e somente um feitiço poderia nos ajudar naquele momento.

— Et abcissi. — E um corte grande o suficiente para deixar exposto a carne da cobra é exposta de cumprido em seu corpo, sangrava e a criatura se contorcia com a dor, eu ainda tinha mais uma coisa a fazer, mas antes faço o cajado assumir sua antiga forma, e em seguida, invoco duas estrelas que ficam passeando de um lado ao outro, entre as cabeças da cobra, confundindo-a e deixando-a enjoada, ao menos era o que eu esperava que acontecesse. A equipe toda batalhava contra a criatura arduamente e então, sem que eu percebesse, uma gosma é lançada contra o meu braço esquerdo, grudando como chiclete e me fazendo não ter controle mais dos movimentos do meu braço.

O sentimento de desespero fez com que eu enfiasse com força a espada contra o ferimento aberto, aumentando-o mais ainda, agora os demais semideuses lutavam à todo vapor contra a criatura, me deixando mais tranquila com a situação. Eu me sentia fraca e zonza, procurava ao redor por Emmanuelle e vejo-a ser levada por alguém até a base da Ordem, corro em direção à ela, não a deixaria sozinha e eu sabia que ela odiava homens, não seria qualquer um que a pegaria no colo dessa forma, algo estava completamente errado. Confio então na equipe para finalizar o trabalho.

Minha espada volta a ser faca e guardo-a dentro da mochila carteira novamente, concentro-me em transportar através da lua meu corpo para dentro da sede, imaginando Emmanuelle como meu foco de local principal, aqueles que haviam permanecido do lado interior estavam todos reunidos em uma espécie de galpão que dava acesso ao subsolo, desço os níveis de escada pelo alçapão sentindo minha perna pegar fogo no local em que havia sido atingido, meu braço não se movia nem um pouco e a sensação de possível desmaio me acompanhava, era a coisa mais difícil do mundo me manter firme e forte com toda aquela situação. Assim que chego até Manu, a estudo atentamente, definitivamente aquela maldita cobra havia quebrado alguns ossos dela, coisa que fez parecer o meu problema quase insignificante.

— Pode nos ajudar, Zoey? — O que havia ajudado a filha de Poseidon me perguntava a respeito de ser guia para o restante da equipe, não me nego em momento algum, apenas assinto com a cabeça. As informações passadas entre todos era de que a Seita estaria chegando para nos atacar também e Kevin já havia avisado antes, eu estava distraída demais para prestar atenção, então era isso o que estava acontecendo de fato. Todo o restante da equipe já estava ali reunida, apenas Daron havia ficado para trás com Kevin, juntos eles iriam forjar a morte de alguns semideuses e impedir que algumas câmeras térmicas, pelo o que eu entendi, nos encontrasse.

Mancando durante todo o caminho e ainda sem sentido algum no braço esquerdo, tento segurar a onda e sequer me pronunciar, eu estava mais calada do que nunca e acompanhava o soldado a todo momento, checando se todos estavam juntos com o grupo. Vez ou outra o olhar parava em Manu, ela estava péssima, eu sabia disso e queria fazer algo, ela estava naquela situação só por minha culpa, tudo aquilo era culpa minha.

Se eu não tivesse deixado Thalia para trás, sequer teria sido sequestrada.


FPA Bae Zoey

TRADUÇÕES:

“aish, saekki (새끼)” = ai, filho da puta

Vestindo


GASTOS DE MP - TURNO ANTERIOR = 25 MP (15 MP [Fortuna]; 10 MP [Veneficia])

GASTOS DE MP - TURNO ATUAL =  182,5 MP (10(x2) MP [As estrelas Confundem]; 12,5 MP [Et abcissi]; 20 MP [Viajante da Lua I]; 20(x3) MP [Esfera Lunar II]; 10(x4) MP [Atiradora de Facas III]; 30 MP [Rede Prateada])

* -75% do gasto de MP menor pelo uso do cajado como método de canalização de poderes ativos [utilizando “Perícia com Cajados III” e “Cajado”].

BÔNUS DE DANO POR CONTA DE PASSIVAS E USO DE ITEM:
Pericia com Laminas II - +35% de dano
Perícia com Facas e Adagas III - + 30% de dano
Pericia com Cajados III - + 20% de dano
Bom Magico IV - +20% de dano em feitiços
Item Cajado - +25% de dano em feitiços

DANOS ATIVAS COM % DE PASSIVAS E USO DE ITEM:
Atiradora de Facas III - 74,25 HP de dano por faca

Itens:
Mochila-Carteira [Trata-se de uma mochila que assume qualquer coloração que o usuário desejar, podendo comportar até duas armas médias, como espadas e duas adagas. Caso o semideus opte por carregar itens de cura ou similares a mochila irá comportar até quatro desses itens. | Efeito 1: A mochila diminui de tamanho, passando a ser uma pequena carteira de bolso. Mas você deve desativar o efeito caso queira pegar suas armas de volta. | Tecido mágico | Resistência Beta | Sem espaço para gemas | 100% sem danos | Evento de Natal 2017]

Dentro da Mochila:
Faca de Bronze Celestial [ Uma faca de lâmina curta - cerca de 10 cm - com cabo em madeira envolvido em couro para tornar o manuseio melhor. | Não produz feridas em mortais. | Bronze celestial, madeira e couro. | Sem espaço para gemas. | Alfa. | Status 100%, sem danos. | Comum. | Nível 1. | Item inicial. ]

Blood Magic [Uma caneta aparentemente comum, porém de aparência elegante. Porém essa caneta não funciona com tinta normal, mas apenas com sangue. Para encher o tubo, é preciso encostar a ponta da caneta em um pequeno machucado ou qualquer fonte do sangue a ser usado. Sua grafia varia de acordo com o desejo do dono, podendo ser mais forte e assim usando mais da tinta sangrenta, ou mais fina e delicada. Feita basicamente de arambarium - metal que conduz magia com mais facilidade – e ouro compondo todos os detalhes. | Efeito: Ela tem o efeito de sempre retornar ao dono depois de algum tempo. Foi encantada para criar runas mais duradouras, e com uma intensidade 10% maior do que de uma runa original, além disso, a caneta diminui o gasto de MP em 50%, e da choques em qualquer um que tentar rouba-la. A caneta possui sangue suficiente para a criação de até 10 runas, depois disso precisa ser recarregada novamente. | Arambarium e Ouro | Resistência: Beta | Status: 100%, sem danos | Mágica | Comprado no Pandevie Magie]

• Energizador [ Uma garrafa de vidro contendo um líquido amarelo, com aparência semelhante a de suco de abacaxi. | O líquido é feito de uma mistura com água de coco e pó de dente de leão, sendo capaz de fazer quem o ingere recuperar até 100 de MP.  | Água de coco e Pó de dente de leão. | Sem espaço para gemas. | Gama. | Status: 2/2 | Mágico. | Some da mochila após uso | Underworld's Poisons.]

• Arsenal [Anel brilhante com uma pedra preciosa, esbranquiçada e minúscula em seu centro | Aço | Possui o efeito de alterar uma arma, mudando assim sua forma, detalhes, e qualquer outra coisa que o portador desejar, desde que as alterações sejam apenas físicas. Ou seja, utilizando o efeito do anel, é possível transformar uma lança em uma espada ou faca, ou qualquer outro item de ataque. Um escudo circular pode ser transformado em um broquel, ou um escudo de corpo. Os materiais dos itens podem ser alterados, mas seus efeitos sempre serão os mesmos (exemplo: uma espada elétrica ainda causaria dano por eletricidade se transformada em uma lança) | Não possui espaços para gemas | Comum | Resistência: Sigma | Status: 100%, sem danos | Comum | Comprado na loja ].

• Cajado [Aparenta ser um pedaço de madeira velha, levemente curvado na ponta e segurando uma pedra azulada como a lua. |Efeito 1: Sua aparência pode ser alterada e o cajado pode ser transformado em um bastão de Arambarium que amplia os poderes do portador de magia em +25%, dando um dano 25% maior ao realizar feitiços usando esse bastão como canalizador. | Efeito 2: Transforma-se em um brinco de perola. | Arambarium | Rubra: Absorve 30% de qualquer ataque mágico lançado contra o portador. | Beta | Status: 100% sem danos | Mágico | Arsenal do Acampamento]

• Anel [ Feito de um material negro que emite um brilho delicado em cores que variam de acordo com o grupo. O símbolo entalhado no anel é a representação do grupo que o semideus comanda, além disso o nome deste está gravado na parte de dentro. | Efeito: Quando o semideus entra em batalha usando o anel faz com que seus subordinados ganhem mais foco e seus comandos mais claros, criando +20% de motivação para aliados no campo de batalha. | Desconhecido. | Sem espaço para gemas. | Beta | Status 100%, sem danos. | Comum. | Esse item não entra na contagem de itens por ser um símbolo de liderança que pode ser usado a qualquer momento |  Sistema de medalhas]

Vitesse [ Uma confortável blusa de algodão, na cor preta. | Efeito 1: A blusa é leve e agradável, além de ter um efeito mágico que melhora a velocidade do usuário em 30% | Efeito 2: O tecido não suja e não adquire manchas, permanecendo impecável e cheiroso independente das situações ao qual seja submetido | Algodão mágico | Sem espaço para gemas | Beta | Status: 100% sem danos | Comprado na Ferreli & García - Mode et style ]

Bênção:
Nome: Imortalidade
Descrição: No momento em que uma mulher junta-se a Deusa Ártemis, seu corpo jamais irá envelhecer, tornando-se resistente a doenças – como gripes, febres etc. – não mais podendo falecer por causas naturais (doenças) ou velhice. Entretanto, caso o voto a tal Deusa seja quebrado, a adolescente se tornará mortal novamente, ou caso a caçadora venha a sofrer um golpe fatal durante uma batalha, a mesma irá morrer. Sendo essa a única maneira e interromper a vida de uma seguidora de Ártemis. Ao sofrerem os efeitos de um veneno as caçadoras irão ter febre e ficar de cama, como se estivessem com alguma virose. No entanto não irão morrer, não importa o teor do veneno.

Habilidades Adquiridas:
Nome: Perícia em Ambidestria
Descrição: Depois de treinar, o semideus é capaz de usar ambas as mãos e pernas em combate, distribuindo força e equilíbrio necessário para já ter a mesma eficiência no uso. Será capaz de, por exemplo, usar duas armas ao mesmo tempo além de equilibrar-se mais fácil por ter ambas as pernas como dominantes.
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: +15% de força e equilíbrio.
Dano: Nenhum

Poderes Passivos:
Filha de Nyx:
Nome do poder: Visão Noturna
Descrição: Têm sua íris dilatada, aumentando o foco, e consequentemente a distância a que se pode enxergar. O personagem toma posse da concentração para que consiga perceber se há pessoas no local através de pontos cegos, sendo capazes de detectar inimigos através de suas sombras. A sombra durante a noite, torna o corpo ainda mais vulnerável, e para os filhos de Nyx/Nox ela se tinge de negro no corpo dos inimigos. Assim sendo, quando essa visão está ativa, eles conseguem detectar essa sombra, e rastrear seus inimigos, mesmo que eles estejam invisíveis.
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: Conseguirão detectar até mesmo inimigos invisíveis, desde que não estejam protegidos por uma magia, ou poder de nível superior ao seu.
Dano: Nenhum

Nome do poder: Escritos antigos
Descrição: O semideus é diretamente ligado a línguas demoníacas antigas, bem como ensinamentos bruxos, o latim – de onde provem boa parte dos feitiços – e simbologia. Podendo traduzi-las e entende-las de forma perfeita, também conseguindo falar com perfeição.
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: Isso permite ao semideus descobrir novos feitiços e poderes, e inclusive executa-los, se for preciso.
Dano: Nenhum

Nome do poder: Aliado da Noite
Descrição: Quando lutam durante a noite os filhos de Nyx/Nox ganham uma força extra de campo, que permite que suas habilidades sejam aprimoradas de uma maneira surpreendente. Os atributos de força, agilidade, esquiva, e velocidade, são melhorados.
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: +25% de força, velocidade, agilidade, e esquiva.
Dano: Nenhum

Nome do poder: Pericia com Laminas II
Descrição: Conforme o treinamento do semideus evoluiu, sua precisão com laminas se tornou ainda mais evidente. Agora, outros tipos de laminas também se tornam perfeitas em suas mãos, e mesmo sem nunca ter manejado essa arma, terá certa facilidade em lutar com elas. Espadas longas e lanças, podem virar armas tão mortais em suas mãos, que é melhor seus inimigos se afastarem.
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: +70% de assertividade no manuseio de laminas (adagas, espadas, lanças, e etc).
Dano: +35% de dano se o oponente for acertado pela arma do semideus.

Nome do poder: Pericia com Cajados III
Descrição: Os filhos da deusa da noite se tornaram feiticeiros invejados, suas magicas se tornaram fortes, e ao usar o cajado consegue canalizar a energia com uma impressionante resistência, podendo reduzir o gasto da energia corporal, e canaliza-la na natureza.
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus:  +100% de assertividade ao lutar com essa arma. O semideus que usar o cajado para executar o feitiço pode reduzir o gasto da MP pela metade. Exemplo, se executar um feitiço que gasta 10 MP, e usar o cajado para fazê-lo, então o gasto será apenas de 5 MP.
Dano: +20% de dano se forem atingidos por feitiços do cajado do semideus, ou pela arma (se usada dessa maneira).

Nome do poder: Premonição
Descrição:  Quando o filho de Nyx/Nox está correndo algum risco de serem atacados ou mortos de surpresa, eles têm uma premonição, um sentimento de perigo sobre o que irá acontecer. Este sentimento o alerta e pode mantê-lo vivo, pois, permite ao personagem antecipar durante um único turno – de sua escolha – o movimento do inimigo, e bloqueá-lo. (Só pode ser usado uma vez por missão, luta ou evento).
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: Pode afirmar os movimentos do adversário durante um único turno, podendo bloqueá-los nesse mesmo turno.
Dano: Nenhum.

Nome do poder: Bom Magico IV
Descrição: Nyx/Nox sempre foi temida, seus filhos não são diferentes. Como mágicos experientes, conforme se desenvolvem, também adquirem a capacidade de sua mãe, podendo conseguir realizar feitiços mais fortes do que qualquer outro semideus, superando-os de uma maneira impressionante. Seus feitiços são precisos e certeiros, e o semideus com toda certeza se tornou um feiticeiro experiente em magia.
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: Ganha 40% de força em seus feitiços (em poderes ativos).
Dano: +20% de dano se os feitiços acertarem

Legado de Afrodite:
Nome do poder: Beleza Natural
Descrição: Os filhos da deusa do amor são campistas naturalmente bonitos e charmosos. A beleza supera a de qualquer outro semideus no acampamento, sendo algo beirando ao sobrenatural. É simplesmente indescritível. Isso faz com que inimigos e aliados acabem se distraindo por sua beleza perturbadora, ou encantados pela mesma.
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: Pode deixar o inimigo atordoado durante o primeiro turno, evitando atacar logo de cara, ou se atacar (poderes que exijam miras, ou armas com a mesma característica), irão errar o alvo. Não acertarão o filho de Afrodite/Vênus, pois, de primeira, o inimigo não saberá porque não nutre o desejo de ataca-lo.
Dano: Nenhum

Caçadora de Ártemis:
Nome do poder: Sentidos Aguçados
Descrição: Os sentidos são essenciais em uma caçada, de maneira que, tais semideuses, ao juntarem-se a Ártemis, desenvolvem os sentidos, passando a enxergar, ouvir, sentir etc. muito bem, seja durante o dia ou durante a noite.
Gasto de Mp: Nenhum.
Gasto de Hp: Nenhum.
Bônus: +15% em todos os sentidos.
Dano: Nenhum.

Nome do poder: Habilidade de Caça
Descrição: Ao se tornarem seguidoras da Deusa da Lua as semideusas desenvolvem habilidades de caça, como observação e paciência. Podendo seguir rastros de presas estudando o ambiente e localizando pegadas, sangue etc.
Gasto de Mp: Nenhum.
Gasto de Hp: Nenhum.
Bônus: + 15% de percepção.
Dano: Nenhum.

Nome do poder: Sobrevivência
Descrição: Desde o momento que se juntaram a caçada, tais semideusas se tornam habituadas a vida em meio a florestas, passando a identificar plantas e frutas.  Podendo avaliar aspectos de grama, árvores, vegetais e ambientes que podem dar uma localização exata de onde a semideusa poderia estar.
Gasto de Mp: Nenhum.
Gasto de Hp: Nenhum.
Bônus: Nenhum.
Dano: Nenhum.

Nome do poder: Comunicação Animal
Descrição: Comumente aves como falcões, lobos e cães são utilizados em caçadas. De forma que, as caçadoras poderão compreender tais animais e estabelecer comunicação com os mesmos.
Gasto de Mp: Nenhum.
Gasto de Hp: Nenhum.
Bônus: Nenhum.
Dano: Nenhum.

Nome do poder: Frieza em Batalha
Descrição: Ao entrarem em batalha, as caçadoras adquirem uma espécie de foco e de frieza. Podendo lutar até ser a última a tombar no campo de guerra sem se abalar por possíveis mortes de companheiras e aliados. No entanto, isso não significa que, após a batalha, a caçadora não seja atingida pela dor da perda de companheiros.
Gasto de Mp: Nenhum.
Gasto de Hp: Nenhum.
Bônus: Nenhum.
Dano: Nenhum.

Nome do poder: Conhecimento Bélico
Descrição: As caçadoras naturalmente acabam adquirindo um grande conhecimento sobre armas, sejam brancas ou de fogo.
Gasto de Mp: Nenhum.
Gasto de Hp: Nenhum.
Bônus: Nenhum.
Dano: Nenhum.

Nome do poder: Força
Descrição: Ao lutarem em um ambiente natural, como florestas, a força da semideusa se torna maior, pois estão no local que as fortalece. Sendo mais difícil derrota-las.
Gasto de Mp: Nenhum.
Gasto de Hp: Nenhum.
Bônus: + 30% de força ao lutarem em florestas.
Dano: Nenhum.

Nome do poder: Instintos
Descrição: Habituadas a vida longe de grandes cidades, as caçadoras desenvolvem ao máximo os seus instintos – que são uteis em batalhas e caçadas –, passando a pressentir quando o perigo se aproxima.
Gasto de Mp: Nenhum.
Gasto de Hp: Nenhum.
Bônus: Nenhum.
Dano: Nenhum.

Nome do poder: Influencia da Lua
Descrição: Como seguidoras da Deusa Ártemis, as caçadoras se tornam, naturalmente, ligadas a lua. De maneira que, em cada fase da lua, a caçadora demonstra determinada aptidão distinta. Como se seu corpo seguisse o calendário lunar.
Gasto de Mp: Nenhum.
Gasto de Hp: Nenhum.
Bônus: Lua nova: Período propício estudos, pesquisas, atividades em grupo, concentração, meditação, autoconhecimento, novas ideias, crescimento, expansão, emprego, etc.
Lua crescente: Magias que favoreçam desenvolvimento, crescimento, prosperidade, expansão, adiantamentos, começos, etc.
Lua cheia: Ótima para amor, fertilidade e obtenção de luz. A Lua Cheia é uma fase especial em que todo tipo de poder tem seu efeito potencializado.
Lua minguante: Momento de dissipar energias; desintegração, reflexão, exorcismos, etc. Durante a Lua Minguante não é aconselhável realizar nenhum tipo de magia relacionado a construção, amor, dinheiro, etc.
Dano: Nenhum.

Nome do poder: Resistência
Descrição: Como imortais e habituadas a movimentação extrema as caçadoras passam a desenvolver uma resistência acima da média, podendo passar mais tempo em corridas e em batalhas, sendo difícil cansa-las.
Gasto de Mp: Nenhum.
Gasto de Hp: Nenhum.
Bônus: + 30% em resistência.
Dano: Nenhum.

Nome do poder: Habilidade em batalha
Descrição: Tais semideuses tornam-se habilidosas em batalhas, conhecendo pontos fracos de monstros, assim como seus movimentos passam a ser limpos e rápidos, tanto utilizando arcos como facas/adagas. Sendo extremamente evasivas no combate corporal, assim como assertivas.
Gasto de Mp: Nenhum.
Gasto de Hp: Nenhum.
Bônus: + 50% de velocidade em combates corporais.
Dano: Nenhum.

Nome do poder: Perícia com Facas e Adagas III.
Descrição: Nesse nível as caçadoras de tal Deusa desenvolvem uma perícia com facas e adagas (itens necessários durante uma caçada), independente da arma.
Gasto de Mp: Nenhum.
Gasto de Hp: Nenhum.
Bônus: +30% de assertividade no manuseio de facas e adagas.
Dano: + 30 de dano ao ser acertado pela arma da semideusa, pois a precisão será mais certeira.

Poderes Ativos:
Filha de Nyx:
Nome do poder: As estrelas Confundem
Descrição: O semideus consegue invocar cinco estrelas estreladas em cima da cabeça do inimigo, são pequenas, e muito brilhantes. Essas estrelas começam a girar rapidamente, deixando o inimigo atordoado, incapacitando sua visão – pelo brilho – e com a mente turva durante dois turnos. Os flashes que são liberados pelas estrelas, podem confundi-lo, deixando-o completamente enjoado. Ele não será capaz de usar poderes ativos que necessitem de miras, e armas com a mesma magnitude.
Gasto de Mp: 10 MP por estrela.
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: Nenhum
Dano: 45 HP por estrela (15 HP de base + 30 por lvl)
Extra: O efeito dura dois turnos, sendo que no terceiro, o inimigo ainda sofrera dos efeitos colaterais gerados pelas estrelas.

Feitiço: Et abcissi
Descrição: Um feitiço que permite fazer - sem uso de nenhuma arma - um corte limpo no oponente.
Gasto de Mp: - 50 de MP.
Gasto de Hp: Nenhum.
Bônus: Caso seja realizado durante a lua minguante, há uma chance de +30% de que ele funcione corretamente.
Dano: - 60 de HP.
Extra: Com certo treino, pode ser utilizado apenas com o olhar.

Caçadora de Ártemis:
Nome do poder: Viajante da Lua I
Descrição: Durante a noite as caçadoras sofrem alterações diretas referente a lua, ficam mais fortes, mais rápidas, e consequentemente tem todos os seus atributos melhorados e expandidos. Isso também permite a elas criar uma espécie de ligação lunar, e durante a noite usa-la para viajar entre um ponto e outro. As caçadoras podem se teletransportar para qualquer parte do campo em um raio de até 500 metros apenas usando a lua. O corpo desaparece e aparece aonde desejam.
Gasto de Mp: 20 MP por turno usado
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: Nenhum
Dano: Nenhum
Extra: Só funciona durante a noite.

Nome do poder: Esfera Lunar II
Descrição: A caçadora de Ártemis poderá canalizar uma energia prateada forte nas mãos, semelhantes a esferas de luz brilhante, uma em cada palma, essa energia pode ser lançada em alta velocidade contra o oponente. Tais esferas, ao atingirem o alvo, causam não apenas um dano maior, como também podem deixa-lo paralisado, ou cego, por um curto período de tempo. (O efeito será decidido pelo narrador, podendo ser apenas um, ou outro, por vez).
Gasto de Mp: 20 MP (por esfera)
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: Nenhum
Dano: 65 HP por esfera. (30 HP de base + 35 por lvl)
Extra: O efeito de cegueira, ou de paralisia, não é ao mesmo tempo, cada esfera é única, então, tal efeito, poderá ser decidido pelo narrador.

Nome do poder: Atiradora de Facas III
Descrição: As caçadoras podem fazer surgir entre seus dedos, um jogo de facas completo, feitas de prata lunar e banhadas pela luz da lua. As jovens têm uma mira perfeita, portanto atira-las e acertar o alvo já não é mais um problema, o estrago causado é maior. Conseguem invocar até 12 facas.
Gasto de Mp: 10 MP (por faca)
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: Nenhum
Dano: 45 HP por faca (15 HP de base + 30 por lvl)
Extra: Nenhum

Nome do poder: Rede prateada
Descrição: Toda caçadora tem os cabelos trançados em fios de prata lunar, principalmente quando entram em batalha, ou estão prestes a iniciar uma jornada. Esse fio pode ser retirado de seus cabelos, e usado como rede para prender seus inimigos, é mais forte que um material comum, por isso dificilmente pode ser rompido.
Gasto de Mp: - 30 de MP.
Gasto de Hp: Nenhum.
Bônus: Nenhum.
Dano: Nenhum.
Extra: Nenhum.


starlight
look at the stars high in the sky
avatar
Bae Zoey
lider das caçadoras
lider das caçadoras

Mensagens : 379

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: {Missão Consequência} Grace

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 2 de 4 Anterior  1, 2, 3, 4  Seguinte

Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum