The Blood of Olympus
Para visualizar o forum é necessário estar cadastrado, por favor registre-se no rpg ou entre em sua conta. É necessário estar cadastrado para ver as informações contidas no forum. Lembre-se de usar nome e sobrenome, não se cadastrar usando nomes geralmente utilizados por Hacker. Exemplo: "Barum" "Hakye" e por ai vai. Bem vindos.

{RP FECHADA} California Dreamin'

Página 1 de 3 1, 2, 3  Seguinte

Ir em baixo

{RP FECHADA} California Dreamin'

Mensagem por Lydia R. Blossom em Dom Set 02, 2018 10:17 pm

Tópico destinado à RP FECHADA California Dreamin'. Esse é um tópico de postagens de colaboração entre Lydia Blossom, filha de Afrodite, e Minkah Vercingétorix, prole de Ares, que são amigos de longa data.
avatar
Lydia R. Blossom
Filhos de Afrodite
Filhos de Afrodite

Mensagens : 101

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: {RP FECHADA} California Dreamin'

Mensagem por Lydia R. Blossom em Dom Set 02, 2018 10:54 pm

you know that i'm no good
Coloquei a mochila em minhas costas e observei as garotas que eram, desde o momento que tinha chego aqui, minhas meio-irmãs. Por um minuto, eu não sabia onde minha mãe tinha tirado tanto homem para ter tantas filhas, mas eu não podia negar que era bom não estar sozinha em um quarto.

Era muito bom que também não era uma própria favela de tanta gente por metro quadrado como os filhos de Hermes.

Me certifiquei que tinha alguma troca de roupa dentro da mesma, a carteira e a chave de hotel que eu sempre ia quando o meu destino era a Califórnia. Eu precisava sair daquele lugar. Eu mal tinha chegado no acampamento e já tinha batalhado com um zumbi, ajudado a reconstruir uma nova cidade e salvo uma garota do fogo, mesmo que ela não estivesse em perigo real.

Eu sentia falta do mundo. Eu sentia falta de viajar e também sentia falta do meu pai. Eu sentia falta de ver pessoas diferentes, de ir para festas, de sair com meus amigos. Eu não planejava em fugir do acampamento, mas precisava dar uma boa volta no mundo de novo, e eu não iria sozinha.

Saindo do chalé branco de número dez, me dirigi até o de número cinco. Coloquei a bolsa no parapeito do lado de fora e abri a porta preta e pesada. Os dois chalés tinham um design interno e externo completamente diferentes e a cor berrante do chalé de Ares além de machucar meus olhos, era de um mau gosto tremendo. A porta não tinha feito barulho e eu fiz absolutamente nenhum barulho com as pontas dos pés descalços. Meus olhos se estreitaram, procurando pela face conhecida, não sendo muito difícil de encontrar.

Minkah tinha um semblante despreocupado. O corpo estava jogado na cama de solteiro, a cabeça apoiada no travesseiro enquanto um braço estava para fora da cama. O lençol cobria sua cintura para baixo e eu encarei as costas que tanto já tinha conhecido. O garoto tinha crescido para todos os lados desde a última vez que tinha o visto antes do acampamento, mas ele ainda me devia explicações. Sentei delicadamente na ponta da cama e levei a mão ao seu rosto. Os olhos alheios se abriram e a mão, como em reflexo segurou meu pulso com força, mas logo o soltou. Abri um largo sorriso.

-Nós vamos para a Califórnia. Levanta.


-E foi assim que eu cheguei nesse acampamento.

Dei de ombros ao contar brevemente sobre minhas últimas semanas aqui. Olhei para o garoto mais alto ao meu lado, nossos passos indo em direção ao aeroporto. As passagens já estavam compradas, o dia ainda não tinha amanhecido e eu tinha Minkah comigo. Tudo ia ficar bem. Long Island não tinha mudado nada desde a última vez que eu tinha vindo, mas com certeza era mais macabra à noite. Adentrei com o moreno dentro do Aeroporto, tornando a mochila para minha frente e pegando, no pequeno bolso ao lado de fora, nossas passagens.

-Mas você nunca conseguiu terminar de me contar quando chegou aqui. Foi por isso que você sumiu antes de mim? Eu passei vários eventos te procurando!

Eu estava feliz que tinha companhia para isso. Eu não queria, por boas horas, lidar com mais nada naquele lugar infernal. Eu só queria ir para o meu portão de embarque e depois de cinco horas estar vendo o sol nascer enquanto pousamos na Califórnia. Depois daquilo, só Zeus sabia o que ia acontecer.


KARMA IS A BITCH
avatar
Lydia R. Blossom
Filhos de Afrodite
Filhos de Afrodite

Mensagens : 101

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: {RP FECHADA} California Dreamin'

Mensagem por Minkah W. Vercingétorix em Seg Set 03, 2018 2:56 pm


Após um dia extremamente cansativo onde eu finalmente derrotei meu primeiro par de monstros, tudo que eu desejava era descansar um pouco. Quer dizer, na enfermaria já havia tomado uma espécie de chá energético que me deixara repleto de energia outra vez, mas após receber tanto assédio na mesa do chalé na hora do jantar — não era todo dia que alguém abatia três harpias sob olhares atento do líder Mark — eu queria dormir um pouco.

Portanto, recusei o convite para a tradicional rodada de bebidas no quarto dos filhos de Dionísio e deitei sobre a minha cama fofa, adormecendo em questão de segundos. Estava lá pelo “décimo sexto estágio do sono” — meu habitual sonho onde eu me tornava um imperador romano já ia pela metade — quando senti um toque anormal no rosto. De início pensei que aquilo fazia parte da minha ilusão, porém, logo percebi que era algo de fato concreto.

Acordei assustado, meus dedos firmes envolvendo a mão criminosa responsável por destruir meu momento de repouso. — Lyd? — cocei os olhos um tanto incrédulo, soltando o pulso da loira que jazia na beira do móvel estofado.

— Nós vamos para a Califórnia. Levanta. — ela sorriu, soando autoritária como sempre.

Repeti o gesto alheio, erguendo o tronco para ficar sentado. Não havia nada mais “Lydia” do que surgir literalmente do nada com uma proposta dessas. De repente, era como se eu estivesse voltado no tempo uns dois ou três anos atrás, quando vivia uma rotina corriqueira em Miami ao lado da garota.

Eu sabia que jamais iria conseguir convencê-la a não ir, logo, agi conforme o ditado: se não pode contra eles, junte-se a eles! Afinal, toda aventura com Lyd era no mínimo incrível e ela ainda era minha fiel companheira. — Só você mesmo... — joguei um par de coisas numa mochila preta, vestindo algo que fosse mais adequado para a ocasião, e juntos nós deixamos o chalé de Ares.

—X—

— Segundo a "coroa", nós tivemos que nos mudar por causa do perigo eminente dos monstros, e, por incrível que pareça, tenho menos de três meses no Camp... — retruquei a pergunta recebida instantes antes, agora já estando próximo ao portão de embarque. — Mas é bom saber que sentiu minha falta, foi algo recíproco. — baguncei os fios de cabelo da loira, beijando o topo de sua cabeça enquanto meus braços a envolviam num abraço. — Pena que me encontrou de novo, dessa vez não te deixarei livre tão cedo... — brinquei, soltando-a para que pudéssemos seguir o caminho.

Lydia era podre de rica e eu com certeza sabia disso — ninguém que é pobre descola duas passagens para a Califórnia tão rápido assim — mas isso não me impedia de ser o autêntico cavalheiro que mamãe me ensinara a ser. Foi baseado nisso que comprei dois “Caramel Macchiato” no Starbucks mais perto.

— Espero que seu gosto não tenha mudado.
— estendi o copo para a menor. — Me faça um breve resumo da sua vida nos últimos dois anos, o que eu perdi? Espero que não tenha me substituído por um qualquer como sua companhia nos eventos chatos do seu pai. —murmurei, sorrindo mais uma vez antes de sorver certa quantia da bebida fria. Ah, como era bom reavivar os velhos tempos.

∆ LYL - FG


Última edição por Minkah W. Vercingétorix em Seg Set 03, 2018 11:17 pm, editado 1 vez(es)



They hit the ceiling but my roof
likes space I took my chances,
so won't you Blame it on me.


avatar
Minkah W. Vercingétorix
Filhos de Ares
Filhos de Ares

Mensagens : 91

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: {RP FECHADA} California Dreamin'

Mensagem por Lydia R. Blossom em Seg Set 03, 2018 7:52 pm

you know that i'm no good
Eu fiquei um tanto abismada em saber que Minkah estava no acampamento fazia tão pouco tempo. Ele tinha sumido a muito mais do que três meses da minha vida e naquele momento eu me senti um pouco chateada.

Tentando, sem sucesso, não demonstrar aquilo, chequei nossos cartões de embarque em minhas mãos mais uma vez. O sorriso cresceu quando ele falou de sentir minha falta, não podendo deixar de abraçá-lo de volta quando ele me engoliu com os braços. Era bom estar ali.

-Não quero que você suma de novo. Se sumir eu vou te castrar pessoalmente.

Revirei os olhos e soltei do maior. O segui para o Starbucks próximo ao portão de número doze que noticiava que o vôo para a California sairia dentro de vinte minutos. O nome da cidade brilhava contra os meus olhos, os pensamentos viajando por todos os lados em antecipação para o voo. Minkah só chamou minha atenção novamente quando estava ao meu lado.

-Mudou um pouco, mas não o suficiente para desistir da nossa bebida não-alcóolica. -Abri um largo sorriso para o garoto antes de ter um orgasmo culinário ao sentir o líquido doce em minhas papilas. Segurei o canudo em minha canhota, brincando com o chantilly que tinha em cima, o comendo primeiro. -Breve resumo... Eu continuei no internato, fiz uma freira fugir, provei de garotas, não gostei. Comecei a ir para eventos com algum cara qualquer que meu pai arrumava para que eu ficasse quieta, mas sem sucesso. -Encarei o garoto com minhas orbes castanhas. -Infelizmente nenhum deles conseguiu me controlar. Essa medalha é sua.

Dei de ombros, voltando a olhar para minha bebida. Suspirei pesado, a colocando em cima da minha mesa.

-Obrigada por ter vindo comigo. Eu não aguentava mais aquele lugar, sério. -Dei uma risada com a reação dele, logo desferindo um soco contra o seu braço. -É sério! Aquele lugar é horrível. Eu só estou lá por puro ódio à tudo o que aconteceu.

Antes que eu pudesse começar a história sobre como meu pai tinha cagado para o meu sumiço, os passageiros do vôo foram chamados. Neguei levemente com a cabeça enquanto me levantava e jogava a mochila cor de rosa pastel em meus ombros.

-Vamos. Temos cinco horas para colocar os últimos dois anos em dia.


Eu tinha contado toda a história para Minkah: desde o dia que eu vomitei no tapete persa da sala de estar (o que tinha sido a cartada final para ser enviada para o inferno), como a Cruella tinha sorrido em minha direção quando meu pai de deixou naquele lugar, como minhas três melhores amigas eram metade serpentes da cintura para baixo e como eu tinha ajudado Wade a matar uma delas.

E como o menino-bode fedia.

Eu só queria esquecer tudo aquilo. O sol nascia quando o avião finalmente pousou. Hoje ia ser um dia cheio e eu só queria que tudo começasse logo. Antes mesmo que o avião parasse eu já havia tirado o meu cinto. Olhei com um largo sorrio para Minkah.

-Nosso roteiro só tem três lugares totais: O primeiro é a praia de Venice, o segundo é a Gaslamp Quarter, e o último é uma surpresa.

Desferi um beijo em sua bochecha e passei por cima do garoto, o puxando comigo quando as portas se abriram. Antes de tudo, precisávamos de um carro. E um que fosse rápido.


KARMA IS A BITCH
avatar
Lydia R. Blossom
Filhos de Afrodite
Filhos de Afrodite

Mensagens : 101

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: {RP FECHADA} California Dreamin'

Mensagem por Minkah W. Vercingétorix em Ter Set 04, 2018 12:48 am


“Infelizmente nenhum deles conseguiu me controlar. Essa medalha é sua.”

Uau, era realmente bom saber que eu havia marcado a vida de Lydia tanto quanto ela fez com a minha, nosso laço demonstrava ser de verdade. Mesmo assim, não pude conter uma gargalhada autêntica quando escutei sua opinião a respeito do Acampamento Meio-Sangue, recebendo um breve soco como resposta.

— Lá é um lugar seguro para pessoas como nós, pense como se estivesse dentro da escola de mutantes do professor X. — brinquei, tendo uma overdose do líquido gelado através do canudinho verde. — Melhor, uma metáfora que até você consegue entender: trata-se de uma “área VIP” onde só os melhores podem estar. — findei, o sorriso travesso novamente preenchendo meus lábios.

Antes que a próxima piadinha pudesse surgir, os passageiros do nosso vôo foram chamados. De início, pensei que ainda tinha alguns minutos, mas logo lembrei que Lyd não aceitava nada menos do que primeira classe e, portanto, possuíamos preferência no embarque. Dei de ombros.

Vantagens de ter uma amiga incrivelmente rica.

—X—

Enquanto todas as outras pessoas dentro do avião só pensavam em dormir — afinal, o relógio marcava duas horas da manhã — a loira e eu aproveitamos para colocar o papo em dia. Quer dizer, ao menos ela o fez. Contou-me toda a sua aventura até o acampamento, inclusive os mínimos detalhes sobre como suas melhores amigas dracaenas dispunham de um péssimo gosto para roupas e o quanto os sátiros fediam, ah sim, deu uma grande ênfase nessa última parte, o suficiente para eu agradecer jamais ter compartido uma habitação com um deles.

Quando a aeronave por fim pousou, o astro rei surgia imponente no horizonte e Lydia já estava retirando sua mochila da parte de cima. Certamente ela jamais havia lido aqueles cartões com as recomendações necessárias na hora da aterrissagem, eu sim o fiz muitas vezes, permanecendo com o cinto plenamente afivelado até que as luzes se apagassem. Medo? Eu preferia chamar de precaução.

Após obter todas as informações do breve roteiro turístico, toquei terra firme novamente com a menor ao meu lado, nossos passos rápidos indo em direção à loja de aluguel de automóveis.

— Eu posso mesmo escolher qualquer um? —a empolgação na minha fala era óbvia, os olhos brilhando em concordância.

Recebi um sinal positivo da semideusa, formando um sorriso largo, aquilo era bom de mais para ser verdade. Analisei um por um os modelos de carro mais luxuosos, tocando-os com a superfície irregular da palma da mão. Escolher um só parecia uma das decisões mais difíceis, eu queria dar uma volta em todos!

Fitei a loira durante um par de segundos, coçando o maxilar pensativo até que a respostar surgiu na minha mente como uma bomba. Bingo! Lyd gostava mesmo era de chamar atenção e nada melhor do que a tradicional escuderia Ferrari e seu recente lançamento batizado como “La Ferrari”. A coloração negra tornava tudo ainda mais interessante, e eu pude decidir com absoluta certeza.

Uma vez com o veículo em mãos, fiz questão de dirigir, o que admito, não foi em sinal nenhum de generosidade, mas sim de um provável egoísmo. — Me sinto o próprio Batman... — afirmei pisando fundo no acelerador, recebendo um alto ronquido da máquina como resposta. — Isso é o que eu chamo de chegar em grande estilo... — o possante saiu do lugar, aos poucos alcançando a velocidade que eu desejava e soprando meus fios negros para trás.

Após alguns minutos usufruindo de uma experiência inimaginável, chegamos ao destino em função do GPS que a garota portava. Observei o litoral lotado de turistas, sacando meus óculos de Sol da mochila preta levada. — Não sou um dos seus irmãos, mas dou para o gasto, não acha? —ameacei uma pose sedutora, seguida de um riso baixo.

O clima e a paisagem eram dos mais convidativos, consequentemente, senti meu desejo de ir até lá aumentar. — Vamos? Aliás, você vai descer assim? As pessoas vão achar no mínimo estranho alguém de calça na praia...Entretanto, a expert em moda aqui não sou eu. — ergui uma sobrancelha, fitando-a desconfiado antes de dar de ombros. Era hora da diversão.

∆ LYL - FG



They hit the ceiling but my roof
likes space I took my chances,
so won't you Blame it on me.


avatar
Minkah W. Vercingétorix
Filhos de Ares
Filhos de Ares

Mensagens : 91

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: {RP FECHADA} California Dreamin'

Mensagem por Lydia R. Blossom em Ter Set 04, 2018 7:11 pm

you know that i'm no good
Eu achava que nunca tinha visto uma criança tão feliz quanto Minkah quando teve o aval para escolher o carro que quisesse dentro da grande locadora. Por ser a Califórnia, qualquer locadora mais xexelenta tinha do pior ao melhor carro oferecido pelas concessionárias da cidade. Eu apenas dei uma risada enquanto a prole de Ares escolhia abismado nos carros. As suas escolhas fizeram o homem atrás do balcão levantar uma sobrancelha.

-Você sabe que é uma locadora, correto? Não a Make-a-Wish Foundation?

Meu sorriso caiu ao ouvir as palavras do homem. Olhei o mesmo de cima abaixo e revirei os olhos. A Ferrari escolhida por Minkah era uma das mais caras do local, só perdendo para um Jaguar esportivo. O moreno me olhava com brilho nos olhos.

-Já que claramente você não sabe como tratar uma cliente VIP... -Enfiei a mão na minha bolsa, pegando a carteira que refletia em dourado o símbolo da Chanel. O homem com a blusa polo verde horrorosa ria com as narinas, esperando... Eu não sabia o que. Peguei o cartão American Express Black e enfiei em seu nariz. -Débito. Vinte e quatro horas com o carro.

Os olhos se arregalaram ao ver o nome no pequeno pedaço de plástico. Tombei a cabeça para o lado, o falso sorriso tomando conta do meu rosto.

-Senhorita Blossom, eu peço mil desculpas! Eu achei que...

-O carro. Agora.

-Claro, claro! -O homem passou o cartão em uma máquina. Coloquei a senha de quatro dígitos enquanto o objeto tremia em sua mão. -Eu quero pedir...

-O seu chefe vai ouvir sobre isso. As chaves.

Arranquei o cartão e a chave de sua mão. Olhei para ele dos pés a cabeça mais uma vez, desferindo uma risada de desdém. Joguei a chave para o garoto, lhe oferecendo um largo sorriso. A porta estava aberta para cima, como o modelo do mesmo pedia e eu rapidamente me coloquei dentro do montro de 976 cavalos e abaixei a porta.

Eu mal coloquei o cinto e Minkah já tinha disparado contra a estrada. Tudo o que eu sabia sobre carro eu tinha aprendido com o menino ao meu lado. Com dificuldade, coloquei os longos fios em um coque e dei uma risada ao ouvir com quem ele estava se sentindo igual. Meu amor por HQ's era algo que nem mesmo ele sabia, então só me contive à aquela resposta.

Mais um ronco delicioso em baixo do meu corpo.

Obviamente não tinha demorado muito para que logo entrássemos na cidade de fato. O carro teve que ser desacelerado com o leve trânsito, mas era bom para que eu observasse o lugar que eu tanto amava. Apontei para a praia ao lado esquerdo, e o moreno logo achou um local para estacionar. Joguei a bolsa aos meus pés enquanto ele colocava os óculos de Sol no rosto.

-Você já foi bem mais bonito, não acredite no que o seu ego diz para você.

Olhei a nossa volta e respirei profundamente. O ar dali era quente e o sol fazia seus maravilhosos vinte e sete graus contra nossas cabeças. O comentário alheio me fez colocar um meio sorriso na face.

-Sabe, essa é a maravilha das crias de Afrodite. -Me virei de frente para ele, levantei a mão e estalei o dedo médio contra o dedão. A camiseta preta e calça cáqui foram substituídos por um biquíni preto e uma canga cor de rosa enrolada em minha cintura. -Nós não precisamos de mala.

Pisquei para ele e saí do carro, deixando a mochila dentro do mesmo. Olhei para Minkah do lado de fora, para a água e mais uma vez para ele.

-Quem perder é o primeiro a pagar a água de coco.

Antes sequer que ele pudesse ter uma resposta, empurrei o moreno pelos ombros e enfiei os pés na areia. A sensação me trouxe um sorriso no rosto, me fazendo ir ainda mais rápido em direção à água. Retirei o tecido que voava atrás de mim e o coloquei na areia, logo encontrando a água em meio à minhas coxas. Olhei para trás, encarando Minkah.

-Sucker.

Joguei água no rosto do moreno, logo me afastando do mesmo para a beira ainda mais rasa que o meio das minhas coxas, chutando a água gélida em sua direção, o sorriso se alastrando em meu rosto.

[/i]
BIQUÍNI



KARMA IS A BITCH
avatar
Lydia R. Blossom
Filhos de Afrodite
Filhos de Afrodite

Mensagens : 101

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: {RP FECHADA} California Dreamin'

Mensagem por Minkah W. Vercingétorix em Ter Set 04, 2018 9:05 pm


Apesar de estar a pouco tempo dentro do Acampamento, confesso que sabia bem qual era o estilo das garotas filhas de Afrodite. Elas eram ardilosas, espertas e perspicazes. Logo, quando Lydia trocou suas vestes, me empurrou e correu em direção à água num breve par de segundos, não fiquei nem um pouquinho surpreso. Para mim seria até fácil alcançá-la — minhas quatro medalhas de atletismo conquistadas na época escolar atestavam o quão rápido eu era — mas deixei a vitória escapar propositalmente.

— Ok, você deu sorte nessa... —murmurei antes de ter a face atingida com uma bela porção do líquido azul. Ah não, a loira estava provocando a pessoa errada. — Vamos ver quem é o sucker... — sussurrei de maneira quase que inaudível, atritando meus largos braços contra a água. Para quem um dia surfara nas grandes ondas de Miami, remar era simplesmente “moleza”. Em questão de pouquíssimos segundos eu já me encontrava numa parte mais afastada da beira.

— Aposto que não consegue me alcançar... — desafiei, um sorriso travesso pintando meu rosto. — O que foi? A sereia esqueceu como nadar? — provocação... Eu era bom nisso.

A semideusa não teve outra escolha e aceitou a aposta, repetindo o meu mesmo movimento, porém, sem o devido sucesso. Não a podia culpar, competia contra um genuíno mestre quando o assunto era natação. Meu pai estava longe de ser Poseidon, mas o oceano demonstrava ser um território que eu dominava.

Segui deslizando sobre a superfície aquosa, parando finalmente num ponto onde apenas a minha cabeça permanecia totalmente visível. Dali, observei Lyd esforçando-se para encurtar nossa distância, a profundidade começava a lhe criar dificuldade, precisava ser rápido no “tiro”.
Prendi o fôlego e, de maneira imperceptível, mergulhei fundo, abrindo os olhos com certa complexidade. Ainda que minha visão ali não fosse das melhores, serviu para identificar um borrão de coloração anormal no meio da imensidão azul.

Bingo!

Impulsionei-me por meio dos meus pés que mais pareciam nadadeiras e surpreendi à jovem, erguendo-a no ar. Sua barriga torneada agora estava apoiada horizontalmente sobre os músculos do meu ombro, enquanto suas pernas debatiam-se contra o vento em busca da tão sonhada liberdade. Um grito estridente surgiu de suas cordas vocais.

— Te assustei? Desculpa, foi sem querer. — fingi inocência, soltando uma risada larga ao mesmo tempo em que minhas costas eram bombardeadas com “soquinhos” e pedidos como “me solta”.

— Tudo bem então, se assim deseja... — rolei seu corpo pela extensão do meu braço até que ela por fim caísse no líquido azul, emergindo instantes depois com uma expressão nada amigável. — Ok, ok, não fica brava, eu ainda pago sua água de coco... — apertei suas bochechas, beijando-a na testa.

∆ LYL - FG



They hit the ceiling but my roof
likes space I took my chances,
so won't you Blame it on me.


avatar
Minkah W. Vercingétorix
Filhos de Ares
Filhos de Ares

Mensagens : 91

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: {RP FECHADA} California Dreamin'

Mensagem por Lydia R. Blossom em Qua Set 05, 2018 11:19 pm

you know that i'm no good
Ter ganhado a corrida de Minkah tinha sido uma das coisas mais fáceis da minha vida. A certeza que ele não tinha acelerado tão rápido o quanto conseguia era óbvia, mas eu era bem mais rápida que ele. A prole de Ares podia ter sido um atleta, mas eu com certeza era mais rápida e mais leve que ele.

Tudo tinha sido muito rápido. Primeiro eu estava nadando até Minkah nas águas quase cristalinas da praia, tentando abraçá-lo, e no momento seguinte ele estava me levantando acima do seu próprio corpo, nos girando de alguma forma que eu não entendia. Os fios loiros balançavam de um lado para o outro perto demais da água, enquanto os meus pés voavam para cima. A risada saía fácil dos meus lábios enquanto minhas mãos agrediam o final do torso do moreno.

-Me solta agora! Minkah! Me coloca no chão!

Eu sentia o sangue indo para minha cabeça, me deixando levemente tonta com todo o movimento. As pessoas nos encaravam com sorrisos nos rostos e, por um breve minuto, eu esqueci de tudo. Eu esqueci que tinha sido abandonada pelo meu pai, esqueci que tive que abandonar meus amigos e esqueci o quanto me sentia sozinha no acampamento, apesar do chalé cheio de Afrodite. Gritei novamente para que ele me soltasse e meu corpo logo bateu na água gelada, afundando no local. Os barulhos externos tinham sido abafados, mas logo voltaram quando o meu corpo foi para a superfície.

-Você é muito idiota. -Revirei os olhos, mais uma vez o segurei em um abraço, que fazia a harmonia perfeita com a temperatura mais amena da água salgada. Apoiei o queixo em seu peito. -Tudo bem, eu aceito. Vem, quero tomar sol.

Soltei o moreno e voltei para a areia. Logo peguei a canga que tinha soltado, a estirando na areia perto da mochila que Minkah tinha trazido. Deitei no pano com o busto para baixo e esperei que ele se sentasse ao meu lado. A cabeça estava apoiada nos braços e eu soltei um longo suspiro. Observei o maior.

-E a sua mãe? Tem falado com ela? Sinto falta de quando ela me maquiava.

Eu sempre soube me maquiar apesar de todo o drama de não ter crescido com uma mãe. Não era como se eu não tivesse prosseguido minha vida por causa daquilo e eu, sinceramente, nunca tinha sentido muita falta. Porém, a mãe do garoto sempre tinha sido nada mais do que uma fofa e, quando se tratava das minhas vontades, ela era capaz até mesmo de brigar com Minkah por minha causa, o que já tinha acontecido mais de uma vez. Me aproximei do garoto e apoiei minha cabeça em sua perna, virando as costas para a areia. Eu não olhava seu rosto enquanto ele falava, mas minha mão brincava com o tecido da bermuda do mesmo.

-Meu pai não deu duas fodas quando eu sumi. Eu tenho certeza que a Cruella é algum tipo de ser mitológico que atraiu meu pai para suas garras. -Não seria novidade para mim descobrir que ela era uma Medusa 2.0, porém mais feia. -Se bem que eu não tenho mais meu celular. Gosto de acreditar que ele tentou me ligar, mandou a polícia e até a SWAT à minha procura. Meu coração fica bem mais aquecido desse jeito.


Quatro horas depois, meu corpo já estava inteiramente seco, e eu e o moreno nos encontrávamos na barraca de coco que ficava na orla da praia. Meu cabelo, agora ondulado por causa da água salgada, estava solto, dançando com o vento tímido que refrescava nossos corpos. Dei mais um gole na água de coco. Eu tinha terminado quase que agora a contar com detalhes sobre Wade, Halsey e como eu era mais caótica que a própria filha de Éris no relacionamento dos dois.

Olhei para o relógio na parede do local e terminei de comer o resto da carna branca que ficava do lado de dentro do coco. Abri um largo sorriso para o garoto.

-Agora é hora de comprar bebida, hambúrguer e ir para o lugar que eu tenho planejado. -Joguei uma nota de vinte ao lado da minha bebida e da bebida do garoto. Amarrei a saia em minha cintura logo depois de levantar do banco de bar. -Você acha que o Jeremy já é gerente da loja do pai dele? Ele com certeza conseguiria nos arrumar umas garrafas de vinho branco.

Jeremy tinha sido um dos nossos amigos que tinha sido mandado para a Suécia por mal comportamento, mas sempre estava voltando para os Estados Unidos por ter uma mãe muito doente. Ele também fazia parte da high-society, e tinha sido um dos meus namoradinhos de mentira para as revistas de fofoca da nossa cidade. Meus olhos começaram a doer com a claridade do dia. Voltei a olhar para Minkah depois de amarrar o pano em minha cintura. Desferi alguns passos para perto dele. Praticamente colando meu corpo ao do maior, me coloquei na ponta dos pés. Nós tínhamos alguns vários centímetro de diferença, mas minha posição naquele momento era o suficiente para que nossos lábios estivesses quase roçando.

Ele podia até ser bom em distrações, mas tinha aprendido comigo.

-Com licença. -Retirei os Wayfarer pretos da sua cabeça e os coloquei em meus olhos. Um largo sorriso tomou conta do meu rosto e eu me coloquei de volta nos calcanhares. Levantei por um breve segundo o óculos e pisquei para ele. -Obrigada. Agora vamo-nos, Mimi! Gaslamp Quarter nos aguarda com seus alcóolicos e suas comidas gordurosas!

Dei as costas para o maior e voltei em direção ao monstro turbinado preto.



KARMA IS A BITCH
avatar
Lydia R. Blossom
Filhos de Afrodite
Filhos de Afrodite

Mensagens : 101

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: {RP FECHADA} California Dreamin'

Mensagem por Minkah W. Vercingétorix em Sex Set 07, 2018 6:16 pm



Após ser diagnosticado com hiperatividade, todas as minhas ações sempre foram baseadas em tal fato, sendo que eu me mantinha em movimento sempre. Portanto, quando Lydia afirmou que queria tomar um pouco de sol, admito que fiquei um tanto quanto receoso. Porém, quando nossos pés tocaram a areia fofa e o impulso de ver as ondas do Mar passou, consegui me manter entretido. Era como se a loira tivesse a capacidade de mudar completamente as minhas sensações ou pensamentos.

E isso, sendo bem sincero, me assustava.

Por sorte, a conversa tomou um rumo agradável, me fazendo lembrar da figura pálida de uma mulher morena retirando brownies do fogão dentro de um dos apartamentos de Manhattan, minha mãe era de fato uma pessoa bem peculiar. — Você achou mesmo que ela ia deixar eu vir para o Acampamento “largado”? A coitada gasta todos os créditos do celular me ligando, sabe como são as m... — freei bruscamente. Lyd tinha um pai egocêntrico e uma mãe ausente, era óbvio que ela não sabia o que era receber dez ligações num intervalo de setenta minutos apenas para “saber se estava tudo bem”.
Engoli em seco.

— Te levo para visitá-la qualquer dia desses, prometo. — tentei consertar as coisas, fitando o céu azul ciano enquanto ela me contava mais sobre o seu pai. — Isso só comprova o quão babaca ele é. — retruquei, cerrando os olhos.

—X—

Horas depois, eu e a loira já estávamos, mesmo que contra a minha vontade, dentro do carro em direção à loja de Jeremy, um riquinho com quem eu havia tido problemas anos antes, mas com quem a filha de Afrodite tivera um caso. — E se ele ainda estiver na Suécia? Quer dizer, duvido que o idiota tenha conseguido convencer o pai a colocar a empresa no seu nome. — murmurei instantes antes de nossos corpos adentrarem no pequeno estabelecimento.

Meu problema com o rapaz surgira exatamente por causa de Lydia, uma espécie de disputa pela atenção dela que culminou numa rivalidade, por fim desembocando na vitória dele e minha queda. A garota não sabia, mas esse fora o principal motivo para a minha mudança de lar tão repentina.
Anyway, tudo isso fora há muito tempo atrás. Com sorte, o ruivo encontrava-se fora do país. Acreditando plenamente nessa possibilidade, cruzei os dedos e segui pela porta de vidro. Precisava ter fé.


∆ LYL - FG


Última edição por Minkah W. Vercingétorix em Dom Set 09, 2018 2:16 am, editado 2 vez(es)



They hit the ceiling but my roof
likes space I took my chances,
so won't you Blame it on me.


avatar
Minkah W. Vercingétorix
Filhos de Ares
Filhos de Ares

Mensagens : 91

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: {RP FECHADA} California Dreamin'

Mensagem por Lydia R. Blossom em Sab Set 08, 2018 7:04 pm

you know that i'm no good
Não era novidade que Minkah não se dava bem com Jeremy. Desde a época que eu tinha conhecido o meu, então, ex-namorado, os garotos se estranhavam de uma maneira absurda e a qual eu nunca realmente consegui entender.

Um dos motivos do meu término com o ruivo tinha sido o ciúme doentio que ele sentia por Minkah. Por mais que eu garantisse que o mesmo era apenas meu amigo, o dia em que eu decidi que aquilo não podia ir para frente foi quando ele tinha me trancado em minha própria casa para não sair com ele. Obviamente a prole de Ares nunca saberia que ele tinha sido meu maior motivo. E seguiria sem saber.

Olhei de lado para meu amigo, erguendo uma sobrancelha.

-Se passaram anos desde que vocês se viram. Pode parar com isso? -Abracei o garoto por sua cintura, mantendo os passos na mesma velocidade que ele ia para o carro. -Só vamos pegar umas bebidas de graça e vamos para meu lugar surpresa. Eu prometo.

Adentramos o veículo. O motor tinha um alto ruído quando foi ligado, mas dentro do carro o silêncio tomava conta de nós dois. Minhas tentativas de puxar assunto com o moreno tinham sido falhas e em algum momento dentro dos dez minutos que levamos até o local eu desisti de falar qualquer coisa. Eu sabia que ele ficaria com má vontade quando eu lhe contasse onde íamos. Com certeza não sabia que seria tanto.


O bar do pai de Jeremy não tinha mudado nada desde a última vez que estivemos aqui. Por fora, a única coisa nova eram as pinturas, enquanto por dentro agora haviam algumas mesas de sinuca do lado esquerdo, enquanto o direito tinham mesas para que as pessoas ficassem mais aconchegadas. Era cedo e aparentemente eles estavam abrindo o bar naquele momento. Eu tinha que ser rápida se quisesse ver o pôr-do-sol no letreiro de Hollywood, e esse era a minha ideia: entrar e sair.

Os olhos verdes me encontraram assim que o sino bateu contra a porta do estabelecimento. O largo sorriso branco de Jeremy era como eu lembrava alguns anos antes, mas a cara era bem mais madura. Sua cabeça estava com um boné para trás como sempre e eu apenas abri os braços para o garoto.

-Surpresa! -O menino me ergueu do chão enquanto eu o segurava pelo pescoço. Apesar dos pesares, nós tínhamos sido do mesmo grupo social e o término aconteceu em bons termos pelo mesmo motivo. -Você está gigante! Finalmente entrou para o clube de boxe?!

-Caralho, Lyd! Por onde você esteve?! Todo mundo ficou perguntando sobre você! -Colocou uma mecha de meu cabelo atrás da minha orelha, me olhando dos pés a cabeça com um meio sorriso no rosto. -Sim, finalmente entrei. Uma boa dieta restrita e treino fazem isso com você.

O ruivo piscou para mim e olhou para Minkah. Revirou os olhos.

-Ainda com esse cabeçudo correndo atrás de você que nem um cachorrinho? -Entrelaçou sua mão com a minha, me puxando até o bar e me deixando nas cadeiras altas enquanto ele ia para trás. Deu de ombros. -Brincadeira, Mimi. Como você está? -A pergunta com certeza tinha sido retórica, já que não tinha deixado o mesmo responder. -Em todo caso, eu sei porque você está aqui, e eu tenho sua tequila e seu suco natural de limão com sal. Me dá dois minutos.

Logo que Jeremy se virou de costas, eu virei o meu banco para encarar Minkah. O garoto, que antes estava com um largo sorriso no rosto, agora tinha o semblante de poucos amigos. O puxei pelo cós da bermuda para perto de mim, entrelaçando meus braços em seu corpo.

-Entrar e sair. Não liga para ele. É só o recalque que eu vi você antes do que ele. -Quando o ruivo voltou com as duas garrafas, soltei Minkah, pulando da cadeira. -Você é a melhor pessoa do mundo e eu posso provar com minhas bebidas.

Segurei a sacola, depositando um beijo em sua bochecha e logo o abraçando. Antes que eu pudesse sair, o garoto colocou a mão em minha bunda e eu fiquei parada em meu lugar.

-Como você consegue ficar ainda mais bonita loira do que morena? Acho que precisamos de um remember com esse cabelo novo.

O maior de cabelos claros apertou minha bunda e eu o empurrei com toda a - pouca - força que eu tinha. Encarei o maior desacreditada com o que tinha acabado de acontecer. Dei um passo em sua direção, minha mão voando para trás para desferir um golpe em seu rosto, mas um furacão de cabelos pretos passou por mim antes que eu pudesse entender o que estava acontecendo.

-Minkah!


KARMA IS A BITCH
avatar
Lydia R. Blossom
Filhos de Afrodite
Filhos de Afrodite

Mensagens : 101

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: {RP FECHADA} California Dreamin'

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 1 de 3 1, 2, 3  Seguinte

Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum