The Blood of Olympus
Para visualizar o forum é necessário estar cadastrado, por favor registre-se no rpg ou entre em sua conta. É necessário estar cadastrado para ver as informações contidas no forum. Lembre-se de usar nome e sobrenome, não se cadastrar usando nomes geralmente utilizados por Hacker. Exemplo: "Barum" "Hakye" e por ai vai. Bem vindos.

Álvaro David Padilla [Fixas]

Ir em baixo

Álvaro David Padilla [Fixas]

Mensagem por Álvaro David Padilla em Ter Ago 21, 2018 2:00 pm

MF's Álvaro Padilla.
______________________________________________________________________________________
Vou reerguer o meu castelo, ferro e martelo...
______________________________________________________________________________________


Espaço para a realização das missões fixas de Álvaro David Padilla. Evento: Reconstrução de Nova Roma.

______________________________________________________________________________________
notes: blá.
music: Problema seu - Pabllo Vittar
tag: #missoes
with: Avaliadores
______________________________________________________________________________________


thank you secret from TPO.


Álvaro
Quanto tempo tenho pra matar essa saudade? Respirar amor, Aspirando liberdade...
avatar
Álvaro David Padilla
Filhos de Iris
Filhos de Iris

Mensagens : 15
Idade : 18
Localização : Sou do Mundo.

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Álvaro David Padilla [Fixas]

Mensagem por Álvaro David Padilla em Qui Ago 23, 2018 1:25 am


Levando a Paz...
Nova Roma pede ajuda


- Quando Deus andou no mundo uma luz lhe acompanhou. Não sabia que era ela a dona do seu amor. – A voz mansa de Álvaro entoou o cântico destino à uma de suas guias, a mestra de sua jurema sagrada.

Agosto era abençoado por ser o mês destinado aos guias que caminhavam pelas ruas, época muito adorada e apreciada pelo Brasileiro. Seguindo um dos preceitos religiosos ensinado por sua falecida avó, Padilla realizou uma limpeza de corpo e espiritual através de um banho de ervas específico. Ao deitar-se numa das poltronas do chalé de Íris e sentir a paz inundar seu mais profundo ser, Álvaro ouviu burburinhos provenientes de uma conversa entre dois dos seus irmãos:

- Parece que o treinamento do CT Intensivo vai ser útil, Quíron informou no refeitório que a reconstrução de Nova Roma começará amanhã. Você vai, Alvin? – O irmão mais velho direcionou seu olhar para o rapaz na poltrona.

- Bem, devo dizer que estou surpreso por isso, mas não posso deixar de ajudar. Irei fazer umas preces e me preparar. – Álvaro levantou do seu refúgio de paz e esticou os membros do corpo.

Ele deveria saber que os pedidos de seus guias e avisos seriam sinais de que sua caridade seria solicitada. O que ele podia fazer se aquele modelo de vida havia sido designado para ele? O filho de Íris deixou a companhia de seus parentes e isolou-se em seu quarto, um momento a sós com suas divindades. Nas orientações passadas em seus ouvidos sensíveis ao sobrenatural, Álvaro soube que deveria usar suas guias, bem como, os contra-eguns de sua feitura de santo. O lugar havia sido tocado pela mácula dos que levavam a dor e as energias ruins, ou seja, não era seguro adentrar os átrios de Nova Roma com o corpo exposto.

O menino passou o resto do dia em completo resguardo espiritual, sentindo também a aura de sua mãe próxima a ele. A sorte estava com ele, seus irmãos não costumavam ser tão barulhentos como tantos que conhecia pelo Acampamento Meio – Sangue. Aquilo era uma dádiva inenarrável.

Álvaro acordou bastante cedo no dia seguinte e não demorou a se arrumar, aliás, preparou-se em tempo recorde. Colocou um jeans claro e uma camisa de botões branca, adornado os braços com a espécie de bracelete trançado. O rapaz colocou as três guias principais de seus orixás no pescoço, automaticamente sentindo a presença de seus patronos espirituais. Oxum, Yemanjá e Oxalá, todos a guardar sua pequena criança. Padilla sentiu-se até mal por ter de levar armas consigo, mas era necessário carregar seu arco e a pequena faca de bronze celestial.

Uma romaria formava-se na parte central do Acampamento, algo que chamou a atenção de Padilla. Se todas aquelas pessoas fossem mesmo ajudar o acampamento vizinho,  podia-se dizer que era uma bela expressão da caridade que tanto estava afastada da maioria dos homens. O coração do menino alegrou-se em ver aquilo e ele sussurrou para si:

- Ora yê yê, minha mãe! – Foi um gesto manso e intimista. Álvaro gostava de possuir seu universo particular.

Saudou alguns conhecidos pelo caminho e não deixou que seus passos ficassem para trás. Sabia que determinados indivíduos olhavam com estranheza para suas vestes inusitadas, portanto, sorria para eles de maneira agradável e amigável. O que fazer para com os que o julgavam? Matar com gentileza. A vida o havia ensinado que valia mais a resistência.

Álvaro aglomerou-se com a maioria dos semideuses que preparavam-se para partir do lugar e ouviu as palavras dos organizadores da excursão, boa parte delas eram medidas de precaução ou cuidados necessários que deveriam ser tomados no território destruído ao qual adentrariam muito em breve. Tomou o portal para o Acampamento Júpiter e sentiu as costumeiras tonturas que eram desencadeadas pelo tipo incômodo de transporte. O contraste causado pela imagem intacta de sua casa para com aquele amontoado de ruínas apertou o coração do jovem rapaz, Padilla não sabia lidar com a maldade gratuita.

O corpo do menino foi rodeado pelas energias contrárias que adornavam a destruição de Nova Roma, normalmente o corpo era tomado por um peso inenarrável. O filho de Íris concentrou-se em seu objetivo ali e seguiu com firmeza para o centro da cidade, decidiu não falar com mais ninguém e reservar-se ao máximo. Lidava em silêncio com o que parecia o abalar diante de toda a maldade impregnada nos restos de lugar deixados ali. Ao posicionar-se com outros semideuses e elevar suas atenções aos centuriões que discursavam no espaço, Álvaro percebeu que aquele dia não seria fácil. Praticaria sua caridade e transmissões de paz, bem como, tentaria lidar com as forças negativas que tentavam dele se aproximar.


Breve Glossário:
Yemanjá: Orixá ligada ao mar. Pode ser descrita como uma mãe igual Oxum.
Oxum: Orixá do amor, conhecida por cuidar das pessoas como uma mãe.
Oxalá: Orixá conhecido como o Pai maior. Oxalá carrega consigo a paz e a paciência.
Guias: Espécie de colar que carrega preceitos relacionados aos orixás de um indivíduo, aquelas divindades que caminham com  alguém. As cores das contas definem o orixá ao qual o guia foi consagrado. Álvaro utiliza uma amarela simbolizando Oxum, uma azul turquesa em sinal de Yemanjá, e uma branca em representação de Oxalá.
Contra-Eguns: Espécie de bracelete trançado com ervas secas que é usado em ambos os braços. São utilizados como proteção e para afastar energias negativas.
Ora Yê Yê: Saudação para Oxum. Cada orixá possui uma saudação específica.
Armas Levadas:
• Faca de Bronze Celestial [ Uma faca de lâmina curta - cerca de 10 cm - com cabo em madeira envolvido em couro para tornar o manuseio melhor. | Não produz feridas em mortais. | Bronze celestial, madeira e couro. | Sem espaço para gemas. | Alfa. | Status 100%, sem danos. | Comum. | Nível 1. | Item inicial. ]

• Iryak [ Arco élfico com cerca de 1 metro e 50 com runas entalhadas por toda a sua espessura, a corda é feita de um material transparente e de resistência alta, encantada para conjurar flechas incorpóreas e infinitas. |Efeito 1: O arco possui personalidade própria, cria uma ligação com a mente de seu portador (semideus) e poderá se comunicar mentalmente com ele. | Efeito 2: As flechas desse arco são incorpóreas, para materializa-las basta puxar a corda e elas magicamente aparecem no arco, além disso, são infinitas. |  Efeito 3: O metal utilizado para fabricar o arco, também possui 25% de resistência a magia, portando, magias lançadas contra o semideus que estiver na posse desse arco, terão um efeito reduzido na mesma porcentagem. | Arandur | Sem espaço para gemas | Beta | Status: 100% sem danos | Mágico | Arsenal do acampamento]
Poderes Usados:
AQUI
Missão Fixa:
• Nova Roma pede ajuda - Dada a situação atual da cidade, muitos semideuses se mobilizaram para ajudá-la, fossem eles romanos ou gregos. Aqueles que não vivem no Acampamento Júpiter precisam ir até ele e é através desta missão fixa que o fazem. Ela é obrigatória aos jogadores que não se encontram no acampamento romano.
Recompensas: 500xp + 500 dracmas + 1 insígnia.
TAG: Grupo de Treinamento | WHERE: Acampamento | LOGO
Thanks Maddoll @ TPO


Álvaro
Quanto tempo tenho pra matar essa saudade? Respirar amor, Aspirando liberdade...
avatar
Álvaro David Padilla
Filhos de Iris
Filhos de Iris

Mensagens : 15
Idade : 18
Localização : Sou do Mundo.

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Álvaro David Padilla [Fixas]

Mensagem por Morfeu em Sex Ago 24, 2018 2:37 pm


Álvaro David Padilla


Método de Avaliação:

Valores máximos que podem ser obtidos

Máximo de XP da missão: 500 XP

Realidade de postagem + Ações realizadas – 50%
Escrita: Gramática, erros, pontuação, coerência, concordância, etc – 20%
Criatividade/Estratégia em combate + inteligência – 30%

Realidade de postagem + Ações realizadas: 50%
Escrita: Gramática, erros, pontuação, coerência, concordância, etc: 20%
Criatividade/Estratégia em combate + inteligência: 28%


RECOMPENSAS: 490 XP + 490 dracmas + 1 insígnia

Comentários:

A missão foi objetiva e simples, sem erros gramaticais relevantes.

ATUALIZADO PELO DOUTOR



MorFeu
avatar
Morfeu
Deuses Estagiários
Deuses Estagiários

Mensagens : 122
Localização : In your dreams, baby.

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Álvaro David Padilla [Fixas]

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum