The Blood of Olympus
Para visualizar o forum é necessário estar cadastrado, por favor registre-se no rpg ou entre em sua conta. É necessário estar cadastrado para ver as informações contidas no forum. Lembre-se de usar nome e sobrenome, não se cadastrar usando nomes geralmente utilizados por Hacker. Exemplo: "Barum" "Hakye" e por ai vai. Bem vindos.

Campeonato de Gladiadores

Página 10 de 10 Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8, 9, 10

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Re: Campeonato de Gladiadores

Mensagem por Emmanuelle S. Henz em Qui Set 25, 2014 6:42 pm


Rainha do Gelo

@MissHepburn


Manu por muito tempo se pegou encarando a fera, tudo ao seu redor parecia ter desaparecido do caminho e tudo que restaram eram os olhos vermelhos do monstro, que pareciam percorrer sua alma, ela em nenhum momento parara para pensar em como ele se sentia, e qual seu papel fundamental naquele lugar, o lobo, o pequeno filhote afinal era apenas mais um brinquedo assim como a própria tenente das caçadoras se sentia no momento, ela sentiu sua alma interligando-se a dele, e então ela lembrou...

...

-Hey esse aqui é seu novata- Disse a garota entregando-lhe a bolinha de pelos brancos dentre suas mãos.
-Minha? E o que faço com isso?- Perguntou Manu encarando o filhote a sua frente, que expoz os dentes rosnando pra ela.
-Treina horas- Disse a filha de Ares rabugenta, dentre todas as caçadoras com toda certeza Rafaela não era a mais receptiva delas, ela era raivosa e agressiva e a garota jamais sorria.

Manu pegou-se encarando por muito tempo o filhote de lobo branco que agora pertencia a ela, diziam que os lobos eram como parte da alma das caçadoras, ela não entendia por que, inclinou a cabeça para o lado tentando entender melhor o motivo daquela coisinha pertencer a ela, mas nada lhe veio a mente, foi então que a bichinha a mordeu, fincando os dentes na mão da garota, a fazendo soltar o lobo que caiu no chão.
-Ai, ela me mordeu- Disse enrolando a mão no pano de onde jorrava pequenos pingos de sangue.
-Claro, a primeira coisa básica é conquistar seu lobo, e encarando ela como se a ela fosse uma coisa de outro planeta não facilita muito.

...

A lua brilhava alto no céu, Emmanuelle naquela noite sentava-se a beirada do lago, ao seu lado se encontrava a filhote de lobo branco ao qual ela resolvera batizar de Molly, ela sabia que podia se comunicar mentalmente com o lobo, porem não tinha certeza de como faze-lo ainda, e Molly na maioria das vezes não parecia gostar muito da garota. Nesse momento a mesma lhe encarava com suas grandes bolas azuis separadas apenas pelo focinho.

“Não tenho medo de você”
Ela pensou com uma careta surgindo na face.
“Que bom também não tenho medo de você” a loba, sim ela respondeu fechando os olhos e deitando a cabeça por entre as patas, Manu agora a olhava abobalhada, era só um filhote afinal, um filhote muito teimoso por sinal.

...

Já se passavam algumas semanas, Manu se acostumara com a presença da loba em sua vida, porem elas nunca se comunicavam muito, apenas haviam virado companheiras uma da outra, porem ainda não confiavam plenamente, era um relacionamento estranho.
A garota se banhava no lago quando ouviu o barulho por entre as folhas das arvores, ela ficou alerta e viu que Molly fazia o mesmo enquanto essa erguia as orelhas.

Por entre as arvores, surgiram dois homens, um segurava um machado, o segundo um tipo de foice, provavelmente lenhadores, ou desmatadores, ela não sabia dizer, só sabia que eram bem mau encarados. Molly não demorou a se colocar de pé expondo as presas, e rosnando.
-Olha só o que temos aqui, uma menininha perdida- Disse o primeiro deles, batendo o cabo do machado nas mãos- Você é uma gracinha sabia? Acho que podemos brincar um pouquinho não acha Bob?- Riu ele, uma risada maliciosa, maligna, e algo em seu tom de voz mostrava que Manu não iria gostar nada disso.
-Sim Drew, não da pra ver o corpo direito, mas o rostinho é de boneca, da pra fazer um estrago- Ele riu junto encaminhando-se para o lago, Molly entrou na sua frente rosnando e defendendo a garota, era a primeira vez que a lobo fazia aquilo, Manu sentiu-se impressionada.

-Hora veja só, a garotinha tem um cão de guarda- Riu ele- Xispa pulguento- O homem ameaçou chuta-la, a fúria começava a tomar conta da face de Manu, superando seu medo, seu trauma de infância, seus motivos, só ela poderia ameaçar Molly, ninguém mais podia.
-Saiam daqui!- Ela ouviu a voz ecoar sem sair do lago, tentado encobrir seu corpo nu.
-Olha só a garotinha é brava, acho que temos que ensinar uma lição a ela não Bob? Talvez a gente pode arrancar a língua antes de fazer o resto- Ele girou a foice na mão, a garota tremeu.

“De novo não, de novo não” Ela pensou com todas as suas forças, era como se seu maior pesadelo estivesse voltando a ativa enquanto a menina encarava o ser a sua frente, a raiva lhe tomava, ela não permitiria, não, ela não era mais uma criança, era uma guerreira.
Molly avançou no homem que a chutou com força lhe lançando pra longe e batendo com o cabo do machado na mesma, que desmaiou batendo no tronco de uma arvore.  A fúria tomou a garota, ela não via mais nada, seus olhos se tornaram mais verdes como nunca, e o lago explodiu, as ondas eram fortes como se uma tempestade estivesse caindo, do mar surgiram tentáculos agarrando as pernas dos homens, e os arrastando para dentro do abismo, de onde não mais voltariam.

Manu correu até Molly caída no chão, enrolou-se na toalha pegando a bichinha no colo, lagrimas escorriam por seus olhos, e ela tentava acordar a mesma entre soluços.
-Não por favor, me desculpa Molly, tentarei ser melhor, por favor volta- Ela abraçava o corpo do lobo enquanto chorava, foi quando escutou o grunhido já tão familiar, e os olhos azuis da mesma se abriram.
"E quem disse que eu te deixaria tão facil?" Manu sorriu a abraçando com força por vê-la viva.  
E foi naquele dia que elas se tornaram companheiras imbatíveis e leiais.

...

Manu não via mais fenrir como uma fera, ele o via como o filhote inocente, como Molly fora um dia, era só mais um dentre tantos afinais, tantos aliados dos deuses presos a correntes tendo que lutar pôs suas vidas, e não era justo tirar-lhe a sua.
Ela colocou-se de pé se aproximando com cuidado, tentando demonstrar uma confiança que não tinha, sangue escorria de varias partes do seu corpo, mas ela estava cansada de ferir, e de ser ferida em troca, era uma luta injusta afinal, ela não tinha mais vontade de mata-lo.

“Não tenha medo.. Eu, eu não vou machuca-lo mais, creio eu que isso não deve acabar assim”
O arco continuava em suas mãos, uma forma mais de defesa, que de ataque agora, se conseguisse, faria a criatura pender para seu lado, agora mais como um amigo do que como inimigo, não queria mais feri-la.

“Podíamos ser amigos, sei que ataquei primeiro, mas eu não quero mais lutar, eu tenho uma amiga, que é como você o nome dela é Molly, ela salvou minha vida”
Ela tentava transmitir o pensamento, e esperava que desse certo com esse lobo, afinal ela não sabia se seu poder funcionava com a criatura. Mas ela esperava que sim.

Ela se aproximava lentamente enquanto falava em pensamento, queria transmitir a paz que a invadia no momento, queria mostrar que as coisas podiam ser diferentes afinal, e que nem ela nem ele, precisavam morrer lutando.
“Você houve o que digo? Por favor diga que me entende, chega de lutas, somos meros brinquedos dos deuses, não queira permanecer assim, eu posso te libertar disso, posso tirar nós dois daqui”

Seu plano tinha sim muitas falhas, e ela podia morrer a cada instante que se aproximava mais da fera, ainda assim a não ser que não tivesse mais uma escolha, em forma de defesa, ela levantaria novamente, armando o arco com a flecha de forma rápida, e a lançando dentro da boca da criatura, de forma a destruí-la por dentro. Então seria a vida dele, pela sua. Uma tentativa falha, mas ela ao menos poderia tentar, e era assim que morreria, se arriscando, pois se ela não tentasse, jamais saberia como poderia ter sido, e mais a frente poderia se arrepender amargamente de suas escolhas.

Spoiler:
Poderes:
*Disparo Certeiro
Seu personagem consegue fazer um disparo de longa distância que nunca erra.
*Perícia com o Arco
Seu personagem sabe fazer manobras hábeis e incomuns com o arco e flecha.
* Mesmo sendo recém-chegado, utilizará o arco bem.
Spoiler:

Comunicação:

Você
consegue ouvir os pensamentos de lobos e Falcões, e projetar os seus pensamentos no cérebro do mesmo; Vocês tem uma ligação, já que seus companheiros de batalha geralmente são esses animais.


A prole escolhida...




Emmanuelle Sophie Henz
I'M A QUEEN OF DARKNESS!!!
avatar
Emmanuelle S. Henz
lider das caçadoras
lider das caçadoras

Mensagens : 573
Data de inscrição : 06/06/2013
Idade : 21
Localização : Seguindo em frente..

Voltar ao Topo Ir em baixo

O autor desta mensagem foi removido do fórum - Ver a mensagem

Re: Campeonato de Gladiadores

Mensagem por Quione em Sab Set 27, 2014 12:43 pm






Campeonato



Edith Baudelaire
Palavras foram proferidas pela cria da Magia, então a espada – que a priori estava sob domínio da caçadora – levitou até a mão de Edith. A fera expos seus dentes afiados e sedentos pela carne da semideusa. Baudelaire e seu clone sorriram debochadamente da criatura. Ambas trocaram um rápido diálogo e, por fim, as correntes próximas ao lobo começaram a se mover. Os olhos vermelhos do Fenrir se arregalaram, observando a movimentação. Suas patas dianteiras foram envoltas pelo ferro e antes que o mesmo ocorresse com as patas traseiras, este as ergueu com agilidade.
O animal estava enfurecido com o ocorrido, ele não conseguiria chegar até a campista daquela maneira. Envolta do clone surgiram quatro bolas de fogo verde. Duas delas avançaram contra o lobo, o animal se desesperou e acabou levantando as patas com as correntes, as bolas acertaram o ferro que se desfez e libertou a criatura. Então a criatura correu em direção a “segunda Edith”, a mesma lançou as bolas de fogo restantes. O lobo desviou da primeira e antes que pudesse se esquivar da segunda, fora atingindo em cheio em uma das patas. Ele rosnou alto e impulsivamente atacou o clone, seus dentes a rasgaram ao meio, fazendo esta desaparecer com uma expressão horrorizada.
Baudelaire estava boquiaberta e ficou sem reação por alguns instantes. Apenas sentiu algo a arremessando para longe, suas costas deslizaram pelo duro chão até o atrito a forçar parar. O animal avançava com ódio, porém não estava tão rápido, pois uma de suas patas estava se desfazendo em carne viva.

MP 25/110 HP 35/110

Brigitte Bardot

A filha de Afrodite estava querendo se suicidar, só podia ser isso. A garota resolvera abraçar o lobo. O animal fora pego de surpresa e antes que pudesse fazer algo, as unhas de Bardot se cravavam na costela do Fenrir, começando a rasgá-la sem piedade. A criatura começou a se debater, tentando de alguma maneira atingir a caçadora de Ártemis, mas não estava dando muito certo. Foi então que os olhos cor de sangue do monstro encontraram a sua frente uma réplica perfeita de Brigitte. O lobo não pensou duas vezes e mesmo com a dor começou a correr loucamente em direção ao clone, pulando em cima desse e o mutilando em apenas alguns segundos, a “segunda Brigitte” desapareceu e a verdadeira nem a utilizou como deveria. Durante o ataque, a prole do Amor não aguentou se sustentar e foi cruelmente arremessada, batendo gravemente a cabeça no chão. O animal estava preste a investir sem dó, nem piedade na semideusa.

MP 10/110 HP 40/110

Emmanuelle S. Henz

A filha de Poseidon tinha um bom plano em mente, ela tentou entrar em contato com o lobo. Tentou acalmá-lo, trazê-lo para o seu lado como um amigo. Porém, o que a caçadora não sabia era que isto jamais poderia o ser feito. Pois a criatura fora criada apenas para destruir Emmanuelle e caso não cumprisse seu serviço, sua penalidade seria a morte. E o monstro não trocaria sua vida pela de uma semideusa que ele nem conhecia. O Fenrir rosnou alto e se pôs a correr em direção a Henz, abocanhando-a no pescoço, fazendo sangue borrifar descontroladamente do lugar até arrancar-lhe a cabeça. Calma, caro leitor, ele atingiu o clone de Emmanuelle, não a verdadeira. A cria do Mar estava horrorizada com a cena. Seu coração disparou loucamente, era como se ela visse sua própria morte. Os dentes encharcados de sangue foram expostos. Sem delongas, o lobo avançou contra a verdadeira. Uma de suas patas perfuraram superficialmente o tórax da garota, jogando-a para longe. A garota estava sem reação devido ao choque, mas devia se alerta logo.

MP 40/145 HP 80/145

Vyolet Y. Fox

Uma parede de espinhos se ergueu na frente e na lateral de da filha de Nyx. O trabalho braçal ficaria para seu clone. A “segunda Fox” escorregou para baixo do lobo, um sorriso sádico envolveu os lábios da semideusa. Aquela era a oportunidade. O clone ergueu o machado e começou a fazer um corte no peitoral do monstro. Um rosnado feroz e agonizante cortou a garganta do animal, que já percebera que havia alguém lhe ferindo por baixo. Uma de suas patas dianteiras se ergueu e esmagou o braço que o clone segurava a arma. A devota de Hera arregalou os olhos e mandou espinhos contra o lobo, este foi acertado por alguns, o que fez sua raiva aumentar e seus dentes mutilarem o clone de Vyolet. Sem demora, o animal correu, saltando sobre a parede que protegia Fox. Ele estava sedento de ódio e ferido, avançou sem piedade contra a garota, empurrando-a contra a parede, que logo se desfez. A devota fora cruelmente arremessada no chão, batendo a cabeça.

MP 25/110 HP 40/105

FASE NOVA, REGRAS NOVAS:

— A nova fase do campeonato se inicia, e desta vez não haverá molezinha, as regras mudaram e espero que todos as sigam;
— Aquele que estiver em missão/pvp/mvp enquanto estiver durante o campeonato será morto sem aviso prévio;
— O prazo continua o mesmo, 72hrs para postar. Porém não adiarei um segundo a mais. As 19hrs do ultimo dia do prazo eu posto “ENCERRADO” e nenhum outro post será aceito. Ou seja, não vou me importar se sua mãe morreu, o cachorro urinou no seu teclado, ou um vulcão destruiu sua casa. Ou você posta no prazo ou perde a rodada e é DESCLASSIFICADO;
— Os posts devem conter no mínimo 15 linhas, post com menos disto serão desconsiderados;
— O atual prazo é até o dia 01/10 as 22hrs, nem um milésimo a mais;
— Poderes estão liberados. Estes somente até o nível que você se encontra. Porém para que o poder seja usado com sucesso, você deverá fazer uma descrição do mesmo com bastante detalhes durante o seu post.
PERGUNTAS FREQUENTES:

— Como faz a inscrição? Simples, você deve postar neste mesmo tópico dando seu ponto de vista sobre os acontecimentos que eu narrei. Indo desde o surgimento das misteriosas mulheres no acampamento, passando pela minha aparição e finalizando com a quebra do selo, pela sua descoberta sobre as armas e sua teletransportação. (Que é feita pelo envelope, você será tecnicamente sugado por este.)

— É só para o acampamento meio sangue? Definitivamente não. O post que eu fiz narra sim o que aconteceu no acampamento meio sangue. Mas, você como bom campista romano pode narrar todos os acontecimentos do seu ponto de vista. Podendo até mesmo acrescentar que eu digo que ambos os acampamentos participam.

— Como vou saber qual envelope veio parar em minhas mãos? Facil, isso eu deixarei a sua escolha. Isso mesmo, você irá escolher qual envelope pairou em sua mão e dirá a cor dele.
— Como vou saber qual envelope veio parar em minhas mãos? Facil, isso eu deixarei a sua escolha. Isso mesmo, você irá escolher qual envelope pairou em sua mão e dirá a cor dele.

— O que são os envelopes? Além de um portal para o castelo de Quione, os envelopes representam o deus que lhe escolheu e a única arma que poderá usar durante todo o campeonato.

— Porque os envelopes são coloridos? Porque cada cor representa um deus e sua arma, sendo estas:

Poseidon: Tridente; (Arya)
Hades: Foice; (Paul)
Zeus: Espada; (Alysson)
Apolo: Arco e flexa; (Edith)
Ártemis: Maçã; (Brigitte)
Ares: Lança; (Vyolet)
Athena: Adaga; (Emmanuelle)
Persefone: Chicote; (Silena)
Eolo: Chakrams; (Lucc)
Hera: Machado; (Klaus)

— Podera haver mortes? Talvez. Por ser um campeonato ON é bem capaz que saia alguém morto. Mas, como sou alguém amável (-q) acatei a ideia de que quando o semideus estiver com apenas 15HP ele é retirado da arena. Porém, cuidado, mortes ainda podem acontecer.

— Quem esta em missão/mvp/pvp pode participar? Bom, poder até pode, mas tem que ter consciência de que seus atos trarão consequências. Por este motivo, aconselho que pause sua missão/mvp/pvp para participar do campeonato.[/b]

PREMIAÇÃO:

— 10º lugar: 100 dracmas; LUCC
— 9º lugar: 200 dracmas; KLAUS
— 8º lugar: 300 dracmas;PAUL
— 7º lugar: 400 dracmas;ARYA
— 6º lugar: 500 dracmas;ALYSSON
— 5º lugar: 1 level  -x- 800 dracmas;SILENA
— 4º lugar: 1 level  -x- 800 dracmas;
— 3º lugar: 2 level  -x- 900 dracmas  -x- Arma;
— 2º lugar: 3 level  -x- 1000 dracmas  -x- Arma  -x- Item especial;
— 1º lugar: 3 level  -x- 1000 dracmas  -x- Arma  -x- Item especial;

Thank's for @Lovatic, Cupcake Graphics
avatar
Quione
Deuses Menores
Deuses Menores

Mensagens : 480
Data de inscrição : 12/07/2013

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Campeonato de Gladiadores

Mensagem por Sophie-Anne Baudelaire em Dom Set 28, 2014 12:49 am

-Eu gostaria muito de agradecer a ajuda e o treinamento que todas vocês me proporcionaram. – A taça de vinho estava erguida em meio ao jantar. Todas olhavam para Edith. – Eu sei que tivemos muitas baixas... – a voz dela falhou por um minuto. – Minha amiga, Zöe, teve que morrer para nós sobrevivermos.
A garota na banheira se mexia violentamente, socando tudo o que conseguia achar para se libertar. A água invadia o pulmão da pobre garota enquanto a água entrava forçadamente nela e lhe tirava a vida. Edith lhe pressionava cada vez mais, então... ela morreu. Ela não tinha nada contra Zöe, mas era uma ameaça na vingança de Edith.
-Também infelizmente durante o ataque dos puritanos, a minha melhor amiga, Misty, foi brutalmente assassinada. – Edith limpa uma lágrima que escorria pelo seu rosto.
-Eu vou contar! – Misty gritou. – Ela era minha amiga. Sua amiga! – ela gritou ainda mais a ultima frase. – e você a matou. Edith estava desesperada naquele momento, não queria que mais ninguém morresse. Não soube de onde é que tirou o poder para aquilo, mas então, Misty fora jogada na parede e então, uma lança atravessou o seu peito.
-Outras mortes foram mais necessárias. Judith havia traído nossa causa, ela teve que queimar. – os gritos de Judith na fogueira ainda ressoavam em seu ouvido. – Mas vamos fazer um brinde. – Edith deixou um sorriso simpático escapar, um sorriso que demonstrava confiança, exatamente o que aquelas garotas estavam procurando. – Vamos beber. – Ela disse e então, com suas taças, as garotas beberam o vinho. Edith esperou até a ultima taça ter sido tomada para mudar sua expressão confiante para uma expressão sarcástica. – Vão pro inferno.
As garotas morreram.

[...]

Cada minuto que passava, a raiva e o ódio de vingança de Edith só aumentava. Ela estava prestes a explodir, como acontecera com Zeus, como acontecera em Salem. A raiva penetrava no coração da filha da magia, ela sentia que o pulsar ficava a cada minuto cada vez mais violento. Sua garganta se fechara, ela estava passando mal de tanto ódio que ela guardava dentro de si.
Vyolet, Emmanuelle, Brigitte. Elas lutavam pelas suas vidas, com todas as forças elas iam destruindo os lobos lentamente. O lobo de Edith estava ferido, todos os seus ataques renderam um ferimento, seja o quão pequeno ele seja. O lobo agora deveria estar lento, sua pata fora prejudicada gravemente graças ao fogo de Edith.
-Você me matou! – Edith gritou com amargura ao ver seu clone se desfazer.
Desde os ataques de Zeus, desde os grandes protestos, desde ela sobreviver á Salem, a mente da filha de Hécate não estava boa, ela se inclinava para psicopatia. O Poder Escarlate não lhe ajudava muito, ela sempre adormecia quando o usava e acordava sobre uma poça de sangue... Sangue dos inocentes. Edith estava perdendo a batalha rapidamente, seus ataques lhe prejudicavam muito mais que lhe ajudavam. Ela precisava agir e rápido.
-Pelo amor da Noite. – Edith diria na língua antiga do fogo e da sombra. – pelo casamento as sombras. – ela pressionaria a ponta do dedo no ferimento e suja a ponta com sangue. – O Poder Escarlate! – Então do fundo do seu coração, a sua raiva se liberaria por completo e invadiria todo o seu corpo. O Poder Escarlate era o símbolo da união da Noite e da Magia. Edith era a magia e a mesma escuridão da noite estava na arena. Uma névoa de cor escarlate lhe envolveria por completo, o lobo não lhe causaria mal durante o processo, então a metamorfose ocorreria.
Edward Mordrake era o ápice do poder Escarlate. A Noite e a Magia juntas soltavam os maiores terrores que as sombras já proporcionaram, elas causariam anomalias em Edith. Hécate era uma deusa com três corpos e três cabeças, mas também era a deusa com um corpo e três cabeças. Mais dois rostos cresceriam ao seu lado, um com os olhos dourados e outro com os olhos negros. Seus olhos e sua boca eram os maiores terrores do mundo. Os olhos encaravam qualquer ser vivo ali e o odiavam com todas as forças, com a força de sete infernos juntos. As bocas sussurrariam palavras na língua do fogo e das sombras, quem as ouvissem iriam ouvir coisas aterrorizantes, coisas que elas escondiam no mais profundo coração. Edith se preocuparia com as outras três, se elas a ouvissem, elas também iriam ser afetadas.
Edith faria um gesto com as mãos para começar todo o seu ataque. Esse gesto faria as correntes se envolverem no pescoço do lobo, não nas patas, mas sim no pescoço. As correntes causariam estragos, faria ele se enforcar conforme ele se mexesse. A filha da magia estenderia a mão e faria uma bola de chama negra aparecer em sua mão. Ela se aproximaria do lobo, que não poderia se mexer, e lhe ameaçaria com o fogo. Ela estaria á uma distancia boa para não ser atacada de surpresa. O fogo havia lhe machucado, o lobo deveria estar com medo dele.
-Sua hora chegou. – uma boca falaria cada palavra e cada uma daria um sorriso sádico. – Perspicuus! – ela diria e uma esfera de luz se formaria a sua frente e iria planar para o focinho do lobo. Ela tentaria entreter ele, hipnotiza-lo mesmo que por alguns segundos com aquela luz. - Pilae Nebula. - então jogaria uma chama no lobo. Ela consumia tudo o que tocava, mesmo se tocasse apenas as correntes, elas pulariam pro lobo e então ele morreria.
Agora era a hora das outras garotas.
-Emmanuelle! – Edith gritaria e voltaria para junto da garota. – vamos incendiar esses bastardos. – Ela jogaria todas as bolas de fogo para cima e faria elas atingirem cada lobo restante. – Desinee! – ela diria novamente e as correntes envolveriam o lobo da filha de Afrodite. – Vamos incendiar essa maldita arena. Pilae Nebula! – As chamas voltariam a rodear ela, mas uma ficaria na palma das suas mãos. – atire as flechas, cada vez que você atirar, eu incendiarei uma e vamos fazer todo esse gelo derreter. Mate todos com a água.
As outras chamas seriam jogadas nos lobos de Brigitte.
Ela não deixaria a pobre morrer

Habilidades:
∲Pilae Nebula: Ao pronunciar tais palavras quatro bolas compostas por chamas negras surgem nas mãos do feiticeiro. Estas possuem a capacidade de consumir tudo o que tocar.
∲Perspicuus: Com este feitiço os semideuses podem criar uma pequena esfera de luz que irá planar a sua frente iluminando o caminho.
∲Desine: Apenas com o pensamento o semideus é capaz de criar uma corrente em volta de qualquer membro do seu alvo o deixando imóvel.


A Morte Escarlate


É por fraqueza que odiamos um inimigo e pensamos em nos vingar; é por preguiça que nos acalmamos, desistindo da vingança.
avatar
Sophie-Anne Baudelaire
Filhos de Hecate
Filhos de Hecate

Mensagens : 41
Data de inscrição : 03/08/2014
Localização : All around the world

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Campeonato de Gladiadores

Mensagem por Emmanuelle S. Henz em Dom Set 28, 2014 8:43 am


Rainha do Gelo

@MissHepburn


A imagem presenciada na arena não fora a melhor de todas, Emmanuelle naquele momento decidiu que queria viver, ter uma morte como a de seu clone para ela não parecia uma visão nada Heroica, ao seu ver nada ali era mais, e se era assim que o lobo queria, assim seria, a morte estava determinada naquela arena, e parecia que agora o cheiro de enxofre começa a penetrar o nariz da tenente das caçadoras, a sua volta as garotas se dispersaram vendo que a primeira tentativa de um combate em grupo não dera certo, afinal elas não estavam acostumadas umas com as outras, com exceção de Brigitte e Manu nenhuma delas se conhecia de verdade.

A imagem do filhote a sua frente desaparecera, e agora tudo que Manu via era o lobo sanguinário, e seus olhos vermelhos, não ele não seria um aliado, fora criado para matar, para lhe matar e não para trabalhar com ela, a menina deveria se conformar e entender, que nem tudo era do jeito que ela queria, que nem sempre a paz viria, e as vezes a guerra era necessária para se beneficiar em um objetivo comum.

Ela ergueu o arco a sua frente, duas flechas pretendia lançar, uma em cada olho, ela concentrou-se sentindo o peso da arma em sua mão, a muito que fizera isso, mirou atentamente em seu alvo, sentindo cada parte de sua arma, então soltaria a primeira flecha para armar-se de uma segunda, ela só precisava ganhar tempo para fugir para perto das outras garotas e tentar sair viva dali.
Quando por fim atirou ela não esperou para ver seu resultado e pôs-se a correr pela arena, viu Edith pondo fogo na mesma, e por ela ser feita de gelo tudo poderia virar água ali, água era tudo que ela queria no momento, a água lhe dava poder, lhe deixava forte, curava suas feridas, era seu ambiente natural ao final das contas, ela queria muito que isso desse certo.

Ajoelhou-se perto da menina quando essa jogava fogo contra o lobo de Brigitte, a garota estava realmente em apuros, lançou uma terceira flecha em direção ao lobo da garota esperando dessa forma ganhar algum tempo ou uma distração para que a menina pudesse fugir, para então lançar seu arco em direção a Edith para que protegesse a retaguarda enquanto a menina inundava tudo.

Manu se concentrou fechando os olhos, ela confiaria nas meninas ao seu redor para ganhar algum tempo para ela, água, água, ela nem podia acreditar que seria útil agora, primeiro se utilizaria da mesma para se fortalecer, curar as feridas, para em seguida liberar todo seu poder sobre a arena, ela inundaria tudo, quanto mais água tivesse mais lançaria sobre os lobos e sobre elas mesmas, criaria ondas, soltaria a fúria do mar sobre tudo, estava mais que na hora, ela já podia sentir o cheirinho da mar, e a brisa que lhe cercava, ela podia sentir o poder vindo a tona, lhe fortalecendo, assim que tudo se inundasse ela se certificaria claro de criar três bolhas em volta da cabeça das garotas presentes na arena, se não junto aos lobos elas também morreriam pela força da água, e elas não podiam respirar abaixo dessa como Manu, afinal elas não eram filhas do deus do mar. Elas a ajudaram certa vez, era vez de Manu ajuda-las, ela torcia pra que tudo acaba-se de vez, que seu plano desse certo, e que todas as quatro saíssem vivas dali como vitoriosas.

Spoiler:
Poderes:
*Disparo Certeiro
Seu personagem consegue fazer um disparo de longa distância que nunca erra.
*Perícia com o Arco
Seu personagem sabe fazer manobras hábeis e incomuns com o arco e flecha.
* Mesmo sendo recém-chegado, utilizará o arco bem.
Poderes de filha de Poseidon
*Nível 1
Respiração Aquática
Você
respira debaixo d'água normalmente, pelo tempo que você quiser; Essa é
uma habilidade natural dos meus filhos; Você respira pelo tempo que bem
entender; O local também não é determinado. O Filho de Poseidon pode
respirar tanto dentro de água salgada, quanto doce. As águas poluídas
também, mas o Filho de Poseidon, caso permaneça muito tempo submergido
sobre elas, acaba perdendo a força e pode vir até a adoecer.
*Pressão:
Você
não é afetado pela pressão da água, ao contrário de pessoas normais; A
profundidade é indefinida, e você não sente nenhum desconforto;
*Cura:

Quando você
tocar na água, irar recuperar 30 de HP; Essa habilidade funcionará com
maior perfeição na água do mar; Mas, caso não haja água marítima por
perto, você pode usar água doce comum.
Poderá
criar uma onda, de um metro, que pode afastar o adversário, mas apenas
em um rio ou mar; Assim como nas habilidades anteriores, isso funcionará
melhor no mar; O nível dá onda dependerá também do seu nível de
energia.
*Força da Maré:
Ao se concentrar nas marés, na
brisa do mar e no poder das ondas, o filho de Poseidon é capaz de
aumentar sua força e velocidade drasticamente durante um turno.
*Ataque Líquido

Caso
haja uma fonte de água perto de você, a água pode ser arremessada no
adversário
*Bolha:

O
Filho de Poseidon ao mergulhar na água pode fazer uma bolha de ar afim
de salvar a vida de algum colega.Esta habilidade dura 3 turnos




A prole escolhida...




Emmanuelle Sophie Henz
I'M A QUEEN OF DARKNESS!!!
avatar
Emmanuelle S. Henz
lider das caçadoras
lider das caçadoras

Mensagens : 573
Data de inscrição : 06/06/2013
Idade : 21
Localização : Seguindo em frente..

Voltar ao Topo Ir em baixo

O autor desta mensagem foi removido do fórum - Ver a mensagem

O autor desta mensagem foi removido do fórum - Ver a mensagem

Re: Campeonato de Gladiadores

Mensagem por Quione em Qui Out 02, 2014 9:05 pm






Campeonato



Algo inusitado começara a ocorrer com uma das campistas, uma espécie de metamorfose. Das laterais do pescoço de Baudelaire brotaram outras duas cabeças, os semblantes eram sombrios e malignos, as bocas se entreabriam em um sussurrar antigo. Um grande e adormecido poder fora liberado, o Escarlate. A semideusa ergueu uma das mãos e as correntes que rodeavam o animal começaram a seguir o ritmo desta. Logo os ferros subiam pelas patas do lobo, o qual tentava se livrar daquilo, mas era inútil. Desta vez Edith conseguira prender a criatura. Ela estava prestes a arremessar uma bola de fogo no monstro quando ouviu um grito.
O som viera da prole de Afrodite, o fenrir havia a arremessado outra vez e avançava para a investida final na garota. Bardot era a que estava em pior estado, não que as outras estivessem nas melhores situações, entretanto, seus ferimentos estavam muito sérios. Suas energias quase que esgotadas, seu fim estava se aproximando, mas para a infelicidade de Thanatos a garota recebera ajuda. A filha de Hecate lançou o fogo no animal, este desviou e rosnou para a semideusa. Nesse exato momento, uma flecha atingiu uma das patas do lobo, que cambaleou. Foi o suficiente para Brigitte se erguer com dificuldade e se juntar a sua tenente. Henz era a que estava com mais vantagem e força, uma exímia guerreira, minutos atrás conseguira acertar duas flechas na sua criatura, uma em cada olho. O rosnado do animal era agonizante.
A filha de Nyx mantinha sua estratégia com os espinhos. Sem delongas, outra parede se ergueu a sua frente, protegendo-a de um ataque frontal. O fenrir expos os dentes e antes que partisse para uma investida, sentiu pontadas fortes no peito, espinhos grandes rasgavam sua pele. Do outro lado da arena, as outras três semideusas se uniam. A filha da Magia incendiava as flechas da caçadora, esta as arremessava para todas as direções, logo água tocava-lhes os pés. Os quatro lobos já estavam em apuros, mas agora seria o seu fim. Uma força incomum dominou a filha de Poseidon assim que esta sentiu o líquido tocar sua pele. Um estrondo foi ecoado juntamente com um grito, ondas enormes invadiam a arena. Todos que estavam ali foram envolvidos por água com uma velocidade brutal, os lobos e as outras campistas começaram a agonizar com a falta de oxigênio. Foi então que Emmanuelle fez três bolhas de ar se fixarem nas cabeças das semideusas, impedindo-as de se afogarem. As criaturas aos poucos foram perdendo a vida e Emmanuelle desmaiando devido ao grande esforço. As outras campistas também apagaram, devido à pressão hidrostática.

[...]

O salão estava silencioso, o brilho da lua invadia o local. O campeonato havia durado bastante tempo, este suficiente para a noite cair sobre o mundo e Nyx ganhar poder. A deusa organizadora do torneio encontrava-se sentada em seu trono, seu olhar estava preso ao corpo das bravas guerreiras. Embaixo do corpo de algumas encontrava-se uma certa quantidade de sangue, as outras apenas mantinham-se dormindo, bem, ou aparentemente bem.
Em alguns segundos as moças começaram a acordar, uma a uma despertando do sono. A deusa ficou de pé, seus olhos possuíam o tom azulado do seu vestido. As mãos da divindade chocaram-se, por mais incrível e diferente que fosse, ela estava aplaudindo as quatro guerreiras, Quione estava orgulhosa de cada uma delas. — Parabéns, jovens gladiadoras. Dos dez apenas as quatro sobreviveram e foram capazes de completar o desafio que eu impus.
No centro do salão surgiram quatro pedestais, cada um com um numero grande na frente. Sendo que o quarto era o menor e menos brilhante e o primeiro aquele que brilhava mais intensamente do que qualquer outro. Uma pequena quantidade de flocos de neve envolveram os pés da garota que até então estava mais ferida e mantinha-se apoiada nos ombros de outra moça. Este que fora envolta pelos flocos planou até ser depositada sobre o quarto pedestal. — Brigitte... Aquela que lutou com bravura, que batalhou pela sua vida. O quarto lugar deste campeonato é seu.
Como magica a jovem fora retirada do salão, deixando para trás apenas as três outras gladiadoras e a divindade. Um segundo grupo de flocos surgiram no local, estes foram em direção a jovem cria da magia, assim como a outra esta jovem planou até o terceiro lugar. — Edith... Aquela que usou da força da união da noite com a magia. O terceiro lugar é seu.
Esta sumiu do salão novamente, deixando para trás as duas belas morenas. Uma caçadora e uma devota. Aquela que jurou jamais envolver-se com o amor e aquela que jurou preservar o que de mais belo havia na vida, o amor. Opostas assim como fogo e agua. Quione sorriu e as duas semideusas planaram até os seus respectivos pedestais, Vyolet pousou no pedestal que mostrava que ela havia ficado em segundo lugar. Já Emmanuelle pousou no mais brilhante entre os quatro, ela havia sido a campeã de tudo. Armas foram na direções das jovens. Para a líder das caçadoras um arco fora direcionado, para a devota um machado poderoso.
Quione assentiu com um sorriso sádico nos lábios. Seu campeonato havia sido um sucesso e ela estava mais do que nunca orgulhosa daqueles que escolhera.

RESULTADO:

— 4º lugar: 1 level  -x- 800 dracmas; [Brigitte]
— 3º lugar: 2 level  -x- 900 dracmas  -x- Arma; [Edith]
— 2º lugar: 3 level  -x- 1000 dracmas  -x- Arma  -x- Item especial; [Vyolet]
— 1º lugar: 3 level  -x- 1000 dracmas  -x- Arma  -x- Item especial; [Emmanuelle]

Thank's for @Lovatic, Cupcake Graphics
avatar
Quione
Deuses Menores
Deuses Menores

Mensagens : 480
Data de inscrição : 12/07/2013

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Campeonato de Gladiadores

Mensagem por Hades em Sab Set 03, 2016 1:08 pm

Emmanuelle S. Henz
Gramatica, de 1 a 5
1 > Erros de escrita, sem acentuação e erros de pontuação.
2 > Gramatica regular, muitos erros.
3 > Gramatica boa, alguns erros.
4 > Gramatica excelente, poucos erros.
5 > Gramatica perfeita, nenhum erro.

Sentido, de 1 a 5
1 > Nenhuma noção de terreno, movimentação ou das leis básicas da física.
2 > Noção regular de Historia e dos Objetos próximos.
3 > Noção básica da trama e das movimentações.
4 > Noção excelente com poucos erros.
5 > Noção perfeita, pode-se notar a realidade no post.

Movimentação de NPC, de 1 a 5
1 > O NPC parece uma estatua que nunca faz nada.
2 > O NPC fala uma coisa e para de existir.
3 > O NPC consegue atacar e tem mais de uma fala.
4 > O NPC ataca e se move enquanto fala.
5 > Fica difícil saber qual dos dois tem mais ações.

Narração, de 1 a 5
1 > Sem noção nenhuma de narração.
2 > Sabe criar conversas porém não sabe criar lutas.
3 > Sabe montar lutas mas elas não saem muito boas.
4 > Sabe o básico para criar uma boa historia.
5 > Sabe a narração perfeitamente e consegue prender a atenção.

Carisma, de 1 a 5
1 > Você adoraria se o personagem engasgasse com lava.
2 > Você sente dó do personagem pois sabe que ele não vai durar muito.
3 > Sabe que ele vai sobreviver, mas não ira longe.
4 > Você torce para que de certo, pois ele vai precisar de um pouco de sorte.
5 > Você sabe que o personagem nunca irá morrer, ele com certeza é importante.

{3+4+5+4+4} x 4 = 80 Xp (Tal xp irá apenas para o mascote "Filhote de lobo branco")

AGUARDANDO ATUALIZAÇÃO


Ἅιδης
avatar
Hades
Deuses Olimpianos
Deuses Olimpianos

Mensagens : 450
Data de inscrição : 25/06/2013
Localização : Importa? A morte ainda será capaz de te achar.

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Campeonato de Gladiadores

Mensagem por Psique em Sex Set 09, 2016 11:17 am

Atualizado



Lady Psique
I’ll always keep you with me.
avatar
Psique
Deuses Menores
Deuses Menores

Mensagens : 227
Data de inscrição : 11/05/2016
Localização : No abraço de Eros ♥

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Campeonato de Gladiadores

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 10 de 10 Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8, 9, 10

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum