The Blood of Olympus
Para visualizar o forum é necessário estar cadastrado, por favor registre-se no rpg ou entre em sua conta. É necessário estar cadastrado para ver as informações contidas no forum. Lembre-se de usar nome e sobrenome, não se cadastrar usando nomes geralmente utilizados por Hacker. Exemplo: "Barum" "Hakye" e por ai vai. Bem vindos.

The secret of the petals [Lola Mitchell]

Página 1 de 2 1, 2  Seguinte

Ir em baixo

The secret of the petals [Lola Mitchell]

Mensagem por Louise S. Mitchell em Seg Jun 04, 2018 10:01 pm

The secret of the petals
Interação com essa pessoa aí // 500 palavras
O segredo das pétalas é um dos laboratórios mais secretos do acampamento grego. Escondido entre vários, poucos conhecem a quem aquele lugar pertence. A sua fachada é bastante discreta, não possuindo letreiros ou símbolos comuns ligados a magia. A porta de ferro é marrom, assim como toda a parede no exterior.

Assim que as portas é aberta, é possível visualizar uma placa de madeira contendo o nome do laboratório e uma runa de sorte, símbolo predileto de sua feiticeira. O lugar é divido em duas partes. Há uma cortina de desenhos rúnicos e símbolos do sagrado feminino que divide esses dois cômodos. O primeiro trata-se de uma “sala” de recepção, com duas poltronas de couro também na cor vermelha, uma mesa de centro com um jarro floral e uma mini estante de livros. Há luz penetra no lugar através de duas pequenas janelas, enfeitadas por recipiente contendo uma erva e protegido por duas cortinas marrons. No alto, centro do cômodo um lustre de ferro comum, as sete lâmpadas são em formato de velas.

O segundo cômodo é onde toda a mágica acontece. Um conjunto de três caldeirões de diferentes tamanhos acima de três fornos preparados para receber os instrumentos. Na parede uma prateleira com poções já criadas e frascos ainda a serem usados. As poções são devidamente etiquetadas com diferentes cores a depender da função do líquido.

Na parede oposta, uma mini geladeira portátil com a única função de armazenar ingredientes que necessitem de resfriamento adequado. A única iluminação do lugar é dada através de uma lâmpada de parede, que se localiza acima dos caldeirões. Há uma porta de madeira, escondida por uma cortina. Ao redor dessa porta, símbolos de runas e um cadeado aberto, que é o necessário para funcionar como um portal.

Uma mesa ampla de madeira com três cadeiras também em mogno, uma pia de ferro com uma torneira em formato de corvo. Há também uma ampla estante com livros pessoais da feiticeira, onde contêm as suas poções mais secretas, grimório, livro de receitas e poções.

Proteção — Mesmo que não seja aparente, o local é todo trançado com runas de diferentes tipos, em sua maioria de proteção.

「R」


Última edição por Louise S. Mitchell em Dom Jul 22, 2018 7:22 pm, editado 1 vez(es)


Aphrodite's Sorceress Princess
Royalty of Olympus
avatar
Louise S. Mitchell
Lider das feiticeiras
Lider das feiticeiras

Mensagens : 342

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: The secret of the petals [Lola Mitchell]

Mensagem por Louise S. Mitchell em Seg Jun 04, 2018 10:09 pm

Informações Técnicas do Laboratório
Interação com essa pessoa aí // 500 palavras
Instrumentos de uso:
Caldeirão Pequeno -
* Caldeirão Médio -
* Caldeirão Grande -
* Concha
* Balança
* Conta Gotas
* Pilão
* Colher de Sopa (comum)
* Funil Médio
* Coador
* Faca Comum [Uma lâmina comum feita de aço comum, seu cabo é simples e parece se encaixar na mão do portador. É extremamente afiada. | Efeitos e Bônus: Nenhum.| Aço. |Não possui espaço para gemas. |Gama| 100%|Lâmina comum.| Nível 1 | Loja do Acampamento.]

Adquiridos - Aqui
Ingredientes no Arsenal:

* Nenhum no Momento



Pedidos que poderão ser feitos:
Consulte meu Grimório Pessoal





Aprimoramento de Armas:
Nível Intermediário – Nível 23 – Seus feitiços estão mais fortes, e você já tem certo controle daquilo que faz – mas ainda não completamente – suas marcas são completas, e se tornaram resistentes, as poções já funcionam corretamente, assim como as armas, mas seus efeitos ainda não são assim tão fortes, causam sim ferimentos e machucados, mas esses não terão 100% da força que teriam se sua magia fosse completa.  Realizando somente encantamentos com no máximo 3 posts de uso




Laboratório Aberto

Base de Valores
* Criação de Poções Específicas/Já existentes - O valor dos itens + 30% do valor total + 30% pela mão de obra.
* Encantamentos de Objetos - Valor dos itens utilizados + 30% do valor total + 20% pela mão de obra.
* Criação de Talismãs, Voodoo - Valor dos itens utilizados + 30% do valor total + 30% pela mão de obra.


Código:
[b]Ficha para Pedidos[/b]
[b]Nome:[/b]
[b]Progenitor:[/b]
[b]Para quem:[/b] Se for um presente.
[b]Pedido:[/b]
[b]Alguma especificação:[/b]

Obs: Após postar a ficha, enviar uma MP para Louise S. Mitchell. O valor será acertado pela mesma.
「R」


Última edição por Louise S. Mitchell em Dom Ago 26, 2018 7:39 pm, editado 2 vez(es)


Aphrodite's Sorceress Princess
Royalty of Olympus
avatar
Louise S. Mitchell
Lider das feiticeiras
Lider das feiticeiras

Mensagens : 342

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: The secret of the petals [Lola Mitchell]

Mensagem por Max Hayes em Sex Jul 20, 2018 10:57 pm

Nome: Max Hayes
Progenitor: Júpiter
Para quem: -//-
Pedido: Poção da verdade
Alguma especificação: Se possível, o frasquinho da poção não ser de vidro para não quebrar caso leve em missão.


Maxine Hayes


∆ LYL - FG


avatar
Max Hayes
Amazonas
Amazonas

Mensagens : 519

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: The secret of the petals [Lola Mitchell]

Mensagem por Louise S. Mitchell em Sex Jul 20, 2018 11:26 pm

Conversarmos via chat box e acertamos que o produto será um amuleto/artefato.
Valor de 3.500

Pedido Aceito!


Aphrodite's Sorceress Princess
Royalty of Olympus
avatar
Louise S. Mitchell
Lider das feiticeiras
Lider das feiticeiras

Mensagens : 342

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: The secret of the petals [Lola Mitchell]

Mensagem por Louise S. Mitchell em Sab Jul 21, 2018 1:26 am

TÍTULO
Louise estava fazendo absolutamente nada da sua vida, logo resolveu traçar um portal até o seu laboratório no acampamento grego para fazer algumas limpezas. O lugar estava jogado as traças, nenhum pedido realizado por um longo tempo. Na verdade ninguém realizava nada por saber que a prole de Afrodite vivia na ilha de Circe.

O portal se abriu e logo a feiticeira se viu no seu pequeno espaço mágico. Tudo estava exatamente como ela havia deixado. Pegou uma vassoura e abriu as janelas e portas para deixar entrar um pouco de ar quando ouviu passos do lado de fora. Abriu a porta apressadamente e visualizou a companheira de grupo de sua irmã Elena, Max. O que ela fazia no acampamento? Para sua surpresa, a amazonas foi em sua direção e como uma voz clara e simples fez um pedido. Alguém estava encomendando algo? Louise se alegrou abrindo um sorriso imenso, não valia a pena ser uma feiticeira senão pudesse ajudar os outros e mostrar que era capaz. Tinha evoluído muito a sua magia e se sentia mais que pronta para arcar com o pedido da outra garota.

— Creio que posso te ajudar. – Pensou por um tempo nas suas habilidades mágicas. — Poderia deixar uma forma sua de contato? Embora eu saiba como localizar Elena. Quando o seu pedido estiver pronto, mando-te um corvo.

E assim ambas se despediram.

Mesmo aceitando o pedido de Max, Louise repensou nos ingredientes. Correu até a sua estante de livros e selecionou o manual de couro roxo que explicava a origem dos amuletos e talismãs. Precisaria apenas aprender como desenvolver um item daquele sem causar uma enorme confusão. O amuleto da verdade que Max gostaria de ter envolvia inúmeras coisas, incluindo uma habilidade peculiar dos filhos de Afrodite. A feiticeira sabia que as habilidades estavam presentes no sangue, se ela conseguisse um jeito de encantar um objeto daquela forma tudo estaria perfeito. Abriu a sua gaveta de itens e visualizou os ingredientes presentes no armário, em seguida retirou uma pedra comum para teste. Antes de usar um item de valor, testaria a sua nova criação em algo simplório.

Voltou-se para o livro, tinha que entender a função de alguns ingredientes e só o seu sangue não seria possível. Muitas ervas e objetos naturais continham magia dentro de si, afinal nasciam da terra, a maior concentração de poder, na era inicial do mundo o corpo de Gaia e hoje considerado nas religiões pagãs como o útero da deusa da magia. Manipular esses instrumentos era algo que Circe ensinava a todas as suas feiticeiras novatas e há tempos que Louise não era mais uma. Veterana e pronta para trilhar um caminho que sua matrona ensinou, concentrou-se na leitura. Ela sentia uma determinada ligação com alguns seres divinos e seus objetos. Hera, rainha dos deuses era a que mais lhe intrigava. Não era apenas bela, tinha os seus meios de conseguir os segredos de Zeus, aliás muitas proles do rei dos céus eram perseguidas por esse motivo.  

Pegou o seu livro de amuletos próprios ainda em branco, uma pena e tinta. Circe havia ensinado que para magia antiga, era preciso escrever do jeito antigo. Molhou a ponta na tinta e deslizou pela folha criando uma letra fina em latim, a língua mãe das bruxas. Segredou ao papel as funções atribuídas a rainha dos deuses e seguiu rumo a sua própria progenitora. Muitos poderiam achar algo novo era criado somente com os itens, entretanto antes do concreto, físico, ocorria a teoria. Feitiços não poderiam dar errado, logo a certeza era algo única imprescindível. Voltou para a instante e capturou outro livro, esse escrito em latim sobre a origem da magia. Louise se aprofundou tanto na leitura que não percebeu as horas se passando, quando voltou a si já era noite e uma lua cheia brilhava no céu. Era a minguante, fase perfeita para realizar feitiços de anulação e banimento.

Deixou se perder no encanto da lua por algum tempo e retornou a leitura. Anotou os fundamentos da magia e a importância da fase da lua em rituais e criações mágicas. As horas já eram longas e, portanto se propôs a descansar. Deixou-se dominar pelo cansaço e adormeceu ali mesmo, deitada na sua poltrona de couro de frente para a janela.

Quando acordou no outro dia, visualizou as suas anotações e correu para o armário. Ela tinha alguns ingredientes como penas de pavão para representar Hera, tinha a si mesma como Afrodite e pétalas. Pegou a sua adaga e o livro de magia e através do mesmo lembrou-se do símbolo de purificação e banimento de energias, traçou os símbolos nos quatro cantos do laboratório. Voltou-se ao centro e pegou a pedra de antes e jogou dentro do caldeirão pequeno. Adicionou meio litro de água limpa e acendeu o fogo. O calor começou após um tempo fervilhar o líquido, adicionou a pena de pavão e uma pétala de Afrodite, ambas inteiras. Não era somente a panela que estava quente, o pequeno espaço também começou a se aquecer. Louise prendeu os cabelos em um coque e esperou o líquido voltar a borbulhar. Retirou do fogo e deixou a poção esfriar, quando fria, segurou  a pedra nas mãos e fechou os olhos mentalizando uma amuleto da verdade, ninguém poderá mentir, não poderá enganar, esconder.

Faltava apenas testar se havia dado certo, se viu no espelho e percebeu que ainda estava muito apresentável. Abriu a porta do laboratório e saiu em direção ao acampamento. No trajeto observou dois semideuses novos conversando, desconhecidos e despreocupados.

— Com licença! – Elas pararam para olhá-la. — Algum de vocês dois possuem medo de Dionísio? – No início eles trocaram olhares, na certa buscando entender qual o sentido daquela pergunta. A feiticeira tinha um propósito. Eles então começaram a gargalhar.

— Não! – Respondeu os dois em uníssono. Louise curvou-se agradecendo e retornou ao laboratório. Não havia dado certo, era praticamente impossível encontrar alguém que não tivesse medo do líder das bacantes. Até mesmo Quíron escolhia sabiamente suas palavras diante do olimpiano. No caminho ela repensava no seu erro, chegando a conclusão que faltou magia de ligação. Esperou a noite chegar e quando a mesma surgiu com a lua ainda minguante, ela entendeu como poderia encontrar mais poder para o seu amuleto. Pegou o caldeirão e jogou todo o seu conteúdo fora e em seguida lavou e ativou a runa de purificação, não precisava que energias se misturassem. Adicionou água novamente e dessa vez apenas ligou o fogo. Pegou duas pétalas de Afrodite e jogou no fogo, levou as mãos até o cabelo e puxou um fio e adicionou também. A água começou a ferver após alguns minutos, jogou uma pena de pavão e em seguida abriu a gaveta pegando um anel que não tinha serventia. Pegou a adaga e cravou um símbolo de proteção e sabedoria, em seguida de união e arremessou no caldeirão pequeno. Apagou o fogo para não causar danos no objeto e esperou tudo se esfriar.

Ao poder tocar o objeto não mão sem se queimar, abriu a porta do laboratório e apontou o anel na direção da lua.

— Ninguém pode mentir, nem enganar, esconder os seus sentimentos e suas vontades. Quero apenas a verdade, nada além da verdade. – Um arrepio percorreu pelo o seu corpo, uma eletricidade iniciando dos dedos e seguindo até o anel. Um comichão na barriga da feiticeira que a lembrava quando ela realizava algum feitiço e por um breve momento teve vontades de confessar o seu maior medo, ali mesmo para o silêncio e a escuridão. Não havia dúvidas, o pequeno anel de prata estava enfeitiçado. A feiticeira correu para o interior do laboratório onde abriu o seu livro de artefatos, molhou a pena no tinteiro e escreveu passo a passo como criou o artefato mágico.

Artefato da Verdade

½ litro de Água
1 Objeto a ser encantado
1 Pétala de Afrodite
1 Fio de cabelo de uma prole de Afrodite
1 Pena de Pavão de Hera
Fase de lua Minguante

Criação: Adicione a água em um caldeirão pequeno, deixe o ferver. Adicione a pétala juntamente com o fio de cabelo e em seguida a pena de pavão. Trace no objeto a ser encantado uma runa Ansuz representando a sabedoria. Em seguida adicione ao preparado no caldeirão e apague o fogo. Cuidado com o objeto, alguns podem ser destruídos diante do calor. Após esfriar, leve o objeto diante da lua minguante e permita que os seus raios ilumine o artefato.

Pronuncie para o brilho lunar “— Ninguém pode mentir, nem enganar, esconder os seus sentimentos e suas vontades. Quero apenas a verdade, nada além da verdade.” Feito isso o seu talismã estará criado. Talismã pertencente a feiticeira Louise S. Mitchell.


A feiticeira fechou o livro e respirou profundamente, estava satisfeita e com o dever cumprido. Agora invocaria um corvo ou mandaria uma mensagem de Íris para a base das Amazonas, com sorte poderia conversar um pouco com Elena.  


Aclaração:
Objetos Utilizados:
½ litro de Água
1 Pétala de Afrodite
1 Fio de cabelo de uma prole de Afrodite
1 Pena de Pavão de Hera

Cupid Ring [Um anel de ouro com um traço vermelho feito de rubi que corta o centro do aro. Existem também as iniciais (Vendidas em par) | prata. | Comum | Não apresenta suporte ou espaço para gemas | Resistência: Sigma | Status: 100%, sem danos | Comum | Comprado na loja]

Link da Compra dos Ingredientes Clique
Link da Compra do Anel Clique
 
Produto Final:

Artefato da Verdade [ Um anel de prata com um pequeno rubi incrustado, de um lado do rubi é possível ver a runa Ansuz, brilha levemente quando ativado.  ] Efeito: O anel foi consagrado e banhado aos poderes de uma filha de Afrodite, sendo assim um talismã bloqueador de mentiras. Ao ativar o talismã, em um raio de 20 metros ao redor do portador todos deverão apenas contar a verdade para o dono do artefato por três turnos seguidos. Após esse tempo o talismã necessita dois turnos para recarregar. | prata e rubi | Mágico | Não apresenta suporte ou espaço para gemas | Beta | Status: 100%, sem danos | Loja de Afrodite, encantado por Louise S. Mitchell
 
Receita a ser Adicionado ao grimório (feitiços e rituais), livro de poções..:
Artefato da Verdade

½ litro de Água
1 Objeto a ser encantado
1 Pétala de Afrodite
1 Fio de cabelo de uma prole de Afrodite
1 Pena de Pavão de Hera
Fase de lua Minguante

Criação: Adicione a água em um caldeirão pequeno, deixe o ferver. Adicione a pétala juntamente com o fio de cabelo e em seguida a pena de pavão. Trace no objeto a ser encantado uma runa Ansuz representando a sabedoria. Em seguida adicione ao preparado no caldeirão e apague o fogo. Cuidado com o objeto, alguns podem ser destruídos diante do calor. Após esfriar, leve o objeto diante da lua minguante e permita que os seus raios ilumine o artefato.

Pronuncie para o brilho lunar “— Ninguém pode mentir, nem enganar, esconder os seus sentimentos e suas vontades. Quero apenas a verdade, nada além da verdade.” Feito isso o seu talismã estará criado. Talismã pertencente a feiticeira Louise S. Mitchell.
 
Magia Utilizada:
Nome do poder: Pericia com Cajados e Varinhas III
Descrição: Agora a feiticeira se tornou uma ótima combatente, podendo usar a arma em rituais, lutas, e lançamentos de feitiços com uma precisão impressionante, em combate, se torna sua arma ideal.
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: 75% de assertividade ao lutar com essa arma. O semideus pode usar o cajado para executar os feitiços e reduzir o gasto de MP pela metade, assim sendo, um feitiço que gasta 30 MP gastaria apenas 15 com a empunhadura dessa arma.
Dano: +15% de dano se for acertado por feitiços ou pela arma do semideus.

Nome do poder: Criadora de Poções II
Descrição: O semideus aprende a criar e desenvolver poções próprias, estudando com afinco e aprendendo a divisão de ingredientes, suas propriedades e magnitudes, podendo criar coisas mais fortes, únicas e realmente poderosas.
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: Poções feitas por feiticeiras são 20% mais potentes.
Dano: Em caso de venenos, ou poções que causam dano, as poções realizadas por feiticeiras ganham um bônus de +15% de dano.

Nome do poder: Marca de Selamento
Descrição: A feiticeira é diretamente ligada a rituais, e ensinamentos de magia. Por esse motivo, aprende a selar poderes em armas, e tornar as runas definitivas. Ou seja, ao marca-las em combate a durabilidade de uma runa é curta, durado apenas uns poucos turnos. No entanto, a semideusa consegue marcar runas em rituais de magia, poderes, e outras coisas, utilizando-se de armas, itens, ou até mesmos corpos, e selar poder dentro deles. Isso permite que suas armas, itens, e outras coisas, ganhem propriedades definitivas relacionados a mágica.
Gasto de Mp: 50 MP (por selamento).
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: Nenhum
Dano: Nenhum
Extra: Esse é um poder que não serve para combate.

Runas Incrustadas:
Fehu
Posição normal: Atrai Sucesso (dura 3 turnos desde o momento de sua ativação, tem 15% de chances de funcionar).
Invertida: Atrai azar (dura 3 turnos desde o momento de sua ativação, tem 15% de chances de funcionar).

Ansuz
Posição normal: Sabedoria (dura 3 turnos desde o momento de sua ativação, tem 15% de chances de funcionar).
Invertida: Falta de comunicação (dura 3 turnos desde o momento de sua ativação, tem 15% de chances de funcionar).

Tiwaz
Posição normal: Tal runa facilita o contato com o mundo espiritual, abrindo a mente para os poderes psíquicos (Dura sete turnos após ser ativada).
Invertida: Essa Runa não tem posição invertida.


Talismã Ritualistico
Afasta energias negativas que possam está impregnas no semideus no momento do ritual, fazendo com que tudo de ruim se mantenha afastado, garantindo sucesso nos rituais e/ou em poções. Funciona apenas em rituais/preparo de poções onde más energias proviniente de outras pessoas podem afeta-lo.

Talismã Ritualistico de Objetos
Ao encantar objetos é preciso afastar energias, afim de não deixar com que nada influencie na criação do objeto. Tal runa faz com que a propria energia do mago não afete o encantamento do objeto, por mais forte que tal energia seja.


Talismã Ritualistico de Sorte
O mais fraco dentre os talismãs, porém essencial. Tal talismã faz com que, ao colocar magia em alguma arma ou armadura, os encatamentos ali presentes possuam o funcionamento desejado. Provoca 15% de sorte na hora de encantar armas/armaduras.
 
Apoio para as criações:
Adaga [Com o cabo de madeira e lâmina de bronze sagrado, a adaga tem fio em ambos os lados, com cerca de vinte centímetros de comprimento. | Madeira e BS | Efeito: Comum | Não apresenta suporte ou espaço para gemas | Resistência: Sigma | Status: 100%, sem danos | Comum | Comprado na loja ].

☪️ Grimório: Encadernado com couro vermelho, é um livro de feitiços selado, que apenas se abre pelas mãos de seu portador – qualquer outro individuo que conseguir abrir o grimório, só vera páginas em branco – a capa tem o desenho de um pentagrama de cinco pontas, e é coberto por símbolos. O Nome do portador é gravado na capa.

☪️ Livro de Poções: Encadernado em couro azul, é um livro de ensinamentos para preparo de poções, desde o efeito, a quantidade de rendimento, ingredientes e efeitos, tudo contido dentro do livro de poções.

☪️ Livro para criação de Talismãs e Amuletos: Encadernado em couro branco, repleto de símbolos dourados com dizeres de sorte, aprendizagem e ensinamento. Abre-se ao toque do dono, geralmente o nome do mesmo será gravado em sua capa. O livro contem os ensinamentos, passo a passo para criação, efeitos de amuletos, efeitos de pedra e os rituais da lua, bem como os dias de mau agouro.

Obs: Os itens constam todos no meu inventário na ficha do personagem.

Poder da Prole de Afrodite direcionado para o talismã

Nome do poder: Verdades Ocultas
Descrição: É difícil mentir para quem se ama, assim como é difícil de mentir para o filho de Afrodite/Vênus, que está ligado diretamente a esse sentimento. Assim sendo, quando alguém tentar mentir para o filho de Afrodite/Vênus, a pessoa se sentira tão incomodada, a ponto de acabar não conseguindo continuar.
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: O narrador pode fazer a pessoa que mentiu gaguejar, hesitar, piscar ou algo semelhante, denunciando a mentira.
Dano: Nenhum

Nome do poder: Empatia
Descrição: Essa habilidade permite que saiba os que os outros estão sentindo no momento. Não envolve nenhum tipo de controle, apenas o conhecimento dos sentimentos do outro.
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: Isso permite que sejam capazes de entender o que se passa com inimigos e aliados, e possivelmente, usar isso para trabalhar ao seu favor. Por exemplo, se usarem o poder ativo “charme” e combinarem com o empatia, podem acabar convencendo inimigos e aliados através do sentimento que se passa com eles no momento.
Dano: Nenhum


Final:

Produto Final inserido no perfil de Max Hayes.
Descontar em sua ficha e repassar para mim o valor de 3.500
(C) Ross


Aphrodite's Sorceress Princess
Royalty of Olympus
avatar
Louise S. Mitchell
Lider das feiticeiras
Lider das feiticeiras

Mensagens : 342

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: The secret of the petals [Lola Mitchell]

Mensagem por Esculápio em Seg Jul 23, 2018 10:44 pm


Avaliação


Método de Avaliação:
Realidade de postagem + Ações realizadas – 40%
Escrita: Gramatica, erros, pontuação, coerência, concordância e etc – 40%
Habilidade condizente com os itens criados – 20%
TOTAL: 2.200 xp

Realidade de postagem + Ações realizadas – 40%
Escrita: Gramatica, erros, pontuação, coerência, concordância e etc – 40%
Habilidade condizente com os itens criados – 20%
Bônus: +400exp
TOTAL: 2.600 exp + aprovação e atualização do artefato.

comentário:
Para a sua primeira criação e tentativa, eu gostei e muito! Foi um desenrolar que respeitou os limites da personagem e desenvolveu a pesquisa anteriormente a criação. Parabéns feiticeira, espero que continue criando cada vez mais. Farei apenas um ajuste ao item, modificando a resistência dele já que se trata de um item de nível gama e não beta. Também reduzi a área de alcance para 15m² sendo esta a média de dois cômodos, por exemplo.


avatar
Esculápio
Deuses Menores
Deuses Menores

Mensagens : 270

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: The secret of the petals [Lola Mitchell]

Mensagem por Louise S. Mitchell em Sab Set 01, 2018 11:21 pm


The secrets of the Petals
Feiticeira rainha Louise -q


O clima estava relativamente calmo como de costume, a prole de Afrodite e atualmente feiticeira de Circe passeava de um lado ao outro no seu laboratório. Ela precisava encontrar uma maneira de criar algo novo, um item que pudesse fazê-la se conectar com o seu lado semideusa. Fazia um determinado tempo que todos a via somente como feiticeira, ela acreditava que até sua própria progenitora tinha se esquecido da filha.

Seus passos marcavam o lugar enquanto sua túnica mágica de criação esbarrava nas quinas dos móveis. Era lua cheia e ela precisava agir.

— Preciso começar de algum ponto. – Ela disse para si mesma. Deveria decidir o que seria criado, um amuleto, armamento ou poção. Por fim resolveu que a poção seria a escolha perfeita, visto que nunca tinha trabalhado com tais criações antes. Dirigiu-se até a sua estante repleta de livros e buscou o título “Poções Usuais para Feiticeiras Usuárias”. Cruzou as pernas em cima do balcão e folheou o mesmo, sabia o que deveria procurar, um ingrediente de grande poder e magia. Muitas das ervas aconselhadas eram raras, entretanto algumas outras chamou a sua atenção. Passou os olhos pela vitrine de vidros e viu que tinha alguns dos ingredientes ali escritos. — Registrar. – Completou.

Não adiantava absolutamente nada uma feiticeira criar algo novo e após um tempo esquecer. Os feitiços, poções e encantamentos tinham chego dos antepassados para a nova era graças aos registros. Na realidade as primeiras regras de Circe ao receber uma novata aprendiz era receber um livro para anotações e um grimório próprio para criações particulares.  

Louise passou os dedos pela estante de livros até sentir o fundo falso sendo afastado. Logo viu o seu grimório particular com os equipamentos utilizados para a escrita; penas, tinteiro e folhas em branco sem pauta. Abriu o manual de poções, o grimório, o livro de runas tudo sobre a mesa central. Correu até o arsenal de ingredientes e através dos frascos foi recolhendo os vidrinhos.

Naquela altura a feiticeira sabia o que queria produzir, uma poção que pudesse canalizar os seus poderes, tornando assim menos desgastante o seu uso. O cajado era encantado com aquela com aquela função, quando usado os feitiços pareciam retirar menos energia e quando não logo vinha o cansaço de longas batalhas. Ela desejava encontrar um meio simples de aposentar o seu cajado e poder voltar a utilizar o seu chicote. A poção ela sabia que não seria permanente, mas já era algo a caminhar. Com a adaga entalhou as runas de Fehu e Urus para atrair sorte e ativou-as.

Segundo o livro “Poções Usuais para Feiticeiras Usuárias” era preciso iniciar qualquer poção com um ingrediente de poder, algo que tivesse uma enorme concentração de energia. A semideusa passou os dedos pelos frascos e logo parou ao segurar o néctar dos deuses, não havia nada tão poderoso ali presente, tanto que o contato rápido com um mortal era a morte imediata. As penas molharam o tinteiro e logo então começou a deslizar pelo grimório. Seria preciso escolher um ponto inicial, mas não poderia ser algo simples. A poção era a base de néctar, se utilizasse outro ingrediente fraco poderia desandar.

Passou os olhos pelo livro e parou atenciosamente na descrição da água de coco. Um líquido que trazia equilíbrio, purificação e estimulava energia. Louise buscou entre o seu armário a garrafa e assim que localizou partiu para o seu fogão moderno de três bocas. Escolheu o caldeirão mediano. Jogou a água de coco no recipiente, porém não acendeu o fogo. Ela sabia que poderia utilizar o néctar, todavia ainda era pouco. Precisava fortalecer a poção e sabia de dois itens especiais, um dos quais Circe sempre deixava em grande abundância na ilha. Vanila Musk, poção de coloração transparente que reforçava o efeito de outras poções. Abriu a pequena geladeira e encontrou o frasco escondido entre duas garrafas de água. Ela tinha “pedido emprestado” do laboratório da ilha, mas iria devolver assim que possível.

Olhou pela janela e percebeu que logo iria anoitecer, deveria voltar para as feiticeiras. Pensou em Redwind, seu pegasus de estimação e logo um estalo surgiu na sua mente. Penas de pegasus, item voltado a restauração do corpo. Lembrou o quanto Circe ficou chateada ao descobrir que o animal de Louise era negro com penas vermelhas, ela na época tinha dito que animais alados brancos eram mais especiais. Foi difícil convencer a deusa a não lançar um feitiço em Redwind para mudar os seus pêlos.

Em algum lugar no armário a meio sangue sabia que tinha um pote de penas de pegasus misturadas. Separou vinte pêlos pacientemente e então voltou ao livro para registrar as descobertas. Por fim declarando suficiente, abriu o armário da pia e pegou o chifre de unicórnio. Jogou no caldeirão e acendeu o fogo. Desenhou uma nova runa, mannaz, propícia para atrair clareza espiritual e aproximação, ativou. Deixou a mistura ferver, o cheiro não era nem um pouco agradável. Abriu as janelas para não morrer sufocada e então recolheu os outros produtos. A mistura da água de coco e o chifre logo se tornaram mais rala, a água evaporava e ficava somente o sumo poderoso. Jogou o néctar dos deuses e sua pele se arrepiou todinha com a energia condensada. A fumaça parecia ter magia própria. Ela então ficou em dúvida se estava indo pelo caminho certo, mas como não houve nenhuma explosão mal não era.

Acrescentou os vinte pêlos na poção e começou a tossir com o cheiro de cabelo queimado. A fumaça tornando-se curiosamente cinza estava deixando Louise diferente, ela parecia respirar magia e tinha a certeza que se estivesse com baixa energia logo seria restaurada. Deixou ferver por um longo tempo enquanto registrava no grimório todas as descobertas. Ao desligar o fogo jogou o vidrinho de Vanila Musk no interior, apenas para tornar a poção mais potente.

Com a ajuda de um pano colocou o caldeirão em cima da pia para esfriar melhor. Recolheu os quatro frascos médios e a concha. Com a ajuda da segunda colocou o líquido separadamente em quatro frascos. Percebeu que a mesma apesar de cinza tinha umas bolhinhas douradas que flutuavam. Precisava apenas testar para ver se havia dado certo. Retirou a pulseira-cajado do pulso e destampando o primeiro frasco bebeu. O líquido era horrível, tinha gosto de verdura estragada e um leve toque de cabelo queimado. Dentro de si ela sentia algo que não podia explicar, uma magia condensada, era como estivesse canalizando algo externo.

Apontou para o seu grimório e então o levitou, sentindo que não desperdiçava nada além do necessário. Aparentemente a poção fazia o mesmo efeito que o cajado, só restava descobrir por quanto tempo perdurava o efeito. Nem tinha percebido a passada do tempo, a pesquisa e a criação tomaram todo o seu dia. Resolveu que dormiria ali mesmo no laboratório, estava exausta e se fosse para a ilha, Circe a colocaria para fazer alguma coisa.



Produto Finalizado

Poção Essência da Lua Cheia

1 Litro de água de coco
1 Chifre de unicórnio
1 Litro de Néctar dos Deuses
20 Unidade de pelos de Pegasus branco
1 Frasco de Vanila Musk

Modo de Preparo: Acrescente a água de coco e o chifre de unicórnio em um caldeirão ou panela média. Deixe ferver por 15 minutos e despeje o néctar dos deuses. Em seguida deposite os pelos de pegasus e finalize com a poção de vanila Musk. A poção deverá ter uma coloração cinza médio. Após esfriar deposite em frascos médios. A poção rende 3 frascos.

Poção Essência da Lua Cheia [ Poção de aparência cinza-médio com pequenas bolhinhas douradas boiando. O cheiro é desagradável e o gosto de verduras estragadas. É útil somente para semideuses que carregam a maldição da bruxa, ou seja, podem realizar feitiços, rituais e encantamentos. Ela concentra a energia mágica no chakra central evitando assim o desperdício, fazendo com quê cada encanto consuma um número relativamente menor de magia. / Efeito 1: A poção tornou-se uma canalização para os feitiços. Ao ingerir essa poção o usuário diminui os gastos em 50% todos os feitiços, encantos e rituais realizados. Se uma feitiço possui um gasto de 40 MP, logo passará a ter 20 MP pelo tempo ativo da poção. / Efeito 2: Ao ingerir, o usuário recupera em uma única vez 40 MP./ Possui o efeito de 24 Horas / Frascos 2/2 / Poção Mágica / Criação de Louise S. Mitchell ] 

Grimório :


Itens do laboratório escreveu:Caldeirão Pequeno -
* Caldeirão Médio -
* Caldeirão Grande -
* Concha
* Balança
* Conta Gotas
* Pilão
* Colher de Sopa (comum)
* Funil Médio
* Coador
* Faca Comum [Uma lâmina comum feita de aço comum, seu cabo é simples e parece se encaixar na mão do portador. É extremamente afiada. | Efeitos e Bônus: Nenhum.| Aço. |Não possui espaço para gemas. |Gama| 100%|Lâmina comum.| Nível 1 | Loja do Acampamento.]

Obs: Tudo adquirido aqui.

Runas Utilizadas:
Fehu
Posição normal: Atrai Sucesso (dura 3 turnos desde o momento de sua ativação, tem 15% de chances de funcionar).
Invertida: Atrai azar (dura 3 turnos desde o momento de sua ativação, tem 15% de chances de funcionar).

Urus
Posição normal: Atrai Sucesso (dura 3 turnos desde o momento de sua ativação, tem 15% de chances de funcionar).
Invertida: Atrai influências negativas (dura 3 turnos desde o momento de sua ativação, tem 15% de chances de funcionar).

Mannaz
Posição normal: Provoca uma clareza interior, paz espiritual e aproximação com o mundo espiritual (dura um turno ao ser ativada).
Invertida: Provoca bloqueios e falta de confiança (dura um turno ao ser ativada).

Itens do Perfil escreveu:☪️ Grimório: Encadernado com couro vermelho, é um livro de feitiços selado, que apenas se abre pelas mãos de seu portador – qualquer outro individuo que conseguir abrir o grimório, só vera páginas em branco – a capa tem o desenho de um pentagrama de cinco pontas, e é coberto por símbolos. O Nome do portador é gravado na capa.

☪️ Livro de Poções: Encadernado em couro azul, é um livro de ensinamentos para preparo de poções, desde o efeito, a quantidade de rendimento, ingredientes e efeitos, tudo contido dentro do livro de poções.

☪️ Livro para criação de Talismãs e Amuletos: Encadernado em couro branco, repleto de símbolos dourados com dizeres de sorte, aprendizagem e ensinamento. Abre-se ao toque do dono, geralmente o nome do mesmo será gravado em sua capa. O livro contem os ensinamentos, passo a passo para criação, efeitos de amuletos, efeitos de pedra e os rituais da lua, bem como os dias de mau agouro.

 
Objetos de Apoio as criações:
Túnica do Criador [Uma túnica unissex repleta de estilo e beleza, seu tecido sendo azul escuro e os adornos em prata. O seu tecido é mágico e é melhor aproveitada por aqueles que possuem a magia correndo em suas veias, ou ela apenas será um belo traje, porém sem efeitos | Efeito 1: Aumenta em 60% as chances de sucesso nas criações de laboratório (poções, rituais, feitiços etc).  Ou seja, ao utilizar essa túnica durante um momento de criação mágica, aumentará as chances de sucesso e efetividade | Tecido mágico | Gama | Sem espaço para gemas | Status: 100%, sem danos | Mágico | Comprado na  Ferreli & García - Mode et style]
Clique para ver o pedido


Habilidades Divinas:
Poderes Passivos de Circe:
Nome do poder: Criadora de Poções II
Descrição: O semideus aprende a criar e desenvolver poções próprias, estudando com afinco e aprendendo a divisão de ingredientes, suas propriedades e magnitudes, podendo criar coisas mais fortes, únicas e realmente poderosas.
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: Poções feitas por feiticeiras são 20% mais potentes.
Dano: Em caso de venenos, ou poções que causam dano, as poções realizadas por feiticeiras ganham um bônus de +15% de dano.

Nome do poder: Feiticeira III
Descrição: Você está ficando cada dia mais forte, Circe está orgulhosa de você. Sua personagem dominou a arte da feitiçaria conforme o esperado, tornando seus feitiços experientes, fortes e controláveis. Você dominou sua magia por completo.
Gasto de Mp:
Gasto de Hp:
Bônus: +20% de força em feitiços (poderes ativos).
Dano: +15% de dano se o feitiço acertar o oponente.

Nome do poder: Identificação magica
Descrição: Como seguidoras de Circe, as feiticeiras são dotadas de um saber natural sobre todas as formas de magia e suas ramificações, identificando-as com facilidade. Assim como poções e afins. Sendo necessário ressaltar que a magia é neutra, no entanto, o mago/bruxo é que define o seu caráter (bom, ruim etc), logo será impossível para uma feiticeira identificar o teor (magia negra etc). Identificando apenas o gênero da magia, como wicca etc.
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: Nenhum.
Dano: Nenhum.

FPA

The son of water or disaster?!



Aphrodite's Sorceress Princess
Royalty of Olympus
avatar
Louise S. Mitchell
Lider das feiticeiras
Lider das feiticeiras

Mensagens : 342

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: The secret of the petals [Lola Mitchell]

Mensagem por Esculápio em Dom Set 02, 2018 7:28 pm


Avaliação


Método de Avaliação:
Realidade de postagem + Ações realizadas – 40%
Escrita: Gramatica, erros, pontuação, coerência, concordância e etc – 40%
Habilidade condizente com os itens criados – 20%
TOTAL: 2.200 xp

Realidade de postagem + Ações realizadas – 40%
Escrita: Gramatica, erros, pontuação, coerência, concordância e etc – 40%
Habilidade condizente com os itens criados – 20%
TOTAL: 2.200xp

comentário:
Olá querida feiticeira! Estou feliz de ver que prossegue no ramo de criações. Eu apenas chamarei atenção para uma coisa: diga onde está desenhando as runas. Na mesa ao lado? Em algum papel? Coisas assim! Não estou descontando nada, pois é a primeira vez que observo isso em seu texto. No mais, parabéns pela sua criação.


avatar
Esculápio
Deuses Menores
Deuses Menores

Mensagens : 270

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: The secret of the petals [Lola Mitchell]

Mensagem por Ella Grace Harris em Seg Set 24, 2018 2:31 pm

Ficha para Pedidos
Nome: Ella Grace Harris
Progenitor: Hefesto
Para quem: Eu mesma -q
Pedido: Encantar o seguinte item como bem entender, afinal você é eu e ambas sabemos o que é melhor para a gente. u.u
Alguma especificação: Não, você sabe o que fazer.

Item a ser encantado:
Kusarigama [ Embora tenha o nome de uma foice especial japonesa, a Kusarigama é uma foice comum de duas laminas ausente das correntes. O seu cabo é luminoso e ilustrado, feito do metal do submundo. A lamina possui duas metades, a primeira de estige e a segunda de arambarium. O seu cabo é todo desenhado com retas sem sentido, mas que brilham na luz do sol ou da lua. | Efeito 1: Ainda não possui um efeito pois será finalizada com magia. | Efeito 2: Por possuir duas laminas fere tanto imortais, quanto humanos. Suga 5% da MP do atingido, dano multiplicado por 5 em monstros do submundo. | Ferro Estige, Arambarium | Sem espaço para gemas | Beta | Status: 100% sem danos | Comum | Forjado por Ella Harris ]
avatar
Ella Grace Harris
Ceifadores de Thanatos/Leto
Ceifadores de Thanatos/Leto

Mensagens : 82
Localização : Acampamento das Arábias

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: The secret of the petals [Lola Mitchell]

Mensagem por Louise S. Mitchell em Qui Set 27, 2018 8:46 pm


The secrets of the Petals
Feiticeira rainha Louise -q


A semideusa se deliciava com o som vindo dos ventos batendo na janela, mas logo o vento se tornou bruto. Ela aguçou a sua audição e percebeu que era alguém que esmurrava a porta do seu laboratório. Ao abri teve o vislumbre nada discreto da prole de Hefesto, Ella Grace.

Mesmo sendo robusta, filha de Hefesto e ceifadora de Thanatos, ela não tinha perdido o seu brilho descontraído e amistoso. A negra beijou as duas faces da feiticeira e em seguida largou uma foice pesada e afiada em suas mãos.

— O que você quer com isso? – Indagou a prole de Afrodite. Recebeu o pedido de um encantamento gratuito, visto que ambas tinha traçado uma parceria de trabalho e segundo Ella, ela não cobraria da garota ao produzir as suas adagas gêmeas. — Quando estiver pronto te aviso, ok? – Sorriu simpaticamente e fechou a porta.

Em suas mãos uma arma afiadíssima que com toda certeza seria usada para assassinar alguém. Ella tinha sido bastante criteriosa, especificando o que queria. Louise largou a arma sobre o balcão e abriu o seu único closet no local, retirou a túnica de criação e vestiu por cima da roupa. Automaticamente sentiu a magia percorrendo o seu corpo. Aquela roupa era uma das sétimas maravilhas criadas no mundo.

Afastou-se até o armário e abriu a gaveta de ingredientes, observando o que poderia usar para enfeitiçar aquele item. Para ser mais correta, aproveitou e pegou o livro de runas e outro de poções. Ela não criaria uma poção, mas poderia usar os elementos certos para encantar de forma segura.  Lembrou-se que tinha algo novo, virgem. A caneta mágica comprada em Nova Roma quando foi fazer compras. Abriu a caneta e percebeu que a mesma estava nova e cheia de sangue, ou melhor, tinta.  

Acendeu as velas todas do laboratório. Não tinha o hábito de fazer aquilo, mas segundo Circe, os elementos cooperavam com as feiticeiras quando usado sabiamente. Apagou todas as luzes e logo viu o clima se tornando assustador. Ela passou a gostar daquilo. Segurou firme a caneta e sobre a porta e a janela desenhou a runa ritualística, assim as energias exteriores não poderiam interferir no seu trabalho. Aproximou-se da arma e nas lamina da foice desenhou a runa ritualística de objetos e mais três símbolos; Fehu, Gebo e Wunjo. Entre os símbolos desenhou o símbolo ritualístico da sorte. Agora ela estava preparada para enfeitiçar.

Assim como feiticeiras mais experientes haviam dito, com o passar da prática, ela seria menos propensa a erros, além de perder o nervosismo inicial. Respirou fundo para se concentrar, sabia que um feitiço dado errado era suficiente para causar um pandemônio, como certa vez que uma feiticeira usou errado uma poção de gelo em uma arma e congelou acidentalmente o laboratório da ilha por inteiro.

— Vamos começar. – Disse para si mesma. Abriu o livro de ingredientes e folheou até as partes mais sombrias. Sabia que as propriedades das folhas e objetos poderiam ser usadas nos encantados, portanto pensou no que Ella era boa. Ela tinha maestria em sombras e fogo por ser filha de Hefesto e ceifeira. Após esse tempo ela cuidadosamente releu no seu grimório as propriedades da cauda de cão infernal, foi até a dispensa e viu que embora pouca, ainda tinha guardado em um vidro, separou os pelos sobre a mesa. Ela precisaria de um ingrediente adicional, não confiaria inteiramente em apenas uma coisa.

Folheou o livro por vários minutos, até que quase desistindo encontrou o que precisava. Os dentes de dragão. Ela nunca tinha visto um dragão ao vivo, mas sabia eles eram ótimos elementais e se invocaria as trevas, precisaria do seu melhor. Juntou o dente e os pelos da cauda e levou até a arma, depositou tudo acima das runas desenhadas. Fechou os olhos e então passou as palmas das mãos abertas, mentalizando a runa absorvendo os materiais. Sentiu uma quentura entre os dedos e quando abriu os olhos se assustou. Se não fosse uma feiticeira, teria corrido. Os ingredientes tinham desaparecido, mas os símbolos rúnicos brilhavam de um jeito estranho e liberava uma fumaça fedorenta.  

— Santa Circe! – Pronunciou. Olhou de perto a foice e viu que a mesma tinha uma aparência mais sombria. Ela não poderia ver, mas sentia as sombras presas nas lâminas gritando para sair. Ela era ligada ao elemento luz, por isso aquele contraste pareceu ainda mais gritante.

O segundo pedido era ainda pior, ela precisaria usar pela primeira vez águas do rio Lete. Quem estudava alquimia sabia que somente uma gota era fatal, ela já tinha ouvido vários relatos de bruxas que tinham perdido a memória. Pegou o único vidro, anotando mentalmente que precisaria fazer mais compras. Dessa vez, pegou uma luva velha e o contra gotas, não correria riscos. Abriu a tampa e enfiou o contra gotas puxando todo o líquido, tomou o cuidado de manter o rosto bem distante. Pingou as gotas na arma, mais precisamente em cima das runas que ainda pareciam estranhas. Houve novamente uma fumaça e quando terminou tudo, saiu correndo e jogou o vidro vazio dentro da pia. Abriu a torneira e deixou a água corrente lavar tudo por vários minutos.

Não colocaria o vidro vazio junto com os outros, era muito medrosa. Mesmo etiquetado em letras maiúsculas e vermelhas com o nome Lete, ela ainda enfiou o frasco vazio dentro do armário, junto com os outros materiais perigosos. Voltou ao grimório, onde na página seguinte leu sobre algo desconhecido. Tinha muitas coisas que ela não sabia e itens inusitados. Um deles eram as notas de Cassis. Na descrição dizia que era perfeita para retirar ou adicionar o medo. O que era ótimo para Ella, ninguém que a viu de lingerie sexy deixou de ter medo, um movimento em falso e ela poderia te esmagar.  

Buscou na única caixa que não tinha sido aberta ainda. Quando resolveu abrir o seu laboratório no acampamento grego, muitas feiticeiras deram a ela ingredientes de presentes, elas diziam que era para incentivar e dar sorte. Retirou vidros vazios, folhas secas e muitas coisas sem sentindo como um barbante laranja cru. No final dentro de um saco preto, ela viu algo escrito em dourado. Sorriu ao perceber que as notas eram parecidas com as ilustrações do livro. Levantou-se prometendo arrumar aquela bagunça outra hora e retirando algumas novas adicionou cuidadosamente acima das gotas do Lete. A mistura dos ingredientes causou um lançamento pesado de energia, fato que a fez dar vários passos para trás e segurar na bancada do armário.

Quando se aproximou ainda se recuperando, percebeu que as notas tinham “chupado” as gotas e depois transformado em algo preto. Esperou secar, não ousaria colocar as mãos na foice com aquilo molhado. Aproveitou o momento para reler a sua nova edição da Vogue, tinha chego uns biquínis primavera verão que ela precisava urgentemente comprar. Ficou invejando os corpos magros das modelos e se esqueceu da arma. As velas foram diminuindo o pavio, até que se apagaram. Ela religou a luz e então visualizou a foice. Não tinha percebido, mas ela soltava fracamente uma névoa negra ao redor das lâminas gêmeas. Se alguém não temia aquela arma, deveria temer.  

Utilizando ainda as luvas, segurou a foice com ambas as mãos. Testou o seu tamanho e pensou que gostaria de ter algo parecido um dia. Quando por fim resolveu imitar um corte no ar, uma lamina negra deixou as lâminas gêmeas. Por sorte não acertou a parede, mas tinha partido o seu vazio recém nascido de Belladona ao meio.

— Que monstro! – Gritou e jogou a arma no chão. Ela começava a se arrepender de ter criado aquilo. Estava prestes a abrir a porta para entrar um pouco de ar quando deu de cara com Ella parada na sacada feito uma estátua. — Eu já iria te chamar. Está pronto o seu item. – Olhou para o céu e viu o dia já estava indo embora. Ficou horas encantando aquilo e ainda assim não parecia tão exausta. — Cuidado! Ela é perigosa. – Em vez de se assustar, a ceifeira de Thanatos apenas sorriu de um jeito sinistro.    






OBS: Retirar do inventário de Ella Harris Grace a arma modelo antigo e adicionar o novo modelo. Por ela ser minha personagem o encanto foi realizado de graça, logo não tem nenhum dracmas a ser descontado da conta da tadinha e pobre.

Kusarigama [ Embora tenha o nome de uma foice especial japonesa, a Kusarigama é uma foice comum de duas laminas ausente das correntes. O seu cabo é luminoso e ilustrado, feito do metal do submundo. A lamina possui duas metades, a primeira de estige e a segunda de arambarium. O seu cabo é todo desenhado com retas sem sentido e runas, mas que brilham na luz do sol ou da lua. Emite uma pequena névoa que desliza através das partes cortantes. | Efeito 1: A arma possui maestria com o elemento trevas. O semideus é capaz de ao imitar um corte vertical, horizontal ou diagonal com a foice liberá uma terceira lâmina feita de sombras que irá em direção ao inimigo em um raio de até 12 metros. Embora seja um elemento, é concreto o ataque e o seu dano é como se fosse a própria lamina da foice. O ataque consome 25 MP por uso e possui as mesmas propriedades e efeito da arma. | Efeito 2 : O corte da lâmina retira buffs do alvo por um turno ao ser atingido, retirando -15% de sua destreza, velocidade e esquiva, tornando assim o próximo ataque quase fatal. | Efeito 3: Por possuir duas laminas fere tanto imortais, quanto humanos. Suga 5% da MP do atingido, dano multiplicado por x5 em monstros do submundo. Efeitos dos metais. | Bônus FPA +20 de dano | Ferro Estige, Arambarium | Espaço para uma gema | Beta | Status: 100% sem danos | Mágico | Forjado por Ella Harris, Encantado por Louise S. Mitchell ]

Grimório :


Itens do laboratório escreveu:Caldeirão Pequeno -
* Caldeirão Médio -
* Caldeirão Grande -
* Concha
* Balança
* Conta Gotas
* Pilão
* Colher de Sopa (comum)
* Funil Médio
* Coador
* Faca Comum [Uma lâmina comum feita de aço comum, seu cabo é simples e parece se encaixar na mão do portador. É extremamente afiada. | Efeitos e Bônus: Nenhum.| Aço. |Não possui espaço para gemas. |Gama| 100%|Lâmina comum.| Nível 1 | Loja do Acampamento.]

Obs: Tudo adquirido aqui.

Runas Utilizadas:
Talismã Ritualistico
Afasta energias negativas que possam está impregnas no semideus no momento do ritual, fazendo com que tudo de ruim se mantenha afastado, garantindo sucesso nos rituais e/ou em poções. Funciona apenas em rituais/preparo de poções onde más energias proviniente de outras pessoas podem afeta-lo. - Na porta e Janela.

Talismã Ritualistico de Objetos
Ao encantar objetos é preciso afastar energias, afim de não deixar com que nada influencie na criação do objeto. Tal runa faz com que a propria energia do mago não afete o encantamento do objeto, por mais forte que tal energia seja. - Na arma.

Fehu
Posição normal: Atrai Sucesso (dura 3 turnos desde o momento de sua ativação, tem 15% de chances de funcionar).
Invertida: Atrai azar (dura 3 turnos desde o momento de sua ativação, tem 15% de chances de funcionar). - Na arma

Gebo
Posição normal: Equilíbrio (dura 3 turnos desde o momento de sua ativação, tem 15% de chances de funcionar).
Invertida: Não tem posição invertida. - Na arma.

Wunjo
Posição normal: Bem estar e transformação para melhor (dura 3 turnos desde o momento de sua ativação, tem 15% de chances de funcionar).
Invertida: Crises e perdas afetivas (dura 3 turnos desde o momento de sua ativação, tem 15% de chances de funcionar). - Na arma



Itens do Perfil escreveu:☪️ Grimório: Encadernado com couro vermelho, é um livro de feitiços selado, que apenas se abre pelas mãos de seu portador – qualquer outro individuo que conseguir abrir o grimório, só vera páginas em branco – a capa tem o desenho de um pentagrama de cinco pontas, e é coberto por símbolos. O Nome do portador é gravado na capa.

☪️ Livro de Poções: Encadernado em couro azul, é um livro de ensinamentos para preparo de poções, desde o efeito, a quantidade de rendimento, ingredientes e efeitos, tudo contido dentro do livro de poções.

☪️ Livro para criação de Talismãs e Amuletos: Encadernado em couro branco, repleto de símbolos dourados com dizeres de sorte, aprendizagem e ensinamento. Abre-se ao toque do dono, geralmente o nome do mesmo será gravado em sua capa. O livro contem os ensinamentos, passo a passo para criação, efeitos de amuletos, efeitos de pedra e os rituais da lua, bem como os dias de mau agouro.

 
Objetos de Apoio as criações:
Túnica do Criador [Uma túnica unissex repleta de estilo e beleza, seu tecido sendo azul escuro e os adornos em prata. O seu tecido é mágico e é melhor aproveitada por aqueles que possuem a magia correndo em suas veias, ou ela apenas será um belo traje, porém sem efeitos | Efeito 1: Aumenta em 60% as chances de sucesso nas criações de laboratório (poções, rituais, feitiços etc).  Ou seja, ao utilizar essa túnica durante um momento de criação mágica, aumentará as chances de sucesso e efetividade | Tecido mágico | Gama | Sem espaço para gemas | Status: 100%, sem danos | Mágico | Comprado na  Ferreli & García - Mode et style]

Blood Magic [Uma caneta aparentemente comum, porém de aparência elegante. Porém essa caneta não funciona com tinta normal, mas apenas com sangue. Para encher o tubo, é preciso encostar a ponta da caneta em um pequeno machucado ou qualquer fonte do sangue a ser usado. Sua grafia varia de acordo com o desejo do dono, podendo ser mais forte e assim usando mais da tinta sangrenta, ou mais fina e delicada. Feita basicamente de arambarium - metal que conduz magia com mais facilidade – e ouro compondo todos os detalhes. | Efeito: Ela tem o efeito de sempre retornar ao dono depois de algum tempo. Foi encantada para criar runas mais duradouras, e com uma intensidade 10% maior do que de uma runa original, além disso, a caneta diminui o gasto de MP em 50%, e da choques em qualquer um que tentar rouba-la. A caneta possui sangue suficiente para a criação de até 10 runas, depois disso precisa ser recarregada novamente. | Arambarium e Ouro | Resistência: Beta | Status: 100%, sem danos | Mágica | Comprado no Pandevie Magie]


Habilidades Divinas:
Poderes Passivos de Circe:
Nome do poder: Criadora de Poções II
Descrição: O semideus aprende a criar e desenvolver poções próprias, estudando com afinco e aprendendo a divisão de ingredientes, suas propriedades e magnitudes, podendo criar coisas mais fortes, únicas e realmente poderosas.
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: Poções feitas por feiticeiras são 20% mais potentes.
Dano: Em caso de venenos, ou poções que causam dano, as poções realizadas por feiticeiras ganham um bônus de +15% de dano.

Nome do poder: Feiticeira III
Descrição: Você está ficando cada dia mais forte, Circe está orgulhosa de você. Sua personagem dominou a arte da feitiçaria conforme o esperado, tornando seus feitiços experientes, fortes e controláveis. Você dominou sua magia por completo.
Gasto de Mp:
Gasto de Hp:
Bônus: +20% de força em feitiços (poderes ativos).
Dano: +15% de dano se o feitiço acertar o oponente.

Nome do poder: Identificação magica
Descrição: Como seguidoras de Circe, as feiticeiras são dotadas de um saber natural sobre todas as formas de magia e suas ramificações, identificando-as com facilidade. Assim como poções e afins. Sendo necessário ressaltar que a magia é neutra, no entanto, o mago/bruxo é que define o seu caráter (bom, ruim etc), logo será impossível para uma feiticeira identificar o teor (magia negra etc). Identificando apenas o gênero da magia, como wicca etc.
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: Nenhum.
Dano: Nenhum.
Poderes Ativos de Circe:
Nome do poder: Marca de Selamento
Descrição: A feiticeira é diretamente ligada a rituais, e ensinamentos de magia. Por esse motivo, aprende a selar poderes em armas, e tornar as runas definitivas. Ou seja, ao marca-las em combate a durabilidade de uma runa é curta, durado apenas uns poucos turnos. No entanto, a semideusa consegue marcar runas em rituais de magia, poderes, e outras coisas, utilizando-se de armas, itens, ou até mesmos corpos, e selar poder dentro deles. Isso permite que suas armas, itens, e outras coisas, ganhem propriedades definitivas relacionados a mágica.
Gasto de Mp: 50 MP (por selamento).
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: Nenhum
Dano: Nenhum
Extra: Esse é um poder que não serve para combate.

FPA

The son of water or disaster?!



Aphrodite's Sorceress Princess
Royalty of Olympus
avatar
Louise S. Mitchell
Lider das feiticeiras
Lider das feiticeiras

Mensagens : 342

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: The secret of the petals [Lola Mitchell]

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 1 de 2 1, 2  Seguinte

Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum