The Blood of Olympus
Para visualizar o forum é necessário estar cadastrado, por favor registre-se no rpg ou entre em sua conta. É necessário estar cadastrado para ver as informações contidas no forum. Lembre-se de usar nome e sobrenome, não se cadastrar usando nomes geralmente utilizados por Hacker. Exemplo: "Barum" "Hakye" e por ai vai. Bem vindos.

RP Seattle -//- Max & Heinz

Página 2 de 3 Anterior  1, 2, 3  Seguinte

Ir em baixo

Re: RP Seattle -//- Max & Heinz

Mensagem por Max Hayes em Seg Fev 12, 2018 4:15 pm





“Contenha-se!”

Hayes mordeu o lábio com certa força para evitar rir naquele momento. Ponderava que se o fizesse, poderia fazer a garota desistir da ideia e isso era tudo o que menos queria. Reunindo toda a pouca informação que tinha sobre Emmanuelle, sempre chegava a conclusão de que aquela caçadora a sua frente impôs muitas regras a si mesma. Não sabia se era um modo de proteção ou se foi ensinada a ser assim. Para a filha de Júpiter, o que importava era que naquele momento estava prestes a conduzir alguém para um período divertido. — Não vai ficar em risco, não no que depender de mim — Prometeu a amazona, olhando rapidamente para o relógio enquanto a mente trabalhava em um plano que conduzisse a momentos bons entre ela e a caçadora.

— Vou começar com algo que poderá te agradar, mas depois vamos para um lugar que eu particularmente adoro — Comentou ao mesmo tempo em que começava a andar em direção a orla.

Em meio ao caminho, parou próxima a uma vendedora ambulante, algo bastante comum em praias turísticas. Antes que a filha de Poseidon pudesse processar o que estava fazendo, consequentemente a impedindo de realizar o ato, comprou um par de sandálias para a morena, já que tinha notado que ela estava descalça e sem ter nenhum calçado em mãos. — Considere um presente e não, não vai poder negar um presente — Falou enquanto oferecia o calçado, esperando que tivesse acertado no tamanho. Esperou paciente que a grega colocasse as sandálias para finalmente seguir em direção a calçada.

Chamou um táxi ao colocar dois dedos nos lábios e produzir um som agudo. Ao adentrarem, apenas deu o endereço ao senhor que estava ali. O destino era Whistle Jacket Training, um campo de hipismo em plena Seattle. Em verdade, existiam vários locais como aquele pela cidade. Quanto mais próximo do lugar ficavam, mais Maxine sentia-se um tanto ansiosa e nervosa pela reação da tenente. Seu plano parecera perfeito minutos atrás, mas agora? Apenas talvez. Tentou pensar em um lugar que Emmanuelle se sentisse mais confortável e que, ao mesmo tempo, pudessem se divertir de verdade. Foi assim que chegara na conclusão de que o campo de hipismo pudesse ser a saída.

Ao chegarem, foi a primeira a sair depois de pagar o motorista. Ficou de frente para a entrada e fez uma expressão simpática, encenando ser uma verdadeira guia turística. — Olá jovens, senhores e senhoras, estamos de frente a nossa primeira parada de hoje! Whistle Jacket é um centro de hipismo que oferece todo tipo de modalidade, desde aulas a espaço para treinamento. Porém, hoje, a única regra é se divertir com os nossos companheiros equinos. Quem sabe não podemos encontrar um pônei mágico ou até mesmo um unicórnio ali dentro?





– Seattle– Com Emmanuelle–Usando ISSO


∆ LYL - FG


Maxine Hayes


∆ LYL - FG


avatar
Max Hayes
Amazonas
Amazonas

Mensagens : 574

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: RP Seattle -//- Max & Heinz

Mensagem por Emmanuelle S. Henz em Sex Fev 16, 2018 11:46 am




Seatlle
Sinto a fúria de suas palavras, mas não entendo nada do que você diz

Você é um risco.

Manu quis responder, mas ficou calada e sem demonstrar o que realmente sentia naquele momento. Em sua mente ela se perguntava que diabos estava fazendo ou pensando ao deixar-se levar por algo assim, contudo seu coração era traiçoeiro o suficiente para decidir por si mesmo que queria sim ir com ela. Era um pouco frustrante estar confusa assim, em uma briga constante e sem equilíbrio entre duas partes importantes de seu corpo, ou seja, a mente e o coração.

Manu assentiu brevemente as suas palavras, então a seguiu em silencio um tanto quanto perdida nos próprios pensamentos. A jovem ponderava sobre a situação e até chegou a querer desistir em algum momento, mas era teimosa demais para admitir que estava um tanto quanto temerosa quanto ao conceito de diversão da jovem Hayes. Além disso, não queria dar o braço a torcer e dar chance a ela de caçoar dela mais uma vez.

Do jeito que estava só percebeu que as duas tinham parado quando Max voltou com o par de sandálias e ali Manu se deu conta de seu estado esquisito. Ainda estava com a tiara e o vestido, vestida de uma maneira um quanto estranha para a maioria dos cidadãos de Seattle, isso não era muito bom. Manu resmungou baixinho, prestes a reclamar a respeito daquilo, mas acabou considerando as palavras dela, vestiu os calçados e então a encarou de um jeito estranho. — Não faça isso novamente, não me sinto confortável. — Pediu baixinho.

As duas seguiram juntas para o calçadão e então adentraram em um táxi. Ali era possível perceber os sinais de nervosismo em Emmanuelle, que não parava de mexer os dedos e balançar o pé de maneira inquieta. Sentada no banco de trás a garota observava a cidade com certo interesse, portanto não percebia o que estava fazendo, contudo para qualquer um que não fosse ela e visse de fora certamente perceberia aquilo sem qualquer problema.

O destino não parecia muito longe, a viagem foi curta e Maxine fez questão de pagar o táxi, deixando uma Manu um pouco mais desconfiada e mais esquiva. Tudo bem que ela estava sem o cartão e sem dinheiro – apesar de ter uma conta bancaria bem gorda que a mãe mantinha ativa só por precaução – mas, ainda assim não conseguia se sentir confortável com aquilo.

O problema real era que a garota estava a surpreendendo.

Ela tinha um sorriso lindo e um jeito espontâneo de ser que cativava qualquer um que surgisse a sua frente. E, como se tudo isso não bastasse ainda a estava pegando de surpresa e a agradando daquele jeito.

Manu queria correr.

A morena piscou algumas vezes e – sem perceber – acabou sorrindo largamente também. Um sorriso genuíno daqueles que não costumava abrir com frequência, muito menos para alguém que não conhecia a muito tempo e tão pouco confiava. Mas Maxine tinha conseguido isso, e bem, era surpreendente!

— Eu sou apaixonada por cavalos — Admitiu risonha a seguindo para dentro e olhando ao redor. Manu nunca tinha ido a um lugar como aquele e bem, tinha adorado a pequena surpresa. — Você sabe cavalgar? — Manu perguntou empolgada, pegou a garota pela mão e a puxou para o lado de dentro, empolgando-se com a nova tarefa ao seguir na frente. — O que faremos primeiro?
Kyra



Emmanuelle Sophie Henz
I'M A QUEEN OF DARKNESS!!!
avatar
Emmanuelle S. Henz
Filhos de Poseidon
Filhos de Poseidon

Mensagens : 1101
Idade : 22
Localização : Seguindo em frente..

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: RP Seattle -//- Max & Heinz

Mensagem por Max Hayes em Dom Fev 18, 2018 9:37 pm





Aquela era a primeira vez que via a princesa dos oceanos sorrindo. Não um repuxado educado dos lábios, ou uma exibição de um sorriso cansado. Era um verdadeiro, que preenchia aquele belo rosto e estava em sintonia com o brilho nos olhos. Aquela foi a primeira vez que Maxine achou a caçadora verdadeiramente linda. Por isso a ação seguinte da tenente a tomou de surpresa, o toque inesperado em seu braço e a animação singela fez com que a própria romana sorrisse por ter acertado em cheio a escolha para aquele primeiro momento.

Max sempre foi a pessoa divertida e suave quando saia com conhecidos. Desde sempre era um ser sociável que sabia adaptar-se aos diferentes tipos de ambientes. Talvez fosse influência de sua mãe, uma filha de Afrodite que conseguia conquistar todos os tipos de corações, dos mais exigentes aos mais frígidos. Dialogar com pessoas diferentes sempre foi um tipo de passatempo para a semideusa, que passou dois anos de sua vida viajando pelo país explorando todos os recantos daquele enorme e rico território. Porém, ter conquistado aquele nível de animação com alguém que apresentava um perfil tão enigmático quanto a jovem Henz... A deixava extasiada.

Sim, eu sei cavalgar. Primeiro aprendi por exigência de meus avós, depois tomei gosto quando entrei nas amazonas... Não tem como ter esse título e não ser boa com montarias — Respondeu a pergunta feita pela morena, finalmente nivelando seus passos com os dela — Primeiro preciso que você saiba que esse aqui é um campo de hipismo especial. Logo vai saber o porquê!

Foi a vez da amazona segurar na semideusa grega, a guiando para dentro do centro de hipismo. Passaram por alguns humanos que vagavam pelo local, vestidos apropriadamente para o treinamento ou para receber aulas. Max não hesitou durante o seu percurso, demonstrando que sabia exatamente para onde estava indo. No fim, acabaram em algo similar a estábulos, com uma mulher já de certa idade saindo de uma das cabines guiando um animal extremamente singular e único. — Maxine! — Exclamou a mulher ao deparar-se com a loira — Oh Zeus, deveria ter me avisado que viria! E ainda acompanhada.

Tia Lucy, nem mesmo eu planejava, é uma surpresa! — Max disse entusiasmada, finalmente soltando a caçadora para aproximar-se da mulher — Você está ainda mais charmosa do que eu lembro, é um efeito das filhas de Afrodite aperfeiçoarem isso com o passar do tempo?

Oh pare com seus gracejos.... Mentira, não pare! — Lucy disse um tanto corada e sorridente, mas logo voltou sua atenção a Emmanuelle — Prazer, eu sou Lucy Hernandez, dona desse estabelecimento. Costumeiramente é apenas um campo de hipismo comum, mas também costumo acolher equinos machucados e cria-los, principalmente os mais especiais.

E por especiais ela queria dizer mitológicos. Como aquele jovem unicórnio que ela trazia consigo. Sim, um daqueles cavalos mágicos com chifre no meio da testa que toda garotinha parecia sonhar em ter. — Irei preparar dois para vocês duas — Lucy decidiu antes mesmo que alguma das garotas dissesse o que realmente queriam.

Hayes aproximou-se da filha de Poseidon com um sorriso um tanto convencido, era inevitável já que sabia que tinha causado uma boa impressão. — Não poderá dizer que te propus algo tedioso, pois nada se compara a cavalgar em unicórnios. Yeah, unicórnios de verdade! Eu fiquei louca quando vi um pela primeira vez.



– Seattle– Com Emmanuelle–Usando ISSO


∆ LYL - FG


Maxine Hayes


∆ LYL - FG


avatar
Max Hayes
Amazonas
Amazonas

Mensagens : 574

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: RP Seattle -//- Max & Heinz

Mensagem por Emmanuelle S. Henz em Ter Fev 20, 2018 10:12 am




Seatlle
Sinto a fúria de suas palavras, mas não entendo nada do que você diz

Aquela garota tinha algo estranho que mexia com ela, a fazia se sentir bem como uma criança com um brinquedo novo ou que aprendera alguma nova palavra na escola. A sensação era a mesma, mas ao mesmo tempo era diferente também, um pouco confusa talvez. Maxine era espontânea, divertida e vivaz demais, o que a tornava bela de um jeito bastante peculiar. Por mais de uma vez no trajeto entre a entrada e o estabulo Manu a ouviu falar, mas também a observou de forma discreta e curiosa, como se assim pudesse entender quem diabos ela aquela garota e o que a tornava tão... bem peculiar.

Manu só se deu conta de que tinha chegado quando outra figura se fez presente, era uma jovem extremamente bela, do tipo que só se vê no acampamento meio sangue em um chalé em particular. Exalava um perfume gostoso, um tanto adocicado e tinha um sorriso extremamente reluzente.

Filha de Afrodite...

Manu deduziu sozinha, mas se surpreendeu com Maxine a chamando de tia antes de confirmar suas suspeitas, afinal legados no acampamento eram raros e ou ela era parente de sangue daquela garota, ou a mãe dela era minha irmã daquela mulher.

— Manu, muito prazer — A filha de Poseidon abriu um sorriso envergonhado, não era boa se tratando de pessoas, mas fazia o que podia para se dar bem com elas do seu próprio jeito.

Contudo a atenção da garota não demorou muito a ser atraída por uma outra criatura ali presente, criatura essa que fez seus olhos se tornarem mais brilhantes e cristalinos. Os azuis outrora tempestuosos agora estavam tão claros quanto o céu durante as tardes de verão. — Eu posso? — Pediu de subido apontando a criatura com o queixo discretamente.

Manu nunca tinha visto um unicórnio, mas não podia negar que aquela era a criatura mais bela em que já botara os olhos durante sua curta vida – tanto de caçadora quanto de mera mortal -. — Fique a vontade, com cuidado porque ele pode se assustar — A morena assentiu e soltou a mão de Maxine, que só naquele momento percebeu que estava segurando com tanta firmeza, então avançou um tanto corada em direção ao unicórnio e com cuidado estendeu a mão.

A criatura a olhou desconfiada, mas não se moveu. — Está tudo bem, não vou machucar você — Manu abriu um sorriso discreto e tocou com delicadeza a cabeça do unicórnio, deixando os dedos correrem delicadamente pela crista macia e esbranquiçada. — Você é lindo sabia? — Manu sorriu mais ainda ao ouvir o cavalo mágico relinchar, mesmo que ele ainda não tivesse falado com ela. Manu entendia qualquer criatura equidnina devido ao seu parentesco divino e na maioria das vezes eles gostavam dela. Até porque a jovem se dava muito melhor com animais do que com pessoas, o que para muitos poderia parecer um desastre, mas para ela não era. Distraída como estava Manu esqueceu o resto do mundo e por um único momento, se permitiu relaxar.

Kyra



Emmanuelle Sophie Henz
I'M A QUEEN OF DARKNESS!!!
avatar
Emmanuelle S. Henz
Filhos de Poseidon
Filhos de Poseidon

Mensagens : 1101
Idade : 22
Localização : Seguindo em frente..

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: RP Seattle -//- Max & Heinz

Mensagem por Max Hayes em Ter Fev 20, 2018 12:25 pm





Perder a atenção para um cavalo com um chifre na testa não foi bem a intenção de Maxine, porém ela compreendia a situação. Como competir contra um unicórnio? Tudo o que a filha de Júpiter fez foi cruzar os braços e observar a cena com um sorriso terno no rosto. Sempre vira a semideusa grega em um semblante contido, o comportamento meio reservado e defensivo. Porém a imagem que tinha a sua frente era de uma garota encantada com a criatura fantástica que estava ali, quase que competindo na mesma categoria. Desde que a vira sorrir, sorrir de verdade, Max começou a se tornar cada vez mais consciente de Henz. Por conta de suas viagens, sempre vira todo o tipo de pessoa, consequentemente tendo visto todos os tipos de belezas e estereótipos. Com o tempo passou a naturalmente achar belo a pessoa por completo, não apenas a casca que os humanos tinham por fora e que determinava uma aparência mutável. Assim, tinha a sensação de que finalmente estava começando a ver os verdadeiros pedaços de quem era Emmanuelle.

Espere querida, eu acho que tenho algum lenço em algum lugar — Lucy comentou próxima a amazona, conquistando um olhar inquisidor da mais nova — Oh, é porque tem um pouco de baba escorrendo de seus lábios.

Heyes revirou os olhos e riu de maneira baixa, o som mal sendo reproduzido por sua garganta. Lucy era apenas meia-irmã de sua mãe, mas as duas se conheciam desde quando Felicity estivera no Acampamento Meio-Sangue, criando uma relação mais profunda entre as duas. Lucy conhecera Maxine quando ainda pequena, tendo se afastado apenas quando teve de mudar para Seattle e iniciar seu próprio estilo de vida. — Devo preparar a Sugar? — questionou a grega mais velha.

Sim! Quero minha princesinha.

Desde que descobrira aquele lugar, pouco tempo atrás ao localizar Lucy novamente, Max sempre usava a mesma montaria. A filha do amor sorriu serena antes de ir para uma das cabines do estábulo, preparando rápida e habilmente um unicórnio fêmea de pelugem cor de creme. A amazona não tardou a montar em sua companheira equina mágica, aproximando de uma distraída caçadora.

Vai ficar para trás, caçadora. Se bem que uma de vocês nunca conseguiria acompanhar uma amazona — Provocou a tenente apenas para instiga-la a fazer-lhe companhia em uma cavalgada. Piscou o olho de maneira marota, instigando a Sugar a começar um trote ligeiro — Tente acompanhar se puder!

Assim que saiu do estábulo, deu o comando ao estalar as rédeas em sua mão. Sugar compreendeu a ordem de começar a correr desde o início, arrancando uma risada alta da filha do céu quando a velocidade aumentou. Max adorava cavalgar, mas fazer isso sobre uma criatura mágica como aquela... Não tinha palavras para expressar a sensação. Por conhecer o lugar, apenas guiou Sugar para um dos campos de treino, pois sabia que por ser uma caçadora tão experiente, obviamente Henz saberia conduzir muito bem uma montaria.

Mesmo que estivessem sobre belos cavalos mágicos, os humanos apenas veriam uma espécie comum, mesmo que mais chamativos do que os outros.



– Seattle– Com Emmanuelle–Usando ISSO


∆ LYL - FG


Maxine Hayes


∆ LYL - FG


avatar
Max Hayes
Amazonas
Amazonas

Mensagens : 574

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: RP Seattle -//- Max & Heinz

Mensagem por Emmanuelle S. Henz em Qua Fev 21, 2018 10:26 am




Seatlle
Sinto a fúria de suas palavras, mas não entendo nada do que você diz

Entretida com o novo amigo Manu acabou esquecendo de Max, e quando deu por si a garota loira já estava passando por ela montada em um unicórnio de cor creme, diferente do céu que tinha pelagem branca e brilhante. A jovem sorriu perante ao desafio, encarou a filha de Afrodite atrás de si silenciosamente pedindo permissão e ao recebe-la não perdeu tempo, montou no jovem unicórnio ao qual já tinha conquistado a confiança.

Suas mãos se fecharam em torno das rédeas com cuidado antes dela guiar o cavalo e fazê-lo correr a fim de alcançar a loirinha. Em todo momento Manu sussurrava pedidos para ir mais rápido no ouvido da criatura divina, estava levemente curvada sobre ele para instiga-lo a continuar e assim em poucos minutos alcançou sua companheira e passou a correr bem ao seu lado.

— Acho que quem vai comer poeira é você — Gritou risonha, acelerando um pouco mais o trote do cavalo apenas para provoca-la, mesmo que soubesse que não tinha ideia de para onde estavam indo. Manu não conhecia as trilhas e caminhos daquele campo, portanto guiava-se pelo instinto e bem, por Maxine.

Kyra



Emmanuelle Sophie Henz
I'M A QUEEN OF DARKNESS!!!
avatar
Emmanuelle S. Henz
Filhos de Poseidon
Filhos de Poseidon

Mensagens : 1101
Idade : 22
Localização : Seguindo em frente..

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: RP Seattle -//- Max & Heinz

Mensagem por Max Hayes em Qua Fev 21, 2018 8:23 pm



Em primeira instância Maxine sentiu o sangue ferver pela competitividade. Ela era boa com montarias, mas além de sua adversária ser caçadora também era filha de Poseidon. Resmungou baixinho, conduzindo Sugar para seguir a grega de perto, mesmo que com certa dificuldade. Porém ela possuía a vantagem de conhecer o lugar, logo adentrando na pista correta para ter acesso ao campo de treinamento de hipismo.

Não negaria caso perguntassem se ela estava se exibindo. Pois estava. Assim que alcançou a pista de obstáculos, instigou seu unicórnio a ultrapassá-los. Pulava pequenas barras que iam crescendo de dificuldade e, por um breve instante, também esqueceu que estava acompanhada de alguém. O esporte do hipismo exigia disciplina, confiança, companheirismo. No início ao montar Sugar pela primeira vez, não havia sido daquela forma elegante e fluída. Tinha sido na verdade um pequeno desastre já que a unicórnio era preguiçosa em obedecê-la. No entanto, atualmente, as duas tinham entrado em sintonia o suficiente para apenas divertir-se naquela pequena aventura. Ao terminar o circuito, foi a vez de aproximar-se da caçadora com um sorriso nada discreto em sua prepotência, sabia que tinha ido bem. — Sua vez princesa, não se esqueça de se divertir — Falava um tanto ofegante, mas ainda sustentando o sorriso.

Bastou que Emmanuelle iniciasse o circuito de obstáculos e outros desafios para que Hayes sentisse mais do que diversão e prepotência. Sempre achara os equinos seres magníficos e majestosos, mas vislumbrar a caçadora manejando tão bem aquela criatura mágica... Ainda faltava-lhe adjetivos para descrever o que via. Assim, quando ela se aproximou, o comentário escapou impulsivamente, porém dotado de uma sinceridade notória — Você é linda, Tenente. — Não que Max não tivesse notado a beleza da filha de Poseidon antes, entretanto, naquele momento tinha completado a beleza não só física da garota, mas também toda a sua aura parecia transcender e completar o momento. — Bem, vamos aproveitar um pouco, pois essa é apenas a primeira parada de meus planos. Cavalgue comigo.

Não permitiu que a caçadora respondesse ao seu elogio. Sabia que provavelmente ela ficaria sem jeito e tinha um certo temor de ter ultrapassado algum limite, limite este que tinha sido previamente imposto pela morena. Portanto, não deixaria que ela pensasse demais sobre o que tinha verbalizado. Max segurou firme nas rédeas de Sugar, guiando o unicórnio para um passeio mais tranquilo por aquele lugar. Contou de maneira suave e até mesmo nostálgica como foi montar em um cavalo pela primeira vez, quando tinha apenas seis anos de idade. Sem querer, deixava claro o quanto animais era um de seus pontos fracos, pois seus olhos azuis brilhavam enquanto proseava com a caçadora. Também a escutou, segurando a curiosidade para não bombardeá-la de perguntas, a impedindo de conversar de maneira livre e espontânea. Sabia reconhecer que aquele não era o momento de insistir, mas sim de deixar confortável.

-//-

Bom, agora que conhece o lugar, volte quando quiser. Tia Lucy é sempre gentil e animada — Hayes comentou enquanto saiam do campo de hipismo, sorrindo cada vez mais enquanto mexia no celular para solicitar o Uber — Agora que levei você para um lugar que imaginei que você gostava, iremos para um lugar que com certeza eu gosto. Está preparada para isso, Heinz?

Pronunciava o sobrenome dela errado propositalmente. Um dia a morena questionaria e ela teria a provocação na ponta da língua, mesmo que fosse apanhar como consequência. Era como dizia o ditado, morreria mas não perderia a chance de fazer uma boa piada ou travessura.




– Seattle– Com Emmanuelle–Usando ISSO


∆ LYL - FG


Maxine Hayes


∆ LYL - FG


avatar
Max Hayes
Amazonas
Amazonas

Mensagens : 574

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: RP Seattle -//- Max & Heinz

Mensagem por Emmanuelle S. Henz em Qui Fev 22, 2018 10:24 am




Seatlle
Sinto a fúria de suas palavras, mas não entendo nada do que você diz

Ela é graciosa.

Foi o primeiro pensamento de Emmanuelle ao observar a garota saltando de forma elegante por sobre os obstáculos na pista. Max estava se exibindo, mas isso não importava quando a cena por completo a tornava tão charmosa e elegante. A garota parecia estar se divertindo, perdida entre seus movimentos para com sua montaria, era algo elegante, gracioso e muito belo. O percurso terminou um tanto rapidamente demais, nisso Manu já tinha se recuperado do transe que era a estar observando daquele jeito, entretida e de forma curiosa para consigo mesma a respeito da garota. Tais pensamentos foram deixados de lado assim que a provocação foi proferida pela loirinha a sua frente, algo que a fez revirar os olhos antes de se inclinar.

— Você me entende não é mesmo? — Perguntou baixinho apenas para o unicórnio e pela primeira vez o ouviu responder.

“Vamos mostrar a elas como se salta de verdade!” — O unicórnio relinchou, arrancando assim um sorriso largo da morena sobre ele.

— Okay! — Empolgou-se, já manejando as rédeas para fazê-lo trotar mais para a frente e pegar e conquistar velocidade antes de partir para o primeiro obstáculo.

Manu inclinou um pouco para frente e posicionou os pés de maneira correta, seus olhos estavam fixos naquele alvo, estava firme, portanto quando o cavalo saltou sobre ele ela ainda estava em perfeita sincronia com ele. O porte e a elegância para com o par era bastante evidente e certamente se estivessem em uma competição teriam ganhado nota máxima. A dupla saltava de um obstáculo para o outro de forma rápida, graciosa e bastante elegante, sorriam quando conseguiam pousar no solo de forma leve e então trotar para o próximo obstáculo sem dificuldade. E assim os dois rapidamente terminaram o percurso e se aproximaram da dupla “rival”.

— Você foi muito bem — Manu sussurrou baixinho apenas para o cavalo antes de erguer o olhar e sorrir convencida para a loirinha prepotente, mas ela mais uma vez a desmontou.

Você é linda.

Foram as palavras dela fazendo seu coração palpitar de forma estranha a ponto de fazê-la perder as palavras e esquecer o comentário que iria fazer. Contudo, Max não deixou que ela pensasse nisso por muito tempo e emendou rapidamente a frase com um novo pedido para aproveitarem a tarde e assim partiu na frente dela a desafiando uma segunda vez. Por um momento Manu se pegou refletindo sobre o pequeno elogio, mas sem dizer nada a seguiu e resolveu esquecer.

...

— Gostaria de ter tempo para voltar — Confessou, já matutando a quantidade de coisas que perdia por ser uma caçadora. Como jovem nunca tinha aproveitado a vida como deveria, na realidade ser uma heroína não era um fardo ou trabalho de tempo parcial, era integral, ou seja, sua vida se baseava em caçar monstros e era nisso que ela era boa. Manu não sabia fazer outra coisa, ser caçadora era... bem... era ser ela.

Ate então ela pensava que sim. Contudo desde que recebera as marcas do deus do destino deixara de acreditar nos propósitos que antes regiam sua vida, ficava pensativa e por vezes, incerta de suas escolhas, queria se encontrar, mas tinha medo do que acharia caso se aprofundasse um pouco mais. O problema era que Maxine a estava fazendo isso, a fazendo se aprofundar e descobrir coisas que outrora não tinham a menor importância para ela e bem....

Isso a assustava!

Por deuses como assustava... — Não estou preparada para a vida quem dirá para entrar na sua — Respondeu sem pensar muito. Manu era muito sincera e na maioria das vezes sempre respondia o que estava pensando, era um ser inocente que não via maldade na maioria das coisas da vida. Não entendia malicia, mas entendia da maldade e das desventuras que as pessoas vivenciavam no decorrer da vida. Ela mesma tinha sido vitima de atrocidades e ainda assim conseguira superar grande parte de seus medos, não quer dizer que os esquecia.

— Porque Heinz? — Resolveu questionar sem repreende-la dessa vez, Maxine sempre a chamava desse jeito quando se encontravam e isso irritava Emmanuelle na maioria das vezes, contudo a garota nunca perguntou a ela que diabos aquele apelido tinha a ver consigo, devia – tinha que ter – uma explicação.

Kyra



Emmanuelle Sophie Henz
I'M A QUEEN OF DARKNESS!!!
avatar
Emmanuelle S. Henz
Filhos de Poseidon
Filhos de Poseidon

Mensagens : 1101
Idade : 22
Localização : Seguindo em frente..

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: RP Seattle -//- Max & Heinz

Mensagem por Max Hayes em Qui Fev 22, 2018 12:10 pm



A pergunta finalmente viera, desenhando nos lábios da romana um sorriso malandro. Um daqueles que fazia as pessoas ao seu redor olharem desconfiadas para si. Achou mais seguro esperar pelo Uber, que estava bastante próximo. Pode assim entrar no banco do passageiro ao lado do motorista, tendo um espaço físico seguro entre as duas e uma testemunha humana para evitar qualquer tipo de agressão. — Você sabe que existe uma marca de produtos como maionese e ketchup com o nome Heinz? Desde que eu escutei pela primeira vez eu sempre acabo pensando em maionese. O que é engraçado, porque eu prefiro mostarda, mas acho que é por você ser branquinha.

Explicou como se fosse nada demais. Porém, muitos pensariam que ela estava chamando indiretamente a caçadora de maionese. E talvez, provavelmente, o estivesse. Tornou a atenção para o motorista que observava discreto aquela conversa, falando o endereço que almejava dessa vez. Prestou atenção na reação da garota no banco de trás, apenas por querer memorizar cada tipo de resposta que ela dava. Não saberia descrever ou até mesmo entendia o recente fascínio pela Tenente, mas não lutaria contra isso. Pelo contrário, Max não tinha medo de sentir novas coisas, apesar de algumas emoções naturalmente a assustarem.

O Uber parou enfrente a uma construção inusitada. Era um Acarde, um local onde inúmeras máquinas de jogos, antigas e modernas, podiam ser usadas. Hayes esperou que a morena estivesse em seu lado para, dessa vez, ser a pessoa que a segurava pela mão e a guiava para dentro do lugar. — Aqui é o paraíso da maioria dos nerds e geeks, o que está bem na moda hoje em dia. Há apenas duas regras: a primeira é respeitar o adversário, a segunda é divertir-se o máximo que suas fichas permitirem. O que achou?

Por dentro o local era fechado, porém muito bem iluminado pela decoração que misturava o retro com o tecnológico. Diversos tipos de máquinas estavam alinhadas de maneiras diferentes. A música era sempre constante e com o tema de algum jogo ou filme baseado nos quadrinhos ou games. Max dessa vez sustentou o olhar sobre a garota, vendo de perto todo tipo de mudança que ela teria enquanto estava naquele lugar.




– Seattle– Com Emmanuelle–Usando ISSO


∆ LYL - FG


Maxine Hayes


∆ LYL - FG


avatar
Max Hayes
Amazonas
Amazonas

Mensagens : 574

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: RP Seattle -//- Max & Heinz

Mensagem por Emmanuelle S. Henz em Qui Fev 22, 2018 1:44 pm




Seatlle
Sinto a fúria de suas palavras, mas não entendo nada do que você diz

Manu adentrou o carro de maneira rápida assim que viu a garota abrir a porta do veículo. Acomodou-se no banco de trás e de maneira ansiosa aguardou a resposta da jovem, que em nada lhe agradou. Ela esperava algo diferente, não uma marca de maionese e a principio isso a deixou confusa, seu rosto era uma mascara estranha e certamente exibia um grande ponto de interrogação. Em meio a isso as expressões foram mudando, de confusão para entendimento quando a ficha finalmente caiu e então finalmente a raiva.

Manu não era boa em esconder tudo que sentia e com o passar o tempo se tornava uma espécie de livro aberto que se deixava revelar com facilidade, contudo na maioria do tempo permanecia neutra. Assim sendo no fim de tudo acabou adotando a mesma expressão serena de sempre e nada lhe respondeu, deixando que o percurso fosse feito em um silencio incomodo entre ela, Maxine e o motorista, que parecia ter notado algo que a garota ainda não.

As duas desceram do carro assim que chegaram ao novo estabelecimento e Max de forma descontraida retornou a falar, Manu deixou que ela concluísse tudo antes de lhe desferir um tapa ardido no braço. — Isso é pelo apelido ridículo — Respondeu enfim, então encarou a nova construção com receio, afinal não sabia muito sobre o mundo moderno e tinha outra coisa lhe incomodando. A pequena mexeu de maneira incerta na pedra presa no colar em seu pescoço, então olhou para a garota novamente.

— Somos semideusas — Sibilou baixinho. — Entrar aí o mesmo que colocar um neon na minha testa e escrever comida de monstros — Mordeu o lábio para enfim completar. — E eu não sei mexer em nada disso, nunca tive contato com tecnologia! — Rosnou a ultima parte, dando dois passos para trás a fim de se afastar da casa. — É uma noite para relaxar não é? E você me trouxe em um lugar que pode me fazer virar jantar de qualquer criatura...


Kyra



Emmanuelle Sophie Henz
I'M A QUEEN OF DARKNESS!!!
avatar
Emmanuelle S. Henz
Filhos de Poseidon
Filhos de Poseidon

Mensagens : 1101
Idade : 22
Localização : Seguindo em frente..

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: RP Seattle -//- Max & Heinz

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 2 de 3 Anterior  1, 2, 3  Seguinte

Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum