The Blood of Olympus
Para visualizar o forum é necessário estar cadastrado, por favor registre-se no rpg ou entre em sua conta. É necessário estar cadastrado para ver as informações contidas no forum. Lembre-se de usar nome e sobrenome, não se cadastrar usando nomes geralmente utilizados por Hacker. Exemplo: "Barum" "Hakye" e por ai vai. Bem vindos.

Immortality ✿

Ir em baixo

Immortality ✿

Mensagem por Luna Minn em Sex Fev 02, 2018 1:04 pm

going to hell
PARTE 1. - PRÓLOGO


"Há muito tempo atrás, quando os deuses ainda andavam livremente por terras mortais, um dos poetas e músicos mais talentosos que já existiu se apaixonou por uma filha de Apolo com uma ninfa, uma semideusa chamada Eurídice.

No dia de seu casamento, Eurídice dançava à melodia tocada por Orfeu com a lira ganha de seu futuro sogro, Apolo, belamente. Aguardava pela sua noite de amor com graciosidade, esbanjando a sua beleza única e rara, e atraindo olhares de uma pessoa em especial, o apicultor Aristeu. Porém, fiel ao futuro marido, ela fugiu desde que tanto a desejava, e foi perseguida por ele até que tropeçou em uma cobra e com um único bote, entregou sua alma aos reinos de Hades, sem conseguir chegar ao casamento.

Levado pela onda de má sorte e a tristeza que se instalou em seu peito, Orfeu junto com sua lira, decidiu ir em uma jornada em busca da alma de sua amada. Chegar ao reino dos mortos e enfrentar o Cérbero não tinha sido nem de longe a parte mais difícil desta jornada. Com o simples tocar de sua poderosa lira, o cão gigante de três cabeças caiu em um sono profundo e pacífico, permitindo que assim, o jovem apaixonado atravessasse os portões do castelo de Hades.

Perséfone o recepcionou com o coração aberto, e tocada pela tragédia, implorou ao seu marido para que permitisse Orfeu de buscar a alma de sua amada e levá-la para fora do inferno. Hades após ver a deusa da primavera em prantos com a história de amor, permitiu a entrada deste e saída da amada, porém com uma condição: Eles não poderiam se olhar enquanto não estivessem fora do submundo.

Orfeu aceitou a oferta de primeira e se reencontrou com a amada nos Campos de Afodelos utilizando sua lira como o "abre alas" para sua amada encontrar seu caminho até ele na multidão de almas no campo. Juntos ao som da lira e sem se olharem, o casal fez seu caminho para fora do inferno, porém, quando estavam próximos dos portões de saída do submundo, Eurídice tropeça e implora por ajuda. Quando Orfeu a olha, ela se dissipa como fumaça no ar, perdendo a chance de trazer sua amada de volta à vida.

Desolado e sem esperanças, Orfeu volta ao mundo dos vivos e sua história é passada de geração em geração de semideuses. Até então não se sabe de nada a respeito de seu paradeiro ou sobre o que ele está fazendo... Pelo menos é o que muitos pensam."


Última edição por Luna Minn em Dom Mar 04, 2018 8:11 pm, editado 3 vez(es)


life has made me
TOUGHER & STRONGER
avatar
Luna Minn
Imortais
Imortais

Mensagens : 861
Idade : 20
Localização : Camp Half Blood

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Immortality ✿

Mensagem por Luna Minn em Sex Fev 23, 2018 12:31 am

going to hell
PARTE 1. - PRÓLOGO


RESIDÊNCIA GARDEN OF DREAMS, MARLOX, NOVA ROMA.



Eu não conseguia ficar quieta em um único lugar, meus passos levavam o meu corpo de um lado ao outro na sala da minha casa em Nova Roma. As crianças estavam na área externa com Isaac e os nossos três mascotes, muitos diriam que era extravagância termos tudo isso de mascote dentro da nossa casa. Ivy estava crescida o suficiente para me proteger com uma patada só, Seren e Haul continuavam crescendo rápido, ainda me lembrava de como eles eram pequenos em meus braços, me recordava de como cabiam dentro do meu próprio corpo. Era impossível conter um sorriso ao me lembrar de momentos tão especiais quanto aqueles.

Mas uma coisa ainda afetava os meus pensamentos seriamente. Até onde me lembro, em meus sonhos a bela jovem loira, bela e radiante como o sol chamava por Asclépio desesperadamente, e logo, tudo ao seu redor era somente sombras e escuridão, ela parecia completamente perdida em meio à tantos gritos de horror e gemidos de dor. - O que será? - Os dentes castigavam os lábios ao puxar peles mortas entremeio à devaneios e fantasias sobre as inúmeras possibilidades de o que aquilo poderia significar.

- Mamã, mamã, óia, o Haul achou! Óia, óia, óia! - Me agacho para ficar no mesmo campo de visão que o pequeno menininho que parecia animado e cheio de vida ao segurar um Narciso lindo e vibrante. Um sorriso carinhoso escapa dos meus lábios, era irresistível ver um dos meus filhos tão animados por conta de uma flor, uma única flor. - Mamã!! - A segunda voz ecoa da porta da frente e escuto os passinhos apressados seguidos por uns mais tranquilos e mais pesados logo atrás. - Mamã! Seren achô! - Olho sorrindo então para a menininha com os cabelos esvoaçantes com a velocidade que seguia em minha direção, reconhecendo por fim, a planta que ela segurava, também um narciso, porém este era de uma espécie selvagem, difícil de ser achada.

Desta vez o meu coração parece pular para fora do meu peito, ela carregava um galho de Asfodelos, a risada que sai da minha garganta era feita de puro nervosismo. Meus olhos vão de encontro para o corpo alto e magro do meu noivo, encontrando por fim seus olhos azuis profundos. Segurando as duas espécies da flor uma em cada mão, me levanto do chão e sinto o sol me cegar por alguns segundos antes de eu conseguir voltar a olhar para Isaac com os olhos arroxeados, suspirando pesadamente, ouvindo as conversas das crianças, mas sem realmente ouvi-las por conta de um zunido constante em minha cabeça. O que aquilo tudo significava?

(...)

Há dias eu me preparava para algo desconhecido, para enfrentar aquilo que meus sonhos me mostravam incessantemente. Porém, algo me incomodava sobre a mulher que chamava pelo deus da cura constantemente. O brilho que ela tinha se assemelhava muito ao de Asclépio, porém de uma coisa eu estava certa, esta mulher estava morta, perdida no submundo, era meramente uma alma que se fora embora tão precocemente que ainda tinha esperanças de ser resgatada.

Eu estava pronta para sair para a minha jornada, não sabendo quantos dias iriam se passar enquanto eu estivesse fora de casa, longe de todos que eu mais amava. Estes que estavam me esperando alinhados na sala acolhedora para se despedirem eram meus dois filhos, e meu noivo. Eu sentia frio pelo medo, e sentia o coração chorar por me afastar por tempo indeterminado daqueles que eram minha família à algum tempo.

- Eu vou voltar. - Minha voz, apesar do que eu sentia, passava uma estranha convicção, se eu não voltasse, jamais me perdoaria por deixar minha família assim, esperaria por alguém para me resgatar ou daria o meu jeito de voltar a todo custo. - Vou procurar por Asclépio antes de entrar no submundo, ele poderá me orientar. - Meus olhos iam direto para o meu noivo, enquanto eu arrumava a mochila sem fundo sobre os ombros, eu estava perfeitamente equipada com tudo o que eu precisava.

Me ajoelho no chão para abraçar as duas crianças, as estudando com os olhos carinhosos e memorizando cada singela feição em seus pequenos e delicados rostos. - Eu amo vocês, meus pequeninos. Se comportem e obedeçam o papai, certo? Quando a mamãe voltar, vou querer saber de tudo o que fizeram! - Dou um sorriso amoroso olhando de um para o outro, por fim deixando um beijo em cada uma das testas de peles macias como pétalas de rosas, finalmente me levantando e passando a abraçar Isaac fortemente.

- Se eu não voltar, saiba que eu vou te amar para sempre, cuide bem deles, Zac. - Sussurro tão baixo quanto consigo para somente o filho de Morfeu me entender, eu não queria que as crianças pensassem naquela hipótese, o meu medo era somente aquele e nenhum outro, eu queria deixar meus filhos tranquilos. Sinto os braços de Isaac ao redor do meu corpo me apertarem mais do que nunca, e então a voz tão baixa quando a minha em meu ouvido. - Vamos estar te esperando. Eu amo você, Luna. - Dando um suspiro pesado e fechando os olhos para aproveitar mais do abraço, controlo meus sentimentos para não me descontrolar e parecer fraca para as crianças.

- Até logo. - Falo mais alto ao sair do abraço e arrumar o cabelo em um rabo de cavalo alto que eu geralmente usava, evitando utilizar a palavra “adeus” por parecer muito definitivo. Ivy me olhava com pesar por não estar me acompanhando, mas sorrio gentilmente para ela falando em pensamento.

"Promete me buscar no inferno se eu não voltar?" E então, o latido dela ressoa, denunciando nossa conversa mental.

"Você vai voltar!"

"Eu te amo" Pensamos ao mesmo tempo.

Olho para a bússola que tiro de dentro da minha armadura de couro e mentalizo Asclépio com lágrimas nos olhos, e logo a bússola começa apontar para a direção do Deus. Minha aventura começa assim que utilizando o meu amuleto de asas e a invisibilidade com o casaco Meymey, não facilitando que os não-divinos me notem voando no céu. Aquele era o início definitivo de minha jornada.


HOSPITAL CENTRAL, CHICAGO.



- Euridice? -
A voz do médico chefe do hospital ressoa alta e preocupada logo depois que conto sobre os sonhos constantes e repetitivos. Eu ainda era um pouco acanhada com a presença tão forte de Asclépio, afinal, o meu maior medo era decepcioná-lo. - E-eu não tenho certeza, mas me recordo de ouvir uma harpa tocando ao fundo dos gritos e gemidos, completamente hipnótico. E então a garota chamava pelo seu nome incansavelmente até que uma massa preta tomava conta de tudo e o brilho dela desaparecia. - Meu olhar se perdia através da parede cor creme do escritório do hospital, minha mente vagando na lembrança dos sons e das imagens em meus sonhos.

- Temo que minha irmã ainda tenha esperanças de voltar à vida… - A voz do Deus acaba sumindo após a frase, claramente uma pausa para os pensamentos incessantes, me fazendo voltar a fitá-lo e me remexer inquieta na cadeira que era extremamente confortável. - Talvez eu consiga. - A minha voz sai baixa mas com a mesma estranha convicção que eu tive ao dizer aos meus filhos que eu voltaria, ou talvez eu tivesse simplesmente muita ambição.

"Se nem Orfeu não foi capaz, seria eu?"


- Considerando toda sua trajetória, Luna, você é capaz de fazer muito mais. - O médico se apoiava nos cotovelos sobre a mesa, me olhando agora direto nos olhos, eu sabia que Asclépio confiava em mim e na minha capacidade, e eu jamais iria querer decepcioná-lo. Aquilo fora o suficiente para me fazer ganhar um pouco confiança e força para seguir o que o destino me preparava, o sorriso aparecendo nos lábios de maneira afetuosa, como se eu estivesse olhando ali para o meu próprio pai.

- Acho que tenho algo que possa te ajudar.  - O Deus filho do Sol me fala acenando com a mão como se me pedisse para aguardar antes de começar a vasculhar as gavetas que, assim como a mochila em minhas costas, pareciam não ter fim. Meus olhos acompanhavam cada movimento feito pelo homem e as mãos mexiam ansiosamente no casaco de pele de Monkeyórato.

- Ah sim, aqui, muito bem. - Ele fala depois de alguns minutos revirando e tirando documentos atrás de documentos das gavetas, além de alguns instrumentos de cirurgia quebrados, tempo o suficiente para eu organizar tudo aquilo que eu deveria ter comigo durante a missão, e guardando o que não me era mais útil. Noto que em suas mãos havia uma espécie de corrente de ouro tão brilhante que era difícil não te prender a atenção. - Tome, use com sabedoria. - Olho para a mão estendida em minha direção e mordo o lábio inferior como se estivesse hesitante em aceitar o presente.

- Tenho certeza que vai me ajudar. - Penso alto decidida, enquanto estico os braços para pegar o objeto brilhante e curiosamente delicado. Quando sinto o item tão leve quanto uma pena em minhas mãos o observo melhor, definitivamente era uma pulseira de ouro com alguns pingentes de harpa e flauta, não consigo controlar o sorriso em meu rosto, aquilo era incrível, era realmente muito bonita, eu cuidaria daquele presente tão bem quanto zelo a vida. - Muito obrigada! - As palavras eram sinceras e cheias de felicidade.

O sorriso de Asclépio era de completa segurança e admiração, assim como o meu. - É um objeto especial, portanto saiba o momento correto para utilizá-lo. - As palavras sábias do meu subestimando eram completamente diretas e eu as guardava em minha memória, seria algo que eu deveria me lembrar para sempre. - Você tem minha palavra de que vou dar tudo o que tenho para conseguir trazer sua irmã de volta. Não vou lhe decepcionar, só não conte à Orfeu ainda, não quero que ele me dê uma maldição caso eu não consiga. - Ao colocar a pulseira em meu braço, ela parece se ajustar perfeitamente à mim, por fim, levanto da cadeira me sentindo completamente preparada, talvez aquilo fosse a última coisa que eu precisava para me sentir segura em cada passo dado no submundo.

- Até breve. - Aquelas eram as minhas últimas palavras para o homem à minha frente, a ansiedade se torna algo que me impulsiona, e não que me retrai, então sigo confiante para o jardim de inverno do escritório, acenando para Asclépio em despedida e por fim, olhando para o céu tão azul que me encantava. Tirando o dente de cão infernal de dentro do bolso da minha armadura, me ajoelho no chão, plantando-o junto com alguns arbustos e em pouco tempo, sinto a terra começar a tremer e aos poucos um buraco com um brilho vermelho e laranja se abre no chão.

Aquele era o inferno, agora eu não tinha mais volta, sou sugada para o mundo inferior, para o mundo em que minha mãe era rainha, e como consequência, eu era princesa.



Duplicador + FPA:
Nome: Pacote intermediário de Dracmas - Nível 3
Descrição: Por 2 meses em OFF, todo ganho de dracmas do semideus é duplicado.(Valido até 14/03/2018)

FPA

Item desejado:
Oρφεύς & Ευρυδίκη [ Uma pulseira de ouro tão fina quanto se pode imaginar, aparentando ser super frágil, porém com uma resistência quase perfeita. Possui dez pingentes de harpa e flauta ao seu entorno, são pingentes pequenos e incrivelmente silenciosos. | Efeito 1: Quando ativada, a pulseira possui um brilho tão intenso que é capaz de iluminar até mesmo os ambientes mais escuros. Efeito 2: Quando ativada a pulseira emite uma melodia vinda da combinação de flauta e harpa fazendo aquele que a ouve, cair em um sono profundo e calmo por até uma hora. Não surte efeito algum no portador, porém a melodia é tão boa de se ouvir que é necessário tomar cuidado para não se tornar refém da mesma. | Pode ser utilizada até uma vez durante evento ou missão. | Ouro imperial | Sigma | Não possui espaço para gemas. | Status: 100% sem dano. | Mágico | Trama pessoal Immortality ]

Itens:
Itens usados:
MeyMey [Casaco de pele feminino que lembra vagamente um sobretudo na cor bege. Tem a aparência de estar sempre lindo, bem lavado e elegante, e o melhor de tudo? Tem um cheirinho gostoso de lavanda. | Efeito 1: Pode se transformar em outros tipos de casaco ao desejo do portador, mantendo-se fresco ou aquecido a depender do clima. Efeito 2: Pode deixar o portador invisível por até três turnos, sendo que, será preciso aguardar outros dois turnos para ativar seu efeito novamente. Esse casaco não oculta o cheiro do semideus, nem os ruídos provocados por ele. | Pele de Monkeyórato | Sem espaço para gemas | Alfa Prime | Status: 100% sem danos |Léndario | Treino especial, caça ao Monkeyórato]

• Amuleto de Asas [ Um colar feito de ouro e ouro branco trançado com um pingente feito de uma pedra única e colorida como arco-íris, sendo que esta é totalmente negra em um ambiente sem luz. | Uma vez por narrativa o amuleto pode ser ativo, fazendo com que o semideus ganhe um par de asas perfeitamente funcionais por três turno inteiros. | Ouro, ouro branco e pedra desconhecida. | Sem espaço para gemas  | Beta. | Status 100%, sem danos. | Mágica. | Underworld's Poisons.]

• Mochila sem fundo [Mochila de prata com material simples, sem bolsos laterais, com um único zíper, uma única entrada e uma única saída.| Efeito 1: A mochila não possui fundo, foi encantada para caber inúmeros objetos, ou seja, seu espaço é infinito, tudo que você colocar dentro dela permanece ali, desde que passe pela parte de cima, ou seja, você precisa conseguir colocar o item pelo buraco, que é largo o suficiente para passar até uma panela de pressão. Para pegar o item de volta basta colocar a mão dentro da mochila e pensar nele, e ele retorna para suas mãos.| Efeito 2: A mochila permite ao semideus levar 3 itens a mais em missões e eventos, como uma forma de burlar as regras. Por exemplo, se o narrador estipulou apenas 1 item para a missão, o meio-sangue poderá levar essa mochila e com ela liberar mais 2 itens (pois ela conta como 1, gastando um dos 3 extras) | Indefinido | Sem espaço para gemas | Alfa | Status: 100% sem danos |Lendário e mágico | Comprado na Loja Especial do BO]

Dente de cão infernal – Ao ser plantada na terra, abre uma fissura de passagem só de ida para o reino de Hades. Te permite ir até ele, caindo as margens do rio estige, contudo, não garante sua volta e nem sua proteção dentro do inferno. (RETIRAR DA MINHA MOCHILA!!)

• Bússola Mágica [Tem a aparência de uma bússola comum, de cor dourada | Efeito 1: Possui a capacidade de sempre apontar em direção a um lugar em que o usuário já esteve podendo guia-lo de volta para esse ponto em específico. Ou em direção para alguém que o usuário possui um vínculo afetivo considerável (necessário ter conhecido on-game) | Ouro imperial | Sem espaço para gemas | Beta | Status: 100% sem danos| Mágico |Presente de natal de Evie]

Itens levados:
Armas/Escudos:
• Escudo Auxiliador [Um escudo de aparência comum que, a princípio, parece ser mais velho e desgastado, porém não se engane. O seu formato e redondo, se encaixando no pulso do semideus que o porta, deixando a mão do mesmo livre, já que o encaixe é no pulso e antebraço. | Ao ativar o efeito o escudo torna-se transparente e seu peso torna-se nulo, permitindo que o semideus porte armas ou quaisquer objetos no mesmo braço onde encontra-se o escudo, como se não estivesse com nada preso ao braço. O escudo também se expande, podendo englobar o semideus e mais outra pessoa, sendo indispensável em curas em batalha, por exemplo. Ambos os efeitos podem ser ativados simultaneamente, entretanto só podem ser ativos uma vez por missão/evento etc, durando dois turnos. | Ouro Imperial. | Não possui espaço para gemas. | Resistência beta | 100%, sem danos. | Nível 3. | Lendária. | 10 de HP (caso seja utilizado para atingir outros semideuses). | Presente de Reclamação do grupo Curandeiros de Asclépio/Esculápio.]

Dragon Staff [Um cajado mágico, tendo utilidade apenas para aqueles que possuem o dom da magia. Tem um metro e meio de altura e em seu topo há um adorno feito em ouro imperial em forma de cabeça de dragão. Na boca, há o espaço para ser acrescentado uma gema mágica. O cajado possui runas de proteção e que facilitam o uso feitiços | Efeito 1: O cajado cria um escudo translúcido a frente, com 1,5m de altura e 1m de largura, possuindo um brilho esbranquiçado e círculos mágicos de tons azuis e esverdeados. Esse escudo funciona com a mesma propriedade que teria um escudo de resistência alfa, durando 2 turnos. É necessário um intervalo de um turno para que funcione novamente a capacidade de gerar o escudo; Efeito 2: Aumenta em +30% as chances de sucesso ao lançar um feitiço, auxiliando quando o inimigo for aparentemente mais forte. Esse efeito também diminui o gasto de energia ao usar feitiços em 25% | Madeira Reforçada e Ouro Imperial | Beta | Espaço para uma gema | Status: 100%, sem danos | Mágico | Comprado no Pandevie Magie]

Dark Scorpion [Uma espada de tamanho mediano, podendo ser empunhada por uma ou duas mãos. O corte é duplo e é feita de ferro estígio com um mecanismo interno. Esse mecanismo é acionado quando um botão é pressionado na guarda de mão, fazendo com que a lâmina se divida em vários pedaços e se transforme em um chicote laminado de 3 metros e meio de cumprimento. Para fazer com que a lâmina volte ao estado normal, basta apertar o mesmo botão duas vezes | Efeito de mecanismo: graças ao sistema interno a arma pode variar entre uma espada e um chicote laminado; Efeito 1: A lâmina está fundida em veneno que intensifica o sangramento | Ferro estígio | Beta | Espaço para uma gema | Status: 100% sem danos | Dano base: +10 de dano pelo efeito do veneno | Mágico | Comprado no Pandevie Magie]

Vestindo:
Velociraptor linha Luxo [ Nessa linha não é apenas o conforto que predomina, mas também o poder, apesar de aparentar ser um tênis comum, esse foi fabricado para auxiliar e estimular o semideus a melhorar seus movimentos em combate, o tornando mais forte e mais rápido | Efeito 1: O calçado muda de acordo com o dono e suas preferências, o tênis será alterado magicamente para o modelo que mais o agrada. Efeito 2: Promove +40% de velocidade ao portador. Efeito 3: Quando estiver com o tênis nos pés, golpes relacionados as pernas, como chutes ou saltos ganham 30% a mais de força | Material mágico especial |Sem espaço para gemas | Alfa | Status: 100% sem danos | Mágico | Comprado na Ferreli & García - Mode et style]

Leather Armor [Uma armadura leve unissex, composta mais por tecido reforçado e mágico do que por metais. É uma armadura do tipo leve, propícia para jogadores que buscam mais mobilidade e velocidade em seus movimentos. Ela pode ser considerada completa, por cobrir praticamente todo o corpo do seu usuário e incluir até mesmo um capuz que esconde o rosto. Ela possui muitas aberturas para se esconder armas de porte pequeno, como punhais, facas e adagas. | Efeito 1: Diminui os ruídos de movimento em 70%, tornando mais difícil escutar o portador dessa armadura enquanto se move. Efeito 2: aumenta em 25% a agilidade, equilíbrio e reflexo. Efeito 3: Ao usar o capuz, a presença do usuário reduz em 30%, tornando mais difícil de identifica-lo caso se dedique a ser mais discreto | Tecido reforçado e mágico | Beta | Espaço para uma gema Espaço para uma joia/gema | Status: 100%, sem danos | Mágico | Comprado no Ferreli & García - Mode et style]

Túnica do Mago Conjurador [Uma túnica unissex repleta de estilo e beleza, seu tecido é vermelho escuro e os adornos em dourado. O seu tecido mágico é melhor aproveitado por aqueles que possui magia correndo por suas veias, ou esse item será apenas um belo traje a ser usado, sem ter seus efeitos ativados | Efeito 1: Aumenta em 25% a força dos feitiços. Efeito 2: Aumenta a defesa mágica em 40% | Tecido mágico | Beta | Espaço para uma joia/gema | Status: 100%, sem danos | Mágico | Comprado na Ferreli & García - Mode et style]

MeyMey [Casaco de pele feminino que lembra vagamente um sobretudo na cor bege. Tem a aparência de estar sempre lindo, bem lavado e elegante, e o melhor de tudo? Tem um cheirinho gostoso de lavanda. | Efeito 1: Pode se transformar em outros tipos de casaco ao desejo do portador, mantendo-se fresco ou aquecido a depender do clima. Efeito 2: Pode deixar o portador invisível por até três turnos, sendo que, será preciso aguardar outros dois turnos para ativar seu efeito novamente. Esse casaco não oculta o cheiro do semideus, nem os ruídos provocados por ele. | Pele de Monkeyórato | Sem espaço para gemas | Alfa Prime | Status: 100% sem danos |Léndario | Treino especial, caça ao Monkeyórato]

Jóias:
Child of Light [Corrente de bronze com um pingente de prata em forma de coração no qual carrega a foto dos filhos e do companheiro. O pingente é cravejado com pequenas turmalinas que dão um brilho especial a peça | Aumenta em 5% de potência em toda cura realizada pelo portador da joia. | Bronze, prata e Turmalina | Sem espaço para gemas| Sigma | Status: 100% sem danos| Mágico | Presente de Lee Chae-rin]

• Anel [ Feito de um material negro que emite um brilho delicado em cores que variam de acordo com o grupo. O símbolo entalhado no anel é a representação do grupo que o semideus comanda, além disso o nome deste está gravado na parte de dentro. | Efeito: Quando o semideus entra em batalha usando o anel faz com que seus subordinados ganhem mais foco e seus comandos mais claros, criando +20% de motivação para aliados no campo de batalha. | Desconhecido. | Sem espaço para gemas. | Beta | Status 100%, sem danos. | Comum. | Esse item não entra na contagem de itens por ser um símbolo de liderança que pode ser usado a qualquer momento |  Sistema de medalhas]

• Flor de Cristal [Um anel negro com inscrições prateadas. Largura média e vistoso, nas laterais desenhos de rosas e "zzz" são intercalados em todo o perímetro. No centro do anel, na parte exposta, as iniciais "I & L" são gravados em letras cursivas. Pertence a Luna Minn | Mecanismo 1: Liga de Emissão de Sinal de Emergência(LEPE) é uma liga a base de prata e Césio, que quando aquecida emite um Pulso Radioativo, que pode ser captado pela mesma liga ou um aparelho de leitura de radioatividade; alcance do pulso de 150 metros // Mecanismo 2: Mecanismo de Pulso de Emergência(MPE). O Mecanismo é programado para liberar uma descarga elétrica de 12 volts diretamente na LEPE toda vez que o batimento do portador chegar a 30 batimentos por minuto, liberando um Pulso por Minuto| Titânio com liga de prata | Sem espaço para gemas | Beta | Status: 100% |Comum | Forjado por Beorn Jarbeorn]

• Corda de violão encantado [Uma corda de violão de aço, que pode formar o fio para um colar. | A corda, abençoada por Orfeu, o protege de ataques baseados no som ou ruídos, emudecendo os sons à sua volta uma vez por evento ou missão. | Aço | Sem espaço para gemas, mas pode usar pingentes, pois pode ser usado como o fio de colar | Alfa | 100%, sem danos | Mágico | Evento Cidade dos Monstros]

• Amuleto de Asas [ Um colar feito de ouro e ouro branco trançado com um pingente feito de uma pedra única e colorida como arco-íris, sendo que esta é totalmente negra em um ambiente sem luz. | Uma vez por narrativa o amuleto pode ser ativo, fazendo com que o semideus ganhe um par de asas perfeitamente funcionais por três turno inteiros. | Ouro, ouro branco e pedra desconhecida. | Sem espaço para gemas  | Beta. | Status 100%, sem danos. | Mágica. | Underworld's Poisons.]

• Mochila sem fundo [Mochila de prata com material simples, sem bolsos laterais, com um único zíper, uma única entrada e uma única saída.| Efeito 1: A mochila não possui fundo, foi encantada para caber inúmeros objetos, ou seja, seu espaço é infinito, tudo que você colocar dentro dela permanece ali, desde que passe pela parte de cima, ou seja, você precisa conseguir colocar o item pelo buraco, que é largo o suficiente para passar até uma panela de pressão. Para pegar o item de volta basta colocar a mão dentro da mochila e pensar nele, e ele retorna para suas mãos.| Efeito 2: A mochila permite ao semideus levar 3 itens a mais em missões e eventos, como uma forma de burlar as regras. Por exemplo, se o narrador estipulou apenas 1 item para a missão, o meio-sangue poderá levar essa mochila e com ela liberar mais 2 itens (pois ela conta como 1, gastando um dos 3 extras) | Indefinido | Sem espaço para gemas | Alfa | Status: 100% sem danos |Lendário e mágico | Comprado na Loja Especial do BO]

Outros (no bolso da armadura):
• Bússola Mágica [Tem a aparência de uma bússola comum, de cor dourada | Efeito 1: Possui a capacidade de sempre apontar em direção a um lugar em que o usuário já esteve podendo guia-lo de volta para esse ponto em específico. Ou em direção para alguém que o usuário possui um vínculo afetivo considerável (necessário ter conhecido on-game) | Ouro imperial | Sem espaço para gemas | Beta | Status: 100% sem danos| Mágico |Presente de natal de Evie]

Comidas de cura:
• Bombom de Morango [ Pequeno bombom de chocolate, recheado com morango, Néctar e Ambrosia | Ao consumi-lo, o personagem recupera automaticamente 100 MP e 100 HP. | Não usável durante a batalha, uso único, some após ser ingerido | Mágico | Evento, cidade dos monstros. ]

Biscoito de Natal – Feito de baunilha com gotinhas de chocolate. Possui o formato de uma rena e ao ser consumido pode recuperar 150 MP e 150 HP.

Poder Passivo - Filhos de Perséfone:
Nome do poder: Botânico
Descrição: Por sua mãe ser a deusa das flores, e da estação primaveril, o semideus consegue distinguir as diferenças entre uma flor e outra, seja pelo perfume, o formato, ou qualquer coisa. Ele sempre saber que flor é, e caso ela tenha algum efeito, veneno, gás, ou apresente perigo, também saberá identifica-los.
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: Saberá sobre as flores, e propriedades da mesma.
Dano: Nenhum

Nome do poder: Olhar Facultativo
Descrição: Persefone/Proserpina é uma deusa com personalidades multiplicas, e considerada bipolar, seus filhos herdam a mesma característica da mãe, mas, expõem seus sentimentos através dos olhos. Quando com raiva, o olhar adquire uma coloração vermelha, e quando confusos, se tornam arroxeados. No restante do tempo, permanecem normais.
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: Pode deixar o inimigo confuso, ou encantado pelo olhar diferente em sua face.
Dano: Nenhum

Nome do poder: Comunicação com Mortos
Descrição: Consegue se comunicar com espíritos e entende-los perfeitamente, assim como conseguem identifica-los em campo, mas esses, não lhe obedecem, só podem lhe dar informações se forem persuadidos a tal.
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: Conseguem extrair informações dos mortos com alguma dificuldade.
Dano: Nenhum

Poderes Passivos - Curandeiros de Asclépio:
Nome do poder: Aura apaziguadora
Descrição: Um bom curandeiro tem que apaziguar o coração dos feridos e familiares, portanto você possui uma aura pacifista que acalenta os corações dos enfermos e familiares.
Gasto de Mp: Nenhum.
Gasto de Hp: Nenhum.
Bônus: O poder irá apenas funcionar caso o indivíduo esteja possuído.
Dano: Nenhum.

Nome do poder: Comunicação dos Curandeiros
Descrição: Não, não quer dizer que sua caligrafia é ruim, mas os curandeiros conseguem comunicarem-se telepaticamente com serpentes e cachorros, símbolos de Asclépio, bem como com outros curandeiros.
Gasto de Mp: Nenhum.
Gasto de Hp: Nenhum.
Bônus: Nenhum.
Dano: Nenhum.

Nome do poder: Convicção Inabalável
Descrição: Médicos não podem deixar-se abalar por nada: eles dificilmente ficarão assustados ou abalados com algo, assim como serão surpreendidos com menos eficácia e nenhuma mentira lhes escapa, embora às vezes os mentirosos mais hábeis, como os filhos de Éris, consigam ocultar em parte sua mentira. Omissão não é afetada, pois não é uma mentira.
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: Capazes de detectar facilmente mentiras de semideuses com nível igual ou inferior, exceto os semideuses com habilidades para tal.
Dano: Nenhum


Última edição por Luna Minn em Seg Mar 05, 2018 9:20 am, editado 2 vez(es)


life has made me
TOUGHER & STRONGER
avatar
Luna Minn
Imortais
Imortais

Mensagens : 861
Idade : 20
Localização : Camp Half Blood

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Immortality ✿

Mensagem por Nox em Seg Fev 26, 2018 12:23 am

Meu anjo, eu gostei da sua missão, eu fiquei curiosa e estou ansiosa para saber o resto. Foi uma missão simples e introdutória, mas eu noto a importância do item, além de não ser um item absurdo, portanto faremos um acordo: Eu vou te dar um XP simbólico e o item.

Caso você discorde, manda MP para a tia e a gente conversa, certo?

Recompensa Máxima: 1000 XP e Dracmas + Item.

Critérios de avaliação:

• 30/30 Criatividade
• 50/50 Coerência de enredo
• 18/20 Gramática

Recompensa recebida:

980 XP e 1.960 Dracmas (duplicador) + Oρφεύς & Ευρυδίκη [ Uma pulseira de ouro tão fina quanto se pode imaginar, aparentando ser super frágil, porém com uma resistência quase perfeita. Possui dez pingentes de harpa e flauta ao seu entorno, são pingentes pequenos e incrivelmente silenciosos. | Efeito 1: Quando ativada, a pulseira possui um brilho tão intenso que é capaz de iluminar até mesmo os ambientes mais escuros. Efeito 2: Quando ativada a pulseira emite uma melodia vinda da combinação de flauta e harpa fazendo aquele que a ouve, cair em um sono profundo e calmo por até uma hora. Não surte efeito algum no portador, porém a melodia é tão boa de se ouvir que é necessário tomar cuidado para não se tornar refém da mesma. | Pode ser utilizada até uma vez durante evento ou missão. | Ouro imperial | Sigma | Não possui espaço para gemas. | Status: 100% sem dano. | Mágico | Trama pessoal Immortality ]







        Here's the night...






avatar
Nox
deuses primordiais
deuses primordiais

Mensagens : 154

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Immortality ✿

Mensagem por Luna Minn em Dom Mar 04, 2018 11:18 pm

going to hell
PARTE 2. - IN HELL


PORTÕES DO INFERNO, SUBMUNDO.


O calor era inegável, eu percebia pelo suor que já se formava em minha testa, bem na linha do cabelo, a única coisa que me permitia ficar tranquila com isso era o casaco MeyMey que eu havia decidido manter em meu corpo por exatamente situações como aquelas. Ele me permitia ter controle sobre a temperatura do meu corpo. O chão de pedra - que foi onde caí quando fui puxada para dentro do buraco- era igualmente quente e nem um pouco confortável.

Eu havia chegado perfeitamente bem ao submundo, pelo menos parte da minha missão tinha sido um sucesso, agora eu precisava me manter viva e sã, e esta era a parte complicada.

Minha respiração era inalterável até aquele ponto, afinal, como filha de Perséfone, eu deveria respirar bem em baixas altitudes como aquela, os olhos adaptados à escuridão típica do local, me permitiam ver tudo à minha frente, um portão negro no estilo barroco que parecia se estender sem fim, estava somente á alguns passos de onde eu estava, aquilo me lembrava o palácio real em Londres, o estilo do portão era praticamente o mesmo, e era incrivelmente grande. Talvez Hades fosse amante da Inglaterra, dizem que ele lembra o próprio Ozzy Osbourne em sua forma humana, eu nunca saberia. Meus passos singelos e sem medo me levam até a maçaneta do portão, o metal era gelado, se destacando do resto do ambiente, mas assim que minhas mãos o envolvem, ouço um rosnado logo atrás de mim, tão perto que parecia estar já me tocando.

Não, não um. Três.

Três rosnados simultâneos. Como eu me esqueci daquele que guarda os portões do inferno?!

- Onde pensa que está indo? - Pergunta a cabeça do meio com uma voz grossa e profunda, típica de um habitante dos reinos de Hades, e protetor de suas entradas, sinto o bafo quente ao meu redor e o típico cheiro de cachorro molhado, Ivy não cheirava mal assim nem de longe, mamãe precisava dar um banho e escovar os dentes dos animais dela.

Congelada era como eu me descrevia naquele exato momento, eu não ousava fazer nem o mísero movimento. O Cérbero estava perto demais para eu me atrever mover um fio de cabelo, era só ele abrir a boca que eu estaria dividida em duas. Meu casaco era minha única forma de escape no momento, portanto não hesito em ativá-lo, ficando completamente invisível aos olhos. Meu movimento claramente havia deixado o cão de três cabeças confuso, eu percebia a movimentação das cabeças gigantes de um lado ao outro e o farejar constante dos narizes igualmente enormes. Corro do lugar em que eu estava com bastante rapidez, meus tênis me ajudavam muito no quesito velocidade. Me posiciono na parte traseira do Cérbero, era difícil notar a minha presença, graças à armadura de couro, mas minha respiração ofegante devido à adrenalina liberada, me denunciava ao cão.

- Não posso te ver, mas posso te sentir, vá embora já! - A segunda cabeça pronuncia as palavras com o mesmo tom rude e seco da primeira cabeça, a cauda de dragão que estava atrás de mim se estendia para bem além de onde eu estava, e com um simples balançar, sinto a cauda bater em minha lombar e me impulsionar para frente, fazendo com que eu dê um salto alto e longe o suficiente para dar ao menos uma cambalhota no ar. Porém, para minha sorte, devido às aulas de perícia corporal, minha habilidade com saltos era bastante boa, não me deixando cair de cara no chão, evitando uma lesão maior do que o simples roxo que ficaria na região baixa da minha coluna.

Eu tinha clara noção de que o cão não poderia morrer ou ficar gravemente ferido, já que estava em seus domínios, e era, assim como sua dona, imortal. Minha mãe realmente sabe escolher os melhores guardiões para seus aposentos, mas para mim, estes eram os piores pelo nível de dificuldade. Nunca em minha vida eu havia ousado lutar com um monstro daquele, mas eu deveria reagir, não podia ficar parada só recebendo ataques contínuos.

Mantenho a invisibilidade com o casaco ativa, correndo mais para o lado do cão tentando escapar de suas chicoteadas com o rabo. Noto que poucos metros atrás de nós, um rio corria, aquele era o Rio Estige, de onde um dos ingredientes da poção de esquecimento que um dia me atrevi a fazer como presente, foi retirado. Engulo em seco e então começo a pôr em prática o meu primeiro e atualmente o único plano, cantar. Graças à Asclépio, minha voz liberava morfina, era assim que eu induzia a anestesia e até mesmo o coma nos meus pacientes, mas eu não tinha certeza de que aquilo seria o suficiente para botar aquela criatura enorme para dormir, porém, deveria tentar.

A primeira música que entrou na minha cabeça foi a dos Dois tigres, que eu cantava toda noite para as crianças dormirem, era uma canção chinesa que meu pai costumava cantar para mim, falava sobre dois tigres, um que não tinha orelha e o outro que não tinha rabo. Com os gêmeos, ao menos, a cantiga funcionava.



Eu me movia constantemente ao redor do Cérbero enquanto cantava, tentando evitar seu rabo o máximo que consigo, me esforçando para fazer com que a bomba de morfina o atingisse, mas ele apenas ficou parado durante este tempo, meus olhos iam constantemente até os do cão, mas ele não dava sinal algum de que pretendia se deitar tão cedo. Chegando ao fim da música a respeito de tigres sem orelha e sem rabo, desisto do meu plano A e então fico sem opções, eu não tinha ideia alguma do que fazer.

- Você não está morta, não pode entrar, filha de Perséfone! - A terceira cabeça fala com a típica voz, e começo a me perguntar como elas deveriam soar todas juntas, medonhas, sem dúvidas.

Por Asclépio, eu precisava pensar logo, aquilo o havia deixado com certo sono, mas não era nem perto de ser o suficiente para fazê-lo dormir, eu havia me desgastado a toa. E então, como um estalo em minha mente, finalmente me dou conta do que fazer. Orfeu colocou o guardião em um sono profundo com o som da sua harpa, tudo o que eu precisava fazer era tocar a harpa. Certo, eu não tinha uma e nem mesmo o talento para tocá-la, portanto, tinha que me virar com o que estava ao meu alcance.

Chacoalho o meu pulso que usava a tal pulseira ganha de presente e então, em menos de segundos, ouço a melodia calma e extremamente confortável começar a tocar. O monstro não resistiria à melodia, e pouco tempo depois, já se deitava no chão de pedra próximo ao portão, completamente sonolento. Com passos leves, começo a andar rápido até o portão, o abrindo com rapidez e passando finalmente para o outro lado sem ao menos verificar se o monstro dormia ou não, entrando oficialmente no submundo. Não ouso desativar aquela pulseira por ora, algo me dizia que assim que eu a desativasse perderia completamente minha chance de continuar sã naquele lugar.

Tudo estava iluminado pela pulseira, e seu som ecoava em meus ouvidos, diferente do Cérbero, eu não tinha sono, porém, estava ficando imersa no som sutil e delicado. Meus pés cobertos pelo tênis não mais tocavam rochas, mas sim, terra batida, alguns pedregulhos entravam no meio do caminho simplesmente para me fazer tropeçar vez ou outra. Aquele deve ter sido o local que Eurídice caiu ao tentar escapar do submundo da primeira vez, deuses, ela estava tão perto! Eu queria fazer algo por ela, e faria.



CAMPOS DE ASFÓDELOS, SUBMUNDO.


Assim que começo a me deparar com as primeiras almas esperando por seu julgamento em meio aos narcisos selvagens, me dou conta de onde eu estava. A música da pulseira escondia as lamúrias e gemidos de alguns dos fantasmas que ainda não conseguiam aceitar sua morte ou o fato de estarem presos ali nos Campos de Asfódelos. Tento me concentrar exclusivamente no som da harpa e flauta tão delicioso de se ouvir, eu andava pelo imenso e sem fim, campo com uma confiança e serenidade que me deixava um tanto assustada. Eu tinha convicção de que meu caminho até a casa de minha mãe estava correto, e que em menos de minutos, eu conseguiria chegar até sua presença.

Meu coração batia forte, não nego, afinal, aquela seria a primeira vez desde que nasci que me encontraria cara a cara com a minha mãe, e o pior, com o seu atual marido, Hades. Acelero o meu passo sobre a grama não viva mas também não morta, eu conseguia senti-la, agora praticamente correndo em direção ao palácio que já se mostrava a poucos metros de distância. Minhas pernas gritavam com a dor, mas eu as ignorava, eu estava ficando sem tempo, a intensidade do brilho do presente de Asclépio para mim, estava se perdendo, e a música já mal era ouvida, eu sentiria falta de sua melodia.

Os gritos agora me envolviam, a respiração pesada e o coração batendo aceleradamente já não me davam mais espaço para bobear e tropeçar nos lírios selvagens ou nos pedregulhos que insistiam em aparecer a todo momento. Eu iria à loucura se estivesse prestando atenção nos pedidos de ajuda que recebi a todo instante desde que pisei no local, como se eu pudesse salvar cada uma das almas que estavam ali embaixo, como se eles soubessem que eu tinha aquele poder. Eu queria ter tido a oportunidade de ao menos ajudá-las antes de suas mortes, mas agora eu não deveria e não queria fazer nada por estes, eu não deveria mudar a história destes. Minhas unhas se fincam na palma da minha mão com tamanha força que eu cerrava os punhos e trincava o maxilar, as unhas quase atravessando a camada de pele, não suportando mais aquela situação a única coisa que me mantinha constante era a vontade de chegar até a minha mãe, salvar Eurídice e a música da harpa e flauta.

O palácio estava cada vez mais perto, e não paro de correr nem por um segundo, me livrando das mãos que insistiam em me segurar nos braços, puxar meu casaco e meus cabelos. O coração batia acelerado e forte em meu peito, causando até mesmo certa dor na região e uma vontade extrema de chorar. Aquele lugar realmente mexia comigo e com minhas emoções. Eu me lembrava do meu irmão, me perguntava se uma daquelas almas ali eram do meu pequeno irmão me pedindo, me implorando para levá-lo de volta. Por fim, a música cessa e o brilho se apaga, estava escuro novamente e não existia mais melodia para que eu pudesse me reconfortar.

Somente me deixo levar pela emoção quando meus pés sobem a escadaria de pedra até a porta do palácio, me permitindo cair no chão de joelhos, implorando por perdão ao meu irmão caso ele estivesse ali atrás, deixando as lágrimas fluírem incessantemente pelos olhos. A dor no corpo era intensa e o fôlego quase não mais existia, minha lombar também reclamava com a dor do impacto. Mas ali era seguro, eu estava segura por pouco tempo, esperando ser o suficiente para me recuperar de toda aquela onda de emoção repentina.

- Mãe... -
Minha voz fraca chamava pela Deusa, anunciando a minha chegada, talvez não fosse a mais esperada da parte terceira, porém, para mim, era a mais importante em um bom tempo.


Condição da Personagem:
HP: 930/930
MP: 900/930 (- 30 MP - Voz de Morfina)

Duplicador + FPA + Mapa utilizado como base:
Nome: Pacote intermediário de Dracmas - Nível 3
Descrição: Por 2 meses em OFF, todo ganho de dracmas do semideus é duplicado.(Valido até 14/03/2018)

FPA

Mapa do Submundo

Cérbero:
O ápice dos cães infernais, Cérbero é o guardião supremo. Uma das feras mitológicas mais conhecidas, o Cérbero original guarda os portões do inferno. Tem cinco metros de altura e sete metros de cumprimento. Sua pelugem é negra e possuem olhos vermelhos em suas cabeças, juntamente a dentes afiados que destroçam facilmente a carne, tem 3 grandes - e raivosas - cabeças e a cauda de um dragão. Possui todos os poderes dos cães avançados, com modificações:

Passivos:

► Imunidade a medo, trevas, fogo infernal, controle mental e charme - Em tese, nada deveria ser capaz de distraí-lo de sua posição. Ele até respeita os filhos de Hades, e pode facilitar sua passagem, desde que não sejam hostis, porém não os obedece, e os atacará se ordenado pelo Deus ou se tiver ordens - como o de "Impedir qualquer semideus de passar por aqui", já que é geral e não especificou ou excluiu um alvo, e nunca os deixará sair do submundo de boa vontade, nem a qualquer outro semideus.

► Resistência a sono - Um cão de guarda não pode se permitir dormir em serviço. Cérbero é resistente a poderes do tipo, e mesmo quando afetado (apenas por semideuses de nível maior) ainda tem sua duração reduzida a 50%. Seu sono normal é extremamente leve, e ele acorda com facilidade.

► Ataque triplo - ao atacar, Cérbero pode focar em até 3 alvos diferentes em um turno, por causa de suas cabeças. Seu uivo também pode ser usado uma vez por turno, desde que por cabeças diferentes.

► Cauda dracônica - Cérbero possui a cauda de um dragão, coberta com escamas extremamente resistentes, como uma armadura, e pode usá-la para ataques, chicoteando os inimigos que se aproximam.

► Regeneração condicionada - Cérbero nunca poderá ser morto dentro do submundo, sendo este seu local de origem. Ele sempre regenera metade do dano tomado por rodada enquanto em guarda no seu posto, e mesmo se destruído completamente se reerguerá completamente curado após duas rodadas. Válido apenas no submundo.

Tatuagens:
Invicto | Inteligência | Um galho com pequenas flores e folhas em suas ramificações. (Imagem ilustrativa) | Amplia a mente do semideus, o fazendo aprender mais rapidamente tudo que lhe é ensinado. Além disso, sua capacidade de descobrir coisas e sua percepção sobre situações aumenta em 20%, seus planos e estratégias com isso, ganham bônus de 20% de chance para darem certo| Ainda recebe bônus de 5% em habilidades adquiridas em aula. | Nuca | Marca pequena | Permanente.

IPeper | Percepção | Um galho com pequenas flores e folhas em suas ramificações. (Imagem ilustrativa) | Aumenta a percepção do semideus em +30%, aumentando as chances de descobrir algo ou alguma coisa, além de reduzir as chances de ser enganado por meio de palavras, rastros e pistas forjadas, entre outras coisas. Além disso, ele fica mais habilidoso quando está procurando por algo ou alguma coisa, e as chances de encontrar rastros, pistas ou coisas deixadas, também se torna maior.| Tornozelo (interno) | marca pequena | Permanente.

Item utilizado (retirar da mochila):
Dente de cão infernal – Ao ser plantada na terra, abre uma fissura de passagem só de ida para o reino de Hades. Te permite ir até ele, caindo as margens do rio estige, contudo, não garante sua volta e nem sua proteção dentro do inferno.

Oρφεύς & Ευρυδίκη [ Uma pulseira de ouro tão fina quanto se pode imaginar, aparentando ser super frágil, porém com uma resistência quase perfeita. Possui dez pingentes de harpa e flauta ao seu entorno, são pingentes pequenos e incrivelmente silenciosos. | Efeito 1: Quando ativada, a pulseira possui um brilho tão intenso que é capaz de iluminar até mesmo os ambientes mais escuros. Efeito 2: Quando ativada a pulseira emite uma melodia vinda da combinação de flauta e harpa fazendo aquele que a ouve, cair em um sono profundo e calmo por até uma hora. Não surte efeito algum no portador, porém a melodia é tão boa de se ouvir que é necessário tomar cuidado para não se tornar refém da mesma. | Pode ser utilizada até uma vez durante evento ou missão. | Ouro imperial | Sigma | Não possui espaço para gemas. | Status: 100% sem dano. | Mágico | Trama pessoal Immortality ]

Itens:
Itens usados/citados:
MeyMey [Casaco de pele feminino que lembra vagamente um sobretudo na cor bege. Tem a aparência de estar sempre lindo, bem lavado e elegante, e o melhor de tudo? Tem um cheirinho gostoso de lavanda. | Efeito 1: Pode se transformar em outros tipos de casaco ao desejo do portador, mantendo-se fresco ou aquecido a depender do clima. Efeito 2: Pode deixar o portador invisível por até três turnos, sendo que, será preciso aguardar outros dois turnos para ativar seu efeito novamente. Esse casaco não oculta o cheiro do semideus, nem os ruídos provocados por ele. | Pele de Monkeyórato | Sem espaço para gemas | Alfa Prime | Status: 100% sem danos |Léndario | Treino especial, caça ao Monkeyórato]

Velociraptor linha Luxo [ Nessa linha não é apenas o conforto que predomina, mas também o poder, apesar de aparentar ser um tênis comum, esse foi fabricado para auxiliar e estimular o semideus a melhorar seus movimentos em combate, o tornando mais forte e mais rápido | Efeito 1: O calçado muda de acordo com o dono e suas preferências, o tênis será alterado magicamente para o modelo que mais o agrada. Efeito 2: Promove +40% de velocidade ao portador. Efeito 3: Quando estiver com o tênis nos pés, golpes relacionados as pernas, como chutes ou saltos ganham 30% a mais de força | Material mágico especial |Sem espaço para gemas | Alfa | Status: 100% sem danos | Mágico | Comprado na Ferreli & García - Mode et style]

Leather Armor [Uma armadura leve unissex, composta mais por tecido reforçado e mágico do que por metais. É uma armadura do tipo leve, propícia para jogadores que buscam mais mobilidade e velocidade em seus movimentos. Ela pode ser considerada completa, por cobrir praticamente todo o corpo do seu usuário e incluir até mesmo um capuz que esconde o rosto. Ela possui muitas aberturas para se esconder armas de porte pequeno, como punhais, facas e adagas. | Efeito 1: Diminui os ruídos de movimento em 70%, tornando mais difícil escutar o portador dessa armadura enquanto se move. Efeito 2: aumenta em 25% a agilidade, equilíbrio e reflexo. Efeito 3: Ao usar o capuz, a presença do usuário reduz em 30%, tornando mais difícil de identifica-lo caso se dedique a ser mais discreto | Tecido reforçado e mágico | Beta | Espaço para uma gema Espaço para uma joia/gema | Status: 100%, sem danos | Mágico | Comprado no Ferreli & García - Mode et style]

• Oρφεύς & Ευρυδίκη [ Uma pulseira de ouro tão fina quanto se pode imaginar, aparentando ser super frágil, porém com uma resistência quase perfeita. Possui dez pingentes de harpa e flauta ao seu entorno, são pingentes pequenos e incrivelmente silenciosos. | Efeito 1: Quando ativada, a pulseira possui um brilho tão intenso que é capaz de iluminar até mesmo os ambientes mais escuros. Efeito 2: Quando ativada a pulseira emite uma melodia vinda da combinação de flauta e harpa fazendo aquele que a ouve, cair em um sono profundo e calmo por até uma hora. Não surte efeito algum no portador, porém a melodia é tão boa de se ouvir que é necessário tomar cuidado para não se tornar refém da mesma. | Pode ser utilizada até uma vez durante evento ou missão. | Ouro imperial | Sigma | Não possui espaço para gemas. | Status: 100% sem dano. | Mágico | Trama pessoal Immortality ]

Itens levados:
Armas/Escudos:
• Escudo Auxiliador [Um escudo de aparência comum que, a princípio, parece ser mais velho e desgastado, porém não se engane. O seu formato e redondo, se encaixando no pulso do semideus que o porta, deixando a mão do mesmo livre, já que o encaixe é no pulso e antebraço. | Ao ativar o efeito o escudo torna-se transparente e seu peso torna-se nulo, permitindo que o semideus porte armas ou quaisquer objetos no mesmo braço onde encontra-se o escudo, como se não estivesse com nada preso ao braço. O escudo também se expande, podendo englobar o semideus e mais outra pessoa, sendo indispensável em curas em batalha, por exemplo. Ambos os efeitos podem ser ativados simultaneamente, entretanto só podem ser ativos uma vez por missão/evento etc, durando dois turnos. | Ouro Imperial. | Não possui espaço para gemas. | Resistência beta | 100%, sem danos. | Nível 3. | Lendária. | 10 de HP (caso seja utilizado para atingir outros semideuses). | Presente de Reclamação do grupo Curandeiros de Asclépio/Esculápio.]

Dragon Staff [Um cajado mágico, tendo utilidade apenas para aqueles que possuem o dom da magia. Tem um metro e meio de altura e em seu topo há um adorno feito em ouro imperial em forma de cabeça de dragão. Na boca, há o espaço para ser acrescentado uma gema mágica. O cajado possui runas de proteção e que facilitam o uso feitiços | Efeito 1: O cajado cria um escudo translúcido a frente, com 1,5m de altura e 1m de largura, possuindo um brilho esbranquiçado e círculos mágicos de tons azuis e esverdeados. Esse escudo funciona com a mesma propriedade que teria um escudo de resistência alfa, durando 2 turnos. É necessário um intervalo de um turno para que funcione novamente a capacidade de gerar o escudo; Efeito 2: Aumenta em +30% as chances de sucesso ao lançar um feitiço, auxiliando quando o inimigo for aparentemente mais forte. Esse efeito também diminui o gasto de energia ao usar feitiços em 25% | Madeira Reforçada e Ouro Imperial | Beta | Espaço para uma gema | Status: 100%, sem danos | Mágico | Comprado no Pandevie Magie]

Dark Scorpion [Uma espada de tamanho mediano, podendo ser empunhada por uma ou duas mãos. O corte é duplo e é feita de ferro estígio com um mecanismo interno. Esse mecanismo é acionado quando um botão é pressionado na guarda de mão, fazendo com que a lâmina se divida em vários pedaços e se transforme em um chicote laminado de 3 metros e meio de cumprimento. Para fazer com que a lâmina volte ao estado normal, basta apertar o mesmo botão duas vezes | Efeito de mecanismo: graças ao sistema interno a arma pode variar entre uma espada e um chicote laminado; Efeito 1: A lâmina está fundida em veneno que intensifica o sangramento | Ferro estígio | Beta | Espaço para uma gema | Status: 100% sem danos | Dano base: +10 de dano pelo efeito do veneno | Mágico | Comprado no Pandevie Magie]

Vestindo:
Velociraptor linha Luxo [ Nessa linha não é apenas o conforto que predomina, mas também o poder, apesar de aparentar ser um tênis comum, esse foi fabricado para auxiliar e estimular o semideus a melhorar seus movimentos em combate, o tornando mais forte e mais rápido | Efeito 1: O calçado muda de acordo com o dono e suas preferências, o tênis será alterado magicamente para o modelo que mais o agrada. Efeito 2: Promove +40% de velocidade ao portador. Efeito 3: Quando estiver com o tênis nos pés, golpes relacionados as pernas, como chutes ou saltos ganham 30% a mais de força | Material mágico especial |Sem espaço para gemas | Alfa | Status: 100% sem danos | Mágico | Comprado na Ferreli & García - Mode et style]

Leather Armor [Uma armadura leve unissex, composta mais por tecido reforçado e mágico do que por metais. É uma armadura do tipo leve, propícia para jogadores que buscam mais mobilidade e velocidade em seus movimentos. Ela pode ser considerada completa, por cobrir praticamente todo o corpo do seu usuário e incluir até mesmo um capuz que esconde o rosto. Ela possui muitas aberturas para se esconder armas de porte pequeno, como punhais, facas e adagas. | Efeito 1: Diminui os ruídos de movimento em 70%, tornando mais difícil escutar o portador dessa armadura enquanto se move. Efeito 2: aumenta em 25% a agilidade, equilíbrio e reflexo. Efeito 3: Ao usar o capuz, a presença do usuário reduz em 30%, tornando mais difícil de identifica-lo caso se dedique a ser mais discreto | Tecido reforçado e mágico | Beta | Espaço para uma gema Espaço para uma joia/gema | Status: 100%, sem danos | Mágico | Comprado no Ferreli & García - Mode et style]

Túnica do Mago Conjurador [Uma túnica unissex repleta de estilo e beleza, seu tecido é vermelho escuro e os adornos em dourado. O seu tecido mágico é melhor aproveitado por aqueles que possui magia correndo por suas veias, ou esse item será apenas um belo traje a ser usado, sem ter seus efeitos ativados | Efeito 1: Aumenta em 25% a força dos feitiços. Efeito 2: Aumenta a defesa mágica em 40% | Tecido mágico | Beta | Espaço para uma joia/gema | Status: 100%, sem danos | Mágico | Comprado na Ferreli & García - Mode et style]

MeyMey [Casaco de pele feminino que lembra vagamente um sobretudo na cor bege. Tem a aparência de estar sempre lindo, bem lavado e elegante, e o melhor de tudo? Tem um cheirinho gostoso de lavanda. | Efeito 1: Pode se transformar em outros tipos de casaco ao desejo do portador, mantendo-se fresco ou aquecido a depender do clima. Efeito 2: Pode deixar o portador invisível por até três turnos, sendo que, será preciso aguardar outros dois turnos para ativar seu efeito novamente. Esse casaco não oculta o cheiro do semideus, nem os ruídos provocados por ele. | Pele de Monkeyórato | Sem espaço para gemas | Alfa Prime | Status: 100% sem danos |Léndario | Treino especial, caça ao Monkeyórato]

Jóias:
Child of Light [Corrente de bronze com um pingente de prata em forma de coração no qual carrega a foto dos filhos e do companheiro. O pingente é cravejado com pequenas turmalinas que dão um brilho especial a peça | Aumenta em 5% de potência em toda cura realizada pelo portador da joia. | Bronze, prata e Turmalina | Sem espaço para gemas| Sigma | Status: 100% sem danos| Mágico | Presente de Lee Chae-rin]

• Anel [ Feito de um material negro que emite um brilho delicado em cores que variam de acordo com o grupo. O símbolo entalhado no anel é a representação do grupo que o semideus comanda, além disso o nome deste está gravado na parte de dentro. | Efeito: Quando o semideus entra em batalha usando o anel faz com que seus subordinados ganhem mais foco e seus comandos mais claros, criando +20% de motivação para aliados no campo de batalha. | Desconhecido. | Sem espaço para gemas. | Beta | Status 100%, sem danos. | Comum. | Esse item não entra na contagem de itens por ser um símbolo de liderança que pode ser usado a qualquer momento |  Sistema de medalhas]

• Flor de Cristal [Um anel negro com inscrições prateadas. Largura média e vistoso, nas laterais desenhos de rosas e "zzz" são intercalados em todo o perímetro. No centro do anel, na parte exposta, as iniciais "I & L" são gravados em letras cursivas. Pertence a Luna Minn | Mecanismo 1: Liga de Emissão de Sinal de Emergência(LEPE) é uma liga a base de prata e Césio, que quando aquecida emite um Pulso Radioativo, que pode ser captado pela mesma liga ou um aparelho de leitura de radioatividade; alcance do pulso de 150 metros // Mecanismo 2: Mecanismo de Pulso de Emergência(MPE). O Mecanismo é programado para liberar uma descarga elétrica de 12 volts diretamente na LEPE toda vez que o batimento do portador chegar a 30 batimentos por minuto, liberando um Pulso por Minuto| Titânio com liga de prata | Sem espaço para gemas | Beta | Status: 100% |Comum | Forjado por Beorn Jarbeorn]

• Corda de violão encantado [Uma corda de violão de aço, que pode formar o fio para um colar. | A corda, abençoada por Orfeu, o protege de ataques baseados no som ou ruídos, emudecendo os sons à sua volta uma vez por evento ou missão. | Aço | Sem espaço para gemas, mas pode usar pingentes, pois pode ser usado como o fio de colar | Alfa | 100%, sem danos | Mágico | Evento Cidade dos Monstros]

• Amuleto de Asas [ Um colar feito de ouro e ouro branco trançado com um pingente feito de uma pedra única e colorida como arco-íris, sendo que esta é totalmente negra em um ambiente sem luz. | Uma vez por narrativa o amuleto pode ser ativo, fazendo com que o semideus ganhe um par de asas perfeitamente funcionais por três turno inteiros. | Ouro, ouro branco e pedra desconhecida. | Sem espaço para gemas  | Beta. | Status 100%, sem danos. | Mágica. | Underworld's Poisons.]

• Mochila sem fundo [Mochila de prata com material simples, sem bolsos laterais, com um único zíper, uma única entrada e uma única saída.| Efeito 1: A mochila não possui fundo, foi encantada para caber inúmeros objetos, ou seja, seu espaço é infinito, tudo que você colocar dentro dela permanece ali, desde que passe pela parte de cima, ou seja, você precisa conseguir colocar o item pelo buraco, que é largo o suficiente para passar até uma panela de pressão. Para pegar o item de volta basta colocar a mão dentro da mochila e pensar nele, e ele retorna para suas mãos.| Efeito 2: A mochila permite ao semideus levar 3 itens a mais em missões e eventos, como uma forma de burlar as regras. Por exemplo, se o narrador estipulou apenas 1 item para a missão, o meio-sangue poderá levar essa mochila e com ela liberar mais 2 itens (pois ela conta como 1, gastando um dos 3 extras) | Indefinido | Sem espaço para gemas | Alfa | Status: 100% sem danos |Lendário e mágico | Comprado na Loja Especial do BO]

Outros (no bolso da armadura):
• Bússola Mágica [Tem a aparência de uma bússola comum, de cor dourada | Efeito 1: Possui a capacidade de sempre apontar em direção a um lugar em que o usuário já esteve podendo guia-lo de volta para esse ponto em específico. Ou em direção para alguém que o usuário possui um vínculo afetivo considerável (necessário ter conhecido on-game) | Ouro imperial | Sem espaço para gemas | Beta | Status: 100% sem danos| Mágico |Presente de natal de Evie]

Comidas de cura:
• Bombom de Morango [ Pequeno bombom de chocolate, recheado com morango, Néctar e Ambrosia | Ao consumi-lo, o personagem recupera automaticamente 100 MP e 100 HP. | Não usável durante a batalha, uso único, some após ser ingerido | Mágico | Evento, cidade dos monstros. ]

Biscoito de Natal – Feito de baunilha com gotinhas de chocolate. Possui o formato de uma rena e ao ser consumido pode recuperar 150 MP e 150 HP.

Habilidades Aprendidas:
Nome: Perícia Corporal I
Descrição: Treinar o corpo e a mente para tornar-se um melhor guerreiro é quase que uma obrigação de cada meio-sangue, caso ele deseje sobreviver nesse mundo louco. Assim sendo, depois de uma aula de perícias, o corpo do semideus foi condicionado e treinado para melhorar a agilidade, a esquiva e o reflexo.
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: +30% em agilidade, esquiva e reflexo.
Dano: Nenhum

Nome: Perícia Corporal II
Descrição: Treinar o corpo e a mente para tornar-se um melhor guerreiro é quase que uma obrigação de cada meio-sangue, caso ele deseje sobreviver nesse mundo louco. Assim sendo, depois de uma aula de perícias, o corpo do semideus foi condicionado e treinado para melhorar a resistência corporal. Irá se cansar mais dificilmente, estando preparado para realizar exercícios físicos mais complexos. Assim, possui um melhor desempenho em combate, podendo permanecer lutando mais tempo que outros.
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: +30% em resistência física.
Dano: Nenhum

Nome: Perícia Acrobática - Saltos
Descrição: Treinar a técnica de diversos saltos deu ao semideus a experiência necessária para aplicá-lo nas mais diversas situações, inclusive em combate ou durante a fuga. Com essa aula, você pode justificar movimentos mais complexos em sua narração, além de ter melhorado a sua condição física com o treinamento recebido.
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: +30% agilidade, flexibilidade e equilíbrio
Dano: Nenhum

Nome: Perícia em Ambidestria
Descrição: Depois de treinar, o semideus é capaz de usar ambas as mãos e pernas em combate, distribuindo força e equilíbrio necessário para já ter a mesma eficiência no uso. Será capaz de, por exemplo, usar duas armas ao mesmo tempo além de equilibrar-se mais fácil por ter ambas as pernas como dominantes.
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: +15% de força e equilíbrio.
Dano: Nenhum

Nome: Noção Básica de Tai Chi Chuan
Descrição: Tai Chi Chuan é uma arte marcial milenar espelhada no elemento água. O semideus é capaz de se tornar fluído como o rio, que serpenteia por entre as pedras sem nunca ser parado. O usuário desta técnica recebe um bônus de 30% de esquiva e 25% de Força de Vontade contra Medo ou Ilusão. Uma vez a cada dois turnos ele é capaz de golpear um membro do adversário, no músculo correto, e inutilizá-lo por 1 turno inteiro.
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: + 30% em Esquiva; + 25% em Força de Vontade contra Ilusão e Medo;
Dano: Dano de golpes em Tai Chi recebem 15HP, podendo ser somado com Noção Básica de Pugilismo, aumentando 25HP por soco.

Nome do poder: Rastreadores
Descrição: Habilidade que permite ao semideus encontrar e localizar monstros ou criaturas – como animais e até semideuses – através de rastros, pistas, odores, pegadas ou qualquer coisa que pode ser deixada para trás. Isso também permite encontras rastros que foram apagados, afinal, existem criaturas que conseguem mesclar seus rastros e até mesmo apaga-los ou disfarça-los. Semideuses com essa habilidade dificilmente serão enganados por pistas falsas, tendo mais chance de seguir um caminho certeiro, pois, sabem identificar o que foi forjado e criado do que realmente foi deixado para trás.
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum.
Bônus: +40% de chance de descobrir alguma coisa deixada para trás. + 30% de percepção. +50% de chance de não ser enganado por armadilhas ou rastros falsos deixados por terceiros para desvia-lo do caminho certo. Pode solicitar ao narrador que indiquem pistas do caminho certo a ser seguido.
Dano: Nenhum.

Nome do poder: Resiliência Semidivina
Descrição: Resiliência, dentre seus variados sentidos, pode significar a capacidade de se adaptar a diversas situações. Aqui, ela representa a habilidade dos filhos dos deuses de se adaptarem aos seus inimigos em combate, funcionando especificamente contra monstros. Enquanto em batalha, a cada turno que se passar, o semideus terá mais e mais vantagens contra seu oponente. Os bônus se explicam através do estudo da movimentação inimiga, além da observação de seus pontos fracos e identificação de áreas menos resistentes ou sensíveis em seus corpos.
Gasto de MP: Nenhum.
Gasto de HP: Nenhum.
Bônus: 20% de chance de acerto e esquiva quando enfrentando uma única criatura; 30% se for contra um Zumbi.
Dano: +20% de qualquer dano causado, se acertar em um dos pontos fracos identificados do monstro; 30% se for contra um Zumbi.
Extra: A cada turno, o bônus aumenta em 5%, podendo chegar no máximo a 40%; 50% se for contra um Zumbi.

Poderes Passivos:
Filhos de Perséfone:
Nome do poder: Beleza incomum I
Descrição: Os filhos de Perséfone possuem uma beleza bastante incomum. Belos como uma rosa, os mesmos possuem uma aura sombria que os torna bastante obscuros. Isso faz com que monstros e/ou semideuses sintam certa hesitação em avançar.
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: Irão evitar atacar o filho da deusa das flores no primeiro turno.
Dano: Nenhum

Nome do poder: Respiração
Descrição: Os filhos da deusa do submundo não tem dificuldade de respirar em locais com pressão baixa, e herdam essa característica de sua mãe. Assim sendo, lugares fechados, ou abaixo da terra, não o incomodam, seria o mesmo que respirar ao ar livre.
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: Sua respiração não se afeta em locais fechados, cavernas baixas, ou locais como o mundo inferior, muito abaixo da superfície.
Dano: Nenhum

Nome do poder: Comunicação com Mortos
Descrição: Consegue se comunicar com espíritos e entende-los perfeitamente, assim como conseguem identifica-los em campo, mas esses, não lhe obedecem, só podem lhe dar informações se forem persuadidos a tal.
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: Conseguem extrair informações dos mortos com alguma dificuldade.
Dano: Nenhum

Nome do poder: Olhar Infernal
Descrição: Os filhos da deusa do submundo não tem os olhos afetados pela noite, e podem enxergar tão bem no escuro, quanto no claro.
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: Poderão enxergar perfeitamente no escuro, desde que a escuridão não esteja envolvida pela magica de alguém.
Dano: Nenhum

Nome do poder: Esquiva I
Descrição: O semideus é mais ágil do que a maioria dos campistas, e aprende a se esquivar mais naturalmente, sendo veloz, e bastante escorregadio. Isso permite que em batalha, frente a frente com o inimigo, ele ganhe certa facilidade em defender e escapar de golpes de armas diretas contra si.
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: +20% de esquiva e velocidade
Dano: Nenhum

Nome do poder: Beleza Incomum II
Descrição: Nesse nível você se torna bastante intimidador, seja pela beleza ou pela aura escura que o cerca e faz com que você dificilmente seja o primeiro alvo dos monstros e/ou semideuses.
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: Nunca será atacado de primeira, no primeiro turno, inimigos sempre vão evitar atacar você, lhe dando a chance de começar fazendo estrago.
Dano: Nenhum

Nome do poder: Beleza Incomum III
Descrição: Em tal nível a atração que o semideus, prole de tal divindade, excerce é ainda maior, sendo comparado ao encanto dos filhos de Afrodite/Vênus. Fazendo com que o mesmo ganhe vantagens no campo de batalha.
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: Nunca será atacado de primeira, no primeiro turno, inimigos sempre vão evitar atacar você, lhe dando a chance de começar fazendo estrago. E, inimigos que permanecerem o observando, irão se tornar mais lentos.
Dano: Nenhum

Nome do poder: Esquiva II
Descrição: Se antes você era ágil, com certo treino, se tornou um gatuno ágil, em batalha, é mais rápido que a maioria dos campistas, e consegue se defender, se esquivar de forma rápida e eficaz, o que a maioria não consegue fazer.
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: +30% de esquiva e velocidade
Dano: Nenhum

Curandeiros de Asclépio:
Nome do poder: Percepção energética
Descrição: Todos os corpos são constituídos de energia, os curandeiros tem a capacidade de perceber essa energia, onde ela está mais forte ou mais fraca, assim como se essa energia está danificada ou não segue seu fluxo normal. Dessa maneira, um curandeiro pode perceber que há algo de errado com a energia vital de alguém
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: Permite perceber e localizar onde a energia vital está sendo perdida ou danificada, mas sem muita precisão. Pode notar que existe uma energia negativa ou interrupção da fluidez da energia em um braço ou no tórax.
Dano: Nenhum

Nome do poder: Agilidade I
Descrição: Os procedimentos médicos exigem certa agilidade, portanto, curandeiros são um pouco mais ágeis que os humanos normais.
Gasto de Mp: Nenhum.
Gasto de Hp: Nenhum.
Bônus: 10% agilidade
Dano:  Nenhum.

Nome do poder: Comunicação dos Curandeiros
Descrição: Não, não quer dizer que sua caligrafia é ruim, mas os curandeiros conseguem comunicarem-se telepaticamente com serpentes e cachorros, símbolos de Asclépio, bem como com outros curandeiros.
Gasto de Mp: Nenhum.
Gasto de Hp: Nenhum.
Bônus: Nenhum.
Dano: Nenhum.

Nome do poder: Agilidade II
Descrição: Os procedimentos médicos exigem certa agilidade, portanto, curandeiros são um pouco mais ágeis que os humanos normais.
Gasto de Mp: Nenhum.
Gasto de Hp: Nenhum.
Bônus: 15% agilidade
Dano:  Nenhum.

Nome do poder: Força aprimorada
Descrição: Carregar pacientes e imobilizar pacientes em estado de eclampsia e epilepsia exige força, por isso, os abençoados do deus Asclépio são mais fortes que o comum.
Gasto de Mp: Nenhum.
Gasto de Hp: Nenhum.
Bônus: 15% Força
Dano:  Nenhum.

Nome do poder: Convicção Inabalável
Descrição: Médicos não podem deixar-se abalar por nada: eles dificilmente ficarão assustados ou abalados com algo, assim como serão surpreendidos com menos eficácia e nenhuma mentira lhes escapa, embora às vezes os mentirosos mais hábeis, como os filhos de Éris, consigam ocultar em parte sua mentira. Omissão não é afetada, pois não é uma mentira.
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: Capazes de detectar facilmente mentiras de semideuses com nível igual ou inferior, exceto os semideuses com habilidades para tal.
Dano: Nenhum

Nome do poder: Resistência Mental
Descrição: Um curandeiro deve manter-se equilibrado mental e espiritualmente, dessa maneira, ataques mentais são menos efetivos nesses semideuses.
Gasto de Mp: Nenhum.
Gasto de Hp: Nenhum.
Bônus: + 25% de resistência a ataques mentais.
Dano: Nenhum.

Nome do poder: Agilidade III
Descrição: Os procedimentos médicos exigem certa agilidade, portanto, curandeiros são um pouco mais ágeis que os humanos normais.
Gasto de Mp: Nenhum.
Gasto de Hp: Nenhum.
Bônus: 20% agilidade
Dano:  Nenhum.

Poderes Ativos:
Curandeiros de Asclépio:
Nome do poder: Voz de Morfina
Descrição: O curandeiro poderá amenizar a dor de seus pacientes cantando uma melodia qualquer, inclusive induzir um paciente ao sono e ao coma induzido, mantendo-o num estado de dormência, como se o mesmo houvesse ingerido morfina.
Gasto de Mp: 30 MP
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: Induz estado de sonolência e inibe a dor.
Dano: Nenhum
Extra: Nenhum


life has made me
TOUGHER & STRONGER
avatar
Luna Minn
Imortais
Imortais

Mensagens : 861
Idade : 20
Localização : Camp Half Blood

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Immortality ✿

Mensagem por Luna Minn em Seg Mar 05, 2018 10:30 am

going to hell
PARTE 2. - OUT OF HELL


PALÁCIO DE HADES, SUBMUNDO.



- O que você queria? Que eu a deixasse lá fora junto com os seus mortos a perturbando daquele jeito? - A voz de uma mulher forte e de presença marcante ecoa pelo lugar, a de um homem tenta interromper e a voz feminina volta a interromper, eu nem ao menos ouso deixar pistas de que eu havia acordado. - Ela está viva, Hades, não pertence a você. Ela é minha filha! - A possessividade na voz da Deusa chegava a ser amedrontadora, e meu corpo não resiste em deixar um arrepio eriçar cada centímetro da minha pele.

- Ela está acordada. - A voz surpreendentemente não tão amedrontadora do Deus do inferno ressoa e então, quando sinto uma energia tão intensa e forte se aproximar do meu corpo, ouço um movimento no ar e um miado se distanciando, eu não sabia que existiam gatos no inferno. - Luna? - A voz mais perto de mim ressoa tão materna quanto eu jamais havia sonhado. Não consigo evitar abrir os olhos, puxando o ar pesadamente pelas narinas, para encarar aquela quem eu costumava chamar de mãe no acampamento.

Uma estranha sensação me atinge ao olhar os olhos mais azuis que eu já vira depois dos de Isaac e dos demais filhos de Zeus, eu não era nada parecida com ela, absolutamente nada parecida. Após alguns segundos sem dizer nada e em uma troca de olhares tanto preocupados da parte materna, quanto amedrontados de minha parte, Perséfone finalmente se distancia e me dá espaço para poder sentar no divã de veludo cor púrpura e ouro. - Hm, espero não ter atrapalhado nada. - Por Asclépio, que diabos eu estava falando? Noto minha mochila bem ao meu lado no divã, mas minhas vestes continuavam intactas em meu corpo.

Mordo o lábio inferior e mantenho o olhar fixo no chão de pedra, o local, que presumo ser o quarto da Deusa, era incrivelmente diferente do que eu imaginava, ela tinha a possibilidade de enfeitar tudo do jeito que ela preferia, era como eu em minha casa. Ao menos nisso tínhamos semelhanças, mesmo que singelas e à olhares de fora, imperceptíveis. - O que veio fazer aqui? - Os cabelos dourados e longos da mulher à minha frente contrastava tão bem com o vestido estilo grego antigo, nas cores não típicas branco e dourado, mas preto, roxo e dourado que ela usava, me fazendo levar tempo para responder sobre minhas intenções. Ela era linda, até mais do que a própria Afrodite, era o que diziam.

- Eu fui chamada. - Meus dentes mordiscavam nervosamente o lábio inferior, retirando peles secas e mortas do lugar, me lembro da reação da minha mãe enquanto Orfeu implorava para recuperar sua amada, uma reação de completa empatia. Aquilo era um sinal de que para esta situação eu poderia confiar completamente nela, talvez até mesmo conseguiria seu apoio e entendimento, isto se caso ela não tivesse mudado sua opinião depois da falha no resgate. - Eurídice me visitou através de sonhos por várias noites seguidas. - Explico toda a rotina dos sonhos e sobre como ser líder de um grupo deveras importante como os curandeiros havia me levado à seguir este meu destino, sem temer o que estivesse por vir.

- Orfeu ficará tão contente em saber que ainda há esperanças para sua história de amor! - Tão romântica quanto a própria primavera, Perséfone se contenta só de saber da notícia mostrando que nada havia mudado, mas logo sua expressão iluminada de alegria e vida, se torna em uma espécie de sombra enquanto ela se servia com vinho, provavelmente cortesia de Dionísio. - Eu posso trazê-la de volta! E é isso o que vim fazer, ela quer voltar! Por favor, me ajude, eu lhe imploro! - Minha mão agarra o colar com a imagem dos meus filhos e do meu noivo, eu não queria voltar para casa e decepcioná-los. Eu não queria decepcionar meus pequenos botões de rosas, queria trazer histórias de aventura emocionantes e orgulho pelo final com extremo sucesso, histórias que me deixassem feliz em contar para eles dormirem.

O olhar a Deusa vai de encontro com o objeto que eu segurava tão firmemente, e se depara com a aliança entalhada com as iniciais “I & L” em seu centro externo. - Luna, por que quer fazer isso? Nem Orfeu, nem Eurídice tem relação alguma com você. - A voz feminina ecoa mais uma vez, e a taça é levada a boca, os olhos azuis agora semicerrados me encaravam tão fixamente que me faz parar e respirar fundo. Eu tinha meus motivos, e aquela era a hora de expô-los, eu queria fazer isso de maneira clara e objetiva. Meus olhos se mantém sobre o corpo divino, ela era encantadora, quase hipnotizante.

- Me comovo com o trágico romance, tanto quanto você. Especialmente por você fazer parte desta história e, assim como o que você fez, quero poder também agir para unir Orfeu e Eurídice novamente. - Meus olhos se perdiam no preto profundo do vestido alheio, em minha imaginação, pinto como a relação do casal de noivos deveria ser e acaricio o colar, eu me identificava com a situação, não me perdoaria se eu perdesse Isaac por uma eternidade. - Eu sei que eu sou a única pessoa que pode e quer fazer isso por eles, mãe, eu sei que eu tenho a capacidade de uni-los mais uma vez. Acredito no amor que eles sentem, pois sinto o mesmo amor por Isaac e pelos meus filhos. - Volto a olhar para a mulher de aparência jovem à minha frente, que bebia o vinho agora em um gole só, parecendo comovida o suficiente com as palavras, era claro que ela não sabia nada sobre o que acontecia em minha vida, mas aquele já era um bom resumo.

- Vou te ajudar, mas Hades não irá saber, não deve saber. - O sussurrar chega aos meus ouvidos tão claro quanto a luz do dia. O olhar dela ia constantemente ao colar em meu pescoço, e então, deixando a taça agora vazia em cima de uma mesa de centro, se aproxima de mim e se senta ao meu lado no divã. - Posso vê-los? - A voz suave de Perséfone agora parecia um pouco hesitante, ela queria mesmo ver como meus filhos eram, não nego que aquilo mexeu muito comigo e com os meus sentimentos, talvez até mais do que à alguns minutos -ou horas, eu não sabia ao certo- atrás. - Claro. - Abro imediatamente o pingente, revelando as fotos de Seren e Haul de um lado e de Isaac do outro, a foto se modifica conforme as crianças iam crescendo.

Perséfone segura o pingente em suas mãos e pela primeira vez, vejo um sorriso aparecer em seu rosto, e ali, me encontrei diante de um espelho. Meu coração palpitava com a semelhança em nossos sorrisos e com a proximidade não esperada nunca em todos os meus vinte anos de vida, talvez aquilo fosse o mais próximo que eu jamais conseguiria chegar da minha própria mãe. Eu me perguntava como eu era como mãe, como meus filhos me veriam daqui a um tempo, afinal, eu cresci apenas com a presença feminina da minha avó paterna. - Prepare seu escape. - A Deusa fala voltando a olhar para mim e fechando o pingente, logo o deixando pousar suavemente em meu peito novamente, deixando o sorriso mais determinado do que antes, definitivamente éramos iguais neste sentido.

Eu sabia do que ela estava falando, para fugir do submundo sem ser notada, especialmente levando comigo, uma das almas de Hades que em breve não seria mais apenas uma alma, era preciso pelo menos uma pérola por pessoa. Respiro fundo e fecho os olhos, concretizando em minhas mãos, uma pérola em cada. Aquela era a primeira vez que eu fazia aquilo e sentir as pequenas bolinhas geladas em minhas mãos me fez ter certeza de que aquela era sim a mulher que me trouxe ao mundo, minha mãe.

- Vá, minha querida! - Aquelas eram as últimas palavras que Perséfone proferiu antes de me guiar pelo castelo de Hades por alguns longos minutos, ele era inteiro feito de pedras cinzas, a única coisa que trazia vida ao local era minha mãe. Evitando os locais que o rei do submundo geralmente frequentava, agora estávamos na porta -gigante- de entrada, com um breve e estranho tocar no meu ombro, a Deusa da primavera me olha direto nos olhos, como se me desejasse boa sorte. Dou um sorriso para ela como forma de agradecimento, afinal, definitivamente seria muito lhe dar um abraço.


CAMPOS DE ASFÓDELOS, SUBMUNDO.



Assim que piso na escadaria do palácio, começo a chamar por Eurídice mentalmente. Seria um desafio enorme ajudá-la e encontrá-la no meio de tantos fantasmas reunidos, eu tinha medo do que aquilo poderia trazer como consequência.

“Eurídice, por favor, venha até mim. Eurídice, por favor, apareça!” Repito diversas e diversas vezes a mesma frase, torcendo para que o espírito me encontrasse. Uso e abuso da minha habilidade psíquica, ou pelo menos o máximo do que eu achava que tinha por ser filha de Perséfone, enviando meus pensamentos para a meio sangue então fantasma. - Vamos... - Sussurro para mim mesma, evitando me aproximar tanto assim do campo de Asfódelos, mas depois de alguns minutos somente esperando, noto que seria completamente em vão.

Eu tinha que entrar ali de novo se quisesse achá-la, eu tinha que passar pelo campo, eu tinha que achá-la e levá-la comigo. Para não enlouquecer eu tinha algo que fora abençoado por Orfeu, aquilo seria o suficiente para atrair Eurídice? Eu não sabia, mas precisava tentar. Entro corajosamente entre os espíritos, em pouquíssimo tempo, tudo o que eu ouvia era pedidos desesperados de socorro, sons de desespero e desgosto. Me mantenho firme até o meu limite, eu não aguentaria mais alguns segundos com aquela bagunça enquanto eu corria para atravessar o campo, indo em direção do pavilhão de julgamento que havia logo depois dos portões.

“Vamos, Eurídice, apareça, só pegue a minha mão e venha comigo.” Falo mentalmente mais uma vez, repetindo e repetindo diversas e diversas vezes seguidas, finalmente ativando a corda de violão encantado, todos os sons à minha volta pareciam ter seu volume abaixado até que chegou no mudo. Ninguém mais me tocava enquanto eu corria, apenas me concentro em meus pensamentos-chamada, Eurídice deveria aparecer. Aquilo deveria ser o suficiente para atraí-la, ela sem dúvidas notaria a presença de Orfeu pelo meu colar.

Eu corria rápido, mas não tão rápido quanto corri enquanto chegava ao submundo, eu estava bem fisicamente, apesar da típica dor na batata da perna pelo esforço, eu conseguia me manter firme e forte, com passadas regulares e constantes. Sinto uma mão segurar a minha fortemente, trançando os dedos com os meus, e então a voz doce e melódica ressoa em minha mente. “Obrigada por vir, Luna!”. Aquela era Eurídice, eu precisava tirá-la dali o quanto antes. Apenas paro de andar para pegá-la no colo e começar a correr ainda mais rápido, indo até o meu limite, precisávamos sair do campo naquele mesmo instante, caso contrário, eu não conseguiria agir para salvá-la.

Eu estava feliz, completamente feliz que os meus esforços tinham dado certo. Eurídice estava comigo agora, e somente precisávamos de um lugar mais tranquilo para conseguir ressuscitá-la. Ela não poderia sair dos Campos de Asfódelos, já que sua alma estava presa naquele local, portanto, conforme vamos nos aproximando do extremo mais próximo do pavilhão de julgamentos, a coloco no chão, já ofegante e cansada pela corrida. Os olhos da filha de Apolo pareciam adquirir um brilho opaco pela emoção de ter conseguido me achar.

Eu ainda não escutava nada, portanto aquele era o melhor momento para a minha concentração, falo mentalmente para Eurídice, aquela era nossa maneira de nos comunicar. “Não deixe ninguém me atrapalhar.” Confiro se as pérolas estavam ainda no bolso da minha armadura de couro, caso não estivessem, eu teria que providenciar novas, mas para meu alívio, estavam as duas ali.

Posiciono minhas mãos sobre a cabeça e coração da semideusa, áreas vitais para a vida, fecho os olhos e respiro fundo, sentindo o perfume dos narcisos que minha Seren um dia me levou como um inocente aviso. Dou um sorriso materno e canalizo meus sentimentos positivos e a energia vital essencialmente sobre as palmas das minhas mãos, a concentração se elevando ao primeiro grau, e subindo para uma escala de concentração máxima. Eu pensava sobre a história de vida daquela ninfa-semideusa, eu pensava sobre a sua história de paixão com Orfeu, pensava em seu futuro de agora em diante.

A onda de energia vital que era transmitida àquela pessoa á minha frente me fazia sentir um tremeluzir do ar ao nosso redor, Eurídice estava voltando à vida, eu sentia sua energia voltando a aparecer, eu conseguir senti-la, não só espiritualmente, mas também, fisicamente. Ela estava ali. Não nego que aquelas ações fizeram o meu corpo tremer com a súbita queda em minha própria energia vital, mas a felicidade de estar me doando à alguém que merece continuar sua vida plena, fazendo outras vidas felizes, era tão grande que encobria inclusive o enjoo que começava a marcar presença. Naquele momento o efeito do colar já havia passado, e agora palavras de surpresa e admiração eram ouvidas pelos fantasmas que assistiram à cena.

Abro os olhos e encaro a agora, cheia de vida, mulher delicada e feminina à minha frente, como bem dizem, filhos de Apolo eram únicos e especiais. Pela primeira vez em um tempo, falo sem conseguir conter a felicidade com o sorriso largo que estampava meu rosto. - Mentalize Asclépio, ele está nos esperando. - Entrego uma pérola à semideusa e a instruo do que era necessário fazer, mas antes, atravessamos a linha de limite dos campos e finalmente, colocando as pérolas no chão e segurando as mãos firmemente, passando confiança e segurança, pisamos nas pérolas, mentalizando o mesmo hospital, o qual eu havia aberto o buraco para o submundo.


HOSPITAL CENTRAL, CHICAGO.



Quando sinto meus pés novamente em solo firme, sinto o enjoo aumentar significativamente, Deuses, aquela escapada era mesmo efetiva. Abro os olhos e me encontro na sala do médico-chefe do hospital, em sua mesa, uma plaquinha dourada escrito em Grego e Inglês, “Dr. Asclépio Smitch” sobrenome talvez inventado por questões de segurança divina. - Funcionou! - Ouço a voz da mulher atrás de mim, me fazendo imediatamente me virar para observá-la, sorrindo por pleno orgulho e emoção. O brilho nos olhos dela agora era um brilho vivo e intenso, ela estava viva. Eu trouxe Eurídice de volta à vida.

- Luna, estou muito orgulhoso! - A voz já familiar e reconfortante do Deus da cura chega até os meus ouvidos, me fazendo sentir um nó na garganta, que me fazia rir pelo nervosismo. Minha missão estava completa. - Obrigada! - É tudo o que consigo dizer de volta, eu mal pensava direito, era como se aquilo tudo fosse ainda muito surreal, quase utópico. - Obrigada, Luna! Você realmente me trouxe de volta! Preciso encontrar Orfeu. - E com isto, a semideusa me abraça tão forte quanto eu poderia imaginar que alguém recém-ressuscitado poderia abraçar alguém. O retribuo com surpresa e afeto, logo permitindo-a sair dos meus braços para alcançar o irmão, cena que observo com grande felicidade, eu sentia a vida aflorando de dentro daquela mulher, e ela estava completamente radiante, tanto quanto o sol.

Quando ela finalmente se vai e nos deixa à sós, Asclépio me pede para sentar na poltrona, onde ele relaxava e recebia algumas pessoas especiais, se sentando na poltrona da frente para poder me olhar com os olhos mais contentes que eu já o vi desde que me uni como sua devota. - Luna, o que você fez foi digno de uma curandeira de respeito. - Sorrio abaixando o olhar para o chão, em um ato involuntário e tímido, eu concordava, porém talvez fosse muita extravagância admitir isso à Asclépio. - Quero que se torne minha aprendiz, não somente aquela que coordena os meus curandeiros, mas também aquela que ensina e transforma suas vidas. - Eu não compreendia muito bem o que aquelas palavras queriam dizer, apenas sabia que era algo grande, talvez até mais do que eu merecesse de verdade.

- Me dê suas mãos, querida. - Asclépio pede, se inclinando sobre a poltrona e estendendo ambos os braços em minha direção, olho para as mãos de aparência macia e delicada como a de um ótimo neurocirurgião e as seguro com delicadeza e segurança. - Você se compromete, Luna, a se tornar meu braço direito e minha aprendiz por tempo indeterminado, abrindo mão de sua vida mortal? - Aquilo era algo grande e meus olhos se conectavam com os do Deus, proferindo com total e completa segurança das minhas palavras. - Sim, me comprometo. - E com aquilo, estava feito, uma promessa eterna. Agora eu servia Asclépio e somente à ele pela eternidade, sentia suas mãos firmes e poderosas sobre as minhas.

- Bem vinda à vida imortal, Luna.


Condição da Personagem:
HP: 850/930 (- 80 HP - Ressuscitando)
MP: 740/930 (- 30 MP x 2 - Pérolas Perdidas + - 100 MP - Ressuscitando)

Duplicador + FPA + Mapa utilizado como base:
Nome: Pacote intermediário de Dracmas - Nível 3
Descrição: Por 2 meses em OFF, todo ganho de dracmas do semideus é duplicado.(Valido até 14/03/2018)

FPA

Mapa do Submundo

Bênção requisitada:
Favor alterá-la conforme for necessário, caso a bênção seja aceita, aqui é só um exemplo do que eu quero para a Luna.

Cura eterna: A bênção de imortalidade recebida por Asclépio coloca Luna em uma posição de aprendiz do Deus da cura, portanto, a partir de agora, deverá devotar sua vida à cura e à família. A única consequência que sofrerá com a bênção, será ver as mudanças acontecendo no mundo constantemente, sejam boas ou ruins, e ver aqueles que ama morrer conforme seu tempo chegar, após isso ocorrer, viverá com Asclépio, na jornada eterna de cura. Com esta bênção, por Asclépio ser filho de Apolo, Luna ganha uma porcentagem dos poderes de Apolo. (caso tiver mais sentido,
a cada x curas realizadas, desbloquear x poderes de Apolo e assim por diante).

Tatuagens:
Invicto | Inteligência | Um galho com pequenas flores e folhas em suas ramificações. (Imagem ilustrativa) | Amplia a mente do semideus, o fazendo aprender mais rapidamente tudo que lhe é ensinado. Além disso, sua capacidade de descobrir coisas e sua percepção sobre situações aumenta em 20%, seus planos e estratégias com isso, ganham bônus de 20% de chance para darem certo| Ainda recebe bônus de 5% em habilidades adquiridas em aula. | Nuca | Marca pequena | Permanente.

IPeper | Percepção | Um galho com pequenas flores e folhas em suas ramificações. (Imagem ilustrativa) | Aumenta a percepção do semideus em +30%, aumentando as chances de descobrir algo ou alguma coisa, além de reduzir as chances de ser enganado por meio de palavras, rastros e pistas forjadas, entre outras coisas. Além disso, ele fica mais habilidoso quando está procurando por algo ou alguma coisa, e as chances de encontrar rastros, pistas ou coisas deixadas, também se torna maior.| Tornozelo (interno) | marca pequena | Permanente.

Itens:
Itens usados/citados:
• Corda de violão encantado [Uma corda de violão de aço, que pode formar o fio para um colar. | A corda, abençoada por Orfeu, o protege de ataques baseados no som ou ruídos, emudecendo os sons à sua volta uma vez por evento ou missão. | Aço | Sem espaço para gemas, mas pode usar pingentes, pois pode ser usado como o fio de colar | Alfa | 100%, sem danos | Mágico | Evento Cidade dos Monstros]

• Flor de Cristal [Um anel negro com inscrições prateadas. Largura média e vistoso, nas laterais desenhos de rosas e "zzz" são intercalados em todo o perímetro. No centro do anel, na parte exposta, as iniciais "I & L" são gravados em letras cursivas. Pertence a Luna Minn | Mecanismo 1: Liga de Emissão de Sinal de Emergência(LEPE) é uma liga a base de prata e Césio, que quando aquecida emite um Pulso Radioativo, que pode ser captado pela mesma liga ou um aparelho de leitura de radioatividade; alcance do pulso de 150 metros // Mecanismo 2: Mecanismo de Pulso de Emergência(MPE). O Mecanismo é programado para liberar uma descarga elétrica de 12 volts diretamente na LEPE toda vez que o batimento do portador chegar a 30 batimentos por minuto, liberando um Pulso por Minuto| Titânio com liga de prata | Sem espaço para gemas | Beta | Status: 100% |Comum | Forjado por Beorn Jarbeorn]

Child of Light [Corrente de bronze com um pingente de prata em forma de coração no qual carrega a foto dos filhos e do companheiro. O pingente é cravejado com pequenas turmalinas que dão um brilho especial a peça | Aumenta em 5% de potência em toda cura realizada pelo portador da joia. | Bronze, prata e Turmalina | Sem espaço para gemas| Sigma | Status: 100% sem danos| Mágico | Presente de Lee Chae-rin]

Leather Armor [Uma armadura leve unissex, composta mais por tecido reforçado e mágico do que por metais. É uma armadura do tipo leve, propícia para jogadores que buscam mais mobilidade e velocidade em seus movimentos. Ela pode ser considerada completa, por cobrir praticamente todo o corpo do seu usuário e incluir até mesmo um capuz que esconde o rosto. Ela possui muitas aberturas para se esconder armas de porte pequeno, como punhais, facas e adagas. | Efeito 1: Diminui os ruídos de movimento em 70%, tornando mais difícil escutar o portador dessa armadura enquanto se move. Efeito 2: aumenta em 25% a agilidade, equilíbrio e reflexo. Efeito 3: Ao usar o capuz, a presença do usuário reduz em 30%, tornando mais difícil de identifica-lo caso se dedique a ser mais discreto | Tecido reforçado e mágico | Beta | Espaço para uma gema Espaço para uma joia/gema | Status: 100%, sem danos | Mágico | Comprado no Ferreli & García - Mode et style]

Velociraptor linha Luxo [ Nessa linha não é apenas o conforto que predomina, mas também o poder, apesar de aparentar ser um tênis comum, esse foi fabricado para auxiliar e estimular o semideus a melhorar seus movimentos em combate, o tornando mais forte e mais rápido | Efeito 1: O calçado muda de acordo com o dono e suas preferências, o tênis será alterado magicamente para o modelo que mais o agrada. Efeito 2: Promove +40% de velocidade ao portador. Efeito 3: Quando estiver com o tênis nos pés, golpes relacionados as pernas, como chutes ou saltos ganham 30% a mais de força | Material mágico especial |Sem espaço para gemas | Alfa | Status: 100% sem danos | Mágico | Comprado na Ferreli & García - Mode et style]

• Mochila sem fundo [Mochila de prata com material simples, sem bolsos laterais, com um único zíper, uma única entrada e uma única saída.| Efeito 1: A mochila não possui fundo, foi encantada para caber inúmeros objetos, ou seja, seu espaço é infinito, tudo que você colocar dentro dela permanece ali, desde que passe pela parte de cima, ou seja, você precisa conseguir colocar o item pelo buraco, que é largo o suficiente para passar até uma panela de pressão. Para pegar o item de volta basta colocar a mão dentro da mochila e pensar nele, e ele retorna para suas mãos.| Efeito 2: A mochila permite ao semideus levar 3 itens a mais em missões e eventos, como uma forma de burlar as regras. Por exemplo, se o narrador estipulou apenas 1 item para a missão, o meio-sangue poderá levar essa mochila e com ela liberar mais 2 itens (pois ela conta como 1, gastando um dos 3 extras) | Indefinido | Sem espaço para gemas | Alfa | Status: 100% sem danos |Lendário e mágico | Comprado na Loja Especial do BO]

Itens levados:
Armas/Escudos:
• Escudo Auxiliador [Um escudo de aparência comum que, a princípio, parece ser mais velho e desgastado, porém não se engane. O seu formato e redondo, se encaixando no pulso do semideus que o porta, deixando a mão do mesmo livre, já que o encaixe é no pulso e antebraço. | Ao ativar o efeito o escudo torna-se transparente e seu peso torna-se nulo, permitindo que o semideus porte armas ou quaisquer objetos no mesmo braço onde encontra-se o escudo, como se não estivesse com nada preso ao braço. O escudo também se expande, podendo englobar o semideus e mais outra pessoa, sendo indispensável em curas em batalha, por exemplo. Ambos os efeitos podem ser ativados simultaneamente, entretanto só podem ser ativos uma vez por missão/evento etc, durando dois turnos. | Ouro Imperial. | Não possui espaço para gemas. | Resistência beta | 100%, sem danos. | Nível 3. | Lendária. | 10 de HP (caso seja utilizado para atingir outros semideuses). | Presente de Reclamação do grupo Curandeiros de Asclépio/Esculápio.]

Dragon Staff [Um cajado mágico, tendo utilidade apenas para aqueles que possuem o dom da magia. Tem um metro e meio de altura e em seu topo há um adorno feito em ouro imperial em forma de cabeça de dragão. Na boca, há o espaço para ser acrescentado uma gema mágica. O cajado possui runas de proteção e que facilitam o uso feitiços | Efeito 1: O cajado cria um escudo translúcido a frente, com 1,5m de altura e 1m de largura, possuindo um brilho esbranquiçado e círculos mágicos de tons azuis e esverdeados. Esse escudo funciona com a mesma propriedade que teria um escudo de resistência alfa, durando 2 turnos. É necessário um intervalo de um turno para que funcione novamente a capacidade de gerar o escudo; Efeito 2: Aumenta em +30% as chances de sucesso ao lançar um feitiço, auxiliando quando o inimigo for aparentemente mais forte. Esse efeito também diminui o gasto de energia ao usar feitiços em 25% | Madeira Reforçada e Ouro Imperial | Beta | Espaço para uma gema | Status: 100%, sem danos | Mágico | Comprado no Pandevie Magie]

Dark Scorpion [Uma espada de tamanho mediano, podendo ser empunhada por uma ou duas mãos. O corte é duplo e é feita de ferro estígio com um mecanismo interno. Esse mecanismo é acionado quando um botão é pressionado na guarda de mão, fazendo com que a lâmina se divida em vários pedaços e se transforme em um chicote laminado de 3 metros e meio de cumprimento. Para fazer com que a lâmina volte ao estado normal, basta apertar o mesmo botão duas vezes | Efeito de mecanismo: graças ao sistema interno a arma pode variar entre uma espada e um chicote laminado; Efeito 1: A lâmina está fundida em veneno que intensifica o sangramento | Ferro estígio | Beta | Espaço para uma gema | Status: 100% sem danos | Dano base: +10 de dano pelo efeito do veneno | Mágico | Comprado no Pandevie Magie]

Vestindo:
Velociraptor linha Luxo [ Nessa linha não é apenas o conforto que predomina, mas também o poder, apesar de aparentar ser um tênis comum, esse foi fabricado para auxiliar e estimular o semideus a melhorar seus movimentos em combate, o tornando mais forte e mais rápido | Efeito 1: O calçado muda de acordo com o dono e suas preferências, o tênis será alterado magicamente para o modelo que mais o agrada. Efeito 2: Promove +40% de velocidade ao portador. Efeito 3: Quando estiver com o tênis nos pés, golpes relacionados as pernas, como chutes ou saltos ganham 30% a mais de força | Material mágico especial |Sem espaço para gemas | Alfa | Status: 100% sem danos | Mágico | Comprado na Ferreli & García - Mode et style]

Leather Armor [Uma armadura leve unissex, composta mais por tecido reforçado e mágico do que por metais. É uma armadura do tipo leve, propícia para jogadores que buscam mais mobilidade e velocidade em seus movimentos. Ela pode ser considerada completa, por cobrir praticamente todo o corpo do seu usuário e incluir até mesmo um capuz que esconde o rosto. Ela possui muitas aberturas para se esconder armas de porte pequeno, como punhais, facas e adagas. | Efeito 1: Diminui os ruídos de movimento em 70%, tornando mais difícil escutar o portador dessa armadura enquanto se move. Efeito 2: aumenta em 25% a agilidade, equilíbrio e reflexo. Efeito 3: Ao usar o capuz, a presença do usuário reduz em 30%, tornando mais difícil de identifica-lo caso se dedique a ser mais discreto | Tecido reforçado e mágico | Beta | Espaço para uma gema Espaço para uma joia/gema | Status: 100%, sem danos | Mágico | Comprado no Ferreli & García - Mode et style]

Túnica do Mago Conjurador [Uma túnica unissex repleta de estilo e beleza, seu tecido é vermelho escuro e os adornos em dourado. O seu tecido mágico é melhor aproveitado por aqueles que possui magia correndo por suas veias, ou esse item será apenas um belo traje a ser usado, sem ter seus efeitos ativados | Efeito 1: Aumenta em 25% a força dos feitiços. Efeito 2: Aumenta a defesa mágica em 40% | Tecido mágico | Beta | Espaço para uma joia/gema | Status: 100%, sem danos | Mágico | Comprado na Ferreli & García - Mode et style]

MeyMey [Casaco de pele feminino que lembra vagamente um sobretudo na cor bege. Tem a aparência de estar sempre lindo, bem lavado e elegante, e o melhor de tudo? Tem um cheirinho gostoso de lavanda. | Efeito 1: Pode se transformar em outros tipos de casaco ao desejo do portador, mantendo-se fresco ou aquecido a depender do clima. Efeito 2: Pode deixar o portador invisível por até três turnos, sendo que, será preciso aguardar outros dois turnos para ativar seu efeito novamente. Esse casaco não oculta o cheiro do semideus, nem os ruídos provocados por ele. | Pele de Monkeyórato | Sem espaço para gemas | Alfa Prime | Status: 100% sem danos |Léndario | Treino especial, caça ao Monkeyórato]

Jóias:
Child of Light [Corrente de bronze com um pingente de prata em forma de coração no qual carrega a foto dos filhos e do companheiro. O pingente é cravejado com pequenas turmalinas que dão um brilho especial a peça | Aumenta em 5% de potência em toda cura realizada pelo portador da joia. | Bronze, prata e Turmalina | Sem espaço para gemas| Sigma | Status: 100% sem danos| Mágico | Presente de Lee Chae-rin]

• Anel [ Feito de um material negro que emite um brilho delicado em cores que variam de acordo com o grupo. O símbolo entalhado no anel é a representação do grupo que o semideus comanda, além disso o nome deste está gravado na parte de dentro. | Efeito: Quando o semideus entra em batalha usando o anel faz com que seus subordinados ganhem mais foco e seus comandos mais claros, criando +20% de motivação para aliados no campo de batalha. | Desconhecido. | Sem espaço para gemas. | Beta | Status 100%, sem danos. | Comum. | Esse item não entra na contagem de itens por ser um símbolo de liderança que pode ser usado a qualquer momento |  Sistema de medalhas]

• Flor de Cristal [Um anel negro com inscrições prateadas. Largura média e vistoso, nas laterais desenhos de rosas e "zzz" são intercalados em todo o perímetro. No centro do anel, na parte exposta, as iniciais "I & L" são gravados em letras cursivas. Pertence a Luna Minn | Mecanismo 1: Liga de Emissão de Sinal de Emergência(LEPE) é uma liga a base de prata e Césio, que quando aquecida emite um Pulso Radioativo, que pode ser captado pela mesma liga ou um aparelho de leitura de radioatividade; alcance do pulso de 150 metros // Mecanismo 2: Mecanismo de Pulso de Emergência(MPE). O Mecanismo é programado para liberar uma descarga elétrica de 12 volts diretamente na LEPE toda vez que o batimento do portador chegar a 30 batimentos por minuto, liberando um Pulso por Minuto| Titânio com liga de prata | Sem espaço para gemas | Beta | Status: 100% |Comum | Forjado por Beorn Jarbeorn]

• Corda de violão encantado [Uma corda de violão de aço, que pode formar o fio para um colar. | A corda, abençoada por Orfeu, o protege de ataques baseados no som ou ruídos, emudecendo os sons à sua volta uma vez por evento ou missão. | Aço | Sem espaço para gemas, mas pode usar pingentes, pois pode ser usado como o fio de colar | Alfa | 100%, sem danos | Mágico | Evento Cidade dos Monstros]

• Amuleto de Asas [ Um colar feito de ouro e ouro branco trançado com um pingente feito de uma pedra única e colorida como arco-íris, sendo que esta é totalmente negra em um ambiente sem luz. | Uma vez por narrativa o amuleto pode ser ativo, fazendo com que o semideus ganhe um par de asas perfeitamente funcionais por três turno inteiros. | Ouro, ouro branco e pedra desconhecida. | Sem espaço para gemas  | Beta. | Status 100%, sem danos. | Mágica. | Underworld's Poisons.]

• Mochila sem fundo [Mochila de prata com material simples, sem bolsos laterais, com um único zíper, uma única entrada e uma única saída.| Efeito 1: A mochila não possui fundo, foi encantada para caber inúmeros objetos, ou seja, seu espaço é infinito, tudo que você colocar dentro dela permanece ali, desde que passe pela parte de cima, ou seja, você precisa conseguir colocar o item pelo buraco, que é largo o suficiente para passar até uma panela de pressão. Para pegar o item de volta basta colocar a mão dentro da mochila e pensar nele, e ele retorna para suas mãos.| Efeito 2: A mochila permite ao semideus levar 3 itens a mais em missões e eventos, como uma forma de burlar as regras. Por exemplo, se o narrador estipulou apenas 1 item para a missão, o meio-sangue poderá levar essa mochila e com ela liberar mais 2 itens (pois ela conta como 1, gastando um dos 3 extras) | Indefinido | Sem espaço para gemas | Alfa | Status: 100% sem danos |Lendário e mágico | Comprado na Loja Especial do BO]

Outros (no bolso da armadura):
• Bússola Mágica [Tem a aparência de uma bússola comum, de cor dourada | Efeito 1: Possui a capacidade de sempre apontar em direção a um lugar em que o usuário já esteve podendo guia-lo de volta para esse ponto em específico. Ou em direção para alguém que o usuário possui um vínculo afetivo considerável (necessário ter conhecido on-game) | Ouro imperial | Sem espaço para gemas | Beta | Status: 100% sem danos| Mágico |Presente de natal de Evie]

Comidas de cura:
• Bombom de Morango [ Pequeno bombom de chocolate, recheado com morango, Néctar e Ambrosia | Ao consumi-lo, o personagem recupera automaticamente 100 MP e 100 HP. | Não usável durante a batalha, uso único, some após ser ingerido | Mágico | Evento, cidade dos monstros. ]

Biscoito de Natal – Feito de baunilha com gotinhas de chocolate. Possui o formato de uma rena e ao ser consumido pode recuperar 150 MP e 150 HP.

Habilidades Aprendidas:
Nome: Perícia Corporal I
Descrição: Treinar o corpo e a mente para tornar-se um melhor guerreiro é quase que uma obrigação de cada meio-sangue, caso ele deseje sobreviver nesse mundo louco. Assim sendo, depois de uma aula de perícias, o corpo do semideus foi condicionado e treinado para melhorar a agilidade, a esquiva e o reflexo.
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: +30% em agilidade, esquiva e reflexo.
Dano: Nenhum

Nome: Perícia Corporal II
Descrição: Treinar o corpo e a mente para tornar-se um melhor guerreiro é quase que uma obrigação de cada meio-sangue, caso ele deseje sobreviver nesse mundo louco. Assim sendo, depois de uma aula de perícias, o corpo do semideus foi condicionado e treinado para melhorar a resistência corporal. Irá se cansar mais dificilmente, estando preparado para realizar exercícios físicos mais complexos. Assim, possui um melhor desempenho em combate, podendo permanecer lutando mais tempo que outros.
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: +30% em resistência física.
Dano: Nenhum

Nome: Perícia Acrobática - Saltos
Descrição: Treinar a técnica de diversos saltos deu ao semideus a experiência necessária para aplicá-lo nas mais diversas situações, inclusive em combate ou durante a fuga. Com essa aula, você pode justificar movimentos mais complexos em sua narração, além de ter melhorado a sua condição física com o treinamento recebido.
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: +30% agilidade, flexibilidade e equilíbrio
Dano: Nenhum

Nome: Noção Básica de Tai Chi Chuan
Descrição: Tai Chi Chuan é uma arte marcial milenar espelhada no elemento água. O semideus é capaz de se tornar fluído como o rio, que serpenteia por entre as pedras sem nunca ser parado. O usuário desta técnica recebe um bônus de 30% de esquiva e 25% de Força de Vontade contra Medo ou Ilusão. Uma vez a cada dois turnos ele é capaz de golpear um membro do adversário, no músculo correto, e inutilizá-lo por 1 turno inteiro.
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: + 30% em Esquiva; + 25% em Força de Vontade contra Ilusão e Medo;
Dano: Dano de golpes em Tai Chi recebem 15HP, podendo ser somado com Noção Básica de Pugilismo, aumentando 25HP por soco.

Nome do poder: Rastreadores
Descrição: Habilidade que permite ao semideus encontrar e localizar monstros ou criaturas – como animais e até semideuses – através de rastros, pistas, odores, pegadas ou qualquer coisa que pode ser deixada para trás. Isso também permite encontras rastros que foram apagados, afinal, existem criaturas que conseguem mesclar seus rastros e até mesmo apaga-los ou disfarça-los. Semideuses com essa habilidade dificilmente serão enganados por pistas falsas, tendo mais chance de seguir um caminho certeiro, pois, sabem identificar o que foi forjado e criado do que realmente foi deixado para trás.
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum.
Bônus: +40% de chance de descobrir alguma coisa deixada para trás. + 30% de percepção. +50% de chance de não ser enganado por armadilhas ou rastros falsos deixados por terceiros para desvia-lo do caminho certo. Pode solicitar ao narrador que indiquem pistas do caminho certo a ser seguido.
Dano: Nenhum.

Poderes Passivos:
Filhos de Perséfone:
Nome do poder: Beleza incomum I
Descrição: Os filhos de Perséfone possuem uma beleza bastante incomum. Belos como uma rosa, os mesmos possuem uma aura sombria que os torna bastante obscuros. Isso faz com que monstros e/ou semideuses sintam certa hesitação em avançar.
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: Irão evitar atacar o filho da deusa das flores no primeiro turno.
Dano: Nenhum

Nome do poder: Respiração
Descrição: Os filhos da deusa do submundo não tem dificuldade de respirar em locais com pressão baixa, e herdam essa característica de sua mãe. Assim sendo, lugares fechados, ou abaixo da terra, não o incomodam, seria o mesmo que respirar ao ar livre.
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: Sua respiração não se afeta em locais fechados, cavernas baixas, ou locais como o mundo inferior, muito abaixo da superfície.
Dano: Nenhum

Nome do poder: Comunicação com Mortos
Descrição: Consegue se comunicar com espíritos e entende-los perfeitamente, assim como conseguem identifica-los em campo, mas esses, não lhe obedecem, só podem lhe dar informações se forem persuadidos a tal.
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: Conseguem extrair informações dos mortos com alguma dificuldade.
Dano: Nenhum

Nome do poder: Olhar Infernal
Descrição: Os filhos da deusa do submundo não tem os olhos afetados pela noite, e podem enxergar tão bem no escuro, quanto no claro.
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: Poderão enxergar perfeitamente no escuro, desde que a escuridão não esteja envolvida pela magica de alguém.
Dano: Nenhum

Nome do poder: Esquiva I
Descrição: O semideus é mais ágil do que a maioria dos campistas, e aprende a se esquivar mais naturalmente, sendo veloz, e bastante escorregadio. Isso permite que em batalha, frente a frente com o inimigo, ele ganhe certa facilidade em defender e escapar de golpes de armas diretas contra si.
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: +20% de esquiva e velocidade
Dano: Nenhum

Nome do poder: Beleza Incomum II
Descrição: Nesse nível você se torna bastante intimidador, seja pela beleza ou pela aura escura que o cerca e faz com que você dificilmente seja o primeiro alvo dos monstros e/ou semideuses.
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: Nunca será atacado de primeira, no primeiro turno, inimigos sempre vão evitar atacar você, lhe dando a chance de começar fazendo estrago.
Dano: Nenhum

Nome do poder: Beleza Incomum III
Descrição: Em tal nível a atração que o semideus, prole de tal divindade, excerce é ainda maior, sendo comparado ao encanto dos filhos de Afrodite/Vênus. Fazendo com que o mesmo ganhe vantagens no campo de batalha.
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: Nunca será atacado de primeira, no primeiro turno, inimigos sempre vão evitar atacar você, lhe dando a chance de começar fazendo estrago. E, inimigos que permanecerem o observando, irão se tornar mais lentos.
Dano: Nenhum

Nome do poder: Esquiva II
Descrição: Se antes você era ágil, com certo treino, se tornou um gatuno ágil, em batalha, é mais rápido que a maioria dos campistas, e consegue se defender, se esquivar de forma rápida e eficaz, o que a maioria não consegue fazer.
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: +30% de esquiva e velocidade
Dano: Nenhum

Curandeiros de Asclépio:
Nome do poder: Aura apaziguadora
Descrição: Um bom curandeiro tem que apaziguar o coração dos feridos e familiares, portanto você possui uma aura pacifista que acalenta os corações dos enfermos e familiares.
Gasto de Mp: Nenhum.
Gasto de Hp: Nenhum.
Bônus: O poder irá apenas funcionar caso o indivíduo esteja possuído.
Dano: Nenhum.

Nome do poder: Percepção energética
Descrição: Todos os corpos são constituídos de energia, os curandeiros tem a capacidade de perceber essa energia, onde ela está mais forte ou mais fraca, assim como se essa energia está danificada ou não segue seu fluxo normal. Dessa maneira, um curandeiro pode perceber que há algo de errado com a energia vital de alguém
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: Permite perceber e localizar onde a energia vital está sendo perdida ou danificada, mas sem muita precisão. Pode notar que existe uma energia negativa ou interrupção da fluidez da energia em um braço ou no tórax.
Dano: Nenhum

Nome do poder: Agilidade I
Descrição: Os procedimentos médicos exigem certa agilidade, portanto, curandeiros são um pouco mais ágeis que os humanos normais.
Gasto de Mp: Nenhum.
Gasto de Hp: Nenhum.
Bônus: 10% agilidade
Dano:  Nenhum.

Nome do poder: Agilidade II
Descrição: Os procedimentos médicos exigem certa agilidade, portanto, curandeiros são um pouco mais ágeis que os humanos normais.
Gasto de Mp: Nenhum.
Gasto de Hp: Nenhum.
Bônus: 15% agilidade
Dano:  Nenhum.

Nome do poder: Força aprimorada
Descrição: Carregar pacientes e imobilizar pacientes em estado de eclampsia e epilepsia exige força, por isso, os abençoados do deus Asclépio são mais fortes que o comum.
Gasto de Mp: Nenhum.
Gasto de Hp: Nenhum.
Bônus: 15% Força
Dano:  Nenhum.

Nome do poder: Convicção Inabalável
Descrição: Médicos não podem deixar-se abalar por nada: eles dificilmente ficarão assustados ou abalados com algo, assim como serão surpreendidos com menos eficácia e nenhuma mentira lhes escapa, embora às vezes os mentirosos mais hábeis, como os filhos de Éris, consigam ocultar em parte sua mentira. Omissão não é afetada, pois não é uma mentira.
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: Capazes de detectar facilmente mentiras de semideuses com nível igual ou inferior, exceto os semideuses com habilidades para tal.
Dano: Nenhum

Nome do poder: Resistência Mental
Descrição: Um curandeiro deve manter-se equilibrado mental e espiritualmente, dessa maneira, ataques mentais são menos efetivos nesses semideuses.
Gasto de Mp: Nenhum.
Gasto de Hp: Nenhum.
Bônus: + 25% de resistência a ataques mentais.
Dano: Nenhum.

Nome do poder: Agilidade III
Descrição: Os procedimentos médicos exigem certa agilidade, portanto, curandeiros são um pouco mais ágeis que os humanos normais.
Gasto de Mp: Nenhum.
Gasto de Hp: Nenhum.
Bônus: 20% agilidade
Dano:  Nenhum.

Poderes Ativos:
Filhos de Perséfone:
Nome do poder: Perolas Perdidas
Descrição: Sua mãe espalhou diversas perolas pelo mundo dos humanos, essas, são capazes de tirar uma pessoa do inferno num piscar de olhos. É uma maneira segura de sair sem ser pego. Tais perolas, tem uma aparência esverdeada e única, e para usa-las, basta pisar sobre elas e imaginar o lugar para onde deseja ir. Os filhos da deusa, conseguem conjurar, recriar, ou invocar tais perolas, para ajudá-lo em uma fuga rápida do inferno, ou dá-las de presente aos seus amigos.
Gasto de Mp: 30 MP (por perola).
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: Nenhum
Dano: Nenhum
Extra: Permitem uma fuga rápida para o local que você desejar ir, incluindo, sair do submundo.

Curandeiros de Asclépio:
Nome do poder: Ressuscitando
Descrição: Apenas levantando suas mãos e colocando suas mãos sobre um aliado falecido, poderá transferir parte de sua energia vital e fazer que o mesmo volta a sua vida resgatando sua alma dos domínios de Hades.
Gasto de Mp: 100 MP
Gasto de Hp: 80HP
Bônus: 80 de HP e MP para o ressuscitado.
Dano: Nenhum
Extra: Nenhum


Última edição por Luna Minn em Ter Mar 06, 2018 8:14 am, editado 1 vez(es)


life has made me
TOUGHER & STRONGER
avatar
Luna Minn
Imortais
Imortais

Mensagens : 861
Idade : 20
Localização : Camp Half Blood

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Immortality ✿

Mensagem por Luna Minn em Seg Mar 05, 2018 10:47 am

going to hell
CÁLCULOS BÔNUS - % PASSIVAS


• Agilidade (+ 35% + 35% + 10% + 15% + 20% + 25%): + 140%
• Assertividade (+40% + 25%): + 65%
• Esquiva (+ 35% + 35% + 25% + 20% + 30%): +145%
• Velocidade (+ 20% + 30% + 40%): + 90%
• Reflexo (+35% + 25%): + 60%
• Equilíbrio (+ 35% + 20% + 25%): + 80%
• Resistência: + 35%
• Flexibilidade: + 35%
• Força (+ 20% + 15%): + 35%
• Resistência a ataques mentais (ilusão e medo) (+ 30% + 25%): + 55%
• Percepção (+ 35% + 20% +30%): + 85%
• Descobrir coisas (+ 45% + 20% + 30%): + 95%
• Força nas pernas: + 30%
• Eficiência de planos e estratégias: + 20%
• Bônus em habilidades aprendidas em aulas: + 5% (já computado anteriormente)
• Potência de cura: + 5%

• Ruídos de movimento: - 70%
• Presença: - 30%
• Chances de cair em armadilhas (- 55% - 30%): - 85%


life has made me
TOUGHER & STRONGER
avatar
Luna Minn
Imortais
Imortais

Mensagens : 861
Idade : 20
Localização : Camp Half Blood

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Immortality ✿

Mensagem por Deimos em Qua Mar 14, 2018 9:50 pm


O Preço da Imortalidade

Luna possuía um sorriso largo em seu rosto, tão largo que suas bochechas doíam. Asclépio denotava em seu rosto um orgulho desmedido de sua pupila, da melhor delas. A líder de suas escolhidas. A única que teve capacidade e coragem de fazer o mesmo que o próprio deus o fizera.


Longe dali, Eurídice descia as escadas faceira e, diante da primeira esquina, encontrou um homem que a observou de cima a baixo. Não era muito normal ver uma garota, em trajes gregos, andando pelo hospital. A sua beleza era estonteante, além do divino, de modo que ele continuou a observá-la quando ela passou por ele, ainda descendo as escadarias.

Seus pés descalços ficavam irritados com o chão, novamente em contato com sua pele, mas ela pouco se importava. Estava cheia de vida novamente, radiante. Ela precisava encontrar seu amor, Orfeu. Quanto tempo havia se passado? Uma semana? Um mês? Um ano? Ela não sabia precisar, mas quando chegou lá embaixo, se deparando com a rua movimentada, seu queixo caiu.

Pessoas vestidas com roupas muito diferentes das quais ela estava acostumada a ver e vestir passavam por ela, apressadas demais para notar. Absortas demais em seu mundo preto e branco que sequer podiam notar a beleza estonteante da filha de Apolo. Alguns transeuntes, os que tiravam os olhos de seus smartphones, notavam a garota e achavam que era alguma dançarina de boate ou prostituta, devido às suas vestimentas temáticas. A olhavam com olhos sedentos, desejosos.

Eurídice se sentia incomodada.

▬ Você viu Orfeu? ▬ Ela perguntou, um pouco atordoada, para um senhor, que apenas puxou seu braço de volta.

▬ Orfeu, por favor. Você sabe onde ele está? ▬ Eurídice tentou, novamente, com uma mulher, mas ela olhou para a garota como se ela fosse algum animal sujo, logo puxou a mão e continuou a andar. ▬ O que... onde estou?

Ela estava com medo, não sabia quanto tempo tinha andado, nem a quantas pessoas perguntado, mas ela sabia que estava perdida. O sol se escondia atrás das grandes construções de vidro, que Eurídice tinha dificuldades para conhecer. Achava aquilo tudo tão impressionante e surreal que ela se pôs a chorar, indo parar em um parque com uma fonte de Eros, Cupido. O anjinho fazia xixi na água, debochado, com suas asas pequeninas e seu bumbum redondinho.

A menina se sentou à borda do chafariz e colocou a mão no rosto, atordoada, se perguntando onde estaria Orfeu e se um dia o acharia, até que algo a atingiu com força na cabeça e ela apagou.

Ao final daquele dia houve um eclipse que ninguém soube explicar o motivo, principalmente porque ele deixou o dia escuro a partir das 17 horas, e o sol não voltou, dando logo lugar à noite.
O mundo inferior estava um alvoroço. Os ceifadores de Tânatos haviam sido chamados em peso para guardar todas as entradas e saídas do submundo, incluindo o castelo de Hades e os aposentos de Perséfone. A senhora da Primavera, rainha do Inferno, havia sido trancada em seu quarto para que não pudesse influenciar nas decisões de seu marido.

Na sala do trono Hades se mantinha sentado em seu lugar, soberano. O manto negro, semitransparente feito com almas de pecadores, cobria o corpo esbelto e definido do deus dos mortos, os cabelos tão negros quanto a noite lhe caíam sobre os ombros e a barba rala, mas bem cuidada, denotavam ainda mais os traços do rosto quadrado e definido do irmão mais velho de Zeus.

Tânatos também estava ali, ao lado de Hades. A entidade usava um terno negro, camisa cor de vinho, e uma gravata da mesma cor do terno. Sua expressão, impassível, causava um pouco de desconforto nos dois convidados à sala do trono. Ele estava quieto demais, analítico demais. A sua pele, cor de amêndoa, brilhava cinzenta sob os archotes que iluminavam a sala.

▬ Sabem porque os convoquei aqui, não sabem? ▬ Hades disse tranquilo, mas podia-se notar um pouco de ira em suas palavras medidas.

▬ Tudo o que sei é que precisei ausentar o sol dos céus para vir até aqui, tio. ▬ Apolo disse, em sua forma jovial.

▬ Sim, senhor Hades. ▬ Asclépio maneou a cabeça em positivo, mas mantendo o rosto baixo. Os afrescos em mármore negro pareciam extremamente interessantes ao médico.

▬ Uma alma saiu dos meus domínios... ▬ Ele tamborilou os dedos em seu trono. ▬ Mas ela não saiu daqui sozinha. Ninguém sai daqui sem ajuda.

Rolou um minuto de silêncio, e a única coisa que se podia ouvir era o crepitar das chamas dos archotes e, ao longe, os gritos desesperados daqueles condenados à dor e ao sofrimento eterno. Os olhos do deus do submundo brilharam um pouco vermelhos.

▬ Como podem ver a minha esposa não está presente. ▬ Ele olhou para o trono de Perséfone vazio, com apenas almofadas e lindos véus de ceda ornamentando-o. ▬ Querem adivinhar o motivo?

Apolo olhou de canto para Asclépio, já começando a repreendê-lo, e voltou a observar seu tio.

▬ Perséfone precisou resolver assuntos pessoais? ▬ O deus sol respondeu, umedecendo os lábios em seguida.

▬ Você pode ser filho de meu irmão, mas aqui quem manda sou eu, pivete! Não banque o engraçadinho! ▬ Hades o respondeu com os dentes cerrados. ▬ Gostaria de adivinhar, Ó Todo Poderoso Asclépio?

▬ Perséfone auxiliou na soltura da alma... ▬ Pôde-se ver um sorriso se desenhar nos lábios de Tânatos, enquanto Apolo deixou a cabeça cair para frente, os cabelos loiros pesando.

▬ Beleza, Hades. Pode parar de discurso. Já deu pra sacar que meu filho tá por trás disso. ▬ Mais uma vez Apolo deu um olhar de represália em Asclépio. ▬ De quem foi a alma fujona?

▬ Eurídice. ▬ Tânatos finalmente se pronunciou, e ele parecia apenas satisfeito ao ver Asclépio em problemas.

▬ Sério? ▬ Apolo arregalou os olhos, olhando para Asclépio. ▬ Você já foi punido por isso antes, garoto! ▬ Era um tanto estranho ver um adolescente dando bronca em um médico quarentão.

▬ Não fui eu! Eu só... aconselhei. ▬ Todos olharam para o deus dos médicos, esperando por maiores esclarecimentos, esclarecimentos que não vieram e impeliram Hades a tomar a iniciativa.

▬ Então o erro foi seu... o que aconselha que eu faça? ▬ Asclépio não sabia como reagir e, assim, Hades se levantou de seu trono. Uma névoa negra circundava seus pés e descia pelos poucos degraus até a área em que Asclépio e Apolo estavam. ▬ Acho que eu vou sugerir que você fique aqui embaixo comigo, Asclépio, para compensar a alma da sua irmã...

▬ Isso não vai acontecer, Hades. ▬ Apolo se pôs entre Asclépio e Hades. Ao longe Tânatos sorriu mais largo.

▬ Prefere ficar no lugar dele, Apolo? ▬ O lábio superior de Hades tremeu em fúria.

▬ Meu filho já deu a imortalidade à garota. ▬ O deus sol falou, mas o seu tom de voz indicava que ele tinha mais a falar. ▬ Não vou mentir e dizer que não estou feliz com a volta de Eurídice, minha própria filha... Mas ela não deveria estar entre os vivos novamente.

▬ Então pare de protegê-la para que eu possa trazê-la de volta! ▬ Hades explodiu em fúria, fazendo algumas almas negras voarem de si.

▬ Não a estou protegendo... o fato é que nem mesmo eu sei onde ela pode estar. ▬ O filho de Zeus engoliu em seco.

▬ Então terei que punir a garota... Luna, não é mesmo? ▬ Asclépio tremeu em sua base, e Hades estendeu a mão para ele. ▬ Me dá...

Ninguém se opôs à menção do deus do Submundo, então Asclépio tirou do bolso interno de seu jaleco uma pequena esfera roxa brilhante com uma singela aura esbranquiçada. Aquela era a esfera de vida de Luna, que permaneceria com o Deus e, assim, garantiria sua imortalidade. Hades tocou a esfera com as pontas dos dedos e a pegou, levantando à frente dos olhos.

▬ Ela é bem impetuosa... de personalidade forte, eu diria. ▬ Seu sorriso abriu um pouco mais. ▬ E uma romântica incorrigível... igualzinha à minha esposa... uma legítima cria de um adultério de Perséfone...

▬ Seja brando, por favor. ▬ Asclépio suplicou, mas Hades pegou de seu próprio manto uma sombra enegrecida e ao aproximá-la da esfera, a sombra, que se assemelhava a fumaça, entrou nela, obscurecendo-a um pouco mais.

▬ Ela tem família, pude ver. ▬ Deu uma risada um pouco maléfica, mas contida. ▬ Ela vai precisar se esforçar pra não deixar eles...

▬ O que você fez com ela? ▬ Apolo perguntou desconfiado.

▬ Para ela o serviço de Curandeira é a sua vida... então que a sua vida seja o custo para que ela continue usando de seus poderes tão preciosos.

----------------------------------------------------------------------------------------------------

Boa noite, semideusa.

Primeiramente achei interessante a ideia de ir atrás de Eurídice para trazer o amor de volta para a vida de Orfeu e, assim, testar suas habilidades como Curandeira de Asclépio. É inegável que és uma grande curandeira, mas levantei alguns pontos que não pude ignorar no decorrer da sua missão.

É sabido, sim, que o nosso fórum, antigamente, possuía os Menestréis de Orfeu, mas como não tínhamos uma definição exata sobre o grupo, ainda considero que Orfeu foi morto pelas ménades, feito em pedaços e a sua cabeça jogada no rio Hebro. As nove musas recolheram seus pedaços e os enterraram no Monte Olimpo, encantando os sabiás com sua habilidade musical, um sinal de que ele havia se juntado a Eurídice na morte.

Se Orfeu fosse considerado um deus menor, ainda estivesse vivo e você de fato conseguisse trazer Eurídice de volta, pense nas repercussões que esse passo acarretaria. Uma pessoa de mais de 2.000 anos de idade ser revivida na idade moderna. Hades não deu a condição a Orfeu, de que se ele revivesse Eurídice não poderia olhá-la, à toa. Hades sabia que isso aconteceria e ele teria Eurídice em seus domínios novamente.

A trama da vida, confeccionada pelas Parcas, deu como findada a vida de Eurídice no momento que a serpente à mordeu, injetando em suas veias o veneno que a matara.

Esta ação deixaria três entidades, no mínimo, chateadas com você: As Parcas, Tânatos e Hades.

Além de toda a questão levantada acima, Asclépio mesmo foi proibido de reviver pessoas por causar tumultos com isto, quebrando o balanço entre vida e morte. Não acho que ele apoiaria uma ideia, a mesma precursora de sua punição, e ainda lhe agraciar com a imortalidade por isso.

Agora, passando pra um conselho para que você continue crescendo como escritora: Tome cuidado com a passagem de tempos verbais. Se você começar escrevendo no presente, use todos os verbos no presente. Tente transitar o menos possível entre os tempos, a menos que se refira a uma memória. Por exemplo:

"A onda de energia vital que era transmitida àquela pessoa á minha frente me fazia sentir um tremeluzir do ar ao nosso redor, Eurídice estava voltando à vida, eu sentia sua energia voltando a aparecer, eu conseguir senti-la, não só espiritualmente, mas também, fisicamente. Ela estava ali. Não nego que aquelas ações fizeram o meu corpo tremer com a súbita queda em minha própria energia vital, mas a felicidade de estar me doando à alguém que merece continuar sua vida plena, fazendo outras vidas felizes, era tão grande que encobria inclusive o enjoo que começava a marcar presença. Naquele momento o efeito do colar já havia passado, e agora palavras de surpresa e admiração eram ouvidas pelos fantasmas que assistiram à cena.

Abro os olhos e encaro a agora, cheia de vida, mulher delicada e feminina à minha frente, como bem dizem, filhos de Apolo eram únicos e especiais."

Um parágrafo inteiro escrito no Passado, mas logo que começa novo parágrafo, você muda para o presente.


Recompensa Máxima: 5.000 XP e 5.000 Dracmas

Critérios de avaliação:

• 30/30 Criatividade
• 30/50 Coerência de enredo
• 15/20 Gramática

Nome: Pacote intermediário de Dracmas - Nível 3
Descrição: Por 2 meses em OFF, todo ganho de dracmas do semideus é duplicado.(Valido até 14/03/2018)

75% da EXP total, assim como Dracmas = 3.750 EXP e 3.750 Dracmas x 2 = 7.500

Bênção Adquirida:

Bênção: Fênix de Luz
Descrição: Asclépio, orgulhoso da líder de seus curandeiros, concedeu a ela a imortalidade, para que nunca morresse, pelo menos não de forma permanente. Luna não pode ser enviada ao Submundo, de modo que, ao chegar próxima da morte, pode se sacrificar e, assim, seu corpo se dissipará em uma luz branca fortíssima que causará cegueira em seus adversários e curará 50% da HP e MP de seus aliados.
Gasto de MP: 100% do que restar.
Gasto de HP: 100% do que restar.
Bônus: Luna se tornou imortal. Causa cegueira em seus inimigos. Cura 50% do HP total de seus aliados. Restaura 50% da MP total de seus aliados.
Extra: Luna ainda envelhece conforme o tempo passa. A sua condição de “Desfalecida” durará x horas HP que passar de 0, por exemplo, se ela estiver com 50 HP e receber um hit de 150 HP, ela passará 100 horas sem poder retornar.


Maldição adquirida:

Maldição: Sacrifício Verdadeiro
Descrição: Hades é um deus orgulhoso que não gosta de ter sua autoridade suprema, no submundo, desafiada, e como uma forma de ensinar uma lição, de forma irônica, atrelou a energia vital com a energia divina de Luna Minn.
Gasto de MP: Variável, a depender do poder.
Gasto de HP: Variável, a depender do poder.
Ônus: Todos os poderes de Curandeiros têm seus custos, em HP e MP, iguais, além de não conseguir curar a si mesma. Danos infringidos a ela reduzem tanto a sua barra de HP quanto a de MP.
Extra: Se a semideusa morrer, drenando a própria vida ao usar de seus poderes de cura, para ressuscitar, ela precisará fazer um post andando pelos Campos de Asfódelos, sendo brevemente atormentada pelos espíritos que lá vagam, ouvindo insultos dos que se lembram que ela resgatou Eurídice e não a eles.


Atualizado por Circe
avatar
Deimos
Deuses Menores
Deuses Menores

Mensagens : 103

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Immortality ✿

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum