The Blood of Olympus
Para visualizar o forum é necessário estar cadastrado, por favor registre-se no rpg ou entre em sua conta. É necessário estar cadastrado para ver as informações contidas no forum. Lembre-se de usar nome e sobrenome, não se cadastrar usando nomes geralmente utilizados por Hacker. Exemplo: "Barum" "Hakye" e por ai vai. Bem vindos.

RP Samanta Sink - Ano Novo

Ir em baixo

RP Samanta Sink - Ano Novo

Mensagem por Samanta Sink em Seg Jan 15, 2018 11:52 pm



The Predator

Aquele era o primeiro final de ano que eu passava com alguém ao meu lado, desde que eu podia me lembrar.

Lee Sun Hee, a garota romana que roubara meu coração – e minhas memórias, mas ela as devolveu depois – segurava minha mão com força enquanto nos mantínhamos em pé em um mar de gente na Nathan Phillip Square, a praça da prefeitura de Toronto. Lee Woon Kuk, meu sogro, se é que assim podia chamá-lo, também estava conosco e todos observavam um telão gigante, instalado atrás de um palco com um DJ a cerca de 20 metros de onde nos posicionamos.

A neve caía farta em nossos rostos voltados levemente para cima, devido à altura em que o contador regressivo estava. Respiração quente se condensava no frio de -20º C, mas o aglomerado de humanos ali, assim como as roupas quentes que usávamos, não deixavam que o frio fosse tão intenso.

— De onde eu vim... — Falei por cima do burburinho, para que o Sr. Lee e a Sunny pudessem me ouvir. — Não faz tanto frio assim!

— De onde você veio, Amora? — Ouvi a voz adocicada de Sun e olhei para ela.

A filha de Arcus estava com um casaco branco pesado de capuz emplumado. Seus olhos me encaravam com curiosidade, mas podia sentir que ela lançou a pergunta com um pouco de relutância, temendo tocar em um ponto sensível, mas eu tinha orgulho do local que nasci.

— Phoenix, no Arizona. — Pude notar o Sr. Lee manear em positivo com a cabeça.

— Ah, verdade. Lá tem umidade abaixo de 40%, extremamente quente. — Concordei com o pai de Sunny.

— É, mal estou sabendo lidar com todo este frio.

— Sammy, eu não estou conseguindo enxergar... — Sunny disse de forma adorável, ostentando um beicinho, e eu sorri, colocando a romana em meus ombros, que levantou os braços para cima, animada.

Conversamos por mais alguns poucos minutos até que o Sr. Lee apontou para o telão e ele indicava os 10 segundos finais para a virada do ano. E todos contaram em uníssono, animados com o ponto alto das festividades, e de repente, eram os cinco segundos finais. Quando o ano virou as pessoas se abraçavam felizes e os fogos estouravam coloridos no céu noturno, mas o que eu pude ouvir não eram as explosões, mas sim uma risada estranha que ecoava no fundo de minha mente.

Estava com a filha de Arcus em meus braços e, neste momento, olhei-a com uma expressão assustada. Ela retribuiu o olhar, mas não conseguia entender o motivo de termos ouvido aquilo, sequer sabia de quem era... mas com o canto do olho pude ver algo grande se esgueirando pela lateral de um prédio grande com listras pretas de janelas na vertical. Podia ver, despontando de trás deste mesmo, um outro prédio iluminado com uma luz azul, e um para-raios de mesma cor, como se estivesse ornamentado com lâmpadas Neon.

Referência

— Eu vi uma criatura... — Disse, voltando o rosto para o local em que vira algo se mexer, a cerca de 500 metros, mas não havia mais nada lá.

— É, eu também vi... — Sunny respondeu e eu observei seu rosto, tocando suavemente em sua bochecha.

— Vamos... um monstro pra cada uma. — Dei um selinho em seus lábios e ela correspondeu. — Toma cuidado.

— Você também, Sammy.

Nos soltamos e rumamos, uma para cada lado, nos esgueirando pela multidão. Naquela hora eu perdi Sun Hee de vista e me foquei em meu objetivo. Sabia que ela era forte o bastante para me deter, então se ela perecesse, nada poderia fazer para auxiliá-la.

Demorou cerca de 5 minutos para sair do aglomerado de pessoas que me abraçavam e me desejavam feliz ano novo, e eu apenas acenava com a cabeça e sorria gentilmente.

O Canadá possui cidadãos extremamente gentis.

Escapei pela calçada em um passo de corrida, ignorando totalmente o frio, e atravessei a Queen Street, indo para a frente do prédio no qual vi o monstro de formas aracnídeas correr e se esconder na esquina. Duas placas ornamentavam a frente do prédio, na altura dos olhos e, entre elas, uma porta giratória protegida por uma grade resistente.

“65
QUEEN STR BBT
WBST”

“Thomson
Building”

Corri pela calçada oposta à da praça da prefeitura, pela frente do prédio Thomson, e quando terminou a sua fachada, à minha direita, pude ver um bicicletário com diversas bikes atadas aos ferros presos ao chão, em um corredor que adentrava o centro da quadra. Corri para ali, me escondendo da visão das pessoas que estavam absortas com os festejos, abri minhas asas e as impulsionei contra o chão.

Meu corpo ganhou o ar em um segundo e a força para isso fora tamanha que desencadeou uma onda de vento forte o bastante para fazer algumas bicicletas sacolejarem em suas correntes e seus sininhos reclamarem com a brutalidade.

O vento gélido da noite de Toronto seria capaz de congelar meus olhos e rachar minha boca em segundos, ainda mais naquela velocidade de subida. Esperava que, do alto, conseguisse encontrar a criatura que se esgueirava pelos topos dos prédios, mas algo deu errado. Algo que eu não calculara me levou à ruína mais rápido do que eu poderia imaginar. Uma variável que não passaria em branco por grandes mentes estrategistas: eu estava a poucos metros do edifício Thomson, cujo qual estava sendo escalado por aquele monstro... e eu estava sendo caçada.

Quando me aproximava do terraço do prédio, no vigésimo quinto andar, algo grande – muito grande – saltou sobre mim e a sua massa foi grande o suficiente para cancelar totalmente a minha velocidade, assim como a minha inércia. Voei à deriva daquela monstruosidade indefinida por longos segundos, a cerca de 50 metros do chão, momentos agonizantes em que a única coisa que consegui raciocinar foi cerrar o punho e socar a dura carapaça próxima à minha mão.

Não levou nem 5 segundos para me chocar com uma superfície sólida e vítrea, que sob o peso de meu agressor pareciam paredes de papelão. Meu corpo rolou pelo chão, se chocando com mesas de escrivaninha, cadeiras, divisórias de fibra de vidro e vasos de plantas. Dei sorte de não ter ninguém ali para presenciar meu pouso forçado, tendo em vista que era um prédio comercial e todos estavam festejando a virada de ano.

Me pus de pé, sentindo os ossos trincarem e estalarem, metálicos, por baixo da pele de bronze e sólida. Aquela queda poderia ter sido fatal se eu não tivesse me protegido devidamente. Meus olhos foram para onde o ponto exato de onde o vento entrava e pude ver a silhueta de uma criatura semelhante a uma aranha, ou uma barata, com um tronco humano em seu topo.

— Merda... — Coloquei a mão destra em meu ombro esquerdo, articulando-o enquanto arrumava minha postura.

— Sim, eu tenho certeza que a pegamos. — Uma voz feminina sibilou enquanto podia ouvir outros sons estralados e grotescos. — Você achou a pele dela suave? — Mais estalos. — Tá, eu pergunto antes de matá-la qual o hidratante que ela usa.

— Aí! Piranha! — Gritei, saindo do meio dos destroços e batendo em minhas roupas para tirar a poeira. O som metálico da pele sólida se chocando. — Nem o melhor hidratante vai dar um jeito em você.

— Aaaaah! Olha como ela fala com a gente! — Gritou em escárnio, e avançou contra mim.

Suas patas gigantes pisavam forte contra o chão, vindo aceleradas em minha direção. A estrutura de todo o andar tremia com o seu peso e, quando chegou a poucos centímetros do impacto ela investiu contra mim encontrando o nada. Aquilo parecia ter sido uma jogada de gato e rato, mas na verdade eu apenas prestei atenção em como ela atacara: No último instante a criatura gingou e me atacou com pinças traseiras, que eu não havia notado até então.

— Sim! Eu tenho certeza de que você pegou ela. — Pude distinguir os estalos horrendos e as risadinhas da mulher que encimava o corpo revestido pelo exoesqueleto abaixo dela, mas quando ela se virou para ver o estrago seu rosto ficou incrédulo ao notar que ainda estava inteira. — Só pode ser o hidratante!

— AAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAH!

O grito estridente se fez ouvir e instintivamente ergui a mão para fazer o ar vibrar de forma inversa às ondas sonoras de seu grito, aos poucos diminuindo o som a um mero grito longínquo. A menos de 5 dias eu havia enfrentando uma criatura com aquela mesma habilidade, não era como se fosse uma novidade para mim. Ela pareceu confusa e brandiu as mãos no ar, furiosa.

— Para! Para! Para! — Suas pernas golpeavam o chão com violência em uma espécie de sapateado descoordenado.

Aquilo seria o suficiente para me derrubar no chão, caso não estivéssemos em um prédio! O chão abaixo de nossos pés rachou até que, sem perceber as dimensões do estrago que estava prestes a fazer, a criatura fez tudo ruir. O chão de concreto desprendeu e ruiu com móveis, monstro e eu. Pelo menos uma tonelada de entulhos caindo no chão do primeiro andar, que também ruiu, assim como o abaixo deste e o abaixo deste.

Caímos três andares antes de pararmos por algum motivo misterioso de engenharia.

— Mas que piranha gorda! — Caçoei, desejando deixá-la com o pouco de inteligência que tinha abalada... e pareceu funcionar.

A monstruosidade de sobrepeso avançou de forme desmedida e, mais uma vez, pude concluir outra característica sobre ela: Com aquelas patas de inseto ela não tinha dificuldade alguma para andar sobre destroços irregulares e escorregadios. O que, agora, era bem óbvio, já que a vi escalando uma parede.

— Vou te matar! Arrancar sua pele e usar como casaco!

Enquanto ela avançava ouvi um som molhado e nojento vindo da bocarra monstruosa e, então, um cuspe nojento veio em minha direção.

A gosma me atingiu em cheio no peito e pude ouvir as fibras sendo corroídas rapidamente como o som de algo na frigideira, então, arranquei as roupas grossas de frio com toda minha força, jogando os tecidos para o lado. Eu sabia que aquela investida não pararia por ali. Já a vira antes e, graças aos deuses e Sun Hee, que havia desenvolvido aquela tatuagem, usei novamente a sua capacidade de desmaterialização e a criatura passou diretamente por mim, sem me tocar ou me sentir.

Tudo aconteceu tão rápido que se você, caro leitor, estivesse assistindo de fora e piscasse... perderia toda a ação.

Dentro de meu casaco saquei uma lâmina avermelhada com a mão esquerda, uma Katana, tão rápido que o seu metal zuniu alto o suficiente para se parecer com uma sineta de recepção de Hotel. De forma discreta, quase imperceptível, cortei meu dedo em seu fio, matando a sede de sangue da arma. A lâmina brilhou com uma aura vermelha translúcida, dobrando o alcance da espada.

Em minha mão direita uma segunda espada surgiu de fagulhas bruxuleantes do ar, finalizando o set da destruição.

Girei no calcanhar e corri para cima da criatura que ainda sofria por conta da inércia de seu corpanzil pesado, não conseguindo tempo o suficiente para manobrar e evitar meus ataques.

O primeiro golpe, desferido com Bloodthirsty, atingiu uma das pinças de sua cauda perigosa, amputando um dos lados da pinça. Sangue amarelado jorrou em mim e sorri satisfeita, ainda mais ao ouvir o seu grito estrondoso de dor.

Girei em meu eixo e desferi um segundo golpe, mas desta vez com Dímios, e mais sangue amarelado jorrou, porém, este atingiu o centro da pinça e deixou um talho em seu corpo grotesco, pegando um pouco da barriga quando a lâmina saiu.

— SIM! É UMA PENTELHA DE PELE RUIM! — Ela gritou e me pegou desprevenida.

As patas, ao invés de se virarem, saltaram de ré e o único lado da pinça que restou perfurou eu ombro como uma lança, por pouco não me atingindo em um órgão vital. Eu, claro, deduzia e torcia para que os deuses não tivessem deixado que algum órgão tivesse sido perfurado, mas agora eu tinha problemas maiores: Estava empalada contra uma parede.

— ESCAPA DESSA, PIRRALHA! — Vociferou, soando já vitoriosa.

A dor ainda não havia começado a me afligir, então conseguia pensar com clareza.

— Espera pra ver! — Disse com os dentes trincados.

Com um grito, afim de potencializar minha próxima ação, golpeei seu pedaço de pinça com Bloodthirsty, sabendo que a sua lâmina superior à de Dímios garantiria um corte limpo e sem danos colaterais em meu corpo, e como calculei a monstruosidade cambaleou para o lado, perdendo o seu apoio da pinça na parede atrás de mim. Girou o corpanzil em minha direção e, então...

— AH! VOCÊ ME PAGA! — Ela inflou o peito para gritar, já deixando a boca aberta, mas eu não deixaria que ela fizesse aquilo novamente.

Saltei para frente, posicionando a Katana com a lâmina para trás, e quando estava passando pelo lado de sua cabeça, golpeei sua cabeça com toda a força que tinha. Quando pousei do outro lado, suspirei, desfazendo Dímios em um Anel e removendo o espinho que restara em meu ombro.

Olhei para trás apenas a tempo de ver metade de sua cabeça deslizar para lado e seu corpo cair molenga para trás. De onde estava podia ver meio cérebro exposto.

— Eca... — Com um movimento rápido fiz o sangue que estava sujando a lâmina de Bloodthirsty cair no chão e, assim, sua aura de duplo alcance se esvair no ar.

O monstro deu alguns últimos passos, sem saber como se orientar. Aparentemente ele não era capaz de ver ou ouvir sem a mulher em sua cabeça, mas eu já estava irritada o bastante para atacá-lo da forma menos honrosa que eu tinha.

— Morra de uma vez! — Ergui a mão em sua direção e observei o ar lhe escapar dos pulmões e formar uma bolha de vácuo em volta de sua boca. A criatura agonizou por longos segundos, até que caiu inerte, virando pó dourado. — Porque eu não posso ter uma vida normal? — Lamentei enquanto lançava um pensamento de pergunta para Sunny, afim de saber onde ela estava, e com a energia levemente restaurada pela vitória, desapareci no ar como o brilho de uma estrela, indo para junto da filha de Arcus.



Samanta Sink


Constantemente usados:
Celestiais:
Nível 2
Nome do poder: Asas
Descrição: Os celestiais são reconhecidos principalmente pelas suas asas. Majestosas e belas, as asas são geralmente brancas em sua totalidade, mas ainda há alguns seguidores de Éter que possuem detalhes nas extremidades de suas penas. São como asas de anjos, nunca assumindo a tonalidade negra. Cada celestial pode descrever suas asas, porém uma vez feito não poderá muda-lo. As asas crescem a partir dos ossos das costas, por isso, muito cuidado com as camisas, elas consequentemente ganham dois rasgos nas costas sempre que permitem o alongamento das asas.
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: Nenhum
Dano: Nenhum

Nome do poder:  Precisão
Descrição: É a capacidade que permite ao semideus ter grande foco e atenção aos detalhes, de forma que sempre que realize uma mesma tarefa mais de uma vez o faça com perfeição. Eles aprendem com muita facilidade, e isso permite que dominem armas, resolvem enigmas e descubram alguma coisa de maneira mais rápida e precisa.
Gasto de Mp:  Nenhum
Gasto de Hp:  Nenhum
Bônus: +30% de percepção e inteligência. +20% de descobrir algo. Pode pedir ao narrador uma única pista ao resolver um enigma ou uma charada.
Dano: Nenhum

Nível 11
Nome do poder: Atributos melhorados II
Descrição: O celestial agora está mais evoluído. A experiência em batalhas melhorou ainda mais as suas condições físicas. O semideus seguidor de Éter torna-se ainda mais veloz e esquiva-se com mais facilidade. Seus reflexos também melhoraram.
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: +30% de velocidade, esquiva e reflexos.
Dano: Nenhum

Nível 12
Nome do poder: Cura Acelerada
Descrição: Ao adentrar nos celestiais de Éter, o semideus terá o seu metabolismo acelerado. Graças a isso, o processo de cura torna-se mais rápido e eficiente.
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: Os ferimentos pequenos se fecham depois de 2 turnos. Ferimentos profundos levam 4 turnos e ossos quebrados um dia inteiro.
Dano: Nenhum

Nível 25
Nome do poder: Força Estelar II
Descrição: Durante a noite, quando o brilho das estrelas se torna mais perceptível, o celestial fica ainda mais forte e resistente.
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: +30% de força e resistência corporal.
Dano: +15% de dano.

Nome do poder: Determinação
Descrição: O celestial é um guerreiro com determinação inabalável, determinação e força interior. Sabe aquela coragem de passar por algo difícil? Suportar a dor? Eles têm ela dentro de si, por isso, dificilmente se deixam abalar em situações de tortura ou que exijam coragem.
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: +10% de coragem para o celestial. +10% de resistência a dor.
Dano: Nenhum

Nível 27
Nome do poder: Sentidos Aguçados
Descrição: Os sentidos dos celestiais ao chegarem nesse nível se tornam mais aguçados e apurados.
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: +25% de melhoria nos cinco sentidos.
Dano: Nenhum

Nível 35
Nome do poder: Perícia com Escudos IV
Descrição: Já não importa mais o tamanho do escudo, o celestial já sabe como usar perfeitamente o item defensivo, lidando com todas as mudanças bruscas. Quando se defende, é difícil deixar uma brecha para ataques.
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: 75% de assertividade ao tentar se defender com um escudo.
Dano: +60% de guarda (podendo proteger melhor o corpo), ao tentar defender-se com um escudo.

Nível 40
Nome do poder: Perícia com Espadas V
Descrição: Mestre das espadas, é assim que um celestial passa a ser reconhecido quando adquire todo o conhecimento e experiência no uso da espada. Usar esse item o torna quase uma máquina de batalha, tão mortal e letal quanto a comparação sugere.
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: 100% de assertividade no uso da espada.
Dano: +80% de dano ao ser acertado pela espada de um celestial.
Ares:
Nível 19
Nome do poder: Preparo Físico
Descrição: Cultivadores de seus corpos e exímios treinadores, os filhos do deus da guerra, sempre buscam ultrapassar seus limites, trabalhando arduamente para isso. Sempre serão os últimos a cansar em batalha, de modo que em caso da MP do semideus ser gasta a ponto de chegar a zero, ele não irá desmaiar e poderá continuar lutando, desde que não gaste mais energia em poderes ativos. (Será impedido de usar poderes ativos, mas poderá continuar lutando, diferente de outros campistas que se chegarem a 0 de MP desmaiam e são incapazes de continuar em campo).
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: Nenhum
Dano: Nenhum

Nível 32
Nome do poder: Ignorando a dor II
Descrição: Já fortificados e com o corpo repleto de cicatrizes e demais sinais de combate, os filhos de Ares/Marte melhoram a capacidade de ignorarem a dor de ferimentos, podendo lutar normalmente mesmo se estiverem com luxação, dedos quebrado ou ferimento profundo e não mortal. Nesse nível, caso o golpe incapacite um membro do semideus, a dor poderá ser ignorada apenas durante três turnos.
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: Podem ignorar a dor de queimaduras de grau médio, desde que não sejam em grande escala de estrago, luxações, câimbras, fraturas em dedos e etc. Apesar de serem afetados, e sentirem dor, conseguem continuar lutando. Fraturas em braços, pernas, costelas e outros membros não entram nesse poder.
Dano: Nenhum

Nível 33
Nome do poder: Resistência
Descrição: Após tantas batalhas, tantos treinamentos e por levarem sempre seus corpos ao limite, os filhos de Ares/Marte possuem um corpo calejado, acostumado a apanhar e sofrer desgastes físicos. Ao sofrerem ataques físicos, os semideuses sofrerão danos menores, sendo capazes de suportar por um tempo maior os combates contra seus oponentes.
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: 15% de resistência a mais no corpo em ataques físicos (socos, chutes, bater a cabeça dele em algum lugar, acerta-lo com bastões e etc).
Dano: Nenhum

Nível 40
Nome do poder: Espirito Ancestral
Descrição:  A violência percorre o seio da humanidade desde o seu início, e antes disto em todos os seres vivos. Sendo essa a mais primitiva razão da realização de guerras, como filho de Ares/Marte você possui os instintos da própria violência em seu corpo, sendo que sempre luta com objetivo de ferir seu oponente. Essa agressividade natural acaba fazendo com que todos os golpes físicos da prole do deus da guerra, causem um estrago ainda maior nos golpes dados pelo semideus em fúria. Se o estado de fúria não for explorado no RP, o bônus não conta.
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: Nenhum
Dano: 20% a mais de dano caso o semideus acerte o adversário quando estiver com o poder ativo, arma ou com os punhos.

Nível 50
Nome do poder: Pericia com lâminas IV
Descrição:  Você se tornou um mestre na arte de lidar com laminas, é um excelente esgrimista, sabe empunhar e lançar lanças, lidar com arremesso de facas e combater com adagas sem qualquer problema, além disso ainda consegue se defender com elas, você é mesmo um herói incrível.  
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: +100% de chance de acerto no manuseio de lâminas.
Dano:  +40% de dano se o adversário for atingido pelo semideus.

Nível 52
Nome do poder: Marcha forçada
Descrição: Durante o período de guerra, os exércitos muitas vezes combatem a grandes distâncias do local aonde residem, sendo obrigados a enfrentarem dificuldades para marcharem, como falta de alimento, temperaturas climáticas inconstantes, terreno acidentado e etc. Para que não sofram tanto em suas jornadas, os filhos de Ares/Marte possuem um corpo fisiologicamente preparado. As proles do deus da guerra são capazes de ficarem até cinco dias sem comerem, três dias sem beber água, podem passar por montanhas e pântanos sem dificuldades e efeitos climáticos serão 50% menores sobre si.
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: Poderes relacionados a clima (vento, chuva, lama, ou etc), terão metade do efeito reduzido contra o filho de Ares/Marte.
Dano: Nenhum

Nível 60
Nome do poder: Força V
Descrição: Se antes você era forte, agora sem dúvida superou em números qualquer outro campista, sua força vai muito além dos demais semideuses, e com toda certeza isso é uma vantagem tremenda para alguém que precise lutar desarmado. Você se saiu bem.
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: +50% de força
Dano: +25% de Dano se o ataque do semideus atingir.
Itens:
• Dímios (Δήμιος) [Uma espada de 191 centímetros de altura e 23 centímetros de largura, feita de ossos de dragão negro, serrilhados. Runas celtas que se traduzem para “Melhor pai do ano” estão escritas ao longo da arma, além de ser extremamente leve nas mãos de Samanta Sink | A espada dá ao seu portador um bônus de 30% a mais de força. | Ossos de dragão negro | Possui a gema Rubi Imperial que adiciona 40 de dano à arma, mas não possui espaço para colocar mais gemas.| Alfa| Status 100% sem danos | Épica | Necessário possuir nível 10 para manejo da arma | Dano Base: 125 |  Presente de Ares ]

Anel da força paterna: Um anel prateado com um Berilo Vermelho retangular bem polido encrustado no centro do anel. Fornece 30% de força ao usuário e brilha carmesim na presença de ameaças.

• Pulseira de perícia Avançada [Pulseira de couro que se ajusta perfeitamente ao pulso do usuário, possui amarras de cordinhas na parte de baixo, então é fácil de equipar-se com ele, se for cortado, ou destruído, perde totalmente o efeito, ou seja, é preciso estar em uso, no pulso, para que o efeito continue a ser efetivo para o semideus, do contrário, ele perde o bônus da perícia completamente, só funciona através da pulseira | Aumenta a perícia de uma arma de sua escolha em +50%, provocando um dano de +30% Arma incrementada: Dímios | Couro | Sem espaço para gemas| Sigma | Status: 100% sem danos | Mágico | Loja especial do dia dos namorados]

• Pulseira de perícia Avançada [Pulseira de couro que se ajusta perfeitamente ao pulso do usuário, possui amarras de cordinhas na parte de baixo, então é fácil de equipar-se com ele, se for cortado, ou destruído, perde totalmente o efeito, ou seja, é preciso estar em uso, no pulso, para que o efeito continue a ser efetivo para o semideus, do contrário, ele perde o bônus da perícia completamente, só funciona através da pulseira | Aumenta a perícia de uma arma de sua escolha em +50%, provocando um dano de +30% EM ESPADAS | Couro | Sem espaço para gemas| Sigma | Status: 100% sem danos | Mágico | Loja especial do dia dos namorados]

♥️ Amor Incondicional [Uma pulseira delicada feita de fios de prata com uma perola em seu centro. A pedra carrega uma benção da deusa protegendo assim a portadora de tal joia. | Efeito 1: O interior do pingente contém um pouco do sangue de Elena, fazendo com que a presença da filha de Afrodite sempre pareça estar com a portadora do acessório, tendo sido selada com as runas de união e equilíbrio; | Efeito 2: Efeito de retorno, mesmo que Samanta perca o item, a pulseira retorna para ela em até três turnos.| Efeito 3: Tal proteção funciona contra agouros, inveja e charme, repelindo os mesmos por até dois turnos. | Prata. | Não apresenta suporte ou espaço para gemas | Resistência: Sigma | Status: 100%, sem danos | Mágico | Comprado na Loja de Afrodite; encantado por Nikolaev] (Presente de Elena C. García)

• Bloodthirsty [Katana de lâmina vermelha, de 80cm de comprimento, com nuances levemente escurecidas dá a sensação de que sangue corre dentro da espada. A guarda é decorada com a imagem de um dragão chinês, e o punho, de 30cm, trabalhado em vermelho com tiras de seda negra. Ao todo a katana possui 110cm de comprimento. | Efeito 1: Roubo de vida: O dano causado pela arma do semideus poderá ser convertido em HP para seu portador. 25% do dano retirado é convertido em HP para quem empunhar o armamento. Efeito 2: Sangramento: O corte da lamina pode provocar hemorragia continua, de forma que, durante três turnos o inimigo do semideus continuará perdendo +20 HP.   Efeito de retorno: A arma sempre retorna ao dono, caindo ao seu lado.| Material semidivino indetectável |  Acoplamento de três (3) gemas Rubis Imperiais, adicionando 120 de dano à arma (40 referente a cada gema). | Alfa Prime | Status% Sem danos | Necessário possuir nível 22 para domínio completo desse armamento | Lendária | Dano base de 40 (para humanos, monstros e semideuses) | Evento de Natal 2017]
Tatuagens:
Infinite Power | Atributos | Tatuagem pequena na lateral do dedo mindinho da mão dominante do semideus. Forma o símbolo do infinito em cores diversas, que mudam conforme o humor do seu portador sempre que este entra em combate, ativando seu efeito automaticamente. | Aumenta todos os atributos que o semideus já possui em +20%. | Lateral do dedo mindinho | Marca pequena | Permanente.

Poderes Ativos:

Celestiais de Éter:

Nível 40
Nome do poder: Aerocinese III
Descrição: Permite ao celestial controlar, manipular e gerar e absorver o elemento do vento. Agora consegue manipular e condensar o ar para torna-lo mais pesado, mais denso, dificultando a respiração dos inimigos, e conseguindo inclusive quebrar coisas com a manipulação do vento. Ao tornar o poder mais forte, pode por exemplo, fazer um copo estourar com a força da mente – manipulando o ar ao redor para esmagar o vidro – ou fazer coisas semelhantes. Também é capaz de criar grandes ventanias e varrer uma área de até 100 metros, derrubando coisas, quebrando, puxando e etc. Pode ainda erguer seus oponentes do chão em uma altura considerável de 1 metro, e atira-los para longe de si (só consegue fazer isso com duas pessoas por vez, não mais).
Gasto de Mp: 40 MP por turno ativo
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: Na criação de grandes ventanias, ou tornar o ar mais pesado, denso, e dificultar a respiração do oponente, todos os atributos do adversário do semideus serão reduzidos em 50%.
Dano: Não existe um dano fixo para esse poder.
Extra: Nenhum

Nível 45
Nome do poder: Voo IV
Descrição: O seguidor do deus primordial tornou-se o mestre dos voos. É capaz de realizar acrobacias complicadas e manter a sua velocidade alta ao mesmo tempo. Porém, cuidado, voar ainda obedece algumas leis da física! O semideus consegue atingir a velocidade máxima de 110km/h durante o seu voo.
Gasto de MP: 50
Gasto de HP: Nenhum
Bônus: Nenhum
Dano: Nenhum
Extra: Ao carregar alguma pessoa, sua velocidade e mobilidade cai pela metade (caso seja alguém dotado com passivas de força essa observação se torna nula).

Nível 60
Nome do poder:: Benção Malakim
Descrição: Os malakim são os sábios estudiosos, com grande interesse no universo e na humanidade. Porém, eles são ainda mais conhecidos pela capacidade de moldar o tempo e o espaço. Ao ativar essa benção, o celestial ativa a habilidade de quebrar o espaço e o tempo, se teleportando de um ponto a outro. Em uma área equivalente a um quarteirão comum, o celestial pode realizar 5 telportes. Para áreas mais distantes, é permitido apenas dois teleportes.
Gasto de MP: 30MP por teleporte.
Gasto de HP: 5HP
Bônus: nenhum
Dano: nenhum
Extra: É possível levar apenas duas pessoas no teletransporte.

Ares:

Nível 4
Nome do poder: Duplo Alcance
Descrição: Ao estar suja de sangue e nas mãos do filho de Ares/Marte, uma de suas armas é coberta por uma aura vermelha, que duplicará seu alcance (Uma espada de 40 centímetros passaria a "ter" 80 centímetros, e etc). A arma em si não é alongada, apenas a aura que a reflete com tamanho maior, de modo que ao acabar o efeito e a aura sumir, a arma volta a ter seu tamanho normal. Cada ativação é válida apenas para uma arma, e o efeito perdura durante duas rodadas.
Gasto de Mp: 15 MP
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: O efeito dura duas rodadas, depois precisa gastar +15 MP pra ativá-lo de novo. 10 de dano extra.
Dano: Nenhum

Nível 5
Nome do poder: Ossos de Aço
Descrição: A herança biológica dos filhos de Ares/Marte é perfeita, naturalmente preparada para suportar as árduas batalhas de uma prole do deus da guerra.  O semideus consegue revestir os ossos com uma pequena camada de metal reforçado e indestrutível, impedindo que sua estrutura óssea seja rompida, ou quebrada, podendo suportar ataques diretos com mais facilidade, sem romper seus ossos.
Gasto de Mp: 15 MP por turno ativo.
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: Nenhum
Dano: Nenhum

Nível 6
Nome do poder: Pele de Bronze
Descrição: A pele do filho de Ares/Marte ganha um brilho dourado, ficando tão resistente quanto bronze, o que o permite ficar protegidos contra ataques perfurantes, e de efeitos como sangramento;
Gasto de Mp: 20 HP por turno ativo
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: Nenhum
Dano: Nenhum

Nível 35
Nome do poder: Carga de Poder (Usado 3x)
Descrição: O filho de Ares/Marte poderá dar um poderoso golpe, armado ou desarmado, cuja intensidade será muito maior que um golpe normal. Este golpe parecerá uma simples mancha no ar para todos que o verem, sendo um tanto quanto difícil se defender.
Gasto de Mp: 50 MP
Gasto de Hp: 10 HP
Bônus: O dano é do golpe utilizado em conjunto com esse poder é aumentado em 100
Dano: Nenhum
Tatuagens:
Tunk | Habilidade Peculiar | Crânio mexicano | Efeito: Concede ao semideus a habilidade de ficar intangível. O gasto de MP dessa habilidade é continuo, ou seja, enquanto o semideus estiver com a habilidade ativa, continuará perdendo 30 MP por turno.| Coxa esquerda| Marca média | Permanente.

Soul Mates | in love | Yin&Yang sobre um splash colorido | Essa tatuagem possui os três efeitos da categoria em uma só, o casal além de compartilhar sentimentos e pensamentos, terá resistência de 40% a ataques de ilusão amorosa e poderão sumonar um ao outro. | Lateral do pulso esquerdo | marca pequena| Permanente | Sun&Samanta.


You can make it to the Sunrise
avatar
Samanta Sink
Celestiais de Èter
Celestiais de Èter

Mensagens : 399
Idade : 18

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: RP Samanta Sink - Ano Novo

Mensagem por Febo em Qua Jan 17, 2018 4:07 pm


Samanta Sink

Recompensa máxima do mini evento de ano novo:  12.000 XP + 6.0000 Dracmas + 12 estrelas

Realidade de postagem + Ações realizadas – 50%
Escrita: Gramática, erros, pontuação, coerência, concordância, etc – 20%
Criatividade/Estratégia em combate + inteligência – 30%

Realidade de postagem + Ações realizadas: 50%
Escrita: Gramática, erros, pontuação, coerência, concordância, etc: 20%
Criatividade/Estratégia em combate + inteligência: 30%

Recompensas finais: 12.000 XP + 6.0000 Dracmas + 12 estrelas
Status finais: HP: 690/750 (-30 pelo poder ativo Carga de Poder; -30 pela perfuração no ombro, já considerando a habilidade Cura Acelerada)
MP: 520/750 (-150 pelo poder ativo Carga de Poder; -30 pela intangibilidade provinda da tatuagem; -20 pelo poder ativo Pele de Bronze; -15 pelo poder ativo Ossos de Aço; -15 pelo poder ativo Duplo Alcance)

Comentário:
Samanta, eu simplesmente adorei ler a sua narração! Ela é diverta e fluida e você com certeza tem grande noção dos seus poderes, sabendo como usá-los com perfeição. Fiquei contente por ter, pela primeira vez, lido algo de sua autoria, e claramente eu quero mais. Você arrasou! Meus parabéns!

Atualizado por Macária.
avatar
Febo
Deuses Estagiários
Deuses Estagiários

Mensagens : 35

Voltar ao Topo Ir em baixo

Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum