The Blood of Olympus
Para visualizar o forum é necessário estar cadastrado, por favor registre-se no rpg ou entre em sua conta. É necessário estar cadastrado para ver as informações contidas no forum. Lembre-se de usar nome e sobrenome, não se cadastrar usando nomes geralmente utilizados por Hacker. Exemplo: "Barum" "Hakye" e por ai vai. Bem vindos.

Grupo 4 (Lee Chae-rin, Peter C. Gallagher , Freya Kravinoff , Vince Le Fay Karkaroff e Beorn Jarbeon)

Página 1 de 2 1, 2  Seguinte

Ir em baixo

Grupo 4 (Lee Chae-rin, Peter C. Gallagher , Freya Kravinoff , Vince Le Fay Karkaroff e Beorn Jarbeon)

Mensagem por Hades em Dom Dez 10, 2017 3:35 pm


Grupo 4
O aldeão que guiou os semideuses indicou a entrada da caverna, desejando um boa sorte antes de se afastar, sendo engolido pela imensidão da neve após determinado período de tempo. Restando aos semideuses a decisão de entrar na caverna ou não, entretanto com o passar do tempo uma nevasca pareceu chegar, como se soubesse que existiam vivos naquela floresta congelada e desabitada. Não restando escolha para os semideuses presentes: eles deveriam entrar na caverna ou iriam morrer congelados, afinal – ali fora – seus dons de escape pareciam não funcionar, coisas como asas, teletransporte etc.

Após adentrarem na mesma os semideuses logo perceberam que o local parecia ser semelhante a um lago congelado, com peixes congelados no fundo e enormes e pontudas estalactites vindas do teto. Certamente não era um local incrível para travar batalhas. O tempo, no entanto, para que os semideuses analisassem o ambiente chegou ao fim, já que os monstros finalmente revelaram a própria presença.

Regras:
• Vocês estão impedidos de sair da caverna, qualquer um que sair eu vou considerar e colocar como morto.
• O prazo de postagem é até o dia 16/12, as 23:59 (horário de Brasília). Quem não postar estará assumindo as consequências.
• Todos devem postar, o formato é OP e os itens e poderes utilizados devem estar citados em SPOILER no final do post. Caso você se esqueça de algo ou coloque a mais será descontado, tenha atenção.
• Só irei considerar o HP/MP de vocês após o primeiro post. Ou seja se quiserem ir em enfermaria se curar o façam até postar.
• Boa sorte.

Desafios:
Os semideuses podem escolher fazer dois dos desafios listados a baixo. E, com isso (caso o façam), podem ganhar um bônus na premiação total do evento. Entretanto deverão fazer por todos os posts dentro do evento. Caso você escolha UM dos desafios toda a sua equipe deverá fazê-lo. Se alguém não o fizer o desafio não será mais válido.
• Desafio 1: Não devem usar feitiços durante o combate – 20% de xp
• Desafio 2: Usar apenas três poderes ativos. – 25% de xp
• Desafio 3: Lutar com uma arma diferente daquela citada em sua lista divina. – 20% de xp
• Desafio 4: Sem uso de poderes relacionados à charme ou psicológico. – 30% de xp
• Desafio 5: Não usar qualquer poder elementar - trevas, luz, eletricidade, água, fogo, gelo, etc. -. – 30% de xp

Monstros:
Morcegos das Neves
Com a aparência de morcegos comuns, porém com mais pelos pelo corpo e de coloração branca ou acinzentada, tais criaturinhas tem a habilidade de se camuflarem ao ambiente, não sendo percebidos a primeiro momento e, certamente sua mordida é bastante danosa.
• O monstro, ao atacar os semideuses, irá grudar no local mordido depositando um veneno que irá deixar o membro atingindo imobilizado até a próxima postagem. Tal mordida impede transformações e uso de poderes relacionado a fogo.
• São 100% resistentes a neve/gelo.
• São 50% resistentes a Luz e a Trevas.
• O morcego tem um grito – que soltam quando acuados – que pode causar danos a audição.
Existem 10 desses morcegos.
O HP e MP base de cada morcego é igual a 160/160.



Ἅιδης
avatar
Hades
Deuses Olimpianos
Deuses Olimpianos

Mensagens : 706
Localização : Importa? A morte ainda será capaz de te achar.

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Grupo 4 (Lee Chae-rin, Peter C. Gallagher , Freya Kravinoff , Vince Le Fay Karkaroff e Beorn Jarbeon)

Mensagem por Veronica Grindelwald em Qua Dez 13, 2017 5:40 pm



SAVING SANTA CLAUS
Viajar até aquela ilha com quatro semideuses desconhecidos e totalmente diferentes não era nada fácil, ainda mais quando se tinha dois lobos ferozes abordo daquele barco. Era uma coisa irônica até, mas aceitei viajar para aquela ilha estranha onde eu nunca havia pisado os pés ou ouvido falar.

Estava levando a minha fiel foice das trevas, pois talvez iria precisar. Minhas roupas eram clássicas mesmo, nada que chamasse a atenção. Aparentemente alguma coisa de errada estava acontecendo naquela ilha e chamaram esse grupo para lidar com alguma coisa que assombrava por lá.

Tentei dialogar com o máximo que eu conseguia para tentar criar um laço de amizade com o grupo em questão, mas ninguém parecia querer falar um com o outro. Eram praticamente um grupo de desconhecidos que queriam estar nesse exato momento em outros lugares, principalmente eu.

Quando chegamos na ilha, descemos do barco e logo começamos a andar seguindo o aldeão que dissera que a caverna em que nós teríamos que entrar estava logo a frente. Em sequência ele saiu dali e nos desejou boa sorte. Como aquele ambiente era nevado, as coisas poderiam ser preocupantes para mim, não sei quanto aos outros, mas eu tenderia a aproveitar bastante na minha estadia para salvar o papai noel, mesmo em desvantagens.

O grupo todo começou a andar e logo deparamos com a caverna esquisita e adentramos nela. — O que será que tem por aqui? — Indaguei enquanto esperava alguém responder e então começamos a adentrar naquela caverna estranha.

Definitivamente eu não era uma boa líder para aquela missão e esse posto ficava por conta de qualquer um ali presente para decidir quem comandaria a busca. Quando chegamos perto do meio, podíamos visualizar um grande lago congelado por ali, vários peixes presos d’baixo dela também.

Porém aquilo tudo se deu por ser uma grande emboscada para todos os semideuses ali presentes, inclusive eu. — O que são aquelas criaturas? Meu deus! São horríveis! — Proferi enquanto tentava decifrar que tipo de criaturas eram aquelas, minha visão estava tentando processar direito o que nós estávamos vendo.

O que eu poderia decifrar com aquilo era que eles pareciam ser morcegos, porém não eram qualquer mamífero como eu já conhecia. Eles eram brancos e peludos, supostamente eram de uma espécie que suportava ficar naquela caverna gélida. Um dos morcegos aparentemente decidiu agir e logo conseguia me atingir em cheio, mordendo o meu pescoço e injetando alguma coisa que eu descobri momentos mais tarde que se tratava de um veneno, filho da mãe. — Eu fui envenenada! Cuidado com as mordidas dele! Mantenham-se apostos e ataquem o máximo que conseguirem, vamos derrota-los! — Proferi avisando a todos para tomarem cuidado com os morcegos malditos.

Eu estava imobilizada no chão e não conseguia me mexer por conta do veneno presente no meu corpo, mas eu tentaria atacar com os meus poderes para tentar dar dano também. Comecei a usar a minha umbracinese e preparava para lançar a minha sombra e atingir o inimigo a minha frente, porém parecia que nada estava acontecendo. — Mas, o que? Cuidado! Não usem poderes de trevas, parece que não funciona! Que droga! — Indaguei chateada por ser uma inútil ali, meus poderes não iriam funcionar de forma alguma nesses morcegos malditos.

Ao menos tínhamos um filho de Apolo conosco que poderia me ajudar com o veneno e tentar me deixar com a diversão de matar esses malditos morcegos também. — Mantenham o foco nos morcegos, eu consigo me virar sozinha! Detenha eles o máximo que conseguirem! — Balbuciei enquanto avisava o grupo. O que eles fariam contra aquele maldito?

Tentei levantar-me com dificuldades e logo vi um dos morcegos aproximarem de mim e então com força peguei a foice e então mirei na direção do morcego para tira-lo da minha direção e também dar dano. Espero que os outros tivessem mais sorte do que eu. Ainda não conseguia me mexer, mas outros morcegos vieram na minha direção e eu tentava ao máximo golpeá-los para dar muito dano nesses miseráveis. Infelizmente o veneno percorria pelo meu corpo cada vez mais e talvez eu não teria muito tempo.


Adendos:
Armas:
• Julgadora [Uma bonita e grandiosa foice toda feita de material negro enquanto sua lâmina, prateada, dizem ser feita de adamantino. É uma arma pesada nas mãos de qualquer outro semideus que ouse empunhar a arma mas tende a se tornar leve nas mãos dos ceifadores afinal, a foice sempre foi uma das marcas registradas de seu mestre. | Efeitos mecânicos: Se torna um bracelete quando não está sendo utilizada. Para ativar a arma, gire o pulso duas vezes em sentido horário para que o cabo comece a se desprender de seu pulso e cresça até se tornar a arma que é. | Cortes realizados por esta arma recuperam o HP de seu portador em 10% do dano causado.| Resistência Beta | Espaço para uma gema | Status: 100%, sem danos | Nível 3. | Lendária |Presente de reclamação dos Ceifadores de Thânatos].

Habilidades:
← Panic: O semideus que porta de tal habilidade é neutralizado de qualquer ataque referente ao pânico quando está em batalha. Sua mente torna-se impenetrável, impossibilitando a manipulação de tal emoção quando está em campo de guerra, seja lá para qual for a situação, tornando-o mais preciso, utilizando o pânico como arma para efetivar ataques ao transformá-lo em incentivo para lutar, aumentando o dano causado pelo golpe escolhido tanto por habilidade, como por elemento de combate físico corpo-a-corpo. (2x por turno)
Gasto de Mp: 15mp.
Gasto de Hp: 10hp.
Bônus:  +20% de assertividade na tentativa de bloqueio.
Dano: +20% de dano com o uso da habilidade.
Extra: Nenhum.

Nome: Perícia Corporal I
Descrição: Treinar o corpo e a mente para tornar-se um melhor guerreiro é quase que uma obrigação de cada meio-sangue, caso ele deseje sobreviver nesse mundo louco. Assim sendo, depois de uma aula de perícias, o corpo do semideus foi condicionado e treinado para melhorar a agilidade, a esquiva e o reflexo.
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: +30% em agilidade, esquiva e reflexo.
Dano: Nenhum

Rastreadores
Descrição: Habilidade que permite ao semideus encontrar e localizar monstros ou criaturas – como animais e até semideuses – através de rastros, pistas, odores, pegadas ou qualquer coisa que pode ser deixada para trás. Isso também permite encontras rastros que foram apagados, afinal, existem criaturas que conseguem mesclar seus rastros e até mesmo apaga-los ou disfarça-los. Semideuses com essa habilidade dificilmente serão enganados por pistas falsas, tendo mais chance de seguir um caminho certeiro, pois, sabem identificar o que foi forjado e criado do que realmente foi deixado para trás.
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum.
Bônus: +40% de chance de descobrir alguma coisa deixada para trás. + 30% de percepção. +50% de chance de não ser enganado por armadilhas ou rastros falsos deixados por terceiros para desvia-lo do caminho certo. Pode solicitar ao narrador que indiquem pistas do caminho certo a ser seguido.
Dano: Nenhum.

Nome: Perícia Corporal II
Descrição: Treinar o corpo e a mente para tornar-se um melhor guerreiro é quase que uma obrigação de cada meio-sangue, caso ele deseje sobreviver nesse mundo louco. Assim sendo, depois de uma aula de perícias, o corpo do semideus foi condicionado e treinado para melhorar a resistência corporal. Irá se cansar mais dificilmente, estando preparado para realizar exercícios físicos mais complexos. Assim, possui um melhor desempenho em combate, podendo permanecer lutando mais tempo que outros.
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: +30% em resistência física.
Dano: Nenhum

← Sensitti Vitale: O semideus que porta de tal habilidade é capaz de agir de forma veloz, conseguindo distinguir a verdade da mentira com mais efetividade, tal como ser mais rápido que o seu oponente quando opta por utilizá-la. Sua velocidade é dobrada e todos os sentidos do corpo são estimulados a ajudá-lo, dando-lhe um penhor de destreza assertiva num contra-ataque. (2x por turno)
Gasto de Mp: 15mp.
Gasto de Hp: 15hp.
Bônus:  +25% em velocidade.
Dano: +25% de dano com o uso da habilidade.
Extra: A destreza vai depender do golpe escolhido. Valerá somente em caso de uso das habilidades ativas.

Tatuagens:
Tatuagem SPQR [Tatuagem de coloração negra feita na parte inferior do antebraço direito. Possui o desenho de uma maçã podre, seguido abaixo pelas letras SPQR, um risco para cada ano servindo a Legião e escrito V Coorte. 5ª Coorte: Uma vez por missão/evento, os poderes relacionados á agilidade e/ou esquiva/defesa proferidos pelo semideus membro da 5ª Coorte, dobram de efetividade durante três turnos. Não pode ser removida do braço do semideus nem mesmo através da utilização de magia, sendo para sempre marcado como um romano.]

Force Upgrade | Força | Tatuagem em formato de duas foices cruzadas. | Aumenta a força do Semideus em 10% | Braço Esquerdo | Micro Marca | Permanente.

Linked | Armas e Escudos | Tatuagem de uma caveira ensaguentada. | Cria um elo entre o dono e a arma(Julgadora), o usuário pode ativar a tatuagem que abre um pequeno portal onde a arma estará armazenada, podendo puxá-la. Válido para qualquer item. | Braço Direito | Marca Pequena | Permanente

Poderes:
Passivos Éris:
Nível 1
Nome do poder:  Apreciadores da Discórdia
Descrição: Os filhos de Éris/Discórdia são parcialmente conhecidos por serem bastante impiedosos, do tipo que gostam de ver “o circo pegar fogo”, ainda mais se forem eles mesmo que causaram o “incêndio”. (Isso depende muito da pessoa, alguns de seus filhos podem ter não herdado sua maldade.)
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: Nenhum
Dano: Nenhum

Nível 5
Nome do poder: Ambidestria
Descrição: Éris/Discórida era braço direito de Ares, por isso - ao menos com armas - seus filhos são ambidestros. Tendo habilidade de manuseio com ambas as mãos.
Gasto de Mp: Nenhum.
Gasto de Hp: Nenhum.
Bônus: Mesmo estando com uma arma na mão dominante, conseguira usar outra na mão oposta sem qualquer problema.
Dano: Nenhum

Nível 12
Nome do poder: Aprimoramento de força
Descrição: Como Éris/Discórdia acompanhava Ares/Marte em batalha, seus filhos conseguem aumentar sua força de modo que ela se compara a da prole do senhor da guerra, ficando abaixo apenas de tais crias.
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: +15% de força em batalha.
Dano:  +5% de dano se os golpes acertarem.

Nível 13
Nome do poder: Estrategista Habilidoso
Descrição: De tanto criar mentiras você começa a se tornar um bom estrategista, sendo capaz de criar estratégias de batalha quase tão eficientes quanto a das proles de Atena.
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: +20% de chance de que seus planos funcionem conforme o esperado.
Dano: Nenhum

Nível 16
Nome do poder: Furtividade I
Descrição: Os filhos de Eris/Discórdia tendem a ser bastante espertos, furtivos, devido as palavras venenosas e da má sorte que instalam ao seu redor. Isso faz com que consigam se esquivar mais facilmente, e se locomover sem serem notados com facilidade, podendo evitar fazer barulhos, ou serem detectados.
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: +15% de furtividade em luta. +20% de chance de pegar o inimigo de surpresa.
Dano: Nenhum

Nível 17
Nome do poder: Resistência à Pressão
Descrição: Como Éris/Discórdia foi ao Tártaro, seus filhos possuem a capacidade de suportar grandes pressões/variações bruscas de pressão sem sofrer algum tipo de dano colateral.
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: Podem resistir a grandes pressões sem sofrer danos.
Dano: Nenhum

Passivos Ceifadores:
Nível 1
Nome do poder: Perícia com Foices I
Descrição: Sendo a foice o instrumento característico da morte, os seguidores desta possuem maior facilidade a aptidão no manuseio da arma em questão. O objeto em suas mãos é manobrado de maneira mais fácil e precisa, tanto ofensiva quanto defensivamente.
Gasto de Mp: Nenhum.
Gasto de Hp: Nenhum.
Bônus: 15% de assertividade no uso da foice.
Dano: +10% de dano ao ser acertado pela foice de um ceifador.

Nome do poder: Visão Noturna I
Descrição: Acostumados com a escuridão, os ceifadores possuem facilidade em enxergar em meio a esta. Entretanto, nesse nível, sua visão alcança até 20 metros à sua frente.
Gasto de Mp: Nenhum.
Gasto de Hp: Nenhum.
Bônus: Nenhum.
Dano: Nenhum.

Nível 2
Nome do poder: Silenciosos
Descrição: Assim como a morte nem sempre anuncia sua chegada, os membros desse grupo secundário podem escolher abafar seus sons. Podendo assim passarem despercebidos, ou então não denunciar sua aproximação.
Gasto de Mp: Nenhum.
Gasto de Hp: Nenhum.
Bônus: Nenhum.
Dano: Nenhum.

Nível 3
Nome do poder: Resistência à Intimidação I
Descrição: Frios e quase inabaláveis mentalmente, os ceifadores são menos propensos a serem intimidados por qualquer tipo de aura ou poder.
Gasto de Mp: Nenhum.
Gasto de Hp: Nenhum.
Bônus: 15% de resistência contra magias, auras e poderes de intimidação/abalo mental.
Dano: Nenhum.

Nome do poder: Memória Eidética I
Descrição: Assim como a morte possui uma memória perfeita para se lembrar de todos que passaram por suas mãos, seus ceifadores passam a ter a capacidade de lembrar de quase tudo. Isso lhe dá uma maior capacidade de investigação e perseguição, por se lembrar das informações de seus alvos e afins.
Gasto de Mp: Nenhum.
Gasto de Hp: Nenhum.
Bônus: Nenhum.
Dano: Nenhum.

Nível 4
Nome do poder: Bestiário Humano I
Descrição: Um ceifador tem como função auxiliar seu mestre, ceifando as almas das criaturas que estão pela terra. Portanto, nesse nível, ele é capaz de identificar, também graças à memória eidética, todos os monstros com os quais cruzar. Nesse nível possui apenas informações básicas, como nome e seus atributos ou poderes principais.
Gasto de Mp: Nenhum.
Gasto de Hp: Nenhum.
Bônus: Nenhum.
Dano: Nenhum.

Nível 5
Nome do poder: Besta Noturna I
Descrição: Basta a noite chegar para que os ceifadores tenham seus sentidos mais aguçados. Afinal, a morte, apesar de não ter hora para chegar, é mais comumente associada à noite, o que explica também sua afinidade com o escuro e as sombras.
Gasto de Mp: Nenhum.
Gasto de Hp: Nenhum.
Bônus: 10% em todos os cinco sentidos durante a noite.
Dano: Nenhum.

Nível 10
Nome do poder: Perícia com Foices II
Descrição: Sendo a foice o instrumento característico da morte, os seguidores desta possuem maior facilidade a aptidão no manuseio da arma em questão. O objeto em suas mãos é manobrado de maneira mais fácil e precisa, tanto ofensiva quanto defensivamente. Aqui, o ceifador já melhorou um pouco mais a habilidade.
Gasto de Mp: Nenhum.
Gasto de Hp: Nenhum.
Bônus: 30% de assertividade no uso da foice.
Dano: +20% de dano ao ser acertado pela foice de um ceifador.

Nível 11
Nome do poder: Emboscada I
Descrição: Sempre que realizar um golpe surpresa, as chances de ser um golpe crítico são maiores, além de causar mais da dano que o normal.
Gasto de Mp: Nenhum.
Gasto de Hp: Nenhum.
Bônus: 10% de chance de acerto crítico.
Dano: Nenhum.

Nível 13
Nome do poder: Feridas Dolorosas I
Descrição: Todos os golpes armados do ceifador tem chances maiores de atingirem fundo o corpo de seu oponente, provocando sangramento com mais facilidade.
Gasto de Mp: Nenhum.
Gasto de Hp: Nenhum.
Bônus: Nenhum.
Dano: Causa 5 de dano por sangramento a cada dois turnos em inimigos feridos pela arma do ceifador.

Nível 16
Nome do poder: Visão Noturna II
Descrição: Acostumados com a escuridão, os ceifadores possuem facilidade em enxergar em meio a esta. Entretanto, nesse nível, sua visão alcança até 40 metros à sua frente.
Gasto de Mp: Nenhum.
Gasto de Hp: Nenhum.
Bônus: Nenhum.
Dano: Nenhum.

Nível 22
Nome do poder: Bestiário Humano II
Descrição: Um ceifador tem como função auxiliar seu mestre, ceifando as almas das criaturas que estão pela terra. Portanto, nesse nível, ele é capaz de identificar, também graças à memória eidética, todos os monstros com os quais cruzar. Nesse nível já possui mais informações, como, além do nome e seus atributos ou poderes principais, curiosidades e pontos fracos da criatura.
Gasto de Mp: Nenhum.
Gasto de Hp: Nenhum.
Bônus: Nenhum.
Dano: Nenhum.

Nome do poder: Emboscada II
Descrição: Sempre que realizar um golpe surpresa, as chances de ser um golpe crítico são maiores, além de causar mais da dano que o normal.
Gasto de Mp: Nenhum.
Gasto de Hp: Nenhum.
Bônus: 20% de chance de acerto crítico.
Dano: Nenhum.

Nível 23
Nome do poder: Feridas Dolorosas II
Descrição: Todos os golpes armados do ceifador tem chances maiores de atingirem fundo o corpo de seu oponente, provocando sangramento com mais facilidade.
Gasto de Mp: Nenhum.
Gasto de Hp: Nenhum.
Bônus: Nenhum.
Dano: Causa 10 de dano por sangramento a cada três turnos em inimigos feridos pela arma do ceifador.

Ativos Ceifadores:
Nível 15
Nome do poder: Ferida Mortal I
Descrição: Utilizando a energia sombria para deixar suas lâminas mais afiadas, seu próximo golpe irá cortar/perfurar mais fundo, ignorando resistências naturais e bônus que não de armaduras ou itens.
Gasto de Mp: 20 de MP.
Gasto de Hp: Nenhum.
Bônus: Nenhum.
Dano: 30; além do dano da arma.
Extra: Nenhum.

Nível 27
Nome do poder: Ferida Mortal II
Descrição: Utilizando a energia sombria para deixar suas lâminas mais afiadas, seu próximo golpe irá cortar/perfurar mais fundo, ignorando resistências naturais e bônus que não de armaduras ou itens.
Gasto de Mp: 40 de MP.
Gasto de Hp: Nenhum.
Bônus: Nenhum.
Dano: 80; além do dano da arma.
Extra: Nenhum.
✿✿
avatar
Veronica Grindelwald
V Coorte
V Coorte

Mensagens : 246
Idade : 21
Localização : Anyone knows.

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Grupo 4 (Lee Chae-rin, Peter C. Gallagher , Freya Kravinoff , Vince Le Fay Karkaroff e Beorn Jarbeon)

Mensagem por Vince Le Fay em Qua Dez 13, 2017 11:03 pm




SALVE O PAPAI NOEL



▬ Lago do Acampamento Meio-Sangue ▬
Nunca havia visto o lago do acampamento meio-sangue tão cheio. Não o lago em si, e sim a sua margem. Com a aproximação do meio do dia, mais e mais semideuses enfileiravam-se para o embarque rumo à tão misteriosa ilha de Natal. Muitos haviam me contado de suas experiências por lá, mesmo assim, eu já desconfiava de que passaria por situações totalmente distintas das quais me contaram. Ouvi também dizerem que o local, apesar de tradicional, parecia se renovar a cada ano e, além disso, de uma maneira ou de outra, éramos sempre surpreendidos.

Em uma situação um pouco reversa, fui eu quem acabei surpreendendo alguns de meus irmãos a não carregar malas pesadas. Reunindo tudo o que me era necessário em uma mochila, bem mais prática por sinal. Meus maiores pertences se resumiam a acessórios que carregava em meu pescoço e dedos como verdadeiras joias. Distraído com a paisagem, sigo de maneira quase involuntária pela fila até uma plataforma de madeira onde as embarcações nos aguardavam. Os filhos de Poseidon foram incumbidos de controlar a viagem — por questões óbvias —, o que lhes dava a oportunidade de berrar a plenos pulmões.

— TODOS A BORDO!

Arregalei os olhos por um instante, devido à tamanha exaltação da prole náutica. Logo me aproximando do barco, dou um firme passo para seu interior, equilibrando-me como podia de modo a me acomodar sentado o mais distante possível do alcance dos berros daquele jovem. Eu bem sabia que a ilha reservava muitas surpresas, mas eu não imaginava ser surpreendido tão cedo. Pois bem, tentando evitar algo acabo me deparando com outro. Sinceramente, quem sou eu para julgar alguém? Aquele olhar trazia muitas coisas à tona. Mordo o lábio inferior um pouco nervoso pela incômoda situação. Agora o olhar dele se encontrava ao meu, esperando com expectativa uma ação de minha parte.

— Bonjour! Olá Peter… Como está? Faz muito tempo que não lhe vejo. — Questionei-o tentando transmitir um pouco de auto-confiança, mas tudo o que consigo é expressar um tom grave, rouco, sem muita animação, o que refletia e muito a minha vontade de saltar daquele barco assim que ele partisse.

Uma pausa dramática pairou sobre nós enquanto o filho de Poseidon preparava os últimos afazeres náuticos antes de partir, sendo fixamente observado pelos tripulantes. Assim que a navegação se iniciou, o meu olhar com o da prole de Eros novamente se encontra, e por consequência o rapaz e dá ao trabalho de elaborar uma boa resposta. Por educação prestei a devida atenção — talvez algo maior que isso, já que nem sequer piscava —, ouvindo-o justificar-se levemente a respeito de não ter sabido muito a respeito da triste situação de acometeu as cidades de Nova Iorque e São Francisco, nas últimas semanas. De forma recíproca, ambos demonstrávamos tensão, algo que o comandante daquele barco pareceu notar.

— Fiquem tranquilos rapazes. Logo atracaremos na ILHA DE NATAL!

— Ótimo! Merveilleux! — Correspondi, demonstrando clara impaciência. Tento me entreter com a paisagem, buscando me acalmar e imaginar que o melhor estaria por vir. Até que minha escolha teve suas vantagens, já que sempre fui admirador da natureza. Evito a todo custo encarar os demais tripulantes, respirando fundo — bufando, algumas vezes —, além de mexer compulsivamente uma de minhas pernas. Realmente não sabia quanto tempo aquilo duraria, e isso era o que mais me agoniava.

— TERRA À VISTA! — Não sabia que tipo de loucura havia surpreendido aquele rapaz, mas berrar a todo instante já era demais! Apesar de tudo, o moço parecia ter certa razão em seus argumentos, o que me trouxe uma agradável sensação de alívio.

▬ Porto da Ilha de Natal ▬
Apesar do constrangimento, a chegada na ilha de Natal foi tranquila. Mesmo que o lugar fosse completamente adornado por gelo, o mesmo parecia exibir uma exuberância e um aconchego incomparável. Toda a ilha estava decorada para as festas natalinas, incluindo luzes e demasiados enfeites em árvores e nos próprios casebres, que por sua vez, sopravam fumaça pelas chaminés. Assim que saí do barco pude ouvir algumas crianças correndo pela plataforma da espécie de porto que abrigava a chegada de barcos gregos e romanos na ilha. Elas estavam vestidas a caráter, se divertindo como se não houvesse o amanhã.

— Bem-vindo à ilha de Natal jovem rapaz! — Poderia ter confundido-o com o próprio Papai Noel se estivesse menos sóbrio, porém, aquele era apenas um balconista da taberna local. O recinto estava cheio, e estava funcionando como um ponto de encontro entre romanos, gregos, e os próprios moradores locais. Optei por me acomodar em uma das banquetas dispostas no próprio balcão, buscando organizar um pouco de minhas ideias e analisar as diferentes possibilidades que poderiam me atrair naquele lugar tão singular.

— Vejo que não teve uma refeição merecida, não é mesmo? — Com uma pergunta dessas, confesso que num primeiro momento, acabei sem palavras. Sem muito argumento, acabo concordando com o senhor com um gesto positivo de minha cabeça, vendo-o acenar para uma senhora que vinha da cozinha. Para me deixar ainda mais constrangido, com o início da tarde e a falta de alimento, meu estômago insistia em se destacar dos demais, roncando sem parar. Aquilo permitiu ao homem dar boas gargalhadas, enquanto eu apenas podia expor um sorriso amarelo de pura vergonha.

— Merci, é muita gentileza sua. Mas quanto eu lhe devo por isso? — Questionei-o um pouco temeroso, baixei um pouco meu tom de voz para não parecer desconfiado demais, mas eu não sabia ao certo se havia obtido sucesso. O senhor aguardava ansiosamente com que eu provasse a primeira colherada da sopa que a senhora havia me acabado de trazer. Por um momento me senti mal, tratando-o daquela forma, assim, acabei resolvendo me entregar aos encantos daquela ilha de uma vez por todas.

— A primeira refeição é por conta da casa. É uma cortesia de boas-vindas. — A partir do primeiro toque do alimento em meus lábios, meu braço parecia ter tomado um movimento automático que enchia a colher e em seguida a conduzia até a minha boca. O tempero daquela sopa, que parecia ser uma simples mistura de macarrão e legumes, junto de seu caldo, estava me aquecendo de dentro para fora. Confesso que nunca tive grande emoção por gastronomia, mas aquela sopa tinha algo de muito especial, uma das melhores refeições por mim apreciadas em anos.

— Magnifique! — Exclamei assim que limpei a louça, tamanha a minha fome — Dê os parabéns a quem preparou isto. Estava divino. Vocês também servem bebidas por aqui? — Apesar da idade, o balconista era ágil, e este logo me apresenta uma cartela vasta, repleta de vinhos, cervejas artesanais e outras bebidas com teor alcoólico que me fariam bater no Olimpo e voltar para à Terra, num piscar de olhos.

Infelizmente a minha sessão compulsiva de embriaguez teve que esperar. Estava em paz me entretendo com a cartela de bebidas da taberna, quando ouço algo totalmente perturbador. Pessoas gritavam em seu mais pleno desespero, algumas delas sendo capazes de até mesmo adentrarem aos prantos no estabelecimento. Aquilo abalou totalmente as estruturas do lugar, assim o balconista como a senhora cozinheira não tiveram outra escolha senão prestar um auxílio maior a quem chegava dessa forma.

Com total estranheza ao que ocorria, me levanto de imediato, podendo ver a prole de Eros acomodada em uma mesa, aproveitando de alguma delícia daquele comércio. O encaro de maneira fixa por alguns instantes, seguindo até a rua para entender o que estava acontecendo.

O início daquela tarde na ilha de Natal foi marcado pelo choro das crianças. Assim que deixei para trás a porta da taberna local, vi um homem — e que homem! Estilo lenhador, barbudo e até vestindo uma camisa xadrez de flanela —, sentado em um banco de madeira, consolando uma garotinha. Movido pela curiosidade e também por certa compaixão, acabo me compadecendo do homem, me aproximando do mesmo.

— Excusez moi. O que está acontecendo?

— Houve um ataque na oficina do Papai Noel. — Assim que o homem citou o alvo do ataque, pude ver uma construção singular ao norte da ilha, que sem sombra de dúvidas era um atrativo ímpar naquele lugar, parecendo ser feita por completo de doces e embalagens de presentes.

— Uma das renas conseguiu escapar do ataque. Os moradores foram informados do sequestro do Papai Noel. A rena descreveu uma figura encapuzada, que o levou a uma das cavernas do sul da ilha. Não sabemos o que fazer, pois, sem Papai Noel, o Natal não poderá mais acontecer.

O relato do homem chamou a atenção de mim e de Peter, que pareceu ser contagiado pela minha curiosidade. Além dele, outro trio singular de semideuses se aproximou, os quais sinceramente nunca vi no acampamento meio-sangue: uma oriental; um rapaz de aspecto parecido ao aldeão, tanto que parecia até um filho mais velho deste; e uma moça de olhar enigmático e aparência misteriosa, que por sua vez já tivera certo contato comigo em uma ocasião na cidade de São Francisco em que prestei suporte. Este fato me fez estimar que os três eram do outro acampamento conhecido por nós, o Júpiter, o que me conduzia a certeza de que estariam dispostos a dar tudo de si em qualquer empreitada que houvesse.

— Pode nos levar até essa tal caverna?

— Se vocês puderem nos ajudar a resgatar Papai Noel, a ilha de Natal terá uma dívida de eterna gratidão conosco!

▬ Sul da Ilha de Natal ▬
Não foi necessário muito esforço para que o aldeão deixasse a garotinha com a suposta mãe desta, que com certeza teria maior domínio em consolá-la. Em contrapartida, foi necessário um vigor maior na caminhada até a caverna, o clima ameno era o menor dos problemas, já que a camada de neve presente na trilha estava se tornando mais espessa, dando um trabalho exigente a cada passo. Aos poucos fomos nos aproximando da caverna citada pelo aldeão. Não sei por que motivo os outros pouco argumentavam entre si. No meu caso, por ter sido o principal interlocutor do aldeão, resolvi respeitar seu sentimento de tensão naquele instante, deixando-o com que nos conduzisse a seu modo.

— Desejo-lhes boa sorte. Estou torcendo por vocês. — Estas foram as últimas palavras deste antes que nos deixasse na entrada da caverna, à nossa própria sorte.

— O que será que tem por aqui? — A romana misteriosa foi capaz de questionar num primeiro momento, ainda na entrada. Além dela, todos os outros três que me acompanhavam se entreolharam, não dizendo muita coisa.

— É o que iremos descobrir mademoiselle. Precisamos entrar. Além do mais, uma nevasca está chegando

Não sabia se era pior ficar fora ou entrar na caverna. Meus instintos apenas queriam evitar que o pior acontecesse. Assim que adentro no local, percebo uma textura totalmente diferente da neve fofa e espessa com a qual estávamos lidando na caminhada. Um som característico denunciou que estávamos pisando em um lago congelado, e isso foi confirmado assim que vi alguns peixes nessa condição ao fundo. As enormes e pontudas estalactites vindas do teto eram um alerta eminente de que não podíamos cometer muitas extravagâncias naquele ambiente, ou tudo estaria perdido.

— O que são aquelas criaturas? Meu deus! São horríveis! — Um dos outros demorou menos tempo na análise do ambiente e percebeu o perigo logo de cara. Um perigo típico de cavernas, com características especiais.

Um grupo de morcegos estava a espreita, esperando o momento certo para atacar. Diferentemente de morcegos comuns, estes tinham uma pelagem mais evidente de tonalidade esbranquiçada, o que lhes permitia se camuflar naquele tipo de ambiente. Aquilo me colocou em alerta máximo, e logo toco com os dedos a palheta pendurada em meu pescoço, expondo a retalhação de Apolo, o meu arco.

Não respondi a garota de imediato tanto por aquela ser uma resposta óbvia, quanto pela intensidade da ocasião. Temia e muito a quantidade daqueles seres, que se estivessem em grande escala, determinaria o sucesso ou o fracasso da equipe. Com a arma em punho, fico em guarda, e não temeria em utilizá-la como porrete se algum deles se aproximasse demais. Procuro um foco maior em minha audição, aliada a capacidades de ecolocalização. Apesar dos perigos, a área da caverna incluía um perímetro do qual eu era capaz de fazer uma varredura primária, localizando os inimigos e notando os obstáculos internos ali existentes.

— Eu fui envenenada! Cuidado com as mordidas dele! Mantenham-se apostos e ataquem o máximo que conseguirem, vamos derrota-los! — Se as coisas já estavam ruins, logo começaram a piorar. Com essa notícia eu sabia que o vigor da moça jamais seria o mesmo, e teria que prestar-lhe assistência o mais rápido possível.

Prudent! Atenção. Neste exato momento localizei dez morcegos. Não deixem com que se aproximem, e dividam-se entre si. E não poupem esforços, mas não atinjam as estalactites. Todo cuidado é pouco! — Meus últimos dizeres foram o suficiente para referenciar a romana atingida, da qual me encarregava de manter sob minha proximidade e custódia o mais rápido que minhas capacidades atléticas me permitiam.

Assim que vou ao encontro da moça, percebo o tremor em suas pernas. O veneno era de efeito rápido, e a estava impossibilitando-a de agir. Mesmo assim, a garota não se poupava, o que talvez estivesse acelerando o fluxo de sua corrente sanguínea, e consequentemente dava passagem para que o veneno se espalhasse por todo o seu corpo.

— Mas, o que? Cuidado! Não usem poderes de trevas, parece que não funciona! Que droga! — Não deu outra, a cada esforço teimoso da moça, mais seu corpo denunciava os sintomas de paralisia ocasionados pelo veneno. Neste caso, teria que tomar medidas um pouco severas e drásticas a seu respeito.

— Cara mademoiselle, escute. Quanto mais se agitar, mais rápido o veneno irá se espalhar por sua corrente sanguínea. Fique na defensiva. Tens uma excelente lâmina em mãos. Eu jamais temeria em usá-la. — Pronunciei severo num primeiro momento, deixando uma de minhas mãos livres para avaliar a mordida que o morcego havia deixado no pescoço da jovem.

— Isso é tudo o que eu posso fazer por você agora. Espero que lhe ajude. C'est la vie. — Murmurava firmemente, procurando me concentrar para conjurar uma aura alaranjada fina na mão que não segurava o arco, sendo esta a responsável por pressionar a mordida no pescoço da garota. Procurava retardar os efeitos do veneno do morcego a partir de princípios que envolviam, em suma, a analgesia. Aquela mulher dependia de muitas coisas a partir dali, principalmente da própria sorte.

— Mantenham o foco nos morcegos, eu consigo me virar sozinha! Detenha eles o máximo que conseguirem! — Eu não pagaria tanto assim para ver se a moça estava blefando. Eu torcia para que ela recuperasse parte de seu vigor, do qual tanto se orgulharia. Assinto com a mesma, logo antes de tomar um pouco mais de distância, recuando para obter melhores hipóteses de sucesso em minhas futuras ações. O ato me permitiu visualizar de relance a movimentação dos outros, que pareciam ter ouvido o recado e não enfrentavam tantas dificuldades quanto a outra.

Os morcegos estavam com força total. O intervalo entre suas investidas era quase nulo, e eliminá-los era a maior prioridade. Com certeza a jovem atingida se tornou um foco maior, e logo dois deles se aproximavam da moça, em direções opostas. Supus que a mesma teria forças para se focar em um deles, mas se deixasse com que o outro lhe surpreendesse, sua incapacitação seria imediata. Com uma das mãos, desta vez, toco o pingente em formato de estrela atado à meu pescoço, permitindo com que flechas de prata lunar estivessem disponíveis em minha aljava.

Em seguida, com o indicador da mesma mão, toco o anel dourado em meu dedo médio, girando-o levemente para ativar suas propriedades. Armo o arco com uma das flechas lunares, empunhando-o com firmeza enquanto estico o cordão com uma das mãos. Concentrava-me no segundo morcego que se aproximava da moça, tentando controlar minha respiração ao fazê-lo. Meus olhos estavam fixos no alvo, e acertá-lo em cheio era o meu maior desejo naquele instante.

— Apollo mecum benedictionem, et venenum sagitta Liberae. — Eu estava disposto a pagar na mesma moeda aquilo que um dos morcegos foi responsável por fazer na colega romana. A frase proferida por mim, provava isto. Ela seria responsável por ativar propriedades venenosas àquele projétil. Além disso, me dedicava em usar de minha energia para elevar a potência da flecha, tornando-a um objeto letal.

O morcego foi capaz de seguir em rasante num movimento curvo, que em hipótese tinha foco em surpreender a romana pelas costas. Seguindo seu rumo com o olhar, pretendia, de certa forma, usar o feitiço contra o feiticeiro. Alguns tipos de mamíferos, como golfinhos e morcegos, possuem capacidades de ecolocalização. Sendo eu um adepto desta habilidade, iria lhe dar um falso sinal, ou seja, tentaria adulterar a sua rota, confundindo-o. Com isso, assim que o morcego fez a curva, efetuei o disparo de minha flecha, encantada para persegui-lo tal qual como um míssil, até acertá-lo. Na defensiva, fico armado com o arco segurando-o como um porrete, para demais adversidades. Eu não me permitia piscar um momento sequer, focando na confusão de localização do alvo além da condução do projétil até o mesmo.

Um ruído incômodo fez-me tapar os ouvidos imediatamente. Assim que o primeiro foi atingido, os outros foram responsáveis por transmitir um alerta horrendo em forma de ondas sonoras. Por um momento, deixo com que meu arco desabe. Se eu quisesse vencer aquele obstáculo, teria que resistir àquele ataque.

— Afastem-se e protejam-se! Pois, esta poderá ser a última canção que ouvirão em suas vidas. — Este foi o meu último aviso antes de empunhar novamente o arco e investir em outros dois disparos letais com o mesmo princípio utilizado no primeiro. Confundi um morcego por vez através da ecolocalização, conduzindo a minha respectiva flecha assim que ela era disparada, sendo estes disparos envenenados e potentes o suficiente para uma boa tentativa de desfalque de mais dois do time de morcegos. A cada movimento, os pelos de meu pescoço se arrepiavam cada vez mais, e isso era apenas o início de mais uma jornada.

Poderes e Habilidades:

Ativos:

▬ Nível 8:
Nome do poder: Flecha Paralisante.
Descrição: O veneno de algumas cobras pode matar, outros apenas paralisam, ao cantar uma pequena frase em latim antes do lançamento de uma flecha a mesma carregará um veneno paralisante.
Gasto de Mp: 15 de MP
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: O local atingido é paralisado por uma ação.
Dano: – 5 de HP por rodada por 3 turnos. Efeito acumulativo

▬ Nível 22:
Nome do poder: Tiro Potente
Descrição: Ao por energia no próximo tiro, seja por flecha ou dardos, o arqueiro filho do deus Apolo/Febo irá fazer com que o ataque atinja até o dobro de danos.
Gasto de Mp: 10MP por projétil abençoado.
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: Nenhum
Dano: Poderá tirar até o dobro do dano do material da flecha/dardo.
Extra: Nenhum

▬ Nível 24:
Nome do poder: Cura II
Descrição: Como seu pai Apolo/Febo, o semideus consegue conjurar uma aura alaranjada fina, que pode e diminuir dores, independente de seus estados ao ser interior ou exterior, curar arranhões simples e inchaços. Durante o seu uso, plantas ao seu redor estarão mais vivas ao serem eficientes à aura. Cura doenças fracas como gripes, resfriados, alergias fracas.
Gasto de Mp: 25 de MP
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: + 15% de HP e MP e analgesia, dores na região curada não irão atrapalhar.
Dano: Nenhum

▬ Nível 40:
Nome do poder: Flecha Perseguidora
Descrição: Ao encantar essa flecha, ela irá perseguir o seu inimigo até atingi-lo. Se mantiver o foco dele em sua visão, as chances de acerto no local em que mirou serão altas. Porém, caso ele saia de seu campo de visão, será acertado de maneira aleatória, cabendo a sorte – vulgo narrador – definir onde foi acertado.
Gasto de Mp: 50MP
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: Nenhum
Dano: Relativo
Extra: Nenhum
Passivos:

▬ Nível 10:
Nome do poder: Benção Solar
Descrição: Filhos de Apolo ao realizarem atividades durante o dia, se sentem mais motivados e animados, pois estão em contato direto com seu pai. Seus movimentos saem muito mais precisos e suas ações se tornam mais poderosas.
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: + 20% vantagem de acerto em ações realizadas durante o dia, além de ter o gasto de MP reduzido em 25%.
Dano: Nenhum

▬ Nível 16:
Nome do poder: Ecolocalização
Descrição: Filhos de Apolo/Febo possuem a audição naturalmente mais apurada do que os outros semideuses. Capacitando-os de detectar a disposição dos corpos em um ambiente através de ondas ultrassônicas emitidas por eles, eles analisam as reflexões destas e com isso adquirem consciência da posição e distância dos ''obstáculos'' no arredor. Isso também faz com que possam interagir e alterar a rota de outros animais que se utilizam desta habilidade, como morcegos e golfinhos.
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: Nenhum
Dano: Nenhum

▬ Nível 19:
Nome do poder: Resistência a ataques sonoros
Descrição: A audição de um filho de Apolo/Febo é bastante peculiar. Ataques baseados em som, seja a sugestão e indução pela voz, por gritos ou sons extremamente altos, não possuem tanto efeito em um filho do deus da música.
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: +70% de resistência a ataques sonoros.
Dano: nenhum

▬ Nível 26:
Nome do poder: Arqueiro IV
Descrição: Você aprendeu que um arco pode ser uma arma perfeita para seu personagem, além de aprender a atirar mais de quatro flechas ao mesmo tempo, agora também consegue atingir o alvo com mais facilidade, sua precisão com essa arma cresceu num nível em que a margem de acerto é maior do que a de erro. Além disso, agora consegue utilizar flechas com veneno, ou elementos mágicos, mas para isso, precisa tê-las em seu arsenal, ou combina-las com um poder ativo que possua,
Gasto de Mp:: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus:  +55% de assertividade no manuseio do arco.
Dano: + 30% de dano ao ser acertado pela arma do semideus.

▬ Nível 30:
Nome do poder: Concentração de Arqueiro III
Descrição: Arqueiros precisam se concentrar para acertarem o alvo, pois qualquer distração, podem fazer seu tiro certeiro sair pela culatra. Os filhos de Apolo têm a benção de seu pai, que faz com que eles sejam mais calmos e objetivos quando precisam realizar uma tarefa que exija concentração. Ao estarem usando o arco/bestas, essa concentração torna-se natural, fazendo do filho de Apolo/Febo um prodígio.
Gasto de Mp:: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus:+ 50% de vantagem ao realizarem uma tarefa que exija concentração. +75% de facilidade em concentrar-se ao estar usando o arco/bestas.
Dano: Nenhum

▬ Nível 33:
Nome do poder: Audição Aguçada II
Descrição: Músicos não possuem só uma capacidade técnica apurada, eles também têm um ouvido muito sensível e com os filhos de Apolo isso não seria diferente. O Semideus neste nível consegue distinguir os sons a sua volta. E com bastante concentração, poderá distinguir sons até de outra quadra. Essa concentração é tamanha que ele não poderá estar movimentando-se bruscamente – como em uma batalha ou correndo – para poder captar os estímulos sonoros tão distantes.
Gasto de Mp:: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus:+ 60% de vantagem em escutar ao seu redor, diminuindo a chance de ataques surpresas contra ele.
Dano: Nenhum

▬ Nível 39:
Nome do poder: Visão Aguçada IV
Descrição: Um bom arqueiro precisa de uma visão perfeito, e os filhos de Apolo/Febo herdam de seu pai olhos perfeitos, melhores que os dos mortais comuns. Seus olhos são tão perfeitos como do melhor predador existente.
Gasto de Mp:: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: 70% de assertividade com qualquer habilidade de lançamento, disparo ou afins.
Dano: + 25 de dano ao lançar algo em algum inimigo.

▬ Nível 41:
Nome do poder: Corpo Atlético IV
Descrição: Apolo sempre foi descrito como um Deus jovem e no auge do seu vigor físico. Filhos de Apolo herdaram essa característica de seu pai, sempre são vistos praticando esportes e atividades físicas para se manterem atléticos.
Gasto de Mp:: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus:+50% de agilidade e esquiva
Dano: Nenhum

Calculadora e Justificativas:
Pois bem, caro Narrador, eu respeito e muito seu trabalho. Dedico este spoiler a você, por que? Pois bem, aproveito deste espaço para justificar - de certa forma -, o fato de que utilizei uma flecha por vez, para atingir três morcegos, um de cada vez. Tendo como base a própria quantidade de vida do monstro assim como os bônus a mim aplicados. Desde já, com todo o respeito, não julge isso como um ato de prepotência, e sim como um relatório de um subordinado. É sério, respeito e admiro muito o seu trabalho. Estou apenas tentando facilitar as coisas. E se por um acaso, houver alguma discrepância, à vontade, saiba que é autoridade maior neste aspecto.

▬ Calculadora de Disparos:
▬ Disparo I:
Danos Iniciais: 45 (Flecha Primária - Armamento - Retalhação de Apolo) + 5 (Poder Ativo - Flecha Paralisante) + 25 (Poder Passivo - Visão Aguçada IV) + Dano Relativo (A escolha do Narrador - Poder Ativo - Flecha Perseguidora).
Danos Adicionais: Dano x2 (Poder Ativo - Tiro Potente) x 1,3 (30%) de dano ao ser acertado pela arma do semideus (Poder Passivo - Arqueiro IV).
Justificativa: +55% de Assertividade no Manuseio do Arco (Poder Passivo - Arqueiro IV) +70% de Assertividade em Disparos (Poder Passivo - Visão Aguçada).
▬ Suposto Resultado Final: (45 + 5 + 25) x 2 x 1.3 = 195

▬ Disparo II:
Danos Iniciais: 35 (Flecha Secundária - Armamento - Retalhação de Apolo) + 5 (Poder Ativo - Flecha Paralisante) + 25 (Poder Passivo - Visão Aguçada IV) + Dano Relativo (A escolha do Narrador - Poder Ativo - Flecha Perseguidora).
Danos Adicionais: Dano x2 (Poder Ativo - Tiro Potente) x 1,3 (30%) de dano ao ser acertado pela arma do semideus (Poder Passivo - Arqueiro IV).
Justificativa: +55% de Assertividade no Manuseio do Arco (Poder Passivo - Arqueiro IV) +70% de Assertividade em Disparos (Poder Passivo - Visão Aguçada).
▬ Suposto Resultado Final: (35 + 5 + 25) x 2 x 1.3 = 169

▬ Disparo III:
Danos Iniciais: 35 (Flecha Secundária - Armamento - Retalhação de Apolo) + 5 (Poder Ativo - Flecha Paralisante) + 25 (Poder Passivo - Visão Aguçada IV) + Dano Relativo (A escolha do Narrador - Poder Ativo - Flecha Perseguidora).
Danos Adicionais: Dano x2 (Poder Ativo - Tiro Potente) x 1,3 (30%) de dano ao ser acertado pela arma do semideus (Poder Passivo - Arqueiro IV).
Justificativa: +55% de Assertividade no Manuseio do Arco (Poder Passivo - Arqueiro IV) +70% de Assertividade em Disparos (Poder Passivo - Visão Aguçada).
▬ Suposto Resultado Final: (35 + 5 + 25) x 2 x 1.3 = 169

▬ Outros:
Descontos: -25% de gasto de MP (Poder Passivo - Benção Solar).
Capacidades: +70% de resistência a ataques sonoros (Poder Passivo - Resistência a ataques sonoros).

Equipamentos e Armamentos:

Aljava:
• Aljava [Trata-se de um aljava feito de tecido comum e que possui flechas douradas – feitas de bronze celestial – em seu interior. | Efeito 1: Flecha incrementada com um veneno potente, que causa 10 de dano ao oponente por turno, sendo que o veneno age na corrente sanguínea apenas uma vez e o efeito passa após três turnos. Efeito 2: O estoque dessas flechas nunca acaba, é sempre reposto magicamente. | Bronze Celestial | Não possui espaços para gemas | Resistência: Beta | Status: 100%, sem danos | Mágico | Desconhecido.]
Mochila:
• Mochila sem fundo [Mochila de prata com material simples, sem bolsos laterais, com um único zíper, uma única entrada e uma única saída.| Efeito 1: A mochila não possui fundo, foi encantada para caber inúmeros objetos, ou seja, seu espaço é infinito, tudo que você colocar dentro dela permanece ali, desde que passe pela parte de cima, ou seja, você precisa conseguir colocar o item pelo buraco, que é largo o suficiente para passar até uma panela de pressão. Para pegar o item de volta basta colocar a mão dentro da mochila e pensar nele, e ele retorna para suas mãos.| Efeito 2: A mochila permite ao semideus levar 3 itens a mais em missões e eventos, como uma forma de burlar as regras. Por exemplo, se o narrador estipulou apenas 1 item para a missão, o meio-sangue poderá levar essa mochila e com ela liberar mais 2 itens (pois ela conta como 1, gastando um dos 3 extras) | Indefinido | Sem espaço para gemas | Alfa | Status: 100% sem danos |Lendário e mágico | Comprado na Loja Especial do BO]
Anéis:
Arsenal [Anel brilhante feito em aço polido, com uma pedra preciosa esbranquiçada minúscula em seu centro. Possui o efeito de alterar uma arma, mudando assim sua forma, detalhes, e qualquer outra coisa que o portador desejar, desde que as alterações sejam apenas físicas. Ou seja, utilizando o efeito do anel, é possível transformar uma lança em uma espada ou faca, ou qualquer outro item de ataque. Um escudo circular pode ser transformado em um broquel, ou um escudo de corpo. Os materiais dos itens podem ser alterados, mas seus efeitos sempre serão os mesmos (exemplo: uma espada elétrica ainda causaria dano por eletricidade se transformada em uma lança).]

• Solstício de Verão [Anel dourado e de aparência discreta. Em seu corpo possui ranhuras onduladas, em baixo relevo, entalhadas de tal forma a lembrar a tremulação do ar com o calor escaldante do verão. Em seu topo existe uma pedra laranja e brilhante com a peculiar habilidade de se alimentar da energia do semideus (10% MP total por flecha) para encantar flechas com propriedades explosivas. O dano é acrescido de 50%. | Efeito 1: O anel possui o poder de pegar 10% da MP total do semideus, transformado tal energia na habilidade de explosão para flechas – lembrando que as flechas já devem existir e 10% será retirado POR flecha – o dano acrescido as flechas é igual a +50 | Ferro | Sem espaço para gemas. | Sigma. | Status 100%, sem danos. | Mágico. | Desconhecido
Pingentes:
• Estrela de Davi [Um pequeno pingente de prata preso a uma corrente de ferro. A estrela apresenta seis pontas, mas apenas 3 delas servem para algo. Quando ativado transforma-se em uma das três armas a seguir: Arco e flecha da lua (feitos de prata lunar e com flechas mais finas e rápidas que o normal perfurar mais fundo do que qualquer outro arco, se a pessoa retirar a flecha do corpo ao ser atingido o estrago será maior). Espada de prata (feito de prata lunar assim como arco, a espada se ajusta perfeitamente a mão do usuário, sempre será leve para o portador tornando seu manuseio ainda mais fácil, inscrições de grego antigo adornam a arma, e se alguém for atingido duas vezes seguidas pela espada o terceiro golpe será ainda mais letal, a arma dobra a força e o peso, e ao atingir o corpo causa cortes mais profundos). Escudo refletor: Aparentemente um escudo/espelho (Ao ser ativado surge na frente do corpo do semideus, quando ativo o escudo é capaz de proteger qualquer ataque mental desferido contra o portador da arma, tais ataques serão refletidos e retornam a pessoa que lançou, o escudo não protege ataques físicos, apenas mentais). Quando inativo volta a ser a corrente. | Arco e flecha: +15% de dano; Espada: +15% de dano nos dois primeiros golpes e +30% em um terceiro golpe; Escudo: Confere imunidade à magia e redução de dano de outros ataques. | Prata lunar. | Sem espaço para gemas. | Alfa. | Status 100%, sem danos. | Mágico. | Nível 5 | TV Hefesto - A Roleta do Azar.]

• Retalhação de Apolo [Arco dourado, extremamente resistente, de formato e comprimento (1,5 m) baseado em um Arco Recurvo comum. As ranhuras da corda são curvadas para frente do arco e o material, por mais que permita ao semideus puxar a corda com menos força do que o usual, dispara flechas com a mesma força de um arco cuja pressão nos Limbos é extrema. | Efeito 1: Quando a mira é feita, uma vez por missão/evento/mpv/pvp etc., a primeira flecha disparada é otimizada em 30% (Ocasionando um dano de 45 HP), enquanto as outras flechas dão o dano padrão de 35 HP. Efeito 2: Além disto, no Limbo Superior e Limbo Inferior estão acopladas lâminas de Bronze Celestial que permitem, ao filho de Apolo, golpear inimigos à distância corpo-a-corpo tal qual uma lâmina gêmea. As lâminas se prolongam até além da ranhura da corda, permitindo estocadas, também, entretanto as mesmas só podem ser utilizadas quando o arco não está em uso, se retraindo automaticamente em até dois turnos. Efeito 3: Quando não está em uso o arco se transforma em uma palheta. | Ferro | Sem espaço para gemas. | Sigma. | Status 100%, sem danos. | Mágico. | Desconhecido]

Desafios de XP, Duplicador e Bônus:

Desafios de XP - Restrições da Equipe:
• Desafio 1: Não devem usar feitiços durante o combate – 20% de xp
• Desafio 4: Sem uso de poderes relacionados à charme ou psicológico. – 30% de xp
Duplicador de XP:
Nome: Pacote intermediário de XP - Nível 2
Descrição: Por 1 mês em OFF, todo ganho de XP do semideus é duplicado. (Valido até 13/01/2018)
Bônus de XP:
Rubi vermelho - Em sua próxima postagem, seu XP será aumentado em +50% sobre o valor total obtido. (Ex: ganhou 500 XP, com esse rubi, seu XP aumenta em +250, o valor recebido será na verdade, 750 XP).





▬▬ Vince Le Fay

Tout ce que vous faites, un jour vous revient.
avatar
Vince Le Fay
Demônios de Nyx
Demônios de Nyx

Mensagens : 415
Idade : 21
Localização : Camp Half-Blood

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Grupo 4 (Lee Chae-rin, Peter C. Gallagher , Freya Kravinoff , Vince Le Fay Karkaroff e Beorn Jarbeon)

Mensagem por Peter C. Gallagher em Sab Dez 16, 2017 4:50 pm

ciontacht agus cothromaíocht

Eu corrigi pela quinta vez a posição da alça da mochila em meu ombro. Sabia que precisava aprender a ser uma pessoa mais prática, entretanto aquela não era uma virtude que eu expressava; a mochila mágica tinha uma grande quantidade de itens, uma precaução que ponderei ser necessária visto que eu não sabia o que se aproximava.

Meus irmãos pareciam bem menos sisudos do que eu, guardando silêncio enquanto eles falavam alto ao meu redor. Meus olhos acompanharam o movimento de uma silhueta humana esbranquiçada se esgueirar entre os semideuses, sendo notada por alguns antes de desaparecer perto de um grupo de campistas parados mais próximos da margem. Eventualmente minha visão caiu sobre o rosto dele, os olhos claros expressivos e os lábios emoldurados por uma barba mais espessa que a minha. Felizmente, ele não me notara naquele momento e eu desviei minha atenção quando um filho de Poseidon bradou para que todos embarcassem.


Eu já estava sentado próximo a murada do navio, observava distraidamente os adornos que serpenteavam pelo corpo da minha lança, quando ergui a cabeça e nossos olhares se cruzaram, dessa vez com uma distância pequena entre nós, suficiente para que Le Fay pudesse me cumprimentar. Seu timbre forte vinha mesclado com desanimação e um tom inesperado de nervosismo. Demorei alguns segundos a responder.

Eu vou bem. – Após responder sua pergunta eu me coloquei de pé e guardei a lança no suporte às minhas costas. – Eu andei meio distante do Acampamento mesmo, estava resolvendo umas incumbências. Coisas dos Celestiais.

Não era de forma nenhuma uma desculpa. Com minha vida pessoal caótica e meu equilíbrio emocional um pouco frágil, sair em missão era um modo eficiente de manter minha mente sã. Estava prestes a retribuir educadamente a pergunta feita pelo filho de Apolo quando a prole do deus dos mares interrompeu nosso diálogo.


Por não ter muito o que fazer na Ilha de Natal e devido ao tempo que passara dentro do barco sem me alimentar, optei por me dirigir a uma taberna aconchegante após realizar um breve passeio pelo local em que aportáramos.

A torta de chocolate com nozes estava magnífica e aquela refeição estava próxima de ser o momento mais prazeroso do meu dia quando os gritos se iniciaram, abalando por completo a minha paz. Eu notara Vince parado próximo ao balcão no momento em que passara pela porta do estabelecimento e, portanto, foi automático buscar pelo rosto dele quando o barulho começou. Foi excêntrica a forma como nossos olhares se comunicaram com precisão e pouco depois dele atravessar a entrada, eu me ergui e o segui.

Foi fácil achar o meio-sangue loiro e alto próximo a duas pessoas de idades bastante distintas. Eu me aproximei sem muita cerimônia com as mãos nos bolsos da calça preta, prestando inabalável atenção ao que o aldeão informava, não suprimindo a surpresa em meu rosto ao saber que o Papai Noel fora sequestrado. Quem teria interesse em raptar o bom velhinho, afinal?

Não precisei expressar verbalmente minha disposição em ajudar na busca ao raptado, apenas acompanhei o homem barbado e forte na direção que ele seguia.


O caminho fora um pouco cansativo e, especialmente, silencioso. Éramos praticamente cinco estranhos, mas eu sentia que nosso objetivo comum agia como uma conexão entre nós. Assim que chegamos a caverna, meus olhos perscrutaram o ambiente. Abri a mão e desviei os olhos quando uma esfera de luz se materializou, flutuando para cima até que iluminasse um pouco a caverna. A luz refratou-se ao atravessar o gelo sob nossos pés, tornando visível um – controversamente belo – lago congelado, ainda com peixes dentro dele. Quando o diâmetro do halo luminoso se estendeu até chegar no teto eu ergui as sobrancelhas em uma expressão pasma.

Santa Afrodite mãe de Eros. – Eu murmurei baixo, surpreso com a quantidade de morcegos grandes e alvos prendendo-se de ponto a cabeça ao teto da formação rochosa.

Eu evoquei o Loving Arc e deixei que a mochila saísse das minhas costas, já preparado para aquilo que se seguiu não muito tempo depois. Assim que a garota seguidora do meu antigo mestre foi atingida eu fiz menção de me aproximar para auxiliá-la, mas um morcego avançou em minha direção e eu me vi obrigado a interromper meu avanço para abaixar-me como forma de esquiva. Com um joelho sobre o chão, eu puxei a corda até materializar a flecha de bronze e disparei contra o morcego que acabara de tentar me atingir. O projétil errou o meio de suas costas, mas atingiu a pele da asa e em seguida se fincou ao teto da caverna. O animal excêntrico debateu-se com vigor até finalmente conseguir se livrar da flecha, mas no processo desesperado abriu um vinco tão grande e sangrento em sua asa que voava de forma debilitada. Assim, foi fácil fazê-lo descer quando eu ergui a mão direita em sua direção e a movimentei para fazer o ar girar ao seu redor em uma corrente violenta que o puxava para baixo. Quando ele estava próximo o suficiente eu disparei uma segunda flecha em seu peito. O tiro fora eficiente, mas eu não tive tempo de buscar outro alvo pois um barulho extremamente agudo atingiu meus tímpanos, tão alto que eu soltei o arco para tapá-los com as mãos.

Minha cabeça foi atingida por uma pontada súbita de dor, meus ouvidos pareciam ter recebido uma dose alta de pressão, tão doloridos que eu apertava os olhos em uma reação instintiva. Quando eu retirei as mãos do ouvido, notei que os sons da batalha ao meu redor pareciam abafados, como se estivessem muito distantes. Apesar da dor e da diminuição em minha audição, eu notara o que acontecera com Freya e ignorei os danos para manter o foco na batalha. Um morcego se aproximou, mas eu criei uma pequena adaga de luz e joguei contra ele apenas para afastá-lo. No instante em que ele voava para longe eu abri os braços e depois os fechei com velocidade, conduzindo duas correntes de vento vindas de direções opostas contra o corpo dele, atrapalhando o seu voo. Em seguida, com atenção redobrada ao meu redor, eu recuperei meu arco e preparei uma nova flecha. Com as mãos ocupadas, eu tinha dificuldade de realizar minha aerocinese em sua total potência, mas era capaz de manter os ventos irregulares ao redor do meu alvo, diminuindo sua chance de se esquivar dos meus tiros.

A primeira flecha atingiu a região baixa das costas do morcego das neves, fazendo soltar um segundo grito que fizera uma estalactite próxima vibrar. Temendo que ela caísse sobre mim, me afastei antes de disparar uma outra flecha, da qual ele conseguira se esquivar totalmente. Bufei, irritado e na terceira tentativa vi o projétil se fincar no lado esquerdo das costas do morcego, que tombara ao chão.

Suspirei e me aproximei de Freya, que parecia precisar mais de nossa ajuda, agora focado em manter qualquer um dos morcegos distante dela até que se recuperasse.

Wake me slowly Or watch me fall;


Armas e itens utilizados:
Loving Arc - Uma réplica do próprio arco de Eros. Este é feito de ouro branco com detalhes coberto de bronze celestial, sua corda é coberta pela mais pura prata, é bastante elástica e jamais arrebenta. O arco materializa flechas mágicas assim que o filho de Eros toca na corda, sendo que as flechas possuem duas propriedade, uma é fazer com que pessoas fiquem apaixonadas ( durante 3 turnos ) pela primeira pessoa ou coisa que ver, e, a outra é que a flecha pode causar danos. A flecha materializada é toda feita de uma mistura de ouro branco e bronze celestial, sendo sua ponta um rubi vermelho no formato de um coração, tornando-a totalmente mortal. Quando não utilizado o arco se transforma em uma pulseira com um pingente no formato de coração. [Indestrutível] [Caso o semideus perca, o item volta ao seu pulso depois de um turno].


Outros itens e armas:
Armour Love - Uma armadura totalmente adaptável ao corpo do semideus, sendo esta constituída de ferro estígio e ouro, reforçando sua defesa e sua coloração é um leve rosa com gemas prateadas em alguns pontos.. Juntamente com à armadura vêm duas corrente que se esticam até 30 metros, sendo estas feitas de prata e bronze celestial e suas pontas possuem formatos de coração. As correntes possuem a habilidade que permite que o filho de Eros a controle que qualquer maneira. Apenas o filho de Eros pode vesti-la. Torna-se um colar com um pingente que o semideus escolher. [Indestrutível] [Caso a perce, retorna ao pescoço do semideus após dois turnos]. (Em forma de acessório)

Rage [Espada longa, com cerca de um metro de comprimento e largura consideravelmente grande. A lâmina é feita de bronze celestial, tão afiada que um mero toque é capaz de causar ferimentos, possuindo setenta centímetros da ponta à base. Abaixo da base, a guarda da arma é o entalhe da cabeça de um javali, feita em ferro e com dois rubis em seus olhos, aparentemente foscos e apagados. O punho é feito de madeira, e seu design permite que a espada seja segurada com uma ou duas mãos – embora a força exigida seja bem maior caso seja empunhada com apenas uma. Quando o dono da espada entra em combate, as joias do javali começam a brilhar em um tom intenso de vermelho. Sempre que a espada causa dano em um inimigo, ela suga parte da vida retirada – 25% - e passa para o portador, caso este esteja ferido, restaurando assim parte da sua vida.] (Na Mochila sem fundo)

Gáe Buidhe [Uma lança de tamanho mediano, cento e quarenta centímetros. O bronze celestial é recoberto por uma camada de tintura dourada que confere a aparência áureo-amarelada que o nome da arma sugere. Abaixo da lâmina longa há uma região retangular em que se inscreve "Πέτρος, ο γιος του Έρωτα". No extremo inferior da arma, há uma espécie de contrapeso de metal que permite equilibrar a massa dela, tornando o manuseio mais simples. Entre a placa inscrita e o contrapeso há o cabo, adornado com traços que circundam todo ele, conferindo beleza e aderência, nos espaços gerados se misturam letras gregas, em gaélico clássico e no alfabeto latino. | Efeito 1: a arma é revestida pelo elemento raio, provocando 20% a mais de dano e tendo a chance de provocar paralisia pelo choque; Efeito 2: a arma sempre irá retornar para o dono, aparecendo ao seu lado | Bronze Celestial | Espaço para duas gemas | Beta | Status: 100%, sem dano | Épica | Conquistada no evento Quando o Passado Revive] (Na Mochila sem fundo)

Pulseira de perícia Avançada [Pulseira de couro que se ajusta perfeitamente ao pulso do usuário, possui amarras de cordinhas na parte de baixo, então é fácil de equipar-se com ele, se for cortado, ou destruído, perde totalmente o efeito, ou seja, é preciso estar em uso, no pulso, para que o efeito continue a ser efetivo para o semideus, do contrário, ele perde o bônus da perícia completamente, só funciona através da pulseira | Aumenta a perícia de uma arma de sua escolha em +50%, provocando um dano de +30% (Lanças) | Couro | Sem espaço para gemas| Sigma | Status: 100% sem danos | Mágico | Loja especial do dia dos namorados]

Acheron [Uma espada de 70cm bastante peculiar. A lâmina possui dois cortes, ou seja, possui dois gumes afiados. O metal predominante é o Bronze Celestial, cravado em seu corpo metálico está palavras em enoque – língua dos celestiais – que confere a arma uma benção-maldição. A guarda mão da espada é um dos pontos mais belos, pois possui o formato de asas. Sua empunhadura é feita de madeira reforçada e com ondulações suaves que melhoram a forma de segurá-la. | Efeitos mecânicos: a espada pode se transformar em um chaveiro com um pingente de sua miniatura. Ela sempre retorna ao celestial depois de perdida, em sua forma de acessório; Efeito 1: Ao ser empunhada por um ser não celestial, a espada se torna extremamente pesada, ao ponto de nem mesmo os dotados com força apurada podem levantá-la. Efeito 2: xxxx. Efeito 3: xxxx | Resistência Beta | Engaste para uma gema | Status: 100%, sem danos | Mágico | Item de reclamação dos Celestiais de Éter] (Em forma de acessório)

Constelação Fênix [Um escudo circular que possui em seu centro a constelação da fênix desenhada. Quando atingido, essa constelação brilha suavemente, absorvendo um pouco do impacto desferido. O escudo mede 85 cm de altura, por 74 cm de largura, por 11,5 cm de profundidade. Seu principal material é o bronze celestial | Efeito mecânico: transforma-se em um bracelete dourado, tendo a forma e traços que o celestial desejar. Caso perdido/roubado, ele sempre retornará para o dono em algum momento; Efeito 1: graças ao poder contido na constelação de fênix desenhada no escudo, 25% do impacto é absorvido por ela; Efeito 2: xxx; Efeito 3: xxx | Resistência Beta | Engaste para uma gema | Status: 100%, sem danos | Mágico | Item de reclamação dos Celestiais de Éter] (Em forma de acessório)

Mochila sem fundo [Mochila de prata com material simples, sem bolsos laterais, com um único zíper, uma única entrada e uma única saída.| A mochila não possui fundo, foi encantada para caber inúmeros objetos, ou seja, seu espaço é infinito, tudo que você colocar dentro dela permanece ali, desde que passe pela parte de cima, ou seja, você precisa conseguir colocar o item pelo buraco, que é largo o suficiente para passar até uma panela de pressão. Para pegar o item de volta basta colocar a mão dentro da mochila e pensar nele, e ele retorna para suas mãos.| Indefinido | Sem espaço para gemas | Alfa | Status: 100% sem danos |Lendário e mágico | Loja especial do dia dos namorados]


Poderes e Habilidades como Filho de Eros:
Passivos

Nível 8
Nome do poder: Mira do Cupido
Descrição: A principal arma de Eros/Cupido e sua mais famosa era o arco-e-flecha, no qual Eros/Cupido acertava os deuses e mortais, criando e desfazendo casais. Por conta disto, os filhos de Eros/Cupido possuem uma mira muito boa, comparada a dos filhos/seguidores dos Gêmeos Arqueiros. Isso não funciona apenas com flechas, mas com facas, e armas de arremesso.
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: +30% de chance de acertar pontos críticos em lançamento de armas, arremesso de armas, como facas, adagas, lanças e flechas.
Dano: Nenhum

Nível 23
Nome do poder: Pericia com Arcos III
Descrição: O filho de Eros/Cupido, descobriu que o arco é a arma perfeita para ele, agora consegue acertar o alvo com uma precisão impressionante, e também aprendeu a atirar mais de uma flecha ao mesmo tempo.
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: +65% de assertividade no manuseio do arco.
Dano: +25% de dano se a arma do semideus acertar.

Poderes e Habilidades como Celestial de Éter:
Passivos
Nível 9
Nome do poder: Metal Celestial
Descrição: Bronze Celestial é um metal que é potencializado nas mãos do semideus seguidor de Éter. O metal fica naturalmente mais forte e poderoso quando usados por um celestial.
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: +10% de assertividade na arma que for feita de Bronze Celestial
Dano: +10% de dano em armas que contem Bronze Celestial

Nível 11
Nome do poder: Atributos melhorados II
Descrição: O celestial agora está mais evoluído. A experiência em batalhas melhorou ainda mais as suas condições físicas. O semideus seguidor de Éter torna-se ainda mais veloz e esquiva-se com mais facilidade. Seus reflexos também melhoraram.
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: +30% de velocidade, esquiva e reflexos.
Dano: Nenhum

Nível 25
Nome do poder: Força Estelar II
Descrição: Durante a noite, quando o brilho das estrelas se torna mais perceptível, o celestial fica ainda mais forte e resistente.
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: +30% de força e resistência corporal.
Dano: +15% de dano.

Nome do poder: Determinação
Descrição: O celestial é um guerreiro com determinação inabalável, determinação e força interior. Sabe aquela coragem de passar por algo difícil? Suportar a dor? Eles têm ela dentro de si, por isso, dificilmente se deixam abalar em situações de tortura ou que exijam coragem.
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: +10% de coragem para o celestial. +10% de resistência a dor.
Dano: Nenhum

Nível 27
Nome do poder: Sentidos Aguçados
Descrição: Os sentidos dos celestiais ao chegarem nesse nível se tornam mais aguçados e apurados.
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: +25% de melhoria nos cinco sentidos.
Dano: Nenhum

Ativos

Nível 13
Nome do poder: Esfera luminosa II
Descrição: A esfera desprende-se da mão do semideus e pode iluminar de maneira independente todo o ambiente, além de seguir o semideus caso ele assim deseje.
Gasto de MP: 10
Gasto de HP: Nenhum.
Bônus: 40% de chance de afetar a visão do inimigo por 1 ou 2 turnos.
Dano base: 20
Extra: Nenhum.

Nível 18
Nome do poder: Construto de Luz II
Descrição: A construção de itens através de luz tornar-se ainda mais eficaz. Ainda mais real e complexa, o semideus consegue construir através da luz itens de tamanho mediano com perfeição em detalhe e realismo. Agora é possível também mexer com a densidade desses itens, podendo torná-los macios para amortecer impactos ou quedas, ou ainda mais duros e resistentes para provocar mais danos. Por isso, os construtos agora adquirem a resistência Beta. Duração de 3 turnos.
Gasto de MP: 40 MP por construto criado.
Gasto de HP: Nenhum
Bônus: 30% de dano a mais em criaturas das trevas/submundo.
Dano base: 40
Extra: É possível criar armas medianas, como espadas, lanças, escudos e até mesmo uma armadura semi-completa. Chicotes, cordas e correntes passam a atingir até 7m de cumprimento. Também é possível dar formas abstratas um caráter mais material, como punhos gigantes atingindo alguém.

Nível 20
Nome do poder: Aerocinese II
Descrição: Permite ao celestial controlar, manipular, gerar e absorver o elemento do vento. Agora o semideus já desenvolvido consegue criar ventanias mais fortes, podendo fazer inclusive o oponente levitar alguns poucos centímetros do chão, e atira-lo para longe de si com uma força considerável (ainda pequena).
Gasto de Mp: 20 MP por turno ativo
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: Nenhum
Dano: Não existe um dano fixo para esse poder.
Extra: Nenhum
avatar
Peter C. Gallagher
Filhos de Eros
Filhos de Eros

Mensagens : 251
Idade : 20

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Grupo 4 (Lee Chae-rin, Peter C. Gallagher , Freya Kravinoff , Vince Le Fay Karkaroff e Beorn Jarbeon)

Mensagem por Lee Chae-rin em Sab Dez 16, 2017 9:37 pm

Save the Santa Claus
Time to shine, babys


── Sério que preciso ir realmente para essa tal ilha? ── esbravejava diante um dos legionários da coorte V que havia sido enviado a floresta para me encontrar ── Lady Lupa pediu para que fosse── o garoto respondia de forma calma , e por essa calmaria conseguia saber que era um dos muitos irmãos de Sunny. Filhos de Arcus tinham uma paciência para lidar com problemas que não conseguia compreender de onde a mesma vinha ── ok caralho ──  respondia furiosamente para o garoto ── eu vou para essa merda de lugar ──  estava completamente ensopada devido a água. Da cachoeira que usava agora como ponto de meditação. Para todas as vezes que sentia Hakkeshu sair do controle  ou simplesmente queria fugir dos dever e como legionária.

Devia ser meio dia ainda, ja que esta com um pouco de fome devido as horas de meditação sobre as águas límpidas da cachoeira. Um simples estalar de dedos bastou para que mudasse completamente de roupa substituindo as antigas molhadas, por novas completamente secas. Nas mãos do garoto havia uma mochila prateada um tanto surrada por horas de caminhada ── Me dei ao trabalho de pegar sua mochila para que pudesse ir de uma vez para a ilha. ──  um rosnado acabou pot escapar de meus lábios como forma de aviso para o garoto ── nunca mais encoste nas minhas coisas. Ouviu bem? ── os olhos estavam como verdadeiros braseiros, consequência de haver um espirito animalesco dentro de min, mas vez ou outra acabava por me divertir com a presença dele. O garoto parecia sorrir, mas sabia que aquele garoto estava somente escondendo o medo que estava sentido.

Muitas horas mais tarde havia sido colocada em uma espécie barco que levaria para a ilha natalina. O alvoroço. Na aldeia que havia desembarcado era tão grande que era possível ouvir o coração de cada aldeão em um raio médio de dez a doze metros a partir do ponto que eu estava " isso tudo esta um caos..." A voz gutural de Hakkeshu ecoava em minha mente, ate era a única dos lycans que conversava com o próprio espirito lupino, e em muitas vezes isso me deixava desconcertada.  

Dentro do local conseguia sentir o cheiro.de muitos semideuses que havia conhecido, Uma delas era Freya, filha da Discórdia; havia esbarrado algumas vezes em festas dos entre acampamentos, meu irmão de matilha Beorn também estava naquele local e isso fizera com que um gigantesco sorriso se abrisse em minha face ── filha da puta , também veio para cá ── falava de forma baixa enquanto buscava pelo cheiro aquele que poderia ser o guia de toda aquela jornada.
 
Demorou algum tempo ate que conseguisse achar o babaca que levaria o grupo ate o inicio da caverna que poderia ser o último local onde o santa claus esteve presente.  Tentei me manter o tempo todo em silencio ate que um dos integrantes avisou sobre os perigos daquele local -- amem, ação -- falava sorridente girando os pulsos duas vezes para que ambas as garras ativassem -- vem morceguinho  babaca-- brandava enquanto notava a presença um deles vindo em direção a meu pescoço . Rápida e certeira as garras fatiaram o primeiro animal mas o segundo fora mais rápido me atingindo  no ombro e fazendo com que gritasse de forma alta ── filha da puta... Morra agora! ──  brandava enquanto esmagava o mesmo com a mão livre e corria para o fundo de forma a tentar estancar o sangue do local ── menos duas lutadoras galera... E beorn ── chamava a atenção do lupino ── não quebre-as ──  dizia retirando de dentro da mochila um par de luvas com garras feitas de ouro imperial ── se quebrar concerta. ──





Poderes utilizados:
Filha de Vênus:
Passivos:
Nível 1
Nome do poder: Beleza Natural
Descrição: Os filhos da deusa do amor são campistas naturalmente bonitos e charmosos. A beleza supera a de qualquer outro semideus no acampamento, sendo algo beirando ao sobrenatural. É simplesmente indescritível. Isso faz com que inimigos e aliados acabem se distraindo por sua beleza perturbadora, ou encantados pela mesma.
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: Pode deixar o inimigo atordoado durante o primeiro turno, evitando atacar logo de cara, ou se atacar (poderes que exijam miras, ou armas com a mesma característica), irão errar o alvo. Não acertarão o filho de Afrodite/Vênus, pois, de primeira, o inimigo não saberá porque não nutre o desejo de ataca-lo.
Dano: Nenhum

Nível 16
Nome do poder: Voz Melodiosa
Descrição: Sua voz tem uma melodia que agrada aos ouvidos das outras pessoas. Nem todos escutam a sua voz com o mesmo timbre, será de acordo com aquilo que mais agrada ao ouvinte. Isso facilitará persuasão com pessoas do sexo oposto drasticamente, e com do mesmo sexo influenciará um pouco.
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: O poder ativo “charme” do filho de Afrodite/Vênus, ao ser combinado com essa passiva ganha um bônus de força de 20%, podendo causar um estrago ainda maior.
Dano: Nenhum

Nível 20
Nome do poder: Elasticidade Natural II
Descrição: Em tal nível a elasticidade e esquiva das proles de Vênus/Afrodite são maiores, semelhantes à de uma bailarina profissional, com músculos firmes e uma boa movimentação durante a batalha. Tais semideuses esquivam como se estivessem dançando.
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: + 35% em esquiva e flexibilidade
Dano: Nenhum


Ativos:
=

Lycans de Phobos:
Passivos:



Nível 16
Nome do poder: Humor da Fera II
Descrição: Por natureza, os lycans em sua forma humana são mau humorados e extremamente alertas a tudo.
Gasto de Mp: Nenhum.
Gasto de Hp: Nenhum.
Bônus: 20% de percepção ao seu redor, cabendo ao narrador lhe alertar de algo ache cabível durante uma narração.
Dano: Nenhum.

Nível 17
Nome do poder: Audição Aguçada II
Descrição: Independente da forma em que estiverem, os lycans têm esse sentido em especial muito mais desenvolvido que o restante das pessoas. Aqui já não mais têm dificuldades por ouvir tudo sem querer, podendo oprimir as conversas desnecessárias e focar no que lhes interessa. Além disso, caso se concentrem unicamente nisso, podem ouvir os batimentos cardíacos alheios. Ambos os efeitos funcionam até 100m de distância.
Gasto de Mp: Nenhum.
Gasto de Hp: Nenhum.
Bônus: 30% em audição, 40% se estiver na forma da besta.
Dano: Nenhum.

Nível 20
Nome do poder: Gnose
Descrição: É um poder místico que liga o lycan ao seu lado espiritual. A Gnose é um pedaço de Gaia que cada lycan recebe, mesmo estando sobre a influência de Phobos; uma característica intrínseca dos lycans, antes mesmo do deus em questão os apadrinhar. Graças a ela, o semideus é capaz transitar entre o mundo dos espíritos, que, no universo em questão, funciona como o mundo inferior e suas ramificações. Para todos os efeitos, é esta habilidade especial que rege os poderes anímicos desse grupo secundário.
Gasto de Mp: Nenhum.
Gasto de Hp: Nenhum.
Bônus: Nenhum.
Dano: Nenhum.

Nível 21
Nome do poder: Olfato Apurado II
Descrição: Independente da forma em que estiverem, os lycans têm esse sentido em especial muito mais desenvolvido que o restante das pessoas. Dessa forma, são capazes de identificar os cheiros ao seu redor, e os gravam para nunca se esquecerem de suas presas. Por outro lado, seu olfato é muito sensível, portanto cheiros fortes ou incomuns lhes incomodam bastante. Podem seguir uma pessoa pelo seu cheiro mesmo que ela se distancie até 100m.
Gasto de Mp: Nenhum.
Gasto de Hp: Nenhum.
Bônus: 30% em olfato, 40% se estiver na forma da besta.
Dano: Nenhum.

Nível 22
Nome do poder: Força II
Descrição: A força dos lycans é elevada devido aos músculos naturalmente melhor desenvolvidos para dilacerar e matar suas presas.
Gasto de Mp: Nenhum.
Gasto de Hp: Nenhum.
Bônus: 20% em força; 30% em força se estiver na forma da besta.
Dano: Nenhum.

Ativos:
=

Itens levados:
• Mochila sem fundo [Mochila de prata com material simples, sem bolsos laterais, com um único zíper, uma única entrada e uma única saída.| A mochila não possui fundo, foi encantada para caber inúmeros objetos, ou seja, seu espaço é infinito, tudo que você colocar dentro dela permanece ali, desde que passe pela parte de cima, ou seja, você precisa conseguir colocar o item pelo buraco, que é largo o suficiente para passar até uma panela de pressão. Para pegar o item de volta basta colocar a mão dentro da mochila e pensar nele, e ele retorna para suas mãos.| Indefinido | Sem espaço para gemas | Alfa | Status: 100% sem danos |Lendário e mágico | Loja especial do dia dos namorados]
itens dentro da mochila:

Luvas de Couro [Luvas feitas de couro negro de dragão, cobrindo até a metade do antebraço. Banhadas com o elixir de prometeu e seladas com a runa de Naudhiz e um feitiço de fixação. | Efeitos: As luvas permitem ao portador passar pelo fogo – apenas duas vezes – sem se queimar, sofrendo apenas uma leve ardência, semelhante a ardência de estar exposta ao sol. A luva ainda permite a semideusa criar bolas de fogo com sua energia, usando 20 de MP para cada bola feita, as bolinhas surgem na ponta dos dedos das luvas da semideusa.| Material: Couro de Dragão | Resistência: Gama. Quando ativadas tornam-se alfa contra o elemento fogo | Sem espaço para gemas | Status: 100%, sem danos | Encantado e Criado por Pandora]

Chicote Inebriante [Feito de couro trançado, com o cabo de bronze celestial que se adapta ao punho de seu portador – o que facilita o manejo – com pequenas rosas desenhadas. O chicote é longo, e sua ponta se abre em pequenos seguimentos que soltam essência da poção perfume inebriante. |Efeitos: Aqueles que sentem o cheiro de tal perfume, sentirão o cheiro daquilo que mais gosta no mundo, ficando zonzos ou desnorteados, o que faz com que percam a linha do raciocínio perfeito, e sintam-se fascinados por sua portadora. Um efeito de paixão. O perfume só se solta ao comando da semideusa, para abrir o compartimento da ponta – que exala o perfume – ela precisa pressionar a rosa no vermelha no centro do cabo de bronze em sua mão. | Bronze Celestial | Resistência Beta | Status: 100%, sem danos | Encantado e Criado por Pandora]

Foice envenenada [Feita de ferro estígio e totalmente negra, a foice tem o tamanho exato do semideus, e ajusta-se perfeitamente a mão do garoto. A arma é leve, e sua lamina foi banhada em veneno. | Efeito 1: Aqueles que forem cortadas pela arma – e que tiverem o veneno injetado em sua corrente sanguínea, ou em qualquer parte do corpo – sofrerá hemorragia constante. Ou seja, um machucado, por menor que seja, não irá parar de sangrar pelo veneno impregnado na lamina, outro efeito que o veneno pode causar é o enjoo repentino, e uma leve tontura, fazendo o semideus, monstro, ou adversário que for cortado pela lamina, sentir-se como um doente. | Material: Ferro Estígio | Espaço para uma gemas | Beta | Status: 100%, sem danos | Mágica | Encantado por Pandora, comprado no Pandevie Magie]

Garrafa (2 litros) de Néctar dos deuses |
• Néctar dos deuses – Se ingerido pelos semideuses pode curar pequenas feridas, mas também mata-los, em grandes quantidades é mais maléfico que benéfico. Uma pequena xicara de néctar é suficiente para ajudar na recuperação, sendo que uma xícara (meio litro) dessa pode restaurar até 30 MP e HP de uma vez só, mais que isso pode trazer consequências negativas. Para poções tem propriedades curativas, de regeneração rápida e purificação.

Poção de Energia: Um frasco de poção rosa em formato de coração. Quando consumida recupera 100% do HP e do MP do semideus automaticamente, ele ficaria com a potencia total ao consumir a poção de energia, lembrando que o frasco só pode ser consumido duas vezes, após o uso some do perfil automaticamente. {Intacto, pronto para consumo de duas vezes}

item emprestado para Beorn:
Griffes Aureus [Manopla feita couro com pequenos entalhes em ouro comum, seu comprimento é de exatamente sessenta (60) centímetros indo do cotovelo até o pulso do semideus. Junto do mesmo existe uma luva feita de couro e ouro, mas o diferencial são suas garras retráteis feitas de Ouro imperial. As garras em si tem o formato de meia lua medindo dez (10) centímetros de comprimento, sua ponta é afiada de forma a facilitar cortes e ferimentos. | - | Ouro, Ouro Imperial, Couro e Seda | 1 espaço para gema | Gama | Status 100% | Comum | Forjado por Mikhaela D. Dyatlova]
itens equipados ao corpo:
Campeão dos Campeões [Para aqueles que olham ao longe, é apenas um cinto - uma faixa preta que muito se assemelha àquelas utilizadas por judocas e caratecas com detalhes em dourado que falam sobre honra e vitória em todas as línguas conhecidas. | Efeitos mecânicos: Torna-se um cinturão de campeão de mma quando ativado, adaptando-se perfeitamente ao seu portador. Efeito 1: Aumento de seus atributos físicos, dando ao semideus mais força (+50%), vigor e resistência em comparação ao que já se tinha. Efeito 2: Uma vez por RP, este item pode tornar o semideus imparável e imune a dores físicas e psicológicas. (Vale lembrar que, mesmo sem sentir dor, o semideus pode ser ferido) Efeito 3: Magicamente ligado a seu portador, não sendo possível roubar, retirar ou tomar deste - apenas em caso de morte. | Material indefinido | Alfa | Espaço para uma única Gema | Status: 100%, sem danos | Lendário | Evento Cidade dos Monstros.]

• Garras Felizes [São garras extremamente afiadas, acopladas em uma luva negra que cobre todo o antebraço. Essas garras possuem mais duas formas: quando inativas elas assumem a aparência de duas pulseiras com desenhos lupinos; sua terceira forma envolve a transformação em lobo, pois ela ajusta-se aos membros superiores, tornando-se garras para lobos. Para acionar as garras, o usuário precisa girar o pulso duas vezes em seu próprio eixo, assim o material irá desdobrar-se até ter sua forma completa de garras. Elas se adaptam automaticamente para a forma lupina. | Efeito 1: Mudança de forma; Efeito 2: Possui pedras ametista em cada garra, conferindo a propriedade veneno para o item. Ao ferir o inimigo, provoca 20 de dano por turno. | Material: Adamantino, ametistas e tecido | Espaço para duas pedras: ocupados | Resistência: Alfa | Status: 100%, sem danos | Magico | Forjado por Leo Valdez]

Velociraptor linha Luxo [ Nessa linha não é apenas o conforto que predomina, mas também o poder, apesar de aparentar ser um tênis comum, esse foi fabricado para auxiliar e estimular o semideus a melhorar seus movimentos em combate, o tornando mais forte e mais rápido | Efeito 1: O calçado muda de acordo com o dono e suas preferências, o tênis será alterado magicamente para o modelo que mais o agrada. Efeito 2: Promove +40% de velocidade ao portador. Efeito 3: Quando estiver com o tênis nos pés, golpes relacionados as pernas, como chutes ou saltos ganham 30% a mais de força | Material mágico especial |Sem espaço para gemas | Alfa | Status: 100% sem danos | Mágico | Comprado na Ferreli & García - Mode et style] {Presente de Elena C. García}

Boucles d'oreilles [ Um par de brincos argola pequenos. | Efeito: Produzido a partir do mesmo mecanismo usado para fabricar aparelhos auditivos, o brinco melhora a percepção auditiva da usuária em 30%. | Ligas metálicas diversas | Sem espaço para gemas | Gama | Status: 100% sem danos | Comprado no Ferreli & García - Mode et style] | Comprado na Ferreli & García - Mode et Style ]


Coldre [ Um coldre para carregar qualquer arma de porte médio. Se adapta ao formato de qualquer arma de médio porte, como adagas, e foi projetado para ser usado discretamente sob as roupas. Sua tira é extensível, podendo ser colocada na perna, no braço, na cintura, onde o semideus achar adequado, e se camufla junto à roupa do semideus tornando a arma imperceptível. | Efeito 1: Se adapta ao formato da arma e à necessidade do semideus. | Efeito 2: Camufla-se de acordo com as roupas do usuário, podendo passar despercebido aos olhos de quase qualquer um. | Efeito 3: Quando a arma está armazenada no coldre, não é percebida por detectores de metais e outras formas de identificação. | Material sintético | Sem espaço para gemas | Gama | 100%, sem danos | Mágico | Comprado na loja “Ferreli & García - Mode et Style” ]

tatuagens:
Nome do poder: Tatuagem SPQR
Descrição: Tatuagem de coloração negra feita na parte inferior do antebraço direito. Possui o desenho de uma concha marinha com uma flor, seguido abaixo pelas letras SPQR, dois riscos para cada ano servindo a Legião e escrito I Coorte. Não pode ser removida do braço do semideus nem mesmo através da utilização de magia, sendo para sempre marcado como um romano.
Gasto de Mp: Nenhum.
Gasto de Hp: Nenhum.
Bônus: Uma vez por missão/evento, os poderes ativos utilizados pelo semideus terão um bônus de 15% de força/funcionalidade durante três turnos.
Dano: Nenhum.

Linked | Armas e escudos | tatoo da cabeça de um Lobo uivando para a meia lua | Cria um elo entre o dono e a arma (Garras Felizes ), o usuário pode ativar a tatuagem que abre um pequeno portal onde a arma estará armazenada, podendo puxá-la. Válido para qualquer item. | Pulso direito | marca pequena | Permanente

Anjos caídos [ Habilidade Peculiar | Dois riscos gigantes, que se assemelham a cicatrizes dos anjos caídos, essa tatuagem tem uma coloração semelhante e inclusive, lembra a cicatriz de um anjo que perdeu as asas. | Efeito: Concede ao portador um par de asas, que se formam no lugar onde estão as cicatrizes das asas arrancadas, elas se expandem e crescem gradativamente, formando um par de asas fortes e angelicais, que aumentam a força e a velocidade do semideus em +10%, além de permitir que ele voe livremente. Gasto de 30 MP por turno ativo| Costas| Marca grande | Permanente.]

Desafios :
• Desafio 1: Não devem usar feitiços durante o combate – 20% de xp
• Desafio 4: Sem uso de poderes relacionados à charme ou psicológico. – 30% de xp


Última edição por Lee Chae-rin em Sab Dez 16, 2017 11:59 pm, editado 2 vez(es) (Razão : Eu estava sem luz... a luz voltou 23:15 e comecei a editar o post para por o template e as informações necessárias.)




♥️
Lee Chae-rin

''A força do lobo é sua matilha, a força da matilha é o lobo''
avatar
Lee Chae-rin
Lycans
Lycans

Mensagens : 291
Idade : 22
Localização : Acampamento Romano

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Grupo 4 (Lee Chae-rin, Peter C. Gallagher , Freya Kravinoff , Vince Le Fay Karkaroff e Beorn Jarbeon)

Mensagem por Hades em Dom Dez 17, 2017 5:49 pm


Grupo 5
Imediatamente os monstros desaparecem, deixando um rastro de pó dourado para trás, ao passo que uma passagem era aberta para os semideuses que, ao atravessarem a mesma, ficarão presos nessa sala. Entretanto, antes que pudessem abandonar a sala: um pedaço de gelo pontiagudo, com uma flecha cravada despencou. Atingindo um jovem Lycan. Espalhando sangue pelo gelo. De alguma maneira os semideuses sabiam que ele não tinha mais chances de vida e, após determinado tempo a sala começou a encher-se de gás, forçando a travessia para a segunda sala. A mesma obedece a configuração da anterior. No entanto é possível ver terra coberta de neve, assim com o pequeno lago. Metade é composta por terra e a outra metade de lago congelado. Porém os semideuses não tiveram muito tempo para analisarem as condições que se encontravam após a batalha, já que monstros surgiram de imediato.

Monstros:
Trevus
Dois monstros que possuem a mesma aparência: eles se camuflam ao ambiente, sendo semelhantes a pequenos buracos negros. Sendo que eles podem absorver qualquer habilidade ou golpe que os semideuses o atinjam ou o acertem. Sendo completamente imune aos elementos (como fogo, agua, trevas, luz etc). Ambos flutuam, podendo se mudar de lugar caso seja necessário e são natos dominadores do ar. Podendo tentar sugar algum semideus para dentro ou, quem sabe suas armas. São bastante espertos e o ambiente não os atinge, afinal eles podem ser alimentados pelo próprio local. Mas, naturalmente, existe uma fraqueza.
• Os monstros irão lançar de volta todo e qualquer ataque que vocês efetuarem contra eles. Logo, se vocês o atacarem com luz (por exemplo) esse ataque será enviado de volta e irá atingir um de vocês, não necessariamente quem enviou. O mesmo é valido para golpes físicos (aqui se aplica a famosa lei da ação e reação, ao atingir ele fisicamente o dano será devolvido no contato)
• Eles são relativamente pequenos, do tamanho de um ventilador de teto girando.
• São 100% resistentes aos elementos (fogo, luz, trevas etc).
• São 50% resistentes a golpes físicos.
• O monstro pode enviar correntes de ar pelo local e empurrar os semideuses para longe, assim como pode tentar suga-los. Caso sejam pegos por tal sucção o dano será igual a 30% do HP total. (Eles podem engoli-los até a cintura). O dano do empurrão pode ser igual ou maior, indo até 40% NO MÁXIMO, esses ataques não podem ser utilizados juntos.
Existem 2 desses monstros.
O HP e MP base de cada monstro é igual a 800/800.
• Cabe a vocês definirem fraquezas e outros aspectos, lembrando que com a facilidade vem grandes descontos. <3

Regras:
• Vocês estão impedidos de sair da caverna, qualquer um que sair eu vou considerar e colocar como morto.
• Ao derrotar os monstros uma sala se abre, você passam para a próxima sala e a passagem antiga se fecha.
• O prazo de postagem é até o dia 23/12, as 23:59 (horário de Brasília). Quem não postar estará assumindo as consequências.
• Todos devem postar, o formato é OP e os itens e poderes utilizados devem estar citados em SPOILER no final do post. Caso você se esqueça de algo ou coloque a mais será descontado, tenha atenção.
• Boa sorte.

HP/MP:
FREYA KRAVINOFF
HP: 301/370 - 25% do HP (mordida em local com grande circulação) - 10% do HP (Grito do Morcego x2) + 15% do HP (Vince) + 5 de HP (10% da espada)
MP: 310/370 -60 dos Poderes ativos.

VINCE LE FAY BOUWKNECH
HP: 514/530 - 10% do grito do morcego, porém com a resistência o dano baixa para -16
MP: 410/530 - 120 pelas habilidades ativas. (obs: Está de noite)

PETER C. GALLAGHER
HP: 403/460 -10% de HP (gritos + 25% do dano por ter sentidos aguçados).
MP: 390/460

LEE CHAE-RIN
HP: 278/320 -10% de HP (gritos + 30% do dano por ter ouvidos sensiveis.
MP: 320/320

Desafios:
Os semideuses podem escolher fazer dois dos desafios listados a baixo. E, com isso (caso o façam), podem ganhar um bônus na premiação total do evento. Entretanto deverão fazer por todos os posts dentro do evento. Caso você escolha UM dos desafios toda a sua equipe deverá fazê-lo. Se alguém não o fizer o desafio não será mais válido.
• Desafio 1: Não devem usar feitiços durante o combate – 20% de xp - 1º TURNO OK
• Desafio 4: Sem uso de poderes relacionados à charme ou psicológico. – 30% de xp - 1º TURNO OK


Ἅιδης
avatar
Hades
Deuses Olimpianos
Deuses Olimpianos

Mensagens : 706
Localização : Importa? A morte ainda será capaz de te achar.

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Grupo 4 (Lee Chae-rin, Peter C. Gallagher , Freya Kravinoff , Vince Le Fay Karkaroff e Beorn Jarbeon)

Mensagem por Veronica Grindelwald em Ter Dez 19, 2017 1:32 am



SAVING SANTA CLAUS
A tensão estava gigante no local e a ceifadora estava em estado de choque pelo rumo que aquela batalha contra os morcegos tomou.  Mesmo com a ajuda do filho de Apolo, Freya se estabilizou um pouco e já conseguia realizar novos movimentos, mas enquanto os semideuses lutavam com os morcegos uma fatalidade acontecia.

O romano Beorn havia se machucado feio e uma estaca de gelo havia caído do teto e atingiu-lhe drasticamente. Todos estavam em choque inclusive a ceifadora que não demonstrou nenhuma emoção, apesar de sentir a dor do rapaz que estava ajudando o grupo. Infelizmente ninguém conseguiu salva-lo e ele acabava por falecer.

Todos continuavam ali imóveis enquanto observavam a drástica cena. O lupino morto causava algum tipo de culpa em cada um dos quatro semideuses restantes, mas Freya era a única que não demonstrava qualquer tipo de afeto pelo rapaz, ela não o conhecia e também escondia todos os seus sentimentos para evitar sofrimentos desnecessários.

O grupo agora precisava se unir e lutar juntos para que nada assim aconteça novamente. — Não podemos se culpar por isso, não foi nossa culpa... Parece que Leto tinha planos para esse jovem... Mas, vamos em frente! Precisamos encontrar o papai noel. — Proferiu Freya enquanto os semideuses seguiam em direção a próxima sala.

O que eles iriam encontrar agora? Qual o desafio ambos iriam enfrentar?

Antes deles avançarem, um gás começou a sair de dentro da primeira sala e logo impregnava todo o comado, mas os semideuses conseguiam escapar rapidamente para não ingerirem aquele gás que poderia ser fatal.

Quando os quatro avançam para a próxima sala, uma porta se fecha e eles estavam dentro daquele lugar sozinhos. O lugar estava tão calmo que poderia ser considerado uma armadilha para pegar os semideuses, mas Freya desconfiava de tudo aquilo. O novo ambiente agora estava um pouco diferente e possuía uma densa terra coberta de neve no chão do lugar que também dava para enxergar uma margem onde um lago congelado passava. Onde ele poderia dar?

Enquanto que eles exploravam o local de repente dois monstros furiosos que se assemelhavam a buracos negros surgiram. Os semideuses tentavam identificá-los, mas depois se camuflaram pelo ambiente. Freya analisava tudo ao tentar usar o seu poder de bestiário humano, tentando descobrir mais informações acerca da criatura. — Que porra é essa? Essa parte na barriga deles... Um buraco negro... Acho que teremos problemas se tentarmos avançar, pois podemos ser pegos por aquilo... Precisamos se unir e bolar uma estratégia para deter esses dois agora! — Dissera enquanto explicava ao grupo sob a sua percepção em campo enquanto que tentava entender o corpo e como aqueles monstros agiam separadamente.

A ladina estava em posição de ataque, mas os monstros decidiam agir e ataca-los de surpresa com várias correntes de ar cortantes, atingindo o grupo inteiro. Freya que era atingida pela corrente de ar, tentou se esquivar dela, mas a ceifadora de Leto não conseguiu se defender e estava com o seu braço esquerdo sendo cortado pelo golpe dos rivais.

Vince aconselhava a jovem a se proteger daqueles golpes, pois ela seria essencial naquele ato de batalha. — Vocês precisam ter cuidado com esses monstros... Com as minhas informações adquiridas ele é imune a golpes físicos, não usem ataques contra ele ou ele rebaterá de volta! — Dissera a ceifadora enquanto terminava de analisar os monstros mais uma vez.

Agora seria diferente, pois eles conheciam o ponto forte da criatura e faltava descobrir os pontos fracos para que o grupo todo pudesse agir e detê-los finalmente. — Irei distraí-los enquanto que vocês se preparem para ataca-los, tudo bem? — Disse e então começou a olhar para os monstros a sua frente para tentar bolar uma outra estratégia.

Utilizando seus poderes ela mirava na direção dos humanoides e fazia um clima de discórdia acontecer em campo. Aparentemente um dos monstros havia atingido o outro sem querer e eles então começavam a se enfrentarem entre si enquanto que a jovem morena sorriu maliciosamente com o seu plano dando certo. — Well.. Well... Isso é magnífico! Vocês estão preparados? O espetáculo começa agora! — Disse enquanto focava em um deles para começar a brincadeira.

Freya começava a usar a maldição do esquecimento nele, fazendo com que a criatura ficasse inerte de seus movimentos. Ele havia se esquecido de tudo e também do que estava fazendo. A prole de Éris brincava com o inimigo e o fez virar a sua própria marionete para atacar o outro com tudo após plantar uma semente de discórdia em seu coração. A moçoila então plantava na mente do seu inimigo o que ele teria que fazer para atingir o outro com tudo.

A criatura atacava o rival e o outro revidava fazendo a mesma coisa, porém decidia sugar o rival pelo buraco negro. O clima de discórdia foi feito e concluído com sucesso. Freya finalizava o turno após criar uma maçã e então degusta-la para poder se recuperar dos ataques sofridos.

Com um monstro em campo era hora dos outros semideuses agirem para tentar derrota-lo enquanto que Freya iria tentaria se esconder para não ser atingida pelos monstros. A jovem aproveitava o escuro do lugar para criar um manto de sombras envolta de si, protegendo-a contra os movimentos em questão. Freya tentaria ficar o máximo possível ficar escondida graças a sua invisibilidade enquanto que o restante finalizava o humanoide. A coisa piorou quando o último monstro restante começou a dobrar o seu tamanho e ele estava furioso. O que o grupo iria fazer para detê-lo?

Adendos:
Armas:
• Julgadora [Uma bonita e grandiosa foice toda feita de material negro enquanto sua lâmina, prateada, dizem ser feita de adamantino. É uma arma pesada nas mãos de qualquer outro semideus que ouse empunhar a arma mas tende a se tornar leve nas mãos dos ceifadores afinal, a foice sempre foi uma das marcas registradas de seu mestre. | Efeitos mecânicos: Se torna um bracelete quando não está sendo utilizada. Para ativar a arma, gire o pulso duas vezes em sentido horário para que o cabo comece a se desprender de seu pulso e cresça até se tornar a arma que é. | Cortes realizados por esta arma recuperam o HP de seu portador em 10% do dano causado.| Resistência Beta | Espaço para uma gema | Status: 100%, sem danos | Nível 3. | Lendária |Presente de reclamação dos Ceifadores de Thânatos].

Habilidades:
← Panic: O semideus que porta de tal habilidade é neutralizado de qualquer ataque referente ao pânico quando está em batalha. Sua mente torna-se impenetrável, impossibilitando a manipulação de tal emoção quando está em campo de guerra, seja lá para qual for a situação, tornando-o mais preciso, utilizando o pânico como arma para efetivar ataques ao transformá-lo em incentivo para lutar, aumentando o dano causado pelo golpe escolhido tanto por habilidade, como por elemento de combate físico corpo-a-corpo. (2x por turno)
Gasto de Mp: 15mp.
Gasto de Hp: 10hp.
Bônus:  +20% de assertividade na tentativa de bloqueio.
Dano: +20% de dano com o uso da habilidade.
Extra: Nenhum.

Nome: Perícia Corporal I
Descrição: Treinar o corpo e a mente para tornar-se um melhor guerreiro é quase que uma obrigação de cada meio-sangue, caso ele deseje sobreviver nesse mundo louco. Assim sendo, depois de uma aula de perícias, o corpo do semideus foi condicionado e treinado para melhorar a agilidade, a esquiva e o reflexo.
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: +30% em agilidade, esquiva e reflexo.
Dano: Nenhum

Rastreadores
Descrição: Habilidade que permite ao semideus encontrar e localizar monstros ou criaturas – como animais e até semideuses – através de rastros, pistas, odores, pegadas ou qualquer coisa que pode ser deixada para trás. Isso também permite encontras rastros que foram apagados, afinal, existem criaturas que conseguem mesclar seus rastros e até mesmo apaga-los ou disfarça-los. Semideuses com essa habilidade dificilmente serão enganados por pistas falsas, tendo mais chance de seguir um caminho certeiro, pois, sabem identificar o que foi forjado e criado do que realmente foi deixado para trás.
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum.
Bônus: +40% de chance de descobrir alguma coisa deixada para trás. + 30% de percepção. +50% de chance de não ser enganado por armadilhas ou rastros falsos deixados por terceiros para desvia-lo do caminho certo. Pode solicitar ao narrador que indiquem pistas do caminho certo a ser seguido.
Dano: Nenhum.

Nome: Perícia Corporal II
Descrição: Treinar o corpo e a mente para tornar-se um melhor guerreiro é quase que uma obrigação de cada meio-sangue, caso ele deseje sobreviver nesse mundo louco. Assim sendo, depois de uma aula de perícias, o corpo do semideus foi condicionado e treinado para melhorar a resistência corporal. Irá se cansar mais dificilmente, estando preparado para realizar exercícios físicos mais complexos. Assim, possui um melhor desempenho em combate, podendo permanecer lutando mais tempo que outros.
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: +30% em resistência física.
Dano: Nenhum

← Sensitti Vitale: O semideus que porta de tal habilidade é capaz de agir de forma veloz, conseguindo distinguir a verdade da mentira com mais efetividade, tal como ser mais rápido que o seu oponente quando opta por utilizá-la. Sua velocidade é dobrada e todos os sentidos do corpo são estimulados a ajudá-lo, dando-lhe um penhor de destreza assertiva num contra-ataque. (2x por turno)
Gasto de Mp: 15mp.
Gasto de Hp: 15hp.
Bônus:  +25% em velocidade.
Dano: +25% de dano com o uso da habilidade.
Extra: A destreza vai depender do golpe escolhido. Valerá somente em caso de uso das habilidades ativas.

Tatuagens:
Tatuagem SPQR [Tatuagem de coloração negra feita na parte inferior do antebraço direito. Possui o desenho de uma maçã podre, seguido abaixo pelas letras SPQR, um risco para cada ano servindo a Legião e escrito V Coorte. 5ª Coorte: Uma vez por missão/evento, os poderes relacionados á agilidade e/ou esquiva/defesa proferidos pelo semideus membro da 5ª Coorte, dobram de efetividade durante três turnos. Não pode ser removida do braço do semideus nem mesmo através da utilização de magia, sendo para sempre marcado como um romano.]

Force Upgrade | Força | Tatuagem em formato de duas foices cruzadas. | Aumenta a força do Semideus em 10% | Braço Esquerdo | Micro Marca | Permanente.

Linked | Armas e Escudos | Tatuagem de uma caveira ensaguentada. | Cria um elo entre o dono e a arma(Julgadora), o usuário pode ativar a tatuagem que abre um pequeno portal onde a arma estará armazenada, podendo puxá-la. Válido para qualquer item. | Braço Direito | Marca Pequena | Permanente

Poderes:
Passivos Éris:
Nível 1
Nome do poder:  Apreciadores da Discórdia
Descrição: Os filhos de Éris/Discórdia são parcialmente conhecidos por serem bastante impiedosos, do tipo que gostam de ver “o circo pegar fogo”, ainda mais se forem eles mesmo que causaram o “incêndio”. (Isso depende muito da pessoa, alguns de seus filhos podem ter não herdado sua maldade.)
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: Nenhum
Dano: Nenhum

Nível 3
Nome do poder: Energia
Descrição: Caso haja um clima de discórdia, vingança ou ira no campo de batalha, você irá se sentir mais forte e revigorado.
Gasto de Mp: Nenhum.
Gasto de Hp: Nenhum.
Bônus: + 5 de HP e + 5 de MP.
Dano: Nenhum

Nível 13
Nome do poder: Estrategista Habilidoso
Descrição: De tanto criar mentiras você começa a se tornar um bom estrategista, sendo capaz de criar estratégias de batalha quase tão eficientes quanto a das proles de Atena.
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: +20% de chance de que seus planos funcionem conforme o esperado.
Dano: Nenhum

Nível 16
Nome do poder: Furtividade I
Descrição: Os filhos de Eris/Discórdia tendem a ser bastante espertos, furtivos, devido as palavras venenosas e da má sorte que instalam ao seu redor. Isso faz com que consigam se esquivar mais facilmente, e se locomover sem serem notados com facilidade, podendo evitar fazer barulhos, ou serem detectados.
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: +15% de furtividade em luta. +20% de chance de pegar o inimigo de surpresa.
Dano: Nenhum

Nível 22
Nome do poder: Cura do Pomo II
Descrição: Agora, ao ingerir do fruto, além de se sentir revigorado, você consegue fazer com que pequenas feridas/feridas superficiais se fechem.
Gasto de Mp: Nenhum.
Gasto de Hp: Nenhum.
Bônus: + 25 de HP e + 25 de MP
Dano: Nenhum

Nível 23
Nome do poder: Causador de Discórdia II
Descrição: Agora, além da boa lábia, eles também têm a capacidade de fazer aliados voltarem uns contra os outros. Seus dons de oratória são excepcionais e eles conseguem facilmente enganar o oponente.
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: Torna poderes de ilusão, mentiras e discórdia através de palavras e da mente 25% mais fortes, agora, isso também serve para maldições lançadas por ele.
Dano: +10% de dano se o semideus conseguir fazer com que caiam em sua teia de mentiras, ilusões e maldições.

Ativos de Éris:
Nível 13
Nome do poder: Causador de Disputas
Descrição: O filho de Eris/Discordia, pode usar esse poder, e jogar um inimigo contra seus aliados, causando uma disputa em campo por um curto período de tempo. Basta plantar sobre os corações dos inimigos, uma pequena semente de discórdia, e ao se concentrar, o poder deve funcionar, lhe dando chance de fazer com que eles causem golpes um no outro, e aproveitar-se disso para escapar, ou piorar a situação ainda mais.
Gasto de Mp: 30 MP
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: Nenhum
Dano: Nenhum
Extra: O efeito dura dois turnos, nesses dois turnos, aliados se tornam na verdade, inimigos em campo, podendo atacar um ao outro, seja com palavras ou gestos.

Nível 27
Nome do poder: Maldição do Esquecimento II
Descrição: O filho de Éris/Discórdia, pode amaldiçoar o inimigo, o fazendo se esquecer de tudo o que estava fazendo, ou de algo que muito importa. Agora já consegue fazer o efeito de tal maldição durar mais tempo, lhe dando uma chance melhor de atacar, e ganhando uma vantagem de campo perfeita.
Gasto de Mp: 40 MP
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: Nenhum
Dano: 10 HP
Extra: Dura dois turnos, nesse tempo, o inimigo não se lembrara de como lutar, de onde está, ou o que estava fazendo, ou outras coisas, que ficam a seu critério e na forma com que utilizar a maldição, lhe dando a chance perfeita para atacar.

Passivos Ceifadores:
Nível 2
Nome do poder: Silenciosos
Descrição: Assim como a morte nem sempre anuncia sua chegada, os membros desse grupo secundário podem escolher abafar seus sons. Podendo assim passarem despercebidos, ou então não denunciar sua aproximação.
Gasto de Mp: Nenhum.
Gasto de Hp: Nenhum.
Bônus: Nenhum.
Dano: Nenhum.

Nível 16
Nome do poder: Visão Noturna II
Descrição: Acostumados com a escuridão, os ceifadores possuem facilidade em enxergar em meio a esta. Entretanto, nesse nível, sua visão alcança até 40 metros à sua frente.
Gasto de Mp: Nenhum.
Gasto de Hp: Nenhum.
Bônus: Nenhum.
Dano: Nenhum.

Nível 22
Nome do poder: Bestiário Humano II
Descrição: Um ceifador tem como função auxiliar seu mestre, ceifando as almas das criaturas que estão pela terra. Portanto, nesse nível, ele é capaz de identificar, também graças à memória eidética, todos os monstros com os quais cruzar. Nesse nível já possui mais informações, como, além do nome e seus atributos ou poderes principais, curiosidades e pontos fracos da criatura.
Gasto de Mp: Nenhum.
Gasto de Hp: Nenhum.
Bônus: Nenhum.
Dano: Nenhum.

Nome do poder: Emboscada II
Descrição: Sempre que realizar um golpe surpresa, as chances de ser um golpe crítico são maiores, além de causar mais da dano que o normal.
Gasto de Mp: Nenhum.
Gasto de Hp: Nenhum.
Bônus: 20% de chance de acerto crítico.
Dano: Nenhum.

Ativos Ceifadores:
Nível 16
Nome do poder: Invisibilidade I
Descrição: Assim como revelado nos livros, depois que Ares liberta Thanatos de Sisyphus, o deus da morte decide não mais abordar as almas diretamente, ao contrário, ele prefere as ceifar invisível. Dessa forma, seus ceifadores podem optar pelo mesmo tipo de abordagem, ainda que de maneira limitada. Não sendo filho do deus, eles podem contar apenas com as sombras para os camuflar em meio a elas. Nesse nível, não conseguem lutar e manter a habilidade ativa. Ao entrar em combate, a invisibilidade acaba.
Gasto de Mp: 15 por turno ativo.
Gasto de Hp: Nenhum.
Bônus: Nenhum.
Dano: Nenhum.
Extra: Só funciona durante a noite, ou em locais muito escuros.

Nível 24
Nome do poder: Manto de Sombras II
Descrição: Esta habilidade permite ao ceifador criar um manto de sombras a partir da sua própria sombra, que lhe protege de ataques físicos. Por ser uma manipulação da própria sombra, não é desfeito com luz do dia. Nesse nível, ela se torna mais resistente do que antes.
Gasto de Mp: 20 de MP por turno ativo.
Gasto de Hp: Nenhum.
Bônus: 20% de resistência contra golpes físicos.
Dano: Nenhum.
Extra: Nenhum.

✿✿
avatar
Veronica Grindelwald
V Coorte
V Coorte

Mensagens : 246
Idade : 21
Localização : Anyone knows.

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Grupo 4 (Lee Chae-rin, Peter C. Gallagher , Freya Kravinoff , Vince Le Fay Karkaroff e Beorn Jarbeon)

Mensagem por Lee Chae-rin em Qui Dez 21, 2017 3:27 pm

Save the Santa Claus
Time to shine, babys

Dois morcegos... Sequer havia entendido o que havia acontecido naquele local e dois malditos morcegos havia me atacado e mais outros haviam atacado os semideuses que estavam comigo. Freya e eu tínhamos sido atingidas pela mordida daqueles bichos estranhos, mas nada mais doía do que perder um querido amigo em meio a um turbilhão de sentimentos estranhos que tinha no momento. Durante a curta calmaria gerada pela grande fumaça dourada, todos comemoravam de alguma forma a extinção das criaturas aladas e preparavam-se para partir em direção a próxima sala, de alguma forma ainda devíamos salvar o homem que era símbolo do natal.

Os ouvidos estavam atentos, mesmo na forma humana eu conseguia ouvir um simples cair de uma agulha no chão, tornando-se algo insuportavelmente alto a meu ver. Estava aos poucos sentindo minha força voltando devido à regeneração acelerada que ganhava dos lycans, mas por um curto momento um ruído chamou minha atenção e antes que pudesse gritar em aviso o mesmo foi em direção a meu irmão lupino fazendo com que o cheiro de sangue perfumasse o ar de uma forma tão inebriante que quase perdi a pouca humanidade que tinha ── B... Beorn... Não... ── o choque foi tamanho que tudo que pude ver fora um pedaço da pele do legionário onde estava a tatuagem que nos marcava como romanos ── Beorn... ── acabei por repetir de forma triste enquanto sentia as lágrimas ferventes molharem o rosto de forma constante. Há muito tempo não sentia uma dor como aquela, a ultima vez na verdade havia sido no dia em que havia perdido Lory.

Não podemos se culpar por isso, não foi nossa culpa... Parece que Leto tinha planos para esse jovem... Mas, vamos em frente! Precisamos encontrar o papai Noel. — a voz da outra romana havia me tirado do pequeno transe que havia entrado devido à perda de meu irmão lupino " Ela tem razão " a gutural voz de Hakkeshu ecoava em minha mente, mas podia ouvir o grande pesar que o mesmo sentia devido à perda de um irmão " Pelo nosso irmão, precisamos seguir em frente" continuou e tudo o que fiz foi levemente concordar com ambos, tanto o espírito lupino, quanto Freya. Aos poucos o grupo começava a se arrumar para que pudesse partir para a próxima sala, mas um estranho gás fez com que todos corressem muito mais rápido do que o normal e por pouco não fomos pegos pelo gás.

A nova sala era estranha, acabei por farejar o ar buscando algo e logo soltei um rosnado em direção aos monstros que estavam a nossa frente — Que porra é essa? Essa parte na barriga deles... Um buraco negro... Acho que teremos problemas se tentarmos avançar, pois podemos ser pegos por aquilo... Precisamos se unir e bolar uma estratégia para deter esses dois agora! — Freya novamente se colocava a falar e de alguma forma alertava a todos nós — Vocês precisam ter cuidado com esses monstros... Com as minhas informações adquiridas ele é imune a golpes físicos, não usem ataques contra ele ou ele rebaterá de volta! —. Tudo que pude fazer naquele pequeno momento foi deixar o corpo leve a ponto de tentar desviar das rajadas de ar que eram lançadas em nossa direção, algumas atingiram minhas pernas deixando pequenos cortes e um mais profundo na coxa, mas depois poderia lidar com ele de alguma forma ── Filhas da puta! ── rosnava enquanto aos poucos sentia as orelhas lupinas tomando o lugar acima da cabeça. Não era do meu habito fazer aquilo, mas de alguma forma eu precisava ajudar a ceifadora, apesar de sentir as orelhas "sumindo" e " reaparecendo" não sentia dor alguma ou qualquer outro fato, mas sabia que a cena devia ter ficado um pouco engraçada para os outros presentes ── Qualquer gesto de fofura que eu ouvir, vão tomar uma mordida e eu falo sério ──  comunicava antes mesmo que houvesse qualquer ruído. Aos poucos uma segunda lufada de ar veio em minha direção, mas com rapidez e maestria consegui esquivar da mesma devido à percepção aguçada que tinha, mas naquele momento a coxa começava a doer de uma forma que não conseguia compreender ── Merde.... ── acabei esbravejando enquanto os outros pareciam se preparar para uma luta contra os animais — Well... Well... Isso é magnífico! Vocês estão preparados? O espetáculo começa agora! — um sorriso surgiu em meus lábios juntamente com a fala da romana e com os olhos em brasa direcionei os mesmos para uma das criaturas sentindo uma vibração gutural se iniciar em minha mente ── Vamos a cereja do bolo com isso ── Um longo Uivo ecoava em minha mente e sabia que o mesmo penetraria facilmente na mente das criaturas de forma a abalar ainda mais a concentração das mesmas " Isso e por meu irmão "  podia ouvir Hakkeshu gritando de alguma forma. Ainda não conseguia me acostumar com o fato de ouvir aquele espírito dentro da minha mente, mas nas horas ruins ele era sempre uma boa companhia ── Desapareçam e Voltem para o inferno de onde vieram ── a voz gutural e animalesca saia pelos meus lábios, talvez efeito da raiva e da tristeza conjunta que eu e Hakkeshu sentíamos naquele momento.

Aos poucos me distanciei da luta buscando um pequeno artefato dentro de minha mochila, talvez o mesmo pudesse ajudar à ceifadora mais do que eu naquele momento ── Freya! ── Alertava a garota ainda com a voz gutural ── Tome cuidado com isso ── alertava jogando a arma para a garota e logo começava a cuidar do corte da coxa de forma genérica para que pudesse logo voltar para a luta.






ao narrador:
Para título de ajuda , a chae se Encontra assim neste momento. Devido a trama da mesma, em alguns momento ela e o lobo conseguem entrar em comunhão e falar juntos, quem os ouve não consegue distinguir a voz e ouve duas ao mesmo tempo, por este motivo houve a troca da cor da fonte da fala de chae no final do texto

Poderes utilizados:
Filha de Vênus:
Passivos:
Nível 1
Nome do poder: Beleza Natural
Descrição: Os filhos da deusa do amor são campistas naturalmente bonitos e charmosos. A beleza supera a de qualquer outro semideus no acampamento, sendo algo beirando ao sobrenatural. É simplesmente indescritível. Isso faz com que inimigos e aliados acabem se distraindo por sua beleza perturbadora, ou encantados pela mesma.
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: Pode deixar o inimigo atordoado durante o primeiro turno, evitando atacar logo de cara, ou se atacar (poderes que exijam miras, ou armas com a mesma característica), irão errar o alvo. Não acertarão o filho de Afrodite/Vênus, pois, de primeira, o inimigo não saberá porque não nutre o desejo de ataca-lo.
Dano: Nenhum

Nível 7
Nome do poder: Eterna Boa Forma
Descrição: A boa forma que você possui não confere apenas belas curvas, no caso das meninas, ou músculos definidos, no caso dos meninos, mas também confere certa agilidade e destreza para se esquivar de alguns ataques. Isso permite que você ganhe certa facilidade em se esquivar, ou defender em ataques diretos.
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: +20% de defesa, esquiva e agilidade.
Dano: Nenhum

Nível 16
Nome do poder: Voz Melodiosa
Descrição: Sua voz tem uma melodia que agrada aos ouvidos das outras pessoas. Nem todos escutam a sua voz com o mesmo timbre, será de acordo com aquilo que mais agrada ao ouvinte. Isso facilitará persuasão com pessoas do sexo oposto drasticamente, e com do mesmo sexo influenciará um pouco.
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: O poder ativo “charme” do filho de Afrodite/Vênus, ao ser combinado com essa passiva ganha um bônus de força de 20%, podendo causar um estrago ainda maior.
Dano: Nenhum

Nível 20
Nome do poder: Elasticidade Natural II
Descrição: Em tal nível a elasticidade e esquiva das proles de Vênus/Afrodite são maiores, semelhantes à de uma bailarina profissional, com músculos firmes e uma boa movimentação durante a batalha. Tais semideuses esquivam como se estivessem dançando.
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: + 35% em esquiva e flexibilidade
Dano: Nenhum


Ativos:
Nível 6
Nome do poder: Rosnado Mental
Descrição: O lycan emite um rosnado tanto físico quanto mental. Este invade a mente de um oponente em seu campo de visão, e desconcentra o mesmo brevemente.
Gasto de Mp: 10.
Gasto de Hp: Nenhum.
Bônus: Nenhum.
Dano: Nenhum.
Extra: 1 vez a cada 2 turnos.

Nível 19
Nome do poder: Olhos Demoníacos II
Descrição: Como nas antigas lendas, o lycan pode ativar essa habilidade para ficar com os olhos tão vermelhos que eles parecerão estar em brasas. Nesse nível, o inimigo que estiver sendo mirado pelo semideus será incapaz de realizar uma ação ofensiva pelo resto daquele turno.  
Gasto de Mp: 20.
Gasto de Hp: Nenhum.
Bônus: Nenhum.
Dano: Nenhum.
Extra: 1 vez a cada 4 turnos.

Nível 21
Nome do poder: Manto da Gnose
Descrição: Ao concentrar as energias espirituais ao seu redor em si mesmo, o lycan é capaz de se camuflar no tecido da realidade ficando invisível. Até mesmo seus sons e cheiros são mascarados, contudo, a habilidade não pode ser utilizada caso ele esteja em frenesi de batalha, pois requer uma concentração grande.
Gasto de Mp: 25.
Gasto de Hp: Nenhum.
Bônus: Nenhum.
Dano: Nenhum.
Extra: Dura enquanto não se revelar com uma ação ofensiva ou algo do tipo, e requer 3 turnos para reativação.


Lycans de Phobos:
Passivos:


Nível 6
Nome do poder: Humor da Lua
Descrição: A lua influência muito nos poderes e no humor do lycan, sendo o astro que guia na escuridão, ela proporciona bônus que variam de acordo com suas fases. Segue em spoiler as variações e suas consequências:

Spoiler:
Lua Cheia – Aumenta a força de um lycan em 30%.

Lua Crescente – Aumenta a velocidade e regeneração (passivas de cura) do Lycan em 20%.

Lua Minguante – Diminui todos os seus atributos em 20%, deixando-o mais vulnerável.

Lua Nova – Diminui todos os seus atributos em 25% e corta sua regeneração pela metade.

Eclipse Lunar– Anula totalmente os poderes do lycan.

Lua de Sangue – Aumenta todos os status do lycan em 60%.

Gasto de Mp: Nenhum.
Gasto de Hp: Nenhum.
Bônus: Estão dentro do spoiler.
Dano: Nenhum.

Nível 14
Nome do poder: Regeneração I
Descrição: Em diferentes interpretações dos lobisomens e suas variações ao redor mundo e suas civilizações, é de conhecimento geral a marcante regeneração de seus tecidos e ossos. Com os lycans não é diferente. O servo de Phobos possui a habilidade de se regenerar que apenas evolui com o tempo. Nesse nível, cortes básicos e ferimentos leves na pele são inteiramente curados em questão de segundos, além da recuperação de HP e MP para critérios de RPG.
Gasto de Mp: Nenhum.
Gasto de Hp: Nenhum.
Bônus: Recupera 40 de HP e MP.
Dano: Nenhum.
Extra: 1 vez a cada 2 turnos.

Nível 16
Nome do poder: Humor da Fera II
Descrição: Por natureza, os lycans em sua forma humana são mau humorados e extremamente alertas a tudo.
Gasto de Mp: Nenhum.
Gasto de Hp: Nenhum.
Bônus: 20% de percepção ao seu redor, cabendo ao narrador lhe alertar de algo ache cabível durante uma narração.
Dano: Nenhum.

Nível 17
Nome do poder: Audição Aguçada II
Descrição: Independente da forma em que estiverem, os lycans têm esse sentido em especial muito mais desenvolvido que o restante das pessoas. Aqui já não mais têm dificuldades por ouvir tudo sem querer, podendo oprimir as conversas desnecessárias e focar no que lhes interessa. Além disso, caso se concentrem unicamente nisso, podem ouvir os batimentos cardíacos alheios. Ambos os efeitos funcionam até 100m de distância.
Gasto de Mp: Nenhum.
Gasto de Hp: Nenhum.
Bônus: 30% em audição, 40% se estiver na forma da besta.
Dano: Nenhum.

Nível 20
Nome do poder: Gnose
Descrição: É um poder místico que liga o lycan ao seu lado espiritual. A Gnose é um pedaço de Gaia que cada lycan recebe, mesmo estando sobre a influência de Phobos; uma característica intrínseca dos lycans, antes mesmo do deus em questão os apadrinhar. Graças a ela, o semideus é capaz transitar entre o mundo dos espíritos, que, no universo em questão, funciona como o mundo inferior e suas ramificações. Para todos os efeitos, é esta habilidade especial que rege os poderes anímicos desse grupo secundário.
Gasto de Mp: Nenhum.
Gasto de Hp: Nenhum.
Bônus: Nenhum.
Dano: Nenhum.

Nível 21
Nome do poder: Olfato Apurado II
Descrição: Independente da forma em que estiverem, os lycans têm esse sentido em especial muito mais desenvolvido que o restante das pessoas. Dessa forma, são capazes de identificar os cheiros ao seu redor, e os gravam para nunca se esquecerem de suas presas. Por outro lado, seu olfato é muito sensível, portanto cheiros fortes ou incomuns lhes incomodam bastante. Podem seguir uma pessoa pelo seu cheiro mesmo que ela se distancie até 100m.
Gasto de Mp: Nenhum.
Gasto de Hp: Nenhum.
Bônus: 30% em olfato, 40% se estiver na forma da besta.
Dano: Nenhum.

Nível 22
Nome do poder: Força II
Descrição: A força dos lycans é elevada devido aos músculos naturalmente melhor desenvolvidos para dilacerar e matar suas presas.
Gasto de Mp: Nenhum.
Gasto de Hp: Nenhum.
Bônus: 20% em força; 30% em força se estiver na forma da besta.
Dano: Nenhum.

Ativos:
Nível 1
Nome do poder: Transformação Parcial da Besta
Descrição: Ainda inexperiente, o lycan consegue transformar apenas algumas partes do seu corpo em partes da fera. Nesse nível, é capaz de transformar suas mãos em patas de lobisomem com garras, por exemplo, ou modificar a boca para afiar os dentes e possibilitar mordidas mais fortes.
Gasto de Mp: 5.
Gasto de Hp: Nenhum.
Bônus: Nenhum.
Dano: 15 dano se atingir alguém com as garras ou morder.
Extra: Nenhum.

Itens levados:
• Mochila sem fundo [Mochila de prata com material simples, sem bolsos laterais, com um único zíper, uma única entrada e uma única saída.| A mochila não possui fundo, foi encantada para caber inúmeros objetos, ou seja, seu espaço é infinito, tudo que você colocar dentro dela permanece ali, desde que passe pela parte de cima, ou seja, você precisa conseguir colocar o item pelo buraco, que é largo o suficiente para passar até uma panela de pressão. Para pegar o item de volta basta colocar a mão dentro da mochila e pensar nele, e ele retorna para suas mãos.| Indefinido | Sem espaço para gemas | Alfa | Status: 100% sem danos |Lendário e mágico | Loja especial do dia dos namorados]
itens dentro da mochila:

Luvas de Couro [Luvas feitas de couro negro de dragão, cobrindo até a metade do antebraço. Banhadas com o elixir de prometeu e seladas com a runa de Naudhiz e um feitiço de fixação. | Efeitos: As luvas permitem ao portador passar pelo fogo – apenas duas vezes – sem se queimar, sofrendo apenas uma leve ardência, semelhante a ardência de estar exposta ao sol. A luva ainda permite a semideusa criar bolas de fogo com sua energia, usando 20 de MP para cada bola feita, as bolinhas surgem na ponta dos dedos das luvas da semideusa.| Material: Couro de Dragão | Resistência: Gama. Quando ativadas tornam-se alfa contra o elemento fogo | Sem espaço para gemas | Status: 100%, sem danos | Encantado e Criado por Pandora]

Chicote Inebriante [Feito de couro trançado, com o cabo de bronze celestial que se adapta ao punho de seu portador – o que facilita o manejo – com pequenas rosas desenhadas. O chicote é longo, e sua ponta se abre em pequenos seguimentos que soltam essência da poção perfume inebriante. |Efeitos: Aqueles que sentem o cheiro de tal perfume, sentirão o cheiro daquilo que mais gosta no mundo, ficando zonzos ou desnorteados, o que faz com que percam a linha do raciocínio perfeito, e sintam-se fascinados por sua portadora. Um efeito de paixão. O perfume só se solta ao comando da semideusa, para abrir o compartimento da ponta – que exala o perfume – ela precisa pressionar a rosa no vermelha no centro do cabo de bronze em sua mão. | Bronze Celestial | Resistência Beta | Status: 100%, sem danos | Encantado e Criado por Pandora]

Garrafa (2 litros) de Néctar dos deuses |
• Néctar dos deuses – Se ingerido pelos semideuses pode curar pequenas feridas, mas também mata-los, em grandes quantidades é mais maléfico que benéfico. Uma pequena xicara de néctar é suficiente para ajudar na recuperação, sendo que uma xícara (meio litro) dessa pode restaurar até 30 MP e HP de uma vez só, mais que isso pode trazer consequências negativas. Para poções tem propriedades curativas, de regeneração rápida e purificação.

Poção de Energia: Um frasco de poção rosa em formato de coração. Quando consumida recupera 100% do HP e do MP do semideus automaticamente, ele ficaria com a potencia total ao consumir a poção de energia, lembrando que o frasco só pode ser consumido duas vezes, após o uso some do perfil automaticamente. {Intacto, pronto para consumo de duas vezes}

Griffes Aureus [Manopla feita couro com pequenos entalhes em ouro comum, seu comprimento é de exatamente sessenta (60) centímetros indo do cotovelo até o pulso do semideus. Junto do mesmo existe uma luva feita de couro e ouro, mas o diferencial são suas garras retráteis feitas de Ouro imperial. As garras em si tem o formato de meia lua medindo dez (10) centímetros de comprimento, sua ponta é afiada de forma a facilitar cortes e ferimentos. | - | Ouro, Ouro Imperial, Couro e Seda | 1 espaço para gema | Gama | Status 100% | Comum | Forjado por Mikhaela D. Dyatlova

item emprestado para Freya:
Foice envenenada [Feita de ferro estígio e totalmente negra, a foice tem o tamanho exato do semideus, e ajusta-se perfeitamente a mão do garoto. A arma é leve, e sua lamina foi banhada em veneno. | Efeito 1: Aqueles que forem cortadas pela arma – e que tiverem o veneno injetado em sua corrente sanguínea, ou em qualquer parte do corpo – sofrerá hemorragia constante. Ou seja, um machucado, por menor que seja, não irá parar de sangrar pelo veneno impregnado na lamina, outro efeito que o veneno pode causar é o enjoo repentino, e uma leve tontura, fazendo o semideus, monstro, ou adversário que for cortado pela lamina, sentir-se como um doente. | Material: Ferro Estígio | Espaço para uma gemas | Beta | Status: 100%, sem danos | Mágica | Encantado por Pandora, comprado no Pandevie Magie]

itens equipados ao corpo:
Campeão dos Campeões [Para aqueles que olham ao longe, é apenas um cinto - uma faixa preta que muito se assemelha àquelas utilizadas por judocas e caratecas com detalhes em dourado que falam sobre honra e vitória em todas as línguas conhecidas. | Efeitos mecânicos: Torna-se um cinturão de campeão de mma quando ativado, adaptando-se perfeitamente ao seu portador. Efeito 1: Aumento de seus atributos físicos, dando ao semideus mais força (+50%), vigor e resistência em comparação ao que já se tinha. Efeito 2: Uma vez por RP, este item pode tornar o semideus imparável e imune a dores físicas e psicológicas. (Vale lembrar que, mesmo sem sentir dor, o semideus pode ser ferido) Efeito 3: Magicamente ligado a seu portador, não sendo possível roubar, retirar ou tomar deste - apenas em caso de morte. | Material indefinido | Alfa | Espaço para uma única Gema | Status: 100%, sem danos | Lendário | Evento Cidade dos Monstros.]

• Garras Felizes [São garras extremamente afiadas, acopladas em uma luva negra que cobre todo o antebraço. Essas garras possuem mais duas formas: quando inativas elas assumem a aparência de duas pulseiras com desenhos lupinos; sua terceira forma envolve a transformação em lobo, pois ela ajusta-se aos membros superiores, tornando-se garras para lobos. Para acionar as garras, o usuário precisa girar o pulso duas vezes em seu próprio eixo, assim o material irá desdobrar-se até ter sua forma completa de garras. Elas se adaptam automaticamente para a forma lupina. | Efeito 1: Mudança de forma; Efeito 2: Possui pedras ametista em cada garra, conferindo a propriedade veneno para o item. Ao ferir o inimigo, provoca 20 de dano por turno. | Material: Adamantino, ametistas e tecido | Espaço para duas pedras: ocupados | Resistência: Alfa | Status: 100%, sem danos | Magico | Forjado por Leo Valdez]

Velociraptor linha Luxo [ Nessa linha não é apenas o conforto que predomina, mas também o poder, apesar de aparentar ser um tênis comum, esse foi fabricado para auxiliar e estimular o semideus a melhorar seus movimentos em combate, o tornando mais forte e mais rápido | Efeito 1: O calçado muda de acordo com o dono e suas preferências, o tênis será alterado magicamente para o modelo que mais o agrada. Efeito 2: Promove +40% de velocidade ao portador. Efeito 3: Quando estiver com o tênis nos pés, golpes relacionados as pernas, como chutes ou saltos ganham 30% a mais de força | Material mágico especial |Sem espaço para gemas | Alfa | Status: 100% sem danos | Mágico | Comprado na Ferreli & García - Mode et style] {Presente de Elena C. García}

Boucles d'oreilles [ Um par de brincos argola pequenos. | Efeito: Produzido a partir do mesmo mecanismo usado para fabricar aparelhos auditivos, o brinco melhora a percepção auditiva da usuária em 30%. | Ligas metálicas diversas | Sem espaço para gemas | Gama | Status: 100% sem danos | Comprado no Ferreli & García - Mode et style] | Comprado na Ferreli & García - Mode et Style ]


Coldre [ Um coldre para carregar qualquer arma de porte médio. Se adapta ao formato de qualquer arma de médio porte, como adagas, e foi projetado para ser usado discretamente sob as roupas. Sua tira é extensível, podendo ser colocada na perna, no braço, na cintura, onde o semideus achar adequado, e se camufla junto à roupa do semideus tornando a arma imperceptível. | Efeito 1: Se adapta ao formato da arma e à necessidade do semideus. | Efeito 2: Camufla-se de acordo com as roupas do usuário, podendo passar despercebido aos olhos de quase qualquer um. | Efeito 3: Quando a arma está armazenada no coldre, não é percebida por detectores de metais e outras formas de identificação. | Material sintético | Sem espaço para gemas | Gama | 100%, sem danos | Mágico | Comprado na loja “Ferreli & García - Mode et Style” ]

tatuagens:
Nome do poder: Tatuagem SPQR
Descrição: Tatuagem de coloração negra feita na parte inferior do antebraço direito. Possui o desenho de uma concha marinha com uma flor, seguido abaixo pelas letras SPQR, dois riscos para cada ano servindo a Legião e escrito I Coorte. Não pode ser removida do braço do semideus nem mesmo através da utilização de magia, sendo para sempre marcado como um romano.
Gasto de Mp: Nenhum.
Gasto de Hp: Nenhum.
Bônus: Uma vez por missão/evento, os poderes ativos utilizados pelo semideus terão um bônus de 15% de força/funcionalidade durante três turnos.
Dano: Nenhum.

Linked | Armas e escudos | tatoo da cabeça de um Lobo uivando para a meia lua | Cria um elo entre o dono e a arma (Garras Felizes ), o usuário pode ativar a tatuagem que abre um pequeno portal onde a arma estará armazenada, podendo puxá-la. Válido para qualquer item. | Pulso direito | marca pequena | Permanente

Anjos caídos [ Habilidade Peculiar | Dois riscos gigantes, que se assemelham a cicatrizes dos anjos caídos, essa tatuagem tem uma coloração semelhante e inclusive, lembra a cicatriz de um anjo que perdeu as asas. | Efeito: Concede ao portador um par de asas, que se formam no lugar onde estão as cicatrizes das asas arrancadas, elas se expandem e crescem gradativamente, formando um par de asas fortes e angelicais, que aumentam a força e a velocidade do semideus em +10%, além de permitir que ele voe livremente. Gasto de 30 MP por turno ativo| Costas| Marca grande | Permanente.]

Desafios :
• Desafio 1: Não devem usar feitiços durante o combate – 20% de xp




♥️
Lee Chae-rin

''A força do lobo é sua matilha, a força da matilha é o lobo''
avatar
Lee Chae-rin
Lycans
Lycans

Mensagens : 291
Idade : 22
Localização : Acampamento Romano

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Grupo 4 (Lee Chae-rin, Peter C. Gallagher , Freya Kravinoff , Vince Le Fay Karkaroff e Beorn Jarbeon)

Mensagem por Vince Le Fay em Qui Dez 21, 2017 8:55 pm




SALVE O PAPAI NOEL



▬ Caverna Nevada, Sul da Ilha de Natal ▬
Ver o pó dourado em que aqueles malditos morcegos haviam se transformado, foi algo capaz de promover uma das sensações mais maravilhosas por mim já vividas: a do cumprimento de um dever. Fui infeliz em acabar me exaltando de forma exagerada, já que a alegria do pobre durou pouco, e logo éramos surpreendidos, uma vez mais. Por um momento todos se entreolhavam, julgando com estranheza plena a passagem que se abria diante de nossos olhos. Processar tantas informações em poucos segundos, nos forçava, de certa forma. Inevitavelmente, aquilo pareceu nos dar certa confiança para seguir, porém, este momento de guarda baixa foi o suficiente para que um de nós acabássemos com a vida ceifada.

Beorn, o legionário e lobo, estava morto.

Uma das estalactites simplesmente desabou sobre o rapaz, perfurando a sua fronte como uma lâmina letal. Seu sangue se misturava à neve, enquanto eu já sentia em meu interior que a centelha de sua vida já havia deixado seu corpo musculoso. As moças são as primeiras a se pronunciarem, e por um momento de respeito, todos param imediatamente ao redor daquele cadáver. Era triste imaginar como nós poderíamos ser tão frágeis.

— Não podemos se culpar por isso, não foi nossa culpa… Parece que Leto tinha planos para esse jovem… Mas, vamos em frente! Precisamos encontrar o papai noel. — A experiência da semideusa misteriosa manifestou-se de imediato. Por mais que seu modo de falar fosse duro, havia uma compaixão reprimida ali. Particularmente compreendia muitíssimo pouco da metodologia romana de companheirismo. Mesmo assim, inexplicavelmente, eu sentia as mais tristes emoções irradiarem dela e da outra, que já não mais conseguia se conter e derramava lágrimas enquanto repetia o nome de seu companheiro.

A situação nos fez perder quaisquer noções de tempo, e justamente ele pareceu ser capaz de cobrar uma atitude do restante do grupo. O recinto logo estava sendo preenchido por gás, e não estávamos dispostos a provar o quanto dele poderia ser tóxico. Isso nos conduz a passagem recém-aberta. Entretanto, antes de deixar completamente aquele espaço, olhei por uma última vez Beorn, que agora parecia estar em uma cama rubra de sangue, logo proferindo em sua direção — Requiescant in pace.

A passagem deu para uma área ainda mais interna da caverna. Eu pensava até que ponto aquilo poderia estar sendo controlado, assim como também buscava detectar possíveis diferenças no ambiente. Apesar de poucas, elas existiam. Aquela parecia ser a margem do lago congelado, já que um breve caminhar me fazia notar a ausência do som da sola de meu sapato sobre o gelo. Apuro minha audição de modo a detectar algo, porém, não tive tanto sucesso, tampouco tempo para tal, já que novos inimigos já eram visíveis em nossa presença.

— Que porra é essa? Essa parte na barriga deles… Um buraco negro… Acho que teremos problemas se tentarmos avançar, pois podemos ser pegos por aquilo… Precisamos se unir e bolar uma estratégia para deter esses dois agora! — Não me surpreendi em vê-la ser a primeira a pronunciar algo. Estava começando a acreditar que aquela era a sua marca registrada. Ao contrário dela, os demais não eram de esboçar muitas palavras. Pelo menos eu, estava preocupado com a consequência de minhas futuras ações.

O comando de Freya funcionou em mim como um alerta. A dupla monstruosa, além de ter um buraco-negro — onde deveria estar seu próprio umbigo —, também era capaz de flutuar. A situação logo piorou quando ambos se camuflaram no ambiente, colocando-nos em alta vulnerabilidade e exigindo que nos orientássemos por sentidos e atributos que contemplavam algo além da visão comum. Minha escolha veio a partir de minhas capacidades de detectar a disposição dos corpos em um ambiente através de ondas ultrassônicas emitidas por eles. Sem dúvidas isto merecia um pouco mais de concentração do que o habitual. Eu sentia que ambos estavam se movendo em direções opostas, em velocidade altíssima, o que era muito difícil de se acompanhar. Estava ficando sem escolhas, e a opção que me restou foi a de armar uma cúpula de energia solar a meu redor, tentando manter a maior distância possível de nossos adversários.

— Protejam-se! — Bradei em tom de ordem, evidenciando a cúpula solar como um exemplo. Mantinha a guarda alta ao empunhar o meu arco, munido de uma de minhas flechas lunares. Como filho de Apolo, e diante de criaturas tão incomuns, as poucas possibilidades de investida estavam começando a me deixar intensamente desconfortável.

A primeira tormenta a envolver o grupo deu-se no instante em que os monstros resolveram nos atacar, através de correntes cortantes de ar. Para o nosso azar, a surpresa acabou nos movendo a um ponto em que cada um ficou por si, buscando uma forma de evitar o pior por sua própria conta e risco. Não tive tempo de prestar um auxílio aos demais, já que eu mesmo sentia na pele que poderia estar tendo as maiores dificuldades até ali. Mesmo que eu estivesse fisicamente protegido pela cúpula solar, a força dos ventos lançados contra mim, era alta o suficientemente para me desestabilizar, principalmente no quesito de equilíbrio.

Tentava me esquivar daquilo de uma forma demasiado acrobática, dando saltos diversos. A movimentação rápida de minhas pernas também cobrou seu preço; e em meio a um de meus saltos, senti os ventos puxarem uma de minhas pernas, resultando em uma péssima aterrizagem, que findou em uma queda sobre a neve, de bruços.

— Vocês precisam ter cuidado com esses monstros… Com as minhas informações adquiridas ele é imune a golpes físicos, não usem ataques contra ele ou ele rebaterá de volta! — Ainda estava no chão quando ouvi a moça repassar mais um pouco de suas valiosas informações. Num rápido movimento, giro meu corpo para o lado, deitando-me na neve para em seguida impulsionar as pernas, antes flexionadas, para me por novamente de pé. Tal ação me permitiu prestar atenção na outra jovem, que agora havia modificado suas orelhas buscando aplicar os próprios métodos de localização.

— Qualquer gesto de fofura que eu ouvir, vão tomar uma mordida e eu falo sério. — Teria dado boas risadas se o clima de tragédia não estivesse ainda pairando pelo ar.

— Well… Well… Isso é magnífico! Vocês estão preparados? O espetáculo começa agora! — Se mal conseguia conter os risos diante de uma das moças, a mais falante simplesmente rompeu com toda a minha resistência a esse tipo de coisa. Num primeiro instante, não havia prestado muita atenção em seus avisos, porém como bem ditado: uma imagem fala mais do que mil palavras. O que a semideusa foi capaz de fazer se equiparava a uma performance de tirar o fôlego.

A jovem foi capaz de transformar aliados em inimigos, e agora estávamos assistindo de camarote um duelo incandescente entre os monstros. Num primeiro momento ambos se comportavam de maneira similar, com forças equiparadas. Entretanto, uma desigualdade começou a surgir entre eles, e logo eu entenderia o porquê — Desapareçam e voltem para o inferno de onde vieram! — A voz gutural da outra era o ápice daquele ato. Agora, ambas as combatentes femininas utilizam dos próprios esforços para dar a oportunidade perfeita para que os monstros literalmente se engolissem um ao outro, por vias do buraco negro em seu abdômen.

— Magnifique! — Eu e minha maldita boca fomos capazes de atrair a feroz atenção do monstro restante. Comemorar antes da hora era um pecado, o qual poderia se tornar algo mortal se eu não tomasse boas atitudes a partir dali. Era inquestionável a contribuição das moças até dado momento, e eu realmente não julgava a conduta de invisibilidade que ambas tomaram, sendo eu mesmo o responsável por recomendar isto, de certa forma. Contudo, consequências severas caíram sobre mim, já que era o único por ali que não demonstrava aspectos de camuflagem satisfatórios o suficiente para evitar chamar a atenção do monstro. Este estando fisicamente maior, por ter o outro em sua barriga.

O ser novamente se revelava, mais furioso do que nunca. O buraco negro em si, parecia estar girando em altíssima velocidade, como se tivesse vontade e fome próprias. Ainda armado com arco e flecha, estava indeciso, temendo por um disparo que pudesse complicar ainda mais as coisas. A sua força de atração já me fazia perder a estabilidade de meus pés sobre o solo, movendo neve comigo conforme estava começando a ser arrastado. O nervosismo me enraivecia. Eu não queria ser o próximo a morrer por ali, de forma alguma.

— Mon cher. Assim que lhe der o sinal luminoso, ataque-o por detrás e acabe de uma vez por todas com a sua existência! — Enraivecido, e sentindo os pés começarem a deslizar a margem do lago gélido, forço-me a irradiar um brilho solar rápido, potente para conturbar a visão do monstro. Esperava que meu sussurro andasse o mais rápido possível até chegar aos ouvidos do celestial. Se estava destinado a ser a isca, assumiria meu papel com orgulho. Minha última atitude preventiva ali foi a de buscar um recuo diagonal, deixando para Peter a oportunidade de se revelar como o anjo da morte.

Poderes e Habilidades:

Ativos:

▬ Nível 4:
Nome do poder: Brilho Solar
Descrição: O filho de Apolo/Febo será capaz de criar um brilho, capaz de prejudicar a visão do oponente – não a ponto de deixa-lo cego, mas com os olhos ardendo, o que os impede de ver por um tempo – por uma rodada inteira, lhe dando chance de atacar, ou se defender. Seu uso é limitado a uma vez por missão, evento ou luta.
Gasto de Mp: 10 MP
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: Nenhum
Dano: - 5 HP

▬ Nível 9:
Nome do poder: Sussurro Andante
Descrição: Você consegue produzir um som inaudível ao ar e então ele correrá grandes percursos até chegar no ouvido da pessoa que você desejar. Útil para encontrar seres que estão muito longe ou para transmissão de mensagens em sigilo.
Gasto de Mp: 15MP por mensagem mandada, até duas frases.
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: Nenhum
Dano: Nenhum
Extra: Nenhum

▬ Nível 15:
Nome do poder: Cúpula Solar
Descrição: O filho de Apolo/Febo cria uma cúpula de energia ao redor de seu corpo para se proteger de ataques físicos, o campo irradia um brilho amarelo dourado, e o envolve completamente. Durante um turno, o que entrar em contanto com o a cúpula sofrera queimaduras de primeiro grau, mas o filho de Apolo/Febo não será capaz de controlar o que ele quer que queime. Além disso, a cúpula não se expande, portanto é preciso que o adversário toque nela para ser queimado. E como observação final, apenas a parte do corpo do oponente que tocar a cúpula será queimada, as demais permanecem intactas, pois como dito, a cúpula não se expande.  Poderes de fogo não funcionam contra a cúpula, e armamentos sólidos batem contra ela e caem, não a penetram. (É possível ativar a cúpula mais de uma vez, porém o gasto da cúpula é por turno ativo).
Gasto de Mp: 40 MP
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: Nenhum
Dano: Nenhum

▬ Nível 36:
Nome do poder: Recuo
Descrição: Nem sempre o combate corporal é vantajoso para um arqueiro. Filhos de Apolo/Febo nesse nível são capazes de usar uma habilidade de recuo quase mágica. Ao ativá-la, o corpo é jogado 3m para trás ou diagonal, nunca indo para frente de forma alguma. A distância é percorrida no espaço de tempo de um segundo, fornecendo o espaço necessário para fugir ou preparar o contra-ataque!
Gasto de Mp: 30MP por recuo.
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: Nenhum
Dano: Nenhum
Extra: Nenhum
Passivos:

▬ Nível 3:
Nome do poder: Quente como o sol
Descrição: Filhos do deus solar, esses semideuses possuem naturalmente uma temperatura corporal mais elevada. Sentem dificuldade em sentir a mudança de temperatura, sentindo frio apenas quando a temperatura se aproxima do zero. Em ambientes quentes, sentem-se confortáveis e mais agitados do que o comum.
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: +60% de resistência ao frio; +20% de resistência física em locais quentes.
Dano: Nenhum

▬ Nível 16:
Nome do poder: Ecolocalização
Descrição: Filhos de Apolo/Febo possuem a audição naturalmente mais apurada do que os outros semideuses. Capacitando-os de detectar a disposição dos corpos em um ambiente através de ondas ultrassônicas emitidas por eles, eles analisam as reflexões destas e com isso adquirem consciência da posição e distância dos ''obstáculos'' no arredor. Isso também faz com que possam interagir e alterar a rota de outros animais que se utilizam desta habilidade, como morcegos e golfinhos.
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: Nenhum
Dano: Nenhum

▬ Nível 30:
Nome do poder: Concentração de Arqueiro III
Descrição: Arqueiros precisam se concentrar para acertarem o alvo, pois qualquer distração, podem fazer seu tiro certeiro sair pela culatra. Os filhos de Apolo têm a benção de seu pai, que faz com que eles sejam mais calmos e objetivos quando precisam realizar uma tarefa que exija concentração. Ao estarem usando o arco/bestas, essa concentração torna-se natural, fazendo do filho de Apolo/Febo um prodígio.
Gasto de Mp:: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus:+ 50% de vantagem ao realizarem uma tarefa que exija concentração. +75% de facilidade em concentrar-se ao estar usando o arco/bestas.
Dano: Nenhum

▬ Nível 33:
Nome do poder: Audição Aguçada II
Descrição: Músicos não possuem só uma capacidade técnica apurada, eles também têm um ouvido muito sensível e com os filhos de Apolo isso não seria diferente. O Semideus neste nível consegue distinguir os sons a sua volta. E com bastante concentração, poderá distinguir sons até de outra quadra. Essa concentração é tamanha que ele não poderá estar movimentando-se bruscamente – como em uma batalha ou correndo – para poder captar os estímulos sonoros tão distantes.
Gasto de Mp:: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus:+ 60% de vantagem em escutar ao seu redor, diminuindo a chance de ataques surpresas contra ele.
Dano: Nenhum

▬ Nível 39:
Nome do poder: Visão Aguçada IV
Descrição: Um bom arqueiro precisa de uma visão perfeito, e os filhos de Apolo/Febo herdam de seu pai olhos perfeitos, melhores que os dos mortais comuns. Seus olhos são tão perfeitos como do melhor predador existente.
Gasto de Mp:: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: 70% de assertividade com qualquer habilidade de lançamento, disparo ou afins.
Dano: + 25 de dano ao lançar algo em algum inimigo.

▬ Nível 41:
Nome do poder: Corpo Atlético IV
Descrição: Apolo sempre foi descrito como um Deus jovem e no auge do seu vigor físico. Filhos de Apolo herdaram essa característica de seu pai, sempre são vistos praticando esportes e atividades físicas para se manterem atléticos.
Gasto de Mp:: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus:+50% de agilidade e esquiva
Dano: Nenhum

Equipamentos e Armamentos:

Aljava:
• Aljava [Trata-se de um aljava feito de tecido comum e que possui flechas douradas – feitas de bronze celestial – em seu interior. | Efeito 1: Flecha incrementada com um veneno potente, que causa 10 de dano ao oponente por turno, sendo que o veneno age na corrente sanguínea apenas uma vez e o efeito passa após três turnos. Efeito 2: O estoque dessas flechas nunca acaba, é sempre reposto magicamente. | Bronze Celestial | Não possui espaços para gemas | Resistência: Beta | Status: 100%, sem danos | Mágico | Desconhecido.]
Mochila:
• Mochila sem fundo [Mochila de prata com material simples, sem bolsos laterais, com um único zíper, uma única entrada e uma única saída.| Efeito 1: A mochila não possui fundo, foi encantada para caber inúmeros objetos, ou seja, seu espaço é infinito, tudo que você colocar dentro dela permanece ali, desde que passe pela parte de cima, ou seja, você precisa conseguir colocar o item pelo buraco, que é largo o suficiente para passar até uma panela de pressão. Para pegar o item de volta basta colocar a mão dentro da mochila e pensar nele, e ele retorna para suas mãos.| Efeito 2: A mochila permite ao semideus levar 3 itens a mais em missões e eventos, como uma forma de burlar as regras. Por exemplo, se o narrador estipulou apenas 1 item para a missão, o meio-sangue poderá levar essa mochila e com ela liberar mais 2 itens (pois ela conta como 1, gastando um dos 3 extras) | Indefinido | Sem espaço para gemas | Alfa | Status: 100% sem danos |Lendário e mágico | Comprado na Loja Especial do BO]
Anéis:
Arsenal [Anel brilhante feito em aço polido, com uma pedra preciosa esbranquiçada minúscula em seu centro. Possui o efeito de alterar uma arma, mudando assim sua forma, detalhes, e qualquer outra coisa que o portador desejar, desde que as alterações sejam apenas físicas. Ou seja, utilizando o efeito do anel, é possível transformar uma lança em uma espada ou faca, ou qualquer outro item de ataque. Um escudo circular pode ser transformado em um broquel, ou um escudo de corpo. Os materiais dos itens podem ser alterados, mas seus efeitos sempre serão os mesmos (exemplo: uma espada elétrica ainda causaria dano por eletricidade se transformada em uma lança).]

• Solstício de Verão [Anel dourado e de aparência discreta. Em seu corpo possui ranhuras onduladas, em baixo relevo, entalhadas de tal forma a lembrar a tremulação do ar com o calor escaldante do verão. Em seu topo existe uma pedra laranja e brilhante com a peculiar habilidade de se alimentar da energia do semideus (10% MP total por flecha) para encantar flechas com propriedades explosivas. O dano é acrescido de 50%. | Efeito 1: O anel possui o poder de pegar 10% da MP total do semideus, transformado tal energia na habilidade de explosão para flechas – lembrando que as flechas já devem existir e 10% será retirado POR flecha – o dano acrescido as flechas é igual a +50 | Ferro | Sem espaço para gemas. | Sigma. | Status 100%, sem danos. | Mágico. | Desconhecido
Pingentes:
• Estrela de Davi [Um pequeno pingente de prata preso a uma corrente de ferro. A estrela apresenta seis pontas, mas apenas 3 delas servem para algo. Quando ativado transforma-se em uma das três armas a seguir: Arco e flecha da lua (feitos de prata lunar e com flechas mais finas e rápidas que o normal perfurar mais fundo do que qualquer outro arco, se a pessoa retirar a flecha do corpo ao ser atingido o estrago será maior). Espada de prata (feito de prata lunar assim como arco, a espada se ajusta perfeitamente a mão do usuário, sempre será leve para o portador tornando seu manuseio ainda mais fácil, inscrições de grego antigo adornam a arma, e se alguém for atingido duas vezes seguidas pela espada o terceiro golpe será ainda mais letal, a arma dobra a força e o peso, e ao atingir o corpo causa cortes mais profundos). Escudo refletor: Aparentemente um escudo/espelho (Ao ser ativado surge na frente do corpo do semideus, quando ativo o escudo é capaz de proteger qualquer ataque mental desferido contra o portador da arma, tais ataques serão refletidos e retornam a pessoa que lançou, o escudo não protege ataques físicos, apenas mentais). Quando inativo volta a ser a corrente. | Arco e flecha: +15% de dano; Espada: +15% de dano nos dois primeiros golpes e +30% em um terceiro golpe; Escudo: Confere imunidade à magia e redução de dano de outros ataques. | Prata lunar. | Sem espaço para gemas. | Alfa. | Status 100%, sem danos. | Mágico. | Nível 5 | TV Hefesto - A Roleta do Azar.]

• Retalhação de Apolo [Arco dourado, extremamente resistente, de formato e comprimento (1,5 m) baseado em um Arco Recurvo comum. As ranhuras da corda são curvadas para frente do arco e o material, por mais que permita ao semideus puxar a corda com menos força do que o usual, dispara flechas com a mesma força de um arco cuja pressão nos Limbos é extrema. | Efeito 1: Quando a mira é feita, uma vez por missão/evento/mpv/pvp etc., a primeira flecha disparada é otimizada em 30% (Ocasionando um dano de 45 HP), enquanto as outras flechas dão o dano padrão de 35 HP. Efeito 2: Além disto, no Limbo Superior e Limbo Inferior estão acopladas lâminas de Bronze Celestial que permitem, ao filho de Apolo, golpear inimigos à distância corpo-a-corpo tal qual uma lâmina gêmea. As lâminas se prolongam até além da ranhura da corda, permitindo estocadas, também, entretanto as mesmas só podem ser utilizadas quando o arco não está em uso, se retraindo automaticamente em até dois turnos. Efeito 3: Quando não está em uso o arco se transforma em uma palheta. | Ferro | Sem espaço para gemas. | Sigma. | Status 100%, sem danos. | Mágico. | Desconhecido]

Desafios de XP e Duplicador:

Desafios de XP - Restrições da Equipe:
• Desafio: Não devem usar feitiços durante o combate – 20% de xp
Duplicador de XP:
Nome: Pacote intermediário de XP - Nível 2
Descrição: Por 1 mês em OFF, todo ganho de XP do semideus é duplicado. (Valido até 13/01/2018)





▬▬ Vince Le Fay

Tout ce que vous faites, un jour vous revient.
avatar
Vince Le Fay
Demônios de Nyx
Demônios de Nyx

Mensagens : 415
Idade : 21
Localização : Camp Half-Blood

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Grupo 4 (Lee Chae-rin, Peter C. Gallagher , Freya Kravinoff , Vince Le Fay Karkaroff e Beorn Jarbeon)

Mensagem por Peter C. Gallagher em Sab Dez 23, 2017 5:07 pm

ciontacht agus cothromaíocht

Quando todas aquelas criaturas aladas se desfizeram em fino pó dourado, eu inspirei e expirei com força em um sinal imediato de alívio e um pouco de exaustão. Observei os outros jovens que me acompanharam naquele embate para certificar-me de que estavam bem. Concluí que não estavam completamente bem, mas eles continuavam vivos pelo menos.

Quanto a mim, torcia para que ninguém falasse comigo, já que meus ouvidos pareciam cheios de água, tinha a sensação que o som não se deslocava direito lá dentro. Escutava tudo com um efeito abafado, mas supunha que não demoraria muito para o dano causado pelo grito do morcego se dissipar.

Segundos após a nossa vitória, uma abertura se abriu na rocha e nós apenas seguimos naquela direção, conscientes de que nossa missão ainda não havia sido encerrada. Eu andava atento ao nosso redor, ressabiado com a possibilidade de um inimigo estar nos espreitando. Contudo, minha atenção não foi suficiente para notar aquela estrutura pontiaguda caindo de cima e subitamente um barulho espantosamente alto rompeu o silêncio.

Minha expressão tornou-se pasma ao ver Beorn caído no chão, sua barriga fartamente coberta por uma mancha de sangue que envolvia uma estalactite de gelo. Ao me deparar com a cena, meu instinto inicial foi me aproximar. Respirei fundo e segurei seu pulso entre os dedos, mas já não havia mais nenhum indicativo de vida sob sua pele. Minha reação a sua morte se resumiu à surpresa e um leve pesar, mas nada além disso pois nós não tínhamos muita intimidade. Apesar disso, foi doloroso ver a reação da outra lycan, Chae. Eu me afastei assim que ela se aproximou do corpo, respeitando seu luto.

Não podemos se culpar por isso, não foi nossa culpa... Parece que Leto tinha planos para esse jovem... Mas, vamos em frente! Precisamos encontrar o papai Noel. – Freya disse. Sendo um ex-ceifador, eu compreendia suas afirmações e concordava com elas.

Quando todos começaram a se afastar para seguir em direção à próxima fase da nossa missão, eu voltei a me ajoelhar ao lado do corpo. Retirei dos meus bolsos dois dracmas de ouro e os pus sobre os olhos agora fechados do semideus romano, respeitando os ritos da minha ascendência grega. Realizei uma prece simples no pouquíssimo que conhecia de latim e me afastei assim que a fumaça começou a tomar o espaço.


Logo que entramos naquele novo ambiente eu o escrutinei em busca de prováveis inimigos, mantendo meus sentidos atentos a eles. Por precaução, armei uma flecha em meu arco pouco antes daquelas duas criaturas excêntricas surgirem. Apesar de já ter um tiro pronto para ser realizado, não o fiz primeiro porque procurei um local mais seguro para me posicionar e assim que parei próximo a uma rocha os dois seres geraram um vendaval que tornava impossível uma flecha atingi-los. Logo depois Freya informou que eles eram imunes a ataques físicos e eu cheguei à conclusão que de nada adiantaria eu tentar acertá-los com setas.

Eu evoquei o Escudo de Luz diante de mim e além disso fiz uso do meu controle sobre os ventos para diminuir a velocidade com a qual o ar me atingia. A bem da verdade, durante um tempo eu permaneci apenas protegido pela minha barreira, refletindo sobre o que eu poderia fazer para derrotar aqueles monstros, levando em conta as dificuldades dessa empreitada.

Após a pequena desavença causada pela filha de Éris, que resultou em um dos seres sendo absorvido pelo outro, eu desfiz a minha barreira e me tornei invisível. Abri a minha mochila e de lá de dentro retirei a lança de coloração amarela.

Mon cher. Assim que lhe der o sinal luminoso, ataque-o por detrás e acabe de uma vez por todas com a sua existência! – Aquelas palavras chegaram aos meus ouvidos carregadas pelo vento e eu compreendi que poderia ser a oportunidade que eu esperava.

Primeiro, eu fiz uso da constelação de Órion para aumentar minha agilidade e minha mira. Logo em seguida, fechei os olhos por apenas um segundo para poder rastrear a aura da criatura, descobrindo seu ponto mais sensível. Então,após o filho de Apolo começar a liberar uma grande quantidade de luz eu me aproximei silenciosamente das costas da criatura com a arma em mãos e assim que estava a uma distância adequada eu atravessei em seu corpo. Se tudo desse certo, aquilo iria funcionar.

Wake me slowly Or watch me fall;


Armas e itens utilizados:
Loving Arc - Uma réplica do próprio arco de Eros. Este é feito de ouro branco com detalhes coberto de bronze celestial, sua corda é coberta pela mais pura prata, é bastante elástica e jamais arrebenta. O arco materializa flechas mágicas assim que o filho de Eros toca na corda, sendo que as flechas possuem duas propriedade, uma é fazer com que pessoas fiquem apaixonadas ( durante 3 turnos ) pela primeira pessoa ou coisa que ver, e, a outra é que a flecha pode causar danos. A flecha materializada é toda feita de uma mistura de ouro branco e bronze celestial, sendo sua ponta um rubi vermelho no formato de um coração, tornando-a totalmente mortal. Quando não utilizado o arco se transforma em uma pulseira com um pingente no formato de coração. [Indestrutível] [Caso o semideus perca, o item volta ao seu pulso depois de um turno]. (Em forma de acessório)


Outros itens e armas:
Armour Love - Uma armadura totalmente adaptável ao corpo do semideus, sendo esta constituída de ferro estígio e ouro, reforçando sua defesa e sua coloração é um leve rosa com gemas prateadas em alguns pontos.. Juntamente com à armadura vêm duas corrente que se esticam até 30 metros, sendo estas feitas de prata e bronze celestial e suas pontas possuem formatos de coração. As correntes possuem a habilidade que permite que o filho de Eros a controle que qualquer maneira. Apenas o filho de Eros pode vesti-la. Torna-se um colar com um pingente que o semideus escolher. [Indestrutível] [Caso a perce, retorna ao pescoço do semideus após dois turnos]. (Em forma de acessório)

Rage [Espada longa, com cerca de um metro de comprimento e largura consideravelmente grande. A lâmina é feita de bronze celestial, tão afiada que um mero toque é capaz de causar ferimentos, possuindo setenta centímetros da ponta à base. Abaixo da base, a guarda da arma é o entalhe da cabeça de um javali, feita em ferro e com dois rubis em seus olhos, aparentemente foscos e apagados. O punho é feito de madeira, e seu design permite que a espada seja segurada com uma ou duas mãos – embora a força exigida seja bem maior caso seja empunhada com apenas uma. Quando o dono da espada entra em combate, as joias do javali começam a brilhar em um tom intenso de vermelho. Sempre que a espada causa dano em um inimigo, ela suga parte da vida retirada – 25% - e passa para o portador, caso este esteja ferido, restaurando assim parte da sua vida.] (Na Mochila sem fundo)

Gáe Buidhe [Uma lança de tamanho mediano, cento e quarenta centímetros. O bronze celestial é recoberto por uma camada de tintura dourada que confere a aparência áureo-amarelada que o nome da arma sugere. Abaixo da lâmina longa há uma região retangular em que se inscreve "Πέτρος, ο γιος του Έρωτα". No extremo inferior da arma, há uma espécie de contrapeso de metal que permite equilibrar a massa dela, tornando o manuseio mais simples. Entre a placa inscrita e o contrapeso há o cabo, adornado com traços que circundam todo ele, conferindo beleza e aderência, nos espaços gerados se misturam letras gregas, em gaélico clássico e no alfabeto latino. | Efeito 1: a arma é revestida pelo elemento raio, provocando 20% a mais de dano e tendo a chance de provocar paralisia pelo choque; Efeito 2: a arma sempre irá retornar para o dono, aparecendo ao seu lado | Bronze Celestial | Espaço para duas gemas | Beta | Status: 100%, sem dano | Épica | Conquistada no evento Quando o Passado Revive] (Em uso)

Pulseira de perícia Avançada [Pulseira de couro que se ajusta perfeitamente ao pulso do usuário, possui amarras de cordinhas na parte de baixo, então é fácil de equipar-se com ele, se for cortado, ou destruído, perde totalmente o efeito, ou seja, é preciso estar em uso, no pulso, para que o efeito continue a ser efetivo para o semideus, do contrário, ele perde o bônus da perícia completamente, só funciona através da pulseira | Aumenta a perícia de uma arma de sua escolha em +50%, provocando um dano de +30% (Lanças) | Couro | Sem espaço para gemas| Sigma | Status: 100% sem danos | Mágico | Loja especial do dia dos namorados]

Acheron [Uma espada de 70cm bastante peculiar. A lâmina possui dois cortes, ou seja, possui dois gumes afiados. O metal predominante é o Bronze Celestial, cravado em seu corpo metálico está palavras em enoque – língua dos celestiais – que confere a arma uma benção-maldição. A guarda mão da espada é um dos pontos mais belos, pois possui o formato de asas. Sua empunhadura é feita de madeira reforçada e com ondulações suaves que melhoram a forma de segurá-la. | Efeitos mecânicos: a espada pode se transformar em um chaveiro com um pingente de sua miniatura. Ela sempre retorna ao celestial depois de perdida, em sua forma de acessório; Efeito 1: Ao ser empunhada por um ser não celestial, a espada se torna extremamente pesada, ao ponto de nem mesmo os dotados com força apurada podem levantá-la. Efeito 2: xxxx. Efeito 3: xxxx | Resistência Beta | Engaste para uma gema | Status: 100%, sem danos | Mágico | Item de reclamação dos Celestiais de Éter] (Em forma de acessório)

Constelação Fênix [Um escudo circular que possui em seu centro a constelação da fênix desenhada. Quando atingido, essa constelação brilha suavemente, absorvendo um pouco do impacto desferido. O escudo mede 85 cm de altura, por 74 cm de largura, por 11,5 cm de profundidade. Seu principal material é o bronze celestial | Efeito mecânico: transforma-se em um bracelete dourado, tendo a forma e traços que o celestial desejar. Caso perdido/roubado, ele sempre retornará para o dono em algum momento; Efeito 1: graças ao poder contido na constelação de fênix desenhada no escudo, 25% do impacto é absorvido por ela; Efeito 2: xxx; Efeito 3: xxx | Resistência Beta | Engaste para uma gema | Status: 100%, sem danos | Mágico | Item de reclamação dos Celestiais de Éter] (Em forma de acessório)

Mochila sem fundo [Mochila de prata com material simples, sem bolsos laterais, com um único zíper, uma única entrada e uma única saída.| A mochila não possui fundo, foi encantada para caber inúmeros objetos, ou seja, seu espaço é infinito, tudo que você colocar dentro dela permanece ali, desde que passe pela parte de cima, ou seja, você precisa conseguir colocar o item pelo buraco, que é largo o suficiente para passar até uma panela de pressão. Para pegar o item de volta basta colocar a mão dentro da mochila e pensar nele, e ele retorna para suas mãos.| Indefinido | Sem espaço para gemas | Alfa | Status: 100% sem danos |Lendário e mágico | Loja especial do dia dos namorados]


Poderes e Habilidades como Filho de Eros:
Passivos

Nível 5
Nome do poder: Pequeno Corajoso
Descrição: Filhos de Eros/Cupido são extremamente audazes, ousados e destemidos. Não importa o inimigo os semideuses não se sentirão intimidados pela aparência ou potencial do inimigo.
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: Poderes relacionados a intimidação e medo, são 50% menos efetivos com filhos de Eros.
Dano: Nenhum

Nível 6
Nome do poder: Perfume Inebriante
Descrição: Seu cheiro natural é um perfume delicioso para qualquer ser. Todos os seres vivos ficam com o humor melhor perto de você, monstros nunca te detectaram, pois seu perfume lembra a eles cheiros dos seus habitats naturais.
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: Não será rastreado por monstros. Pode confundir o inimigo em luta, inclusive, o fazendo hesitar ao sentir seu perfume, errando ataques durante um turno.
Dano: Nenhum

Nível 33
Nome do poder: Combate dos Cegos
Descrição: A prole de Eros/Cupido, durante um confronto direito com um monstro/semideus dotado de emoções, poderá renunciar a própria visão - afinal determinados sentimentos são cegos, como o próprio Eros/Cupido. Vindo a sentir a áurea do inimigo, podendo se guiar através disso, no entanto, assim como irá sentir a áurea irá também sentir as emoções que mais tomam conta do oponente no momento. Como raiva, ódio etc. Podendo utilizar disso ao seu favor, caso use tal habilidade com sabedoria.
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: Para ser eficaz em combate, deve ser combinada com a habilidade rompimento de energia, assim sua luta fica ainda mais forte.
Dano: Nenhum

Ativos

Nível 22
Nome do poder: Rompimento de Energia I
Descrição: Ao ativar a habilidade “combate dos cegos”, o semideus passa a enxergar através dos sentimentos, vendo apenas a aura, e a alma do seu oponente, seus pontos preciso de energia e sentimento. O corpo é guiado por uma parte dessa energia, e ao entender isso, a prole de Eros/Cupido, poderá manipula-la ao seu favor. Ativando essa habilidade, ele acertara pontos precisos no corpo do usuário, rompendo parte de sua energia acumulada, de forma que, parte dos membros que guiam os poderes ativos de seu oponente, fiquem congelados. Isso quer dizer que, o usuário se torna incapaz de usar parte de seus poderes ativos, até que o efeito passe.
Gasto de Mp: 50 MP
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: O oponente do usuário tem o dano se seus poderes ativos reduzidos em 50%, pois seu uso fica limitado, de forma que, ao utiliza-los, não serão mais tão eficazes. (Dura 2 turnos e não funciona sem a passiva combate dos cegos ativa).

Nível 32
Nome do poder: Invisibilidade II
Descrição: Eros/Cupido conseguia ficar invisível para sua esposa Psique e para os casais quando ia flechá-los. Portanto, suas crias também o podem fazer. Seus corpos somem por completo, sem deixar rastros ou vestígios. Dura o quanto for preciso e só é desfeito quando a energia necessária não for mais suficiente para manter o corpo do usuário invisível.
Gasto de Mp: 15 MP por turno ativo
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: Nenhum
Dano: Nenhum
Extra: Nenhum

Poderes e Habilidades como Celestial de Éter:
Passivos
Nível 9
Nome do poder: Metal Celestial
Descrição: Bronze Celestial é um metal que é potencializado nas mãos do semideus seguidor de Éter. O metal fica naturalmente mais forte e poderoso quando usados por um celestial.
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: +10% de assertividade na arma que for feita de Bronze Celestial
Dano: +10% de dano em armas que contem Bronze Celestial

Nível 10
Nome do poder: Precisão
Descrição: É a capacidade que permite ao semideus ter grande foco e atenção aos detalhes, de forma que sempre que realize uma mesma tarefa mais de uma vez o faça com perfeição. Eles aprendem com muita facilidade, e isso permite que dominem armas, resolvem enigmas e descubram alguma coisa de maneira mais rápida e precisa.
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: +30% de percepção e inteligência. +20% de descobrir algo. Pode pedir ao narrador uma única pista ao resolver um enigma ou uma charada.
Dano: Nenhum

Nível 11
Nome do poder: Atributos melhorados II
Descrição: O celestial agora está mais evoluído. A experiência em batalhas melhorou ainda mais as suas condições físicas. O semideus seguidor de Éter torna-se ainda mais veloz e esquiva-se com mais facilidade. Seus reflexos também melhoraram.
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: +30% de velocidade, esquiva e reflexos.
Dano: Nenhum

Nível 12
Nome do poder: Cura Acelerada
Descrição: Ao adentrar nos celestiais de Éter, o semideus terá o seu metabolismo acelerado. Graças a isso, o processo de cura torna-se mais rápido e eficiente.
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: Os ferimentos pequenos se fecham depois de 2 turnos. Ferimentos profundos levam 4 turnos e ossos quebrados um dia inteiro.
Dano: Nenhum

Nível 16
Nome do poder: Sussurros ao vento
Descrição: Palavras ditas mesmo distantes podem ser carregadas até o celestial. Raramente ele pegará frases muito longas ou discursos inteiros. Geralmente são frases curtas e que são levadas pelo ar em forma de sussurros até o seguidor de Éter. Ele não possui controle sobre esse poder, sendo obrigado a escutar o que o vento carrega até ele.
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: Nenhum
Dano: Nenhum

Nível 25
Nome do poder: Força Estelar II
Descrição: Durante a noite, quando o brilho das estrelas se torna mais perceptível, o celestial fica ainda mais forte e resistente.
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: +30% de força e resistência corporal.
Dano: +15% de dano.

Nome do poder: Determinação
Descrição: O celestial é um guerreiro com determinação inabalável, determinação e força interior. Sabe aquela coragem de passar por algo difícil? Suportar a dor? Eles têm ela dentro de si, por isso, dificilmente se deixam abalar em situações de tortura ou que exijam coragem.
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: +10% de coragem para o celestial. +10% de resistência a dor.
Dano: Nenhum

Nível 27
Nome do poder: Sentidos Aguçados
Descrição: Os sentidos dos celestiais ao chegarem nesse nível se tornam mais aguçados e apurados.
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: +25% de melhoria nos cinco sentidos.
Dano: Nenhum

Nível 33
Nome do poder: Justiceiro silencioso
Descrição: Os celestiais são vingadores silenciosos, isso quer dizer que conseguem andar de forma suave, sem provocar ruídos, o que também lhes permite pegar inimigos de surpresa, e impedem outros de lhe ouvirem quando esse está se aproximando. Não é valido para quem tem audição melhorada.
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: +60% de chance de não ser notado ao tentar realizar ataques surpresa.
Dano: Nenhum


Ativos

Nível 20
Nome do poder: Aerocinese II
Descrição: Permite ao celestial controlar, manipular, gerar e absorver o elemento do vento. Agora o semideus já desenvolvido consegue criar ventanias mais fortes, podendo fazer inclusive o oponente levitar alguns poucos centímetros do chão, e atira-lo para longe de si com uma força considerável (ainda pequena).
Gasto de Mp: 20 MP por turno ativo
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: Nenhum
Dano: Não existe um dano fixo para esse poder.
Extra: Nenhum

Nível 25
Nome do poder: Escudo de Luz
Descrição: Um escudo de luz é formado majestosamente na direção desejada pelo celestial. Ele terá quatro metros de altura e dois de largura, servindo tanto como escudo quanto uma barreira que defenderá todos que estão atrás dele. Dura 2 turnos.
Gasto de MP: 60
Gasto de HP: Nenhum
Bônus: 100% de defesa se o nível do ataque for inferior, 70% de defesa se o nível for o mesmo, 50% de defesa se a diferença de nível for de 5. 15% de defesa se a diferença de nível for de 10.
Dano: Nenhum.
Extra: Nenhum.
avatar
Peter C. Gallagher
Filhos de Eros
Filhos de Eros

Mensagens : 251
Idade : 20

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Grupo 4 (Lee Chae-rin, Peter C. Gallagher , Freya Kravinoff , Vince Le Fay Karkaroff e Beorn Jarbeon)

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 1 de 2 1, 2  Seguinte

Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum