The Blood of Olympus
Para visualizar o forum é necessário estar cadastrado, por favor registre-se no rpg ou entre em sua conta. É necessário estar cadastrado para ver as informações contidas no forum. Lembre-se de usar nome e sobrenome, não se cadastrar usando nomes geralmente utilizados por Hacker. Exemplo: "Barum" "Hakye" e por ai vai. Bem vindos.

O enviado de Íris — Missão Narrada de Uriel W. Neuville

Página 2 de 2 Anterior  1, 2

Ir em baixo

Re: O enviado de Íris — Missão Narrada de Uriel W. Neuville

Mensagem por Trivia em Sab Nov 04, 2017 2:52 pm


O enviado de Íris
Se Uriel já estava perante vários perigos, agora ele tinha que lidar com o maior deles — vizinhos. Não, calma... Humanos. Ele sabia, depois dos incidentes em Nova Iorque, que a hostilidade dos mortais era de dar medo e, se ele não tivesse cuidado, estaria extremamente próximo do seu fim. Ou de experimentos terríveis... O que viesse primeiro.

A barricada que ele prontificou frente à porta tinha a sua estratégia a sustentando, porém, foi totalmente inútil inicialmente. Os zumbis já caminhavam em direção à porta, e um deles estava já arrastando os seus dedos nojentos na mesma e grunhindo baixinho. Uriel, entretanto, cobre o seu irmãozinho, bem como tenta acalmá-lo com o auxílio de um cristal de luz que projetava um desenho animado. Este parecia gostar, mesmo sem entender nada, afinal, ele estava mais interessado nas cores bonitas que lhe eram expostas — porque será?

Agora Uriel tentava não só acalmar os humanos, como chamar à atenção de volta dos zumbis. Era uma boa estratégia, porém, tinha tudo para dar errada. E quando há possibilidades de dar errado, é porque vai dar. Apenas um dos zumbis ouvia a sua voz e, no caso, se preocupava com ela. Voltava o seu caminho na direção do filho de Íris, ficando eventualmente preso na pequena barreira já criada. Uriel, então, lançava uma pequena bombinha de luz que fazia o zumbi recuar um pouco, ligeiramente confuso, porém, não seria o fim dele. O temporariamente loiro sabia disso, então, já transformava a sua caneta numa espada novamente, procurando mais uma vez diferir um golpe na criatura. Tudo estava seguindo o seu plano mas o zumbi, desta vez, seria um pouco mais veloz que o esperado. Ele conseguira aplicar uma mordida na mão que estava mais longínqua a ele quando o golpe com a espada estava sendo executado, feito este que ele apenas era conseguido ao esticar todo o seu corpo para a frente em um pulo. Os seus dentes cravaram na mão da prole de Íris que, mediante a dor, procurava ainda assim acertar o cadáver, tendo sucesso no corte horizontal.

A cabeça e o corpo eram separados, porém, mediante a força que o zumbi aplicara na mordida, os seus dentes estavam tão cravados que a cabeça ficava presa naquela não, apenas caindo quando Uriel tentasse arrancar aquela coisa nojenta de seu corpo. Agora ele teria que se preocupar com o sangue que jorrava da sua mão, bem como a ardência que ele sentia naquela zona. Uma mordida de um morto-vivo não era algo para ser subestimado, e se a sua estadia naquele local fosse muito mais longa, algo de ruim iria acontecer.

Neste meio tempo, os vizinhos que batiam à porta chegavam à conclusão que o que quer que foi dito de dentro daquela casa... Era mentira. — O Robbert não tinha nenhum familiar vivo! Só o filho! — Gritava uma voz enfurecida, e pouco tempo depois, "gritos de guerra" eram ouvidos à medida que o som de metal batendo noutro era ouvido. Para sorte deles, e azar de Uriel, um arrombador profissional estava presente naquele prédio, e com apenas um clip metálico, ele conseguira destrancar aquela fechadura. Claro que isso era algo que ele teria que explicar para os outros residentes daquele local, que agora estavam com um certo receio... Mas, por ora, tinham outra coisa para se preocupar.

— Que merda é essa!? — Uma voz feminina fazia-se ouvir, expressando o que todos aqueles ali presentes sentiam ao ver Robbert, num canto, quase desfigurado, bem como aquilo que a névoa cobria — que assumia a figura de um homem adulto, representando a figura que o cadáver tinha quando ainda era vivo.

Pelo que Uriel conseguia ver, eram aproximadamente quinze humanos presentes ali, todos com uma expressão de medo e raiva. Haviam respostas a serem dadas, porém, haviam vidas a ser salvas. O que Uriel faria agora? Sim, especialmente agora que o seu metamorfismo perdia efeitos, revelando a sua verdadeira identidade por completo. E como se não bastasse, na tentativa de filmar os intrusos daquela casa, várias pessoas estavam com seus celulares gravando, apanhando diversas vezes o rosto de Uriel em suas câmaras, por de dentro daquela brecha da porta aberta.

URIEL W. NEUVILLE
HP: 120/140 (-20 pela mordida, -10 p/turno a partir de agora pelo sangramento)
MP: 75/140

ZUMBI 1
HP: 110/110
MP: 110/110

ZUMBI 2
HP: 0/110
MP: 0/110
MORTA

ZUMBI 3
HP: 0/110
MP: 0/110
MORTA


Considerações:


  • Você está num ponto crítico da missão. Tudo o que fizer no seu próximo post vai refletir o sucesso — ou o fracasso — da mesma.

  • Salva essa criança, misericórdia. Ah, e você também, porque nesse instante, você corre mais perigos que ela.

  • Zumbis de level 3, sendo que são — sim — 3. Afinal, menos que isso é muito improvável, visto que andam sempre em conjunto. Eles são mais que amigos; são friends. No mais, pode encontrar as informações deles no Bestiário.

  • Muito nesse post foi colocado por uma razão — tenha em atenção a tudo, e lembre-se que qualquer ação que você faça pode e irá afetar o seu futuro.

  • Por se tratar de uma missão relâmpago, tenha em atenção que nem seus posts, nem os meus, devem ficar extremamente detalhados com imensas caraterizações e assuntos irrelevantes. Tudo o que é essencial deverá e será informado, porém, não espero nada mais. Ainda assim, eu não perdoarei incoerências ou erros ortográficos que prejudiquem o entendimento, por isso aconselho a não tentar "me impressionar" demasiado. Menos é mais.

  • Prazo de 12 horas, tendo em conta os poucos requisitos colocados sobre si. Pense que esta missão tratar-se-á de postagens dinâmicas e rápidas, mas o nível de dificuldade não será menor por causa disso. Se precisar de mais tempo a qualquer altura, como à noite, só me informar, visto que ninguém é obrigado a virar uma noite por uma missão, não é mesmo?

  • Todos os itens devem ser colocados em spoiler no final, bem como todo e qualquer poder passivo e ativo utilizado e relevante. Além disso, não tem limites de items — pode levar o que quiser, desde que faça sentido.

avatar
Trivia
Deuses Estagiários
Deuses Estagiários

Mensagens : 26

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O enviado de Íris — Missão Narrada de Uriel W. Neuville

Mensagem por Uriel W. Neuville em Sab Nov 04, 2017 7:31 pm


O Enviado de Íris

The most beautiful things in the world cannot be seen or touched, they are felt with the heart

Um grunhido de dor escapou por entre meus lábios assim que os dentes do zumbi cravaram-se em minha carne, fazendo eu imediatamente ficar com os olhos marejados. Deuses, aquilo doía muito. Não lembrava da última vez que tinha me machucado, mas tinha certeza de que aquilo era infinitamente pior. Por sorte meu golpe em seu pescoço foi bem sucedido, e por isso pude tirar o crânio que ficou pendurado em minha mão esquerda antes de jogá-lo no chão. Com isso só faltava um morto-vivo, mas primeiro eu teria que dar um jeito naquele ferimento feio que me fora infligido.

Utilizando do poder proveniente de minha avó, troquei minhas roupas atuais por outras idênticas porém limpas, com exceção do simples cinto preto - meramente decorativo - que deu lugar a uma daquelas faixas que serviam para prender quimonos e yukatas orientais. Esta tinha cerca de cinco centímetros de largura, cinquenta de comprimento e era feita de um tecido branco impermeável. Tratei de retirá-la de minha cintura para enrolar em minha mão machucada, usando a boca para me auxiliar a dar um nó na parte de cima, firmando o curativo improvisado. Sabia que precisava estancar o  sangramento o quanto antes, mesmo que de forma rudimentar, e aquilo deveria ser suficiente.

De repente ouço a porta da frente do apartamento se abrir abruptamente, e de trás dela muitas pessoas começaram a entrar no local. Por puro reflexo, me abaixei atrás da cama tombada e voltei a mudar minha aparência - até porque a poucos instantes tinha sentido a magia de metamorfose se dissipando. Dessa vez não alterei a cor do meu cabelo por medo de alguma daquelas pessoas terem-nos visto castanhos, mas alonguei a parte da franja de modo a fazê-la cobrir a parte esquerda do meu rosto. Além disso, também alterei a forma das sobrancelhas, deixando-as uniformemente arredondadas e arqueadas para cima para dar uma característica mais "inocente" ao olhar. As bochechas assumiram um leve rubor e os lábios ficaram sutilmente mais rosados. Queria deixar meu rosto mais infantil para tentar melhorar as chances de sucesso no que estaria a seguir.

Desativei a espada que empunhava com a destra, mas continuei segurando a caneta com a mesma mão. Com calma levantei como se estivesse assustado devido a toda a situação, arregalando os olhos marejados. Precisava pensar rápido e não fazer nada que os humanos achassem brusco demais ou potencialmente ameaçador, ao mesmo tempo que não poderia deixar o último zumbi machucar mais ninguém. — Por favor, corram! — Pedi com a melhor voz de choro que consegui fazer, o que não era difícil devido a intensa dor que eu sentia em minha mão. — Foi ele quem matou o o pai da criança!

Devido a minha aparência, dificilmente pensariam que eu era o culpado - ou ao menos num primeiro momento. — E-Ele é um canibal, cuidado! — Continuei apostando na minha capacidade de convencimento, tentando utilizar o charme natural herdado de minha avó para isso. Sabia que muitos poderiam querer me ajudar por parecer alguém indefeso, mas ainda assim tentava fazê-los seguir meus pedidos.

Caso eles ainda assim se negassem a sair, eu saltaria a cama que estava em meu caminho e ativaria pela milésima vez a caneta que trazia em mãos, tornando-a uma lança que no mesmo instante liberaria uma aura brilhante com padrões irisados. Esta possivelmente tiraria toda a vontade que aquelas pessoas tinham de lutar, e unida a minha aura de serenidade também levaria sua ira. Não iria colocar mais pessoas em perigo por causa da minha baixa aptidão de combate. — Vão, eu cuido disso! — Então avançaria na direção do tal "canibal", tentando alcançá-lo e atrasá-lo colocando o cabo da lança no chão com a intenção de derrubá-lo. No momento tudo o que eu queria era dar tempo para as pessoas fugirem em segurança

Considerações:

Poderes Utilizados:

Passivos - Íris:

• Nome do poder: Paciência Gloriosa
Descrição: O filho da Deusa possui uma paciência inabalável, assim nenhum insulto o atingirá, nem mesmo dos filhos de Ares/Marte, e ele prosperará harmonia. Essa calmaria geralmente atinge o inimigo de uma maneira que pode fazer com que ele não queira atacar o filho de Iris/Arcus.
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: Por uma rodada o inimigo pode se sentir tão calmo, a ponto de hesitar em atacar. Atordoamento temporário.
Dano: Nenhum

• Nome do poder: Aparência inofensiva
Descrição: Por serem coloridos e muitas vezes fofos, os filhos da deusa mensageira aparentam ser inofensivos, isso faz com que o inimigo o subestime, podendo até ser ignorado pelo inimigo, se ele não for o alvo principal.
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: Por uma rodada o inimigo pode ignorá-lo ou perder um ataque para desdenhar da aparência do semideus.
Dano: Nenhum
Passivos - Afrodite:

• Nome do poder: Beleza Natural
Descrição: Os filhos da deusa do amor são campistas naturalmente bonitos e charmosos. A beleza supera a de qualquer outro semideus no acampamento, sendo algo beirando ao sobrenatural. É simplesmente indescritível. Isso faz com que inimigos e aliados acabem se distraindo por sua beleza perturbadora, ou encantados pela mesma.
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: Pode deixar o inimigo atordoado durante o primeiro turno, evitando atacar logo de cara, ou se atacar (poderes que exijam miras, ou armas com a mesma característica), irão errar o alvo. Não acertarão o filho de Afrodite/Vênus, pois, de primeira, o inimigo não saberá porque não nutre o desejo de ataca-lo.
Dano: Nenhum
Ativos - Afrodite:

• Nome do poder: Sempre na Moda
Descrição:  Você tem um pequeno controle sobre a moda. Onde o lugar é frio, consegue em um estalar de dedos se vestir apropriadamente ao clima, e se for quente também. Esse efeito de roupas para uso próprio dura quanto tempo você quiser.
Gasto de Mp: 5 MP
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: Nenhum
Dano: Nenhum
Extra: Isso permite que você mude de roupas sempre que desejar.

• Nome do poder: Metamorfo I
Descrição: O filho de Afrodite/Vênus consegue modificar pequenas partes do corpo, da forma que bem entender ou se sentir mais atraído. Nesse nível, só é capaz de mudar a cor dos olhos, dos cabelos, também podendo modificar o cumprimento desses último, e das unhas.
Gasto de Mp: 10 MP
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: Nenhum
Dano: Nenhum
Extra: Nenhum

• Nome do poder: Charme I
Descrição: Os filhos de Afrodite/Vênus têm grande capacidade da persuasão, afinal, é impossível resistir aos pedidos de alguém tão carismático.  Neste nível o poder está começando a se desenvolver, portanto só funciona com semideuses e monstros mais fracos.
Gasto de Mp: 15 MP por turno ativo
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: Nenhum
Dano: Nenhum
Extra: Pode usar para enganar ou persuadir alguém a fazer o que você quer, por exemplo, fazer um inimigo se voltar contra um aliado dele mesmo. Porém, só funciona com pessoas de nível inferior ao seu.
Itens em Posse:

• Espada/Lança da Paz: Em uma simples caneta multi-color, pode-se transforma em uma espada ou em uma lança (Depende do que o semideus preferir, pode escolher as duas armas quando quiser). A espada é de mão dupla onde sua base é feita de bronze celestial e entalhado estar escrito arco-íris em grego, sua lâmina é totalmente afiada e é feita de prata. E o cabo da lança é feita de bronze celestial e sua lâmina é de prata.
As duas armas possuem uma habilidade que pode ser usada uma vez por missão caso o semideus queira usá-la no momento certo. Quando o semideus ativa essa habilidade, surge uma aura multi-colorida sobre a espada ou a lança fazendo qualquer oponente se render a batalha (mesmo querendo atacar, os danos serão diminuídos diante ao portador da arma), dando oportunidade ao semideus vencer batalha sem briga.

• Elo [Uma aliança de prata com um pequeno fio de ouro em seu dorso. Assim como também possuía runas feitas a partir de um encantamento. | O anel contém as runas Raidho, Fehu, Wunjo e Tiwaz. Essa combinação de runas confere a aliança o poder de ligação empática. Assim, quem usar as alianças poderá saber o que o outro está sentindo. Também permitirá a comunicação mental entre os portadores das alianças. Entretanto, se uma pessoa retira a aliança, o efeito será interrompido instantaneamente, cortando toda a conexão mental e emocional até que coloque a aliança novamente. | Material: prata e ouro | Espaço para uma pedra | Resistência: Gama | Status: 100%, sem danos | Mágica | Encantado por Evie Farrier, comprado no Pandevie Magie ]

• Cristal de Luz [Um cristal mágico que cria hologramas a partir da mente do usuário. Assim, a pessoa poderá assistir até mesmo um filme ou fazer suas lembranças se tornarem audiovisuais. As imagens se propagam em até 5m de distância, tendo como ponto de referência o cristal. De proporção e imagem, conseguem tomar uma parede de 4m de altura e 6m de largura. Qualquer imagem pode ser criada e os sons são reproduzidos graças a conexão empática da pedra com a memória do usuário. Quando usado em missão, as imagens duram por 3 turnos, são bastante úteis para causar distrações ou até mesmo enganar | Efeito: Foram usadas as runas Jera, Algiz e Tiwaz para que o cristal criasse luz e som a partir de memórias | Cristal | Resistência: Gama | Status: 100%, sem danos | Mágica | Encantada por Evie Farrier, comprado no Pandevie Magie]


"Make Your Dreams Come True, Because Everything Is Possible..."



Uriel Weiss Neuville

Kind • Peaceful • Innocent
avatar
Uriel W. Neuville
Filhos de Iris
Filhos de Iris

Mensagens : 66
Idade : 18
Localização : Camp Half-Blood

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O enviado de Íris — Missão Narrada de Uriel W. Neuville

Mensagem por Baco em Sab Dez 09, 2017 9:01 pm


O enviado de Íris
A estratégia adotada por Uriel bastou para que os mortais se alarmassem com a descoberta. A aura pacífica do semideus acalmou seus ânimos, mas com isso e o grito de que aquilo que viam era um canibal, uma correria se iniciou. Nem mesmo a maior porta do mundo comportaria tanta gente tentando passar ao mesmo tempo, principalmente depois que um dos rapazes que usavam o celular para gravar a cena caiu. Ao mesmo tempo, o jovem filho de Íris tinha de lidar com o último zumbi que avançava contra ele sem se importar com a lança no caminho.

URIEL W. NEUVILLE
HP: 110/140 (-10 p/turno pelo sangramento)
MP: 45/140

ZUMBI 1
HP: 110/110
MP: 110/110

ZUMBI 2
HP: 0/110
MP: 0/110
MORTA

ZUMBI 3
HP: 0/110
MP: 0/110
MORTA


Considerações:


  • Você está num ponto crítico da missão. Tudo o que fizer no seu próximo post vai refletir o sucesso — ou o fracasso — da mesma.

  • Está uma confusão na saída do local e isso deixou o monstro ativo novamente. Passiva alguma sua será capaz de acalmar os ânimos nessa rodada. Lute ou morra.

  • Zumbis de level 3, sendo que são — sim — 3. Afinal, menos que isso é muito improvável, visto que andam sempre em conjunto. Eles são mais que amigos; são friends. No mais, pode encontrar as informações deles no Bestiário.

  • Muito nesse post foi colocado por uma razão — tenha em atenção a tudo, e lembre-se que qualquer ação que você faça pode e irá afetar o seu futuro.

  • Por se tratar de uma missão relâmpago, tenha em atenção que nem seus posts, nem os meus, devem ficar extremamente detalhados com imensas caraterizações e assuntos irrelevantes. Tudo o que é essencial deverá e será informado, porém, não espero nada mais. Ainda assim, eu não perdoarei incoerências ou erros ortográficos que prejudiquem o entendimento, por isso aconselho a não tentar "me impressionar" demasiado. Menos é mais.

  • Prazo até o dia 13/12/17.

  • Todos os itens devem ser colocados em spoiler no final, bem como todo e qualquer poder passivo e ativo utilizado e relevante. Além disso, não tem limites de items — pode levar o que quiser, desde que faça sentido.



EVOÉ, BACO
"Did someone just call me the wine dude? It’s Bacchus, please. Or Mr. Bacchus. Or Lord Bacchus. Or, sometimes, Oh-My-Gods-Please-Don’t-Kill-Me, Lord Bacchus"
Owl
avatar
Baco
Deuses Olimpianos
Deuses Olimpianos

Mensagens : 421

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O enviado de Íris — Missão Narrada de Uriel W. Neuville

Mensagem por Uriel W. Neuville em Qua Dez 13, 2017 4:01 pm


O Enviado de Íris

The most beautiful things in the world cannot be seen or touched, they are felt with the heart

Graças ao meu impulso de alertá-los um tanto quanto desesperado, todos demonstraram terem sido tomados por um avassalador instinto de perigo e autopreservação, acabando por iniciar uma súbita e caótica retirada. Os civis gritavam, se apertavam conta a porta e empurravam uns aos outros com a clara intenção de deixarem aquele apartamento o mais rápido possível, entretanto, nem todos conseguiram atingir tal objetivo em um primeiro momento.

Dentre eles, o único que chamou brevemente minha atenção - e gerou alguma preocupação - foi um rapaz que estava gravando toda a cena com o celular e acabou caindo em meio a “multidão”. Ele devia ter seus vinte e quatro ou vinte e cinco anos, era alto, possuía cabelos raspados e esboçava uma expressão de confusão que contrastava com a aura pacífica instalada no ambiente. Porém sequer tive tempo de pensar em ajudá-lo, pois o zumbi ignorou completamente a lança que coloquei em seu caminho e avançou em minha direção de maneira brusca.

Por puro reflexo, desativei a lança que empunhava com a destra - transformando-a de volta em uma simples caneta - ao mesmo tempo que tentei efetuar um imediato movimento evasivo para a esquerda antes de recuar dois ou três passos. Não poderia ser descuidado outra vez, até porque ferimentos provocados por um morto-vivo não eram coisas a serem ignoradas e um já era ruim o suficiente. Independente do resultado da esquiva, me concentrei de maneira a distribuir uma certa quantidade de energia em todo o meu corpo, dando origem a finos filamentos luminosos e multicoloridos que compunham a “armadura” que outrora me protegeu de tantos outros ataques.

— Ei, feioso. Venha me pegar. — Não sabia se ele poderia entender o que lhe era dito, portanto sequer elevei o meu tom de voz tipicamente brando e sereno para chamar sua atenção. Feito isso, eu me colocaria entre o zumbi e o pessoal que saía do recinto, tentando ganhar tempo para mantê-los fora de perigo. Sabia que enquanto o meu poder estivesse em vigor eu teria uma enorme vantagem sobre o oponente, por isso precisaria aproveitá-la para acabar com o combate antes que a barreira se desfizesse.

Ainda em posse da caneta e sentindo intensas pontadas de dor na mão esquerda, tentei limitar a área de ação do “canibal” mantendo o meu corpo como obstáculo conforme usava o próprio peso para compensar a força medíocre que eu possuía. Eu queria atrasá-lo mesmo que por pouco tempo, e se conseguisse, olharia para trás para me certificar se as pessoas estavam saindo sem grandes problemas, esperando que ninguém tivesse se ferido com a confusão. Em seguida, voltaria a fitar o rosto horrendo do cadáver ambulante que se encontrava diante de mim, erguendo horizontalmente o braço esquerdo paralelo a ele como se o convidasse a dar uma mordida. Era uma armadilha, pois logo que ele o fizesse - e se o fizesse - eu tentaria encostar a ponta da caneta em seu pescoço e a ativaria para que voltasse a ser uma espada. Talvez fosse o suficiente para decapitá-lo e enfim poder dar continuidade a missão a qual fui designado, que era levar meu pequeno irmão para o acampamento - onde estaria seguro e protegido de verdade.

Considerações:

Poderes Utilizados:

Passivos - Íris:

• Nome do poder: Paciência Gloriosa
Descrição: O filho da Deusa possui uma paciência inabalável, assim nenhum insulto o atingirá, nem mesmo dos filhos de Ares/Marte, e ele prosperará harmonia. Essa calmaria geralmente atinge o inimigo de uma maneira que pode fazer com que ele não queira atacar o filho de Iris/Arcus.
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: Por uma rodada o inimigo pode se sentir tão calmo, a ponto de hesitar em atacar. Atordoamento temporário.
Dano: Nenhum

• Nome do poder: Aparência inofensiva
Descrição: Por serem coloridos e muitas vezes fofos, os filhos da deusa mensageira aparentam ser inofensivos, isso faz com que o inimigo o subestime, podendo até ser ignorado pelo inimigo, se ele não for o alvo principal.
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: Por uma rodada o inimigo pode ignorá-lo ou perder um ataque para desdenhar da aparência do semideus.
Dano: Nenhum

• Nome do poder: Pericia com espadas I
Descrição: Os filhos de Iris/Arcus têm mais facilidade no manuseio de espadas, seus erros são menores, porém nesse nível ainda tem dificuldade de manuseio, mas podem aprender mais rápido.
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: +10% de assertividade no manuseio da espada.
Dano: + 5% de dano ao ser acertado pela arma do semideus.

• Nome do poder: Flexibilidade Nata I
Descrição: Devido ao arco-íris está ligado as serpentes que se trançam no ar, os filhos de Íris/Arcus podem tornar-se flexíveis. O seu corpo parece moldar a lugares pequenos e suas agilidades podem aumentar. Isso faz com que se desviar dos inimigos, ou golpes seja mais fácil, pois ele se torna mais esquivo.
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: +20% de chance de esquivar-se de um ataque.
Dano: Nenhum
Passivos - Afrodite:

• Nome do poder: Beleza Natural
Descrição: Os filhos da deusa do amor são campistas naturalmente bonitos e charmosos. A beleza supera a de qualquer outro semideus no acampamento, sendo algo beirando ao sobrenatural. É simplesmente indescritível. Isso faz com que inimigos e aliados acabem se distraindo por sua beleza perturbadora, ou encantados pela mesma.
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: Pode deixar o inimigo atordoado durante o primeiro turno, evitando atacar logo de cara, ou se atacar (poderes que exijam miras, ou armas com a mesma característica), irão errar o alvo. Não acertarão o filho de Afrodite/Vênus, pois, de primeira, o inimigo não saberá porque não nutre o desejo de ataca-lo.
Dano: Nenhum
Ativos - Íris:

• Nome do poder: Pele iluminada
Descrição: O semideus ficará coberto por filamentos luminosos e imune a danos físicos por duas rodadas.
Gasto de Mp: 20
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: Imune a qualquer dano físico por duas rodadas. (1/2 rodadas)
Dano: Depois que o poder é usado, entra em espera por 3 turnos antes de poder ser ativado novamente.
Itens em Posse:

• Espada/Lança da Paz: Em uma simples caneta multi-color, pode-se transforma em uma espada ou em uma lança (Depende do que o semideus preferir, pode escolher as duas armas quando quiser). A espada é de mão dupla onde sua base é feita de bronze celestial e entalhado estar escrito arco-íris em grego, sua lâmina é totalmente afiada e é feita de prata. E o cabo da lança é feita de bronze celestial e sua lâmina é de prata.
As duas armas possuem uma habilidade que pode ser usada uma vez por missão caso o semideus queira usá-la no momento certo. Quando o semideus ativa essa habilidade, surge uma aura multi-colorida sobre a espada ou a lança fazendo qualquer oponente se render a batalha (mesmo querendo atacar, os danos serão diminuídos diante ao portador da arma), dando oportunidade ao semideus vencer batalha sem briga.

• Elo [Uma aliança de prata com um pequeno fio de ouro em seu dorso. Assim como também possuía runas feitas a partir de um encantamento. | O anel contém as runas Raidho, Fehu, Wunjo e Tiwaz. Essa combinação de runas confere a aliança o poder de ligação empática. Assim, quem usar as alianças poderá saber o que o outro está sentindo. Também permitirá a comunicação mental entre os portadores das alianças. Entretanto, se uma pessoa retira a aliança, o efeito será interrompido instantaneamente, cortando toda a conexão mental e emocional até que coloque a aliança novamente. | Material: prata e ouro | Espaço para uma pedra | Resistência: Gama | Status: 100%, sem danos | Mágica | Encantado por Evie Farrier, comprado no Pandevie Magie ]

• Cristal de Luz [Um cristal mágico que cria hologramas a partir da mente do usuário. Assim, a pessoa poderá assistir até mesmo um filme ou fazer suas lembranças se tornarem audiovisuais. As imagens se propagam em até 5m de distância, tendo como ponto de referência o cristal. De proporção e imagem, conseguem tomar uma parede de 4m de altura e 6m de largura. Qualquer imagem pode ser criada e os sons são reproduzidos graças a conexão empática da pedra com a memória do usuário. Quando usado em missão, as imagens duram por 3 turnos, são bastante úteis para causar distrações ou até mesmo enganar | Efeito: Foram usadas as runas Jera, Algiz e Tiwaz para que o cristal criasse luz e som a partir de memórias | Cristal | Resistência: Gama | Status: 100%, sem danos | Mágica | Encantada por Evie Farrier, comprado no Pandevie Magie]


"Make Your Dreams Come True, Because Everything Is Possible..."



Uriel Weiss Neuville

Kind • Peaceful • Innocent
avatar
Uriel W. Neuville
Filhos de Iris
Filhos de Iris

Mensagens : 66
Idade : 18
Localização : Camp Half-Blood

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O enviado de Íris — Missão Narrada de Uriel W. Neuville

Mensagem por Baco em Qui Dez 14, 2017 7:22 pm


O enviado de Íris
Uriel conseguiu, com certa dificuldade, decapitar o zumbi. Só que pela maneira escolhida para matar o bicho, acabou fazendo uma grande bagunça. A sujeira com toda certeza era o último de seus problemas ali, mas ela foi um agravante. Isto porque ao se ver livre dos zumbis, o filho de Íris notou que alguns mortais estavam de volta em busca de respostas. E se dependesse deles, o semideus teria de prestar depoimento na polícia e de quebra a criança seria levada para as autoridades.

URIEL W. NEUVILLE
HP: 100/140 (-10 p/turno pelo sangramento)
MP: 25/140

Considerações:


  • Você está num ponto crítico da missão. Tudo o que fizer no seu próximo post vai refletir o sucesso — ou o fracasso — da mesma.

  • É com você interpretar essa parte da missão. Use e abuse de diálogos, pois sua lábia será testada podendo por em risco o propósito inicial da missão caso não acreditem em suas palavras.

  • Zumbis de level 3, sendo que são — sim — 3. Afinal, menos que isso é muito improvável, visto que andam sempre em conjunto. Eles são mais que amigos; são friends. No mais, pode encontrar as informações deles no Bestiário.

  • Muito nesse post foi colocado por uma razão — tenha em atenção a tudo, e lembre-se que qualquer ação que você faça pode e irá afetar o seu futuro.

  • Por se tratar de uma missão relâmpago, tenha em atenção que nem seus posts, nem os meus, devem ficar extremamente detalhados com imensas caraterizações e assuntos irrelevantes. Tudo o que é essencial deverá e será informado, porém, não espero nada mais. Ainda assim, eu não perdoarei incoerências ou erros ortográficos que prejudiquem o entendimento, por isso aconselho a não tentar "me impressionar" demasiado. Menos é mais.

  • Prazo até o dia 18/12/17.

  • Todos os itens devem ser colocados em spoiler no final, bem como todo e qualquer poder passivo e ativo utilizado e relevante. Além disso, não tem limites de items — pode levar o que quiser, desde que faça sentido.



EVOÉ, BACO
"Did someone just call me the wine dude? It’s Bacchus, please. Or Mr. Bacchus. Or Lord Bacchus. Or, sometimes, Oh-My-Gods-Please-Don’t-Kill-Me, Lord Bacchus"
Owl
avatar
Baco
Deuses Olimpianos
Deuses Olimpianos

Mensagens : 421

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O enviado de Íris — Missão Narrada de Uriel W. Neuville

Mensagem por Uriel W. Neuville em Dom Dez 17, 2017 11:18 pm


O Enviado de Íris

The most beautiful things in the world cannot be seen or touched, they are felt with the heart

Um certo alívio se fez presente durante alguns instantes assim que notei a cabeça do terceiro e último zumbi ser decepada pela lâmina de prata, marcando enfim o término do combate. Era um problema a menos, uma preocupação a menos, e por isso deixei um breve suspiro escapar por entre os lábios. Então uma enorme e repentina fadiga passou a afligir todo o meu corpo, trazendo à tona as consequências dos meus esforços excessivos e de certa forma inconscientes devido a adrenalina momentânea que estava se esvaindo. Isso resultou em um breve momento de fraqueza, que me fez ceder ao efeito da gravidade e desabar no chão sobre os joelhos conforme soltava a espada da paz - que por sua vez voltava a ser uma simples caneta.

O ferimento em minha mão esquerda ardia e latejava bastante, mas minha atenção caiu primeiramente sobre o corpo desfalecido do pai do meu irmão, que encontrava-se repleto de mutilações por causa dos arranhões e mordidas dos mortos-vivos. Lágrimas de culpa inundaram meus olhos e eu logo comecei a chorar, praticamente alheio a tudo o que me rodeava. Se eu tivesse chegado um pouco antes, nem que fossem apenas cinco minutos, tudo poderia ter sido diferente. Mordi o lábio inferior na falha tentativa de conter os involuntários soluços, e só então percebi que haviam algumas pessoas me encarando da porta com um semblante estranho; um misto de medo e confusão que entravam em conflito com a aura pacífica emanada pela lança a algum tempo.

— A-Ahn... — Me esforcei para parar de chorar e dizer alguma coisa, mas tudo o que consegui inicialmente foi reduzir o fluxo das lágrimas salgadas que escorriam pelo meu rosto. As pessoas pareciam exigir uma explicação, e de fato mereciam-na, mas eu não podia simplesmente dizer que aquilo que eu “matei” na frente deles era um zumbi. Eu mesmo não acreditaria se estivesse no lugar deles. — Se-Sei que vocês devem estar confusos, e também sei que o que acabaram de ver parece muito perturbador... — Fiz uma breve pausa, usando as mangas da minha camiseta para secar as lágrimas. — Mas eu juro que só vim ajudar. — Tentava expressar sinceridade em meu tom de voz, assim como na linguagem corporal e nas expressões, pois de fato não estava mentindo. — Aquele bebê que está no outro quarto é meu irmão, e sabendo dos perigos que ele estava correndo eu... e-eu precisava protegê-lo.— Desviei o olhar para minhas mãos ensanguentadas e senti o estômago se revirar. — Eu não queria ter feito isso, mas não tive escolha. Se ficasse parado ambos correríamos perigo. — Dessa vez meu olhar voltou para o pai da criança. — Mas ainda assim... cheguei tarde. — Abaixei a cabeça com pesar, sentindo um forte aperto no peito.

— Sei que podem estar assustados, não os culto por isso, mas por favor... não tornem isso pior do que já está sendo. — Pensei em utilizar minhas últimas forças para influenciá-los com algum charme na voz, mas acabei apenas confiando na possível bondade e compreensão de cada um ali presente. — Eu só quero que meu irmão fique em segurança, só isso. — Ergui a cabeça para poder fitá-los ao concluir a frase, ainda com os olhos marejados. Talvez a aparência frágil e inofensiva adotada por mim naquele momento ajudasse a convencê-los de que eu não era uma ameaça, além do efeito da aura da paz provavelmente já tê-los afetado antes e ainda estar em vigor. Não queria lutar, nem conseguiria, mas faria de tudo para que meu irmão não sofresse as consequências dos meus atos. — Por favor.

Considerações:

Poderes Utilizados:

Passivos - Íris:

• Nome do poder: Paciência Gloriosa
Descrição: O filho da Deusa possui uma paciência inabalável, assim nenhum insulto o atingirá, nem mesmo dos filhos de Ares/Marte, e ele prosperará harmonia. Essa calmaria geralmente atinge o inimigo de uma maneira que pode fazer com que ele não queira atacar o filho de Iris/Arcus.
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: Por uma rodada o inimigo pode se sentir tão calmo, a ponto de hesitar em atacar. Atordoamento temporário.
Dano: Nenhum

• Nome do poder: Aparência inofensiva
Descrição: Por serem coloridos e muitas vezes fofos, os filhos da deusa mensageira aparentam ser inofensivos, isso faz com que o inimigo o subestime, podendo até ser ignorado pelo inimigo, se ele não for o alvo principal.
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: Por uma rodada o inimigo pode ignorá-lo ou perder um ataque para desdenhar da aparência do semideus.
Dano: Nenhum
Passivos - Afrodite:

• Nome do poder: Beleza Natural
Descrição: Os filhos da deusa do amor são campistas naturalmente bonitos e charmosos. A beleza supera a de qualquer outro semideus no acampamento, sendo algo beirando ao sobrenatural. É simplesmente indescritível. Isso faz com que inimigos e aliados acabem se distraindo por sua beleza perturbadora, ou encantados pela mesma.
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: Pode deixar o inimigo atordoado durante o primeiro turno, evitando atacar logo de cara, ou se atacar (poderes que exijam miras, ou armas com a mesma característica), irão errar o alvo. Não acertarão o filho de Afrodite/Vênus, pois, de primeira, o inimigo não saberá porque não nutre o desejo de ataca-lo.
Dano: Nenhum
Ativos - Íris:

• Nome do poder: Pele iluminada
Descrição: O semideus ficará coberto por filamentos luminosos e imune a danos físicos por duas rodadas.
Gasto de Mp: 20
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: Imune a qualquer dano físico por duas rodadas. (2/2 rodadas)
Dano: Depois que o poder é usado, entra em espera por 3 turnos antes de poder ser ativado novamente.
Itens em Posse:

• Espada/Lança da Paz: Em uma simples caneta multi-color, pode-se transforma em uma espada ou em uma lança (Depende do que o semideus preferir, pode escolher as duas armas quando quiser). A espada é de mão dupla onde sua base é feita de bronze celestial e entalhado estar escrito arco-íris em grego, sua lâmina é totalmente afiada e é feita de prata. E o cabo da lança é feita de bronze celestial e sua lâmina é de prata.
As duas armas possuem uma habilidade que pode ser usada uma vez por missão caso o semideus queira usá-la no momento certo. Quando o semideus ativa essa habilidade, surge uma aura multi-colorida sobre a espada ou a lança fazendo qualquer oponente se render a batalha (mesmo querendo atacar, os danos serão diminuídos diante ao portador da arma), dando oportunidade ao semideus vencer batalha sem briga.

• Elo [Uma aliança de prata com um pequeno fio de ouro em seu dorso. Assim como também possuía runas feitas a partir de um encantamento. | O anel contém as runas Raidho, Fehu, Wunjo e Tiwaz. Essa combinação de runas confere a aliança o poder de ligação empática. Assim, quem usar as alianças poderá saber o que o outro está sentindo. Também permitirá a comunicação mental entre os portadores das alianças. Entretanto, se uma pessoa retira a aliança, o efeito será interrompido instantaneamente, cortando toda a conexão mental e emocional até que coloque a aliança novamente. | Material: prata e ouro | Espaço para uma pedra | Resistência: Gama | Status: 100%, sem danos | Mágica | Encantado por Evie Farrier, comprado no Pandevie Magie ]

• Cristal de Luz [Um cristal mágico que cria hologramas a partir da mente do usuário. Assim, a pessoa poderá assistir até mesmo um filme ou fazer suas lembranças se tornarem audiovisuais. As imagens se propagam em até 5m de distância, tendo como ponto de referência o cristal. De proporção e imagem, conseguem tomar uma parede de 4m de altura e 6m de largura. Qualquer imagem pode ser criada e os sons são reproduzidos graças a conexão empática da pedra com a memória do usuário. Quando usado em missão, as imagens duram por 3 turnos, são bastante úteis para causar distrações ou até mesmo enganar | Efeito: Foram usadas as runas Jera, Algiz e Tiwaz para que o cristal criasse luz e som a partir de memórias | Cristal | Resistência: Gama | Status: 100%, sem danos | Mágica | Encantada por Evie Farrier, comprado no Pandevie Magie]


"Make Your Dreams Come True, Because Everything Is Possible..."



Uriel Weiss Neuville

Kind • Peaceful • Innocent
avatar
Uriel W. Neuville
Filhos de Iris
Filhos de Iris

Mensagens : 66
Idade : 18
Localização : Camp Half-Blood

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O enviado de Íris — Missão Narrada de Uriel W. Neuville

Mensagem por Baco em Seg Dez 18, 2017 3:21 pm


O enviado de Íris
Talvez fosse o tempo, ou quem sabe alguma circunstância maior, mas os mortais estavam realmente compadecidos com a história de Uriel. Na verdade, de tão atônitos com aquilo, nada fizeram além de permanecer estáticos observando a cena. O filho de Íris sabia muito bem que era por conta de suas habilidades que as pessoas exitavam em fazer algo. Contudo, sabia também que isso tinha um limite, ou seja, se ele não agisse logo, terminaria encurralado. E, para piorar, o bebê começou a chorar alarmado com a situação.

URIEL W. NEUVILLE
HP: 90/140 (-10 p/turno pelo sangramento)
MP: 25/140

Considerações:


  • Último turno antes dos mortais agirem. Você foi capaz de impedir a ação deles neste turno, entretanto, somente na conversa não vai ser capaz de sair dali.

  • Você está num ponto crítico da missão. Tudo o que fizer no seu próximo post vai refletir o sucesso — ou o fracasso — da mesma.

  • É com você interpretar essa parte da missão. Use e abuse de diálogos, pois sua lábia será testada podendo por em risco o propósito inicial da missão caso não acreditem em suas palavras.

  • Zumbis de level 3, sendo que são — sim — 3. Afinal, menos que isso é muito improvável, visto que andam sempre em conjunto. Eles são mais que amigos; são friends. No mais, pode encontrar as informações deles no Bestiário.

  • Muito nesse post foi colocado por uma razão — tenha em atenção a tudo, e lembre-se que qualquer ação que você faça pode e irá afetar o seu futuro.

  • Por se tratar de uma missão relâmpago, tenha em atenção que nem seus posts, nem os meus, devem ficar extremamente detalhados com imensas caraterizações e assuntos irrelevantes. Tudo o que é essencial deverá e será informado, porém, não espero nada mais. Ainda assim, eu não perdoarei incoerências ou erros ortográficos que prejudiquem o entendimento, por isso aconselho a não tentar "me impressionar" demasiado. Menos é mais.

  • Prazo até o dia 24/12/17.

  • Todos os itens devem ser colocados em spoiler no final, bem como todo e qualquer poder passivo e ativo utilizado e relevante. Além disso, não tem limites de items — pode levar o que quiser, desde que faça sentido.



EVOÉ, BACO
"Did someone just call me the wine dude? It’s Bacchus, please. Or Mr. Bacchus. Or Lord Bacchus. Or, sometimes, Oh-My-Gods-Please-Don’t-Kill-Me, Lord Bacchus"
Owl
avatar
Baco
Deuses Olimpianos
Deuses Olimpianos

Mensagens : 421

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O enviado de Íris — Missão Narrada de Uriel W. Neuville

Mensagem por Uriel W. Neuville em Sab Dez 23, 2017 5:37 pm


O Enviado de Íris

The most beautiful things in the world cannot be seen or touched, they are felt with the heart

Mesmo que "feliz" fosse uma palavra muito forte para descrever meu estado emocional naquele momento, eu estava contente e de certa forma aliviado pelos humanos não terem feito nada de ruim contra mim. Talvez realmente não fossem más pessoas, só deviam estar confusos e com medo, o que era completamente compreensível. De qualquer forma, eu não podia deixar de me sentir estranho por "ter" que tratá-los com receio e cautela, como se fossem ameaças pelo simples fato de não nos entenderem. Sabia que o que aconteceu em Nova York foi uma catástrofe, até porque muitos morreram com o ataque dos monstros, mas só estávamos tentando ajudar. Além disso, por ter vivido a vida toda entre os humanos e só ter descoberto a alguns meses que era um semideus, nunca vi tanta diferença entre ambos os lados. Ok, nós possuíamos poderes sobrenaturais herdados de nossos parentes divinos, mas não deixamos de ter uma parcela humana. Éramos a ponte entre o humano e o divino.

Em silêncio e ainda com o rosto umedecido pelas lágrimas, corri os olhos pelo recinto e logo em seguida fitei todos os civis presentes como se tentasse analisá-los, concluindo que os ânimos haviam se acalmado - mesmo que momentaneamente. Então levei as mãos até meu rosto, usei as mangas da camiseta para secá-lo, peguei a caneta multicolorida que estava no chão ao meu lado e fiz algum esforço para me levantar. Os músculos fadigados do meu corpo reclamaram em forma de uma leve - porém incômoda - dor, e eu esbocei uma careta em resposta a isso. — Obrigado pela compreensão. — Murmurei, esboçando um amigável sorriso de canto para as pessoas. — Agora, se me dão licen... — Sequer tive tempo de terminas a frase, pois o choro alarmado do meu irmão irrompeu a sala e imediatamente chamou minha atenção.

Não pensei duas vezes, ignorei o cansaço e as pontadas de dor em minha canhota e segui até o quarto onde deixei o pequeno filho de Íris, desviando da barricada de móveis que construí para barrar a entrada dos zumbis ao entrar. Quando chegasse perto o suficiente do berço, puxaria o cobertor que o encobria e abriria um alegre sorriso para o menor. — Oi, lindão. Gostou do desenho? — Tentei acalmá-lo com o tom de voz baixinho, sereno e brincalhão, estendendo a mão para pegar meu cristal de luz antes de guardá-lo no bolso da calça. — Os monstros já foram embora, agora está tudo bem. — Sabia que nem tudo estava resolvido, mas estava sendo otimista e queria fazê-lo parar de chorar. — Vamos para o lugar mágico que eu tinha te falado antes? Com um monte de gente como nós, sátiros, ninfas, campos cheinhos de morangos docinhos e suculentos... — Não pude evitar e acabei rindo do último comentário, pois automaticamente lembrei do sorriso de Gal enquanto ele cuidava dos frutos em um dia ensolarado. Uma bela memória, que era completa pelo piquenique que fizemos depois. Balancei a cabeça para os lados na tentativa de afastar aqueles pensamentos e voltar a me focar na missão, portanto peguei meu irmão no colo e depositei um carinhoso beijo em sua bochecha gorducha. — Muito bem, vamos lá. —

Estar ao lado daquela coisinha fofa me provocava uma familiar sensação de paz e serenidade, algo bastante comum quando eu estava na presença de outros de meus irmãos no chalé de nossa mãe. — Você vai ficar seguro, eu prometo. — Com cuidado, retornei à sala e olhei na direção dos civis como quem queria ver a reação deles para com a cena. Não sabia a relação que o pai do meu irmão tinha com os vizinhos, nem se eles eram próximos da criança, mas eu estava disposto a levá-lo comigo para que ficasse em segurança. Só esperava que eles compreendessem. Desviei o olhar para o local como se procurasse por alguma coisa, e de fato estava, pois queria saber se havia algum porta-retrato com a foto do patriarca da família da criança ou algo parecido. Caso houvesse, o pegaria com cuidado e levaria comigo, afinal meu pequeno irmão merecia saber como era o pai... o pai que não pude proteger. Meu coração se apertou com o pensamento, e eu mordi o canto do lábio inferior.

— Como eu disse antes, ele é o meu irmão, e o pai dele não sabia da minha existência porque apenas nossa mãe é a mesma. Não sou filho dele. — Expliquei, balançando o bebê nos braços. — N-Nosso tio me pediu para vir até aqui visitá-lo, e quando cheguei tomei um susto ao ver tudo... isso. — Tentei mentir da melhor forma possível, colocando Quíron como meu “tio” para deixar a história menos complicada de se explicar. Respirei fundo e dei um passo adiante, iniciando um calmo caminhar rumo à porta do apartamento onde as pessoas estavam. — Podem imaginar o susto que tomei quando cheguei e vi que o pai dele estava... e-estava... — As palavras simplesmente travaram em minha garganta, e a culpa voltou a martelar meu peito. — Nem tive tempo de ligar para a polícia, porque esses canibais estranhos vieram para cima de mim e eu tive que me defender. — Não era difícil perceber em minha voz o quão eu não tinha gostado de fazer aquilo, pois era a verdade. Nunca gostei de brigas e conflitos de quaisquer formas. — Um deles até tentou pegá-lo. — Apontei para o pequeno com a cabeça, sequer querendo imaginar o que teria acontecido se eu tivesse demorado um pouco mais.

— Sei que nenhum de vocês tem motivos para acreditar em mim, e que qualquer um poderia dizer essas palavras, mas eu só vim ver e ajudar o meu irmão. Não queria que nada disso acontecesse. — O pesar era quase palpável nas minhas palavras, e eu continuava avançando. — Então por favor, deixem que eu o leve para casa. — Na última frase resolvi abusar um pouquinho do poder proveniente de minha avó unido aos ânimos nada frenéticos dos civis, usando do inocente charme para influenciá-los. Caso tudo desse certo e eles abrissem caminho, eu agradeceria e seguiria o mais rápido possível e não suspeito para fora o prédio - onde posteriormente tentaria encontrar um lugar apropriado para chamar as irmãs do Táxi da Danação Eterna e retornar ao acampamento.

Considerações:

Poderes Utilizados:

Passivos - Íris:

• Nome do poder: Paciência Gloriosa
Descrição: O filho da Deusa possui uma paciência inabalável, assim nenhum insulto o atingirá, nem mesmo dos filhos de Ares/Marte, e ele prosperará harmonia. Essa calmaria geralmente atinge o inimigo de uma maneira que pode fazer com que ele não queira atacar o filho de Iris/Arcus.
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: Por uma rodada o inimigo pode se sentir tão calmo, a ponto de hesitar em atacar. Atordoamento temporário.
Dano: Nenhum

• Nome do poder: Aparência inofensiva
Descrição: Por serem coloridos e muitas vezes fofos, os filhos da deusa mensageira aparentam ser inofensivos, isso faz com que o inimigo o subestime, podendo até ser ignorado pelo inimigo, se ele não for o alvo principal.
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: Por uma rodada o inimigo pode ignorá-lo ou perder um ataque para desdenhar da aparência do semideus.
Dano: Nenhum
Passivos - Afrodite:

• Nome do poder: Beleza Natural
Descrição: Os filhos da deusa do amor são campistas naturalmente bonitos e charmosos. A beleza supera a de qualquer outro semideus no acampamento, sendo algo beirando ao sobrenatural. É simplesmente indescritível. Isso faz com que inimigos e aliados acabem se distraindo por sua beleza perturbadora, ou encantados pela mesma.
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: Pode deixar o inimigo atordoado durante o primeiro turno, evitando atacar logo de cara, ou se atacar (poderes que exijam miras, ou armas com a mesma característica), irão errar o alvo. Não acertarão o filho de Afrodite/Vênus, pois, de primeira, o inimigo não saberá porque não nutre o desejo de ataca-lo.
Dano: Nenhum
Ativos - Afrodite:

• Nome do poder: Charme I
Descrição: Os filhos de Afrodite/Vênus têm grande capacidade da persuasão, afinal, é impossível resistir aos pedidos de alguém tão carismático.  Neste nível o poder está começando a se desenvolver, portanto só funciona com semideuses e monstros mais fracos.
Gasto de Mp: 15 MP por turno ativo
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: Nenhum
Dano: Nenhum
Extra: Pode usar para enganar ou persuadir alguém a fazer o que você quer, por exemplo, fazer um inimigo se voltar contra um aliado dele mesmo. Porém, só funciona com pessoas de nível inferior ao seu.
Itens em Posse:

• Espada/Lança da Paz: Em uma simples caneta multi-color, pode-se transforma em uma espada ou em uma lança (Depende do que o semideus preferir, pode escolher as duas armas quando quiser). A espada é de mão dupla onde sua base é feita de bronze celestial e entalhado estar escrito arco-íris em grego, sua lâmina é totalmente afiada e é feita de prata. E o cabo da lança é feita de bronze celestial e sua lâmina é de prata.
As duas armas possuem uma habilidade que pode ser usada uma vez por missão caso o semideus queira usá-la no momento certo. Quando o semideus ativa essa habilidade, surge uma aura multi-colorida sobre a espada ou a lança fazendo qualquer oponente se render a batalha (mesmo querendo atacar, os danos serão diminuídos diante ao portador da arma), dando oportunidade ao semideus vencer batalha sem briga.

• Elo [Uma aliança de prata com um pequeno fio de ouro em seu dorso. Assim como também possuía runas feitas a partir de um encantamento. | O anel contém as runas Raidho, Fehu, Wunjo e Tiwaz. Essa combinação de runas confere a aliança o poder de ligação empática. Assim, quem usar as alianças poderá saber o que o outro está sentindo. Também permitirá a comunicação mental entre os portadores das alianças. Entretanto, se uma pessoa retira a aliança, o efeito será interrompido instantaneamente, cortando toda a conexão mental e emocional até que coloque a aliança novamente. | Material: prata e ouro | Espaço para uma pedra | Resistência: Gama | Status: 100%, sem danos | Mágica | Encantado por Evie Farrier, comprado no Pandevie Magie ]

• Cristal de Luz [Um cristal mágico que cria hologramas a partir da mente do usuário. Assim, a pessoa poderá assistir até mesmo um filme ou fazer suas lembranças se tornarem audiovisuais. As imagens se propagam em até 5m de distância, tendo como ponto de referência o cristal. De proporção e imagem, conseguem tomar uma parede de 4m de altura e 6m de largura. Qualquer imagem pode ser criada e os sons são reproduzidos graças a conexão empática da pedra com a memória do usuário. Quando usado em missão, as imagens duram por 3 turnos, são bastante úteis para causar distrações ou até mesmo enganar | Efeito: Foram usadas as runas Jera, Algiz e Tiwaz para que o cristal criasse luz e som a partir de memórias | Cristal | Resistência: Gama | Status: 100%, sem danos | Mágica | Encantada por Evie Farrier, comprado no Pandevie Magie]


"Make Your Dreams Come True, Because Everything Is Possible..."



Uriel Weiss Neuville

Kind • Peaceful • Innocent
avatar
Uriel W. Neuville
Filhos de Iris
Filhos de Iris

Mensagens : 66
Idade : 18
Localização : Camp Half-Blood

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O enviado de Íris — Missão Narrada de Uriel W. Neuville

Mensagem por Baco em Ter Dez 26, 2017 2:18 pm


O enviado de Íris
Conversar talvez não fosse o certo a se fazer naquela situação pois, dadas as circunstâncias da cena juntas aos últimos acontecimentos no país, os mortais não queriam mais saber de loucuras. Tudo pra eles seria resolvido com as autoridades e ali não seria diferente. Uriel só teria uma chance de sair dali: fugindo ou abrindo caminho à força.

URIEL W. NEUVILLE
HP: 80/140 (-5 p/turno pelo sangramento)
MP: 10/140

Considerações:


  • Sangramento diminuído pela passagem de tempo. Seu charme ainda é muito fraco para lidar com tanta gente ao mesmo tempo e, considerando a gravidade da situação (há turnos que estão nisso), ele não funciona mais.

  • Você está num ponto crítico da missão. Tudo o que fizer no seu próximo post vai refletir o sucesso — ou o fracasso — da mesma.

  • É com você interpretar essa parte da missão. Use e abuse de diálogos, pois sua lábia será testada podendo por em risco o propósito inicial da missão caso não acreditem em suas palavras.

  • Zumbis de level 3, sendo que são — sim — 3. Afinal, menos que isso é muito improvável, visto que andam sempre em conjunto. Eles são mais que amigos; são friends. No mais, pode encontrar as informações deles no Bestiário.

  • Muito nesse post foi colocado por uma razão — tenha em atenção a tudo, e lembre-se que qualquer ação que você faça pode e irá afetar o seu futuro.

  • Por se tratar de uma missão relâmpago, tenha em atenção que nem seus posts, nem os meus, devem ficar extremamente detalhados com imensas caraterizações e assuntos irrelevantes. Tudo o que é essencial deverá e será informado, porém, não espero nada mais. Ainda assim, eu não perdoarei incoerências ou erros ortográficos que prejudiquem o entendimento, por isso aconselho a não tentar "me impressionar" demasiado. Menos é mais.

  • Prazo até o dia 04/01/17.

  • Todos os itens devem ser colocados em spoiler no final, bem como todo e qualquer poder passivo e ativo utilizado e relevante. Além disso, não tem limites de items — pode levar o que quiser, desde que faça sentido.



EVOÉ, BACO
"Did someone just call me the wine dude? It’s Bacchus, please. Or Mr. Bacchus. Or Lord Bacchus. Or, sometimes, Oh-My-Gods-Please-Don’t-Kill-Me, Lord Bacchus"
Owl
avatar
Baco
Deuses Olimpianos
Deuses Olimpianos

Mensagens : 421

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O enviado de Íris — Missão Narrada de Uriel W. Neuville

Mensagem por Baco em Qui Mar 29, 2018 8:12 pm

Missão cancelada. Uriel perde 20 pontos na barra de conduta e fica impedido por duas semanas de solicitar qualquer tipo de narração.


EVOÉ, BACO
"Did someone just call me the wine dude? It’s Bacchus, please. Or Mr. Bacchus. Or Lord Bacchus. Or, sometimes, Oh-My-Gods-Please-Don’t-Kill-Me, Lord Bacchus"
Owl
avatar
Baco
Deuses Olimpianos
Deuses Olimpianos

Mensagens : 421

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O enviado de Íris — Missão Narrada de Uriel W. Neuville

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 2 de 2 Anterior  1, 2

Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum