The Blood of Olympus
Para visualizar o forum é necessário estar cadastrado, por favor registre-se no rpg ou entre em sua conta. É necessário estar cadastrado para ver as informações contidas no forum. Lembre-se de usar nome e sobrenome, não se cadastrar usando nomes geralmente utilizados por Hacker. Exemplo: "Barum" "Hakye" e por ai vai. Bem vindos.

Festival das Estações (Inverno)

Página 9 de 9 Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8, 9

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Re: Festival das Estações (Inverno)

Mensagem por Emmanuelle S. Henz em Sex Jun 30, 2017 8:17 pm



Febre Congelante
VAMOS FINGIR QUE SABEMOS AMAR E QUEM SABE UM DIA PODEREMOS APRENDER
Era a última noite em que as caçadoras permaneceriam na ilha. Sua estadia tinha finalmente chegado ao fim, consequentemente as seguidoras de Artêmis acabaram por persuadir a tenente a seguir para um dos bailes, e o escolhido, fora o baile de inverno. Emmanuelle era justa, não gostava de festas, mas jamais impediria as caçadoras de curtirem um momento ou dois, logo, achou que o descanso seria merecido, e partiu junto com elas em direção ao bosque de inverno. As nove da noite todas estavam reunidas ao redor de uma mesa mais ao canto do baile. A comida rolava solta e vinham aos montes, satisfazendo o pessoal com facilidade. A música de fundo era boa, mas desconhecida para Emmanuelle, que pouco sabia sobre arte e dança, quem dirá sobre estilo musical.

A garota servira-se de chocolate quente, e estava até mesmo relaxada para o momento, acreditava que podia permanecer a noite assim, em paz, sem atrair qualquer tipo de confusão, mas que mero engano esse, não é mesmo? O momento não durou nem mesmo uma hora, pois enquanto as caçadoras se divertiam na festa, algo aconteceu. Foi repentino, e veio com uma surpresa recheada de bolas de neve e estacas de gelo, que feriram poucos campistas – os que estavam mais próximos a saída do baile – e seus parceiros. O lugar tinha sido invadido por um trio de gigantes mal-intencionados, esses, tumultuaram tudo ao redor em questão de minutos, causando alarde, gritos de horror e destruição por onde passavam.

Mesas tinham sido viradas, campistas reagiam furiosos, mas foram as caçadoras que tomaram o verdadeiro controle da situação. — Ailee! Hanna — Manu chamou, mas antes que tivesse chance de dar qualquer ordem as duas, ambas já estavam de pé e preparadas. A mais velha sorriu de canto, puxou o colar do pescoço e ativou a espada dos mares. —  Hanna você cobre a retaguarda, Ailee vem comigo — Manu instruiu antes de partir para a batalha, usando e abusando dos atributos relacionados a lua para aumentar sua força e sua velocidade. Ouvia, via, e sentia perfeitamente, e conforme ficava mais perto, também bolava um plano perfeito.

As flechas de Hanna deveriam ser o suficiente para distrair os gigantes, dando chance a Ailee e a Manu de atacarem na linha de frente. As duas se colocaram entre os três gigantes, atraindo a atenção dos monstros para si. — Cubra minhas costas — Ailee assentiu e as duas se posicionaram estrategicamente antes de avançar. As flechas de Hanna voavam por todos os lados, zumbiam perto das duas, mas nunca atingia as caçadoras, apenas os gigantes, que urravam enquanto tentavam agarrar as duas criaturinhas que deslizavam pelo chão. Manu avançou em direção ao gigante da esquerda, golpeou o ar e cortou parte do braço da criatura que vinha em sua direção. O gigante era lento, e grande, o que tornava fácil a tarefa de acerta-lo, contudo, também era forte, e tinha poderes sobre o gelo.

A fera lançou pequenas estacas em direção a garota e a obrigou a erguer uma barreira da lua ao redor do corpo para se proteger do ataque e não ser perfurada, contudo, o monstro se irritara ainda mais, afinal, seu golpe não dera certo. Uma flecha de Hanna atingiu o olho do monstro, e Manu se aproveitou disso para cotar-lhe a perna, abrindo um talo bem na lateral do joelho para derrubar o gigante no chão. — Alternar — Manu pediu a Ailee, que prontamente tomou o lugar dela e avançou a sua frente, invocando sombras que perfuraram o gigante, destruindo-o de dentro para fora em questão de segundos. Manu aproveitou e avançou de encontro ao segundo monstro, que tinha flechas lunares cravadas contra o peito e a barriga, obra de Hanna, certamente.

A filha de Poseidon não perdeu tempo com aquele, e sim se aproveitou. Ela manipulou o gelo no corpo do gigante e o endureceu complemente, até congelar seus músculos e torna-lo uma estátua inútil e sem qualquer movimento. Ailee passou a frente dela como um borrão, e mais uma vez, destruiu o gigante com suas sombras. Restava apenas um monstro, e esse estava entretido com a filha de Apolo, que lançava mais e mais flechas em sua direção, cravando-as em qualquer lugar que conseguisse atingir. Diferente das outras, essas eram flechas de luz e fogo, logo, estavam fazendo a criatura derreter rapidamente em lugares alternados, o tornando mais lento, e mais irritado.

Emmanuelle fitou Ailee, e ambas concordam com um aceno de cabeça antes de avançar contra o monstro – que estava de costas para ela – as duas ergueram as espadas em conjunto, e cada uma cortou uma das pernas do gigante, o derrubando contra o chão. Foi Hanna que finalizou aquela criatura, jogando bolas de energia e calor em direção a ela, até explodi-la em meio as chamas de calor. Manu ergueu a cabeça e sorriu, então desativou a espada, as duas caçadoras riram também, o baile estava salvo, e agora, elas podiam voltar a curtir a festa.
Passivos:

Nível 2
Nome do poder: Bronze celestial
Descrição: Esse é dos matérias principais usados nas armas de Poseidon/Netuno, por ser um material comum para armamentos dos mares e não adquirem ferrugem, o filho de Poseidon/Netuno que lutar com armas de bronze celestial ganhara um bônus de força em campo de batalha.
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: Quando o semideus lutar com armas feitas de bronze celestial ganha +10% de força
Dano: 5% de dano a mais se o adversário for acertado pela arma do semideus.

Nível 12
Nome do poder: Temperatura
Descrição: A temperatura da água não afeta o semideus, independentemente de estar quente, fria, ou congelada, para ele não fara diferença, pois não sente da mesma forma que os demais semideuses, humanos, monstros e etc.
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp:  Nenhum
Bônus: Não é afetado pelas mudanças bruscas na temperatura da água.
Dano: Nenhum

Nível 42
Nome do poder: Pericia com Espadas III
Descrição: Você se tornou um mestre com essa lamina e agora pode usa-la para atacar se defender, também consegue desarmar inimigos com mais facilidade e dificilmente deixa que tirem a lamina de suas mãos.
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: +100% de assertividade no manuseio da espada.
Dano: + 45% de dano ao ser acertado pela arma do semideus.

Nível 1
Nome do poder: Sentidos Aguçados
Descrição: Os sentidos são essenciais em uma caçada, de maneira que, tais semideuses, ao juntarem-se a Ártemis, desenvolvem os sentidos, passando a enxergar, ouvir, sentir etc. muito bem, seja durante o dia ou durante a noite.
Gasto de Mp: Nenhum.
Gasto de Hp: Nenhum.
Bônus: +15% em todos os sentidos.
Dano: Nenhum.

Nível 12
Nome do poder: Conhecimento Bélico
Descrição: As caçadoras naturalmente acabam adquirindo um grande conhecimento sobre armas, sejam brancas ou de fogo.
Gasto de Mp: Nenhum.
Gasto de Hp: Nenhum.
Bônus: Nenhum.
Dano: Nenhum.

Nível 13
Nome do poder: Força
Descrição: Ao lutarem em um ambiente natural, como florestas, a força da semideusa se torna maior, pois estão no local que as fortalece. Sendo mais difícil derrota-las.
Gasto de Mp: Nenhum.
Gasto de Hp: Nenhum.
Bônus: + 30% de força ao lutarem em florestas.
Dano: Nenhum.

Nível 23
Nome do poder: Influencia da Lua
Descrição: Como seguidoras da Deusa Ártemis, as caçadoras se tornam, naturalmente, ligadas a lua. De maneira que, em cada fase da lua, a caçadora demonstra determinada aptidão distinta. Como se seu corpo seguisse o calendário lunar.
Gasto de Mp: Nenhum.
Gasto de Hp: Nenhum.
Bônus: Lua nova: Período propício estudos, pesquisas, atividades em grupo, concentração, meditação, autoconhecimento, novas ideias, crescimento, expansão, emprego, etc.
Lua crescente: Magias que favoreçam desenvolvimento, crescimento, prosperidade, expansão, adiantamentos, começos, etc.
Lua cheia: Ótima para amor, fertilidade e obtenção de luz. A Lua Cheia é uma fase especial em que todo tipo de poder tem seu efeito potencializado.
Lua minguante: Momento de dissipar energias; desintegração, reflexão, exorcismos, etc. Durante a Lua Minguante não é aconselhável realizar nenhum tipo de magia relacionado a construção, amor, dinheiro, etc.
Dano: Nenhum.

Nível 27
Nome do poder: Resistência
Descrição: Como imortais e habituadas a movimentação extrema as caçadoras passam a desenvolver uma resistência acima da média, podendo passar mais tempo em corridas e em batalhas, sendo difícil cansa-las.
Gasto de Mp: Nenhum.
Gasto de Hp: Nenhum.
Bônus: + 30% em resistência.
Dano: Nenhum.

Nível 30
Nome do poder: Habilidade em batalha
Descrição: Tais semideuses tornam-se habilidosas em batalhas, conhecendo pontos fracos de monstros, assim como seus movimentos passam a ser limpos e rápidos, tanto utilizando arcos como facas/adagas. Sendo extremamente evasivas no combate corporal, assim como assertivas.
Gasto de Mp: Nenhum.
Gasto de Hp: Nenhum.
Bônus: + 50% de velocidade em combates corporais.
Dano: Nenhum.
Benção de Gelo:

Cartas de dominação: Como campeã do campeonato realizado pela deusa do gelo, a semideusa adquiriu uma nova arma. Trata-se de três cartas que dão a menina o poder de dominar o gelo, podendo transforma-lo em arma ou usa-lo de outra forma. A primeira carta é a utilizada para que se transforme o gelo em arma. A segunda é a dominação do gelo, podendo esculpi-lo no que se bem desejar. A terceira e mais poderosa é a que da ao portador a habilidade de se tornar um semi rei do gelo, fazendo com que o mesmo domine todas as formas de tal elemento.
Armas:

*Espada Marinha:Espada de dois gumes com o fio em perfeito estado (sempre se restaurando na água) , tem 1m cumprimento e 10cm de largura de lâmina. 15cm de cabo. Lâmina toda revestida com prata e bronze celestial, nunca enferruja e encrustada no meio dos metais há um pedaço de alga marinha na cor verde. Seu cabo é prata revestida com madeira, musgo e couro de cavalo, dando flexibilidade apenas para filhos de Poseidon/Netuno. Em descanso toma a forma de um cordão de couro com um pequeno pingente prata na forma de peixe. Sempre retorna ao pescoço do dono.
Triplicador:

• Play Plus – Sua sorte triplicada? Isso mesmo, toda postagem executada por seu personagem nos próximos 3 dias terá a XP triplicada. (Valido até 30/06/2017)

Thanks Panda


Avaliação da Arcus
Comentários e avaliação:
Critérios de avaliação: à esquerda (◄) valores totais, à direita (►) valores recebidos.
50% - Enredo e coerência de batalha - 45%
20% - Gramática e ortografia - 20%
30% - Criatividade - 25%

Minha pequena, sua história está ótima, mas eu levei um tempo discutindo com meus botões sobre a efetividade de congelar um gigante de gelo, achei considerável, mas acredito que tenhamos imaginado os monstros de forma diferentes.  Contudo, você tinha várias outras formas de destruí-los, ainda assim a batalha foi boa e gosto da forma como trabalha seus NPCs. Descontei uns pontinhos, mas não foi muito!

Recompensas:10.800 XP 3.600 Dracmas 4 flocos de neve.
Triplicador contabilizado

Atualizado por Vênus



Emmanuelle Sophie Henz
I'M A QUEEN OF DARKNESS!!!
avatar
Emmanuelle S. Henz
lider das caçadoras
lider das caçadoras

Mensagens : 719
Data de inscrição : 06/06/2013
Idade : 21
Localização : Seguindo em frente..

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Festival das Estações (Inverno)

Mensagem por Tessa S. Henz em Sex Jun 30, 2017 10:42 pm

Quando você resolve dar um passeio, não pensa que vai encontrar algo estranho em seu caminho ou que um desafio aparecera para que você o solucione. Após passar um tempo pouco contabilizado na área destinada ao verão, eu decidira que seria uma boa passar algum tempo me aproveitando dos prazeres que a neve pode trazer. Construiria alguns bonecos de neve, faria algumas bolinhas e  brincaria de atira-las nas arvores sem causar grande comoção. Mas, certamente aquele não era o caminho que os deuses desejavam que eu seguisse.

Primeiro por que, meu belo e simplório boneco de neve foi destruído por crianças travessas com pouco humor. Segundo por que, as arvores não pareciam apreciar receber  bolinhas em sua constituição e jogar bolas de neve sozinha não era nem um pouco divertido. Portanto, abandonei meu plano primário e resolvi caminhar por ali sem compromissos ou grandes expectativas. E bom, estava indo tudo muito bem até que avistei um grupinho de campistas atolados na neve. Certamente minha primeira reação foi a descrença.

Meus lábios se entreabriram, meus olhos não conseguindo acreditar no que avistavam. Como poderiam ter sido tão tolos para se verem presos naquele tipo de armadilha? Soltei um suspiro e abandonei meus pensamentos, me aproximando de seus corpos em busca de uma tentativa de ajuda-los a sair dali. Eu mal tocara a neve próxima aos corpos, quando meu próprio corpo foi empurrado para trás. Uma força não humana me impedia de ajudar meus companheiros de acampamento.

-Ousas me desafiar semideusa?- a voz era fina e estridente. Não parecia nem um pouco contente com o eu estava tentando fazer. Esboçando um sorrisinho sem graça, me virei em direção a voz. Sua pele era tão branca quanto a neve, seus lábios vermelhos como o sangue e seus cabelos em um castanho arruivado. Julgando pelo local aonde eu me encontrava, aquela era Quione a deusa da neve. Se os boatos sobre seus momentos de tédio fossem verdadeiros, ela estava ali em busca de diversão e aqueles semideuses atolados eram uma obra sua.

Soltei um suspiro de desalento antes de me preparar para o que estava por vir. Utilizando de força, eu dificilmente conseguiria fazer algo que salvasse meus colegas e a mim própria. –Nobre deusa- anunciei buscando adotar um tom de respeito antes de me afastar alguns passos dos campistas e me ajoelhar em uma reverencia. Quione parecia não gostar muito de semideuses em geral, entretanto ela parecia ter um apresso especial por aqueles que a respeitavam. –Sinto tanto interromper sua diversão- sussurrei ainda ajoelhada no chão. A neve começando a me incomodar.  

-Perdoe-me por interferir, mas creio que a senhora bondosa como é me proporcionaria fazer a defesa desses terríveis tolos- anunciei erguendo minha face para meus olhos se focassem no da deusa. Em um assentimento breve, ela permitiu que eu desse inicio a minha defesa. –Nobre Lady, esses tolos campistas restringiam seus dias a procura de uma aventura. Não haveria aventura melhor do que procurar pela deusa mais bela e inteligente de todas- anunciei apontando discretamente para os quase congelados seres.

-Imagino que a senhora já tenha muitos servos a seu serviço, mas esses nobres heróis se sentiriam honrados em dever um favor a senhora. Minha lady, a senhora poderia ordena-los ao redor ao seu bem prazer- anunciei buscando dar meu máximo para parecer completamente sincera. A diplomacia não era bem um dom que eu obtinha, entretanto todos poderiam adquirir uma boa oratória com bastante treino. –Você tem coragem semideusa, usa as palavras com facilidade. Os libertarei- anunciou em um tom provocante. Eu já começava a sorrir em triunfo quando suas mãos se ergueram indicando que não havia terminado. –Com uma condição. Você me devera um favor- anunciou por fim com um sorriso de escarnio.

-Eu?- questionei descrente. –Sim, você. Na sombra sempre viveu, mas sinto que há algum potencial em seu corpo magro, seus amigos vivem e você me devera um favor ou todos vocês morreram congelados. É pegar ou largar a escolha é sua- disse olhando para suas unhas com interesse desnecessário. Suspirei me sentindo pega em minha própria armadilha, não era como se eu pudesse deixar meus colegas campistas morrerem por ali, mas também não era como se eu quisesse dever algo a Quione. –Eu aceito sua proposta- murmurei contra gosto. –Muito bem Tessa de Poseidon- anunciou fazendo com que uma pequena tatuagem em formato de floco de neve aparecesse em meu antebraço.

–Não se preocupe, ela sumira. Claro, apenas depois que você realizar o meu desejo. Quando seu braço arder, esse será meu chamado. Venha ao Alasca e descobrira o que terá de fazer. Agora vão- anunciou antes que a neve que soterrava meus colegas desaparece junto a figura da deusa. Era como se nada houvesse acontecido e eu facilmente poderia me enganar se a tatuagem não continuasse intacta em meu antebraço. –Vamos seus molengas, vocês tiveram uma baita sorte dessa vez- anunciei ajudando-os a se encontrarem. Era hora de todos voltarmos para o baile que ocorria na ala da primavera.
Armas:

Anel de Sea: Um anel que deixa o semideus invisível por quanto tempo o mesmo desejar, nem mesmo os mais perigosos monstros consegue avista-lo ou senti-lo em uso do anel da invisibilidade. O mesmo também serve como um escudo especial quando tocado no lugar correto. Sempre retorna ao dono
Observação:
• Play Plus – Sua sorte triplicada? Isso mesmo, toda postagem executada por seu personagem nos próximos 3 dias terá a XP triplicada. (02/07/2017)


Avaliada por Nyx
2.800 (x3) = 8.400 + 3.000 Dracmas + 2 flores e 2 folhas secas.


Tessa Samantha Clarissa Henz
It's no rigth, but is okay!


avatar
Tessa S. Henz
Filhos de Poseidon
Filhos de Poseidon

Mensagens : 292
Data de inscrição : 21/06/2013

Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 9 de 9 Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8, 9

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum