The Blood of Olympus
Para visualizar o forum é necessário estar cadastrado, por favor registre-se no rpg ou entre em sua conta. É necessário estar cadastrado para ver as informações contidas no forum. Lembre-se de usar nome e sobrenome, não se cadastrar usando nomes geralmente utilizados por Hacker. Exemplo: "Barum" "Hakye" e por ai vai. Bem vindos.

Ficha para outras raças

Página 1 de 2 1, 2  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Ficha para outras raças

Mensagem por Athena em Dom Maio 04, 2014 11:22 pm

Ficha destinada a outras raças (Espíritos da natureza, aurae, faunos)


NOME COMPLETO

HISTÓRIA COM NO MÍNIMO 20 LINHAS. (WORD/ARIAL-12)

OBS: NÃO SERÃO TOLERADOS ERROS ORTOGRÁFICOS.
IDADE
OPÇÃO SEXUAL
GRUPO?


Mais sobre você on.
CARACTERÍSTICAS FÍSICAS

Mínimo cinco linhas (word/arial - 12)

CARACTERÍSTICAS PSICOLÓGICAS.

Mínimo cinco linhas (word/arial - 12)

Responda :

Por que escolheu esse grupo ?
Apelidos :
Um segredo ?
O que mais te irrita ?



Adicionais
Sobre você

Um medo?
Gostos e Desgostos?
Se descreva em apenas uma palavra?


Redes sociais

Facebook :
Twitter :
Tumblr :
Skype :

OBS : Apenas se quiser colocar. Caso não queira deixe os espaços acima em branco.

Fale um pouco de você.

Não tem mínimo de linhas. Mas fale como costuma agir com as pessoas, faz amizade fácil ? É esperto(a) ?
Conte-nos sobre você.


Código por Oyuki ♣ 2012


Spoiler:

Código:
<link href='http://fonts.googleapis.com/css?family=Yanone+Kaffeesatz:200' rel='stylesheet' type='text/css'><div style="width: 500px; margin: 0 auto; background: #423A5F; padding: 10px 0px; border-top-left-radius: 300px; border-bottom-left-radius: 100px; border-right: solid 20px #755779" >
<div style="height: 210px;"><div style="width:200px; height: 200px; border: solid 5px #755779; border-radius: 50%; float: left; background: url(IMAGEM DO SEU PP 200X200);"></div><div style="float:right; width: 290px;"><div style="font-family: Yanone Kaffeesatz; font-size:36px; color: #FFF; text-align:right; padding: 8px 4px;">NOME COMPLETO</div><div style="background: #755779; border-radius: 30px 0px 0px 30px; margin-left: 5px; font-size:11px; padding: 10px 0px 10px 15px; text-align:justify; font-family: calibri; color: white; height:110px; line-height: 110%; margin-right: -20px;"><div style="height:110px; padding-right:5px; overflow: auto; opacity: 0.6;">
HISTÓRIA COM NO MÍNIMO 20 LINHAS. (WORD/ARIAL-12)

OBS: NÃO SERÃO TOLERADOS ERROS ORTOGRÁFICOS.
</div></div><div style="background: #D08077; border-radius: 10px 0px 0px 10px; padding: 0px 5px; margin-left: 33px; color: #423A5F; font-size:11px; font-family: calibri; text-transform: uppercase; text-align: right; letter-spacing: 2px;">IDADE</div><div style="background: #F9B07D; border-radius: 10px 0px 0px 10px; padding: 0px 5px; margin-left: 66px; color: #423A5F; font-size:11px; font-family: calibri; text-transform: uppercase; text-align: right; letter-spacing: 2px;">OPÇÃO SEXUAL</div><div style="background: #FDD18A; border-radius: 10px 0px 0px 10px; padding: 0px 5px; margin-left: 100px; color: #423A5F; font-size:11px; font-family: calibri; text-transform: uppercase; text-align: right; letter-spacing: 2px;">GRUPO</div></div></div>

<div style="font-family: Yanone Kaffeesatz; font-size:36px; color: white; text-align:right; padding: 8px 4px;">Mais sobre você on.</div><div style="background: #755779; border-radius: 20px 0px 0px 20px; margin-left: 50px; font-size:11px; padding: 15px 0px; text-align:right; font-family: calibri; color: white; line-height: 115%; letter-spacing:1px;"><div style="background: #423A5F; border-radius: 10px 0px 0px 10px; padding: 1px 20px; margin-left: 100px; color: #D08077; font-size:18px; font-family: calibri; text-transform: uppercase; text-align: left; letter-spacing: 5px; margin-bottom: -5px; margin-right:-20px;">CARACTERÍSTICAS FÍSICAS</div>
Mínimo cinco linhas (word/arial - 12)

<div style="background: #423A5F; border-radius: 10px 0px 0px 10px; padding: 1px 20px; margin-left: 200px; color: #F9B07D; font-size:18px; font-family: calibri; text-transform: uppercase; text-align: left; letter-spacing: 5px; margin-bottom: -5px; margin-right:-20px;">CARACTERÍSTICAS PSICOLÓGICAS. </div>
Mínimo cinco linhas (word/arial - 12)

</div><div style="background: #D08077; border-radius: 10px 0px 0px 10px; padding: 0px 5px; margin-left: 100px; color: #423A5F; height:10px;"></div><div style="background: #F9B07D; border-radius: 10px 0px 0px 10px; padding: 0px 5px; margin-left: 150px; height:10px;"></div><div style="background: #FDD18A; border-radius: 10px 0px 0px 10px; padding: 0px 5px; margin-left: 200px; height:10px;"></div>

<div style="font-family: Yanone Kaffeesatz; font-size:36px; color: white; text-align:right; padding: 8px 4px;">Adicionais.</div><div style="background: #755779; border-radius: 20px 0px 0px 20px; margin-left: 50px; font-size:11px; padding: 15px 0px; text-align:right; font-family: calibri; color: white; line-height: 115%; letter-spacing:1px;"><div style="background: #423A5F; border-radius: 10px 0px 0px 10px; padding: 1px 20px; margin-left: 100px; color: #D08077; font-size:18px; font-family: calibri; text-transform: uppercase; text-align: left; letter-spacing: 5px; margin-bottom: -5px; margin-right:-20px;">Sobre você</div>
Um medo?
Gostos e Desgostos?
Se descreva em apenas uma palavra?


<div style="background: #423A5F; border-radius: 10px 0px 0px 10px; padding: 1px 20px; margin-left: 200px; color: #F9B07D; font-size:18px; font-family: calibri; text-transform: uppercase; text-align: left; letter-spacing: 5px; margin-bottom: -5px; margin-right:-20px;">Redes sociais</div>
Facebook :
Twitter :
Tumblr :
Skype :

OBS : Apenas se quiser colocar. Caso não queira deixe os espaços acima em branco.

<div style="background: #423A5F; border-radius: 10px 0px 0px 10px; padding: 1px 20px; margin-left: 50px; color: #FDD18A; font-size:18px; font-family: calibri; text-transform: uppercase; text-align: left; letter-spacing: 5px; margin-bottom: -5px; margin-right:-20px;">Fale um pouco de você.</div>
Não tem mínimo de linhas. Mas fale como costuma agir com as pessoas, faz amizade fácil ? É esperto(a) ?
Conte-nos sobre você.
</div><div style="background: #D08077; border-radius: 10px 0px 0px 10px; padding: 0px 5px; margin-left: 100px; color: #423A5F; height:10px;"></div><div style="background: #F9B07D; border-radius: 10px 0px 0px 10px; padding: 0px 5px; margin-left: 150px; height:10px;"></div><div style="background: #FDD18A; border-radius: 10px 0px 0px 10px; padding: 0px 5px; margin-left: 200px; height:10px;"></div>

<div style="text-align:right; color: #755779; font-size: 10px; font-family: calibri; text-transform: uppercase; padding: 0px 2px;">Código por <a href="http://www.oursourcecode.net/u16" style="color: #755779; text-decoration:none;">Oyuki</a> ♣ 2012 </div></div>


Palas Athena...
Sometimes the power must bow to wisdom. You can be strong, may have power, but if you are wise, you are all well. And more than that, yes you can defeat them. Once warned that to save the world destruiri you-your friends, maybe I was wrong.
avatar
Athena
Deuses Olimpianos
Deuses Olimpianos

Mensagens : 6398
Data de inscrição : 26/05/2013
Idade : 22
Localização : Por ai

http://www.bloodolympus.org

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ficha - Elora Garther

Mensagem por Elora Garther em Sab Ago 23, 2014 10:28 pm


Elora Garther

Às vezes, quando fecho os olhos, quase consigo me esquecer. É tão bom... Deixar de lado o que sou, minhas raízes... Poderia estar em qualquer lugar: Na Filadélfia, em Las Vegas, Nova York, talvez até mesmo em Quebec. Todas aquelas cidades incríveis sobre as quais li nos livros de História. Sinto-me uns setenta por cento mais feliz, assim.

Mas então os olhos se abrem, a fantasia acaba, a porcentagem zera enquanto a alegria se esvai. Encaro o tronco a minha frente com desencanto. Abaixo-me até suas raízes, unhas cravadas na casca, e abro um vergão espelhado ao que surge em minha perna. Sinto o morno do sangue e mordisco os lábios para conter um grito de frustração.

Amarrada, presa a terra por aquilo que me mantém viva. Nunca poderei ver o mundo, nunca poderei afastar-me da tal maldita árvore à qual estou ligada. Como a odeio; como odeio seus frutos de papel, que me seduziram a querer deixar esse lugar-comum e explorar um universo além do meu alcance. Como me odeio.

Solto um riso rouco enquanto abraço aquele tronco, fundo-me a ele. Não posso detestá-lo sem me detestar, e por isso mesmo o faço.

Ainda me lembro de quando era pequena. Éramos tão felizes, tão idiotas... Não conhecíamos nada do mundo, logo não o desejávamos. E então apareceu aquela garota.  Não há um dia que eu não a maldiga, do mesmo modo que a bendigo todas as manhãs. Tarde após tarde, poucas horas antes do crepúsculo, ela se sentava a nossa sombra e abria aqueles cadáveres industrializados que chamava de livros. Primeiro fiquei com medo, mas era jovem, curiosa, e acabei querendo saber o que ela via de tão interessante em algo mórbido assim. O modo? Perguntei. Pedi que me ensinasse a ler, a decifrar todas aquelas marcas pretas. A garota gentilmente concordou. Desde então todo dia líamos juntas, a cada um eu aprendendo novas estruturas e palavras. Chegou ao ponto em que eu já conseguia ler sozinha, e vendo isso ela começou a deixar alguns textos comigo.

Passei a praticar manhã e noite, ignorando completamente o olhar reprovador que outras ninfas me lançavam ao ver os montes de papel na floresta. Foi assim que pela primeira vez me apaixonei. Não por uma pessoa, não por um animal, mas por um mundo: Vislumbrar lugares aos quais nunca poderia ir criou a vontade de conhecê-los. Isso se intensificou ainda mais quando minha amiga confessou que tinha o mesmo sonho, mas, diferente de mim, iria realizá-lo. Fiquei feliz por ela, é claro, mas não consegui conter a inveja. Não sei se isso passou despercebido ou se ela apenas foi gentil o suficiente para não comentar.

Fizemos um acordo: Quando ela saísse em missão me contaria cada vírgula de suas aventuras, detalharia esquina por esquina todas as cidades e, se não pudesse falar pessoalmente, me mostraria o mundo através de cartas. Em troca eu escreveria sobre os lugares que já sonhei em ir, contando como os imaginava e o que faria se (ela insistia em dizer “quando”) eu estivesse neles. Entendo o porquê de tal pedido... Sempre insistiu que não desistisse de meus sonhos, que fossemos juntas explorar o mundo que conhecemos em páginas. Nunca tive coragem.

Aventura após aventura ela vinha com o mesmo pedido, o qual eu sempre negava, alegando que não poderia deixar minha árvore desprotegida ou sequer me afastar muito de seu local de descanso. Foi esse o motivo de nossa primeira briga. Brigamos de verdade, não uma discussão boba como as que sempre tínhamos. Desde então ela parou de vir à floresta.

Passaram-se semanas assim. Fiquei preocupada, procurei-a pelo acampamento, mas descobri que ela saíra sem deixar aviso. Busquei contato com sua família, amigos... Nada. Parecia ter evaporado da Terra. Entrei em pânico. Peguei minhas coisas e saí atrás dela.

Melhor. Desgraça. Do mundo.

Odeio-a, odeio-a, odeio-a! Por que me obrigou a fazer isso? Concretizou minha paixão pelo mundo, transformou-a num amor irremediável. Pois mesmo quando minhas pernas cederam as únicas coisas que me vinham à cabeça eram “eu tenho de te achar” e “eu não quero mais voltar”. Ela soube disso. Soube disso quando me olhou nos olhos antes de eu desmaiar. Por mais que me falem o contrário tenho certeza que não alucinei, foi ela quem me salvou, me levou de volta para o acampamento. Não foi devaneio. O cadáver era de outra pessoa, tenho certeza, eu só desacordei por causa do sangue.

Ela então me deixou no acampamento e foi embora, foi viver a vida de aventuras que eu não tive coragem para ter. O que dizem não me importa; um dia as cartas vão voltar a chegar, um dia vai me perdoar e leremos sob a sombra do salgueiro, outra vez. Enquanto isso eu a espero. Espero e nos maldigo por minha falta de coragem, seu excesso de encanto e essa eterna espera a qual estou submetida.
15 anos
Bissexual
Ninfa


Mais sobre você on.
CARACTERÍSTICAS FÍSICAS

Os cabelos castanhos caem em cachos até as costas. Estão usualmente bagunçados ou presos numa trança. Sua pele é ligeiramente amorenada, marcada aqui e ali por cicatrizes cuja origem ela prefere não comentar. Os olhos marrons são estreitos e as sobrancelhas grossas. Mede um e cinquenta e sete e tem um corpo esbelto, apesar de não muito chamativo.

CARACTERÍSTICAS PSICOLÓGICAS.

Não é muito comunicativa, preferindo ouvir a falar (principalmente se forem histórias). Tímida e desajeitada com estranhos, infantil e insegura com amigos. Basta propor-lhe um desafio, porém, para que toda essa temeridade se esvaia e venha a toda seu lado impetuoso. Nunca recusa um, exceto se ele envolver se afastar demais do bosque onde vive. Sua voz sempre carrega um ar ora ácido, ora curioso, e mesmo que tente evitar não é raro lançar comentários ofensivos. Quando o faz se retrai de imediato, podendo ficar dias sem falar com a pessoa e respondendo com agressividade a qualquer tentativa de reaproximação. O mesmo ocorre se a ofendem, contudo precedido por um ataque de raiva.

RESPONDA:

Por que escolheu esse grupo ? Encaixa-se na história do personagem. Hamadríades tem a própria vida ligada às árvores que protegem, achei que essa prisão involuntária seria algo interessante a se trabalhar.
Apelidos : Lora
Um segredo ? Às vezes sente vontade de matar a própria árvore, mesmo sabendo que isso geraria sua morte, também.
O que mais te irrita ? Ser lembrada de sua "prisão", não conseguir fazer algo que lhe é proposto.



Mais sobre você off.
Sobre você

Idade : 17 anos
Nome : Isabela
Ano escolar : 3º ano - Ensino Médio

Redes sociais

Facebook : Isabela Alguma Coisa
Twitter : ---
Tumblr : ---
Skype : ---

OBS : Apenas se quiser colocar. Caso não queira deixe os espaços acima em branco.

Fale um pouco de você.

Eu sou aquele fantasminha que fica lurkando enquanto pensa "oh, que conversa legal", mas não faz um movimento para interagir. Não, não sou parecida com meus personagens, não me sinto confortável com self insert. Ao vivo e em cores a única opinião com a qual me importo é a minha, contudo na internet tento ser agradável com todos. Se consigo é outra história. Dou meu máximo em tudo e espero que as outras pessoas também o façam, mesmo que o "máximo" esteja abaixo do padrão aceitável. Gosto de gente estranha, tento ser assim também (não preciso me esforçar muito, confesso). Se falar sobre gatos comigo é melhor se preparar para me ouvir tagarelando sem parar por meia hora, a mesma coisa para batatas (batata é tudo, tudo é batata. Aceite a batata em sua vida. Você não será completo sem um pacote de Ruffles e uma tigela de purê). Eu não mordo, afinal não quero sair passando raiva para todo o mundo, e amo quando pessoas tentam me tirar do meu cantinho de reclusão social, pois sozinha não o faço.


Código por Oyuki ♣ 2012


❛Elora Garther❜
❛In fortune solio sederam elatus, prosperitatis vario flore coronatus. Quiequid enim florui Felix et Beatus, nunc a summa corrui gloria privatus❜

credits @
avatar
Elora Garther
Ninfas
Ninfas

Mensagens : 13
Data de inscrição : 07/06/2013
Localização : Acampamento Meio-Sangue

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Ficha para outras raças

Mensagem por Artemis em Sab Ago 23, 2014 10:42 pm

Ficha aceita bem vinda


Artemis
goddess of
the moon
avatar
Artemis
Deuses Olimpianos
Deuses Olimpianos

Mensagens : 150
Data de inscrição : 08/06/2014
Idade : 19
Localização : Monte Olimpo

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Ficha para outras raças

Mensagem por Oistros Sátiroy em Qui Ago 28, 2014 7:53 pm


Oistros Sátiroy

Voltemos no tempo, o jovem e nômade Dionísio cercado de ninfas e sátiros, um jovem sem preocupações ou juízo. Enfim, Dionísio sente uma forte atração por Arpe, conhecida como Flor de Vinho, pelido ganho por causa de sua beleza admirável e por estar sempre bêbada. Arpe era um jovem de belas curvas e de incrível promiscuidade, já se sabe que logo ela estaria nos braços do deus.
Quando a jovem descobre que a semente do deus habita em seu ventre, se desespera. Corre para uma maga, oferecendo dinheiro por seus serviços, a maga aceita ajudá-la. Em uma noite em que a lua estava maior do que de costume, a maga leva Arpe para um belo campo aberto, sem árvores, mas coberto por uma verde relva. O embrião é retirado de direto do ventre da moça por meios mágicos e em seguida, enterrado na terra.
A criança acabou desaparecendo da memória da mãe rapidamente, mas continuou viva.
Uma árvore imponente cresceu no mesmo local onde o embrião foi "plantado", mas esta não produziu frutos.
---
Os vários anos não derrubaram ou mataram a árvores, dezenas, centenas de anos se passaram e ela continuou lá, imutável. Um casal se mudou para o local, construíram uma casa, não derrubaram a árvore, pois acharam que seria um ótimo começo para um jardim.
Annie e Paul, eram seus nomes, os dois eram professores, Annie era professora de jardim de infância e Paul lecionava física.
Numa noite, o casal estavam sentados diante da lareira, em um semi-silêncio agradável, apenas o crepitar das chamas era ouvido, quando um som alto interrompeu a calmaria, um choro de criança. Achando que poderia ser um vizinho permaneceram onde estavam, mas o choro persistiu e Annie resolveu dar uma olhada.
-Paul, venha aqui!- Ela gritou.
-Mas o que ho... Oh, meu Deus!-
Uma criança nua e de pele rosada esperneava no chão, próxima as raízes da árvore. Mas notaram algo a mais... Aquilo eram cascos?
--
Annie e Paul acolheram a criança por alguns dias, esperando que alguém viesse ali para buscá-la. Um mês se passou e o casal resolveu resolver isso na justiça. O juiz decretou que a criança seria levada á um orfanato, mas Annie e Paul preencheram a papelada de adoção e acolheram o bebê.
Deram a ele o nome de Tobias. Tob cresceu saudável e inteligente, com alguns hábitos estranhos, como se recusar a comer qualquer tipo de carne, ou mancar quando anda.
Quando Tobias tinha nove anos, pelos começaram a nascer em grandes quantidade nos membros inferiores, os seus pais acharam que era alguma disfunção e gastaram muito dinheiro com cirurgias e remédios, mas de nada adiantou. O casal então, fez com que o filho usasse apenas calças e calçados com molde de isopor para que Tobias não sofresse chacota.
--
Tudo estava bem, até que Annie e Paul resolveram ter outro filho. No começo, Tobias aceitou facilmente, mas quando viu que não recebia tanto atenção e carinho quanto antes se sentiu solitário.
"Vou fugir" ele pensou "Não fugir, eu voltarei, será apenas para eles levarem um susto". O garoto, já com quinze anos, mas ainda inocente riu.
--
Os galhos se chocavam contra seu rosto, mas o jovem apenas ria, nunca se sentira tão livre. "O que estava fazendo?" parou de correr, mas deu de ombros e num impulso sem juízo, rasgou as calças até o joelho, as pernas longas e peludas se projetaram para fora do tecido. Ele voltou a correr.
E como correu, pareceu correr por horas, quando finalmente parou, ofegante. Estava diante de um espaço amplo e... habitado. "Oh não." Já começava a recuar, quando uma sombra se projetou atrás dele:
-O que faz aqui? Vamos, os novatos chegaram.
Tobias olhou para ele e finalmente percebeu, ele possuía pernas e patas iguais as suas:
-Quem é você? Nunca te vi aqui.- O homem disse.
O garoto não queria falar seu nome, e ficou em silêncio por um momento, e uma voz baixa sussurrou em sua mente e ele sabia qual seria seu nome:
-Me chamo Oistros, senhor.

OBS: NÃO SERÃO TOLERADOS ERROS ORTOGRÁFICOS.
17[dezessete] anos
Bissexual
Sátiros


Mais sobre você on.
CARACTERÍSTICAS FÍSICAS

Oistros tem pele branca, quase pálida, mas suas bochechas estão sempre coradas. Seus olhos não tem um cor definida, sendo que as vezes estão castanhos, e em outras ocasiões, esverdeados. Possui cabelos escuros que ocultam seus discretos chifres. Oistros é um pouco alto, em torno de 1,76, tem corpo esguio, porém musculoso. E sendo um sátiro, das cintura para baixo possui os membros cobertos por pelos e uma discreta cauda de bode. Quando anda ou corre devagar, Oistros manca.

CARACTERÍSTICAS PSICOLÓGICAS.

Oistros assim como o Oistros da antiguidade é extrovertido, alegre e frenético. Ele é um pouco inseguro de si mesmo, mas passa o tempo todo a incentivar os outros. Um sorriso branco e sincero sempre ilumina o rosto de Oistros. E o sátiro além disso, é muito ansioso, sempre nervoso, como se esperasse algo, sempre está roendo as unhas ou mastigando algo.

Responda :

Por que escolheu esse grupo ? Bom, já faz certo tempo que não "jogo" em fóruns, e faço isso pra retomar a prática, mas acima de tudo, faço pela experiência. Por que as pessoas não criam sátiros com frequência? Porque é diferente, e experimentando coisas diferentes se ganha experiência.
Apelidos : --
Um segredo ? Eu sou o Stephen[King] Spector, chalé de Éolo.
O que mais te irrita ? Aqueles erros básicos, como conjugar verbos após o pronome 'mim' e etc.



Mais sobre você off.
Sobre você

Idade : 13
Nome : Pedro
Ano escolar : 9º ano - Ensino Fundamental

Redes sociais

Facebook :
Twitter :
Tumblr :
Skype :

OBS : Apenas se quiser colocar. Caso não queira deixe os espaços acima em branco.

Fale um pouco de você.

Não tem mínimo de linhas. Mas fale como costuma agir com as pessoas, faz amizade fácil ? É esperto(a) ?
Conte-nos sobre você.


Código por Oyuki ♣ 2012
avatar
Oistros Sátiroy
Sátiros/ Faunos
Sátiros/ Faunos

Mensagens : 2
Data de inscrição : 28/08/2014

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Ficha para outras raças

Mensagem por Quione em Qui Ago 28, 2014 8:10 pm

FICHA ACEITA
Você escreve bem, mas sei que tem capacidade para escrever muito melhor. Percebo que consegue bem interpretar um sátiro e exatamente por isto estou lhe aprovando. Mas ficarei de olho, quero vê-lo evoluir e ser um ótimo escritor.


Χιόνη
avatar
Quione
Deuses Menores
Deuses Menores

Mensagens : 459
Data de inscrição : 12/07/2013

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Ficha para outras raças

Mensagem por Éntonos Boukolai em Sab Mar 07, 2015 11:25 am


Éntonos, A Intensa

"As epimélides, mélides, málides ou bucólicas (boukolai, em grego) eram ninfas dos pastos e campinas das montanhas, protetoras de rebanhos de cabras e ovelhas e também guardiãs dos pomares e árvores frutíferas. O nome era derivado das palavras gregas epi- "junto a", "protetora" e mêlon, que significa tanto "ovelha" quanto "pomo" (termo que abrangia a romã, a maçã e o marmelo). O duplo significado da segunda palavra lhe deu seu duplo papel."

Para iniciar a narração de um conto que aconteceu com a bela ninfa de cabelos multicolores, creio que sou obrigado a apresentá-la, não?

Todo um vale ninfal comemorava o nascimento de uma nova ninfa, que já nascera com a aparência de uma criança de cinco anos, tinha os cabelos castanhos caindo até as costas, pele alva e bochechas coradas e como era 'serelepe'! Oh, deuses! Que gracinha de pes...Ninfa.
Dionê, segurando a ninfa nos braços, sorrindo calorosamente, beijou sua testa e disse, baixinho para a pequena:
- Seu nome é Éntonos.

Agora já temos uma ideia de como ela nasceu, mas agora narrarei a parte da vida dela que mais a marcou: Quando a ninfa conhece Tique, em sua forma mais idosa. Eu chamarei este conto de 'Água na Cestinha'.

"A bela ninfa caminhava descalça, a cesta pendendo em sua mão direita, ela caminhava em direção a fonte para pegar água para seus ovinos. Ela cantarolava enquanto andava, sua bela e doce atraia a atenção de alguns animais, que paravam o que quer que faziam para apreciá-la.

Ao aproximar-se da fonte, Éntonos se agacha e mergulha a cesta na água, a enchendo. Quando ia tirar a cestinha da fonte, esta escorrega por entre seus dedos e é levada pela correnteza:

- Oh!- Um arquejo escapa dos lábios avermelhados da ninfa.

A Intensa começa então a correr na margem do filete d'água que fugia com sua cestinha, que se afastava mais e mais, mas a ninfa continuava a persegui-la.

Nessa correria, Éntonos acaba se aproximando de uma bifurcação do rio, que iam para duas direções diferentes, e na margem do rio tinha uma pequena e velha cabana. A ninfa se aproxima e uma encurvada e enrugada velhinha aparece na porta:

- Oh, adorável ser, por acaso, você viu minha cestinha?- Éntonos pergunta docilmente.

- Venha até aqui.- disse-lhe a velha - , pois encontrei sua cestinha. Mas me faça um favor, vê se descobre o que me belisca aqui nas costas. O que tenho?

A ninfa matava bichinhos a mais não poder, mas, para não magoar a velha, dizia:

- Pérolas e diamantes.-

- E pérolas e diamantes terá- Respondia a velhinha. E assim que se viu livre das pulgas:- Venha comigo.- Disse-lhe e guiou-a até dentro da casa, que era um montinho de lixo: - Por favor, doce moce. O que se encontra na minha cama?

A cama em questão andava sozinha, tantos os bichos que havia ali, mas a moça, para não ser rude, respondeu:

- Rosas e jasmins.

- E rosas e jasmins terá. Faça-me mais um favor, varra a casa para mim. O que há para ser varrido?

Enquanto varria uma sujeira que dá nojo, ela disse:

- Rubis e perolas.

- E rubis e perolas terá.- E então, abriu um armário com todo os tipos de vestido e lhe disse:- Quer um vestido de seda ou um vestido de percal?-

- Sou simples, sabe? Dê-me um vestido de percal!

- E eu lhe darei um de seda.- E estalando os dedos, a ninfa se viu vestindo o mais lindíssimo vestido de seda que já vira, de um vermelho intenso. Então, a velhinha abriu um cofrinho e lhe disse: - Quer ouro ou quer coral?

- Oh, dê-me o coral.-

- Lhe darei o ouro.- E pôs nela um belíssimo colar dourado: - Quer brincos de cristal ou de diamantes:

- De cristal, por favor.

- E eu lhe dou de diamantes.- E pendurou os diamantes nas orelhas, depois lhe disse: - Que você seja bela, que seus cabelos sejam de ouro e, quando se pentear, caiam rosas e jasmins de um lado, pérolas e rubis de outro.

E cheia de agradecimentos, ela partiu da cabana da velha e com a cestinha, voltou para o pomar. Sem saber que acabara de conhecer a deusa da riqueza."

Agora creio que já conheçam bem a história dessa agradável ninfa. Mas o que aconteceu com ela?

Bem, não é nenhuma novidade que os seres mitológicos andam se "atualizando" e o mesmo aconteceu com Éntonos: onde havia seu pomar, formou-se uma bela cerca-viva que várias vezes por ano dá vários gordos cachos de uvas e ela também construiu uma cabana bem grande, para ela e suas ovelhas. Depois de alguns séculos, uma cidade se formou em volta da agradável casinha dela, mesmo com a poluição, toda vez que alguém se aproxima da casa da ninfa, pode sentir o cheiro limpo da natureza. Mas não pense que Éntonos se encarcerou na sua casinha, não! Ela vive com os mortais, e é amiga de várias deles(até mesmo dividiu o leito com alguns, mas shh), mas ela se recusa a comer qualquer tipo de carne.

A cidade muito depois da ninfa, se tornara Long Island City, um "desmembramento" de Nova York e Éntonos ama o lugar. Sabia que foi ela que jogou a maçã explosiva na cabeça de Hipérion na segunda Titanomaquia? É!

Uuh, olhe só as horas, vejo que tenho que ir! Mas prometo que conto mais da adorável vida da minha ninfa quando voltar...

OBS: NÃO SERÃO TOLERADOS ERROS ORTOGRÁFICOS.
Incontável
Pansexualidade
Ninfas


Mais sobre você on.
CARACTERÍSTICAS FÍSICAS

Éntonos é alta, possuindo aproximadamente 1,75, tem um corpo invejável: cintura fina, quadril largo e seios fartos. Ah e uma curiosidade sobre seu cabelo: quando está perto da natureza e de seu pomar, ele possui uma coloração castanha, como o tronco de uma cerejeira, mas quanto mais longe do pomar, ele assume um alvo descolorido, como as flores da cerejeira e é tão cheiroso quanto. A ninfa tem uma pele clara e bochechas rosadas, seus lábios são sempre vermelhos e seus dentes são grandinhos(mas ela odeia que falem dele, então shh).

CARACTERÍSTICAS PSICOLÓGICAS.

Éntonos é sapeca e toda serelepe, uma das ninfas mais elétricas, sempre disposta a ajudar e a trabalhar, totalmente sem preguiça e ela é super carinhosa com suas ovelhas e com as pessoas que gosta. E ela é também muito cuidadosa e meticulosa, sempre tomando cuidado ao regar suas plantas. E mesmo depois de alguns milênios, sua memória é impecável, então, se fizerem algum mal a ela, ela nunca irá esquecer.



Adicionais.
Sobre você

Um medo? Vermes e aqueles animaizinhos nojentos e parasitas de livros de ciência de 3º ano ç.ç'
Gostos e Desgostos? Eu simplesmente adoro Carmen Miranda, mas odeio... Acho que não odeio nada.
Se descreva em apenas uma palavra? Foteinó.


Redes sociais

Facebook :
Twitter :
Tumblr :
Skype :

OBS : Apenas se quiser colocar. Caso não queira deixe os espaços acima em branco.

Fale um pouco de você.

Não tem mínimo de linhas. Mas fale como costuma agir com as pessoas, faz amizade fácil ? É esperto(a) ?
Conte-nos sobre você.


Código por Oyuki ♣ 2012
avatar
Éntonos Boukolai
Ninfas
Ninfas

Mensagens : 2
Data de inscrição : 07/03/2015

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Ficha para outras raças

Mensagem por Zeus em Sab Mar 07, 2015 2:53 pm

Ficha aceita bem vinda


Lorde Zeus
avatar
Zeus
Deuses Olimpianos
Deuses Olimpianos

Mensagens : 1083
Data de inscrição : 01/09/2014

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Ficha para outras raças

Mensagem por Phil o Satiro em Seg Mar 09, 2015 11:08 pm


Phil o Satiro

Filoctetes, mais conhecido como Phil, é um velho sátiro (metade homem e metade bode) infame para heróis de treinamento que não conseguiu fazer dos seus heróis bons, sempre terminando em falhas. Ele aparece como o deuteragonista no filme da Disney de 1997, Hércules, e na sua série de televisão. Ele foi dublado por Danny DeVito (e também pode ser uma possível caricatura dele) no filme e Robert Costanzo na série de televisão e em aparições posteriores.
A animação da Disney, lançada em 1997 na onda do sucesso da série de televisão Hércules: A Lendária Jornada com o bombadão Kevin Sorbo, faz pouco uso desse mito. Aqui Hércules é o filho de Zeus e de Hera que perde sua condição divina e passa a ser “apenas” um semi-deus devido a um plano malígno de Hades para tomar o controle do Monte Olimpo. Hércules é enviado para a Terra e é criado por um casal de humanos até o dia em que ele decide reconquistar seu lugar entre os deuses. Zeus fala com o filho e diz que, para isso, ele deverá primeiramente transformar-se em um herói. Hércules, junto com o cavalo Pégaso (que na mitologia é montado por Perseu) e o sátiro Phil, atravessa a Grécia derrotando monstros e realizando grandes feitos para poder voltar ao Olimpo.

A personagem Meg, par romântico de Hércules no desenho, não existe no mito (Hércules casa com Dejanira, responsável direta por sua morte e, já nos céus, une-se a Hebe), bem como não há um Hades malvado tentando tomar o Olimpo. Os 12 trabalhos, com excessão da luta contra a hidra, são mostrados rapidamente em meio a sessões de cantoria das Musas e do próprio Hércules, que aqui foi transformado em uma espécie de pop star com fãs e bonequinhos articulados. No sentido de ser um atualização do mito para a atualidade, é um ponto de vista interessante e eu seria injusto se não dissesse que o filme é divertido (o Hades mesmo é hilário), mas não é o tipo de filme indicado para fãs de mitologia. Pode até funcionar bem como porta de entrada para o assunto, mas obriga quem passa por essa porta a esquecer o que foi visto e reaprender tudo.
IDADE-18
OPÇÃO SEXUAL-Indefinida
GRUPO-Satiros


Mais sobre você on.
CARACTERÍSTICAS FÍSICAS

Sátiro pequeno e obeso, meio careca, cabelos vermelhos e barba, pele rosa, orelhas pontudas, nariz vermelho, peito peludo e muito gostoso desculpa recalque.

CARACTERÍSTICAS PSICOLÓGICAS.

Mal-humorado, teimoso, de bom coração, gentil, carinhoso, protetor



Adicionais.
Sobre você

Um medo? Medusa
Gostos e Desgostos? Belas mulheres, fama, habilidades de luta de Hércules.Ser ignorado por Hércules
Se descreva em apenas uma palavra? Gostoso


Redes sociais

Facebook :
Twitter :
Tumblr :
Skype :

OBS : Apenas se quiser colocar. Caso não queira deixe os espaços acima em branco.

Fale um pouco de você.

Não tem mínimo de linhas. Mas fale como costuma agir com as pessoas, faz amizade fácil ? É esperto(a) ? Sou lindo isso basta
Conte-nos sobre você.


Código por Oyuki ♣ 2012



Zafrina - TPO
Sou a sedução do Blood 2 bjus
Phil

o Satiro
avatar
Phil o Satiro
Sátiros/ Faunos
Sátiros/ Faunos

Mensagens : 52
Data de inscrição : 09/03/2015

Voltar ao Topo Ir em baixo

O autor desta mensagem foi removido do fórum - Ver a mensagem

Re: Ficha para outras raças

Mensagem por Park Hye Mi em Sab Maio 16, 2015 8:17 pm


Lee Kyu Won

E mais uma vez o poder da floresta se curvava sobre um ser inocente. Da flor Espínola em uma lagrima de orvalho nasceu uma flor, mas não qualquer flor. Essa flor era diferente e por trás dessa uma antiga lenda reinava. A rosa negra a muito tinha sido roubada no intuito de enganar o coração de um homem cruel que tinha como objetivo encontrar o fruto mais raro que já reinou sobre a terra, a sua rainha fora prometido tal fruto, uma rosa, a rosa sobre a montanha de gelo, negra como a noite e rara como um diamante azul. Era apenas uma lenda, disse seu servo, porem o rei mandou que esse buscasse tal flor e trouxesse a ele até o fim do dia, caso não o fizesse o servo e sua família seriam mortos, porem se obteste hesito em sua jornada, seria coberto então das mais esplendidas riquezas. O subordinado do rei então partiu, para a montanha mais fria e distante do reino, levou apenas um dia, tinha três para encontrar a flor, porem a montanha gelada não cooperava em nada com sua busca. Em apenas um dia ele a encontrou, presa sobre uma rocha oculta em um jardim de flores, reinava o negrume de uma rosa, ele a colheu, despertando assim o male do jardim das esperides, e a fúria de um dragão. Correu para a saída onde encontrara a encosta da montanha, conseguindo desviar dos obstáculos em sua jornada, porem ao começar ao chegar a encosta fora detido por um espirito jovem de uma mulher- Se a levar daqui, também estará tirando a vida da floresta- Ela avisou -Será responsável pela morte de toda uma raça, e a maldição do jardim cairá sobre sua família por todas as gerações seguintes- Ela parecia triste, como se repetisse a anos aquela frase, cansada até, os ombros curvados.
-Se não a levar então serei a ruina de minha família, meus entes serão mortos e eu mesmo também o serei- Ele anunciou olhando a flor em suas mãos, seu coração era bom, mas seu medo era ainda maior- Se deixar a flor dou a ti um desejo, pode salvar sua família, e não lembrara de nada do que aconteceu por cá- Ela pediu a ele uma única lagrima escorrendo de seu rosto angelical- Faço o acordo- Entregou a rosa a ele- Quero que a salve, minha mulher, e de a ela um filho, ela não pode ficar gravida, tire-nos da cidade e dê-me a criança, e jamais retornarei novamente ao seu jardim- Fora o pedido do homem, e para total surpresa do espirito ela não teve como nega-lo, passou então a rosa para as mãos entregando a ele uma corrente de ouro e explicando que a usasse apenas quando já estivesse longe o suficiente daquele lugar. Deveria chegar em casa antes da meia noite, e então seu pedido seria feito. O subordinado então o fez, partiu da encosta e desceu a íngreme o mais rápido possível para a cidade adentrando sua casinha pequena quando o relógio indicava os poucos minutos para meia noite. Abriu então a noz moscada de ouro encontrando dentro desta apenas um recado e uma perola, “quebre-a” dizia o bilhete, e ele assim o fez, pisou sobre a pedra que espatifou-se como farelo sobre a massa árdua de suas botas enlameadas.
Seu mundo se transformou como um mar de rosas, conseguiu então um bom emprego na cidade de Los Angeles, sua mulher engravidou de uma menina, ele tinha comida amor e tudo que precisava, mas no jardim sobre a montanha, a rosa já não jazia. Quando a esposa do jovem deu a luz a criança, a rosa também ganhou um hospedeiro, e a vida da floresta agora crescia em um pequeno bebe, fruto de um amor mortal com os poderes de uma imortal. Sob o jardim a luz permanecia, e uma Ninfa adormecia com lagrimas em seus olhos.

Anos depois...
Nem toda lenda é uma lenda realmente, a historia da Ninfa adormecida perdurou por anos no coração de uma criança, e a cada nova vida que era transpassada da rosa negra um novo espirito surgia. Dentre esses surgiu uma pequena criaturinha, mais baixa que os demais espíritos da floresta residia sobre o lago a vida de Kyu, a pequena possuía traços engraçados e exóticos para alguém que viera de tão longe, e hoje residia sobre o acampamento meio sangue pois necessitava de sua proteção. Costumava ser muito travessa, aprontava com os semideuses mesmo que mais tarde levasse bronca de sua superior que lhe dizia para manter a postura de uma residente visível. Não apenas isso, aquela garota tinha um dom especial, era o novo espirito, a vida da rosa negra sobre o jardim secreto na encosta branca, e aquele dom perduraria ainda por muitos e muitos anos, enquanto existisse uma alma bondosa capaz de residia, ainda existiria uma hospedeira para flor.

IDADE-17 Anos
OPÇÃO SEXUAL-Hetero
GRUPO-Ninfas


Mais sobre você on.
CARACTERÍSTICAS FÍSICAS

Não mais de 1,65 de altura e 50 Kg possui um corpo pequeno de acordo com sua idade, suas curvas são afinadas e na medida certa, não possui nem de mais e nem de menos sendo pequena e fácil de se esconder. Seus cabelos tem um tom claro podendo ser uma mescla entre vermelho e castanho, olhos escuros amendoados e rosto fino com o nariz de babada, nada habitual para um espirito coreano. Sua pele é caucasiana e extremamente clara podendo até mesmo ficar transparente, ao estar em contato direto com a floresta no entanto adquiri uma coloração esverdeada ou azulada dependo do clima, para que assim possa se esconder melhor.
CARACTERÍSTICAS PSICOLÓGICAS.

Lee Kyu Won é por vezes um espirito cheio de vida e animado, extremamente travessa gosta de pregar peças em semideuses e sátiros que ousem se aventurar pelos campos de flores presentes na floresta. Passa as tardes cultivando e cuidando da vida na floresta, tendo aulas com sua tutora Faye e com alguns poucos espíritos a mais, sua maior paixão são os animais e é justamente com eles que passa o dia percorrendo e conversando as madressilvas e florestas. Adora o cheiro doce que exalam das flores, musica sempre a deixa muito calma, seu sorriso encanta qualquer ser ao redor, e pode não parecer, mas é muito atrapalhada, fala demais até mesmo o que não deve, é teimosa e ingênua.



Adicionais.
Sobre você

Um medo? Sombras do mundo inferior.
Gostos e Desgostos? Chocolate, flores, musica e muito mais descrever tudo levaria um dia completo, quanto aos desgostos são poucos, pessoas que se acham superiores e qualquer coisa relacionada a maldade.
Se descreva em apenas uma palavra? Feliz


Redes sociais

Facebook :
Twitter :
Tumblr :
Skype :

OBS : Apenas se quiser colocar. Caso não queira deixe os espaços acima em branco.

Fale um pouco de você.

Não tem mínimo de linhas. Mas fale como costuma agir com as pessoas, faz amizade fácil ? É esperto(a) ?
Conte-nos sobre você.
Não tenho muito a dizer ^-^


Código por Oyuki ♣ 2012



Hye Mi
taseuhan haessal budeureoun baram. Bomi on geolkka naege on geolkka. Nae mami haru jongil handongan singsungsaengsung hadeoni. Ireoryeogo geuraessdeon geol. Naui maeum hanjjoge ungkeuryeossdeon gamjeongi
avatar
Park Hye Mi
Ninfas
Ninfas

Mensagens : 70
Data de inscrição : 16/05/2015

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Ficha para outras raças

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 1 de 2 1, 2  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum