The Blood of Olympus
Para visualizar o forum é necessário estar cadastrado, por favor registre-se no rpg ou entre em sua conta. É necessário estar cadastrado para ver as informações contidas no forum. Lembre-se de usar nome e sobrenome, não se cadastrar usando nomes geralmente utilizados por Hacker. Exemplo: "Barum" "Hakye" e por ai vai. Bem vindos.

Restaurante, Bar e Café

Página 3 de 4 Anterior  1, 2, 3, 4  Seguinte

Ir em baixo

Re: Restaurante, Bar e Café

Mensagem por Pandora M. Drumachesky em Sex Set 22, 2017 11:16 pm




Eu não estava acostumada a fazerem confusão com meu nome, normalmente, não dava brechas para isso, mas confesso, estava me divertindo um bocado. — Deve ser por conta do sobrenome, Drumachesky — Expliquei dando de ombros, sabendo que a pronuncia podia ser um tanto quanto complicada.

— Mas olha só, seu nome também não é dos melhores — Debochei apenas para fazer graça, primeiro porque o nome realmente não era comum, segundo porque eu não achava o diferente ruim, longe disso, mas queria provoca-lo, mesmo sem saber o motivo.

Seu aperto era firme, suas mãos eram ásperas e grandes sobre as minhas, mas foi um toque um tanto quanto agradável se tratando de uma figura masculina, não que eu tenha problemas com homens, apenas adquiri aquele senso de superioridade sobre eles, algo herdado junto as habilidades de feitiçaria da minha senhora.

— Minhas e de Evie — Ri baixinho. — Ela é minha melhor amiga — Informação descartável, me recriminei mentalmente ao perceber, então continuei. — Sou grega também, mas gosto da cidade, comprei uma residência por aqui, a loja, então meio que me divido entre os dois acampamentos — Expliquei tranquilamente antes de completar. — Meu laboratório fica no grego e a maioria das minhas atividades também estão por lá, mas sempre acabo me metendo em confusão e ficando de castigo quando estou no acampamento, então prefiro me manter longe — Fiz uma careta.

— Da última vez, Quiron me obrigou a lavar as roupas do Senhor D. e eu perdi o almoço, foi a pior experiencia da minha vida — Resmunguei baixinho ao lembrar. — Não tenho mais tempo para isso, tenho alguém para cuidar agora — Conclui o pensamento, percebendo que tinha falado um pouco demais, e agradecendo, por naquele momento, Rachel ter aparecido com nossos cafés, servindo ambos e me perguntando se eu precisava de algo mais, neguei de pronto, agradecendo antes de deixa-la partir.




Pandora Maya Drumachesky



Não tenha pena dos mortos, e sim dos vivos.
avatar
Pandora M. Drumachesky
Filhos de Melinoe
Filhos de Melinoe

Mensagens : 618
Idade : 22

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Restaurante, Bar e Café

Mensagem por Abramov Levitz em Sab Set 23, 2017 5:20 pm




CAFÉ CARIBENHO
Acasos da vida de um semideus
Abramov coçou o queixo, um pouco incomodado por ter cometido tamanha gafe, sendo que o próprio comentário da semideusa explicava o porquê. Tendo o nome que tem, sempre foi comum as pessoas errarem a pronúncia, ou confundir com outra coisa. Portanto, errar o nome de outra pessoa lhe soava injusto, por mais bobo que pudesse ser. Contudo, Pandora pareceu não se importar com aquilo, pelo contrário. O bom humor dela permitiu que o rapaz se acalmasse, o que o fez sorrir brevemente.

— Nem me fale em acampamento agora  — comentou, um pouco descontraído. Detestava entrar no assunto de responsabilidades e deveres, pois muitas das vezes o orgulho de Zeus distorcia suas palavras. Não queria que achassem que ele se considerava superior em qualquer sentido. Então, sempre que podia, permanecia na sua e apenas escutava.

Mesmo julgando não necessário, Rachel trouxe outro café e, por realmente adorar a bebida quente, se sentou à mesa junto da grega. Sentiu-se um pouco estranho, a princípio. Isto porque a ideia de se sentar junto de alguém para tomar algo e conversar lhe parecia mais um... encontro. Mas encontros também podem ser entre amigos, logo ponderou, sem perceber que sacudiu a cabeça de leve ao tentar afastar o pensamento.

A verdade é que estava curioso sobre o último comentário de sua companhia, todavia, nunca foi do tipo intrometido. Assim, ateu-se ao assunto que lhe trouxera ali: trabalho.

— Falando em Evie, eu to aqui por culpa da Kyra — disse, enquanto mexia o café com a colher para esfriar. — Ela e a Elena abriram uma loja, e vou trabalhar como atendente, vendedor, sei lá — falou, incerto. — Nem sei ainda como vai ser. Por isso que resolvi dar uma passada por aqui, pra conhecer melhor o lugar e, não sei... me acostumar.
Kyra


I never promised you an open heart or charity
I never wanted to abuse your imagination
avatar
Abramov Levitz
Sem grupo
Sem grupo

Mensagens : 1275

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Restaurante, Bar e Café

Mensagem por Pandora M. Drumachesky em Seg Set 25, 2017 12:52 pm




O sorriso em meu rosto cresceu gradativamente com a mudança de assunto. Kyra tinha mesmo aberto uma loja recentemente e eu mesma visitara a construção algumas vezes com Evie, mas ainda não tinha tido a oportunidade de conhecer seus funcionários, pelo menos não, até aquele momento.

— Vai gostar, tenho certeza, Kyra é uma pessoa tão doce que é impossível não gostar dela — Revirei os olhos, era verdade, minha cunhada era uma das pessoas mais impressionantes que eu já conhecera. Além disso, era doce, encantadora, charmosa e inteligente, o que tornava impossível o fato de alguém simplesmente não gostar dela. Eu vivia provocando Evie por conta disso.

— Já conheceu os filhos dela? São lindos — Ri baixinho ao lembrar dos gêmeos, dois bagunceiros que ainda nem sabiam andar ou falar direito. — Eu a provoco dizendo que Diana vai namorar um deles, ela fica muito puta comigo — Gargalhei alto, lembrando do ciúme da minha cunhada para com os filhos.




Pandora Maya Drumachesky



Não tenha pena dos mortos, e sim dos vivos.
avatar
Pandora M. Drumachesky
Filhos de Melinoe
Filhos de Melinoe

Mensagens : 618
Idade : 22

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Restaurante, Bar e Café

Mensagem por Abramov Levitz em Seg Set 25, 2017 6:25 pm




CAFÉ CARIBENHO
Acasos da vida de um semideus
— Realmente — concordou com o comentário sobre Kyra.

Durante todo o tempo o meio-sangue encarou a meio-sangue indiretamente, pois sempre que seus olhos se encontravam ele mudava a visão para a rua, ou o ambiente lá dentro.

— Na verdade nem sabia que ela tinha filhos — se perguntou quem era o pai. Entretanto, eventualmente lembrou que Kyra e Evie estavam juntas - e não imaginava elas com outra pessoa, quem dirá um homem -, portanto...

— Quem é Diana? — logo questionou, tentando não pensar em como as duas semideusas haviam feito uma criança. Ou, naquele caso, mais de uma. — Sua irmã?

Um pensamento o pegou, e só então ocorreu a Abramov o casamento. Ele conhecia sim Pandora, mesmo que não se lembrasse por não ter tido de fato contato com ela antes. A memória o fez se agitar, quase se engasgando com o café. Não sabia como agir, afinal, se falasse que esteve na cerimônia pegaria mal por não a reconhecer de cara. Por conta disso, apenas manteve o pensamento para si, na esperança de que o assunto não fosse levantado.
Kyra


I never promised you an open heart or charity
I never wanted to abuse your imagination
avatar
Abramov Levitz
Sem grupo
Sem grupo

Mensagens : 1275

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Restaurante, Bar e Café

Mensagem por Pandora M. Drumachesky em Sab Set 30, 2017 2:38 pm




Fiquei surpresa ao perceber que ele não conhecia muito bem as meninas, mas deixei o fato de lado assim que ouvi sua pergunta, e confesso, senti vontade de gargalhar. — Passou bem longe — Neguei com a cabeça de maneira divertida e o deixei sem resposta a princípio, queria aguçar a curiosidade do rapaz por um momento.

Levei a bebida aos lábios e tomei um gole generoso antes de voltar a pousar a xicara sobre a mesa, só então voltei a falar. — Diana é a razão da minha vida, é minha maior alegria e realização — Dei de ombros. — É minha filha, ela tem só alguns meses de vida, mas é simplesmente encantadora — Sorri largo ao lembrar.

— Pode parecer engraçado, eu tenho 17 anos, mas eu me casei com uma mulher e desse relacionamento tivemos uma filha, sim, ela é biológica de duas mulheres — Dei de ombros. — A magia faz milagres hoje em dia e eu sempre a quis, como disse, ela é minha maior realização — Sorri mais ainda, totalmente boba e apaixonada, por que era justamente isso que eu era, boba e apaixonada pela minha filha.




Pandora Maya Drumachesky



Não tenha pena dos mortos, e sim dos vivos.
avatar
Pandora M. Drumachesky
Filhos de Melinoe
Filhos de Melinoe

Mensagens : 618
Idade : 22

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Restaurante, Bar e Café

Mensagem por Charlotte A. Blackwell em Sab Set 30, 2017 6:43 pm

▬ Trabalho


Colocar o avental por cima do uniforme e alinhar perfeitamente as vestes, lavar as mãos até a altura dos cotovelos, espalhando bem o sabonete antes de seca-las em uma toalha limpa, sempre manter os cabelos alinhados. As instruções foram me passadas com cuidado, a boa etiqueta era crucial, eu devia ser cortes, educada e gentil, sempre sorrir quando atendesse um novo cliente. O lugar prezava por postura, elegância e alegria, me fazia sentir confortável.

— Charlie você já está pronta? — Marie, a responsável pelo restaurante me perguntou, assenti rapidamente, peguei minha bandeja de prata e deixei o pequeno quartinho dos funcionários repassando mentalmente todos os meus deveres e tarefas.

Era meu primeiro dia no Pandevie, eu tinha sido contratada por Evie e trabalharia a uma quadra de distância de Frannie. Me sentia animada e um pouquinho nervosa, não conhecia muito bem o mundo dos semideuses, mas com um trabalho, pelo menos teria um jeito de me sustentar.

— Está animada? — A senhora me perguntou.

— Muito, na verdade, um pouco nervosa talvez — Soltei uma risadinha baixa e apertei a bandeja por entre os dedos.

— Não precisa ficar, vai gostar muito de trabalhar aqui e... — Ela começou, mas eu a interrompi.

— Já estou gostando! — Soltei animada, a senhora riu e eu fiquei completamente vermelha, não tinha sido educado da minha parte corta-la no meio de sua frase. — Desculpe... — Pedi baixinho, ela piscou em minha direção e me guiou para o restaurante, me dando novas instruções para prosseguir com o trabalho.

Ouvi tudo atentamente, não tinha pressa e queria aprender, por isso precisava reter o maior número de informações possíveis, mesmo com pouco tempo. — Aqui, assim você conseguira equilibrar a bandeja melhor, tente agora — Ela me mostrou, segui como me fora ensinado e Marie me parabenizou, apoiando dois copos sobre a mesma e mandando andar antes de me liberar para a função.

Naquele dia eu faria coisas simples, só teria que anotar alguns pedidos em um bloquinho mágico e entregar na janela da cozinha, outra funcionaria seria encarregada de entregar todos eles. Me parecia fácil, e eu percebi que realmente era assim que comecei a atender os clientes.

— Boa tarde, eu sou Charlotte e serei sua garçonete na tarde de hoje, o que desejam comer? — Perguntei receptiva, abrindo um sorriso discreto para os clientes da mesa seis, que pareciam gostar do meu bom humor evidente. Rapidamente, todos os quatro fizeram seus pedidos. Anotei tudo no bloquinho e arranquei a folha, me despedindo e desejando um bom almoço antes de me afastar.

Coloquei o papel na janela da cozinha e então segui para atender uma segunda mesa, repetindo o processo com uma terceira e uma quarta. O horário do almoço era bastante cheio e me manteve distraída e ocupada o tempo todo. O trabalho não era ruim, o ambiente era agradável e eu realmente gostava de conhecer novas pessoas. Tive chance de conversar com muitas delas, respondi perguntas e até compartilhei experiencias, o que me deixava empolgada com meu primeiro dia naquele lugar.

Eu nem tinha me dado conta da hora até ser liberada do expediente, confesso que fiquei surpresa, não percebi o tempo passar, mas é bem como dizem, quando você gosta da coisa, acaba se distraindo fácil demais. — Obrigada pelo ótimo dia Marie, e por me ensinar! Até amanhã — Me despedi da senhora antes de deixar o lugar, já vestida com o jeans surrado e a camiseta do acampamento. Iria buscar Frannie para que pudéssemos ir juntas para casa.




Charlotte Aimée Blackwell
One of the happiest moments is when you find the courage to let go of what you can’t change.
avatar
Charlotte A. Blackwell
Curandeiros de Asclepios
Curandeiros de Asclepios

Mensagens : 302

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Restaurante, Bar e Café

Mensagem por Abramov Levitz em Qua Out 18, 2017 4:33 pm




CAFÉ CARIBENHO
Acasos da vida de um semideus
Embora surpreso, Abramov estava mais era cativado pela paixão emitida por Pandora. Um amor genuíno e profundo irradiava da semideusa, quase como uma aura perceptível. Devido a isso, tudo que ele fez foi sorrir de maneira boba, conforme ela explicava quem era Diana.

— Queria eu ter casado cedo assim — soltou o comentário aleatório, apenas para se arrepender instantes depois. — Quer dizer, encontrar a pessoa certa logo, saca? — tentou desconversar, meio sem graça. Sua mão esteve o tempo inteiro mexendo o café, sem perceber que apenas o esfriava além da conta. Tudo porque estava entretido, como há muito não ficava.
Kyra


I never promised you an open heart or charity
I never wanted to abuse your imagination
avatar
Abramov Levitz
Sem grupo
Sem grupo

Mensagens : 1275

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Restaurante, Bar e Café

Mensagem por Diana L. H. Drumachesky em Dom Out 29, 2017 5:44 pm



O estanho


Diana estava comendo um pedaço de bolo de chocolate com morango, achando aquio realmente fantástico! Suas papilas infantis aprovavam o item açucarado e por isso ela batia palmas a cada pedaço que conseguia comer.

Estava na mesinha com uma das funcionárias do café, para Diana tudo era muito novo, viveu seus primeiros três anos de vida em uma ilha e só conhecia mulheres com exceção dos seus dois melhores amigos: Benjie e Nate.

- Cadê a mamãe? – Perguntou ao fim do bolo, com o rosto todo sujo de chocolate.

- Está ali conversando com um rapaz, querida. – Respondeu a funcionária.

Diana estreitou os olhos e fitou a mãe e um desconhecindo numa conversa animada.

- A Didi vai lá. – Comentou já descendo da cadeira.

A funcionária tentou impedir a criança de sair, explicando-lhe que precisava limpar o rosto, mas a pequena tratou de correr e se desvencilhar da pobre mulher. Geniosa, Diana não negava o sangue de seu avô Ares, nem a esperteza de sua mãe Pandora.

Correu até a mãe, abraçando-se nas pernas da semideusa, enquanto observava o rapaz, franzindo as sobrancelhas.

- Mãe, não pode convesá com estanhos! – Disse ao balançar a cabeça estendendo a palma da mão e gesticulando como se essa fosse uma regra óbvia.
avatar
Diana L. H. Drumachesky
Legados
Legados

Mensagens : 31

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Restaurante, Bar e Café

Mensagem por Pandora M. Drumachesky em Seg Out 30, 2017 3:31 pm




— Eu me separei — Expliquei ao ouvir seu comentário. — No fim das contas, não era para ser — Pisquei discretamente antes de me ajeitar na cadeira, não queria que aquele assunto me deixasse tensa ou desconfortável, era passado no fim das contas.

O silencio que se seguiu podia ter se tornado algo ruim entre nós dois, mas um pequeno anjinho salvou meu dia. Antes mesmo que o ambiente se tornasse estranho, Diana apareceu e acabou com tudo isso, arrancando-me uma gargalhada gostosa enquanto a observava grudar em mim, com o rostinho todo sujo de chocolate.

— Não amor, realmente não pode conversar com estranhos — Puxei-a para o colo e a sentei em minhas pernas, para em seguida, pegar o guardanapo na mesa e limpar seu rostinho delicado. — O Abramov não é estranho filha, é amigo da mamãe, ele vai trabalhar para sua madrinha Kyra — Expliquei ao terminar, beijando sua bochecha rosada.

— Da oi para o moço filha — Pedi, a ajeitando delicada antes de dispensar Rachel com um aceno de cabeça, ela deveria estar cuidando da pequena, mas eu conhecia o temperamento da minha filha e o quanto ela podia ser ativa e hiperativa, não me importava.




Pandora Maya Drumachesky



Não tenha pena dos mortos, e sim dos vivos.
avatar
Pandora M. Drumachesky
Filhos de Melinoe
Filhos de Melinoe

Mensagens : 618
Idade : 22

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Restaurante, Bar e Café

Mensagem por Sun Hee em Seg Out 30, 2017 7:59 pm

.


Última edição por Sun Hee em Sex Nov 03, 2017 1:13 pm, editado 1 vez(es)
avatar
Sun Hee
Mortos
Mortos

Mensagens : 430

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Restaurante, Bar e Café

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 3 de 4 Anterior  1, 2, 3, 4  Seguinte

Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum