The Blood of Olympus
Para visualizar o forum é necessário estar cadastrado, por favor registre-se no rpg ou entre em sua conta. É necessário estar cadastrado para ver as informações contidas no forum. Lembre-se de usar nome e sobrenome, não se cadastrar usando nomes geralmente utilizados por Hacker. Exemplo: "Barum" "Hakye" e por ai vai. Bem vindos.

(CCFY) Elizabeth H. Wu e Alexis C. Chwe - I miss you.

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

(CCFY) Elizabeth H. Wu e Alexis C. Chwe - I miss you.

Mensagem por Elizabeth H. Wu em Sab Mar 25, 2017 11:47 pm


Creativity Comes For You
i miss you


"Onde será que ele está?"
Essa pergunta é uma das que mais permanece na cabeça de Elizabeth ao parar para pensar sobre o seu pai, ainda mais depois do longo diálogo que havia tido com a sua melhor amiga Alexis, sobre como se sentia por não poder fazer nada para tentar achar uma boa solução sobre como sair do acampamento e conseguir lugar com qualquer obstáculo que aparecer a sua frente.

― Ai Asura... Eu não sei muito bem o que fazer e se o que está aqui na minha cabeça é o certo ou não. ― A jovem disse olhando em direção a sua mascote passando a sorrir ao ver que ela a observava durante toda a sua fala. ― Oh, eu vou atrás de alguma resposta sobre o meu pai e eu preciso que você vá comigo nessa missão, pode ser?

Depois de um longo tempo pensando sobre aquilo e conversando com a sua coruja de estimação, a jovem acabou tomando sua decisão de forma definitiva e se direcionou a aquela que sempre a escuta durante todos os tempos que precisa conversar, passando a preparar todas as suas armas, colocando seu bracelete no punho esquerdo e segurando com a sua outra mão sua espada, passando a andar lentamente para fora do chalé onde vivia com os seus demais irmãos e seguindo até o dos filhos de Apolo observando atentamente a coruja seguir o mesmo caminho que fazia, entrando lentamente depois de bater nesta e andando ao encontro de Lex, parando a sua frente com uma postura um tanto corajosa e ao mesmo tempo assustada.

― Jie jie, eu vou atrás do meu pai e eu queria saber se você não pode me ajudar. ―¬¬¬ Assim que ouviu a resposta dela acabou por parar para pensar novamente, olhando para baixo e voltando a olhar para a mais velha.

― Sim, mas é que eu não consigo esperar mais pra saber sobre o que aconteceu com ele e eu preciso de alguma resposta ou algum sinal qualquer... ― Depois de ouvir o que ela havia respondido, começou a pensar em toda a rota que deveria fazer.

― Nós precisamos ir para Montreal, no museu. Aquele que eu sempre ia a noite que eu te contei quando vim pra cá que aquela coisa me encontrou... ― Disse prestando atenção na voz da mais velha, parando para pensar novamente enquanto raciocinava sobre tudo que precisavam fazer. ― Eu não sei na verdade... Mas desde que o meu pai sumiu eu não consigo parar de pensar no que pode ter acontecido com ele sabe, e eu fico pensando também sobre como que ele foi sem me avisar de nada e quem sabe ele deixou alguma coisa no museu que possa ser alguma pista pra gente já começar a nossa busca?

Viu a mais velha afirmar com a cabeça enquanto terminava de arrumar as coisas, levantando e passando a andar em direção ao lado de fora do chalé dos filhos de Apolo, acabando por parar pra pensar sobre o que Alexis havia dito.

― Espera, carona?

Perguntou um tanto espantada para a amiga, prestando atenção no que ela estava esperando e olhando para os lados preocupada com como iriam parar para a sua cidade natal, acabando por se assustar ao ver um carro parando em frente onde elas ainda estavam esperando, se espantando ao ver a pessoa saindo daquele carro, olhando para Lexi novamente e voltando a olhar para o veículo.  

― É... Jie jie, esse é o que seu pai? ― Acabou perguntando um tanto espantada, voltando a sua atenção para a voz da amiga enquanto ela lhe apresentava o pai, passando a prestar atenção no diálogo dos dois durante todo o tempo, sorrindo sem jeito ao entrar no carro do Sol, passando a pensar no pai enquanto ficava sem graça ao ver como o pai da amiga reagia.

Ao ouvir a voz de Apolo acabou por abrir mais os olhos, observando com uma certa dúvida enquanto voltava a olhar para a amiga, se encolhendo no banco onde estava sentada, fechando os olhos com força ao sentir ele correr com o carro daquela forma e quando ouviu Lexi chamar pelo pai e ele diminuiu um pouco a velocidade junto com ele menos agitado que antes, prestando atenção na voz dos dois e também na conversa deles, rindo algumas vezes e mesmo que ficasse achando engraçado também achava um tanto estranho, ficando sem graça e logo voltando sua atenção a conversa deles. Voltou a sua atenção para seus pensamentos enquanto pensava em sua mãe, pedindo que ela pudesse a ajudar de alguma forma ao tentar procurar alguma pista sobre o seu pai, suspirando fundo enquanto voltava a sua atenção em sua amiga e seu pai, vendo que já estavam chegando em Montreal, prestando atenção em todo o local que passaram no momento, sorrindo largo ao observar todos os cantos da cidade.

Depois de passarem por tudo, a mais nova começou a olhar para todo o seu entorno, acabando por sorrir com o canto dos lábios, mas logo balançando a cabeça como se quisesse se esquecer daquilo, seguindo com Alexis em direção a sua casa, passando a observar cada vez mais todo caminho que fazia para que não fossem surpreendidas com qualquer fúria que pudesse estar solta por ali, chegando próximo de sua casa em alguns minutos parando a frente em seguida.  

― É aqui. ― Disse a mais nova passando a olhar toda a parte frontal de sua casa, ou melhor, antiga casa, olhando para a porta e seguindo em direção a ela mesmo que não fosse para muito mais tempo, mas logo sendo repreendida pela mais velha.  

Ela havia pedido para tomarem cuidado por conta do caminho que elas estavam fazendo, já que não tinham aquela proteção toda de seu acampamento, pedindo para que fossem rápidas enquanto estavam prestes a seguir em direção ao museu.

― Tudo bem, eu não vou entrar ali, vamos rápido para o museu e espero que possamos encontrar alguma coisa... E torcer pra ninguém descobrir que estamos entrando lá agora né.

A amiga mais velha apenas afirmou com a cabeça e passou a seguir andando junto a mais nova em direção ao museu onde passava várias de sua noite lendo sobre História da Grécia e seus demais assuntos que antes pensava ser apenas histórias, mas que havia descoberto ser verdade. E ao chegar no local parou em frente ao museu e respirou fundo, olhando para a amiga que observava todo o local por fora, olhando para trás e chamando por Asura, a observando se aproximar enquanto levantava um dos braços para que ela pudesse se apoiar ali.

― Eu preciso que você nos ajude em uma coisa agora, você precisa ir no museu e olhar como estão as coisas lá dentro e se encontrar algum rastro de fúria ou algum monstro qualquer nos alerte que aí iremos embora, mas você também saia rápido, eu não quero que você se machuque. ― Assim que terminou de dizer já viu a coruja voar em direção ao museu, entrando neste por uma de suas janelas e vasculhando o local por completo, parando na janela em seguida observando o local onde estavam a esperando, vendo a mais velha a acompanhar em direção a mais nova e logo seguindo para a frente do museu, suspirando feliz ao observar todo o local.

Não foi difícil entrar no museu aquela hora, então as jovens apenas entraram no local e começaram a andar em direção a sala referente somente a Grécia, deuses gregos e demais assuntos, fazendo com que elas começarem a olhar cada um daqueles cantos, chamando por Asura novamente para que ela pudesse observar junto a elas todo o local.

Começou a procurar nos livros dos deuses com o intuito de tentar adivinhar o que o seu pai havia pensado sobre como avisar a ela o que estava acontecendo, até que parou para pensar um tanto mais, correndo em direção a sessão onde dizia sobre seres mitológicos, buscando sobre os sátiros já que um era o seu guardião, folheando todo os livros que haviam ali, sempre tentando observar todos os mínimos detalhes na intenção de encontrar algo, só que seu pai sempre teve também uma mania muito grande de conseguir camuflar tudo.

― Pensa Lizzy... Pensa no que seu pai poderia ter feito e espera, a última viagem dele foi para o Egito! ― A mais nova disse um tanto animada ao tentar imaginar que seu pai pudesse deixar alguma pista ali, mesmo sabendo que ele não havia ido exatamente para aquele lugar, ou que talvez não tivesse chegado a tempo por encontrar aquela fúria horrível durante o caminho. Mas enquanto pensou em sair da sala onde estavam acabou por ouvir um grande barulho vindo do lado de fora da sala, fazendo com que Alexis pegasse sua arma em mãos, andando a frente da mais jovem que também passou a segurar sua espada com as duas mãos acabando por ouvir um grande estrondo vindo do lado de fora novamente, ouvindo também um rugir alto e acabando por fazer com que Lex abrisse com mais cuidado a porta dizendo sobre ele ter sentido o cheiro das duas, acabando por causar um grande tremor por medo da parte da mais nova.

― Mas... E agora? O que nós iremos fazer com ele aqui? ― Elizabeth disse também baixo, mas com o certo medo aumentando, já que aquele era o primeiro monstro que via depois de ir para o acampamento.

Passou a prestar atenção no que a melhor amiga dizia sobre precisar enfrentar ele, sentindo um arrepio pelo seu corpo ao ter aquela situação quando só queria saber mais sobre o seu pai, voltando a atenção a ela.

― Mas eu não vou embora até encontrar algo sobre o meu pai, ele tem que ter deixado algo aqui pra me avisar sobre onde ele está... Jie jie, eu não posso sair daqui sem ter uma resposta! ― Ela dizia ainda baixo, mesmo que sentisse uma vontade enorme de gritar por causa do desespero em não poder continuar procurando sobre alguma resposta e também por saber que iria enfrentar uma fera daquelas, mas sabia que não estava sozinha então segurou com ainda mais força a espada em suas mãos ouvindo em seguida as palavras da mais velha, respirando fundo e afirmando com a cabeça para ela.

― Então vamos lá. Precisamos acabar com uma Quimera antes que ela tente acabar com a gente, e eu só preciso pensar em como conseguir acabar com isso tudo... Pensa mais Elizabeth!!

A garota pensava cada vez mais sobre o que poderia fazer enquanto começavam a sair da sala onde se encontravam, ouvindo a raiva que aquela fera sentia por estar com aquele cheiro de semideuses em suas narinas que se espalhava cada vez mais pelo museu, passando a voltar o olhar para Alexis e seguindo para fora da sala de vez, batendo de frente com aquela fera gigante e assustadora.

Uma Quimera. Elizabeth já havia estudado sobre ela ao ter suas várias passagens tanto pelo museu quanto também pela biblioteca do acampamento, e como sabia de suas várias formas passou a prestar mais atenção nem sem que sua guarda fosse atingida: ela havia o corpo e a cabeça de leão, mas com uma cabeça a mais de dragão e sua calda completa por uma serpente que também havia cabeça.

Quando viu que ele havia percebido a presença das duas e que ambas as cabeças olharam em direção a elas, um longo arrepio de susto percorreu por Lizzy naquele momento, pois não imaginava que viria uma fera daquela a sua frente tão cedo, mas quando resolveram tentar algo Alexis olhou para Elizabeth que apenas afirmou com a cabeça ao prestar atenção naquele olhar andando para o lado contrário do dela acabando por observar cada vez mais os detalhe daquela fera, começando a pensar em tudo que havia estudado e analisando cada canto e todas as cabeças pertencentes no corpo daquele monstro.

Quando percebeu o brilho vindo das duas pedras em sua espada, ergueu estas com ainda mais força passando a pesar sobre como devia atacá-lo primeiro, tentando se desviar dos ataques que aquela serpente fazia para cima de si correndo até ela e a atacando, mas como ela era esperta assim como todo o animal conseguiu se desviar do seu ataque, vendo o mostro se virar em sua direção logo começando a correr para que pudesse se esconder atrás de qualquer coisa para se proteger daquele fogo.

Por um momento pensou que nada daquilo que pensava fazer daria certo, ouvindo a fera gritar novamente ao ser atingida por Alexis, se levantando em seguida e olhando para Asura vindo em sua direção. "Se Belerofonte conseguiu destruir uma quimera em cima de um pégaso com apenas um golpe, nós duas conseguimos derrotar ele.", pensou a mais nova, se levantando e saindo de onde estava escondida, vendo sua coruja seguir em direção a serpente e logo distraindo esta, correndo para atacá-la e conseguindo atingir aquele animal preso ao corpo do monstro, o ouvindo rugir novamente enquanto se afastava para que pudesse repetir o que havia feito.

Enfrentar um monstro daquele não era fácil, sabia que seria algo demorado e difícil, ainda mais para alguém que não tinha tanto tempo de treinamento quanto a sua amiga, mas graças a Lexi sabia que não estava sozinha.

Aquela serpente se concentrou em atacar Lizzy ao ter sido atingida daquela forma, acabando por seguir em direção a jovem que ouviu os gritos de Alexis ao tentar distrair aquele monstro, buscando atacar com sua espada aquela serpente que teimava em também atacá-la, causando de começo pequenos cortes que fazia com que sua melhor amiga tentasse distrair cada vez mais a fera, logo correndo para tentar se afastar mais de tudo aquilo, observando todos os cantos do museu que conhecia tão bem, observando uma estátua que havia ali perto de onde estavam, parando para olhar a fera e se lembrar daquela primeira forma que o monstro havia sido derrotado por alguém.

Observava Alexis de longe para ver se ela estava bem, afirmando com a cabeça ao confirmar o próprio pensamento.

― LEXI, CONTINUA DISTRAINDO ELE PRA MIM, POR FAVOR!

Acabou nem por querer esperar a resposta da mais velha, acabando por correr novamente em direção a serpente, a atacando diversas vezes e logo usando toda a sua força para erguer a sua espada e cortar toda aquela serpente do corpo do monstro, correndo de volta para onde havia se escondido anteriormente.

De começo pensou que aquela loucura não iria acabar e que aquilo seria sua primeira e única luta, mas como iria conseguir descobrir o que tanto a fez começar essa luta para que pudesse continuar se desistisse daquela forma?  O pensamento da mais jovem ecoou por toda sua cabeça, lhe dando um tanto a mais de força que restava dentro de si, passando a correr em direção a estátua que estava ali ao lado da fera, subindo sobre ela e fazendo um sinal para Lexi para que pudesse parar a fera naquela mesma posição, tomando cuidado para que não provocasse a atenção dela com qualquer barulho que a distraísse, segurando sua espada com certa força e respirando fundo, pulando de cima dele e parando em cima do monstro, segurando com as duas mãos a espada e a fincando de uma só vez nas costas daquele monstro sem tirar a sua atenção da mais velha por ver todo aquele fogo voar para cima dela, ouvindo a resposta dela de que estava tudo bem e voltando sua atenção para as duas cabeças do monstro que ainda permaneciam em seu corpo, voltando a segurar sua arma de ataque com apenas uma mão por ter que se segurar nas asas da Quimera ao tentar se equilibrar ainda em cima dela.

Ao observar Alexis, a mais nova voltou a sua atenção para aquelas duas cabeças enquanto retirava a espada das costas daquela fera, sorrindo um tanto cansada e assustada, mas logo voltando a olhar para a amiga:

― LEXI!! ― A mais nova gritou ao observar a forma como a amiga estava, olhando para a cabeça do dragão e erguendo a sua espada, olhando para a amiga novamente que pegou novamente o arco, segurando com as duas mãos aquela espada e lançando esta em direção ao pescoço que havia apontado antes, vendo também a flecha atingir a cabeça de cabra, acontecendo com ela o mesmo que aconteceu com o leão ao ter a cabeça explodida, vendo a cabeça do dragão também rolar de seu corpo e sentindo o corpo da fera cair, acabando por cair junto e se deitando ao lado daquele monstro tentando respirar fundo depois de ter passado por tudo aquilo.  

― Se isso aqui não fosse por você, eu não sei como iria conseguir fazer qualquer coisa. ― Lizzy disse baixo, se sentando no chão novamente enquanto observava a quimera estirada no chão. ― E eu não quero ver um desses aqui de novo tão cedo!  

Uma risada baixa foi feita por Alexis, que levou uma das mãos até um dos ombros da mais nova a confortando daquela forma, passando a se levantar com calma e seguindo para fora do museu com a amiga, olhando para trás e acabando por desistir de procurar algo na sala do Egito e de qualquer outra sala naquele momento, se sentindo um tanto triste por não conseguir achar nenhuma pista sobre o seu pai, mas ao mesmo tempo aliviada em saber que agora as duas estavam bem, e não enfrentando ainda um monstro horrível e assustador.

― Jie jie, quando as Quimeras geralmente não aparecem nós não estamos tendo certeza de um mau pressentimento? ― Viu a mais velha apenas afirmar com a cabeça. ― Então... Se ela apareceu aqui, é porquê algo de ruim está pra acontecer e isso não pode estar ligado ao que estamos procurando, não é mesmo?

Ela olhou para o rosto da mais nova e quando foi tentar responder algo observou Asura voltar para onde estavam do lado de fora do museu, vindo com uma bolsa junto a ela, o que fez Elizabeth se espantar, mas logo pegou esta ao ver sua coruja deixá-la perto de si, olhando para Alexis e voltando a olhar para a bolsa. Quando abriu esta pode ver algumas coisas que acabou reconhecendo, como o livro de desenhos e pesquisas que no final de cada continham uma conclusão e o nome de seu pai.

Lizzy se levantou rápido e pegou tudo que havia ali dentro a procura de mais alguma coisa, acabando por encontrar algo escondido, uma espécie de película fina que ficaria apenas sobre a parte de corte da lâmina que continua uma cor diferente, passando a segurar a própria espada e colocando esta ali, voltando o seu olhar para a amiga por ver a cor já mudando de volta para a cor normal, parando para pensar em como será que tudo aquilo tinha sido encontrado por Asura, mas logo acabou sorrindo, pois aquela bolsa deu a jovem uma esperança maior de que poderia encontrar mais pistas sobre o seu pai, e ainda por cima, encontrar o seu pai.

Mas assim que ouviu a voz da mais velha perguntando sobre como iriam embora, Elizabeth acabou não conseguindo pensar em nada, começando a olhar assustada tanto para ela quanto para todos os cantos, se levantando em seguida segurando com bastante força a bolsa que colocou em um de seus ombros, voltando a escutar a voz de Lexi dizer que iriam embora de outro modo, o mais convencional, acabando por fazer com que a mais nova respirasse ainda mais fundo, rindo baixo por ver a forma como a própria se assustou pelo fato de não conseguirem voltar, sentindo um dos braços da mais velha envolvendo um de seus ombros e acabando por rir mais novamente mesmo que ainda baixo, mas sabia que nada poderia simplesmente acabar com aquela felicidade depois de receber um dos maiores presentes que poderia receber no dia: as coisas de seu pai que foram trazidas do meio da floresta.





Spoiler:
ARMAS USADAS: ♈ Rage [Espada longa, com cerca de um metro de comprimento e largura consideravelmente grande. A lâmina é feita de bronze celestial, tão afiada que um mero toque é capaz de causar ferimentos, possuindo setenta centímetros da ponta à base. Abaixo da base, a guarda da arma é o entalhe da cabeça de um javali, feita em ferro e com dois rubis em seus olhos, aparentemente foscos e apagados. O punho é feito de madeira, e seu design permite que a espada seja segurada com uma ou duas mãos – embora a força exigida seja bem maior caso seja empunhada com apenas uma. Quando o dono da espada entra em combate, as joias do javali começam a brilhar em um tom intenso de vermelho. Sempre que a espada causa dano em um inimigo, ela suga parte da vida retirada – 25% - e passa para o portador, caso este esteja ferido, restaurando assim parte da sua vida.]


Spoiler:
HABILIDADES USADAS: Nome do poder: Pericia com Laminas I
Descrição: O semideus filho de Atena se sente completamente confortável para atacar e defender-se com lâminas. Espadas, adagas, armas de arremesso como facas, qualquer lamina de curto ou longo alcance pode virar uma arma mortal na mão do semideus filho de Athena. Por serem inteligentes, aprendem a manuseá-las mais rapidamente.
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: +10% de assertividade no manuseio de laminas de mão (facas, espadas, adagas, punhais, lanças, etc)
Dano: + 5% de dano ao ser acertado pela arma do semideus, pois a precisão será mais certeira.

Nome do poder: Estrategia.
Descrição:  O campista é bom em elaborar planos e estratégias de batalha, o que torna a chance de erro para ataques diretos, ou criação de armadilhas maior, ou seja, a margem de erro será menor.
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: +10% de acerto em ataques planejados previamente.
Dano: ----

Nome do poder: Camaleão
Descrição: O filho de Atena sabe como procurar um esconderijo. Normalmente se camufla muito bem, conseguindo encontrar um lugar pra fugir do perigo.
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: A chance do semideus ser encontrado baixa em -25%
Dano: ----


Spoiler:
ITENS DA MOCHILA UTILIZADOS: Nenhum.


Spoiler:
ITEM GANHO: Película fina de cor azulada de tamanho grande e largura suficiente para encaixar na lâmina de uma espada: é posicionada em toda a área de corte da lâmina da espada, causando um maior dano já provocado pelo objeto, possuindo um dano maior em fúrias, monstros e demais.


Última edição por Elizabeth H. Wu em Dom Mar 26, 2017 8:06 am, editado 2 vez(es)


She gives them butterflies, bats her cartoon eyes. Her mind's like a diamond.
Elizabeth
avatar
Elizabeth H. Wu
Filhos de Athena
Filhos de Athena

Mensagens : 31
Data de inscrição : 18/02/2017
Idade : 16

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: (CCFY) Elizabeth H. Wu e Alexis C. Chwe - I miss you.

Mensagem por Alexis C. Chwe em Dom Mar 26, 2017 12:00 am


When she misses him  — ☀
WITH: ELIZABETH H. WU. - WHERE: MONTREAL - CANADA. - WORDS: 2.444


Era um dia calmo e depois de tanta dor de cabeça após ter ido atrás da mãe, Alexis só esperava descansar. Ela permanecia mais no chalé nos últimos dias, saía pouco e tentava focar em não se culpar por sua perda. Os contatos se resumiam a mensagens de Íris com Evan e, vez ou outra, sair pelo acampamento com os amigos para se sentir melhor. Mal havia conversado com Kou nos últimos tempos e isso, de certa forma, a deixava receosa sobre o que ele pensaria. Só não estava animada para muita coisa em todos aqueles momentos.
Derek tinha certeza que não precisava se preocupar pelo simples fato de a meio irmã não sair do chalé com a frequência de antes e até preferia esse momento, planejando tirá-la dessa monotonia apenas em alguns dias. Ele havia saído para treinar quando Lizzy entrou no chalé 7, dando passos firmes e respirando fundo, ela parecia determinada e isso fez Alexis suspeitar que havia algo errado, arrumando sua postura para sentar na cama.
 
"O que foi?" ela questionou, analisando a filha de Atena e logo ouvindo a sua resposta. Abriu os lábios em surpresa, tentando assimilar o pedido da mais nova. "Você quer sair atrás do seu pai? Mas, tipo, agora?" a menor assentiu e Lex respirou fundo, suspirando pesadamente em seguida.
 
A menina ergueu o corpo, ficando de frente com a amiga e bufando. Deu de ombros, sabendo que seria vencida pelo pedido pelo simples motivo de nunca deixar Lizz sozinha e assentiu, a fitando diretamente.

"Okay. Mas onde exatamente você quer ir?"

A filha de Atena pareceu pensativa, analisando todos os fatos que antecederam o sumiço do pai, logo parecendo ter uma luz e destacando um local que achava que poderia haver algo, o último lugar em que soube de seu pai e que esteve em Montreal. Lex pensou um pouco, olhando para a janela do lado de fora e vendo que o pôr do sol se aproximava, melhor momento para pedir ajuda. Ela pegou a mochila de sempre com seus itens de batalha e calçou os tênis.
 
"Vamos logo, então. Porque se demorarmos vamos perder a nossa carona."
 
Alexis saiu vestindo apenas um jeans e a camiseta do acampamento, com a mochila nas costas e tênis all star nos pés. Sabia que o lugar provavelmente a deixaria com frio, mas não poderia perder tempo procurando uma blusa para não perder a carona. Ela foi com Elizabeth para o lugar mais alto que pode pensar, a ponta da colina bem lá no topo, observando o dia começar a ir embora. A filha de Apolo fechou os olhos, literalmente suplicando pra que sua prece fosse atendida, pois não teria nenhuma outra forma de sair dali sem ser percebida se não fosse com ajuda do pai. Passaram-se alguns minutos e o céu começou a ter um tom alaranjado que ela achava lindo, mas que naquela questão começava a apavorar. Lizz a questionou sobre a possibilidade de não conseguirem sair e mesmo a coreana começou a cogitar essa possibilidade.
Seria péssimo pensar nisso, mas talvez o pai não atendesse o seu pedido naquela vez. Ela estava sinceramente sem esperanças quando viu uma luz forte vinda do horizonte que a fez sorrir amplamente. Em poucos segundo um Mazerati Spider vermelho estava estacionado na grama e o jovem deus saía dele com seus cabelos loiros bagunçados e o sorriso brilhante.
 
"Sim, Lizz. Esse é meu pai"
ela murmurou revirando os olhos e rindo da confusão da amiga com a aparência jovem e a beleza do deus do sol.
 
"Vocês precisam de uma carona?" Apolo questionou, abrindo os braços e recebendo um abraço de Alexis que suspirou aliviada com isso tudo.
 
"Sim, e é urgente. Precisamos ir para Montreal."
 
O deus apenas assentiu sem questionamentos, ele sabia muito bem o que elas fariam. Ele estendeu as mãos apontando para o carro sol e abriu a porta de trás para a filha de Atena.
 
"Senhorita" indicou o lugar para ela de forma galante, sorrindo gentil.
 
"Pai, ela tem 15 anos."
 
"Eu não disse nada!!!"

 
Em meio a risos Lex entrou no banco do passageiro ao lado dele, que logo tomou o volante e ajeitou o seu banco. O deus sorriu para as meninas e murmurou um "Segurem firme", disparando pelos céus em grande velocidade. Lexis pode jurar que viu a amiga se encolher e das um pequeno gritinho enquanto o vento que entrava no conversível fazia suas tranças voarem descontroladas.
 
"Pai..." a menina murmurou e ele fez uma expressão de compreensão com um 'ah', fechando o teto do carro e rindo baixo enquanto observava a menina ao seu lado. O caminho para Montreal não era tão longo, mas ele fez questão de puxar assunto com sua cria.
 
"Gostou do arco que eu te dei de natal?"
 
"Sim!" ela afirmou com sincera empolgação "Só tem um pequeno problema, já que ele vira uma palheta"
 
"E você tem o dom de perder as coisas, né? Sei bem." Ele comentou, sorrindo e a analisando. Apontou para o colar no pescoço dela e meneou a cabeça em afirmação, como se tivesse uma ideia. "Essa clave de sol aí..."
 
"O que tem?" a menina questionou o pai, o olhando curiosa e segurando seu pingente de clave de sol na correntinha que havia ganhado.
 
"Eu quem dei pra sua mãe. Hm, acho que tenho uma solução, me dá a palheta"
 
"Você ta dirigindo!" Lex retrucou, tirando a palheta do bolso e o encarando firmemente.
 
"Me dá logo!" ele insistiu, bufando e estendendo a destra.
 
Elizabeth permanecia olhando curiosa aquele diálogo pai e filha e, aparentemente, pareceu tão surpresa quando Lexis quando Apolo fez a palheta desaparecer e o pingente de Alexis brilhou.
 
"O que aconteceu?" a cria de Apolo questionou ao seu progenitor que riu e apenas deu de ombros.
 
"Agora nunca mais você perde o seu arco. Ele ta bem no seu pescoço."
 
"Sério???" a coreana estava extremamente empolgada com a situação, olhou para atrás e confirmou com a amiga como aquilo era legal, assentindo para ela quando ela disse que aquilo era realmente bom.
 
"Então, Lizzie" Apolo começou, mas Alexis o olhou como se o repreendesse e ele se interrompeu. Mas apenas por alguns minutos, porque logo depois ele sorriu olhando pelo retrovisor, puxando assunto com a filha de Atena. "É uma bela sabidinha que temos aqui, não?"
 
"PAI!!!"
 
O resto do caminho foi todo entre momentos de Apolo cutucando Lizzy e Lex o repreendendo enquanto a filha de Atena ria, às vezes envergonhada demais para fazer qualquer outra coisa. Assim que chegaram no Canadá ele as deixou em um ponto um pouco afastado do museu que queriam e, após o agradecerem, as meninas foram caminhando para o local com intuito de encontrar pistas do pai de Lizz. Elas passaram pela antiga casa da mais nova no caminho e Lex notou as reações da amiga ao analisar o local, se preocupando um pouquinho com aquilo.
 
"Lizz, é bom sermos rápidas e discretas. Foi por essa região que você foi atacada da outra vez, não? Precisamos ter cuidado porque dois semideuses atraem mais monstros que um."
 
A menor concordou e começou a guiar Lex por todo aquele caminho para o museu, onde ela havia dito que seria melhor ir antes de qualquer coisa ruim acontecer. Assim que alcançaram o local a mais nova das duas chamou sua coruja, lhe orientando para que o animal fizesse uma ronda no ambiente, procurando tanto por pistas quando ficando alerta sobre possíveis monstros no lugar.
 
"Okay, então vamos em frente antes que tenhamos surpresas ruins"
 
O museu não era de difícil acesso, ainda mais para Elizabeth que sabia todos os seus segredos. Lex suspeitava que o local era uma segunda casa da amiga, praticamente. Sorriu ao ver o olhar saudoso dela ao ver cada detalhe dali e andou lado a lado com ela, indo até a seção grega. O acervo canadense era muito interessante de forma que até alguns livros em grego antigo eles tinham. Alguns estudos científicos e históricos ficavam em exibidores de vidro, lugar onde a coreana conseguiu ver alguns estudos e teses assinados com um nome que deduziu ser do pai da mais nova. Lizzy revirou os itens em geral, fuçando em livros e peças enquanto a maior a ajudava, procurando olhar os detalhes para tentar ter algo para a melhor amiga. A ouviu falar sozinha enquanto pensava, mas sua atenção saiu totalmente de Lizzie no exato momento em que ouviu um barulho alto vindo de fora.
A arqueira tocou seu colar recém alterado pelo pai, vendo a clave de sol do pingente dar lugar ao arco que também era presente dele. Pegou uma flecha, a armando, e tomou a frente da garota mais nova e menos experiente, dando alguns passos em direção ao som para verificar. Por cima do ombro pode ver Elizabeth desembainhando a espada longa, a empunhando e seguindo a amiga. Torcia, sinceramente, para que os treinos no acampamento fizessem algo pela amiga naquele momento.
Espiando pelo vão da porta da seção grega a filha de Apolo apenas pôde soltar um suspiro baixo, vendo a fera que as aguardava. Ouviu o rugir da criatura e deu um passo para atrás, puxando a porta lentamente consigo e virando-se para fitar Lizzy.
 
"Beleza. Tem uma Quimera ali, ela sentiu o nosso cheiro." A mais nova pareceu surpresa e ao mesmo tempo pensativa, a questionando sobre o que fazer. "Bom, a nossa escolha é lutar. Você ta pronta pra isso? Porque se não estiver podemos tentar fugir."
Elizabeth abriu mais os olhos em surpresa, mas não pela luta, Lex pode perceber e confirmou assim que a ouviu dizer que não sairia dali sem notícias sobre o pai. O que fez Alexis assentir tentando pensar em como levaria uma menina inexperiente e desesperada para uma batalha. Teria que a provocar para ver se Lizz estava realmente pronta, então suspirou e desafiou.
 
"Pode escolher entre morrer sozinha aqui ou ir comigo e lutar. A escolha é sua."
 
A amiga apertou os dedos mais firmemente na espada e a filha do sol pôde ver que ela realmente estava determinada naquilo. A maior foi à frente, saindo de fininho para a sala onde a fera se encontrava. Armou uma flecha explosiva que encantara anteriormente com seu anel e, do lado oposto da porta onde Lizzy se encontrava, a atirou exatamente no rabo do animal, direto na serpente, chamando a sua atenção para si.

 
"Ei, bicho feio! O seu bafo ta chegando aqui!"

 
A fera rugiu fortemente, avançando na menina que se jogou para o lado e usou a lâmina na base inferior de seu arco para se defender de uma das cabeças do bicho que tentava a morder. A cabeça de dragão teimava em cuspir fogo na pele da menina, sentia-se extremamente irritada, esquivando-se de modo que apenas pouco das chamas tocavam seu corpo. Feriu a cabeça de bode com sua lâmina, correndo para armas outra flecha explosiva enquanto reparou Lizz fazendo barulhos em vários itens do museu para confundir a criatura e lhe dar tempo de armar a flecha. Após encantar duas delas, as prendeu em sua aljava, pegando uma flecha comum e atirando na criatura de uma distância considerável para chamar a atenção dela novamente para si. A criatura urrou com suas três cabeças, cada uma em um som mais irritante que a outra, tornando a avançar para a filha de Apolo. A semideusa armou a primeira flecha explosiva, mirando na boca da cabeça de leão e esperando bem, quando o animal rugiu ela atirou-a bem dentro de sua boca, a flecha explodindo e a criatura urrando de dor. A cabeça de dragão sibilou, jogando fogo na direção da menina, pegando um pouco mais do que ela poderia aguentar em seu braço esquerdo. Elizabeth a fitou preocupada, mas ela meneou a cabeça negativamente, mostrando que estava bem.
 
"Menos uma, Lizz!"
 
Quando conseguiu respirar, pode ver que a mais nova teve grande habilidade e estratégia, já tendo atingido a cauda do animal, a arrancando e matando a serpente. Eram só duas cabeças, mas esse era o problema. Encarando a mais nova e captando o que ela pretendia. Alexis se empenhou, usando as lâminas de luz e as lâminas de seu arco para ferir a criatura, tentando a deixar presa em um canto para que ela ficasse parada o bastante para concluírem a ideia de Lizz. Alexis a viu subindo em uma estátua grande em exposição próxima de onde ela tentava se desvencilhar das duas cabeças ativas e da cabeça meio inerte do leão, esperava que Elizabeth fosse rápida, pois não sabia muito mais o quanto aguentaria naquela brincadeira de pega-pega, mas assim que viu a mais nova cair certeira nas costas do bicho se preocupou. Lizz se segurava nas asas de dragão, enfiando a espada nas costas do bicho para dar-lhe estabilidade. A filha de Apolo tomou certa distância, armando usando o seu anel arsenal para convocar novamente o arco como uma besta de braço, armando as flechas e as atirando nas duas cabeças, para que a cabeça mais longa não virasse para atacar a menor em suas costas. Quando percebeu Elizabeth se preparar para golpear a cabeça de dragão, usou novamente o anel e, com o arco de volta ao normal, armou a última flecha explosiva e mirou no bode, que em movimento teve o olho acertado.
Não demorou muito para que visse a cabeça de dragão cair no chão e Elizabeth, exausta, caísse para o lado do monstro, tomando fôlego. Correu em direção dela, segurando os ombros da amiga e rindo de seu estado. Estava orgulhosa da canadense, mas esperava que ela tivesse progressos sobre seu pai. Estavam quase sem esperanças de algo bom acontecer já que saiam do museu cansadas e esperando que pelo menos Asura,  coruja de Lizzy, tivesse achado algo útil para a busca de sua dona. Foi quando, na frente do museu, a coruja retornou trazendo consigo uma bolsa de pesquisas que logo a filha de Atena reconheceu como de seu pai. Parou ao lado da amiga, que pegou o item e o abriu, procurando alguma anotação que pudesse lhe dar uma pista. A menina pegou um item verde em mãos, muito bonito por sinal. Ela teria que descobrir o que era, mas a aura daquilo com toda certeza tinha algo haver com Atena.
 
"Beleza... E como vamos embora mesmo? Porque já ta de noite."
 
A mais baixa fez uma expressão assustada e logo Alexis sorriu amplo, rindo alto e passando o braço pelo ombro da amiga.
 
"Ainda bem que eu trouxe dinheiro, não é mesmo?"



ARMAS USADAS:

[☀ Retalhação de Apolo ☀] Arco dourado, extremamente resistente, de formato e comprimento (1,5 m) baseado em um Arco Recurvo comum. As ranhuras da corda são curvadas para frente do arco e o material, por mais que permita ao semideus puxar a corda com menos força do que o usual, dispara flechas com a mesma força de um arco cuja pressão nos Limbos é extrema. Quando a mira é feita, uma vez por turno, a primeira flecha disparada é otimizada em 30% (Ocasionando um dano de 45 HP), enquanto as outras flechas dão o dano padrão de 35 HP. Além disto, no Limbo Superior e Limbo Inferior estão acopladas lâminas de Bronze Celestial que permitem, ao filho de Apolo, golpear inimigos à distância corpo-a-corpo tal qual uma lâmina gêmea. As lâminas se prolongam até além da ranhura da corda, permitindo estocadas, também. Quando não está em uso o arco se transforma em uma palheta.

[☀ Solstício de Verão ☀] Anel dourado e de aparência discreta. Em seu corpo possui ranhuras onduladas, em baixo relevo, entalhadas de tal forma a lembrar a tremulação do ar com o calor escaldante do verão. Em seu topo existe uma pedra laranja e brilhante com a peculiar habilidade de se alimentar da energia do semideus (15 MP) para encantar flechas com propriedades explosivas. O dano é acrescido de 50%.

♈ Arsenal [Anel brilhante feito em aço polido, com uma pedra preciosa esbranquiçada minúscula em seu centro. Possui o efeito de alterar uma arma, mudando assim sua forma, detalhes, e qualquer outra coisa que o portador desejar, desde que as alterações sejam apenas físicas. Ou seja, utilizando o efeito do anel, é possível transformar uma lança em uma espada ou faca, ou qualquer outro item de ataque. Um escudo circular pode ser transformado em um broquel, ou um escudo de corpo. Os materiais dos itens podem ser alterados, mas seus efeitos sempre serão os mesmos (exemplo: uma espada elétrica ainda causaria dano por eletricidade se transformada em uma lança).]

HABILIDADES UTILIZADAS:

Nome do poder: Resistência III
Descrição: Sua resistência ao fogo vem aumentando conforme a sua evolução, e agora uma quantidade de fogo considerável não lhe afeta - por exemplo, bolas de fogos lançadas pela mão de alguém, com uma temperatura mediana, não muito alta, nem alta ao extremo - porém o fogo em quantidade grandes, ou absurdas, ainda afetarão você.
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: + 30% de defesa ao fogo/calor.
Dano: Nenhum

Nome do poder: Arqueiro II
Descrição: A sua habilidade com o arco se desenvolveu com precisão, e agora, além de conseguir atingir o alvo com uma flecha, também aprendera a manusear duas, e a usar o arco como porrete. Sua pericia está crescendo.
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus:  +20% de assertividade no manuseio do arco.
Dano: + 10% de dano ao ser acertado pela arma do semideus.


ITEM GANHO:

Alteração em "Retalhação de Apolo" de uma palheta para o pingente em forma de clave de sol do colar da menina.








I've got sunshine on a cloudy day
When daylight's fading I'm gonna play in the dark until it's golden again. And now it feels so amazing, can see it coming, and I'll never grow old again, you'll find me chasing the sun.
avatar
Alexis C. Chwe
Lider de Apolo
Lider de Apolo

Mensagens : 116
Data de inscrição : 18/12/2016
Idade : 17
Localização : Cabin 7, Camp Half Blood

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: (CCFY) Elizabeth H. Wu e Alexis C. Chwe - I miss you.

Mensagem por Quione em Dom Mar 26, 2017 4:14 pm

Modo de avaliação:
Realidade de postagem + Ações realizadas. –  500xp
Escrita: Gramática, erros, pontuação, coerência, concordância, etc. –  1,000 xp
Criatividade/Estratégia em combate + inteligência.  – 1,000  xp
TOTAL: 2,500 x 4 = 10,000XP - 8,000 dracmas

(Os valores acima são referentes a valores máximos, não necessariamente significa que você terá essa pontuação.)


Elizabeth H. Wu

Realidade de postagem + Ações realizadas. –  450xp
Escrita: Gramática, erros, pontuação, coerência, concordância, etc. –  800 xp
Criatividade/Estratégia em combate + inteligência.  – 950 xp
TOTAL: 2,200 x 4 = 8,800XP - 7,500 dracmas.

Película de Corte [Película fina de cor azulada de tamanho grande e largura suficiente para encaixar na lâmina de uma espada: é posicionada em toda a área de corte da lâmina da espada, causando um maior dano já provocado pelo objeto, possuindo um dano maior em fúrias, monstros e demais.| Aumenta o efeito de corte e dá +5% de dano. | Material desconhecido. | Sem espaço para gemas.| Alfa. | Status: 100%, sem danos | Mágica. | A Mente Liberta (evento) ]



Modo de avaliação:

Realidade de postagem + Ações realizadas. – 1,000  xp
Escrita: Gramática, erros, pontuação, coerência, concordância, etc. –  1,000 xp
Criatividade/Estratégia em combate + inteligência.  – 1,000  xp
TOTAL: 3,000 x 5 = 15,000XP - 10,000 dracmas

(Os valores acima são referentes a valores máximos, não necessariamente significa que você terá essa pontuação.)

Alexis C. Chwe

Realidade de postagem + Ações realizadas. – 950 xp
Escrita: Gramática, erros, pontuação, coerência, concordância, etc. –  800 xp
Criatividade/Estratégia em combate + inteligência.  – 950  xp
TOTAL: 2,700 x 5 = 13,500XP - 10,000 dracmas

☀ Retalhação de Apolo ☀ [Arco dourado, extremamente resistente, de formato e comprimento (1,5 m) baseado em um Arco Recurvo comum. As ranhuras da corda são curvadas para frente do arco e o material, por mais que permita ao semideus puxar a corda com menos força do que o usual, dispara flechas com a mesma força de um arco cuja pressão nos Limbos é extrema. | Quando a mira é feita, uma vez por turno, a primeira flecha disparada é otimizada em 30% (Ocasionando um dano de 45 HP), enquanto as outras flechas dão o dano padrão de 35 HP. Além disto, no Limbo Superior e Limbo Inferior estão acopladas lâminas de Bronze Celestial que permitem, ao filho de Apolo, golpear inimigos à distância corpo-a-corpo tal qual uma lâmina gêmea. As lâminas se prolongam até além da ranhura da corda, permitindo estocadas, também. Quando não está em uso o arco se transforma em um pingente de Clave de Sol. | Ouro e bronze celestial. | Sem espaço para gemas.| Alfa Prime. | Status: 100%, sem danos | Lendária. | A Mente Liberta (evento) ]


Obs: Poderá me enviar uma MP, caso deseje saber como - exatamente - foi avaliado.

Aguardando Atualização.


Χιόνη
avatar
Quione
Deuses Menores
Deuses Menores

Mensagens : 470
Data de inscrição : 12/07/2013

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: (CCFY) Elizabeth H. Wu e Alexis C. Chwe - I miss you.

Mensagem por Zeus em Dom Mar 26, 2017 5:59 pm

Atualizado


Lorde Zeus
avatar
Zeus
Deuses Olimpianos
Deuses Olimpianos

Mensagens : 1085
Data de inscrição : 01/09/2014

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: (CCFY) Elizabeth H. Wu e Alexis C. Chwe - I miss you.

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum