The Blood of Olympus
Para visualizar o forum é necessário estar cadastrado, por favor registre-se no rpg ou entre em sua conta. É necessário estar cadastrado para ver as informações contidas no forum. Lembre-se de usar nome e sobrenome, não se cadastrar usando nomes geralmente utilizados por Hacker. Exemplo: "Barum" "Hakye" e por ai vai. Bem vindos.

Festival de Música ♫

Página 6 de 6 Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Re: Festival de Música ♫

Mensagem por Ivy Beatrice Scott em Sex Abr 28, 2017 12:31 am


Se eu soltar sua mão
você vai voar para longe


L
ady Héstia disse que esperaria minha resposta, que não seria para mim uma sentença ou ainda a certeza de infelicidade eterna no caso de um não como resposta. Senti meu maxilar tensionar-se enquanto Guitti saía da banheira com uma expressão insondável no rosto; podia perceber que ele, ainda que não demonstrasse ou questionasse, se desagradava com minha inconstância, não podia culpá-lo, contudo. Tirei a jaqueta que agora pigava e a coloquei sobre o antebraço esquerdo, meus olhos passeando pela multidão sem ver nada.

   Mordi o lábio ao ser retirada de meus pensamentos pela pergunta do garoto. Não, eu não queria ficar sozinha, na verdade, nunca quis tanto ficar com alguém. Olho-o e relembro o que ele havia dito pelo que pareciam horas atrás. Um filho de Hades. Não que isto fosse um problema realmente, mas se a escolha que tomei o machucasse, se o enfraquecesse? Franzi o cenho, fitando-o. Seus olhos negros deixam de me encarar, ao que lhe tomo a mão esquerda com um sorriso animado no rosto. “Na verdade, tenho que procurar minha irmã. Ela deve estar terminando de comer as cadeiras de alguma barraca por aí.”, brinco forçosamente, tentando desanuviar sua expressão.

   Não necessariamente o que aconteceu ali nos impediria de ter uma amizade saudável, certo? Ponderei encarando-o, procurando seus olhos como se assim minha pergunta pudesse ser respondida; azul no negro. E silêncio. Após sentir-me como agora, poderia eu apenas abrir mão de tal sensação e sentimento? Não. Duvido muito. Nunca fui uma pessoa de meios termos, sempre oito ou oitenta, como dizia meu pai. Não podia me aproximar de alguém como ele sabendo das consequências. “Obrigada por hoje. Foi melhor do que eu imaginava, sabe… Tudo. Obrigada. Por tudo mesmo.”, disse-lhe suavemente, desvencilhando minha mão da sua para tocar sua bochecha. “Espero que possamos nos ver de novo. Por hora, até mais.”, despedi-me, sabendo que aquilo poderia parecer um tanto brusco ao começar a caminhar por onde viemos, sentindo um peso no peito que não sabia de onde vinha.

   Estaquei após alguns passos, voltando-me e refazendo o caminho até ele, impulsivamente selando seus lábios, meus olhos fechando-se instintivamente mais uma vez. Se devia me afastar, que eu levasse isso comigo, que ao menos hoje, nesta noite não me preocupasse com o futuro. Pensava ao aprofundar o beijo, tocando seu rosto com cuidado. Possivelmente ele me esqueceria no ano que se seguiria, mas eu me lembraria de hoje, de agora, que essa lembrança possuísse uma bela moldura então.

   Afastei-me após algum tempo, abrindo os olhos e encarando seu rosto pálido. Dei alguns passos para trás, lhe sorrindo, sentia-me como um fotógrafo ao encontrar um bom ângulo. Acenei uma vez e lhe dei as costas, fundindo-me à multidão ao sair dali.


# it's show time

Vai desaparecer, tenho medo disso


evelyn beatrice scott


avatar
Ivy Beatrice Scott
Filhos de Athena
Filhos de Athena

Mensagens : 37
Localização : Acampamento Meio-Sangue

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Festival de Música ♫

Mensagem por Guitti em Sex Abr 28, 2017 4:06 am

Ivy
        A Evelyn tirou a jaqueta dela e pendurou-a em seu braço, o que deixou parte do seu corpo desprotegida e exposta ao vento que já estava frio, por ser noite. Ela me fitou estranhamente enquanto eu, desviei o olhar. Queria deixar claro que estava cheio de dúvidas dos motivos dela estar fazendo aquilo, afinal, não havia conseguido pensar em sequer um. Entretanto, provavelmente ela teria um bom motivo. Não conseguia imaginá-la fazendo aquilo só para me magoar ou apenas para me afastar. Não depois de tudo que passamos hoje.

        Ela segurou a minha mão esquerda, o que me fez fitá-la mais uma vez. Ela cita que tem que procurar a irmã dela e assinto com a cabeça, entendendo o motivo. Assim como eu havia pensado, ela tinha uma boa razão. ▬ Bom, tudo bem então. ▬ Dei um pequeno sorriso, afinal, não queria que a última lembrança dela dessa noite fosse uma cara tristonha minha. De maneira alguma. Afinal, a noite por completo havia sido ótima, melhor do que eu esperava. Lutei contra uma árvore gigante, salvei uma garota e ainda por cima conheci outra completamente maravilhosa!

        Despediu-se, agradecendo-me pelo ótimo dia que tivemos juntos e ao soltar minha mão, começou a andar para longe. Resolvi simplesmente não falar nada e apenas manter meu olhar em sua beleza rara. Não somente uma beleza física. Não... É algo muito maior que aquilo. Sua personalidade, seu caráter, enfim, sua pessoa por completa. Por alguma razão, senti como se não fosse vê-la durante algum tempo, apesar de sermos do mesmo Acampamento. Vivíamos tão ocupados e eu tinha muitos planos daqui para frente. Muitas metas, objetivos para atingir que talvez realmente não fosse vê-la tão cedo.

        Novamente, me surpreendendo com sua espetacular personalidade, ela pausa a sua caminhada e refaz o caminho, voltando para perto de mim. A semideusa fecha os olhos e aproxima seus lábios dos meus mais uma última vez, selando-os. Retribui a atitude, fechando meus olhos também e levando minhas mãos até as dela, segurando apenas as pontas de seus dedos delicadamente. Não queria prender-lhe a mim, por isso não a envolvi muito naquele beijo. Se fosse para ela ficar, que ficasse por desejo próprio e não pelo desejo carnal. Se é que você me entende. Mas ainda assim não resisti e puxei-a um pouco mais para perto, aprofundando o nosso beijo de despedida.

        Mais uma vez, ela torna a andar para a direção contrária de onde eu estava, mas dessa vez dando pequenos passos para trás, para manter o olhar em minha pessoa, como se quisesse registrar o momento. Ela acenou para mim e simplesmente acenei de volta, com um sorriso no rosto. Espero que esta noite tenha sido tão memorável para ela quanto foi para mim.

▬ Até mais, Evelyn. ▬ Sussurrei ao vento, para que ela fizesse uma leitura labial.

        Depois da prole de Athena ter desaparecido às minhas vistas, simplesmente deitei-me molhado naquele gramado bem cortado e fiquei encarando as estrelas. Provavelmente os semideuses que estavam ao meu redor deveriam estar pensando que eu era algum tipo de doente mental ou algo do tipo. Mas não. Eu só estava querendo voltar no tempo e reviver tudo aquilo mais uma vez. Quando será que nos veríamos novamente? Eu não sabia. A única coisa que eu sabia é que estava na hora de voltar para o meu chalé. Quase que naturalmente, meu corpo começou a se transformar em sombras, mais lentamente que o normal. Primeiro as pernas, depois o tronco e então todo o resto. Depois de alguns segundos, me vi deitado em minha cama. Não me pus a dormir, queria ficar imaginando aquela noite por mais algum tempo, e assim o fiz.
@




DEATH ITSELF
Guitti
HELLO DARKNESS MY OLD FRIEND
avatar
Guitti
Lider dos Demonios
Lider dos Demonios

Mensagens : 248
Localização : Acampamento Meio-Sangue.

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Festival de Música ♫

Mensagem por Illidan Braum Wrynn em Seg Maio 08, 2017 7:54 pm

Missão: Segurança



Estava terminando de dar os últimos retoques em uma espada com a qual estava trabalhando,  martelava a espada de bronze em suas extremidades dando assim a sua forma, outrora ela estava sem fio mas eu levava para a lixa para polir e dar a forma bonita de espada. Enquanto isso entrava dentro da forja uma garota que procurava por mim, ela tinha cabelos prateados e seus olhos eram castanhos escuros sua pele era morena clara e era atlético em seu braço esquerdo tinha  um pano vermelho com um emblema de responsável pelos seguranças, ela quebrava o silêncio e o martelar das forjas e falava.

–Senhor Braum?

Voltava minha atenção para a garota, e cruzava meus braços e a olhava de cima a baixo desconfiadamente.

-Fala, o que quer comigo? Ah e pra você é Illidan não lhe dei intimidade alguma para me chamar de Braum.

-Você foi convocado para ser segurança por uma hora no festival e será pago se fizer um bom trabalho.

Levava minha mão direita no meu queixo e alisava por um curto período de tempo a garota me dava um pano vermelho com o qual eu colocava sobre meu braço esquerdo e ela me deixava em minhas mãos um mapa da localização do evento eu pegava e enquanto saía da forja dizia.

-Eu acho melhor a recompensa ser interessante.

A garota respondia enquanto andava na frente com alguns outros seguranças.

-Dependerá de como você se sairá.

Andávamos rente a floresta cuja as folhagens eram muito densas, a floresta tinha diversos tipos de árvores de todos os tipos, depois de uma longa caminhada na floresta passávamos por uma estrada de terra e podia se ouvir ao longe os gritos e musicas próximo dali, caminhávamos até o final da estrada e ao chegar lá tinham vários jovens e alguns seguranças na estrada e também dentro da festa.

-Esse é o lugar, faça um bom serviço se tiver confusões entre os jovens intervenha.

A garota me dava um cassetete e me pedia para ir até a região sul. Corria rapidamente em direção ao local determinado e ficava com o cassetete na minha mão direita e batia levemente na mão esquerda e começava a observar confusões e anormalidades naquele local. Andava próximo a um garoto de cabelos negros magro que estava assediando uma garota contra sua vontade pegando suas nádegas e tentando beija-la a força. Dava um golpe no rosto do garoto com o cassetete de baixo para cima com o qual o atordoava temporariamente.

-Seu maldito! Assediando a mulher contra a própria vontade dela porra, vaza daqui, rala rala filho da puta e se voltar a assedia-la tu vai ficar com o olho roxo em seu pau no cu.

O garoto saía desesperadamente e a garota me agradecia porém eu a ignorava e voltava agora minha atenção a um grupo de jovens bêbados que estavam fazendo bullying com um garoto inofensivo, eram cerca de quatro jovens bêbados que empurravam  o garoto inofensivo e fraco de um lado para um outro. Em uma investida com a qual eu realizava, eu os apartava do garoto pequeno e eles eram desestabilizados e consequentemente devido a força da investida dois dos bêbados caíram com a cara no chão. Próximo a eles tinha um valentão que estava me encarando e eu também o estava fazendo, cheguei perto dele encarando-o, o valentão dava um gancho com a mão direita em direção ao meu rosto no lado direito, eu bloqueava o gancho segurando seu braço e em seguida o torcia e chutava suas gostas o empurrando para trás e em seguida eu dava um chute giratório com minha perna direita o qual o nocauteava.

-Pra aprender a respeitar seu merda.  Nós ta aqui pra colocar ordem no bagulho seus merda se vocês fizerem cagada vão se ver comigo seus pau no cu!

Um grupinho dos famosinhos se afastava ao ver eu falar isso, rondava agora a região sul avistava um balcão que vendia bebidas eu comprava uma garrafa de água e começava a beber olhando ao redor procurando confusões e coisas do tipo. Cerca de cinco minutos se passaram e eu estava matando minha sede quase terminando de beber a garrafa com água inteira quando observo um grupo de valentões se reunirem em minha volta eram cerca de quatro. O que parecia ser o líder deles era um gordo e que obviamente não me intimidava tão facilmente até por que já derrubei maiores em minha época de escola no futebol americano como defensor.

- É melhor ir se divertirem, não vão querer ter a cara quebrada, é um conselho.

Falava enquanto encostava ambos os meus braços no balcão feito de madeira onde tinha comprado a garrafa de água. O gordão tinha cerca de um metro e noventa,  era loiro e tinha poucos músculos em seu corpo os outros três eram de corpo mediano beiravam ter um metro e oitenta  e tinha também poucos músculos sobre seus corpos franzinos. Eles estavam segurando um bastão típico de baseball  e estavam dando leves batidinhas com o bastão nas suas mãos o que indicava que eles iriam lutar.

-Já que insistem tanto, cai pra dentro, depois não vão chorar pra mamãe ok?
 
O gordão iniciava o ataque ele pulava e devido ao seu peso de 100kg eu não conseguiria defender daquilo portanto utilizei-me do escudo de meu pai o que defendera completamente o ataque, pegava com a mão direita o canivete feito por meu pai era chamado canivete mágico pela sua utilidade, e os outros começavam um ataque simultâneo, um dos que vinha pela minha direita tentava me nocautear atacando meu rosto e o que vinha pelo meu lado esquerdo fazia o mesmo, abaixava-me para me esquivar coincidentemente os dois tinham acertado o rosto um do outro e com isso tinham se afastado devido a pancada do bastão.

-É sério que vocês não conseguem nem me acertar, porra, se os semideuses forem assim eu vou virar o rei deles.

O grandão vinha com fúria tentando me acertar com o bastão do qual não obtivera êxito, pois a cada golpe que ele dava o meu escudo defendia com facilidade, o gordão de tanto se esforçar cansou-se por um tempo, observava pelo reflexo do meu escudo que vinha o último deles me atacar pelas costas com o bastão que vinha em direção a minha cabeça. Agachei meu corpo e dei uma rolada para direita para me esquivar do ataque do jovem. O garoto tinha acertado o grandão que tinha depois da pancada caído ao chão, em seguida, depois da pancada, tinha chamado o único que tinha sobrado, ele, inocentemente virava de frente para mim e quando fez isso um soco cruzado instantâneo com a mão serrada direita tinha o acertado ocasionando nocaute instantâneo. Aquilo era divertido para mim mesmo que seja temporário a adrenalina quase tomava conta de meu corpo porém eu me controlava com uma certa dificuldade se não eu iria acabar matando um daqueles inúteis. Guardava meus equipamentos em seus devidos lugares e quando guardei meu escudo observei pelo reflexo que a garota a qual tinha me dado a tarefa ficava temporariamente escandalizada.

-Mas o que aconteceu aqui!?

E eu a respondia tranquilamente.

-Ordem a base da porrada, se não houver isso eles vão continuar aprontando.. e eu os espanquei até se arrependerem de ter feito isso, óbvio que não os matei mais eles agora não vão arrumar encrenca e isso eu garanto.

Depois de falar isso para a garota que estava acompanhada por cerca de quatro seguranças eles me levaram para uma espécie de tenda e ela começava a falar.

-Você fez um bom trabalho, mas, evite bater nas pessoas você não vai querer arrumar inimigos por aqui, ser segurança é manter a ordem mas principalmente a PAZ, você demonstrou isso a base da agressão física e..

Antes que ela terminasse eu falava.

-O guria ta bom eu já entendi, agora me dá a recompensa em dracmas por que eu to precisando sabe. E a propósito se precisar de mais alguma coisa já sabe a quem chamar.

Dava um sorriso malicioso para eles e ela pegava de um baú feito de carvalho um saco com dracmas eu observava a quantia e depois guardava em meu bolso, ela explicava que os que eu tinha derrubado e batido era com os romanos.
Se os romanos eram assim eu não sabia só sei que hoje tinha espancado alguns, respondia depois do meu breve pensamento.

-Valeu tia precisando estamos ai.

Saía dali e voltava-me para minha forja o lugar com o qual eu mais me sentia confortável naquele acampamento dos gregos.
A garota comentava com os outros seguranças.

-É.. talvez tenhamos problemas com esse filho de Hefesto.

Ela respirava profundamente e os outros seguranças concordavam balançando a cabeça em forma positiva.
Depois de andar por um tempo atravessando a extensa floresta e seguindo a estrada, achava alguns lingotes de alguns minérios e enfim eu tinha achado a minha ‘’casa’’ adentrava a forja e dormia sentado num canto, o ronco era ouvido em toda a ferraria próxima a que eu estava dormindo.


A Bigorna e o Martelo são meus Melhores Amigos.
avatar
Illidan Braum Wrynn
Filhos de Hefesto
Filhos de Hefesto

Mensagens : 20
Idade : 25

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Festival de Música ♫

Mensagem por Evie Farrier em Sab Maio 13, 2017 2:23 pm

Festival Encerrado
Tópico aberto por mais uma semana para finalizar as interações


EVIE FARRIER
I am the bone of my sword. Steel is my body and fire is my blood.
avatar
Evie Farrier
Filhos de Nyx/Nox
Filhos de Nyx/Nox

Mensagens : 498
Idade : 20
Localização : Acampamento Romano

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Festival de Música ♫

Mensagem por Arcus em Dom Maio 14, 2017 2:41 pm

AVALIADO
___________________________________________________________________

A proposta da missão não foi atendida, ao agredir os campistas, da forma como foi descrito, o semideus criaria um tumulto na festa, gerando uma confusão em escala muito maior do que a inicial, o que levaria a reclamações pelos usuários da festa e deslocaria seguranças e responsáveis para estabilizar novamente o evento.

Dessa maneira, visto que o objetivo básico da missão: manter a ordem e garantia a segurança dos semideuses, não foi atingido, essa missão contará como invalidada, sem recompensas de experiência ou dracmas.
avatar
Arcus
Deuses Estagiários
Deuses Estagiários

Mensagens : 156

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Festival de Música ♫

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 6 de 6 Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum