The Blood of Olympus
Para visualizar o forum é necessário estar cadastrado, por favor registre-se no rpg ou entre em sua conta. É necessário estar cadastrado para ver as informações contidas no forum. Lembre-se de usar nome e sobrenome, não se cadastrar usando nomes geralmente utilizados por Hacker. Exemplo: "Barum" "Hakye" e por ai vai. Bem vindos.

Festival de Música ♫

Página 3 de 6 Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Re: Festival de Música ♫

Mensagem por Kyra C. Ferreli em Sab Abr 08, 2017 8:38 pm

Never was a girl with a wicked mind
But everything looks better when the sun goes down


Ela tinha uma energia única, nenhum outro campista me despertara a respeito disso, dessa alegria estranha, do sentimento de entrega total e do sorriso largo que fazia todos ao redor pararem apenas para observar. A jovem rebolava remexendo o corpo e agitando a placa de beijos, seus cabelos esvoaçavam junto a ela, e seu corpo não parava nem mesmo por um minuto. A cena era cômica, divertida e única, tão única quanto a campista que se tornara a atração do momento. — Uma figura é pouco para descreve-la, sinto a energia dela daqui — Ri baixinho, e o pior de tudo que era verdade, filhos de Vênus detêm certo poder sobre as emoções, e bem, elas simplesmente fluem por meu corpo, não é algo que sou capaz de controlar.

— E eu acabei de descobrir o seu nome, Evie — Pisquei de canto, abrindo um sorriso por ter conseguido ao menos uma informação, até porque achei que permaneceria no escuro pelo restante da noite, naquele momento percebi que isso não era bem a verdade. Eu podia descobrir mais sobre ela, mas não através dela. Nos aproximamos a passos rápidos, encurtando a distância em direção a garota em poucos segundos, e logo já estávamos bem de frente a essa, uma ao lado da outra. Foi Evie quem nos apresentou, me dando a oportunidade de descobrir ao menos o nome da jovem divertida.

— O zé colmeia deve estar morrendo de inveja de você — Brinquei, completando em seguida. — Então, já posso pegar meu beijo grátis ou é necessário pedir um cupom com antecedência? — Pisquei divertida, apoiando a mão na cintura e fazendo graça. Estava é claro apenas descontraindo o momento. — Estou brincando, e como Evie já disse meu nome, creio que não tenho muito a dizer — Dei de ombros, não estava sem palavras, apenas aproveitando o momento, sem conhece-las estava em total desvantagem na situação, mas não me sentia desconfortável. — Um minuto meninas — Ergui a mão, observando ao longe algo que me prendera a atenção.

Me afastei das duas apenas por poucos minutos, me aproximando de uma barraca neon para comprar um artefato diferente, uma caneta, quem diria que um dia eu teria interesse por uma, mas aquela era diferente. — Obrigada — Agradeci a moça, me afastando com meu novo brinquedo em mãos, e voltando em direção a elas. — Então, qual das duas quer me tatuar primeiro? — Ergui a caneta entre os dedos, e estralei os da mão esquerda para mudar as vestes, substituindo o vestido por um croppet curto – um tanto transparente – e um shortinho preto. — Sempre quis uma tatuagem, mas meu pai ficaria louco só de pensar nisso, e a academia não permitia, então essa é a minha única chance, não sejam maldosas — Estendi a caneta em direção a elas, piscando os olhos fofamente para não deixar brechas para recusas, geralmente funcionava.



DO YOU EVER WONDER IF THE STARS SHINE OUT FOR YOU?
avatar
Kyra C. Ferreli
mentalistas de psique
mentalistas de psique

Mensagens : 213
Data de inscrição : 23/03/2017
Idade : 18

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Festival de Música ♫

Mensagem por Guitti em Dom Abr 09, 2017 11:59 am

Ivy
        K-pop, hein? De certa forma, aquilo me soou interessante. ▬ Será um imenso prazer, pequena Ivy. ▬ Digo, retribuindo o sorriso que ela me dera antes me confortando quanto a minha memória falha. Após sugerir outras atividades e ela se animar, assim como eu, ela sugere o brinquedo e agarra meu braço o que fez com que eu me sentisse estranhamente bem. ▬ Acho uma boa ideia irmos ao brinquedo também. Adicionar um pouco de adrenalina em nossas vidas que não sejam partidas de um combate, não é mesmo? ▬ Meu capote impedia o contato de nossas peles e assim eu não pude sentir o calor de sua pele. Mas aquele é um mistério agradável afinal, me deixa animado para saber o que vem logo depois.

        Começamos a andar perante aquela enorme e agitada multidão. Não tão agitada agora por conta da música lenta que ainda toca. “Cara da pesada”, ela disse enquanto esbarrávamos em outros semideuses que não ousaram em retrucar. Aparentemente, a aura de medo que eu exalava – apesar de estar sorrindo – não os permitia. Interessante como ela não sente o mesmo ao estar comigo. Talvez esteja até mesmo... Confortável, de certo modo. O seu senso de humor e a maneira que ela o expressa me encanta ainda mais. Diante de tantas outras pessoas, talvez eu houvesse encontrado alguém que não segue mediocramente um padrão. Ela não me parece ser nem um pouco entediante.

        Finalmente, chegamos a barraca que a Ivy escolhera. Uma barraca feita de um verde chamativo acompanhado de um branco como cor secundária. Ela apoia-se e pergunta o que eu vou querer, logo depois fazendo o próprio pedido. ▬ Humm... Para comer, acho que vou querer batatas fritas. ▬ Pausei, pensando mais um pouco. ▬ E beber, o mesmo que esta bela moça pediu. ▬ A jovem que trabalha ali nos trouxe primeiramente as bebidas fluorescentes que a Ivy pediu. Olhei para ela, arqueando uma sobrancelha, como se perguntasse mentalmente a ela se iriamos mesmo beber aquilo. Dei um riso baixinho enquanto abria as duas garrafas. Encarei a semideusa que novamente mordia os lábios enquanto entregava a sua bebida. Não sabia mais por quanto tempo aguentaria aquela tentação que começara a crescer dentro de mim.

        Ela comenta sobre a minha falta de memória. Diz que deve ser frustrante e doloroso, mas, está errada. Bebo uma boa quantidade daquela bebida estranha antes de começar a explicá-la e fecho os olhos saboreando. ▬ Pelos deuses, isso aqui está muito bom! ▬ Abri os olhos, dando um grande sorriso. ▬ Experimente, para ver. ▬ Sugeri, batendo suavemente a ponta da minha garrafa na garrafa dela, como que num brinde. ▬ Quanto a minha memória, não é frustrante. Nem doloroso. Eu nunca procurei saber sobre o meu passado e evito isso. A perda da minha memória me permitiu ser quem eu quisesse, tomar o rumo que eu quisesse e eu gosto disso. ▬ Bebi mais um gole e respirei um pouco, recuperando o fôlego. ▬ É como se eu tivesse a liberdade para escolher meu próprio futuro, sem ter que pensar no passado. A única coisa que sei sobre meu passado é que minha mãe é filha de Morfeu.

        Finalmente, as batatas fritas chegam junto com o pedido da Ivy, molho rosê e sal. Levo a minha mão direita até a dela, segurando-a enquanto no braço esquerdo prendia a minha garrafa com a dobra do cotovelo e segurava a batata frita com a mão livre.  Sua mão é macia e quente, o que me agrada. Fico com um pouco de receio por minha pele ser fria. Talvez eu a assuste, talvez ela não goste, mas, eu tinha de arriscar. Não queria passar a noite inteira sem tocá-la. Observei-a com os olhos, estudando sua reação e logo depois nos guiei até uma das mesas que ficavam ali em frente às barracas, para que pudéssemos sentar, relaxar e comermos. Antes que eu sente, puxo uma das cadeiras, como num gesto gentil para que ela se sente primeiro. ▬ Mademoiselle. ▬ Espero ela sentar e logo depois sento-me ao seu lado, me aconchegando.

LOOK:

@




DEATH ITSELF
Guitti
HELLO DARKNESS MY OLD FRIEND
avatar
Guitti
Lider dos Demonios
Lider dos Demonios

Mensagens : 213
Data de inscrição : 09/03/2017
Localização : Acampamento Meio-Sangue.

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Festival de Música ♫

Mensagem por Ivy Beatrice Scott em Dom Abr 09, 2017 4:28 pm


Geuraedo
stay stay


O
bservo-o abrir as garrafas, em seu rosto a expressão de que provavelmente morreríamos após tomar aquilo, mas que era divertido tentar. Sorrio de volta, apanhando a minha e vendo-o sorver um longo gole de sua própria garrafa e exclamar sua apreciação, o que me impele a experimentar também. Sim, se ele dissesse que era ruim ou começasse a sentir algo estranho, eu não beberia. Tática. Isso é muito importante. O sabor é doce e refrescante, lembrando algo como maçã verde e limão enquanto traz certa ardência ao descer por minha garganta, assinto para ele em aprovação, movendo a cabeça como se reverenciasse, “Escolhi bem. Ponto para a Ivy.”, me congratulo dando de ombros.

   Seus modos são calmos ao fechar os olhos saboreando a bebida, encaro-o enquanto ele faz isso, achando-o estranhamente fofo e charmoso, como se pouco ou nada se esforçasse para fazer uma boa impressão ou parecer bonito, apenas  lhe fosse natural. Desvio o olhar ligeiramente quando ele volta a me fitar e começa a explicar sobre sua memória; de fato, enquanto ele falava sobre aquilo não parecia queixar-se, o que não me surpreende, mas faz com que me questione se não era  solitário demais viver desta forma. A liberdade é algo que todos nós procuramos, acho, mas a liberdade é uma grande responsabilidade; momentâneamente lembrei-me de um filme que havia assistido com meu pai há muito tempo, Elizabeth dizia “[...] Não tenho senhor. Sou a mãe de meu povo. Que Deus me ajude a surportar esta poderosa liberdade.”, de alguma forma, o que Guitti me dizia fazia com que me lembrasse nitidamente desta frase. A liberdade é um fardo pesado.

   Quando nosso pedido chega, Guitti apanha uma porção de batatas fritas e a moça me entrega algo como bolinhas de queijo, nada mal, pareciam apetitosas. Pego a caixinha e me surpreendo quando o garoto toma minha mão esquerda em sua destra; sua pele era fria, quase desconfortável, contudo, envolvo meus dedos entre os dele e lhe sorrio calmamente, tratando de não deixar minhas coisas caírem. Percebo que ele me estuda, mas isto não me incomoda de fato, ao que o sigo até uma das mesas e observo-o puxar uma cadeira para mim de maneira educada. “Awn, você não esqueceu como ser cavalheiro.”, digo sorrindo ao me sentar.

   Viro-me para ele fitando-o. “Uma vez que tem o poder de decidir sobre seu futuro, o que decidirá?”, indago, sorvendo um gole de minha bebida, ficando curiosa sobre ele ao lembrar que ele mencionara sua mãe. “Ainda tem contato com sua mãe? Ou sabe onde e como ela está?”, continuo me ajeitando na cadeira dura, colocando os cotovelos sobre a mesa e pousando o queixo sobre minhas mãos.


# it's show time

stay with me


evelyn beatrice scott


avatar
Ivy Beatrice Scott
Filhos de Athena
Filhos de Athena

Mensagens : 37
Data de inscrição : 05/10/2014
Localização : Acampamento Meio-Sangue

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Festival de Música ♫

Mensagem por Hahk Moonbin em Dom Abr 09, 2017 8:39 pm


Ops!
" han georeum mam mais perto nae han ppyeom mais perto de você ireoke naren geuriun"

Dias de festa sempre animavam a pequena coreana. Moon adorava música, amava comida e ter tudo isso e muito mais em um só lugar simplesmente a encantava. A pequena coreana só não entendia uma coisa, a falta de asiáticos tomando o palco, para ela não soava muito justo que apenas as bandas estrangeiras pudessem ser bem-sucedidas naquele lugar, afinal tinham muitos como ela por ali. Moon estava decepcionada quanto a isso, mas tinha que admitir que estava se divertido. A pequena coreana se preparara logo cedo, não queria perder nada. Pontualmente desceu a area reservada as coortes e rumou direto em direção a arena, que dera lugar a uma festa única.

Vestira roupas confortáveis e até mesmo pintara o rosto com corações nas bochechas e as iniciais das bandas matutinas, mais para a noite as trocaria por novas pintura, mas por hora, parecia bastante satisfeita com sua arte. O festival estava lindo, o palco fora ricamente decorado e as barracas de comida, bebida e adereços estavam por toda parte. Como se isso não bastasse para animar e alegrar a jovem romana, a vida ali parecia ter ganhado um novo sentido, era impossível não sorrir com a perspectiva de um dia maravilhoso, e de uma noite melhor ainda. Moon tinha se aproximado do palco, a primeira banda já tinha iniciado o show e a morena que dançava a frente de todos era simplesmente linda.

A filha de Persefone simplesmente não perdeu tempo, se juntou a um grupo de desconhecidos e começou a cantar e dançar. Moon sacudia o esqueleto ao som de Beyonce, requebrando seus pequenos quadris enquanto pulava, dançava e se animava com os outros campistas. Tinha em mãos um par de pompons de animação de torcida, e os agitava no ar como se o amanhã não importasse, e no momento ele não importava mesmo, era tudo questão de se animar com a música, com o ambiente e com as pessoas. A coreana tinha em mente apenas uma coisa, se jogar sem perder tempo questionando o porquê. Mais tarde iria em busca de comida, procuraria por Sunbin e os outros, mas por hora, queria apenas curtir a diversão.

@


Hahk Moonbin
Eonjena hamkkeyeotdeon gongganeseo. Sseulsseulhage binnago inneun neon. Manheun byeoljari jung neol talmeun jarireul. Jeo haneul wie goi dama bichwojugireul barae. Neol geurigi wihan kkumeul geurida. Geurigo geurimyeon mannal su isseulkka. Neon hangsang neul gateun jari muse on.
avatar
Hahk Moonbin
V Coorte
V Coorte

Mensagens : 128
Data de inscrição : 02/08/2016

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Festival de Música ♫

Mensagem por Park Hye Mi em Dom Abr 09, 2017 9:01 pm

Duryeoumeui kkeuteseo nan
Oneuldo heundeullijyo. Tteorejilkka bwa naraoreuji mothaneun.
Poderia ter sido apenas mais um dia na vida da criaturinha da floresta, mas não foi, porque as flores passaram a reluzir no momento em que o anjo adentrou a campina. As ninfas estavam agitadas naquela manhã, os sátiros tinham desaparecido e as armadilhas com os semideuses pareciam estar funcionando de maneira precisa. Nenhum intruso invadira a floresta, nenhuma Ninfa ficou escondida, e a música rolara solta por uma grande parte da manhã. As mais velhas trançavam os cabelos das mais novas e as arvores tinham ganhado uma nova coloração com a primavera, deixando-as mais vivas e brilhantes. O sol invadia grande parte da campina como um abusado que era, e dava luz aquele cenário, completando ainda mais o dia perfeito que acabara de começar.

Hye Mi parou de respirar ao ver o anjo dourado, os cabelos do querubim tinham ganhado mais brilho com a luz do sol, e seus olhos brilhavam como estrelas, a jovem Ninfa nunca tinha visto criatura mais bela que Eloy, o que a fazia ficar sempre parecendo uma boba completa em sua presença. – Eu? – Ela perguntou, os olhinhos brilhando em direção a ele, e a expressão mais boba possível – de quem acaba de ganhar um brinquedo novo ou não está acreditando na situação – presa a face. – Eu nunca fui a um festival, é de comer? – Parecia uma pergunta boba, mas ela realmente não entendia o que significava, festival podia ver de festa, e festa com música? Ela gostava da ideia. – Então vamos! – Se animou, pegando-o pela mão para saírem da floresta, e o deixando guia-la por todo o caminho que se seguiu a este.

A trilha ficou para trás em poucos minutos, e não demorou muito mais para que eles pegassem o cavalo alado. Durante toda a viagem Mi grudou na camiseta do anjo, não olhou para baixo e manteve os olhos muito bem fechados enquanto se apertava a ele. – Cavalinho bonzinho, cavalinho bonzinho – Murmurava a todo momento, como se assim pudesse acreditar na verdade presente em suas palavras, não sabia porque tinha medo de tais criaturas, mas talvez não fosse algo relacionado ao cavalo, e sim ao vento e a altura que a incomodavam de alguma maneira. Hye Mi agradeceu profundamente quando eles pousaram, porque de alguma maneira o ar tinha retornado a sair continuamente, e não a arfadas ou de um jeito falho, era bom, ela realmente gostava de ar, respirar é algo divertido e muito importante.

Eloy tinha se animado com a música, mas não foi isso que atraiu a atenção da jovem Ninfa, foram as cores, tinham muitas, e muitas pessoas, muita comida, e nossa, aquilo era tão diferente. Mi olhava ao redor perdida, animada, excitada e empolgada, era tudo muito novo para ela, e isso podia soar engraçado aos olhos dos demais, mas para aquela criança, bem, era um momento muito magico. – Uau – Murmurou baixinho, pegando ele pela mão e o puxando alegremente enquanto pulava no mesmo lugar. – Podemos ver tudo isso? Eu quero ir ali, e ali, e ali, podemos dançar? O que são aquelas coisas na caixa grande? – Perguntou, se referindo aos instrumentos no palco, algo diferente e que nunca tinha visto. – São como as flautas dos sátiros, por isso fazem música? – Ela estava encantada, tudo ali mexia com ela, com seus sentidos, mas também lhe dava certo rumo, e a fazia ter certeza de que estava vida, pois a vida por si só para ela já soava como maravilhosa.



Hye Mi
taseuhan haessal budeureoun baram. Bomi on geolkka naege on geolkka. Nae mami haru jongil handongan singsungsaengsung hadeoni. Ireoryeogo geuraessdeon geol. Naui maeum hanjjoge ungkeuryeossdeon gamjeongi
avatar
Park Hye Mi
Ninfas
Ninfas

Mensagens : 70
Data de inscrição : 16/05/2015

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Festival de Música ♫

Mensagem por Guitti em Seg Abr 10, 2017 4:42 pm

Ivy
        A garota não se incomodou com a frieza da minha pele. Pelo contrário, entrelaçou os nossos dedos como se dissesse “está tudo bem”. Aquilo tocou o meu coração, fiquei sem saber o que dizer ou sentir naquele momento. Ela menciona meu cavalheirismo e sorri para mim, fazendo com que eu sorrisse também. ▬ É algo que ninguém deveria esquecer, Evelyn. ▬ Depois de eu me sentar e me aconchegar naquela cadeira de plástico, a semideusa me questiona sobre meu futuro. ▬ O futuro é incerto, Ivy. Independentemente de qualquer decisão que eu tomar, o destino nunca será o mesmo. ▬ Dei mais um gole daquela bebida deliciosa. ▬ E é por isso que eu nunca fico estabelecendo decisões quanto ao meu futuro. ▬ Dou uma piscadela para ela e sorrio, enquanto pego umas batatas e as como.

        Depois de responder àquela pergunta, ela faz outra quanto a minha mãe. Simplesmente não sabia o que responder. Fiquei ali, segurando a garrafa com a mão esquerda e olhando para o nada, refletindo no que iria responder com os lábios entreabertos. Encarei-a e ela estava agora ainda mais fofa e atraente com a cabeça apoiada sobre as mãos. Eu não podia falar qualquer coisa, não queria assustá-la, mas tinha que falar algo. ▬ Eu prefiro não falar sobre isso, Ivy. ▬ Dei uma boa golada na minha bebida. Droga... O que ela vai pensar disso? Eu não poderia dizer que depois de perder a memória e saber que minha mãe está viva eu simplesmente decidi não procurá-la. Que tipo de pessoa sairia com alguém que abandona a própria mãe sem nem saber antes quem ela é e como ela está?

        Após terminar a batata frita e esperar a Ivy comer suas bolinhas de queijo me levanto, dando a ultima golada da minha bebida e ofereço a minha mão para que a moça a segure novamente. ▬ Então, você ainda quer ir ao brinquedo estranho lá que mencionou mais cedo? ▬ Tombo a cabeça para o lado, tentando ser um pouco menos esquisito do que eu já estava sendo naquela noite e dou um grande sorriso, tentando lhe passar alguma segurança. É claro que ela poderia simplesmente recusar e ir embora dali, mas eu tinha ao menos que tentar. Dessa vez, caso a semideusa aceitasse ir ao brinquedo, depois que ela levantasse da sua cadeira, a puxo para mais perto de mim, encostando-a na lateral do meu corpo e passo o braço direito por cima da sua cabeça, pousando-o em suas costas. A minha mão, se encontra em seu braço e acabo distribuindo leves carícias ali enquanto sorria. ▬ Minha vez de guiá-la.

LOOK:

@




DEATH ITSELF
Guitti
HELLO DARKNESS MY OLD FRIEND
avatar
Guitti
Lider dos Demonios
Lider dos Demonios

Mensagens : 213
Data de inscrição : 09/03/2017
Localização : Acampamento Meio-Sangue.

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Festival de Música ♫

Mensagem por Shane Louvren em Ter Abr 11, 2017 1:07 am


Segurança da festa



Depois de passar numa das enfermarias de prontidão do acampamento romano, enfaixar as costas para cobrir os ferimentos que o cão infernal fizera, trocar a roupa e colocar uma camisa do Maroon 5 com estampa prateada na frente e amarrar um pano vermelho no antebraço, parti para os Campos de Martes onde a diversão rolava. A festa continuava bela como eu havia presenciado no show do Adam Levine, muitos jovens se acabavam nos brinquedos ou na tenda de comida, só que era necessário um zelo maior.
- Frank, pode deixar que eu cubro o seu horário- Falei, batendo de leve nos ombros largos de um filho De Herácles que sorriu largamente.
- Tudo bem... Mas fica de olho na tenda de bebida por que pelo horário as confusões só estão começando.
- Pode ficar tranquilo. – Respondei, recebendo um tapa exatamente onde eu havia sido cortado e fazendo uma leve careta pela força do meu colega. Parecia um urso.

Deslocar no meio da multidão não era tranquilo, muitos derramava líquidos estranhos enquanto eu caminhava e gritavam, só que o rock alternativo da banda The Neighbourhood era bem agradável e tornava o serviço mais fácil de ser executado.  Aos poucos identifiquei outros dois seguranças pelo pano avermelhado preso ao braço nas proximidades da Tenda de Bebidas, notei também uma cadeira quebrada e um rapaz sendo amparado por outro responsável pelo festival o carregando, talvez tenha se envolvido numa briga.

As barracas de comida estavam destacadas com cores verde e branca, e também um pouco mais afastadas do núcleo massivo de expectados do show, tornando um pouco mais tranquila a estadia para um lanche, sem contar as inúmeras possibilidades de alimentos que se podia conseguir. A área de bebidas era também incrível, havia líquidos em tantas cores quanto as filhas de Íris poderia reproduzir com suas habilidades, sem contar o néctar divino que era exibido num tom dourado para ajudar a repor energias.
Havia um bom número de pessoas tomando desde suco de frutas inofensivos a doses altas de bebidas alcoólicas tornando notório os tiques daquele que se encontram já um pouco bêbados, como falta de equilíbrio, fala alta e olhos pesados, sendo que dois copos haviam sido quebrados em apenas dois minutos da minha presença.
- Sabe que isso não está cheirando bem. – Falou uma moça de corpo alongado e esbelto, com uma faixa vermelha ao braço e cabelos ruivos presos num coque. – E nem me refiro ao odor horrível daqueles dois filhos de Deimos.
- Eu sei, mas temos de estar prontos para encerrar a situação sem muita briga, afinal eles também são semideuses. – Murmurei olhando para a garota que tinha alguns centímetros a mais que eu.- Qual o seu nome?
- Sou Dália, filha de Nêmesis.  
- Sou Shane, filho de Athena. Vamos torcer para... – Eu falava quando os olhos da garota se arregalaram junto com alguns barulhos em conjunto.

A mesa caindo levou consigo os copos e uma garrafa de vodka, logo o estalar do vidro contra o chão chamou atenção de todos. Havia dois volumosos semideuses que estavam se encarando, sendo que um havia atirado a mesa com tanta facilidade para o lado que já denotava o trabalho. Dália deu passadas larga na direção de um deles e fui até o outro, chegando no exato momento que já estava parando de trocar xingamentos e se preparando para o embate físico.

De nada adiantaria iniciar uma luta direta contra ele, um filho de Deimos bem forte e sem tanto censo da situação pela bebida, pronto para atacar com violência seu próprio irmão, quem diria um filho de Athena desconhecido. Quando a minha colega de serviço chegou até o seu alvo, o rapaz o qual ela abordava se acalmou, só que o grandalhão que eu devia dar conta partiu para ofensiva. Tive de agir rápido, por que ele já armava o soco e seria um bom cruzado, por isso acelerei uma corrida e o segurei na altura da barriga, empurrando o corpo dele para frente e o jogando contra o chão.
- Calma, colega, não é necessário ocorrer uma briga. Essa festa está ótima sem problemas de violência.  – Falei tentando usar toda minha oratória, colocando na voz um tom suave e mostrando minhas mãos com as palmas voltadas para baixo pedindo por tranquilidade, mas não deu certo.

O semideus se levantou com certa raiva no olhar, sinceramente eu acho que fui afetado levemente por uma habilidade dele por senti certo temor em reagir, por sorte minha mente tinha uma blindagem natural graças aos poderes da minha mãe e não fui pego por completo. A única coisa que eu tinha a favor era estar totalmente ciente das minhas atitudes e o  que havia ao meu redor, por isso esperei que ele viesse com toda sua brutalidade e descontrole em um soco mirando minha cabeça.

Movi as pernas para o lado vendo o seu soco passar no vazio, golpeei na altura dos rins do rapaz e quando ele gemeu pelo golpe, apliquei u cruzado contra a têmpora do grego o fazendo ceder de joelhos. Empurrei seu corpo contra o chão e pesei meu joelho contra sua coluna, imobilizando o soldado contra o solado e tendo o auxílio da Dália, que se aproximou.
- Qual o seu nome? – Disse a menina enquanto eu mantinha sob controle o briguento.
- Allan, solte-me agora!
- Você vai ser levado para o lado de fora do festival e não poderá voltar. Se tentar algo de novo eu mesma vou acabar com você, entendeu ? – Ordenou de forma imponente a semideusa recebendo um menear afirmativo do Allan.
- Quer que eu te ajude a leva-lo para fora? – Questionei já de pé com o semideus controlado pela garota.
- Não é necessário, eu dou conta sozinha. Pelo jeito as coisas aqui estão agora tranquilas, dê uma olhada no show em si.
- Pode deixar.

Observei enquanto a Dália levava o Allan por um caminho para longe do festival e quando os perdi de vista retornei para o meio da grande lotação de semideuses. O som ia ficando cada vez mais alto ao passo que eu caminhava entre os campistas romanos e gregos misturados, sem contar algumas ninfas e até mesmo sátiros pulando pelo lugar. Havia roupas de tudo que é jeito, jovens com pinturas psicodélicas feitas na tenda com as filhas de Arcus ou Vênus, era uma festa incrível onde tudo corria bem numa visão geral.

Parei perto do palco com outros dois romanos que faziam a guarda da banda e para meu azar eles estavam cantando a última música. Quando as vozes se calaram e apenas a guitarra terminava a melodia, os fãs foram à loucura e algumas garotas vieram com tudo para tentar acessar os músicos. Tanto eu quanto meus colegas tivemos um grande desafio que era conter uma onda de guerreiras treinadas que queria tirar foto ou ganhar autógrafos dos ídolos, foi algo inesquecível.

Primeiro que uma ágil semideusa tentou saltar para o palco ignorando de certa forma a altura na qual se encontrava, forçando-me a agarrar sua cintura e coloca-la no chão, porém duas outras aceleraram para passar pela escada de acesso lateral que havia, por onde os membros da banda iam caminhando devagar. Corri até elas e para meu azar eu ganhei um ótimo cruzado no rosto de uma provável legionária, que me fez ficar zonzo por alguns instantes e agradecer aos deuses por não estar ali sozinho.

O outro segurança apartou uma menina e eu dei cabo da mais magra, segurando pelo braço e desviando de outro soco.  Outra leva de campistas veio com tudo e tivemos de unir forças para manter afastada a coluna de mulheres. Alguns arranhões pelo corpo, doloridos pelos impactos e socos, meu rosto latejava e sentia o efeito daquele cruzado depois que aquela confusão acabou assim que a banda seguiu seu rumo para os bastidores.

- Cara... Queria ver o pessoal do Rock in Rio fazendo a segurança dessas mulheres. – Comentei dando risada com o outro rapaz, um alto garoto negro com braços enormes.
- Realmente, espero que meu pagamento seja gordo.
- Igualmente, parceiro.

Minha cota de trabalho havia acabado e não pensei duas vezes em ir direto para a barrada de bebidas, onde encontrei a própria Dália já sem a faixa da segurança. Ela bebia um pouco de néctar dourado, do qual também servi um copo e brindei com minha colega de serviço por alguns minutos. Dali curtimos um som ambiente alternativo enquanto a última atração do festival ia se instalando com sua banda. Nunca iria esquecer aquele evento.



Avaliação de missão:



Método de avaliação:

Realidade de postagem + Ações realizadas. –  500  xp
Escrita: Gramática, erros, pontuação, coerência, concordância, etc. –  500 xp
Criatividade/Desenvolvimento da missão + inteligência.  – 600  xp

TOTAL: 1.600 xp + 1.000 dracmas

(Os valores acima são referentes a valores máximos, não necessariamente significa que você terá essa pontuação.)

Shane

Realidade de postagem + Ações realizadas. – 500 xp
Escrita: Gramática, erros, pontuação, coerência, concordância, etc. –  485 xp
Criatividade/Desenvolvimento da missão + inteligência.  – 600 xp

TOTAL: 1.585 xp + 985 dracmas

Comentário: Novamente encontrei alguns erros de gramática e concordância, aconselho que antes de postar dê uma segunda leitura no seu texto, assim poderá ver alguns erros que não visualizou da primeira vez, isso ajuda muito.

Atualizado por Psique
avatar
Shane Louvren
Filhos de Athena
Filhos de Athena

Mensagens : 63
Data de inscrição : 06/04/2017

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Festival de Música ♫

Mensagem por Sun Hee em Ter Abr 11, 2017 2:18 pm






Fala · · · Pensamentos · · · Fala alheia



Beyoncé





Como estou:



As garotas vieram na minha direção, o que me deixou bem animada, eu adorava encontrar pessoas, mesmo! Aliás, meu grande sonho era que todos os semideuses pudessem ter uma vida sossegada, que pudéssemos andar como os humanos, sem preocupação com monstros, sem mortes, apenas muitos festivais, escolas chatas e sedentarismo com KFC!

“Vários festivais!”


Ao chegarem até mim, Evie foi a primeira a interagir. A pretora me deu um abraço que me fez lembrar quem era a suprema poderosa filha de Nox, legado de Belona. O abraço me amassou tanto que eu senti meus pulmões comprimirem com falta de ar até bem próximos do colapso total, fazendo com que eu protestasse com um miado pedido de “ai minhas costelas!”. Era bom saber que tinha alguém como a Evie no mundo, mesmo que isso significasse uns hematomas de amor, melhor ainda saber que ela era uma das nossas líderes.

Ao ouvir a referência sobre o urso, um leve arrepio percorreu minha espinha. Era difícil superar a lembrança daquele animal imenso comendo a perna do Near, e também era difícil acreditar que eu havia matado algo tão grande. E ainda mais difícil fazer com que as pessoas acreditassem que eu tinha matado um urso malvadão, parecia que ninguém me leva muito a sério mesmo.

-Bem, eu dividiria meus cupcakes com ele, mas ele queria lanchar meus amigos. – Dei um suspiro e fiz uma cara de tristeza, porém mantiva o ar de descontraída. – Ele acabou com meu pijaminha de Hello Kitty!

Então eu sorri e ouvi à ruiva que falava comigo. Primeiro eu fiquei um segundo em dúvida porque a final ela estava com a Evie xuxuzinho, embora de certa forma eu tivesse captado que ela não tinha a menor ideia de quem era aquela garota ao lado dela. De certa forma, eu entendia a Evie, não devia ser fácil lidar com a distância que as pessoas colocam entre si e figuras de alta patente.

- Não é necessária antecedência, fique a vontade! -Sorri e percebi que era uma brincadeira, mas eu estava falando sério, então continuei sorrindo porque era isso que eu mais gostava de fazer.

Quando a garota se afastou, indo pegar alguma coisa na barraquinha, falei de canto para a pretora.

- Ela não faz ideia de quem você é, não é? – Franzi o cenho como se eu achasse aquilo muito estranho, mas logo emendei. – Seu segredo está seguro.

E então ela voltou com uma caneta neon! Meu Zeus, vovô todo poderoso dos raios iluminadores! Eu queria uma caneta igual àquela! Logo dei uns pulinhos, levantando a mão e gritando um “eu, eu, eu!” para pegar a caneta e começar a desenhar um formoso unicórnio no braço da garota nova.

... Somewhere over the rainbow ...




· · · · · · · · · · · ·


Quando estiver

triste... eu serei a

sua luz!
avatar
Sun Hee
Demônios de Nyx
Demônios de Nyx

Mensagens : 225
Data de inscrição : 08/01/2017

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Festival de Música ♫

Mensagem por Evie Farrier em Ter Abr 11, 2017 9:41 pm



Festival de Música


Ao compasso que a novata ia se afastando, virei o corpo em direção a Sun já rindo do comentário perceptível dela. Dei de ombros, um sorriso brincando em meus lábios enquanto voltava a olhar a ruiva que se afastava em direção as barracas de compras.

-Ela não faz nem ideia – admiti e respirei fundo – O que é uma vantagem, você sabe como as pessoas ficam quando descobrem...

Soltei um longo suspiro, pois as opções do que acontecia não eram tão boas. Ou eles passavam a me temer por ser filha de Nox, a deusa que estava provocando muita confusão; ou eles me tratavam como uma figura da alta patente, a ser respeitada e obedecida. Não havia um processo lento de adaptação e aceitação do pretor. A pessoa se tornava o líder das coortes por merecimento, por se destacar e vontade dos legionários. Eu havia sido um sucesso nos dois primeiros quesitos, no terceiro? Nem tanto assim...

Kyra havia retornado com uma caneta mágica. Foi impossível conter um riso baixo e divertido ao ver Sun agir como uma criança ao pegar o item e ir tatuar a garota. A surpresa? Não havia, pois depois que se conhecia aquela garota não se surpreendia ao vê-la desenhando um unicórnio na pele alva da ruiva.

-Parabéns, você agora tem um little poney tatuado em você! – cheguei a brincar enquanto fazia um sinal positivo com os polegares. Depois repousei as mãos sobre o quadril e olhei ao redor – Eu não sei vocês, mas eu quero muito aproveitar o festival enquanto as obrigações não batem em minha cara. Então eu vou pra opção mais fácil.... Beber e dançar! Gostaria muito da companhia de vocês, mas entenderei se já tiverem planos melhores ou outras pessoas para ver.



--------------------
Banda: Beyoncé ♠ Usando: Isso ♠ Falando com: Kyra e Sun Hee
--------------------


thanks juuub's @ cp!  


EVIE FARRIER
I am the bone of my sword. Steel is my body and fire is my blood.
avatar
Evie Farrier
Pretores
Pretores

Mensagens : 325
Data de inscrição : 26/12/2016
Idade : 20
Localização : Acampamento Romano

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Festival de Música ♫

Mensagem por Kyra C. Ferreli em Qui Abr 13, 2017 2:16 pm

Never was a girl with a wicked mind
But everything looks better when the sun goes down


Ri divertida com a animação da garota, não hesitando ao esticar a mão e entregar a peça a ela, estendendo o braço para que fizesse o que bem entendesse. E qual foi minha surpresa ao ver um unicórnio surgindo em minha pele branca? Nenhuma! Combinava com ela, com seu jeito animado de ser e agir, sua euforia do festival, era algo contagiante, e eu certamente já tinha entrado no clima. — Sim, um lindo unicórnio, vou batiza-lo de arco-íris — Brinquei, piscando em direção a Evie ao entrar em sua brincadeira. Me virei para ela depressa ao receber o convite, era meu objetivo desde que tinha colocado os pés naquela festa, mas claro que ele fora quebrado no minuto em que – literalmente – repousei nos braços da garota.

Fora uma boa surpresa, agora eu tinha duas ótimas companhias para curtir a festa, a ideia de cair na loucura acompanhada me parecia muito mais que atraente. — Bem, eu não tenho nada melhor para fazer de qualquer maneira, nenhum treino legal, corrida até os músculos cansarem — Gracejei revirando os olhos. — Mas antes, sua vez — Estendi a caneta a ela e virei de lado. — Pode tatuar meu quadril? — Perguntei de forma ousada, abrindo um sorriso largo enquanto a aguardava aceitar meu convite. — Se for para dançar e aproveitar essa festa, quero a experiencia por completo — Expliquei, piscando os olhos em direção a ela.



DO YOU EVER WONDER IF THE STARS SHINE OUT FOR YOU?
avatar
Kyra C. Ferreli
mentalistas de psique
mentalistas de psique

Mensagens : 213
Data de inscrição : 23/03/2017
Idade : 18

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Festival de Música ♫

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 3 de 6 Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum