The Blood of Olympus
Para visualizar o forum é necessário estar cadastrado, por favor registre-se no rpg ou entre em sua conta. É necessário estar cadastrado para ver as informações contidas no forum. Lembre-se de usar nome e sobrenome, não se cadastrar usando nomes geralmente utilizados por Hacker. Exemplo: "Barum" "Hakye" e por ai vai. Bem vindos.

Aula Fixa I - Pericia com Arcos

Página 6 de 6 Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6

Ir em baixo

Re: Aula Fixa I - Pericia com Arcos

Mensagem por Jason Hunter em Ter Ago 07, 2018 10:17 am

Aula de arquearia


Despertei naquela manhã comum. Não havia programado nada para o dia, deixando-me a mercê do espontâneo. Nuvens de chuva formavam-se no céu, como um castigo melancólico dos deuses que cobria os raios majestoso da dádiva de Apolo. Um vento frio e sugestivo fazia presença, dando indícios de um dilúvio. Lavei o rosto com água fria numa tentativa de tirar o sono que persistia em persuadir-me. Prossegui com qualquer atividade própria ali e troquei-me. Deixei o chalé, checando o horário e notando que passava pouco das oito horas da manhã.

Estava há muito pouco tempo no Acampamento, mas aquele lugar já me parecia um lar. Era estranho pensar assim, como se tivesse se esquecido de minhas origens, o que não era verdade, obviamente. Mas o chalé me causava uma sensação de conforto, e me fazia esquecer de que era novato ali. Era filho de Zeus. Sentia-me feliz, e era apenas isso que importava. Neste dia, havia uma ansiedade estranha corroendo meu corpo. Enquanto tomava um calmo café da manhã no Pavilhão do Refeitório percebi o que era: Precisava treinar. Estava ali há alguns dias e apenas estive presente na aula de voo.

Há algum tempo tive vontade de aprender a como manusear um arco. A arma em si me fascinava e passei a admirar os filhos de Apolo que a manejavam com tanta facilidade. Me dirigi para a arena, onde lembrei que uma filha de Poseidon dava aulas à novatos sobre a arma. Era interessante ver a predisposição do acampamento em colocar instrutores altamente capacitados e de alto nível. Assim como Abramov, ouvi muitas vezes campistas comentando sobre Emmanuelle e seus feitos, uma heroína sem dúvidas – E para muitos, mais poderosa até mesmos que Abram. Seria uma aula interessante.

⚜️

Cheguei ainda cedo na arena parcialmente vazia. Havia apenas um grupo de campista, e a instrutora, que explicou como funcionária a aula. Teria de acertar três alvos, um de 20 metros, outro de 30 metros, e por último um de 40 metros. No Arsenal do acampamento havia uma abundância extensa de armas. Peguei o arco mais longo — o que talvez fosse um erro, mas não me importava. Junto levei a aljava com cinquenta flechas de madeira e pontas de bronze, o peso era mediano. Sai do arsenal olhando o arco. Era realmente grande. Me dirigi para a área de disparos onde havia diversos alvos organizados em fileiras. Alguns mais longe, outros mais perto. Observei o progresso de um campista exemplar a distância, o que resultou em uma determinação para mim.

Parei diante do alvo de vinte metros. Estava me preparando para começar o treinamento segurando o arco com um pouco mais de força, quando notei que o campista que estava treinando anteriormente cessou seu tiro ao alvo somente para me encarar. Só então percebi que se tratava de uma garota loira que sorriu simpaticamente ao me ver. Retribui o sorriso virando-me para outro alvo. Queria começar a sós, sem ajuda de campista, somente com minha sorte e minha determinação.

Com o arco na mão, fechei os olhos em frente ao alvo tentando clarear a mente e deixando meu corpo leve a ponto de flutuar. Imaginei toda a energia primordial existente no acampamento, toda forma de vida presente ali vindo em minha direção com intuito de me concentrar em apenas um único alvo. Me perdi na hora de me posicionar. Minhas postura era mole, as pernas, estavam juntas, e o braço, levantado. Emmanuelle, se aproximou com um sorriso simpático no rosto, disposta a me ajudar.

-Postura firme. Pernas separadas, levemente flexionadas. Somente as pernas, e não o tórax. Braços levantados, não muito, dê um modo que se sinta confortável. Concentre-se em seu alvo, senhor Hunter, e então atire. – A filha de Poseidon levemente abaixava meus ombros, me ajudando assim, chegar na postura correta. Ok. Vamos lá.

Peguei a primeira flecha na aljava e a encaixei no Arco. Posicionando-me com a perna direita na frente e a esquerda atrás, levemente flexionada – assim como Emmanuelle havia indicado – puxei a corda sentindo a tensão se formar no arco. Meu braço tremia um pouco, o medo de errar consumava isso, além da força que o movimento sobre a flecha exercia no músculo. Minha mão segurava a corda até próxima ao meu ombro. Soltei-a. A corda rapidamente tensionava para sua posição original, fazendo com que a flecha fosse lançada. Observei o projétil assoviando pelo ar em alta velocidade. Um estalo fora ouvido. Eu acertei! Mas não o meu alvo. O projétil estava cravado por trás do alvo de outro campista, bem distante de meu alvo. Suspirei infeliz com o resultado, franzindo o cenho e arqueando uma sobrancelha. É, acho que estou cego.


-Vamos, senhor Hunter, tente novamente.


Voltei à posição inicial: uma perna na frente e a outra atrás, um pouco flexionada. Peguei outra flecha e a encarei fixamente antes de encaixá-la no arco. É pra você ir em direção ao meu alvo desta vez, mocinha. Puxei novamente a corda. A tensão se fez no arco, mas meu corpo todo estava um pouco relaxado. – Jason, não deixe seu corpo tão relaxado. Estou tentando, Emmanuelle! Juntei as omoplatas, tencionando-as firmemente, fazendo com que o arco parecesse mais leve. Trouxe a corda perto da cabeça e fechei o olho esquerdo tentando mirar enquanto a mão direita segurava arco. Mirei a ponta da flecha no centro do alvo, e ao soltar a corda, a seta foi reta, mas passou longe do alvo e caiu ao chão. Suspirei pesadamente enquanto começava a aceitar o fato de que o treino seria em vão. Uma mão tocou meu ombro esquerdo. A instrutora arqueou um sorriso para mim.

— Não fique frustrado. É seu primeiro treino, correto?  — Questionou a semideusa. Assenti indiferentemente.

—O arco requer um pouco mais de paciência e treino do que as outras armas. Se você souber manuseá-lo, será uma ótima opção em seu arsenal. Você está errando em sua concentração. Concentre-se. Tente deixar seu tórax firme, e pernas flexionadas. Um meio termo em seu corpo todo.

— Obrigado, vou tentar — As palavras soavam pouco animadas quando respondi a jovem, que gesticulava para mim tentar novamente. Voltei a minha atenção ao treinamento, tentando me concentrar apenas em meu alvo. Repeti todo o processo de fixação no solo: pernas flexionadas e arco em mãos. Disparei diversas vezes contra o alvo, acertando próximo ao centro deste apenas no sétimo disparo.

— Bem, um já foi. — Tentei sorrir para a filha de Poseidon, não querendo demonstrar minha insatisfação com a missão impossível de acertas os outros alvos. Me dirigi ao próximo alvo. Estava mais distante. Como iria acertar um alvo com dez metros a mais do anterior? Voltei em minha posição para atirar a flecha. Respirei profundamente, tencionando o arco e soltando o projétil, que passou longe do alvo. – Droga! — Soltei um leve grunhido de insatisfação, enquanto chutava o chão. Poderia desistir, mais isso não era de minha índole. – Eu consigo!

Iria tentar novamente, até concluir o treino. Apalpei novamente a flecha, tendo total foco e concentração em meu alvo. Como de costume, suspirei profundamente três vezes, flexionando levemente o joelho, e deixando sua postura ereta. Talvez, se eu mirar um pouco mais acima... e tencionar a corda um pouco mais forte... Disparei. A flecha tomou rumo acertando o contrapé do alvo, um pouco longe da demarcação para avançar no treino.

— Tente novamente. — Ouvi, apenas assentindo.  Repeti todo o processo, mirando em um ponto um pouco mais elevado do que o anterior. Disparei a flecha. O projétil dessa vez tomava um rumo certeiro, acertando próximo ao centro do alvo. Emmanuelle assentiu o meu progresso, me conduzindo para o próximo e último alvo. Possuía uma distância maior do que o primeiro – Este era aproximadamente 40 metros!

Estava concentrado e começando a achar que não nasci para ter perícia em uma arma como aquela. Sempre tive foco em espadas e escudo. Mas, em uma situação de urgência, era bom ter a habilidade para manuseia-lo, ou então, o arco só serviria como um porrete em minhas mãos. Concentrei no meu último alvo. Ajeitei minha postura, tencionei a corda junto da flecha, e a soltei. O projeto zumbiu no ar, até fixar na terra, distante do alvo. Meus olhos tempestuosos observaram a flecha ao chão, lamentei novamente por meu fracasso. Quantas vezes já havia errado? Melhor ainda, quantas vezes já arrumei a postura?

Pela milésima vez, dei total atenção para o alvo, a arrumei minha postura. Desta vez, mantive minha respiração presa, enquanto mirava ao alvo. Deveria lançar a flecha em outro ângulo. Foi o que fiz. Montei rapidamente uma parábola em minha mente de forma que conciliasse a força, o jeito, e o cálculo para atingir o alvo. Demorei alguns segundos para disparar a flecha. A seta cortou o ar, atingindo certeiramente o centro do alvo. Olhei satisfeito para a flecha fincada no alvo.

—Muito bom, Jason — Emmanuelle elogiou, recolhendo o arco e aljava de minhas mãos. Na realidade, havia gasto quase todas as flechas, mas ao menos, consegui acertar os alvos. Satisfeito, agradeci a instrutora pelo treino. Realmente, apesar de poucos, havia dado resultado. O suor cobria minha testa, e o cansaço era eminente quando deixei a arena em busca de uma boa comida sulista e um banho quente.



(C) ROSS
avatar
Jason Hunter
Celestiais de Èter
Celestiais de Èter

Mensagens : 43
Idade : 18

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Aula Fixa I - Pericia com Arcos

Mensagem por Shane Louvren em Sab Nov 03, 2018 2:26 am

Aula 1 de Arquearia


----------------------------------------------------------
-------------------------------------------------------------------



Era uma sensação totalmente diferente ter um arco nas mãos. Olhar para aquela peça de madeira com um cordão, envergando o item, em minha posse era me sentir um pouco frágil, se comparado com o metal temperado e pesado de minha espada, o meu o círculo denso do meu escudo. O grande problema é que toda vantagem em combate é importante, precisava me aperfeiçoar na luta sigilosa e furtiva, sendo assim, vantagem em longa distância era imprescindível.  

A filha de Poseidon organizava a prática, ela era bonita e imponente, mesmo quando passava as dicas básicas sobre o uso do item, manejo das flechas e postura corporal, eu tinha certo receio de perguntar, pelo menos por enquanto. As histórias de vitórias da Manu percorriam os ouvidos de todos, gerando esse pequeno temor e respeito.

Na minha cabeça a atividade era simples: Acertar três alvos em distâncias variadas, progredindo do mais perto ao mais longe, tendo todo o tempo do treino para fazê-lo. Meus pensamentos eram incoerentes, quer dizer, parecia fácil fazer aquilo, não era nenhuma engenharia avançada ou física quântica utilizar um arco, índios o fazem com maestria há séculos, só que descobri que o buraco era mais embaixo quando tentei o primeiro disparo.

Fiz tudo que eu escutei da Manu, pelo menos quase tudo. Retesei o arco, mirando um dos alvos à vinte metros, trazendo a plumagem da flecha até perto do meu rosto, mantendo o cotovelo numa altura confortável e reto. As minhas pernas pareciam estar corretamente posicionados, era uma informação também importante na esgrima, sobre o equilíbrio corporal, só que o resultado foi um horror. Eu vi a flecha sair sem tanta direção, bateu no chão ao lado do alvo, sem qualquer precisão. Além disso tudo, o cordão ainda bateu no meu pulso e deixou uma marca vermelha, a qual ardia.
- Cara… Usar uma espada parece tão mais lógico…
- Realmente, quando não se presta atenção nos detalhes, uma arma parece melhor que a outra. - Falou uma voz ao meu lado. Manu havia chegado de forma tão silenciosa que não havia notado seus olhos sobre mim.
- Hum… Que tal uma dica?
- Uma? Acho que precisa de mais de uma. - Comentou a semideusa com um ar mais humorado do que eu esperava. - Suas pernas e cotovelo estão correto, experimente usar o queixo para ajudar na precisão da mira e sustento da flecha. Além disso, controle sua respiração e não tenha pressa em soltar o cordão.

A garota então tomou seu próprio arco, depositando uma corda no centro de seu item e fazendo todo o movimento. Sua postura era perfeita, eu nem tinha tanta ideia de como era ser completo e sem defeitos num disparo, só que ela parecia estar fazendo tudo certo. Notei que ela realmente trazia a flecha até perto de seu queixo, sem contar que a respiração dela estava balanceada. Não seria nem necessário falar que ela acertou o centro de forma previsível.

- Okay… Respiração, braço reto, flecha até o queixo, postura, mira… Eu consigo.

Fiz tudo aquilo que a Manu havia orientado, prestando muito mais atenção na minha respiração. Com o penacho da flecha já incomodando meu rosto, pela proximidade e toda vez que eu inspirava o material leve roçava em minha pele, assim que senti que estava mais controlado eu disparei. A flecha foi muito melhor, acertou o alvo num dos círculos exteriores, não tão próximo do centro, só que já era um começo.

Durantes os disparos seguintes eu fui acertando algumas coisas que logicamente ajudavam. Tirando o fato de que cada flecha ajudava num ajuste de mira e corporal, percebi que eu estava sendo desleixado com o acabamento do movimento. Quando uso uma espada, mesmo depois que o corte estava prestes a acertar, preciso continuar o trajeto correto da lâmina, até para manter o equilíbrio e dano, só que com o arco eu não o mantinha reto até a flecha sair, tremendo um pouco e desviando o rumo.

Com a prática e repetição, reabastecendo as flechas da minha aljava, deixei o alvo de vinte metros com várias perfurações, nenhuma central, só que com grande proximidade do projétil cravado pela filha de Poseidon. Fiz uma escolha por outro alvo, dessa vez com dez metros a mais do que o anterior, notando outra coisa que não era necessário eu errar para entender. A potência do meu arco, que era dada pela curvatura singular da madeira e tensão do cordão, não era capaz de com minha força, alcançar de forma reta o alvo, então precisei de alguns disparos para corrigir o efeito da gravidade no meu treino.

Após reteser tanto o meu arco que eu até temia que o material se partisse em minhas mãos, resolvi não progredir ao alvo de quarenta metros, mas sim tornar cada vez melhor minha mira e prática, até que a postura das pernas, esticar o braço e controlava a respiração se tornou algo natural, assim que depositava na ranhura do arco a flecha. Com o fim do treinamento, depois de devolver os itens, sai dali satisfeito com o que eu havia feito e até animado em notar o valor da arma, já pensando na próxima aula que surgiria.

Habilidade passiva para aprendizado:
Nível 4
Nome do poder: Inteligência
Descrição: Um filho de Athena é naturalmente inteligente, por sua mãe ser a deusa da sabedoria, o semideus aprende as coisas mais rápido, o que também permite que ele note coisas que outras pessoas não percebem. O semideus de Athena sempre procura uma saída lógica, consegue bolar um plano e encontrar pontos chaves, pois tudo aquilo que não consegue entender lhe deixa frustrado. Ele sempre buscará respostas.
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: +10% de descobrir alguma coisa, ou aprender alguma coisa. (Aumenta conforme em +5% a cada 2 níveis que o semideus adquirir).
Dano: Nenhum.


"Even in the darkness, my eyes can watch you."




Thanks Thay Vengeance @ Cupcake Graphics
avatar
Shane Louvren
Argonautas de Hera/Juno
Argonautas de Hera/Juno

Mensagens : 134

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Aula Fixa I - Pericia com Arcos

Mensagem por Hela A. Deverich em Sab Nov 03, 2018 2:54 pm

Modelo de Avaliação
Criatividade: 40
Ortografia: 40
Coerência: 30
Ações Realizadas: 20
Aparência: 20
Total: 150 exp

Shane
Criatividade: 40
Ortografia: 40
Coerência: 30
Ações Realizadas: 20
Aparência: 20
Total: 150 exp

Nome do poder: Pericia com Arcos I
Descrição: Você aprendeu e se desenvolveu com o seu treinamento, e agora já consegue acertar as flechas em alvos com mais precisão, mas tende a ter dificuldades se esses se moverem muito depressa. É recomendado realizar um pouco mais de treinamento. Contudo, seu manejo com arco é muito melhor do que aqueles que nem mesmo treinaram.
Gasto de Mp: Nenhum
Gasto de Hp: Nenhum
Bônus: +20% de assertividade no manuseio de arcos.
Dano: +10% de dano se a arma do semideus atingir o alvo.
Atualizado por Juno
avatar
Hela A. Deverich
Líder de Hécate
Líder de Hécate

Mensagens : 1093
Idade : 20
Localização : xxx

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Aula Fixa I - Pericia com Arcos

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 6 de 6 Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6

Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum