The Blood of Olympus
Para visualizar o forum é necessário estar cadastrado, por favor registre-se no rpg ou entre em sua conta. É necessário estar cadastrado para ver as informações contidas no forum. Lembre-se de usar nome e sobrenome, não se cadastrar usando nomes geralmente utilizados por Hacker. Exemplo: "Barum" "Hakye" e por ai vai. Bem vindos.

Forja Valdez

Página 1 de 3 1, 2, 3  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Forja Valdez

Mensagem por Leo Valdez em Sex Mar 24, 2017 5:10 pm


A Forja

Leo havia hesitado em tomar aquela decisão. Abrir uma forja para atender pedidos dos outros semideuses parecia por mais uma responsabilidade em seus ombros. Mas ele o fez. Era uma forja comum, para atender aos pedidos mais simples e rápidos de fazer. Continha todo o material básico que uma forja poderia necessitar. Ferramentas, esquemas, mapas e vários planos de projetos estavam espalhados pelo ambiente.

O propósito do lugar era apenas ajudar os semideuses que necessitavam de algum item ou apenas queriam possuir algo que não poderiam ser comprado em lojas comuns. Itens mais complexos seriam forjados no Bunker 9, onde o filho de Hefesto tem acesso ao melhor espaço para poder criar seus itens e “brinquedos”. Porém a entrega ainda continua sendo na forja particular do garoto, cumprindo seu propósito de manter ali todas as negociações com semideuses.



Regras e Ficha


Regras para Pedidos

○ Não é necessário nenhuma postagem dinâmica para fazer pedido de itens, basta preencher a ficha.

○ Para o item ser construído, primeiramente deve ser acertado o valor dele, mesmo que simbólico.

○ Caso uma resposta não seja dada no prazo de 24h para a negociação, por favor mandar MP, talvez eu não tenha visto a postagem.

○ Se quer ter uma noção de preço, geralmente cobro entre 10% a 20% pela mão de obra baseado no valor total dos materiais. A porcentagem varia de acordo com a complexidade da arma. Exemplo: Vamos dizer que o valor total dos materiais deu 100 dracmas, o valor final da arma será entre 110 e 120 dracmas.



Ficha para pedidos

Nome: [Caso queira nomear a seu item]
Material: [Quais metais ou joias você quer no item]
Descrição: [Descreva como você quer o seu item o melhor possível para não haver confusões, se preferir, coloque uma imagem representativa dele].
Efeitos: [Qualquer tipo de encantamento, você deverá procurar uma pessoa que tenha laboratório. Porém, ainda é dos filhos de Hefesto conseguirem transformar um item em outra coisa].
Extras: [Qualquer informação que não se encaixe nas outras opções, vem aqui].



Bond, Leo Valdez Bond!



Leo Valdez
avatar
Leo Valdez
Filhos de Hefesto
Filhos de Hefesto

Mensagens : 39
Data de inscrição : 13/09/2015

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Forja Valdez

Mensagem por Pandora M. Drumachesky em Sex Mar 24, 2017 5:13 pm

Nome: Blood Magic
Material: Arambarium, ouro, e se quiser diamante.
Descrição: http://www.webluxo.com.br/menu/produtos/12/montblanc-homenageia-pablopicasso.htm Quero essa caneta, com os materiais citados, e com um compartimento dentro, em vez de tinta, a caneta deve ser preenchida com sangue, então precisa ter algo que facilite no recarregar, repor o sangue no caso.
Efeitos: Se quiser por algo mais, fica a vontade.
Extras: to dando o material, já comprei (Clica ai).


Pandora Maya Drumachesky



Não tenha pena dos mortos, e sim dos vivos.
avatar
Pandora M. Drumachesky
feiticeiros de Circe
feiticeiros de Circe

Mensagens : 455
Data de inscrição : 17/01/2016

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Forja Valdez

Mensagem por Leo Valdez em Sex Mar 24, 2017 6:01 pm

Negociação em ativa!

Por você já estar dando os materiais, vou cobrar só o valor simbólico de 100 dracmas!
Negócio fechado?



Leo Valdez
avatar
Leo Valdez
Filhos de Hefesto
Filhos de Hefesto

Mensagens : 39
Data de inscrição : 13/09/2015

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Forja Valdez

Mensagem por Pandora M. Drumachesky em Sex Mar 24, 2017 8:30 pm

Negocio fechado!
Quero cinco canetas moço <3


Pandora Maya Drumachesky



Não tenha pena dos mortos, e sim dos vivos.
avatar
Pandora M. Drumachesky
feiticeiros de Circe
feiticeiros de Circe

Mensagens : 455
Data de inscrição : 17/01/2016

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Forja Valdez

Mensagem por Leo Valdez em Sex Mar 24, 2017 9:41 pm


A Forja


Aquele era um dos pedidos mais inusitados que o filho de Hefesto tinha recebido. Uma jovem garota, muito bonita diga-se de passagem, havia solicitado para o então rapaz... Uma caneta. Exatamente isso! Uma caneta que não se transformava em espada, ou lança, ou qualquer arma. A sua única função seria, na verdade, a de usar sangue como material de escrita, ao invés de tinta comum. Nada medonho, certo?

Deu de ombros, não sabia o que uma feiticeira poderia fazer com uma caneta, mas não duvidava que seria para algo bastante criativo. Leo pegou os materiais já oferecidos pela morena e levou para dentro da forja. Ao jogar os metais sobre a mesa, o barulho produzido era como uma velha música repetitiva, mas que nunca o enjoava. Ele pegou a foto que a garota havia deixado, uma imagem de como ela queria o exemplar dela, e a colou na parede mais próxima para que pudesse pescar os traços com facilidade. Acendeu a fornalha para que o carvão queimasse e ficasse pronto para ser utilizado.

Deslizando pelo piso, Leo foi até outra prateleira, onde pegou a forma mais similar que podia para uma caneta. A faria a partir do zero, mas precisaria dar um corpo a ela. Deixou sobre a mesa, junto com todo o material que iria precisar. Diferente de construir uma espada, um item tão pequeno e simples exigia muito mais delicadeza do que força. Para formar o corpo da caneta, Valdez pegou o material principal: o metal arambarium. Tinha de admitir que estava impressionado da feiticeira ter aquele metal, mas não surpreso já que uma das propriedades desse item era o de conduzir melhor a magia. Pegou o caldeirão que usava para derreter materiais e colocou na fornalha para ir esquentando, assim, quando colocasse o metal ele iria derreter mais rápido.

Teve de esperar o tempo de liquefação do metal, o que demorou mais do que o esperado já que era um metal um tanto difícil de ser dominado. O filho de Hefesto colocou as luvas de proteção, pegou o caldeirão e despejou o metal sobre a forma com cuidado para não ultrapassar as bordas. Esperou um pouco mais para que o metal esfriasse na forma que precisava, quem disse que forjar não exigia a arte da paciência? O que acabava por ser uma merda para a maioria dos semideuses, pois era comum a hiperatividade. Então era bem comum deixar outro processo acontecendo ao mesmo tempo. Foi o que ele fez com o ouro, colocando-o para derreter exatamente como fizera com o arambarium.

Assim que o metal atingiu o ponto desejado, Leo sentou na cadeira defronte a mesa que havia espalhado o seu material. Retirou o metal, testou o peso e logo começou a trabalhar. Pegou o seu material de escultura e modelagem, pois precisava tirar o metal em excesso e dar uma forma mais precisa da caneta. Com o corpo pronto, Valdez lixou o metal e depois poliu para que ficasse limpo e sem falhas. O próximo passo era derreter o ouro para colocar os detalhes e dar mais consistência a sua criação. Foi, provavelmente, a parte que mais exigiu a atenção do garoto, pois se falhasse estaria estragando todo o trabalho feito até ali. Enquanto trabalhava o suor começava a escorrer, não apenas pela concentração exacerbada que estava exercendo, mas também porque deixava um pouco de sua energia transpassar para o item enquanto o construía. Como consequência, o tempo voou enquanto as mãos habilidosas do jovem ferreiro trabalhavam em detalhes minuciosos e até mesmo charmosos, já que almejava um item perfeito.

Detalhes prontos, corpo finalizado, a caneta finalmente parecia um elegante instrumento de trabalho de alguém importante. Porém faltava um pouco mais do pedido da filha de Melinoe, a parte mais inusitada de todas. Leo ficou olhando para o teto, esperando que uma ideia simplesmente brotasse em sua mente. O pé balançava sem um ritmo preciso, até que ele parou e abriu bem os olhos. Vasculhou por toda a sua loja uma caneta para lhe roubar o tubo de plástico que comportava o tinteiro. Desmontou a caneta comum até obter o que queria, voltou para a mesa e pegou a caneta a desmontando também. Com a ponta da caneta que construiu, a que escrevia, começou a conectá-la ao tubo vazio enquanto deixava sua energia escapar para que seu plano desse certo. Encaixado o tubo, Leo fez o teste. Segurou a ponta fina contra o ponto de pulso até que furasse suavemente. O garoto fez uma careta como se tivesse sido atacado por uma flecha, e não um simples furinho similar ao que uma agulha faria. Porém, lá estava o efeito que queria. Em uma simples ferida, o bocal da caneta estava sugando o sangue até o líquido viscoso começar a transbordar no limite do fino tubo de plástico.

Isso! ▬ o jovem comemorou erguendo os braços para o alto.

Feito isso, bastou apenas limpar o tubo e colocá-lo na caneta. Et voila! Ele tinha uma caneta que poderia escrever usando o sangue como tinta, além de recarregar ao encostar no líquido até preencher todo o tubo novamente. Não só isso, durante o processo de criação, Valdez deixou que o item fosse moldado com sua energia e poder de filho de Hefesto, com uma intenção em particular. O item depois de desaparecido voltaria para o seu dono.

Respirou fundo, guardou a primeira caneta e foi fazer um lanchinho, pois ainda lhe restavam mais quatro canetas para serem feitas. Porém, agora que já havia desvendado o processo, bastaria replicar os mesmos passos para ter as quatro canetas iguais a primogênita.

(...)

Leo esticou os braços para cima. O processo de criação havia levado mais tempo do que ele planejara. Não duvidava que já fosse noite do lado de fora, afinal havia se entretido demais construindo algo simples, mas que exigia muito cuidado. Sentia o corpo cansado, tanto pelo esforço quanto pela energia usada continuamente durante as forjas.

Porém, bem ali a sua frente, havia o resultado final. Cinco canetas idênticas, com a função peculiar que lhe foi exigida. Com um sorriso orgulhoso e sutilmente prepotente, o garoto moreno foi até a recepção com a sua criação. Iria mandar uma mensagem de íris para Pandora, alertando que as canetas já estavam prontas para entrega.



Resultado final


• Blood Magic (x5) [Uma caneta aparentemente comum, porém de aparência elegante. Porém essa caneta não funciona com tinta normal, mas apenas com sangue. Para encher o tubo, é preciso encostar a ponta da caneta em um pequeno machucado ou qualquer fonte do sangue a ser usado. Sua grafia varia de acordo com o desejo do dono, podendo ser mais forte e assim usando mais da tinta sangrenta, ou mais fina e delicada. Feita basicamente de arambarium - metal que conduz magia com mais facilidade – e ouro compondo todos os detalhes. | Efeito: Ela tem o efeito de sempre retornar ao dono depois de algum tempo | Arambarium e Ouro | Resistência: Beta | Status: 100%, sem danos | Mágica | Forjado por Leo Valdez]



Bond, Leo Valdez Bond!



Leo Valdez
avatar
Leo Valdez
Filhos de Hefesto
Filhos de Hefesto

Mensagens : 39
Data de inscrição : 13/09/2015

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Forja Valdez

Mensagem por Hefesto em Sab Mar 25, 2017 4:21 pm

Avaliado
Ortografia e afins - 100 Xp
Criação - 100 Xp
Aparência - 50 xp
Outras considerações - 150 xp
Total de ganhos = 400 xp




SENHOR DAS FORJAS
Lorde Hefesto
Quemaqui vai permanecer?
avatar
Hefesto
Deuses Olimpianos
Deuses Olimpianos

Mensagens : 373
Data de inscrição : 28/08/2014

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Forja Valdez

Mensagem por Kyra C. Ferreli em Qui Abr 06, 2017 12:03 pm

Nome: Como não pensei em um, você pode dar um nome caso queira.
Material: Eu não entendo de matérias e abusando da sua boa vontade e entendimento gostaria que fizesse da maneira ou indicasse o melhor material que se encaixaria na arma.
Descrição: Eu quero um par de bastões de batalha, que ao se unirem se transformam em uma lança com duas pontas afiadas. Ou seja, a lança terá duas pontas, não uma. Se possível gostaria que o armamento se transformasse em alguma coisa (deixarei que sua criatividade fale aqui, porque sinceramente eu não consegui me decidir quanto a isso, e eu sei que estou soando confusa) e que retorne para as minhas mãos, bolso, sempre que for roubado ou perdido.
Efeitos: Quero dar efeito de eletricidade as pontas das lanças, quando tocam a pele do oponente ou perfuram, elas dão choque, não precisa ser nada extravagante, e não seria para matar, mas sim torturar/machucar.
Extras: Pagarei por todos os materiais utilizados, como não sabia o que seria usado preferi não comprar com antecedência, mas qualquer coisa que for comprada por ti poderá ser descontado da minha conta.


DO YOU EVER WONDER IF THE STARS SHINE OUT FOR YOU?
avatar
Kyra C. Ferreli
III Coorte
III Coorte

Mensagens : 194
Data de inscrição : 23/03/2017
Idade : 18

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Forja Valdez

Mensagem por Leo Valdez em Sex Abr 07, 2017 2:33 pm

Olá Kyra!
Eu vou dar as opções aqui para você escolher qual deseja ok? Em qualquer das opções será acrescentado o valor de 250 dracmas pela mão de obra. Em todas as opções também está incluso o cobre, pois ele será o metal condutor de eletricidade.

a) Bastões feitos de ouro imperial - 850 dracmas
b) Bastões feitos de adamantino - 1100 dracmas
c) Um bastão de ouro imperial, um bastão de adamantino - 1850 dracmas (ao se tornar uma lança de dupla ponta, metade será de um material e a outra metade do outro material).



Leo Valdez
avatar
Leo Valdez
Filhos de Hefesto
Filhos de Hefesto

Mensagens : 39
Data de inscrição : 13/09/2015

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Forja Valdez

Mensagem por Kyra C. Ferreli em Sex Abr 07, 2017 2:34 pm

Eu quero a opção C!


DO YOU EVER WONDER IF THE STARS SHINE OUT FOR YOU?
avatar
Kyra C. Ferreli
III Coorte
III Coorte

Mensagens : 194
Data de inscrição : 23/03/2017
Idade : 18

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Forja Valdez

Mensagem por Samanta Sink em Sab Abr 15, 2017 5:47 pm


Nome: ♂ Phobos
Material: Vibranium + Adamantino + Arambarium
Descrição: Machado de guerra com um metro e meio de comprimento, da ponta de lança irregular no cabo até a parte mais alto da lâmina negra, polida para ter tal tonalidade. Toda a sua constituição é irregular e mescla serrilha com lâmina limpa e lisa, tendo pontos estratégicos onde rubis, adquiridos de espadas caídas, foram acoplados para saciar a sede deste monstro da guerra. Na parte oposta à lâmina serrilhada/reta existe duas pontas afiadas, plenamente capazes de perfurar resistentes carapaças, couraças e armaduras leves. Nas mãos certas é uma arma extremamente letal e multiuso.
Efeito¹: Ao Comando do usuário os sulcos de rubi do machado adquirem um tom vermelho sangue e dobra o dano causado por ele.
Efeito²: Quando o dono do machado entra em combate, os sulcos de rubi começam a brilhar em um tom intenso de vermelho. Sempre que o machado causa dano em um inimigo, ela suga parte da vida retirada – 25% – e passa para o portador, caso este esteja ferido, restaurando assim parte da sua vida.
Efeito³: Quando o dono do machado for ferido em batalha os sulcos de rubi começam a brilhar, potencializando o dano causado. O efeito é proporcional, ou seja, quanto maior o dano recebido, maior vai ser o bônus dado pelo machado(se o usuário perder 50% da sua vida, por exemplo, o dano será 50% maior.)
Extras: As seguintes armas serão desfeitas para essa belezinha que estou planejando: ♂ Wrath, ♂ Rage e ♂ Espada da Guerra.

Eu não sou uma perita na área de confecção de armas, mas eu pensei no seguinte:

Pandora retira os efeitos das armas e armazena em algum receptáculo temporário, como rubis entalhados já no formato exato para que sejam acoplados à lâmina da arma. (Os três triângulos próximo à lâmina) armazenarão os efeitos respectivos, sendo assim, não precisam fazer mágica para que eles funcionem na mesma pedra. Apenas certifiquem-se de que eles não entrem em conflito e acabem se destruindo.

Você derrete as três armas e faz o machado com os melhores e mais danosos materiais. Acho que não é nada muito diferente do que já tenha trabalhado antes, mas tenta, se possível, deixar espaço pra colocar duas ou três pedras. Eu quero essa arma tão mortífera quanto... sei lá, eu mesma.

Os efeitos da arma ali em cima descritos foram todos tirados das armas que disse que poderia derreter pra isso, mas eu não calculei o bônus que eles ganhariam com o Arambarium. Se quiser, ele aumenta o bônus pra 56% do dano que é convertido em vida (Efeito 2) e aumenta o dano em 150% (Efeito 1). No caso do efeito 3, caso minha vida chegue em 50%, o dano é acrescido de um bônus de 86%. Os cálculos seguem a seguinte lógica:

Efeito 1 = 100% (Dobro de dano) * 25% (Bônus do Arambarium) = 2 * 1,25 = 2,5 ou 150%

Efeito 2 = 25% (do dano convertido em vida) * 25% (Bônus do Arambarium) = 1,25 * 1,25 = 1,56 ou 56% do dano convertido em vida.

Efeito 3 = x% (de vida perdida) * 25% (Bônus do Arambarium) = 1,x * 1,25 = Bônus de dano. Usando como exemplo o 50%. 50% (de vida perdida) * 25% (Bônus do Arambarium) = 1,5 * 1,25 = 1,86 ou 86% de bônus de dano.

Depois é só acoplar as joias com os efeitos na lâmina e torcer pra dar certo. Eu pago até 10k se essa arma der certo.

Estou disposta a negociações e sugestões para melhoria da arma. Qualquer dúvida me enviar via MP :3


Última edição por Samanta Sink em Dom Maio 14, 2017 10:58 pm, editado 2 vez(es)


You Want a Battle? Here’s a War
avatar
Samanta Sink
Lider de Ares
Lider de Ares

Mensagens : 268
Data de inscrição : 20/04/2016
Idade : 17

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Forja Valdez

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 1 de 3 1, 2, 3  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum