The Blood of Olympus
Para visualizar o forum é necessário estar cadastrado, por favor registre-se no rpg ou entre em sua conta. É necessário estar cadastrado para ver as informações contidas no forum. Lembre-se de usar nome e sobrenome, não se cadastrar usando nomes geralmente utilizados por Hacker. Exemplo: "Barum" "Hakye" e por ai vai. Bem vindos.

Alojamento Masculino

Página 1 de 2 1, 2  Seguinte

Ir em baixo

Alojamento Masculino

Mensagem por Athena em Dom Maio 04, 2014 9:43 pm


Alojamento Masculino
No acampamento jupiter diferente do meio sangue, os semideuses são divididos em coortes, e em vez de chalés possuem alojamentos, são pequenos espaços com beliches, não são tão confortáveis quanto os do acampamento meio sangue, são mais o estilo militar, esse aqui é o alojamento das meninos.  Meninas não podem entrar aqui.



Palas Athena...
Sometimes the power must bow to wisdom. You can be strong, may have power, but if you are wise, you are all well. And more than that, yes you can defeat them. Once warned that to save the world destruiri you-your friends, maybe I was wrong.
avatar
Athena
Deuses Olimpianos
Deuses Olimpianos

Mensagens : 11094
Idade : 23
Localização : Por ai

http://www.bloodolympus.org

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Alojamento Masculino

Mensagem por Jeffrey Kinkade em Seg Set 08, 2014 12:36 am




- - - - - - - - - Nothing compares for you!
I know fear is what it really was Now here we are, so close Yet so far, haven't I passed the test When will you realize Baby I'm not like the rest Don't wanna break your heart Wanna give your heart a break I know you're scared it's wrong Like you might make a mistake There's just one life to live


Apesar de acostumado com a falta de conforto proporcionada pelos alojamentos de sua coorte, Logan ainda se sentia incomodado toda vez que voltava para o local após suas "ferias". Sua cama na casa dos tios era tão macia, que por vezes ele se sentia incomodado com tamanho conforto. Digamos que tudo era muito complexo na mente do garoto. Nem mesmo os três anos ali o fizera se acostumar de fato com sua nova vida, novos amigos e principalmente novos irmãos. Diferente de muitos ali, ela havia obtido uma família, Amanda e Pierre eram como pais para ele, e Logan não via como dizer aos seus colegas que compreendia algo que de fato não compreendia.  

Soltando um breve suspiro o garoto deixou que seu corpo cansado do treinamento  obtivesse seu merecido descanso. Seus olhos se fecharam inconscientemente, levando-o para um mundo de sonhos conturbados, onde nem sempre eram apenas sonhos. Não era assim tão raro o garoto obter relatos de alguma batalha em tempo real, um presentinho excêntrico de seu glorioso pai, que apesar de nunca ter de fato aparecido para Logan gostava de pertuba-lo em sonhos.  

SHINJI @ OPS!
avatar
Jeffrey Kinkade
Filhos de Hermes
Filhos de Hermes

Mensagens : 194

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Alojamento Masculino

Mensagem por Jeffrey Kinkade em Sex Abr 17, 2015 9:07 pm



- - - - - - - - - Nothing compares for you!
I know fear is what it really was Now here we are, so close Yet so far, haven't I passed the test When will you realize Baby I'm not like the rest Don't wanna break your heart Wanna give your heart a break I know you're scared it's wrong Like you might make a mistake There's just one life to live



Os treinos tornavam-se cada dia mais exaustivos até mesmo para o filho de Marte, a rotina no acampamento Jupiter não poderia ser pior para os iniciados, para sua sorte ou nem tanta ainda assim o jovem já se tornara veterano a algum tempo, tendo conquistado certos privilégios, no momento encontrava-se sentado em seu alojamento olhando o teto branco do lugar, a mesmice de sempre, tornara-se rotineiro apenas descansar após o almoço e durante a tarde realizar os treinamentos mais árduos, naquele dia no entanto ele sentia que algo estava prestes a mudar, e não podia estar mais certo quanto a isso.

SHINJI @ OPS!


monster
We might've fucked not really sure, don't quite recall, but something tells me that I've seen him round before
avatar
Jeffrey Kinkade
Filhos de Hermes
Filhos de Hermes

Mensagens : 194

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Alojamento Masculino

Mensagem por Jason Grace em Seg Fev 01, 2016 4:11 pm

Alone here
— Ai ai. – proferi com aquela minha indigente entonação de voz, apesar da mesma ser instigante a ouvidos alheios e derradeiros. – Que tédio. – prossegui as palavras ao mesmo tempo em que as pálpebras levantaram-se de modo lento, contudo, simultâneo. As palmas levaram-se até meus globos oculares, coçando-os para que a turva visão de recém-despertado viesse a melhorar, na verdade, voltar à normalidade comum, e graças ao meu bom Júpiter, retornou. – Que tédio. – indaguei mais uma única vez, pois é aquilo o que somente sinto nestes remotos tempos entediantes. Inclinei a região superior da fisionomia, parando, assim, sentado sobre desconfortável beliche e dei de cara com o fundo da cama acima. – Droga. – insultei mentalmente o móvel de repouso. Girei-me para sair de sobre o leito.
Os translúcidos perspicazes olhos que tenho perpassaram pelo o local ligeiramente, conheço-o muito bem, entretanto, sempre vale a pena procurar se algo novo foi acrescentado ali, o que aparentemente não foi. – Sério isso? Somente eu aqui? – falei em meus devaneios ao não vislumbrar quaisquer semblantes presentes no alojamento masculino da V Coorte. – Ai Piper... – a mão deslocou-se para detrás do meu crânio, fuçando as mechas da região com leves deslizar. – Poderia vir aqui né? – complementei um baixo tom de certa forma sarcástica. Abri um tênue sorriso em meus finos lábios róseos e desloquei a passos lentos para fora do local.  







Piper Jason
SPQR

avatar
Jason Grace
V Coorte
V Coorte

Mensagens : 21

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Alojamento Masculino

Mensagem por Luna Blackwood em Dom Maio 21, 2017 9:51 am



Faxina em Casa II
▄▄▄▄▄▄▄▄▄▄▄▄▄▄▄▄▄▄▄▄▄▄
Or not! The night is a beautiful child.




Quando fui até o alojamento masculino, é claro que eu já sabia que não podia ir entrando de qualquer jeito, pois era provável que eu acabaria encontrando alguém ali da forma como veio ao mundo. E não, eu não gostaria mesmo de pegar alguém em um momento vergonhoso desses! Então é claro que, antes mesmo de eu chegar na porta do alojamento eu já tentei chamar a atenção dos donos do alojamento- Ei! Limpeza. –avisei, batendo com o cabo da vassoura na porta, e aguardei a resposta. Enquanto isso, não deu para evitar de olhar para o chão que dava até a entrada do quarto e... céus, que decepção...

Haviam pegadas de lama ali, e elas iam e vinham daquele quarto. Ou seja, os meninos entraram ali com os sapatos cheios de e provavelmente sujaram tudo, era isso que eu já esperava, ainda que nem tivesse aberto a porta ainda para verificar. Claro que quando não recebi nenhuma resposta do interior do quarto, eu me deixei levar pela curiosidade quanto ao estado do quarto e entrei no mesmo, segurando meus baldes e demais ferramentas para a limpeza, e não fiquei surpresa com o que eu encontrei.

As camas estavam até que bem arrumadas, para um quarto cheio de garotos. Não, brincadeira, eles arrumaram as camas até melhor do que as minhas colegas de alojamento, mas o que me deixou triste mesmo foi ver todo aquele barro no chão... Aliás, não apenas no piso do alojamento masculino, como até na beira de algumas camas e até paredes. Parecia que eles haviam treinado na chuva e decidiram entrar logo depois para continuar o treino (ou brincadeira de lutinha, não sei) ali mesmo, o que acabou levando à algumas marcas em alguns lugares inesperados ali. Pelo menos eu tinha que agradecer silenciosamente pela decência que tiveram ao cuidar dos lençóis, pois ao menos isso eles pareceram não sujar. Ou melhor, se sujaram eles mesmos acabaram cuidando do assunto e limpando, sem falar que colocaram de forma perfeita nas camas! Com isso eu estava impressionada, mas de resto...

Eu tentei não demorar muito para começar, pois sabia que aquilo não iria ser rápido, afinal dava para ver que o barro estava até mesmo seco! E foi uma droga quando confirmei isso ao passar a esponja molhada por cima daquela sujeira... Mas, bem, era meu trabalho hoje, né? Ao menos eu comecei com aquela limpeza toda tendo em mente que não precisaria cuidar dos lençóis dos meninos, então não era de todo ruim.

De toda forma, eu ainda demorei duas malditas horas para limpar tudo aquilo... Digo, só para tirar aquele barro seco das paredes, camas e piso, levou cerca de uma hora de trabalho com a esponja. E o resto eu tive que passar água e esfregar novamente tudo, para que garantisse que não iria sobrar mesmo qualquer resquício de lama ali. Podia ser um defeito meu, ou só besteira mesmo, mas eu queria muito deixar aquele lugar como novo, só para ver quanto tempo iriam levar para estragar tudo de novo.

Por fim, só quando me livrei de todo aquele barro que antes estava espalhado pelo alojamento masculino da coorte I (inclusive, o que estava na entrada, ainda que não fosse minha obrigação), eu varri o local. E claro que despejei o produto de limpeza no chão, esfreguei novamente o mesmo, e fiz a mesma coisa com as camas, deixando tudo o mais limpinho possível antes de lavar com água tudo o que podia restar de impureza ali.

Por fim eu sequei o alojamento masculino também, juntei os produtos de limpeza e me retirei dali, antes que algum menino aparecesse e me pegasse com aquelas roupas vergonhosas. E quando eu finalmente deixei no armário correto os produtos, mal conseguia acreditar que aquilo havia acabado... Céus, eu não sabia que demoraria tanto!

Mas ainda tinha muita coisa para fazer, esse era só o começo do meu dia.








#02

Com: NPC's
Roupas: Uniforme do Acampamento

everytime I think I'm closer to the heart.


Missão:
Faxina em Casa -> As Coortes do acampamento devem sempre estar arrumados e limpos. Os semideuses limpam suas "casas" regularmente. Hoje é o seu dia da faxina! Limpe a sua coorte (ou arrume-o da melhor forma possível) e deixe-o apresentável. Como os alojamentos são divididos em masculinos e femininos, aqueles que limparem ambos terão um adicional na recompensa. Locais de Postagem: Coorte que participa Recompensa: 100-150 XP, 150 dracmas para quem limpar apenas o seu alojamento, quem limpar tanto o feminino quanto o masculino terá o adicional de 100 xp e 100 dracmas (Necessário realizar duas postagens, uma no alojamento feminino da coorte e uma no masculino).
avatar
Luna Blackwood
Sem grupo
Sem grupo

Mensagens : 86

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Alojamento Masculino

Mensagem por Arcus em Seg Maio 22, 2017 6:55 pm

Avaliação de Luna Blackwood:

Querida, sua dedicação em limpar me orgulha. A P.E.V.O.A.I. está precisando de uma geral, vou ver se me inspiro depois de tanta limpeza.
Recompensa: 250XP e 250 dracmas.
avatar
Arcus
Deuses Estagiários
Deuses Estagiários

Mensagens : 158

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Alojamento Masculino

Mensagem por Jeffrey Kinkade em Qua Nov 08, 2017 11:05 am




- - - - - - - - - Think Up Anger
Shout, shout, let it all out, these are the things I can do without, come on, I'm talking to you, come on...

Acordei de supetão com o barulho estranho que vinha de fora do alojamento. Meus olhos ainda estavam se acostumando com a escuridão do momento, no instante em que pulei da beliche de cima em que dormia. Estranhamente, quando meus pés tocaram o chão, não houve som algum e, considerando a altura da cama e meu peso, nem que uma leve batida deveria ter sido ouvida. Apesar disso, o que mais me incomodou foi o fato de eu estar todo coberto por roupas que não tinha escolhido para me deitar. As roupas eram minhas, mas não era meu pijama costumeiro e sim as vestes do dia a dia. Ou melhor, meu uniforme como legionário.

Um sonho, foi a primeira coisa que considerei. Contudo, conforme andava, tudo parecia real demais para se duvidar e, ao mesmo tempo, surreal demais para se acreditar. Isso faz sentido? Se a resposta for não, acho que fiz um bom trabalho descrevendo, pois de fato não fazia o menor sentido. Estava muito calor e, mesmo assim, quando sai da instalação, percebi que era noite e que chovia. E muito.

— Netuno nos proteja — sussurrei, assustado por ser a primeira vez, desde minha chegada ao acampamento romano, que eu presenciava uma torrente como aquela.

Meu coração acelerou descontroladamente, comecei a suar (não só pelo calor) e sentir minhas pernas trêmulas. Eu sabia muito bem o motivo de estar daquele jeito, mas não ousei pensar muito a respeito, afinal, era apenas um pesadelo. Porém, quando vi que a água misteriosamente não escoava, o desespero aumentou. Tudo que consegui pensar foi na noite do acidente em que quase morri afogado e, de quebra, perdi minha mãe. O barco que supostamente nos levaria até a outra margem afundou. Todos os os outros passageiros sobreviveram, exceto por Ayssa Allen. Eu tinha dez anos na época e mesmo agora com dezoito, ainda tenho pavor daquela lembrança. No entanto, lá estava eu, encarando o mesmo temporal que matara minha progenitora destruir toda Nova Roma.

Admito que assistir aquela cena de onde eu estava era seguro, uma vez que o alojamento masculino da primeira coorte encontra-se em um nível elevado com relação ao restante do campus. Todavia, era apenas questão de tempo até a inundação me alcançar e, considerando que eu parecia estar sozinho ali, não tinha outra escolha senão lutar pela minha vida. O único problema era: como se luta contra um fenômeno da natureza? Ou melhor, naquela situação em que me encontrava: como se luta contra um inundamento em um pesadelo de um semideus? E, por mais absurdo que essas perguntas possam parecer, no fim, a resposta era simples: nadando contra a correnteza.

Uma luz verde vinha do dormitório da quinta coorte. Essa mesma luz brilhava tanto que, mesmo em meio à escura e tempestuosa noite, se fazia notar a centenas de metros de distância. O que, por sorte, era o espaço que eu tinha de percorrer até chegar lá. Só que para isso seria necessário mergulhar e nadar, já que voar não estava no meu menu de opções.

— Você consegue, é só um sonho — repeti para mim mesmo, enquanto tomava coragem.

Não havia muito tempo, porque cada segundo gasto procurando coragem, era um segundo a menos para mergulhar da forma que eu queria. A água já estava alcançando meu alojamento e, quando a senti tocar meus sapatos, entendi que era a hora. Assim, peguei distância e saltei pela varanda de metal (que protegia a entrada daquele quartel e servia de apoio para descer a pequena escadaria) caindo direto no mar que se formava pela Via Principalis. Ao fazer isso, senti um choque de temperatura absurdo. O clima quente da superfície perdia feio para o gelado das profundezas do oceano em que eu acabara de mergulhar. Sim, oceano. Imerso, notei que não estava no acampamento e sim em alguma outra parte da Terra, em uma onde havia somente água, para ser mais específico.

Minhas braçadas contra a correnteza eram quase inúteis, mesmo eu me esforçando ao máximo. Quando eu emergia e abria os olhos, era capaz de me localizar por breves instantes. Entretanto, era só eu submergir novamente que me perdia naquela outra realidade. Uma realidade alternativa dentro de um sonho que já é uma realidade diferente. Preocupante, não? Para piorar, criaturas estranhas começaram a surgir e a me perseguir dentro da água. Elas pareciam aqueles bichos que tentavam atrasar o Harry Potter no filme do cálice de fogo. Diferindo apenas no fato delas usarem seus pequenos dentinhos para me morderem, puxando-me cada vez mais para as profundezas.

A dor das mordidas não era nada comparada a sensação de estar me afogando novamente. Em determinado momento, acabei abrindo a boca para gritar qualquer coisa aleatória e foi ai que comecei a engolir água. Me debati com violência para me soltar de meus agressores, no entanto, acabei me vendo preso na lembrança traumatizante de um passado distante. Cada vez que eu agonizava naquele mar fantasioso, me via de volta ao rio em que quase morri. A sensação era a mesma e, ironicamente, as chances de morte também. Não sei bem como afirmar isso, conquanto, estava claro que morrer dentro daquela ilusão significaria morrer na vida real também. Semideuses, no fim do dia, sempre sabem quando suas vidas estão em perigo. Mas eu, como filho de Marte, aprendi que perecer sem lutar é o mesmo que nunca ter vivido.

E eu, com certeza, vivi.

Toda a ira que eu sentia das tragédias que me aconteceram serviu para me estimular a continuar lutando. Quando me livrei a murros e chutes dos monstros, voltei a nadar com toda a força que meus braços tinham. A cada duas passadas eu emergia a cabeça para me localizar na superfície, e então voltava a avançar contra a correnteza em direção à quinta coorte. Quando alcancei meu objetivo, o mais difícil foi me agarrar à porta para adentrar o local, pois meu oponente não era de fato um oponente.

— Você me achou — o menino comentou, quando entrei no bunker em que o óbvio culpado por aquilo se escondia. A voz dele não era de uma criança, mais parecia com a de uma criatura maligna.

— Quem é você — foi minha primeira pergunta. Eu via o corpo do garoto que claramente não passava dos quinze anos, mas eu não o via ali. Era outra pessoa... outra coisa.

— Eu sou você — ele riu, com um timbre demoníaco. — Eu sou todo mundo. Eu estou em tudo e todos. Me diga, o que eu sou?

A pergunta me pegou desprevenido. Uma charada àquela altura do campeonato não era o que eu esperava. Lembro de ter fechado meu punho direito, estressado mentalmente de tudo aquilo.

— Não sei — respondi, de maneira sincera.

— Criança tola. Eu sou o mal que caminha por essas terras, o mal que está incrustado em todas as criaturas vivas ou mortas — o menino, que até então estava deitado, se levantou e me encarou de uma distância mediana.

Reconheci na hora o responsável por aquilo, ou, pelo menos, parte daquilo. Era Thomas, um filho de Morfeu que estava em Nova Roma através do programa de intercâmbio de acampamentos. Ele havia chegado há cerca de uma semana e não parecia ser mal intencionado, ao contrário, sempre ficava na dele sem incomodar ninguém. O que me levou a crer, junto dos fatos óbvios da voz demoníaca e do papo digno de uma cena do filme O Exorcista, que se tratava de algum tipo de entidade.

— Isso vale para os zumbis? — questionei.

— O quê? — o culpado pelo pesadelo se surpreendeu com a pergunta.

— É, tipo, você disse que tá nas criaturas vivas ou mortas, mas não falou nada sobre as vivas e mortas. Zumbi é um morto vivo, ele conta?

— Que tipo de pergunta é essa? Você está tentando me enganar, não sou tolo! — gritou, enraivecido, ao mesmo tempo em que aumentou a aura verde que iluminava o escuro da cena.

Foi nessa luz que vi algo peculiar. Uma legião de demônios parecia ter surgido no cenário, me cercando e tentando me intimidar. Fiquei paralisado por um instante, pois como cristão, aquelas imagens eram fortes para mim. Todavia, eu já tinha encarado o diabo frente a frente, e aquele protótipo inacabado de encosto definitivamente não ia me subjugar assim.

— Você não é nenhum mal, você só é um infeliz desocupado — comentei, quando avancei contra o menino e o soquei com toda a força no rosto.

Ao socar a pessoa que causava toda aquela alucinação, acordei novamente, mas dessa vez de verdade. Minha beliche estava encharcada, meu corpo cheio de mordidas e minhas roupas tinham voltado ao normal. Pelo restante do dia, pessoas comentavam sobre os sonhos malucos que tiveram na última noite e eu, bem, eu apenas evitei aquele assunto. Não era culpa do filho de Morfeu, no fim das contas. E, não sabendo lidar com aquele tipo de caso, apenas fiquei na minha.

A cota de cutucadas em minhas feridas não cicatrizadas já tinha excedido o limite daquela semana. E eu não pretendia me ferir mais.

Triplicador de XP:
Ovinho Sorte Dupla – Na próxima postagem realizada pelo semideus (apenas postagens que vale xp, como missões fixas, one post, treinamentos ou CCFY) a xp do semideus será triplicada. Lembrando que é valido apenas para UMA única postagem, e só a PRÓXIMA, não é qualquer postagem, será conferido.
SHINJI @ OPS!
avatar
Jeffrey Kinkade
Filhos de Hermes
Filhos de Hermes

Mensagens : 194

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Alojamento Masculino

Mensagem por Febo em Qua Nov 08, 2017 2:01 pm


Modelo de Avaliação


Método de Avaliação:

Valores máximos que podem ser obtidos

Máximo de XP da missão: 5000 XP    (cada missão fixa tem um valor pré-determinado que pode ser alcançado; confiram corretamente)

Realidade de postagem + Ações realizadas – 50%
Escrita: Gramática, erros, pontuação, coerência, concordância, etc – 20%
Criatividade/Estratégia em combate + inteligência – 30%

Realidade de postagem + Ações realizadas: 43%
Escrita: Gramática, erros, pontuação, coerência, concordância, etc: 20%
Criatividade/Estratégia em combate + inteligência: 27%


RECOMPENSAS: 4500(x3) = 13500 XP + 4500 dracmas + 1 Doce Roleta

STATUS:

HP:   165/200 (Os danos dos sonhos eram reais)
MP: 200/200

Comentários:

Em termos de ortografia, você foi impecável praticamente, alguns erros na colocação de uma ou duas vírgulas, mas não suficiente para descontos. Na parte de realidade e coerência eu acredito que apesar da fluência na história, poderia tê-la delongado mais e ter criado um pouco mais de dificuldade em como vencer a missão.


Atualizado por Macária
avatar
Febo
Deuses Olimpianos
Deuses Olimpianos

Mensagens : 360

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Alojamento Masculino

Mensagem por Daron A. Herzl em Sab Mar 24, 2018 3:35 pm


Faxina em Casa


É claro que não se passaria a primeira semana como legionário sem que seus superiores e colegas mais antigos o colocassem na faxina. Seria algum tipo de rito de passagem que todo o semideus romano precisava cumprir? Daron já sabia que um novato da quinta coorte havia sido praticamente escravizado durante os primeiros dias na legião, estreitando laços de amizade com o balde e o esfregão, e não ficaria muito contente se tivesse o mesmo destino. Embora gostasse de manter sua mente ocupada durante sua estadia ali, aquele tipo de tarefa era tedioso demais para impedir que sua mente devaneasse.

O alojamento masculino da primeira coorte encontrava-se vazio naquele momento, e os colegas fizeram a gentileza de deixar suas camas arrumadas - com exceção de uma ou duas camas que estavam desarrumadas. Seus donos eram preguiçosos demais para fazer um simples conjunto de movimentos de esticar o lençol e agitar o edredom sobre a cama para reposicioná-lo adequadamente. Daron suprimiu qualquer reclamação interna e arrumou aquelas camas, dando uma aparência melhor ao chalé como um todo.

Em uma caminhada entre as camas do dormitório, encontrou algo semelhante a um rádio e de repente pareceu uma boa ideia não passar por aquela provação em silêncio. O que será que os jovens costumavam ouvir no século XXI?



A letra era péssima para alguém que havia passado pelo que Daron passou, mas como ele não sabia como trocar a música e o ritmo era bom, deixou-a tocando enquanto se ocupava com suas tarefas. Em posse da vassoura, percorreu todos os espaços possíveis com suas cerdas, fazendo a sujeira e o pó se acumularem em um montinho. Às vezes encontrava papéis rasgados, embalagens plásticas vazias ou ainda o invólucro de preservativos que haviam sido usados.

Nem se o dormitório tivesse tapetes seria possível esconder toda aquela sujeira debaixo dele. O semideus se livrou do amontoado de sujeira que havia coletado do alojamento, juntando-a em um saco plástico para descartar mais tarde. Seus olhos claros sondaram o local para apreciar o que já havia realizado até então, para ficar minimamente satisfeito com o progresso que havia feito.

Com um longo suspiro, abaixou-se em direção ao balde para mergulhar o pano na água e torcê-lo para retirar o excesso de líquido. Daron e sua coluna, teoricamente, possuíam 94 anos, mas aquela desculpa também não teriam compadecido quem ordenou a limpeza da Coorte. Melhor seguir em frente, logo aquilo acabaria. Envolvendo a vassoura com o pano úmido, colocou-se a esfregar o chão onde anteriormente tinha varrido, removendo o quanto pôde as manchas de sujeira, marcas de sapato e o que mais ia encontrando naquele piso. Às vezes precisava parar e esticar sua idosa coluna para atenuar o desconforto de ficar curvado, logo seguindo a atividade.

Agora a diferença entre antes e depois era mais perceptível, pois o piso reluzia e já não havia sujeira escondida pelos cantos. Para melhorar o aspecto do local, Herzl pegou um pano limpo para remover o excesso de pó dos móveis, livros, mesas e bidês, fazendo-os aparentar limpeza e asseio também, como o restante do local. O pior havia ficado por último, algo do qual o jovem polonês se arrependia amargamente agora que seu corpo reclamava de cansaço. O banheiro.

Munido com balde, panos e vassoura, o rapaz iniciou sua tarefa pelo vaso sanitário, utilizando um produto de limpeza específico e aquela pequena vassourinha para limpar o porcelanato até recuperar o brilho. Fechando o tampo, deu descarga e o aroma do produto de limpeza surtiu efeito sobre o cômodo. A seguir, juntou o lixo com a sacola que já havia separado, e usou a vassoura para esfregar o box do banheiro, tirando o limo do azulejo. Feito isso, só restava limpar o chão com o pano como havia feito com o restante do alojamento.

Certamente o dormitório da coorte já havia estado em condições melhores, mas em comparação à situação em que se encontrava antes, estava muito bom. Recolhendo os materiais de limpeza, Daron foi em direção ao alojamento feminino para continuar sua faxina.

Continua aqui


Missão fixa realizada:
Faxina em Casa -> As Coortes do acampamento devem sempre estar arrumados e limpos. Os semideuses limpam suas "casas" regularmente. Hoje é o seu dia da faxina! Limpe a sua coorte (ou arrume-o da melhor forma possível) e deixe-o apresentável. Como os alojamentos são divididos em masculinos e femininos, aqueles que limparem ambos terão um adicional na recompensa. Locais de Postagem: Coorte que participa Recompensa: 100-150 XP, 150 dracmas para quem limpar apenas o seu alojamento, quem limpar tanto o feminino quanto o masculino terá o adicional de 100 xp e 100 dracmas (Necessário realizar duas postagens, uma no alojamento feminino da coorte e uma no masculino).






avatar
Daron A. Herzl
Senadores
Senadores

Mensagens : 189
Idade : 25

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Alojamento Masculino

Mensagem por Vênus em Dom Mar 25, 2018 12:52 pm

Atualizado e Avaliado por Vênus.
Recompensas: 150 XP + 150 Dracmas!
Comentário:
Que personalidade magnifica!

Eu particularmente sou apaixonada pela maioria dos personagens do blood devido a escrita, personalidade e o carisma dele (incluo os mal-humorados nisso!) e você acaba de entrar na minha lista.

Eu não encontrei grandes erros no seu texto, apenas uma frase ambígua e uma repetição de palavras excessiva em alguns parágrafos, algo que acredito que você pode melhorar com o tempo se prestar um pouquinho mais de atenção. Devido a isso não vou efetuar nenhum desconto, sua criatividade na postagem é evidente e vi o esforço, erros como esse passam batidos e portanto não tenho porque de diminuir a recompensa. Parabéns!.


Vênus, love's lady
..
diva, déesse de l'amour et de la beauté ♦️
avatar
Vênus
Deuses Olimpianos
Deuses Olimpianos

Mensagens : 2045

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Alojamento Masculino

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 1 de 2 1, 2  Seguinte

Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum