The Blood of Olympus
Para visualizar o forum é necessário estar cadastrado, por favor registre-se no rpg ou entre em sua conta. É necessário estar cadastrado para ver as informações contidas no forum. Lembre-se de usar nome e sobrenome, não se cadastrar usando nomes geralmente utilizados por Hacker. Exemplo: "Barum" "Hakye" e por ai vai. Bem vindos.

A Fogueira

Página 5 de 18 Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6 ... 11 ... 18  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Re: A Fogueira

Mensagem por Hell Dähl Scrimgeour em Qua Jan 04, 2017 2:26 am



Eram quase 23:00, o chalé de numeração 6 estava parcialmente vazio e silencioso, o momento perfeito para Hell juntar coragem suficiente e se levantar da cama. Como até o momento estava indeciso se ia ou não comparecer à fogueira, abriu o baú com seus pertences a procura de algo que servisse para aquele começo de ano. Para sua infelicidade, só achou algumas camisas esfarrapadas e calças sujas de sangue....ou seria molho de tomate? Não importava, só depois de muito escavacar foi que encontrou uma camiseta branca em perfeito estado, ainda embrulhada, com o pequeno recadinho que Summer enviara junto quando lhe dera de presente de natal. Esticando a camisa a sua frente e a analisando bem, um sorriso brotou nos lábios do rapaz. " É perfeita. "

Depois de a encontrar, o restante do vestuário não foi tão difícil de escolher, uma bermuda também de coloração clara e seus fiéis tênis. Ao se olhar no espelho tudo parecia correto e digno da aprovação das filhas de Afrodite, mas para o Scrimgeour mais novo parecia que ainda faltava algo. Com um leve finco em sua testa, levou uma das mãos até o queixo, brincando com a barba por fazer. " Já sei o que é ... " Sussurrou para si mesmo, retornando ao baú e praticamente entrando neste afim de encontrar o quepe de policial que Pandora o presenteara. Não teria a oportunidade de usar o mimo completo da feiticeira aquela noite, mas o guardaria com carinho até o momento certo. Já devidamente vestido, pelo menos aos conceitos do rapaz, finalmente deixou o chalé de Athena para trás, rumando ao encerramento daquela noite e ano.

O filho da deusa da sabedoria observou os corpos animados se aglomerando em volta da fogueira em mais uma típica festa do acampamento. Os olhos atentos conseguiram encontrar Ariel com facilidade, em parte por conta da altura da moça e também porque seus atributos latinos eram sempre motivos de atenção, mas preferiu não incomodar a amiga ao perceber que ela estava em melhor companhia. Sendo assim, escolheu procurar por algo que lhe molhasse a garganta, encontrando outro rostinho conhecido onde justamente se encontravam as bebidas dispostas.

"Mãos para o alto, novinho..." Mandou, engrossando um pouco mais a voz para não ser reconhecido, enquanto cutucava com o indicador a costela do amigo, fingindo ser uma arma. "Você está cometendo o pior crime do universo, que é não se divertir. "O riso lhe irrompeu os lábios, ao fim se prostrando ao lado de Beau e então percebendo que ele estava acompanhado de uma semideusa. Até pensaria que estava atrapalhando algo, se não conhecesse bem o amigo. Deu uma boa olhada na garota antes de cumprimentá-la com um manear da cabeça e um sorriso cordial. "Hey pessoinha, é nova por aqui? Sou o Herold, mas pode me chamar de Hell. O que estão achando da festa até agora? " Questionou mais por educação do que por interesse na verdade, já que não estava exatamente no seu típico clima de comemorações, de modo que até mesmo ao apanhar uma bebida usara o critério de não escolher nada alcoólico.

Solvendo do líquido no copo entre suas mãos, as íris do rapaz voltaram a percorrer entre as pessoas ao redor, parando assim encontrara uma pequena agitação se formando onde a música era mais alta. Com um O perfeito formado por seus lábios, foi com incredulidade que reconheceu uma das gêmeas, filhas de Éris, no centro da muvuca, descendo até o chão como se seu corpo não tivesse nem uma restrição. Não conhecia muito bem nem uma daquelas garotas, mas já ouvira o suficiente para saber que elas não faziam o tipo sociáveis e muito menos que dançavam daquele jeito.  Ainda assim, Hell se encontrava incapaz de não acompanhar cada movimento do corpo feminino. “Vocês estão vendo o mesmo que eu? Aquela é mesmo uma dos clones do mal?”

Parte da vestimenta.:
Essa Boxer Danada:  A cueca acompanha um quepe de policial e uma gravata preta. {Criação da Panda} // Só o quebre porque né?!

+ Camiseta branca com os seguintes dizeres em negrito: “MUITO MACHO”. [Presente de Summer]


Fixation or psychosis? Devoted to neurosis now endless romantic stories. You never could control me.
avatar
Hell Dähl Scrimgeour
Filhos de Athena
Filhos de Athena

Mensagens : 91
Data de inscrição : 30/09/2016
Localização : Não é obvio?

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A Fogueira

Mensagem por Emmanuelle S. Henz em Qua Jan 04, 2017 9:32 pm



Não precisamos de uma resposta, pois tudo está nesse seu sorriso
Não pense em nada, não diga sequer uma unica palavra, apenas ria comigo...

Manu permaneceu a olhando, os dedos alvos deslizando pelos cabelos escuros da namorada. Achara meio cômica sua expressão enraivecida, mas permanecera neutra, pois a entendia. – Então se tivesse apanhado, aí seria um problema maior? – Brincou a mais nova, arqueando a sobrancelha. Uma das garotas envolvidas era a própria irmã, e gostava de imaginar que quem tinha batido era ela, mas não revelaria esse pensamento. Ariel podia ler a mente da namorada de qualquer maneira, então não fazia muita diferença. A caçadora enroscou os dedos na nuca da morena, beijando sua bochecha de leve em seguida. – Em missões de busca, matando monstros, sim, já estive, mas nunca aproveite a cidade, em contrapartida conheço bem as florestas – Explicou rapidamente.

Era verdade, a cidade tinha lhe passado despercebida, os bosques, parques e áreas mais rurais, não. – E bem, acho que não me fara mau passar uns dias foras, férias? Poderei considerar como – Murmurou, abrindo um sorriso envergonhado. Ariel desviou o olhar pelo acampamento, a procura de algo, ou alguém. Manu soube o que era segundos mais tarde, quando a garota revelara sua busca. – Na verdade, eu não a vejo com muita frequência, a última vez foi a mesma que a sua – Dizendo isso, ajudou-a a procurar ao redor, na tentativa de ajudar a namorada. – Quer ir procurar? Não me importo de andarmos um pouco – Chamou, levando a mão livre para a cintura da morena, e acariciando a região com o polegar, desenhando círculos sobre a pele da mais velha.
Thanks Panda



Emmanuelle Sophie Henz
I'M A QUEEN OF DARKNESS!!!
avatar
Emmanuelle S. Henz
lider das caçadoras
lider das caçadoras

Mensagens : 560
Data de inscrição : 07/06/2013
Idade : 21
Localização : Seguindo em frente..

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A Fogueira

Mensagem por Balthier Lyserg em Qua Jan 04, 2017 10:01 pm

Are you Affraid?
Enquanto escolhia que tipo de preferia comer, já que a gama de opções era realmente variada, o rapaz sentiu um impacto em suas costas e por pouco não derrubou o prato que segurava. Foi tudo muito rápido e antes que pudesse assimilar o que havia acontecido, uma garota começou a tateá-lo e a pedir desculpas em demasia. Percebendo o que acabara de acontecer, Balthier deu de ombros e procurou despreocupar a morena. — Está tudo bem, não foi nada.

Os olhos estreitos do meio sangue debruçaram-se sobre a figura feminina a sua frente, percebera quando ela fitava-o pela quietude do instante seguinte. Tão logo ambos separaram-se, e Balthier voltou-se ao que estava fazendo. Todavia não se lembrava mais o que queria comer, e ficou a olhar novamente os pratos enquanto admirava o banquete. Não tardou para que novamente alguém se aproximasse, e a mesma voz doce e simpática de antes viera à tona. O jovem olhou para ela e retribuiu o sorriso desajeitado de canto de boca. De fato que não sorria muito, tampouco conversava com alguém ali, estava dando o seu melhor. O mais surpreendente, então, era o fato de que alguém naquele acampamento estava - pela primeira vez - interessado em saber quem ele era ou o que era e mais surpreendente ainda: Alguém o havia notado.

— Sim! Sou novo aqui. Chamo-me Balthier, prazer... - Disse o jovem estendendo a mão direita para a garota — ...e você?

   



avatar
Balthier Lyserg
Filhos de Phobos/Timmos
Filhos de Phobos/Timmos

Mensagens : 26
Data de inscrição : 20/12/2016

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A Fogueira

Mensagem por Evie Farrier em Qua Jan 04, 2017 10:44 pm



EVIE FARRIER

Happy New Year

Menções no post: Guilherme, Beau, Hell

Raaarw #4


Evie franziu o cenho, questionando-se como havia vislumbrado a cabeleira do garoto em uma cor divergente ao que realmente era. Porém, deu de ombros, aquilo eram apenas meros detalhes. Um sorriso surgiu assim que Guilherme apoiou a sua ideia, ela lançou um olhar animado para o legionário, imaginando como seria aquele garoto alterado para bebida. Porém, antes que pronunciasse qualquer pequena provocação, outra pessoa se aproximou. Um conhecido daquele garoto desconhecido?

-Hell? – Evie repetiu um pouco cética, mas logo estava deixando que um riso baixo escapasse – É um ótimo apelido! Eu sou Evie e esse é o Guilherme. Não somos bem novatos, apenas novos nessa área.

A romana tinha conhecimento de que ali era um ponto de encontro especial para os semideuses, sem distinção de acampamento ou até parentes divinos. Afinal, a maior graça em festa era se misturar e conhecer novas pessoas, correto?

-Oh boy! – a semideusa exclamou assim que viu as pessoas começando a dançar e se divertir – Preciso de uma bebida para ter coragem de fazer aquilo.

Em poucos passos, Evie se aproximou do local com as bebidas, capturando uma que suspeitava ser deliciosa apenas pela cor diferente de vermelho. Olhou para outro copo e o pegou com a mão livre, trazendo diretamente para Guilherme. Julgou que os garotos, por se conhecerem antes, também se serviriam. Ousou bebericar um pouco do líquido vermelho e logo seu semblante era tomado pelo prazer de ter a bebida gelada, doce e sutilmente alcoólica em seu paladar.

-Deuses, isso é realmente bom. Uma coisa gostosas dessas não são de graça na Costa Oeste – comentou sobre a bebida, dando uma golada logo em seguida.

-------
hey boys, look here:
desculpem! post rápido pq eu to em meio a uma viagem sem conter o vício de ta aqui hahaha, sem revisão nenhuma também :/
rise and rise again until lambs become lions

Don’t give up!






avatar
Evie Farrier
Pretores
Pretores

Mensagens : 292
Data de inscrição : 26/12/2016
Idade : 20
Localização : Acampamento Romano

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A Fogueira

Mensagem por Lauren L. Hill em Qui Jan 05, 2017 12:06 am

happy new year
A morena estendeu a mão e retribuiu o cumprimento, balançando ambas as mãos duas ou três vezes antes de se soltarem. Percebeu a timidez do rapaz e tentou se demonstrar relaxada, na tentativa de não deixá-lo apreensivo ou coisa do tipo. Ele era novo ali e Lauren se sentia na obrigação de deixá-lo confortável com o novo lugar que passaria o resto da sua vida.

— Prazer! Me chamo Lauren, espero que se divirta aqui, em todos os sentidos. — Disse e percebeu o duplo sentido da sua frase ao final, rindo anasalado e sem jeito, observando o garoto arregalar o olho e encará-la risonho. Seu olhar abaixou e desceu para o prato em mãos e pela primeira vez sentiu um pouco de desconforto. — Vem, vamos nos sentar. — Apontou com a cabeça para uma mesa vazia e segundos depois estavam sentados em seus devidos lugares. — Eu juro que o que falei foi sem querer. As coisas saem, sabe… — A semideusa disse e pela primeira vez se sentiu envergonhada.

Era normal soltar aquelas no meio de amigos, mas havia se tornado tão normal que se soltava na frente de novatos o desconforto se tornava presente e sua timidez vez ou outra demonstrava-se presente na pessoa da prole de Ares. Ficou observando-o, analisando seus traços e suas manias descaradamente. Não que estivesse o cantando ou algo do tipo, mas era uma beleza diferente e albina, nada normal naquele Acampamento.








HUMAN
Don't ask me to lie

avatar
Lauren L. Hill
Líder dos Celestiais
Líder dos Celestiais

Mensagens : 316
Data de inscrição : 05/09/2016
Idade : 19
Localização : Lotus Home.

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A Fogueira

Mensagem por Beau G. Edmond em Qui Jan 05, 2017 1:45 am



The people here are buzzing like a bug on a light, I'm feeling like I always see them, but they can't see me.
Is anybody listen ?
Não que eu tivesse ignorado o rapaz ao lado da garota, mas como ela que puxou assunto, acabei me direcionando apenas a ela primeiro. Levei um susto quando o garoto de braço mecânico falou meu nome e sabia da minha participação em um grupo seleto. Minhas sobrancelhas arquearam na mesma hora.

— Você sabe quem eu sou?! – Dei um sorrisinho sacana quando algo surgiu em minha mente, me aproximando do rapaz ao lado da morena — Quer dizer que você sabe tudo sobre mim? O que mais sabe? Andou me observando é? – Falava em uma voz rouca enquanto levava um dedo até a gola de sua camisa.

Teria continuado o jogo de ‘dar em cima’ se outro garoto não tivesse aparecido. Por sorte, ele era mais bonito que o com o braço mecânico, fato que facilitou-o de conseguir minha atenção sem nenhum problema. Dei uma risadinha quando ele me mandou colocar as mãos para cima.

— Pois saiba que tenho tara em policiais! – Deixei escapar após outra risada após a fala — Você veio me animar, baby? – Falei ao ficar de frente para o garoto que se apresentava.

Apelido curioso o dele, assim como o nome da garota que começou falando comigo. Olhei para a garota ao qual o Hell se referia, dançando até o chão. Se eu tivesse mais intimidade com as pessoas ali, talvez estivesse do mesmo jeito que ela.

— Não a conheço. Na verdade, vocês são os primeiros que conheço por aqui – Observei a Evie pegando a bebida e imitei-a, enchendo um copo para mim e tomando um copo daquele liquido doce — Maravilhoso! – Exclamei antes de tomar mais um pouco — São poucos os rostos conhecidos aqui – Apontei para o rapaz bem vestido — Acho que o único que conheço de fato é aquele, por ele ser filho de Eros também. Mas não lembro seu nome, mesmo que tivemos passado um tempo no mesmo chalé.



It feels so crazy when you scream my name. Love it when you rock me over every day
avatar
Beau G. Edmond
Filhos de Eros
Filhos de Eros

Mensagens : 75
Data de inscrição : 04/12/2016
Localização : Pelo mundo q

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A Fogueira

Mensagem por Ariel Sehn Kahlfels em Qui Jan 05, 2017 2:55 am



Ariel desviou o olhar para o outro lado. A cabeça estava cheia, de repente já não se sentia bem para ficar ali no meio de tanta gente. A mão que antes segurava a da caçadora, havia lhe abandonado. − Na verdade, não. Eu quero sair daqui. − uma sensação de agonia lhe cobria o peito, como se a qualquer momento sua respiração não fosse mais viável. − Muita gente perto está me sufocando. − na verdade, tinha desenvolvido um tipo de trauma por lugares tumultuados. Como New York, como a praça na qual tinha sido atacada. Com alguns passos dados para trás, os olhos azuis encontraram os da namorada, suplicando para que ela entendesse o que havia ali por trás. O pedido emudecido para que não precisasse mais ficar no meio de todo mundo. Pelo menos, afastar-se um pouco da multidão atônita que esperava pela explosão dos fogos de artifício. − Podemos ir para o outro lado? − apontou com o queixo o lado direito, onde quase ninguém se encontrava. Alguém passava com uma garrafada d'água, e Ariel não fez questão de procurar saber quem era, apenas tomou e antes que alguma reclamação fosse feita, agarrou a mão da caçadora e as transportou para o outro lado.

Não quero voltar lá. − foi a primeira coisa que disse quando bebericou da água gelada, fechando os olhos para abrasar as batidas do coração que parecia prestes a correr uma olimpíada.



roupa aqui. apenas a roupa, cabelo e maquiagem fazem parte do conjunto citado no post. ariel usa uma rasteira prendendo no pé, para não ficar exageradamente alta. suas dores impedem o uso de saltos.
happy new year



I know you think that you know me but you ain't even see my dark side. This is for you only, so baby do me right.
avatar
Ariel Sehn Kahlfels
Lider dos Mentalistas
Lider dos Mentalistas

Mensagens : 147
Data de inscrição : 01/09/2016
Idade : 21

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A Fogueira

Mensagem por Emmanuelle S. Henz em Qui Jan 05, 2017 3:11 am



Não precisamos de uma resposta, pois tudo está nesse seu sorriso
Não pense em nada, não diga sequer uma unica palavra, apenas ria comigo...

A princípio Manu não entendeu a mudança brusca no comportamento da namorada, pega de surpresa por sua reação repentina ao público ao redor, mas também não questionou. Ariel ainda estava debilitada, e Manu não conhecia todos os fatos por trás da história de Nova York, e ao mesmo tempo, não sabia se desejava saber. Os males causados aquela garota também lhe afetava, e isso por si só era motivo suficiente para não deixar que ela lhe contasse, não se sentia preparada para ouvir. – Tudo bem – Murmurou, ainda sem entender, mas percebendo a angustia no olhar da mais velha, aquilo a estava dilacerando-a por dentro. – Sim, podemos, vamos aliais – Manu se aproximou, prestes a puxar a namorada pela mão, mas pela segunda vez na noite fora surpreendida pela rapidez de seus atos. Quando deu por si, já tinha atravessado a festa, e bastara um piscar de olhos para que entendesse isso.

– Ariel! – Ralhou, meio a contragosto enquanto se abaixava a sua frente. – Você não pode usar os poderes, amor – Saíra de forma imperceptível, Manu nunca tinha chamado alguém de amor, nem mesmo ela... corou em tons berrantes ao perceber que soltara a palavra em meio a preocupação, e acabou por desviar o olhar, torcendo para que ela não notasse. – Não precisamos voltar, quer ir para o chalé? Seria bom descansar, ou a praia talvez, perto da água tenho como te curar, você sabe – Mordeu os lábios, voltando-se para ela. Estava estranhamente nervosa naquela noite. Manu curvou o corpo para frente, apoiou as mãos sobre os joelhos da morena, e lhe beijou a testa de forma carinhosa, como se pudesse, com aquele simples ato, explicar que tudo ficaria bem.

Thanks Panda



Emmanuelle Sophie Henz
I'M A QUEEN OF DARKNESS!!!
avatar
Emmanuelle S. Henz
lider das caçadoras
lider das caçadoras

Mensagens : 560
Data de inscrição : 07/06/2013
Idade : 21
Localização : Seguindo em frente..

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A Fogueira

Mensagem por Ariel Sehn Kahlfels em Qui Jan 05, 2017 3:21 am



O uso do poder lhe dera uma tontura indesejável, onde teve que se apoiar com as costas contra o tronco grosso da árvore logo atrás, que por sorte, estava ali. O ralhar de Emmanuelle poderia ter feito algum efeito, se não a próxima frase dissipada em um momento de tensão por parte dela. Apesar da fraqueza, tinha escutado perfeitamente bem o que tinha sido dito. − O que? − perguntou, como se quisesse ter certeza do que a caçadora tinha usado para lhe chamar. Amor, uma palavra tão forte.... Aplicada apenas por aqueles que sentiam tal afeto. − Você... − deixou no ar, sem conseguir terminar. Será que tinha mesmo escutado aquilo? Ou era apenas mais um delírio? Fechou os olhos ao sentir o beijo na testa, e entendeu o recado, mas precisava respirar um pouco mais para realmente estar bem. Ainda não tinha contado a ninguém o que realmente se passara naquele dia.

Você me ama? − foi direta ao perguntar, cansada demais para ficar unindo dúvidas e martírios. Preferia saber logo a verdade naquele momento, e dissipar toda a agonia que sentia. Não queria ler os pensamentos dela naquele momento. Queria ouvi-la, queria saber pelas verdades postas em palavras e nada mais.



roupa aqui. apenas a roupa, cabelo e maquiagem fazem parte do conjunto citado no post. ariel usa uma rasteira prendendo no pé, para não ficar exageradamente alta. suas dores impedem o uso de saltos.
happy new year



I know you think that you know me but you ain't even see my dark side. This is for you only, so baby do me right.
avatar
Ariel Sehn Kahlfels
Lider dos Mentalistas
Lider dos Mentalistas

Mensagens : 147
Data de inscrição : 01/09/2016
Idade : 21

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A Fogueira

Mensagem por Emmanuelle S. Henz em Qui Jan 05, 2017 3:35 am



Não precisamos de uma resposta, pois tudo está nesse seu sorriso
Não pense em nada, não diga sequer uma unica palavra, apenas ria comigo...

Pega em flagrante. Isso vinha acontecendo com certa frequência, e sempre quando estava com Ariel, era curioso pensar que aquela garota a frente tinha o dom de mexer com todos os nervos de Emmanuelle. Suspirou, fora ela mesma a deixar que aquilo acontecesse, então seria melhor dizer tudo de uma vez. Ariel tinha dito que a amava na ilha, mas Manu nunca respondeu como de fato se sentia. Descobrira a algumas semanas, quando o medo de perde-la fora maior do o que do sentimento, e isso a deixara literalmente tonta. Precisava dela, e sabia disso, e agora, Ariel também saberia. A caçadora se afastou de leve, a fitando nos olhos, e ajoelhou-se a frente dela, abrindo e fechando a boca diversas vezes, pois não era capaz de encontrar as palavras.

Frustrada, tentou de novo, sentindo as bochechas corarem ardentemente, tomou uma lufada de ar, e soltou tudo de uma única vez. – Eu amo, não sabia como reagir a isso antes, apesar de saber que você entendia o que se passava comigo... deuses, você viu tudo nas minhas lembranças, e mesmo assim, eu ainda não tinha entendido, sou uma tola – Murmurou Manu, rindo baixinho ao final. A garota tocou a face da mais velha, acariciando suas bochechas com os polegares, queria dizer tudo, e simplesmente faria. – Nunca me permiti esse tipo de sentimento, não costumo confiar em ninguém, nem sentir falta, querer proteger, retenho tudo aqui dentro, e não liberto por achar que preciso ser forte, descobri que o amor pode me tornar ainda mais forte, e que Lady Ártemis me perdoe, mas eu amo você, cada fibra do meu corpo ama você, e eu não tenho mais controle sobre isso – Declarou-se, e mordeu o lábio, colocando um dedo em sua boca para impedi-la de falar naquele momento.

– Não terminei – Manu sorriu, a caçadora tinha tomado coragem, e seguiria em frente, não perderia a chance, não quando sabia que outra poderia nem existir. – Eu nunca senti que precisava de alguém, mas sabia que procurava por algo, passei anos remoendo expectativas por todos os cantos do mundo, percorri floresta, fortaleci o corpo, e enquanto isso, deixei minha alma morrer, lenta e dolosamente – Manu afastou uma mexa dos cabelos escuros da namorada para trás da orelha. – Enquanto tentava ficar mais forte, encontrei você, e neguei a mim mesma o sentimento, quis me afastar, manter distância, mas você estava sempre ali, e eu simplesmente precisava de você, descobri então que é porque é você Ariel, é você que eu procurava, e ao encontrar, senti a alma vibrar outra vez, loucura? Certamente, mas agora entendo porque Afrodite é considerada a pior das deusas, porque o amor é forte, e ele tem um poder incompreensível, que nem mesmo um deus é capaz de controlar – Concluiu, os olhos fixos aos dela, sem saber exatamente como prosseguir. Tinha mais a dizer, mas ainda não sabia como, no momento certo, ela entenderia.

Thanks Panda



Emmanuelle Sophie Henz
I'M A QUEEN OF DARKNESS!!!
avatar
Emmanuelle S. Henz
lider das caçadoras
lider das caçadoras

Mensagens : 560
Data de inscrição : 07/06/2013
Idade : 21
Localização : Seguindo em frente..

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A Fogueira

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 5 de 18 Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6 ... 11 ... 18  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum