The Blood of Olympus
Para visualizar o forum é necessário estar cadastrado, por favor registre-se no rpg ou entre em sua conta. É necessário estar cadastrado para ver as informações contidas no forum. Lembre-se de usar nome e sobrenome, não se cadastrar usando nomes geralmente utilizados por Hacker. Exemplo: "Barum" "Hakye" e por ai vai. Bem vindos.

Evento Relâmpago no Pequeno Tibre - Batalha de Adam, Andrew e Izzy

Página 1 de 2 1, 2  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Evento Relâmpago no Pequeno Tibre - Batalha de Adam, Andrew e Izzy

Mensagem por Apolo em Sex Dez 02, 2016 5:06 pm


As tropas corriam aos seus postos, recebendo ordens de seus superiores experientes. As marchas de cada um dos batalhões era ritmada e ordeira, por mais que as coisas parecessem estar desabando no Acampamento Júpiter. Os semideuses aposentados haviam sido informados, através de um chamado extraordinário, que deveriam ficar refugiados em suas casas.

Patrulhas de reforço cobriam perímetros pelas ruas da Nova Roma enquanto os demais pelotões iam para embates nos mais diversos pontos do Acampamento. Izzy, por ser uma Amazona experiente, se mantinha alerta e independente dos comandos gerais. Ela sabia que era pouco provável que os monstros usassem o Pequeno Tibre para a invasão. Mas um chamado pelo seu comunicador, canal exclusivo das Amazonas, a fez se eriçar.

Izzy, na escuta? — A voz equalizada era de Hannah, uma de suas companheiras amazonas. — As batedoras identificaram uma anomalia temporal próxima do Pequeno Tibre. Pode ir verificar? Pode não ser nada, mas seria interessante que alguém qualificada fosse verificar... por precaução.

-------------------------x-------------------------

Ainda nas forjas, Andrew se mantinha atento aos mais diversos canais de áudio, captando sinais de todos os locais do Acampamento Júpiter e muito mais além. Com o auxílio de um algoritmo complexo, desenvolvido por ele mesmo, uma luz piscou em seu painel artesanal, repleto de fios para fora. Algo que ele ainda pretendia arrumar, mas sabia que não passaria de um projeto.

“Izzy, na escuta? As batedoras identificaram uma anomalia temporal próxima do Pequeno Tibre. Pode ir verificar? Pode não ser nada, mas seria interessante que alguém qualificada fosse verificar... por precaução.”

Percebendo, com seu raciocínio rápido, que aquela seria a, provável, única semideusa a manter o Pequeno Tibre de pé, Andrew muniu-se de seus equipamentos e partiu em uma corrida desenfreada até o local do embate.

Assim que saiu pela porta da oficina, virando à sua esquerda, foi visto por Adam, um dos patrulheiros que fazia a ronda dos civis. Aquela era uma transgressão a uma ordem direta de permanecer em abrigo o tempo todo, então, já armado de seus equipamentos preferidos, o filho de Perséfone segurou sua arma em mãos e seguiu o filho de Vulcano, sem saber dos seus motivos.

Os dois correram pelas ruelas de Nova Roma até chegarem ao Tibre, dando de cara com Izzy que, às margens do afluente, observava espantada uma fenda luminosa e azul rasgar o tecido do tempo-espaço. Ela era gelada, muito gelada. Fazia as respirações dos três romanos condensarem em frente às suas bocas.

Aos poucos a água foi se congelando abaixo desta garganta e ganhando cada vez mais volume, em uma espécie de pequeno morro de gelo sólido. A água que batia neste novo obstáculo respingava por todos os lados, molhando tudo em volta, até mesmo os pés dos guerreiros, mas estes não se importavam.

Quando deram por si, estavam de frente para uma criatura de formas humanoides e um corpo sólido como gelo, assim como levemente transparente. Seus olhos brilhavam em um azul intenso, a mesma cor da fenda que deu origem ao monstro, a cerca de 4 metros de altura. Seu braços eram tão longos que quase tocavam o chão e, mesmo que não pudessem sentir, eram tão afiados quanto navalhas.

A criatura deu um passo, quebrando suas bases congeladas ao chão, e pisou fora do Pequeno Tibre, congelando uma área de um metro em volta da pegada. A temperatura caíra, pelo menos, 10 graus.

ROOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAR

O rugido fez repelir frio e estacas de gelo em cada um dos semideuses, que precisariam esquivar-se ou defender da melhor forma possível antes de fazer qualquer coisa.

Adam Köhler Bradshaw
Status base: 180 HP / 180 MP

Andrew J. Parker*
Status base: 240 HP / 240 MP

Izzy Sawyer Blankenheim*
Status base: 320 HP / 320 MP

Golem de Gelo
Imagem do Monstro:
Status base: ??? HP / ??? MP
Dano padrão do golpe: ?? HP


Regras:
- Minimo de 7 linhas por postagem
- Cada uma de vocês têm 3 ações para fazer, passivas não contam como ação, nem buffs. Avançar até o monstro conta como uma ação.
- Vocês têm até amanhã (Sábado 03/12/16) ao meio-dia para postar.
- Poderes e Armas ao fim do post em spoiler
- Que a sorte esteja com você
- USO DE MASCOTES ESTÁ PROIBIDO
avatar
Apolo
Deuses Estagiários
Deuses Estagiários

Mensagens : 150
Data de inscrição : 12/07/2013

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Evento Relâmpago no Pequeno Tibre - Batalha de Adam, Andrew e Izzy

Mensagem por Adam Köhler Bradshaw em Sex Dez 02, 2016 8:15 pm


 
A cabeça do jovem encontrava-se em um misto de sentimentos ao qual este relembrava de um pequeno fato ao qual aconteceu no acampamento Grego ainda quando este estava a ingressar no mesmo, e a vigília era um dos trabalhos importantes e ao mesmo tempo mais odiado pelo jovem que apenas buscava a diversão que era travar aquelas batalhas com resultados incertos. Ele empunhava a sua espada na mão esquerda enquanto caminhava despretensiosamente por cada trecho já explorado pelo jovem antes de deparar-se com a atitude do jovem que não conseguiu identificar de inicio, arrancando um suspiro acompanhado de um olhar de desdém enquanto seu subconsciente o praguejava sobre aquele gesto do garoto. — "Além de ter que fazer a vigília, ainda tenho que ficar seguindo as pessoas como se fosse babá?"   — mentalmente estava indignado com o atrevimento do garoto sobre o toque de recolher que o acampamento havia feito, mas ao mesmo tempo agradecia o jovem por finalmente poder afastar-se daquele lugar mesmo que coloca-se sua vida em risco com aquele ato impulsivo de seguir o garoto.  — Vamos ver no que dá, talvez não esbarraremos em nada.   — Argumentou em um sussurro consigo mesmo.

Ele estava acompanhado de seus principais armamentos diários e ao qual já possuía certa experiência e de certa forma domínio sobre as mesmas, logo se deparando com a garota as margens do afluente sem qualquer demora, reparando que ela observava a fenda que formou-se a frente dos olhos do campista que buscava coçar ambos os olhos não querendo acreditar naquilo, antes de sentir a temperatura cair repentinamente anunciando a chegada do inesperado, ou trataria-se do esperado pelos campistas. Em seguida a água congelou-se trazendo uma sensação de perigo naquele instante ao jovem quase que alertando que o o que estava a vir não teria piedade dos três ali. Os olhos do moreno se colocaram sobre a criatura reparando em cada detalhe e fazendo um pequeno comentário. — Tá ai algo que não vemos todos os dias   — indagou o jovem que empunhava a espada em sua mão, apertando-lhe com toda a força que este possuía antes de perceber o rugido da criatura que liberou estacas de gelo, logo tratando de mover a espada em dois movimentos rápidos de cortes buscando lançar em direção aquelas estacas duas rajadas de vácuo, afim de cessar o avanço das estacas em sua direção. Não tão seguro sobre aquilo, veio a transferir a espada de sua mão esquerda para a direita logo transformando a parte dos braços criando um escudo retrátil para defendesse, logo buscando pelos seus companheiros.  — Temos de mantê-lo nesta região!    — indagou o moreno observando o monstro a alguns metros de si, fazendo com que a sua luva expelisse escuridão algo que causava um uma dor enorme em si por tratar-se de uma das armas que mais lhe traziam dor e misturando-se a sua habilidade natural de necromante de criar escuridão, em seguida aproveitando-se daquilo ao notar a criatura pisar em terra  e tentar prende-la pelos pés e mãos no local não permitindo que está se movimentasse mais, além de criar uma brecha para que seus companheiros avançassem ou que pudessem recuar ainda mais, não sabendo ao certo o plano de ambos os campistas de inicio. — Por acaso existe algum plano?   — questionou a final na esperança que tivessem pensado em algo.  

Poderes passivos:
> Nível 3, Escuridão – Meus necros são capazes de criar escuridão, a sua vontade.

Poderes ativos:
> Nível 7, Tentáculos – Tentáculos feitos de escuridão irrompem do chão, e se enroscam no inimigo, prendendo-o.

Benção utilizada:
> Ciborgue- Capacidade de transformar os membros e tronco do lado esquerdo em bronze celestial, dessa forma, seu braço, esquerdo, perna, parte do peito e rosto viram bronze puro, impedindo ataques de armamentos futuro, além disso o braço também possui um mecanismo suspenso através de um tubo capaz de soltar acido, criar mini explosivos e um escudo retrátil. Acima do olho aparece um microchip ativando um micro computador que lhe permite ler os dados do adversário sem descobrir o que seus poderes fazem, dessa forma o estudando e encontrando brechas para derrota-lo, o poder se ativa quando o garoto quiser, mas consome parte de sua energia física, dessa forma não pode ser usado por tempo demais ou o consume.  De seus olhos são ativados duas rajadas de raio e o garoto passa a se proteger com ósculos escuros, quando abertos são capazes de causar grande destruição.

Armas:
§ - Sword of the VACUUM - Uma espada com a lamina negra, que quando o jovem a utiliza, ela pode lançar uma rajada de vácuo, que ai invés de jogar o alvo para longe, faz com que o local acertado seja contraído/esmagado de certa forma (não esmaga completo, apenas causa grande dor).

§ - Glove of Darkness - Uma luva feita da escuridão, pelo próprio Érebus, a mesma contem \\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\"escuridão\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\" assim, sempre que o necromante do mesmo desejar escuridão sairá da mesma, para que ele controle tal coisa, podendo materializar e moldar como quiser. (Sempre que utilizar sente fortes dores de cabeça)

✖ Lança Negra - Lamina curta e negra que pode ser utilizada para  atacar, defender, prender,  essa lança serve como receptor de energia escura, ou seja qualquer dom do mundo inferior, ou que não pertença ao mundo dos vivos pode ser absorvido deixando o oponente mais fraco pois possui dentro de si uma aura sugadora.  Transforma-se em um anel de poder dourado que também conduz seu dom, não pode ser retirado do dedo ou roubado por um individuo qualquer, a não ser que seja dado por boa vontade o anel gruda em seu dedo de forma que nem mesmo o mais forte dos deuses é capaz de arranca-lo de si.

✖ Relógio Tic Tac: Feito de bronze e aparentemente banhado por ouro celestial o relógio funciona conforme qualquer um dos mortais marcando horas, minutos e até mesmo segundos. Porém ao se apertar o botão ao canto direito ao do meio torna-se mais rápido em sua percepção.


acquainted
baby you're no good cause they warned me bout your type girl, i've been ducking left and right. baby you're no good, think i fell for you. you got me puttin' time in, time in, nobody got me feeling this way. you probably think i'm lying, lying, i'm used to bitches comin' right 'way. you got me touchin' on your body, to say that we're in love is dangerous, but girl i'm so glad we're acquainted
avatar
Adam Köhler Bradshaw
V Coorte
V Coorte

Mensagens : 385
Data de inscrição : 02/05/2014
Idade : 20
Localização : P.P

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Evento Relâmpago no Pequeno Tibre - Batalha de Adam, Andrew e Izzy

Mensagem por Andrew J. Parker em Sab Dez 03, 2016 10:21 am

 
Mesmo com toda aquela confusão, a legião continuava exemplarmente organizada e controlados. Poucos seres estavam em pânico, e mesmo esses não atrapalhavam os outros e em pouco tempo se acalmavam.

Das forjas da primeira coorte, monitorava qualquer tipo de comunicação interna do acampamento, em busca de informações sobre o que acontecia e como haviam invadido nosso lar com tanta facilidade. Acabei por ouvir que Izzy avançava para ver que problemas ocorriam perto do pequeno Tibre e aparentemente ia sozinha, não poderia deixa-la enfrentar algo provavelmente poderoso, sozinha.

Imediatamente sai da quente área onde trabalhava dia e noite, e me preparava para sair dali, entretanto, encontrei um rapaz que parecia fazer o mesmo que eu. Sabia que estava quebrando regras e poderia a vir ser punido seriamente por esse desacato, entretanto, não a deixaria a mercê do que quer que estivesse para atacar o acampamento.

Assim que botamos os pés onde a Amazona se encontrava, algo parecido com um portal azul claro surgiu em nossa frente. O barulho que fazia era estranho e irreconhecível mesmo para meus ouvidos experientes. Da fenda, uma criatura feita do que parecia ser gelo puro, saiu e com um forte baque no chão pousou.

As águas do rio que protegia o acampamento começaram a congelar rapidamente, assim como a temperatura do local que caía. Assim que o monstro surgiu e a temperatura começou a diminuir, percebi que precisaria lidar com suas capacidades gélidas e teria de expandir minha aura para diminuir sua efetividade.


ROOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAR

Eu até rugiria de volta, mas objetos pontiagudos vinham em nossa direção e não seria muito divertido tê-los penetrando nossas macias peles.  Foquei à nossa frente e abanei a mão de maneira rápida para criar uma barreira de fogo que nos protegesse dos projéteis que vinham em nossa direção.

Sabia que gastaria muita energia com todas essas habilidades, mas precisava fazer algo contra o monstro. Bati as palmas das mãos e entrelacei os dedos, e tentei invocar correntes de ouro para prender a criatura mística. Quanto menos movimentação tivesse, menos problemas teríamos futuramente.
A Nic é a melhor autistona minha betinha do mundo♥


Equipamentos:
-Faca de Bronze celestial

Three Guns – Consiste em uma única arma, porém a mesma se transforma em duas outras, sendo estas: Python Hunter (Dispara balas de ouro imperial eletrizadas que ao acertarem o alvo o paralisam, o alcance da mira é de 1km)

Taurus RT44( Dispara dois tipos de balas: perfurantes feitas de ouro imperial que causam o mesmo dano de uma estocada e explosivas, que ao acertarem o alvo explodem como uma granada)

Desert Eagle Magum ( Dispara balas de fogo que ao acertarem o alvo o consome lentamente, o fogo não se apaga até destruir o que acertou). Cada arma destas pode fazer exatos 7 disparos consecutivos, sendo que as balas são infinitas, ou seja, quando as sete balas acabarem depois de um turno elas voltam a surgir. A arma vem com um cinto para que ela seja colocada ali, quando o filho de Vulcano desejar muda-la basta apenas pensar na mesma.

Control Gloves- Par de luvas negras (daquela sem dedos) que ao serem utilizadas pelo filho de Vulcano o permite controlar qualquer tipo de máquina ou tecnologia. Além dessa habilidade, essas luvas também permite ao usuario criar armas com qualquer pedaço de metal, sendo que essas armas terão a habilidade que o filho desejar, mas para que a habilidade seja permanente ele deve gastar uma hora na forja, trabalhando em cada detalhe do item (1 post).

Poderes Passivos:
7-Roupas de aço: Todos os equipamentos de defesa usados por meus filhos irão adquirir maior resistência enquanto estiverem em seus corpos.

13-Imunidade à cegueira: Forjas são lugares cheios de fuligem e fumaça, portanto tais coisas fizeram os meus filhos desenvolverem capacidades visuais melhores, não sendo cegados por quaisquer efeitos.

3-Resistência ao calor: Por ficarem expostos ao calor, nunca se sentem incomodados. Assim nunca sofrem danos que sejam relacionados ao calor. Ou seja, quanto maior o calor, maior o poderio do meu filho. Enquanto alguns sucumbem pela alta temperatura, as minhas crias passam a executar seus golpes e movimentos com maior precisão e seus poderes tornam-se mais efetivos.

Poderes Ativos:
8-Termozona Inicial: Pode expandir sua aura de calor para fora de seu corpo. Tal energia cobrirá uma grande área e todos que estiverem dentro dos limites desta caso utilizem poderes relacionados ao frio, gelo ou neve, terá a eficiência destes reduzida em 50%.

11- Prisão Metálica II: Agora, os meus filhos conseguirão criar cordas feitas de puro ouro que irão sair da terra e irão agarrar o corpo inteiro do inimigo, causando danos.

11-Barreira de Chamas: Com um gesto de mãos e concentração, o meu filho consegue invocar uma barreira de chamas que repele ataques de projéteis e fisicos de armas de curto alcance. Dura dois posts.
avatar
Andrew J. Parker
I Coorte
I Coorte

Mensagens : 67
Data de inscrição : 18/10/2016

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Evento Relâmpago no Pequeno Tibre - Batalha de Adam, Andrew e Izzy

Mensagem por Izzy Sawyer Blankenheim em Sab Dez 03, 2016 12:19 pm

☾ Batle ☽
Everyone has an untold story hidden behind closed doors. Try to understand that people are not always as they first seem.



“You can destroy your now by worrying about tomorrow.”

O caos tinha decido sobre a terra diretamente sobre o acampamento romano. As tropas marchavam em direções diferentes, e a filha de Marte perimetrava a floresta, tinha sido alertada dos perigos que rondava a cidade, mas estava em busca da segunda criatura. O chamado de Hanna fora o que bastara para que sua espinha gelasse, certamente ela sabia mais do que estava a dizer. – Irei verificar – Izzy fora breve, não era garota de muitas palavras, e não começaria a se pronunciar em um momento como aquele.

Virou-se às pressas na direção oposta, e pos-se a correr em meio ao emaranhado de campistas pelo gramado baixo, descendo a encosta em direção ao rio do esquecimento. Lembrava-se com fervor de quando chegara aquele acampamento, e de como fora alertada para não tocar as aguas daquele rio maldito. Perderia a memória e todas as lembranças se tentasse. Izzy foi rápida, mais do que previra ao chegar a margens de aguas claras, agora congelada por uma criatura qualquer.

Em sua curta vida como campista, Izzy não vira nada como aquilo. Mas, como amazona, também não vira, ou ouvira falar. Era ao mesmo tempo assustador, curioso e arrepiante. Fazia suas entranhas se revirarem, o sangue gelas e a vibração de expectativa perante a batalha ruminarem soltas por seu corpo. Izzy estava esperta como nunca antes, e nem mesmo se virou ao sentir a presença de outros dois corpos atrás de si. Campistas de reforço provavelmente.

Aquilo era loucura, mas Izzy já estava imaginando uma coisa que certamente teria um efeito e tanto. Ela era uma completa lunática é claro por pensar aquilo, mas é como dizem, quanto maior a altura, maior a queda. A garota puxou o chicote para si, com labaredas brilhando por sobre a ponta, e uniu-se de toda força necessária de seu ser enquanto se preparava. Como reforço ainda ativou a tatuagem sobre o braço, afinal estava prestes a cometer uma loucura e tanto. Virou-se para os garotos em campo por um momento, um nem mesmo se dera o trabalho de se mover. Izzy revirou os olhos.

Mas o problema presente não era nenhum deles. Era o monstro de gelo que avançava em direção a eles. Izzy manejou o chicote, pretendia lança-lo em direção a perna do monstro, e prende-la ao redor de seu tornozelo. As chamas por si só já deveriam causar grande estrago, mas não era apenas isso. A filha de Marte reuniria a maior força que possuía no momento, e tentaria usa-la para “lançar” o monstro contra o solo, até faze-lo cair no chão. Isso deveria ser suficiente para deter alguns de seus movimentos. E como ele era completamente feito de gelo, com sorte algo se partiria no processo.  

Como forma de defesa, caso nada disso desse certo. A amazona tentaria invocar para si – usando da fúria da frustração porque não conseguiu realizar seu ataque, e isso a deixaria realmente irritada – uma armadura espectral, a fim de defender possíveis ataques desferidos contra si. Aquilo deveria ser suficiente para, ao menos, amenizar os danos que acertariam seu corpo.


Armas:

Double Breaking– Um grande machado duplo com o cabo feito de uma mistura de ouro imperial com prata e a lamina feita de uma mistura de ferro estígio com titânio, Esse machado foi abençoado por Marte para que desse seus filhos uma força quase tão grande como a de Héracles, podendo facilmente ser usado para cortar grandes rochas ao meio, além disso esse machado também possui a habilidade de sempre que o filho de Marte o lançar voltar para ele como um bumerangue, ou caso a arma seja tirada da mão do semideus, ele retorna com um simples gesto.

[Destruidores] – Um par de espadas gêmeas de aproximadamente sessenta centímetros feitas de uma mistura de ouro imperial com ferro estígio, as laminas dessas espadas foram banhadas no sangue de uma cobra rara e venenosa as tornando assim além de extremamente afiadas, muito venenosas, essa espada possui duas habilidades únicas, sendo que a primeira é ser guardada em uma dimensão paralela de onde pode ser tirada sempre que quiser e a segunda é a de conforme a vontade de seu dono ter sua lamina aumentada de tamanho até mais trinta centímetros ou diminuir até o tamanho de uma adaga. O veneno dessa lamina é único, que mesmo que o oponente sobreviva a luta contra o filho de Marte, sem o antidoto (Que se encontra escondido no cabo da espada) ele começara a perder a capacidade de mover seu corpo por dois dias, após quatro horas depois de infectado

*Pulseira – Uma pulseira na forma de corda entrelaçada que, de acordo com a escolha da dona no momento, vira uma faca de prata abençoada pelo Luar [tem um brilho prateado que funciona como uma descarga elétrica quando entra em contato com a pele do inimigo], ou se transformar em um Escudo que, quando a Lua está no céu, emite um brilho prateado forte o suficiente para tornar quase impossível pra outra pessoa (que não seja uma Amazona) olhar para ele (óculos escuros, ou qualquer coisa do tipo, não quebra o efeito, já que o brilho é mágico), o que dificulta na hora de lhe atacar, e quando está em uma floresta ele assume a imagem do que está atrás de você, camuflando a usuária do escudo.

*Chicote de Nero: O Chicote de Nero tem inicialmente um metro de comprimento, vermelho-sangue. Quando segurado pelo seu legítimo dono, escolhido por Phobos, o chicote instantaneamente pega fogo por toda a sua extensão, sem queimar o portador, mas incendiando qualquer coisa que tocar. Além disso, o chicote pode atingir até 5 metros de comprimento, caso o portador queira.

-> Máscara da Amazona - Máscara que protege a identidade de toda Amazona. Essa máscara é o símbolo final de honra de toda e qualquer amazona e, quando a vida da mesma estiver prestes a acabar, a máscara se rompe e todo o HP da amazona é restaurada, transformando o objeto em pó durante o processo.

-> Presas da Serpente - Luvas roxas com as pontas dos dedos equipados com lâminas afiadíssimas, podendo cortar até o metal mais denso facilmente. O material das garras é inquebrável.

Tatuagem:
Tatuagem SPQR [Tatuagem de coloração negra feita na parte inferior do antebraço direito. Possui o desenho de duas lanças cruzadas , seguido abaixo pelas letras SPQR, um risco para cada ano servindo a Legião e escrito 2ª Coorte. Uma vez por missão/evento, os poderes ativos utilizados pelo semideus membro da 2ª Coorte: Uma vez por missão/evento, os golpes que não utilizarem poderes ativos e forem proferidos pelo semideus membro da 2ª Coorte, dobram de força durante três turnos.]
Poderes Passivos:

4 - Arma em Punhos - As proles de Ares aprendem desde cedo a importância de suas armas, não as deixando ou arriscando perde-las, não importa o que aconteça. Nenhum golpe pode tirar uma arma das mãos de um filho de Ares durante o combate, estes vão segurar suas armas com força e elas apenas irão poder serem removidas caso o semideus não esteja as segurando, ou caso morra.

3 - Força I: A força é sem dúvida alguma a principal arma de um guerreiro,que o faz vencer seus inimigos mesmo que precise utilizar apenas seus punhos. Independente do porte físico do filho de Ares e da sua idade, o semideus terá a força de um atleta de MMA profissional, sendo capaz de carregar até cinquenta quilos e desferir poderosos golpes desarmados capazes de causar danos internos sobre o corpo de monstros e humanos.

5 – Disciplina: Os campistas do chalé 5 são os mais disciplinados e focados. Com isso, sua resistência a poderes/habilidades que envolvam alterações emocionais ou na personalidade do campista é bastante forte. Poderes mentais possuem no máximo 50% de seu efeito sobre os filhos de Ares, assim como dificilmente o semideus irá deixar que distrações tirem de si o foco em sua missão.

7 - Aprendizado rápido: Em meio a uma batalha, Ares precisa de reinventar seu modo de lutar as vezes, para que não seja surpreendido e consiga derrotar os mais diversos oponentes. Os filhos do deus da guerra possuem uma mente aguçada, capaz de aprenderem rápidamente os movimentos efetuados para o desferimento de um golpe. Ao verem um oponente ou aliado efetuar um golpe físico (Apenas golpes que não sejam mágicos ou elementares), o semideus conseguirá copiar o mesmo movimento com perfeição, seja ele executado apenas com armas ou por utilização de poderes ativos.

10 - Visão sanguínea - Uma outra característica biológica natural aos filhos de Ares. Ao estar em busca de algum alvo, os olhos da prole do deus da guerra são circundados por um pequeno círculo vermelho, ganhando a capacidade de visualizarem a corrente sanguínea no interior dos corpos de pessoas, monstros e animais. Essa visão ultrapassa barreiras como folhas, água e neblina, chegando a um alcance máximo de 250 metros lineares.

11 - Percepção estratégica: Para vencer um combate, não é preciso apenas possuir a maior força, os melhores golpes e as principais vantagens, também é necessário saber utilizar as desvantagens e fraquezas dos adversários, fazendo com que eles percam para si mesmo. Ao olharem atentamente para o corpo de um oponente, os olhos do filho de Ares conseguem notar quais são as principais fraquezas do sujeito, quais os melhores pontos a se golpear e o que pode fazer para vencê-lo. As informações são dadas pelo narrador, cabendo á prole do deus da guerra as utilizarem da melhor forma possível.

12 - Preparo Físico: Cultuadores de seus corpos e exímios treinadores, os filhos do deus da guerra, sempre buscam ultrapassar seus limites, trabalhando árduamente para isso. Sempre serão os últimos a cansar em batalha, de modo que em caso da MP do semideus ser gasta a ponto de zerar, irá permanecer no 1, de modo que não irá desmaiar e poderá continuar lutando, desde que não gaste mais energia em poderes ativos.

13- Desvantagem: Ares é um deus que não liga para desvantagens, pelo contrário, a explora a seu favor. Todas as vezes que um filho do deus da guerra estiver lutando tendo vantagem numérica sobre seu oponente (conta-se como vantagem qualquer aliado que esteja lutando a favor do semideus), o gasto de MP ao usar um poder ativo será 25% menor.

14 - Golpes Ardentes - Os golpes de um filho de Ares, sejam eles desarmados ou não, deixam os locais acertados com a sensação de terem sidos atingidos por ferro em brasa, de modo que mesmo o dano causado não aumentando, causa um grande incomodo ao adversário, que sentirá como se sua pele estivesse queimando por um ferro de passar roupa. A sensação passa após duas rodadas para cada golpe acertado.

21 - Devoção e glória: Na Grécia antiga, Ares sempre foi um deus um tanto quanto cultuado por póles guerrilheiras, fosse por temor, admiração ou devoção. As proles do deus da guerra também possuem um ar que inspira grande glória, fazendo com que inimigos mais fracos sintam certa admiração e respeito. Quando um adversário mais fraco tentar desferir seu primeiro golpe contra o semideus, por mais perfeito que o mesmo seja, irá errar por não desejar ferir o filho do deus da guerra, passando o efeito

23 - Sadismo sanguinário: Ares ao entrar em um combate, não apenas gosta de matar, como também adora ferir gravemente seus adversários, fazendo com que eles tenham uma morte lenta e dolorosa. Seus filhos também possuem um gosto parecido e completamente sanguinário. Quando ferirem um adversário sem utilizarem poderes ativos, a prole do deus irá ficar um tanto quanto eletrizado, recuperando 10 MP por golpe.

Nível 2
+ Sentidos Aguçados I - Por terem vivido por tanto tempo isoladas em sua ilha, as amazonas obtiveram a necessidade de desenvolver seus sentidos mais do que os demais semideuses. Sendo assim, seu olfato, visão e audição são mais aguçados. Essas podem ouvir, ver, ou mesmo sentir o cheiro de semideuses ou monstros a três metros de distância.

Nível 3
+ Resistência Masculina - Treinadas para lutar contra/e como os homens, os corpos das amazonas adquirem resistência a golpes físicos. Seus corpos possuem uma proteção própria contra os ataques, já que seus corpos adquirem uma resistência 15% maior

Nível 5
+ Agilidade – Por terem instintos de guerra, as amazonas conseguem se movimentar com mais agilidade que os demais semideuses. Seus corpos e mentes muitas vezes agem por instinto.

+ Orgulho de guerra – Quando adentram uma luta, as amazonas entram de coração e alma. Seus ataques são extremamente violentos, e seus corpos agem com maestria, acertando ataques com uma perfeição quase perfeita. Intimidá-las é quase impossíve

Nível 10
+ Guerreira perfeita - Conhecidas por seus ataque súbitos, as Amazonas tem a capacidade de causar grandes danos quando pegam seu oponente de surpresa. Sua força é elevada ao sinal de ataque de monstros de níveis mais avançados, não chega a se igualar a ele, mas não a deixa ser mais vulnerável.

Nível 15
+ Adaptação - As amazonas tem a habilidade de se adaptarem ao ambiente em que se encontram com grande facilidade. Acostumando-se com o clima, ambientação e combate.
Poderes Ativos:

18-Armadura Espectral - Escapando dos poros do filho de Ares em uma funebre sombra avermelhada, a raiva do semideus irá formar uma armadura ao redor de todo seu corpo, o protegendo contra qualquer magia e poder elemental físico. O efeito perdura durante três turnos, podendo ser utilizado duas vezes por missão.

1 –Carga de Poder - O filho de Ares poderá dar um poderoso golpe, armado ou desarmado, cuja intensidade será 10 vezes maior que um golpe normal. Este golpe parecerá uma simples mancha no ar para todos que o verem, sendo um tanto quanto dificil se defender.





Everyone wants happiness without any pain, but you can't have a rainbow without a little rain.






●Isabelle Luna Sawyer Blankenheim●
Gostaria que você soubesse que existe dentro de si uma força capaz de mudar sua vida, basta que lute e aguarde um novo amanhecer.
avatar
Izzy Sawyer Blankenheim
Amazonas
Amazonas

Mensagens : 261
Data de inscrição : 22/08/2014
Localização : Em algum lugar

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Evento Relâmpago no Pequeno Tibre - Batalha de Adam, Andrew e Izzy

Mensagem por Apolo em Sab Dez 03, 2016 5:47 pm

Os três semideuses conseguiram evitar que seus corpos fossem alvejados pelas estacas de gelo, cada um de sua própria maneira. Adam com seus cortes rápidos usando o vácuo, Andrew com sua barreira de chamas e Izzy com sua armadura feita de pura energia. Em seguida, mesmo sem nunca terem lutado lado a lado, os três possuíam uma sincronia espetacular. Talvez por serem todos guerreiros da legião, talvez por simples sinergia entre eles.

O filho de Perséfone fez com que tentáculos de sombras envolvessem as pernas do Golem enquanto o novato da primeira coorte invocava correntes metálicas para prender todo o corpo da criatura gélida. A Amazona não perdeu a oportunidade e sacou seu poderoso chicote. Com um movimento rápido, porém simples, chicoteou a perna do monstro e ficou surpresa quando a corda não se prendeu. Algo a mais havia acontecido... A arma havia passado lisa pelo membro, o cortando com precisão cirúrgica. Não demorou para que o monstro caísse no chão, imóvel pelas duas prisões que o seguravam. O baque forte pela queda do monstro encheu os ouvido deles, os animando.

O monstro estava preso ao chão e os semideuses tinham a chance de entregar seus golpes mais poderosos, porém tinham que ser rápidos, não sabiam quanto mais tempo as correntes o segurariam.

Adam Köhler Bradshaw
Status base: 180 HP / 160 MP

Andrew J. Parker*
Status base: 240 HP / 180 MP

Izzy Sawyer Blankenheim*
Status base: 320 HP / 280 MP

Golem de Gelo
Imagem do Monstro:
Status base: ??? HP - 120 HP  / ??? MP
Dano padrão do golpe: ?? HP


Dano de Izzy: (30*2*1.5) = 90 de HP
Dano de Andrew: 30 de HP

Regras:
- Minimo de 7 linhas por postagem
- Cada uma de vocês têm 3 ações para fazer, passivas não contam como ação, nem buffs. Avançar até o monstro conta como uma ação.
- Vocês têm até amanhã (Domingo 04/12/16) às 15:45 para postar.
- Poderes e Armas ao fim do post em spoiler
- Que a sorte esteja com você
- USO DE MASCOTES ESTÁ PROIBIDO
avatar
Apolo
Deuses Estagiários
Deuses Estagiários

Mensagens : 150
Data de inscrição : 12/07/2013

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Evento Relâmpago no Pequeno Tibre - Batalha de Adam, Andrew e Izzy

Mensagem por Adam Köhler Bradshaw em Dom Dez 04, 2016 12:08 am


 
Um sorriso tomou a face do moreno ao perceber o monstro cair diante seus olhos em seguida percebendo o mesmo preso pelas correntes que envolviam-lhe o corpo dificultando qualquer movimento do monstro. A brecha para o ataque havia se aberto para o jovem que olhei com o canto dos olhos para ambos os campistas surpreso com ambos, mas ao mesmo tempo satisfeito. Adam aproveitando-se da escuridão que passou a cercar o lugar por sua causa, não demorou a moldar dois clones iguais à ele cada um carregando uma adaga. Sem muita demora ambos os clones avançaram em direção ao monstro buscando subir no mesmo e percorrer toda a extensão do corpo do monstro sendo que um clone avançava pelo lado direito e o outro fazia o caminho pela esquerda buscando aproximar-se do rosto do mesmo, aonde buscaria tentar golpear o monstro nos olhos na intenção que este perdesse a visão ou ao menos criando mais uma pequena brecha em meio aquilo para que seus companheiros atacassem também, ao final, novamente tentando atacar o monstro através de seu braço esquerdo utilizando-se do mecanismo suspenso ao qual surgiu no lugar do escudo liberando três mini explosivos em direção ao monstro - olho direito, olho esquerdo e braço esquerdo - naquele momento respirando aliviado pelo fato de ambos os campistas ao qual estavam ali demonstrarem ótimas habilidades em campo de batalha.

A incerteza era a única certeza do moreno naquele momento da batalha que já esperava de qualquer artimanha do monstro, observando ao derredor  completamente atento a qualquer movimento ao qual poderia representar perigo, não somente para o jovem quanto para seus companheiros também ativando sua intangibilidade para que pudesse desfazer a parte do corpo em que fosse acertada pelo adversário, caso viesse a ser atacado pelo Golem, enquanto a mente do jovem voltava a agir mais uma vez. — "Um gato deve ter comido a língua de ambos"   — reclamou mentalmente pelo fato de não terem comentado nada sobre qualquer plano com o mesmo.    
Poderes passivos:
> Nível 3, Escuridão – Meus necros são capazes de criar escuridão, a sua vontade.

Poderes ativos:
> Nível 4 , Duplicação (Inicial) – O necromante de Érebus tem a capacidade de criar no máximo dois clones, usando a escuridão ao seu redor. Os clones usam uma adaga da própria escuridão, tendo uma certa perícia com tal arma. O clone tem a capacidade de auxiliar meus filhos, como desejar.

Nível 5, Intangível ( Inicial ) – É capaz de desfazer partes do corpo, como um membro, em sombras, ao ser atingido por um golpe, o local desfeito, se refaz após cinco segundos.

Benção utilizada:
> Ciborgue- Capacidade de transformar os membros e tronco do lado esquerdo em bronze celestial, dessa forma, seu braço, esquerdo, perna, parte do peito e rosto viram bronze puro, impedindo ataques de armamentos futuro, além disso o braço também possui um mecanismo suspenso através de um tubo capaz de soltar acido, criar mini explosivos e um escudo retrátil. Acima do olho aparece um microchip ativando um micro computador que lhe permite ler os dados do adversário sem descobrir o que seus poderes fazem, dessa forma o estudando e encontrando brechas para derrota-lo, o poder se ativa quando o garoto quiser, mas consome parte de sua energia física, dessa forma não pode ser usado por tempo demais ou o consume.  De seus olhos são ativados duas rajadas de raio e o garoto passa a se proteger com ósculos escuros, quando abertos são capazes de causar grande destruição.

Armas:
§ - Sword of the VACUUM - Uma espada com a lamina negra, que quando o jovem a utiliza, ela pode lançar uma rajada de vácuo, que ai invés de jogar o alvo para longe, faz com que o local acertado seja contraído/esmagado de certa forma (não esmaga completo, apenas causa grande dor).

§ - Glove of Darkness - Uma luva feita da escuridão, pelo próprio Érebus, a mesma contem \\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\"escuridão\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\" assim, sempre que o necromante do mesmo desejar escuridão sairá da mesma, para que ele controle tal coisa, podendo materializar e moldar como quiser. (Sempre que utilizar sente fortes dores de cabeça)

✖ Lança Negra - Lamina curta e negra que pode ser utilizada para  atacar, defender, prender,  essa lança serve como receptor de energia escura, ou seja qualquer dom do mundo inferior, ou que não pertença ao mundo dos vivos pode ser absorvido deixando o oponente mais fraco pois possui dentro de si uma aura sugadora.  Transforma-se em um anel de poder dourado que também conduz seu dom, não pode ser retirado do dedo ou roubado por um individuo qualquer, a não ser que seja dado por boa vontade o anel gruda em seu dedo de forma que nem mesmo o mais forte dos deuses é capaz de arranca-lo de si.

✖ Relógio Tic Tac: Feito de bronze e aparentemente banhado por ouro celestial o relógio funciona conforme qualquer um dos mortais marcando horas, minutos e até mesmo segundos. Porém ao se apertar o botão ao canto direito ao do meio torna-se mais rápido em sua percepção.


acquainted
baby you're no good cause they warned me bout your type girl, i've been ducking left and right. baby you're no good, think i fell for you. you got me puttin' time in, time in, nobody got me feeling this way. you probably think i'm lying, lying, i'm used to bitches comin' right 'way. you got me touchin' on your body, to say that we're in love is dangerous, but girl i'm so glad we're acquainted
avatar
Adam Köhler Bradshaw
V Coorte
V Coorte

Mensagens : 385
Data de inscrição : 02/05/2014
Idade : 20
Localização : P.P

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Evento Relâmpago no Pequeno Tibre - Batalha de Adam, Andrew e Izzy

Mensagem por Andrew J. Parker em Dom Dez 04, 2016 9:59 am

 
Preso no chão jazia a criatura mística que fora capaz de romper liso tecido do espaço-tempo contínuo. Não conhecia monstros com tais capacidades, então não perderia a oportunidade de acabar logo com a criatura antes que pudesse usar outra habilidade inesperada.

Fiz um saque rápido da minha Taurus RT44 – Silver Taurus – e chequei o tambor de balas explosivas para garantir que estava completo. Com o polegar puxei a trava, liberando a arma para ser disparada e apontei o fim do cano levemente para baixo, para manter ajudar com o recuo insano que essa arma possui. O tiro seria disparado no peito do animal, com a esperança de estilhaçar todo o corpo do animal.

Afastei as mãos e inverti o lado que as palmas estavam e conjurei um martelo feito das mais puras chamas. Tenho que admitir que fora a primeira que havia tentado essa habilidade e a era massiva. Com toda a força que possuo, iria desferir um golpe flamejante sobre o corpo estirado do golem gélido, afim de finalizar, caso ainda vivo, aquela batalha.
A Nic é a melhor autistona minha betinha do mundo♥


Equipamentos:
-Faca de Bronze celestial

Three Guns – Consiste em uma única arma, porém a mesma se transforma em duas outras, sendo estas: Python Hunter (Dispara balas de ouro imperial eletrizadas que ao acertarem o alvo o paralisam, o alcance da mira é de 1km)

Taurus RT44( Dispara dois tipos de balas: perfurantes feitas de ouro imperial que causam o mesmo dano de uma estocada e explosivas, que ao acertarem o alvo explodem como uma granada)

Desert Eagle Magum ( Dispara balas de fogo que ao acertarem o alvo o consome lentamente, o fogo não se apaga até destruir o que acertou). Cada arma destas pode fazer exatos 7 disparos consecutivos, sendo que as balas são infinitas, ou seja, quando as sete balas acabarem depois de um turno elas voltam a surgir. A arma vem com um cinto para que ela seja colocada ali, quando o filho de Vulcano desejar muda-la basta apenas pensar na mesma.

Control Gloves- Par de luvas negras (daquela sem dedos) que ao serem utilizadas pelo filho de Vulcano o permite controlar qualquer tipo de máquina ou tecnologia. Além dessa habilidade, essas luvas também permite ao usuario criar armas com qualquer pedaço de metal, sendo que essas armas terão a habilidade que o filho desejar, mas para que a habilidade seja permanente ele deve gastar uma hora na forja, trabalhando em cada detalhe do item (1 post).

Poderes Passivos:
7-Roupas de aço: Todos os equipamentos de defesa usados por meus filhos irão adquirir maior resistência enquanto estiverem em seus corpos.

13-Imunidade à cegueira: Forjas são lugares cheios de fuligem e fumaça, portanto tais coisas fizeram os meus filhos desenvolverem capacidades visuais melhores, não sendo cegados por quaisquer efeitos.

3-Resistência ao calor: Por ficarem expostos ao calor, nunca se sentem incomodados. Assim nunca sofrem danos que sejam relacionados ao calor. Ou seja, quanto maior o calor, maior o poderio do meu filho. Enquanto alguns sucumbem pela alta temperatura, as minhas crias passam a executar seus golpes e movimentos com maior precisão e seus poderes tornam-se mais efetivos.



Ativos:
2-Brutalidade: Por passar muito tempo nas forjas, assim como eu, você é provido de bastante força física. Meus filhos adquirem uma força incomum, além de ter o corpo perfeitamente definido e, se for uma garota, apesar de não parecer, a força estará sempre lá. Isso faz com que sejam mais resistentes na hora de sofrer impactos, danos e ferimentos e diminui a velocidade com que a fadiga chega, os danos causados por uma pancada são realmente menores neles do que em outros seres. Tal força é superior a de qualquer ser humano comum e iguala-se aos filhos de Ares, claro que são inferiores aos filhos de Herácles neste quesito.

13-Martelo de Fogo: Duas vezes por missão, os meus filhos conseguem criar um martelo grande feito somente de fogo, e o mesmo durará 3 rodadas. Seus golpes são fortes e queimam os inimigos.
avatar
Andrew J. Parker
I Coorte
I Coorte

Mensagens : 67
Data de inscrição : 18/10/2016

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Evento Relâmpago no Pequeno Tibre - Batalha de Adam, Andrew e Izzy

Mensagem por Izzy Sawyer Blankenheim em Dom Dez 04, 2016 12:34 pm

☾ Batle ☽
Everyone has an untold story hidden behind closed doors. Try to understand that people are not always as they first seem.



“You can destroy your now by worrying about tomorrow.”

Ela não esperava por aquilo. As coisas não saíram exatamente da forma com que Izzy tinha imaginado na sua mente, mas não estavam ruins. – Nada mal... que curioso – Murmurou a garota, os meninos tinham se saído melhores do que o esperado, e isso para ela gerou certa credibilidade. Izzy não costumava confiar em homens, nem mesmo gostava deles, mas era apenas parte do ego da filha de Marte, por se sentir um tanto superior a maioria deles. Aqueles dois, tinham lhe sido bem uteis.

A força da garota tinha se sobressaído ao ataque, e uma a penas a menos o gigante possuía, mas pelo menos estava no chão, muito bem preso por cordas conjuradas pelos garotos ali presente, ou algo semelhante a isso. A garota arqueou a sobrancelha, estudando a situação com certo deleite, senti-a se bastante satisfeita com aqueles dois legionários, e quase, quase... se sentiu tentada a deixá-los terminar tudo sozinhos.

Izzy não era esse tipo de garota, e queria se livrar daquilo o mais rápido que conseguisse. Foi levada pelo sentimento que sempre lhe tomava quando estava em batalha, e a determinação tomou conta de seus membros, a fazendo vibrar de uma maneira bastante satisfeita. Izzy permanecia segurando seu chicote com a mão dominante – direita – mas a esquerda também serviria para o que estava planejando, por esse motivo a garota sacou o machado.

A garota manteria a armadura sobre seu corpo, para evitar ferimentos mais graves. Ao mesmo tempo, tentaria lançar o machado em direção ao pescoço do gigante de gelo, miraria esse local mais precisamente, e ele caído daquela maneira, estava mais vulnerável a ataques como aquele.

Com o machado fora de alcance – caso conseguisse lança-lo e acertar seu pescoço – Izzy tentaria usar o chicote, e desferi-lo contra a cintura do gigante de gelo. O fogo grego presente na arma, mais a força dobrada da semideusa, deveria ser o suficiente para causar algum estrago. E ainda por cima, izzy de alguma maneira sabia que podia contar com os garotos ali presentes para ajudá-la, o que significava, que um ataque mais simples, podia se tornar algo realmente grandioso.


Armas:

Double Breaking– Um grande machado duplo com o cabo feito de uma mistura de ouro imperial com prata e a lamina feita de uma mistura de ferro estígio com titânio, Esse machado foi abençoado por Marte para que desse seus filhos uma força quase tão grande como a de Héracles, podendo facilmente ser usado para cortar grandes rochas ao meio, além disso esse machado também possui a habilidade de sempre que o filho de Marte o lançar voltar para ele como um bumerangue, ou caso a arma seja tirada da mão do semideus, ele retorna com um simples gesto.

[Destruidores] – Um par de espadas gêmeas de aproximadamente sessenta centímetros feitas de uma mistura de ouro imperial com ferro estígio, as laminas dessas espadas foram banhadas no sangue de uma cobra rara e venenosa as tornando assim além de extremamente afiadas, muito venenosas, essa espada possui duas habilidades únicas, sendo que a primeira é ser guardada em uma dimensão paralela de onde pode ser tirada sempre que quiser e a segunda é a de conforme a vontade de seu dono ter sua lamina aumentada de tamanho até mais trinta centímetros ou diminuir até o tamanho de uma adaga. O veneno dessa lamina é único, que mesmo que o oponente sobreviva a luta contra o filho de Marte, sem o antidoto (Que se encontra escondido no cabo da espada) ele começara a perder a capacidade de mover seu corpo por dois dias, após quatro horas depois de infectado

*Pulseira – Uma pulseira na forma de corda entrelaçada que, de acordo com a escolha da dona no momento, vira uma faca de prata abençoada pelo Luar [tem um brilho prateado que funciona como uma descarga elétrica quando entra em contato com a pele do inimigo], ou se transformar em um Escudo que, quando a Lua está no céu, emite um brilho prateado forte o suficiente para tornar quase impossível pra outra pessoa (que não seja uma Amazona) olhar para ele (óculos escuros, ou qualquer coisa do tipo, não quebra o efeito, já que o brilho é mágico), o que dificulta na hora de lhe atacar, e quando está em uma floresta ele assume a imagem do que está atrás de você, camuflando a usuária do escudo.

*Chicote de Nero: O Chicote de Nero tem inicialmente um metro de comprimento, vermelho-sangue. Quando segurado pelo seu legítimo dono, escolhido por Phobos, o chicote instantaneamente pega fogo por toda a sua extensão, sem queimar o portador, mas incendiando qualquer coisa que tocar. Além disso, o chicote pode atingir até 5 metros de comprimento, caso o portador queira.

-> Máscara da Amazona - Máscara que protege a identidade de toda Amazona. Essa máscara é o símbolo final de honra de toda e qualquer amazona e, quando a vida da mesma estiver prestes a acabar, a máscara se rompe e todo o HP da amazona é restaurada, transformando o objeto em pó durante o processo.

-> Presas da Serpente - Luvas roxas com as pontas dos dedos equipados com lâminas afiadíssimas, podendo cortar até o metal mais denso facilmente. O material das garras é inquebrável.

Tatuagem:
Tatuagem SPQR [Tatuagem de coloração negra feita na parte inferior do antebraço direito. Possui o desenho de duas lanças cruzadas , seguido abaixo pelas letras SPQR, um risco para cada ano servindo a Legião e escrito 2ª Coorte. Uma vez por missão/evento, os poderes ativos utilizados pelo semideus membro da 2ª Coorte: Uma vez por missão/evento, os golpes que não utilizarem poderes ativos e forem proferidos pelo semideus membro da 2ª Coorte, dobram de força durante três turnos.]
Poderes Passivos:
2 - Mãos trocadas: Graças a natural facilidade no manuseio de armas, as proles do deus da guerra conseguem manusear com extrema perícia duas armas ao mesmo tempo, sendo ambidestros por natureza. Seus golpes são potentes independente de com qual mão esteja segurando a arma, além de conseguir utilizar armamentos pesados de duas mãos utilizando apenas uma, como espadas montantes, machados de guerra, lanças e etc.

4 - Arma em Punhos - As proles de Ares aprendem desde cedo a importância de suas armas, não as deixando ou arriscando perde-las, não importa o que aconteça. Nenhum golpe pode tirar uma arma das mãos de um filho de Ares durante o combate, estes vão segurar suas armas com força e elas apenas irão poder serem removidas caso o semideus não esteja as segurando, ou caso morra.

3 - Força I: A força é sem dúvida alguma a principal arma de um guerreiro,que o faz vencer seus inimigos mesmo que precise utilizar apenas seus punhos. Independente do porte físico do filho de Ares e da sua idade, o semideus terá a força de um atleta de MMA profissional, sendo capaz de carregar até cinquenta quilos e desferir poderosos golpes desarmados capazes de causar danos internos sobre o corpo de monstros e humanos.

5 – Disciplina: Os campistas do chalé 5 são os mais disciplinados e focados. Com isso, sua resistência a poderes/habilidades que envolvam alterações emocionais ou na personalidade do campista é bastante forte. Poderes mentais possuem no máximo 50% de seu efeito sobre os filhos de Ares, assim como dificilmente o semideus irá deixar que distrações tirem de si o foco em sua missão.

7 - Aprendizado rápido: Em meio a uma batalha, Ares precisa de reinventar seu modo de lutar as vezes, para que não seja surpreendido e consiga derrotar os mais diversos oponentes. Os filhos do deus da guerra possuem uma mente aguçada, capaz de aprenderem rápidamente os movimentos efetuados para o desferimento de um golpe. Ao verem um oponente ou aliado efetuar um golpe físico (Apenas golpes que não sejam mágicos ou elementares), o semideus conseguirá copiar o mesmo movimento com perfeição, seja ele executado apenas com armas ou por utilização de poderes ativos.

10 - Visão sanguínea - Uma outra característica biológica natural aos filhos de Ares. Ao estar em busca de algum alvo, os olhos da prole do deus da guerra são circundados por um pequeno círculo vermelho, ganhando a capacidade de visualizarem a corrente sanguínea no interior dos corpos de pessoas, monstros e animais. Essa visão ultrapassa barreiras como folhas, água e neblina, chegando a um alcance máximo de 250 metros lineares.

11 - Percepção estratégica: Para vencer um combate, não é preciso apenas possuir a maior força, os melhores golpes e as principais vantagens, também é necessário saber utilizar as desvantagens e fraquezas dos adversários, fazendo com que eles percam para si mesmo. Ao olharem atentamente para o corpo de um oponente, os olhos do filho de Ares conseguem notar quais são as principais fraquezas do sujeito, quais os melhores pontos a se golpear e o que pode fazer para vencê-lo. As informações são dadas pelo narrador, cabendo á prole do deus da guerra as utilizarem da melhor forma possível.

12 - Preparo Físico: Cultuadores de seus corpos e exímios treinadores, os filhos do deus da guerra, sempre buscam ultrapassar seus limites, trabalhando árduamente para isso. Sempre serão os últimos a cansar em batalha, de modo que em caso da MP do semideus ser gasta a ponto de zerar, irá permanecer no 1, de modo que não irá desmaiar e poderá continuar lutando, desde que não gaste mais energia em poderes ativos.

13- Desvantagem: Ares é um deus que não liga para desvantagens, pelo contrário, a explora a seu favor. Todas as vezes que um filho do deus da guerra estiver lutando tendo vantagem numérica sobre seu oponente (conta-se como vantagem qualquer aliado que esteja lutando a favor do semideus), o gasto de MP ao usar um poder ativo será 25% menor.

14 - Golpes Ardentes - Os golpes de um filho de Ares, sejam eles desarmados ou não, deixam os locais acertados com a sensação de terem sidos atingidos por ferro em brasa, de modo que mesmo o dano causado não aumentando, causa um grande incomodo ao adversário, que sentirá como se sua pele estivesse queimando por um ferro de passar roupa. A sensação passa após duas rodadas para cada golpe acertado.

21 - Devoção e glória: Na Grécia antiga, Ares sempre foi um deus um tanto quanto cultuado por póles guerrilheiras, fosse por temor, admiração ou devoção. As proles do deus da guerra também possuem um ar que inspira grande glória, fazendo com que inimigos mais fracos sintam certa admiração e respeito. Quando um adversário mais fraco tentar desferir seu primeiro golpe contra o semideus, por mais perfeito que o mesmo seja, irá errar por não desejar ferir o filho do deus da guerra, passando o efeito

23 - Sadismo sanguinário: Ares ao entrar em um combate, não apenas gosta de matar, como também adora ferir gravemente seus adversários, fazendo com que eles tenham uma morte lenta e dolorosa. Seus filhos também possuem um gosto parecido e completamente sanguinário. Quando ferirem um adversário sem utilizarem poderes ativos, a prole do deus irá ficar um tanto quanto eletrizado, recuperando 10 MP por golpe.

Nível 2
+ Sentidos Aguçados I - Por terem vivido por tanto tempo isoladas em sua ilha, as amazonas obtiveram a necessidade de desenvolver seus sentidos mais do que os demais semideuses. Sendo assim, seu olfato, visão e audição são mais aguçados. Essas podem ouvir, ver, ou mesmo sentir o cheiro de semideuses ou monstros a três metros de distância.

Nível 3
+ Resistência Masculina - Treinadas para lutar contra/e como os homens, os corpos das amazonas adquirem resistência a golpes físicos. Seus corpos possuem uma proteção própria contra os ataques, já que seus corpos adquirem uma resistência 15% maior

Nível 5
+ Agilidade – Por terem instintos de guerra, as amazonas conseguem se movimentar com mais agilidade que os demais semideuses. Seus corpos e mentes muitas vezes agem por instinto.

+ Orgulho de guerra – Quando adentram uma luta, as amazonas entram de coração e alma. Seus ataques são extremamente violentos, e seus corpos agem com maestria, acertando ataques com uma perfeição quase perfeita. Intimidá-las é quase impossíve

Nível 10
+ Guerreira perfeita - Conhecidas por seus ataque súbitos, as Amazonas tem a capacidade de causar grandes danos quando pegam seu oponente de surpresa. Sua força é elevada ao sinal de ataque de monstros de níveis mais avançados, não chega a se igualar a ele, mas não a deixa ser mais vulnerável.

Nível 15
+ Adaptação - As amazonas tem a habilidade de se adaptarem ao ambiente em que se encontram com grande facilidade. Acostumando-se com o clima, ambientação e combate.
Poderes Ativos:

18-Armadura Espectral - Escapando dos poros do filho de Ares em uma funebre sombra avermelhada, a raiva do semideus irá formar uma armadura ao redor de todo seu corpo, o protegendo contra qualquer magia e poder elemental físico. O efeito perdura durante três turnos, podendo ser utilizado duas vezes por missão.

1 –Carga de Poder - O filho de Ares poderá dar um poderoso golpe, armado ou desarmado, cuja intensidade será 10 vezes maior que um golpe normal. Este golpe parecerá uma simples mancha no ar para todos que o verem, sendo um tanto quanto dificil se defender.





Everyone wants happiness without any pain, but you can't have a rainbow without a little rain.






●Isabelle Luna Sawyer Blankenheim●
Gostaria que você soubesse que existe dentro de si uma força capaz de mudar sua vida, basta que lute e aguarde um novo amanhecer.
avatar
Izzy Sawyer Blankenheim
Amazonas
Amazonas

Mensagens : 261
Data de inscrição : 22/08/2014
Localização : Em algum lugar

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Evento Relâmpago no Pequeno Tibre - Batalha de Adam, Andrew e Izzy

Mensagem por Apolo em Dom Dez 04, 2016 2:21 pm


A criatura gélida se batia e urrava, presa ao chão por correntes de elos dourados. A temperatura caía nas proximidades e, para os semideuses, por mais que o sol se estendesse na vastidão celeste, parecia que eles lutavam dentro de um frigorífico. Os estalos gelados ganhavam seus ouvidos, mas não eram o bastante para Adam agir.

O filho de Perséfone correu, aproveitando a imobilização do inimigo, e subiu na pedra de gelo que se movia furiosamente, logo após conjurar clones extremamente parecidos com sua anatomia, com a exceção de que estes eram ligeiramente mais escuros, originados a partir da aura de escuridão que havia feito em volta de si. Munidos de adagas começaram a golpear o golem de gelo como se este fosse virar uma linda escultura, porém, o monstro não planejava ficar parado.

Era notório que esse tipo de criatura era conhecido por manipular muito bem o gelo, principalmente por que aquela carcaça gelada era apenas um invólucro. Uma mera armadura. Dos pontos em que estava sendo atacado, fez emergir estacas de gelo tal qual pontas de lanças.

A primeira delas trespassou o ombro direito do semideus e este virou uma fumaça enegrecida, tal qual gelo seco negro, porém, a segunda estaca trespassou sua coxa esquerda. O ferimento fez um grito de dor escapar pelos lábios de Adam enquanto o sangue escarlate pintava o abdome da criatura gelada. As investidas não foram muito diferentes com os clones que golpeavam as laterais, sendo dissolvidos em fumaça assim que foram atingidos. Uma terceira estaca veio em direção ao seu estômago, porém, a armadura resvalou a estalagmite e, esta, penetrou a lateral, fazendo um pequeno corte superficial na lateral de sua barriga.

Ele estava preso

Andrew, observou a cena toda com espanto enquanto sacara seu revolver de 6 cartuchos. Suas mãos trêmulas, embriagadas por adrenalina, averiguaram o tambor apenas para se certificar de que estava completamente cheio... e estava. Precisava salvar Adam, mas como faria aquilo? Mirou e atirou. O ângulo não favorecia uma boa mira, tanto é que o tiro ricocheteou no peito do monstro e por muita sorte não atingiu o ombro de Adam, pois este estava transformado em névoa negra.

Vendo a inefetividade de seu ataque, Andrew trouxe para suas mãos o calor de mil forjas e conjurou um martelo de guerra feito inteiramente de chamas. Não era pesado, mas o filho de Vulcano sabia da potência que seria quando o golpe atingisse o alvo, então pulou, erguendo a marreta acima da cabeça e descendo-a com toda a força, explodiu na altura de onde seria a púbis do Atronach. Se golpeasse mais para cima seria a morte certa de Adam.

Izzy resolveu não deixar aquilo para os semideuses e, cega pela fúria de seu sangue quente proveniente de Marte, tirou o machado de seu local de repouso e o levantou por cima da cabeça. Arremessou a gigantesca arma de dois gumes e ela foi projetada na direção de ambos: Adam e Golem de Gelo.


O filho de Perséfone olhou por cima do ombro, notando a arma se aproximando e girando em seu próprio eixo. Sua perna estava debilitada e, agora, seu corpo ardia com as queimaduras da arma do filho de Vulcano. Tudo pareceu desacelerar naquele surto de adrenalina. Ele precisava sair dali. Seria atingido bem nas costas. Não aguentaria mais aquele golpe.

A arma se aproximou imperdoável e resoluta.

O monstro gritava abaixo dele, como se estivesse em outra sala.

Seria bem recepcionado por sua mãe, no submundo?

A arma chegou à distância de, finalmente completar o golpe, e passou por cima de seu ombro no momento perfeito do giro, num ponto cego entre o cabo e as lâminas mortais. O grego pôde ver seu reflexo assustado brilhando na lâmina da arma quando ela se encravou diretamente na cabeça do elemental. Este se desfez em milhares de pedras de gelo e Adam caiu no chão, sentindo uma dor aguda em sua perna esquerda. O sangue misturando com a água derretida do gelo e retornando ao fluxo do Pequeno Tibre.

Estavam vivos, no final das contas.

Adam Köhler Bradshaw
Status base: 60 HP / 70 MP
- 30 HP por estaca na perna
- 10 HP por estaca no abdome
- 80 HP por labaredas de Martelo de Fogo
- 50 MP por Duplicação
- 40 MP por Intangível

Andrew J. Parker
Status base: 240 HP / 115 MP
- 15 MP por brutalidade
- 50 MP por Martelo de Fogo

Izzy Sawyer Blankenheim
Status base: 320 HP / 210 MP
- 10 MP por Carga de Poder
- 60 MP por Armadura Espectral

Golem de Gelo
Imagem do Monstro:
Status base: Morto / Morto
Dano padrão do golpe: ?? HP


Dano de Adam: 50 HP
Dano de Izzy: (30*2*1.5) = 90 de HP
Dano de Andrew: [(100 HP por Martelo de fogo) x 2 por ser fogo] x 2 por Brutalidade = 400 HP

Observações:
Se quiserem fazer um último post aqui, encerrando suas narrativas nesta batalha e logo emendando a ida para a enfermaria, estão liberados. Caso postem indo para a enfermaria, os seus status serão restaurados 100% assim que forem atualizados com as premiações deste evento.


FIM DO COMBATE. AGUARDANDO O TÉRMINO DOS DEMAIS COMBATES.
avatar
Apolo
Deuses Estagiários
Deuses Estagiários

Mensagens : 150
Data de inscrição : 12/07/2013

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Evento Relâmpago no Pequeno Tibre - Batalha de Adam, Andrew e Izzy

Mensagem por Adam Köhler Bradshaw em Dom Dez 04, 2016 8:48 pm


 
Em um momento de má escola por parte da prole de Perséfone resultará no inesperado por sua parte quase dando fim a sua vida, ao mesmo tempo que quando finalmente caiu no chão do pequeno tibre abrindo os braços ainda que tomado pela dor em sua perna esquerda ainda que mentalmente este comemora-se a vitória, buscando sentar-se na margem do pequeno tibre observando o rio levar o sangue que escorria pela perna esquerda.  — "Ao menos agora estamos a salvos e todos estamos vivos."   —  murmurou o moreno antes de tentar levantar-se mas em seguida cair novamente de costas para trás rindo da situação em que seu corpo encontrava-se após aquela luta.

O corpo exausto do jovem o obrigava a ficar ali, mas a persistência por parte do mesmo o fez a teimar novamente contra aquilo para que se retirasse do local suspirando ao sentir a dor ao novamente levantar-se caminhando de forma descompassada, antes de tropeçar e cair novamente sendo seguro por um campista ao qual estava a quebrar as ordens de toque de recolher mesmo que mentalmente agradece-se ao desconhecido, ainda sim,  sorriu por ver que era um dos campistas ao qual estava encarregado da vigília assim como outros o largando na enfermaria sob os cuidados da enfermeira que estava a cuidar dos feridos daquele devastador ataque.

A dor fora imensa enquanto a mesma limpava os ferimentos cuidadosamente, mesmo que a voz do jovem ainda sim se fizesse presente no local em um quase grito de dor antes que este finalmente cessasse os gritos de agonia em meio as faixas que eram postas em seu abdômen e principalmente na perna esquerda  para que houvesse tempo  de cicatrização daquelas feridas que se juntariam as várias outras do jovem que já estava a acostumar-se com a vida de soldado ao qual vivia, e antes que conseguisse apagar por completo a voz da mulher se fez presente.  — Você tem que ter mais cuidado, Adam.   — alertou-o antes de perceber o jovem cair no sono repentinamente, movendo a cabeça em sinal de desaprovação pelas atitudes ao qual ele costumava tomar.  


Armas:
§ - Sword of the VACUUM - Uma espada com a lamina negra, que quando o jovem a utiliza, ela pode lançar uma rajada de vácuo, que ai invés de jogar o alvo para longe, faz com que o local acertado seja contraído/esmagado de certa forma (não esmaga completo, apenas causa grande dor).

§ - Glove of Darkness - Uma luva feita da escuridão, pelo próprio Érebus, a mesma contem \\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\"escuridão\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\" assim, sempre que o necromante do mesmo desejar escuridão sairá da mesma, para que ele controle tal coisa, podendo materializar e moldar como quiser. (Sempre que utilizar sente fortes dores de cabeça)

✖ Lança Negra - Lamina curta e negra que pode ser utilizada para  atacar, defender, prender,  essa lança serve como receptor de energia escura, ou seja qualquer dom do mundo inferior, ou que não pertença ao mundo dos vivos pode ser absorvido deixando o oponente mais fraco pois possui dentro de si uma aura sugadora.  Transforma-se em um anel de poder dourado que também conduz seu dom, não pode ser retirado do dedo ou roubado por um individuo qualquer, a não ser que seja dado por boa vontade o anel gruda em seu dedo de forma que nem mesmo o mais forte dos deuses é capaz de arranca-lo de si.

✖ Relógio Tic Tac: Feito de bronze e aparentemente banhado por ouro celestial o relógio funciona conforme qualquer um dos mortais marcando horas, minutos e até mesmo segundos. Porém ao se apertar o botão ao canto direito ao do meio torna-se mais rápido em sua percepção.


acquainted
baby you're no good cause they warned me bout your type girl, i've been ducking left and right. baby you're no good, think i fell for you. you got me puttin' time in, time in, nobody got me feeling this way. you probably think i'm lying, lying, i'm used to bitches comin' right 'way. you got me touchin' on your body, to say that we're in love is dangerous, but girl i'm so glad we're acquainted
avatar
Adam Köhler Bradshaw
V Coorte
V Coorte

Mensagens : 385
Data de inscrição : 02/05/2014
Idade : 20
Localização : P.P

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Evento Relâmpago no Pequeno Tibre - Batalha de Adam, Andrew e Izzy

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 1 de 2 1, 2  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum